CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 009/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE /2014 ANEXO V LAUDO DE SONDAGEM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 009/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE.01.01.0065/2014 ANEXO V LAUDO DE SONDAGEM"

Transcrição

1 CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 00/0 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE /0 ANEXO V LAUDO DE

2 INTRODUÇÃO Neste documento estão relacionados os resultados obtidos na execução de Sondagem à Percussão tipo T em pontos da Área do terreno do Sapiens Parque de maneira a auxiliar os licitantes na projeção dos custos das edificações.

3

4 PROF. 0,0,00 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO.0, * % PROJESOFT (0)-0 0/0/0 0/0/0 0,0 AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA, ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO 0,00 LIMITE DE,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

5 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00 AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO MARRON ARGILA PCO ARENOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO -ESCURA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO.0 * PCO PCO % /0/0 /0/0 0,0,0 0 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

6 PROF.,0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO.0 * % PROJESOFT (0)-0 /0/0 /0/0 0 0 ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO,0 0 RIJA* 0 AREIA MÉDIA, COLORAÇÃO,0,00hs SILTE ARENOSO, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

7 PROJESOFT (0)-0 PROF.,0,0 SILTE ARENOSO, COLORAÇÃO ALTERAÇÃO DE ROCHA, COLORAÇÃO IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO.0 * % /0/0 /0/ ,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

8 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0,0 * PCO FOFA** 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

9 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0, * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

10 PROF..0 0 * % PROJESOFT (0) /0/0 0/0/0,0,0 0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO RIJA* 0 0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - 0

11 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AMARELA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0, * PCO PCO PCO 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

12 PROF. 0,0,00 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA.0, * % PROJESOFT (0)-0 0/0/0 0/0/0 0,0,0,00,0,00 0 AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO 0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

13 PROF. 0,0 0,0,0,0,0,0,00 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO.0 * PCO PCO % PROJESOFT (0)-0 /0/0 /0/0 0,0 0 ARGILA COLORAÇÃO 0,0,0 ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO,00hs ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

14 PROF. 0,0 0 ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO.0 * 0 % PROJESOFT (0)-0 /0/0 /0/0 ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO,0 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO RIJA* 0 0 0,0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

15 PROJESOFT (0)-0 PROF.,0,0 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ALTERAÇÃO DE ROCHA, COLORAÇÃO IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO.0 * RIJA* 0 % /0/0 /0/0 0 0,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

16 PROF..0, * % PROJESOFT (0) /0/0 0/0/0,0,0,0,0 0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO FOFA** 0 PCO 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T 0 / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

17 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0,0 * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

18 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AMARELA AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE., * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

19 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE., * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

20 PROF. 0,0 0,0,0,0,0,0 0,0,00hs,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA FINA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO CLARA AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 FUNDAÇÃO CERTI Inicio Fim,00,00,0. * RIJA* RIJA* 0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC % PROJESOFT (0)-0 0/0/0 0/0/ cm INICIAIS 0,0 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - 0

21 PROF.,0,0,0,0,00hs 0 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AMARELA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ALTERAÇÃO DE ROCHA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 FUNDAÇÃO CERTI Inicio Fim,00,00,0. * RIJA* RIJA* MUITO RIJA* RIJA* MUITO RIJA* 0 0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T B / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC % /0/0 0/0/0 0 PROJESOFT (0)-0 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

22 PROF. 0,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE., * PCO 0 % /0/0 0/0/0 PROJESOFT (0)-0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

23 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0 0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AEIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * 0 % /0/0 /0/ ,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO CO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

24 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * 0 % /0/0 /0/ ,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

25 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ESCURA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA LIMITE DE. * PCO PCO 0 % /0/0 /0/ ,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

26 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO PCO 0 % /0/0 /0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

27 PROF. 0,0. * % AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AMARELA PROJESOFT (0) /0/0 /0/0 0,,0,0,0,00,00 0 AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO 0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0, Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

28 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO CLARA AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0 * 0 % /0/0 /0/0 0,,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0, Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

29 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.,0 * 0 % 0 0 0/0/0 0/0/ ,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

30 PROF. 0,0,0,0,0,00,0 0,0,00,0,00hs,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,0 Inicio Fim,00,00,0. * PCO 0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC % /0/0 /0/0 PROJESOFT (0)-0 0 cm INICIAIS,0 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - 0

31 PROJESOFT (0)-0 PROF.,0,0,0 0 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA MUITO ARGILOSA, COLORAÇÃO ALTERAÇÃO DE ROCHA, COLORAÇÃO IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO. * RIJA* 0 0 % /0/0 /0/0 0,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

32 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,0 0,0,0,0,00hs,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AMARELA,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 Inicio Fim,00,00,0. * PCO PCO 0 RIJA* por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC % PROJESOFT (0)-0 /0/0 0/0/0 0 cm INICIAIS 0,0 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

33 PROJESOFT (0)-0 PROF.,0,0,0,0 0 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AMARELA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA GROSSA, COLORAÇÃO IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO. * RIJA* RIJA* 0 RIJA* 0 % /0/0 0/0/0,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

34 PROF. 0,,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COLORAÇÃO CLARA LIMITE DE. * PCO 0 % /0/0 /0/0 PROJESOFT (0)-0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

35 0,0 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 PROF. LÂMINA D'AGUA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO PCO 0 % /0/0 0/0/0 PROJESOFT (0)-0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - Reg. CREA SC S -

36 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

37 PROF.. * % PROJESOFT (0) /0/0 /0/0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO FOFA** 0 0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

38 PROF. 0,0,0,0,00,0,0,0 0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO FOFA** MUITO PCO 0 % / /0/0 /0/0 PROJESOFT (0)-0 0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) :,00 Estagio (cm) :,00,00 Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

39 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,00hs,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 Inicio Fim,00,00,0. * PCO PCO 0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC %, PROJESOFT (0)-0 /0/0 /0/0 0 cm INICIAIS 0,0 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

40 PROF.,0,0,0,00hs 0 0 AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA MUITO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO 0,0 Inicio Fim,00,00,0. * PCO RIJA* RIJA* 0 0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC %, PROJESOFT (0)-0 /0/0 /0/0 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - 0

41 PROJESOFT (0)-0 PROF.,0,0 ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO ALTERAÇÃO DE ROCHA, COLORAÇÃO IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO. * RIJA* 0 % 0 /0/0 /0/ / 0,0m = IMPENETRÁVEL À PERCUSSÃO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,0 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC, 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

42 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ORGÂNICA, TURFOSA, COLORAÇÃO PRETA ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0 * MUITO MUITO 0 % / 0 / / 0/0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

43 PROJESOFT (0)-0 PROF.. * % /0/0 0/0/0,0,0,00 ARGILA ORGÂNICA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO MUITO / / / / 0 0,0,0,0 0,0,00 0 ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE MUITO / / 0 /,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

44 PROF.. * % PROJESOFT (0) /0/0 0/0/0,0,0,0,0,0,0 0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO PCO 0 RIJA* 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

45 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ORGÂNICA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * MUITO PCO PCO 0 % / 0 / 0 0/0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

46 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO PCO 0 % /0/0 0/0/0 PROJESOFT (0)-0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

47 PROF. 0,0. * ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO % PROJESOFT (0) /0/0 /0/0 0,0,0,0,0,0,0,00,00 0 AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE MUITO PCO 0 / /,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

48 PROF. 0,0,0,0,0,0,0,0 0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE., * FOFA** PCO RIJA* PCO 0 % /0/0 0/0/0 PROJESOFT (0)-0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

49 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA PCO ARENOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA SILTOSA, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO ARGILA PCO ARENOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE., * MUITO MUITO 0 % / / 0 / / 0/0/0 0/0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

50 PROJESOFT (0)-0 PROF.. 0 * % /0/0 0/0/0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO PCO 0,0,0,00,0,0,0 ARGILA PCO ARENOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO PCO 0 ARGILA SILTOSA, PCO ARENOSA, COLORAÇÃO 0,00 LIMITE DE,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 /0/00 T / Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: - 0

51 PROF.. * % PROJESOFT (0) /0/0 /0/0 0,0,0,0,0 0,0,00,00 0 AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE PCO 0 0 0,00m = LIMITE DE POR SOLCIITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

52 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO CLARA AREIA ARGILOSA, COM FRAGMENTOS DE CONCHAS, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AMARELA AREIA FINA, PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE.0 * PCO 0 % /0/0 0/0/0 0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLCITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

53 PROJESOFT (0)-0 PROF. 0,0,0,0,0,00,00 0 ARGILA ARENOSA, COLORAÇÃO ESCURA AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, TURFOSA, COLORAÇÃO AREIA PCO ARGILOSA, COLORAÇÃO AREIA ARGILOSA, COLORAÇÃO LIMITE DE. * PCO 0 % /0/0 /0/0 0,0,00m = LIMITE DE POR SOLICITAÇÃO DO,00hs 0,0 Inicio Fim,00,00,00 por tempo - 0 min. Profun. de Inicio : Estagio (cm) : Estagio (cm) : Estagio (cm) : 0 cm INICIAIS 0 cm FINAIS Amostrador : ø I = / " ø E = " ø Revestimento = /" Peso = kg Alt. Queda = cm : 00 0/0/00 T Rua Carlos Rieschbieter, - CEP BLUMENAU - SC Reg. CREA SC S - Fone 0(xx)-: - Fax 0(xx)-: -

54

NA INICIAL:0,00 15:30Hrs 22/06/09 COTA(m) RN: (m) FINAL:0,00 09:00Hrs 24/06/09 AMOSTRADOR - Ø EXTERNO 2"

NA INICIAL:0,00 15:30Hrs 22/06/09 COTA(m) RN: (m) FINAL:0,00 09:00Hrs 24/06/09 AMOSTRADOR - Ø EXTERNO 2 SONDAGEM SP Nº 07 NA INICIAL:0,00 :30Hrs /0/09 COTA(m) RN: (m) FINAL:0,00 09:00Hrs 4/0/09 AMOSTRADOR - Ø EXTERNO " DATA:/0/09 Nº DE GOLPES 30cm INICIAIS --------------- REVESTIMENTO - Ø 1/" 0 1 0 0 3 0

Leia mais

Porto Alegre, 10 de agosto de 2010 À TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO

Porto Alegre, 10 de agosto de 2010 À TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Porto Alegre, de agosto de 0 À TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA ª REGIÃO Ref. OBRA OS0/ RUA DE JULHO, S/N - SANT O ÂNGELO/RS Ass.: Relatório de Sondagem Prezados Senhores: Vimos através desta apresentar-lhes

Leia mais

SONDAGEM SP.01 888,371

SONDAGEM SP.01 888,371 E= 0..0, N= 0. * PROJESOFT (0)-0 0 0 0 0 0 0 0 /0/ /0/,0,0,0,,0 ATERRO ARGILOSO COLORAÇÃO VERMELHA E CINZA ARGILA ARENOSA COLORAÇÃO MARROM E CINZA / /,,m = IMPENETRÁVEL AO AMOSTRADOR -,m = IMPENETRÁVEL

Leia mais

Prof. (m) Areia fina siltosa marrom. Areia fina marrom. Areia siltosa com pedregulhos variegada (amarela) Areia fina variegada (amarela)

Prof. (m) Areia fina siltosa marrom. Areia fina marrom. Areia siltosa com pedregulhos variegada (amarela) Areia fina variegada (amarela) Cliente: Sondagem: RS 1735 SP-01 Obra: Campus Experimental Folha: 01/03 Local: Jazida Mineração Veiga Cota do Furo: +0.27 m Município: Araquari SC Na: -2.55 m 01 siltosa marrom 08 02 marrom 09 03 marrom

Leia mais

SONDAGEM A TRADO INICIO PERFIL INDIVIDUAL INTERCEPTOR DE ESGOTO Córrego Brejo Alegre - Araguari / MG TECMINAS ENGENHARIA

SONDAGEM A TRADO INICIO PERFIL INDIVIDUAL INTERCEPTOR DE ESGOTO Córrego Brejo Alegre - Araguari / MG TECMINAS ENGENHARIA FN. (017) 334-334 - CEP. 02-080 CLIENTE 0,39 /08/2014 TÉRMINO /08/2014 ATERRO DE AREIA FINA, ARGILOSA, MARROM ACINZENTADA. 903,090 ST.01 AREIA FINA, MUITO ARGILOSA, AMARELA ACINZENTADA. 2,63 cinza ARGILA

Leia mais

Associado à. Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS

Associado à. Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS Associado à Associação Brasileira de Mecânica do Solos 38 ANOS 38 ANOS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA PONTE PARAUAPEBAS - PARÁ DATA Outubro de 2011 Belém, 11 de outubro de 2011 Referência: Ponte em Parauapebas,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE ÁGUA & MINÉRIO SONDAGENS DE SOLO LTDA SONDAGENS DE SIMPLES RECONHECIMENTO - SPT NBR 6484 e NBR 8036 da ABNT INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS IBIRAMA Rua Getúlio Vargas, 3006 Bela Vista Furos F-1 a

Leia mais

2 03/11 Relatório Final R.A. O.S. O.A. PU. 1 30/09 Alterado Endereço do Terreno R.A. O.S. O.A. PU

2 03/11 Relatório Final R.A. O.S. O.A. PU. 1 30/09 Alterado Endereço do Terreno R.A. O.S. O.A. PU Código Rev. Folha SD.KLA.PA.RE.001 2 1/ Código do cliente Rev. 0 KLABIN S. A. PARANAGUA PR TERRENO ROCHA RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO GEOTÉCNICA FUROS DE SONDAGENS Cliente : KLABIN S. A. Obra : LEVANTAMENTO

Leia mais

ANEXO 1. DOCUMENTAÇÃO FOTOGRÁFICA DOS LOCAIS DE SONDAGEM A TRADO km 353

ANEXO 1. DOCUMENTAÇÃO FOTOGRÁFICA DOS LOCAIS DE SONDAGEM A TRADO km 353 ANEXO 1 DOCUMENTAÇÃO FOTOGRÁFICA DOS LOCAIS DE SONDAGEM A TRADO km 353 Foto 1 Vista do local de execução da sondagem a trado ST-01 (km353). Foto 2- Vista dos tipos de materiais ocorrentes no local da sondagem

Leia mais

RELATÓRIO SONDAGENS A PERCUSSÃO

RELATÓRIO SONDAGENS A PERCUSSÃO RELATÓRIO SONDAGENS A PERCUSSÃO NBR /00 INSTITUTO FEDERAL DE EDUÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TARINENSE Áreas de Estudo: terreno onde será implantado o Campus de Brusque DGEO GEOLOGIA E ENGENHARIA AMBIENTAL

Leia mais

AGETOP AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS RELATÓRIO DE SONDAGEM A PERCUSSÃO

AGETOP AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS RELATÓRIO DE SONDAGEM A PERCUSSÃO AGETOP AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES E OBRAS RELATÓRIO DE SONDAGEM A PERCUSSÃO Av. JC-15, com R.BF-25 e BF-23, Jd. Curitiba Cidade: Goiânia GO Goiânia, 11 de outubro de 2011. AGETOP AGÊNCIA GOIANA DE TRANSPORTES

Leia mais

Boletim de campo para sondagem/ poço de monitoramento

Boletim de campo para sondagem/ poço de monitoramento Sigla SP1 Data de início 21/12/2009 Data de término 21/12/2009 UTM - N (m) 7.382.650 Diâmetro da perfuração 4 UTM - E (m) 327.753 Diâmetro da Instalação - Altitude do terreno (m) Prof. total do poço (m)

Leia mais

Professor Douglas Constancio. 1 Elementos especiais de fundação. 2 Escolha do tipo de fundação

Professor Douglas Constancio. 1 Elementos especiais de fundação. 2 Escolha do tipo de fundação Professor Douglas Constancio 1 Elementos especiais de fundação 2 Escolha do tipo de fundação Americana, junho de 2005 0 Professor Douglas Constancio 1 Elementos especiais de fundação Americana, junho de

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO. Setor de Autarquias Norte Quadra 04 Bloco B - BRASÍLIA-DF

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO. Setor de Autarquias Norte Quadra 04 Bloco B - BRASÍLIA-DF ENGENHARIA DE SOLOS E INFRA-ESTRUTURA LTDA FUNDAÇÕES SONDAGENS CONSULTORIA TECNICA REFORÇO DE ESTRUTURAS Ref.: Setor de Autarquias Norte Quadra 04 Bloco B - BRASÍLIA-DF DS: Prezados Senhores, Estamos apresentando

Leia mais

RELATÓRIO DE SONDAGEM - SPT

RELATÓRIO DE SONDAGEM - SPT FL. 201 MASTERSOLO Engenharia Ltda RELATÓRIO DE SONDAGEM - SPT CLIENTE: OBRA.- ENDEREÇO: RUA TAMANDARÉ, ESQ. AV JOSÉ FERREIRA DE SANTANA QD-323-B.LT-6- RESIDENCIAL GOBATO CIDADE: GOIATUBA - GO MASTERSOLO

Leia mais

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS

PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE ROCHAS - ESPECIFICAÇÕES GERAIS PRESCRIÇÕES PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE SONDAGEM MISTA E PROJETO DE DESMONTE DE - ESPECIFICAÇÕES GERAIS Revisão n.º 1 2 3 4 5 7 Data 18/03/11 Responsável Heber 1/14 INDICE 1. OBJETIVO... 3 2. ELEMENTOS

Leia mais

RELATÓRIO DE SONDAGEM

RELATÓRIO DE SONDAGEM Vitória, 19 de junho de 201 RELATÓRIO DE SONDAGEM CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KENNEDY OBRA/LOCAL: SANTA LUCIA - PRESIDENTE KENNEDY CONTRATO: ETFC.0..1.00 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...02 PERFIL

Leia mais

SP- 1. RMX (tf) DMX (milímetros) 100,96. TORQUE (kgfm) Max. Res ATERRO DE AREIA FINA SILTOSA,. PISO DE CONCRETO USINADO. 0,10 0,28

SP- 1. RMX (tf) DMX (milímetros) 100,96. TORQUE (kgfm) Max. Res ATERRO DE AREIA FINA SILTOSA,. PISO DE CONCRETO USINADO. 0,10 0,28 APRESENTAÇÃO Em prosseguimento à nossa campanha de divulgação de ensaios de carregamento dinâmico realizados em obras da nossa responsabilidade, e por ocasião do SEFE V no ano de, retratamos neste trabalho

Leia mais

Fls.: 3 / 6. Avenida Augusto Chermont Abaetetuba - PA. Cliente: D A T A : 09/05/2013. Relatório nº : 082 / 2013

Fls.: 3 / 6. Avenida Augusto Chermont Abaetetuba - PA. Cliente: D A T A : 09/05/2013. Relatório nº : 082 / 2013 Iníci: 0/0/ d /0/ N de Glpes / 0 SP 0 D Nível d água Inicial: 0,0m Final: 0,m 0 0 0 0/0/ / Relatóri nº : 0 / Intern :. mm Pes kg extern : 0. mm Altura de queda : cm Revestiment :. mm Simblgidtada: Nº-SPT

Leia mais

INVESTIGAÇÕES GEOTÉCNICAS PARA O

INVESTIGAÇÕES GEOTÉCNICAS PARA O INVESTIGAÇÕES GEOTÉCNICAS PARA O PROJETO DE FUNDAÇÕES O SOLO, NUM PROBLEMA DE FUNDAÇÕES DEVE SER ACEITO TAL COMO SE APRESENTA Para um projeto de fundações bem elaborado, deve-se conhecer: -os tipos de

Leia mais

SONDAGEM À PERCUSSÃO DATA: 15/04/2010 HORA: 07:36 / 23:41 COTA : 2,23 COORDENADAS: N: 748137.82 E: 982 8295.35

SONDAGEM À PERCUSSÃO DATA: 15/04/2010 HORA: 07:36 / 23:41 COTA : 2,23 COORDENADAS: N: 748137.82 E: 982 8295.35 SONDAGEM TMU 2 : 15/04/2010 HORA: 07:36 / 23:41 COTA : 2,23 COORDENADAS: N: 748137.82 E: 982 8295.35 SP-01 0.00 Obs: Extremidade do revestimento ao N.A 1,50 COTA: 2.48 COTA: 2,23 N.A MAX. Lámina D'agua

Leia mais

PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC)

PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC) PROJETO BÁSICO COM DETALHAMENTO CONSTRUTIVO DOS MOLHES DE FIXAÇÃO DA BARRA DO RIO ARARANGUÁ, MUNICÍPIO DE ARARANGUÁ (SC) PRODUTO III INVESTIGAÇÕES GEOTÉCNICAS SONDAGEM DE SIMPLES RECONHECIMENTO POR SPT

Leia mais

Faculdade de Engenharia Departamento de Estruturas e Fundações

Faculdade de Engenharia Departamento de Estruturas e Fundações 1. MÉTODOS DIRETOS Os métodos diretos englobam todas as investigações que possibilitam a visualização do perfil e retirada de amostra. Os procedimentos de investigação são bem definidos nas normas ABNT

Leia mais

Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem

Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem !! Anexo 4 F Laudos e informações sobre sondagem Secretaria Municipal de Desenvolvimento Avenida Alvares Cabral, 200 / 11º andar Centro CEP 30170-000 Belo Horizonte/MG Fone: (031) xxxx-xxxx - Fax: xxxx-xxxx

Leia mais

ANEXO: PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA

ANEXO: PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA ANEXO: PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA Geestrada, Lda Via Oriental do concelho de Cascais Troço RECONHECIMENTO GEOLÓGICO-GEOTÉCNICO R.P0.0.0 VOC Troço ÍNDICE pág. I INTRODUÇÃO II TRABALHOS REALIZADOS.. III ENQUADRAMENTO

Leia mais

ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL)

ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL) ANEXO 4 SONDAGEM (ORIGINAL) 1. RELATÓRIO DE SONDAGEM 1.1 Objetivos O presente relatório tem por objetivo descrever os critérios e procedimentos adotados na execução dos serviços de sondagem geotécnica

Leia mais

BR-290/BR-116/RS Ponte sobre o Rio Guaíba Pista Dupla com 3 Faixas Porto Alegre, Eldorado do Sul

BR-290/BR-116/RS Ponte sobre o Rio Guaíba Pista Dupla com 3 Faixas Porto Alegre, Eldorado do Sul CARACTERIZAÇÃO DE SOLOS MOLES DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE E SUAS MELHORIAS COM ADIÇÃO DE CAL V WORKSHOP DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO NAS CONCESSÕES Apresentação Lélio A. T. Brito, MSc., CONCEPA

Leia mais

À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA.

À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA. RELATÓRIO N 002/2013 À INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL - DEPARTAMENTO DA PARAIBA. Largo São Frei Pedro Gonçalves, n 02, Varadouro - João Pessoa/PB. SONDAGEM SPT SONDAGEM DE SIMPLES RECONHECIMENTO COM

Leia mais

Portfólio de Soluções. Sistemas SPTSis ROTSis MIXSis

Portfólio de Soluções. Sistemas SPTSis ROTSis MIXSis Portfólio de Soluções Sistemas SPTSis ROTSis MIXSis Conheça as opiniões dos nossos clientes... Em um serviço com oitenta furos, gastamos menos de quatro horas para gerar todos os relatórios de sondagem.

Leia mais

- - OBJETO Relatório de Sondagem SPT PROJETISTA RESP. TÉCNICO VERIFICAÇÃO PMSJC APROVAÇÃO PMSJC

- - OBJETO Relatório de Sondagem SPT PROJETISTA RESP. TÉCNICO VERIFICAÇÃO PMSJC APROVAÇÃO PMSJC CÓDIGO RV. ST.000.C.0.CPC.GTN..00 00 DOCUMNTO TÉCNICO MISSÃO FOLH Setebro/0 MITNT CONSÓRCIO PLNSRVI - COBRP / VI BNHDO MPRNDIMNTO VI BNHDO TRCHO SUB TRCHO - - OBJTO Relatório de Sondage SPT PROJTIST RSP.

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2015 ANEXO I-E SONDAGEM DE SOLO DO TERRENO

TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2015 ANEXO I-E SONDAGEM DE SOLO DO TERRENO SEÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS Rua Deodoro da Fonseca, 7 Centro Natal/RN CEP:.0-00. Fone: () - Fax: () -1 TOMADA DE PREÇOS Nº 01/ ANEXO I-E SONDAGEM DE SOLO DO TERRENO Tomada de Preços nº 01/ PRRN RELATÓRIO

Leia mais

BASENG Engenharia e Construção LTDA

BASENG Engenharia e Construção LTDA RELATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO GEOLÓGICO- GEOTÉCNICA: SONDAGEM A PERCUSSÃO LT2 ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO CONTRUÇÃO DE UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO HOSPITAL E MATERNIDADE Praia de Boiçucanga São Sebatião / SP

Leia mais

LISTA 1 CS2. Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP

LISTA 1 CS2. Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP LISTA 1 CS2 Cada aluno deve resolver 3 exercícios de acordo com o seu númeo FESP Final 1 exercícios 3, 5, 15, 23 Final 2 exercícios 4, 6, 17, 25 Final 3- exercícios 2, 7, 18, 27 Final 4 exercícios 1 (pares),

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL Secretaria de Estado de Administração - SAD Superintendência de Licitação Mapa Estimativo

GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL Secretaria de Estado de Administração - SAD Superintendência de Licitação Mapa Estimativo GOVERNO DO ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL Secretaria de Estado de Administração - SAD Superintendência de Licitação Mapa Estimativo Item Lote LOTE 00 id Equipo macrogotas confeccionado em poliuretano isento

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA DO RIO GRANDE DO SUL RUA VISCONDE DE PELOTAS, 227 CAXIAS DO SUL/RS

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA DO RIO GRANDE DO SUL RUA VISCONDE DE PELOTAS, 227 CAXIAS DO SUL/RS RELATÓRIO DE SONDAGEM E MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA DO RIO GRANDE DO SUL RUA VISCONDE DE PELOTAS, CAXIAS DO SUL/RS Responsáveis técnicos Eng. Norton Quites Eng. Civil - Crea-RS

Leia mais

Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Suporte de Monitor

Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Suporte de Monitor Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Suporte de Monitor 1 1) IDENTIFICAÇÃO DO FABRICANTE RELIZA COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA ME Rua GUILHERME SCHARF, N 2547 CEP 89062-000 BAIRRO FIDELIS - BLUMENAU - SC CNPJ:

Leia mais

LAUDO GEOLÓGICO GEOTÉCNICO GUARITUBA

LAUDO GEOLÓGICO GEOTÉCNICO GUARITUBA LAUDO GEOLÓGICO GEOTÉCNICO GUARITUBA LOCALIZAÇÃO E ACESSO A região de Guarituba esta localizada no Município de Piraquara entre o rio Iguaçu e o rio Itaqui. Os principais acessos à área são a PR 415 e

Leia mais

7.0 PERMEABILIDADE DOS SOLOS

7.0 PERMEABILIDADE DOS SOLOS 7.0 PERMEABILIDADE DOS SOLOS 7.1 Introdução A permeabilidade é a propriedade que o solo apresenta de permitir o escoamento da água através s dele. O movimento de água através s de um solo é influenciado

Leia mais

Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010)

Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010) Tópicos Especiais de Engenharia Civil ALBUQUERQUE SOBRINHO, E. J. (2010) Introdução Investigações diretas e indiretas Qual sua importância e aplicação? Quais as técnicas empregadas nas investigações diretas

Leia mais

UNIP - Universidade Paulista Campus Brasília. ICET Instituto de Ciências e Tecnologia PROJETO DE FUNDAÇÕES POR ESTACA DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL

UNIP - Universidade Paulista Campus Brasília. ICET Instituto de Ciências e Tecnologia PROJETO DE FUNDAÇÕES POR ESTACA DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL UNIP - Universidade Paulista Campus Brasília ICET Instituto de Ciências e Tecnologia PROJETO DE FUNDAÇÕES POR ESTACA DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL PROJETO DE FUNDAÇÕES POR ESTACA DE UM EDIFÍCIO RESIDENCIAL

Leia mais

PINÇA PNEUMÁTICA COM TRÊS GARRAS - SÉRIE P12

PINÇA PNEUMÁTICA COM TRÊS GARRAS - SÉRIE P12 PINÇA PNEUMÁTICA COM TRÊS GARRAS - SÉRIE P robusta de alta precisão com três garras e autocentrante. Dupla ação, prende a peça interna ou externamente. O corpo é feito de alumínio endurecido altamente

Leia mais

AULA 5. NBR 6122- Projeto e Execução de Fundações Métodos Empíricos. Relação entre Tensão Admissível do Solo com o número de golpes (N) SPT

AULA 5. NBR 6122- Projeto e Execução de Fundações Métodos Empíricos. Relação entre Tensão Admissível do Solo com o número de golpes (N) SPT AULA 5 NBR 6122- Projeto e Execução de Fundações Métodos Empíricos Relação entre Tensão Admissível do Solo com o número de golpes (N) SPT março 2014 Disciplina - Fundações Zeide Nogueira Furtado Relação

Leia mais

13 a Aula. Escolha do Tipo de Fundação

13 a Aula. Escolha do Tipo de Fundação Mecânica dos Solos e Fundações PEF a Aula Escolha do Tipo de Fundação Considerações Iniciais Dados: Planta de pilares Cargas Perfil de solo Verificação da ordem de grandeza das cargas apresentadas pelo

Leia mais

FUNDAÇÕES I TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO DO SOLO

FUNDAÇÕES I TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO DO SOLO FUNDAÇÕES I TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO DO SOLO PROJETO DE FUNDAÇÕES Etapa importante de qualquer construção, de todos os portes. Pense!!!! PENSE!!!!!! PENSE!!!! PENSE!!!!!! PENSE!!!!!! PENSE!!!!!! É SOBRE

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE ÁGUA & MINÉRIO SONDAGENS DE SOLO LTDA SONDAGENS DE SIMPLES RECONHECIMENTO - SPT NBR 6484 e NBR 8036 da ABNT INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE CAMPUS ARAQUARI BR 280, km 27,

Leia mais

RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013

RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013 RELATÓRIO: 01-9013 OBRA: MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO LOCAL: ESPINHEIRO RECIFE/PE CLIENTE: POLICONSULT DATA: JULHO DE 2013 APRESENTAÇÃO A POLICONSULT Associação Politécnica de Consultoria apresenta o

Leia mais

Eixo Temático ET-06-003 - Recuperação de Áreas Degradadas CARACTERIZAÇÃO DOS SOLOS PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA BIORRETENÇÃO EM LOTES RESIDENCIAIS

Eixo Temático ET-06-003 - Recuperação de Áreas Degradadas CARACTERIZAÇÃO DOS SOLOS PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA BIORRETENÇÃO EM LOTES RESIDENCIAIS 318 Eixo Temático ET-06-003 - Recuperação de Áreas Degradadas CARACTERIZAÇÃO DOS SOLOS PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA BIORRETENÇÃO EM LOTES RESIDENCIAIS Mayco Sullivan Araújo de Santana RESUMO Para implantar

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA SC 584 SC. www.giragrill.com PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA 584 SC 584 SC www.giragrill.com ELEVGRILL Medidas: E A C B D QUADRO BASE Modelo Prime / SC Medidas em centímetros A B C D E Qtde. Espetos ELEVGRILL 584 49 38 59 49

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO: SONDAGEM À PERCUSSÃO

RELATÓRIO TÉCNICO: SONDAGEM À PERCUSSÃO Belo Horizonte, de março de 07. RL 06 RELATÓRIO TÉCNICO: SONDAGEM À PERCUSSÃO (Segundo as Normas Brasileiras NBR 68 e NBR 750) Responsável Técnico: Engenheiro Rogério Avelar Marinho Fillho (CREA:08.86/D)

Leia mais

Cimapi. otimize sua produção com equipamentos e acessórios adequados ao seu espaço de trabalho! catálogo linha. Pizzaria

Cimapi. otimize sua produção com equipamentos e acessórios adequados ao seu espaço de trabalho! catálogo linha. Pizzaria Cimapi otimize sua produção com equipamentos e acessórios adequados ao seu espaço de trabalho! catálogo linha Pizzaria Mesa Pizzaiola Refrigerada Organizador de Comandas Tampo em Granito 13 cubas GN ¼

Leia mais

RELATÓRIO DE SONDAGEM À PERCUSSÃO COM SPT EXECUTADAS NA SGAN 909, LOTES D E E - ASA NORTE / DF INTERESSADO (A):

RELATÓRIO DE SONDAGEM À PERCUSSÃO COM SPT EXECUTADAS NA SGAN 909, LOTES D E E - ASA NORTE / DF INTERESSADO (A): RELATÓRIO DE SONDAGEM À PERCUSSÃO COM SPT EXECUTADAS NA SGAN 909, LOTES D E E - ASA NORTE / DF INTERESSADO (A): Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios - TJDFT PUBLICAÇÃO: Reforsolo 2033/15

Leia mais

Ensaio Pressiométrico. Introdução à Geotecnia

Ensaio Pressiométrico. Introdução à Geotecnia Ensaio Pressiométrico Introdução à Geotecnia 2014 Pressiômetro em perfuração PBP - Pressiômetro em perfuração Pressiômetro autoperfurante SPB Pressiômetro autoperfurante PARÂMETROS GEOTÉCNICOS PBP Pressiômetro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARECHAL DEODORO Secretaria Municipal de Administração

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARECHAL DEODORO Secretaria Municipal de Administração PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MARECHAL DEODORO Secretaria Municipal de Administração Um íugar melhor para todos Ofício n^. 04-149/2011/SEMAD Marechal Deodoro, 04 de

Leia mais

Estudo Comparativo do Coeficiente de Absorção dos Solos do Terciário de Maceió-Al, com os Valores Sugeridos por Norma

Estudo Comparativo do Coeficiente de Absorção dos Solos do Terciário de Maceió-Al, com os Valores Sugeridos por Norma COBRAMSEG 00: ENGENHARIA GEOTÉCNICA PARA O DESENVOLVIMENTO, INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE. 00 ABMS. Estudo Comparativo do Coeficiente de Absorção dos Solos do Terciário de Maceió-Al, com os Valores Sugeridos

Leia mais

ANEXO II MODELO DE PROPOSTA PROPOSTA DE PREÇOS PADRONIZADA

ANEXO II MODELO DE PROPOSTA PROPOSTA DE PREÇOS PADRONIZADA PROCESSO LICITATÓRIO N 2014.09.25.001 PREGÃO PRESENCIAL N 036/2014 Razão Social: CNPJ: Endereço: CEP: Fone: Fax: Banco: Agência N.º: Conta Corrente n.º: ANEXO II MODELO DE PROPOSTA PROPOSTA DE PREÇOS PADRONIZADA

Leia mais

ANEXO A5.1. Interpretação Areia Terra arenosa Terra orgânica. Peneiração expedita Argilosa Arenosa Pedregoso

ANEXO A5.1. Interpretação Areia Terra arenosa Terra orgânica. Peneiração expedita Argilosa Arenosa Pedregoso ANEXO A5.1 Tabela A5.1 - Registo e interpretação dos ensaios de avaliação qualitativa das propriedades da terra, adaptado de [Neves et al, 2009] Nome da amostra Localização Operador C2 Penajóia-Lamego

Leia mais

Cento 31 R$ 377,00 R$ 11.687,00 Marca:Parafix LOTE 13. Cento 31 R$ 296,00 R$ 9.176,00 Marca: Parafix LOTE 15

Cento 31 R$ 377,00 R$ 11.687,00 Marca:Parafix LOTE 13. Cento 31 R$ 296,00 R$ 9.176,00 Marca: Parafix LOTE 15 Extrato das Atas de Registro de Preços n 00/203, n 002/203, n 003/203, n 004/203, n 005/203 e n 006/203, referentes ao Pregão Eletrônico nº. 69/203 - SRP Interessado: Secretaria Municipal de Obras e Serviços

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT RODOVIA : BR-304/CE TRECHO : ENTR. BR-116 (BOQUEIRÃO DO CESÁRIO) DIVISA CE/RN SUBTRECHO

Leia mais

Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto

Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto OBJETIVO GERAL Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto A instalação de esgoto doméstico tem a finalidade de coletar e afastar da edificação todos os despejos provenientes do uso da água para fins higiênicos,

Leia mais

Identificação de Solos Moles em Terrenos Metamórficos Através de Sondagem Barra Mina.

Identificação de Solos Moles em Terrenos Metamórficos Através de Sondagem Barra Mina. Identificação de Solos Moles em Terrenos Metamórficos Através de Sondagem Barra Mina. Marcio Fernandes Leão UFRJ e UERJ, Rio de Janeiro, Brasil, marciotriton@hotmail.com RESUMO: Em terrenos estudados na

Leia mais

CAP. 3 METODOLOGIA PARA EXECUÇÃO DE FUNDAÇÕES EM SOLO-CIMENTO PLÁSTICO AUTO ADENSÁVEL

CAP. 3 METODOLOGIA PARA EXECUÇÃO DE FUNDAÇÕES EM SOLO-CIMENTO PLÁSTICO AUTO ADENSÁVEL 3.1 CAP. 3 METODOLOGIA PARA EXECUÇÃO DE FUNDAÇÕES EM SOLO-CIMENTO PLÁSTICO AUTO ADENSÁVEL Professor Dickran Berberian: Fundações Muito Econômicas de Solo Cimento Plástico (2015) No prelo. Editora Infrasolo

Leia mais

PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 10 20 Unid. TINTA RELEVO DIMENSIONAL frasco com 25g, na cor rosa. CREAS:4 PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 11 20

PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 10 20 Unid. TINTA RELEVO DIMENSIONAL frasco com 25g, na cor rosa. CREAS:4 PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 11 20 ANEXO II Aquisição de material de artesanato para uso nas atividades desenvolvidas nos projetos sociais junto ao CRAS, coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social Item Quant. Unidade

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL TERESINA - PIAUÍ PROSPECÇÃO GEOTÉCNICA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE PENEDO-AL RUA EM PROJETO A (LAGOA DO OITEIRO), PENEDO-AL SETEMBRO/ 2014 RELATÓRIO RS-23.09/2014 ÍNDICE

Leia mais

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA

PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA PROJETO DE CHURRASQUEIRA EM ALVENARIA ELEVGRILL 704 48,5 70, 4 MEDIDAS EM CENTÍMETROS 46,3 61, 1* 38,3* * Medidas D e E referem-se ao quadro inferior que encaixa no braseiro revestido de placas refratárias

Leia mais

DFA em Engenharia de Estruturas. Fundações de Estruturas. Ensaios de campo. Jaime A. Santos (IST)

DFA em Engenharia de Estruturas. Fundações de Estruturas. Ensaios de campo. Jaime A. Santos (IST) DFA em Engenharia de Estruturas Fundações de Estruturas Ensaios de campo Jaime A. Santos (IST) Ensaio de penetração dinâmica SPT O ensaio SPT (Standard Penetration Test) é realizado na base de um furo

Leia mais

TEXTURA E GRANULOMETRIA DOS SOLOS

TEXTURA E GRANULOMETRIA DOS SOLOS TEXTURA forma e tamanho das partículas GRANULOMETRIA medida dos tamanhos das partículas COMPORTAMENTO MECÂNICO TEXTURA PROPRIEDADES HIDRÁULICAS CLASSIFICAÇÃO TEXTURAL Quanto ao tamanho dos grãos solos

Leia mais

TERMO DE COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇOS N.º 47/2010 CO.21185

TERMO DE COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇOS N.º 47/2010 CO.21185 TERMO DE COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇOS N.º 47/2010 CO.21185 A, órgão administrativo do MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, torna público que realizará COTAÇÃO ELETRÔNICA DE PREÇOS, consoante

Leia mais

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL PARECER DE GEOTECNIA

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL PARECER DE GEOTECNIA UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL PARECER DE GEOTECNIA Rua Macéio, s/n Bairro Barcelona São Caetano do Sul /SP PAR 15026 Março/2015 Revisão 0 CPOI Engenharia e Projetos Ltda Índice 1. INTRODUÇÃO...3

Leia mais

2. SERVIÇOS EXECUTADOS

2. SERVIÇOS EXECUTADOS Curitiba, 03 de Agosto de 2009. R E L A T Ó R I O 1. INTRODUÇÃO em referência. Estamos apresentando o relatório referente aos serviços de investigação geotécnica 2. SERVIÇOS EXECUTADOS Os serviços consistiram

Leia mais

JULGAMENTO DE PROCESSO LICITATÓRIO

JULGAMENTO DE PROCESSO LICITATÓRIO Protocolo: 6683/2012 Processo: Pregão Presencial SESI/SENAI n.º 1527/2012 Objeto: AQUISIÇÃO DE FERRO E AÇO Abertura: 24 10 2012 1 CREDENCIAMENTO Nº EMPRESAS 01 AÇOS SUL NORTE COM. E DIST. DE FERRO E AÇO

Leia mais

PERFIS TÍPICOS DO SUBSOLO NA PLANÍCIE DO RECIFE BRASIL: ESTUDO DE CASOS

PERFIS TÍPICOS DO SUBSOLO NA PLANÍCIE DO RECIFE BRASIL: ESTUDO DE CASOS PERFIS TÍPICOS DO SUBSOLO NA PLANÍCIE DO RECIFE BRASIL: ESTUDO DE CASOS TYPICAL PROFILES OF THE SUBSOIL IN THE LOWLAND OF RECIFE - BRAZIL: CASES HISTORY Oliveira, Joaquim Teodoro Romão de, Universidade

Leia mais

Por que é importante um relatório técnico das condições da vizinhança? Por que é importante um relatório técnico das condições da vizinhança?

Por que é importante um relatório técnico das condições da vizinhança? Por que é importante um relatório técnico das condições da vizinhança? Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Execução de edificações Serviços preliminares Elementos de prospecção geotécnica

Leia mais

Fundações Profundas:

Fundações Profundas: UNIVERSIDADE: Curso: Fundações Profundas: Tubulões Aluno: RA: Professor: Disciplina: Professor Douglas Constancio Fundações I Data: Americana, abril de 004. 1 Fundações Profundas: Tubulões A altura H (embutimento)

Leia mais

Tecelagem Manual TEAR PENTE LIÇO PADRONAGENS

Tecelagem Manual TEAR PENTE LIÇO PADRONAGENS Tecelagem Manual TEAR PENTE LIÇO PADRONAGENS Engº Áquila Klippel R. Laurindo Januário da Silveira 2626 CEP 88062-200 Fone (48) 232-6131 Email: aklippel@tecelagemanual.com.br Florianópolis SC TÉCNICAS BÁSICAS

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 3 2 DIRETRIZES DE CÁLCULO 3 3 MATERIAIS 3 4 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3 5 GERADOR DE IMPULSO E DIVISOR DE TENSÃO DE 6,4 MV 4

1 INTRODUÇÃO 3 2 DIRETRIZES DE CÁLCULO 3 3 MATERIAIS 3 4 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3 5 GERADOR DE IMPULSO E DIVISOR DE TENSÃO DE 6,4 MV 4 Documento: Cliente: MEMÓRIA DE CÁLCULO CEPEL CENTRO DE PESQUISAS DE ENERGIA ELÉTRICA SISTEMA ELETROBRAS LDIST-ST-A4-002-0 Pag: 1 of 32 Título: EQUIPAMENTOS E FUNDAÇÕES PARA PÓRTICOS TECHNIP ENGENHARIA

Leia mais

III-150 - ESCOAMENTO SUPERFICIAL E A INFILTRAÇÃO EM SOLOS DE COBERTURA (ARENO SILTOSO E ARENOSO) USADOS EM ATERROS SANITÁRIOS

III-150 - ESCOAMENTO SUPERFICIAL E A INFILTRAÇÃO EM SOLOS DE COBERTURA (ARENO SILTOSO E ARENOSO) USADOS EM ATERROS SANITÁRIOS III-150 - ESCOAMENTO SUPERFICIAL E A INFILTRAÇÃO EM SOLOS DE COBERTURA (ARENO SILTOSO E ARENOSO) USADOS EM ATERROS SANITÁRIOS Ioana Nicoleta Firta (1) Engenheira Hidráulica, pela Universidade Técnica de

Leia mais

3 Parâmetros dos Solos para Cálculo de Fundações

3 Parâmetros dos Solos para Cálculo de Fundações 3 Parâmetros dos Solos para Cálculo de Fundações Dados Indiretos Nas areias a amostreação indeformada, bem como a moldagem de corpos de prova para a execução de ensaios de laboratório, são operações extremamente

Leia mais

Investigações Geotécnicas!" " #$"""

Investigações Geotécnicas!  #$ Investigações Geotécnicas!" " #$""" Investigações Geotécnicas Investigação geotécnica de campo: levantamento de superfície, sondagens, ensaios; coleta de amostras. Investigação geotécnica de Laboratório

Leia mais

MATERIAL ESCOLAR / 2016 PRIMEIRO SEMESTRE

MATERIAL ESCOLAR / 2016 PRIMEIRO SEMESTRE MATERNAL BABY 05 placas de E.V.A. (nas cores: amarela, laranja, azul, branca e preta) 04 folhas de papel cartão (nas cores: preta, verde, amarela, vermelha) 04 folhas de color set (nas cores: amarela,

Leia mais

Mecânica dos Solos 1

Mecânica dos Solos 1 Mecânica dos Solos 1 Aula 1 Origem e Formação dos Solos 2º semestre/2012 Bibliografia CAPUTO, H. P. Mecânica dos Solos e suas Aplicações. Volumes 1 (1996), 2 (1995) e 3 (1994). Editora: LTC. PINTO, C.

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS ES-P02 PREPARO DO SUBLEITO DO PAVIMENTO DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO... 3 2. DESCRIÇÃO... 3 3. TERRAPLENAGEM... 3 4. COMPACTAÇÃO

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DA LAVRA DA PEDRA MORISCA DA REGIÃO DE CASTELO DO PIAUÍ NA CONFECÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS RESUMO

UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DA LAVRA DA PEDRA MORISCA DA REGIÃO DE CASTELO DO PIAUÍ NA CONFECÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS RESUMO UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DA LAVRA DA PEDRA MORISCA DA REGIÃO DE CASTELO DO PIAUÍ NA CONFECÇÃO DE TIJOLOS ECOLÓGICOS SILVEIRA, Leonardo 1 ; MELO, Marcus 2 ; LUZ, Adão 3 1 Centro de Tecnologia Mineral CETEM

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 EDITAL nº 002/20 PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES SUBSTITUTOS

Leia mais

Carro com Cesto do Pão

Carro com Cesto do Pão Portugal Carro Multiusos 300 HS.000. HS.000 400 235 455 485 Cromado HS.000.2 450 HS.000.3 Carro com Cesto do Pão HS.00 300 400 300 400 HS.00. 455 485 Cromado HS.00.2 Gaveta de Arame c/ Fixação de Frente

Leia mais

MANUAL DE BOLSO Nº 1: Investigação Geotécnica

MANUAL DE BOLSO Nº 1: Investigação Geotécnica MANUAL DE BOLSO Nº 1: Investigação Geotécnica OUTUBRO DE 2012 T E R R E S T R E. empresa sedeada em Itu/SP fornece consultas, projetos, ensaios especiais e serviços na área de geotecnia, drenagem, pavimentação,

Leia mais

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL K. F. O. Alves 1 ; M. A. R. Carvalho 2 ; L. C. C. Carvalho 3 ; M. L. M. Sales 4 RESUMO:

Leia mais

GOVERNO INDICA QUE EVENTUAL ELEVAÇÃO DA MISTURA PODE SAIR SOMENTE APÓS 2015

GOVERNO INDICA QUE EVENTUAL ELEVAÇÃO DA MISTURA PODE SAIR SOMENTE APÓS 2015 Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Nº 406 Ano IX 24/julho/2014 GOVERNO INDICA QUE EVENTUAL ELEVAÇÃO DA MISTURA PODE SAIR SOMENTE APÓS 2015 Nos últimos dias começaram a ocorrer no mercado boatos

Leia mais

Procedimento para Serviços de Sondagem

Procedimento para Serviços de Sondagem ITA - 009 Rev. 0 MARÇO / 2005 Procedimento para Serviços de Sondagem Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ Cep 24210-205 http:\\ www.ampla.com Diretoria Técnica Gerência de Planejamento e Engenharia

Leia mais

I niciando em 1988 suas atividades no ramo metalúrgico, atualmente é sinônimo de vanguarda nos HISTÓRICO

I niciando em 1988 suas atividades no ramo metalúrgico, atualmente é sinônimo de vanguarda nos HISTÓRICO HISTÓRICO I niciando em 1988 suas atividades no ramo metalúrgico, atualmente é sinônimo de vanguarda nos segmentos de mercado em que atua. Nosso parque fabril é dividido em duas unidades, somando uma área

Leia mais

MEMÓRIA DE CÁLCULO. NATUREZA: Obras de drenagem e pavimentação em trilha de roda de concreto no acesso ao setor da Morumbeca, em Santa Maria Madalena

MEMÓRIA DE CÁLCULO. NATUREZA: Obras de drenagem e pavimentação em trilha de roda de concreto no acesso ao setor da Morumbeca, em Santa Maria Madalena ITEM CÓDIGO UNID SERVIÇOS Serviços preliminares 1 05.100.802-9 VB MOBILIZAÇÃO, INSTALAÇÃO,DESMOBILIZAÇÃO E P-LACA DE OBRA. 3% do valor do orçamento 1,00 VB Drenagem 2 20.070.023-0 M BUEIRO SIMPLES, TUBULAR,

Leia mais

Relatório de Ensaios de Coletor Solar Identificação: CSP-588-BF ETIQUETAGEM - FASE 01 - ENSAIOS PRELIMINARES - 14/05/2014

Relatório de Ensaios de Coletor Solar Identificação: CSP-588-BF ETIQUETAGEM - FASE 01 - ENSAIOS PRELIMINARES - 14/05/2014 Jelly Fish / JFS 20 Plus Finalidade dos Ensaios Fone: (31)33194144 Fax: (31)33194225 CEP.: 30535901 Belo Horizonte Minas Gerais Brasil Tipo de Ensaio Natureza do Trabalho Fone/Fax: (31) 33194387 Internet:

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO.

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO. UNID. QUANT. UNITÁRIO TOTAL CÓD. DEOSP 1. SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 1.2 Aquisição e assentamento de placas de obras pronta de 3,00 x 2,00 m, conforme modelo. Barracão de obra em chapa de madeira compensada

Leia mais

Aula 6 QUÍMICA DE SOLOS. Carlos Alexandre Borges Garcia Elisangela de Andrade Passos

Aula 6 QUÍMICA DE SOLOS. Carlos Alexandre Borges Garcia Elisangela de Andrade Passos Aula 6 QUÍMICA DE SOLOS META Apresentar os solos e sua composição; Apresentar as funções e classificações dos solos; Apresentar a amostragem de solos; Apresentar equipamentos comuns para coleta de solos;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Secretaria Municipal de Saúde - SMS Assessoria de Projetos de Arquitetura ASSEPRO TP Nº 0/0 Processo Administrativo N o 00.008..0 ELABORAÇÃOO DE PROJETOS E ORÇAMENTOS

Leia mais

SUPORTE FIXO DE PAREDE UNIVERSAL SIMPLE PARA PLASMA/LCD

SUPORTE FIXO DE PAREDE UNIVERSAL SIMPLE PARA PLASMA/LCD SUPORTE FIXO DE PAREDE UNIVERSAL SIMPLE PARA PLASMA/LCD MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 CARACTERÍSTICAS: -Para TV's Plasma ou LCD. -Compatível com todos os padrões VESA a partir de 100 (H) x 100 (V) mm. -Fixação

Leia mais

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL Processo de criação de fibrocimento com bagaço de cana M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira Bagaço de cana vira matéria-prima para fibrocimento Na Escola de Engenharia de São Carlos

Leia mais

UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE

UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE UM CASO DE OBRA ESPECIAL: CONTENÇÃO PELO MÉTODO DE SOLO GRAMPEADO, SUBJACENTE A UM SOLO GRAMPEADO PRÉ-EXISTENTE AUTORES Engenheiro Alberto Casati Zirlis, diretor da Solotrat Engenharia Geotécnica Ltda.

Leia mais

COMPACTAÇÃO MINI-PROCTOR

COMPACTAÇÃO MINI-PROCTOR COMPACTAÇÃO MINI-PROCTOR Entre nós o procedimento de compactação em escala reduzida em relação ao Proctor tradicional foi divulgado pelo Engº Carlos de Souza Pinto (1965), para obtenção de CP s na aplicação

Leia mais

HIDRÁULICA DE POÇOS. Prof. Marcelo R. Barison

HIDRÁULICA DE POÇOS. Prof. Marcelo R. Barison HIDRÁULICA DE POÇOS Prof. Marcelo R. Barison Infiltração e Escoamento - as zonas de umidade do solo - Aqüífero Livre; Aqüífero Confinado. TIPOS DE AQÜÍFEROS Representação Esquemática dos Diferentes Tipos

Leia mais