Índice. Índice. Telnet

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice. Índice. Telnet"

Transcrição

1 Índice Índice Telnet O que há de novo na V5R1 Imprimir este tópico Planear o uso do servidor de Telnet Configuração automática de dispositivos virtuais Criar os seus próprios dispositivos virtuais Definir o parâmetro manter activa a sessão Telnet Tentativas de início de sessão Configuração do servidor de Telnet Iniciar o servidor de Telnet Definir o número de dispositivos virtuais Restringir utilizadores privilegiados a dispositivos específicos Definir o valor do tempo de espera de inactividade da sessão Atribuir dispositivos a subsistemas Activar o subsistema QSYSWRK Criar perfis de utilizador de Telnet Gerir o servidor de Telnet Iniciar o servidor de Telnet Terminar a sessão do servidor Activar o subsistema QSYSWRK Terminar trabalhos do gestor de dispositivos Configurar SSL no servidor de Telnet Remover restrições de portas e permitir ao Telnet iniciar SSL Iniciar o servidor de Telnet Autenticação do cliente Controlar o acesso de utilizadores ao iseries 400 através do Telnet Definir o número de dispositivos virtuais para controlar Criar perfis de utilizador de Telnet Atribuir dispositivos a subsistemas Restringir utilizadores privilegiados a dispositivos específicos Utilizar programas de saída Telnet file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwmst02.htm (1 de 2) [3/6/2001 6:58:33 PM]

2 Índice Inicialização do dispositivo Termo do dispositivo Configuração de sessões de impressora Telnet Controlar funções do servidor de Telnet a partir do cliente Gerir o cliente Telnet Tipos de emulação suportados pelo iseries 400 Iniciar uma sessão 5250 Iniciar uma sessão 3270 Iniciar uma sessão VTxxx Valores de teclas VTxxx por função 5250 Estabelecer uma sessão em cascata Palavras-chave de caracteres de controlo VT100 e VT200 Definições principais e alternativas do teclado VTxxx Estabelecer uma sessão do cliente Tabela do teclado numérico Mover entre sessões em cascata Terminar a sessão do cliente Telnet Editar a tabela do teclado Resolução de problemas do Telnet Determinar problemas com o Telnet Outputs dos programas de serviços TRCTCPAPP Materiais necessários para participar problemas Informações de diagnóstico geradas automaticamente (FFDC) Resolução de problemas com tipos de emulação Resolução de problemas com o servidor de Telnet SSL Verificar o estado do sistema Contactar o sistema central Procurar um servidor de Telnet iniciado Procurar um receptor SSL activo Verificar o registo do trabalho Telnet Códigos de retorno SSL do sistema file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwmst02.htm (2 de 2) [3/6/2001 6:58:33 PM]

3 Telnet Telnet O Telnet é um protocolo que lhe permite iniciar sessão e utilizar um computador remoto como se estivesse ligado directamente ao mesmo, numa rede local. O computador (normalmente um PC) ou o sistema que tem fisicamente à sua frente é o cliente Telnet. O servidor de Telnet é o computador remoto ao qual o cliente está ligado. O iseries TCP/IP suporta tanto o cliente como o servidor de Telnet. Uma das funções mais importantes do Telnet é a sua capacidade de negociar a transmissão de sequências de dados entre o cliente de Telnet e o servidor. Este tipo de negociação aberta torna possível quer ao cliente quer ao servidor iniciar ou receber um pedido. Diversos tipos de emulação diferentes estão disponíveis para negociar pedidos e convertê-los em output. Para o iseries 400, o tipo preferencial é a emulação O iseries 400 também suporta estações de trabalho di tipo 3270 e VTxxx, bem como modos de suportes da impressora RFC As seguintes informações apresentam o Telnet e fornecem-lhe informações para o ajudar na administração do Telnet no iseries 400: Planeamento para o servidor de Telnet Este tópico explica como determinar o número de dispositivos virtuais a associar às estações de trabalho que estão ligadas ao sistema. Leia também as convenções de nomenclatura do OS/400 para dispositivos virtuais configurados automaticamente. Configuração do servidor de Telnet Este tópico explica como deve configurar o servidor de Telnet para suporte de vários tipos de emulação. Gestão do servidor de Telnet Este tópico descreve como colocar o servidor de Telnet em funcionamento. Outros assuntos abordados são a protecção do servidor e a restrição de acesso a utilizadores. Gestão do cliente Telnet Consulte este tópico para descobrir como iniciar uma sessão do cliente Telnet utilizando diferentes tipos de emulação. Esta secção também explica como estabelecer uma sessão Telnet em cascata. Resolução de problemas de Telnet Consulte este tópico para obter informações sobre a resolução de problemas do servidor de Telnet, tipos de emulação e SSL. Além disso, veja como deve participar problemas à IBM. Informações de referência sobre o Telnet Encontre ligações a outras informações sobre o Telnet file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwgetstart.htm [3/6/2001 6:58:34 PM]

4 Planear o uso do servidor de Telnet Planear o uso do servidor de Telnet Antes de configurar o servidor de Telnet, existem algumas questões sobre segurança e funcionamento que deve considerar. Tem de saber quantos dispositivos virtuais pretende que o Telnet configure automaticamente ou se pretende criar os seus próprios dispositivos virtuais. O número de dispositivos virtuais configurados automaticamente afecta o número de tentativas de início de sessão permitidas. Um número superior de tentativas de início de sessão aumenta as hipóteses de um utilizador não autorizado ter acesso ao servidor. Poderá também querer considerar fazer com que o servidor de Telnet detecte as ligações perdidas. O Telnet utiliza descrições de dispositivos virtuais para manter as informações da estação de trabalho do cliente para sessões abertas Telnet. Um dispositivo virtual é a descrição do dispositivo que é utilizada para estabelecer uma ligação entre um utilizador e uma estação de trabalho física ligada ao sistema remoto. Os dispositivos virtuais fornecem informações sobre o seu dispositivo físico (monitor ou impressora) aos programas do servidor. O servidor é bloqueado para que o protocolo cliente/servidor anexado especifique um dispositivo virtual. Se o servidor não conseguir encontrar um dispositivo virtual especificado, vai então procurar um dispositivo virtual designado num programa de saída registado. Se o servidor não encontrar um dispositivo virtual, irá então tentar fazer uma correspondência entre uma descrição de dispositivo virtual e o tipo e modelo de dispositivo semelhante ao dispositivo no sistema local. Rever estas páginas para obter informações mais detalhadas: O servidor de Telnet tem de associar uma descrição de dispositivo a essa sessão. O iseries 400 Telnet configura automaticamente os dispositivos virtuais, se tiver optado por isso. Tem a opção de criar o seu próprio dispositivo virtual sob o controlador virtual QVIRCDnnnn. Considere a hipótese de definir o parâmetro de manter activa uma sessão para que o servidor de Telnet detecte as ligações perdidas. Pode proteger o servidor de Telnet limitando o número de tentativas de início de sessão mal sucedidas. Para obter uma protecção adicional para o servidor de Telnet, deve considerar Configurar Secure Sockets Layer (SSL). file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwtelsetup.htm [3/6/2001 6:58:34 PM]

5 Configuração automática de dispositivos virtuais com o Telnet Configuração automática de dispositivos virtuais com o Telnet Pode activar o servidor de Telnet para configurar automaticamente os dispositivos e controladores virtuais utilizando os Valores do Sistema de Dispositivos no Operations Navigator. Pode especificar o número de dispositivos que são automaticamente iniciados e pode especificar o número máximo de dispositivos que o iseries 400 configura automaticamente. O iseries 400 configura ou cria um dispositivo de cada vez, à medida das necessidades, até a um limite especificado. Ao configurar automaticamente dispositivos virtuais com o Telnet, o servidor de Telnet não elimina os dispositivos virtuais e não elimina os dispositivos quando a sessão termina. O servidor não elimina os dispositivos mesmo que o número de dispositivos ligados aos controladores virtuais exceda o número máximo. Se os dispositivos já existirem no controlador virtual, o servidor de Telnet pode utilizá-los. O servidor de Telnet irá modificar os atributos de um dispositivo existente para corresponder ao pedido do cliente caso o dispositivo virtual seja pedido pelo nome. Caso nunca tenha permitido a configuração automática de dispositivos virtuais no seu servidor, o valor do Sistema de Dispositivos - Número máximo de dispositivos é 0. Uma tentativa de ligação à Telnet falha quando o número de dispositivos em utilização excede o Número máximo de dispositivos. Um dispositivo em utilização tem o estado ACTIVO ou TERMINAL DE INÍCIO DE SESSÃO. Se tentar iniciar sessão, recebe a mensagem (TCP2504) a indicar que a sessão do cliente Telnet terminou e a ligação está fechada. Além disso, o trabalho QTCPIP no servidor iseries 400 envia uma mensagem (CPF8940) a indicar que um dispositivo virtual não pode ser seleccionado automaticamente. Se alterar o Número máximo de dispositivos para 10, a tentativa de ligação ao Telnet faz com que o servidor de Telnet crie um dispositivo virtual. O Telnet cria este dispositivo virtual porque o número de dispositivos virtuais no controlador (0) é inferior ao número especificado no Número máximo de dispositivos (10). Mesmo que altere o número especificado novamente para 0, o próximo utilizador a tentar um ligação ao Telnet terá êxito. Quando uma tentativa de ligação ao Telnet falha porque o servidor iseries 400 não consegue criar um dispositivo virtual, é enviada a mensagem CPF87D7 para a fila de mensagens do operador do sistema no servidor de Telnet. Nota: O servidor de Telnet não elimina os dispositivos virtuais configurados automaticamente ou os dispositivos designados, mesmo que o número de dispositivos ligados aos controladores virtuais exceda o Número máximo de dispositivos. Os valores do Sistema de dispositivos especificam se são automaticamente configurados os dispositivos virtuais de passagem e os dispositivos virtuais em ecrã completo do Telnet que estão ligados aos controladores QPACTLnn. Este valor do sistema não afecta os dispositivos ligados aos controladores QVIRCDnnnn, porque estes não são dispositivos de sistema assumidos. Normalmente, os dispositivos QPADEVnnnn estão ligados a controladores QPACTLnn enquanto que os controladores designados, tais como NEWYORK001, estão ligados ao controlador QVIRCDnnnn. Convenções de nomenclatura do Telnet para controladores e dispositivos virtuais O servidor de Telnet utiliza as seguintes convenções para nomenclatura de controladores e dispositivos virtuais criados automaticamente, de acordo com as normas do OS/400: Para o controlador virtual, o servidor utiliza o nome QPACTL nn Para dispositivos virtuais, o servidor utiliza o nome QPADEV xxxx Para os dispositivos designados, o servidor atribui aos controladores virtuais o nome QVIRCD nnnn Apenas os dispositivos virtuais que estão ligados a QPACTL nn contam para Valores do Sistema de Dispositivos - Número máximo de dispositivos. O servidor de Telnet reutiliza os dispositivos virtuais existentes disponíveis que tenham sido criados automaticamente, seleccionando dispositivos virtuais do mesmo tipo e modelo. Quando o tipo e o modelo dos dispositivos não forem coincidentes, mas ainda existirem dispositivos virtuais disponíveis, o tipo e o modelo do dispositivo são alterados de modo a que coincidam com o dispositivo do cliente e o modelo negociados. Isto aplica-se tanto a dispositivos virtuais (QPADEV nnnn ) como a dispositivos virtuais designados, criados automaticamente. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwautcfgdev.htm (1 de 2) [3/6/2001 6:58:34 PM]

6 Configuração automática de dispositivos virtuais com o Telnet Se escolher criar manualmente os próprios dispositivos, deve estabelecer convenções de nomenclatura que lhe permitam gerir facilmente a configuração. Pode seleccionar os nomes de dispositivos e de controladores que quiser, desde que estes nomes estejam em conformidade com as regras de nomenclatura de objectos do OS/400. Notas: 1. De acordo com a convenção de nomenclatura do OS/400, o controlador virtual dever ser denominado QPACTL nn, onde nn é um número decimal 01 ou superior. 2. O dispositivo virtual deve ser denominado QPADEV xxxx, onde xxxx é um carácter alfanumérico de 0001 a ZZZZ. 3. O utilizador tem de conceder autoridade de perfil de utilizador QTCP aos dispositivos virtuais criados pelo utilizador. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwautcfgdev.htm (2 de 2) [3/6/2001 6:58:34 PM]

7 Número máximo de valores do sistema de início de sessão incorrectos Número máximo de valores do sistema de início de sessão incorrectos O número máximo de tentativas de início de sessão permitido aumenta com dispositivos virtuais configurados automaticamente. O número total de tentativas de início de sessão é igual ao número de tentativas de início de sessão do sistema que é permitido, multiplicado pelo número de dispositivos virtuais que podem ser criados. Os Valores do Sistema de Início de Sessão definem o número de tentativas de início de sessão permitido. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwqsysvalues.htm [3/6/2001 6:58:34 PM]

8 Criar os seus próprios dispositivos virtuais Criar os seus próprios dispositivos virtuais Pode criar controladores e dispositivos virtuais. Se criar os seus próprios dispositivos virtuais e permitir que o iseries 400 seleccione automaticamente o nome do dispositivo, deve ter em atenção o seguinte: O controlador virtual será denominado QPACTL nn, onde nn é um número decimal 01 ou superior. O dispositivo virtual será denominado QPADEV xxxx, onde xxxx é um carácter alfanumérico de 0001 a ZZZZ. O dispositivo virtual deve ter uma classe de dispositivo de *VRT. A localização do dispositivo virtual é sub um controlador virtual. Se escolher criar os seus próprios dispositivos, deve estar familiarizado com as convenções de nomenclatura utilizadas pelo servidor de Telnet. Se pretender seleccionar os seus próprios nomes do dispositivo (utilizando um cliente RFC 2877 ou as APIs do Terminal Virtual) então o controlador virtual será denominado QVIRCDnnnn, onde nnnn é um número decimal 01 ou superior. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwcrtvirdev.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

9 Convenções de nomenclatura do Telnet para dispositivos configurados automaticamente Convenções de nomenclatura do Telnet para comtroladores e dispositivos virtuais O servidor de Telnet utiliza as seguintes convenções para nomenclatura de controladores e dispositivos virtuais criados automaticamente, de acordo com as normas do OS/400: Para o controlador virtual, o servidor utiliza o nome QPACTL nn Para dispositivos virtuais, o servidor utiliza o nome QPADEV xxxx Para os dispositivos designados, o servidor atribui aos controladores virtuais o nome QVIRCD nnnn Apenas os dispositivos virtuais que estão ligados a QPACTL nn contam para Valores do Sistema de Dispositivos - Número máximo de dispositivos. O servidor de Telnet reutiliza os dispositivos virtuais existentes disponíveis que tenham sido criados automaticamente, seleccionando dispositivos virtuais do mesmo tipo e modelo. Quando o tipo e o modelo dos dispositivos não forem coincidentes, mas ainda existirem dispositivos virtuais disponíveis, o tipo e o modelo do dispositivo são alterados de modo a que coincidam com o dispositivo do cliente e o modelo negociados. Isto aplica-se tanto a dispositivos virtuais (QPADEV nnnn ) como a dispositivos virtuais designados, criados automaticamente. Se escolher criar manualmente os próprios dispositivos, deve estabelecer convenções de nomenclatura que lhe permitam gerir facilmente a configuração. Pode seleccionar os nomes de dispositivos e de controladores que quiser, desde que estes nomes estejam em conformidade com as regras de nomenclatura de objectos do OS/400. Notas: 1. De acordo com a convenção de nomenclatura do OS/400, o controlador virtual dever ser denominado QPACTL nn, onde nn é um número decimal 01 ou superior. 2. O dispositivo virtual deve ser denominado QPADEV xxxx, onde xxxx é um carácter alfanumérico de 0001 a ZZZZ. 3. O utilizador tem de conceder autoridade de perfil de utilizador QTCP aos dispositivos virtuais criados pelo utilizador. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwnamdev.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

10 Parâmetro manter activa a sessão de Telnet Parâmetro manter activa a sessão de Telnet Pode definir o limite máximo de tempo de inactividade que o protocolo TCP permitirá antes de enviar um dispositivo de investigação para testar uma sessão inactiva utilizando o parâmetro manter activo do TCP. O protocolo irá enviar pedidos para manter activo ao cliente remoto sempre que uma sessão permanecer inactiva por períodos superiores ao valor manter activo. O período de inactividade é definido pelo parâmetro Tempo de espera de actividade da sessão nas propriedades do Telnet no Operations Navigator ou num parâmetro no comando CHGTELNA. Quando uma sessão está irremediavelmente inactiva (não há resposta do cliente remoto a qualquer sonda para manter activo), essa sessão é terminada, o dispositivo virtual associado à sessão é devolvido ao conjunto livre de dispositivos virtuais e o sistema operativo do iseries executa a acção definida no valor do sistema QDEVRCYACN no trabalho interactivo a ser executado no dispositivo virtual. Esta acção afecta (apenas) dispositivos virtuais designados. Para os dispositivos virtuais seleccionados automaticamente(qpadevxxxx), o trabalho interactivo é sempre terminado. O servidor de Telnet atribui como valor assumido para a definição de manter activo, 600 segundos. A definição entra em vigor no arranque do sistema. Além do parâmetro tempo de espera de actividade da sessão, poderá também rever as definições do Intervalo de tempo de espera em Valores do Sistema de Trabalhos no Operations Navigator. Este parâmetro de tempo de espera é utilizado para limitar a quantidade de tempo que qualquer trabalho interactivo tem permissão para estar inactiva, antes de o sistema operativo do iseries executar a acção definida no valor do sistema QINACTMSGQ no trabalho interactivo. No caso de trabalhos interactivos ligados por Telnet, uma acção de *DSCJOB (apenas) será respondida por dispositivos virtuais designados. Para os dispositivos virtuais seleccionados automaticamente(qpadevxxxx), uma acção de *DSCJOB fará com que o trabalho interactivo seja terminado. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwrzaiwtimeout.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

11 Definir o número de dispositivos virtuais para controlar os inícios de sessão Definir o número de dispositivos virtuais para controlar os inícios de sessão O número de tentativas de início de sessão de Telnet permitido aumenta se tiver dispositivos virtuais automaticamente configurados. Os valores do sistema de dispositivos no Operations Navigator define o número de dispositivos virtuais que o Telnet pode criar. Utilize os valores do sistema de início de sessão para definir o número de tentativas de início de sessão permitidas. Para obter mais informações e exemplos sobre programação, vá para Technical Studio. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwsetsign.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

12 Configurar SSL no servidor de Telnet Configurar SSL no servidor de Telnet O servidor de Telnet suporta a utilização de Secure Sockets Layer (SSL) para clientes Telnet SSL activados, como o SecureWay HosIOnDemand 4.0, V5R1 Client Access PC5250 e Personal Communications 4.3. A SSL utiliza um par de código privado/código público para codificar dados e transferir documentos através da Internet. A tecla privada descodifica, o certificado digital que está associado ao documento. Um certificado digital permite-lhe a utilização de SSL para aceder de modo seguro a sites da Web e outros serviços de Internet. Quando um certificado digital é configurado para o servidor de Telnet, o servidor pode tratar clientes SSL e não SSL. O servidor de Telnet SSL descodifica todos os dados do cliente Telnet SSL. O servidor de Telnet iseries suporta sessões de Telnet SSL e não SSL em 5250, 3270, VT100 e emulação de passagem da impressora. Quando não necessita de utilizar o servidor de Telnet SSL, pode desligar a porta SSL seleccionando Apenas não seguras no painel Propriedades do Telnet no Operations Navigator. O factor mais importante a ter em consideração ao utilizar o servidor de Telnet SSL é a importância das informações que estão a ser utilizadas na sessão do cliente. Se as informações forem delicadas ou particulares, poderá ser vantajoso configurar o servidor de Telnet iseries com SSL. Para configurar SSL no seu servidor de Telnet, execute os seguintes passos: 1. Instale o seguinte software para suportar o Telnet SSL e gerir certificados digitais: Digital Certificate Manager, 5769-SS1 - Opção 34 do Boss. Para obter ajuda nesta instalação, reveja Getting Started with IBM Digital Certificate Manager. Fornecedor de Acesso Criptográfico, 5769-ACx IBM HTTP Server para AS/400, 5769-DG1 2. Certifique-se de que Removeu as restrições das portas e permitiu o início de SSL Estabelecer ligações de Telnet seguras configurando um certificado de sistema para a aplicação do servidor de Telnet TCP/IP do OS/400. Iniciar o servidor de Telnet. Para obter informações adicionais sobre a resolução de problemas de SSL relacionados com o servidor de Telnet, consulte Resolução de problemas do servidor de Telnet SSL. A compreensão do que se passa no processamento SSL pode também, em algumas situações, ajudá-lo a determinar onde pode ter ocorrido um problema. Reveja inicialização de reconhecimento de SSL para obter mais informações sobre o processamento SSL. Para obter mais informações sobre segurança adicional para Telnet, consulte Autenticação do cliente do servidor de Telnet. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwssltel.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

13 Remover restrições a portas Remover restrições a portas Desde a V5R1, pode permitir o suporte Secure Sockets Layer. Este parâmetro permite-lhe especificar se serão iniciadas SSL, não SSL ou ambas. Desta forma, desde a V5R1, já não há necessidade de restrições a portas. Se definiu restrições a portas em edições anteriores, tem de removê-las para poder utilizar o parâmetro SSL. Para remover restrições a portas, execute os seguintes passos: 1. Para listar as restrições a portas, execute os seguintes passos: 1. Inicie o Operations Navigator e expanda o servidor iseries 400 -> Rede. 2. Faça clique com o botão direito do rato sobre Configuração TCP/IP e seleccione Propriedades. 3. Faça clique sobre o separador Restrições a Portas. 2. Para remover a Restrição a Porta, continue a partir do passo anterior: 1. Seleccione a Restrição a Porta que pretende remover. 2. Faça clique sobre Remover. 3. Faça clique sobre OK A definição assumida é iniciar SSL na porta 992 e não SSL na porta 23. O servidor de Telnet utiliza a entrada da tabela do serviço para o Telnet obter a porta não SSL e para o Telnet-SSL obter a porta SSL. Utilize o painel Propriedades Gerais do Telnet no Operations Navigator para especificar o suporte SSL que pretende utilizar. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwremportrest.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

14 Iniciar o servidor de Telnet Iniciar o servidor de Telnet O servidor de Telnet activo tem um ou mais casos de cada um destes trabalhos a serem executados no subsistema QSYSWRK: QTVTELNET e QTVDEVICE. Para iniciar o servidor de Telnet através da utilização do Operations Navigator, siga os seguintes passos: Expanda o Servidor iseries > Rede --> Servidores. Faça clique sobre TCP/IP. Procure Telnet na coluna Nome do Servidor. Verifique se aparece Iniciado na coluna Estado. Se o servidor estiver parado, faça clique com o botão direito do rato sobre Telnet e seleccione Iniciar. Para obter informações sobre como terminar sessão, consulte Terminar a sessão do servidor de Telnet. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwestabcon.htm [3/6/2001 6:58:35 PM]

15 Activar o subsistema QSYSWRK Activar o subsistema QSYSWRK O trabalho do servidor para uma aplicação de TCP/IP deve ser iniciado no subsistema QSYSWRK. O subsistema de spool QSPL, tem de estar activo para executar sessões de passagem da impressora. Para activar o subsistema QSYSWRK, execute os seguintes passos: 1. Inicie o Operations Navigator e expanda o servidor iseries 400 e seleccione Gestão do Trabalho. 2. Faça clique com o botão direito do rato sobre Subsistemas e seleccione Iniciar Subsistema. 3. Escreva QSYSWRK para o nome e QSYS para a biblioteca. 4. Faça clique com o botão direito do rato sobre Subsistemas e seleccione Iniciar Subsistema. 5. Escreva QINTER para o nome e QSYS para a biblioteca. 6. Faça clique com o botão direito do rato sobre Subsistemas e seleccione Iniciar Subsistema. 7. Escreva QSPL para o nome e QSYS para a biblioteca. 8. Faça clique sobre OK. Para verificar o estado do subsistema QSYSWRK, execute os seguintes passos: 1. Inicie o Operations Navigator e expanda o servidor iseries 400 e seleccione Gestão do Trabalho. 2. Faça clique sobre Subsistemas e seleccione Subsistemas Activos. Escreva STRSBS QINTER na linha de comandos do iseries 400 para iniciar o subsistema interactivo QINTER. Se não sabe que subsistema utilizar para trabalhos interactivos, escreva WRKSBSD *ALL na linha de comandos do iseries 400. As entradas Tipo de Estação de Trabalho mostram-lhe o dispositivo que está atribuído a um subsistema. Para activar o subsistema de spool, escreva STRSBS QSPL na linha de comandos para iniciar o subsistema. Para activar o subsistema de spool, escreva STRSBS QSPL na linha de comandos para iniciar o subsistema. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwrzaiwqsyswrk.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

16 Terminar a sessão do servidor de Telnet Terminar a sessão do servidor de Telnet Quando está ligado a um servidor iseries 400, terminar a sessão não implica necessariamente que a sua sessão de servidor de Telnet termine. Para terminar uma sessão, deve especificar uma tecla ou sequência de teclas para colocar o cliente em modo de comandos locais. Em seguida, pode especificar o comando para terminar a sessão. Esta tabela fornece-lhe sequências de teclas para terminar uma sessão do servidor de Telnet. Tabela 1. Terminar uma sessão do servidor de Telnet Terminar sessão a partir de Servidor iseries 400 A maioria dos outros sistemas Como Terminar uma Sessão Prima a tecla ATTN e depois seleccione a opção 99 (Terminar sessão TELNET - SAIR) Terminar sessão Se não sabe que tecla ou sequência de teclas provoca a entrada do cliente em modo comando, consulte o administrador do sistema ou a documentação do cliente Telnet. Pode também utilizar o parâmetro para terminar a ligação (ENDCNN) do comando SIGNOFF para terminar a sessão do sistema e terminar a ligação Telnet. Por exemplo, SIGNOFF ENDCNN(*YES) retorna ao sistema cliente (se apenas tiver uma sessão Telnet estabelecida). Ou, se tiver mais do que uma sessão Telnet estabelecida, fá-lo voltar para o sistema anterior. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwendsvr.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

17 Resolução de problemas do servidor de Telnet SSL Resolução de problemas do servidor de Telnet SSL Para identificar os problemas do servidor de Telnet SSL, execute os seguintes passos: Verifique o estado do sistema para se certificar de que o software apropriado está instalado e de que os servidores são iniciados. Faça ping do sistema central para se certificar de que o TCP/IP é iniciado e a rede está OK. Verifique se o servidor de Telnet é iniciado. Verifique se existe um receptor SSL activo através da utilização do comando NETSTAT *CNN. Verifique o registo de trabalhos Telnet para encontrar o código de retorno de SSL. Procure os códigos de retorno do sistema SSL para obter sugestões para resolver o problema. Pode também percorrer o tópico Problemas com o Telnet SSL Comuns para obter descrições e resoluções sumárias. Os certificados digitais incorrectos podem causar muitos problemas com SSL. O Digital Certificate Manager permite-lhe a alteração da Autoridade de Certificação ou dos certificados de sistema. Para confirmar que possui um certificado de sistema válido, leia a informação sobre como iniciar o Digital Certificate Manager e visualize o certificado de sistema. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwtroubles.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

18 Verificar o estado do sistema para Telnet SSL Verificar o estado do sistema para Telnet SSL Para confirmar que o servidor de Telnet está pronto para sessões SSL, siga estes passos: Verifique se tem instalado o software apropriado para o suporte de Telnet SSL e para gerir certificados: TCP/IP Connectivity Utilities for iseries 400, 5722-TC1 Digital Certificate Manager, 5722-SS1 - Opção 34 do Boss Cryptographic Access Provider, 5722-AC x IBM HTTP Server for iseries 400, 5722-DG1 Verifique se tem um servidor Telnet protegido através da associação de um certificado à aplicação QIBM_QTV_TELNET_SERVER do servidor Telnet. Faça ping ao sistema central para verificar a ligação TCP/IP e o estado da rede. Determine se o servidor de Telnet é iniciado. Determine se o servidor de Telnet está configurado para permitir ligações SSL. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwchksys.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

19 Contactar o sistema (Verificar uma ligação) Contactar o sistema Utilize o comando PING no Operations Navigator para testar a ligação TCP/IP. Para contactar o sistema, execute os seguintes passos: 1. Inicie o Operations Navigator e expanda o servidor iseries 400-> Rede. 2. Faça clique com o botão direito do rato sobre Configuração do TCP/IP e seleccione Utilitários. 3. Faça clique sobre Contactar para apresentar a caixa de diálogo Contactar. 4. Escreva o nome do sistema central na caixa Contactar (por exemplo, nomedaempresa.com). 5. Faça clique sobre Contactar Agora. As mensagens são apresentadas na caixa Resultados para o informar sobre o estado da ligação. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwping.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

20 Procurar um receptor SSL activo Procurar um receptor SSL activo O servidor de Telnet tem de estar activo e pronto a receber tentativas de ligação. Para procurar um receptor SSL activo, siga os seguintes passos: 1. Na linha de comandos do iseries 400, escreva NETSTAT *CNN para apresentar o ecrã Estado do Trabalho com Ligação TCP/IP. 2. Na coluna Porta Local, procure a etiqueta telnet- para telnet-ssl. Apenas verá telnet- porque este campo não é suficientemente largo no ecrã. Utilize a tecla F22 para apresentar todo o campo Porta Local. Utilize a tecla F14 para ver os números das portas. A entrada telnet-ssl será a porta 992. Se não encontrar telnet-ssl na coluna Porta Local a inicialização SSL falhou. Para obter ajuda na correcção do problema, verifique as mensagens de diagnóstico SSL noregisto do trabalho QTVTELNET em execução no subsistema QSYSWRK. Apenas um trabalho QTVTELNET estará em execução após uma falha de inicialização de SSL. file:///l /v510pub/rzaiw/po/doc2924.mri/rzaiw/rzaiwchkliste.htm [3/6/2001 6:58:36 PM]

iseries Configuração de TCP/IP de Funcionamento em Rede

iseries Configuração de TCP/IP de Funcionamento em Rede iseries Configuração de TCP/IP de Funcionamento em Rede iseries Configuração de TCP/IP de Funcionamento em Rede Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados.

Leia mais

iseries Como começar com a resolução de problemas

iseries Como começar com a resolução de problemas iseries Como começar com a resolução de problemas iseries Como começar com a resolução de problemas Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados. Índice

Leia mais

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Última actualização: 12 March 2009 Este manual fornece informações sobre a utilização das funções de correio

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES

MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES OBRIGADO por ter adquirido a aplicação ClickFree Backup. Estas instruções foram reunidas para o ajudar a utilizar o produto, mas de um modo geral esperamos que

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Monitor Wall 4.0. Manual de Instalação e Operação

Monitor Wall 4.0. Manual de Instalação e Operação Monitor Wall 4.0 pt Manual de Instalação e Operação Monitor Wall 4.0 Índice pt 3 Índice 1 Introdução 4 1.1 Sobre este manual 4 1.2 Convenções neste manual 4 1.3 Requisitos mínimos de Instalação e Operação

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Funcionamento em Rede do File Transfer Protocol

Funcionamento em Rede do File Transfer Protocol IBM Systems - iseries Funcionamento em Rede do File Transfer Protocol Versão 5 Edição 4 IBM Systems - iseries Funcionamento em Rede do File Transfer Protocol Versão 5 Edição 4 Obs. Antes de utilizar as

Leia mais

Guia Web Connect. Versão 0 POR

Guia Web Connect. Versão 0 POR Guia Web Connect Versão 0 POR Modelos aplicáveis Este Manual do Utilizador aplica-se aos seguintes modelos: ADS-2500We e ADS-2600We. Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado

Leia mais

Guia "Web Connect" Versão 0 POR

Guia Web Connect Versão 0 POR Guia "Web Connect" Versão 0 POR Modelos aplicáveis Este Manual do Utilizador aplica-se aos seguintes modelos: ADS-2500W e ADS-2600W Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador, é utilizado

Leia mais

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador VM Card Manuais do Utilizador Referência das Definições Web das Funções Avançadas 1 Introdução 2 Ecrãs 3 Definição de Arranque 4 Informações de Função Avançada 5 Instalar 6 Desinstalar 7 Ferramentas do

Leia mais

Guia de Instalação do Software

Guia de Instalação do Software Guia de Instalação do Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual NetOp Remote Control Versão 7.65 Adenda ao Manual Mover a perícia - não as pessoas 2003 Danware Data A/S. Todos os direitos reservados Revisão do Documento: 2004009 Por favor, envie os seus comentários

Leia mais

NOVO Panda Antivirus 2007 Manual resumido sobre a instalação, registo e serviços Importante! Leia a secção de registo on-line deste manual atentamente. As informações contidas nesta secção são essenciais

Leia mais

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Esta nota de aplicação explica como implementar o Cisco UC 320W num ambiente do Windows Small Business Server. Índice Este documento inclui

Leia mais

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador Acronis Servidor de Licença Manual do Utilizador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Descrição geral... 3 1.2 Política de licenças... 3 2. SISTEMAS OPERATIVOS SUPORTADOS... 4 3. INSTALAR O SERVIDOR DE LICENÇA

Leia mais

Guia de Rede MediCap USB300

Guia de Rede MediCap USB300 Guia de Rede MediCap USB300 Aplica-se às versões de firmware 110701 e mais recentes 1 Introdução... 2 Instruções Preliminares... 2 Como Configurar o Acesso Através da Rede ao Disco Rígido do USB300...

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7 Série Impressora Laser Guia de Instalação para Windows Vista / 7 Antes de utilizar a impressora, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação

Leia mais

Importante! Leia atentamente a secção de Activação dos serviços deste guia. As informações contidas nesta secção são essenciais para manter o seu PC protegido. MEGA DETECTION Manual de instalação rápida

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7 MFC-8220 Guia de Instalação para Windows Vista / 7 Antes de utilizar o aparelho, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação para Windows

Leia mais

Manuais do Utilizador Guia de Segurança

Manuais do Utilizador Guia de Segurança Manuais do Utilizador Guia de Segurança Para uma utilização segura e correcta, certifique-se de que lê as Informações de Segurança em "Leia Este Documento Primeiro" antes de utilizar o equipamento. CONTEÚDO

Leia mais

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111 Manual de Instalação DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE A NOKIA MOBILE PHONES Ltd declara ser a única responsável pela conformidade dos produtos DTN-10 e DTN-11 com

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Manual Passo a Passo do Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2

Manual Passo a Passo do Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Manual Passo a Passo do Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Microsoft Corporation Autor: Anita Taylor Editor: Theresa Haynie Resumo Este manual fornece instruções detalhadas para instalar

Leia mais

Guia de Início Rápido Antivirus Pro 2009 Importante! Leia atentamente a secção Activação do produto neste guia. As informações contidas nesta secção são essenciais para manter o seu computador protegido.

Leia mais

1 Ajuda da Internet M vel Clix

1 Ajuda da Internet M vel Clix 1 Ajuda da Internet M vel Clix Descrição geral Esta aplicação permite Ligar/Desligar por intermédio de uma PC Card / Modem USB. Janela principal da Internet M vel Clix Indica o estado de roaming Minimizes

Leia mais

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Manual de Instalação e Configuração

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Manual de Instalação e Configuração Mac OS X 10.6 Snow Leopard Manual de Instalação e Configuração Leia este documento antes de instalar o Mac OS X. Ele inclui informações importantes acerca da instalação do Mac OS X. Requisitos de sistema

Leia mais

Guia de configuração do software

Guia de configuração do software SISTEMA MULTIFUNÇÕES DIGITAL DE COR TOTAL Guia de configuração do software ANTES DE INSTALAR O SOFTWARE CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE WINDOWS ICONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE MACINTOSH RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Obrigado

Leia mais

Este manual utiliza duas unidades de medição. Este equipamento utiliza a versão métrica.

Este manual utiliza duas unidades de medição. Este equipamento utiliza a versão métrica. Guia de Rede Para uma utilização segura e correcta, certifique-se de que lê as Informações de Segurança em "Referência de Cópia" antes de utilizar o equipamento. Introdução Este manual contém instruções

Leia mais

Manual do utilizador Guia de Software

Manual do utilizador Guia de Software Manual do utilizador Guia de Software Leia Isto Primeiro Manuais para esta impressora...8 Preparar para impressão Instalação Rápida...9 Confirmar o método de ligação...11 Ligação de rede...11 Ligação local...14

Leia mais

Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas. Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração.

Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas. Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração. Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração. Conteúdo Introdução... 3 Acerca da recuperação... 3 Acerca da cópia

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES

Leia mais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais Número de peça do documento: 312968-131 Fevereiro de 2003 Este manual fornece definições e instruções para utilização das funcionalidades

Leia mais

iseries Client Access Express Consola de Operações

iseries Client Access Express Consola de Operações iseries Client Access Express Consola de Operações iseries Client Access Express Consola de Operações Copyright International Business Machines Corporation 2000. Todos os direitos reserados. Índice Parte

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7 Guia de Instalação para Windows Vista / 7 Antes de utilizar o aparelho, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação para Windows Vista

Leia mais

Label Editor. For Windows. Guia do utilizador. Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta.

Label Editor. For Windows. Guia do utilizador. Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta. Label Editor For Windows Guia do utilizador Leia este documento com atenção para utilizar o produto de forma segura e correcta. 2013 Seiko Epson Corporation. All rights reserved. Introdução Obrigado por

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1)

Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1) Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1) Unified Communications Self Care Portal 2 Definições do Unified Communications Self Care 2 Telefones 4 Definições adicionais

Leia mais

Instruções de utilização do portal Web da Visteon

Instruções de utilização do portal Web da Visteon FORD MOTOR COMPANY LIMITED Issued by European Warranty Operations Ford Customer Service Division Instruções de utilização do portal Web da Visteon 1. Entrar Na janela de endereço no seu browser da internet,

Leia mais

iseries Como Começar com o Client Access Express

iseries Como Começar com o Client Access Express iseries Como Começar com o Client Access Express iseries Como Começar com o Client Access Express ii iseries: Como Começar com o Client Access Express Índice Parte 1. Como Começar com o Client Access

Leia mais

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Administrador do IBMSmartCloudEngageeIBM SmartCloud Connections

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Administrador do IBMSmartCloudEngageeIBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Administrador do IBMSmartCloudEngageeIBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Administrador do IBMSmartCloudEngageeIBM SmartCloud

Leia mais

Manual do utilizador Guia de Software

Manual do utilizador Guia de Software Manual do utilizador Guia de Software Leia Isto Primeiro Manuais para esta impressora...11 Como Consultar este Manual...12 Símbolos...12 Descrição do modelo especificado...13 Utilizar as teclas...14 Preparar

Leia mais

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR Capítulo 4 Guia Básico de Operação 4.1 Ligar o DVR Nota: Certifique-se que liga correctamente os conectores de

Leia mais

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador

Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Ladibug Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador Índice 1. Introdução... 2 2. Requisito do Sistema... 2 3. Instalar Ladibug... 3 4. Ligação... 6 5. Iniciar a utilização do Ladibug...

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

Guia "Web Connect" Versão A POR

Guia Web Connect Versão A POR Guia "Web Connect" Versão A POR Modelos aplicáveis Este Manual do Utilizador aplica-se aos seguintes modelos: MFC-J825DW, MFC-J835DW, DCP-J925DW Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador,

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic.

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. O seguinte Guia de Instalação de Hardware explica-lhe passo-a-passo como

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES

Leia mais

Seu manual do usuário NOKIA 6630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/381534

Seu manual do usuário NOKIA 6630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/381534 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Guia de actualização de firmware

Guia de actualização de firmware Modelo N.º Guia de actualização de firmware Este manual explica como actualizar o firmware do controlador da máquina e o firmware PDL. Pode descarregar estas actualizações a partir do nosso sítio Web.

Leia mais

Guia de configuração do software

Guia de configuração do software Guia de configuração do software ANTES DE INSTALAR O SOFTWARE CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE WINDOWS CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE MACINTOSH RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Obrigado por ter adquirido este produto. Este

Leia mais

AR-NB2 KIT DE EXPANSÃO PARA REDE. MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE (da impressora de rede) MODELO

AR-NB2 KIT DE EXPANSÃO PARA REDE. MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE (da impressora de rede) MODELO MODELO AR-NB2 KIT DE EXPANSÃO PARA REDE MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO SOFTWARE (da impressora de rede) INTRODUÇÃO ANTES DA INSTALAÇÃO LIGAR A UMA REDE AMBIENTE DE INSTALAÇÃO E PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO CONFIGURAR

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE

GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE SISTEMA MULTIFUNÇÕES DIGITAL Página INTRODUÇÃO ANTES DA INSTALAÇÃO INSTALAR O DRIVER DA IMPRESSORA LIGAÇÃO A UM COMPUTADOR 9 CONFIGURAR O CONTROLADOR DA IMPRESSORA 0 COMO

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

Manual de instalação para PC Suite

Manual de instalação para PC Suite Manual de instalação para PC Suite Manual do utilizador de aparelho electrónico editado em conformidade com as normas Termos e Condições dos Manuais do Utilizador Nokia, 7 de Junho de 1998. ( Nokia User

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista

Guia de Instalação para Windows Vista Guia de Instalação para Windows Vista Antes de utilizar o aparelho, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação para Windows Vista

Leia mais

Manual. Nero MediaHome. Nero AG

Manual. Nero MediaHome. Nero AG Manual Nero MediaHome Nero AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do Nero MediaHome e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e são propriedade da Nero AG.

Leia mais

Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR

Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES 1.1 Conteúdo

Leia mais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais Número de peça do documento: 312968-132 Maio de 2004 Este manual fornece definições e instruções para utilização das funcionalidades da placa

Leia mais

Guia de Definições de Wi-Fi

Guia de Definições de Wi-Fi Guia de Definições de Wi-Fi uu Introdução Existem dois modos de wireless LAN: modo de infra-estrutura para ligação através de um ponto de acesso e modo ad-hoc para estabelecer ligação directa com um equipamento

Leia mais

Consulte a contra-capa para uma instalação rápida.

Consulte a contra-capa para uma instalação rápida. Manual do Utilizador Consulte a contra-capa para uma instalação rápida. Preocupa-se com o nosso Ambiente, É o que está certo fazer. A Symantec removeu a capa deste manual para reduzir as Pegadas Ambientais

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Contéudo 3 Introdução 4 Elementos necessários 5 Descrição geral da instalação 5 Passo 1: Verificar se existem actualizações 5 Passo 2: Preparar o computador

Leia mais

Guia "Web Connect" Versão 0 POR

Guia Web Connect Versão 0 POR Guia "Web Connect" Versão 0 POR Modelos aplicáveis Este Manual do Utilizador aplica-se aos seguintes modelos: DCP-9020CDW/MFC-940CDN/9330CDW/9340CDW Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador,

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

SERVIDOR DE VÍDEO H.264 1-PORTA

SERVIDOR DE VÍDEO H.264 1-PORTA SERVIDOR DE VÍDEO H.264 1-PORTA MANUAL DO UTILIZADOR DN-16100 PRECAUÇÕES IMPORTANTES Todos os produtos isentos de chumbo oferecidos pela companhia cumprem as exigências da directiva Europeia sobre a Restrição

Leia mais

License Management. Manual de instruções do License Management

License Management. Manual de instruções do License Management License Management Manual de instruções do License Management Apenas para a utilização interna CLMTOC.fm Índice Índice 0 1 Informações elementares.............................................. 1-1 1.1

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Norton 360 Online Manual do Utilizador Documentação versão 2.0 Copyright 2008 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O Software Licenciado e a Documentação são considerados

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 3 Elementos necessários 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Verificar se existem actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador

Leia mais

Segurança e recuperação Manual do utilizador

Segurança e recuperação Manual do utilizador Segurança e recuperação Manual do utilizador Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca comercial registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações contidas

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais

Comece aqui. Alinhar os tinteiros sem um computador

Comece aqui. Alinhar os tinteiros sem um computador Comece aqui Alinhar os tinteiros sem um computador Certifique-se de que segue os passos descritos na Folha de Instalação para instalar o hardware. Para optimizar a qualidade de impressão, proceda do modo

Leia mais

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Guia de Rede 1 2 3 4 Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Leia este manual cuidadosamente antes de utilizar o equipamento e mantenha-o

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº8 Configuração e utilização do FTP 2004/2005 1 Objectivo Configuração de um servidor

Leia mais

Manual de Configuração do Software

Manual de Configuração do Software SISTEMA MULTIFUNÇÕES DIGITAL Manual de Configuração do Software ANTES DE INSTALAR O SOFTWARE CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE WINDOWS CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE MACINTOSH RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Obrigado por ter

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados.

Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados. iseries FTP iseries FTP Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados. Índice FTP...................................... 1 O que há de novo na V5R1.............................

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Epson Stylus Office TX600FW. Manual de instalação em rede

Epson Stylus Office TX600FW. Manual de instalação em rede Epson Stylus Office TX600FW Manual de instalação em rede Antes de começar Certifique-se de que instalou a tinta e carregou papel na impressora conforme descrito no pôster Guia de instalação. Depois siga

Leia mais

TeamWork. Manual do Utilizador. Para Windows XP

TeamWork. Manual do Utilizador. Para Windows XP TeamWork Manual do Utilizador Para Windows XP V3.2_XP Fevereiro 2008 ÍNDICE TeamWork Para que serve... 3 TeamWork Como instalar e configurar... 4 TeamWork Como utilizar... 4 Apoio para instalação e configuração.

Leia mais

Guia de Início Rápido Internet Security 2009 Importante! Leia atentamente a secção Activação do produto neste guia. As informações contidas nesta secção são essenciais para manter o seu computador protegido.

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. Update 5. Guia da Instalação

Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. Update 5. Guia da Instalação Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux Update 5 Guia da Instalação Índice 1 Antes da instalação...3 1.1 Componentes do Acronis Backup & Recovery 10... 3 1.1.1 Agente para Linux... 3 1.1.2 Consola

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

TeamWork. Manual do Utilizador. Para Windows Vista

TeamWork. Manual do Utilizador. Para Windows Vista TeamWork Manual do Utilizador Para Windows Vista V3.2_Vista Fevereiro 2008 ÍNDICE TeamWork Para que serve... 3 TeamWork Como instalar e configurar... 4 TeamWork Como utilizar... 4 Apoio para instalação

Leia mais

Bem-vindo! Mustek Systems, Inc.

Bem-vindo! Mustek Systems, Inc. Bem-vindo! Mustek Systems, Inc. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As empresas, nomes e dados utilizados nestes exemplos são fictícios, a menos que o

Leia mais

iseries Hardware do sistema

iseries Hardware do sistema iseries Hardware do sistema iseries Hardware do sistema Copyright International Business Machines Corporation 1998, 2001. Todos os direitos reservados. Índice Parte 1. Hardware do sistema.........................

Leia mais

Manual do Utilizador do Norton 360

Manual do Utilizador do Norton 360 Manual do Utilizador Preocupa-se com o nosso Ambiente, É o que está certo fazer. A Symantec removeu a capa deste manual para reduzir as Pegadas Ambientais dos nossos produtos. Este manual é produzido com

Leia mais

Gestor de ligações Manual do Utilizador

Gestor de ligações Manual do Utilizador Gestor de ligações Manual do Utilizador 1.0ª Edição PT 2010 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People e o logótipo Nokia Original Accessories são marcas comerciais ou marcas registadas

Leia mais

VRM Monitor. Ajuda Online

VRM Monitor. Ajuda Online VRM Monitor pt Ajuda Online VRM Monitor Índice pt 3 Índice 1 Introdução 3 2 Vista geral do sistema 3 3 Getting started 4 3.1 Iniciar o VRM Monitor 4 3.2 Iniciar o Configuration Manager 4 4 Configurar

Leia mais

Guia Rápido do TVR 12

Guia Rápido do TVR 12 Guia Rápido do TVR 12 Figura 1: Ligações do painel traseiro 1. "Loop through" para um máximo de 16 câmaras analógicas (consoante o modelo de DVR). 2. Ligar a um dispositivo RS-232. 3. Ligar até quatro

Leia mais

Manual do Utilizador para o Serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1)

Manual do Utilizador para o Serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Manual do Utilizador para o Serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Primeira publicação: May 25, 2012 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive

Leia mais