PROJETO DE PESQUISA Acesso da população atendida em Ubá-MG aos serviços referentes à saúde mental na Policlínica Regional Dr. Eduardo Levindo Coelho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO DE PESQUISA Acesso da população atendida em Ubá-MG aos serviços referentes à saúde mental na Policlínica Regional Dr. Eduardo Levindo Coelho"

Transcrição

1 Mariana de Almeida Giffoni Matheus Costa Cabral PROJETO DE PESQUISA Acesso da população atendida em Ubá-MG aos serviços referentes à saúde mental na Policlínica Regional Dr. Eduardo Levindo Coelho Orientadoras: France Araújo Coelho Maria Augusta Coutinho de Andrade Oliveira Ubá-MG 2015

2 Algumas considerações importantes Trata-se apenas de um projeto de pesquisa (o trabalho em questão ainda não foi desenvolvido); O desenvolvimento de trabalhos acadêmicos inseridos em situações reais, possibilitam a detecção de pontos positivos e negativos da organização de trabalho vigente; O objetivo da inserção do acadêmico de medicina no sistema de saúde desde os primeiros períodos da graduação é formar médicos mais conscientes e capazes de interferir positivamente no sistema de saúde partindo-se do conhecimento de causa.

3

4 Motivos que levaram à escolha do Interesse pessoal; tema Falta de pesquisas sobre o assunto; Maneira como o serviço vem sendo realizado na cidade; Expor as lacunas nessa área da Medicina para mostrar a necessidade de políticas públicas.

5

6 Abordagem Geral Saúde mental, um conceito amplo que envolve principalmente: Bem-estar físico e mental; Produtividade e contribuição para a comunidade; Relações interpessoais.

7 Problema de Pesquisa Quais as dificuldades de acesso dos usuários atendidos em Ubá aos Serviços de Saúde Mental na Policlínica Regional?

8 Hipótese O sistema de saúde ubaense, assim como o sistema nacional de saúde, é marcado pela insuficiência de profissionais médicos com especialidade específica para atender aos pacientes acometidos por enfermidades psiquiátricas, o que culmina em uma enorme demanda para uma oferta reduzida. Além do mais, o processo de encaminhamento da atenção primária para a secundária é lento, o que leva alguns pacientes a abandonar o tratamento.

9 Objetivos Objetivo Geral: -Descrever os impasses do Sistema Único de Saúde no que se refere ao acesso de pacientes acometidos por enfermidades psiquiátricas na Policlínica Regional Dr. Eduardo Levindo Coelho de Ubá-MG, a fim de reverter os mesmos no caso de desenvolvimento da pesquisa.

10 Objetivos Específicos: -Verificar a qualidade e a disponibilidade de consultas com os profissionais psiquiatras na atenção secundária do serviço público de saúde de Ubá-MG. -Verificar como a demora e a estrutura física do local onde é oferecido o atendimento interferem na qualidade do acesso aos pacientes. -Buscar, através dos resultados obtidos, alternativas para reverter a maneira como esses serviços tem sido realizado no município, de modo a propor aos órgãos competentes uma maior acessibilidade a tais pacientes. - Oferecer ao órgão gestor dados fidedignos para a elaboração de políticas de saúde mais efetivas para o público em questão, tendo em vista a possibilidade de se utilizar estudos científicos para embasar tais ações.

11 Justificativa O presente estudo visa despertar para a necessidade da contratação de novos profissionais direcionados ao atendimento de enfermidades psiquiátricas; Busca diminuir o índice de abandono; Almeja melhorar a qualidade do aceso: -expondo a necessidade de reformas na infraestrutura; -alertando para a importância da mobilização populacional junto aos órgãos gestores.

12 Metodologia Metodologia qualitativa, estudo do tipo transversal e pesquisa do tipo de campo. Descritores: -saúde mental, acesso à saúde mental e qualidade do acesso à saúde mental. Base de dados: -Scielo (Scientific Electronic Library Online); -BVS (Biblioteca Virtual de Saúde); -PubMed (US National Library of Medicine National Institutes of Health).

13 Escolha de artigos Critérios de seleção Critérios de exclusão

14 Investigação quanto a Viabilidade de dados Conversa com o profissional responsável pelo setor de saúde mental / Policlínica Regional.

15 Questões Éticas Autorização prévia da Secretaria Municipal de Saúde Aprovação prévia do Comitê de Ética em Pesquisa

16 Coleta de dados (PROJETO) Aplicação de um questionário pré- estruturado para avaliar a opinião dos usuários sobre o serviço ofertado e as principais dificuldades encontradas. Serão excluídos os indivíduos que não possuírem condições cognitivas de responder ao questionário e não estiverem acompanhados de um responsável.

17

18 4 Com que frequência você tem contato com o profissional psiquiatra? a) 1 vez por semana b) 1 vez a cada 2 ou 3 semanas c) 1 vez por mês d) 2 meses ou mais 5 O que você acha mais importante na melhoria da qualidade do acesso? a) Contratar mais psiquiatras b) Melhorar a estrutura física do local c) Melhorar o atendimento do psiquiatra d) Estou satisfeito

19 Cronograma ATIVIDADES / SEMANAS Levantamento de literatura X X 2 Montagem do Projeto X X X X 3 Coleta de dados X 4 Tratamento dos dados X 5 Redação do texto X X X 6 Revisão do texto X X 7 Finalização do artigo/apresentação dos dados finais ao Conselho Municipal de Saúde X

20 Referências BARROSO, S. M. Urbanização e acessibilidade como critérios na avaliação de serviços públicos de saúde mental. Rev. Baiana Saúde Pública, v. 35, n. 3, p , jul./set FILHO, N. A; COELHO, M. T. A; PERES, M. F. T. O conceito de saúde mental. REVISTA USP, São Paulo, n.43, p , setembro/novembro FREEMAN, M. et al. Livro de Recursos da OMS sobre Saúde Mental, Direitos. Humanos e Legislação: cuidar sim, excluir não. OMS, FREITAS, E. C.; PRDANOV, C. C. Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2. ed Universidade FEEVALE, Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, 2013.

21 LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos da Metodologia Científica. 5. ed Editora Atlas S.A., São Paulo, LUCCHESI, M.; MALIK, A. M. Viabilidade de unidades psiquiátricas em hospitais gerais no Brasil. Rev. Saúde Pública, v. 43, n. 1, p , fev OLIVEIRA, G. L. et al. Saúde mental e a continuidade do cuidado em centros de saúde de Belo Horizonte, MG. Rev. Saúde Pública, v.42, n.4, p , ago PRESOTTO, R. F. et al. Experiências brasileiras sobre participação de usuários e familiares na pesquisa em saúde mental. Ciênc. saúde coletiva, v. 18, n. 10, p , out WEBER, R. et al. Saúde Mental no SUS: acesso ao tratamento e mudança do modelo de atenção. OMS, 2007.

22 OBRIGADO!

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS Nayara Ferreira da Costa¹; Maria Luisa de Almeida Nunes ²; Larissa Hosana Paiva de Castro³; Alex Pereira de Almeida 4

Leia mais

OS EFEITOS DA FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA EM PACIENTES PÓS- CIRURGIA CARDÍACA

OS EFEITOS DA FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA EM PACIENTES PÓS- CIRURGIA CARDÍACA OS EFEITOS DA FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA EM PACIENTES PÓS- CIRURGIA CARDÍACA Vanessa Mota Lins Eder Rodrigues Machado RESUMO: Introdução: Trata-se de um estudo que sintetizou o conhecimento produzido acerca

Leia mais

Mostra de Iniciação Científica COMPORTAMENTO NAS REDES SOCIAIS

Mostra de Iniciação Científica COMPORTAMENTO NAS REDES SOCIAIS Mostra de Iniciação Científica COMPORTAMENTO NAS REDES SOCIAIS Cinara Cristina Sozo 1 Sinara Zampieron 2 Jaqueline Perozzo Andreazza 3 INTRODUÇÃO As tecnologias vêm causando uma revolução nas formas de

Leia mais

Orientadora, Docente do Curso de Nutrição do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS.

Orientadora, Docente do Curso de Nutrição do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS. ATUAÇÃO INTERDISCIPLINAR PARA PACIENTES COM DIABETES NA ATENÇÃO BASICA UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 1 BOEIRA, Giana 2 ; CADÓ, Thaís 3 ; FRIGO, Letícia 4 ; MANFIO, Francieli 5 ; MATTOS, Karen 6 ; PIAIA, Eveline

Leia mais

Gestão da Qualidade em Projetos

Gestão da Qualidade em Projetos Gestão da Qualidade em Projetos Definição do Escopo Escopo O escopo do projeto define o que precisa ser feito. Isso se refere a todo o trabalho que deve ser realizado com a finalidade de produzir todas

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS DA ATENÇÃO BÁSICA SOBRE A REFERÊNCIA E CONTRARREFERÊNCIA AO CUIDADO AO IDOSO

PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS DA ATENÇÃO BÁSICA SOBRE A REFERÊNCIA E CONTRARREFERÊNCIA AO CUIDADO AO IDOSO PERCEPÇÃO DOS ENFERMEIROS DA ATENÇÃO BÁSICA SOBRE A REFERÊNCIA E CONTRARREFERÊNCIA AO CUIDADO AO IDOSO Introdução: A enfermagem, em seu cotidiano assistencial, apresenta como principal dimensão do seu

Leia mais

A evolução financeira do setor de queimados, sua legitimidade, seu financiamento e sua complexidade no período de 2002 a 2010

A evolução financeira do setor de queimados, sua legitimidade, seu financiamento e sua complexidade no período de 2002 a 2010 A evolução financeira do setor de queimados, sua legitimidade, seu financiamento e sua complexidade no período de 2002 a 2010 Antonio Pescuma Junior I ; Aquilas Mendes II ; Paulo Cezar Cavalcante de Almeida

Leia mais

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Introdução: A ansiedade configura um sentimento que participa da vivência do ser

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. Introdução: A ansiedade configura um sentimento que participa da vivência do ser ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Ana Caroline F. Landim 1 Daniel do Nascimento Tavares 2 Fernanda M. Pinheiro 3 Fernanda S. Pessanha 4 Juliana C. P. Gonçalves 5 Linda Nice

Leia mais

Gráfico 1 Jovens matriculados no ProJovem Urbano - Edição 2012. Fatia 3;

Gráfico 1 Jovens matriculados no ProJovem Urbano - Edição 2012. Fatia 3; COMO ESTUDAR SE NÃO TENHO COM QUEM DEIXAR MEUS FILHOS? UM ESTUDO SOBRE AS SALAS DE ACOLHIMENTO DO PROJOVEM URBANO Rosilaine Gonçalves da Fonseca Ferreira UNIRIO Direcionado ao atendimento de parcela significativa

Leia mais

DORES SILENCIOSAS: o sintoma da automutilação como possível consequência de quadros de depressão

DORES SILENCIOSAS: o sintoma da automutilação como possível consequência de quadros de depressão DORES SILENCIOSAS: o sintoma da automutilação como possível consequência de quadros de depressão Lucivani Soares Zanella* Patricia Zimermann** JUSTIFICATIVA De acordo com Giusti (2013), a automutilação

Leia mais

PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS

PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS Renata Lívia Silva F. M. de Medeiros (UFPB) Zirleide Carlos Felix (UFPB) Mariana de Medeiros Nóbrega (UFPB) E-mail: renaliviamoreira@hotmail.com

Leia mais

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA ANSIEDADE E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Ana Caroline Fonseca Landim 1 Daniel do Nascimento Tavares 1 Fernanda Machado Pinheiro 1 Resumo: A ansiedade configura um sentimento que

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL MARÇO/2011 APRESENTAÇÃO Á Comunidade Acadêmica, Órgãos Colegiados Superiores e Unidade Acadêmicas

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO DO IDOSO COM DIABETES MELLITUS TIPO 2

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO DO IDOSO COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NA PROMOÇÃO DO AUTOCUIDADO DO IDOSO COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 Elinalva Maria da Silva elinalva_maria_silva@hotmail.com Jéssyca da Silva Martins Universidade Estadual da Paraíba/UEPB

Leia mais

Marivalda Barbosa Suely Maria dos Santos

Marivalda Barbosa Suely Maria dos Santos CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde TÍTULO DO PROJETO REESTRUTURAÇÃO DO SESMT NA UNIDADE DE EMERGÊNCIA DR. DANIEL HOULY- UEDH EM ARAPIRACA - ALAGOAS

Leia mais

Curso de Pesquisa Bibliográfica (CPB): uma experiência da UFSM/RS para competência em informação na área de saúde

Curso de Pesquisa Bibliográfica (CPB): uma experiência da UFSM/RS para competência em informação na área de saúde Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Curso de Pesquisa Bibliográfica (CPB): uma experiência da UFSM/RS para competência em informação na área de saúde Eliana Rosa Fonseca (UFRJ) - elianarosa@hucff.ufrj.br

Leia mais

NORMATIVAS E PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE O NASF: elementos para reflexão

NORMATIVAS E PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE O NASF: elementos para reflexão 1 NORMATIVAS E PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE O NASF: elementos para reflexão Róger de Souza Michels * Mariana Silveira Stinieski ** Marília Vieira Braga *** Liana de Menezes Bolzan **** Aline Aiko Yoshida

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 5 CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 7 CAPACITAÇÃO

Leia mais

2002 Revisão de literatura, porém não descrito o método no artigo. 2002 Artigo de revista sem descrição de método. 2006 Estudo exploratóriodescritivo

2002 Revisão de literatura, porém não descrito o método no artigo. 2002 Artigo de revista sem descrição de método. 2006 Estudo exploratóriodescritivo DESAFIOS DE ENFERMAGEM: ATENDIMENTO DOMICILIAR A PACIENTES COM DEMÊNCIA Aristófenes Rolim de Holanda; Rosyara Lopes Vieira Sá; Aryslane Júlia Andrade Lustosa; Luis Henrique Rodrigues Nunes; Francisco Júnior

Leia mais

O PROCESSO DE TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE QUE ATUA EM UNIDADES HOSPITALARES DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS 1

O PROCESSO DE TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE QUE ATUA EM UNIDADES HOSPITALARES DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS 1 O PROCESSO DE TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE QUE ATUA EM UNIDADES HOSPITALARES DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS 1 Estela Regina Garlet 2 José Luis Guedes dos Santos 3 Giselda Quintana Marques 4 Maria

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Serviços Jurídicos

Leia mais

Gestão Democrática e Participativa uma parceria a base do Diálogo

Gestão Democrática e Participativa uma parceria a base do Diálogo Gestão Democrática e Participativa uma parceria a base do Diálogo E.M.E.F.I PROFª ARACY LEAL BERNARDI Sala 8 2ª sessão Professor(es) Apresentador(es): Maria Inês Leme Ferreira Regiane Fátima Groto da Silva

Leia mais

TÍTULO: PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE ESQUIZOFRENIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA

TÍTULO: PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE ESQUIZOFRENIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA TÍTULO: PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE ESQUIZOFRENIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE SÃO PAULO AUTOR(ES):

Leia mais

Mostra de Projetos 2011

Mostra de Projetos 2011 Mostra de Projetos 2011 A enfermagem atuando na prevenção da saúde do adolescente propondo a redução das DST Doenças Sexualmente Transmissíveis e Minimizando os números de Gravidez na Adolescência. Mostra

Leia mais

GNACS processo de trabalho RELATÓRIO DE AUDITORIA

GNACS processo de trabalho RELATÓRIO DE AUDITORIA GNACS processo de trabalho RELATÓRIO DE AUDITORIA 2013 Metodologia DONABEDIAN Avedis Donabedian entendia cuidado de saúde de forma sistêmica e desenvolveu um quadro conceitual para o entendimento da avaliação

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Ano: 2014/2015

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU. Ano: 2014/2015 PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU Ano: 2014/2015 1 - JUSTIFICATIVA A hospitalização pode ser experienciada como um dos momentos mais delicados e difíceis do processo do adoecer. Isso porque

Leia mais

COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO

COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO Kaisy Pereira Martins - UFPB kaisyjp@hotmail.com Kátia Neyla de Freitas Macêdo Costa UFPB katianeyla@yahoo.com.br Tatiana Ferreira

Leia mais

Termo de Abertura do Projeto

Termo de Abertura do Projeto Instituição Executora: MAXIMUS SOFTWARE LTDA Título do Projeto: FARMAINFOR - Modernização da Farmácia Cliente: Hospital Mater Day Termo de Abertura do Projeto Elaborado por: Prof. Carlos Roberto Porfírio

Leia mais

ESTADO DA ARTE SOBRE O ADOLESCENTE TRABALHADOR: UM LEVANTAMENTO DOS ARTIGOS PUBLICADOS ENTRE 2003 E 2012

ESTADO DA ARTE SOBRE O ADOLESCENTE TRABALHADOR: UM LEVANTAMENTO DOS ARTIGOS PUBLICADOS ENTRE 2003 E 2012 ESTADO DA ARTE SOBRE O ADOLESCENTE TRABALHADOR: UM LEVANTAMENTO DOS ARTIGOS PUBLICADOS ENTRE 2003 E 2012 Andréa Cristina Oliveira Ferreira 1, Edna Maria Querido de Oliveira Chamon 2 1 Mestranda em Desenvolvimento

Leia mais

Palavras-chave: funcionalidade, deficiência física, integralidade da assistência, Classificação Internacional de Funcionalidade

Palavras-chave: funcionalidade, deficiência física, integralidade da assistência, Classificação Internacional de Funcionalidade A aplicação da Classificação Internacional de Funcionalidade da OMS como indicador de saúde funcional e estratégia de gestão pública no Centro de Reabilitação e Fisioterapia de Anápolis Andréa Souza ROCHA¹;

Leia mais

TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA CATEGORIA: EM ANDAMENTO

Leia mais

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO ACOLHIMENTO E AVALIAÇÃO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO NO PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU, CURITIBA (PR)

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO ACOLHIMENTO E AVALIAÇÃO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO NO PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU, CURITIBA (PR) PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO ACOLHIMENTO E AVALIAÇÃO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO NO PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CAJURU, CURITIBA (PR) 1 Aline Cecilia Pizzolato 1 Em fevereiro de 2003 a nova equipe

Leia mais

ATENDIMENTO A MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

ATENDIMENTO A MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA ATENDIMENTO A MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Nadirlene P. Gomes 1 Paula Sampaio 2 Talita Garcia 3 Clarissa Conceição 2 Vanessa Almeida 3 Normélia Maria Diniz 1 1 Enfermeira Profa. Dra. da

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ENFERMAGEM Elaboração: Docente Ms. Taísa Guimarães de Souza / Docente Esp. Marcia Figueredo de Souza 2012/1 Revisão: Docente Drº Rogério

Leia mais

Seleção de Projetos para os Programas do Instituto Ronald McDonald Edital 2015/Carteira de Projetos 2016 Anexo 1 Tipos de Projeto

Seleção de Projetos para os Programas do Instituto Ronald McDonald Edital 2015/Carteira de Projetos 2016 Anexo 1 Tipos de Projeto Anexo 1 A - Apoio à qualificação e humanização da assistência de média e de alta complexidade. Apoiar os serviços habilitados a prestar tratamento oncopediátrico com progressiva qualificação de suas ações,

Leia mais

1 Universidade Federal da Paraíba, discente colaborador, e-mail: juliane.jfa@bol.com.br

1 Universidade Federal da Paraíba, discente colaborador, e-mail: juliane.jfa@bol.com.br RELATO DE ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA UFPB TRABALHANDO COM EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA ATENÇÃO A MÃES E GESTANTES ASCENDINO 1, Juliane Fabrício; CUNHA 2, Paula Angela S. M. Cunha. FERREIRA 3, Heloísa de Almeida;

Leia mais

Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários

Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários MININSTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários Programa: Urbanização Regularização

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DO REAL PARA O IDEAL NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

HUMANIZAÇÃO DO REAL PARA O IDEAL NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UMA REVISÃO DE LITERATURA HUMANIZAÇÃO DO REAL PARA O IDEAL NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UMA REVISÃO DE LITERATURA Francisco Junio do Nascimento 1, Sheron Maria Silva Santos 1, Jose Thiago Gois de Alencar 1, Ivanildo do Carmo

Leia mais

HIV/AIDS EM IDOSOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

HIV/AIDS EM IDOSOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA HIV/AIDS EM IDOSOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA Fabiana Medeiros de Brito (NEPB/UFPB). E-mail: fabianabrito_@hotmail.com Eveline de Oliveira Barros (NEPB/UFPB). E-mail: evinhabarros@gmail.com

Leia mais

Ações cooperativas no âmbito da Rede História e Patrimônio Cultural da Saúde: agenda e desafios

Ações cooperativas no âmbito da Rede História e Patrimônio Cultural da Saúde: agenda e desafios 1 Por que a Rede HPCS? Contexto Constituição Princípios e objetivos gerais Termo de Constituição Instituições participantes 2 O trabalho em rede: Concepção 3 Os instrumentos de integração e promoção da

Leia mais

LEVANTAMENTO DA SITUAÇÃO DE ESTRESSE COM ATUAÇÃO DE EQUIPES MULTIPROFISSIONAIS NO POSTO DE ASSISTENCIA MÉDICA PAM, NO MUNICÍPIO DE JUARA, MATO GROSSO

LEVANTAMENTO DA SITUAÇÃO DE ESTRESSE COM ATUAÇÃO DE EQUIPES MULTIPROFISSIONAIS NO POSTO DE ASSISTENCIA MÉDICA PAM, NO MUNICÍPIO DE JUARA, MATO GROSSO CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde LEVANTAMENTO DA SITUAÇÃO DE ESTRESSE COM ATUAÇÃO DE EQUIPES MULTIPROFISSIONAIS NO POSTO DE ASSISTENCIA MÉDICA PAM,

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE ARTIGO CIENTÍFICO / MONOGRAFIA JURÍDICA

MODELO DE PROJETO DE ARTIGO CIENTÍFICO / MONOGRAFIA JURÍDICA MODELO DE PROJETO DE ARTIGO CIENTÍFICO / MONOGRAFIA JURÍDICA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO - Extensão E.E. Arlindo Bittencourt Código: 091.07 Município: São Carlos/SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

ENTENDENDO A RELAÇÃO PEDAGÓGICA ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E LITERATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ENTENDENDO A RELAÇÃO PEDAGÓGICA ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E LITERATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL ENTENDENDO A RELAÇÃO PEDAGÓGICA ENTRE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E LITERATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Ana Paula Moreira Sousa 1 RESUMO: Este trabalho tem o intuito de divulgar, no campo científico, uma pesquisa

Leia mais

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet?

Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Como fazer um levantamento bibliográfico na internet? Material de Apoio ao TCC UFMA/SUS Pesquisa na Internet A Web oferece recursos de busca sobre tópicos atuais que seriam difíceis encontrar em bibliotecas

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO LOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: JOGOS - A MANEIRA DIVERTIDA DE FICAR INTELIGENTE PROFESSORA ORIENTADORA:

Leia mais

No. 034113. Linha de Pesquisa : Estrutura de Renda e Orçamento Familiar TITULO. Resumo

No. 034113. Linha de Pesquisa : Estrutura de Renda e Orçamento Familiar TITULO. Resumo No. 034113 Linha de Pesquisa : Estrutura de Renda e Orçamento Familiar TITULO "ISEP - Índice de Sharpe Escolar a Partir da Prova Brasil: Criação e Estudo". Resumo Criado em 1990, o Saeb é um sistema de

Leia mais

ENFERMEIRO COMO GERENCIADOR DA REDE BÁSICA DE SAÚDE ¹

ENFERMEIRO COMO GERENCIADOR DA REDE BÁSICA DE SAÚDE ¹ ENFERMEIRO COMO GERENCIADOR DA REDE BÁSICA DE SAÚDE ¹ DIAS, Caliandra Letiere Coelho 2, Caren Franciele Coelho 3 ; FONSECA, Graziele Gorete Portella da 4 ; PARCIANELLO, Márcio Kist 5 ¹Pesquisa bibliográfica

Leia mais

APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL PARA REDE BÁSICA EM BELO HORIZONTE

APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL PARA REDE BÁSICA EM BELO HORIZONTE APOIO MATRICIAL EM SAÚDE MENTAL PARA REDE BÁSICA EM BELO HORIZONTE ALEXANDRE DE ARAÚJO PEREIRA Na última década, a Estratégia de Saúde da Família (ESF) - e a Reforma Psiquiátrica Brasileira (RPB) têm trazido

Leia mais

O CUIDAR HUMANIZADO AO IDOSO: REVISÃO SISTEMÁTICA

O CUIDAR HUMANIZADO AO IDOSO: REVISÃO SISTEMÁTICA O CUIDAR HUMANIZADO AO IDOSO: REVISÃO SISTEMÁTICA Jéssyka Cibelly Minervina da Costa Silva (NEPB/UFPB) jessykacibelly@gmail.com Kalina Coeli Costa de Oliveira Dias (NEPB/UFPB) kalinacoeli@gmail.com Ana

Leia mais

CICLO DE OFICINAS DE QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA: Ênfase na Implantação do Acolhimento. PROPOSTA METODOLÓGICA Março/2013

CICLO DE OFICINAS DE QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA: Ênfase na Implantação do Acolhimento. PROPOSTA METODOLÓGICA Março/2013 CICLO DE OFICINAS DE QUALIFICAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA: Ênfase na Implantação do Acolhimento PROPOSTA METODOLÓGICA Março/2013 PNAB PEAB PNH DIRETRIZES GERAIS Acolhimento como diretriz nacional do SUS Cuidado

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO DE COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS.

IDENTIFICAÇÃO DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO DE COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS. IDENTIFICAÇÃO DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA PREVENÇÃO DE COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS. Ana Paula Alves Martins 1 Marcelo Costa Fernandes 2 Introdução Para Ferreira (2005) cuidado é executado por quem é

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ Levantamento Bibliográfico LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO Procedimentos para localização e busca metódica dos documentos referentes ao tema Textos Livros Artigos

Leia mais

A ENFERMAGEM E A VULNERABILIDADE DOS ADOLESCENTES FRENTE ÀS IST/HIV/AIDS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

A ENFERMAGEM E A VULNERABILIDADE DOS ADOLESCENTES FRENTE ÀS IST/HIV/AIDS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA A ENFERMAGEM E A VULNERABILIDADE DOS ADOLESCENTES FRENTE ÀS IST/HIV/AIDS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA Mariélisson Urbano dos Santos 1 Heloane Medeiros do Nascimento 2 Luciana Dantas Farias de Andrade 3 Maria

Leia mais

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Prevenção Educação, Informação e Capacitação Cuidado Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Autoridade Enfrentamento ao tráfico de drogas e às organizações criminosas Crack, é

Leia mais

TEMA: Internação Compulsória de Dependentes Químicos

TEMA: Internação Compulsória de Dependentes Químicos NOTA TÉCNICA 86/2014 Dra Vanessa Verdolim Hudsom Andrade Desembargadora da 1ªCâmara Cível TJMG Data: 08/05/2014 Medicamento Material Procedimento Cobertura X N processo 1.0338.14.003238-8/001 TEMA: Internação

Leia mais

O APOIO MATRICIAL COMO PROCESSO DE CUIDADO NA SAÚDE MENTAL

O APOIO MATRICIAL COMO PROCESSO DE CUIDADO NA SAÚDE MENTAL O APOIO MATRICIAL COMO PROCESSO DE CUIDADO NA SAÚDE MENTAL Patrícia de Bitencourt Toscani 1 Durante a década de 70, o processo da Reforma Psiquiátrica possibilitou construir uma nova política de saúde

Leia mais

Ferramentas da qualidade: uma aplicação em uma IES para desenvolvimento de artigos científicos

Ferramentas da qualidade: uma aplicação em uma IES para desenvolvimento de artigos científicos Ferramentas da qualidade: uma aplicação em uma IES para desenvolvimento de artigos científicos Diana Michele Pilz (FAHOR) dp000682@fahor.com.br Beatriz Simone Dockhorn (FAHOR) bd000684@fahor.com.br Eliane

Leia mais

CICLOVIAS COMO ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA A MOBILIDADE URBANA UM ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO BONITO - SP

CICLOVIAS COMO ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA A MOBILIDADE URBANA UM ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO BONITO - SP Eixo Temático: Tecnologias CICLOVIAS COMO ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA A MOBILIDADE URBANA UM ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO BONITO - SP Lidia Moura 1 Cynthia Akemi 2 Luiz Eduardo Moschini 3 RESUMO:

Leia mais

Introdução. (ASM/SES-RJ) em parceria com o Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas de Saúde Mental do IPUB/UFRJ (NUPPSAM).

Introdução. (ASM/SES-RJ) em parceria com o Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas de Saúde Mental do IPUB/UFRJ (NUPPSAM). TÍTULO: PERFIL PRELIMINAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA O ATENDIMENTO EM SAÚDE MENTAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES AUTORES: Maria Cristina Ventura Couto 1 ; Maria Paula Cerqueira Gomes 2 ; Daniely Silva

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE OS DESAFIOS COTIDIANOS DAS AGENTES COMUNITARIAS DE SAÚDE DE UMA EQUIPE DE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA PARTICIPANTE DO PET- SAÚDE

UMA ABORDAGEM SOBRE OS DESAFIOS COTIDIANOS DAS AGENTES COMUNITARIAS DE SAÚDE DE UMA EQUIPE DE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA PARTICIPANTE DO PET- SAÚDE 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA UMA ABORDAGEM

Leia mais

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM TRANSTORNO BIPOLAR EM INSTITUIÇÕES DE SAÚDE MENTAL

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM TRANSTORNO BIPOLAR EM INSTITUIÇÕES DE SAÚDE MENTAL CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM TRANSTORNO BIPOLAR EM INSTITUIÇÕES DE SAÚDE MENTAL Aline Santana dos Santos Graduanda em Enfermagem Maria Aparecida dos Santos Graduanda em Enfermagem Reginaldo Vicente

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

Nome do projeto: PROJETO DE ELABORAÇÃO DE INSTRUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PARA CIDADÃOS BRASILEIROS

Nome do projeto: PROJETO DE ELABORAÇÃO DE INSTRUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PARA CIDADÃOS BRASILEIROS 1. IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto: PROJETO DE ELABORAÇÃO DE INSTRUMENTO DE CLASSIFICAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PARA CIDADÃOS BRASILEIROS Instituição proponente: INSTITUTO DE ESTUDOS DO TRABALHO E SOCIEDADE

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 28. São características da saúde pública predominante nos anos 60 do século passado, EXCETO:

PROVA ESPECÍFICA Cargo 28. São características da saúde pública predominante nos anos 60 do século passado, EXCETO: 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 28 QUESTÃO 26 São características da saúde pública predominante nos anos 60 do século passado, EXCETO: a) Ênfase nas campanhas sanitárias. b) Fortalecimento do setor de saúde

Leia mais

SÍNDROME DO CUIDADOR: EM BUSCA DO EQUILÍBRIO ENTRE O CUIDAR E O CUIDAR-SE

SÍNDROME DO CUIDADOR: EM BUSCA DO EQUILÍBRIO ENTRE O CUIDAR E O CUIDAR-SE SÍNDROME DO CUIDADOR: EM BUSCA DO EQUILÍBRIO ENTRE O CUIDAR E O CUIDAR-SE Poliana Pereira Faculdade de Ciências Medicas de Campina Grande FCM (polianapereira7@hotmail.com) Isabella Barros Almeida Faculdade

Leia mais

PERFIL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE PARA ATUAR NAS POLÍTICAS SOBRE DROGAS: REABILITAR OU REDUZIR OS DANOS?

PERFIL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE PARA ATUAR NAS POLÍTICAS SOBRE DROGAS: REABILITAR OU REDUZIR OS DANOS? 9 Opinião PERFIL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE PARA ATUAR NAS POLÍTICAS SOBRE DROGAS: REABILITAR OU REDUZIR OS DANOS? Francisca Ergovânia Batista de Brito (1) Que perfil de profissionais de saúde deve atuar

Leia mais

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999)

Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública Projeto BVS-SP-1.9 Publicação eletrônica de textos completos em Saúde Pública (15 de outubro de 1999) 1. Introdução Este documento descreve o projeto para o desenvolvimento

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE DO CRESCIMENTO DA FROTA DE VÉICULOS EM BOA VISTA-RR ATRAVÉS DA MODELAGEM MATEMÁTICA

TÍTULO: ANÁLISE DO CRESCIMENTO DA FROTA DE VÉICULOS EM BOA VISTA-RR ATRAVÉS DA MODELAGEM MATEMÁTICA TÍTULO: ANÁLISE DO CRESCIMENTO DA FROTA DE VÉICULOS EM BOA VISTA-RR ATRAVÉS DA MODELAGEM MATEMÁTICA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: MATEMÁTICA INSTITUIÇÃO: INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: AMBIENTE E SAÚDE Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM FARMÁCIA

Leia mais

EDUCAÇÃO EM SAÚDE: A SABEDORIA NA PRÁTICA ASSISTENCIAL DA ENFERMAGEM

EDUCAÇÃO EM SAÚDE: A SABEDORIA NA PRÁTICA ASSISTENCIAL DA ENFERMAGEM EDUCAÇÃO EM SAÚDE: A SABEDORIA NA PRÁTICA ASSISTENCIAL DA ENFERMAGEM INTRODUÇÃO JOÃO BATISTA DOS SANTOS Profa. Dra. STEFÂNIA CARTAXO PESSOA Faculdade Santa Maria FSM, Cajazeiras Paraíba Brasil stefaniapessoa@terra.com.br

Leia mais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais

VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade. Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais VIII Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade Roteiro para Elaboração de Projetos Sociais quem pode participar Pessoas jurídicas, não-governamentais e sem fins lucrativos tais como: associações,

Leia mais

Curso de Especialização em Docência para Educação Profissional. A EAD na Educação Profissional

Curso de Especialização em Docência para Educação Profissional. A EAD na Educação Profissional Curso de Especialização em Docência para Educação Profissional A EAD na Educação Profissional Globalização O Cenário Internacional Mudanças socioeconômicas: intensificação dos processos de integração e

Leia mais

Instrumento de Coleta Sistematizado para Visita Domiciliar

Instrumento de Coleta Sistematizado para Visita Domiciliar 236 Instrumento de Coleta Sistematizado para Visita Domiciliar (Systematic collection tool for Home Visit) Gisleangela Rodrigues Lima Carrara 1 ; Priscila de Martini Alves 2 ; Gabriela Bernal Salvador

Leia mais

Consulta Pública nº 01/2016

Consulta Pública nº 01/2016 MAPA CONCEITUAL MATRIZ POR COMPETÊNCIAS Figura 1. Mapa conceitual da estrutura de matriz por competências As ações-chave podem ser desdobradas ainda (de acordo com o nível de especificidade de uma matriz

Leia mais

O ESTRESSE EM PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM: análise bibliográfica sobre a temática Maria Antônia Darozo Bandeira¹, Adriana Leonidas de Oliveira²

O ESTRESSE EM PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM: análise bibliográfica sobre a temática Maria Antônia Darozo Bandeira¹, Adriana Leonidas de Oliveira² O ESTRESSE EM PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM: análise bibliográfica sobre a temática Maria Antônia Darozo Bandeira¹, Adriana Leonidas de Oliveira² 1 Psicóloga, Mestranda em Gestão e Desenvolvimento Regional

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011

Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011 Mostra de Projetos 2011 RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NO MUNICÍPIO DE LONDRINA/PR 2011 Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

O DESENHO COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE EM CRIANÇAS HOSPITALIZADAS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

O DESENHO COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE EM CRIANÇAS HOSPITALIZADAS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA O DESENHO COMO EXPRESSÃO DA SUBJETIVIDADE EM CRIANÇAS HOSPITALIZADAS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Trabalho de curso 2014 Herminia Dias de Freitas Lahana Giacomini de Vasconcellos Luciana Stefano Acadêmica

Leia mais

EXPERIÊNCIA ACADÊMICA COM O USO DE PACIENTE-PADRÃO EM SIMULAÇÃO NO ENSINO EM ENFERMAGEM: UMA REFLEXÃO ÉTICA

EXPERIÊNCIA ACADÊMICA COM O USO DE PACIENTE-PADRÃO EM SIMULAÇÃO NO ENSINO EM ENFERMAGEM: UMA REFLEXÃO ÉTICA EXPERIÊNCIA ACADÊMICA COM O USO DE PACIENTE-PADRÃO EM SIMULAÇÃO NO ENSINO EM ENFERMAGEM: UMA REFLEXÃO ÉTICA Wanda Barbosa de Assis Vieira 1 Raphael Raniere de Oliveira Costa 2 Soraya Maria de Medeiros

Leia mais

Projetos de Investimento (UFCD 0606) 25 h

Projetos de Investimento (UFCD 0606) 25 h - Reconhecer, organizar e planificar um projeto de investimento. - Acompanhar e controlar a execução de um projeto de investimento. - Proceder à hierarquização dos projetos em função de prioridades e custos.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Americana CENTRO PAULA SOUZA. FATEC - Americana. Regulamento do Programa de Iniciação Científica da Unidade FATEC Americana

Faculdade de Tecnologia de Americana CENTRO PAULA SOUZA. FATEC - Americana. Regulamento do Programa de Iniciação Científica da Unidade FATEC Americana CENTRO PAULA SOUZA FATEC - Americana Regulamento do Programa de Iniciação Científica da Unidade FATEC Americana Americana SP Outubro/2010 Sumário 1. Introdução... 3 2. Sobre o Projeto de Iniciação Científica...

Leia mais

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction 1 BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE: uma construção coletiva Virtual Health Library: a collective construction Marine Fumiyo Otake Arakaki*; Mônica da Silva Peres*; Selma Palombo*; Yara Maria Spinola e Castro*;

Leia mais

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO Projeto de Pesquisa Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br 1 1. Definição Projeto

Leia mais

Onde estão as evidências para suportar a decisão? Verônica Abdala, BIREME/OPAS/OMS Maio, 2010

Onde estão as evidências para suportar a decisão? Verônica Abdala, BIREME/OPAS/OMS Maio, 2010 Onde estão as evidências para suportar a decisão? Verônica Abdala, BIREME/OPAS/OMS Maio, 2010 BVS - BIREME 4 Biblioteca 6Cochrane Com um colega 9 especialista Google 2 SciELO 5 Na Internet 1 Nos Livros

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA E DESPORTOS PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO APRENDER PARA ALÉM DOS MUROS ESCOLARES

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA E DESPORTOS PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO APRENDER PARA ALÉM DOS MUROS ESCOLARES 1 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA E DESPORTOS PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO APRENDER PARA ALÉM DOS MUROS ESCOLARES GLEICA LUANA MONARI KARLA REIS DA SILVA VANESSA DE

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA AUTOAVALIAÇÃO 2012

PLANO DE AÇÃO DA AUTOAVALIAÇÃO 2012 PLANO DE AÇÃO DA AUTOAVALIAÇÃO 2012 Cacoal - 2012 1 APRESENTAÇÃO O presente documento de Orientações Gerais para os trabalhos da autoavaliação 2012 destina-se aos docentes, discente, gestão acadêmica e

Leia mais

Técnicas de Negociação e Mediação. Contextualização. Aula 2. Conflitos Intrapessoais. Instrumentalização. Prof. Me. Fernando Eduardo Mesadri

Técnicas de Negociação e Mediação. Contextualização. Aula 2. Conflitos Intrapessoais. Instrumentalização. Prof. Me. Fernando Eduardo Mesadri Técnicas de Negociação e Mediação Aula 2 Contextualização Prof. Me. Fernando Eduardo Mesadri Conflitos Intrapessoais Interpessoais Intergrupais Visão positiva do conflito Possíveis causas dos conflitos

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO. TEMA: A transversalidade da Ética no processo de humanização hospitalar

PROJETO DE INTERVENÇÃO. TEMA: A transversalidade da Ética no processo de humanização hospitalar PROJETO DE INTERVENÇÃO ELABORAÇÃO: Equipe Multiprofissional TEMA: A transversalidade da Ética no processo de humanização hospitalar INTRODUÇÃO O projeto de humanização hospitalar HUmanizado, criado e implementado

Leia mais

CHAMADA INTERNA Nº 01/2012/Gabinete/IFBAIANO PROGRAMA CIÊNCIA ITINERANTE Programa de Fomento à Institucionalização do Projeto Escola Itinerante

CHAMADA INTERNA Nº 01/2012/Gabinete/IFBAIANO PROGRAMA CIÊNCIA ITINERANTE Programa de Fomento à Institucionalização do Projeto Escola Itinerante MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO GABINETE DA REITORIA CHAMADA INTERNA Nº 01/2012/Gabinete/IFBAIANO PROGRAMA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Campus São Gonçalo CoEX - Coordenação de Extensão EDITAL INTERNO

Leia mais

Data: 20/12/2013 NOTA TÉCNICA 259/2013. Medicamento Material Procedimento Cobertura X

Data: 20/12/2013 NOTA TÉCNICA 259/2013. Medicamento Material Procedimento Cobertura X NOTA TÉCNICA 259/2013 Solicitante Des. Dra. Vanessa Verdolim Hudson Andrade 1ª Câmara Cível TJMG Data: 20/12/2013 Medicamento Material Procedimento Cobertura X TEMA: INTERNAÇÕES PSIQUIATRICAS Sumário 1.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO MEDICINA SOCIAL ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO MEDICINA SOCIAL ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO MEDICINA SOCIAL ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA RENATO MARTINEZ REBELLATO ENFRENTAMENTO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS:

Leia mais

Experiências de Formação de Nutricionistas para o Sistema Único de Saúde

Experiências de Formação de Nutricionistas para o Sistema Único de Saúde Experiências de Formação de Nutricionistas para o Sistema Único de Saúde NOTA PEDAGÓGICA - CASO 1: A EDUCAÇÃO INTERPROFISSIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA O TRABALHO EM EQUIPE E PARA A

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL O presente Termo de Referência visa orientar e fornecer subsídios para a elaboração

Leia mais

OFICINAS PEDAGÓGICAS: CONSTRUINDO UM COMPORTAMENTO SAUDÁVEL E ÉTICO EM CRIANÇAS COM CÂNCER

OFICINAS PEDAGÓGICAS: CONSTRUINDO UM COMPORTAMENTO SAUDÁVEL E ÉTICO EM CRIANÇAS COM CÂNCER OFICINAS PEDAGÓGICAS: CONSTRUINDO UM COMPORTAMENTO SAUDÁVEL E ÉTICO EM CRIANÇAS COM CÂNCER Autores RESUMO LIMA 1, Matheus OCCHIUZZO 2, Anna Rosa Centro de Ciências da Saúde Departamento de Enfermagem Psiquiatria

Leia mais

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL APROVADA na 15ª reunião do Conselho Superior realizada em 12/04/2004 REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL Art. 1º - O presente texto institucionaliza e regulamenta as atividades

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 11/06/2014 13:47:32 Endereço IP: 200.253.113.2 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/AIDS E ATENÇÃO BÁSICA O Sistema Único de Saúde ( SUS ) preconiza a descentralização,hierarquização e territorialização

Leia mais

CIRCO: UMA PRÁTICA CORPORAL VIVENCIADA POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO. Palavras Chave: Educação Física, Ensino Médio e Circo

CIRCO: UMA PRÁTICA CORPORAL VIVENCIADA POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO. Palavras Chave: Educação Física, Ensino Médio e Circo CIRCO: UMA PRÁTICA CORPORAL VIVENCIADA POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO MARIA CRISTINA LOZANO Grupo de Pesquisa Educação Física FEUSP / CNPQ Este estudo é um relato de um projeto de educação física, entitulado

Leia mais

Rede BHL SciELO Gestão, operação, resultados e ações futuras

Rede BHL SciELO Gestão, operação, resultados e ações futuras Rede BHL SciELO Gestão, operação, resultados e ações futuras Fabiana Montanari Consultora São Paulo, 6 de fevereiro de 2015 Rede BHL SciELO SciELO Biodiversidade Digitalização de obras essenciais em biodiversidade

Leia mais