31 COPA SAMAE 14 a 16/11/2014 Jaraguá do Sul - SC. 31ª COPA SAMAE 14 a 16/11/2014 Jaraguá do Sul - SC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "31 COPA SAMAE 14 a 16/11/2014 Jaraguá do Sul - SC. 31ª COPA SAMAE 14 a 16/11/2014 Jaraguá do Sul - SC"

Transcrição

1 31ª COPA SAMAE

2 Cidade Sede dos Jogos: Jaraguá do Sul (SC) Participação: Serviços Municipais de Saneamento do Estado de Santa Catarina Data da Realização: 14 a 16 de novembro de Local para Realização dos Jogos: Ginásio Arthur Muller, Arsepum e Clube Atlético Baependi Abertura: Dia: 14/11/2014 Local: Ginásio de Esportes Arthur Muller Início: 20h Baile: Parque Municipal de Eventos Dia: 15/11/2014 Início: 21h Encerramento com Almoço e Premiação: Dia: 16/11/2014 Local: Parque Municipal de Eventos Início: 12h Reunião Técnica (definir regulamento) Dia:27/06/2014 Horário: 14h Local: Auditório do SAMAE Sorteio das Chaves Dia: 10/10/2014 Local: Auditório do SAMAE Horário: 14h Inscrições Inicio: 01/08/2014 a 01/09/2014 Pelo site: Substituição de Jogadores: Até dia 31/10/2014

3 COMISSÃO ORGANIZADORA Olavo Kisner Presidente Letícia F. Andrade Secretária Equipe de Apoio: Erni Amadeu Luz da Silva Joel F. Velho Salézio F. Rosa Adriano de Brito Machado Juremir Fernandes de Oliveira India Nara P. Milbratz Fundação Municipal de Esportes (FME) ADEMAR ANTONIO SAGANSKI

4 MODALIDADES, LOCAIS E COORDENADORES: COORDENADOR GERAL: Fundação Municipal de Esportes (FME) FUTEBOL DE SALÃO: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM BOCHA FEMININO: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM BOCHA MASCULINO: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM DOMINÓ: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM CANASTRA: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM TRUCO: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM SINUCA BOLA 8: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM VOLEIBOL MISTO: Ginásio Arthur Muller XADREZ: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM TÊNIS DE MESA: Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais ARSEPUM BOLÃO: CLUBE ATLÉTICO BAEPENDI MODALIDADE SURPRESA: Corrida - Associação Recreativa dos Servidores Públicos Municipais - ARSEPUM

5 REGULAMENTO GERAL DA 31 COPA SAMAE 2013 JUSTIFICATIVA Art. 1º - Incentivar o intercâmbio e estreitamento de relações entre as famílias dos Servidores Públicos na área de saneamento público do Estado de Santa Catarina, através da prática esportiva. OBJETIVOS Art. 2º - O objetivo maior da 31 COPA SAMAE é o de aumentar o espírito familiar, confraternização dos servidores e familiares dos Serviços Municipais de Saneamento do Estado de Santa Catarina, bem como reforçar os laços de amizade através de lazer esportivo e das atividades programadas para o evento. INSCRIÇÕES Art. 3º - Poderão participar da 31 COPA SAMAE os s ervidores EFETIVOS nomeados até o dia do encerramento das inscrições (01 de Setembro de 2014) e comissionados admitidos até o dia (06 meses de contrato) dos Serviços Municipais de Saneamento de Estado de Santa Catarina, bem como seus cônjuges, filhos(as) com a devida comprovação de parentesco ou vínculo empregatício de cada atleta, de acordo com as exigências específicas de cada modalidade. Único Fica decidido no Congresso Técnico de 2014, que filhos(as) de aposentados, não poderão participar das modalidades. Único Por decisão do Conselho da Copa SAMAE, em reunião realizada em 2004, a FUNASA, não poderá participar na modalidade de Futsal, estando livre para participar das demais modalidades. Art. 4º - Os participantes poderão se inscrever nas diversas modalidades observando o seguinte: I Futebol de Salão: Uma equipe com no mínimo 05 (cinco) e máximo doze (12) atletas; II Bocha Masculina: no máximo 02 (duas) duplas; III Dominó: no máximo 03 (três) duplas; VI Canastra: no máximo 03 (três) duplas; V Truco: no máximo 04 (quatro) duplas; VI Sinuca: no máximo 04 (quatro) atletas; VII Voleibol Misto: 01 equipe com no mínimo 06 (seis) e máximo 12 (doze) atletas; VIII Xadrez: no máximo 02 (dois) atletas; IX Tênis de Mesa: no máximo 02 (dois) atletas;

6 X Bocha Feminino: no máximo 02 (duas) duplas. Art. 5º - No caso de insuficiência numérica de participantes nas modalidades: I - Futebol de Salão: poderão ser formadas equipes mistas ou combinadas entre as Autarquias da mesma região, sendo que poderão agregar-se até 04 (quatro) Autarquias desde que o número de ligações de água das Autarquias agregadas, somadas, não ultrapasse (doze mil), e uma das Autarquias do combinado não tenha número de ligações de água superior a (seis mil). II - Voleibol Misto: Poderão ser formadas equipes combinadas entre as Autarquias da mesma região, exceto FUNASA, sendo que poderão agregar-se até 04 (quatro) Autarquias, desde que o número de Ligações de Água não ultrapasse (seis mil). As equipes poderão ser formadas com a participação de cônjuge ou filhos de servidores com a devida comprovação de parentesco na inscrição (certidão de casamento, carteira de identidade, carteira de motorista com foto, carteira de categoria profissional). III Bocha, Dominó, Canastra, Truco, Tênis de Mesa, Sinuca, e Xadrez: Poderão ser formadas equipes com a participação de cônjuge ou filhos de servidores com a devida comprovação de parentesco na inscrição(certidão de casamento, carteira de identidade, carteira de motorista com foto, carteira de categoria profissional). Art. 6º - Para as modalidades Bocha, Canastra, Dominó, Truco, Tênis de Mesa, Sinuca, Voleibol misto e Xadrez, no ato da inscrição deverá ser fornecido o comprovante de parentesco ou vínculo empregatício de cada atleta(certidão de casamento, carteira de identidade, carteira de motorista com foto, carteira de categoria profissional). Art. 7º - O atleta não poderá jogar em equipe que não seja a sua. Parágrafo 1º Somente será permitido a inscrição de um atleta por modalidade, com exceção das modalidades Vôlei Misto e Futsal, onde será permitido a inscrição de até 2 (dois) atletas nas duas modalidades. Parágrafo 2º - No caso da inscrição atleta nas modalidades de Vôlei Misto e Futsal, será proibido a saída do atleta no transcorrer do jogo onde tiver iniciado. Parágrafo 3º - Será devida somente uma taxa de inscrição mesmo que o atleta esteja inscrito no Vôlei Misto e no Futsal. Art. 8º É obrigatório que as equipes sejam representadas pelo(a) Administrador(a) ou Representante Legal do Órgão (com a devida comprovação por oficio assinado pelo diretor). Art. 9º No ato da entrega das fichas de inscrição deverá ser indicado o nome da pessoa que será o representante legal de cada órgão participante. Art. 10º Haverá uma tolerância de 15 minutos (quinze) minutos somente para o primeiro jogo do período do dia (manhã, tarde e noite), devendo os jogos subsequentes respeitar horário previsto para o jogo. A equipe ou atleta que não comparecer ao local do jogo previamente programado perderá o jogo por W/O. Art. 11º Considerar-se-á W/O, a equipe ou atleta, que não comparecer ao local e horário do jogo previamente programado; comparecer sem o mínimo de atleta(s) determinado(s) pela regra da modalidade ou regulamento do evento; comparecer sem a documentação exigida. Crachá de identificação da copa e documento oficial original com foto (RG, carteira de motorista, carteira de categoria profissional, carteira profissional) para todas as modalidades.

7 Art. 12º Nas modalidades em que o sistema de disputa for rodízio, ocorrendo o W/O todos os envolvidos na fase serão considerados vencedores pelo escore mínimo da respectiva modalidade, exceto para a modalidade de xadrez, que segue regulamentação própria. Art. 13º Ocorrendo um W/O, o órgão que o causar, sem motivo justo, na próxima Copa só poderá se inscrever com uma equipe a menos do que o total de equipes permitido para a modalidade em que ocorreu o W/O, e perde 15 (quinze) pontos por equipe que causar o W/O na categoria Troféu Geral da presente Copa. Art. 14º A equipe ou atleta que perder seus jogos por W/O, serão eliminados da 31 Copa SAMAE, na sua modalidade. Art. 15º Todos os W/O, serão apreciados pela Comissão Disciplinar para que possam apresentar as suas defesas. Art. 16º O órgão que comprovadamente inscrever atletas irregularmente ficará impedido da participação das próximas duas Copas. Art. 17º Será permitido a inscrição de 2 (dois) coringas por delegação para substituição nos jogos de mesa. A substituição só poderá ocorrer antes da equipe começar a jogar na modalidade. Uma vez substituído não poderá haver mais a troca. O coringa poderá ser utilizado uma única vez. O coringa deve atender as exigências das inscrições das modalidades jogos de mesa. IDENTIFICAÇÃO Art. 18º - Todos os participantes serão identificados por documento oficial original com foto antes do inicio de cada jogo (carteira de identidade, carteira de motorista com foto, carteira de categoria profissional). Art. 19º É obrigatório o porte da identificação (crachá) durante toda a realização da 31 Copa SAMAE, observado o artigo 11º. FICHA DE INSCRIÇÃO E CONGRESSO TÉCNICOS Art. 20º A ficha de inscrição deverá ser preenchida integralmente e enviada à Comissão de Organização da 31 COPA SAMAE até o dia 01/09/2014 as 17:00 h impreterivelmente, na forma digital conforme estabelecido na reunião do congresso técnico. Art. 21º Anexo à ficha de inscrição será enviada uma declaração com a listagem dos atletas participantes da 31 Copa SAMAE assinada pelo respon sável do SAMAE. Art. 22º - No dia 10/10/2014, às 14:00 será realizado o 2º Congresso: com sorteio das chaves e avisos gerais, tendo como local de realização no auditório do Serviço Autônomo Municipal de água e Esgoto de Jaraguá do Sul, situado à Rua: Erwino Menegotti, 478, Água Verde, Município de Jaraguá do Sul, SC Telefone: (47) , CEP TAXA DE INSCRIÇÃO Art. 23º Para cada participante, maior de 6 (seis) anos, a taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais) por atleta e por convidado. Art. 24º Após a definição do número de inscritos os interessados deverão acessar o site da 31 COPA SAMAE ( Neste site se tem acesso às fichas de inscrição, regulamento e informações gerais pertinentes a 31 COPA SAMAE.

8 Art. 25º Os pagamentos deverão ser efetuados via DOC ou depósito bancário, no Caixa Econômica Federal Agência 0417, Conta Corrente , Operação 003, para ASSOCIAÇÃO RECREATIVA DO SAMAE, impreterivelmente até a data do vencimento, que é a data limite para as inscrições (01/09/2014), até esta data deverão ser enviadas as fichas de inscrição com os documentos necessários. Único - A taxa de inscrição, depois de paga, não será devolvida em hipótese alguma. ALOJAMENTO DOS PARTICIPANTES Art. 26º A Comissão Organizadora da 31 COPA SAMA E enviará uma relação dos hotéis e alojamentos existentes. A reserva de hotéis fica por conta de cada equipe participante, bem como dos alojamentos não oferecidos pela Comissão Organizadora. Parágrafo Único - É necessário que cada equipe repasse à Comissão Organizadora, até a data de 30/09/2014, a quantidade de pessoas que ficarão em alojamento. Art. 27º A Comissão Organizadora disponibilizará hospedagem gratuita, nas dependências de tres(3) colégios em negociação, até o limite de 400 pessoas. Parágrafo único - As delegações deverão providenciar transporte entre o alojamento e os locais de competições. Art. 28º Os alojamentos são divididos em Feminino e Masculino, será garantida divisão por delegação. Art. 29º O alojamento gratuito oferecido é composto por um colchão por participante e chuveiros. Aos atletas cabe a responsabilidade de trazer para o alojamento roupas de cama, travesseiro, toalha e material de higiene pessoal, bem como colaborar na manutenção da limpeza do local. Art. 30º As delegações interessadas em alojamento gratuito deverão, enviar por a relação das pessoas que utilizarão os alojamentos. Parágrafo único Após esgotadas as vagas do alojamento gratuito, os órgãos que solicitarem alojamento gratuito serão imediatamente comunicados da impossibilidade para poderem providenciar outras opções de alojamento. Art. 31º As delegações deverão manter em ordem os alojamentos, cuidar para que não haja indisciplina dos usuários e depredações do prédio. As delegações serão responsabilizadas pelos atos de má conduta de seus integrantes nas dependências do alojamento. JOGOS DE CARTAS Art. 32º Nos jogos de cartas não será permitido a presença de pessoas estranhas ou não autorizadas próximas às mesas de jogos. COMPORTAMENTO DOS PARTICIPANTES Art. 33º Ao entregar a ficha de inscrição, todos os participantes declaram estarem aptos e gozam de plena saúde, bem como estarão firmando o compromisso de manter o mais alto grau disciplinar e moral, quer dentro do ginásio, quer fora dele. Art. 34º Com a Inscrição os participantes declaram que estão cientes e que têm conhecimento do Regulamento Geral e da Modalidade que irão participar.

9 Art. 35º - A Comissão Organizadora reserva-se o direito de advertir ou afastar qualquer pessoa ligada a qualquer equipe, sem prévia consulta, cuja conduta no decorrer do evento não coincida com os propósitos esportivos. Art. 36º Não será permitida a entrada de outras pessoas, a não ser dos atletas das equipes, aos vestiários, quadra e locais de competições. Somente atletas, técnicos e massagistas devidamente inscritos na ficha de inscrição poderão ultrapassar os portões que dão acesso aos mesários e vestiários. Art. 37 Será proibido o consumo de bebida alcoól ica, comida e cigarros, dentro dos locais de competição, durante os jogos de quaisquer modalidades pelos atletas. Art. 38 O atleta e ou convidado que agredir fisi camente ou verbalmente um outro atleta, convidado, árbitro, torcida ou segurança será suspenso da 31ª Copa Samae e a do ano seguinte. COMISSÃO DISCIPLINAR Art. 39 No ato da inscrição, cada delegação deve rá indicar um atleta ou convidado servidor efetivo para fazer parte da comissão disciplinar. Paragrafo Único O presidente da Comissão Disciplinar será o atleta ou convidado servidor efetivo da Cidade Sede. ABERTURA Art. 40º Na ocasião da abertura, toda e qualquer delegação será representada por 10 (dez) pessoas devidamente uniformizadas (camisa da copa), exceto as delegações que se fizerem presentes com número inferior. PONTUAÇÃO GERAL (TROFEU GERAL) Art. 41º - O Troféu Integração (Transitório) do Futsal e o Troféu Geral dos Jogos Paralelos ficarão de posse definitiva do órgão que for campeão. Parágrafo Único Fica extinto o troféu transitório do Futsal após a posse definitiva do atual. Art. 42º - O Troféu Geral dos Jogos Paralelos ficará com o Órgão que somar o maior número de pontos, de acordo com a pontuação abaixo: 1º colocado: 13 (treze) pontos 2º colocado: 08 (oito) pontos 3º colocado: 05 (cinco) pontos 4º colocado: 03 (três) pontos 5º colocado: 02 (dois) pontos 6º colocado: 01 (um) ponto Art. 43º Em caso de empate entre duas ou mais equipes, serão adotados os seguintes critérios de desempate nesta ordem: I - Maior número de primeiros lugares II - Maior Número de segundos lugares

10 III - Maior Número de terceiros lugares IV - Sorteio PROTESTOS Art. 44º O prazo para entrega de protestos será de 30 (trinta) minutos após o término do jogo que originou o mesmo. O prazo para defesa dos W/Os, será de 60 (sessenta) dias após o encerramento dos jogos. O mesmo deverá ser redigido (digitado) e assinado pelo responsável legal. Art. 45º O Presidente da Comissão Disciplinar da 31 Copa SAMAE terá o poder de analisar, Julgar e arquivar o protesto baseando-se sempre no Regulamento Geral e Técnico. Art. 46º - A competição se desenvolverá conforme disposto no presente regulamento e regras das modalidades em disputada na 31 Copa SAMAE. Art. 47º - Os casos omissos ou não previstos neste Regulamento serão decididos pela Comissão Organizadora e pela Comissão Disciplinar, sendo as decisões irrecorríveis. REGULAMENTO TÉCNICO Art. 48º FUTEBOL DE SALÃO - Primeira Fase a) As competições de futebol de salão da 31 Copa S AMAE, serão realizadas de acordo com as regras internacionais adotadas pela Confederação Brasileira de Futebol de Salão, e o que dispuser este regulamento, com exceção do tempo de jogos, que será de 02 (dois) tempos de 20 (vinte) minutos corridos, com 05 (cinco) minutos de intervalo. Cada equipe poderá ser formada por no máximo com 12 (doze) atletas, e no mínimo com 5 (cinco) atletas, somente servidores efetivos com no mínimo 18 (dezoito) anos. b) Cada equipe poderá solicitar 01(um) tempo, em cada período do jogo. c) As equipes serão divididas em 02 (duas) chaves através de sorteio, e jogarão entre si, cada qual em sua chave. Classificam-se para a fase seguinte o campeão e o vice de cada chave, sendo que o campeão de uma chave jogará contra o vice da outra chave e vice-versa. As equipes poderão ser divididas em mais chaves dependendo do número de inscritos. d) Serão cabeças de chave a cidade sede e as melhores classificadas na modalidade na Copa anterior. e) Caso haja número ímpar de equipes participantes, uma das chaves terá uma equipe a mais, a qual será definida por sorteio. f) A classificação das equipes será por pontos ganhos, adotando-se o seguinte critério: I- Vitória 03 (três) pontos II- Empate 01 (um) ponto III- Derrota 00 (zero) pontos g) Ocorrendo empate na classificação da 1ª fase, empregar-se-ão os seguintes critérios: I- Maior número de vitórias; II- Confronto direto;

11 III- Menor número de gols sofridos; 31 COPA SAMAE IV- Saldo de gols; V- Maior número de gols marcados; VI- Menor número de cartões VERMELHOS VII- Menor número de cartões AMARELOS VIII- Sorteio. h) Quando houver coincidência de uniformes, caberá a equipe que estiver à esquerda da tabela de jogos utilizar coletes que serão providenciados pela comissão organizadora. Art. 49º - Segunda Fase a) Na segunda fase do torneio de Futsal, não serão levados em consideração os resultados obtidos na primeira fase. b) Ocorrendo alguma situação que necessite apontar um vencedor adotar-se-á o seguinte critério: I - Prorrogação de 10 (dez) minutos, divididos em dois tempos de 05 (cinco) minutos sem intervalo; II - Somente será permitido o pedido de tempo na prorrogação para a equipe que tiver direito a ele e não o tenha utilizado (durante o segundo tempo do período regulamentar). III - Após a prorrogação de 10 (dez) minutos, persistindo o empate, serão cobradas penalidades máximas, Uma série de cinco penalidades, efetuadas por cinco atletas alternados de cada equipe, se persistir o empate, haverá uma nova série de UMA penalidade efetuada por um só atleta de cada equipe, alternando-se até que um seja o vencedor. c) Cada equipe poderá inscrever no máximo 12 (doze) atletas e nenhuma entidade poderá inscrever mais do que 01 (uma) equipe. d) O atleta penalizado durante as competições com: I - CARTÃO VERMELHO (01 CARTÃO): Ficará suspenso automaticamente de 01 (um) jogo e sujeito à aplicação de maior penalidade, se assim achar necessário a Comissão Disciplinar; II - CARTÃO AMARELO (03 CARTÕES): Suspenso automaticamente por 01 (um) jogo. e) Para a 2ª fase, serão zerados os cartões amarelos do atleta que os tiver acumulado até o número de 02 (dois) cartões. No caso do atleta ter 03 (três) cartões amarelos na 1ª fase ou cartão vermelho, terá que cumprir a suspensão prevista. f) O cumprimento de suspensão automática é de responsabilidade exclusiva de cada equipe, independente de comunicação oficial, a indevida participação do atleta suspenso, automaticamente, implicará na perda do jogo por W.O. para a equipe que utilizar. Em caso de reincidência a pena será duplicada. g) Os critérios para definição do ARTILHEIRO e do GOLEIRO MENOS VAZADO, serão os convencionais. Em caso de empate entre artilheiros, prevalecerá o atleta que tenha participação do menor número de horas de jogos, e no caso de empate entre goleiros, prevalecerá o atleta que tenha maior número de horas de jogos. Permanecendo o empate, o atleta mais disciplinado será o premiado.

12 Art. 50º - BOCHA MASCULINO / FEMININO a) As competições de Bocha tanto no masculino como no feminino, serão realizadas de acordo com a regra oficial da modalidade, adotada pela Confederação Brasileira de Bocha e Bolão e pela Federação Catarinense de Bocha e Bolão. As regras que serão utilizadas são da BOCHA LIVRE. b) As partidas serão disputadas a 24 (vinte e quatro) pontos, valendo 02 (dois) pontos por bola. c) A categoria será em duplas. Cada SAMAE poderá inscrever no máximo 02 (duas) duplas. d) Os jogos serão disputados em sistema de Eliminatória Dupla. e) Antes do início de cada partida as delegações participantes deverão fornecer à mesa anotadora a indicação de suas equipes, designando ao mesmo tempo o capitão para o entendimento com a mesa de juízes. f) Na pista, somente será permitida a presença dos atletas, (DEVIDAMENTE INSCRITOS) os quais deverão permanecer durante os lançamentos dentro das linhas demarcatórias. g) Outras pessoas para orientar, ou sob qualquer pretexto, não poderão adentrar na pista durante o lançamento. h) Para as competições, os atletas deverão estar adequadamente trajados, ou seja, usando calçados totalmente lisos. i) Para lançamento da Bocha e do Bolim deverá ser respeitada a demarcação da cancha. O Bolim deverá ficar entre a linha do centro e a última linha da cancha. A forma de lançamento do Bocha será livre, o atleta poderá ultrapassar a linha depois que a bola parar. j) As modalidades bocha Masculina e Feminina serão realizadas em canchas de areia. k) Os casos omissos serão resolvidos de acordo com as decisões da comissão organizadora, que aplicará as regras do regulamento. Art. 51º - CANASTRA a) A competição será realizada de acordo com as regras criadas pela comissão organizadora. b) Cada SAMAE poderá inscrever no máximo 03 (três) duplas. c) Os jogos serão disputados em sistema de Eliminatória Dupla. d) As duplas disputarão uma partida de (dois mil) pontos. - Os dois baralhos, sem curingas, serão embaralhados por ambas as duplas, se necessário e convencionado. Depois de tirada a carta maior para ver quem dá as cartas, serão distribuídas uma a uma da direita para a esquerda, da parte de cima do baralho que foi separada pelo jogador da esquerda que o dividirá em dois mortos de 11 (onze) cartas, depois de distribuídas as 11 (onze) cartas sucessivamente, o resto será colocado em cima das cartas que sobraram do morto. Caso não seja dado o mínimo de cartas iguais aos participantes, será embaralhado e feita na mesma sequência, a distribuição. O jogador que iniciar o jogo compra uma carta sem colocar entre as suas e se não servir terá o direito de comprar outra carta descartando a seguir uma outra do seu baralho. e) As canastras poderão ser limpas ou sujas.

13 f) Para que a canastra suja se torne limpa é necessário que o curinga seja do mesmo naipe ocupando o lugar do 02 (dois). g) Para utilizar 02 (dois) curingas em uma canastra é necessário que um seja do mesmo naipe ocupando o lugar do 02 (dois). h) Os jogos poderão ser do tipo trinca e canastra. i) Os jogos de trinca somente poderão ser formados pelas cartas: ÁZ, TRÊS e REI. j) O jogador com uma só carta na mão, não poderá pegar nenhuma carta do lixo que se encontre na mesa. l) Para bater é necessário que a dupla tenha pelo menos uma canastra suja. k) Quando a dupla alcançar (um mil) pontos, ficará obrigada a baixar o jogo com 80 (oitenta) pontos. Em caso de erro a dupla será penalizada, passando para 100 (cem) e 120 (cento e vinte) pontos. No caso valerá para ambos os jogadores da dupla. Se possuir uma canastra, que valerá conforme determina abaixo, poderá baixar o jogo direto. l) Se uma dupla não baixar o jogo perderá 300 (trezentos) pontos. m) Em qualquer penalidade aplicada aos jogadores, em caso de conversa ou sinal, esta atingirá a dupla com a perda de 100 (cem) pontos. n) Dados a serem observados na contagem dos pontos: - Canastra Limpa = 200 pontos - Canastra Suja = 100 pontos - Batida = 100 pontos - Valor de cada carta = 10 pontos - Morto perdido = -100 pontos o) Cada dupla terá direito a 01 (um) morto. p) A dupla, mesmo que entregue seu jogo, obrigatoriamente terá que contar seus pontos. q) O jogador deverá manter as cartas na mão e sobre a mesa, ou simplesmente sobre a mesa. r) Quando terminarem as cartas vivas (mesa) o jogo será encerrado após o descarte do jogador que comprou a última carta viva (mesa), passando-se em seguida à contagem de pontos, como manda o regulamento. s) Ocorrendo irregularidade no bate final, a mesa será encerrada e o infrator punido com 300 (trezentos) pontos e não poderá contar os pontos baixados de seu jogo, contando-se, porém, os pontos de seus adversários. t) Os pontos provenientes da penalidade do artigo anterior terão que ser creditados à equipe não infratora. u) Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

14 Art. 52º - TRUCO 31 COPA SAMAE a) A competição de Truco será realizada de acordo com este Regulamento. b) Os jogos serão disputados em sistema de Eliminatória Dupla. c) Cada SAMAE poderá inscrever no máximo 04 (quatro) duplas. Este jogo distingue-se da maioria dos jogos de cartas, por admitir a utilização de sinais entre os parceiros. Esse tipo de entendimento é considerado uma condição indispensável para vencer a dupla adversária, por isso é muito comum a formação de duplas permanente entre jogadores de Truco. Os parceiros de cada dupla devem sentar-se em posições alternadas. d) BARALHO ESPANHOL O Truco é jogado com BARALHO ESPANHOL do qual são retirados os 8 e o 9 de todos os naipes. É o chamado baralho sujo com apenas 40 (quarenta) cartas divididas em manilhas (que valem mais) e cartas símbolos. A ordem das cartas de Truco em valor decrescente é: 3, 2, 1, 12, 11, 10, 7, 6, 5, 4. As manilhas são variáveis, sendo sua escolha feita da seguinte maneira: no início de cada mão uma carta é sorteada e permanece aberta, fora do jogo, tendo como base a sucessão comum das cartas no baralho (e não seu valor de Truco) as manilhas serão as cartas imediatamente seguintes. e) A ordem dos naipes das manilhas é a seguinte: paus, copas, espadas e ouros. Entre as cartas, os naipes têm valores iguais. O rei de paus, por exemplo, vale tanto quanto o rei de ouros. f) No Truco o objetivo das duplas é ganhar a partida, que será disputada numa melhor de 03 (três) pontos. Um jogo só termina quando uma dupla atinge ou supera 12 (doze) pontos. Os pontos são ganhos nas mãos de cada mão e vencida por quem ganhar a melhor de 03 (três) vezes. Distribuídas 03 (três) cartas para cada jogador, começa a primeira vasa de mão. A vasa é uma rodada em que cada jogador, na sua vez, descarta uma carta. Aquele que realizar o descarte de maior valor vence a vasa, e adquire o direito de iniciar a vasa seguinte. g) As cartas usadas nessa vasa são viradas para baixo antes de iniciar a vasa seguinte. O jogador que ganhar a mão, conquista um certo número de pontos 1, 3, 6, 9 ou 12 pontos), de acordo com as apostas que forem feitas. Para evitar que a mão termine empatada (com 03 (três) vasas ou vasa empatada e uma vitória de cada dupla), valem as regras: - A dupla que ganhar a primeira mão e empatar a segunda ou a terceira já venceu a mão; - Empatada a primeira vaza, vence a dupla que ganhar a segunda vasa; - Se as três vazas terminarem empatadas, o jogo será considerado empate e o baralho passa para o próximo carteador. h) As cartas devem ser distribuídas pela direita, uma de cada vez para cada jogador. Antes da primeira mão do jogo, é sorteado um jogador para embaralhar e distribuir as cartas. Ele é chamado pé, na segunda mão ele é substituído pelo jogador imediatamente à sua direita, e assim sucessivamente o jogador à esquerda do pé é o cortador. O jogador à sua direita é denominado mão, isto é, primeiro a receber e descartar. i) O não cumprimento desse artigo implicará na perda de 01 (um) ponto para a dupla que não o observar. j) Ao trucar e retrucar, o jogador destaca a carta a qual a dupla está apostando. Se o truco ou retruco não for aceita a dupla ganha mão em disputa, com o valor anterior a aposta. A carta não precisa ser mostrada e o baralho passa para o novo pé. Se a dupla adversária aceitar o truco ou retruco a mão será ganha pela dupla que realizar o descarte de maior valor.

15 k) As cartas podem ser olhadas seguindo: o carteador pode olhar a primeira carta de seu parceiro; ao trucar os adversários podem olhar e no retruque pode-se olhar as cartas. I) Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora. Art. 53º - DOMINÓ a) Os jogos serão disputados em sistema de Eliminatória Dupla. b) O jogo será decidido em uma só partida até 150 (cento e cinquenta) pontos. c) O jogo será disputado em duplas. Cada SAMAE poderá inscrever no máximo 03 (três) duplas. d) Caberá a saída ao jogador que tirar a pedra de maior valor. Nas demais rodadas a saída será do jogador colocado à direita do saidor anterior. e) As pedras deverão ficar obrigatoriamente expostas em cima da mesa, em fileiras. f) O jogador que tocar qualquer pedra deverá jogá-la, salvo se não servir em nenhuma das pontas, mostrar ao coordenador da modalidade, e ainda perderá 5 (cinco) pontos, conforme determina o artigo que trata das penalidades (ameaçar uma pedra e não jogar). g) Joga-se com qualquer número de dobles. h) Verificando-se o empate na contagem de pontos, proveniente de um fecha, seja obrigatório ou não, perderá os pontos a equipe que fechou o jogo. i) Não poderá haver conversa entre os parceiros durante o jogo. j) Somente será permitido aos jogadores levantarem-se da mesa após o término da partida. k) As equipes serão divididas em chaves, de acordo com o número de inscrições, através de sorteio, jogando entre si cada qual em sua chave. Classificam-se para a fase seguinte o campeão e vice de cada chave, sendo que o campeão de uma chave jogará com o segundo da outra chave e vice-versa. l) Das Penalidades: - Ameaçar uma pedra e não jogar a dupla perderá 05 (cinco) pontos; - Passar com a pedra na mão, ignorando ter, a dupla perderá 40 (quarenta) pontos e a rodada será encerrada; - Cometer GATO involuntariamente, sendo que na jogada a dupla perderá 40 (quarenta) pontos; - Mostrar ou derrubar uma ou mais pedras, a dupla perderá 10 (dez) pontos; - Os pontos adquiridos das penalidades, durante a rodada, não encerram a partida antes de não terminar a rodada; - As duplas obrigatoriamente terão que contar seus pontos ao término da partida. m) Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora. Art. 54º - SINUCA BOLA 8 a) Os jogos serão realizados por eliminatória dupla.

16 b) O direito da tacada inicial será definido através de sorteio. c) As 14 bolas deverão ser organizadas em forma de triângulo, sem presença da bola 8. d) O saidor jogará com a bola branca, de qualquer local do semicírculo oposto às bolas, poderá acertar em qualquer bola e espalhá-las ou não. Se errar em bola ou a branca pular fora da mesa ou cair na caçapa, a saída é anulada e passa para o adversário. e) Enquanto não cair nenhuma bola na caçapa, todos poderão jogar em qualquer bola. f) Será definido quem jogará nas bolas baixas (1 a 7) ou altas (9 a 15), quando alguém encaçapar a 1ª bola. Se cair bola baixa e bola alta na mesma tacada e na mesma quantidade, não define nada, e todos continuam com a escolha livre. g) A equipe que encaçapar primeiro as 7 bolas, continuará jogando na bola 8. h) A bola 8 poderá ser colocada em qualquer local da mesa, pela equipe adversária, menos sinucada. Tem que passar uma bola entre a bola 8 e a que estiver na direção da branca. i) O jogador que errar em bola, bater com a bola branca primeiro na bola do adversário, encaçapar a bola branca ou jogar a branca fora da mesa (mesmo que esta bater em alguém e retornar), terá que tirar a bola de nº. mais baixo do adversário, se restar só a bola 8, perde a partida. j) Se cair bola do adversário na caçapa durante qualquer tacada, perde a vez de jogar. k) Se durante qualquer tacada, pular bola numerada fora da mesa, não há castigo, apenas a bola retorna para mesa, e será colada na tabela, na direção que pulou. l) No caso das duas equipes estiverem disputando pela bola 8, e alguém, derrubar a bola 8 na caçapa, mas a bola branca pular fora da mesa ou cair na caçapa, perde a partida. m) Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora. Art. 55º- VOLEIBOL MISTO a) As competições de Voleibol Misto serão realizadas de acordo com as Regras da FIVB (Federação Internacional de Volley-Ball), adotadas pela CBV (Confederação Brasileira de Voleibol). As partidas serão realizadas em 02 set s vencedores e o que dispuser este Regulamento. b) A Equipe poderá ser constituída no máximo de 12 (doze) jogadores, de no mínimo 14 (quatorze) anos, e somente os inscritos poderão participar do jogo. c) Durante a partida somente serão aceitos 03 jogadores de cada sexo em quadra. d) Poderão ser realizadas no máximo 06 (seis) substituições em cada set e a substituição somente poderá ser por uma pessoa do mesmo sexo. e) Quando um jogador se machucar e não puder mais jogar, poderá ser feita substituição legalmente, por um do mesmo sexo. f) Caso algum atleta se machuque e a equipe não tenha mais atleta do mesmo sexo para substituição, esta equipe será considerada incompleta e perderá o jogo. g) A classificação da equipe será por pontos ganhos, adotando-se o seguinte critério: a) Vitória 03 (três) pontos;

17 b) Derrota 00 (um) ponto; 31 COPA SAMAE h) Ocorrendo empate na classificação, empregar-se-ão os seguinte critérios: - Confronto direto - Saldo de Sets; - Saldo de Pontos; - Sorteio. i) Serão formadas duas chaves, onde as equipes jogarão entre si, classificando-se as duas melhores para a semifinal que terá a seguinte formação: Semifinal 01 1º da chave A x 2º da chave B Semifinal 02-1º da chave B x 2º da chave A j) Os casos omissos serão resolvidos pelo coordenador da modalidade. Art. 56º- TÊNIS DE MESA a) Será disputado individualmente, no sistema de eliminatória dupla. b) Cada SAMAE poderá inscrever até 02 (dois) atletas, com no mínimo 12 (doze) anos. c) Os jogos serão disputados na melhor de 03 (três) partidas até 11 (onze) pontos cada. d) Os atletas deverão usar o seu próprio material, sendo as raquetes com superfície de borracha (pelo menos um lado). e) Em caso de discordância será utilizado o material da Coordenação. f) A camiseta do atleta deverá ser de cor única e escura. g) Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora Art. 57º- XADREZ a) A modalidade de Xadrez, será disputada de acordo com as Regras da Confederação Internacional de Xadrez e o disposto no presente Regulamento: b) Cada SAMAE poderá inscrever até 02 (dois) enxadristas independente do sexo, com no mínimo 12 (doze) anos. c) Para o emparceiramento dos atletas será adotado o Sistema Suíço 5 rodadas. d) A duração da partida será de, no máximo, 90 (noventa) minutos, ou seja, 45 (quarenta e cinco) minutos nocaute para cada jogador. e) Em caso de empate em pontos no final da competição, os critérios a serem adotados serão os seguintes: - Milésimo medianos; - Milésimo Totais;

18 - Sonnenborn-berger; 31 COPA SAMAE - Uma partida 6x5 minutos, no qual as brancas jogam com seis minutos e as pretas com cinco minutos, onde em caso de empate a vitória será dada às pretas. OBSERVAÇÃO: As cores que os jogadores irão conduzir deverão ser determinadas por sorteio. f) A competição será disputada individualmente. g) A contagem de pontos será: 1 (um) ponto por vitória, 0,5 (meio) ponto por empate e 0 (zero) ponto por derrota. h) Por ocasião do Congresso Técnico da modalidade, este apenas definirá o horário de realização das rodadas da competição, cabendo ao árbitro passar os horários para a Comissão Organizadora. i) Os casos omissos neste regulamento serão apreciados pela Comissão Organizadora. Art. 58º BOLÃO 23 a) A competição de Bolão será realizada de acordo com este regulamento. b) A competição de Bolão será disputada por duplas, podendo cada SAMAE inscrever no máximo 01(uma) dupla, sendo dois titulares e poderá inscrever um reserva. c) As equipes poderão ser mistas (masculino e feminino). d) O torneio de Bolão será jogado com bola 23 (grande) para o masculino e poderá ser utilizado a bola 16 (menor) para o feminino. e) Serão utilizadas quatro pistas. f) Cada atleta fará 20 (vinte) arremessos, 5 (cinco) em cada pista, com um de experiência em cada uma delas. g) Quando a primeira bola (experiência) derrubar os nove pinos será considerada válida h) Havendo empate na classificação geral será contado o maior número de noves, persistindo o empate, o maior número de oitos e assim sucessivamente. i) O Sistema de Disputa será por Produção, em duas etapas. A ordem da primeira passada será definida por sorteio, sendo a segunda passada definida através da produção da primeira, da menor pontuação para a maior pontuação. j) Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora PREMIAÇÃO Art. 59º - A Premiação das diversas modalidades serão premiados com Troféu e Medalha de 1º a 4 º Lugar. E ainda para: Artilheiro Melhor Ataque Troféu

19 Goleiro Menos Vazado Melhor Defesa Troféu Atleta Disciplina Futsal Equipe Troféu Melhor Atleta Volei - Troféu Melhor Torcida - Troféu Maior Delegação - Troféu Art. 60º - O Troféu Atleta Disciplina da modalidade Futebol de Salão será destinado ao atleta que apresentar maior nível moral disciplinar e senso de integração esportiva, levando-se em conta também o tempo de jogo. Para a escolha do Atleta Disciplina a Comissão Organizadora, Disciplinar e de Arbitragem, em conjunto, tomarão a decisão após análise dos documentos relativos aos jogos realizados. Art. 61º O troféu de Maior Delegação será conferido com base nas fichas de inscrição. Art. 62º O Troféu de Melhor Torcida será conferido pela Comissão Organizadora e pela Comissão Disciplinar, ouvidos os árbitros das diversas modalidades. Art. 63º - O troféu melhor atleta do Vôlei será destinado ao atleta que se destacar na competição e será escolhido pela equipe de arbitragem do Vôlei. Art. 64º A Cidade que sediar a Copa não poderá concorrer aos Troféus de Melhor Torcida e Maior Delegação. Art Os casos omissos a este regulamento serã o decididos pela Comissão Organizadora da 31 Copa Samae. Art. 66º - Este regulamento foi lido e aprovado na reunião técnica realizada no dia 27 de junho de 2014 no auditório do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) de Jaraguá do Sul. Comissão Central Organizadora CCO Jaraguá do Sul, 27 de Junho de 2014.

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

1-Será disputado pelo sistema de duplas, permitindo-se a inscrição de 02 atletas por equipe, de ambos os sexos.

1-Será disputado pelo sistema de duplas, permitindo-se a inscrição de 02 atletas por equipe, de ambos os sexos. REGULAMENTO DE BURACO 1-Será disputado pelo sistema de duplas, permitindo-se a inscrição de 02 atletas por equipe, de ambos os sexos. 2-No horário estabelecido pela Comissão Organizadora para início de

Leia mais

- TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE 2015 -

- TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE 2015 - - TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE 2015 - OBJETIVO DO TORNEIO Tem por objetivo promover a interação e confraternização entre os sócios e participantes mediante regras abaixo. 1 - DAS INSCRIÇÕES 1.1 - As

Leia mais

Regulamento Geral da 12ª Edição dos Jogos de Integração FAI

Regulamento Geral da 12ª Edição dos Jogos de Integração FAI Regulamento Geral da 12ª Edição dos Jogos de Integração FAI Art. 1º Este Regulamento é o conjunto de disposições que regem a 12 Edição dos Jogos de Integração FAI 2015 e submete, os que com ele tenham

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL REGULAMENTO 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL 1- DOS OBJETIVOS: A 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL tem como objetivo, a integração dos atletas de Futsal do clube, associados, e demais interessados

Leia mais

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016 REGULAMENTO TÉCNICO CANASTRA Art. 1º. O torneio de Canastra do VII JOGOS FENACEF, será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela FENACEF no Regulamento Geral do VII JOGOS FENACEF, combinado

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO:

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO: FUTEBOL DE CAMPO Todos os atletas deverão apresentar o Documento Original (conforme Art.do Regulamento Geral) É obrigatório (e indispensável) o uso de caneleiras para todos os atletas participantes das

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO

REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO REGULAMENTO TÉCNICO JOGOS DE INTEGRAÇÃO REGULAMENTO TÉCNICO DO BASQUETEBOL MASCULINO Art. 1 O torneio de basquetebol masculino será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela Federação Internacional

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015 REGULAMENTO 2015 1º Torneio Bancário Society de Clubes Paulista 2015, é uma promoção da Secretaria de Esporte do Sindicato dos Bancários, e tem por finalidade efetuar o congraçamento entre os bancários

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes Período: 06/09 a 29/11 11 datas Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes COORDENAÇÃO: Prof. Eurico Gaspar de Oliveira CREF 0124 - G/BA CONTATO: (75) 8307-1261 / 9165-4938 / 3223.4158

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA II COPA CINQUENTÃO BOTAFOGO DE FUTEBOL AMADOR APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA Acesse o site WWW.BOTAFOGODEGUAIANASES.COM.BR REALIZAÇÃO: ACOCESP: Promoções de Eventos e Coordenação de Esporte

Leia mais

Regulamento Jogo de Truco

Regulamento Jogo de Truco Regulamento Jogo de Truco Art. 1º Funcionamento básico do jogo de truco: a) O truco é jogado com apenas 1 baralho, retirando-se as cartas 8, 9 e 10. b) A força das cartas obedece a seguinte seqüência decrescente:

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO REGULAMENTO APRESENTAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo SESCOOP/ES está promovendo o 1º FUTCOOP INFANTIL MASCULINO, que será realizado no mês de julho

Leia mais

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF

Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF Jogos de Integração do Instituto Federal/ Araranguá JIIF DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Para efeito de classificação, a pontuação será a seguinte: I - 1º lugar: 10 pontos. II - 2º lugar: 7 pontos. III - 3º

Leia mais

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 I - FINALIDADES ARTIGO 1º - A COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL, na categoria masculino/adulto, tem por finalidade congregar os alunos das unidades do Santo

Leia mais

PROJETO E REGULAMENTO GERAL

PROJETO E REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS DO INSTITUTO EDUCACIONAL NOVOS TEMPOS PROJETO E REGULAMENTO GERAL Ensino Fundamental II e Médio OUTUBRO DE 2015 APRESENTAÇÃO: As Olimpíadas do Instituto Educacional Novos Tempos (OLIENT), visam

Leia mais

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO

VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 REGULAMENTO Promoção: VIII JOGOS DO COMÉRCIO De 03à12 de Agosto de 2012 PROMOÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO SMEL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER CDL CÂMARA DOS DIRIGENTES LOJISTAS DE SORRISO REGULAMENTO

Leia mais

Regulamento da. Copa UniBH de. Futsal

Regulamento da. Copa UniBH de. Futsal Regulamento da Copa UniBH de Futsal FINALIDADE O presente regulamento contêm as normas que regem na 9ª Copa UniBH de Futsal, sendo conhecedores de seu conteúdo todos os inscritos que se submetem sem ressalvas

Leia mais

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL

* Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL * Regulamento Técnico 2016 * FUTSAL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Futsal serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Futsal, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR

8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR 8 8 COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR Resolve publicar as seguintes normas para disputa da COPA CAPELINHA DE FUTEBOL AMADOR 2014 INICIO DIA 09 fevereiro DE 2014 DA FORMA DE DISPUTA Art.01- a Copa capelinha

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL JÚNIOR DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira de Futebol Júnior de

Leia mais

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Av.Presidente Antonio Carlos 40-3 Andar Centro Rio De Janeiro Cep 20020-010 Rio de Janeiro Tel.021-22623697 secretaria@conibrasile.org GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Dando continuidade ao trabalho desenvolvido

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres.

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres. DA FINALIDADE: Art. 1º - Os JOGOS DE VERÃO ARCO SPM 2013 MODALIDADE VOLEIBOL 4X4, tem como finalidade principal, promover o congraçamento das equipes e o aumento da adesão à prática de exercícios físicos

Leia mais

REGULAMENTO I DOS VALORES

REGULAMENTO I DOS VALORES REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 6ª COPA CERTUS 2011. a) Estimular a prática do Esporte como estratégia privilegiada da Educação; b) Valorizar a Cultura Esportiva;

Leia mais

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel,

Leia mais

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º Á COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015, será disputada pelas 7 (sete) equipes Campeãs e as 7(sete) equipes Vice Campeãs das

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURVELÂNDIA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E LAZER CURVELÂNDIA MT

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURVELÂNDIA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E LAZER CURVELÂNDIA MT Árbitros Capacitados Equipe Campeã Copa do Queijo 2012 Divulgação com abrangência Segurança e Atendimento de Primeiros Socorros Estimativa de um bom Público CURVELÂNDIA MT REGULAMENTO 1 DAS FINALIDADES

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido.

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. 2015 I- DA APRESENTAÇÃO Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. II- DA IDENTIFICAÇÃO Art. 2 Aos professores de Educação Física do Colégio compete a

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 1ª DIVISÃO DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira

Leia mais

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014

COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 COPA DAS FEDERAÇÕES REGULAMENTO GERAL PARA 2014 1. DO CAMPEONATO Anualmente a CBT - Confederação Brasileira de Tênis promoverá a Copa das Federações, para definir o Estado Campeão Brasileiro. A Copa das

Leia mais

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. Após todos os jogos REGULAMENTO I- FINALIDADES ARTIGO 1º - O TORNEIO FUTSAL DA FACULDADE NOVOS HORIZONTES,

Leia mais

Poderá participar qualquer Tenista residente ou não residente na cidade de Paulínia-SP, que esteja de acordo com o regulamento do ranking Itapoan.

Poderá participar qualquer Tenista residente ou não residente na cidade de Paulínia-SP, que esteja de acordo com o regulamento do ranking Itapoan. REGULAMENTO DO RANKING TÊNIS ITAPOAN Versão 3.0 Sumário 1. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO RANKING 2 2. PARTICIPAÇÃO NO RANKING 2 2.1. Nível Técnico dos Jogadores 2 3. RANKING 2 3.1. Ingresso ao Ranking 3 3.2.

Leia mais

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL 2011 REGULAMENTO 2011 1 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: ARTIGO 1 A Copa Granbel de Futebol Infanto-Juvenil 2011 é uma organização da Granbel com

Leia mais

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO

I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DA FINALIDADE O I CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO (SOCIETY), visa incrementar a prática de futebol de sete

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB REGULAMENTO REALIZAÇÃO Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB APOIO: FEDERAÇÃO BAHIANA DE FUTEBOL FBF SETEMBRO / NOVEMBRO 2015 1 Disposições Preliminares

Leia mais

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL 1 IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de estimular a prática esportiva, tornando-se mais um meio de formar nos valores os jovens dos

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES O PRINCÍPIO DO ESPORTE É A LEALDADE. VAMOS PRATICÁ-LA REGULAMENTO Esse Regulamento é

Leia mais

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO 6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 6º TAÇA SAÚDE DE FUTSAL E VOLEIBOL - SES é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato tem por

Leia mais

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF

III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF III JOGOS INTERNOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA JIEF REGULAMENTO GERAL I. Das Finalidades: O III Jogos Internos da Educação Física JIEF, tem por finalidade estimular a prática desportiva aos alunos do curso de Educação

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A

Leia mais

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO

CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A DE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º O CAMPEONATO CATARINENSE DE FUTEBOL PROFISSIONAL DA SÉRIE A

Leia mais

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15 GRUPOS CAMPO (01) 1º BPM CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 09 1. Associação Teotônio Segurado- 1º BPM 2. Associação Aureny III 3. Instituto Fernandes Futebol Clube 4. Escolinha FLA CAMPO (03) 606

Leia mais

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY

REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY REGULAMENTO D0 CAMPEONATO FLUMINENSE DE RUGBY 2012-2ª DIVISÃO 1. Disposições Gerais Todas as partidas serão disputadas de acordo com as Leis do jogo em vigor conforme estipulado pelo IRB. Se surgirem dúvidas

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

REGULAMENTO. XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC

REGULAMENTO. XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC REGULAMENTO XXX CAMPEONATO SUL BRASILEIRO MASTERS DE NATAÇÃO - 2011 Dias 08 e 09 de Outubro de 2010 Palhoça - SC Art. 1º - A Federação Aquática de Santa Catarina realizará o Campeonato acima descrito,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF)

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO 3ª OLIMPÍADA ESTUDANTIL DE FLORIANÓPOLIS (OLESF) 03 A 14 DE OUTUBRO DE 2011 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este Regulamento é o conjunto

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016. Serra Negra - 15 a 19/05/2016

Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016. Serra Negra - 15 a 19/05/2016 1) Da estrutura: Regulamento Geral da XI - Olimpíada da AAFC de 2016 Serra Negra - 15 a 19/05/2016 1.1 - A Olimpíada da Associação dos Aposentados da Fundação CESP é evento dirigido e coordenado pela Presidência

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR - 2015 I - DAS FINALIDADES Art.º 1º - A 3ª LUANDA COPA DE FUTEBOL JÚNIOR, Competição não-profissional coordenada e organizada pela Decathlon Marketing

Leia mais

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1

R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 R e g u l a m e n t o Q u a d r a n g u l a r d e A s c e n s o / D e s c e n s o N B B - 2 0 1 2 / 2 0 1 3 Página 1 1. Competição: Quadrangular de Ascenso e Descenso do NBB 2012/2013 2. Bases legais a.

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Esportes SESP COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 R E G U L A M E N T O. Da Organização e Fins

MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria de Esportes SESP COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 R E G U L A M E N T O. Da Organização e Fins COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016 Atualizado em 02/02/2016 R E G U L A M E N T O Da Organização e Fins Art. 1º A COPA DE FUTSAL CIDADE DE SÃO BERNARDO 2016, realizada pela Prefeitura, através

Leia mais

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ

EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ EDITAL DE EXTENSÃO Nº 09/2016 CHAMADA INTERNA PARA PARTICIPAÇÃO DE EQUIPES ESPORTIVAS PARA OS III JOGOS INTERCAMPI DO IFRJ O Pró-Reitor de Extensão, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil

II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil II Jogos Estudantis do Colégio Vital Brazil Antes da pretensão de promover um campeonato, deve-se promover o homem em sua infinita potencialidade e complexidade, REVERDITO, SCAGLIA E MONTAGNER 2013....

Leia mais

V JOGOS DE VERÃO SESC 3ª IDADE

V JOGOS DE VERÃO SESC 3ª IDADE V JOGOS DE VERÃO SESC 3ª IDADE GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO E AÇÃO SOCIAL SESC 2013/2014 1 ÍNDICE CAPÍTULO ITEM PÁGINA I DA ORGANIZAÇÃO 3 II DOS OBJETIVOS 3 III DA COORDENAÇÃO 3 IV DA DATA E LOCAL 5 V DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL

INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL INTERSÉRIES COLÉGIO MARISTA APARECIDA 2015 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições da Interséries 2015. Art.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 Art. 1º - As

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL FUTSAL Art. 1º - O campeonato de Futebol de Salão será regido pelas regras oficiais da CBFS - Confederação Brasileira de Futsal, por este Regulamento e conforme o disposto no Regulamento Geral. Art. 2º

Leia mais

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel, Sidnei

Leia mais

Iº JOGOS ABERTOS DA MELHOR IDADE

Iº JOGOS ABERTOS DA MELHOR IDADE Iº JOGOS ABERTOS DA MELHOR IDADE REGULAMENTO TÉCNICO DAS MODALIDADES O presente Regulamento Técnico está sendo construído pelo coletivo de representantes dos Governos Estaduais do país, tendo como base

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O CAMPEONATO PAULISTA DE CLUBES E CAMPEONATO PAULISTA DE EQUIPES 2012 1. DA REALIZAÇÃO DO CAMPEONATO: Evento promovido, realizado e coordenado pela Federação Paulista de Boliche (FPBOL).

Leia mais

TORNEIO DE SUECA. Benfeita 2013 REGULAMENTO

TORNEIO DE SUECA. Benfeita 2013 REGULAMENTO TORNEIO DE SUECA Benfeita 2013 REGULAMENTO 1. OS SORTEIOS a) - O torneio é disputado em eliminatórias sucessivas, precedidas de sorteio, aos quais é absolutamente necessária a presença de todas as equipas

Leia mais

DISCIPLINA. Regulamento Geral

DISCIPLINA. Regulamento Geral REGULAMENTO GERAL ENSINA-ME A SER OBEDIENTE ÀS REGRAS DO JOGO ENSINA-ME A NÃO PROFERIR NEM RECEBER ELOGIO IMERECIDO ENSINA-ME A GANHAR, SE ME FOR POSSÍVEL MAS, SE EU PERDER, ACIMA DE TUDO ENSINA-ME A PERDER

Leia mais

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento é o conjunto das disposições que regem a I Copa Pernambuco de Dominó

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016

REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016 REGULAMENTO DO CAMPEONATO PAULISTA DE LANÇAMENTO LIMITADO DE 2016 1-DAS PROVAS E DAS CATEGORIAS DE LANÇAMENTO: 1.1-O Campeonato Paulista de Lançamento Limitado será composto por 04(quatro) provas distintas,

Leia mais

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS 3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS REGULAMENTO GERAL Capítulo 1 Comissão disciplinar e organizadora: O Evento será coordenado pela CDL e pela CDL Jovem Canoas, com as seguintes atribuições: a) Tomar as providências

Leia mais

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016 REGULAMENTO TÉCNICO DAMAS Art. 1º. O torneio de Damas do VII JOGOS FENACEF, será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela FENACEF no Regulamento Geral do VII JOGOS FENACEF, combinado com as

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20)

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL GIRA-PRAIA (SUB. 16,18 e 20) I DISPOSIÇÔES GERAIS ARTIGO 1º O Campeonato Nacional Gira-Praia é uma competição de Voleibol de Praia de âmbito nacional, organizada pela

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa

1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa 1º Aberto Distrital de Tênis de Mesa A FTMDF tem a honra de convidar a todos os atletas, técnicos e dirigentes de Federações e Clubes filiados a CBTM, a participarem desse grande evento. REGULAMENTO GERAL:

Leia mais

BARRAGEM TENNIS OPEN 2015

BARRAGEM TENNIS OPEN 2015 REGULAMENTO BARRAGEM TENNIS OPEN 2015 I - Da barragem: Art. 1 - Os Torneios e a Barragem têm como principal objetivo a integração dos alunos e maior variedade de parceiros, bem como a manutenção e garantia

Leia mais

IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil Salvador - Bahia

IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil Salvador - Bahia Salvador - Bahia REGULAMENTO GERAL DO OBJETIVO Art.1º - O IV Encontro Esportivo dos Tribunais de Contas do Nordeste do Brasil tem por finalidade desenvolver a integração, através do intercâmbio desportivo,

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO Dispõe sobre as normas a serem estabelecidas no Regulamento do Campeonato de MÁSTER

Leia mais

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES 1) ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CONFIANÇA 2) ASSOCIAÇÃO OLÍMPICA DE ITABAIANA 3) ATLÉTICO CLUBE LAGARTENSE 4) CLUB SPORTIVO SERGIPE 5) RIACHUELO

Leia mais

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração REGULAMENTO 2010 IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração CAPÍÍTULO II DASS DIISSPOSSIIÇÕESS PRELIIMIINARESS Art1º Art2º O IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino, é uma

Leia mais

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE REGULAMENTO OFICIAL - 2015 Da Finalidade Art. 01 - A XI Copa Paulista de Futebol de Base, tem por finalidade o estimulo à prática esportiva saudável, ao caráter formativo

Leia mais

I TORNEIO CAARN OPEN DE TRIO MISTO DE VÔLEI DE PRAIA REGULAMENTO GERAL

I TORNEIO CAARN OPEN DE TRIO MISTO DE VÔLEI DE PRAIA REGULAMENTO GERAL I TORNEIO CAARN OPEN DE TRIO MISTO DE VÔLEI DE PRAIA 2015 REGULAMENTO GERAL Artigo 1º. Evento: O 1º. Torneio Estadual de Trio Misto de Vôlei de Praia CAARN OPEN será realizado no dia 15 de agosto de 2015,

Leia mais

REGULAMENTO DO RANKING PARAIBANO 2015

REGULAMENTO DO RANKING PARAIBANO 2015 REGULAMENTO DO RANKING PARAIBANO 2015 DO RANKING, DOS OBJETIVOS E DENOMINAÇÕES Artigo 01. O Ranking Paraibano de Tênis será realizado pelo sistema portal do tênis paraibano, localizado no endereço eletrônico

Leia mais

Município de Santa Helena Secretaria de Educação, Cultura e Esportes Departamento de Esportes e Lazer CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013.

Município de Santa Helena Secretaria de Educação, Cultura e Esportes Departamento de Esportes e Lazer CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013. CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUÍÇO - 2013. REGULAMENTO Santa Helena, Outubro de 2013. CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL SUIÇO 2013 I DO REGULAMENTO Art. 1º - Este regulamento se destina a regulamentar

Leia mais

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES

COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES COPA INCENTIVO 2012 3ª. DIVISÃO DA COMPETIÇÃO, INSCRIÇÃO DAS AGREMIAÇÕES, ATLETAS E PENALIDADES Art. 1 o. - A Copa Incentivo de Futebol 2014-3 a. Divisão será regida por este Regulamento específico e único

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013

III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 III Virada Esportiva ATC Gênesis - 2013 CIRCUITO INTERNO DE TÊNIS ATC RANKING GERAL 2013 REGULAMENTO 4ª ETAPA VIRADA ESPORTIVA DO TORNEIO: O Ranking Geral do Alphaville Tênis Clube objetiva a melhor integração

Leia mais

Torneio de Futsal Inter-Associações de Mortágua

Torneio de Futsal Inter-Associações de Mortágua CÂMARA MUNICIPALL DE MORTTÁGUA TORNEIO DE FUTSAL DE 2015 INTER-ASSOCIAÇÕES DE MORTÁGUA TORNEIO DE FUTSAL INTER-ASSOCIAÇÕES 2015 1º ORGANIZAÇÃO 1- O Município de Mortágua será responsável pela estruturação

Leia mais

REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO

REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO I PROVA Artigo 1º. A 1ª Corrida De São Sebastiãozinho 2016 Montes Claros será realizada no Domingo, dia 17 de Janeiro de 2016. Artigo 2º. A concentração da prova

Leia mais

IX Guará Open de Tênis

IX Guará Open de Tênis IX Guará Open de Tênis Regulamento v1 [07/07/2015] Pág.: 1/8 IX Guará Open de Tênis Organizado pela Liga Real e pela Associação dos Tenistas Peladeiros ATPe Regras e disposições gerais O torneio será disputado

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY

FEDERAÇÃO PAULISTA DE RUGBY REGULAMENTO CIRCUITO PAULISTA UNIVERSITÁRIO DE RUGBY SEVENS FEMININO E COPA SP M19 Capítulo I - Disposições Gerais O Circuito Paulista Universitário de Rugby Sevens Feminino Adulto e a Copa M19 ou é um

Leia mais

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES VI CIRCUITO AMAZONENSE DE KARATE 2014 CAPITULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art 1º Este regulamento tem por finalidade determinar as condições gerais para a realização do VI Circuito Amazonense de

Leia mais