CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC"

Transcrição

1 CÓDIGO DE CONDUTA 1. MENSAGEM IESC De origem grega, o termo ethos significa costumes e deve ser entendido com um conjunto de princípios básicos que visam disciplinar e regular, a moral e a conduta das pessoas. A imagem da Iguatemi Empresa de Shopping Centers é um dos mais importantes fatores de sucesso do nosso negócio. Neste posicionamento de atuação responsável, o comportamento dos Colaboradores é fundamental para que sejamos reconhecidos, respeitados e admirados pelos clientes, fornecedores, parceiros, sócios e pela sociedade em geral. O Código de Conduta Ética tem o objetivo de orientar não só as decisões corporativas, mas também de estabelecer regras e diretrizes de conduta dos Colaboradores da IESC no desempenho de suas atividades profissionais e em seu relacionamento com os colegas de trabalho, fornecedores, clientes e demais pessoas. 2. ABRANGÊNCIA Este código de conduta aplica-se aos administradores, executivos e colaboradores de todos os níveis funcionais da Iguatemi Empresa de Shopping Centers S A e das empresas do Grupo. 3. A NOSSA MISSÃO É: Criar, Desenvolver, Participar e Administrar com excelência projetos imobiliários proporcionando à comunidade a oferta de espaços para consumo, entretenimento e serviços, gerando a melhor rentabilidade tanto para os investidores e lojistas como para a Companhia. 4. OS NOSSOS VALORES SÃO: Ética Ter atitudes sérias e pautadas nas diretrizes da empresa, tratando as nossas informações com confidencialidade e seriedade, visando sempre a realização de projetos e o crescimento da empresa. Ter uma postura construtiva e respeitosa no relacionamento com os outros colaboradores. Bem estar Ter um ambiente harmônico, com comunicação clara e transparente, que inspire a iniciativa, a criatividade e a solução de problemas em equipe. Comprometimento Comprometer-se com os objetivos, metas, desafios que a empresa proporcione, realizando sempre seu trabalho com muita qualidade e esmero, favorecendo assim o crescimento conjunto. Trabalho em equipe Interagir, integrar e trocar conhecimento sempre com os colaboradores da mesma área e de outras áreas, criando assim sempre a solução mais completa e evitando necessidade de

2 retrabalhos. Colaborar com todos os colaboradores da empresa, independente das afinidades pessoais, construindo e alavancando sempre como um time de vencedores. Competência Realizar seu trabalho de forma plena, íntegra com eficácia e eficiência, buscando continuamente o aperfeiçoamento. Seriedade e responsabilidade Ser responsável pelo trabalho que executa, envolvendo-se plenamente no planejamento e realização, inclusive sobre o trabalho da equipe. Lealdade e dedicação Realizar seu trabalho pautado nas práticas que direcionam a empresa, envolvendo-se e satisfazendo-se apenas quando o trabalho estiver excelente. Iniciativa e determinação Agregar valor sempre ao trabalho a ser realizado. Buscar incansavelmente a realização de suas metas, de seus objetivos. Sair na frente e possuir pensamento visionário e empreendedor. Autonomia com comprometimento Decidir pautado no seu conhecimento das diretrizes, práticas e direcionamento estratégico da empresa, assegurando que a decisão seja alinhada com o nosso crescimento e valores. Criatividade e inovação constante Inovar... agregar... criar.. sempre.. Independente da originalidade ou da implementação da idéia... é importante para nós recebermos essa oxigenação. Respeito ao humano e profissional Valor básico para nós. Relacionarmo-nos com nossos pares, superiores e equipe de forma harmônica, valorizando a colaboração de cada um, entendendo sempre como o melhor que o outro está dando de si e agregar valor, contribuindo para a formação e o desenvolvimento profissional de todos. Ter atitude positiva e incentivadora. Valorizar o trabalho individual e das equipes, reconhecendo a importância de cada ser humano e de cada profissional na construção do dia-a-dia e no crescimento da Empresa. Não praticar assédio moral, nem desvalorizar ou menosprezar o papel de cada profissional. Excelência em tudo que se faz Realizar tudo com muita qualidade, dedicação e empenho. Valorizando sempre as sugestões, as contribuições que outros colaboradores tenham. Buscar constantemente a sua própria superação. 5. PADRÃO ÉTICO DE CONDUTA Todos devem abster-se da prática de qualquer ação ou omissão em situações que possam provocar conflitos entre os interesses pessoais e os da Empresa, ao tratar com fornecedores, clientes, concorrentes, prestadores de serviços, lojistas e qualquer pessoa física ou jurídica que realize ou venha a realizar qualquer espécie de negócio com a IESC ou empresas do Grupo. Todos devem atuar sempre em defesa dos interesses da IESC e das empresas do Grupo, mantendo sigilo sobre negócios, operações e informações relevantes. Devem ter o compromisso de zelar pelos valores e pela imagem da empresa, de manter postura compatível com essa imagem e esses valores.

3 Nossa ação deve ser sempre marcada pela integridade, confiança e lealdade, bem como pelo respeito e valorização do ser humano, em sua privacidade, individualidade e dignidade. Será repudiada qualquer atitude guiada por preconceitos relacionados a origem, raça, religião, classe social, sexo, cor, idade, incapacidade física e qualquer outra forma de discriminação. 6. CONFLITO DE INTERESSES As situações que possam causar eventuais conflitos de interesses entre colaboradores da IESC e esta ou as demais empresas do Grupo, serão avaliadas pelo Comitê de Conduta Ética, estipulando-se, desde já, as condutas tidas como inadmissíveis. Em particular, NÃO são aceitáveis as seguintes condutas: a) Servir-se da posição ocupada na IESC ou em empresas do Grupo, inclusive através de familiares, com a finalidade de obtenção de benefícios pessoais ou de terceiros em virtude de vinculação social, familiar ou afetiva, em prejuízo da empresa. b) Exercer quaisquer atividades de cunho econômico que conflitem com os interesses da IESC, ou empresas do Grupo, seja em decorrência de identidade ou similaridade do negócio ou superposição de horário de trabalho. c) Exigir, insinuar o desejo ou aceitar brindes e/ou presentes, em valores ou serviços, provenientes de terceiros que tenham interesses comerciais junto à IESC e que sejam oferecidos mediante expectativa ou promessa de favorecimento ou obrigações a serem contraídas pela IESC ou qualquer empresa do Grupo. d) Desviar-se dos limites de sua autorização ou competência ou delegação na tomada de decisões ou na assinatura de documentos. e) Omitir-se diante de fatos/ocorrências que impliquem danos/prejuízos financeiros ou de imagem para a IESC ou empresas do Grupo e não reportá-los ao superior e/ou ao Comitê. f) Participar, seja como sócio, prestador de serviço ou consultor, direta ou indiretamente, através de seu cônjuge ou parentes consangüíneos ou afins, em outras empresas que mantêm relacionamento comercial e /ou de prestação de serviços com a IESC ou empresas do Grupo. g) Fornecer a terceiros ou comentar com parentes qualquer informação de cunho confidencial da IESC ou empresas do Grupo, tais como planos de ação, investimentos, estratégias de negócio, pesquisas e tudo que se relacione à propriedade ou negócios ou utilizar as informações às quais tiver acesso em benefício pessoal ou de terceiro. h) Não observar as políticas, manuais, normas e regulamentos internos da IESC ou empresas do Grupo, em todos os seus segmentos de atividade, salvo quando expressamente autorizado por seu superior. i) Contratar parente de qualquer grau, nem mesmo por afinidade para o provimento de cargos na IESC ou em empresas do Grupo ou para com esta manter relações de negócio. j) Promover Palestras, Cursos, Seminários, em entidades de classe e/ou associações, relacionados a assuntos interno da IESC ou empresas do Grupo, sem antes submeter o respectivo material à apreciação e aprovação do superior hierárquico. k) Usar equipamentos ou outros recursos da IESC ou empresas do Grupo para fins particulares, sem prévia autorização. l) Manifestar-se em nome da IESC ou empresas do Grupo, sem prévia autorização. m) Servir-se da posição ocupada na IESC ou em empresas do Grupo mediante a utilização de expedientes que caracterizem assédio moral ou sexual contra colaboradores, prestadores de serviços, clientes ou fornecedores. n) Deixar de prestar informações e/ou esclarecimentos ao Comitê sempre que solicitado. As situações não previstas no presente Código serão objeto de análise do Comitê de Conduta Ética da IESC.

4 São exemplos de condutas esperadas e compatíveis com os valores da IESC e a busca de resultados: a) Questionar as orientações contrárias aos princípios e valores deste Código. b) Reconhecer honestamente os erros cometidos e comunicar, em tempo hábil, ao superior imediato. c) Denunciar tentativas de suborno ou outras atitudes antiéticas ou ilegais de que venha a tomar conhecimento ou ser vítima. d) Apresentar críticas construtivas e sugestões visando aprimorar a qualidade do trabalho. 7. RELAÇÕES COM CLIENTES O compromisso com a satisfação de nossos clientes deve refletir-se no respeito aos seus direitos e na busca por soluções que atendam a seus interesses, sempre em consonância com os objetivos de desenvolvimento da IESC e empresas do Grupo. Os clientes devem ser atendidos com cortesia, eficiência e transparência. É vedado qualquer tratamento preferencial a quem quer que seja por interesse ou sentimento pessoal. 8. RELAÇÕES NO AMBIENTE DE TRABALHO As relações no ambiente de trabalho devem pautar-se pela cortesia, respeito, espírito de equipe, lealdade, confiança e os valores esperados pela IESC na busca de seus resultados. O gestor de pessoas, como exemplo aos demais colaboradores, deve constituir modelo de conduta para toda a sua equipe. Não se admite o uso do cargo para solicitar favores ou serviços pessoais a subordinados. É fundamental reconhecer o mérito de cada um e propiciar igualdade de acesso às oportunidades de desenvolvimento profissional existentes, segundo as características, competências e contribuições de cada colaborador. Não se admite nenhuma decisão que afete a carreira profissional de subordinados fundamentadas apenas em relacionamento pessoal. 9. RELAÇÕES COM FORNECEDORES A escolha e contratação de fornecedores devem sempre fundamentadas em critérios técnicos, profissionais, éticos e atendendo as necessidades da IESC e empresas do Grupo, devendo ser

5 conduzidas por meio de processos pré-determinados, tais como concorrência ou cotação de preços, que garantam a melhor relação custo-benefício. São proibidos os negócios com fornecedores de reputação duvidosa, assim considerados aqueles que tenham qualquer restrição creditícia. 10.NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIO A Iguatemi é uma empresa de capital aberto e suas ações estão listadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Por esse motivo, nossos colaboradores estão sujeitos a algumas regras que têm como objetivo primordial o estabelecimento de elevados padrões de conduta, assegurando maior transparência e eqüidade nas negociações dos Valores Mobiliários e não poderá ser alterada na pendência de divulgação de Ato ou Fato Relevante, conforme segue: A Companhia, os Acionistas Controladores, os Administradores, Conselheiros Fiscais, Funcionários e integrantes dos Órgãos com Funções Técnicas ou Consultivas, que tenham firmado Termo de Adesão, e, ainda, quem quer que, em virtude de seu cargo, função ou posição na Companhia, na Controladora, nas Sociedades Controladas e nas Sociedades Coligadas, tenha conhecimento de Informação Privilegiada, deverão abster-se de negociar com Valores Mobiliários em todos os períodos em que, por força de comunicação do Diretor de Relações com Investidores, haja determinação de não negociação. A restrição à negociação de valores mobiliários de emissão da Companhia se dará no período de 15 dias que antecede a divulgação de resultados, assim como no caso do colaborador estar participando de alguma operação financeira, de fusão, aquisição ou alienação de controle, ou esteja envolvido em qualquer operação que seja confidencial e possa ter impacto no preço das ações. A restrição será mantida até a data em que esta operação se torne pública. 11. COMITÊ DE CONDUTA ÉTICA A IESC manterá organizado um Comitê de Conduta Ética que terá a composição, atribuições e forma de funcionamento, a seguir especificado: 1. O Comitê de Conduta Ética será composto de 6 membros, a saber: Coordenador Representante da Diretoria de Recursos Humanos Representante da Diretoria Comercial Representante da Diretoria de Auditoria Representante da Diretoria Jurídica Representante da Diretoria Operacional Representante da Diretoria de Finanças e Controle

6 2. São atribuições do Comitê: Zelar e definir pelos princípios éticos a serem observados por todos os colaboradores, realizando revisão periódica dos mesmos, submetendo à aprovação do Diretor Superintendente; Compete ao Comitê avaliar as denúncias de casos de violação do Código de Conduta Ética de maior gravidade e deliberar sobre dúvidas de interpretação do texto. Garantir o sigilo sobre o denunciante, quando expressamente solicitado por este. Recomendar ao Diretor Superintendente as providências em casos de caracterização de conflito de interesse. Tratar todos os assuntos que sejam levados ao seu conhecimento, dentro do mais absoluto sigilo e preservando os interesses de imagem da IESC e das empresas do Grupo e dos colaboradores envolvidos. 3. Contato com o Comitê de Conduta Ética: Sua mensagem poderá ser encaminhada para todos os membros do Comitê, ou se desejar, pode ser para apenas um dos membros. Faça sua crítica, sugestões ou denúncia. Acesse o site: TERMO DE COMPROMISSO Todos os colaboradores da IESC e das empresas do Grupo, ao receberem o Código de Conduta Ética, deverão firmar um Termo de Compromisso (modelo anexo). Através deste instrumento, tomarão conhecimento da existência do Código de Conduta Ética seguido pelas empresas do Grupo. Ao firmar o Termo, cada colaborador compromete-se a zelar pela aplicação das normas e princípios contidos no Código de Conduta Ética. No momento da assinatura, o colaborador deve declarar eventuais situações de conflito ou que possam enquadrar-se dentre as relacionadas neste Código de Conduta Ética, inclusive sua eventual participação em outras empresas ou sociedades.

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO

CÓDIGO DE ÉTICA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO CÓDIGO DE ÉTICA DA AGÊNCIA DE FOMENTO DE GOIÁS S/A GOIÁSFOMENTO 0 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 2 2 - ABRANGÊNCIA... 2 3 - PRINCÍPIOS GERAIS... 2 4 - INTEGRIDADE PROFISSIONAL E PESSOAL... 3 5 - RELAÇÕES COM

Leia mais

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições:

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições: 1.0 - CÓDIGO DE ÉTICA DO BANRISUL Preâmbulo O compromisso maior da instituição deve ser o de possibilitar continuamente a consecução de sua missão, a saber: Ser o agente financeiro do Estado para promover

Leia mais

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições:

O Banrisul no relacionamento com os diversos setores da sociedade terá suas posições e ações baseadas nas seguintes disposições: 1.0 - CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO BANRISUL Preâmbulo O compromisso é servir como Guia Prático de Conduta Pessoal e Profissional, a ser utilizado por todos os Colaboradores do Banrisul, possibilitando a

Leia mais

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações:

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações: POLÍTICAS CORPORATIVAS Assunto: Código de Ética e Conduta Objetivo O Código de Ética e Conduta objetiva estabelecer os princípios, conceitos e valores que orientam o padrão ético de todos os Colaboradores

Leia mais

Código de Ética Rastru

Código de Ética Rastru CÓDIGO DE ÉTICA RASTRU O objetivo desse Código de É tica é definir com clareza os princípios éticos que norteiam as ações e os compromissos da organização Rastru, tanto da parte institucional como da parte

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO E USO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES E PRESERVAÇÃO DE SIGILO DA COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO E USO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES E PRESERVAÇÃO DE SIGILO DA COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO E USO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES E PRESERVAÇÃO DE SIGILO DA COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 29 de agosto

Leia mais

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento.

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento. CÓDIGO DE ÉTICA 1 2 3 Apresentação Apresentamos a todos o Código de Ética do Banco A.J Renner S.A. Este código contém as orientações que devem ser seguidas individual e coletivamente na busca pela excelência

Leia mais

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 2 Sumário 1. Introdução...3 2. Postura pessoal e profissional...4 3. Relacionamento com público interno...6 4. Relacionamento

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 02. Abrangência 03. Objetivos 03. Princípios Gerais 04 Integridade profissional e pessoal

ÍNDICE. Introdução 02. Abrangência 03. Objetivos 03. Princípios Gerais 04 Integridade profissional e pessoal ÍNDICE Introdução 02 Abrangência 03 Objetivos 03 Princípios Gerais 04 Integridade profissional e pessoal 05 Relações com clientes, parceiros e no ambiente de trabalho 06 Condutas não aceitáveis 06 Gestão

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CREDITÁ S.A. Crédito, Financiamento e Investimento SUMÁRIO 1. Conceito 2. Objetivo 3. Abrangência 4. Regras e Normas 4.1 Conceito de Ética. Ponto de vista empresarial 4.2 Princípios

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente Código de Ética OBJETIVO Este código de ética serve de guia para atuação dos empregados e contratados da AQCES e explicita a postura que deve ser adotada por todos em relação aos diversos públicos com

Leia mais

TIPO DOC. RESOLUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO

TIPO DOC. RESOLUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL DO SERPRO TPO DOC. 1/7 1. CONSDERAÇÕES O papel social de uma instituição vai além do que preveem as leis que a regem. O Serviço Federal de Processamento de Dados - SERPRO, ao prestar serviços baseados na tecnologia

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Estrutura do Código de Ética e Conduta 1. Introdução pág. 03 2. Mensagem da Diretoria pág. 04 3. Relações no Ambiente de Trabalho pág. 05 4. Relacionamento Externo pág. 07 5.

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Abrangência... 03 3 Valores... 03 4 - Conduta ética da PPL com os diversos públicos 4.1 - Cliente: Foco de nossa atuação... 03 4.2 - Relação e interação com fornecedores e parceiros...

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS ELETRONORTE SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS 1 2

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

PREÂMBULO TOV colaboradores, Compliance Outubro/2010

PREÂMBULO TOV colaboradores, Compliance Outubro/2010 PREÂMBULO A TOV, ciente da importância da ética nas relações profissionais nas comunidades onde atua e dos benefícios advindos do comprometimento e execução de diretrizes de conduta ética, divulga a todos

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL

INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL Ano 2013 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Caro Colaborador Estamos entregando o Código de Ética e Conduta da Instituição, o qual fará parte

Leia mais

Código de Ética, Valores e Conduta

Código de Ética, Valores e Conduta 2008 Código de Ética, Valores e Conduta Desenvolvimento Humano VJ SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA 12/11/2008 Código de Ética Nossa Missão Ser a maior, melhor e mais lucrativa empresa de prestação de serviços

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. BADESUL Desenvolvimento S.A- Agência de Fomento 0800 642 6800 - Rua Gen. Andrade Neves, 175 - Porto Alegre - RS - CEP: 90010-210

CÓDIGO DE ÉTICA. BADESUL Desenvolvimento S.A- Agência de Fomento 0800 642 6800 - Rua Gen. Andrade Neves, 175 - Porto Alegre - RS - CEP: 90010-210 CÓDIGO DE ÉTICA Introdução O Código de Ética do BADESUL explicita os valores éticos que regem o desempenho de sua missão: Contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, através

Leia mais

Código de Ética e Conduta do IAPMEI

Código de Ética e Conduta do IAPMEI Código de Ética e Conduta do IAPMEI Âmbito e Objectivo do Documento Públicas (Lei n.º 58/2008, de 9 de Setembro) e da Carta Ética da Administração Pública. O Código de Ética e Normas de Conduta aplica-se

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004

CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 CÓDIGO DE ÉTICA RESOLUÇÃO Nº 02/2004 O Conselho Diretor Nacional (CDN) do IBEF, no uso de suas atribuições estatutárias, leva ao conhecimento dos quadros sociais das seccionais membros do IBEF Nacional

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA. APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A. CÓDIGO DE ÉTICA APFF Administração do Porto da Figueira da Foz, S.A. Índice 1. Preâmbulo 2. Disposições Gerais 2.1. Âmbito de aplicação 2.2. Objectos do 2.3. Dimensões éticas da empresa 2.4. Cumprimento

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

VIX LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 32.681.371/0001-72 NIRE: 32.300.029.612 (Companhia Aberta de Capital Autorizado)

VIX LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 32.681.371/0001-72 NIRE: 32.300.029.612 (Companhia Aberta de Capital Autorizado) POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA VIX LOGÍSTICA S.A. 1. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 1.1. O objetivo da presente Política de Negociação é esclarecer as regras que deverão ser observadas pelos

Leia mais

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos.

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos. Introdução O Código de Ética e Conduta foi aprovado em reunião do Conselho de Administração em 03/08/2015. É um documento que resume as principais políticas e diretrizes que definem as regras orientadoras

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA. Código de Condutas Éticas

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA. Código de Condutas Éticas 1 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA Código de Condutas Éticas I - Mensagem do Presidente II Premissas III Condutas Éticas nas atividades da ABP 1. Cumprimento das leis 2. Relação com o Governo 3. Atividades

Leia mais

Política de Relacionamento com Fornecedores

Política de Relacionamento com Fornecedores Política de Relacionamento com Fornecedores Publicado em: 25/06/2013 1. Conceito O Santander tem como compromisso promover a sustentabilidade, conduzindo seus negócios em plena conformidade com a legislação

Leia mais

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Missão Ser a referência no Brasil em soluções de pesquisa de mercado que utilizem tecnologia como uma plataforma para melhorar a decisão

Leia mais

Visão Ser reconhecida pelos nossos clientes como uma das melhores provedoras brasileiras de serviços logísticos integrados.

Visão Ser reconhecida pelos nossos clientes como uma das melhores provedoras brasileiras de serviços logísticos integrados. 1. INTRODUÇÃO Os princípios éticos que orientam nossa atuação também fundamentam nossa imagem de empresa sólida e confiável. Este Código de Ética reúne as diretrizes que devem ser observadas em nossa ação

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1

GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 1 07/12/15 17:39 GU-0017-15BF-Codigo-Etica2.indd 2 07/12/15 17:39 APRESENTAÇÃO Carta do Presidente do Conselho de Administração Pessoas e equipes são valorizadas na Concessionária

Leia mais

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest [CÓDIGO DE ÉTICA] Este documento determina as práticas, padrões éticos e regras a serem seguidos pelos colaboradores, fornecedores e a todos aqueles que, direta ou indiretamente, se relacionem com a Interinvest.

Leia mais

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa Caro colaborador, A prática do Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio

Leia mais

Art. 1º - Os Integrantes do Escritório deverão observar e fazer com que sejam observados os seguintes princípios gerais:

Art. 1º - Os Integrantes do Escritório deverão observar e fazer com que sejam observados os seguintes princípios gerais: CÓDIGO DE ÉTICA OBJETIVO Disciplinar formalmente os nossos deveres e obrigações dentro do cenário nacional jurídico, na busca do melhor resultado na prestação de serviços que oferece para os seus clientes,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA (Julho de 2005)

CÓDIGO DE ÉTICA (Julho de 2005) CÓDIGO DE ÉTICA (Julho de 2005) I. INTRODUÇÃO O Código de Ética da São Bernardo tem por objetivo refletir o padrão de conduta e os valores ético-morais a serem aplicados e demonstrados por todos aqueles

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

Código de Ética. 1. Apresentação

Código de Ética. 1. Apresentação Código de Ética 1. Apresentação A Missão, a Visão, os Princípios Gerais, os Valores e as Normas de Conduta constantes do Código de Ética integram a Cultura da Lusa, a qual deve presidir à conduta profissional

Leia mais

COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO. Versão 01-13

COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO. Versão 01-13 COMPROMISSO HONESTIDADE PARCERIA TRANSPARÊNCIA CÓDIGO DE ÉTICA INTEGRIDADE VALORES RESPEITO SUCESSO Versão 01-13 1 C Ó D I G O D E É T I C A Introdução A ÉTICA é o ideal de conduta humana, desenvolvido

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA OUTUBRO/2007

CÓDIGO DE ÉTICA OUTUBRO/2007 OUTUBRO/2007 ÍNDICE Página 1. APRESENTAÇÃO 1 2. OBJETIVOS 1 3. NORMAS, PRINCÍPIOS E VALORES ÉTICOS 2 4. CONFLITOS DE INTERESSES 5 5. CONFIDENCIALIDADE 6 6. DÚVIDAS COM A APLICAÇÃO DO CÓDIGO DE ÉTICA 6

Leia mais

Código de Ética e de Conduta

Código de Ética e de Conduta Preâmbulo A CASES, consciente do seu papel no âmbito da economia social, considera importante colocar a questão da ética como prioridade na sua agenda. O presente documento apresenta os princípios gerais

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA SABESP 2008-2 1 Apresentação A SABESP a partir da sua própria missão de prestar serviços de saneamento, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente constitui-se

Leia mais

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING Índice INTRODUÇÃO... 2 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING... 2 2 COMPROMISSO DOS COLABORADORES... 2 3 PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTO... 3 3.1 RELAÇÕES COM ADMINISTRADORES E COLABORADORES... 3 3.2 RELAÇÕES COM

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria 2007 A Mensagem da Diretoria história da Responsabilidade Social na Copacol está intrínseca desde que abriu as portas do cooperativismo no Oeste do Paraná, em 1963. Com a assinatura do Pacto Global, essa

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA

CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA CÓDIGO DE ÉTICA DA HABITÁGUA ÍNDICE PREÂMBULO... 3 CÓDIGO DE ÉTICA... 5 Secção I: PARTE GERAL............................................... 6 Secção II: PRINCÍPIOS... 8 Secção III: DEVERES CORPORATIVOS...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS A quem se destina este Manual Este manual reúne o conjunto de normas e procedimentos a serem seguidos por TODOS aqueles que trabalham na S.C.C.V.M. S/A,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA FPP - FUNDAÇÃO PORTUGUESA DO PULMÃO 1/8

CÓDIGO DE CONDUTA FPP - FUNDAÇÃO PORTUGUESA DO PULMÃO 1/8 CÓDIGO DE CONDUTA DA FPP - FUNDAÇÃO PORTUGUESA DO PULMÃO Lisboa, Julho de 2015 1/8 I - ÂMBITO Artigo Primeiro Âmbito Pessoal O presente Código integra um conjunto de regras e princípios gerais de ética

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

Código de Conduta BM&FBOVESPA

Código de Conduta BM&FBOVESPA Código de Conduta BM&FBOVESPA Julho de 2010 CÓDIGO DE CONDUTA DA BM&FBOVESPA S.A. BOLSA DE VALORES, MERCADORIAS E FUTUROS APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da BM&FBOVESPA S.A. BOLSA DE VALORES, MERCADORIAS

Leia mais

Índice. 1. Princípios gerais. 2. Plano TCC: compromissos

Índice. 1. Princípios gerais. 2. Plano TCC: compromissos 1 Índice 1. Princípios gerais 2. Plano TCC: compromissos 2.1 Subornos 2.2 Doações a partidos políticos 2.3 Doações a organizações beneficentes e patrocínio 2.4 Tratamentos de favor 2.5 Presentes, alojamentos

Leia mais

Código de Ética e Conduta Lojas Renner

Código de Ética e Conduta Lojas Renner Código de Ética e Conduta Lojas Renner Junho de 2008 Introdução Carta do Presidente Código de Ética: Valores e Princípios Empresariais Código de Conduta: Colaboradores Fornecedores Clientes Comunidade

Leia mais

Política de Divulgação de Informações Relevantes e Preservação de Sigilo

Política de Divulgação de Informações Relevantes e Preservação de Sigilo Índice 1. Definições... 2 2. Objetivos e Princípios... 3 3. Definição de Ato ou Fato Relevante... 4 4. Deveres e Responsabilidade... 5 5. Exceção à Imediata Divulgação... 7 6. Dever de Guardar Sigilo...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA

CÓDIGO DE ÉTICA. da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA CÓDIGO DE ÉTICA da AMBISIDER RECUPERAÇÕES AMBIENTAIS, SA 1 CÓDIGO DE ÉTICA Preâmbulo O presente Código de Ética é um conjunto de princípios e valores fundamentais que se traduzem na prática e no dia-a-dia

Leia mais

Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A

Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A Versão Atualizada Outubro/2015 Introdução Este Manual define as diretrizes que obrigam e devem ser observadas por todos os colaboradores, em todos

Leia mais

www.belcorp.biz VIII/09

www.belcorp.biz VIII/09 CÓDIGO DE ÉTICA www.belcorp.biz VIII/09 Na Belcorp acreditamos que cada pessoa tem o poder de transformar seus sonhos em realidade. Assumir este poder significa reconhecer que nossas ações e decisões têm

Leia mais

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores Manual de Conduta ntrodução O Shopping Recife é um empreendimento imobiliário tipo shopping center, sendo primordial que nossos colaboradores atuem com base em valores e objetivos comuns. A postura ética

Leia mais

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética Código de Ética Sobre nossos Relacionamentos: Relacionamento com Clientes Relacionamento com Acionistas Relacionamento com Colaboradores Relacionamento com Parceiros de Negócio e Fornecedores Relacionamento

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA TARPON INVESTIMENTOS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA TARPON INVESTIMENTOS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA TARPON INVESTIMENTOS S.A. I - DEFINIÇÕES E ADESÃO 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. 2011 MDados

CÓDIGO DE ÉTICA. 2011 MDados CÓDIGO DE ÉTICA 2011 MDados I N D I C E Introdução. Pág. 2 Âmbito e aplicação... Pág. 2 Objectivos e valores Pág. 3 Código de Ética MDados Sistemas de Informação SA 1 INTRODUÇÃO Os princípios de actuação

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. CÓDIGO DE ÉTICA ISA CAPITAL DO BRASIL S.A. 1 INTRODUÇÃO O Grupo ISA e suas empresas avançam para metas a cada vez mais exigentes e ambiciosas, desenvolvendo suas práticas em contextos diversos e inovadores

Leia mais

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação Código de Ética da Parpública Âmbito de aplicação Aplica-se a todos os colaboradores da Parpública sem prejuízo de outras disposições legais ou regulamentares aplicáveis ou a que por inerência do exercício

Leia mais

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Janeiro 2016 O NÃO CUMPRIMENTO DESTE MANUAL PODERÁ RESULTAR EM AÇÕES DISCIPLINARES APROPRIADAS, INCLUINDO ADVERTÊNCIAS, QUE PODERÃO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências:

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências: CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo PSA Peugeot Citroën construiu seu desenvolvimento com base em valores implementados por seus dirigentes e funcionários, e reafirmados nos objetivos de desenvolvimento responsável

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

I Mensagem do Presidente... 2. II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3

I Mensagem do Presidente... 2. II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3 Código de Ética p. 1/8 Índice I Mensagem do Presidente... 2 II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3 III Declaração de Reconhecimento do funcionário da empresa... 4 IV Fornecedores

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE AUDITORIA APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO 3 II OBJETO

Leia mais

Código de Conduta da Fundação Comendador Almeida Roque 2015

Código de Conduta da Fundação Comendador Almeida Roque 2015 Preâmbulo A Fundação Comendador Almeida Roque adiante designada abreviadamente por Fundação é uma fundação privada de solidariedade social, sem fim lucrativo instituída pelo Comendador Almeida Roque e

Leia mais

Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação )

Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação ) Política de Divulgação de Atos ou Fatos Relevantes da Quality Software S.A. ( Política de Divulgação ) Versão: 1.0, 08/03/2013 Fatos Relevantes v 1.docx 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO... 3 2. PESSOAS SUJEITAS

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST CONFLITOS DE INTERESSE. 2.1 Missão 2.2 Visão 2.

SUMÁRIO INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST CONFLITOS DE INTERESSE. 2.1 Missão 2.2 Visão 2. CÓDIGO DE ÉTICA 1 INTRODUÇÃO 2 DIRETRIZES AO CÓDIGO DE ÉTICA DA EMPRESA 2.1 Missão 2.2 Visão 2.3 Valores SUMÁRIO 1 2 2 2 2 3 COMPROMISSOS ÉTICOS NOS RELACIONAMENTOS DA AGRINVEST 3.1 No relacionamento com

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES 1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: 1.1.

Leia mais

SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração

SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração Este Regimento Interno foi aprovado pelo Conselho de Administração da Suzano Papel e Celulose S.A. em 18 de fevereiro de 2016.

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Carta do CEO Caros colaboradores, Apresento a vocês o nosso código de ética. Este importante documento é um conjunto de atitudes a serem praticadas por todos nós no exercício da nossa atividade profissional.

Leia mais

CONCESSIONÁRIA RODOVIAS DO TIETÊ S.A. CNPJ/MF Nº 10.678.505/0001-63 NIRE Nº 35.300.366.476

CONCESSIONÁRIA RODOVIAS DO TIETÊ S.A. CNPJ/MF Nº 10.678.505/0001-63 NIRE Nº 35.300.366.476 CONCESSIONÁRIA RODOVIAS DO TIETÊ S.A. CNPJ/MF Nº 10.678.505/0001-63 NIRE Nº 35.300.366.476 POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATOS OU FATOS RELEVANTES E PRESERVAÇÃO DE SIGILO I. DEFINIÇÕES E ADESÃO 1. As definições

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA ABRANGÊNCIA Este Código de Ética e Conduta destina-se aos colaboradores e, no que couber, aos prestadores de serviços, visitantes e fornecedores da Panificação Tocantins. INTEGRIDADE

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando

Leia mais

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP 1 Código de Ética e Conduta da Argus MENSAGEM DO PRESIDENTE Este Código de Ética e Conduta foi elaborado com a finalidade de explicitar

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (Política de Voto para FII) SOMENTE PARA USO INTERNO Este material foi elaborado pela Leste Administração

Leia mais

Código de Ética. Fundação de Seguridade Social Braslight

Código de Ética. Fundação de Seguridade Social Braslight Código de Ética Fundação de Seguridade Social Braslight 1 2 ÍNDICE Apresentação... 4 Diretrizes Organizacionais... 5 Missão... 5 Visão... 5 Valores... 5 Abrangência... 6 Objetivo... 6 Diretrizes... 7 Legalidade...

Leia mais

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial.

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. G7 PRO UNIIDADE BRASIIL SSOLLUÇÕEESS EESSTTRRATTÉÉGI IICASS EEM SSEEGURRANÇA CÓDIGO DE ÉTICA Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. Este documento possui informações INTERNAS

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA EMPRESA GLOBEX UTILIDADES S/A 1. PÚBLICO ALVO

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA EMPRESA GLOBEX UTILIDADES S/A 1. PÚBLICO ALVO POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA EMPRESA GLOBEX UTILIDADES S/A 1. PÚBLICO ALVO a) a própria Globex; b) acionistas controladores, diretos ou indiretos; c) diretores estatutários; d) membros

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR INTRODUÇÃO Ciente de sua responsabilidade como fornecedora de refeições coletivas e prestadora de serviços, o Grupo Vivo Sabor divulga seu Manual

Leia mais

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores 00 12/02/2015 Original Natalia Simões Araujo (Coordenadora Funções Corporativas e Compliance) Antonio Ferreira Martins (Vice- Presidente Jurídico e

Leia mais