Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015"

Transcrição

1 TARIFÁRIO /7

2 TARIFÁRIO TARIFAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 1.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,3317 /m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,6692 /m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,3384 /m³ 4º ESCALÃO > 25 m 3 2,6767 /m³ 1,3384 /m³ 0,3317 /m³ 1.2 TARIFA FIXA A UTILIZADORES DOMÉSTICOS E INSTITUIÇÕES E ASSOCIAÇÕES (1º CONTADOR) CALIBRE DO CONTADOR Tarifa (mm) 25 2,7624 >25 e 30 8,2870 >30 e 50 20,7174 >50 e ,1522 > ,4567 2/7

3 S E 2º CONTADOR DE TODOS OS UTILIZADORES CALIBRE DO CONTADOR Tarifa (mm) 20 4,1435 >20 e 30 8,2870 >30 e 50 20,7174 >50 e ,1522 > , TARIFAS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS 2.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,4710 /m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,9503 /m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,9005 /m³ 4º ESCALÃO > 25 m 3 3,8009 /m³ 1,9005 /m³ 0,4710 /m³ 3/7

4 2.2 TARIFA FIXA TARIFA ÚNICA 2,2658 TARIFA ÚNICA 3,3988 TARIFA ÚNICA 2, TARIFAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS 3.1 TARIFA VARIÁVEL TODOS OS UTILIZADORES 97 % 3.2 TARIFA FIXA TARIFA ÚNICA 1,6780 TARIFA ÚNICA 3,3560 TARIFA ÚNICA 1,6780 4/7

5 4. SERVIÇOS AUXILIARES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA Contadores c/ Ø 15 mm 68,76 Contadores c/ Ø 20 mm 81,89 Contadores c/ Ø 25 mm - débito 5 m3 90,90 a) - Dano, deterioração ou perda do contador e/ou Contadores c/ Ø 25 mm - débito pendural, imputável ao utilizador 7 m3 148,30 Contadores c/ Ø = > 30 mm 193,59 Pendural Simples 25,22 Pendural Storz 58,97 b) - Encargos de administração 35 % c) - Levantamento e Colocação de contadores, por razões imputáveis ao utilizador Levantamento 18,01 Colocação 18,01 d) - Corte e restabelecimento da ligação Corte 10,26 Quando o serviço de Restabelecimento é efectuado, o utilizador terá que suportar os dois serviços (Corte + Restabelecimento 10,26 Restabelecimento) TOTAL 20,52 e) - Aferição de contadores, imputáveis ao utilizador f) - Transferência do contador dentro do mesmo local de consumo, com obras executadas pela CMB g) - Vistoria e ensaio dos sistemas prediais e em loteamentos Contadores c/ Ø 15 mm 59,99 Contadores c/ Ø 20 mm 63,09 Contadores c/ Ø 25 mm 76,96 Contadores c/ Ø 30mm * Prediais - Vistorias (por fogo) 32,65 Prediais - Ensaios (por fogo) 16,33 Em Loteamentos - Vistorias (por 100m de conduta) 32,65 Em Loteamentos - Ensaios (por 100m de conduta) 48,99 h) - Ampliação e extensão da rede pública com extensão superior a 20 metros * i) - Reparação de torneiras de segurança, válvulas de corte e/ou canhão simples, imputáveis ao utilizador Torneiras de Segurança Torneiras c/ 1/2" 27,22 Torneiras c/ 3/4" 29,19 Torneiras c/ 1" 32,32 Torneiras c/ 1 1/4" 37,43 Torneiras c/ 1 1/2" 44,15 Torneiras c/ 2" 55,61 Válvulas de Corte Válvulas c/ 3/4" 33,21 Válvulas c/ 1" 38,33 Canhão Simples 12,30 j) - Reparação de danos na rede pública provocados por terceiros * k) - Leitura extraordinária do consumo de água, por razões imputáveis ao utilizador Leitura Extraordinária 10,11 l) - Encargos / Deslocação Deslocação por responsabilidade do utilizador (motivos diversos) 10,26 * 5/7

6 5. SERVIÇOS AUXILIARES DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS a) - Encargos de administração 35 % b) - Vistoria e ensaio dos sistemas prediais e em loteamentos c) - Limpeza de fossas Prediais - Vistorias (por fogo) 32,65 Em Loteamentos - Vistorias (por caixa de visita) 65,31 1 Cisterna ** 117,06 2 Cisternas ** 159,80 d) - Ampliação e extensão da rede pública com extensão superior a 20 metros * e) - Reparação de danos na rede pública provocados por terceiros * f) - Leitura extraordinária de medidores, a pedido do utilizador Leitura Extraordinária 10,11 g) - Desentupimentos prediais e domiciliários Desentupimento Predial 92,90 6. SERVIÇOS AUXILIARES DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS a) Encargos de administração 35 % Cedência de Baldes de 80 Lt.s c/ b) - Cedência de equipamentos de deposição de rodas (por balde) *** 32,11 resíduos Cedência de Contentores de 1100 Lt.s (por contentor) *** 51,01 Cedência de Roçadora (por hora) 22,77 c) - Cedência de equipamentos mecânicos para limpeza de resíduos d) - Manutenção de equipamentos de deposição de resíduos Cedência de Retroescavadora (por hora) 34,23 Cedência de Viatura Pesada com grua ou cesto (por hora) 24,83 Cedência de Viatura Pesada de Mercadorias (por hora) 69,12 Cedência de Varredora (por hora) 70,24 Lavagem de Contentores (por contentor) 1 contentor /fracção hora pelo tempo dispendido 44,12 Manutenção de Contentores (por hora) * 6/7

7 e) - Recolha de resíduos urbanos cuja produção diária exceda os 1100 Lt.s Recolha de mais de 1 contentor * f) - Recolha de resíduos volumosos Recolha de Monos (por hora) * g) - Recolha de resíduos verdes Recolha de Verdes (por hora) * h) - Remoção de terras e entulhos Remoção Terr./Ent. (por hora) * i) - Limpeza de ervas e lixos em terrenos particulares j) - Recolha de resíduos sólidos (produtores não domésticos sem contrato de água e com produção 1100 Lt.s/dia) k) Recolha de Resíduos de Construção e Demolição (Sacos de Entulho) Limpeza manual (por hora) * Limpeza mecânica (por hora) * Recolha de 1 contentor 32,60 1º a 3º saco ** 73,85 4º a 6º saco ** 104,87 7. TARIFÁRIOS ESPECIAIS Serão aplicados os Tarifários Especiais conforme estabelecido nos Regulamentos Municipais, observando a Regras de Acesso definidas. 8. OUTRAS TARIFAS a) - Encargos/ Notificação 2,46 Notas: Todos os valores serão acrescidos de IVA à taxa legal em vigor * Valor a definir mediante orçamento e/ou medição ** Em 2015 será aplicado 50% do valor tabelado ***Ao valor final poderá acrescer o desgaste do material, a definir mediante orçamento. 7/7

Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único..

Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único.. 1 - Abastecimento de água 1.1 Tarifa variável - por m 3 Tarifário doméstico (artigo 108.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 5 m 3 ).. 0,3546 (a) 2.º escalão (5 a

Leia mais

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A.

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. TARIFÁRIO PARA 2013 O presente tarifário está de acordo com o adicional ao protocolo aprovado relativo à aplicação do tarifário dos serviços de água e saneamento do Cartaxo

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho Tarifário de água 2014 Tarifa variável ( /m3) 0 a 5 m3 0,6410 6 a 15 m3 0,8000 16-25 m3 1,0000 > 25 m3 2,3000 0 a 9999 m3 1,0000 1 a 9999 m3 1,0000 Tarifa Fixa ( /30 dias) Calibre do contador (mm) Valor

Leia mais

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013 Tarifário para 2013 Novembro de 2012 Página 1 de 12 Índice Tarifas de Abastecimento... 3 Tarifas de Saneamento... 4 Outros serviços de abastecimento... 5 Outros serviços de saneamento... 6 Processos de

Leia mais

Abastecimento de Água

Abastecimento de Água AA Abastecimento de Água Tipo de cliente Doméstico Não doméstico IPSS's Autarquia 0 a 10 m3 0,6300 0 a 50 m3 0,9500 0 a 50 m3 0,9500 0,0500 11 a 20 m3 1,0000 51 a 80 m3 1,3000 51 a 80 m3 1,3000 0

Leia mais

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas ,J.. MUNiCípIO PoNTE E) UMA TERR... RICA DA HUMANIOADE EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas Todas as tarifas abrangidas pelo presente regulamento serão

Leia mais

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º 1. Nos termos do Regulamento Municipal de Resíduos Urbanos e Limpeza Urbana do Município de Arouca,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES RICARDO JOSÉ MONIZ DA SILVA, Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande, no uso da competência que lhe confere a alínea v) do

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4452 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8101 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3461 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,1690 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos.

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Secção I Abastecimento de Água Subsecção I Tarifas de Abastecimento de Água 1 - Utilizadores

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA 1 - A presente tabela de tarifas e preços de serviços fundamenta-se na Lei das Finanças Locais, aprovada pela Lei n.º 2/2007, entrando em vigor imediatamente após a sua aprovação no

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N.

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. v CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. 4/2013 JORGE MANUEL DA CUNHA MENDES RISO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Tabela de Preços 2015

Tabela de Preços 2015 Tabela de Preços 215 Factor de actualização para 215 - Instituto Nacional de Estatística, I.P.; Boletim Mensal de Estatística Outubro de 214; Índice de Preços no Consumidor Variação média dos últimos 12

Leia mais

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Ligações de Água de Abastecimento Público a) Colocação de Contadores (cada serviço) 10,85 Ligação, Aferição, Interrupção e Restabelecimento

Leia mais

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS DESCRIÇÃO Valor em Euros CAPÍTULO I - SERVIÇOS DIVERSOS 1 - Chamadas telefónicas - por impulso 0,13 2 - Fornecimento de Livro de Obra 11,47 3 - Fornecimento de Aviso

Leia mais

Departamento de Água e Saneamento Básico

Departamento de Água e Saneamento Básico Departamento de Água e Saneamento Básico ACTUALIZAÇÃO DE TARIFAS 2006 - Considerando que o cumprimento de normas comunitárias sobre a qualidade da água obriga à realização de determinadas obras, cujos

Leia mais

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos A Lei da Água (Lei n.º 58/2005, de 29 de Dezembro)

Leia mais

Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos

Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Seção I Abastecimento de Água Tarifas de Abastecimento de Água Abastecimento de Água-Tabela

Leia mais

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Ligações de Água de Abastecimento Público a) Colocação de Contadores (cada serviço) 10,15 Ligação, Aferição, Interrupção e Restabelecimento

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 20 de março de 2013 Série 3.º Suplemento Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução n.º 267/2013 Aprova o tarifário a praticar pela sociedade

Leia mais

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS MANUAL Página : 3 / 11 ÍNDICE 1 OBJECTIVO...4 2 ÂMBITO...4 3 INSTRUÇÃO DO PROCESSO...4 3.1. Projecto... 4 3.2. Tela Fina.4 4 REGRAS A TER EM CONTA NA ELABORAÇÃO DO PROJECTO E EM OBRA...5 4.1. Ampliações

Leia mais

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00 Fixação de preços cobrados pelo município nos serviços de água, saneamento e resíduos, nos termos das recomendações da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) Água Utilizadores domésticos:

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais PROJECTO DE REGULAMENTO TARIFÁRIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESIDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DA MOITA PREÂMBULO As actividades de

Leia mais

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 - ORÇAMENTO DA RECEITA E DA DESPESA - PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS - GRANDES OPÇÕES DO PLANO - RESUMO DE ORÇAMENTO APROVADO EM: C.A. / / C.M. / / A.M. /

Leia mais

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS O setor de serviços de águas compreende: as atividades de abastecimento de água às populações urbanas e rurais e às atividades

Leia mais

PREÂMBULO CAPÍTULO I ABASTECIMENTO

PREÂMBULO CAPÍTULO I ABASTECIMENTO REGULAMENTO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PREÂMBULO O Regulamento de Abastecimento de Água ao Concelho de Manteigas, actualmente em vigor, encontra-se desajustado face à actual realidade jurídica. A legislação

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4578 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8330 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3841 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,2301 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda 01 Orçamento-Exercício corrente 12.450.272,25 12.450.272,25 0,00 0,00 011 Receitas,00 12.133.603,25 0,00 12.133.603,25 01104 Taxas, multas e outras penalidades,00 19.860,00 0,00 19.860,00 0110402 Multas

Leia mais

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS 1) Ligações de Água de Abastecimento Público a) Colocação de Contadores (cada serviço) 15,00 b) Ligação, Aferição, Interrupção e

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO

CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS POR TEMPO INDETERMINADO Cargo/Carreira/Categoria Atribuições/Competências/Actividades UNIDADE DE AMBIENTE, SERVIÇOS URBANOS, INFRA-ESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS

Leia mais

Preâmbulo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

Preâmbulo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO Preâmbulo A Câmara Municipal de Manteigas não possui Regulamento sobre o Saneamento no Concelho. A legislação entretanto publicada pelo Governo - Decreto-Lei nº 207/94,

Leia mais

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA EDITAL ---------- DR. JOSÉ ARTUR FONTES CASCAREJO, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Alijó:------------------------------------------------------------------------------------------- ----------

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA Dezembro de 2009 Índice I PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS... 4 II ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS... 4 1. Preço

Leia mais

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou.

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou. COMUNICADO Seu fornecimento de água mudou. A partir de agosto, a água que chega a sua torneira é de responsabilidade da CAEPA Companhia de Água e Esgoto de Paraibuna. O novo atendimento será na sede da

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água 3 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os contadores domiciliários de água Saiba a resposta às seguintes questões: O que são contadores de água? Existe alguma relação

Leia mais

CONTEÚDOS FUNCIONAIS:

CONTEÚDOS FUNCIONAIS: CONTEÚDOS FUNCIONAIS: Ref.ª A) TÉCNICO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO AMBIENTE Realizar análises, estudo e emissão de pareceres dos assuntos que lhe são submetidos, tendo como base as melhores praticas legais

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE R E S U M O D O O R Ç A M E N T O ENTIDADE SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DAS CALDAS DA RAINHA DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE Correntes... 6.949.000,00 Correntes... 5.808.050,00

Leia mais

OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos.

OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos. OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos. VIGÊNCIA DO CONTRATO 1- O contrato de abastecimento de água, recolha de águas residuais

Leia mais

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 2 Factura Mod #1 1 4 5 3 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 Factura Mod #1 Factura Mod #2 21 Factura Mod #2 LEGENDA 1 Contactos. Telefone e horário de atendimento da Vimágua. 2 Dados do titular

Leia mais

Regulamento de Água e de Águas Residuais de Coimbra

Regulamento de Água e de Águas Residuais de Coimbra Regulamento de Água e de Águas Residuais de Coimbra 3 ÍNDICE NOTA JUSTIFICATIVA 10 TíTULO I Disposições Gerais 11 Capítulo I Disposições Preliminares 11 Artigo 1º - Objeto 11 Artigo 2º - Lei Habilitante

Leia mais

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I. Leis habilitantes. Artigo 1º

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I. Leis habilitantes. Artigo 1º REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I Leis habilitantes Artigo 1º O presente Regulamento tem por leis habilitantes o decreto-lei nº 239/97, de 9 de Setembro, o decreto-lei

Leia mais

MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE!

MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE! MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE! ÍNDICE PREÂMBULO...7 PARTE I -DISPOSIÇÕES COMUNS...8 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS...8 Artigo 1.º - Objecto...8 Artigo 2.º - Definições...8 Artigo 3.º - Âmbito de Aplicação...9

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E M O U R A. Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura

C Â M A R A M U N I C I P A L D E M O U R A. Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura Preâmbulo Os problemas ambientais, devido ao seu directo reflexo na qualidade de vida das populações, e a legislação entretanto publicada pelo Governo Central

Leia mais

SIMAR SERVIÇOS INTERMUNICIPALIZADOS DE ÁGUAS E RESÍDUOS LOURES E ODIVELAS PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES

SIMAR SERVIÇOS INTERMUNICIPALIZADOS DE ÁGUAS E RESÍDUOS LOURES E ODIVELAS PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES 020101 Matérias primas e subsidiárias 1.300.000,00 1.300.000,00 0,00 1.260.000,00 1.260.000,00 1.260.000,00 1.260.000,00 6.340.000,00 Materiais Diversos 980.000,00 980.000,00 0,00 940.000,00 940.000,00

Leia mais

Regulamento Municipal de Abastecimento de Águas e Drenagem de Águas Residuais TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO

Regulamento Municipal de Abastecimento de Águas e Drenagem de Águas Residuais TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO Regulamento Municipal de Abastecimento de Águas e Drenagem de Águas Residuais TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO ARTIGO 1. - LEGISLAÇÃO HABILITANTE O presente regulamento tem o

Leia mais

Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa

Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa Maria Gabriela Pereira Menino Tsukamoto, Presidente da Câmara Municipal de Nisa: Torna público

Leia mais

REGULAMENTO DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS

REGULAMENTO DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO CÂMARA MUNICIPAL REGULAMENTO DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS CAMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE FAMALICÃO 1/25 INDICE PREÂMBULO... 4 CÁPÍTULO

Leia mais

Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo

Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo Tendo como escopo o aperfeiçoamento da prestação dos serviços de fornecimento e distribuição de água destinada a consumo

Leia mais

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre nova Estrutura Tarifária, revisão dos valores das Tarifas de Água e Esgoto e reajuste dos Preços Públicos dos demais serviços de água e

Leia mais

TABELA ANEXA. QUADRO II Taxa devida pela emissão de alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de obras de urbanização

TABELA ANEXA. QUADRO II Taxa devida pela emissão de alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de obras de urbanização TABELA ANEXA QUADRO I Taxa devida pela emissão de alvará, licença ou admissão de comunicação prévia de loteamento com ou sem obras de urbanização 1 Emissão do alvará de licença ou admissão de comunicação

Leia mais

Recomendação IRAR n.º 01/2009

Recomendação IRAR n.º 01/2009 Recomendação IRAR n.º 01/2009 FORMAÇÃO DE TARIFÁRIOS APLICÁVEIS AOS UTILIZADORES FINAIS DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS E DE

Leia mais

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DO CONCELHO DE VILA DO CONDE

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DO CONCELHO DE VILA DO CONDE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DO CONCELHO DE VILA DO CONDE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE SANEAMENTO

Leia mais

ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita

ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita ORÇAMENTO PARA O ANO 2014 - Receita 04 Taxas, multas e outras penalidades 0402 Multas e outras penalidades 040201 Juros de mora 6.000 040204 Coimas e penalidades por contra-ordenações 040299 Multas e penalidades

Leia mais

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento A GESTÃO DE RESÍDUOS EM ZONAS INSULARES: UM DESAFIO PARA OS AÇORES OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento Paulo Santos Monteiro (Prof. Auxiliar da FEUP) 1.700 km 270

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro)

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) (s a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E GESTÃO DE RSU Escalão Água Saneamento RSU Doméstico 1º Escalão - 5m 3 / 30 dias 0,7291 0,6209-2º

Leia mais

MERCADO ABASTECEDOR DA REGIÃO DE LISBOA. Regulamento de Utilização de Espaços para Exposições

MERCADO ABASTECEDOR DA REGIÃO DE LISBOA. Regulamento de Utilização de Espaços para Exposições MERCADO ABASTECEDOR DA REGIÃO DE LISBOA Regulamento de Utilização de Espaços para Exposições Regulamento de Utilização de Espaços para Exposições Artigo 1.º (Objecto e Âmbito) 1. A MARL Mercado Abastecedor

Leia mais

REGULAMENTO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

REGULAMENTO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA REGULAMENTO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA Pág. 1 de 27 REGULAMENTO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO CONCELHO DE RIBEIRA DE PENA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1.º OBJECTO O presente Regulamento tem por objecto

Leia mais

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Manutenção do Equipamento de Deposição

INSTRUÇÃO DE TRABALHO Manutenção do Equipamento de Deposição 1. OBJECTIVO E ÂMBITO A presente instrução de trabalho incide sobre a manutenção do equipamento de deposição de resíduos sólidos urbanos na via pública. O serviço de manutenção de equipamento de deposição

Leia mais

Manual de Processos Prediais

Manual de Processos Prediais Índice Índice...1 1. Objectivo...2 2. Âmbito...2 3. Referências...2 4. Definições / Abreviaturas...2 5. Responsabilidades...2 6. Modo de Proceder...2 6.1. Fluxograma...2 6.2. Descrição...2 6.2.1. INSTRUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS LIMPEZA PÚBLICA

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS LIMPEZA PÚBLICA REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E LIMPEZA PÚBLICA ÍNDICE CAPÍTULO I...5 DISPOSIÇÕES GERAIS...5 Artigo 1º... 5 Âmbito... 5 Artigo 2º... 5 Competências... 5 CAPÍTULO II...5 TIPOS DE RESÍDUOS SÓLIDOS...5

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS (Aprovado na 5ª Reunião Extraordinária de Câmara Municipal, realizada em 14 de Dezembro de 2004 e na 1ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal, realizada

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 207/94 DE 6 DE AGOSTO

DECRETO-LEI Nº 207/94 DE 6 DE AGOSTO Decreto-Lei n.º 207/94, de 6 de Agosto Sumário: Aprova o regime de concepção, instalação e exploração dos sistemas públicos e prediais de distribuição de água e drenagem de águas residuais. Texto: Os problemas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO BARREIRO CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO 2011

REGULAMENTO MUNICIPAL DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO BARREIRO CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO 2011 REGULAMENTO MUNICIPAL DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO BARREIRO CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO 2011 ÍNDICE TÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS... 7 CAPÍTULO I - ÂMBITO DE APLICAÇÃO...

Leia mais

APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003

APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003 28 APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003 de 11 de Março, sem prejuízo das sanções previstas no presente Regulamento e no estatuto da FPC, aprovado em 25 de Janeiro de 1997. Artigo 70.º Coimas

Leia mais

INTRODUÇÃO. Dr. Guilherme Manuel Lopes Pinto, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos:

INTRODUÇÃO. Dr. Guilherme Manuel Lopes Pinto, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos: INTRODUÇÃO Concessão da Exploração e Gestão dos Serviços Públicos Municipais de Abastecimento de Água e de Recolha Tratamento e Drenagem de Águas Residuais do Município de Matosinhos. Dr. Guilherme Manuel

Leia mais

GUIA DE PROJECTO E OBRA

GUIA DE PROJECTO E OBRA GUIA DE PROJECTO E OBRA Processos Prediais Direcção de Engenharia 2010 ÍNDICE 1. Âmbito de Aplicação e Objectivos... 3 2. Competências e Responsabilidades... 3 2.1 Projectista... 3 2.2 ÁGUAS DO SADO...

Leia mais

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira Anexo ao Regulamento Geral de Taxas, Preços e Outras Receitas do Município de Lisboa Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. TARIFA DE SERVIÇO DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS (AR)... 5 2.1 Enquadramento

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA VELHA DE RÓDÃO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA VELHA DE RÓDÃO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CÂMARA MUNICIPAL DE VILA VELHA DE RÓDÃO Aviso - Engenheiro Vítor Manuel Pires Carmona, presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, torna público, o Regulamento Municipal sobre o Sistema Público

Leia mais

Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho. Nota Justificativa

Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho. Nota Justificativa Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho Nota Justificativa O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de Agosto, e a Portaria 34/2011 de 13 de Janeiro,

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 7.946.571,02 Execução Orçamental 5.519.930,76 Operações de Tesouraria 2.426.640,26 das Receitas Orçamentais 58.322.634,95 Receitas Correntes 55.610.658,97 01 Impostos

Leia mais

2292 Diário da República, 2.ª série N.º 11 16 de janeiro de 2013

2292 Diário da República, 2.ª série N.º 11 16 de janeiro de 2013 2292 Diário da República, 2.ª série N.º 11 16 de janeiro de 2013 VIMÁGUA, EMPRESA DE ÁGUA E SANEAMENTO DE GUIMARÃES E VIZELA, E. I. M., S. A. Regulamento n.º 24/2013 Regulamento do Serviço de Abastecimento

Leia mais

ARBITRAGEM DE CONSUMO

ARBITRAGEM DE CONSUMO DECISÃO ARBITRAL 1. A, Demandante melhor identificado nos autos, suscitou a intervenção do Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo (o ), ao abrigo do artigo 15.º, n.º 1, da Lei

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE

CÂMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE CÂMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE REGULAMENTO DE DRENAGEM PÚBLICA E PREDIAL DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE EVACUAÇÃO DE EFLUENTES DO CONCELHO DA MARINHA GRANDE NOTA JUSTIFICATIVA As Normas Regulamentares para

Leia mais

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~ TORNA-SE PÚBLICO QUE POR DELIBERAÇÃO DE 23 DE DEZEMBRO DE 203 FOI APROVADO O PRESENTE TARIFÁRIO RELATIVO ÁS TARIFAS DE ÁGUA TAXA DE RECURSOS HíDRICOS E QUOTA DE DISPON IBI LI DADE. --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTAXO. Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública

CÂMARA MUNICIPAL DO CARTAXO. Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública CÂMARA MUNICIPAL DO CARTAXO Regulamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública Aprovado em reunião de Câmara 05/06/2000 Aprovado em Assembleia Municipal 26/09/2000 NOTA PRÉVIA Resultante do desenvolvimento

Leia mais

FACILITY SERVICES. Apresentação

FACILITY SERVICES. Apresentação FACILITY SERVICES Apresentação FACILITY SERVICES A NFH é uma empresa de Facility Services Tem como objetivo, um crescimento sustentável, através de uma prestação de serviços de rigor e transparência.

Leia mais

Regulamento do Serviço Público Municipal de Abastecimento de Água dos Concelhos de Santo Tirso e Trofa

Regulamento do Serviço Público Municipal de Abastecimento de Água dos Concelhos de Santo Tirso e Trofa Introdução 1 - No exercício das competências previstas na alínea a) do número 2 do artigo 53.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro,

Leia mais

Regulamento de Abastecimento de Água

Regulamento de Abastecimento de Água Regulamento de Abastecimento de Água Preâmbulo A regulamentação municipal sobre a rede de distribuição de água ao domicílio foi alterada pela última vez em 1991 A publicação de legislação pelo Governo

Leia mais

DIVISÃO DE GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL ORÇAMENTO. (Transposto 2014)

DIVISÃO DE GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL ORÇAMENTO. (Transposto 2014) ORÇAMENTO 2015 (Transposto 2014) A presente proposta de Orçamento foi elaborada no respeito pelas regras previsionais constantes no ponto 3.3 do POCAL (Plano Oficial das Autarquias Locais), aprovado pelo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VISEU REGULAMENTO MUNICIPAL

CÂMARA MUNICIPAL DE VISEU REGULAMENTO MUNICIPAL REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS, HIGIENE E LIMPEZA PÚBLICA Índice PREÂMBULO... 3 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS... 4 CAPÍTULO II TIPOS DE RESÍDUOS SÓLIDOS... 5 CAPÍTULO III SISTEMA MUNICIPAL DE

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013

CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013 CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013 MINUTA DA ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE, REALIZADA NO DIA 9 DE DEZEMBRO

Leia mais

NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015

NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015 NEWSLETTER N.º 4 PORTUGAL FEVEREIRO 2015 FISCALIDADE VERDE Foi aprovado no passado dia 31 de Dezembro, a Lei n.º 82-D/2014 que promove reforma da tributação ambiental, regulamentando assim a Fiscalidade

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO MUNICÍPIO DE ALCOCHETE

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO MUNICÍPIO DE ALCOCHETE REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS DO MUNICÍPIO DE ALCOCHETE ÍNDICE PREAMBULO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 2.º Âmbito Artigo 3.º

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS

REGULAMENTO MUNICIPAL DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS REGULAMENTO MUNICIPAL DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUAS Praça da República 7150-249 Borba Telf.: 268 891 630 Fax: 268 894 806 balcaounico@cm-borba.pt www.cm-borba.pt Contribuinte n.º 503 956 546 REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA AO CONCELHO DE ABRANTES ÍNDICE

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA AO CONCELHO DE ABRANTES ÍNDICE REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA AO CONCELHO DE ABRANTES ÍNDICE Capítulo I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º - Entidade responsável pelo abastecimento de água Artigo 2.º - Deveres gerais dos

Leia mais

ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS DO MUNICIPIO DE MEALHADA

ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS DO MUNICIPIO DE MEALHADA ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS DO MUNICIPIO DE MEALHADA ÍNDICE PARTE I - DISPOSIÇÕES GERAIS... 8 ARTIGO 1.º LEI HABILITANTE... 8 ARTIGO 2.º OBJETO... 8 ARTIGO 3.º ÂMBITO...

Leia mais

9010 Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de 2012

9010 Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de 2012 9010 Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de 2012 Parcela número Freguesia Descrição Localização Confrontações Área (metros quadrados) 3 Beduído Parcela que faz parte da área de 20 871 m² integrada

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.809, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece novos valores tarifários, preços dos serviços a serem cobrados pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), valores de contratos de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA Proposta da Câmara Municipal, por deliberação de 21 de Maio de 1999 Aprovada

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES DE COURA REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS, HIGIENE E LIMPEZA PÚBLICA PREÂMBULO

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES DE COURA REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS, HIGIENE E LIMPEZA PÚBLICA PREÂMBULO CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES DE COURA REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS, HIGIENE E LIMPEZA PÚBLICA PREÂMBULO Face ao que se estabelece no artigo 6.º, n.º 2, alínea a do Decreto-Lei n.º 239/97, de

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA. Município de Soure

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA. Município de Soure REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA Município de Soure 2014 REGULAMENTO DO SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA Enquadramento geral O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de agosto,

Leia mais

Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento

Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento básico. Nota justificativa O Regulamento de Liquidação e

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONCELHOS DE SANTO TIRSO E TROFA

REGULAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONCELHOS DE SANTO TIRSO E TROFA REGULAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONCELHOS DE SANTO TIRSO E TROFA REGULAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DOS CONCELHOS DE SANTO TIRSO E TROFA

Leia mais

Viva a sua casa e não para a sua casa! Telf. 211 920 890 Telm.: 91 700 77 97 Fax: 211 918 796 www.duplex.com.pt Email: helder.silva@duplex.com.

Viva a sua casa e não para a sua casa! Telf. 211 920 890 Telm.: 91 700 77 97 Fax: 211 918 796 www.duplex.com.pt Email: helder.silva@duplex.com. Viva a sua casa e não para a sua casa! Telf. 211 920 890 Telm.: 91 700 77 97 Fax: 211 918 796 www.duplex.com.pt Email: helder.silva@duplex.com.pt Página 2 APRESENTAÇÃO DA DUPLEX-CONDOMÍNIOS A DUPLEX aparece

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DA LIMPEZA PÚBLICA DE GUIMARÃES

REGULAMENTO MUNICIPAL DA LIMPEZA PÚBLICA DE GUIMARÃES Preâmbulo É atribuição geral dos Municípios, conforme dispõe a al. l) do n.º 1 do art.º 13.º da Lei n.º 159/99, de 14 de setembro, tudo o que respeite ao ambiente e saneamento básico, mais concretamente

Leia mais

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂMARA MUNICIPAL

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂMARA MUNICIPAL NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DA COROADA As zonas de estacionamento da Coroada, adiante designadas por parques ou Parques da Coroada, são parte integrante das áreas de estacionamento

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E DE LIMPEZA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE GAIA

REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E DE LIMPEZA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE GAIA REGULAMENTO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E DE LIMPEZA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE GAIA 2 Nota Justificativa De forma a conformar o presente Regulamento com o Regulamento dos Sistemas

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores 1 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os direitos e deveres dos consumidores Saiba a resposta às seguintes questões: pág.: A prestação dos serviços de águas e resíduos

Leia mais

Raízes Ocultas Unipessoal, Lda. Belchior Lourenço

Raízes Ocultas Unipessoal, Lda. Belchior Lourenço 2011 Raízes Ocultas Unipessoal, Lda. Belchior Lourenço SÍNTESE DA FUNDAMENTAÇÃO ECONÓMICO- FINANCEIRA DO CÁLCULO DA ESTRUTURA TARIFÁRIA Apresentação de Resultados e Conclusões da elaboração e Cálculo dos

Leia mais

Drenagem - limpeza e desobstrução de dispositivos de drenagem

Drenagem - limpeza e desobstrução de dispositivos de drenagem MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais