Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único..

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único.."

Transcrição

1 1 - Abastecimento de água 1.1 Tarifa variável - por m 3 Tarifário doméstico (artigo 108.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 5 m 3 ).. 0,3546 (a) 2.º escalão (5 a 15 m 3 ) 0,7722 (a) 3.º escalão (15 a 25 m 3 ) 1,0057 (a) 4.º escalão (+ de 25 m 3 ).. 2,1544 (a) Tarifário não doméstico (artigo 108.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 10 m 3 ) 0,8271 (a) 2.º escalão (10 a 30 m 3 ) 1,0313 (a) 3.º escalão (mais de 30 m 3 ) 2,1544 (a) 1.º escalão (0 a 15 m 3 ) 0,3546 (a) 2.º escalão (mais de 15 m 3 ).. 1,0057 (a) 1.º escalão (0 a 8 m 3 ).. 0,3546 (a) 2.º escalão (8 a 18 m 3 )... 0,7722 (a) 3.º escalão (18 a 28 m 3 ) 1,0057 (a) 4.º escalão (+ de 28 m 3 ).. 2,1544 (a) Escalão único Escalão único 0,3546 (a) 0,7722 (a) 1.2 Tarifa fixa - Por calibre de contador em mm Tarifário doméstico (artigo 107.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Até 25 mm Tarifário não doméstico (artigo 107.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Até 20 mm.. Superior a 20 mm até 30 mm.. Superior a 30 mm até 50 mm.. Superior a 50 mm até 100 mm Superior a 100 mm até 300 mm. Até 25 mm. Até 25 mm. 2,5117 (a) 4,9502 (a) 14,9121 (a) 21,0623 (a) 29,4377 (a) 1,0976 (a) Escalão único.. 1

2 Escalão único Saneamento de águas resíduais 2.1 Tarifa variável - por m 3 Tarifário doméstico (artigo 116.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 5 m 3 ). 0, º escalão (5 a 15 m 3 ).. 0, º escalão (15 a 25 m 3 ) 1, º escalão (+ de 25 m 3 ).. 2,2360 Tarifário não doméstico (artigo 116.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 10 m 3 ) 0, º escalão (10 a 30 m 3 ) 1, º escalão (mais de 30 m 3 ).. 2, º escalão (0 a 15 m 3 ) 0, º escalão (mais de 15 m 3 ) 1, º escalão (0 a 8 m 3 ) 0, º escalão (8 a 18 m 3 ) 0, º escalão (18 a 28 m 3 ). 1, º escalão (+ de 28 m 3 ) 2,2360 Escalão único.. 0,3574 Escalão único.. 0, Tarifa fixa - Por calibre de contador em mm Tarifário doméstico (artigo 115.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Até 25 mm. 1,5315 Tarifário não doméstico (artigo 115.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Até 20 mm. 1,5315 Superior a 20 mm até 30 mm.. 4,9502 Superior a 30 mm até 50 mm. 14,9121 Superior a 50 mm até 100 mm. 21,0623 Superior a 100 mm até 300 mm.. 29,4377 Até 25 mm.. 0,7658 Até 25 mm. 1,5315 2

3 Escalão único.. 1,5315 Escalão único.. 1, Gestão de resíduos urbanos 3.1 Tarifa variável - euros por m 3 de água consumida Tarifário doméstico (artigos 52.º e 53.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Tarifário não doméstico (artigos 52.º e 53.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único. 0,3574 Tarifário social (artigo 55.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Tarifário familiar (artigo 56.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 57.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único.. 0,3063 Tarifário escolas (artigo 57.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único.. 0, Tarifa fixa - mensal Tarifário doméstico (artigo 52.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único 0,5208 Tarifário não doméstico (artigo 52.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único.. 0,6126 Tarifário social (artigo 55.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único 0,2604 Tarifário familiar (artigo 56.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único 0,5208 Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 57.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único. 0,5208 Tarifário escolas (artigo 57.º do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Escalão único. 0, Serviços auxiliares 4.1 Abastecimento de água (artigo 106.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Suspensão e reinício da ligação do serviço por incumprimento do utilizador 24,0344 (a) Leitura extraordinária de consumos de água decorrente de solicitação do utilizador 4,0840 (a) 3

4 4.1.3 Verificação extraordinária de contador a pedido do utilizador. (*) (a) Execução de ramais de ligação com extensão até 20m - Diâmetro 3/4".. 40,9500 (a) - Diâmetro 1". 56,5800 (a) - Diâmetro 1 1/2".. 87,8500 (a) - Diâmetro 2".. 119,1200 (a) Execução de ramais de ligação com extensão superior a 20m (*) (a) Informação sobre o sistema público de abastecimento de água em plantas de localização - Obras particulares 21,0224 (a) - Loteamentos.. 42,0448 (a) Fecho/abertura de água a pedido. 39,7374 (a) Outros serviços a pedido do utilizador Reparações no sistema predial ou domiciliário de abastecimento Deslocação.. 4,0840 (a) Mão de obra 7,9332 (a) Materiais utilizados. (**) (a) 4.2 Saneamento de águas residuais (artigo 114.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) Execução de ramais de ligação com extensão até 20m Por metro linear.. 18,6100 (a) Por caixa de ramal.. 44,6700 (a) Execução de ramais de ligação com extensão superior a 20m (*) (a) Informação sobre o sistema público de saneamento de águas residuais em plantas de localização - Obras particulares.. 21,0224 (a) - Loteamentos.. 42,0448 (a) Limpeza e Saneamento Pela limpeza de fossas (águas residuais, domésticas ou equiparados) Por fossa e até 5 m³ de resíduos removidos Acresce por m³ ou fracção excedentes Pela limpeza de colectores e caixas de visita (águas residuais, domésticas ou equiparados) Por ml de limpeza e desobstrução.. Por limpeza de cada caixa de visita ,0184 (a) 20,4200 (a) 18,6741 (a) 29,5274 (a) No caso de o utente optar pela Tarifa de Utilização constante do Regulamento de Abastecimento de Água do Município da Moita, fica isento do pagamento da limpeza da fossa até ao número máximo de seis vezes por ano, sendo que em cada limpeza se consideram incluídas duas cisternas de 5 m 3 4

5 4.3 Resíduos Sólidos (artigo 52.º n.º 3 do Regulamento do Serviço de Gestão de RU) Pela remoção de resíduos sólidos comerciais, industriais e hospitalares equiparados a urbanos que excedam a produção diária de 1000 litros por produtor: Por contentor de 800 litros ou fração.... Por contentor de 1100 litros ou fração Pela remoção e deposição de resíduos de construção e demolição devidamente acondicionados em recipiente: Com capacidade de 1 m³ (inclui o fornecimento) Até 3 dias... Acresce por cada dia.... Com capacidade de 5 m³ Até 3 dias Acresce por cada dia. 12,1908 (a) 13,8448 (a) 10,7512 (a) 3,5838 (a) 236,3003 (a) 78,7702 (a) (*) valor a definir mediante orçamento (**) valor de aquisição dos materiais aplicados (a) - acresce IVA à taxa legal em vigor Aprovado por deliberação de Câmara datada de

Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015

Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015 TARIFÁRIO 2015 1/7 TARIFÁRIO 2015 1. TARIFAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 1.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,3317 /m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,6692 /m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,3384 /m³ 4º ESCALÃO

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho Tarifário de água 2014 Tarifa variável ( /m3) 0 a 5 m3 0,6410 6 a 15 m3 0,8000 16-25 m3 1,0000 > 25 m3 2,3000 0 a 9999 m3 1,0000 1 a 9999 m3 1,0000 Tarifa Fixa ( /30 dias) Calibre do contador (mm) Valor

Leia mais

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A.

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. TARIFÁRIO PARA 2013 O presente tarifário está de acordo com o adicional ao protocolo aprovado relativo à aplicação do tarifário dos serviços de água e saneamento do Cartaxo

Leia mais

Abastecimento de Água

Abastecimento de Água AA Abastecimento de Água Tipo de cliente Doméstico Não doméstico IPSS's Autarquia 0 a 10 m3 0,6300 0 a 50 m3 0,9500 0 a 50 m3 0,9500 0,0500 11 a 20 m3 1,0000 51 a 80 m3 1,3000 51 a 80 m3 1,3000 0

Leia mais

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013 Tarifário para 2013 Novembro de 2012 Página 1 de 12 Índice Tarifas de Abastecimento... 3 Tarifas de Saneamento... 4 Outros serviços de abastecimento... 5 Outros serviços de saneamento... 6 Processos de

Leia mais

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas ,J.. MUNiCípIO PoNTE E) UMA TERR... RICA DA HUMANIOADE EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas Todas as tarifas abrangidas pelo presente regulamento serão

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4452 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8101 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3461 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,1690 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES RICARDO JOSÉ MONIZ DA SILVA, Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande, no uso da competência que lhe confere a alínea v) do

Leia mais

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º 1. Nos termos do Regulamento Municipal de Resíduos Urbanos e Limpeza Urbana do Município de Arouca,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N.

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. v CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. 4/2013 JORGE MANUEL DA CUNHA MENDES RISO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00 Fixação de preços cobrados pelo município nos serviços de água, saneamento e resíduos, nos termos das recomendações da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) Água Utilizadores domésticos:

Leia mais

Departamento de Água e Saneamento Básico

Departamento de Água e Saneamento Básico Departamento de Água e Saneamento Básico ACTUALIZAÇÃO DE TARIFAS 2006 - Considerando que o cumprimento de normas comunitárias sobre a qualidade da água obriga à realização de determinadas obras, cujos

Leia mais

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos A Lei da Água (Lei n.º 58/2005, de 29 de Dezembro)

Leia mais

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos.

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Secção I Abastecimento de Água Subsecção I Tarifas de Abastecimento de Água 1 - Utilizadores

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 20 de março de 2013 Série 3.º Suplemento Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução n.º 267/2013 Aprova o tarifário a praticar pela sociedade

Leia mais

Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos

Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Seção I Abastecimento de Água Tarifas de Abastecimento de Água Abastecimento de Água-Tabela

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais PROJECTO DE REGULAMENTO TARIFÁRIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESIDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DA MOITA PREÂMBULO As actividades de

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA 1 - A presente tabela de tarifas e preços de serviços fundamenta-se na Lei das Finanças Locais, aprovada pela Lei n.º 2/2007, entrando em vigor imediatamente após a sua aprovação no

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA Dezembro de 2009 Índice I PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS... 4 II ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS... 4 1. Preço

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro)

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) (s a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E GESTÃO DE RSU Escalão Água Saneamento RSU Doméstico 1º Escalão - 5m 3 / 30 dias 0,7291 0,6209-2º

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4578 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8330 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3841 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,2301 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

Tabela de Preços 2015

Tabela de Preços 2015 Tabela de Preços 215 Factor de actualização para 215 - Instituto Nacional de Estatística, I.P.; Boletim Mensal de Estatística Outubro de 214; Índice de Preços no Consumidor Variação média dos últimos 12

Leia mais

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Ligações de Água de Abastecimento Público a) Colocação de Contadores (cada serviço) 10,85 Ligação, Aferição, Interrupção e Restabelecimento

Leia mais

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS O setor de serviços de águas compreende: as atividades de abastecimento de água às populações urbanas e rurais e às atividades

Leia mais

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 2 Factura Mod #1 1 4 5 3 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 Factura Mod #1 Factura Mod #2 21 Factura Mod #2 LEGENDA 1 Contactos. Telefone e horário de atendimento da Vimágua. 2 Dados do titular

Leia mais

MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE!

MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE! MENOS PAPEL, MAIS AMBIENTE! ÍNDICE PREÂMBULO...7 PARTE I -DISPOSIÇÕES COMUNS...8 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS...8 Artigo 1.º - Objecto...8 Artigo 2.º - Definições...8 Artigo 3.º - Âmbito de Aplicação...9

Leia mais

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira Anexo ao Regulamento Geral de Taxas, Preços e Outras Receitas do Município de Lisboa Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. TARIFA DE SERVIÇO DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS (AR)... 5 2.1 Enquadramento

Leia mais

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS MANUAL Página : 3 / 11 ÍNDICE 1 OBJECTIVO...4 2 ÂMBITO...4 3 INSTRUÇÃO DO PROCESSO...4 3.1. Projecto... 4 3.2. Tela Fina.4 4 REGRAS A TER EM CONTA NA ELABORAÇÃO DO PROJECTO E EM OBRA...5 4.1. Ampliações

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.809, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece novos valores tarifários, preços dos serviços a serem cobrados pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), valores de contratos de

Leia mais

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS DESCRIÇÃO Valor em Euros CAPÍTULO I - SERVIÇOS DIVERSOS 1 - Chamadas telefónicas - por impulso 0,13 2 - Fornecimento de Livro de Obra 11,47 3 - Fornecimento de Aviso

Leia mais

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~ TORNA-SE PÚBLICO QUE POR DELIBERAÇÃO DE 23 DE DEZEMBRO DE 203 FOI APROVADO O PRESENTE TARIFÁRIO RELATIVO ÁS TARIFAS DE ÁGUA TAXA DE RECURSOS HíDRICOS E QUOTA DE DISPON IBI LI DADE. --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA EDITAL ---------- DR. JOSÉ ARTUR FONTES CASCAREJO, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Alijó:------------------------------------------------------------------------------------------- ----------

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013

CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013 CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE * Ata da reunião de 09.12.2013 * Minuta * Fl.1/17 MINUTA DA ATA N.º 34/2013 MINUTA DA ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE PENICHE, REALIZADA NO DIA 9 DE DEZEMBRO

Leia mais

Recomendação IRAR n.º 01/2009

Recomendação IRAR n.º 01/2009 Recomendação IRAR n.º 01/2009 FORMAÇÃO DE TARIFÁRIOS APLICÁVEIS AOS UTILIZADORES FINAIS DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS E DE

Leia mais

REGULAMENTO DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE URBANA DO MUNICÍPIO DE VILA REAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE URBANA DO MUNICÍPIO DE VILA REAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE URBANA DO MUNICÍPIO DE VILA REAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1.º OBJECTO O presente regulamento estabelece as regras e condições a que fica sujeita a

Leia mais

EDITAL. Faz-se público que a Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim, por deliberação tomada em sessão PÓVOA DE VARZIM, 18 DE DEZEMBRO DE 2015.

EDITAL. Faz-se público que a Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim, por deliberação tomada em sessão PÓVOA DE VARZIM, 18 DE DEZEMBRO DE 2015. EDITAL ALTERAÇÕES AO TARIFÁRIO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS E DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS Faz-se público que a Assembleia

Leia mais

DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 180, de 08-11-2010

DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 180, de 08-11-2010 LIBERAÇÃO ARSESP Nº 80, de 08--200 Homologa a inclusão de novos serviços na Tabela de preços e prazos de serviços da SABESP, homologada pelas Deliberações ARSESP 53 e 54/200 A Diretoria Colegiada da Agência

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA REGULAMENTO SOBRE SISTEMA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE MAFRA Proposta da Câmara Municipal, por deliberação de 21 de Maio de 1999 Aprovada

Leia mais

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou.

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou. COMUNICADO Seu fornecimento de água mudou. A partir de agosto, a água que chega a sua torneira é de responsabilidade da CAEPA Companhia de Água e Esgoto de Paraibuna. O novo atendimento será na sede da

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO Entre [ ]., com sede em [ ], matriculada na Conservatória do Registo Comercial de [ ], com o número de matrícula e pessoa coletiva

Leia mais

REGULAMENTO DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS

REGULAMENTO DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO CÂMARA MUNICIPAL REGULAMENTO DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS CAMARA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE FAMALICÃO 1/25 INDICE PREÂMBULO... 4 CÁPÍTULO

Leia mais

PARTE H MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA. 32838-(6) Diário da República, 2.ª série N.º 251 30 de dezembro de 2014

PARTE H MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA. 32838-(6) Diário da República, 2.ª série N.º 251 30 de dezembro de 2014 32838-(6) Diário da República, 2.ª série N.º 251 30 de dezembro de 2014 MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E ENERGIA Gabinete do Secretário de Estado da Energia Despacho n.º 15747-D/2014

Leia mais

APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003

APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003 28 APÊNDICE N.º 77 II SÉRIE N.º 116 20 de Maio de 2003 de 11 de Março, sem prejuízo das sanções previstas no presente Regulamento e no estatuto da FPC, aprovado em 25 de Janeiro de 1997. Artigo 70.º Coimas

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre, com sede em, com o capital social de ( Euros), matriculada na Conservatória do Registo Comercial de, com o número de matrícula e

Leia mais

ANEXO V ESTRUTURA TARIFÁRIA, SERVIÇOS COMPLEMENTARES E MULTAS 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ESTRUTURA TARIFÁRIA... 3 3 SERVIÇOS COMPLEMENTARES...

ANEXO V ESTRUTURA TARIFÁRIA, SERVIÇOS COMPLEMENTARES E MULTAS 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ESTRUTURA TARIFÁRIA... 3 3 SERVIÇOS COMPLEMENTARES... ANEXO V ESTRUTURA TARIFÁRIA, SERVIÇOS COMPLEMENTARES E MULTAS 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ESTRUTURA TARIFÁRIA... 3 2.1 TARIFA MÍNIMA... 3 2.2 TARIFAÇÃO... 3 2.3 REGRAS DE ESTIMATIVA DE CONSUMO... 4 2.4 TARIFA

Leia mais

TABELA ANEXA AO DECRETO Nº.14.824 1 - PREÇOS REFERENTES AOS SERVIÇOS DE ÁGUA

TABELA ANEXA AO DECRETO Nº.14.824 1 - PREÇOS REFERENTES AOS SERVIÇOS DE ÁGUA TABELA ANEXA AO DECRETO Nº14824 1 - PREÇOS REFERENTES AOS SERVIÇOS DE ÁGUA 11 Para execução de ligação de água em tubos de plásticos, com reenchimento da escavação e repavimentação da faixa de rolamento

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE E LIMPEZA DOS LUGARES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE BORBA

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE E LIMPEZA DOS LUGARES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE BORBA REGULAMENTO MUNICIPAL DOS RESÍDUOS URBANOS E HIGIENE E LIMPEZA DOS LUGARES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE BORBA Praça da República 7150-249 Borba Telf.: 268 891 630 Fax: 268 894 806 balcaounico@cm-borba.pt www.cm-borba.pt

Leia mais

PLANO DE PREVENÇÃO E GESTÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

PLANO DE PREVENÇÃO E GESTÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO 258 PLANO DE PREVENÇÃO E GESTÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO Dono da Obra: CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA Empreitada: Repavimentação da Rua da Alegria incluindo remodelação de infra-estruturas Localização:

Leia mais

Saneamento e Resíduos

Saneamento e Resíduos Coordenação de Águas e Saneamento Estudo de Tarifas e Preços Serviços de Água, Saneamento e Resíduos Sólidos JANEIRO 214 CÂMARA MUNICIPAL DA LOURINHÃ OURINHÃ DSO/CAS NUNO DAMIÃO HERNÂNI PEREIRA LUIS SOUSA

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores 1 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os direitos e deveres dos consumidores Saiba a resposta às seguintes questões: pág.: A prestação dos serviços de águas e resíduos

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS REGULAMENTO DO SERVIÇO DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS (Aprovado na 5ª Reunião Extraordinária de Câmara Municipal, realizada em 14 de Dezembro de 2004 e na 1ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal, realizada

Leia mais

OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos.

OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos. OBJETO 1 DO CONTRATO 2 Prestação dos serviços de abastecimento de água, recolha de águas residuais e gestão de resíduos. VIGÊNCIA DO CONTRATO 1- O contrato de abastecimento de água, recolha de águas residuais

Leia mais

Muito Satisfeito Satisfeito 300. Pouco Satisfeito Insatisfeito 200. Sinalização da Sede

Muito Satisfeito Satisfeito 300. Pouco Satisfeito Insatisfeito 200. Sinalização da Sede HM/29 7 6 629 28 INSTALAÇÃO DA SEDE 5 4 Muito 3 Pouco 2 1 19 13 12 138 Sinalização da Sede 7 28 INSTALAÇÃO DA SEDE 6 591 5 4 Muito 3 Pouco 2 1 99 136 117 143 Conforto da Instalação 45 4 35 47 28 INSTALAÇÃO

Leia mais

Circular 003/15-SUCOM/DC Porto Alegre, 01 de julho de 2015

Circular 003/15-SUCOM/DC Porto Alegre, 01 de julho de 2015 Circular 003/15-SUCOM/DC Porto Alegre, 01 de julho de 2015 Senhor Chefe, Informamos a seguir a estrutura tarifária sintética, utilizada no faturamento da Unidade de Erechim, a partir de Julho/2015 (emissão

Leia mais

5.2 Material da tubagem: AA_PVC de 10kg/cm2; ARD_PVC de 6kg/cm2; AP_Manilhas de betão pré-fabricadas

5.2 Material da tubagem: AA_PVC de 10kg/cm2; ARD_PVC de 6kg/cm2; AP_Manilhas de betão pré-fabricadas A) Abastecimento de Água + Drenagem de Águas Residuais Domésticas + Drenagem de Águas Pluviais 1. Requerimento (*) 2. Termo de responsabilidade (*): 2.1 Independente por especialidade apresentada 2.2 Legislação

Leia mais

O Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos - AGR, no uso de suas atribuições legais e,

O Conselho Regulador da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos - AGR, no uso de suas atribuições legais e, 1 RESOLUÇÃO N 858 /2012 CR. Dispõe sobre a tabela de preços e prazos dos serviços públicos especiais de abastecimento de água e esgotamento sanitário prestados pela empresa Saneamento de Goiás S/A SANEAGO,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre, residente em com o número de contribuinte, adiante designado(a) abreviadamente por Produtor; e EDP Serviço Universal, S.A., com sede

Leia mais

Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento

Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento Regulamento relativo ao lançamento, liquidação e cobrança de taxas e tarifas devidas pela realização de serviços prestados na área de saneamento básico. Nota justificativa O Regulamento de Liquidação e

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES PARA UM USO MAIS EFICIENTE DA ÁGUA NO CICLO URBANO. Poupança de água e reutilização de águas cinzentas P.N.U.E.A.

CONTRIBUIÇÕES PARA UM USO MAIS EFICIENTE DA ÁGUA NO CICLO URBANO. Poupança de água e reutilização de águas cinzentas P.N.U.E.A. CONTRIBUIÇÕES PARA UM USO MAIS EFICIENTE DA ÁGUA NO CICLO URBANO Poupança de água e reutilização de águas cinzentas Mestrado em Engenharia do Ambiente Orientação do Prof. Doutor Mário Valente Neves 1 P.N.U.E.A.

Leia mais

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 81, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015 Dispõe sobre nova Estrutura Tarifária, revisão dos valores das Tarifas de Água e Esgoto e reajuste dos Preços Públicos dos demais serviços de água e

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DO

PROJETO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DO PROJETO DE REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA ÍNDICE CAPÍTULO I- DISPOSIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I

REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I REGULAMENTO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DA DISPOSIÇÃO DOS EFLUENTES SANITÁRIOS DO LOTEAMENTO NINHO VERDE I 1. O presente Regulamento objetiva estabelecer regras gerais de uso do sistema de abastecimento

Leia mais

Regulamento de Serviço de Gestão

Regulamento de Serviço de Gestão Regulamento de Serviço de Gestão de Resíduos Urbanos dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco Índice CAPÍTULO II... DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 CAPÍTULO II... DIREITOS E DEVERES... 7 CAPÍTULO III...

Leia mais

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Infomail GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Índice Prestação do serviço de abastecimento de água Está sujeita a regras especiais? É obrigatória? O que é necessário? Como se processa a ligação à rede pública? Quem

Leia mais

7052 Diário da República, 2.ª série N.º 37 21 de fevereiro de 2013

7052 Diário da República, 2.ª série N.º 37 21 de fevereiro de 2013 7052 Diário da República, 2.ª série N.º 37 21 de fevereiro de 2013 Aviso n.º 2596/2013 Em cumprimento do disposto na alínea b) do n.º 1 do artigo 37.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de fevereiro, torna -se

Leia mais

REGULAMENTO DE GESTÃO DE RESÍDUOS NO PORTO DE AVEIRO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais. Artigo 1.º Objectivo e Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DE GESTÃO DE RESÍDUOS NO PORTO DE AVEIRO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais. Artigo 1.º Objectivo e Âmbito de aplicação REGULAMENTO DE GESTÃO DE RESÍDUOS NO PORTO DE AVEIRO CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º Objectivo e Âmbito de aplicação O presente Regulamento aplica-se a toda a área portuária e tem como objectivo

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO O processo de criação de um sistema intermunicipal e o desafio da sua viabilização Gilberto SILVA Sumário 1. O quadro legal e institucional de gestão

Leia mais

DECRETO Nº 18.901, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

DECRETO Nº 18.901, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. DECRETO Nº 18.901, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Estabelece os preços dos serviços complementares a serem cobrados pelo Departamento Municipal de Água e Esgotos (DMAE). O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE,

Leia mais

PARTE H. Diário da República, 2.ª série N.º 60 26 de março de 2013 10573 MUNICÍPIO DE ALCÁCER DO SAL. CAPÍTULO I Disposições gerais

PARTE H. Diário da República, 2.ª série N.º 60 26 de março de 2013 10573 MUNICÍPIO DE ALCÁCER DO SAL. CAPÍTULO I Disposições gerais Diário da República, 2.ª série N.º 60 26 de março de 2013 10573 PARTE H MUNICÍPIO DE ALCÁCER DO SAL Edital n.º 291/2013 Alterações Toponímicas na Cidade de Alcácer do Sal Isabel Cristina Soares Vicente,

Leia mais

DECRETO Nº 18.515, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013.

DECRETO Nº 18.515, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. DECRETO Nº 18.515, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece os preços dos serviços complementares a serem cobrados pelo Departamento Municipal de Água e Esgotos (DMAE). O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE,

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES. Nota Justificativa

PROJETO DE REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES. Nota Justificativa DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E HIGIENE PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES Nota Justificativa O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de agosto, que aprova o regime jurídico dos serviços municipais de

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E M O U R A. Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura

C Â M A R A M U N I C I P A L D E M O U R A. Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura Regulamento de Saneamento do Concelho de Moura Preâmbulo Os problemas ambientais, devido ao seu directo reflexo na qualidade de vida das populações, e a legislação entretanto publicada pelo Governo Central

Leia mais

Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa

Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos, Higiene e Limpeza de Espaços Públicos do Concelho de Nisa Maria Gabriela Pereira Menino Tsukamoto, Presidente da Câmara Municipal de Nisa: Torna público

Leia mais

Ligações às redes de energia eléctrica. Setembro de 2011

Ligações às redes de energia eléctrica. Setembro de 2011 Ligações às redes de energia eléctrica Setembro de 2011 Índice Competências da ERSE Princípios e conceitos gerais Potência requisitada Procedimentos para ligação de uma instalação à rede Ponto de ligação

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 51 15 de Março de 2010 12189 MUNICÍPIO DE MELGAÇO. CAPÍTULO VIII Disposições finais

Diário da República, 2.ª série N.º 51 15 de Março de 2010 12189 MUNICÍPIO DE MELGAÇO. CAPÍTULO VIII Disposições finais Diário da República, 2.ª série N.º 51 15 de Março de 2010 12189 2 No caso de reincidência, todas as coimas fixadas neste artigo, serão elevadas para o dobro. 3 A negligência é punível. Artigo 40.º Medidas

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 23 de maio de 2014. Série. Número 75

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 23 de maio de 2014. Série. Número 75 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 23 de maio de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Portaria n.º 56/2014 Aprova o Regulamento do Sistema Multimunicipal

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS, LIMPEZA E HIGIENE PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS, LIMPEZA E HIGIENE PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS, LIMPEZA E HIGIENE PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA Índice CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 Artigo 1º Lei habilitante... 3 Artigo 2º Objeto... 3

Leia mais

Preâmbulo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

Preâmbulo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO Preâmbulo A Câmara Municipal de Manteigas não possui Regulamento sobre o Saneamento no Concelho. A legislação entretanto publicada pelo Governo - Decreto-Lei nº 207/94,

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE GESTÃO DE RESÍDUOS, LIMPEZA E HIGIENE URBANA DE SANTIAGO DO CACÉM

REGULAMENTO MUNICIPAL DE GESTÃO DE RESÍDUOS, LIMPEZA E HIGIENE URBANA DE SANTIAGO DO CACÉM REGULAMENTO MUNICIPAL DE GESTÃO DE RESÍDUOS, LIMPEZA E HIGIENE URBANA DE SANTIAGO DO CACÉM Preâmbulo O Decreto-Lei nº 194/2009, de 20 de agosto, e a Portaria 34/2011 de 13 de janeiro, vieram revelar a

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 16/98, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998. I cem litros/dia para coleta de resíduos domiciliares;

LEI COMPLEMENTAR Nº 16/98, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998. I cem litros/dia para coleta de resíduos domiciliares; LEI COMPLEMENTAR Nº 16/98, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1998. ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI COMPLEMENTAR Nº 2/91, QUE INSTITUI O CÓDIGO TRIBUTÁRIO DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, EXTINGUE A TAXA DE LIMPEZA PÚBLICA -

Leia mais

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I. Leis habilitantes. Artigo 1º

REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I. Leis habilitantes. Artigo 1º REGULAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE GONDOMAR CAPÍTULO I Leis habilitantes Artigo 1º O presente Regulamento tem por leis habilitantes o decreto-lei nº 239/97, de 9 de Setembro, o decreto-lei

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS REGULAMENTO DO SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS PREÂMBULO O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de agosto, que aprova o regime jurídico dos serviços municipais de abastecimento de água, saneamento de

Leia mais

PROJECTO DE LEI Nº /X ESTABELECE O DIREITO À ÁGUA PARA CONSUMO DOMÉSTICO. Exposição de motivos:

PROJECTO DE LEI Nº /X ESTABELECE O DIREITO À ÁGUA PARA CONSUMO DOMÉSTICO. Exposição de motivos: Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI Nº /X ESTABELECE O DIREITO À ÁGUA PARA CONSUMO DOMÉSTICO Exposição de motivos: O direito à água como direito humano A água é um bem insubstituível essencial à vida e bem-estar

Leia mais

TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$

TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$ TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$ 1 Aferição de hidrômetros 35,53 2 Desobstrução de esgoto 61,64 3 Acréscimo por impontualidade Vide Obs 4 Serviço de Religação de água (Social)

Leia mais

Data 16.12.2013 SUMÁRIO: REGULAMENTO DE SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS

Data 16.12.2013 SUMÁRIO: REGULAMENTO DE SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS Data 16.12.2013 Diretor: Carlos Carreiras Sede Praça 5 de Outubro,2754-501 Cascais SUMÁRIO: REGULAMENTO DE SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS 1 2 3 PROPOSTA DE REGULAMENTODE SERVIÇO DE GESTÃO DE RESÍDUOS

Leia mais

Unidade de Saúde (detentor)

Unidade de Saúde (detentor) Óleos lubrificantes usados Contrato com operador de gestão autorizado Armazenamento temporário em contentores adequados, que são recolhidos no local pelo operador de gestão Ecocentro Operador de gestão

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre F.., residente em.com o número de contribuinte, [ou 1 ] F..., com sede em,, com o capital social de. euros, matriculada na Conservatória

Leia mais

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 - ORÇAMENTO DA RECEITA E DA DESPESA - PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS - GRANDES OPÇÕES DO PLANO - RESUMO DE ORÇAMENTO APROVADO EM: C.A. / / C.M. / / A.M. /

Leia mais

6160 Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de março de 2015

6160 Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de março de 2015 6160 Diário da República, 2.ª série N.º 49 11 de março de 2015 d).................................................. e).................................................. 7................................................

Leia mais

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 58, DE 10 DE JULHO DE 2014

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 58, DE 10 DE JULHO DE 2014 RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 58, DE 10 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre o reajuste dos valores das Tarifas de Água e Esgoto a serem aplicados pela Companhia de Saneamento Ambiental de Atibaia SAAE, no Município

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal DECRETO Nº 6.161, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 Dispõe sobre reposição de perdas inflacionárias das taxas, tarifas, contribuições e remuneração do SAAEJ - Serviço Autônomo de Água e Esgoto de J aboticabal. RAUL

Leia mais

Desafios da gestão de resíduos sólidos urbanos em Portugal. Pedro Fonseca Santos pedrofs@esb.ucp.pt

Desafios da gestão de resíduos sólidos urbanos em Portugal. Pedro Fonseca Santos pedrofs@esb.ucp.pt Desafios da gestão de resíduos sólidos urbanos em Portugal Pedro Fonseca Santos pedrofs@esb.ucp.pt Evolução da gestão de resíduos na Europa Evolução da capitação de RSU vs. PIB em Portugal e na UE-, 1995-2000

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DE SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA

PROJETO DE REGULAMENTO DE SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA PROJETO DE REGULAMENTO DE SERVIÇO DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA Enquadramento geral O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de agosto, que aprova o regime jurídico dos serviços municipais de abastecimento

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE R E S U M O D O O R Ç A M E N T O ENTIDADE SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DAS CALDAS DA RAINHA DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE Correntes... 6.949.000,00 Correntes... 5.808.050,00

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL. Condições do Procedimento

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL. Condições do Procedimento Condições do Procedimento 1 Objecto Atribuição do uso privativo de 3 estabelecimentos, em regime de subconcessão. 2 Identificação do local Três estabelecimentos identificados na planta que constitui o

Leia mais

Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo

Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo Alteração ao Regulamento de Água e Águas Residuais de Coimbra, (RAARC) Preâmbulo Tendo como escopo o aperfeiçoamento da prestação dos serviços de fornecimento e distribuição de água destinada a consumo

Leia mais

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 90, DE 02 DE JULHO DE 2015

RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 90, DE 02 DE JULHO DE 2015 RESOLUÇÃO ARES-PCJ Nº 90, DE 02 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre o reajuste dos valores das Tarifas de Água e Esgoto a serem aplicados pela Companhia de Saneamento Ambiental de Atibaia SAAE, no Município

Leia mais

Edital n.º 101/2015. Atualização das Tabelas de Taxas e Preços

Edital n.º 101/2015. Atualização das Tabelas de Taxas e Preços C Â M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S Edital n.º 101/2015 Atualização das Tabelas de Taxas e Preços Nuno José Gonçalves Mascarenhas, Presidente da Câmara Municipal de Sines, faz público que nos termos

Leia mais

Guiade Projectoe Obra ANEXO II PORMENORES CONSTRUTIVOS

Guiade Projectoe Obra ANEXO II PORMENORES CONSTRUTIVOS Guiade Projectoe Obra ANEXO II ES CONSTRUTIVOS GUIADEPROJECTOEOBRA GPO- ANEXO II ES CONSTRUTIVOS Ediçãon.º1 Versãon.º0 Data: Nov/10 ÍNDICE PA1 AbastecimentodeÁgua Caixadecontador PA2 AbastecimentodeÁgua

Leia mais