1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01766-3 TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.156/0001-18 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF"

Transcrição

1 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 4 - NIRE SEDE 1 - ENDEREÇO COMPLETO Av. Conde Da Boa Vista, 8 2º Andar 2 - BAIRRO OU DISTRITO Boa Vista 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF 56-4 Recife PE 6 - DDD 7 - TELEFONE 8 - TELEFONE 9 - TELEFONE 1 - TELEX DDD 12 - FAX 13 - FAX 14 - FAX DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia) 1 - NOME Walmir Urbano Kesseli 2 - ENDEREÇO COMPLETO 3 - BAIRRO OU DISTRITO Av. Conde Da Boa Vista, 8 2º Andar 4 - CEP 5 - MUNICÍPIO Boa Vista 6 - UF 56-4 Recife PE 7 - DDD 8 - TELEFONE 9 - TELEFONE 1 - TELEFONE 11 - TELEX DDD 13 - FAX 14 - FAX 15 - FAX REFERÊNCIA / AUDITOR EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO 1 - INÍCIO 2 - TÉRMINO TRIMESTRE ATUAL 3 - NÚMERO 4 - INÍCIO 5 - TÉRMINO TRIMESTRE ANTERIOR 6 - NÚMERO 7 - INÍCIO 8 - TÉRMINO 1/1/ NOME/RAZÃO SOCIAL DO AUDITOR 31/12/21 2 1/4/21 3/6/21 1 1/1/21 31/3/ CÓDIGO CVM Ernst & Young Auditores Independentes S.c NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO Aurivaldo Coimbra De Oliveira 12 - CPF DO RESP. TÉCNICO /8/24 13:48:22 Pág: 1

2 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL Número de Ações (Mil) Do Capital Integralizado 1 - Ordinárias 2 - Preferenciais 3 - Total Em Tesouraria 4 - Ordinárias 5 - Preferenciais 6 - Total 1 - TRIMESTRE ATUAL 2 - TRIMESTRE ANTERIOR 3/6/21 31/3/ IGUAL TRIMESTRE EX. ANTERIOR 3/6/ CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA 1 - TIPO DE EMPRESA Empresa Comercial, Industrial e Outras 2 - TIPO DE SITUAÇÃO Operacional 3 - NATUREZA DO CONTROLE ACIONÁRIO Nacional Holding 4 - CÓDIGO ATIVIDADE Telecomunicações 5 - ATIVIDADE PRINCIPAL Serviços De Telefonia Móvel Celular 6 - TIPO DE CONSOLIDADO Total 7 - TIPO DO RELATÓRIO DOS AUDITORES Sem Ressalva SOCIEDADES NÃO INCLUÍDAS NAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS 1 - ITEM 2 - CNPJ 3 - DENOMINAÇÃO SOCIAL PROVENTOS EM DINHEIRO DELIBERADOS E/OU PAGOS DURANTE E APÓS O TRIMESTRE 1 - ITEM 2 - EVENTO 3 - APROVAÇÃO 4 - PROVENTO 5 - INÍCIO PGTO. 6 - TIPO AÇÃO 7 - VALOR DO PROVENTO P/ AÇÃO 1 AGO 3/4/21 Juros Sobre Capital Próprio 2/7/21 ON, AGO 3/4/21 Juros Sobre Capital Próprio 2/7/21 PN, AGO 3/4/21 Dividendo 2/7/21 ON,786 4 AGO 3/4/21 Dividendo 2/7/21 PN,786 27/8/24 13:48:41 Pág: 2

3 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. 3 - CNPJ / CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E ALTERAÇÕES NO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO 1- ITEM 2 - DATA DA ALTERAÇÃO 3 - VALOR DO CAPITAL SOCIAL (Reais Mil) 4 - VALOR DA ALTERAÇÃO (Reais Mil) 5 - ORIGEM DA ALTERAÇÃO 7 - QUANTIDADE DE AÇÕES EMITIDAS (Mil) 8 - PREÇO DA AÇÃO NA EMISSÃO (Reais) DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES 1 - DATA 2 - ASSINATURA 3/8/21 27/8/24 13:48:5 Pág: 3

4 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-3/6/ /3/21 1 Ativo Total Ativo Circulante Disponibilidades Créditos Dividendos E Juros S/capital Proprio Impostos E Contribuições Ir E Cs Diferidos Controladas Contas A Receber Clientes Estoques Outros Despesas Antecipadas Outros Direitos Ativo Realizável a Longo Prazo Créditos Diversos Créditos com Pessoas Ligadas Com Coligadas Com Controladas Com Outras Pessoas Ligadas Outros Ir E Cs Diferidos 1.3 Ativo Permanente Investimentos Participações em Coligadas Participações em Controladas Outros Investimentos Imobilizado Diferido 27/8/24 13:48:57 Pág: 4

5 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-3/6/ /3/21 2 Passivo Total Passivo Circulante Empréstimos e Financiamentos Debêntures Fornecedores Impostos, Taxas e Contribuições Dividendos a Pagar Provisões Dívidas com Pessoas Ligadas Outros Salarios, Encargos A Pagar Outras Obrigações Participação Dos Empregados Passivo Exigível a Longo Prazo Empréstimos e Financiamentos Debêntures Provisões Dívidas com Pessoas Ligadas Outros 2.3 Resultados de Exercícios Futuros 2.5 Patrimônio Líquido Capital Social Realizado Reservas de Capital Resevas Especiais Reservas de Reavaliação Ativos Próprios Controladas/Coligadas Reservas de Lucro Legal Estatutária Para Contingências De Lucros a Realizar Retenção de Lucros Especial para Dividendos Não Distrib Outras Reservas de Lucro Lucros/Prejuízos Acumulados /8/24 13:49:8 Pág: 5

6 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-1/4/21 a 3/6/21 4-1/1/21 a 3/6/21 5-1/4/2 a 3/6/2 6-1/1/2 a 3/6/2 3.1 Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 3.2 Deduções da Receita Bruta 3.3 Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços 3.4 Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos 3.5 Resultado Bruto 3.6 Despesas/Receitas Operacionais Com Vendas Gerais e Administrativas (12) (4.44) (1.156) (2.963) Financeiras (359) (364) Receitas Financeiras Despesas Financeiras (386) (475) (173) (23) Outras Receitas Operacionais Outras Despesas Operacionais (77) (872) (1.85) (1.159) Resultado da Equivalência Patrimonial Resultado Operacional Resultado Não Operacional (4) (5) (17) Receitas (17) Despesas (35) (36) 3.9 Resultado Antes Tributação/Participações Provisão para IR e Contribuição Social (439) 3.11 IR Diferido 3.12 Participações/Contribuições Estatutárias (244) (433) Participações (244) (433) Contribuições 3.13 Reversão dos Juros sobre Capital Próprio 27/8/24 13:49:15 Pág: 6

7 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-1/4/21 a 3/6/21 4-1/1/21 a 3/6/21 5-1/4/2 a 3/6/2 6-1/1/2 a 3/6/ Lucro/Prejuízo do Período NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Mil) LUCRO POR AÇÃO PREJUÍZO POR AÇÃO ,4,7,1,4 27/8/24 13:49:15 Pág: 7

8 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS Notas explicativas às informações trimestrais pertinentes ao trimestre findo em 3 de junho de 21 (Em milhares de reais, exceto quando mencionado de outra forma) 1 Contexto operacional A Tele Nordeste Celular Participações S.A. foi formada em 22 maio de 1998, com database 28 de fevereiro de 1998, pela cisão de determinados ativos e passivos da TELEBRÁS, no processo de privatização do setor de telecomunicações brasileiro. A Tele Nordeste Celular Participações S.A. é uma sociedade anônima de capital aberto, sendo controlada pela Bitel Participações S.A., que possui 51,24% do capital votante e 19,38% do capital total. As concessões para a prestação de serviços de telecomunicações celulares da Banda "A" às controladas operadoras, foram outorgadas pelo Governo Federal em 4 de novembro de 1997, podendo ser renovadas por períodos sucessivos de 15 anos e abrangem os Estados de Alagoas, Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Os negócios das controladas operadoras, incluindo os serviços que estas podem fornecer e as tarifas máximas a serem cobradas são regulamentados pela Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, a autoridade regulamentadora da indústria brasileira de telecomunicações, de acordo com a Lei nº de 16 de julho de 1997 e respectivos regulamentos. A TIMNET.COM S.A foi constituída em 13 de julho de 2 e tem como objeto social o provimento de acesso à internet a usuários finais e serviços relacionados, hospedagem e serviços na internet, web desing, prestação de serviços de informática e processamento de dados, consultoria e assessoria técnica em informática e telecomunicações. Atualmente a participação societária na TIMNET.COM S.A é de 15,77% e está contabilizada como investimento em coligada e suas informações contábeis não são consideradas na consolidação das demonstrações financeiras da Tele Nordeste Celular Participações S.A.. 27/8/24 13:49:36 Pág: 8

9 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 2 Reestruturação societária em curso Projeto Milênio Quando o acionista controlador da Tele Nordeste Celular Participações S.A. adquiriu sua participação nas ações ordinárias, em decorrência do processo de privatização, pagou um montante acima do valor contábil das ações ordinárias, caracterizando um ágio. No primeiro trimestre do ano 2, a Tele Nordeste Celular Participações S.A. e seu acionista controlador iniciaram uma reorganização societária para transferência desse ágio para as controladas operadoras, a fim de aproveitar a dedutibilidade fiscal pela amortização do ágio. O valor atual estimado de economia fiscal é de, aproximadamente, R$2.. Como primeira etapa da restruturação societária, o ágio foi transferido para a Tele Nordeste Celular Participações S.A. por meio de um processo de dois estágios, envolvendo a constituição, pelo acionista controlador, de uma nova subsidiária à qual foi transferido o ágio e, depois, a incorporação dessa nova subsidiária pela Tele Nordeste Celular Participações S.A., na data base 3 de abril de 2. Esses dois estágios foram concluídos em 28 de abril de 2, quando da aprovação pela Assembléia Geral Extraordinária de seus acionistas. Na segunda etapa do processo a Tele Nordeste Celular Participações S.A. realizou uma cisão, quando as controladas operadoras incorporaram as respectivas participações no ágio. Esta segunda etapa foi aprovada pelo Conselho de Administração da Tele Nordeste Celular Participações S.A. em 3 de maio de 2 e pela Assembléia Geral Extraordinária de cada controlada em 3 de junho de 2. Na terceira etapa do processo, a Tele Nordeste Celular Participações S.A. planeja consolidar todas as subsidiárias em uma só, a Telpe Celular S.A., objetivando simplificar e otimizar a estrutura corporativa das controladas operadoras. Esta etapa está sujeita à aprovação da Anatel. 27/8/24 13:49:36 Pág: 9

10 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS Os registros contábeis mantidos para fins societários e fiscais do processo de reestruturação societária mencionado anteriormente apresentam contas específicas relacionadas com ágio, provisão, respectivas amortização e reversão da provisão constituída e crédito fiscal, cujos saldos são como segue: Consolidado Ágio incorporado pela aquisição de investimento, líquido da amortização Provisão para integridade do patrimônio líquido, líquida das reversões ( ) ( ) O ágio foi constituído tendo como fundamento econômico a expectativa de rentabilidade futura e está sendo amortizado em dez anos, conforme laudo de avaliação preparado por empresa especializada. Tendo em vista as projeções de resultado da Empresa, os dois primeiros anos foram amortizados à taxa de 4% ao ano e o saldo remanescente está sendo amortizado linearmente pelos oitos anos restantes, em consonância com o citado laudo de avaliação. A provisão para manutenção da integridade do patrimônio liquido representa 66% do valor do ágio incorporado, líquido de amortização. Esta provisão tem por objetivo preservar o fluxo de distribuição de resultados aos acionistas, possibilitando que a amortização do ágio torne-se neutra no tocante ao fluxo de dividendos a serem pagos no futuro. Em atendimento as determinações da Instrução CVM nº 349 de 6 de março de 21 e a fim de propiciar uma melhor apresentação das demonstrações financeiras, o valor líquido do ágio e da provisão de R$ que, em essência, representa o saldo do crédito fiscal, foi classificado no balanço como ativo corrente (R$25.18) e ativo realizável a longo prazo (R$ ) como tributos diferidos. A amortização do ativo diferido, a reversão da provisão e o correspondente crédito fiscal estão contabilizados como outras receitas e despesas operacionais. 27/8/24 13:49:36 Pág: 1

11 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 3 Apresentação das informações trimestrais As informações trimestrais foram elaboradas conforme as práticas contábeis emanadas da legislação societária brasileira e normas da Comissão de Valores Mobiliários. Descrição das principais práticas contábeis Na observância do regime de competência, a controladora e suas controladas adotam as seguintes práticas contábeis: a. Disponibilidades São saldos bancários e investimentos temporários de alta liquidez que vencem em menos de três meses. São registrados ao custo, acrescidos dos rendimentos auferidos até a data do balanço. b. Contas a receber de clientes As contas de créditos com usuários dos serviços de telecomunicações estão avaliadas pelo valor da tarifa na data da prestação do serviço. Incluem, também, créditos por serviços prestados e não faturados até a data do balanço e valores a receber decorrentes da venda de aparelhos celulares. c. Provisão para devedores duvidosos Constituída em montante considerado suficiente para fazer face a eventuais perdas na realização do contas a receber. d. Estoques Avaliados ao custo médio de aquisição, que não excede o valor de mercado. e. Investimentos Os investimentos em empresas controladas foram avaliados pelo método de equivalência patrimonial. A participação societária na coligada TIMNET.COM.S.A. está registrada pelo custo de aquisição. 27/8/24 13:49:36 Pág: 11

12 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS f. Imobilizado Registrado pelo custo de aquisição e/ou construção. A depreciação é calculada pelo método linear, de acordo com a expectativa de vida útil dos bens. As principais taxas aplicadas estão divulgadas na nota explicativa nº 9. g. Diferido Registrado pelo custo dos gastos pré-operacionais incorridos no desenvolvimento, construção e implantação das atividades da investida TIMNET.COM.S.A. h. Imposto de renda e contribuição social Imposto de renda - Calculado à alíquota de 15% sobre o lucro tributável, acrescida do adicional de 1%. Contribuição social - No ano 2 foi calculada a alíquota de 12% no mês de janeiro, alterada para 9% a partir do mês de fevereiro. No primeiro semestre de 21 foi calculada a alíquota de 9%. O imposto de renda e a contribuição social sobre as adições fiscais temporárias e sobre o prejuízo fiscal estão apresentados no ativo circulante e no realizável a longo prazo, conforme mencionado na nota explicativa nº 7. i. Financiamentos e empréstimos Atualizados à taxa de câmbio e encargos financeiros, nos termos dos contratos vigentes (inclusive contratos de hedge ), de modo que reflitam os valores incorridos até a data do balanço. j. Reconhecimento das receitas As receitas pertinentes aos serviços prestados no sistema pós-pago (assinantes) e venda de aparelhos celulares são contabilizadas pelo regime de competência. Os serviços prestados depois das datas do faturamento de cada ciclo até o final do exercício são apurados e contabilizados no período. As receitas do sistema pré-pago são contabilizadas também pelo regime de competência, com base no tráfego efetivo em cada período. As vendas dos cartões de recarga desse sistema são registradas como receita antecipada (passivo circulante). 27/8/24 13:49:36 Pág: 12

13 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS k. Reconhecimento dos custos e despesas Os custos dos serviços prestados, das vendas de aparelhos celulares e despesas operacionais são reconhecidos em resultado de acordo com o regime de competência. l. Receitas (despesas) financeiras As receitas financeiras representam os juros auferidos e os ganhos/perdas com aplicações e investimentos financeiros. As despesas financeiras representam os juros e encargos incorridos com empréstimos e financiamentos. Também estão refletidos nesta rubrica os ganhos/perdas nas operações de hedge. Demonstrações financeiras do exercício de 2 Reclassificações As informações referentes à demonstração do resultado do semestre findo em 3 de junho de 2 foram reclassificadas para fins de comparabilidade com aquelas relativas ao semestre findo em 3 de junho de 21, conforme demonstrado a seguir: 2 Consolidado Demonstração de resultado: Outras despesas operacionais reclassificação da parcela de remuneração variável aos empregados, para a conta participações dos empregados. 548 Custo dos serviços e mercadorias vendidas reclassificação dos valores Referentes a taxa fistel da conta comercialização dos serviços Demonstrações financeiras consolidadas As demonstrações financeiras consolidadas incluem as demonstrações da Tele Nordeste Celular Participações S.A. e suas controladas, a seguir relacionadas: Empresa Percentual de participação Telasa Celular S.A. 78,164 Teleceará Celular S.A. 79,5489 Telepisa Celular S.A. 78,848 Telern Celular S.A. 75,4192 Telpa Celular S.A. 71,8475 Telpe Celular S.A. 77, /8/24 13:49:36 Pág: 13

14 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS Descrição dos principais procedimentos de consolidação a. Eliminação dos saldos das contas de ativos e passivos entre as empresas consolidadas; b. Eliminação das participações no capital, reservas e lucros acumulados das empresas controladas; c. Eliminação dos saldos de receitas e despesas decorrentes de negócios entre as empresas; d. Destaque do valor da participação dos acionistas minoritários nas demonstrações financeiras consolidadas. 5 Contas a receber de clientes Consolidado Valores faturados Valores a faturar Provisão para devedores duvidosos (18.277) (22.662) Empresas de telecomunicações Os saldos no ativo e no passivo circulantes compõem-se, basicamente, de direitos e obrigações decorrentes da remuneração pela prestação de serviços de utilização de meios de conexão Serviço por Linha Dedicada para Sinais Digitais SLDD e Exploração Industrial de Linha Dedicada EILD, interconexão de rede de telecomunicações fixas com a rede do Serviço Móvel Celular e compartilhamento de infra-estrutura. 27/8/24 13:49:36 Pág: 14

15 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 7 Imposto de renda e contribuição social diferidos O imposto de renda e contribuição social diferidos são registrados para refletir os efeitos fiscais futuros atribuíveis às diferenças temporárias entre a base fiscal de ativos e passivos e seu respectivo valor contábil. As empresas, fundamentadas na expectativa de geração de lucros tributáveis futuros, reconhecem também os créditos tributários sobre prejuízos fiscais e bases negativas de contribuição social de exercícios anteriores, que não possuem prazo prescricional e cuja compensação está limitada a 3% dos lucros anuais tributáveis. O imposto de renda e contribuição social diferidos têm as seguintes origens: Controladora Consolidado Benefício fiscal (nota explicativa nº 2) Provisão para devedores duvidosos Prejuízo fiscal Depreciação comodato - complemento Base negativa de contribuição social Provisão para contingência Participação de empregados nos lucros Outras provisões Curto prazo (1.8) (1.8) (42.728) (43.536) Longo prazo A companhia e suas controladas, registraram no ativo realizável a longo prazo, com base nas projeções de geração de resultados tributáveis futuros, crédito fiscal diferido decorrente de prejuízos fiscais no montante de R$ 61 (R$651 em ), créditos sobre a base negativa de contribuição social no montante de R$ 216 (R$233 em ) e o montante de R$ (R$ em ) referente ao crédito fiscal sobre o ágio. 27/8/24 13:49:36 Pág: 15

16 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS A reconciliação da despesa fiscal calculada pela aplicação das alíquotas fiscais estatutárias combinadas e a despesa de imposto de renda e contribuição social debitada no resultado do período esta demonstrada como segue: Controladora ConsolidadoControladoraConsolidado Lucro contábil antes do imposto de renda e da contribuição social Alíquota fiscal combinada 34% 34% 34% 34% Imposto de renda e contribuição social pela alíquota fiscal combinada Adições (exclusões) permanentes Resultado positivo de equivalencia patrimonial (9.623) - (3.764) - Provisão Integridade do Patrimônio Líquido - (8.31) (1.167) - Outros valores (7.85) (4.693) (4.612) 1.57 Imposto de renda e contribuição social debitados no resultado do semestre Alíquota efetiva,% 22,2%,% 4,2% 27/8/24 13:49:36 Pág: 16

17 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 8 Investimento (Controladora) a) Participações em empresas controladas Telasa Telpe Telpa Telern Teleceara Telepisa Valores Valores Celular Celular Celular Celular Celular Celular em em S.A. S.A. S.A. S.A. S.A. S.A Capital social Quantidade de ações possuídas (mil) Ordinárias Preferenciais Participação 78,164% 77,6799% 71,8475% 75,4192% 79,5489% 78,848% Patrimônio líquido sem reserva especial em Lucro (prejuízo) período Resultado da equivalência (34) Valor investimento Ágio Investimento ajustados /8/24 13:49:36 Pág: 17

18 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS b) Participação em empresa coligada Capital social 78. Quantidade de ações ordinárias possuídas (mil) 12.3 Participação 15,77% Patrimônio líquido 78. Investimento 12.3 Em março de 21 a Tele Nordeste Celular Participações S.A. possuía 5% de participação societária da TIMNET.COM.S.A. e considerava as informações contábeis desta companhia na consolidação das demonstrações financeiras. Atualmente a participação societária na TIMNET.COM S.A. é de 15,77% e está contabilizada como investimento em coligada, registrada pelo custo de aquisição. 27/8/24 13:49:36 Pág: 18

19 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS c) Transações entre partes relacionadas As transações com as empresas controladas foram realizadas em condições normais de mercado. Telasa Telpe Telpa Telern Teleceara Telepisa Celular Celular Celular Celular Celular Celular Saldo em Saldo em S.A. S.A. S.A. S.A. S.A. S.A ATIVO Circulante Dividendos/Juros s/ capital próprio Realizável L. Prazo Empréstimos PASSIVO Circulante Outras obrigações Receita Receita financeira - 14 Receita JSCP /8/24 13:49:36 Pág: 19

20 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 9 Imobilizado Taxa Controladora Consolidado (média) de depreciação S aldo Depreciação S aldo S aldo (a.a.%) líquido Custo acumulada líquido líquido Bens e instalações em serviço Equipamento de comutação 14, (44.729) Equipamento de transmissão 14, ( ) Equipamentos terminais 12,5 a (14.313) Infra-estrutura 4 a (12.917) Bens de uso geral 1 a (15.21) Bens intagíveis (15.649) (38.937) Terrenos Bens e instalações em andamento (38.937) /8/24 13:49:36 Pág: 2

21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 1 Empréstimos e financiamentos Consolidado Moeda Nacional: Contrato de Resolução 63 (juros médios entre 13,15% a 14,5% sobre a variação do CDI) Moeda Estrangeira: Financiamento de US$ 5. mil, taxa de juros, libor trimestral +,15% a.a. objeto de operação de "hedge" Financiamento de US$ mil, com juros pré-fixados libor +,4% a.a. (US$ mil em ) objeto de operação de "hedge" Total Parcela a amortizar a curto prazo classificada no passivo circulante (34.168) (58.113) Exigível a longo prazo Os financiamentos e empréstimos estão garantidos por notas promissórias no valor do principal e dos juros e por aval da Tele Nordeste Celular Participações S.A. 27/8/24 13:49:36 Pág: 21

22 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS Os financiamentos e empréstimos classificados no exigível a longo prazo vencem até 25, conforme cronograma abaixo: Consolidado Debêntures Em 2 de outubro de 2, a Telpe Celular S.A. emitiu 2. debêntures simples, não conversíveis em ações nominativas, escriturais, da espécie subordinada, com valor unitário de R$ 1, totalizando R$ 2. na data de emissão. Foi feita uma única série com vencimento em 2 de outubro de 23 garantido por fiança da sociedade controladora, Tele Nordeste Celular Participações S.A.. As debêntures da presente emissão serão subscritas por seu valor nominal, acrescida da remuneração de 13% do CDI acumulada desde a data de emissão até a data da efetiva integralização. 12 Patrimônio líquido a. Capital social O capital social autorizado da Tele Nordeste Celular Participações S.A. é de 7... de ações, conforme seu estatuto social. Em 3 de junho de 21, o capital social, subscrito e integralizado, está representado por ações nominativas, sendo ordinárias e preferenciais, todas sem valor nominal. 27/8/24 13:49:36 Pág: 22

23 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS As ações preferenciais não têm direito a voto, exceto sob circunstâncias limitadas, sendo a elas assegurada prioridade no reembolso de capital, sem prêmio, e no pagamento de dividendos mínimos, não cumulativos, de 6% ao ano, sobre o valor resultante da divisão do capital subscrito pelo número total de ações da companhia. De acordo com seu estatuto social, a Tele Nordeste Celular Participações S.A. deve distribuir como dividendos para cada exercício social, findo em 31 de dezembro, 25% do lucro líquido ajustado na forma dos incisos II e III do art. 22 da Lei nº 6.44/76, que serão obrigatoriamente distribuídos como dividendos mínimo obrigatório a todos os acionistas, respeitado o disposto no parágrafo seguinte, sendo este valor aumentado até o montante necessário para o pagamento dos dividendos prioritários das ações preferenciais. O valor correspondente ao dividendo mínimo obrigatório será destinado prioritariamente ao pagamento dos dividendos prioritários das ações preferenciais até o limite da preferência; a seguir, serão pagos aos titulares de ações ordinárias até o mesmo limite das ações preferenciais; o saldo, se houver, será rateado por todas as ações, em igualdade de condições. b. Reserva de capital Especial de ágio Esta reserva foi originada do processo de reestruturação societária citado na nota explicativa nº 2. A parcela da reserva especial correspondente ao benefício auferido será, ao final de cada exercício social, capitalizada em proveito do acionista controlador, com a emissão de novas ações. O respectivo aumento de capital ficará sujeito ao direito de preferência dos acionistas não controladores, na proporção de suas respectivas participações, por espécie e classe, à época da emissão, sendo que as importâncias pagas no exercício desse direito serão entregues diretamente ao acionista controlador, de acordo com o disposto nas Instruções 319/99 e 349/1 da Comissão de Valores Mobiliários. c. Reservas de lucros Reserva legal Constituída a base de 5% do lucro líquido, ao final do exercício. 27/8/24 13:49:36 Pág: 23

24 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS Reserva de lucros a realizar Esta reserva foi originada quando da cisão da TELEBRÁS e representa receitas contabilizadas e não realizadas financeiramente, tendo sido transferida para a Tele Nordeste Celular Participações S.A. em contrapartida de seu investimento no capital de empresas controladas. A realização dessa reserva ocorrerá, substancialmente, quando da eventual alienação ou baixa desses investimentos, sendo transferida para lucros acumulados e computada na base de cálculo do dividendo mínimo obrigatório, em conformidade com a legislação societária brasileira e normas da Comissão de Valores Mobiliários. Reserva estatutária Representa o saldo do lucro líquido não alocado ao pagamento do dividendo mínimo obrigatório ou ao dividendo prioritário das ações preferenciais, limitado a 8% (oitenta por cento) do capital social, tendo como objetivo a expansão dos negócios sociais. d. Lucros acumulados O saldo remanescente do lucro líquido do exercício 2 ajustado nos termos do artigo 22 da Lei nº 6.44/76, no montante de R$ , está compondo o saldo da conta de lucros acumulados, e foi retido para compatibilizar a retenção de lucros a ser efetuada pelas controladas para a expansão de suas plantas, conforme orçamento de capital aprovado pela Assembléia Geral Extraordinária realizada no dia 3 de abril de /8/24 13:49:36 Pág: 24

25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS 13 Instrumentos financeiros Os saldos contábeis que apresentam diferença em relação aos valores de mercado dos instrumentos financeiros incluídos no balanço patrimonial em 3 de junho de 21 estão identificados a seguir: Saldo Valor de Descrição contábil mercado Em moeda estrangeira Empréstimos e financiamentos Critérios, premissas e limitações utilizados no cálculo dos valores de mercado: a. Disponibilidades e aplicações financeiras Os saldos em conta corrente mantidos em bancos e as aplicações financeiras têm seus valores de mercado idênticos aos saldos contábeis. b. Mútuos a receber/pagar Os valores de mercado são idênticos aos contábeis, uma vez que não existem instrumentos similares e por se tratar de operações com controladas e interligadas. c. Tributos a recuperar/diferidos Os valores de mercado desses instrumentos são idênticos aos contábeis, considerando que os tributos a recuperar correspondem a antecipações de curto prazo e os tributos diferidos referem-se, essencialmente, à parcela relativa às adições temporárias e prejuízo fiscal. d. Empréstimos e financiamentos Os valores de mercado dos empréstimos e financiamentos acima apresentados foram calculados com base no seu valor presente apurado pelos fluxos de caixa futuro e utilizando-se taxas de juros aplicáveis a instrumentos de natureza, prazos e riscos similares, ou com base nas cotações de mercado desses instrumentos. 27/8/24 13:49:36 Pág: 25

26 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ NOTAS EXPLICATIVAS e. Derivativos A Empresa tem como política a eliminação dos riscos de mercado, evitando assumir posições expostas a flutuações de valores de mercado e operando apenas instrumentos que permitam controles desses riscos. A maior parte dos contratos de derivativos representam operações de swap, envolvendo taxas prefixadas, como instrumentos para hedge de seus empréstimos e financiamentos. f. Limitações Os valores de mercado foram estimados em um momento específico, baseados em informações relevantes de mercado. As mudanças nas premissas podem afetar significativamente as estimativas apresentadas. 14 Cobertura de seguros Em 3 de junho de 21, a Tele Nordeste Celular S.A e suas controladas possuíam cobertura de seguros contra incêndio e riscos diversos para os bens do ativo imobilizado, por valores considerados suficientes para cobrir eventuais perdas. 27/8/24 13:49:36 Pág: 26

27 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE Apresentado apenas o consolidado. 27/8/24 13:49:54 Pág: 27

28 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONSOLIDADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-3/6/ /3/21 1 Ativo Total Ativo Circulante Disponibilidades Caixa E Bancos Aplicações Financeiras Créditos Contas A Receber De Clientes Empresas De Telecomunicações Impostos E Contribuições A Recuperar Ir E Cs Diferidos Estoques Outros Despesas Antecipada Adiantamento A Fornecedores Outros Direitos Ativo Realizável a Longo Prazo Créditos Diversos Incentivos Fiscais Valores Em Litígio Créditos com Pessoas Ligadas Com Coligadas Com Controladas Com Outras Pessoas Ligadas Outros Ir E Cs Diferidos Outros Direitos Ativo Permanente Investimentos Participações em Coligadas Participações em Controladas Outros Investimentos Imobilizado Diferido /8/24 13:49:59 Pág: 28

29 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CONSOLIDADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-3/6/ /3/21 2 Passivo Total Passivo Circulante Empréstimos e Financiamentos Debêntures Fornecedores Impostos, Taxas e Contribuições Dividendos a Pagar Provisões Dívidas com Pessoas Ligadas Outros Salarios, Encargos A Pagar Consignações A Favor De Terceiros Empresas De Telecomunicações Participação Dos Empregados Vendas Antecipadas Outras Obrigações Passivo Exigível a Longo Prazo Empréstimos e Financiamentos Debêntures Provisões Dívidas com Pessoas Ligadas Outros Resultados de Exercícios Futuros 2.4 Participações Minoritárias Patrimônio Líquido Capital Social Realizado Reservas de Capital Reserva Especial Reservas de Reavaliação Ativos Próprios Controladas/Coligadas Reservas de Lucro Legal Estatutária Para Contingências De Lucros a Realizar Retenção de Lucros Especial para Dividendos Não Distrib Outras Reservas de Lucro Lucros/Prejuízos Acumulados /8/24 13:5:6 Pág: 29

30 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-1/4/21 a 3/6/21 4-1/1/21 a 3/6/21 5-1/4/2 a 3/6/2 6-1/1/2 a 3/6/2 3.1 Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços Deduções da Receita Bruta (51.73) (17.3) (54.718) ( ) 3.3 Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos (86.359) ( ) (12.352) ( ) 3.5 Resultado Bruto Despesas/Receitas Operacionais (93.299) ( ) (19.45) (2.529) Com Vendas (54.82) (12.93) (56.866) (19.333) Gerais e Administrativas (23.179) (47.953) (24.222) (42.469) Financeiras (1.329) (27.443) (22.363) (43.336) Receitas Financeiras Despesas Financeiras (18.714) (4.329) (22.827) (47.832) Outras Receitas Operacionais Outras Despesas Operacionais (8.555) (17.814) (8.871) (9.81) Resultado da Equivalência Patrimonial 3.7 Resultado Operacional (1.9) Resultado Não Operacional (1.188) (1.172) Receitas Despesas (2.527) (2.668) (347) (545) 3.9 Resultado Antes Tributação/Participações (632) Provisão para IR e Contribuição Social (3.913) (8.792) 1.47 (1.183) 3.11 IR Diferido 3.12 Participações/Contribuições Estatutárias (62) (1.89) (37) (548) Participações (62) (1.89) (37) (548) Contribuições 3.13 Reversão dos Juros sobre Capital Próprio /8/24 13:5:15 Pág: 3

31 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil) 1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3-1/4/21 a 3/6/21 4-1/1/21 a 3/6/21 5-1/4/2 a 3/6/2 6-1/1/2 a 3/6/ Participações Minoritárias (3.499) (7.914) (779) (4.3) 3.15 Lucro/Prejuízo do Período NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Mil) LUCRO POR AÇÃO PREJUÍZO POR AÇÃO ,4,7,,4 27/8/24 13:5:15 Pág: 31

32 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE Destaques Operacionais As atividades comerciais do segundo trimestre de 21 resultaram na adição bruta consolidada de clientes, dos quais 93.66, ou 68,5%, foram pré-pagos. A adição líquida consolidada no segundo trimestre de 21 foi de clientes, dos quais , ou 96,4%, foram pré-pagos, em função da desconexão de 1. clientes por inadimplência. Esta desconexão teve como objetivo limpar a base de clientes, de forma a reduzir ao máximo os índices de inadimplência. Excluindo esta desconexão por inadimplência, a adição líquida consolidada no trimestre foi de clientes. Juntas, as companhias operadoras da Tele Nordeste Celular atingiram clientes em 3 de junho de 21, dos quais (5,4%) eram clientes pós-pagos e 85.8 (49,6%) eram clientes pré-pagos. O market share no final do segundo trimestre de 21 foi estimado em 65%. O custo de aquisição de clientes foi de R$143, comparado com R$1 no primeiro trimestre de 21, e R$132 no segundo trimestre de 2. O custo de aquisição de clientes acumulado no ano foi de R$119, contra R$151 no mesmo período do ano anterior. Como resultado da intensificação da atividade de arrecadação e da adoção de procedimentos de cobrança mais rígidos e de forma intensiva, os níveis de inadimplência têm apresentado sinais de recuperação. No segundo trimestre de 21 a inadimplência foi da ordem de 4,2% da receita operacional bruta, contra 4,8% no primeiro trimestre de 21, e 11,1% no segundo trimestre de 2. No ano a inadimplência foi de 4,5% sobre a receita operacional bruta do período, contra 9,1% no mesmo período do ano anterior. Durante o segundo trimestre de 21, tivemos duas fortes campanhas promocionais: a campanha do Dia das Mães (com a venda de aparelhos subsidiada apenas para o plano póspago, sempre atrelada a um dos nossos planos especiais, onde o cliente permanece pelo menos um ano em nossa planta), e a campanha do Dia dos Namorados (com o lançamento do Timmy Dueto, onde o cliente pré-pago ao identificar-se e identificar também uma outra linha pré-paga, passa a ter uma tarifa especial ao ligar para esta outra linha e vice-versa, o Timmy Dueto é mais uma iniciativa da Companhia no intuito de incrementar o tráfego no sistema pré-pago). 27/8/24 13:59:2 Pág: 32

33 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE Destaques Financeiros O lucro líquido consolidado da Tele Nordeste Celular no segundo trimestre de 21 foi de R$12,9 milhões, ou R$,4 por lote de 1. ações, contra um lucro líquido consolidado de R$1,1 milhões no primeiro trimestre de 21, R$916 mil no segundo trimestre de 2. O lucro líquido acumulado do ano 21 foi de R$23, milhões, contra R$12,1 milhões no mesmo período do ano anterior. Para o segundo trimestre de 21, a Tele Nordeste Celular reportou EBITDA 1 e EBIT 2 consolidados de R$75,8 milhões e R$32,4 milhões, respectivamente, representando margem EBITDA de 37,6% e margem EBIT de 16,1% sobre as receitas operacionais líquidas, comparado com EBITDA de R$79,2 milhões e EBIT de R$36,9 milhões, representando margem EBITDA de 39,2% e margem EBIT de 18,3% sobre as receitas operacionais líquidas reportadas no primeiro trimestre de 21, e, comparado com EBITDA de R$52,9 milhões e EBIT de R$21,4 milhões, representando margem EBITDA de 25,1% e margem EBIT de 1,2% sobre as receitas operacionais líquidas reportadas no segundo trimestre de 2. No acumulado do ano, o EBITDA e o EBIT consolidados foram de R$155,1 milhões e R$69,4 milhões, respectivamente, representando margem EBITDA de 38,4% e margem EBIT de 17,2% sobre as receitas operacionais líquidas reportadas no período, contra um EBITDA consolidado de R$126,2 milhões e um EBIT consolidado de R$68,7 milhões, respectivamente, representando margem EBITDA de 29,7% e margem EBIT de 16,2% sobre as receitas operacionais líquidas no mesmo período do ano anterior. As receitas operacionais líquidas consolidadas no segundo trimestre de 21 atingiram R$21,8 milhões, contra R$22,3 milhões no primeiro trimestre de 21, e R$21,8 milhões no segundo trimestre de 2. No acumulado do ano as receitas operacionais líquidas consolidadas atingiram R$44,2 milhões, contra R$425,3 milhões no mesmo período do ano anterior. 1 Lucro antes das despesas financeiras, dos impostos e da depreciação 2 Lucro antes das despesas financeiras e dos impostos 27/8/24 13:59:2 Pág: 33

34 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE As receitas operacionais líquidas consolidadas no segundo trimestre de 21 reduziram,2% quando comparadas com o primeiro trimestre de 21. Esta redução deve-se a menor receita de utilização, na ordem de 13,3%, provocada pelo crescimento de planos especiais na planta, que oferecem tarifas mais reduzidas para os clientes pós-pagos que aderem a estes planos, e comprometem-se a permanecer na nossa planta por um período mínimo de 12 meses. Estes planos especiais fazem parte da estratégia de fidelização dos clientes adotada pelas operadoras da Tele Nordeste Celular. Outro fator impactante foi a redução na venda de aparelhos e acessórios, na ordem de 34,5%, provocada pela terceirização da distribuição destes aparelhos para os Dealers, atualmente as operadoras da Tele Nordeste Celular vendem aparelhos apenas em suas lojas próprias. Considerando apenas as receitas dos serviços de telecomunicações houve um crescimento de,5% em relação ao primeiro trimestre de 21, provocado pelo crescimento da ordem de 18,% nas receitas de interconexão. Com relação ao segundo trimestre de 2, as receitas operacionais líquidas reduziram 4,3%. Esta redução deve-se principalmente ao menor volume de vendas de aparelhos e acessórios, aproximadamente 74,2%. Excluindo as receitas oriundas das vendas de aparelhos e acessórios, as receitas dos serviços de telecomunicações cresceram em 7,3%. No acumulado do ano as receitas operacionais líquidas atingiram R$44, milhões, representando uma diminuição da ordem de 5,% quando comparadas com o mesmo período do ano anterior. 27/8/24 13:59:2 Pág: 34

35 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE Dados Financeiros Selecionados (em milhares de Reais) º Semestre 2º Tri 1º Tri 2º Tri 21 2 Receitas Brutas - Utilização Assinatura mensal Interconexão Venda de aparelhos e acessórios Outros (51) Subtotal Impostos (51.73) (55.3) (54.718) (17.3) ( ) Receitas Operacionais Líquidas Custos das mercadorias e dos serviços - Depreciação e amortização (31.22) (29.973) (27.368) (61.175) (51.725) - Pessoal (2.521) (2.481) (1.315) (5.2) (4.59) - Materiais (16) (137) (92) (243) (24) - Aluguel de circuitos (7.166) (8.849) (8.631) (16.15) (16.619) - Aluguéis e seguros (3.377) (2.938) (2.246) (6.315) (4.466) - Aparelhos e acessórios (11.88) (12.545) (36.793) (23.633) (68.512) - Fistel (242) (182) (293) (424) (4) - Suporte e manutenção da planta (1.724) (1.761) (95) (3.485) (25) - Interconexão (27.313) (27.559) (24.22) (54.872) (5.152) - Outros (1.62) (2.114) (1.497) (3.734) (2.958) Subtotal (86.359) (88.539) (12.352) ( ) ( ) Lucro bruto O lucro bruto consolidado do segundo trimestre de 21 atingiu R$115,4 milhões, representando um crescimento de 1,5% quando comparado ao primeiro trimestre de 21 e de 6,4% quando comparado com o segundo trimestre de 2. Estes crescimentos devemse a uma diminuição nos custos de aparelhos e acessórios, ocorrida em função da terceirização da distribuição destes aparelhos e acessórios para os Dealers. No acumulado do ano o lucro bruto atingiu R$229,1 milhões, representando um crescimento de 1,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. 27/8/24 13:59:2 Pág: 35

36 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE Dados Financeiros Selecionados (em milhares de Reais) º Semestre 2º Tri 1º Tri 2º Tri 21 2 Despesas Operacionais - Vendas Gerais e administrativas Outras despesas operacionais, líquidas Subtotal Despesas financeiras líquidas Total As despesas operacionais líquidas consolidadas reduziram,6% em relação ao primeiro trimestre de 21, e 14,8% em relação ao segundo trimestre de 2. A redução em relação ao primeiro trimestre de 21 deve-se a principalmente a despesas financeiras menores, enquanto que a redução em relação ao segundo trimestre de 2 deve-se a despesas de vendas menores (principalmente inadimplência) e a redução nas despesas financeiras. No acumulado do ano as despesas operacionais líquidas atingiram R$187,2 milhões representando uma redução da ordem de 6,6%, quando comparadas com o mesmo período do ano anterior. As despesas consolidadas com devedores duvidosos no segundo trimestre de 21 atingiram R$1,7 milhões, representando 4,2% das receitas brutas daquele trimestre, e apresentando uma redução de 13,3% (de R$12,3 milhões para R$1,7 milhões) quando comparadas com o primeiro trimestre de 21, e uma redução de 63,9% quando comparadas com o segundo trimestre de 2. No acumulado do ano, as despesas com devedores duvidosos atingiram R$23, milhões, representando 4,5% sobre a receita operacional bruta, o que significa uma redução de 53,8% quando comparadas com o mesmo período do ano anterior. 27/8/24 13:59:2 Pág: 36

37 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 3/6/ COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE Pagamento de JSCP e Dividendos Atendendo a deliberação da Assembléia Geral Ordinária AGO de 3/4/21, a Companhia iniciou em 2/7/21 o pagamento dos Juros sobre o Capital Próprio e dos Dividendos referentes ao exercício de 2, num montante total de R$1,3 milhões, sendo R$1,2 milhões destinados ao pagamento do Imposto de Renda - IR. A tabela abaixo apresenta os valores pagos por lote de 1. ações, já corrigidos pela Taxa Referencial TR, desde a data da distribuição (31/12/2) até a data de início do pagamento (2/7/21): Provento Valor Líquido Corrigido (Em reais) Imunes/Isentos Tributados Ordinárias Preferenciais Ordinárias Preferenciais Juros sobre o Capital Próprio JSCP,231,231,196,196 Dividendos,79,79,79,79 Ágio Em 3 de junho de 2, a Tele Nordeste Celular e suas companhias operadoras completaram uma reestruturação que resultou na transferência do ágio pago na privatização, da Bitel Participações S.A., empresa controladora da Tele Nordeste Celular, para cada uma das companhias operadoras. Esta reestruturação visa o aproveitamento do benefício fiscal estimado em R$2 milhões ao longo de 8 anos, até 28. O benefício fiscal gerado pela amortização do ágio será capitalizado pela Tele Nordeste Celular e suas companhias operadoras. A proposta de fusão das companhias operadoras está aguardando a aprovação da Anatel. No segundo trimestre de 21, a amortização consolidada do ágio, líquida da reversão da provisão para integridade do patrimônio líquido, foi de R$6,3 milhões, gerando um benefício fiscal da ordem de R$5,4 milhões. No acumulado do ano, a amortização do ágio, líquida da reversão da provisão para integridade do patrimônio líquido, foi de R$12,6 milhões, gerando um benefício fiscal da ordem de R$11,6 milhões. 27/8/24 13:59:2 Pág: 37

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/3/1999 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00414-6 KARSTEN S.A. 82.640.558/0001-04 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00414-6 KARSTEN S.A. 82.640.558/0001-04 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00839-7 MANGELS INDUSTRIAL S.A. 61.065.298/0001-02 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00839-7 MANGELS INDUSTRIAL S.A. 61.065.298/0001-02 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01446-0 BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS 73.178.600/0001-18 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01446-0 BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS 73.178.600/0001-18 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01047-2 SARAIVA S.A. LIVREIROS EDITORES 60.500.139/0001-26 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01047-2 SARAIVA S.A. LIVREIROS EDITORES 60.500.139/0001-26 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. 04.295.166/0001-33

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. 04.295.166/0001-33 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 30/09/2004 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02090-7 BHG S.A. - BRAZIL HOSPITALITY GROUP 08.723.106/0001-25 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02090-7 BHG S.A. - BRAZIL HOSPITALITY GROUP 08.723.106/0001-25 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02101-6 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 08.807.432/0001-10 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02101-6 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 08.807.432/0001-10 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02112-1 SUL AMERICA S.A. 29.978.814/0001-87. Rua Beatriz Larragoiti Lucas,121 - parte

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02112-1 SUL AMERICA S.A. 29.978.814/0001-87. Rua Beatriz Larragoiti Lucas,121 - parte ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S/A 04.295.166/0001-33. Av. Brigadeiro Faria Lima nº1188 7º And

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S/A 04.295.166/0001-33. Av. Brigadeiro Faria Lima nº1188 7º And ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A 02.558.124/0001-12 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A 02.558.124/0001-12 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01446-0 CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS 73.178.600/0001-18

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01446-0 CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS 73.178.600/0001-18 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01910-0 CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A. 04.032.433/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01910-0 CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A. 04.032.433/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/22 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. 04.295.166/0001-33

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01893-7 TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. 04.295.166/0001-33 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 30/09/2002 Legislação Societária EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01901-1 EMPR. CONCESS. DE RODOVIAS DO NORTE S.A. 02.222.736/0001-30 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01901-1 EMPR. CONCESS. DE RODOVIAS DO NORTE S.A. 02.222.736/0001-30 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014 Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas Demonstrações financeiras em IFRS e baseadas nos Pronunciamentos Técnicos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC em

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01991-7 IGARATINGA PARTICIPAÇÕES S.A. 06.977.739/0001-34 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01991-7 IGARATINGA PARTICIPAÇÕES S.A. 06.977.739/0001-34 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/25 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998

Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Contatos: Tele Nordeste Celular Mário Gomes 0xx81.216.2592 Fabíola Almeida 0xx81.216.2594 Octavio Muniz 0xx81.216.2593 Tele Nordeste Celular Participações S.A. Anuncia os Resultados de 1998 Brasília, Brasil

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02094-0 AÇÚCAR GUARANI S/A 47.080.619/0001-17 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02094-0 AÇÚCAR GUARANI S/A 47.080.619/0001-17 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01665-9 PORTO SEGURO S.A. 02.149.205/0001-69 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/12/26 Divulgação Externa Legislação Societária O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia, com sede em Gravataí (RS) e unidade industrial em Glorinha (RS), tem por objeto a industrialização, comércio, importação, exportação e beneficiamento de aços

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A 02.558.124/0001-12 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A 02.558.124/0001-12 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02101-6 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 08.807.432/0001-10 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02101-6 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 08.807.432/0001-10 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 30/06/2010 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01785-0 FERROVIA NOVOESTE S/A 39.115.514/0001-28 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01785-0 FERROVIA NOVOESTE S/A 39.115.514/0001-28 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02198-9 AUTOPISTA FERNAO DIAS S/A 09.326.342/0001-70. Rodovia BR 381 - KM 850 - Pista Norte

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02198-9 AUTOPISTA FERNAO DIAS S/A 09.326.342/0001-70. Rodovia BR 381 - KM 850 - Pista Norte ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02003-6 BRASILAGRO CIA BRAS PROPRIEDADES AGRICOL 07.628.528/0001-59 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02003-6 BRASILAGRO CIA BRAS PROPRIEDADES AGRICOL 07.628.528/0001-59 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/26 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa Legislação Societária O REGISTRO

Leia mais

Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A.

Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A. Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A. Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as Informações Trimestrais (ITRs) trimestre findo em 30 de junho de 2015 1. INFORMAÇÕES GERAIS A Dommo Empreendimentos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01059-6 SERGEN SERVS GERAIS DE ENG SA 33.161.340/0001-53 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01059-6 SERGEN SERVS GERAIS DE ENG SA 33.161.340/0001-53 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/29 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010.

CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010. CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010. À Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Membros do Ministério Público de São Paulo PROMOCRED. Diretoria-Executiva São Paulo SP Assunto: Auditoria

Leia mais

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO 1 Informar o lucro líquido do exercício - O montante do lucro líquido do exercício é de R$ 8.511.185,59 (oito

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. 949.176.907,56 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) ATIVO Nota Explicativa CIRCULANTE 39.755 68.651 Disponibilidades 522 542 Relações Interf./Aplicações R.F. 5 13.018 27.570 Relações Interdependências 6-1.733 Operações

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO Explicativas CIRCULANTE 63.224 47.422 Disponibilidades 423 429 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 31.991 23.380 Relações Interdependências

Leia mais

1. CONTEXTO OPERACIONAL

1. CONTEXTO OPERACIONAL BANCO TRIÂNGULO S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 30 DE JUNHO DE 2002 E 2001 (Em milhares de reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Banco Triângulo S.A. é uma sociedade privada que opera

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 2013 Explicativas CIRCULANTE 11.363 8.987 Disponibilidades 30 37 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 8.069 6.136 Operações de Crédito

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

ÍNDICE. Data-Base - 31/03/2010. Legislação Societária 01.01 - IDENTIFICAÇÃO 99999-9 HRT PARTICIPAÇÕES EM PETRÓLEO S.A. 10.629.

ÍNDICE. Data-Base - 31/03/2010. Legislação Societária 01.01 - IDENTIFICAÇÃO 99999-9 HRT PARTICIPAÇÕES EM PETRÓLEO S.A. 10.629. ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação por Exigência CVM Nº 327/1 Data-Base - 31/3/21 1.1 - IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 99999-9

Leia mais

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2008 Em milhares de reais Ativo Passivo e patrimônio social Circulante

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota ATIVO Explicativa CIRCULANTE 19.098 15.444 Disponibilidades 98 90 Relações Interf. / Aplicações R.F. 5 13.053 9.797 Operações de Crédito 6 5.760 5.518 Outros

Leia mais

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 1ª Emissão de Debêntures Relatório

Leia mais

Data-Base - 30/09/2003 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.124/0001-12

Data-Base - 30/09/2003 01764-7 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.124/0001-12 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/09/2003 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Yuny Incorporadora S.A. Demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013 e 2012

Leia mais

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08)

Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Deliberação CVM nº 561 (DOU de 22/12/08) Aprova a Orientação OCPC - 01 do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata de Entidades de Incorporação Imobiliária. A PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

Leia mais

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. - CEASA

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. - CEASA CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. - CEASA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 2006 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00617-3 FORJAS TAURUS S.A. 92.781.335/0001-02 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00617-3 FORJAS TAURUS S.A. 92.781.335/0001-02 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/12/29 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 15 Rendimentos a distribuir 412 366 Aplicações financeiras de renda fixa 28 8

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. ÍNDICE 1. Relatório dos Auditores Independentes 03

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01630-6 ROSSI RESIDENCIAL S/A 61.065.751/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01630-6 ROSSI RESIDENCIAL S/A 61.065.751/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF DFP - DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS PADRONIZADAS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/12/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CEMIG TELECOMUNICAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CEMIG TELECOMUNICAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01732-9 TRACTEBEL ENERGIA S.A. 02.474.103/0001-19 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Conteúdo Balanços Patrimoniais

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Demonstrações Financeiras B2W - Companhia Global do Varejo. 31 de dezembro de 2009 e de 2008 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras B2W - Companhia Global do Varejo. 31 de dezembro de 2009 e de 2008 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras B2W - Companhia Global do Varejo 31 de dezembro de 2009 e de 2008 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2009 e 2008 Índice Parecer

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011 SUR - REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS QUADRO I - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO Nota Nota ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil)

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 Explicativas CIRCULANTE 4.414 Disponibilidades 26 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 2.566 Operações de Crédito 5 1.800 Outros Créditos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS S/A. 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS S/A. 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E 469/08. Dispõe sobre a avaliação de investimentos em sociedades coligadas e controladas e sobre os procedimentos

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX CVM COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN INFORMAÇÕES ANUAIS DataBase 31/12/1997 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012 KPMG Auditores Independentes Agosto de 2013 Relatório dos auditores

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

Ativo Nota 30/09/2014 31/12/2013 Passivo Nota 30/09/2014 31/12/2013

Ativo Nota 30/09/2014 31/12/2013 Passivo Nota 30/09/2014 31/12/2013 DUDALINA S/A BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO DE 2014 (Valores expressos em milhares de reais) Ativo Nota 30/09/2014 31/12/2013 Passivo Nota 30/09/2014 31/12/2013 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

ANEXO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2)

ANEXO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS Deliberação CVM nº 640, de 7 de outubro de 2010 (Pág. 57) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02(R2) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC sobre efeitos das mudanças

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais . Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo 2013 Passivo e patrimônio líquido (passivo a descoberto) 2013 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 200 Empréstimos e

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento DI Institucional Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20)

Leia mais

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015 Demonstrações financeiras intermediárias em KPDS 134230 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras intermediárias 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações dos resultados

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade

Leia mais

Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A. - ECOSUL

Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A. - ECOSUL Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A. - ECOSUL Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 2013 Explicativas CIRCULANTE 39.466 27.437 Disponibilidades 221 196 Relações Interf. / Aplicações R.F. 5 27.920 18.274 Operações de Crédito 6 11.138

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 30/09/2006 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Foz de Jeceaba Engenharia Ambiental S.A. Demonstrações financeiras e relatório dos auditores independentes em 31 de dezembro de 2011

Foz de Jeceaba Engenharia Ambiental S.A. Demonstrações financeiras e relatório dos auditores independentes em 31 de dezembro de 2011 Foz de Jeceaba Engenharia Ambiental S.A. Demonstrações financeiras e relatório dos auditores independentes em 31 de dezembro de 2011 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01131-2 BRASIL TELECOM S.A. 76.535.764/0001-43 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01131-2 BRASIL TELECOM S.A. 76.535.764/0001-43 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2002 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 03 de fevereiro

Leia mais