XVI ECAM/ V COGEM - Medicina - da teoria à prática: obstáculos, conquistas e tecnologias

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XVI ECAM/ V COGEM - Medicina - da teoria à prática: obstáculos, conquistas e tecnologias"

Transcrição

1 XVI ECAM/ V COGEM - Medicina - da teoria à prática: obstáculos, conquistas e tecnologias 24, 25 e 26 de setembro Horário Palestra Descrição Local Palestrante 7:30 8:10 Credenciamento e inscrições 8:10 8:40 Abertura 8:40-9:30 Aula Magna de Abertura - Medicina: da teoria à prática Ensino médico e sua aplicação na prática médica: obstáculos, conquistas e desafios. 9:30-10:00 Coffee Break 10:00-11:00 Apresentação Oral 11:00-12:30 Mesa Redonda 1: Hola, que tal? Programa Mais Médicos A repercussão do programa Mais Médicos na atenção primária, a partir de um olhar crítico da real necessidade de profissionais de saúde, incluindo a perspectiva de uma médica cubana. 12:30-13:30 Intervalo para almoço 13:30-15:30 Apresentação de Pôster (1h30 de avaliaç./ 30min para congressistas) 13:30-15:30 Oficina 1 MacGyver Muito para fazer e pouco para usar: Aprenda a solucionar situações de atendimento que exigem criatividade e pensamento rápido como somente um verdadeiro herói da TV seria capaz! 13:30-14:20 Palestra 1: Tecnologia: da UFG para o MIT Como alcançar novos patamares na área de tecnologia? Como foi a desenvolvimento do teste que deu destaque internacional à UFG? Como usarei esse teste no futuro? 14:30-15:20 Palestra 2 - Erro médico: processa quem pode, se resguarda quem tem juízo Omissão de socorro, ausência em plantão, assédio, consultas rápidas e sem resultados satisfatórios, desrespeito com colegas e pacientes, discordância de Sala Multiuso Dr. Ruffo de Freitas Jr. Presidente da Escola Brasileira de Mastologia Dra. Yirka Torres Delas; Médica Cubana - Programa Mais Médicos. Adriano Bortolini; Enfermeiro da Atenção Básica do Município de Goiânia. Dr. Fernando Passos Cupertino de Barros; Professor de Medicina Comunitária da Faculdade de Medicina da UFG e ex-secretário de Saúde de Goiás. Prof. Me. Elias Rassi Neto Ex-secretário Municipal de Saúde de Goiânia e ex-diretor geral de planejamento, informação e avaliação de ações estratégicas da Secretaria de Políticas de Saúde do Ministério da Saúde. Dr. Fabiano Gonçalves Guimarães Médico de família e comunidade da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e Secretário-geral da Associação Mineira de Medicina de Família e Comunidade, além de membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. Dr. Wendell Karlos Tomazelli Coltro Pós-doutor pela USP. Foi listado pelo MIT entre os 10 brasileiros mais inovadores, tendo o seu projeto préselecionado para disputa internacional. Dr. Marcos Henrique Mendanha Advogado e Médico especialista em Medicina do Trabalho e Medicina Legal. É Perito Médico e Assistente Técnico junto ao Tribunal Regional do Trabalho de Goiás e Tribunal Regional Federal de Goiás.

2 conduta, esquecimento de corpo estranho em cirurgias, abuso de poder. Nos inúmeros plantões e atendimentos médicos que virão por aí, existem maneiras de evitar conflitos jurídicos sem se abster da reponsabilidade de ser doutor? 14:30-15:20 Palestra 3 Medicins Sans Frontieres Você estaria disposto a viver outra realidade e se doar á aqueles que tanto necessitam? Saiba mais sobre essa instituição que roda o mundo com ações humanitárias. 15:30-16:00 Coffee Break 16:00-18:00 Oficina 1 MacGyver Muito para fazer e pouco para usar: Aprenda a solucionar situações de atendimento que exigem criatividade e pensamento rápido como somente um verdadeiro herói da TV seria capaz! 16:00-16:50 Palestra 4 - Intercâmbio: vantagens e desvantagens Saiba as vantagens e desvantagens acadêmicas, profissionais e pessoais de se fazer um intercâmbio e, ainda, qual o período ideal do curso para fazê-lo, os países mais indicados e os requisitos necessários para aprender um pouco mais em um país estrangeiro. 16:50-17:30 Palestra 5: Investigação Criminal - Existem crimes perfeitos? Nós dois temos os mesmos defeitos. Sabemos tudo a nosso respeito. Somos suspeitos de um crime perfeito. Mas crimes perfeitos não deixam suspeitos. Sejam bem-vindos à resolução desse caso. Sala multiuso Danielle Borges É enfermeira e trabalha com os Médicos Sem Fronteiras (MSF) desde Atuou na Índia cuidando de pessoas com tuberculose e atuou por duas vezes na República Democrática do Congo, na África, durante em uma epidemia de Ebola e outra de sarampo Dr. Fabiano Gonçalves Guimarães Médico de família e comunidade da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e Secretário-geral da Associação Mineira de Medicina de Família e Comunidade, além de membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. Lucas Alexandre Vanderlei Acadêmico de medicina da UNIFESP. Ex-coordenador de estágios e vivências da DENEM. Foi National Exchange Officer da IFMSA. Intercambios: Jamaica, Universityof West Indies; Tailandia, MahidolUniversity no Ramathibodi Hospital; Australia, AustralianNationalUniversity, The Canberra Hospital. Dr. Décio Ernesto de Azevedo Marinho Médico legista - Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás e professor da Universidade Federal de Goiás e da Associação Educativa Evangélica de Anápolis. 20:00-24:00 Coquetel de Abertura Confraria Gamboa 25/09

3 Horário Palestra Descrição Local Palestrante 8:00-9:30 Oficina 2 Sutura Desenvolvendo princípios práticos básicos no Sala Multiuso manejo de suturas simples e complexas. 08:00-08:45 Palestra 6 - Criminal minds: a cabeça de um psicopata 08:50-09:30 Palestra 7 - "O médico não me olha!" É possível ensinar sensibilidade e empatia? 09:30-10:00 Coffee Break 10:00-11:00 Apresentação de Pôster (1h30 de avaliaç./ 30min para congressistas) 11:00-12:30 Mesa Redonda 2 Medcurso: necessidade, modismo ou prejuízo à graduação? 12:30-13:30 Intervalo para almoço 13:30-15:30 Apresentação de Pôster 13:30-14:20 Palestra 8 - Contradições entre competências da graduação e critérios de seleção na residência médica O que são personalidades psicopáticas? Psicopatia tem cura? Seria o motoqueiro que tem aterrorizado as mulheres de Goiânia umpsicopata? Saiba um pouco sobre como a psiquiatria forense tem contribuído para o esclarecimento ou mesmo resolução de crimes cometidos por estas pessoas. Relação médico-paciente: conciliando ciência médica e humanização. É possível que o caminho do internato à residência seja uma via direta? O ensino proporcionado é suficiente para preparar o estudante? Cursos-preparatórios são cruciais, complementares ou prejudiciais? O que é preconizado na graduação realmente é o mais importante para a prática médica? As provas de residência buscam selecionar bons médicos ou simplesmente existem, pois não há vaga para todos? Dr. Lúcio Morais Médico Cirurgião Geral - Secretaria de Saúde do Distrito Federal e Professor do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina UFG.Médico Cirurgião do Serviço de Cirurgia e Transplante Hepático do HC-UFG. Dr. Marcelo Trindade Júnior Especialista em Psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria.Atuação na área de Psiquiatria da Infância e Adolescência. Professor do Departamento de Saúde Mental e Medicina Legal da FM-UFG. Dr. Heitor Rosa Ex-diretor da Faculdade de Medicina UFG. Ex-Presidente da Federação Brasileira de Gastroenterologia e Sociedade Brasileira de Hepatologia. Membro do Editorial Board e Revisor do World JournalofGastroenterology. Dedica-se também à literatura. Dr. Pedro José de Santana Júnior; Médico radiologista com formação complementar na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. É professor assistente da Faculdade de Medicina da UFG. Dr. Leonardo Ribeiro Soares; Residente de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital das Clínicas da UFG e médico concursado pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia. Participou do curso preparatório Medcurso. Dra. Raquel Vieira Dias Residente de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da UFG. Não participou do curso preparatório Medcurso. Dra. Sylvana Castro Sacchetim Professora do curso de Medicina da UniEvangélica. Coordenadora do Núcleo de Ações Programáticas e Estratégicas da Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis. Dra. Edna Regina Silva Pereira Doutora em Medicina Nefrologia pela Universidade de São Paulo (2000). Atua também na área de Educação Médica participando do Programa Internacional de Desenvolvimento Docente FAIMER (Foundation AdvacementInternational Medical EducationResearch).

4 13:30-14:20 Palestra 9 - A dieta do estudante: o que comer para melhorar sua qualidade de vida? Dicas práticas sobre como melhorar a sua qualidade de vida incorporando a rotina difícil do estudante de medicina. 14:00-15:30 Oficina 3 - Clown: Doutores do riso Injeção de alegria, extração de mau humor e transplante de nariz vermelho. A improvisação na estimulação do riso por meio de um olhar sensível. 14:30-15:20 Palestra 10 - "Burn out estudantil": como evitar? Entenda mais sobre o seu esgotamento diário. Seu estresse pode ser evitado? Saiba mais sobre como impedir que o cansaço da rotina se torne patológico. 14:30-15:20 Palestra 11 Os novos modelos de gestão hospitalar e demandas sociais: a formação política é parte da Medicina! A formação política e a consciência social são importantes na Medicina para entender e se envolver com as atuais conjunturas? O que temos a aprender com Arouca? O que esperar da chegada da EBSERH aos Hospitais Universitários? 15:30-16:00 Coffee Break 16:00-17:30 Oficina 4 Emergências Aprenda por meio de simulações de situações reais o que a graduação não te ensina. De forma clara e objetiva, saiba como agir adequadamente nas mais variadas situações de emergência. 16:00-16:50 Palestra 12 - Pacientes adversos Como lidar com o incomum? 16:50-17:30 Palestra 13: "Chamem o médico!" Ih sou eu - Preparação para urgência e emergência na graduação Qual a melhor forma de comunicar-se? Que linguagem e expressões utilizar com pacientes, como presidiários, deficientes mentais e físicos, diferentes religiões etc? A importância de preservar o respeito e a ética, mesmo diante da diversidade de valores pessoais. Aprendizado necessário, ensino tardio: entenda como deveria ser feito o preparo dos acadêmicos durante a graduação e quais são suas obrigações e habilidades para atuar em circunstâncias de urgência e emergêcia. Sala multiuso Sala Multiuso Dra. Mônica Laboissière Nutricionista clínica e esportiva. Fernando Bacelar de Sousa Coordenadordo Grupo Alegria e do Voluntariado Jovem - Semeadores da Alegria. Hospitais de Atuação : Hospital das Clínicas, Santa Casa de Misericórdia, HGG, Materno Infantil, Huapa, HUGO. Dra. Berta Baltazar Elias Psicóloga. Preceptora da Residência Médica em Psiquiatria, módulo de psicoterapia cognitivocomportamental da UFG. Dra. Cristiane Lopes Simão Lemos Odontóloga. Coordenadora do Curso de Especialização em Saúde Coletiva UniEvangélica. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação permanente em Saúde. Jonas Henrique Moreira Bueno Tenente Coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás. Comandante do Batalhão de Salvamento em Emergência/CBMGO. Especialista em Gestão de Emergências no SUS HUGO/Hospital Sírio Libanês-SP. Dr. Rodolfo Nunes Campos Possui graduação em medicina pela Universidade Federal de Goiás e concluiu a residência médica em psiquiatria pela Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo em Possui Doutorado em Ciências pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Dr. Marcos Felipe Braga de Oliveira Médico Residente Anestesiologia. Médico Resgate Aeromédico SAMU Goiânia / Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás. Pós-Graduando em Medicina de Urgência e Emergência pelo IPATRE / HCor-SP. 16:00-17:30 Mesa Redonda 3: Provab, residência ou forças armadas? Tá na festa dos 100 dias e ainda não decidiu o que vai fazer quando formar? Venha tirar suas dúvidas quanto a realidade de cada caminho oferecido. Dra. Gabriela Resende Horbilon Médica do Exército brasileiro. Dr. Eldom de Medeiros Soares Profissional da Atenção Básica (PROVAB). Dr. Tauan de Oliveira Residente de Oftalmologia na Universidade Federal de Goiás.

5 26/09 Horário Palestra Descrição Local Palestrante 8:00-9:30 Oficina 2 Sutura Sala Multiuso Dr. Lúcio Morais Médico Cirurgião Geral - Secretaria de Saúde do Distrito Federal e Professor do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina UFG.Médico Cirurgião do Serviço de Cirurgia e Transplante Hepático do HCUFG. 08:00-08:45 Palestra 14 - Qualidade ou quantidade? Interface entre demanda e humanização na saúde pública Cumprir metas, lidar com a alta demanda, conviver com a falta de recursos, superar o cansaço e tolerar o estresse. É possível manter a velha e boa relação médicopaciente em meio ao caos da saúde pública? 08:00-08:45 Palestra 15 - Métodos de estudo Cansado de não saber como estudar? Nunca tem tempo suficiente para tanta matéria? Saiba como explorar suas habilidades mentais com diferentes métodos de estudo e otimizar seu tempo. 08:50-09:30 Palestra 16 Dr. Apple Store A tecnologia e a prática médica Diante da abundância de recursos tecnológicos e aplicativos, o que pode ser aproveitado? Como utilizar sabiamente os aplicativos que prometem inovar o aprendizado e a prática médica? 09:30-10:00 Coffee Break 10:00-11:00 Apresentação Oral 11:00-12:00 Mesa Redonda 4: Mudou o currículo, e agora? Mudar é preciso? Porque é importante a reforma curricular? Discuta sobre cada método de ensino, suas vantagens e desvantagens 11:00-11:40 Palestra 17 - Como agir? - Código de Ética Médica Registrar ou não registrar? Tratar ou não Dr. Elias Hanna Dra. Denise Milioli Ferreira Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Terapia Intensiva, atuando principalmente nos seguintes temas: pós-operatório, incontinência, depressão, biossegurança e UTI. Dr. Denis Masashi Sugita Médico Patologista pela Universidade Federal de Goiás. Dr. Getúlio Bernardo Morato Filho Docente do Curso de Medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde. Mestrando em Medicina Tropical - Universidade de Brasília Dra. Maria do Rosario Ferraz Roberti Médica hematologista do Hemocentro de Goiás. Coordenadora do núcleo de hemofilia do Hemocentro de Goiás. Professora da Faculdade de Medicina UFG. Dra. Ana Maria Oliveira Professora do IPTSP/UFG. Especialista em Infectologia. Mestre em Medicina Tropical. Doutorado em Bioética pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Portugal. Membro da NEPES/FM-UFG. Dr. Silvia Cristina Pricinote Especialização em Clínica Médica pelo Hospital das Clínicas de Goiânia e em Geriatria pelo Hospital de Urgências de Goiânia. Professora assistente no curso de medicina da UniEvangélica.

6 12:00-13:30 Intervalo para almoço 13:30-14:20 Palestra 18 - Por que, como e quando os estudantes de medicina escolhem suas especialidades? 13:30-14:20 Palestra 19 - Terapias Integrativas: ampliando o universo terapêutico médico tratar? Falar ou omitir? Saiba como proceder em situações conflituosas porém inevitáveis no dia a dia do médico. Abertura dos conceitos sobre a saúde e o tratamento da doença. Porque a medicina tradicional ocidental está oficialmente aceitando a antiga e estigmatizada medicina alternativa como método integrativo em suas terapêuticas. Como o tratamento holístico de um paciente pode influenciar no prognóstico e resposta terapêutica. 13:30-15:00 Oficina 4 Emergências Aprenda por meio de simulações de situações reais o que a graduação não te ensina. De forma clara e objetiva, saiba como agir adequadamente nas mais variadas situações de emergência. 14:30-15:20 Palestra 20 - A impressão dos pacientes internados a respeito dos estudantes de medicina. Sala Multiuso 15:30-16:00 Coffee Break 16:00-16:30 Premiação do ELA e do ECAM 16:45-17:30 Aula Magna de Encerramento - Palestra 21: Liderança: a universidade é feita por pessoas "Uma missão de família, um ideal coletivo.". A Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás convida Dr. Francisco Ludovico de Almeida Filho para um memorável relato acerca de sua experiência enquanto filho do fundador da Casa de Francisco. Especialização em endocrinologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Faz parte do Conselho diretor do CREMEGO, e atua ainda como professor assistente de Clínica Médica e tutor das áreas básicas de Fisiologia, Imunologia e Microbiologia da Unievangélica. Dr. ClaudemiroQuireze Júnior Professor Adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás, lotado no Serviço de Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas-UFG. Coordenador do Núcleo de Cirurgia e Transplante de Fígado do Hospital das Clínicas-UFG. Dr. Milton Cesar Ferlin Moura Cardiologista formado pela Santa Casa de Goiânia, Eletrofisiologista formado pelo hospital Anis Rassi e Ativista quântico formado pelo Centro AmitGoswami. Dra. Mirian Morais Psicoterapeuta Holística. Homeopata pela UFV; Acupunturista com especialização em M.T.C. (China Beijing Internacional Acumputure Training Center) I.A.T.C. Atuando na área há mais de 10 anos. Jonas Henrique Moreira Bueno Tenente Coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás. Comandante do Batalhão de Salvamento em Emergência/CBMGO. Especialista em Gestão de Emergências no SUS HUGO/Hospital Sírio Libanês-SP. Dr. CelmoCeleno Porto Doutor em Medicina - Clínica Médica pela Universidade Federal de Minas Gerais. Ex-presidente Regional de Goiás da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Atualmente é Professor Voluntário da Universidade Federal de Goiás. Escreveu vários livros na área de Semiologia e Cardiologia. Dr. Francisco Ludovico de Almeida Filho Coordenador da Comissão de Residência Médica do Hospital Santa Genoveva de Goiânia. Filho do Dr. Francisco Ludovico de Almeida Neto (fundador da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás).

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Alergia

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INFORMAÇÕES GERAIS 1 - A Residência em Medicina constitui modalidade de ensino de pós-graduação, destinada

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº /2011 A Coordenação Geral do Grupo Gestor da SURCE e a Coordenação de Ensino e Pesquisa dos Hospitais Universitários

Leia mais

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650 Página: 1/36 1- OBJETIVO Garantir a segurança do paciente e da Instituição, através da definição dos requisitos básicos que permitem ao médico exercer o ato médico no Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD).

Leia mais

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem ANEXO I QUADRO DE VAGAS - Processo Seletivo para Preceptoria dos Programas de Residência Médica Seleção 2014/1 Opção de Vaga Unidade de Saúde/SES Programa de Residência de Cargo Local de execução das atividades

Leia mais

HOSPITAL CENTRAL ROBERTO SANTOS 201 Clínica Médica Recredenciado 02 anos 10 02 08 101 Cirurgia Geral Recredenciado 02 anos 10 00 10

HOSPITAL CENTRAL ROBERTO SANTOS 201 Clínica Médica Recredenciado 02 anos 10 02 08 101 Cirurgia Geral Recredenciado 02 anos 10 00 10 PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA 2008 C O M U N I C A D O A CEREM COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, comunica a alteração das vagas disponibilizadas para 2008, com base nas

Leia mais

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Escola Médica Especialização (especialidades e áreas de atuação) Residência Médica Estágios credenciados

Leia mais

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s

Na verdade são 4130 candidatos mas alguns se inscreveram para mais de uma área. Especialidade ou Área de atuação- Entrada pre-requisito Candidato s Estatísticas referentes ao PSU para 2010 Relação candidato/vaga Especialidade entrada direta Candidatos Vagas Cand/vaga Clínica Médica 1147 131 8,8 Cirurgia Geral 804 76 10,6 Anestesiologia 458 32 14,3

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 *****

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM n.º 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 5/2014-EBSERH/HC-UFMG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, 21 DE FEVEREIRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 5/2014-EBSERH/HC-UFMG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, 21 DE FEVEREIRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 5/2014-EBSERH/HC-UFMG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, 21 DE FEVEREIRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Acupuntura 802

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade

Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade Ambulatorial ALERGIA E IMUNOLOGIA (ALERGOLOGISTA) CARDIOLOGISTA CIRURGIAO EM GERAL Pagina 1 de 8 CIRURGIAO VASCULAR CLINICO

Leia mais

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo

Quem vou ser daqui a 20 anos Público. Privado. Assistencial Acadêmica Gestão. Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Dr Milton Glezer Quem vou ser daqui a 20 anos Público Assistencial Acadêmica Gestão Privado Assistencial Acadêmico Gestão Autônomo Mudanças nos planos de saúde- melhorar cada vez mais o funcionamento dos

Leia mais

SELEÇÃO PARA COOPERAÇÃO DE MÉDICOS Edital n. 01/2009. ACUPUNTURA Código 101. Gabarito

SELEÇÃO PARA COOPERAÇÃO DE MÉDICOS Edital n. 01/2009. ACUPUNTURA Código 101. Gabarito ACUPUNTURA Código 101 Questão 01: D Questão 19: B Questão 37: D Questão 55: D Questão 02: D Questão 20: D Questão 38: B Questão 56: B Questão 03: D Questão 21: A Questão 39: C Questão 57: A Questão 04:

Leia mais

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA

Aprovado no CONGRAD: 14.02.06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 1548 CURSO DE MEDICINA Aprovado no CONGRAD: 14..06 Vigência: ingressos a partir de 2006/2 CÓD. 48 CURSO DE MEDICINA EIXOS TRANSVERSAIS E ÁREAS DO CONHECIMENTO DO CURRÍCULO PLENO ACADÊMI COS I FUNDAMENTOS CONCEITUAIS DO CURSO

Leia mais

MEDICINA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1

MEDICINA. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 MEDICINA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: MEDICINA Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal da Mantenedora

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 81, 29 abr.2002. Seção 1, p. 265-66 Alterada pela Resolução CFM nº 1666/03 (Anexo II) O CONSELHO

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192)

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Página 1 de 17 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.666/2003, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DEFINITIVA

PROGRAMAÇÃO DEFINITIVA PROGRAMAÇÃO DEFINITIVA Dia 21.08.2014 19h às 21h30 19h às 19h30: Credenciamento e coffee break 19h30 às 20h: Solenidade de abertura 20h às 21h: Conferência Magna: Dr. Henrique Salvador Diretor Presidente

Leia mais

PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA

PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA PROGRAMA PEDAGÓGICO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO E RESIDÊNCIA MÉDICA EM CLÍNICA MÉDICA 1- IDENTIFICAÇÃO 1.1- Hospital: Rubens de Souza Bento Hospital Geral de Roraima. 1.2- Entidade Mantenedora: Secretaria

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 (Publicada no D.O.U. de 04 de fevereiro de 2015, Seção I, p. 55) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20 MINISTERIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI EDITAL Nº. 01/2010UFPI, de 03 de fevereiro de 2010. CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR ANEXO DEPARTAMENTO MATERNO INFANTIL 1. Pediatria

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1. 60 h. 104 h. 146 h. 72 h 2º SEMESTRE. Carga horária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DE DIAMANTINA - FAMED CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/1 MED001 MED002 MED003

Leia mais

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos CONCURSO PÚBLICO 12/2014-EBSERH/HU-UFMA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS RETIFICADO Código Especialidade Requisitos 801 Médico

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais

AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga

AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga AREMG - Associação de Apoio a Residência Médica de Minas Gerais AREMG - PSU 2016 - Relação de Inscrições por vaga Numero total de Candidatos 7.283 Numero total de inscrições 39.753 Vaga Instituição Vagas

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2013 I - ACESSO DIRETO. UFC Sobral. Santa Casa de Misericórdia de Sobral

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2013 I - ACESSO DIRETO. UFC Sobral. Santa Casa de Misericórdia de Sobral SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 23 As vagas remanescentes são de total responsabilidade de cada uma das respectivas instituições conveniadas. LOCAL DA CHAMADA: ANFITEATRO

Leia mais

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE - SANTA CASA DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CALENDÁRIO DA 2ª

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para 2015.2

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para 2015.2 CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC Atualizado para 2015.2 1ª Fase I: MED 7001 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MEDICINA I Anatomia 48 (+12 Integr.) Fisiologia 68 (+12 Integr.) Bioquímica 62 Histologia

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO No- 2.116, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica Especialidade Médico - Acupuntura Médico - Alergia e Imunologia Médico - Anestesiologia Médico - Cancerologia Clínica Médico - Cancerologia Médico - Cardiologia Médico - Cardiologia - Eletrofisiologia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 001/2007 O PREFEITO MUNICIPAL DE JUAZEIRO, ESTADO DA BAHIA,

Leia mais

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.973, DE 14 DE JULHO DE 2011 Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM Nº 1.845/08, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar JUSTIFICATIVA A Promoção de saúde só será completa

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. "Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social" 06 e 07 de Novembro. 06/NOV (QUI) CREDENCIAMENTO Local: Auditório do Fórum Miguel Sátyro

PROGRAMAÇÃO. Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social 06 e 07 de Novembro. 06/NOV (QUI) CREDENCIAMENTO Local: Auditório do Fórum Miguel Sátyro PROGRAMAÇÃO "Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social" 06 e 07 de Novembro DATA 06/NOV (QUI) PROGRAMAÇÃO 7h CREDENCIAMENTO Local: Auditório do Fórum Miguel Sátyro 8h ABERTURA OFICIAL LOCAL: Auditório

Leia mais

UNIVERSIDADE POTIGUAR ESCOLA DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA CAMED-CENTRO ACADÊMICO DE MEDICINA UNP I SEMANA DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA UNP

UNIVERSIDADE POTIGUAR ESCOLA DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA CAMED-CENTRO ACADÊMICO DE MEDICINA UNP I SEMANA DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA UNP UNIVERSIDADE POTIGUAR ESCOLA DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA CAMED-CENTRO ACADÊMICO DE MEDICINA UNP I SEMANA DE INTEGRAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA UNP MEDICINA: ÉTICA, MISSÃO E COMPROMISSO COM A SAÚDE HUMANA IV

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ Gabarito Preliminar CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ MÉDICO - ALERGIA E IMUNOLOGIA D A B E C D D C A B C C E A E E B B E B D A C D A MÉDICO

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 ANEXO II - PROGRAMAS / VAGAS / INSTITUIÇÕES As vagas ofertadas são de total responsabilidade de cada uma das respectivas instituições

Leia mais

Conhecimentos em Clínica Médica.

Conhecimentos em Clínica Médica. ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Acupuntura Anestesiologia Cirurgia Geral Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia Conhecimentos

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.973/2011 (Publicada no D.O.U. de 1º de agosto de 2011, Seção I, p. 144-147) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.845/08, que celebra

Leia mais

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde

EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA. Escola Superior de Ciências da Saúde EDITAL nº 103/2009 - ANEXO I CONCURSO PÚBLICO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEA Escola Superior de Ciências da Saúde Período de Inscrição: 18 de janeiro de 2010 a 19 de fevereiro de 2010. Local de Inscrição:

Leia mais

CBO-S (Códigos de Especialidade)

CBO-S (Códigos de Especialidade) CBO-S (Códigos de Especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor

Leia mais

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA URGÊNCIA GERAL ALAGOAS URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA RUA HUGO CORREIA PAES, 253. farol FONE: (82) 2123-7000 REDE CONTRATADA PARA

Leia mais

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO REDE ALAGOAS REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, URGÊNCIA PEDIÁTRICA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA ANGIOLOGIA E

Leia mais

EXCLUSIVO ACUPUNTURA. AMANDA DAMASCENO SOARES Rua Barão de Maceió, 313 Centro Maceió 9988-6554 / 8854-1675

EXCLUSIVO ACUPUNTURA. AMANDA DAMASCENO SOARES Rua Barão de Maceió, 313 Centro Maceió 9988-6554 / 8854-1675 EXCLUSIVO ACUPUNTURA AMANDA DAMASCENO SOARES Rua Barão de Maceió, 313 9988-6554 / 8854-1675 FISIOTERAVIDA CLINICA DE FISIOTERAPIA LTDA EPP Rua Antonio Procópio, 330 3338-4585 Farol Maceió ALERGOLOGIA JOSE

Leia mais

Especialidade. Descrição. Código

Especialidade. Descrição. Código 1311.20 Gerente de serviços sociais 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços médicos 1312.05 Diretor de unidade assistencial 1312.05 Diretor de

Leia mais

Boletim de Serviço. Nº 06, 05 de janeiro de 2015. Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes

Boletim de Serviço. Nº 06, 05 de janeiro de 2015. Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes Boletim de Serviço Nº 06, 05 de janeiro de 2015 Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes EMPRESA BRASILEIRA DE SERVIÇOS HOSPITALARES EBSERH HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CASSIANO ANTÔNIO MORAES Av. Marechal

Leia mais

Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado

Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado Capítulo IV Programas de treinamento pós-graduado Introdução Qual será a duração ideal do treinamento de um médico para que se torne um pediatra competente? Dadas as variedades de abordagem dos treinamentos

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ACADÊMICOS DE MEDICINA NO SAMU

RELATO DE EXPERIÊNCIA: ACADÊMICOS DE MEDICINA NO SAMU RELATO DE EXPERIÊNCIA: ACADÊMICOS DE MEDICINA NO SAMU MESQUITA, Juliana Nóbrega 1 ; ALCANTARA, Thales Lino Fernandes 1 ; ALMEIDA, Renata Miranda de 1 ; BORGES, Walter Costa 1 ; COSAC, Diego Chedraoui 1

Leia mais

Centro Médico Pedro Maques. Av. Mendonça Junior,1018, Gruta de Lourdes. Fone: (82) 3316-7870. Rua Hugo Correia Paes, 253, Farol. Fone: (82) 2123-7000

Centro Médico Pedro Maques. Av. Mendonça Junior,1018, Gruta de Lourdes. Fone: (82) 3316-7870. Rua Hugo Correia Paes, 253, Farol. Fone: (82) 2123-7000 www.plamed.com.br Rede Credenciada Por Município MACEIÓ Urgência e Emergência URGÊNCIA PEDIÁTRICA CONSULTAS ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA (ADULTO E PEDIATRIA) ANGIOLOGIA CARDIOLOGIA CIRURGIA CARDÍACA CIRURGIA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40

MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40 MATRIZ CURRICULAR Curso Medicina Semestres Área Temática Módulo Sem CH CH Semestre Introdução ao Estudo da Epidemiologia Geral 4 40 Medicina I Anatomia Sistêmica Aplicada 8 80 Semiologia Médica 6 60 Ética

Leia mais

X Jornada Brasiliense de Análise do Comportamento

X Jornada Brasiliense de Análise do Comportamento X Jornada Brasiliense de Análise do Comportamento Programação 22 de Maio 17:30h 19:00h Inscrições e Credenciamento. Equipe organizadora do evento. Local: Bloco III em Frente ao Auditório 19:30h 20:00h

Leia mais

Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011

Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011 Processo Seletivo Unificado (PSU) - 2011 Apresentamos a segunda edição do Processo Seletivo Unificado para ingresso nos programas de Residência Medica em Minas Gerais. Neste processo a CEREM reune a maioria

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Número da Ação (Para

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA 1 de 26 16/11/2010 18:54 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1845/2008 (Publicada no D.O.U. de 15 Jul 2008, Seção I, p. 72) (Republicada com anexo no D.O.U. 16 Jul 2008, Seção I, p.164-168) (Modificada

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM

I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM 2012 I CURSO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR EM BETIM REALIZAÇÃO: e Secretaria Municipal de Saúde de Betim Local: Auditório do Hospital Público Regional de Betim, Avenida Mattos Lazzarotti, 3800 Ingá Betim MG.

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Página 1 de 27 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre

Leia mais

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.24. Status do protocolo Código Descrição 1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.25. CBOS (especialidade) Código

Leia mais

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais.

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais. ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Cód. Cargo 1 Ajudante de Carga e Descarga Vagas Vagas Reservadas Deficientes Vencimento Inicial

Leia mais

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período

Matriz Curricular. Carga Horária. Unidades Acadêmicas. Período Matriz Curricular Período 1º Unidades Acadêmicas UAI: Introdução ao Estudo da Odontologia Conhecer a estrutura do indivíduo nas suas bases biomoleculares e celulares quanto às propriedades e interrelações

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. 17/09/2015 QUINTA-FEIRA MANHÃ SALÃO A POTY (700) SALÃO B YPÊ (250) MÓDULO: Ginecologia e Obstetrícia ENCONTRO REGIONAL VER-SUS (ERVERSUS)

PROGRAMAÇÃO. 17/09/2015 QUINTA-FEIRA MANHÃ SALÃO A POTY (700) SALÃO B YPÊ (250) MÓDULO: Ginecologia e Obstetrícia ENCONTRO REGIONAL VER-SUS (ERVERSUS) PROGRAMAÇÃO 16/09/2015 SOLENIDADE DE ABERTURA QUARTA-FEIRA NOITE SALÃO A POTY (700) 19:30 Solenidade de Abertura 20:00 A medicina frente à tecnologia atual: relação médico-paciente - Dr. Antônio Carlos

Leia mais

Dados para geração do NFTE para Residência Médica - 2002. TI/DEDES/SESu/MEC Página 1 de 17

Dados para geração do NFTE para Residência Médica - 2002. TI/DEDES/SESu/MEC Página 1 de 17 26284 FFFCMPA Porto Alegre Anatomia Patológica 4 4 26284 FFFCMPA Porto Alegre Anestesiologia 6 6 26284 FFFCMPA Porto Alegre Cirurgia de Cabeça e Pescoço 2 2 26284 FFFCMPA Porto Alegre Cirurgia Geral 18

Leia mais

Circular 673/2013 São Paulo, 26 de Dezembro de 2013.

Circular 673/2013 São Paulo, 26 de Dezembro de 2013. Circular 673/2013 São Paulo, 26 de Dezembro de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) Homologa resultado de seleção de Projetos para Programas de Residência Médica nos termos do Edital de Convocação nº 29,

Leia mais

Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade

Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade Plano de Saúde - Santa Casa de Santos Relação de Prestadores por Especialidade PAI ASSOCIACAO SANTAMARENSE DE BENEFICENCIA DO GUARUJA / ASSOCIACAO SANTAMARENSE DE QUINTO BERTOLDI 40 VILA MAIA GUARUJA SP

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO. Catálogo 2015 do Curso de Medicina

FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO. Catálogo 2015 do Curso de Medicina III MATRIZ CURRICULAR Matriz Curricular I (MC I), em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Graduação em Medicina, aprovadas no Parecer CNE/CES nº 1133/2001, de 7/8/2001. Aprovada

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Médico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado a atuar, pautado

Leia mais

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013

CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 CURSO DE MEDICINA - MATRIZ CURRICULAR 2013 Eixos longitudinais, conteúdos e objetivos cognitivos psicomotores Eixos transversais, objetivos Per. 1º Ano eixo integrador: O CORPO HUMANO CH INT. COMUM. HAB.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012 34288 Acupuntura 59 aprovado 3 45210 Alergia e Imunologia 56,5 aprovado 5 42926 Anestesiologia 62,5 aprovado 48867 Anestesiologia 60,5 aprovado 48235 Anestesiologia 59 aprovado 9 48302 Anestesiologia 56

Leia mais

Curso de Medicina. Estágios

Curso de Medicina. Estágios Curso de Medicina Estágios Estágios 3.440 horas total 800h 9º Período 880h 10º Período 880h 11º Período 880h 12º Período 9º Período 4 Rodízios Estágio Trauma Ortopédico com 100 horas Estágio Emergências

Leia mais

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2015 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA A Comissão Estadual de Residência Médica - CEREM/BAHIA, no uso de suas

Leia mais

Anexo II CRITÉRIOS PARA PONTUAÇÃO ANÁLISE CURRICULAR AGENTE DE SEGURANÇA SOCIOEDUCATIVO 1,0 5,0 0,5 2,5 5,0 0,5

Anexo II CRITÉRIOS PARA PONTUAÇÃO ANÁLISE CURRICULAR AGENTE DE SEGURANÇA SOCIOEDUCATIVO 1,0 5,0 0,5 2,5 5,0 0,5 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA SOCIAL SUPERINTENDÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS DIRETORIA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO A Superintendência de Recursos Humanos da SEDS, no uso de

Leia mais

Pesquisa da relação entre. médicos, dentistas e fisioterapeutas. com planos de saúde

Pesquisa da relação entre. médicos, dentistas e fisioterapeutas. com planos de saúde Pesquisa da relação entre médicos, dentistas e fisioterapeutas Abril / 2013 Objetivo Conhecer a opinião dos médicos especialistas, cirurgiões-dentistas e fisioterapeutas sobre a relação com os planos ou

Leia mais

EDUCAÇÃO EM TRANSPLANTES PROMOVIDA POR UMA LIGA ACADÊMICA

EDUCAÇÃO EM TRANSPLANTES PROMOVIDA POR UMA LIGA ACADÊMICA EDUCAÇÃO EM TRANSPLANTES PROMOVIDA POR UMA LIGA ACADÊMICA ALARCON, Bruna Santana 1 ; SANTOS, Dênis Ferreira dos 2 ; MAYNARDE, Israel Guilharde 2 ; DIAS, Raquel Vieira 2 ; ALMEIDA, Ricardo Araújo Meira

Leia mais

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental).

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). 1 de 9 ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). CARGO PERFIL PRÉ REQUISITO NÍVEL SUPERIOR Administrador Curso Superior

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Área: Estágio de Enfermagem em Saúde do Adulto I e II Campo de Atuação: Santa Casa de Tupã; Instituto de Psiquiatria de Tupã e Hospital São

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM ANESTESIOLOGIA 1- IDENTIFICAÇÃO 1.1- Hospital: Rubens de Souza Bento Hospital Geral de Roraima. 1.2- Entidade Mantenedora: Secretaria Estadual de Saúde/SESAU-RR 1.3- Curso:

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Registro de reuniões setoriais Setor: Serviço Social Unidade Dom Bosco Data: 29.05.2009

Leia mais

Elevar a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) à referência nacional nos âmbitos do ensino, pesquisa e extensão.

Elevar a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) à referência nacional nos âmbitos do ensino, pesquisa e extensão. APRESENTAÇÃO No intuito de qualificar estudantes e profissionais de diversas áreas da saúde, a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) está realizando no período de 16 a 19 de junho, no (),

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS INTRODUÇÃO Com a constante e crescente evolução do sistema brasileiro de saúde, tem-se percebido um grande aumento da demanda por profissionais médicos mais qualificados, principalmente no que diz respeito

Leia mais

AREMG. Av. João Pinheiro, 161 Sala 06 CEP: 30130-180 Belo Horizonte - MG E-mail: psu2014@aremg.org.br Home page: www.aremg.org.br

AREMG. Av. João Pinheiro, 161 Sala 06 CEP: 30130-180 Belo Horizonte - MG E-mail: psu2014@aremg.org.br Home page: www.aremg.org.br Processo Seletivo Unificado - PSU 2014 Essa é a quinta edição do Processo Seletivo Unificado para ingresso nos programas de Residência Medica em Minas Gerais que se consolida como o maior processo seletivo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS PREFEITURA DE GOIÂNIA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COMISSÂO DE CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS ANEXO I CARGOS, VAGAS,

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA)

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) Concurso

Leia mais

MINI CURRÍCULOS. CLEO BORGES Graduação em Medicina - Universidade Federal de Mato Grosso - 2005

MINI CURRÍCULOS. CLEO BORGES Graduação em Medicina - Universidade Federal de Mato Grosso - 2005 MINI CURRÍCULOS NULVIO LERMEN JUNIOR Graduado em Medicina UFSC - 2000 MFC titulado pela SBMFC em 2004 Especialista em Saúde da Família pela Universidade de Pernambuco Mestre em Políticas e Gestão em Saúde

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA Resolução Nº 01/2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE Regulamenta o Estágio Curricular - Internato obrigatório do Curso de Medicina do CCBS/UFCG. O Colegiado do Curso de Graduação em Medicina, no

Leia mais

III Princípios Gerais da Formação Médica

III Princípios Gerais da Formação Médica I Motivação Aprovação da Lei 12.871 de 22/10/2013; Necessidade de ter diretrizes curriculares em sintonia com o programa Mais Médicos; A oportunidade de atualizar e aprimorar as diretrizes de 2001; Acompanhar

Leia mais

Na natureza quem sobrevive não é o mais forte, nem o mais inteligente, mas, sim, quem se adapta melhor às mudanças

Na natureza quem sobrevive não é o mais forte, nem o mais inteligente, mas, sim, quem se adapta melhor às mudanças Aos Associados da, 201 0-2011 Há exatos 150 anos, o naturalista britânico Charles Darwin nos ensinou que Na natureza quem sobrevive não é o mais forte, nem o mais inteligente, mas, sim, quem se adapta

Leia mais

REAL SOCIEDADE ESPANHOLA DE BENEFICÊNCIA (RSEB) HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA/DF (HRSM) GABARITO OFICIAL DEFINITIVO.

REAL SOCIEDADE ESPANHOLA DE BENEFICÊNCIA (RSEB) HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA/DF (HRSM) GABARITO OFICIAL DEFINITIVO. EMPREGO 1: ASSISTENTE SOCIAL TIPO A Gabarito D X D A C B A D C A D A A A D Gabarito D B B X C C C D C C D C C C D EMPREGO 2: CIRURGIÃO BUCO-MAXILO-FACIAL TIPO A Gabarito D X D A C B A D C A B A C A D Gabarito

Leia mais

Acupuntura AMN 3º andar

Acupuntura AMN 3º andar Relação de Setores e Serviços Setor / Serviço Unidade Localização Acupuntura 3º andar Aleitamento Materno CPPHO 1º andar Alergia 1º pav., ala 2 Alergo Imunologia Pediátrica CPPHO Térreo Almoxarifado 1º

Leia mais

HOSPITAL PELÓPIDAS SILVEIRA PROGRAMA DE ESTÁGIOS E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL. RODÍZIO EM NEUROINTENSIVISMO PARA RESIDENTES (160h)

HOSPITAL PELÓPIDAS SILVEIRA PROGRAMA DE ESTÁGIOS E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL. RODÍZIO EM NEUROINTENSIVISMO PARA RESIDENTES (160h) HOSPITAL PELÓPIDAS SILVEIRA PROGRAMA DE ESTÁGIOS E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PRECEPTOR RESPONSÁVEL Dra. Maria Goreth Pereira: goreth_pereira@hotmail.com PRECEPTORES ENVOLVIDOS Edna Lucia Freitas Daiana

Leia mais