Introdução ao CoolEdit c : programa de edição de som digital

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução ao CoolEdit c : programa de edição de som digital"

Transcrição

1 Introdução ao CoolEdit c : programa de edição de som digital J. M. B. Lopes dos Santos 19 de Julho de 2005 Departamento de Física, Faculdade de Ciências, Universidade do Porto, R. Campo Alegre, 687, Porto. Resumo O CoolEdit c é uma aplicação de edição digital de som que, infelizmente, já não está disponível em versão shareware. Tem um conjunto de facilidades de gravação, reprodução e visualização de sinais sonoros (no domínio dos tempos e de frequências) que o tornam um instrumento de grande utilidade no ensino de qualquer matéria relacionada com este tema. Estas notas são uma introdução prática à sua utilização, tendo em particular atenção as actividades propostas no projecto Faraday. 1 Controlos de volume de gravação e reprodução Para utilizar o CoolEdit c é necessário dispor de um PC com sistema operativo Windows c e placa de som compatível. Se, ao tentar reproduzir ou gravar um som, nada se ouvir nas colunas ou altifalante do PC, ou nada ficar registado, o mais provável é que seja necessário verificar os controlos de volume da placa de som. Por exemplo, a caixa de ligação de dois microfones fornecida pelo projecto, usa a entrada da placa de som designada por Line-in e identificada pelo símbolo. Esta entrada está frequentemente desligada, por omissão. Uma das maneira de aceder aos controlos de volume de som é através do Painel de Controlo (botão Iniciar Painel de Controlo). Clicando no ícone Sons e Dispositivos e escolhendo a divisória (tab) Áudio, surge uma janela semelhante à da figura 1. Clicando os botões Volume nas secções de reprodução e gravação, acedemos às caixas de diálogo de controlo do volume de som dos vários dispositivos (fig. 2). 1

2 Figura 1: Janela de acesso ao controlos de volume de gravação e reprodução da placa de som. Figura 2: Janela de acesso ao controlos de volume de gravação e reprodução da placa de som. 2

3 Figura 3: Caixa de diálogo que se abre com a escolha: File New. Os dispositivos presentes podem variar. Por exemplo, no computador usado para gerar a figura 2 não existe entrada Line-in. Seja como for, podemos agora ligar e desligar os diferentes dispositivos e ajustar o volume de som, quer para gravação quer para reprodução. 2 Gravação de Som O CoolEdit c pode ser usado como gravador digital de som. Depois de abrir a aplicação (do modo habitual no sistema operativo Windows c ), seleccionar no menu File New; na caixa de diálogo seguinte (Fig. 3) escolher uma taxa de aquisição de amostras por segundo, modo stereo e resolução 32 bits; clicar OK. A janela principal do CoolEdit c está ilustrada na figura 4. As principais componentes são: o menu e barra de botões de acesso aos comandos do programa (1); o visor onde serão visualizadas as dependências temporais dos sinais sonoros registados nos dois canais, direito e esquerdo (2); A janela está dividida em dois painéis, inferior e superior, para cada um dos dois canais estéreo: botões de controlo da gravação e reprodução de som: iniciar, terminar, pausar, rebobinar, avançar, etc. (3); 3

4 Figura 4: CoolEdit pronto a iniciar uma gravação. botões que permitem variar a ampliação da escala de tempo, possibilitando a representação, no visor, de intervalos de tempo mais longos ou mais curtos (4); mostradores da posição do cursor na escala de tempo (5). Colocando o rato sobre uma posição do visor e arrastando, podemos seleccionar uma parte do sinal entre dois instantes. Estes mostradores indicam as coordenadas do tempo inicial, do tempo final e a respectiva diferença. As unidades podem ser seconds ou samples (amostras). O sistema mede a amplitude sonora vezes por segundo. A posição sample = 88200, por exemplo, corresponde ao tempo t = 2 s após o início da gravação. A escolha da unidades de tempo (seconds ou samples) é feita no menu View Display Time format. Botões que permitem variar a escala de amplitude do som (6); Para iniciar uma gravação, clicar com rato no botão com círculo vermelho (na área 3); para parar, clicar no botão com um quadrado cinzento no centro (também na área 3). Na figura 5 mostra-se o resultado de uma gravação. Seleccionando com o rato uma secção da escala de tempo e usando os botões de ampliação/redução da área 4, podemos inspeccionar o sinal sonoro com muito detalhe. Na figura 6 está seleccionado um intervalo de tempo. Os mostradores da área 5, linha superior, indicam o início, 4

5 Figura 5: Resultado de uma gravação nos dois canais estéreo. o fim e a duração do intervalo seleccionado. Na linha inferior mostram os limites temporais da janela de visualização. 3 Reprodução de som No CD Sons encontram-se alguns ficheiros de som em formato wav. O CoolEdit c permite abrir um ficheiro pré-existente e tratá-lo exactamente como um ficheiro gravado na altura. Para abrir um ficheiro de som, usar o menu File Open. Surge a janela habitual de navegação no sistema de ficheiros do Windows c ; localizado e aberto o ficheiro, surge uma janela idêntica à da figura 5. Se ficheiro for Mono, aparece apenas um canal que ocupa a altura total da janela. Para reproduzir o som basta clicar no botão com a forma (área 3). O som é emitido nas colunas ou no altifalante do PC. Note-se que o CoolEdit c só reproduz o intervalo de tempo que estiver presente na janela principal; se a escala de tempo estiver muito ampliada, será um som de muito curta duração. De modo semelhante, se uma secção temporal do sinal estiver seleccionada (como na figura 6) só é reproduzida essa secção. 4 Análise espectral O CoolEdit c permite visualizar o espectro de frequências do sinal registado. Usando o menu Analyze Frequency Analysis, surge uma janela como a da figura 7. O 5

6 Figura 6: Pormenor do sinal da figura anterior Figura 7: A janela de análise espectral do CoolEdit. 6

7 eixo horizontal do gráfico é a frequência; o eixo vertical é a potência correspondente a cada frequência presente no sinal medida em decibéis. O decibel (db) é uma unidade baseada numa escala logarítmica: um aumento de 3 db é equivalente a uma duplicação da potência. No caso de gravação em estéreo o espectro de frequências da cada sinal é mostrado no mesmo gráfico usando cores diferentes (verde e rosa). Para melhor utilizar esta facilidade de análise espectral é importante ter em atenção os seguintes pontos: No canto inferior esquerdo (FFT size, área 1) é possível variar o número de amostras (samples) usadas para calcular o espectro do sinal. Variando a posição do cursor na janela principal e usando um número inferior ao número total, é possível ver o espectro de diferentes secções do sinal. No entanto, é necessário referir que, quanto menor for o número de amostras usadas, menor é a resolução em frequência do espectro. No canto inferior direito (Linear View, 2) existe uma caixa que permite variar a escala de frequência. Se não estiver marcada, a escala permite uma visualização mais detalhada das frequências mais baixas. Na caixa 3 podemos escolher a gama de representação em decibéis. O valor por omissão, 120 db, permite representar níveis de potência que diferem de um factor de Um valor menor que este permite eliminar contribuições de ruído de fundo na análise espectral. 5 Agradecimentos Este trabalho é realizado no âmbito do Projecto FARADAY, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Agradecem-se ao Centro de Física do Porto as facilidades fornecidas para a sua produção. 7

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES NA27 REGI PRO MANUAL DE INSTRUÇÕES Pode agora fazer medições contínuas de ruído, com registo simultâneo de áudio, com um Sonómetro NA27 da RION e um PC DEZEMBRO DE 2011 NA27REGIPRO-001 2011-Adj163-Instrucoes-V01-006-VCR.docx

Leia mais

Início Rápido. Nero BackItUp. Ahead Software AG

Início Rápido. Nero BackItUp. Ahead Software AG Início Rápido Nero BackItUp Ahead Software AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do utilizador Nero BackItUp e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e

Leia mais

Gestor de Janelas Gnome

Gestor de Janelas Gnome 6 3 5 Gestor de Janelas Gnome Nesta secção será explicado o funcionamento de um dos ambientes gráficos disponíveis no seu Linux Caixa Mágica, o Gnome. Na figura 5.1 apresentamos o GDM, o sistema gráfico

Leia mais

Manual do Nero Burn/Burn Settings Plug-in para MCE

Manual do Nero Burn/Burn Settings Plug-in para MCE Manual do Nero Burn/Burn Settings Plug-in para MCE Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual e todos os seus conteúdos estão protegidos pelos direitos de autores e são propriedade da

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique

Leia mais

MAGic. Software para ampliação de ecrã

MAGic. Software para ampliação de ecrã MAGic Software para ampliação de ecrã Introdução: O MAGic é uma solução de software ideal tanto para os utilizadores de computador com baixa visão, como para todos aqueles que passam muito tempo à frente

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina do Correio Para saber mais sobre Correio electrónico 1. Dicas para melhor gerir e organizar o Correio Electrónico utilizando o Outlook Express Criar Pastas Escrever

Leia mais

Interruptor KVM Cabo USB/HDMI 2-Portas

Interruptor KVM Cabo USB/HDMI 2-Portas Interruptor KVM Cabo USB/HDMI 2-Portas Manual do Utilizador DS-11900 Versão 1.0 Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 CARACTERÍSTICAS... 3 1.2 ESQUEMA FÍSICO... 3 1.3 CONTEÚDO DA EMBALAGEM... 4 2 ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

Câmara de vídeo digital. Manual do utilizador

Câmara de vídeo digital. Manual do utilizador Câmara de vídeo digital Manual do utilizador Pt 2 Índice Introdução ao produto Funcionamento da câmara de vídeo digital... 3 Utilizar o painel... 4 Alimentação... 5 Modos... 6 Botão para mudar de modo...

Leia mais

Archive Player Divar Series. Manual de Utilização

Archive Player Divar Series. Manual de Utilização Archive Player Divar Series pt Manual de Utilização Archive Player Índice pt 3 Índice 1 Introdução 4 2 Operação 5 2.1 Iniciar o programa 5 2.2 Conhecer a janela principal 6 2.3 Botão Abrir 6 2.4 Vistas

Leia mais

1. Criar uma nova apresentação

1. Criar uma nova apresentação MANUAL DO Baixa da Banheira, 2006 1. Criar uma nova apresentação Para iniciar uma sessão de trabalho no PowerPoint é necessário criar uma nova apresentação para depois trabalhar a mesma. Ao iniciar uma

Leia mais

Ajuda do software OBELISK top2 V3.0

Ajuda do software OBELISK top2 V3.0 Ajuda do software OBELISK top2 V3.0 Índice Índice 1 Introdução 2 2 Ajuda da ajuda 3 3 Iniciar o programa 3 4 Interface do utilizador 4 5 Configurações do programa 6 6 Programar comutações 8 7 Programar

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Verificar se existem actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador Mac para o Windows 4 Passo

Leia mais

OmniTouch 8400 Instant Communications Suite Integração do IBM Lotus Notes

OmniTouch 8400 Instant Communications Suite Integração do IBM Lotus Notes OmniTouch 8400 Instant Communications Suite Guia de referência rápida R6.0 O Alcatel-Lucent OmniTouch 8400 Instant Communications Suite proporciona um elevado nível de serviços quando associado ao IBM

Leia mais

Manual do InCD Reader

Manual do InCD Reader Manual do InCD Reader Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas comerciais Este manual e todo o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG. Todos

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DA WEBCAM HP

MANUAL DO UTILIZADOR DA WEBCAM HP MANUAL DO UTILIZADOR DA WEBCAM HP v4.3.pt Part number: 5992-4251 Copyright 2008 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. A informação deste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio. As

Leia mais

Português. Câmara digital. Manual do utilizador

Português. Câmara digital. Manual do utilizador Português Multi-funções Câmara digital Manual do utilizador ii ÍNDICE Identificação dos componentes... 1 Ícones existentes no LCD... 2 Preparação... 2 Introduzir as baterias... 2 Introduza o cartão SD/MMC...

Leia mais

Formador: Carlos Maia

Formador: Carlos Maia Formador: Carlos Maia Iniciar o MS Excel MS Excel - Introdução 1 Ajuda Se ainda não estiver visível a ajuda do Excel do lado direito do ecrã, basta clicar sobre Ajuda do Microsoft Excel no menu Ajuda,

Leia mais

Introduzir e formatar texto no MS Word

Introduzir e formatar texto no MS Word Introduzir e formatar texto no MS Word Pré-requisitos: Windows Software utilizado: Windows xp, Word 2003 Índice 1. Abrir o Word 2 2. A janela do Word 2 3. Introduzir texto 5 3. Guardar um documento 5 Sérgio

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Gravador VUB-400 OPERAÇÃO. Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695

Gravador VUB-400 OPERAÇÃO. Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695 Gravador VUB-400 OPERAÇÃO Telemax Telecomunicações e Electrónica, Lda www.telemax.pt telemax@telemax.pt Tel:222085025 / 217578695 Março de 2007 MONITORIZAÇÃO / OPERAÇÃO 1. Janela Principal O equipamento

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Anim8or M a n

Leia mais

Software Manual SOFTWARE

Software Manual SOFTWARE Software Manual 1 Conteúdo 1. Transferir e instalar o software de controladores & ferramentas 2. O menu de contexto 3. O menu de configuração (XP) 3.1 Separador Main setting (Configurações Principais)

Leia mais

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz Configurações das notificações do sistema Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz 2 Conteúdo 1 Configurações das notificações do sistema 4 1.1 Aplicativos.......................................... 4 1.1.1

Leia mais

KF2.4 MANUAL DE UTILIZADOR

KF2.4 MANUAL DE UTILIZADOR MANUAL DE UTILIZADOR Conteúdo Marcas comerciais IKIMOBILE é uma marca registada da Univercosmos, Lda., uma empresa do Grupo FF, com uma participação na Technology Solutions IT INT. Android e Google Search

Leia mais

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Manual de utilização - Docentes DSI Outubro 2014 V2.6 ÍNDICE 1 OBJETIVO DESTE

Leia mais

Espectro da Voz e Conversão A/D

Espectro da Voz e Conversão A/D INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO LICENCIATURA EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES GUIA DO 1º TRABALHO DE LABORATÓRIO DE SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES I Espectro da Voz e Conversão A/D Ano Lectivo de

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Scratch M a n

Leia mais

Portátil Série Aspire

Portátil Série Aspire Portátil Série Aspire Guia rápido Registo do produto Ao utilizar o dispositivo pela primeira vez, recomenda-se que o registe. O registo dar-lhe-á acesso a vantagens úteis, como: Assistência mais rápida

Leia mais

Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP

Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP O que é o GIMP É um programa de criação e edição de imagens. Foi criado como uma alternativa livre ao Photoshop, ou seja, é um software

Leia mais

Openshot Video Editor Instalação e Configuração

Openshot Video Editor Instalação e Configuração Openshot Video Editor Instalação e Configuração Adriana Mello Guimarães Luís Pinheiro Nuno Fernandes Índice 1. INTRODUÇÃO... 1 2. INSTALAÇÃO PARA SISTEMAS WINDOWS... 2 2.1. OBTER O OPENSHOT... 2 2.2. INSTALAR

Leia mais

Actividade: Semelhança de triângulos

Actividade: Semelhança de triângulos Apêndice 5 A Nota Explicativa Actividade: Semelhança de triângulos A tarefa de geometria dinâmica proposta, tem como principal objectivo proporcionar o envolvimento dos alunos em ambientes geométricos

Leia mais

Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES

Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SERTÃ Manual de Configuração das impressoras (Fotocopiadoras) do AES As impressoras pertencentes à rede administrativa do AES poderão ser instaladas em computadores pessoais,

Leia mais

Introdução. Conteúdo da embalagem. Especificações. Requisitos de sistema. Versão Portuguesa SWEEX.COM. IP001 Sweex USB Internet Phone with Display

Introdução. Conteúdo da embalagem. Especificações. Requisitos de sistema. Versão Portuguesa SWEEX.COM. IP001 Sweex USB Internet Phone with Display Introdução IP001 Sweex USB Internet Phone with Display Gostaríamos de agradecer o facto de ter adquirido o Sweex USB Internet Phone with Display. Com este telefone, fácil de ligar, pode fazer telefonemas

Leia mais

Pais e educadores: Ativem o Controlo Parental no Windows

Pais e educadores: Ativem o Controlo Parental no Windows 2013-05-22 22:20:50 Olá caros pais e educadores. Depois de termos ensinado como criar uma conta de utilizador ao seu filho, hoje, venho-vos ensinar, a proteger e gerir a conta de utilizador do(s) seu(s)

Leia mais

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação.

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação. Barra de deslocamento ESTATÍSTICA Barra de menus Barra de título Barra de ferramentas padrão e de formatação Barra de fórmulas Conjuntos e Células (Intervalos) Área de trabalho Separador de folhas Barra

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link e instalar:

1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link e instalar: SigmaDoc INSTALAÇÃO/ACTUALIZAÇÃO Para efectuar a actualização, proceder do seguinte modo: 1. Verificar se a Microsoft.NET Framework 2.0 está instalada. Se não estiver, efectuar o download a partir do link

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Podium View TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Portugués

Podium View TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Portugués Podium View TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Portugués Índice 1. Introdução... 2 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalar Podium View... 3 4. Ligação ao Hardware...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES BÁSICAS

MANUAL DE INSTRUÇÕES BÁSICAS MANUAL DE INSTRUÇÕES BÁSICAS Secretaria de Tecnologia da Informação Coordenadoria de Suporte Técnico Instrução para Operações Básicas Visão Geral do OptiPoint WL 2 Professional Display de seis linhas Teclas

Leia mais

SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO

SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO AUTOMAÇÃO SEGURANÇA SOM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO MANUAL DO UTILIZADOR www.only-pt.pt INTRODUÇÃO... 4 EQUIPAMENTOS... 4 CONTROLOS E INDICAÇÕES... 5 CONFIGURAÇÃO ATRAVÉS DO OTC-CLIMA... 6 1. Ajuste de data

Leia mais

Para descarregar o Photo Story 3, aceda a www.microsoft.com/windowsxp/using/digitalphotography/photostory/default.mspx

Para descarregar o Photo Story 3, aceda a www.microsoft.com/windowsxp/using/digitalphotography/photostory/default.mspx Photo Story Passo-a-passo para Professores Construir histórias digitais com o Photo Story 3 Descarregue o Photo Story 3 Para descarregar o Photo Story 3, aceda a www.microsoft.com/windowsxp/using/digitalphotography/photostory/default.mspx

Leia mais

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores 10 de Julho de 2009 Índice 1. Introdução... 3 1.1. Objectivo... 3 2. Fornecedor... 4 2.1. AQs/CPAs... 4 2.2. Contratos... 4 2.3. Grupos AQ/CPA... 5 3. Carregamento e Actualização do Catálogo... 7 3.1.

Leia mais

"SISTEMAS DE COTAGEM"

SISTEMAS DE COTAGEM AULA 6T "SISTEMAS DE COTAGEM" Embora não existam regras fixas de cotagem, a escolha da maneira de dispor as cotas no desenho técnico depende de alguns critérios. A cotagem do desenho técnico deve tornar

Leia mais

Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Controlo remoto HP Media (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows e Windows Vista são marcas registadas da Microsoft Corporation

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA Passos para Ligar 1. Verificar se o projector de Vídeo está ligado à corrente tomada do lado esquerdo do quadro, junto à porta, caso não esteja ligue a ficha tripla

Leia mais

Microsoft Windows. Aspectos gerais

Microsoft Windows. Aspectos gerais Aspectos gerais É um sistema operativo desenvolvido pela Microsoft Foi desenhado de modo a ser fundamentalmente utilizado em computadores pessoais Veio substituir o sistema operativo MS-DOS e as anteriores

Leia mais

Bem-vindo! Mustek Systems, Inc.

Bem-vindo! Mustek Systems, Inc. Bem-vindo! Mustek Systems, Inc. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As empresas, nomes e dados utilizados nestes exemplos são fictícios, a menos que o

Leia mais

Instalar o computador

Instalar o computador ThinkPad R40 Series Lista de verificação de componentes Part Number: 9P54 Manual de Instalação A IBM agradece a sua preferência por um computador IBM ThinkPad R Series. Confronte os itens indicados nesta

Leia mais

Manual do Utilizador do Easi-View

Manual do Utilizador do Easi-View Guarde estas instruções para consultas futuras Evite que o Easi-View entre em contacto com água ou outros líquidos Em caso de descarga electrostática, o seu Easi-View poderá deixar de funcionar devidamente.

Leia mais

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco Alguns truques do Excel 1- Títulos com inclinação No Excel é possível colocar o conteúdo das células na vertical. Para além disto, pode-se escolher o grau de inclinação. Para isto, seleccione as células

Leia mais

Como produzir um texto no computador.

Como produzir um texto no computador. Como produzir um texto no computador. Antes de aprender como produzir um texto no computador e algumas das funcionalidades básicas que o processador de texto oferece, deve ler os seguintes tutoriais: Conhecer

Leia mais

ANEXO. Manual do utilizador

ANEXO. Manual do utilizador ANEXO Manual do utilizador A PARTE 1 Menu Principal A janela principal da aplicação é composta por uma zona destinada a mostrar a informação analítica (rodapé) e pelo Menu Principal, o qual contém opções

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ESCOLAS / DRE ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a qualidade dos serviços prestados pela autarquia. O seu novo ambiente de trabalho optimiza

Leia mais

Coloque o CD-ROM Sweex no leitor de CD-ROM e clique em Drivers and Software (Controladores e software).

Coloque o CD-ROM Sweex no leitor de CD-ROM e clique em Drivers and Software (Controladores e software). Adaptador Cardbus de rede local LW056V2 sem fios da Sweex de 54 Mbps Introdução Não exponha o Adaptador Cardbus de rede local sem fios da Sweex de 54 Mbps a temperaturas extremas. Não exponha o dispositivo

Leia mais

Criar um formulário do tipo Diálogo modal ; Alterar a cor de fundo de um formulário; Inserir botões de comando e caixas de texto;

Criar um formulário do tipo Diálogo modal ; Alterar a cor de fundo de um formulário; Inserir botões de comando e caixas de texto; FICHA OBJECTIVO Construir Construir formulários na base de dados Diplomas em Diário da República Um formulário é utilizado, em primeiro lugar, para introduzir, eliminar ou apresentar dados numa base de

Leia mais

Como incorporar música. numa apresentação de. PowerPoint?

Como incorporar música. numa apresentação de. PowerPoint? Centro de Formação da Associação Educativa para o Desenvolvimento da Criatividade Como incorporar música numa apresentação de PowerPoint? Na maior parte das vezes o problema põe-se porque o PowerPoint

Leia mais

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1)

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) MICROSOFT OUTLOOK 2003 - OBJECTIVOS OBJECTIVOS: Enumerar as principais funcionalidades do Outlook; Demonstrar a utilização das ferramentas do correio electrónico;

Leia mais

EW3750 Placa de som PCI 5.1

EW3750 Placa de som PCI 5.1 EW3750 Placa de som PCI 5.1 Placa de som PCI 5.1 EW3750 2 PORTUGUÊS Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Funções e funcionalidades... 2 1.2 Conteúdo da embalagem... 2 2.0 Conectores da placa de som... 3 3.0

Leia mais

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes 1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes Janelas são estruturas do software que guardam todo o conteúdo exibido de um programa, cada vez que um aplicativo é solicitado à janela do sistema

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) http://curriculum.degois.pt Março de 2012 Versão 1.5 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER

MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER MANUAL DO UTILIZADOR DO SCANNER Capítulo 1: Iniciação da digitalização Capítulo 2: A caixa de diálogo TWAIN Apêndices Índice 2 Iniciação da digitalização Get (Acquire) and Use the Scan Dialog Box... 3

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

DOMINE O EXCEL 2007. 16-09-2008 Fascículo 1

DOMINE O EXCEL 2007. 16-09-2008 Fascículo 1 DOMINE O EXCEL 2007 16-09-2008 Introdução ao Microsoft Excel 2007 O ambiente de trabalho O Friso e os Tabuladores do Excel 2007 O Excel possui várias versões sendo que, para a plataforma Windows, a mais

Leia mais

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá LibreOffice Impress Editor de Apresentação Iniciando o Impress no Linux Educacional 4 1. Clique no botão 'LE' no

Leia mais

Actividade 1 Uma direcção, dois sentidos...

Actividade 1 Uma direcção, dois sentidos... 1 Actividade 1 Uma direcção, dois sentidos... Duas partículas A e B movem-se rectilineamente, de acordo com as equações: x A = 4,0-2,0 t (SI) x B = -2,0 + 4,0 t (SI). a) Esboce as trajectórias das partículas

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Com este tutorial, temos por objetivo determinar a distância entre duas localidades.

Com este tutorial, temos por objetivo determinar a distância entre duas localidades. Tutorial 2 Introdução Para determinar a distância entre duas localidades, basta simplesmente selecionar um recurso de medida de distância (Measure tool) e clicar sobre cada uma das localidades. Entretanto,

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS 1 Para iniciar a edição de um esquema elétrico para posterior simulação, busque no menu Iniciar do Windows, a opção Todos os Programas. Localize a pasta onde foi instalado o Proteus e selecione o programa

Leia mais

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples Conhecer os conceitos básicos relacionados com as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Conhecer a terminologia relacionada com as TIC Caracterizar informação Identificar e caracterizar as áreas

Leia mais

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre 17:47:08 Introdução à Informática com Software Livre 1 17:47:09 Audacity 2 Audacity 17:47:09 Audacity é um Software Livre de edição digital de áudio, disponível principalmente nas plataformas: Windows,

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007

Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Access 2007 TI2009/2010_1 Índice Iniciar a Aplicação e Abrir/Criar um Novo Ficheiro Comando Base de Dados Vazia Descrição do ambiente de trabalho

Leia mais

Introdução ao Microsoft Windows

Introdução ao Microsoft Windows Introdução ao Microsoft Windows Interface e Sistema de Ficheiros Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Iniciar uma Sessão A interacção dos utilizadores com o computador é feita através de sessões.

Leia mais

Visão Artificial Para a Indústria. Manual do Utilizador

Visão Artificial Para a Indústria. Manual do Utilizador Visão Artificial Para a Indústria Manual do Utilizador Luis Fonseca Carvalho de Matos ( luis.matos@ua.pt ) Julho de 2007 Índice de conteúdos 1. Apresentação......1 1.Conceito de Funcionamento......1 2.

Leia mais

Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook

Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook Maio de 2012 Conteúdo Capítulo 1: Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook... 5 Introdução ao Conference Manager do Microsoft Outlook... 5 Instalando

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300

GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300 GUIA RÁPIDO DE INSTALAÇÃO DO SCANSNAP S300 Pag 1 Leia este guia antes de ligar o scanner ao PC Este documento descreve a instalação e a configuração do scanner ScanSnap S300 da Fujitsu. Este guia disponibiliza-lhe

Leia mais

Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União

Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União NOÇÕES DE INFORMÁTICA QUESTÕES COMENTADAS Prof.: Erion Monteiro Questões de Informática Prova Comentada Ministério Público da União Nível Superior Cargo 1 Analista Administrativo 11/9/2010 Sequencial 015

Leia mais

ealogcqc Operação Simplificada: 1. Chamar a aplicação. ealogcqc

ealogcqc Operação Simplificada: 1. Chamar a aplicação. ealogcqc ealogcqc A aplicação ealogcqc permite efectuar o acesso remoto e a monitorização das gravações do gravador ealog através de uma rede informática. Esta aplicação será instalada em cada um dos computadores

Leia mais

5.2. Outras configurações. 5.2.1. Gestão de utilizadores

5.2. Outras configurações. 5.2.1. Gestão de utilizadores 5.2. Outras configurações 5.2.1. Gestão de utilizadores 1 Gestão de utilizadores O Linux é um sistema multiutilizador, sendo necessário que cada utilizador tenha a sua conta com privilégios definidos pelo

Leia mais

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1

Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530. Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 Manual Técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Manual técnico da Registadora SAM4S SPS-530 Versão: 1.0.1 Nº de actualizações: 1 2 Índice 3 Configuração de dispositivos... 4 SAM4S Mux... 6 SAM4S Gaveta...

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 3 Do que necessita 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Procurar actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador Mac para o Windows

Leia mais

GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT

GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT Nuno Azevedo 2005/06 ESCOLA BÁSICA B INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO GUIA DE CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES MICROSOFT POWER POINT A Janela de apresentação do Programa Barras de menus, padrão e de formatação Área

Leia mais

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Criação e eliminação de atalhos Para criar atalhos, escolher um dos seguintes procedimentos: 1. Clicar no ambiente de trabalho com o botão secundário (direito) do

Leia mais

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 1 Sumário 1. Instalando a Chave de Proteção 3 2. Novas características da versão 1.3.8 3 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 4. Executando o PhotoFacil Álbum 9 3.1. Verificação da Chave 9 3.1.1. Erro 0001-7

Leia mais

PLANTRONICS VOYAGER 510-USB

PLANTRONICS VOYAGER 510-USB MANUAL DO UTILIZADOR PLANTRONICS VOYAGER 510-USB SISTEMA DE AURICULAR BLUETOOTH 0 0 0 BEM-VINDO CONTEÚDO DA EMBALAGEM Este Manual do Utilizador contém instruções relativas à instalação e utilização do

Leia mais

7. Gestão de ficheiros em X Window. 7.1. O Konqueror

7. Gestão de ficheiros em X Window. 7.1. O Konqueror 7. Gestão de ficheiros em X Window 7.1. O Konqueror 1 O Konqueror O ambiente gráfico KDE do Linux possuí um programa, denominado Konqueror (Figura 1.95), que além de ser um navegador Web, é também um gestor

Leia mais

Ladibug TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Português Europeu

Ladibug TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Português Europeu Ladibug TM 2.0 Software de Imagem para o Apresentador Virtual Manual do Utilizador - Português Europeu Índice 1. Introdução... 2 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalar Ladibug... 3 4. Ligação ao Hardware...

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos

Introdução aos Sistemas Informáticos I 1. Veja o conteúdo do disco rígido abrindo O meu computador, mude de vistas e comente. 2. Se lhe for possível, mude a hora e a data do sistema através do Painel de Controlo para a meia noite do dia 1

Leia mais

Trabalho Prático Nº2 Escrita e Leitura em Portos IO

Trabalho Prático Nº2 Escrita e Leitura em Portos IO Trabalho Prático Nº2 Escrita e Leitura em Portos IO 1. OBJECTIVOS - Saber efectuar a escrita e leitura em portos de entrada saída num PC num com operativo DOS e Windows. 2. INTRODUÇÃO Para este trabalho

Leia mais

Domine o Word 2007. Professor: Rafael Henriques. Ano Lectivo 2010/2011

Domine o Word 2007. Professor: Rafael Henriques. Ano Lectivo 2010/2011 Domine o Word 2007 1 Professor: Rafael Henriques Ano Lectivo 2010/2011 Sumário Introdução aos Processadores de texto; Microsoft Word 2007 O ambiente de trabalho O Friso Os Tabuladores do Word 2007; Realização

Leia mais

8. Perguntas e Respostas

8. Perguntas e Respostas Arquimedes Manual do Utilizador 185 8. Perguntas e Respostas 8.1. Aparência Para conservar a disposição na qual estão expostas as B.D. no ecrã e para que em posteriores sessões de trabalho tenham a mesma

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a LEGO Digital

Leia mais

Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de Listas de Excel

Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de Listas de Excel Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de 1. Alguns conceitos sobre Tabelas Dinâmicas Com tabelas dinâmicas podemos criar dinâmica e imediatamente resumos de uma lista Excel ou de uma base de dados

Leia mais

OpenOffice Calc Aula 4

OpenOffice Calc Aula 4 OpenOffice Calc Aula 4 Objetivos: Apresentar a criação de um gráfico no CALC, a partir dos dados em uma planilha Apresentar os diversos tipos de gráficos e suas aplicações (gráfico de coluna, de linha,

Leia mais

Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail

Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail Este módulo pressupõe que que já tenha criado uma conta de correio eletrónico no Gmail (caso já não se recorde como deve fazer, consulte o nosso

Leia mais

Manual do Utilizador. Janeiro de 2012.

Manual do Utilizador. Janeiro de 2012. Janeiro de 2012. Índice 1. Introdução 2 Geral 2 Específico 2 Configurável 2 2. Acesso ao adapro 3 3. Descrição 4 Descrição Geral. 4 Funcionalidades específicas de um processador de textos. 5 Documento

Leia mais