Estágio Curricular na Empresa INOVA - Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, EEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estágio Curricular na Empresa INOVA - Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, EEM"

Transcrição

1 Instituto Politécnico de Coimbra Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Curso de Especialização Tecnológica em Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Relatório de Estágio no âmbito da Componente de Formação em Contexto de Trabalho Estágio Curricular na Empresa INOVA - Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, EEM António Manuel Dinis Marques de Almeida COIMBRA, 3 de Julho de 2012

2

3 Instituto Politécnico de Coimbra Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Estágio Curricular na Empresa INOVA - Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, EEM 27/02/2012 a 25/06/2012 António Manuel Dinis Marques de Almeida Orientador(es): Prof. Dr.ª Anabela Borges Simões Professor Adjunto DEIS-ISEC Tutor(es) na Empresa/Instituição: Dr. Nuno Miguel Pinto Laranjo Responsável pelos Serviços Financeiros, INOVA-EEM

4

5 Agradecimentos A realização deste relatório não teria sido possível sem a colaboração e a boa vontade daqueles a que agora me refiro. A todos os meus sinceros agradecimentos. À INOVA-EEM por ter possibilitado a realização deste estágio curricular enquadrado nas funções já que realizava nesta organização. Ao Departamento de Engenharia Informática do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, por ter realizado o CET-IMRSI e pela formação que me permitiu adquirir para a realização deste estágio. Aos meus familiares e amigos por todo o apoio e motivação incondicional, sem as quais este projeto não seria possível executar. iii

6

7 Índice LISTA DE FIGURAS... VII LISTA DE TABELAS... IX NOMENCLATURA... XI 1. INTRODUÇÃO ESTRUTURA DO RELATÓRIO ENQUADRAMENTO EMPRESARIAL EQUIPA ONDE SE INSERE O ESTAGIÁRIO ENQUADRAMENTO PESSOAL NA EQUIPA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO INTRODUÇÃO TAREFAS REALIZADAS OUTRAS TAREFAS REALIZADAS CONCLUSÕES v

8

9 Lista de Figuras Figura 1 - Estrutura organizacional da INOVA-EEM Figura 1 - Estrutura organizacional da INOVA-EEM vii

10

11 Lista de Tabelas Tabela 3.1 Perfil do Servidor Público ix

12

13 Nomenclatura Abreviaturas CET-IMRSI FTP IMAP iscsi POP SASL SMTP NAT Curso de Especialização Tecnológica em Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos File Transfer Protocol Internet Message Access Protocol Internet Small Computer System Interface Post Office Protocol Simple Authentication and Security Layer Simple Mail Transfer Protocol Network Address Translation xi

14

15 1. Introdução O CET-IMRSI prevê, na componente de formação em contexto de trabalho, a realização de um estágio de 600 horas nas instalações de uma instituição ou empresa designada por Entidade de Acolhimento. Visto que já mantinha um vinculo contratual de trabalho com a empresa INOVA - Empresa de Desenvolvimento Económico e Social, E.E.M., na categoria de técnico de informática, foi-me proporcionado a realização do estágio curricular inserido nas funções que desempenho na empresa. O principal objetivo deste estágio consistiu em desenvolver um conjunto de atividades de forma a colocar em prática os conhecimentos adquiridos. 1.1 Estrutura do Relatório Este relatório identifica as tarefas desenvolvidas durante esse período e está dividido em 4 capítulos. No capítulo 2 será dada um enquadramento empresarial da INOVA, no capítulo 3 é apresentada a caracterização do estágio, onde vão ser referidas as principais tarefas realizadas durante o estágio e por fim no capítulo 4 são apresentadas as conclusões. 13

16 2. Enquadramento Empresarial A Inova Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, EEM é uma Entidade Empresarial Municipal constituída em 16 de Abril de 2002, tem como objeto social, a promoção do desenvolvimento económico e social do concelho de Cantanhede, de forma integrada, visando a melhoria da qualidade de vida das populações e a administração e a promoção do património cultural, urbanístico e paisagístico do município de Cantanhede. Nos termos dos estatutos a empresa, por delegação da Câmara Municipal, tem como um dos objetivos principais, a gestão e exploração dos serviços municipais do ambiente, nomeadamente, a captação e o abastecimento de água, a drenagem e tratamento de águas residuais, a limpeza pública, a recolha e tratamento de resíduos sólidos urbanos e a beneficiação e valorização dos espaços verdes pertencentes ao domínio público municipal. Para além da componente ambiental, outras das atribuições que estão atualmente implementadas, relacionam-se com a realização de eventos / feiras, com o desenvolvimento da agricultura concelhia, com a gestão de uma rede de transportes urbanos e com o planeamento, gestão e realização de investimentos públicos na área dos tempos livres de desporto, nomeadamente, instalações e equipamentos para a prática desportiva e recreativa. Atualmente, a fim de assegurar uma adequada prestação dos serviços no concelho de Cantanhede, trabalham nesta instituição 133 colaboradores, entre pessoal requisitado ao quadro da Câmara Municipal de Cantanhede e contratados pela empresa. De referir ainda que se trata de uma organização certificada ao nível da Gestão da Qualidade, Gestão Ambiental e Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho, segundo as normas NP ISO 9001:2000, NP EN ISO 14001:2004 e OHSAS (2007) respetivamente. 14

17 A estrutura organizacional da INOVA - EEM é representada conforme o organograma: Figura 1 - Estrutura organizacional da INOVA-EEM 2.1 Equipa onde se insere o estagiário Na INOVA, as funções ligadas à informática são diretamente coordenadas pelo responsável pelos serviços financeiros, sendo o desempenho dessas funções transversal a toda a estrutura da empresa. 15

18 2.2 Enquadramento pessoal na equipa Exerço as funções de Técnico de Informática nesta empresa desde Janeiro de 2006 sendo desde essa data o único colaborador a desempenhar funções nesta área especifica. Como referi anteriormente a coordenação das funções ligadas à informática são da competência do responsável pelos serviços financeiros, assim como as funções desempenhadas no âmbito do estágio curricular do CET-IMRSI. O Estágio curricular decorreu entre 27 de Fevereiro de 2012 e 25 de Junho

19 3. Caracterização do Estágio 3.1 Introdução A realização deste estágio curricular coincidiu com um período bastante ativo no que diz respeito às tarefas realizadas diretamente relacionadas com o conteúdo programático do CET- IMRSI, esse facto revelou-se de grande importância para a consolidação dos conhecimentos adquiridos. Em seguida irei a apresentar uma breve descrição de todas essas tarefas que considero relevantes à realização dos estágio curricular do CET-IMRSI. 3.2 Tarefas realizadas a) Implementação de servidor de correio eletrónico SMTP Relay Com a implementação deste servidor pretendi aumentar a eficiência no envio de s da empresa para o exterior, este facto verifica-se efetivamente no tempo mais reduzido para envio das mensagens desde o cliente de (Microsoft Outlook) para o servidor SMTP, dando aos utilizadores uma experiência mais agradável no envio de correio eletrónico, principalmente quando as mensagens contêm anexos. As mensagens de correio eletrónico são posteriormente enviadas para outro servidor de correio eletrónico implementado no serviço SmartCloudPT da Portugal Telecom. De notar ainda que este serviço permite efetuar o balanceamento do envio de mensagens não sobrecarregando o acesso de rede ao exterior. Esta implementação foi totalmente realizada em ambiente open source, tendo sido utilizando para tal a distribuição Ubuntu Linux com o serviço Postfix para envio de correio eletrónico. Para a instalação deste servidor foi utilizado o ambiente de virtualização VMware vsphere Hypervisor (ESXi) já implementado anteriormente num dos servidores da empresa. 17

20 Para implementar este servidor foram essenciais os conhecimentos adquiridos na disciplina de Serviços de Redes, assim como os apontamentos disponíveis na plataforma quando necessitei de obter mais informação para esta implementação recorri também à documentação disponibilizada online pela distribuição Ubuntu. b) Implementação de servidor Web, e FTP Para implementar este servidor foi contratado o serviço Servidores Públicos SmartCloudPT da Portugal Telecom, é um serviço que permite total autonomia e controlo sobre os servidores, sendo a principal vantagem destes sistemas o facto de estarem alojados em Data Centers da Portugal Telecom beneficiando da implementação de rigorosas medidas de segurança ao nível de rede, dados e infraestrutura. Quanto à solução escolhida para este servidor optei pelo sistema operativo Debian GNU/Linux, em primeiro lugar por necessitar de menos recursos de computação comparativamente a outros sistemas proprietários, e também pelo facto de ter um vasto repositório de software totalmente open source e o seu desenvolvimento ser bastante ativo. Relativamente aos recursos de computação (memória e processamento) e de armazenamento as características da solução escolhida são apresentadas no quadro seguinte: Tabela 0.1 Perfil do Servidor Público Descrição Sistema Operativo Processamento Computação Memória Armazenamento Servidor Público Debian GNU/Linux 2vCPUs 2GB 100GB 18

21 Para os serviços instalados no servidor foi instalado o seguinte software: Servidor de correio eletrónico: o Postfix (SMTP); o Dovecot (IMAP/POP3); o Saslauthd (Autenticação SASL); o amavisd-new (Framework para integração com SpamAssassin e ClamAV) Servidor web: o Apache2; o MySQL; o PHP5; Servidor FTP: o PureFTPd Servidor DNS: o BIND Para a gestão dos vários serviços utilizei a ferramenta open source de painel de controlo ISPConfig. Este software torna a gestão de várias contas de correio eletrónico, domínios e sites bastante simples e intuitiva. Depois de devidamente configurado este software permitiu-me gerir os vários domínios e websites da empresa no mesmo servidor com um único endereço IP. Outro dos aspetos importantes na utilização deste painel de controlo é o da gestão das contas de correio eletrónico da empresa, desta forma posso facilmente gerir as contas de correio eletrónico, nomeadamente criar redireccionamentos, gerir a quota de disco atribuída aos utilizadores criar respostas automáticas entre outros procedimentos associados à gestão de contas de correio eletrónico. Considero que uma das grandes mais valias desta implementação é o facto de permitir disponibilizar todos os sites e contas de correio eletrónico da empresa num único servidor, utilizando exclusivamente software open source com a reconhecida disponibilidade e estabilidade que o mesmo oferece. 19

22 Figura 2 - Painel de controlo ISPConfig Mais uma vez os conhecimentos adquiridos na disciplina de Serviços de Redes foram fundamentais, mas nesta implementação recorri também à documentação disponibilizada pela ferramenta de painel de controlo ISPConfig (www.ispconfig.org) c) Instalação de sistema de armazenamento EMC² VNXe3100 Este sistema de armazenamento serviu para aumentar a capacidade de armazenamento da infraestrutura atual em 9,059TB, por exigência da implementação de um sistema de gestão documental totalmente assente na desmaterialização de documentos em papel para suporte digital. 20

23 Da capacidade total de armazenamento disponível parte foi dedicada ao armazenamento das seguranças realizadas aos postos de trabalho dos utilizadores, futuramente será ainda reservada parte dessa capacidade de armazenamento à virtualização com recurso ao protocolo iscsi para efetuar a conetividade com a infraestrutura de virtualização atual. A instalação deste sistema foi bastante simples, pois toda a configuração é efetuada com recurso a um painel de controlo bastante intuitivo. d) Configuração de router Cisco A configuração realizada neste equipamento foi no sentido disponibilizar o sistema de gestão de senhas utilizado na loja do cidadão de Cantanhede, gerido pela da AMA (Agência para a Modernização Administrativa), aos serviços comerciais da INOVA-EEM localizados neste espaço. O servidor que faz a gestão das senhas disponibilizadas aos utilizadores dos serviços da loja do cidadão está localizado na infraestrutura da AMA, para permitir a tradução de endereços da rede interna da INOVA-EEM para o servidor externo localizado na rede da AMA foi utilizada umj equipamento router Cisco 1820 com a configuração NAT Overload. Estas configurações foram inicialmente realizadas de uma forma experimental com recurso ao software Cisco Packet Tracer e só depois foram implementadas no equipamento, visto que a implementação deste sistema tinha uma data e hora agendada pela AMA. Todo o processo configuração do router para produção demorou menos de 2 minutos. e) Configuração de pontos de acesso sem fios Configurei vários pontos de acesso sem fios nos serviços comerciais localizados na Loja do Cidadão de Cantanhede e nas instalações da sede da INOVA-EEM, para acesso a alguns dos serviços da rede por parte dos colaboradores da empresa. 21

24 f) Configuração de VPN Existiu a necessitar de ligar alguns equipamentos de monitorização existentes na central da captação de água dos Olhos da Fervença às instalações da sede da INOVA-EEM, esses equipamentos monitorizam vários parâmetros envolvidos na captação de água para consumo e muitas vezes é necessário obter informação desses equipamentos em tempo real. Para a conectividade entre os dois locais foi instalado um router em cada localização e configurada uma VPN ponto-a-ponto baseada em L2TP/IPSec. g) Projeto da rede do Evento Expofacic 2012 A INOVA-EEM tem a seu cargo a gestão e realização da Expofacic - Exposição, Feira Agrícola Comercial e Industrial de Cantanhede, evento anual que este ano se realiza de 25 de Julho a 5 de Agosto de Este evento decorre num espaço com uma área total de 8,465 hectares onde é necessário implementar uma rede em todo o seu perímetro desta área, com a finalidade de instalar um sistema de gestão de acessos ao recinto, para além disso é ainda necessário fornecer cobertura de rede a alguns dos espaços no interior do recinto. Esta rede está assente sob uma infraestrutura maioritariamente constituída por pontos de acesso sem fios ligados a uma infraestrutura de rede cablada. Tendo em conta a dimensão desta infraestrutura e a dinâmica do espaço do evento, que sofre alterações ao nível do espaço todas as edições, torna-se necessário rever alguns dos aspetos da implementação deste projeto. Pelo facto de ser uma implementação numa área de grandes dimensões e de forma a interligar os pontos mais distantes da rede recorri a várias ligações ponto a ponto com antenas do tipo direcional também conhecidas com antena Yagi À data da realização deste relatório iniciei a implementação desta rede. 22

25 h) Apoio aos utilizadores (Help-desk) Esta tarefa visa informar e orientar os utilizadores sobre o funcionamento e utilização dos recursos e serviços e assegurar um apoio efetivo na utilização dos mesmos. Esta componente ocupou uma parte significativa do trabalho realizado e vai desde o diagnóstico e resolução de avarias em equipamentos à instalação, configuração e apoio na utilização das várias aplicações utilizadas na empresa. Os pedidos de suporte dos utilizadores são efetuados das seguintes formas: o Por contacto direto por telefone; o Para um endereço de correio eletrónico estabelecido para essa finalidade 3.3 Outras tarefas realizadas As tarefas que realizei e descrevo em seguida não estão inseridas no âmbito do CET-IMRIS, somente as apresento aqui porque as considero relevantes para o enquadramento do trabalho que realizo na empresa onde realizei este estágio curricular. Das tarefas que realizei e não descrevi no capítulo anterior destacam-se as seguintes: a) Implementação de um sistema de gestão documental totalmente assente na desmaterialização de documentos em papel para suporte digital; b) Implementação de um Sistema de Informação Geográfica baseado em tecnologia Esri; c) Manutenção do site da empresa INOVA-EEM (www.inova-em.pt); d) Criação e manutenção do site do evento Expofacic 2012 (www.expofacic.pt); e) Apoio aos utilizadores noutras áreas, nomeadamente utilização e exploração de aplicações em situações de trabalho na organização; 23

26 4. Conclusões Neste relatório procurei apresentar uma abordagem das tarefas mais significativas que realizei durante o período do estágio curricular, a maior parte do trabalho realizado enquadra-se no âmbito das competências de um administrador de sistemas e de redes de pequena a média dimensão, sendo que uma abordagem mais detalhada tornaria a sua descrição demasiado exaustiva. Os projetos que realizei e apresento neste relatório julgo que refletem bem as competências adquiridas no decorrer do CET-IMRSI, no entanto mantenho a consciência que esta é uma área em constante evolução e que, como profissional, me devo manter em constante formação no sentido de me preparar para os novos desafios que me vão sendo apresentados. 24

27 Bibliografia Documentação da distribuição Linux Debian [Consultado entre 9 de Maio e 8 de Junho] Disponível em: Documentação da distribuição Linux Ubuntu Server LTS [Consultado entre 1 e 8 de Junho] Disponível em: https://help.ubuntu.com/12.04/serverguide/index.html Documentação do painel de controlo ISPConfig [Consultado entre 18 de Maio e 8 de Junho] Disponível em: Documentação de suporte Cisco [Consultado entre 9 e 11 de Abril] Disponível em: 25

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SOFTWARE E NORMAS ABERTAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Álvaro Pinto Março 2014 SESSÕES AMA / ESOP 2013 1. Desktop e ferramentas do dia a dia; 2. E-mail, LDAP e fileshare;

Leia mais

Caso de Sucesso. Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT

Caso de Sucesso. Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT Caso de Sucesso Solução de Correio Eletrónico CCDR LVT AGENDA O Serviço de Correio Eletrónico na CCDR-LVT Mail Relay e Filtragem/Ligação à Internet O Serviço de Mail na LAN Administração da solução pela

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Perguntas iniciais O que você precisa colocar para funcionar? Entender a necessidade Tens servidor específico

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório Nota sobre a Utilização do Laboratório 1. Introdução O laboratório de Sistemas e Redes foi criado com o objectivo de fornecer um complemento prático de qualidade ao ensino das cadeiras do ramo Sistemas

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos

Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Relatório Final de Estagio Luís Manuel Nogueira Marques Município de Fafe

Leia mais

Plataforma de correio electrónico Microsoft Office 365

Plataforma de correio electrónico Microsoft Office 365 1 Plataforma de correio electrónico Microsoft Office 365 Tendo por objetivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação, surgiu

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2015 Quem é a 2VG? A Empresa A 2VG Soluções Informáticas SA., é uma empresa tecnológica portuguesa, fundada em 2009, que surgiu para colmatar uma necessidade detetada no mercado

Leia mais

O nosso ADN Quem Somos Somos um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio, com intervenção sobre todo o território

Leia mais

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 1 Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 A plataforma Microsoft Office 365 disponibiliza a toda a comunidade académica um conjunto de recursos que permite suportar o trabalho colaborativo

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA Módulo A REDES DE COMPUTADORES Protocolos de Rede FALANDO A MESMA LÍNGUA Um protocolo pode ser comparado a um idioma, onde uma máquina precisa entender o idioma de outra máquina

Leia mais

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho

Relatório de Estágio. Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Relatório de Estágio Análise dos dados constantes na Base de Dados das Rotas do Vinho Rui Neves Lisboa, 21 de Junho de 2011 Índice Introdução... 3 Caracterização da Base de Dados... 4 Recolha e validação

Leia mais

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 1 Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 A plataforma Microsoft Office 365 disponibiliza a toda a comunidade académica um conjunto de recursos que permite suportar o trabalho colaborativo

Leia mais

Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR

Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR Resolução 02/07 CCE-UFPR ESTABELECE NORMAS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CORREIO ELETRÔNICO (EMAILS) NO DOMÍNIO UFPR.BR Considerando: 1. A Delegação do COPLAD-UFPR através da Resolução 20/06-COPLAD. 2.

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15 REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 42.15 A FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU BRASIL (FPTI-BR) torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 42.15 sob contratação em regime

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO CONSIDERANDO QUE: PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO A simplificação administrativa e a administração electrónica são hoje reconhecidas como instrumentos fundamentais para a melhoria da competitividade e da

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico Índice Autenticação Pela Primeira Vez... 3 Utilização do Zimbra... 4 Como Aceder... 4 Como fazer Download

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONHEÇA TAMBÉM 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 CONDIÇÕES GERAIS 8 www.locaweb.com.br

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

5ª Sessão. Helpdesk e Ticketing. A complementaridade do. reporting de erros com a gestão. de desenvolvimento aplicacional. Mónica Henriques (IEFP, IP)

5ª Sessão. Helpdesk e Ticketing. A complementaridade do. reporting de erros com a gestão. de desenvolvimento aplicacional. Mónica Henriques (IEFP, IP) 5ª Sessão Helpdesk e Ticketing A complementaridade do reporting de erros com a gestão de desenvolvimento aplicacional Mónica Henriques (IEFP, IP) Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP Departamento

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Obs: Não há necessidade de entregar a lista Questões do livro base (Kurose) Questões Problemas

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E

M O D E L O E U R O P E U D E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome HENRIQUES, Pedro Manuel Ferreira Morada Beco dos Marques, Nº1, Coroados, 2435-547 - Seiça Telefone +351 916 553 574 Correio

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a modernização administrativa com vista à aproximação dos serviços aos cidadãos.

Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a modernização administrativa com vista à aproximação dos serviços aos cidadãos. OBJETIVOS DAS UNIDADES ORGÂNICAS - 2011 MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE UNIDADE ORGÂNICA: Divisão de Cooperação, Comunicação e Modernização Missão: Melhorar a qualidade de vida dos munícipes e promover a modernização

Leia mais

Temas para a Primeira Avalição

Temas para a Primeira Avalição Temas 1. Envio de E-Mail Anônimo Quando um usuário deseja enviar uma mensagem de correio eletrônico pela Internet, ele utiliza um programa cliente Simple Mail Transfer Protocol (SMTP), tal como o Thunderbird,

Leia mais

ChasqueMail O e mail da UFRGS

ChasqueMail O e mail da UFRGS ChasqueMail O e mail da UFRGS Alexandre Marchi, Everton Foscarini, Rui Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574 Portao K Porto Alegre

Leia mais

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 15 de Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 EXT/2010/Serviço

Leia mais

Prêmio Mario Covas 2007 Roteiro de Apresentação do Trabalho

Prêmio Mario Covas 2007 Roteiro de Apresentação do Trabalho Prêmio Mario Covas 2007 Roteiro de Apresentação do Trabalho Identificação Título: Sistema de Gerenciamento do Colegiado da Congregação da FMRP e disponibilização dos documentos via Web. Nome da instituição

Leia mais

Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico - 2005/2006. 1 Introdução. 2 Configuração de Redes

Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico - 2005/2006. 1 Introdução. 2 Configuração de Redes Enunciados dos Trabalhos de Laboratório Instituto Superior Técnico - 2005/2006 1 Introdução A empresa XPTO vende serviços de telecomunicações. O seu portfólio de serviço inclui: acesso à Internet; serviço

Leia mais

Manual de Infraestrutura para Alunos

Manual de Infraestrutura para Alunos Manual de Infraestrutura para Alunos POSI E3 - Pós-Graduação em Sistemas de Informação Especialização em Engenharia Empresarial Linkcom, SA Pág. 1 de 7 Índice Manual de Infraestrutura para Alunos... 1

Leia mais

Linha Única de Atendimento. ORADOR José Carlos Serafino

Linha Única de Atendimento. ORADOR José Carlos Serafino Linha Única de Atendimento ORADOR José Carlos Serafino José Carlos Serafino Ministério dos Negócios Estrangeiros Direção de Serviços de Cifra e Informática AGENDA ORADOR Caso de Sucesso Desafio inicial

Leia mais

A implementação do balcão único electrónico

A implementação do balcão único electrónico A implementação do balcão único electrónico Departamento de Portais, Serviços Integrados e Multicanal Ponte de Lima, 6 de Dezembro de 2011 A nossa agenda 1. A Directiva de Serviços 2. A iniciativa legislativa

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Solução de correio eletrônico com Software Livre implantada no CEFET-MG, vantagens e adaptações

Solução de correio eletrônico com Software Livre implantada no CEFET-MG, vantagens e adaptações Solução de correio eletrônico com Software Livre implantada no CEFET-MG, vantagens e adaptações Clever de Oliveira Júnior*, Paulo E. M. Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal

Leia mais

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria]

[Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] [Documentação da Plataforma MY.IPLEIRIA.PT dos Estudantes do IPLeiria] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 19-10-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 10 Segurança na Camadas de Rede Redes Privadas Virtuais (VPN) Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação 1º Semestre / 2015

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

A MicroSource... 3. InstantWeb... 4. Loja On line... 6. Outros Serviços... 8. Assistência contínua a empresas... 10

A MicroSource... 3. InstantWeb... 4. Loja On line... 6. Outros Serviços... 8. Assistência contínua a empresas... 10 2 CONTEÚDO A MicroSource... 3 Soluções de Internet... 3 InstantWeb... 4 Site de Apresentação... 5 Loja On line... 6 Alojamento Web... 7 Outros Serviços... 8 Design Corporativo... 9 Assistência contínua

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Estabelecimentos Hoteleiros 2011

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Estabelecimentos Hoteleiros 2011 05 de dezembro de Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Estabelecimentos Hoteleiros 87% dos Estabelecimentos Hoteleiros têm

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves

Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Virtualização e Criação de uma rede Virtual utilizando Virtual Box Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Anatomia de uma máquina virtual Cada máquina virtual é um sistema completo encapsulado em um

Leia mais

Configuração do Outlook Express

Configuração do Outlook Express Configuração do Outlook Express 1/1 Configuração do Outlook Express LCC.006.2005 Versão 1.0 Versão Autor ou Responsável Data 1.0 Paula Helena 30/09/2005 RESUMO Este relatório tem como objetivo mostrar

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) Texto compilado até o Ato (N) nº 791/2013 PGJ de 11/10/2013 Estabelece normas

Leia mais

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu 1 Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu Tendo por objectivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação,

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Serviços de Rede Prof: Jéferson Mendonça de Limas Ementa Configuração de Serviços de Redes; Servidor Web; Servidor de Arquivos; Domínios; Servidor de Banco de Dados; SSH; SFTP;

Leia mais

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Agenda Enquadramento dos consumos Energéticos nos Edifícios e no ramo Hoteleiro Enerbiz Conceito Geral e explicação funcional Conclusões e Aspetos Gerais Índice Enquadramento

Leia mais

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Instituto Superior Miguel Torga Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Estrutura das Aulas 5 Aulas Aula 10 (20 de Abril) Classificação Componentes Aula 11 (27 de Abril)

Leia mais

M2@PCM M21@PCM IGAC OPEN SOURCE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PRIMEIRA SESSÃO TEMA: DESKTOP E FERRAMENTAS DO DIA- A-DIA DSI

M2@PCM M21@PCM IGAC OPEN SOURCE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PRIMEIRA SESSÃO TEMA: DESKTOP E FERRAMENTAS DO DIA- A-DIA DSI M2@PCM M21@PCM IGAC OPEN SOURCE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PRIMEIRA SESSÃO TEMA: DESKTOP E FERRAMENTAS DO DIA- A-DIA POC IGAC - Agenda M2@PCM PoC@IGAC Projeto Arquitetura Avaliação Redução de custos M2@PCM

Leia mais

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração Quanto à área das Comunicações Wireless, o projeto Wavesys é o resultado de 3 anos de investigação e desenvolvimento e de 12 anos de experiência acumulada com a implementação

Leia mais

ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SERVIÇO DE E-MAIL PARA O DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO

ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SERVIÇO DE E-MAIL PARA O DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM ESTUDO DE CASO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SERVIÇO DE E-MAIL PARA O DEPARTAMENTO DE

Leia mais

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE . Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete . Objectivos e Princípios Orientadores O Sistema de Informação e Comunicação (SIC) da Rede Social de Alcochete tem como objectivo geral

Leia mais

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN Privacidade no email Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN 1 Introdução... 3 2 Funcionamento e fragilidades do correio electrónico... 3 3 Privacidade no correio electrónico... 5 3.1 Segurança

Leia mais

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos 1. Introdução O objectivo deste documento é a criação de um memorando que sirva de apoio à instalação e manutenção do

Leia mais

Nível de segurança de uma VPN

Nível de segurança de uma VPN VPN Virtual Private Network (VPN) é uma conexão segura baseada em criptografia O objetivo é transportar informação sensível através de uma rede insegura (Internet) VPNs combinam tecnologias de criptografia,

Leia mais

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa Tarefas Geográficas uma solução para atualização cartográfica num município Alexandrina Meneses Engª Geógrafa SUMÁRIO 1. GABINETE DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA 2. TAREFAS GEOGRÁFICAS 3. CONCLUSÕES 1. GABINETE

Leia mais

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza FIREWALL Prof. Fabio de Jesus Souza fabiojsouza@gmail.com Professor Fabio Souza O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Integrado MSGI-01

Manual do Sistema de Gestão Integrado MSGI-01 Manual de Acolhimento LogicPulse Technologies, Lda. Índice PROMULGAÇÃO... 3 1. INTRODUÇÃO... 4 2. OBJETIVOS DO MANUAL... 4 3. APRESENTAÇÃO DA LOGICPULSE TECHNOLOGIES... 5 4. ORGANOGRAMA ORGANIZACIONAL...

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email

E-MAIL E GROUPWARE Zimbra: Solução completa e integrada de Email Zimbra: Solução completa e integrada de Email Gil Vieira Vasco Silva Setembro/2013 ENQUADRAMENTO Plano Global Estratégico de racionalização e redução de custos nas TICs, na Administração Pública (PGETIC)

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2013 Número 225 PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS POFC - PROGRAMA OPERACIONAL FACTORES DE COMPETITIVIDADE Anúncio de procedimento n.º 5782/2013 MODELO DE ANÚNCIO DO CONCURSO

Leia mais

E-mail (eletronic mail )

E-mail (eletronic mail ) E-mail (eletronic mail ) alice@gmail.com bob@yahoo.com.br Alice escreve uma carta Entrega no correio da sua cidade Que entrega pra o carteiro da cidade de Bob Bob responde também através de carta 1 Processo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ADMSI ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ESCOLA SENAI SUIÇO BRASILEIRA ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX OBJETIVOS: Ao final dessa

Leia mais

ISEP. Instituto Superior de Engenharia do Porto. Análise de Sistemas Informáticos

ISEP. Instituto Superior de Engenharia do Porto. Análise de Sistemas Informáticos ISEP Instituto Superior de Engenharia do Porto Análise de Sistemas Informáticos Armazenamento de Dados em Rede A Revolução do Armazenamento Partilhado A crise económica e a crescente necessidade de armazenamento

Leia mais

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção.

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. es Virtuais Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. O que são os es Virtuais? Virtual é um produto destinado a empresas que necessitam de um servidor dedicado ligado

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1 03 de Novembro 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Hospitais 2010 96% dos Hospitais que utilizam a Internet dispõem de

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração Quanto à área das Comunicações Wireless, o projeto Wavesys é o resultado de 3 anos de investigação e desenvolvimento e de 12 anos de experiência acumulada com a implementação

Leia mais

SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX

SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX Estamos à sua disposição para quaisquer esclarecimentos. Atenciosamente, Eunice Dorino Consultora de Vendas eunice@task.com.br Tel.: 31 3123-1000 Rua Domingos Vieira, 348

Leia mais

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos

Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos 27 LEADERSHIP AGENDA a inovação na gestão do relacionamento compensa Câmara Municipal de Cascais é uma boa prática no relacionamento com os cidadãos A participação activa dos cidadãos é vital para a promoção

Leia mais

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação

Leia mais