TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA"

Transcrição

1 TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA Competência Geral Instalar, manter e projetar sistemas elétricos prediais, industriais e de potência, cumprindo legislações vigentes, parâmetros de eficiência energética, normas técnicas, de qualidade, de segurança e saúde e, ainda, ambientais. Requisitos de acesso Estar matriculado ou ter concluído o Ensino Médio; Estar matriculado na Educação de Jovens e Adultos (EJA) nível médio ou ter sido aprovado em disciplinas de exames de massa de nível médio; Certificados e diplomas Ao aluno que concluir com êxito os Módulos I, II, III e IV será conferido o diploma de Técnico em Eletrônica, totalizando horas. Módulo 1 - Carga Horária: 400 h 1. Comunicação e Redação Técnica 1.1. Comunicação 1.2. Definição de comunicação 1.3. Elementos essenciais de comunicação 1.4. Tipos de comunicação 1.5. Funções da linguagem 1.6. Linguagem oral e escrita 1.7. Linguagem verbal e não verbal 1.8. A língua portuguesa e as variedades linguísticas 1.9. Leitura e interpretação de textos A importância da leitura O que ler?/como ler? Técnicas de leitura Interpretação de textos: informativos e técnicos Tipologia textual: Narração, Descrição, Dissertação Gêneros textuais do ambiente empresarial: cartas comerciais, relatórios, , etc Produção textual: O que escrever e como escrever; Técnicas para clareza e objetividade; Esquema, resumo, resenha; Redações técnicas: Ata, Aviso, Carta comercial, Correio eletrônico, Memorando, Requerimento, Solicitação, Relatório, Ofício Gramática da língua portuguesa aplicada Gramática aplicada ao texto Currículo / Portfólio A entrevista de emprego Comunicação eficaz Apresentação em público Principais recursos de oratória e retórica Atendimento ao cliente (interno e externo): Técnicas de argumentação, Importância do feedback Ética: a força da linguagem nas relações interpessoais Editores de Texto e técnicas de busca na internet. 2. Cálculo Aplicado 2.1. Introdução Matemática

2 2.2. Operações básicas (soma, subtração, multiplicação e divisão) 2.3. Razão 2.4. Proporção 2.5. Operações com frações 2.6. Números decimais 2.7. Porcentagem 2.8. Regra de três 2.9. Potenciação e Radiação Notação Cientifica e Notação Engenharia Uso da calculadora cientifica Unidades de medidas e conversão aplicadas à eletrônica Equação de 1º grau Sistema de equação aplicado à análise de circuito Equação de 2º grau Matriz Regra de Cramer Equações logarítmicas e exponenciais Ângulos e suas propriedades Função senoidal Trigonometria do triângulo retângulo Teorema de Pitágoras Números complexos Figuras geométricas: Perímetro, Área Interpretação de Gráficos e Tabelas SENAI BH CETEL 3. Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança no Trabalho (QSMS) 3.1. Qualidade: Terminologias e procedimentos, Princípios de gestão da qualidade, Processo. Ferramentas: Pareto, Ishikawa, histograma, lista de verificação, brainstorm, gráfico de controle, diagrama de dispersão. Planilhas e gráficos 3.2. Saúde e segurança: Panorama geral das Normas, Regulamentadoras do MTE. Noções de NR10. Acidentes de trabalho: definições, características, tipos (no trajeto, fora do local e do horário de trabalho). Doenças: profissionais, doença do Trabalho. Condições ambientais: riscos, ambientais no trabalho, riscos ergonômicos, prevenção e redução de danos. Riscos ocupacionais: medidas preventivas, utilização de equipamentos de prevenção individual (EPI), utilização de equipamentos de prevenção coletiva (EPC), controle e conservação dos equipamentos de proteção. CIPA, Noções de primeiros socorros, Noções de prevenção e combate ao incêndio Meio ambiente: Aspectos e impactos ambientais da Ação, humana: consumo consciente, reciclagem de lixo, descarte de resíduos, ecossistemas e globalização dos problemas ambientais. Racionalização do uso dos recursos naturais e fontes de energia. Preservação do meio, tecnologias limpas, uso de recursos renováveis e desenvolvimento sustentável Equipes de trabalho. Trabalho em grupo, Relações interpessoais, Qualidade Total, Conceito, Eficiência, Eficácia, Melhoria contínua. 4. Leitura e Interpretação de Desenho 4.1. Unidade de medidas 4.2. Medidas lineares e de área 4.3. Normas técnicas de desenho técnico 4.4. Escala 4.5. Leitura e interpretação 5. Eletricidade I 5.1. Fundamentos de Eletricidade 5.2. Grandezas fundamentais do circuito elétrico 5.3. Circuitos elétricos

3 5.4. Potência elétrica em corrente contínua 5.5. Técnicas de análise de circuitos 5.6. Magnetismo e Eletromagnetismo 5.7. Capacitância e indutância 5.8. Princípio de funcionamento dos instrumentos de medida: ferro móvel, bobina móvel, eletrodinâmico e ressonante 6. Instalações Elétricas Prediais 6.1. Fundamentos da tensão alternada senoidal 6.2. Segurança em eletricidade 6.3. Dispositivos de proteção para instalações prediais 6.4. Condutores usados em instalações prediais 6.5. Cargas típicas em instalações prediais 6.6. Dispositivos de manobras típicos em instalações prediais 6.7. Diagramas elétricos em instalação predial Infraestrutura em instalações prediais 6.9. Aterramento Procedimentos para desenergização e reenergização de circuitos em instalações prediais Automação Predial 7. Projetos Elétricos Prediais 7.1. Planejamento 7.2. Elaborar projeto elétrico de acordo com normas técnicas vigentes 7.3. Documentação do projeto 7.4. Dimensionamento do Ramal de entrada da concessionária Módulo 2 - Carga Horária: 400 h 8. Eletricidade II 8.1. Corrente alternada 8.2. Componentes reativos 8.3. Analise de circuito em corrente alternada 8.4. Potência em Corrente Alternada monofásica 8.5. Circuitos trifásicos 8.6. Potência em Corrente Alternada trifásica 9. Máquinas Elétricas 9.1. Princípios de eletromagnetismo 9.2. Transformadores 9.3. Motores CA de Indução (assíncrono) 9.4. Motor e Gerador CA síncrono 9.5. Motor e Gerador CC 10. Fundamentos de Eletrônica Componentes semicondutores Circuitos retificadores Componentes semicondutores como chave estática 11. Instalações Elétricas Industriais Dispositivos de proteção, manobra, conexão e sinalização usados na instalação industrial Infraestrutura de sistemas elétricos industriais Acionamentos Industriais

4 12. Projetos Elétricos Industriais Projeto Planejamento e controle Projeto de instalações elétricas industriais Sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) Módulo 3 - Carga Horária: 325 h SENAI BH CETEL 13. Acionamento de Dispositivos Elétricos Automatizados Acionamentos automáticos Controladores Programáveis CLP Interface Homem Máquina (IHM) Sistema supervisório SCADA 14. Eletrohidropneumática Acionamentos eletropneumáticos 15. Manutenção Elétrica Programa de manutenção Cronograma e fluxograma Elementos de manutenção elétrica 16. Eficiência Energética Sistemas de Tarifação de energia elétrica Conservação de energia Energias renováveis Sistemas de iluminação Acionamentos elétricos Sistemas Aquecimento Sistemas de geração de vapor Sistemas de Refrigeração Sistemas de HVAC Sistemas de Ar comprimido Normas de eficiência energética 17. Instalação, Manutenção e Operação do Sistema Elétrico de Potência SEP Geração Transmissão Distribuição Smart grid Subestação Manutenção no SEP Higiene e segurança no trabalho Equipes de trabalho Postura ética Organização no Trabalho 18. Projetos de Sistemas Elétricos de Potência Normas técnicas Planejamento e controle Projeto de sistemas elétricos de potência Memorial descritivo e de cálculo Rotina de cálculo de dimensionamento de componentes de uma subestação de consumidor

5 Módulo 4 - Carga Horária: 75 h Projeto de Inovação Aplicar as competências desenvolvidas no âmbito das atribuições profissionais da sua formação técnica pautada de pressupostos interdisciplinares alinhadas com as demandas da indústria e do mercado, contribuindo no processo de desenvolvimento de novos produtos ou de melhoria de processos da indústria.

2. Executar serviços de montagem, remoção e instalação de máquinas, equipamentos, instrumentos, tubulações e acessórios industriais.

2. Executar serviços de montagem, remoção e instalação de máquinas, equipamentos, instrumentos, tubulações e acessórios industriais. I. 1 INSTALAÇÕES DE SISTEMAS INDUSTRIAIS I 1. Analisar formas de geração de energia, seus elementos de produção e transformação. 2. Analisar condições de infra-estrutura e de alimentação de sistemas elétricos.

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área: Eletroeletrônica

Leia mais

PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL 1 - NOME DO CURSO Lubrificador Industrial 2 - OBJETIVO Lubrificam máquinas e equipamentos, sinalizando pontos de lubrificação, interpretando desenhos de máquinas,

Leia mais

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA Interpretação textual; Pontuação: emprego da vírgula; Emprego do acento indicativo de crase; Ortografia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód. Disciplina Prérequisitos Carga Horária

Leia mais

PLANO DE CURSO RESUMIDO III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO

PLANO DE CURSO RESUMIDO III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO PLANO DE CURSO RESUMIDO CURSO Montador de Andaimes CBO 7155-45 COD-SGE 014.059 MODALIDADE Qualificação Profissional Área Tecnológica Construção Civil CARGA HORÁRIA 180 horas ITINERÁRIO Regional I. OBJETIVO

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI. Robson Braga de Andrade. Presidente DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DIRET

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI. Robson Braga de Andrade. Presidente DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DIRET CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA CNI Robson Braga de Andrade Presidente DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DIRET Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti Diretor de Educação e Tecnologia SERVIÇO NACIONAL

Leia mais

Perfil Profissional de Conclusão do Curso Técnico de Instrumentação

Perfil Profissional de Conclusão do Curso Técnico de Instrumentação Perfil Profissional de Conclusão do Curso Técnico de Instrumentação Área Profissional: Indústria Segmento Tecnológico: Eletroeletrônica Qualificação ou Habilitação Profissional: Técnico em Instrumentação

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense Campus Sapucaia do Sul EDITAL n 42/ 2014 - SELEÇÃO EXTERNA TEMPORÁRIA DE PROFESSORES O Instituto Federal Sul-rio-grandense

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CICLO BÁSICO 1º BIMESTRE INTRODUÇÃO À ENGENHARIA 40 horas Fundamentos da Engenharia e Suas Grandes Áreas; Inovação e Desenvolvimento de Produto; O Modo

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Ministério da Educação Diretoria do Campus Curitiba Gerência de Ensino e Pesquisa Departamento Acadêmico de Eletrônica CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS

Leia mais

Curso de Projetos Elétricos Prediais. Eng. Patrícia Lins

Curso de Projetos Elétricos Prediais. Eng. Patrícia Lins Curso de Projetos Elétricos Prediais Eng. Patrícia Lins http://patricialins.org http://www.daeelunifacs.com.br APRESENTAÇÃO 1. Formação acadêmica 2. Experiência com pesquisa 3. Experiência profissional

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico 1º Semestre ETEC Dr. Júlio Cardoso Código: : 078 Município: Franca Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 I- NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Metodologia Científica e Tecnológica

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área: Eletroeletrônica

Leia mais

Plano de Trabalho Docente (PTD)

Plano de Trabalho Docente (PTD) ETEC TAKASHI MORITA Plano de Trabalho Docente (PTD) Curso Técnico em Automação Industrial 1º Sem. 2015 1 Conteúdo 1º Módulo Componente Curricular: Eletricidade Básica... 5 Componente Curricular: Eletrônica

Leia mais

Função : Operação, Monitoramento e Controle de Processos 1. Registrar anormalidades de equipamentos e instrumentos.

Função : Operação, Monitoramento e Controle de Processos 1. Registrar anormalidades de equipamentos e instrumentos. I. 3 PROCESSOS INDUSTRIAIS I 1. Selecionar e identificar técnicas adequadas e procedimentos de inspeção de equipamentos, de instrumentos e de acessórios de sistemas 2. Identificar técnicas de calibração

Leia mais

SENAI - CETEL. Programação de Cursos. º semestre de 201. Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues

SENAI - CETEL. Programação de Cursos. º semestre de 201. Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues SENAI - CETEL Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues Programação de Cursos INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues Rua Santo Agostinho, 1717 - Horto

Leia mais

PLANO DE CURSO RESUMIDO III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO

PLANO DE CURSO RESUMIDO III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO PLANO DE CURSO RESUMIDO CURSO Mecânico de Motocicletas CBO 9144-15 COD-SGE 013.529 MODALIDADE Qualificação Profissional Área Tecnológica Automotiva CARGA HORÁRIA 320 horas ITINERÁRIO Regional I. OBJETIVO

Leia mais

PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PLANO DE CURSO QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL 1 - NOME DO CURSO AUXILIAR ADMINISTRATIVO 2 - OBJETIVO Preparar profissionais para realizar atividades de rotinas administrativas, organização de documentos e apoio

Leia mais

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio

Anexo II Descrição da Área/Processo. Cargos de Nível Médio Anexo II Descrição da Área/Processo Cargos Cargo Área Pré-requisito Trajetória Processo de Agrimensura de Edificações/ Construção Civil de Edificações de Edificações Agrimensura. Edificações. Edificações.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 02/2013 TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 02/2013 TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 02/2013 TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS DE LÍNGUA PORTUGUESA, MATEMÁTICA E LEGISLAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Será avaliada a capacidade de: Ler, compreender

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 17/2014

ANEXO I - EDITAL Nº 17/2014 Página 1 de 5 ANEXO I - EDITAL Nº 17/2014 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC/RN, representado por sua Administração Regional no Estado do Rio Grande do Norte, torna público, para o conhecimento de quantos

Leia mais

Cursos. Indústria. 1- Soldagem com Eletrodo Revestido 3G e 6G e SMS. Disciplinas. 200h. de energia para soldagem 1 / 59

Cursos. Indústria. 1- Soldagem com Eletrodo Revestido 3G e 6G e SMS. Disciplinas. 200h. de energia para soldagem 1 / 59 Indústria 1- Soldagem com Eletrodo Revestido 3G e 6G e SMS Disciplinas Horária Matemática aplicada 200h Eletrotécnica básica Fontes de energia para soldagem 1 / 59 Tecnologia da solda elétrica Atividades

Leia mais

SENAI - CE Centro de Educação e Tecnologia Alexandre Figueira Rodrigues - CET AFR

SENAI - CE Centro de Educação e Tecnologia Alexandre Figueira Rodrigues - CET AFR Unidade Escolar CNPJ Razão Social Nome de Fantasia Esfera Administrativa Endereço (Rua, No) Cidade/UF/CEP Telefone/Fax E-mail de Contato Site da Unidade Área do Plano 03.768.202/0007-61 SENAI - Centro

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL DEPARTAMENTO REGIONAL DO ESPÍRITO SANTO GERÊNCIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA PLANO DO CURSO

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL DEPARTAMENTO REGIONAL DO ESPÍRITO SANTO GERÊNCIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA PLANO DO CURSO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL DEPARTAMENTO REGIONAL DO ESPÍRITO SANTO GERÊNCIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA PLANO DO CURSO OPERADOR DE EMPILHADEIRA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL BÁSICA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1º Semestre Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico 1º Semestre ETEC Dr. Júlio Cardoso Código: 078 Município: Franca Eixo tecnológico Controle

Leia mais

TEMAS PARA SORTEIO. Quadro I Campus João Pessoa. Perfil Habilitação Exigida

TEMAS PARA SORTEIO. Quadro I Campus João Pessoa. Perfil Habilitação Exigida Quadro I Campus João Pessoa Modalidade ou Nível UCs de Manutenção de Computadores e de Periféricos e/ou de Arquitetura de Computadores. Código 01 UCs de Projetos de Instalações Elétricas Prediais e Industriais

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: Técnico em Desenho de Construção Civil

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: Técnico em Desenho de Construção Civil Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC MASSUYUKI KAWANO Código: 9136 Município: Tupã - SP Eixo Tecnológico: Construção Civil Habilitação Profissional: Técnico em Desenho de Construção Civil

Leia mais

WESRA ENGENHARIA ELÉTRICA PROJETANTO E EXECUTANTO COM QUALIDADE E RESPONSABILIDADE

WESRA ENGENHARIA ELÉTRICA PROJETANTO E EXECUTANTO COM QUALIDADE E RESPONSABILIDADE WESRA ENGENHARIA ELÉTRICA PROJETANTO E EXECUTANTO COM QUALIDADE E RESPONSABILIDADE 1. Apresentação A Wesra Engenharia Elétrica, empresa voltada ao desenvolvimento de projetos e execução de serviços elétricos,

Leia mais

Escola SENAI Gaspar Ricardo Junior CURSOS DO SENAI EM ITAPETININGA

Escola SENAI Gaspar Ricardo Junior CURSOS DO SENAI EM ITAPETININGA Apoio:, Prefeitura O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, entidade pública de direito privado, surgiu da necessidade da criação de uma Instituição capaz de preparar a mão de obra requerida

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO Conforme NR-10 ACME S.A Ind. Com. 1 de 9 IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Identificação do Responsável pela Execução do Serviço. Nome: Empresa: Registro: Local de Execução do Serviço.

Leia mais

Programação 1º Semestre 2016 Salto. Cursos de Formação Inicial e Continuada VAGAS LIMITADAS. Inscrições abertas

Programação 1º Semestre 2016 Salto. Cursos de Formação Inicial e Continuada VAGAS LIMITADAS. Inscrições abertas 1º Semestre 2016 Salto Cursos de Formação Inicial e Continuada Inscrições abertas VAGAS LIMITADAS 1º Sem 2016 - v0.1 Out 16 Salto Escola SENAI Ítalo Bologna Tradicional em sua história e dentro de uma

Leia mais

NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE NR 10: Portaria n.º 598, de 07/12/2004 (D.O.U. de 08/12/2004 Seção 1) Ementas: Portaria n.º 126, de 03/06/2005 (D.O.U. de 06/06/2005 Seção 1) NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

Leia mais

Instalações elétricas provisórias na construção civil

Instalações elétricas provisórias na construção civil Instalações elétricas provisórias na construção civil São Paulo, 12 de agosto de 2014 NBR-5410 NR-18 10.1. Objetivo e campo de aplicação 10.2. Medidas de controle 10.3. Segurança no projeto 10.4. Segurança

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Cálculo Diferencial 06 0 06 120 Desenho Técnico 0 02 02 40 Física I Mecânica da Partícula 04 02

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio ETEC de Mairiporã Código: 27 Município: Mairiporã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de técnico

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

GUIA RÁPIDO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI A Universidade Anhembi Morumbi foi criada em 1970 com o intuito de oferecer o primeiro curso superior de Turismo. Na década de 80, amplia sua oferta de cursos em diferentes

Leia mais

SENAI CETEL. PAUTA Apresentação do Programa de Aprendizagem; Apresentação da proposta de curso; Analise e encaminhamentos

SENAI CETEL. PAUTA Apresentação do Programa de Aprendizagem; Apresentação da proposta de curso; Analise e encaminhamentos SENAI CETEL PROPOSTA DE CURSO EM PARCERIA COM O SINDINFOR PAUTA Apresentação do Programa de Aprendizagem; Apresentação da proposta de curso; Analise e encaminhamentos 1 PRODUTOS EDUCACIONAIS DO SENAI Aprendizagem

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL. Qualificação Profissional Básica PLANO DE CURSO PRONATEC EAD. DESENHISTA DE PRODUTOS GRÁFICOS WEB 180 horas

FORMAÇÃO INICIAL. Qualificação Profissional Básica PLANO DE CURSO PRONATEC EAD. DESENHISTA DE PRODUTOS GRÁFICOS WEB 180 horas FORMAÇÃO INICIAL Qualificação Profissional Básica PLANO DE CURSO PRONATEC EAD DESENHISTA DE PRODUTOS GRÁFICOS WEB 180 horas (144 horas à distância e 36 horas presencial) ÁREA PROFISSIONAL: Tecnologia da

Leia mais

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional PERFIL PROFISSIONAL / IDENTIFICAÇÃO DA OCUPAÇÃO: Ocupação: Operador de Empilhadeira CBO: 7822-20 Educação Profissional: Nível da Qualificação: Área Tecnológica: Competência Geral: Requisitos de Acesso:

Leia mais

PLANO DE CURSO Aprendizagem Industrial

PLANO DE CURSO Aprendizagem Industrial 1 - NOME DO CURSO em Telemarketing 2 ÁREA DO CURSO Gestão 3 TITULARIDADE PROFISSIONAL Operador de telemarketing 4 PERFIL PROFISSIONAL 4.a Perfil Profissional de Conclusão: Atender usuários, oferecer serviços

Leia mais

TÉCNICO EM ELETRÔNICA

TÉCNICO EM ELETRÔNICA TÉCNICO EM ELETRÔNICA CEETEPS ETEC PROFESSOR HORÁCIO AUGUSTO DA SILVEIRA ANO 2011 1º Módulo Técnico em Eletrônica Auxiliar Técnico em Eletrônica Sem Qualificação Técnica 2º Módulo 3º Módulo 4º Módulo PLANOS

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS MODELO PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS NOME DA EMPRESA PERÍODO Dia / Mês / Ano a Dia / Mês / Ano 1 SUMÁRIO 3 IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 4 4 OBJETIVO GERAL CONDIÇÕES PRELIMINARES 5 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 CONCURSO PÚBLICO REPUBLICADO 2ª Retificação

EDITAL Nº 001/2014 CONCURSO PÚBLICO REPUBLICADO 2ª Retificação EDITAL Nº 001/2014 CONCURSO PÚBLICO REPUBLICADO 2ª Retificação A Prefeita do Município de Crisólita Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais, nos termos do art. 37 da Constituição da República

Leia mais

Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo tecnológico Informação e Comunicação na forma integrada ao Ensino Médio

Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo tecnológico Informação e Comunicação na forma integrada ao Ensino Médio ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, eixo

Leia mais

Anexo 1.4-5 - Programa de Proteção ao Trabalhador e Segurança no Ambiente de Trabalho

Anexo 1.4-5 - Programa de Proteção ao Trabalhador e Segurança no Ambiente de Trabalho Anexo 1.4-5 - Programa de Proteção ao Trabalhador e Segurança no Ambiente de Trabalho 1 pág de 16 Programa de Proteção ao Trabalhador e Segurança no Ambiente de Trabalho 2 pág de 16 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Documento Base

PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Documento Base PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Documento Base [informe a unidade/complexo] Anexo 1 do PGS-3209-46-63 Data - 07/10/2013 Análise Global: - [informe o número e data da análise] p. 1/27 Sumário

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html Lista de cursos Atualmente, do total de cursos a distância ofertados

Leia mais

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 1 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 1 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 1 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP DIVISÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL - DVSS Sumário 1. OBJETIVO...

Leia mais

EPI Conforme Norma Regulamentadora NR 6, Equipamento de Proteção Individual EPI Fundamento Legal Artigo 166 da CLT A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, equipamento de proteção

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA/ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA/ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA/ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS 1. OBJETO 1.1 Prestação de serviços técnicos especializados em Engenharia de segurança do Trabalho, de modo a elaborar o Programa de Prevenção de Riscos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em SECRETARIADO Campus Nilo Peçanha - Pinheiral

Ementário do Curso Técnico em SECRETARIADO Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Ementário do Curso Técnico em SECRETARIADO Campus Nilo Peçanha - Pinheiral Disciplina: Cenários Econômicos e Mercado Teoria e conceitos do mercado: Função da demanda. Função da oferta. Equilíbrio (preço

Leia mais

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional PERFIL PROFISSIONAL / IDENTIFICAÇÃO DA OCUPAÇÃO: Ocupação: Educação Profissional: Nível da Qualificação: Área Tecnológica: Competência Geral: Requisitos de Acesso: Carpinteiro de Estruturas de Telhado

Leia mais

Curso de Formação Inicial e Continuada Eixo: Infraestrutura

Curso de Formação Inicial e Continuada Eixo: Infraestrutura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS CRICIÚMA INSTALAÇÃO ELÉTRICA PREDIAL Curso de Formação Inicial e Continuada Eixo: Infraestrutura

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PCMAT Autor DEOGLEDES MONTICUCO, profissional com mais de 50 anos de atuação na Indústria da Construção, Automobilística, Colonização, Comércio, Educação e Consultoria, nas áreas

Leia mais

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10 Empresa: Instrutor: Nome: DATA: Questões: 01- A NR10 Instalação e Serviços de eletricidade fixam as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalha em instalações elétricas,

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE

Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 03 I - NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Matemática 10021

Leia mais

Eixo Tecnológico: Infraestrutura PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO

Eixo Tecnológico: Infraestrutura PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico GFAC Grupo de Formulação e Análises Curriculares Eixo Tecnológico: Infraestrutura CAPÍTULO 3 PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO MÓDULO III Habilitação

Leia mais

ENGENHARIA DE SEGURANÇA

ENGENHARIA DE SEGURANÇA ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ENGENHARIA DE SEGURANÇA P R O F ª K A R E N W R O B E L S T R A

Leia mais

V FORUM - NR 32. São Paulo 09.06.2010. Noeli Martins. auditora fiscal do trabalho médica do trabalho

V FORUM - NR 32. São Paulo 09.06.2010. Noeli Martins. auditora fiscal do trabalho médica do trabalho V FORUM - NR 32 São Paulo 09.06.2010 Noeli Martins auditora fiscal do trabalho médica do trabalho PORTARIA MTE 3214/78-33 Normas Regulamentadoras NR 01 Disposições Gerais NR 02 Inspeção Prévia NR 03 Embargo

Leia mais

I - RELATÓRIO: 7137/2013, de 04/11/2013 PARECER CEE/PE Nº 113/2013-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 21/10/2013

I - RELATÓRIO: 7137/2013, de 04/11/2013 PARECER CEE/PE Nº 113/2013-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 21/10/2013 INTERESSADA: ESCOLA TÉCNICA SER MAIS - RECIFE/PE ASSUNTO: CREDENCIAMENTO DA INSTITUIÇÃO PARA A OFERTA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO E AUTORIZAÇÃO DOS CURSOS TÉCNICO EM MECÂNICA E TÉCNICO

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4019 04/10/2013 Rev. 01 1. Dados Legais Parecer 473 de 24/11/2009. DECRETO No 2.929, de 21 de dezembro de 2009. Parecer 144

Leia mais

Manda o Governo, pelos Ministros de Estado e das Finanças, do Ambiente, do Ordenamento do

Manda o Governo, pelos Ministros de Estado e das Finanças, do Ambiente, do Ordenamento do Diploma: Ministérios das Finanças e da Administração Pública, do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, da Economia e da Inovação, da Agricultura, do Desenvolvimento Rural

Leia mais

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO JR - ELÉTRICA BR DISTRIBUIDORA CONHECIMENTOS BÁSICOS DOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA I 1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial.

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 18/12/1997 CÂMARA OU COMISSÃO: CEB

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 18/12/1997 CÂMARA OU COMISSÃO: CEB PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 18/12/1997 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Ver Resolução CNE/CEB nº 1/1998 INTERESSADO: SERVIÇO

Leia mais

Procedimento de Segurança para Execução de Serviços

Procedimento de Segurança para Execução de Serviços Procedimento de Segurança para Execução de Serviços 1. OBJETIVO: Este procedimento tem como objetivo estabelecer requisitos básicos de segurança na execução de serviços realizados por empresa contratada

Leia mais

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional

Plano de Curso Não Regulamentado - Qualificação Profissional PERFIL PROFISSIONAL / IDENTIFICAÇÃO DA OCUPAÇÃO: Ocupação: Educação Profissional: Nível da Qualificação: Área Tecnológica: Competência Geral: Requisitos de Acesso: MONTADOR E REPARADOR DE COMPUTADORES

Leia mais

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM SENAI/PR 1 PLANO DE SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM N.º 1 (1) Seleção de capacidades, conteúdos formativos e definição da estratégia Unidade do SENAI:

Leia mais

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição

NOTA TÉCNICA 6.005. Página 1 de 20. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição Página 1 de 0 NOTA TÉCNICA 6.005 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR PARTICULAR DE CONSUMIDOR PRIMÁRIO COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA AES ELETROPAULO UTILIZANDO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS ANEXO XIV TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Este anexo integra o Edital Nº 017/2010,

Leia mais

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 3 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 3 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS TIPO 3 DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE PESSOAS DGP DIVISÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL - DVSS Sumário 1. OBJETIVO...

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano letivo de 2001, para os matriculados na 3ª e na 4ª séries.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano letivo de 2001, para os matriculados na 3ª e na 4ª séries. RESOLUÇÃO CONSEPE 60/00 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL MODALIDADE MECÂNICA ÊNFASES EM AUTOMOBILÍSTICA E EM FABRICAÇÃO, REGIME SERIADO ANUAL, DO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS,

Leia mais

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração.

Centro de Seleção/UFGD Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. Técnico em Refrigeração ==Questão 26==================== Assinale a alternativa que define refrigeração. (A) O movimento de energia de frio dentro de um espaço onde ele é necessário. (B) A remoção de calor

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área: Eletroeletrônica

Leia mais

SUBESTAÇÃO TIPOS DE SUBESTAÇÕES

SUBESTAÇÃO TIPOS DE SUBESTAÇÕES SUBESTAÇÃO Uma subestação elétrica é um grupamento de equipamentos elétricos com a finalidade de dirigir o fluxo de energia elétrica num sistema de potência e de possibilitar a operação segura do sistema,

Leia mais

UNIFEB - CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTES

UNIFEB - CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTES UNIFEB - CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEB EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTES A Pró-Reitora de Graduação do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos

Leia mais

Resolução nº 015, de 03 de março de 2015.

Resolução nº 015, de 03 de março de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Eficiência energética

Eficiência energética Eficiência energética A realização de pesquisas para otimizar a utilização da energia elétrica faz parte da postura sustentável adotada pelas empresas Eletrobras. Conheça nas próximas páginas as principais

Leia mais

Tecnologia, qualidade e energia a serviço da economia

Tecnologia, qualidade e energia a serviço da economia Tecnologia, qualidade e energia a serviço da economia Tecnologia, qualidade e energia a serviço da economia Fundada em 1988, a Engelétrica acompanhou a evolução do setor de energia elétrica e procurou

Leia mais

SENAI - CE CFP - Waldyr Diogo de Siqueira - WDS

SENAI - CE CFP - Waldyr Diogo de Siqueira - WDS Unidade Escolar CNPJ Razão Social Nome de Fantasia Esfera Administrativa Endereço (Rua, No) Cidade/UF/CEP Telefone/Fax E-mail de Contato Site da Unidade Área do Plano 03.768.202/0006-80 SENAI - CFP - Waldyr

Leia mais

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO

PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO PLANO DE CURSO SIMPLIFICADO CURSO: Montador de Equipamentos Eletroeletrônicos 200 horas ÁREA: ELETROELTRÔNICA MODALIDADE: QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE(S) HABILITADA(S): CETEC - Araguaina Plano de

Leia mais

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRDI Comissão Permanente de Magistério - COPEMA Edital nº 06/2011 Retificação de 07 de julho de 2011

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRDI Comissão Permanente de Magistério - COPEMA Edital nº 06/2011 Retificação de 07 de julho de 2011 Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional - PRDI Comissão Permanente de Magistério - COPEMA Edital nº 06/2011 Retificação de 07 de julho de 2011 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO FUNDAMENTOS EM EDUCAÇÃO (Comum

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1 Semestre

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico 1 Semestre Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico 1 Semestre Etec: DR. JÚLIO CARDOSO Código: 078 Município: Franca Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

// catálogo de FOrmaçãO

// catálogo de FOrmaçãO // catálogo de FOrmaçãO 2010 /2011 AF_cataĺogo_final.indd 1 // índice 3 CFT - CENTRO DE FORMAÇÃO TÉCNICA 5 Formação é peça fundamental! 6 ENERGIA SOLAR TÉRMICA (Profissionais de Distribuição) 7 ENERGIA

Leia mais

DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS

DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS COSTA FILHO, UFPB, Professor Orientador, Aluisio, Aluisio@ct.ufpb.br. NEVES, UFPB, Discente bolsista, Ana Marília Andrade, contato@anamarilia.com.br.

Leia mais

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES

MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS (NORMAS E DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS, ESPECIFICAÇÕES E PLANILHA) MUSEU DAS TELECOMUNICAÇÕES ELABORAÇÃO, APROVAÇÃO, DETALHAMENTO E DESENVOLVIMENTO DOS PROJETOS

Leia mais

PLANO DE CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA ESCOLA TÉCNICA SENAI CABO OHSAS 18001 -

PLANO DE CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA ESCOLA TÉCNICA SENAI CABO OHSAS 18001 - DOC-3--192 1 de 84 NBR ISO 90:2008 7.1 / 7.3 / 7.5 / 8.1 NBR ISO 140 - OHSAS 180 - NBR ISO/IEC 17025 - HISTÓRICO DAS REVISÕES DESCRIÇÃO 00 22/12/24 Emissão Inicial 16/10/25 NBR ISO/IEC 17024 - Inclusão

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO ENSINO A DISTÂNCIA (EAD) DE PEDAGOGIA (LICENCIATURA) 1. COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades de

Leia mais

NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Eng. Joaquim Gomes Pereira ------------ Ministério do Trabalho e Emprego DRT/SP 1 NOVA NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 NOVA NORMA REGULAMENTADORA Nº

Leia mais

MANUAL ORIENTATIVO DE FISCALIZAÇÃO CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO MODALIDADE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO

MANUAL ORIENTATIVO DE FISCALIZAÇÃO CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO MODALIDADE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO MANUAL ORIENTATIVO DE FISCALIZAÇÃO CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO MODALIDADE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO Laudo Ergonômico Laudo de Periculosidade/Insalubridade Laudo

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5.154/04 e Lei Federal nº 11.741/2008) PLANO DE CURSO Área: Manutenção Mecânica

Leia mais

Cod.Disc Requisito Administração 252 2 Matemática Financeira 3114 Matemática 3531

Cod.Disc Requisito Administração 252 2 Matemática Financeira 3114 Matemática 3531 Curso Grade Periodo Disciplina Cod.Disc Disciplina Requisito Cod.Disc Requisito Administração 22 2 Matemática Financeira 11 Matemática 1 22 Total Contabilidade Gerencial 111 Contabilidade Geral 09 Administração

Leia mais

Infra estrutura precária Máquinas e Equipamentos

Infra estrutura precária Máquinas e Equipamentos Variável: Infra estrutura precária Máquinas e Equipamentos Participantes do Aprofundamento da Variável: Coordenador: Mário Vinícius Bueno Cerâmica Betel - Uruaçu-Go Colaboradores: Juarez Rodrigues dos

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO. NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade. 1. Introdução. 2. Porque da importância da NR-10

BOLETIM TÉCNICO. NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade. 1. Introdução. 2. Porque da importância da NR-10 NR-10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade 1. Introdução A Norma Regulamentadora n 10 é um documento que descreve um conjunto de procedimentos e requisitos para as atividades que envolvem

Leia mais

PPRA Mitos e Verdades Como Elaborar. Prof. Ricardo Henrique de L Silva

PPRA Mitos e Verdades Como Elaborar. Prof. Ricardo Henrique de L Silva Classificação Conceito de Higiene dos riscos Industrial ambientais PPRA Mitos e Verdades Como Elaborar Prof. Ricardo Henrique de L Silva ricardo.henrique@caruaru.ifpe.edu.br O QUE O PPRA? PARA QUE SERVE

Leia mais

Analise as Normas Regulamentadoras abaixo e apresente parecer sucinto comparando atendimento de cada item pela empresa.

Analise as Normas Regulamentadoras abaixo e apresente parecer sucinto comparando atendimento de cada item pela empresa. Analise as Normas Regulamentadoras abaixo e apresente parecer sucinto comparando atendimento de cada item pela empresa. NR 01 - Disposições Gerais Descrever alguns tópicos do que cabe ao empregador. Verificar

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE 3.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE 3.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: ARQUITETURA E URBANISMO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 05 (CINCO) ANOS LETIVOS MÍNIMO: 05 (CINCO) ANOS LETIVOS A) TEMPO TOTAL:

Leia mais