ÍNDICE. Softmatic - Sistemas Automáticos de Informática Ltda.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE. Softmatic - Sistemas Automáticos de Informática Ltda."

Transcrição

1 FOLHA PHOENIX

2 ÍNDICE Introdução a Folha de Pagamento... 7 Informações Técnicas... 7 Gerenciador de Banco de Dados... 7 Arquivos que compõe o Btrieve... 7 Tamanho do Arquivo executável... 7 Configuração Mínima requerida... 8 Recomendado... 8 Compartilhamento na Rede... 8 Compartilhamento no Windows Compartilhamento no Windows Compartilhamento no Windows XP Compartilhamento no Windows Vista Mapeamento na Rede Instalação de Impressoras na Rede Como baixar os sistemas da internet Processo para Download: BACKUP PHOENIX (NOVO) Processos para "Backup" Pasta Geral Pasta Empresas Pasta DefRel PROCESSOS PARA RESTAURAÇÃO DIVIDIR /JUNTAR ARQUIVOS DE DISQUETES REGRAS PARA NOMEAÇÃO DOS ARQUIVOS DE BACKUP SENHA DE SEGURANÇA MENU ARQUIVOS Empresas Janela Geral Janela Folha ATIVAR EMPRESA LOCAL DE TRABALHO DEPARTAMENTO /SEÇÃO / SETOR FUNCIONÁRIOS Janela Dados Cadastrais Janela Dados Contratuais Janela Dados Oficiais Janela Documentos / DocumentosCont

3 AFASTAMENTOS HISTÓRICO DE ACIDENTES DE TRABALHO Janela Dados do Acidente Janela Testemunhas HISTÓRICO DO PPP Janela CAT Registrado Janela Lotação e Atribuição Janela Exposição a Fatores de Riscos Janela Compl. Exposição a Fatores de Riscos Janela Exames Médicos Janela Dados Complementares Histórico de Atividades (Anexos) Explicações Gerais Anexos a partir de 01/ TRANSFERÊNCIA SÓCIOS Janela Dados Cadastrais Janela Códigos Oficiais Histórico de Atividades (Anexos) AUTÔNOMOS Janela Dados Cadastrais Janela Documentos Histórico de Atividade (Anexos) COOPERADOS Janela Dados Cadastrais Janela Documentos DOMÉSTICOS Janela Dados Cadastrais Janela Códigos Oficiais Janela Dados FGTS Janela Documentos RESPONSÁVEIS EVENTOS CONTMATIC EVENTOS DO USUÁRIO Janela Script Phbasic

4 SINDICATOS Sindicatos de Funcionários Categorias Pisos Normativos Categorias Pisos Normativos Cláusulas Convencionadas Histórico de Apuração de Médias Dias Não Considerados nas Férias Sindicato Patronal Tabela de Contribuição Sindical Patronal BANCOS VALE TRANSPORTE Composição Facial CONVENIOS- ASSISTÊNCIA A SAÚDE TABELAS Tabela IR/ INSS/ Salário Família Tabela de Contribuinte Individual Dados Mensais GFIP Cadastro de Compensações Lançamentos de Resíduos Anteriores Salário Aula Salário Tarefa Tabela de Cargos Descritivo de Advertência Descritivo de Suspensão Receitas Auferidas Receita Bruta Confirmada Receita Bruta Total Confirmada Receitas de Empresas TI/TIC e Outras Atividades Histórico Fator Acidentário de Prevenção PARÂMETROS POR EMPRESA PARÂMETROS PPP CALENDÁRIOS HORÁRIOS TABELA DE INTEGRAÇÃO CONTÁBIL CADASTRO DE USUÁRIOS

5 MENU LANÇAMENTOS Lançamentos Automáticos Gerais do Usuário Lançamentos Automáticos Por Empresa Lançamentos Automáticos Por Sindicato Lançamentos Automáticos Por Funcionários, Sócios, Autônomos e Cooperados Funcionário e Sócios: Autônomos e Cooperados: Lançamentos Automáticos Por Doméstico LANÇAMENTOS FUNCIONÁRIOS LANÇAMENTO SÓCIOS AUTÔNOMOS DOMÉSTICOS RATEIO POR LOCAL Processo para processar uma Folha de Pagamento Rateada Para efetuar o rateio do 13º Salário 2ª parcela, clique no campo Rateio de 13º Salário ESCALA DE REVEZAMENTO VALE TRANSPORTE Manuais Avulsos MENU CÁLCULOS Férias RESCISÕES MENSAIS RESCISÕES COMPLEMENTARES Parte Superior: Parte Inferior: Lançamento de Eventos Complementares Cálculo das Rescisões Complementares Lançamento de Médias Complementares: Lançamento de eventos complementares: IMPRESSÃO DO DARF IMPRESSÃO DA GPS EMPRESA INTEGRAÇÃO COM GRRF INTEGRAÇÃO DO SEFIP RPS Cálculo de Recibos ATUALIZAÇÃO DE SALÁRIOS Parâmetros do Reajuste: Janela Percentuais/Valores Aplicação PROCESSAMENTO (FOLHAS)

6 ENCERRAMENTO DE MÊS VALE TRANSPORTE MENU GUIAS MENU RELATÓRIOS EMISSÃO DE ETIQUETAS CONFIGURAÇÃO DE LAYOUTS MENU PERSONALIZADOS MENU INTEGRAÇÕES SEFIP 8x GRRF CAGED INTEGRAÇÃO BANCÁRIA HOLERITE ELETRÔNICO INTEGRAÇÃO CONTÁBIL INTEGRAÇÃO ORION PONTO ELETRÔNICO Tela inicial da Integração INSTRUÇÕES NORMATIVAS Instrução Normativa R.F. 86/ PORTARIA 58/2005 (IN 12/2006) MPAS/SRP LEI COMPLEMENTAR MPT 75/ EXPORTAÇÃO VALE TRANSPORTE Recibo de Pagamento / Arquivo ANUAIS MENU UTILITÁRIOS Seleção Geral dos Relatórios Montar Fila Importação de Dados (Conversões) Exportação de Dados (Ponto Eletrônico) MENU CRM WEB CLOUD MENU AJUDA Assistente de Operação Suporte Interativo Novidades Sobre a Folha Phoenix

7 Introdução a Folha de Pagamento O Sistema Folha Phoenix esta preparado para efetuar cálculos pertinentes a funcionários, sócios, autônomos, domésticos, cooperados, professores e tarefeiros. É um sistema integrado com os outros sistemas da linha Phoenix como a Contabilidade e Escrita Fiscal, sendo assim, é possível que o sistema alimente algumas rotinas pertencentes a estes sistemas. Hoje em dia também se faz necessário a integração com alguns sistemas do governo como SEFIP, CAGED. RAIS, GRRF, DIRF, DIPJ e algumas Instruções Normativas, integrações as quais, o nosso sistema se encontra preparado. Referente aos cálculos, basicamente calculamos, folha de pagamento, adiantamento, rescisão, férias individuais e coletivas, 13º Salário 1ª e 2ª parcelas, folha de participação nos lucros, folha de pró-labore e adiantamento para sócio, folha de doméstico, rescisão de doméstico, férias de doméstico, autônomo, cooperado, vale transporte, etc. Informações Técnicas Linguagem de Programação Delphi Gerenciador de Banco de Dados Btrieve Versão 6.15 Arquivos que compõe o Btrieve W32mkrc.dll Wbtrv32.dll W32mkde.exe Obs.: Esses arquivos se encontram na pasta \Windows\system no Windows 98, na pasta \Winnt\system32 no Windows 2000 e na pasta \Windows\system32 no XP, Vista e Tamanho do Arquivo executável Folha de Pagamento Kb Gescon Gerenciamento de escritório Kb G5 Escrita Fiscal Kb Contábil Kb JR Imposto de Renda Kb ADM Administrador de Escritório Kb ENFS Emissor de Notas Fiscais Serviço Kb Visual Visualizador de relatórios Kb STO Totalizador de lançamentos Kb SRI Transmissão de Relatórios Kb 7

8 Configuração Mínima requerida Processador Ghz Memória Mb Espaço em Disco Gb Recomendado Processador Ghz Memória Mb Espaço em Disco Gb Compartilhamento na Redee Primeiramente vamos verificar como se compartilha pastas em alguns Sistemas Operacionais (Ex: Windows 98, Windows XP, etc.) ). SO Compartilhamento no Windows 98 Paraa compartilharmos uma pasta ou um disco no Windows 98, primeiramente devemos saber qual ou quais as pastas que serão compartilhadas. No nosso exemplo iremos compartilhar uma pasta chamada dados que está no C: da máquina C:\dados. Após clicar em Compartilhamento aparecerá esta tela Devemos selecionar Compartilhado como, colocar o Tipo de acesso como Completo. dar o nome do compartilhamento e 8

9 Compartilhamento no Windows 2000 Neste caso compartilharemos o C: da máquina no Windows 2000, porém funciona normalmente para compartilhamento de pastas. Primeiramente clicaremos com o botão direito do mouse no C: da máquina e vamos em propriedades, aparecerá à seguinte tela: Clique no botão novo compartilhamentoo será aberto uma novaa tela para compartilhamento Após definir o nome do novoo compartilhamento clique em permissões para definir que tipo terá. Aqui será definido que tipoo de permissão os usuários terãoo neste compartilhamento: "Controle Total" "Alteração" e "Somente Leitura". No caso acima todos os usuárioss terão acesso ao C: da máquina.. 9

10 Compartilhamento no Windows XP Agora no Windows XP, iremos compartilhar a pasta Dados que se encontra dentro do C: da máquina. Da mesma forma entramos no \Meu Computador\ C: encontraremos a pasta Dados. Nesta tela devemos marca as seguintes opções: O item Compartilhar esta pasta na rede", o sistema o nome automaticamente ira trazer do compartilhamento com o nome da pasta que está sendo compartilhac ada. E a opção Permitir que usuários daa rede alterem meus marcada sem ela o programa Phoenixx não irá funcionar. arquivos também deve ser Compartilhamento no Windows Vistaa No Windows Vista, iremos compartilhar a pasta da máquina. Dados que se encontra dentro do C: Desta vez entraremos o item Computador encontrado quando clicamoss na bandeira do Windows, antigo iniciarr nas versões anteriores, lá encontraremos o C: da máquina e dentroo dela a pasta Dados. Clicaremos com o botão direito do mouse na pastaa Dados e depois em compartilhamento: Aqui devemos adicionar os usuários que possuem permissão paraa acessar caso o usuário não esteja na lista esta pasta deveremos adicioná-lo. O usuário administrador do Windowss Vista será o Proprietário, os demais usuários deverão ter permissão de Parceiros, conforme demonstrado abaixo. 10

11 Mapeamento na Rede O mapeamento é semelhante em todos os SO s, (Sistemas Operacionais) da Microsoft, no nosso caso faremos o mapeamento de um Windows Vista. Devemos clicar na bandeira do Windows, antigo iniciar nas versões anteriores, e acessar o item Rede, no Windows XPP a rede é acessadaa pelo ícone Meus Locais de Rede, já no Windows 98, o ícone é o Ambiente de Rede. Serão exibidos os computadores que pertencem aoo mesmo grupo de trabalho que esta máquina, após isso, localizaremoss a máquinaa desejada. Agora clicaremos duas vezes com o botão esquerdo do mouse no Computador VISTA-PC e aparecerão computador. as pastas compartilhadas deste Após isso clicaremos com o botão direito do mouse na pasta que desejamos mapear, no nosso caso é a pasta C, depois selecionamos Mapear Unidade de Rede, será apresentada esta tela. Nesta tela selecionaremos a letra que representará nosso n mapeamento e marcaremos a opção Reconectar-se durante o logon. 11

12 Instalação de Impressorass na Rede Para impressoras matriciais, o G5, JRR e o Contábil imprimem via MSDOS, portanto devemos também capturar a portaa de impressora após a instalação, seria como direcionar o local onde o se encontra a LPT1 que a porta na quall iremos imprimir. Para instalarmoss a impressora primeiramente devemos saber qual o nome da máquina onde estáá esta impressora, então acessaremos a rede clicando na bandeira do Windows, antigo iniciar nas versões anteriores, e acessar o item Rede, no Windows XP a rede é acessada peloo ícone Meus Locaiss de Rede, já no Windows 98, o ícone é o Ambientee de Rede. Agora clicaremos no computador que possui a impressora desejada e clicamos duas vezes com o botãoo esquerdoo do mouse, no nosso caso a impressora está na máquina Eder. Ao acessar a a máquina Eder encontramos as pastas e impressoras compartilhadas destee computador. Clicando duas vezess com o botão esquerdo do mouse encima impressora desejada, que neste caso é a EpsonLX. Para capturar uma porta de impressora na REDE deve-se usar um comando no Prompt de Comando, peloo fato de não existir mais o DOS no Windows 2000, XP, 2003 Server, Vista. Para acessar o Prompt de Comando, clicamos em /Iniciar /executar e digitamos o comando command para Windows 98, cmd para Windows XP e 2003 Server. No Windows Vista temos que clicar na bandeira do Windows, antigo iniciar nas versões anteriores, e digitar no campo Iniciar Pesquisa o comando cmd. Após entrar no Prompt digitar: net use lpt1: \\ Nome doo Computador\nome compartilhamento /persistent: yes y do Paraa desfazer o comando: net use LPT1: /delete 12

13 Nome do Computador = Nome do computador que a impressora esta conectada Impressora = Nome da impressora compartilhada Obs.: Este comando serve apenas para impressoras Matriciais, as Jatoo de Tinta e Laser não precisam deste comando para imprimir via rede, e os campos Nome do Computador e Impressora não devem possuir caracteres especiais, e espaço. Comoo baixar os sistemas da internett Entrarr em e na área de clientes após digitar o código de clientee e senha, irá mostrar as versões disponíveis para seu código. Os arquivos na internet são compactados para diminuirr o tamanho, agilizandoo o Download. 13

14 Processo para Download: 1- Entre na área de clientes e digitee o código sem o dígito. 2- Selecione o sistema o qual deseja efetuar o download. (Ao clicar no arquivo será aberta uma tela conforme abaixo) 3- Ao clicar em salvar será aberta uma tela para indicar o local onde seráá salvo o arquivo. 4- Fazer o processo para todos os arquivos do programa selecionado, salvando todos no mesmo local. 5- Após concluir o download, entre no local onde foi salvos oss arquivos e clique duas vezes sobre cada arquivo salvo. 6- Será aberta uma tela com algumas instruções, ondee será mostrado a versão do sistema e local onde será descompactado a instalação, como a tela abaixo. 7- Clique em OK 8- Após este processo será criada dentro da pasta Phoenix uma pasta de acordo com o sistema que foi efetuado o Download, por exemplo, a Folha, será criada uma pasta Folha onde dentroo desta pasta estará os arquivos de instalação, instalar.exe, instalar. W02, etc. Estes arquivos podem se copiadoss para disquete ou instalados diretamente. 14

15 BACKUP PHOENIX (NOVO) Para acessar o backup Phoenix, clique no ícone de Backup na área de Trabalho do computador. Através desta ferramentaa será efetuar o backup ou restaurá-lo. possível A fim de garantirr o sucesso nos processos de backup e restauração e a integridadee dos arquivos de dados copiados e restaurados, será necessário fechar todos os sistemass da linha Phoenix. Tipo de Ação: Primeiro item encontrado na tela inicial do Backup, é através dessa opção que define-se o que deseja fazer f no sistema. Para fazer o backup (gerar cópia de segurança) de arquivos dos sistemas Phoenix, mantenha selecionada a opção "Backup". Já para restaurar um backup feito anteriormente através do Backup Phoenix, selecione a opção "Restauração". De acordo com a opção selecionada, a tela sofrerá algumas alterações, portanto, as explicações serão divididas em duas etapas: "Processoss para Backup" e "Processoss para Restauração". Processos para "Backup" Local onde o arquivo de backup será gravado: Informe o local onde deseja que o arquivo gerado pelo Backup seja gravado. Somente após a definiçãoo do local onde o arquivo será gravado é que os outros itens serão disponibiliza ados. Local de origem dos dados: Exibirá o local onde o sistemaa está instalado que, por sua vez, é onde buscará as pastas "Geral",, "Empresas" e "DefRel" para seleção dos arquivos de dados a serem selecionados para o backup. Sistemas Phoenix: Nesta opção selecione o sistema o qual deseja d efetuar o backup. Obs.: Pode-se selecionar quantos sistemas desejar. Tipo de Cópia: Neste item defini-se quais pastas deseja efetuar o backup, ou seja, se os arquivos se encontram na pasta Geral ou na pastaa Empresas. Seleção de Empresas: Este item será habilitado se selecionado a opção "Pasta Empresas" no "Tipo de Cópia". Selecione se desejar quee os arquivos de todas as 15

16 empresas sejam backupeados, selecionando a opção "todas", ou se desejar selecionar a(s) empresa(s) que necessita, optandoo por "Empresa(s) Específica(s)". Caso selecione a segunda opção, um botão para seleçãoo de empresas será habilitado. Ano Base: Este item será habilitado quando marcado a opção "Pasta Empresas" no "Tipo de Cópia". Se selecionar a opção "Todos" estará informandoo que desejaa fazer backup da movimentação de todos os anos da(s) empresa(s) selecionada(s). Casoo precise somente de um único ano, opte pelo item "Ano Específico" e selecione o ano desejado. Botãoo "Atualizar Lista": Montado o filtro dos arquivos a serem listados, ou a cada alteração, clique no botão "Atualizar Lista" para que sejamm listados todos os arquivos encontrados no computadorr (no local indicado no item "Local de Origem dos Dados" - canto superior direito da tela inicial) quee satisfaçam à seleção. Botãoo "Processar": Concluída a seleção dos arquivos paraa cópia de segurança, basta clicar no botão processar para que o sistema inicie o processoo de Backup. Ao lado aparece a tela de backup, a todas qual as serão dadas informações necessárias sobre o processo, tais como: nome e local do arquivo gerado, sendo que o nome do arquivo de backup será automaticamentee atribuído pelo sistema. Ao finalizar o processo, será possível mprimir a lista de arquivos de dados copiados, através do botãoo "Imprimir Lista". Também será possível refazer o processo (através do botão "Processar"), caso tenha havido algum problema ou voltando à tela inicial do sistema (clicar no botão "Voltar") para fazer outro backup ou alguma restauração. Veja relação de regras para nomeação dos arquivos de backup no final deste manual. Pasta que contém os arquivos dos Sistemas Phoenix 1 Pasta Geral Nesta pasta ficam os arquivos de cadastros gerais, ou seja, os arquivos que são comuns a várias empresas, e ainda os cadastros de todas as empresas. Ex: Eventos, Tabela de INSS, Cargos, Sindicatos, etc... 16

17 2- Pasta Empresas Nesta pasta ficam os cadastros individuais de cada empresaa tais como: Ex: Cadastro de Funcionários, Salários dos Funcionários s, Dependentes, etc Pasta DefRel Nesta pasta ficam todos os relatórios r criados no Menu Personalizados, através do Gerador de Formulários. PROCESSOS PARA RESTAURAÇÃOO Quando o tipo de ação selecionada naa tela inicial do backup for "Restauração" deve-se seguir as explicações abaixo: Local onde se encontra o arquivo dee backup: Deverá serr selecionado o local onde o Backup Phoenix deverá buscar o arquivo a ser restaurado. Após A a seleção do local onde se encontra o arquivo, será disponibilizado o botão "Carregar Arquivo". Este item é fundamental paraa iniciar à seleção doss arquivos a serem restaurados. Somente após sua definição é que os outros itens i serãoo disponibilizados, de acordo comm os arquivos de dados encontrados no arquivo de backup escolhido. Local de destino dos dados: Exibe o local onde o sistema está instalado e que, por sua vez, receberá os arquivos a serem restaurados. Caso as pastas onde os arquivos forem restaurados não sejam encontradas e haja a necessidade, serão automaticamentee criadas durante o processo de restauração. Botãoo "Carregar Arquivo": Disponibilizará a lista contendo somente os arquivos de backup encontrados no local definido, "Local onde se encontra o arquivo de backup".. Ao selecionar o arquivo de backup desejado, todos os arquivos de dados nele contidos serão listados na tela principal e as opções de filtro serão habilitadas de acordo com os arquivos de dados encontrados. Acima da lista de arquivos,, será exibido o nome do arquivo de backup escolhido. Sistemas Phoenix: Marcando ou desmarcando qualquer sistema, s automaticamente a lista de arquivos de dados será atualizada, disponibilizando, para restauração, apenas os arquivos utilizados pelos sistemas selecionados. Tipo de Restauração: Assim comoo para o backup, neste n item pode-se definir quais pastas são os arquivos que deseja restaurar. Casoo não haja, no arquivo de backup, arquivos de dados de uso geral, a opção "Pasta Geral" será desabilitada, e o mesmo acontecerá com a opção "Pasta Empresas", caso não sejam encontrados arquivos de movimentação de empresas. Seleção de Empresas: Caso a opção "Pasta esteja habilitada, será disponibilizadaa a opção Empresas" do "Tipo de Restauração" "Empresa(s) Específica(s)", para que possam ser filtrados somente os arquivos das empresas desejadas. E, se forem localizados arquivos de mais de umaa empresa, será também disponibilizada a opção 17

18 "Todas" para que sejam listados todos os arquivos de empresass localizados no arquivo de backup a ser restaurado. r Para a seleção de empresas específicas, deve-see clicar no botão b "selecionar" e, marcar somente as empresas desejadas. Ano Base: Assim como para o item "Seleção de Empresas a opção "Todos" os anos será habilitada quando encontrarr arquivos de dados eferente a movimentação de empresas de mais de um ano. Será habilitado o itemm "Ano Específico" quando encontrar, pelo menos um arquivo dee movimentação de empresa de um determinado ano. Optando por todos os anos, todoss os arquivos de movimentação encontrados serão listados, caso contrário, participarão da lista somente os arquivos de movimentação do ano selecionado. Botãoo "Processar": Concluída a seleção dos arquivos a serem restaurados, bastaa clicar no botão processar para que o sistema inicie o processo de RestauraçãoR o. Na tela ao la do aparecerá durante o processo, a qual serão dadas todas as informações necessáriass sobree a restauração, tais como: nome e local onde foi gravado cadaa arquivo restaurador e erro encontrado, caso haja algum. Ao finalizar o processo, será possível imprimir a lista dos arquivos de dados restaurados, através do botão "Imprimir Lista". Também será possível refazer o processo (através do botão "Processar"), caso tenha havido algum problema ouu voltar à tela inicial do sistema (clicando no botão "Voltar") para outra restauração ou algum backup. DIVIDIR /JUNTAR ARQUIVOS DE DISQUETES Quando a seleção de d arquivoss de dados para backup envolver uma grandee quantidade de arquivos, o arquivo de backupp não poderá ser diretamente gravadoo em disquetes. Para tanto, será disponibilizada, no Backup Phoenix, a opção de se dividir um arquivo de backup, já gerado, em quantos disquetes forem necessários e juntá-lnecessidade de restaurá-los. Para que se divida um arquivoo de backup, um novamente quando houver a outro arquivo para armazená-lo será criado, o que será feito através do botãoo "Dividir Arquivo em Disquetes", disponível quando o tipo de ação selecionado for "Backup". Ao clicar no "Dividir Arquivo em Disquetes", a seguinte tela aparecerá: Nesta tela deverão ser definidos, respectivamente, o arquivo a ser divido, o drive onde se encontra o disquete e o nome que será dado ao arquivo gerado. 18

19 Exemplo: Supondo que tenha sido feitoo um backup de todos os arquivoss da pasta geral e pasta empresa completa (todas( as empresas e todos os o anos). Devido a grande abrangência de arquivos selecionados, não poderá ser feito diretamente em disquetes. Por esse motivo, o local selecionado para gravação do arquivo de backup será, por exemplo, C:\Phoenix\ArquivosBackup.. Depois de processado o backup, o arquivo GERALEMP.BK (que receberá esse nome devido às opções de filtro - conforme demonstrado no tópico "Regras para nomeação de arquivos dee Backup") ) será encontrado na pasta citada. Para quee este backup possa então ser armazenado em disquete, o recurso de se dividir o arquivo em disquetes deverá ser utilizado e, na tela t de divisão de arquivos, mostrada acima, serão informados: - no item "Arquivo a ser dividido em disquetes": C:\Phoenix\ArquivosBackup\ GeralEmp.BK; - em "drive onde o arquivo será gravado", selecione o drive ondee se encontra o disquete. (A:, por exemplo) e para o "Nome do arquivo divido" ", qualquer nome que se julgue conveniente, com no máximo 8 caracteres (por exemplo, GEMPBK). Confirmados os dados, o arquivo GERALEMP.BK será divido em quantos disquetes forem necessários e neles será encontrado com o nome GEMPBK.BKP. Para que possa restaurarr o conteúdo de um arquivo de backup dividido, faz-se necessário juntá-lo primeiramente, através do botão "Juntar Arquivo de Disquetes" após ter selecionado a opçãoo "Restauração" no item "Tipo de Ação". Deverá ser informado o arquivo a ser juntado e o local onde deseja gravá-lo. Exemplo: Caso seja necessário restaurar, por exemplo, a pasta geral do arquivo GERALEMP.BK dividido em disquetes conforme exemplo acima, devemm ser informados: Na opção "Arquivo a ser juntado", A:\GEMPBK.BKP e, como c "Local para gravação do arquivo", qualquer pastaa a qual deseje que o arquivo GERALEMPG P.BK seja juntado (C:\TempBK, por exemplo). REGRAS PARA NOMEAÇÃO DOS ARQUIVOS DE BACKUPP Os arquivos de backup são automaticamente nomeados pelo Backup Phoenix obedecendo a algumas regras que facilitam o conhecimento dos arquivos de dados nele contidos, conforme tabela a seguir: PASTA Geral x x x x SELEÇÃO DE EMPRESAS Todas Específica x x 1 ANO BASEE Todos Específico E x 1 x ARQUIVO Nome GERAL.BK GERALEMP.BK GERALEMP.03 APELIDO.GBK 19

20 x x x >1 1 >1 x x 1 >1 1 >1 Obs: As extensões que contém "03" são meramente exemplos. Este número representará o ano selecionado, ou seja, 03 para 2003, 04 para 2004, 99 para p 1999 e assim por diante. E, para o caso dos exemplos que contém o texto " APELIDO", serão atribuídos os apelidos cadastrados paraa a empresa específica no seu cadastro de empresas.. Todos os outros textos dos exemplos representam exatamente o que será atribuído ao nome do arquivo de backup. x x x x x x x x x EMPRESAS.GBK APELIDO.G03 EMPRESAS.G03 EMPRESAS.TBK EMPRESAS.T03 APELIDO.BK EMPRESAS.BK APELIDO.03 EMPRESAS.03 SENHA DE SEGURANÇA O programa Folha Phoenix possui senha de segurança por módulo de trabalho. Ao iniciarmos o sistema Folha Phoenix, será solicitado o Usuário e a Senha, onde informaremoss inicialmente a sigla SUPER para o campo Usuário e 123 para o campo SENHA, pois estee é o usuário administrativo do sistema que acompanha a instalação. Recomendamos que a primeira providência a ser tomada seja alterar a senha do usuário SUPER no menu ARQUIVOS / CONTROLE DE ACESSOS (Usuários( e Senhas) / ALTERAÇÃO DE SENHA, assim, estaremoss garantindo que somente o responsável terá controle sobre o acesso total do sistema. O passo seguintee é cadastrar para os usuários que terão acesso a folha de pagamento, suas senhas, definindo os módulos que cada usuário terá acesso. Acessando o menu ARQUIVOS / CONTROLE DE ACESSOS (Usuários e Senhas). MENU ARQUIVOS Para efetuar os cadastros necessários para elaborarr uma Folha de Pagamento acessee o Menu Arquivos. Empresas 20

21 Para cadastrar as empresas, acesse o Menu ARQUIVOS/ EMPRESAS/ EMPRESAS. Obs.: Devido o cadastro da empresa ser integrado com outros sistemas da linha Phoenix, (Contábil, G5, IRPJ, GESCON e o ADM), existem campos que não são pertinentes a Folha de Pagamento, neste caso, não irão interferir nos cadastros referentes à Folha de Pagamento. Janelaa Geral Apelido: Apelido Será criado um empresa. É oportuno lembrar que uma vez definido o apelido da empresa este não poderá ser alterado, pois, o sistema gera os arquivos de banco de dados pelo apelido. Em seguida cadastre a Razão Social, Rua, Bairro, etc. apelido numérico ou o alfanumérico para cada Tipo de IRPJ: Esta informação se faz necessária para o cálculo do INSS patronal. (GPS) As empresas Optantes do Simples que pertencer às atividades dos Anexos I a IIII e V recolhem apenas o INSS descontado dos funcionários. Devido alteração referente ao SIMPLES NACIONAL, a empresa que pertencer às atividades dos Anexos IV ou Atividadess Concomitantes deverá marcar a opção: CONTR. PATRONAL INSS, para que o sistema calcule a parte patronal. Para selecionar a opção desejada tecle CTRL+ENTER simultaneamente. Data de Desativação: Esse campo deverá ser preenchido quando o a empresa não estiver mais ativaa no escritório evitandoo a exclusão da mesmaa no cadastro. Janelaa Folha Código FPAS: Selecione o código FPAS correspondente atividade a da empresa. Se o cadastro for de um Empregador Doméstico obrigatoriamente o FPAS deve ser 868. Código Uma Terceiros: vez 21

22 selecionado o código FPAS, a listagem de Terceiros que aparecerá será correspondente ao FPAS anteriormente indicado. Neste caso selecione o código de Terceiros correspondente ao FPAS da empresa. % RAT: Informe o percentual do RAT correspondente ao Grau de Risco da empresa (1 2 ou 3). O Grau de Risco é definido conforme a atividade da empresa. Código CEI: Caso a empresa possua CEI, informe o no. do CEI, o campo CNPJ deverá estar em branco. Código FGTS: Informe o código do FGTS da empresa. Este código encontra-se na GR pré-emitida que a CEF envia a sua empresa, porém, está informação não é mais utilizada para fins de recolhimento no SEFIP. Redução INSS Patronal e Terceiros- Empresa TI e TIC: Esse campo dever ser selecionado quando a empresa estiver enquadrada no Decreto 6.945/06 - Lei /2011 Redução INSS Patronal: Esse campo dever ser selecionado quando a empresa estiver enquadrada Lei /2011 Art.8º TIPI- Decreto 6.006/06 Código de Centralização: Selecione o código de centralização conforme o recolhimento do FGTS. 0- Estabelecimento que não Centralizam, (É quando o recolhimento do FGTS é efetuado na própria empresa) 1- Estabelecimento Centralizador do Recolhimento, (É quando a empresa é uma matriz e o recolhimento do FGTS das filiais é efetuado pela matriz.) 2- Estabelecimento Centralizado, (É quando a empresa é uma filial e o recolhimento do FGTS é efetuado pela matriz). Classe da Empresa: Selecione a classe da empresa (Única, Matriz/Filiais, Múltiplas). Categoria do Empregador: Selecione a categoria do Empregador conforme o tipo da empresa. C/C para integração / emissão de cheques: Selecione o banco, informe a conta corrente da empresa e o código para transferência bancária. Obs. O código de transferência bancária é utilizado pelas empresas que geram arquivo texto dos depósitos de salários dos funcionários. Este código é fornecido pelo banco. PAT: Caso a empresa seja participante do PAT selecione este item e em seguida tecle CTRL+ENTER e informe os percentuais do PAT. Esta informação será utilizada na RAIS. Código do Município: Informe o código do município onde a empresa está localizada. Este código será utilizado na RAIS e se encontra no Manual da RAIS. 1a. Declaração CAGED: Informe a data caso seja a 1a. vez que a empresa está entregando o CAGED. Caso já tenha sido entregue pelo menos uma vez, deixar este campo em branco. 22

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR

MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR MANUAL DE PROCEDIMENTO DA ROTINA DA RESCISÃO COMPLEMENTAR INTRODUÇÃO Trata-se de um recurso exclusivo para atender a necessidade de cálculos complementares de verbas rescisórias decorrentes de reajustes

Leia mais

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético)

Menu Relatórios. Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento. Folha Pagto (Meio Magnético) Folha Pagto ( Prov / Desctos.) Emissão da Folha de Pagamento Esta opção é responsável pela emissão da Folha de Pagamento dos funcionários com movimentação. A impressão poderá ser configurada com separações

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Softmatic Sistemas Integrados de Informática Rua Padre Estevão Pernet 215 Tatuapé - SP ENFS Phoenix Emissor de Notas Fiscais de Serviço Manual de Utilização Sumário ENFS Phoenix...1 Emissor de Notas Fiscais

Leia mais

Manual de Integração Contábil Folha Phoenix

Manual de Integração Contábil Folha Phoenix Manual de Integração Contábil Folha Phoenix Para iniciar a parametrização da Folha Phoenix com a finalidade da integração para o Contábil Phoenix ou Contábil de Terceiros, será necessário primeiro definir

Leia mais

Sistema de Folha de Pag amento SISfol

Sistema de Folha de Pag amento SISfol Sistema de Folha de Pag amento SISfol APOSTILA SISFOL CONTEÚDO DA APOSTILA CADASTRO GRUPOS E USUARIOS CADASTRO DE EMPRESA CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS CADASTRO DE EVENTOS PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS CADASTRO DE

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS

Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Instruções Folha de Pagamento Rotina 21 Instruções RAIS Informações Iniciais (Portaria Nº 7, de 3 Janeiro de 2012) o O prazo para a entrega da declaração da RAIS inicia-se no dia 17 de janeiro de 2012

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema SISTEMA FOLHA DE PAGAMENTO ADVANCED Características do Sistema Sistema multiusuário pleno. Sistema multiempresa sem limitações. Recursos e facilidades operacionais com eficiência, segurança e exatidão.

Leia mais

GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE

GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE GESCON PHOENIX MANUAL DE LUCRATIVIDADE ÍNDICE Conceito... 3 Quais os itens Considerados para a Apuração... 3 Formas de Cálculo de Lucratividade... 3 Parâmetro do Sistema... 4 Time Sheet... 4 Que Percentual

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO

ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO ROTEIRO BÁSICO PARA GERAR FOLHA DE PAGAMENTO Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Persona pode automatizar. Sem entrar em detalhes, você saberá

Leia mais

SST - PPP. 11.8.x. abril de 2015. Versão: 4.0

SST - PPP. 11.8.x. abril de 2015. Versão: 4.0 SST - PPP 11.8.x abril de 2015 Versão: 4.0 1 Sumário 1 Objetivo... 4 2 Como utilizar esse material em seus estudos de Atendimento Clínico... 4 3 Introdução... 5 4 PPP... 6 4.1 Principais botões do sistema...

Leia mais

ADM PHOENIX ADMINISTRADOR DE ESCRITÓRIO

ADM PHOENIX ADMINISTRADOR DE ESCRITÓRIO ADM PHOENIX ADMINISTRADOR DE ESCRITÓRIO Sumário Introdução...5 Configurações Mínimas para Utilização do ADM Phoenix...5 Como Baixar os Sistemas da Internet...7 Processo para Download...7 Executando o Arquivo

Leia mais

EXACTUS SOFTWARE LTDA

EXACTUS SOFTWARE LTDA Instruções para Geração do 13º Salário EXACTUS SOFTWARE LTDA SISTEMA - WINNER Edição 2009 Página 1 de 24 Londrina Paraná Edição 10/2009 COPYRIGHT Todos os direitos são reservados à Exactus Software Ltda.

Leia mais

GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO

GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO GUIA PRÁTICO NOVO FOLHA DE PAGAMENTO Este manual visa facilitar a integração entre o sistema Folha de Pagamento antigo e a nova versão do sistema Folha de Pagamento. O sistema foi reformulado e agora compartilha

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial

Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Sistema Folhamatic Apostila de Treinamento Presencial Autor: Equipe Treinamento Índice Central Folhamatic...4 Atualizador Automático... 4 Auto Backup... 4 Talkmatic Suporte Online... 4 Backup / Retorno

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA

ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA ROTEIRO OPERACIONAL DO SEFIP PLATAFORMA GRÁFICA ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...4 2. REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SEFIP...5 3. INICIANDO O SEFIP...7 4. IMPORTAÇÃO DE ARQUIVO DE FOLHA...8 4.1 IMPORTAÇÃO DO ARQUIVO

Leia mais

Manual do Usuário SUMÁRIO

Manual do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO VISUAL LIVRO CAIXA 1. Noções Gerais 1.1. Objetivo... 03 1.2. Sistema com Fundamento Legal Atualizado...03 1.3. Assistência Técnica... 03 1.3.1. Suporte Técnico... 03 1.3.2. Office Service... 03

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Rotina responsável pelo rastreamento de possíveis arquivos não indexados, danificados ou inexistentes. Este processo poderá

Leia mais

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas.

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas. 1 1. Duplicação das informações da empresa modelo Juntamente com a instalação da empresa modelo encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas a serem

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006

Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Boolean Sistemas 2 MANUAL DA ROTINA DE MENU DOS SISTEMAS Atualizado em Maio/2006 Empresas Especiais Suporte 2.01. Cadastro das empresas 2.02. Relação das empresas 2.03. Controle das emissões 2.04. Exclusão

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Noções Gerais: Pg. 02 Instruções para instalação Pg. 02 Ferramentas úteis Pg. 04 Menu Arquivos Empresas Usuárias Pg. 05 Ativar Empresa

Leia mais

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP Atualmente, a DpComp, visando ampliar a capacidade corporativa de seus clientes, acompanha a evolução tecnológica e trabalha hoje com o banco de dados MySQL, um dos bancos

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

Clique aqui para começar. Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS

Clique aqui para começar. Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS Clique aqui para começar Cartilha do Empregador Doméstico para emissão da GRF Guia de Recolhimento do FGTS Informações adicionais Você poderá navegar livremente na cartilha utilizando os botões localizados

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil. Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para tornar

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 36 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012

Manual de Procedimentos Sistemas Integrados Wsolução Módulo WFolha Geração do Arquivo da RAIS/2012 Indice Introdução...2 Conferindo os cadastros...2 Parâmetros Empresa...2 Cadastro de eventos...3 Centros de Custo (Obras)...3 Sindicatos...3 Funcionários...5 Gerando o arquivo para Rais...5 Outras informações

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012 Neste bip Contribuição Sindical dos empregados... 1 Alterações no Aviso Prévio conforme Circular MTE 10/2011... 2 Formas de contabilização da Escrita Fiscal... 3 Importação de Notas Fiscais de Serviço...

Leia mais

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial.

Nesta versão, foram disponibilizadas as alterações cadastrais relacionadas ao esocial. LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira.

SUPORTE TÉCNICO EBS. Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h00min às 19h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@sage.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe

Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Manual de Acesso e Utilização ao Safeweb enota NFSe Safeweb enota NFSe Sistema de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário - Versão 1.0.0 1. Sobre O enota NFSe é um sistema de emissão de Nota

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Manual Prático 13º Salário

Manual Prático 13º Salário Manual Prático 13º Salário 1/36 Índice 1. ROTINAS 13 SALÁRIO DOS SISTEMAS EBS... 4 1.1. Definições... 4 2. CONFIGURAÇÕES DE EVENTOS... 6 3. 1 PARCELA... 9 4. 2 PARCELA... 11 5. INFORMAÇÃO DE VALORES EXTRAS...

Leia mais

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0

INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 INDICE DO MÓDULO DE TREINAMENTO DA FOLHA DE PAGAMENTO PEGASUS FOR WINDOWS 2.0 I Acesso ao Sistema 1 - Como acessar o sistema 2 - Username e Password II Visão Geral 1 - Tela Principal 2 - Cadastros 3 -

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções

Problemas ao gerar SEFIP x Soluções Problemas ao gerar SEFIP x Soluções 1. Orientações cadastrais... 3 1.1. Empresas usuárias... 3 1.2. Departamentos... 3 1.2.1. SEFIP com o código 115 ou 905... 3 1.2.2. SEFIP com o código 150 ou 907...

Leia mais

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL IMPORTANTE Prezado Cliente, Atendimento On-Line (Via Internet). Estivemos trabalhando no desenvolvimento de uma ferramenta de atendimento que permitisse

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

Tabela de funcionalidades. Sage Folha de Pagamento. Tabela de Funcionalidades. Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório

Tabela de funcionalidades. Sage Folha de Pagamento. Tabela de Funcionalidades. Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Tabela de funcionalidades A disponibilidade da funcionalidade dependerá da modalidade do pacote 1 Com esta funcionalidade, é possível executar os

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Serviço de Informações Municipais Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e. Manual de Operação Versão 2.0

Serviço de Informações Municipais Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e. Manual de Operação Versão 2.0 Manual de Operação Versão 2.0 Índice de Operações 1. Apresentação...2 2. Solicitação de Uso da NFS-e...3 3. Consultar Andamento da Solicitação de Uso...5 4. Emitindo a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica...5

Leia mais

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Manual Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Sumário DASN-SIMEI 1. Definições...2 2. Acesso à Declaração...3 3. Apresentação do Programa...3 4. Requisitos Tecnológicos...4

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da RAIS 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Gestão de Pessoas - Windows

Gestão de Pessoas - Windows P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - Windows Módulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: 13º Salário Senior Sistemas S.A Rua São Paulo, 825 - Bairro Victor Konder - CEP 89012.001 - Blumenau/SC Fone:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NOTA NATALENSE ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...4 1. Acesso ao Portal do Sistema...7

Leia mais

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 Sumário 1. Nota Fiscal Eletrônica São Paulo... 3 2. Motivo da baixa... 9 3. Contrato Endereço para cobrança... 12 4. Vistoria... 13 5. Contas a pagar Controle de

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica Manual do módulo Hábil NFC-e Emissor de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica Hábil Empresarial 2014 by Ltda (0xx46) 3225-6234 I Hábil Empresarial NFC-e Índice 1 Cap. I Introdução 1 O que é... o Hábil NFC-e

Leia mais

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria

Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria Folha por Obra/Salário Construção Civil - Empreitada Total ou Obra Própria 1. Empresas usuárias... 2 1.1. Cadastro de empresas... 2 2.1. Cadastro de funcionários... 3 3. Departamentos... 4 3.1. Cadastro

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos:

Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos: Resumo das Características Técnicas e Funcionais do Sistema de Folha de Pagamentos: NGFolha NGNGFOL NGNGFO G NGNGF NG NGNG ANG NGN Principais Funcionalidades Geração da folha com processamento automático

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

Índice ...48...48. Módulo Empresa... Módulo Fiscal... ...8...8. Módulo Folha...28. Módulo Contabil... Integração Contabil...62...

Índice ...48...48. Módulo Empresa... Módulo Fiscal... ...8...8. Módulo Folha...28. Módulo Contabil... Integração Contabil...62... 1 2 Índice Módulo Empresa......4...4 Módulo Fiscal......8...8 Módulo Folha......28 Módulo Contabil......48...48 Integração Contabil......62...62 3 4 5 1. Cadastro de empresa Antes de iniciar os trabalhos

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL

Versão 1.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Ponto Legal. Manual do PONTO LEGAL Versão 1.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Ponto Legal Manual do PONTO LEGAL S O F T W A R E P A R A E M I S S Ã O D O R E L A T Ó R I O E S P E L H O D E P O N T O Manual do Ponto Legal Versão 1.0 Carbon

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

RAIS 2014 Relação Anual de. Informações Sociais

RAIS 2014 Relação Anual de. Informações Sociais RAIS 2014 Relação Anual de Informações Sociais Copyright 2013 1 Definição: Relação Anual de Informação Social: Todo estabelecimento deve fornecer ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por meio da

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

RSN Administrar FGTS/RJ

RSN Administrar FGTS/RJ RSN Administrar FGTS/RJ Índice Legislação Vigente Evolução Procedimental Percentuais Guias em utilização recolhimento regular SEFIP 8.4 - Importação de Folha e Entrada de dados SEFIP 8.4 - Dados do Movimento

Leia mais

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Manual de utilização do sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Sistema integrado de controle médico Acesso... 3 Menu principal... 4 Cadastrar... 6 Cadastro de pacientes... 6 Convênios... 10

Leia mais

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2011 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

Manual de Utilização SCI-Ponto

Manual de Utilização SCI-Ponto Manual de Utilização SCI-Ponto Sumário 1. Cadastro de Empregador... 2 2. Cadastro de Locais... 3 3. Cadastro de REPs... 3 4. Cadastro de Horário de Verão... 5 5. Cadastro de Funcionários... 6 6. Exportação

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica Memory Informática Tabela de Conteúdos Meu Usuário Meu Perfil --------------------------------------------------------- 4 Minha Empresa Configurar Minha Empresa -------------------------------------

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais