Gestão do Conhecimento e Cultura Organizacional Prof. Martius V. Rodriguez y Rodriguez

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão do Conhecimento e Cultura Organizacional Prof. Martius V. Rodriguez y Rodriguez"

Transcrição

1 e Cultura Organizacional Prof. Martius V. Rodriguez y Rodriguez Adriane Rangel Daniel Cossetti Gabriela Zarur Rosane Carvalho Vinícius Nunes

2 Conteúdo Identificação das Práticas de GCI Apresentação do Perfil da Empresa Aplicação da Metodologia PPS Pessoas Processos Sistêmico Identificação de Gaps Definição de atividades para correção dos Gaps Identificação do Estágio de implantação da GCI 1

3 Perfil da Empresa Os valores da Deloitte são as convicções que unem os colaboradores e criam uma cultura comum à empresa: Compromisso mútuo Reconhecer e recompensar a iniciativa e colaboração Adquirir e compartilhar conhecimentos Trabalhar com espírito de cooperação Estar aberto a novas ideias e perspectivas Capitalizar todos os aspectos da diversidade Unir diversidade de talentos e conhecimentos Oferecer soluções inovadoras 2

4 Identificação das Práticas de GCI Este trabalho tem como objetivo a análise das seguintes práticas de e Inovação: Incentivos a Inovação: Deloitte Innovation GCI através de banco de dados: KX (Knowledge Exchange) 3

5 Deloitte Innovation Apresentação de ideias inovadoras em resposta à desafios propostos pela empresa durante as quatro estações do ano. Compartilhamento da ideia na página do Território I9, o ambiente de colaboração e convite de outros participantes para desenvolvê-la. 4

6 Metodologia PPS Nonaka Takeuchi Conhecimento Tácito Conhecimento Tácito Socialização (conhecimento compartilhado) Identificação de deficiências e das dificuldades na execução de processos internos Reunião de brainstorm para desenvolvimento da solução Internalização (conhecimento operacional) A solução deixa de ser apenas conceito e se torna prática da empresa. Externalização (conhecimento conceitual) Documentação e registro da solução Combinação (conhecimento sistêmico) Divulgação de ideias no Território I9 Interferência colaborativa de outros funcionários Co-criaçao Conhecimento Explícito Conhecimento Explícito 5

7 Processo de GCI Criação Reunião de Brainstorm Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação 6

8 Processo de GCI Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação Registro e documentação da solução inovadora 7

9 Processo de GCI Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Apresentação de solução para empresa Disseminação 8

10 Processo de GCI Implantação da metodologia criada nos projetos da firma Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação 9

11 Modelo Sistêmico de Stuart Inovação e Reposicionamento Atuação Interna + Área de Negócio Redução de custos e de riscos Foco Operacional Foco Estratégico - + Ativos Intangíveis Rota de Crescimento Trajetória Parceiros + Ativos Tangíveis Atuação Externa + Reputação Legitimidade 10

12 Análise de Gaps Benefits Falta do engajamento dos colaboradores na prática. Limitações financeiras para investimentos no desenvolvimento das ideias. Resistência de gestores para a aplicação de soluções inovadoras. Gestão da mudança com objetivo de desenvolver uma cultura voltada para inovação. 11

13 Banco de dados KX: Knowledge Exchange Gestão do conhecimento através da intranet, onde a informação é disponibilizada e acessada por todos os níveis da empresa de maneira global. Neste espaço, todos os membros da firma podem compartilhar bibliografia, metodologias e templates desenvolvidos, que possam servir de base para atividades futuras. 12

14 Metodologia PPS Nonaka Takeuchi Conhecimento Tácito Conhecimento Tácito Socialização (conhecimento compartilhado) Levantamento das necessidades dos clientes Internalização (conhecimento operacional) Consulta e utilizaçao da documentação como refrencia para projetos futuros Externalização (conhecimento conceitual) Documentação da solução Combinação (conhecimento sistêmico) Compartilhamento dos documentos na rede para todos os níveis da empresa Conhecimento Explícito Conhecimento Explícito 13

15 Processo de GCI Criação Definição da documentação inerente ao escopo do projeto Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação 14

16 Processo de GCI Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação Elaboração e armazenamento dos documentos no banco de dados do KX 15

17 Processo de GCI Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Divulgação de novos documentos postados no KX Disseminação 16

18 Processo de GCI Novos projetos utilizando como base os documentos do KX Criação Aplicação Gestão do Conhecimento Retenção Disseminação 17

19 Modelo Sistêmico de Stuart Inovação e Reposicionamento Atuação Interna + Área de Negócio Redução de custos e de riscos Foco Operacional Foco Estratégico - + Ativos Intangíveis Rota de Crescimento Trajetória Parceiros + Ativos Tangíveis Atuação Externa + Reputação Legitimidade 18

20 Análise de Gaps Benefits Falta de incentivo da organização em mobilizar os colaboradores a registrar as experiências adquiridas como legado. Falta de padronização do idioma utilizado. Os gestores devem motivar os colabores à contínua produção de documentos, que resultarão no histórico do projeto. 19

21 Estágio de Implantação de GCI Nível de maturidade da organização Nível 5 Gestão da Mudança Nível de maturidade de inovação Nível III Processo de Inovação Tolerante ao risco, documenta novas ideias Estimula novas ideias Premiação e incentivo a equipe 20

GESTÃO DO CONHECIMENTO

GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO CONHECIMENTO Mapeamento de Processos 210022170 FELIPE CORREIA DA COSTA 210021247 RAFAEL MARTINELLI MOURA 210021149 ROGÉRIO PEREIRA DE CAMARGO Julho / 2012 A EMPRESA Jovem, porém Sólida Atuação

Leia mais

Atividades realizadas CRI Minas. Fabian Salum 2011

Atividades realizadas CRI Minas. Fabian Salum 2011 Atividades realizadas CRI Minas Fabian Salum 2011 CRI Minas Histórico: quem somos Ideia inspirada pelo CRI Nacional que teve inicio em 2008 com a participação de 14 empresas. Criação CRI Minas em 2010

Leia mais

Mentoring Comunidades de Prática (CoP)

Mentoring Comunidades de Prática (CoP) Gestão do Conhecimento e Cultura Organizacional Prof. Martius V. Rodriguez y Rodriguez Mentoring Comunidades de Prática (CoP) ACME Transmissora de Energia Elétrica Agosto/2012 Alan Buchi Fabio Silva Luiz

Leia mais

PRÁTICAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO NA PwC

PRÁTICAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO NA PwC PRÁTICAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO NA PwC Fernando Amaral Josué Madeira Nágia Martins Pedro Porto Ramiles Pereira Renan Grossl Análise de Práticas de Conhecimento na PwC MENTORING COACHING 2 Quem é a PwC?

Leia mais

www.jrsantiago.com.br

www.jrsantiago.com.br www.jrsantiago.com.br Gestão do Conhecimento em Projetos José Renato Santiago Cenário Corporativo Muitas empresas gastam parte significativa de seu tempo no planejamento e desenvolvimento de atividades,

Leia mais

Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez

Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez PRÁTICA 1 - EMPRESA: DHL IBL PROGRAM PRÁTICA 2 LIÇÕES APRENDIDAS Curso: MBA GESTÃO DE NEGÓCIO AMBA 10 Disciplina: Gestão do Conhecimento Professor: Martius Rodriguez Pablo Siqueira DEFINIÇÃO: O Programa

Leia mais

O papel do bibliotecário na Gestão do Conhecimento. Profª Dr a Valéria Martin Valls Abril de 2008

O papel do bibliotecário na Gestão do Conhecimento. Profª Dr a Valéria Martin Valls Abril de 2008 O papel do bibliotecário na Gestão do Conhecimento Profª Dr a Valéria Martin Valls Abril de 2008 Apresentação Doutora e Mestre em Ciências da Comunicação / Bibliotecária (ECA/USP); Docente do curso de

Leia mais

Introdução. Gestão do Conhecimento GC

Introdução. Gestão do Conhecimento GC Introdução A tecnologia da informação tem um aspecto muito peculiar quanto aos seus resultados, uma vez que a simples disponibilização dos recursos computacionais (banco de dados, sistemas de ERP, CRM,

Leia mais

Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC

Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC Anderson Yanzer Aspectos da engenharia de software que influenciam em uma estratégia de GC Dimensões da GC Como pensar GC no processo de desenvolvimento de SW Conhecimento Tácito x Explícito Ágil x Tradicional

Leia mais

Gestão do Conhecimento: Uma Visão Geral Para Business Intelligence

Gestão do Conhecimento: Uma Visão Geral Para Business Intelligence Gestão do Conhecimento: Uma Visão Geral Para Business Intelligence Banco de Dados para BI: José Roberto Escodeiro 10/10/2011 1. Linha do Tempo 2. Era do Conhecimento Índice 3. Ativos Tangíveis e intangíveis

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

www.fernando.parreiras.nom.br

www.fernando.parreiras.nom.br Análise comparativa de processos de desenvolvimento de software à luz da gestão do conhecimento: um estudo de caso de empresas mineiras Fernando Silva Parreiras Gilzirene Simone Oliveira Contexto A engenharia

Leia mais

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Principais Autores Michael Polanyi Karl M. Wiig Henry Mitzenberg Betty Ann Mackintosh Gordon Petrash Ikujiro Nonaka Hirotaka

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO: PRÁTICAS QUE CRIAM VALOR

GESTÃO DO CONHECIMENTO: PRÁTICAS QUE CRIAM VALOR GESTÃO DO CONHECIMENTO: PRÁTICAS QUE CRIAM VALOR Área: ADMINISTRAÇÃO Categoria: EXTENSÃO Francielle Cwikla Fundação Getulio Vargas, Rua Canafistula 96 Vila B, francwikla@gmail.com Resumo A gestão do conhecimento

Leia mais

Planejamento Estratégico Projeto 18 Gestão por Competências

Planejamento Estratégico Projeto 18 Gestão por Competências Projeto 18 Gestão por Competências Brasília, 10 de agosto de 2011. Equipe do Projeto Carla Leivas Ferro Costa Craveiro GRH/SAF Alexandre Hertz - SNM/GDM Camila Romero Monteiro da Silva - GED/SPO Daniel

Leia mais

Estudo de caso: Projeto de Integração Laboratorial

Estudo de caso: Projeto de Integração Laboratorial Estudo de caso: Projeto de Integração Laboratorial Fabio Frech Gouveia Justine Beirith Montalvão Manuela de Souza Brito 5/5/2010 MBA GP3/2008 - TCC 1 Introdução OBJETIVO DO TRABALHO: Apresentar um modelo

Leia mais

Algumas Instituições. World Bank. Gartner Group. Knowledge Transfer International APQC OCDE IPEA

Algumas Instituições. World Bank. Gartner Group. Knowledge Transfer International APQC OCDE IPEA Principais Autores Michael Polanyi Karl M. Wiig Henry Mitzenberg Betty Ann Mackintosh Gordon Petrash Ikujiro Nonaka Hirotaka Takeuchi J. Bair E. Stear J. Hibbard Verna Allee Ross Dawson Tom Davenport Larry

Leia mais

Um Modelo de Mensuração da Contribuição da Gestão do Conhecimento em Projetos

Um Modelo de Mensuração da Contribuição da Gestão do Conhecimento em Projetos 1 Um Modelo de Mensuração da Contribuição da Gestão do Conhecimento em Projetos José Renato Sátiro Santiago Junior 1. Introdução A estruturação de processos voltados para a medição e monitoramentos das

Leia mais

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO INTRODUÇÃO O setor de RH deve ser extinto. Ram Charan em artigo na Harvard Business Review Você concorda? OBJETIVOS DESTE WORKSHOP

Leia mais

Brasília (DF), 26 de novembro de 2010. Clarisse Droval

Brasília (DF), 26 de novembro de 2010. Clarisse Droval Brasília (DF), 26 de novembro de 2010 1 Propósito e Natureza Discussão dos grandes temas nacionais pertinentes ao conhecimento Papel de natureza social, desde 04/07/2008 está qualificada pelo Ministério

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas Universidade do Sagrado Coração Introdução a Gestão de Projetos Paulo Cesar Chagas Rodrigues AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos Iniciação 30/set/2008 Engenharia de Produto 2 2 Introdução

Leia mais

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM HOTEL

PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM HOTEL NOTA DE AULA CLASS NOTE PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM HOTEL Roberto de Medeiros Junior roberto.medeiros.junior@hotmail.com Cincinato Lui Cordeiro cincinato@hotmail.com Gisele

Leia mais

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO

Gestão Colaborativa. Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009. Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise INOVAÇÃO Qualidade e Produtividade para Enfrentar a Crise Gestão Colaborativa INOVAÇÃO SUSTENTABILIDADE GESTÃO COLABORATIVA EMPREENDEDORISMO CRIATIVIDADE Luiz Ildebrando Pierry Curitiba/PR 30 de setembro de 2009

Leia mais

REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA

REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA VALIDAÇÃO DO MODELO CONCEITUAL DE GC DOS CORREIOS POR MEIO DO PROCESSO PILOTO CEP Alceu Roque Rech CORREIOS 17.06.13

Leia mais

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento

VANTAGEM ESTRATÉGICA. Assunto: Administração do Conhecimento 1 VANTAGEM ESTRATÉGICA Assunto: Administração do Conhecimento Objetivos do capítulo: 1. Explicar como os sistemas de administração do conhecimento podem ajudar na iniciativa de construir uma empresa geradora

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO?

COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? Engajar funcionários é conseguir envolver as pessoas em um mesmo propósito que a empresa

Leia mais

A GESTÃO DO CONHECIMENTO NA FERROVIA Cristiane Budziak

A GESTÃO DO CONHECIMENTO NA FERROVIA Cristiane Budziak A GESTÃO DO CONHECIMENTO NA FERROVIA Cristiane Budziak AGENDA 1. Introdução 2. Problema 3. Objetivos 4. Fundamentação Teórica 5. Metodologia e Plano de Trabalho 6. Resultados 7. Considerações finais 1.

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Fortaleza

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Fortaleza Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Fortaleza Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Fortaleza EVOLUÇÃO NO MODELO DE GESTÃO ATRAVÉS DA VISÃO POR PROCESSOS NA COMPANHIA SIDERÚRGICA

Leia mais

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR Programa de Capacitação PAPEL D GESTR CM MULTIPLICADR Brasília 12 de maio de 2011 Graciela Hopstein ghopstein@yahoo.com.br Qual o conceito de multiplicador? Quais são as idéias associadas a esse conceito?

Leia mais

Gestão de TI. Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011

Gestão de TI. Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011 Gestão de TI Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011 Aula passada... CRM BI - Introdução Sistemas Interorganizacionais 17:08 2 Aula de hoje... Gestão do Conhecimento 17:08 3 85% dos ativos de conhecimento

Leia mais

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS ASSISTENTE

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS ASSISTENTE COMPETÊNCAS ESPECÍFCAS SSTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS - SEBRAE / TO UNDADE: GESTÃO ESTRATÉGCA PROCESSO: GESTÃO DO CONHECMENTO COMPETÊNCAS ESPECÍFCAS 1. Desenvolvimento da gestão do no 2. Promoção de estratégias

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA

GESTÃO DO CONHECIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA GESTÃO DO CONHECIMENTO NA INDÚSTRIA QUÍMICA Maria de Fátima Soares Ribeiro Monografia apresentada para a conclusão do Curso de Gestão Empresarial para a Indústria Química GETIQ pela Escola de Química da

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO. Prof. Martius Vicente R. y Rodriguez, DSc.

GESTÃO DO CONHECIMENTO. Prof. Martius Vicente R. y Rodriguez, DSc. GESTÃO DO CONHECIMENTO Prof. Martius Vicente R. y Rodriguez, DSc. I - SOCIEDADE DO CONHECIMENTO II - MOTIVAÇÃO III - DIAGNÓSTICO EM GC IV - VALORAÇÃO DE INTANGÍVEIS V - IDENTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTO CRÍTICO

Leia mais

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com Quem somos? A BEATRIZ DEHTEAR KM apresenta a seus clientes uma proposta totalmente inovadora para implementar a Gestão do Conhecimento Organizacional. Nosso objetivo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades do TC 50 - Qualidade do Sistema Único de Saúde - QUALISUS,

Leia mais

Anderson Yanzer Núcleo SBGC ULBRA Canoas

Anderson Yanzer Núcleo SBGC ULBRA Canoas Anderson Yanzer Núcleo SBGC ULBRA Canoas Hirotaka Takeuchi: professor e reitor da Universidade de Hitotsubashi. Já lecionou em Harvard. Ikujiro Nonaka: professor na Universidade de Hitotsubashi. Autor

Leia mais

Como é o RH nas Empresas?

Como é o RH nas Empresas? Como é o RH nas Empresas? Informações gerais da pesquisa Objetivo: entender a percepção dos profissionais de RH sobre clima organizacional Pesquisa realizada entre 24/06 e 12/07 Parceria entre Hay Group

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO GESPÚBLICA

PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO GESPÚBLICA Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN 6º ENCONTRO NACIONAL DOS OBSERVATÓRIOS SOCIAIS PAINEL 1 EFICIÊNCIA DA GESTÃO MUNICIPAL PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA

Leia mais

Obstáculos e Oportunidades para Inovar no Brasil. Warm up e Lançamento das Atividades do Departamento de Inovação e Tecnologia 16/03/2015

Obstáculos e Oportunidades para Inovar no Brasil. Warm up e Lançamento das Atividades do Departamento de Inovação e Tecnologia 16/03/2015 Obstáculos e Oportunidades para Inovar no Brasil Warm up e Lançamento das Atividades do Departamento de Inovação e Tecnologia 16/03/2015 VALORES RESULTADOS-nosso compromisso e passaporte para a perpetuidade.

Leia mais

CICLO DE VIDA DE SISTEMAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO

CICLO DE VIDA DE SISTEMAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO CICLO DE VIDA DE SISTEMAS DE GESTÃO DE CONHECIMENTO CAPÍTULO 3 DESAFIOS PARA A CONSTRUÇÃO DE SISTEMAS Cultura conseguir com que as pessoas compartilhem conhecimento Avaliação do COnhecimento avaliar/medir

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

As pessoas são a base de tudo.

As pessoas são a base de tudo. As pessoas são a base de tudo. Em tempos difíceis como os que estamos a viver, é o momento ideal para que a sua empresa obtenha dos seus colaboradores o máximo do seu desempenho, e logo, de sua motivação.

Leia mais

As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização

As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização Sandra Paula da Silva Maia Pacheco de Oliveira Gestão de Pequenas e Médias Empresas As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização - O Caso Siemens AG - Orientador Professor Doutor Luís Manuel

Leia mais

OS ATIVOS INTANGÍVEIS E O CAPITAL INTELECTUAL. Arthur Hyppólito de Moura - 2004

OS ATIVOS INTANGÍVEIS E O CAPITAL INTELECTUAL. Arthur Hyppólito de Moura - 2004 OS ATIVOS INTANGÍVEIS E O CAPITAL INTELECTUAL - 2004 Sumário Mudanças na Sociedade Industrial - fatores e tendências Novos caminhos da organização Elementos críticos do diferencial competetitivo Os recursos

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Dasenvolvimento de Software

Gestão do Conhecimento e Dasenvolvimento de Software Gestão do Conhecimento e Dasenvolvimento de Software Gabriel Gavasso 1 Anderson R. Yanzer Cabral 2 Resumo: Gerenciar o conhecimento nas organizações tem se tornado um grande desafio, visto a grande importância

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Inovação, Conhecimento & Sustentabilidade

Inovação, Conhecimento & Sustentabilidade Inovação, Conhecimento & Sustentabilidade José Renato S. Santiago Júnior Para Pensar a Respeito... A Inovação tem se tornado um dos principais fatores de geração de riqueza e valor das organizações; Atualmente

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS PMO PROJETOS PROCESSOS MELHORIA CONTÍNUA PMI SCRUM COBIT ITIL LEAN SIX SIGMA BSC ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS DESAFIOS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DANIEL AQUERE DE OLIVEIRA, PMP, MBA daniel.aquere@pmpartner.com.br

Leia mais

O papel da remuneração no engajamento profissional

O papel da remuneração no engajamento profissional O papel da remuneração no engajamento profissional 15 de Maio de 2014 Agenda 1. Sobre o Hay Group 2. Contexto de mercado 3. Estudo global: O papel da remuneração no engajamento 4. Estudo Brasil: Melhores

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL Versão Março de 2015 POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL (Política e procedimentos relacionados ao gerenciamento de risco operacional da Gávea DTVM nos termos da Resolução BCB no 3.380, de 29

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Curso de caráter teórico e prático, voltado para profissionais que buscam implantar uma unidade central de apoio à gestão por processos

Curso de caráter teórico e prático, voltado para profissionais que buscam implantar uma unidade central de apoio à gestão por processos Curso de caráter teórico e prático, voltado para profissionais que buscam implantar uma unidade central de apoio à gestão por processos Semana de Estruturação do Escritório de Processos Objetivo do Curso

Leia mais

Visão Calandra Soluções sobre Gestão do Conhecimento Pragmática. Gabriel Renault Magalhães e Marta Vieira Abrão

Visão Calandra Soluções sobre Gestão do Conhecimento Pragmática. Gabriel Renault Magalhães e Marta Vieira Abrão Visão Calandra Soluções sobre Gestão do Conhecimento Pragmática Gabriel Renault Magalhães e Marta Vieira Abrão ÍNDICE ÍNDICE... 2 BREVE HISTÓRICO DE KM... 3 KM E CULTURA ORGANIZACIONAL... 5 GESTÃO DO CONHECIMENTO

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO

GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO CONHECIMENTO OconceitodeGestãodoConhecimentosurgiunoinício da década de 90 e, segundo SVEIBY (1998, p. 3), a Gestão do Conhecimento não é mais uma moda de eficiência operacional. Faz parte da

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a.

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia

Leia mais

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Cora Coralina

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Cora Coralina Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Instituto Serzedello Corrêa - ISC É uma unidade de apoio estratégico ligada à Presidência do TCU. Criado pela Lei Orgânica do

Leia mais

ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO

ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO CAPÍTULO 02 ELABORAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO Simplificação Administrativa Planejamento da Simplificação Pré-requisitos da Simplificação Administrativa Elaboração do Plano de Trabalho Mapeamento Mapeamento

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução à abordagem administrativa da gestão por processos 3

Capítulo 1 - Introdução à abordagem administrativa da gestão por processos 3 S u m á r i o INTRODUÇÃO XIX PARTE I - DEFINIÇÃO DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS E SUA GESTÃO Capítulo 1 - Introdução à abordagem administrativa da gestão por processos 3 1.1 Sua fundamentação teórica: a teoria

Leia mais

www.projetosecarreiras.com.br

www.projetosecarreiras.com.br A CODE Amanhã Hoje Ontem CLIENTES Securitizadoras Consultorias de Informática Agências de Publicidade e Propaganda Importação e Exportação Hospitais Agronegócio Outros PRODUTOS E SERVIÇOS Administração

Leia mais

Gestão do conhecimento

Gestão do conhecimento Gestão do Introdução e conceitos Luis Manuel Borges Gouveia, lmbg@ufp.pt Janeiro de 2002 Definição de Gestão do Conhecimento KM - Knowledge Management é um processo de grupo que combina o domínio de humano

Leia mais

Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Plano Estratégico 2013-2022

Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Plano Estratégico 2013-2022 Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro Plano Estratégico 2013-2022 1 Visão Geral do Processo Fase 1 Fase 2 Mobilização e Nivelamento Conceitual Diagnóstico do Desempenho Estratégico da FPCRJ Análise

Leia mais

Projeto Empreendedores Cívicos

Projeto Empreendedores Cívicos Projeto Empreendedores Cívicos I. Conceito Empreendedores Cívicos são agentes de inovação social que fomentam e promovem transformações positivas em benefício da coletividade rumo a um Brasil Sustentável.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1.Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e implementação das atividades dos Projetos de Fortalecimento da Assistência Farmacêutica (Termo de Cooperação

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é uma empresa focada e especializada em serviços de qualidade e testes de software. Somos capacitados para garantir, através de sofisticadas técnicas, a qualidade

Leia mais

Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil

Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil 1. SOBRE O PROGRAMA: Desafio Brasil é um programa de âmbito nacional voltado para capacitação de empreendedores. Tem por objetivo estimular a criação

Leia mais

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos Agenda A Empresa História Visão Conceito dos produtos Produto Conceito Benefícios Vantagens: Criação Utilização Gestão Segurança Integração Mobilidade Clientes A empresa WF História Em 1998, uma ideia

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

Implantando Comunidades de Práticas O Caso Petrobras

Implantando Comunidades de Práticas O Caso Petrobras Implantando Comunidades de Práticas O Caso Petrobras Seminario Inovando para Competir Conectando Pessoas e Conhecimentos Agenda Breve Histórico %& & ( % Milestone Milestone Milestone Minds At Work......

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Caminhos para as cidades digitais no Brasil. Campinas, 26 de março de 2009

Caminhos para as cidades digitais no Brasil. Campinas, 26 de março de 2009 Caminhos para as cidades digitais no Brasil Campinas, 26 de março de 2009 Atualmente, faz-se necessário o exame de meios que estimulem a difusão de cidades digitais sustentáveis pelo país, porque, além

Leia mais

Gestão Por Competências nas IFES

Gestão Por Competências nas IFES Goiânia 22 de Novembro de 2012 Gestão Por Competências nas IFES Anielson Barbosa da Silva anielson@uol.com.br A G E N D A 1 Desafios da Gestão de Pessoas nas IFES. 2 3 Bases Legais da Gestão de Pessoas

Leia mais

1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública. Cadeia de valor. Quando? Como? Porque?

1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública. Cadeia de valor. Quando? Como? Porque? 1º Congresso Nacional de Gerenciamento de Processos na Gestão Pública Cadeia de valor Quando? Como? Porque? ABPMP Novembro-2012 1 QUANDO CONSTRUIR UMA CADEIA DE VALOR? - Gestão de processos - Gestão de

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços

Miguel de Paula. Gente, Gestão e Serviços Miguel de Paula Gente, Gestão e Serviços Provendo Serviços e Talentos 2 Estrutura GENTE, GESTÃO E SERVIÇOS SERVIÇOS COMPARTILHADOS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO GENTE Serviços Acadêmicos Serviços Financeiros

Leia mais

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL

WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL WIKI COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA BIBLIOTECA AMADEU AMARAL Graduanda: Juliana Camargo Souza Macedo Orientadora: Iris Abdallah Motivos para escolha do tema: A disciplina

Leia mais

"A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia" Marta Gaino Coordenadora PMO

A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia Marta Gaino Coordenadora PMO "A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia" Marta Gaino Coordenadora PMO Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia A Sefaz/BA é um órgão da Administração Pública Direta

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI.

A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI. A empresa A ARS SYSTEMS é uma empresa que tem como foco principal de atuação o fornecimento de serviços e soluções de TI. A ARS SYSTEMS constrói sua história por meio de uma visão abrangente de TI, preza

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

9. A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NAS ORGANIZAÇÕES ATRAVÉS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS

9. A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NAS ORGANIZAÇÕES ATRAVÉS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS 9. A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NAS ORGANIZAÇÕES ATRAVÉS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS 1 INTRODUÇÃO Fábio Gomes da Silva Adriane Hartman Dálcio Roberto dos

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Secretaria de Gestão Pública de São Paulo Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Objetivos As empresas e seus executivos se esforçam para: Manter informações de qualidade para subsidiar

Leia mais

COMPATIBILIZANDO CADASTROS

COMPATIBILIZANDO CADASTROS COMPATIBILIZANDO CADASTROS EM PROJETO SIG Cristiane Vaz Domingues cristiane.vaz@uol.com.br FOTOGRAFIA Hoje nas instituiçõesições públicas existem: informações repetidas e/ou complementares distribuídas

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais

APRESENTAÇÃO. PAULO CÂMERA Secretário -1-6

APRESENTAÇÃO. PAULO CÂMERA Secretário -1-6 APRESENTAÇÃO Pretende-se, neste documento, analisar, saber a dimensão da proposta de pesquisa aplicada do proponente. Entende-se que dada à dimensão das atuais propostas este Roteiro busca ser abrangente,

Leia mais

COPPE/UFRJ. Ana Regina Rocha. Programa de Engenharia de Sistemas e Computação

COPPE/UFRJ. Ana Regina Rocha. Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Gerência do Conhecimento Porque é importante para empresas de software Ana Regina Rocha Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Três Níveis de Conhecimento Dados Informação Dados organizados para

Leia mais