A partir de 300. Aqueça um chão frio. Warmup PLC Av. das Comunidades Europeias, Lote V - R/C - A, Cascais, Portugal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A partir de 300. Aqueça um chão frio. Warmup PLC Av. das Comunidades Europeias, Lote V - R/C - A, 2750-658 Cascais, Portugal"

Transcrição

1 Aqueça um chão frio CONTACTO DO VENDEDOR A partir de 300 a t f e w Warmup PLC Av. das Comunidades Europeias, Lote V - R/C - A, Cascais, Portugal warmup.com Conheça o melhor sistema de aquecimento piso radiante do Reino Unido.

2 3 Conheça o aquecimento piso radiante Warmup Quantas vezes, numa manhã fria de Inverno, andou descalço no quarto de banho ou na cozinha, sobre arrepiantes mosaicos gelados? O luxo dos mosaicos aquecidos está ao seu alcance. O sistema Warmup Piso Radiante, foi desenvolvido utilizando um elemento de aquecimento de 2mm de espessura, aprovado pela BEAB. Sendo tão fino, pode ser instalado sem afectar o nível do chão em: QUARTOS DE BANHO COZINHAS MARQUISES O sistema Warmup, concebido e fabricado no Reino Unido, pode ser instalado em sub-bases de madeira ou betão, em apenas algumas horas. Não precisa escavar o chão, apenas precisa fixar elemento de aquecimento ao chão utilizando o adesivo, cobri-lo com cimento cola e aplicar os mosaicos. Uma vez concluída a instalação, pode dizer adeus a pés frios e começar a desfrutar do luxo de um chão de mosaicos quente. É tão simples quanto isto.

3 4 5 Simples, eficaz e versátil O luxo em 4 passos simples O sistema piso radiante Warmup é fácil e rápido de instalar independentemente do tamanho ou forma do compartimento. 1 2 KIT DE AQUECIMENTO PISO RADIANTE Aplicar primário à sub-base. Estender o elemento de aquecimento. 3 4 O kit contém: Primário, rolo, aquecimento, adesivo e instruções. Ligar o termóstato Warmup. Aplicar cimento cola e colocar os mosaicos. TERMÓSTATO O termóstato é vendido separadamente. NOTA: o sistema Warmup foi concebido de forma a que a instalação fosse rápida e simples, mas como em qualquer sistema eléctrico, devem AS MAIORES VANTAGENS DO SISTEMA WARMUP Instalação rápida e fácil. Adapta-se a compartimentos com qualquer configuração, podendo circunscrever objectos fixos. Discreto tudo o que fica à mostra é o discreto termóstato Warmup. tomar-se as devidas precauções. A Warmup recomenda vivamente que não seja você a fazer a instalação eléctrica; a não ser que seja qualificado para tal. Este trabalho deve ser feito de acordo com a legislação nacional específica do sector eléctrico. Um modo eficaz e seguro de aquecer um compartimento.

4 6 Tipos de chão O sistema de aquecimento piso radiante Warmup pode ser instalado sob qualquer chão de mosaicos ou pedra natural; tais como: ARDÓSIA PORCELANA PEDRA CALCÁRIA Não deve ser instalado sob: VINIL CORTIÇA MADEIRA CHÃOS SUSPENSOS Instalação em chão com estrutura de madeira. MÁRMORE TERRACOTA LAMINADO EM MADEIRA CARPETE Se for instalar o aquecimento num chão de madeira, deve aplicar uma plataforma onde seja possível aplicar os mosaicos. Recomendamos a placa de isolamento Warmup ou um contraplacado de 18mm (revestido com primário). Não utilize placas de reciclado, MDF ou OSB para suporte. Antes de aplicar a placa ou contraplacado, verifique a integridade da estrutura.para melhorar o isolamento, recomendamos a utilização de Leca Seca entre as vigas. CHÃOS SÓLIDOS Para obter os melhores resultados, deve efectuar a instalação numa sub-base em betão isolada, recomendamos a utilização de Leca Mix adicionada ao betão e posteriormente a aplicação de uma placa de suporte em poliestireno, recomendamos a placa de isolamento Warmup fixa com cimento cola. Instalação em chão sólido. Também pode instalar o sistema em sub-bases de betão não isoladas, no entanto, demorará mais tempo a aquecer, aumentando assim os custos de energia. Para mais informações acerca da placa de isolamento Warmup,, visite Informações sobre a instalação eléctrica SEGURANÇA O elemento de aquecimento da Warmup é separadamente testado e aprovado pela BEAB (Comissão Britânica de Elemento de aquecimento Aprovações Electronicas) e tem a garantia de dez anos. O aquecimento é composto por duas camadas de isolador Tefzel e um fio terra entrançado que envolve o fio principal de aquecimento. Cada sistema de aquecimento é separadamente testado a 3000 Volts durante o fabrico, nas instalações da Warmup, no Reino Unido. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RCD: A alimentação eléctrica para o sistema Warmup tem de passar por um dispositivo de corrente residual (Residual Current Device, RCD); através de uma derivação RCD c/fusível ou um RCD na unidade alimentada. Não deve ser ligado um aquecimento superior a 4,8 kw (por exemplo, 6x UTS800s) por cada 30 miliamperes RCD. CAIXA E COFRAGEM Será necessária uma caixa com uma profundidade de 35 mm, no mínimo, onde será ligado o termóstato. A instalação eléctrica de ligação ao termóstato deve ser embutida na parede e protegida por uma cofragem ou um tubo plástico. Se instalar mais do que dois aquecimentos, necessitará de uma caixa de derivação. Caixa e cofragem 7

5 8 9 A eficácia do aquecimento Custos piso radiante Warmup O sistema Warmup é altamente eficaz, se utilizado correctamente. Pode ser utilizado como aquecimento principal ou apenas para manter um chão aquecido. Em qualquer caso, uma vez que o ar aquecido sobe, a energia é aproveitada para aquecer todo o compartimento. COMO AQUECIMENTO PRINCIPAL Em compartimentos que obedeçam às normas para de isolamento em em vigor, vigor, o sistema o sistema Warmup Warmup pode pode ser utilizado ser utilizado como como aquecimento aquecimento principal. Convém principal. sempre Convém pedir sempre a um arquitecto pedir a um um arquitecto cálculo de um perda cálculo da calor de perda antes de calor efectuar antes a instalação. de efectuar Em a instalação. Uma compartimentos estufa necessitará como as sempre marquises, de um será aquecimento necessário suplementar um em aquecimento dias mais suplementar frios. em dias mais frios. COMO AQUECIMENTO SUPLEMENTAR Em chãos compartimentos descobertos onde (quartos o chão de não banho está e totalmente cozinhas, onde coberto, sempre como por existem exemplo: objectos quartos fixos, de banho por exemplo) e cozinhas, ou compartimentos onde existem com sempre perda objectos de calor fixos, elevada ou em (estufas, compartimentos por exemplo), de perda pode de ser calor necessário elevada, como um aquecimento marquises, pode adicional. ser necessária a instalação um aquecimento adicional. QUANTO TEMPO DEMORA A AQUECER? QUANTO TEMPO DEMORA A AQUECER? O tempo de aquecimento depende de vários factores, incluindo a O espessura tempo de dos aquecimento mosaicos depende e a configuração de vários da factores, sub-base. incluindo A seguinte a espessura tabela dos mostra mosaicos tempos e a configuração de aquecimento da sub-base. em diferentes A sub-bases. seguinte tabela indica tempos de aquecimento em diferentes sub-bases. TIPO DE SUB-BASE Contraplacado em madeira Contraplacado com placa de isolamento 10mm Estrutura de betão isolada isolamento sob a estrutura mestra Estrutura de betão não isolada Estrutura de betão com placa de isolamento - 10mm Estrutura de betão com placa de isolamento - 50mm TEMPO DE AQUECIMENTO 1 h 0,5 h 2-5 h 2-8 h 1 h 0,5 h O custo do consumo do sistema Warmup está directamente relacionado com o tempo de aquecimento, portanto, quanto mais tempo o sistema levar a aquecer, mais caro se tornará. Aquecendo 3m 2 de chão, duas vezes por dia, durante duas horas de cada vez, num quarto de banho isolado com placas de isolamento, numa sub-base de betão, custaria aproximadamente 0,07 p/dia. Partindo do princípio de que o aquecimento estaria ligado 40-60% desse tempo, apartir do momento EXEMPLO 1 O IDEAL em que a temperatura desejada fosse atingida e com base num preço de Kw/hora. Utilizando o mesmo sistema numa sub-base não isolada, custaria aproximadamente 0,16 p/dia. Partindo do princípio de que o aquecimento estaria ligado 40-60% desse tempo, apartir do momento em que a temperatura desejada fosse atingida e com base num preço de Kw/hora. Instalação em chão de betão isolado. EXEMPLO 2 MAIS CARO Instalação em chão de betão não isolado. Nota: estes preços são apenas médias e valores arredondados. Os custos podem variar consideravelmente de compartimento para compartimento.

6 10 11 Termóstato Lista de preços Deve instalar o termóstato no mesmo compartimento ou área a aquecer, a menos que a instalação eléctrica não o permita. No caso de instalações de quartos de banho, o termóstato deve ser instalado na face exterior de uma parede, o mais próximo possível do sistema de aquecimento. TAMANHO DO SISTEMA DE AQUECIMENTO PREÇÁRIO COMPARTIMENTO(m 2 ) NECESSÁRIO (sem IVA) com TSTAT de 1,5 a 2,.4 1 x UTS300 + termóstato 225,30 de 2,5 a 3,4 1 x UTS400 + termóstato 249,51 de 3,5 a 4,4 2 x UTS300 + termóstato 354,44 de 4,5 a 6,9 1 x UTS800 + termóstato 386,72 de 7,0 a 8,3 1 x UTS x UTS800 + termóstato 540,07 de 8,4 a 11,0 2 x UTS800 + termóstato 677,28 de 11,1 a 13,7 2 x UTS x UTS400 + termóstato 830,63 de 13,8 a 18,0 3 x UTS800 + termóstato 967,84 de 18,1 a 20,7 3 x UTS x UTS400 + termóstato 1121,19 de 20,8 a 25,0 4 x UTS800 + termóstato 1258,40 Cada termóstato suporta até um máximo de 4 UTS800 (para uma área de 25m 2 ) A Warmup recomenda a utilização do termóstato programável TSTAT.

Elevado e inteligente conforto

Elevado e inteligente conforto devimat devimat devimat devimat devimat Membro do Grupo Danfoss Elevado e inteligente conforto DEVI - Sistema de aquecimento por piso radiante DEVI - Desembaciador de espelho DEVI - Secador de toalhas

Leia mais

Localização do termostato 14 Posicionamento e instalação do sensor 14. Instalação eléctrica normal 15 Montagem do termostato na caixa de parede 16

Localização do termostato 14 Posicionamento e instalação do sensor 14. Instalação eléctrica normal 15 Montagem do termostato na caixa de parede 16 ÍNDICE INTRODUÇÃo 13 Especificações técnicas 14 POSICIONAMENTO DO TERMOSTATO E DO SENSOR 14 Localização do termostato 14 Posicionamento e instalação do sensor 14 INSTALAÇÃO 15 Instalação eléctrica normal

Leia mais

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento!

ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! ROTEX Monopex : O aquecimento pelo chão de baixa temperatura. ROTEX Monopex : Sistema de aquecimento pelo pavimento para um aquecimento agradável e um arrefecimento suave. O aquecimento! Conforto todo

Leia mais

Solius 61 Manual de Instruções

Solius 61 Manual de Instruções Zona Industrial de Avintes, nº 103 4430 930 Avintes, V. N. de Gaia web: www.cirelius.pt e-mail: info@cirelius.pt tel: 227 843 817 fax: 227 843 819 Controlador Solar Solius 61 O controlador Solius 61 dispõe

Leia mais

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE CONFORTO EM ÁGUA QUENTE 2 TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Rigorosamente testado A fiabilidade dos termoacumuladores da Gorenje é garantida pelo controlo rigoroso de qualidade: % Testado sobre pressão; % Testado

Leia mais

LIGHT STEEL FRAMING. Em Portugal o sistema é vulgarmente conhecido por Estrutura em Aço Leve.

LIGHT STEEL FRAMING. Em Portugal o sistema é vulgarmente conhecido por Estrutura em Aço Leve. Light Steel Framing PORTEFÓLIO 2 QUEM SOMOS A INSIDEPLAN foi criada com o intuito de responder às exigências do mercado no âmbito da prestação de serviços a nível de projecto e obra. Na execução de projectos

Leia mais

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa.

Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da energia necessária para o aquecimento de água que usamos em casa. Mais Questões Isildo M. C. Benta, Assistência Técnica Certificada de Sistemas Solares Quanto poupo se instalar um painel solar térmico? Um sistema bem dimensionado permite poupar, em média, 70% a 80% da

Leia mais

COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS

COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS Índice Introdução Segurança Sustentabilidade Coberturas Automáticas Submersas Elevadas Lâminas e acessórios Perguntas e respostas 3 4 5 6 7 8 10 11 Coberturas para

Leia mais

REINVENTING SUSTAINABLE, GREEN AND ACOUSTIC INSULATION.

REINVENTING SUSTAINABLE, GREEN AND ACOUSTIC INSULATION. REINVENTING SUSTAINABLE, GREEN AND ACOUSTIC INSULATION. Reinventing how cork engages the world. A REINVENÇÃO DO CONFORTO E DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Maximizando o conforto e a eficiência energética com

Leia mais

Relatório de Auditoria Energética

Relatório de Auditoria Energética Relatório de Auditoria Energética Relatório de Certificação Energética Local: 0 Today() www.classe-energetica.com Índice 1. Objectivos da Certificação Energética 2. escrição do Imóvel 3. Resultados da

Leia mais

Albaenergy Solutions, Lda. Ar Condicionado

Albaenergy Solutions, Lda. Ar Condicionado Ar Condicionado Recorrendo à movimentação do ar estes equipamentos permitem, num curto espaço de tempo, climatizar um determinado espaço. Com estes sistemas podemos aquecer ou arrefecer o ambiente por

Leia mais

ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES RADIANTES PRODUTOS E ACESSÓRIOS. www.rehau.com. Construção Automóvel Indústria

ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES RADIANTES PRODUTOS E ACESSÓRIOS. www.rehau.com. Construção Automóvel Indústria ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES RADIANTES PRODUTOS E ACESSÓRIOS www.rehau.com Construção Automóvel Indústria ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES RADIANTES UMA GRANDE INOVAÇÃO PARA O MÁXIMO CONFORTO GAMA DE PRODUTOS

Leia mais

AQUECIMENTO POR PISO RADIANTE ambi piso

AQUECIMENTO POR PISO RADIANTE ambi piso Aquecimento Central por piso radiante 1 AQUECIMENTO POR PISO RADIANTE I. Piso radiante O aquecimento por piso radiante consiste em converter toda a superfície de um piso num grande painel emissor de um

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

2. O Sistema de Controlo Uponor

2. O Sistema de Controlo Uponor 2. O Sistema de Controlo Uponor O Sistema de Controlo Uponor é principalmente uma gestão completa para sistemas de climatização invisível. O conforto, a facilidade de utilização e o controlo de temperatura

Leia mais

Manual de Instalação. Sistema de Cabo Simples (DWS) LINHA DE APOIO AO CLIENTE

Manual de Instalação. Sistema de Cabo Simples (DWS) LINHA DE APOIO AO CLIENTE Manual de Instalação Sistema de Cabo Simples (DWS) IMPORTANTE Leia este manual antes de tentar instalar o aquecimento piso radiante. Uma instalação incorrecta pode danificar o aquecimento e anula a garantia.

Leia mais

Luz natural... onde nunca pensou que poderia chegar

Luz natural... onde nunca pensou que poderia chegar Luz natural...... onde nunca pensou que poderia chegar Descubra a Nova Geração do Túnel de Luz Ilumine espaços escuros interiores O Túnel de Luz VELUX transporta a luz natural para espaços interiores que

Leia mais

Lâminas em PVC-p para selagem de juntas. Isento de chumbo. Isento de plastificantes DOP.

Lâminas em PVC-p para selagem de juntas. Isento de chumbo. Isento de plastificantes DOP. Ficha de Produto Edição de janeiro de 2015 Nº de identificação: 07.201 Versão nº 3 Lâminas em PVC-p para selagem de juntas Descrição do produto Lâminas flexíveis em PVC-p, produzidas em perfis específicos

Leia mais

Projecto para um conjunto de habitações unifamiliares São Luís, Maranhão, Brasil. Projecto

Projecto para um conjunto de habitações unifamiliares São Luís, Maranhão, Brasil. Projecto O sistema construtivo é simples, tendo sido dada preferência a materiais correntes, ou seja, de utilização mais frequente no local, com soluções técnicas enquadradas na mão-de-obra local e adequadas ao

Leia mais

Especialistas em Protecio

Especialistas em Protecio Artigo técnico Manutenção de Sistemas de Protecção Contra o Raio Ricardo Purisch Gerente de Exportaçao Manutenção de Sistemas de Protecção Contra o Raio com pára-raios com dispositivo de ionização (PDI).

Leia mais

AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO

AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO AQUECEDOR SOLAR A VÁCUO Aquecedor Solar a vácuo utiliza o que existe de mais avançado em tecnologia de aquecimento solar de água. Esse sistema de aquecimento utiliza a circulação natural da água, também

Leia mais

Aquecimento Doméstico

Aquecimento Doméstico Aquecimento Doméstico Grande variedade de escolha Dos cerca de 4.000 kwh de energia consumidos por uma família portuguesa durante o ano, 15% é destinado ao aquecimento ambiente. A zona climática, o tipo

Leia mais

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt Frigorifico O frigorífico é o electrodoméstico mais consumidor de energia das habitações portuguesas. É responsável por praticamente 32% do consumo de electricidade. Este equipamento tem etiqueta energética.

Leia mais

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons Elétrica Quem compõe a instalação elétrica - quadro de luz - centro nervoso das instalações elétricas. Deve ser metálico ou de material incombustível, e nunca de madeira (na sua parte interna ou externa).

Leia mais

Água. Quente. Grátis. A nova geração de soluções solares compactas e com um design único

Água. Quente. Grátis. A nova geração de soluções solares compactas e com um design único Água. Quente. Grátis. A nova geração de soluções solares compactas e com um design único Água. Quente. Grátis. A visão da Solcrafte uma visão com futuro. Os recursos energéticos fósseis tornam-se cada

Leia mais

Programa Janela Eficiente tem potencial de negócio de 500 milhões 08/03/11, 18:31

Programa Janela Eficiente tem potencial de negócio de 500 milhões 08/03/11, 18:31 1 de 9 Programa Janela Eficiente tem potencial de negócio de 500 milhões 08/03/11, 18:31 NOTÍCIAS A substituição de janelas antigas por janelas eficientes pode gerar na indústria, um potencial de negócio

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana.

Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana. Desenvolvimento Sustentável para controlo da população humana. O aumento da população humana é frequentemente citado como a principal causa de problemas para o planeta. De facto a humanidade está a crescer

Leia mais

1 Introdução. 2 Exemplo de aplicação

1 Introdução. 2 Exemplo de aplicação Os problemas da utilização de métodos de simulação de cargas térmicas e consumo energético na auditoria energética para verificação dos Requisitos Energéticos dos edifícios por Luís Roriz e Alexandre Gonçalves

Leia mais

Inovação e Qualidade. Gama de produtos. Prémios:

Inovação e Qualidade. Gama de produtos. Prémios: Inovação e Qualidade Válvulas, controlos + sistemas Unibox e limitação da temperatura de retorno de sistemas de piso radiante Floorbox Instalação de sistemas de piso radiante sem distribuidor / colector

Leia mais

Abordagem ao Ciclo de Vida Reintegração de Materiais em Fim de Vida. Ana Paula Duarte, Rui Frazão LNEG-UPCS

Abordagem ao Ciclo de Vida Reintegração de Materiais em Fim de Vida. Ana Paula Duarte, Rui Frazão LNEG-UPCS Abordagem ao Ciclo de Vida Reintegração de Materiais em Fim de Vida Ana Paula Duarte, Rui Frazão LNEG-UPCS Workshop Ciclo de Vida dos Edifícios 31 de janeiro de 2012 ENQUADRAMENTO A nível mundial, há uma

Leia mais

40.69-PORB V33, K8.0 PRODUTOS DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS SPRINKLERS AUTOMÁTICOS

40.69-PORB V33, K8.0 PRODUTOS DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS SPRINKLERS AUTOMÁTICOS PARA MAIS DETALHES, CONSULTE A PUBLICAÇÃO VICTAULIC 10.01 O Sprinkler do tipo embutido, pendente, via-seca, Série V33 com tampa de proteção roscada e ajuste de ½" utiliza componentes internos de aço inox.

Leia mais

Água Quente Sanitária. Climatização Passiva. Aquecimento e Arrefecimento. Aquecimento

Água Quente Sanitária. Climatização Passiva. Aquecimento e Arrefecimento. Aquecimento Água Quente Sanitária Climatização Passiva Aquecimento e Arrefecimento Aquecimento A Geotermia Vertical consiste na instalação de sondas geotérmicas para a captação de energia térmica em furos até 200

Leia mais

SOLID CERAMIC HAIR STYLER

SOLID CERAMIC HAIR STYLER SOLID CERAMIC HAIR STYLER Straigth & Curls HS 3830 PORTUGUÊS A C E A B D F 2 SEGURANÇA Durante a colocação em funcionamento do aparelho, por favor, respeite as seguintes indicações: 7 Este aparelho destina-se

Leia mais

CIMENTOS COLA ADHERE

CIMENTOS COLA ADHERE CIMENTOS COLA ADHERE Cimentos Cola Adhere. Introdução 03 A utilização de revestimentos cerâmicos como elemento decorativo nas paredes e pavimentos remonta à antiguidade, constituindo uma parte integrante

Leia mais

Adesivos e Fitas Adesivas Industriais 3M 3M VHB. fitas de montagem. permanente. Alternativa comprovada a parafusos, rebites e soldaduras

Adesivos e Fitas Adesivas Industriais 3M 3M VHB. fitas de montagem. permanente. Alternativa comprovada a parafusos, rebites e soldaduras Adesivos e Fitas Adesivas Industriais 3M 3M VHB fitas de montagem permanente Alternativa comprovada a parafusos, rebites e soldaduras Pode uma fita substituir realmente sistemas de fixação mecânica? Sim.

Leia mais

Arrefecimento solar em edifícios

Arrefecimento solar em edifícios Arrefecimento solar em edifícios Introdução A constante procura de conforto térmico associada à concepção dos edifícios mais recentes conduziram a um substancial aumento da utilização de aparelhos de ar

Leia mais

Construction. Sika Pyroplast HW-130. Com acabamento Sika Pyroplast HW-130 Top

Construction. Sika Pyroplast HW-130. Com acabamento Sika Pyroplast HW-130 Top Ficha de Produto Edição de julho de 2014 Nº de identificação: 06.315 Versão nº 1 Com acabamento Top Revestimento intumescente, dispersão aquosa, para madeira, para utilizações no interior Construction

Leia mais

Termostato Programável 3iE

Termostato Programável 3iE 3 ANOS LIMITADA GARANTIA Manual de Instalação e Operação Termostato Programável 3iE IMPORTANTE: Leia o manual antes de tentar instalar o seu sistema de aquecimento. Uma instalação incorrecta pode danificar

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ANÁLISE DE CIRCUITOS 1 MÓDULO

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ANÁLISE DE CIRCUITOS 1 MÓDULO CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ANÁLISE DE CIRCUITOS 1 MÓDULO 2009 SUMÁRIO 1 Resistores... 3 1.1 Para que servem os resistores?... 3 1.2 Simbologia... 3 1.3 Tipos... 5 1.4 Construção... 6 1.5 Potência nos

Leia mais

S13. A casa ideal. Marco Silva S13

S13. A casa ideal. Marco Silva S13 S13 A casa ideal Marco Silva S13 A Casa Ideal Quando sonhamos com a casa ideal, pensamos num lugar bonito, agradável, luminoso, quente no Inverno e fresco no Verão, com o ar puro, de fácil manutenção,

Leia mais

Guia Prático do Certificado Energético da Habitação

Guia Prático do Certificado Energético da Habitação Guia Prático do Certificado Energético da Habitação Fonte: ADENE O QUE É UM CERTIFICADO ENERGÉTICO? Um Certificado Energético (CE) de um edifício ou fracção autónoma é o documento emitido no âmbito do

Leia mais

ÍNDICE GUIA DE CONSULTA RÁPIDA INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO TABELA DE PROGRAMAS BROCHURA

ÍNDICE GUIA DE CONSULTA RÁPIDA INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO TABELA DE PROGRAMAS BROCHURA ÍNDIE GUIA DE ONSULTA RÁPIDA TABELA DE PROGRAMAS PREPARAÇÃO DA ROUPA SELEIONAR AS OPÇÕES E O PROGRAMA INIIAR E TERMINAR UM PROGRAMA MODIFIAR UM PROGRAMA INTERROMPER UM PROGRAMA MANUTENÇÃO E LIMPEZA DIÁRIAS

Leia mais

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011 Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções Promover a eficiência energética É tornar o mundo melhor e mais assustentável tá e ADENE Agência para a Energia Paulo Nogueira Auditório

Leia mais

EFICIÊNCIA DOS SISTEMAS DE CAIXILHARIA

EFICIÊNCIA DOS SISTEMAS DE CAIXILHARIA EFICIÊNCIA DOS SISTEMAS DE CAIXILHARIA Engº Ricardo Pereira Extrusal, S.A. Em 1972 foi fundada a EXTRUSAL Companhia Portuguesa de Extrusão, S.A. especializada na Extrusão de perfis em ligas de Alumínio

Leia mais

Estes sensores são constituídos por um reservatório, onde num dos lados está localizada uma fonte de raios gama (emissor) e do lado oposto um

Estes sensores são constituídos por um reservatório, onde num dos lados está localizada uma fonte de raios gama (emissor) e do lado oposto um Existem vários instrumentos de medição de nível que se baseiam na tendência que um determinado material tem de reflectir ou absorver radiação. Para medições de nível contínuas, os tipos mais comuns de

Leia mais

Caso de Estudo: reabilitação energética de duas moradias em Paço de Arcos

Caso de Estudo: reabilitação energética de duas moradias em Paço de Arcos Workshop Formar para Reabilitar a Europa PAINEL 3: TECNOLOGIAS E IMPLEMENTAÇÃO DE PROJECTOS Caso de Estudo: reabilitação energética de duas moradias em Paço de Arcos Vítor Cóias, GECoRPA Susana Fernandes,

Leia mais

PNV Divulgação de Boas Práticas. Rede de Frio. Ana Paula Abreu

PNV Divulgação de Boas Práticas. Rede de Frio. Ana Paula Abreu PNV Divulgação de Boas Práticas Rede de Frio Dezembro 2011 Ana Paula Abreu S. Farmacêuticos A efectividade e a segurança das vacinas dependem também das suas condições de transporte, de conservação e de

Leia mais

FACHADAS Janeiro 2010. Soluções para isolamento térmico-acústico em fachadas. Lã Mineral Natural

FACHADAS Janeiro 2010. Soluções para isolamento térmico-acústico em fachadas. Lã Mineral Natural FACHADAS Janeiro 2010 Soluções para isolamento térmico-acústico em fachadas Lã Mineral Natural Soluções Knauf Insulation para isolamento térmico-acústico em fachadas CLASSE ENERGÉTICA A A + B- B C D E

Leia mais

Acumulador solar de camadas Acumulador de estratificação Pro-Clean Acumulador de água fresca FS

Acumulador solar de camadas Acumulador de estratificação Pro-Clean Acumulador de água fresca FS Made in Tirol by Teufel & Schwarz Acumulador solar de camadas Acumulador de estratificação Pro-Clean Acumulador de água fresca Pro-Clean O termoacumulador inteligente com permutador térmico de esfera As

Leia mais

2.5 Sistema de recuperação de energia. Funcionamento em alívio

2.5 Sistema de recuperação de energia. Funcionamento em alívio Funcionamento em alívio Se o consumo de ar for inferior a descarga de ar do compressor, a pressão da rede aumenta. Quando a pressão da rede atinge o limite superior da pressão de trabalho (pressão de descarga),

Leia mais

A equipa desenvolveu dois sistemas de pré-fabricação pensando num desenho atrativo e amável, do qual a parede curva é o testemunho desse compromisso.

A equipa desenvolveu dois sistemas de pré-fabricação pensando num desenho atrativo e amável, do qual a parede curva é o testemunho desse compromisso. Construção Modular Conceito A equipa técnica da dreamdomus aprofundou o conceito de pré-fabricação, levando ao limite a noção de economia habitualmente associada a este tipo de construção, conseguindo

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER CE53106823 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE FRACÇÃO/EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE HABITAÇÃO SEM SISTEMA(S) DE CLIMATIZAÇÃO (NOVO) Morada / Localização Vila Utopia,

Leia mais

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR José Maria Almeida Pedro.almeida@ineti.pt Jorge Cruz Costa Cruz.costa@ineti.pt Esquema unifilar utilização 8 INÍCIO Slides 4 a 12 9 7 1 CD 4 5 6 7 7

Leia mais

CALORIMETRIA. H T = c m T.

CALORIMETRIA. H T = c m T. CALORIMETRIA 1. Resumo Coloca-se em contacto diferentes quantidades de água quente e fria num recipiente termicamente isolado, verificando-se a conservação da energia térmica. Com base nessa conservação,

Leia mais

DIN 2391 - INFORMAÇÕES TÉCNICAS

DIN 2391 - INFORMAÇÕES TÉCNICAS DIN 2391 - INFORMAÇÕES TÉCNICAS 1. APLICAÇÃO Os tubos de aço sem costura de precisão e com tolerâncias dimensionais restritas são regidos pela norma DIN 2391. As aplicações são determinadas pelas características

Leia mais

A escolha. natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA

A escolha. natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA A escolha natural DAIKIN ALTHERMA BOMBA DE CALOR DE BAIXA TEMPERATURA AQUECIMENTO, ARREFECIMENTO E ÁGUA QUENTE SANITÁRIA 2 A escolha natural 3 em1: aquecimento, arrefecimento e água quente sanitária O

Leia mais

REINVENTAR MATERIAIS DE NÚCLEO SUSTENTÁVEIS

REINVENTAR MATERIAIS DE NÚCLEO SUSTENTÁVEIS REINVENTAR MATERIAIS DE NÚCLEO SUSTENTÁVEIS Reinventing how cork engages the world. ESTRUTURAS FORTES, SÓLIDAS, LEVES E DURADOURAS Descubra soluções inovadores de Materiais de Núcleo O conceito de utilizar

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação

Certificado Energético Edifício de Habitação Válido até 22/07/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada TRAVESSA DOS GALINHEIROS, 17, 2ºDIR Localidade GANDRA PRD Freguesia GANDRA Concelho PAREDES GPS 41.186242, -8.449825 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL Conservatória

Leia mais

Projecto de SCIE e medidas de autoprotecção em lares de idosos e edifícios hospitalares

Projecto de SCIE e medidas de autoprotecção em lares de idosos e edifícios hospitalares Título 1 Projecto de SCIE e medidas de autoprotecção em lares de idosos e edifícios hospitalares 2 Sumário Breve caracterização do risco de incêndio Medidas de segurança de natureza física Projecto de

Leia mais

Corredor da Fortaleza do Monte ESTATUTO DE ARRENDAMENTO

Corredor da Fortaleza do Monte ESTATUTO DE ARRENDAMENTO Corredor da Fortaleza do Monte ESTATUTO DE ARRENDAMENTO 1. INFORMAÇÃO GERAL SOBRE O CORREDOR DA FORTALEZA DO MONTE O Corredor da Fortaleza do Monte, adiante designado por Corredor, administrado pelo Museu

Leia mais

Proposta de Seguro de Habitação

Proposta de Seguro de Habitação Tomador de seguro Segurado Nome: Morada: Localidade: Código Postal: Email: Profissão: Data de nascimento: N.º contribuinte: Data de início pretendida: Local de risco Morada: Localidade: Código Postal:

Leia mais

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR

CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR Nº CER 1234567/2007 CERTIFICADO DE DESEMPENHO ENERGÉTICO E DA QUALIDADE DO AR INTERIOR TIPO DE EDIFÍCIO: EDIFÍCIO DE SERVIÇOS Morada / Situação: Localidade Concelho Data de emissão do certificado Nome

Leia mais

C2faup. Construção em Light Steel Frame. Ana Luísa Mesquita Marco Moreira Orlando Guimarães

C2faup. Construção em Light Steel Frame. Ana Luísa Mesquita Marco Moreira Orlando Guimarães C2faup Construção em Light Steel Frame Ana Luísa Mesquita Marco Moreira Orlando Guimarães Introdução Neste trabalho pretendemos estudar o sistema construtivo de estrutura em aço leve, ou Light Steel Frame.

Leia mais

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR. O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR. O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes O SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO DA VIERO O sistema de isolamento térmico da VIERO

Leia mais

PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004)

PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004) TÍTULO: Atmosferas explosivas risco de explosão AUTORIA: Paula Mendes PUBLICAÇÕES: TECNOMETAL n.º 149 (Novembro/Dezembro de 2003) KÉRAMICA n.º 264 (Janeiro/Fevereiro de 2004) INTRODUÇÃO A protecção contra

Leia mais

A unidade Energise inclui a tecnologia sem fios SimplyWorks, permitindo a ativação de aparelhos até 10 metros de distância.

A unidade Energise inclui a tecnologia sem fios SimplyWorks, permitindo a ativação de aparelhos até 10 metros de distância. Instruções Descrição do Produto Um regulador de funcionalidades de alimentação elétrica que permite que os utilizadores possam controlar até dois aparelhos elétricos com manípulos com ou sem fio. A unidade

Leia mais

de limpeza frontal com corrente

de limpeza frontal com corrente GRELHA MECÂNICA DE BARRAS de limpeza frontal com corrente tipo GV ou GSV Aplicações As águas de descarga civis podem conter vários lixos. Tudo o que puder ser deitado no esgoto, e mesmo o que não se puder,

Leia mais

Listagem de Erros e Omissões

Listagem de Erros e Omissões Listagem de Erros e Omissões - No ponto 13 do caderno de encargos - Critérios de adjudicação, factor preço, uma fórmula matemática, em que uma das parcelas, nomeadamente a PREm - o menor preço proposto,

Leia mais

1) O que entende por contaminação cruzada? Cite algumas medidas de prevenção da contaminação cruzada. 2) Quais as categorias de perigos que conhece? 3) Dê alguns exemplos de Perigos Biológicos. 4) Quais

Leia mais

SEGURANÇA DE MÁQUINAS

SEGURANÇA DE MÁQUINAS SEGURANÇA DE MÁQUINAS SITUAÇÃO PERIGOSA: Toda a situação em que uma pessoa é exposta a um ou mais riscos ou fenómenos perigosos Zona perigosa Toda a zona interior e/ou ao redor de uma máquina, na qual

Leia mais

Aquecimento / Arrefecimento forma de climatização pela qual é possível controlar a temperatura mínima num local.

Aquecimento / Arrefecimento forma de climatização pela qual é possível controlar a temperatura mínima num local. ANEXO I CONCEITOS E DEFINIÇÕES (A) Águas quentes sanitárias (AQS) é a água potável a temperatura superior a 35ºC utilizada para banhos, limpezas, cozinha e outros fins específicos, preparada em dispositivo

Leia mais

VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES

VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES ACUMULADORES VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES Designação do tipo Acumuladores de camadas PC Acumuladores de camadas PC 2WR Acumuladores de água fresca FS 1R página 119 página 120 página 161 Acumulador combinado

Leia mais

CONTEÚDOS MODELO DAS AUDITORIAS ENERGÉTICAS

CONTEÚDOS MODELO DAS AUDITORIAS ENERGÉTICAS CONTEÚDOS MODELO DAS AUDITORIAS ENERGÉTICAS Conteúdos Modelo das Auditorias Energéticas Pacote de trabalho n : 4 Produto nº: 13 Parceiro que coordena este produto: A.L.E.S.A. Srl Os únicos responsáveis

Leia mais

Termoacumulador. Elacell Comfort. Elacell. Elacell Excellence HS 50-3C HS 80-3C HS 35-3B HS 50-3B HS 80-3B HS 100-3B HS 50-3T HS 80-3T HS 100-3T

Termoacumulador. Elacell Comfort. Elacell. Elacell Excellence HS 50-3C HS 80-3C HS 35-3B HS 50-3B HS 80-3B HS 100-3B HS 50-3T HS 80-3T HS 100-3T Termoacumulador Elacell HS 35-3B HS 50-3B HS 80-3B HS 100-3B Elacell Comfort HS 50-3C HS 80-3C Elacell Excellence HS 50-3T HS 80-3T HS 100-3T 8 739 722 796 PT/ES (2008.08) JS Português 2 Español 28 Indicações

Leia mais

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES Pregão 003/2006 Alteração ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES ITEM O1 Sistema de arquivamento composto de módulos de arquivos deslizantes, com acionamento

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Módulos de função xm10 para Caldeiras de aquecimento Murais, de Chão e para a parede. Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem 7 747 005 078 03/003 PT Prefácio

Leia mais

Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos

Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos Manual de Projeto de Sistemas Drywall paredes, forros e revestimentos 1 Prefácio Este é o primeiro manual de projeto de sistemas drywall publicado no Brasil um trabalho aguardado por arquitetos, engenheiros,

Leia mais

Problema de Mistura de Produtos

Problema de Mistura de Produtos Problema de Mistura de Produtos A companhia Electro & Domésticos pretende escalonar a produção de um novo apetrecho de cozinha que requer dois recursos: mão-de-obra e matéria-prima. A companhia considera

Leia mais

Critérios de Avaliação Fabril. Artefatos de Concreto para uso no SEP (Sistema Elétrico de Potência)

Critérios de Avaliação Fabril. Artefatos de Concreto para uso no SEP (Sistema Elétrico de Potência) Critérios de Avaliação Fabril Artefatos de Concreto para uso no SEP (Sistema Elétrico de Potência) O presente subitem tem como objetivo orientar fabricantes de artefatos de concreto para redes de distribuição

Leia mais

PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3

PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3 PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU CAPÍTULO 3 PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO EXISTENTE E SUA IMPLEMENTAÇÃO A NÍVEL EUROPEU 19 CAPÍTULO 3 ÍNDICE 3. PRINCIPAL REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

INSTALAÇÃO DE SISTEMAS AVAC

INSTALAÇÃO DE SISTEMAS AVAC INSTALAÇÃO DE SISTEMAS AVAC AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Método de Soldadura X Método de Ranhurar INSTALAÇÃO DE SISTEMAS AVAC (AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO) Optimização Económica

Leia mais

Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda

Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sessão de Divulgação: Avisos QREN Eficiência Energética em PME e IPSS Local: Auditório do NERGA - Guarda DATA

Leia mais

Ficha técnica StoCrete TK

Ficha técnica StoCrete TK Proteção contra corrosão mineral Característica Aplicação Propriedades como protecção contra corrosão do aço para betão armado protecção contra corrosão ligada com cimento enriquecido com polímeros (PCC)

Leia mais

Prepare o local para a instalação

Prepare o local para a instalação Em uma época em que a economia de energia é algo importante para todos, ter um aquecedor de água a gás é mais do que uma questão de conforto, é algo que beneficia seu bolso e contribui com a sociedade.

Leia mais

Transitores de tempo em domínio de tempo

Transitores de tempo em domínio de tempo Em muitos processos, a regulação do caudal permite controlar reacções químicas ou propriedades físicas através de um controlo de variáveis como a pressão, a temperatura ou o nível. O caudal é uma variável

Leia mais

Nota de Imprensa. Buderus aposta nas energias renováveis

Nota de Imprensa. Buderus aposta nas energias renováveis Nota de Imprensa Buderus aposta nas energias renováveis Painéis solares, caldeiras, pellets, bombas de calor reversíveis para aplicações geotérmicas e aerotérmicas e até uma estação de produção de a.q.s.

Leia mais

ISOLAMENTOS ACÚSTICOS

ISOLAMENTOS ACÚSTICOS ISOLAMENTOS ACÚSTICOS Ruídos de impacto (intra inquilinos): Aplicação em pisos Außer ia02 Außer ia0 Außer ia1 Außer ia Ruídos aéreos: Aplicação em divisórias verticais Außer ia1 Außer ia Außer ia60 Außer

Leia mais

MICROGERAÇÃO. DL 363/2007 de 2 de Novembro PRODUZA E VENDA ENERGIA ELÉCTRICA À REDE ALTA RENTABILIDADE ALTA RENTABILIDADE DO INVESTIMENTO.

MICROGERAÇÃO. DL 363/2007 de 2 de Novembro PRODUZA E VENDA ENERGIA ELÉCTRICA À REDE ALTA RENTABILIDADE ALTA RENTABILIDADE DO INVESTIMENTO. MICROGERAÇÃO DL 363/2007 de 2 de Novembro PRODUZA E VENDA ENERGIA ELÉCTRICA À REDE ALTA RENTABILIDADE ALTA RENTABILIDADE DO INVESTIMENTO. As energias renováveis constituem uma fonte de energia inesgotável

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Comutador de Iluminação de Provisória Para Lâmpadas HQI ou Sódio, Código AFCSC250 Equipamento destinado a ser instalado em locais que são iluminados através de lâmpadas HQI ou de Sódio, geralmente estas

Leia mais

NOVOS SISTEMAS DE INSTALAÇÃO SANITÁRIA

NOVOS SISTEMAS DE INSTALAÇÃO SANITÁRIA PLACAS DE DESCARGA SUPORTES P/SANITAS SUSPENSAS ESTRUTURA EXTERIOR P/SANITAS SUSPENSAS ESTRUTURA EXTERIOR P/SANITAS SIMPLES NOVOS SISTEMAS DE INSTALAÇÃO SANITÁRIA _03 05_ ESTRUTURA EXTERIOR P/SANITAS SIMPLES

Leia mais

PAINEIS SOLARES MEGASUN

PAINEIS SOLARES MEGASUN PAINEIS SOLARES MEGASUN Há mais de uma década a actuar no sector do aquecimento doméstico, a Jaqueciprolar é importador e representante dos Painéis Solares MEGASUN. A MEGASUN é um conceituado fabricante

Leia mais

GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Instruções de instalação e funcionamento

GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: +358 29 006 260 Fax: +358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.com 1/11 GA-1 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante Copyright

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442 1 SELOFLEX R Primeira linha em impermeabilizante acrílico BOLETIM TÉCNICO Como qualquer tipo de impermeabilização flexível, a estrutura deverá estar seca, mínimo de 7 dias após a regularização, limpa de

Leia mais

Estores exteriores VELUX

Estores exteriores VELUX Estores exteriores VELUX Prepare-se para tudo! Novo design que se integra discretamente no seu telhado 38 Calor -8 Neve -19 Geada 6 15 Trovoada Tempestade Não podemos prever o tempo, mas podemos estar

Leia mais

Desempenho Acústico de Edifícios Casos de Estudo

Desempenho Acústico de Edifícios Casos de Estudo Desempenho Acústico de Edifícios Casos de Estudo Diogo Mateus (dm@contraruido.com) Conteúdo da apresentação: Enquadramento e objectivos do trabalho Problemas típicos na execução de soluções construtivas

Leia mais

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica

Lâmpadas. Ar Condicionado. Como racionalizar energia eléctrica Como racionalizar energia eléctrica Combater o desperdício de energia eléctrica não significa abrir mão do conforto. Pode-se aproveitar todos os benefícios que a energia oferece na medida certa, sem desperdiçar.

Leia mais

Informação para Profissionais

Informação para Profissionais Informação para Profissionais O soalho em madeira maciça pode ser aplicado e finalizado de diversas formas. Apresentam-se de seguida aquelas que são mais comuns. 1. Fixação 1.1. Fixação sobre sarrafos

Leia mais

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Solar Keymark Solar Keymark Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Um sistema solar para água quente que impressiona

Leia mais

Controlo de iluminação local multifuncional

Controlo de iluminação local multifuncional Controlo de iluminação local multifuncional I Controlo de iluminação local multifuncional A nível mundial, sensivelmente 20 % do consumo total de energia diz respeito à iluminação. Dependendo do tipo de

Leia mais

MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO

MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO B E T Ã O P R É - E S F O R Ç A D O T E C N O L O G I A MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO Versão de quatro mangueiras hidráulicas pt PAUL-Info B 131.14/21 L I D E R A N Ç A M U N D I A L Mais de

Leia mais