EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL"

Transcrição

1 ISSN Ano CLI N o - 0 Brasília - DF, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 Sumário. PÁGINA Presidência da República... Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento... 2 Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação... 3 Ministério da Cultura... 4 Ministério da Educação... Ministério da Fazenda... 6 Ministério da Integração Nacional Ministério da Justiça Ministério da Pesca e Aquicultura Ministério da Previdência Social Ministério da Saúde Ministério das Cidades Ministério das Comunicações Ministério de Minas e Energia Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Ministério do Esporte Ministério do Meio Ambiente Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministério do Trabalho e Emprego... 6 Ministério dos Transportes Ministério Público da União Defensoria Pública da União Poder Judiciário Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais Presidência da República CASA CIVIL INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL DESPACHOS DO DIRETOR-PRESIDENTE Em 4 de janeiro de 204 Entidade: AR BANCO ITAU, vinculada à SERASA CD e AC SE- RASA RFB Processos n os : / e / Acolhe-se as Notas n os 0/204/PRCC/PFE-ITI/PGF/AGU e 009/204/PRCC/PFE-ITI/PGF/AGU, que opinam pelo deferimento dos pedidos de descredenciamento da AR BANCO ITAU, vinculada à SERASA CD e AC SERASA RFB, localizada na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, 00, Centro Empresarial Itau Conceição, Parque Jabaquara, São Paulo-SP. Entidade: AR SERASA, vinculada à SERASA CD Processo n o : / Acolhe-se a Nota n o 458/203/APG/PFE-ITI/PGF/AGU, que opina pelo deferimento do pedido de descredenciamento de Instalações Técnicas da AR SERASA, vinculada à SERASA CD, nas localizações citadas abaixo. IT Endereço da Instalação Técnica C A S C AV E L Rua Souza Naves, 3546, 2º andar, Sala 22, Centro. Cascavel- PR CHAPECÓ Rua Marechal Deodoro, 400-E, 8 andar, Sala 807. Centro. Chapecó-SC JUIZ DE FORA Av. Barão Do Rio Branco, 2390, Salas 0 a 03. Centro. Juiz de Fora-MG PA L M A S Quadra 04 Sul, Rua SE 0, 25 - Salas 40,403 e Condomínio Centro Empresarial Norte. Plano Diretor Sul. Palmas-TO PASSO FUNDO Rua Coronel Chicuta, 46, Sala 20. Centro. Passo Fundo-RS TERESINA Rua São Pedro, 207, Ed. Doutor Raimundo Martins de Sousa, 6 andar, Salas 60 e 602. Centro. Te r e s i n a - P I VA R G I N H A Rua Santa Cruz, 789, SALA 803 e 804. Centro. Va rg i n h a - M G Entidades: AR VALID, vinculada ao SERPRO ACF, AC SERPRO JUS e AC SERPRO RFB Processos n os : /2005-5, / e / Acolhe-se as Notas n os 583/203/DSB/PFE-ITI/PGF/AGU, 584/203/PRCC/PFE-ITI/PGF/AGU e 008/204/APG/PFE- ITI/PGF/AGU que opinam pelo deferimento dos pedidos de descredenciamento da AR VALID, vinculada ao SEPRRO ACF, AC SERPRO JUS e AC SERPRO RFB, localizada no endereço, Ab. Ibirapuera, 2332, 8 Andar, Torre II, Indianópolis, São Paulo-SP. PEDRO PAULO LEMOS MACHADO Substituto CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO 49, DE 4 DE JANEIRO DE 204 Altera dispositivos da Portaria nº 79, de 28 de março de 2005, do Ministro de Estado do Controle e da Transparência, que define os critérios para a permanência nos cargos de Chefe de Unidade Descentralizada da Controladoria-Geral da União-CGU. O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA CONTROLA- DORIA-GERAL DA UNIÃO, INTERINO, no uso de suas atribuições, resolve: Art. º O art. 3º da Portaria nº 79, de 28 de março de 2005, do Ministro de Estado do Controle e da Transparência, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 3º É assegurada ao servidor investido no cargo a que se refere o art. º desta Portaria, na hipótese de exoneração, a critério da Administração ou pelo decurso dos prazos estabelecidos naquele dispositivo, a remoção de ofício, no interesse da Administração, para outra unidade em que haja vaga. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. CARLOS HIGINO RIBEIRO DE ALENCAR SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL SUPERINTENDÊNCIA DE PADRÕES OPERACIONAIS 96, DE 4 DE JANEIRO DE 204 Renova a homologação do curso teórico de Instrutor de Voo-Helicóptero (INV-H) da Fênix Escola de Aviação Civil Ltda. O SUPERINTENDENTE DE PADRÕES OPERACIO- NAIS SUBSTITUTO, no uso das atribuições que lhe conferem os arts. 8º, inciso X, da Lei nº.82, de 27 de setembro de 2005; e 43, inciso VII, "b", do Regimento Interno aprovado pela Resolução nº 0, de 5 de setembro de 2009, com as alterações posteriores, resolve: Art. º Renovar a homologação do curso teórico de Instrutor de Voo-Helicóptero (INV-H) pelo período de 5 anos, da Fênix Escola de Aviação Civil Ltda., situada na Rua dos Libaneses, nº 345, Bairro Jd. Sta. Lúcia, Araraquara - SP, CEP: , conforme despacho dado ao requerimento atinente ao Processo nº / Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ANTONIO ALESSANDRO MELLO DIAS SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO ECONÔMICA E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO PORTARIAS DE 4 DE JANEIRO DE 204 O SUPERINTENDENTE DE REGULAÇÃO ECONÔ- MICA E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO SUBSTITU- TO, designado pela Portaria nº 68, de 09 de janeiro 204, no uso da atribuição que lhe confere o art. 39, inciso XXXVII, do Regimento Interno aprovado pela Resolução nº 0, de 5 de setembro de 2009, com suas alterações posteriores, considerando o disposto na Portaria nº 90/GC-5, de 20 de março de 200, resolve: N o Autorizar o funcionamento jurídico da sociedade empresária COLT TRANSPORTE AÉREO S.A., CNPJ /000-70, com sede social em São Paulo (SP), como empresa exploradora de serviço de transporte aéreo público não-regular de carga e mala postal, pelo prazo de 2 (doze) meses contados da data da publicação desta Portaria. Processo nº / pelo código

2 2 ISSN N o Autorizar o funcionamento jurídico da sociedade empresária TGV TÁXI AÉREO LTDA., com sede social em Belo Horizonte (MG), como empresa exploradora de transporte aéreo público nãoregular de pessoas e cargas na modalidade taxi aéreo, pelo prazo de 2 (doze) meses contados da data da publicação desta Portaria. Processo nº / O inteiro teor das Portarias acima encontra-se disponível no sítio da ANAC na rede mundial de computadores - endereço h t t p : / / w w w. a n a c. g o v. b r.. RICARDO BISINOTTO CATANANT Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 3 DE JANEIRO DE 204 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁ- RIA E ABASTECIMENTO, no desempenho da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição, e à vista do Parecer Técnico nº 3.879, da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança - CTNBio, expedido nos termos do art. 4 e conexos da Lei nº.05, de 24 de março de 2005, e respectivo regulamento, aprovado pelo Decreto nº 5.59, de 22 novembro de 2005, conforme extrato publicado na Seção do Diário Oficial da União, de 2 de dezembro de 203, bem como, considerando o que consta dos autos do Processo nº /203-2, resolve: Art. º Retirar o Estado do Tocantins da Zona de Exclusão de plantio de algodão geneticamente modificado, constante da Portaria nº 2, de 3 de janeiro de 2005, publicada na Seção do Diário Oficial da União de 6 subsequente. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ANTÔNIO ANDRADE PORTARIA Nº 3, DE 3 DE JANEIRO DE 204 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁ- RIA E ABASTECIMENTO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição, tendo em vista o disposto no Decreto nº 24.4, de 2 de abril de 934, no Decreto nº 5.74, de 30 de março de 2006, no Decreto nº 8.33, de 28 de outubro de 203, na Lei nº 8.7, de 7 de janeiro de 99, na Lei nº 2.873, de 24 de outubro de 203, na Portaria nº.059, de 3 de outubro de 203 e o que consta do Processo nº /203-24, resolve: Art. º Alterar os arts. 2º, 6º e 7º da Portaria.09, de 06 de novembro de 203, que passam a vigorar com as seguintes redações: "Art. 2º... 4º Para a importação dos produtos especificados no art. 2º da Instrução Normativa nº 9, de 08 de julho de 203, será necessário o registro ou a autorização de importação expedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA e do registro do estabelecimento do importador no órgão competente no Estado ou no Distrito Federal (NR)". "Art. 6º... º Recebida a documentação mencionada neste artigo, após a análise e aprovação, a Secretaria de Defesa Agropecuária, emitirá autorização emergencial e temporária para a importação do produto. 2º Para fins de quantificação do volume de importação do produto Benzoato de Emamectina, o Órgão Estadual ou Distrital de Defesa Agropecuária, apresentará uma estimativa de área a ser plantada para o MAPA, no período de validade da emergência, identificando as culturas agrícolas hospedeiras da praga. 3º O controle de estoque, do armazenamento e da distribuição do Benzoato de Emamectina será de responsabilidade do interessado em importá-lo, devendo ser descrito no plano de segurança e controle, supervisionado pelo Órgão Estadual de Defesa Agropecuária que emitiu o Termo de Autorização de Aplicação do Produto (NR)". "Art. 7º Para a importação, o interessado deverá apresentar solicitação de autorização de importação junto ao setor competente da Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do MAPA, na Unidade de Federação onde estiver ocorrendo a emergência, instruída com a cópia da autorização emergencial temporária prevista no parágrafo único do art. 6º desta Portaria. º... 2º...(NR)" Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ANTÔNIO ANDRADE Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 2º As diretrizes e medidas a serem adotadas são as previstas na Portaria nº.09, de 6 de novembro de 203. Art. 2º O prazo de vigência da emergência fitossanitária previsto no art. º será de (um) ano, a contar da data de publicação desta Portaria. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Art. 4º Fica revogada a Portaria nº.30, de 4 de novembro de 203. ANTÔNIO ANDRADE SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SERVIÇO NACIONAL DE PROTEÇÃO DE CULTIVARES DECISÃO Nº 3, DE 3 DE JANEIRO DE 204 O Coordenador do Serviço Nacional de Proteção de Cultivares, em cumprimento ao disposto no 7 do art. 8 da Lei n 9.456/97 e pelo Decreto n 2.366/97, DEFERE os pedidos de proteção de cultivar das espécies relacionadas: ESPÉCIE DENOMINAÇÃO N DO PROTOCOLO DA CULTIVAR Alstroemeria L. Konangelin / 20 Gossypium hirsutum L. FM 975WS /202 Glycine max (L.) Merr. 5D688RR / 20 Glycine max (L.) Merr. NS 6909 IPRO /203 Alstroemeria L. Zalsalyna /202 Phalaenopsis Blume Phalcuzo /203 Glycine max (L.) Merr. NS /202 Alstroemeria L. Konumori / 20 Glycine max (L.) Merr. TEC 6029IPRO / 203 Hydrangea L. Hokomano / 203 Kalanchoe Adans. Cameron /203 Glycine max (L.) Merr. NS /202 Glycine max (L.) Merr. NS /203 Alstroemeria L. Konpepper / 20 COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS pelo código PORTARIA Nº 32, DE 3 DE JANEIRO DE 204 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁ- RIA E ABASTECIMENTO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição, tendo em vista o disposto no Decreto nº 24.4, de 2 de abril de 934, no Decreto nº 5.74, de 30 de março de 2006, no Decreto nº 8.33, de 28 de outubro de 203, na Lei nº 8.7, de 7 de janeiro de 99, na Lei nº 2.873, de 24 de outubro de 203, e o que consta do Processo nº /203-65, resolve: Art. º Declarar estado de emergência fitossanitária ao intensivo ataque da praga Helicoverpa armigera nas áreas produtoras do Estado do Mato Grosso para implementação do plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais. º Fica delimitada a área afetada por Helicoverpa armigera, no Estado de Mato Grosso, abrangendo os Municípios de Água Boa, Alto Araguaia, Alto Boa Vista, Alto Garças, Alto Paraguai, Alto Taquari, Araguaiana, Arenápolis, Barra do Bugres, Barra do Garças, Bom Jesus do Araguaia, Brasnorte, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Campos de Júlio, Canabrava do Norte, Canarana, Carlinda, Chapada dos Guimarães, Cláudia, Colíder, Comodoro, Confresa, Diamantino, Dom Aquino, Feliz Natal, Gaúcha do Norte, General Carneiro, Guarantã do Norte, Guiratinga, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Itaúba, Itiquira, Jaciara, Juara, Juscimeira, Lucas do Rio Verde, Marcelândia, Matupá, Mirassol d'oeste, Nobres, Nortelândia, Nova Brasilândia, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita, Nova Lacerda, Nova Marilândia, Nova Maringá, Nova Mutum, Nova Nazaré, Nova Santa Helena, Nova Ubiratã, Nova Xavantina, Novo Mundo, Novo São Joaquim, Paranatinga, Pedra Preta, Peixoto de Azevedo, Planalto da Serra, Pontal do Araguaia, Pontes e Lacerda, Porto Alegre do Norte, Porto dos Gaúchos, Porto Estrela, Poxoréo, Primavera do Leste, Querência, Ribeirão Cascalheira, Ribeirãozinho, Rondonópolis, Rosário Oeste, Santa Carmem, Santa Cruz do Xingu, Santa Rita do Trivelato, Santa Terezinha, Santo Afonso, Santo Antônio do Leste, Santo Antônio do Leverger, São Félix do Araguaia, São José do Rio Claro, São José do Xingu, São José dos Quatro Marcos, Sapezal, Serra Nova Dourada, Sinop, Sorriso, Tabaporã, Tangará da Serra, Tapurah, Terra Nova do Norte, Tesouro, Torixoréu, União do Sul, Vale de São Domingos, Vera, Vila Bela da Santíssima Trindade e Vila Rica. Fica aberto o prazo de 60 (sessenta) dias para recurso, contados da publicação desta. FABRICIO SANTANA SANTOS

3 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3, DE 3 DE JANEIRO DE 204 Aprova o Regimento Interno do Comitê Nacional de Pesquisas Antárticas - CONAPA. O MINISTRO DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, SUBSTITUTO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto no art. 4º do Decreto n.79, de 5 de janeiro de 996, resolve: Art. º Aprovar o Regimento Interno do Comitê Nacional de Pesquisas Antárticas - CONAPA, instituído pelo mencionado Decreto nº.79, de 996, na forma do Anexo a presente Portaria. Art. 2º Revoga-se a Portaria MCT nº 35, de 05 de setembro de 996, publicada no Diário Oficial de União (DOU) nº 74, Seção, página Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. LUIZ ANTONIO RODRIGUES ELIAS ANEXO REGIMENTO INTERNO COMITÊ NACIONAL DE PESQUISAS ANTÁRTICAS - C O N A PA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. º O Comitê Nacional de Pesquisas Antárticas - CO- NAPA, órgão deliberativo e normativo, criado no âmbito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação pelo Decreto nº.79, de 5 de janeiro de 996, em consonância com a Política Nacional para Assuntos Antárticos, tem as seguintes competências: I - assessorar o Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação nos assuntos relacionados aos interesses científicos e tecnológicos do Brasil na Antártica; II - propor ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação normas e diretrizes orientadoras da atuação do órgão em consonância com a Política Nacional para Assuntos Antárticos - POLANTAR; III - examinar e orientar o encaminhamento a Órgãos e Entidades Governamentais, responsáveis pela execução da POLAN- TAR, de proposições relativas a assuntos antárticos, especificamente em matérias técnico-científicas; IV - acompanhar os trabalhos de foros deliberativos e instâncias administrativas antárticas nacionais e internacionais, bem como as atividades em execução; V - assessorar, no que concerne a assuntos científicos e tecnológicos, a participação de representantes nacionais em conclaves de organismos do Sistema do Tratado da Antártica; VI - preparar documentos formais para a POLANTAR, quando solicitado pela Comissão Nacional para Assuntos Antárticos - C O N A N TA R ; VII - prestar assessoramento a outros organismos nacionais ligados às atividades antárticas brasileiras, quando solicitado; VIII - conduzir o processo de relacionamento institucional com o Comitê Científico de Pesquisas Antárticas - SCAR. Parágrafo único. O CONAPA, além de suas funções precípuas, junto ao SCAR, deverá ser um foro de debates científicos entre as instituições que desenvolvem projetos de pesquisa e estudos antárticos, bem como um órgão difusor das atividades técnico-científicas antárticas. CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO Art. 2º São membros do CONAPA: I - dois representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI, sendo um o Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, na qualidade de Coordenador, e o Coordenador Técnico para Mar e Antártica do MCTI, na qualidade de Vice Coordenador do CONAPA; II - um representante do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, sendo o Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde, ou seu representante; III - dois representantes da Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar - SECIRM, sendo um o Secretário dessa Comissão, e o outro o Subsecretário para o Programa Antártico Brasileiro, ou representantes; IV - o Chefe da Divisão de Mar, da Antártica e do Espaço do Ministério das Relações Exteriores, ou seu representante; V - o Coordenador do Grupo de Avaliação Ambiental do Programa Antártico Brasileiro - GAAM, do Ministério do Meio Ambiente, ou seu representante; VI - o Coordenador Geral de Pesquisa e Geração de Novas Tecnologias da Pesca e Aquicultura do Ministério da Pesca e Aquicultura - MPA, ou seu representante; VII - Grupo ad hoc de até 07 (sete) cientistas brasileiros com reconhecida atuação, competência e produção científica em estudos antárticos, abrangendo as áreas científicas em que o País atua na Antártica, e, sempre que possível, alinhadas com as áreas do conhecimento definidas pelo SCAR, a exemplo, Ciências da Vida, Geociências e Ciências Físicas. EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL pelo código º - O Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, Coordenador do CONAPA escolherá os membros titulares e suplentes entre aqueles presentes na lista tríplice elaborada pela Secretaria Executiva do CONAPA, distribuídos por área do conhecimento científico e atuação brasileira na Antártica e em conformidade com os seguintes critérios: a) Pesquisadores bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq de nível I ou pesquisadores não bolsistas com o perfil de pesquisadores de nível I; b) Na ausência de candidatos com este perfil, poder-se-á selecionar pesquisadores bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq de nível II ou pesquisadores não bolsistas com o perfil de pesquisadores de nível II; c) Produtividade relevante em assuntos antárticos nos últimos cinco anos (atual); d) Reconhecida contribuição à ciência ou tecnologia antártica (atemporal); e) Atuação recente em pesquisas antárticas (passado recente); f) Para o representante da área de Tecnologia a produção técnica e o registro de patentes deverá ter peso maior que a produção bibliográfica, podendo ele estar vinculado à área técnica e não à academia ; g) Reconhecida atuação em grupos de trabalho, comissões e comitês gestores de políticas públicas em ciência e tecnologia polar e/ou oceanográfica. 2º - É prerrogativa da Secretaria Executiva, no exercício de suas funções e devidamente autorizada pelo Coordenador, atuar em articulação e consulta permanente junto aos cientistas e grupos organizados de pesquisa de forma a buscar a legitimidade junto à comunidade brasileira de pesquisadores com interesses na Antártica na organização da Agenda e da pauta do CONAPA. 3º - O Delegado e o Vice delegado do Brasil junto ao SCAR serão escolhidos por votação entre os representantes da Comunidade Científica Antártica integrante do CONAPA. 4º - Os membros cientistas integrarão o CONAPA por período de 04 (quatro) anos, permitida sua recondução, desde que aprovada pelo Coordenador do CONAPA. 5º - Os representantes da comunidade científica definidos representarão, durante a vigência de seus mandatos, o Brasil junto aos Grupos de Padronização Científica do SCAR, correspondentes a áreas específicas do conhecimento. 6º- As funções de membros do CONAPA não são remuneradas, sendo, porém, consideradas serviços de caráter relevante. VIII - Observadores permanentes ou eventuais com direito a voz, mas não a voto. Art. 3º O Comitê Nacional de Pesquisas Antárticas - CO- NAPA tem a seguinte estrutura: I - A plenária, composta pela maioria absoluta de seus membros, constituindo a instância superior de deliberação do Comitê. II - um Coordenador, responsável por presidiras reuniões do Comitê e assinar os documentos e expedientes necessários; III - um Vice Coordenador que substituirá com plenos poderes, o Coordenador em seus eventuais impedimentos; IV - uma Secretaria Executiva, a ser exercida pela Coordenação para Mar e Antártica do MCTI, que será responsável pela implementação das decisões técnico-administrativas do CONAPA, pela elaboração e distribuição do Relatório Anual de Atividades Brasileiras na Antártica, a ser enviado ao SCAR e aos Comitês Nacionais, assim como pela elaboração do Relatório Anual de Atividades do CONAPA; Art. 4º A Plenária reunir-se-á, em caráter ordinário, duas vezes por ano, conforme calendário aprovado e, extraordinariamente, a qualquer momento, mediante convocação escrita do seu Coordenador, ou da maioria absoluta de seus membros, acompanhada de pauta justificada. º As reuniões ordinárias e extraordinárias do CONAPA serão convocadas pelo Coordenador do Comitê, com antecedência mínima de quinze e cinco dias corridos, respectivamente. 2º A pauta das reuniões e documentos correlatos deverão ser enviados aos membros com antecedência mínima de sete dias corridos da data designada para a reunião. 3º A periodicidade a que se refere o caput deste artigo poderá ser alterada por decisão da Plenária. 4º As reuniões ordinárias ou extraordinárias do CONAPA só serão instaladas com a presença mínima de 50% (cinquenta por cento) de seus membros. 5º Quando couber, poderá a Plenária ou o Coordenador decidir pelo convite a outros profissionais, que não sejam membros do CONAPA, para participar de reunião plenária, a fim de subsidiar tomada de decisão. 6º. Os interessados em assistir as reuniões do CONAPA, que não tenham caráter reservado, deverão, e solicitar seu credenciamento antecipado junto à Secretaria Executiva com até dez dias da data designada para a reunião, que deliberará sobre o número de solicitações, levando em consideração critérios de representatividade. 7º. Terão direito a voz todos os membros titulares e suplentes do CONAPA e participantes externos, quando convidados com tal intuito. 8º. As reuniões da Plenária obedecerão aos seguintes procedimentos: I - instalação dos trabalhos pelo Coordenador e conferência de quórum; II - leitura e aprovação da pauta; III - leitura e aprovação da ata da reunião anterior; IV - deliberação sobre a ordem do dia; V - previsão estimada da próxima reunião. VI - encerramento dos trabalhos. VII - encerramento dos trabalhos. 9º. Os membros poderão solicitar a inclusão de assuntos na pauta, por escrito e com antecedência de sete dias corridos da reunião do CONAPA, ou após a instalação dos trabalhos, mediante deliberação de seus membros. 0º. De cada reunião do CONAPA, será lavrada ata sumarizada, as quais, após aprovação e assinatura, serão arquivadas na Secretaria Executiva. º. Após aprovada, a ata de reunião será assinada pelo Coordenador e pelo Vice Coordenador do CONAPA. 2º Somente será procedida à leitura da ata quando esta não tiver sido encaminhada aos membros do Comitê com a devida antecedência, por ocasião da convocação da reunião. 3º. As emendas apresentadas e aprovadas deverão ser inseridas na ata correspondente à reunião em que forem apreciadas. Art. 5º O Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento designará, em ato específico, os membros do CO- N A PA. Art. 6º O membro que faltar, sem justificativa, a duas reuniões seguidas ou a três intercaladas, sem as correspondentes justificativas e substituições pelo suplente, poderá ser afastado do CO- N A PA. Parágrafo único. A justificativa deverá ser apresentada por escrito à Secretaria Executiva do CONAPA, até dois dias após a realização da reunião. Art. 7º Qualquer membro que, por motivos alheios a sua vontade, não possa continuar participando do CONAPA, poderá solicitar seu desligamento junto ao Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento - SEPED/MCTI Art. 8º As deliberações do CONAPA serão tomadas por maioria absoluta de seus membros. º - Somente terá direito a voto o membro titular do CONAPA ou, na sua ausência, o membro suplente. 2º - Em votações deliberativas, é prerrogativa do Coordenador do CONAPA o voto de desempate. Art. 9º O CONAPA poderá decidir, a qualquer tempo, pela constituição de Grupo de Trabalho com atribuições específicas, a fim de subsidiar tecnicamente seus trabalhos. Parágrafo único. Os grupos de estudos especiais constituídos terão mandato determinado de acordo com as necessidades dos fins que justificarem a sua criação. CAPÍTULO III DOS RECURSOS FINANCEIROS Art. 0º Os recursos financeiros destinados às atividades do CONAPA serão oriundos do MCTI, sendo objeto de sua programação orçamentária. CAPÍTULO IV DA SECRETARIA EXECUTIVA DO CONAPA Art. º A Secretaria Executiva do CONAPA terá por função: I - prestar apoio logístico e administrativo às reuniões do Comitê e à participação de representações do Comitê em reuniões do SCAR; II - coordenar a execução das decisões técnico-administrativas do Comitê; III - coordenar a elaboração e distribuição do Relatório Anual de Atividades Científicas Brasileiras na Antártica e do Relatório Anual de Atividades do CONAPA; IV - promover a circulação de documentos entre os membros do Comitê e entre este e o SCAR; V - preparar as Atas das reuniões do Comitê; VI - concentrar, distribuir e arquivar os documentos e publicações pertinentes ao CONAPA e ao SCAR; VII - divulgar as deliberações do CONAPA, por meio do sítio eletrônico do MCTI. CAPÍTULO V DAS ALTERAÇÕES REGIMENTAIS Art. 2º Este Regimento poderá ser alterado por deliberação do CONAPA, de acordo com o disposto no Artigo 8º. RETIFICAÇÃO Na Portaria MCTI nº.297, de 7 de dezembro de 203, publicada no Diário Oficial da União de 8 de dezembro de 203, Seção, pág. 7, referente ao Processo MCTI nº /203-5, de 23 de julho de 203, de interesse da empresa Progic Tecnologia Eletrônica Ltda. - EPP, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda, sob o nº /000-00; onde se lê: "Progic Tecnologia Eletrônica Ltda.", LEIA-SE: "Progic Tecnologia Eletrônica Ltda. - EPP".

4 4 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204. Ministério da Cultura SECRETARIA DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA 7, DE 4 DE JANEIRO DE 204 O SECRETÁRIO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA-SUBSTITUTO, no uso das atribuições legais, que lhe confere a Portaria n 2, de 06 de janeiro de 204, o art. 4º da Portaria nº 20, de 30 de março de 200, e o art. 6º da Instrução Normativa nº, de 24 de junho de 203, resolve: Art. º Tornar pública a relação do(s) projeto(s) apoiado(s) por meio do mecanismo Incentivo a Projetos Culturais do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC), instituído pela Lei nº 8.33, de 23 de dezembro de 99, que tiveram sua(s) prestação(ões) de contas aprovada(s) no âmbito desta Secretaria, em observância ao disposto no parágrafo único do art. 70 da Constituição Federal, no º do art. 20 da Lei nº 8.33, de 99, e no art. 87 da Instrução Normativa nº, de 24 de junho de 203. conforme anexo: Art. 2º Informar que, nos termos do art. 83 da Instrução Normativa MinC nº 0, de 203, cabe ao proponente emitir comprovantes em favor dos doadores ou patrocinadores, bem como manter o controle documental das receitas e despesas do projeto pelo prazo de dez anos, contados da aprovação da prestação de contas, à disposição do MinC e dos órgãos de controle e fiscalização, caso seja instado a apresentá-las, conforme previsto no art. 36 da Instrução Normativa RFB nº.3, de 2 de fevereiro de 20. Art. 3º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS ODECIR LUIZ PRATA DA COSTA ANEXO I PRONAC P R O J E TO PROPONENTE RESUMO DO PROJETO ÁREA S O L I C I TA D O A P R O VA D O C A P TA D O Brasil Instrumental CMP Canal de Marketing Concertos com 0 apresentações que terão como finalidade trabalhar as muitas fusões da música instrumental Música , , ,00 Promocional Associados Ltda. (samba, choro, jazz, etc.), considerando a diversidade de instrumentos musicais e suas funções Encenação da Paixão de Associação Cultural Lirius Durante o Período da Quaresma Cristã realizar duas (2) Artes Cênicas , , ,50 Cristo 202 apresentações da Encenação da Paixão de Cristo Temporada de Humor Maria Regina Vogue Produções - ME dia, em Curitiba-PR, com oito artistas convidados para Realização de uma série de espetáculos teatrais de comé- Artes Cênicas , , ,00 dez apresentações, no período de duas semanas, em temporada prevista para ser realizada no Espaço Teatro Regina Vogue. 8, DE 4 DE JANEIRO DE 204 O SECRETÁRIO DE FOMENTO E INCENTIVO À CUL- TURA - SUBSTITUTO, no uso das atribuições legais, que lhe confere a Portaria nº 2, de 06 de janeiro de 204 e o art. 4º da Portaria nº 20, de 30 de março de 200, resolve: Art..º - Aprovar projetos culturais, relacionados nos anexos à esta Portaria, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista, no º do artigo 8 e no artigo 26 da lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei nº 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2.º - Esta portaria entre em vigor na data de sua publicação. ODECIR LUIZ PRATA DA COSTA ANEXO I ÁREA: ARTES CÊNICAS (Artigo 8, º ) ANA - ENSAIOS SOBRE O TEMPO E SOBRE O VENTO GAM - Produções Artísticas e Culturais CNPJ/CPF:.380.6/000-0 Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,05 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/07/204 Resumo do Projeto: O presente projeto propõe a montagem e temporada(2 apresentações), na cidade do Rio de Janeiro, de ANA - Ensaios Sobre o Tempo e Sobre o Vento, espetáculo de dança-teatro livremente inspirado na obra O Tempo e o Vento, de Erico Veríssimo. Dirigido por Marcelo Aquino, reúne importantes nomes da dança no Brasil: Angel Vianna e Ana Vitória Freire, e da cantora Jane Duboc, que executará a trilha sonora ao vivo ANTES DE ABRIR A PORTA: teatro, saúde e arte MANATI ASSESSORIA GERENCIAL LTDA. - ME CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Barracão - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/07/204 Resumo do Projeto: O projeto objetiva realizar uma peça teatral: "Antes de abrir a porta", a qual abordará temas como Aids, drogas e gravidez na adolescência. Serão 2 apresentações em 2 municípios do RS e SC APARECIDA - CARNAVAL 204 GRES MOCIDADE INDEPENDENTE DE APARECIDA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Manaus - AM; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/03/204 Resumo do Projeto: Organização e Produção do Desfile da Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida no Grupo Especial do Carnaval 204, no sambódromo de Manaus, no dia 0 de março de 204. Promover a integração da Escola com a comunidade do Bairro de Aparecida e seu entorno, fortalecendo o incentivo à Cultura, ao lazer e à diversão, buscando apresentar na avenida, o enredo sobre o Centro da Cidade de Manaus "CENTRO DE AMOR, CENTRO DE VIDA: História e Alma de Um Povo". pelo código AS MIL E UMA NOITES Raquel Barcha CNPJ/CPF: Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30//204 Resumo do Projeto: Montagem e realização de temporada do espetáculo teatral AS MIL E UMA NOITES, dirigido ao público adulto. Estréia prevista para abril de 204 na cidade de São Paulo, em um teatro de no mínimo 200 lugares, com temporada de 03 meses. Reestréia prevista para agosto de 204 na cidade do Rio de Janeiro, em um teatro de no mínimo 200 lugares, com temporada de 03 meses. Realização de 24 oficinas (2 em cada cidade) gratuitas sobre "A Arte de Contar Histórias", para 30 pessoas cada (totalizando 720 participantes) Cantando uns Contos DVP DESIGNER VIDEO PRODUÇÕES LTDA-ME CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,09 Prazo de Captação: 5/0/204 à 5/05/204 Resumo do Projeto: As avessas do convencional da sétima arte - cinema, propomos que as histórias não se prendam somente a uma tela de cinema, mas se materializem no espaço cênico, através de mini-operetas, transitando entre esses dois mundos. Serão 2 apresentações, onde o audiovisual e a artes cênica se fundem pontuado por uma trilha sonora ao vivo Comédia Futebol Clube MR Produção Cultural e Artística LTDA - EPP CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Suzano - SP; Valor Aprovado R$: R$ ,80 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/07/204 Resumo do Projeto: 48 apresentações, em uma temporada de três meses na cidade de São Paulo, do espetáculo teatral Comédia Futebol Clube, peça que retrata com narrativa humorada e inteligente a influência do futebol na vida do brasileiro EM BUSCA DA MAGIA SAO FILMES - PRODUCOES ARTISTICAS LTDA - ME CNPJ/CPF: /000-9 Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 24/08/204 Resumo do Projeto: A montagem do Musical Infantil "Em Busca da Magia", de Zépaulo Castro. Visa-se produzir por um período inicial de (03) três meses, com 24 apresentações da referida peça a partir de março de 204, no Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea aos sábados e domingos às 7 h, Rio de Janeiro, com ingressos a R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia entrada) Espetáculo Musical Saudade e Lembrança Renato Bispo de Oliveira CNPJ/CPF: Processo: Cidade: Salto - SP; Valor Aprovado R$: R$ ,25 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30//204 Resumo do Projeto: O projeto consiste na produção e na apresentação do espetáculo musical?saudades e Lembranças? em cinco cidades do país, sendo duas apresentações em cada, a fim de explorar a música de grandes artistas como Tim Maia, Renato Russo e Cazuza, que marcaram a história do Brasil FESTIVAL INTERNACIONAL DE IMPROVISO Calama Treinamento Artístico Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 0/06/204 Resumo do Projeto: O presente projeto visa a realização de um Festival Internacional de Improviso na cidade de São Paulo, ao longo do primeiro semestre de 204, como parte das atividades culturais de integração que acontecerão no Brasil em decorrência da Copa do Mundo. Serão realizados 9 apresentações de grupos convidados e uma Mesa-Redonda. Ao todo, o projeto pode atingir aproximadamente 2500 pessoas Manutenção do Grupontapé de Teatro Associação do Grupontapé de Teatro CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Uberlândia - MG; Valor Aprovado R$: R$ ,43 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Este projeto trata da manutenção do Grupontapé de Teatro, permitindo assim a garantia de suas atividades artísticas, educativas e sociais e de uma condição já existente de valorização dos artistas, técnicos e profissionais envolvidos com o Grupo. São elas: ) internas: Manutenção dos espetáculos em repertório, ensaios, preparação das oficinas,leituras dramáticas, planejamento e gestão do Grupo. 2) externas: Apresentações e atividades complementares em Uberlândia e mais 0 cidades de MG,SP e GO O SOM DAS CARTAS QUE NÃO LI MAYANDERSON DE JESUS ARAUJO LAGE ME CNPJ/CPF: /000-0 Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 26/0/204 Resumo do Projeto: O projeto oferece a realização de 60(sessenta) apresentações gratuitas do espetáculo "o som das cartas que não li" de Guy de Maupassant, sendo 36 (trinta e seis) apresentações em teatro na capital paulista e 24 (vinte e quatro) apresentações em 08 (oito) cidades de 03 (três) estados Brasileiros. O projeto oferece também 24 (vinte e quatro) workshops que possibilitará a troca de experiências culturais entre os artistas e os núcleos de cultura das 08 cidades que serão visitadas pelo projeto OroborO - Remontagem e Circulação Nacional Filemon 7 Produção Ltda - ME CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O projeto visa a remontagem e circulação nacional do espetáculo de dança contemporânea "OroborO" e um programa de palestras para estudantes de dança, bailarinos e interessados. Será realizado um total de 30 apresentações abrangendo 8 cidades:

5 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN Salvador, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e São Paulo. O espetáculo conta com 7 bailarinos e uma celista em cena Pipas do Iguaçu ASSOCIAÇÃO ALDEIAS INFANTIS SOS BRASIL CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,47 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Produzir a peça de teatro, Pipas do Iguaçu, a partir de história de crianças e adolescentes que vivem na tríplice fronteira, relatando suas diferenças na língua, nos costumes, nas tradições e a igualdade nas dificuldades, questionamentos, ansiedades, sonhos etc. Para a construção desta peça teatral, faremos diversas oficinas que culminarão na produção da peça Pipas do Iguaçu. O projeto atuará com crianças e adolescentes atendidos pela Organização Aldeias Infantis SOS Brasil que já possui gabarito neste público e realiza o mapeamento de oportunidades culturais e sociais de alguns bairros da cidade de Foz do Iguaçu com o objetivo de fortalecer famílias e comunidade por meio do território, da cultura e dos saberes. Serão oferecidas as seguintes oficinas: Leitura dramática, contaç&atil Rádio Nacional? As ondas que conquistaram o Brasil Claudia Vigonne Produções Artísticas e Culturais Ltda CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,08 Prazo de Captação: 5/0/204 à 06/0/204 Resumo do Projeto: Realizar a turnê do musical nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e Recife. O espetáculo obteve grande sucesso de público e crítica no RJ (2006 e 2008) e São Paulo (2007), e recebeu o prêmio Shell 2006 por melhor direção musical. Em cena, atores e 4 músicos contam a história da época de ouro da Rádio Nacional. Em 6 meses de temporada estão previstas 55 apresentações e público estimado total de pessoas RAZÕES PARA SER BONITA - TURNÊ Inverso Produções Artisticas LTDA. CNPJ/CPF: /000-5 Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 29/08/204 Resumo do Projeto: Objetivamos a realização de uma turnê por 6 cidades do Nordeste do espetáculo "Razões Para ser Bonita" com direção de João Fonseca, no elenco, Ingrid Guimarães, Marcelo Faria, Gustavo Machado e Aline Fanju, realizando assim, 2 apresentações TEATRO CELINA QUEIROZ - 5a. TEMPORADA DE GRANDES ESPETÁCULOS - 0 ANOS Fundação Edson Queiroz CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Fortaleza - CE; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30/2/204 Resumo do Projeto: Já em sua QUINTA TEMPORADA, e comemorando em 204 seus 0 ANOS de ação, o Projeto Teatro Celina Queiroz - Grandes Espetáculos, objetiva seguir viabilizando a circulação no Ceará de 2 espetáculos, para 03 apresentações cada - sempre às sextas, sábados e domingos, por um período de 2 meses TERRITÓRIO CULTURAL Steffen Organização de Eventos e Projetos Especiais LTDA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Nova Petrópolis - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/05/204 Resumo do Projeto: Promover no mês de abril de 204 o Território Cultural na 6ª Leitão Fest, a se realizar no largo da Prefeitura Municipal de Putinga, com o objetivo de valorizar os referenciais culturais locais e estimular outras linguagens culturais como a música instrumental e as artes cênicas. Esta ação cultural também prevê a publicação de um livro na área de humanidades. O público estimado é de pessoas, com ingresso gratuito. ÁREA: 3 MÚSICA (Artigo 8, º ) Adriana De Los Santos - Acordes de Alegria ARI LUIZ ROBETTI CNPJ/CPF: Processo: Cidade: Monte Belo do Sul - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Gravar um DVD e CD da tournée da Acordeonista Adriana De Los Santos no Festival AKKORDEONALE que acontece na Alemanha entre os meses de Abril e Maio de 204 e posteriormente lançá-los em 0 (dez) espetáculos pelo Sul do Brasil entre o RS, SC, PR e ES entre os meses de Julho a Dezembro. Em seu repertório do espetáculo uma mistura de acordes de violões acompanhados de gaita cromática fazendo um verdadeiro espetáculo da música regional, com a leveza e carisma da mulher gaúcha Cantar e Educar II Associação Beneficiente Religiosa Centro Judaico do Brooklin CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ 600.5,96 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Viabilizar a continuidade do projeto pelo segundo EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL pelo código ano consecutivo, com o objetivo de desenvolver um novo grupo cultural de música instrumental gratuita, onde crianças de 06 a 6 anos, irão conhecer os instrumentos, a leitura de notas e partituras e após um ano irão se apresentar em público Concertos em Escolas 204 Associação dos Amigos da Orquestra de Câmara da ULBRA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Porto Alegre - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realização de 0 concertos didáticos destinados a estudantes do ensino fundamental das redes de escolas públicas dos municípios de Canoas, Gravatai, Guaíba, São Jerônimo e Novo Hamburgo, no período de março a novembro de 204; Os concertos serão gratuítos GRAVAÇÃO DE CD DO GRUPO PRISMA Eli Andrade Rocha Prates CNPJ/CPF: Processo: Cidade: Hortolândia - SP; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Gravação de CD com 4 faixas. Um projeto totalmente inovador e único, caracterizando-se pela fusão da música brasileira com a música gospel. Incluindo arranjador, maestro, músicos, coristas, mixagem, masterização, produção gráfica e duplicação. Conterá também, no repertório, músicas eletrônicas. Prensagem de 2000 Cds a título promocional, destinados à divulgação e distribuição para emissoras de rádios em todo o país III FESTIVAL DE MÚSICA BARROCA DE ALCÂN- TA R A Equinox do Brasil - Consultoria em Projetos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30/09/204 Resumo do Projeto: Realizar a 3ª Edição do Festival de Música Barroca na cidade de Alcântara, e mais 3 cidades no estado do Maranhão. Este evento reúne atrações nacionais e internacionais da música erudita, durante 5 dias de evento no segundo semestre de 203. Prevê-se a execução do projeto para o mês de Dezembro entre os dias 3 e 22. Sendo que em 22 de dezembro, data aniversário do Município de Alcântara será entregue o Prêmio Jovem Talento Equinox. A cerimônia será precedida de um concerto na Igreja do Carmo com os próprios alunos da Escola de Música de São Luís, acompanhados por dois dos músicos convidados do Festival Musica e Arte para Sensibilizar Associação Sensibilizar- ASSEN CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Francisco Beltrão - PR; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realizar atividades culturais através da musica erudita, dança, e Artes Cênicas, com o objetivo de fomentar e difundir a cultura local, visando a aprendizagem e socialização de crianças, adolescentes e suas famílias de forma gratuita NÚCLEO DE FORMAÇÃO MUSICAL DA FUNDAC Fundacao cultural do Município de Contagem CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Contagem - MG; Valor Aprovado R$: R$ 74.70,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 20/2/204 Resumo do Projeto: Ampliar o núcleo de formação de instrumentistas de cordas da FUNDAC estruturando os cursos de formação em várias modalidades de instrumentos da área de cordas e em diferentes níveis.por meio de contratação de professores e organização de cursos,para preparação de jovens e adultos para atuarem em orquestras. Visando democratizar a produção e o acesso à música erudita no municipio de Contagem., para atender aproximadamente 200 estudantes Orquestra de Sopros de Picada Café - A música: nosso ideal ASSOCIAÇÃO ORQUESTRA DE SOPROS DE PICADA CAFÉ CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Picada Café - RS; Valor Aprovado R$: R$ 25.58,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: A Associação Orquestra de Sopros de Picada Café realiza, entre os dias 0 de março e 30 de dezembro de 204, o projeto cultural "Orquestra de Sopros de Picada Café - A música: nosso ideal". A proposta visa a valorização e o aperfeiçoamento das atividades culturais através da música. "Orquestra de Sopros de Picada Café - A música: nosso ideal" prevê a aquisição de equipamentos e trajes, além da divulgação da música nas cidades da região, através de uma turnê com 0 apresentações Projeto Cultural Asafe. ASSOCIACAO BENEFICENTE DAS MULHERES DETERMINA- DAS E AMIGAS DE ANGRA DOS REIS CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Angra dos Reis - RJ; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 0/2/204 Resumo do Projeto: O projeto Cultural Asafe tem por objetivo promover a gravação de um CD instrumental com 5 músicas instrumentais e a produção de uma apostila com as Partituras Tablaturas. Realização de 0 apresentações com entradas gratuitas em escolas publica do estado do Rio de Janeiro Projeto Tamar Cultural TREVO COMUNICACAO E PRODUCOES ARTISTICAS LTDA ME CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Salvador - BA; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O projeto TAMAR CULTURAL visa dar continuidade à programação artística realizada nos espaços culturais do Projeto Tamar de Praia do Forte-BA, Aracaju-SE, Ubatuba-SP, Fernando de Noronha-PE, Florianópolis-SC e Vitória-ES, movimentando a cena cultural da região e acentuando a vocação da cultura como recurso para a transformação de realidades. Este projeto conta com a realização de shows nos espaços culturais do Projeto Tamar com apresentação de shows de música instrumental, com abertura de bandas formadas pelo Projeto Tamar, compostas por artistas locais. Sendo 06 eventos a serem realizados na base de Praia do Forte-BA, 0 na base de Ubatuba-SP, 0 em Florianópolis-SC, 0 em Fernando de Noronha-PE, 02 em Aracajú-SE. Além disso, farão parte da programação3 oficinas Artísticas Turnê da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte - OSRN na China L L LERNER - SERVICOS - ME CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Natal - RN; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realizar a turnê da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte - OSRN à China em dezembro de 203, com a regência do Maestro Linus Lerner, a fim de promover a primeira apresentação de uma Orquestra sinfônica brasileira em solo Chinês XXIX Festival Internacional de Inverno da Universidade Federal de Santa Maria Associação Cultural Resumo da Opera CNPJ/CPF: /000-2 Processo: Cidade: Santa Maria - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,90 Prazo de Captação: 5/0/204 à 27/0/204 Resumo do Projeto: O Festival está em sua 29ª edição construindo um ambiente de trocas de conhecimento, por meio de oficinas de aperfeiçoamento em canto, instrumento, composição, regência e educação musical. São realizadas ainda, oficinas de musicalização infantil em escolas de Vale Vêneto. O Festival conta com uma agenda de concertos, que promovem intercâmbio de saberes e democratização do acesso à música de concerto. ÁREA: 4 ARTES VISUAIS (Artigo 8, º ) º Festival Internacional de Escultura em Pedra - Cidade da Pedra Associação dos Amigos do Acervo Cultural Geraldo Magela Rodrigues. CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Coronel Xavier Chaves - MG; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30/06/204 Resumo do Projeto: O 3º Festival Internacional de Escultura em Pedra - Cidade da Pedra - consagrado e que já obteve aprovação nesta lei em sua 2ª edição, é um evento artístico-cultural que será realizado no Circuito Trilha dos Inconfidentes, na cidade de Coronel Xavier Chaves (Minas Gerais/Brasil), do dia 0 ao dia 30 de Junho de 204. Considera-se este Festival como único no Brasil em se tratando de escultura em pedra gnaisse e pedra sabão Conexão Cultural Ocupa Museu CONEXÃO CULTURAL LTDA - EPP CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Festival de Artes intitulado Conexão Cultural Ocupa Museu, a partir da realização de quatro exposições de artes visuais e quatro eventos multi-plataforma a serem executados em quatro museus da cidade do Rio de Janeiro Conversarte MONTENEGRO PENSAMENTO CRIATIVO PRODUÇÕES & EVENTOS LTDA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Curitiba - PR; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 03/2/204 Resumo do Projeto: Promover o encontro de artistas das mais variadas vertentes de artes visuais, sendo elas: grafite, ilustração, quadrinhos, cinema, fotografia e design, e possibilitar a reflexão, troca de experiências e ideias acerca da promoção e implantação de projetos de arte e cultura. As atividades serão realizadas por meio de Exposições e debates abertos a estudantes de graduação e pós-graduação, técnicos, educadores e artistas Exposições do Alto Paranaíba: Caminhos de luz Fundação Cultural Acia CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Araxá - MG; Valor Aprovado R$: R$ 44.44,00

6 6 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Este projeto realizará uma intervenção urbana pautada em Artes visuais, onde esculturas com temáticas que suscitem a reflexão sobre a vida, serão construídas na cidade de Araxá, MG. Estas esculturas serão confeccionadas por artistas locais e ficarão expostas por dois meses em espaços públicos da cidade Indaiatuba Sustentável Sýn Criativa - Comunicação e Produções Culturais LTDA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Valinhos - SP; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realizar em 204 a segunda edição do projeto Indaiatuba Sustentável que visa promover a cultura como instrumento de educação para a sustentabilidade no município de Indaiatuba-SP. O produto principal será uma exposição fotográfica, a ser realizada entre maio e junho, com os principais fotógrafos da edição da revista National Geographic Brasil. Paralelamente, enquanto produtos secundários, o projeto contemplará, ainda, espetáculo de música instrumental, artes cênicas, oficinas de fotografia e fórum de debates. ÁREA: 5 PATRIMÔNIO CULTURAL (Artigo 8, º ) CASA DA MARQUESA DE SANTOS/ MUSEU DA MO- DA - FASE 2 Fundação Getulio Vargas CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,65 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O projeto dará continuidade as obras de restauro arquitetônico e artístico da Casa da Marquesa promovendo a renovação de suas instalações? elétricas, hidrossanitárias, climatização e segurança? de forma a permitir seu novo uso como parte do Museu da Moda, bem como implantar a expografia e mobiliário Festival Internacional de Capoeira - Descubra Minas Instituto Vebo CNPJ/CPF: /000-0 Processo: Cidade: Belo Horizonte - MG; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 22/08/204 Resumo do Projeto: O evento define-se por um festival internacional de capoeira que tem por finalidade reunir capoeiristas entre brasileiros e estrangeiros de 5 países, o festival realizará diversas oficinas abertas ao publico, capacitação de professores e mestres, apresentações em espaços públicos de BH, divulgando nossa cultura, lugares turisticos e preservando nosso patrimônio cultural imaterial Restauração Emergencial do Conjunto Arquitetônico dos Edifícios do Convento de Santa Tereza? PUC SP Fundação São Paulo CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,62 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O conjunto arquitetônico composto pelas edificações do Convento de Santa Tereza e a Igreja do Coração Imaculado de Maria, de propriedade da Fundação São Paulo, é tombado pelo Condephaat, através da Resolução SC 29, de /0/2002. O presente projeto pretende intervir nas duas edificações do conjunto, executando obras emergenciais para sua consolidação e conservação, bem como desenvolver todos os projetos necessários para executar esta fase emergencial e subsidiar as próximas intervenções. ÁREA: 6 HUMANIDADES (Artigo 8, º ) A FESTA DO ROSÁRIO DO SERRO Associação e Desenvolvimento de Projetos - ADP CNPJ/CPF: /000-0 Processo: Cidade: Belo Horizonte - MG; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Edicao de um livro sobre a FESTA DO RO- SÁRIO DO SERRO, patrimônio imaterial do Estado de Minas Gerais, que corre sérios riscos de acabar ou de descaracterizar Chapada Diamantina, Marcas do Tempo Otoniel Fernandes Neto CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Brasília - DF; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30/2/204 Resumo do Projeto: Editar e publicar um Livro de arte com 40 pinturas da Chapada Diamantina, ilustradas pelo pintor Otoniel Fernandes Neto, que representa o povo e a rústica cultura da região, seus patrimônios históricos do período do ouro e do diamante, além das paisagens remotas dessa chapada localizada no sertão baiano. Realizar 0 Lançamentos do Livro em Rio de Contas - BA. COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS pelo código CONCURSO DE POESIA CANTE O CARIRI - 2ª EDI- ÇÃO Centro Cultural do Cariri CUCA CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Parari - PB; Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 27/06/204 Resumo do Projeto: Realizar o CONCURSO DE POESIA CANTE O CARIRI - 2ª EDIÇÃO na cidade caririzeira de Parari, cuja premiação será conferida aos autores de poemas que tenham como temática a Região do Cariri paraibano de modo geral, ou qualquer das suas cidades em particular. Produzir 3 mil livros e CDs áudiobooks Cozinha Regional Paulista Noelly Russo Ferreira ME CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O livro "Cozinha Regional Paulista" resgata, com uma pesquisa do crítico gastronômico e blogueiro Marcelo Katsuki, os pratos típicos, a história da cozinha como espaço centralizador do relacionamento humano e os hábitos de alimentação do Estado de São Paulo de forma inédita, em uma publicação ilustrada com fotografias, receitas e histórias dos personagens que contruíram para a identidade gastronômica e as tradições culinárias das 5 macrorregiões do Estado, hoje e ao longo da história Fotografias Audiodescritas Mídia Acessível Produções Artísticas e Culturais CNPJ/CPF: /000-9 Processo: Cidade: Belo Horizonte - MG; Valor Aprovado R$: R$ 6.270,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 30/08/204 Resumo do Projeto: O projeto tem como síntese a realização do livro "Fotografias Audiodescritas" produzido com fotos que foram apresentadas em 20 exposições com audiodescrição realizadas pela Midiace nos últimos anos. O livro será acompanhado de um CD com a descrição de todas as fotos tendo como público principal pessoas com deficiência visual. O lançamento do livro será realizado no Estado de Minas Gerais. Prevê-se a produção de 2000 exemplares do livro e 2000 exemplares do CD que o acompanha Leo Brizola - Circuito Atelier Instituto Cultural Cida Brizola CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Belo Horizonte - MG; Valor Aprovado R$: R$ ,64 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O Projeto Circuito Atelier visa proporcionar a aproximação do público com os artistas em seu espaço de trabalho - o ateliê - e registrar a experiência inventiva dos mesmos em livros autorais. Planejamos a publicação de um livro, um vídeo e uma página na internet do artista Leo Brizola MUTAÇÕES ILUSTRADAS DO I CHING RITA MARIA SELKE - ME CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: R$ ,00 Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Mutações Ilustradas do I Ching é o projeto de desenvolvimento, ilustração, resumo, tradução, adaptação e publicação de livro homônimo I Ching. É um livro composto por 64 capítulos interpretativos de cada um dos 64 hexagramas e seus atinentes ensinamentos em uma versão atualizada para o século XXI. Com aproximadamente 304 páginas, está prevista a produção de unidades Projeto de livro fotográfico Cabeças - Esculturas Poéticas. SUL SPORTS REVUISTA LTDA- EPP CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Porto Alegre - RS; Valor Aprovado R$: R$ ,50 Prazo de Captação: 5/0/204 à 22/2/204 Resumo do Projeto: O projeto do livro fotográfico Cabeças - Esculturas Poéticas, retrata através das escukturas do artista plástico João Otto Klrpzig, sua percepção do mundo da arte e a tradução em forma de um texto poético Mesclando a arte com um texto repleto de poemas.. O livro terá 20 páginas divididas em introdução e cinco capítulos e cerca de 80 fotografias das principais exposições do artista. Também terá tradução para o inglês Uma Casa Muito Encantada - A invenção arquitetônica de Santos-Dumont (reedição) Escrita Fina Produções Editoriais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Petrópolis - RJ; Valor Aprovado R$: R$ ,36 Prazo de Captação: 5/0/204 à 26/05/204 Resumo do Projeto: Reedição revista de livro ilustrado sobre o Museu Casa de Santos Dumont, em Petrópolis (RJ), instalado na casa de veraneio erguida pelo inventor em 98 e tombada pelo Iphan em 952. Descrição do produto cultural: publicação de 28 páginas, em cores, com tiragem de exemplares, texto e apresentação gráfico-visual leves e objetivos, abordando de forma detalhada a historia da construção da casa e o patrimônio cultural preservado no museu. ANEXO II ÁREA: 3 MÚSICA (Artigo 26, º ) DVD?TOM VIANNA? PLURALIDADE NO SAMBA? NOME DO PROPONENTE: Antônio Vianna da Silva CNPJ/CPF: Processo: Cidade: Belo Horizonte - MG; Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O presente projeto tem como empreendedor o músico, compositor e sambista Tom Vianna e trata da gravação, ao vivo, do DVD?Tom Vianna? Pluralidade no Samba? e, ainda da realização de 4 shows para lançamento deste trabalho Gravação e show de lançamento do CD da banda Areia Movediça NOME DO PROPONENTE: L. C. MALULY PRODUCOES ART- SISTICAS LTDA CNPJ/CPF: /000-8 Processo: Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 6/2/204 Resumo do Projeto: O projeto em tela prevê a gravação e um show de lançamento do CD da banda paulinista Areia Movediça Memórias Meio Inventadas - ª Tour de Daniel Zé NOME DO PROPONENTE: Daniel Cristiano do Nascimento CNPJ/CPF: Processo: Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/07/204 Resumo do Projeto: Este projeto se destina à realização de tour com 6 capitais para lançamento do CD inédito do artista Daniel Zé, com 6 shows musicais gratuitos, um em cada cidade: Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Recife e Maceio.O show terá a abertura de uma banda Local a ser selecionada na pré produção. Faremos a fabricação de cd (mil cópias do CD que já esta gravado), Faremos a gravações dos 6 shows e toda a tour. Faremos edição de vídeos que conterão os melhores momentos dos shows. O projeto preve ainda a manutenção do site do artista, além de divulgação nacional. O CD já esta gravado e só será patrocinado a fabricação de cópias Mônica Salmaso Lançamento DVD - Turnê Nacional NOME DO PROPONENTE: TURMALINA PRODUCOES ARTS- TICAS LTDA ME CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 9/2/204 Resumo do Projeto: O projeto "Mônica Salmaso Lançamento DVD - Turnê Nacional", tem como objetivo viabilizar uma turnê por 20 cidades brasileiras com o espetáculo multimídia da cantora Mônica Salmaso com os músicos Teco Cardoso e Nelson Ayres em um diálogo entre música ao vivo e projeções de cinema. No repertório, representantes da história da música e da cultura brasileiras, tais como Heitor Villa-Lobos, Antonio Carlos Jobim, Paulo Vanzolini, Chico Buarque, Ary Barroso, Adoniran Barbosa, dentre outros PÉ NA ESTRADA COM VINICIUS E CAMARGO NOME DO PROPONENTE: Vinicius da Silva Borsari CNPJ/CPF: Processo: Cidade: Maringá - PR; Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 0/0/204 Resumo do Projeto: Objetivo da dupla Vinicius e Camargo, é gravar de duas mil e duzentas cópias de DVDs com 2 faixas, o qual terá em seu conteúdo músicas sertanejas. Objetivo do projeto é atingir principalmente o público jovem, para que aja uma continuidade da música sertaneja em futuras gerações. Pretendemos assim levar a cultura e gerar empregos, com apresentações em dez cidades do Estado do Parana. Apucarana, Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Apucarana, Campo Mourão, Paranaguá, Paranavaí, Umuarama Projeto BNB Clube de Cultura NOME DO PROPONENTE: BNB Clube de Fortaleza CNPJ/CPF: / Processo: Cidade: Fortaleza - CE; Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: O Projeto BNB Clube de Cultura pretende continuar oferecendo ao público de Fortaleza manifestações artisticas, notadamente no que concerne à música brasileira. Mesmo contando com parcos recursos, o Projeto já apresentou shows de grandes nomes da MPB, como: Chico César, Moska, Vander Lee, João Bosco, Jair Rodrigues, Fausto Nilo, Guilherme Arantes, Luiz Melodia, Zeca Baleiro, Nonato Luiz, Beto Guedes, Renato Teixeira dentre outros. Esta proposta visa alavancar a música feita no Ceará, propiciando que os artistas consagrados ou iniciantes apresentem seus trabalhos para o grande público, por meio de formação de plateia. E o caminho para executar esta ideia é a apresentação de artistas de renome nacional. Desta maneira, serão realizados 2 (doze) shows de artistas/grupos conhecidos nacionalmente,acompanhados de 2 (doze) shows de artistas cearenses Simone - É melhor ser

7 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN NOME DO PROPONENTE: Cigarra Produções Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realização de apresentações da artista Simone, continuando a turnê em comemoração aos seus 40 anos de carreira. Será realizado um show em cada um das seguintes cidades: Recife, João Pessoa, Aracaju, São Luis, Teresina, Fortaleza, Natal, Maceió, Cuiabá, Campo Grande, Belém e Manaus. ÁREA: 4 ARTES VISUAIS (Artigo 26, º ) Azulejaria - Arte e Desenvolvimento Social NOME DO PROPONENTE: Atelier Azulejaria Produções Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Processo: Valor Aprovado R$: Prazo de Captação: 5/0/204 à 3/2/204 Resumo do Projeto: Realização de intervenção artística através da capacitação de 80 mulheres na arte da azulejaria. O projeto prevê 04 oficinas de arte gratuitas onde, a partir de um tema, será desenvolvido conteúdo técnico e teórico para a construção de um painel artístico permanente no espaço urbano, e a criação de um produto derivado do painel, para futura comercialização. O projeto prevê um período de 0 ano de duração, a ser iniciado no o semestre de , DE 4 DE JANEIRO DE 204 O SECRETÁRIO DE FOMENTO E INCENTIVO À CUL- TURA - SUBSTITUTO, no uso das atribuições legais, que lhe confere a Portaria nº 2, de 06 de janeiro de 204 e o art. 4º da Portaria nº 20, de 30 de março de 200, resolve: Art..º - Prorrogar o prazo de captação de recursos dos projetos culturais, relacionados nos anexos I e II à esta Portaria, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista, respectivamente, no º do artigo 8 e no artigo 26 da lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei nº 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2.º - Esta portaria entre em vigor na data de sua publicação. ODECIR LUIZ PRATA DA COSTA ANEXO I ÁREA: ARTES CÊNICAS (Artigo 8, º ) Plano Anual Rio de Histórias Instituto Rio de Histórias CNPJ/CPF: / "E AGORA COMO FAZ?" Associação Social, de Cultura e Esporte - Vivalis CNPJ/CPF: /000-6 Cidade: Campinas - SP; "ERA UMA VEZ... ERAM DUAS, ERAM TRÊS". MONTENEGRO PENSAMENTO CRIATIVO PRODUÇÕES & EVENTOS LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; "Las Horas Vacias" (As horas Vazias) Carlos Hamilton Martins Feltrin CNPJ/CPF: / º Natal no Morro - Edição 203 Steffen Organização de Eventos e Projetos Especiais LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Nova Petrópolis - RS; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/0/ A Bela e a fera Mauro Pucca Martins CNPJ/CPF: A ÚLTIMA SESSÃO (título provisório) ITAPORÃ COMUNICAÇÃO LTDA CNPJ/CPF: / Ação & Reação Luana Karine Zeglin - ME CNPJ/CPF: /000-4 Cidade: Curitiba - PR; ACENA NATAL OPUS GESTÃO DE ENTRETENIMENTOS LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Natal - RN; Agora É Tempo - Programa Petrobras Distribuidora de Cultura Azimute Produções Artisticas Ltda CNPJ/CPF: / EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL pelo código Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/04/ AMPLIANDO EMOÇÕES. Eureka Imagens e Idéias Ltda. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ APOCALIPSE SEGUNDO DOMINGOS OLIVEIRA - 50 anos de carreira de Domingos Oliveira TRUP EMPREENDIMENTOS MUSICAIS LTDA - ME CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/2/ Armatrux - Circulação Nacional Grupo de Teatro Armatrux CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; Arte é o Melhor Remédio Uma Ação da Cia Híbrida Companhia Híbrida Produções LTDA CNPJ/CPF: / Aventuras no Mundo Encanado - 2ª Edição Dialogo 3 Apitos Marketing Cultural e Esportivo Ltda. CNPJ/CPF: / Bonecomédia Niva Produções Artísticas Eireli CNPJ/CPF: / Brasil Folclore ABACAI CULTURA E ARTE CNPJ/CPF: / Brasil Futebol Clube NETT - Núcleo Experimental Teatro de Tábuas CNPJ/CPF: / Cidade: Campinas - SP; CEARÁ NATAL DE LUZ 203. Instituto CDL de Cultura e Responsabilidade Social CNPJ/CPF: /000-0 Cidade: Fortaleza - CE; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/08/ Centro de Convivência de Artes e Cidadania EDUCANDÁRIO SÃO JOSÉ CNPJ/CPF: /000-4 Cidade: São José do Rio Pardo - SP; Cia. Nós No Bambu Instituto de Pesquisa e Ação e Modular - IPAM CNPJ/CPF: / Cidade: Brasília - DF; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ CIRANDA DAS ARTES CGC-CSA CONSULTORIA E ASSESSORIA LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; CIRCO TIHANY SPETACULAR JWAP Promoções e Eventos Ltda. CNPJ/CPF:.454.4/ Circuito Cultural O Trem - Companhia de Teatro CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/2/ Circuito de Cultura no Interior - Ano 5 Pop Produções Artisticas e Entretenimento LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; Circuito Praça Ativa Cultural ano VII Conecte Inovação COnsultoria e Projetos LTDA CNPJ/CPF: /000-9 Cidade: Belo Horizonte - MG; Como Não Arruinar Seu Relacionamento Bernardo Felinto Soares de Oliveira CNPJ/CPF: Cidade: Brasília - DF; Companhia de Dança Lápis de Seda Áprika Cooperativa de Arte CNPJ/CPF: / Cidade: Florianópolis - SC; Cultura na cidade Messe Produções Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Desfile da Acadêmicos do Grande Rio 204 Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio CNPJ/CPF: / DISSE ME DANÇA: HISTÓRIAS DO TEMPO Em Cena Arte e Cidadania CNPJ/CPF: / Cidade: Recife - PE; Doutores da Alegria - Plano Anual 204 Doutores da Alegria - Arte, Formação e Desenvolvimento CNPJ/CPF: / É COM ESSE QUE EU VOU SINERGIA PROMOÇÕES E EVENTOS LTDA. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/07/ Educando para um Mundo Melhor 2 Associação Beneficiente Religiosa Centro Judaico do Brooklin CNPJ/CPF: / Entrelace Trânsito Produções Culturais LTDA CNPJ/CPF: / Escola do Teatro Bolshoi no Brasil - Plano Anual de Atividades Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil CNPJ/CPF: / Cidade: Joinville - SC; ESCOLA VAI AO TEATRO 203 Sociedade Cultural Artística - SCAR CNPJ/CPF: / Cidade: Jaraguá do Sul - SC; Espetáculo Balé Teatro Guaira/202 Centro Cultural Teatro Guaíra CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Espetáculo O Assalto Encenar Produções artísticas LTDA-ME CNPJ/CPF: / FESTA DAS LUZES 203 Associação Cultural e Beneficente Beit Lubavitch CNPJ/CPF: / Cidade: São Paulo - RJ; Festival de Teatro de Campo Largo LUIZ GUSTAVO TORRES CNPJ/CPF: Cidade: Campo Largo - PR; Festival Nordeste Tradição e Cultura ABPA Incentive - Atividades Culturais e Artisticas Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Jaboatão dos Guararapes - PE; FESTIVAL SERRANO DE DANÇAS TRADICIONAIS 203 VH Produções Culturais e Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Porto Alegre - RS; GALERIA DE LUZ - Sobre Anjos e Luz Studio Festi do Brasil Produtora de Eventos Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Cajamar - SP; GALINHA PINTADINHA - O SHOW BROMELIA PRODUCOES LTDA - EPP CNPJ/CPF: / Cidade: Campinas - SP; GALPÃO CINE HORTO - Programação e manutenção 204 Associação Galpão CNPJ/CPF: /000-8 Cidade: Belo Horizonte - MG; GAROTO CIDADÃO 204 Fundação CSN Para Desenvolvimento Social e a Construção da Cidadania CNPJ/CPF: / Gira Mundi Busca Arte Eventos e Produçõe Culturais Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Campinas - SP; Giro cênico Mauricio Kennedy Vogue - ME CNPJ/CPF: /000-72

8 8 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 Cidade: Curitiba - PR; Gol de Cultura 3 FUNDAÇÃO GOL DE LETRA CNPJ/CPF: / Gonzagão - A Lenda (Circulação) Sarau Agência de Cultura Brasileira Ltda. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/09/ INOCENTES CARNAVAL 204 Grêmio Recreativo Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo CNPJ/CPF: / Cidade: Belford Roxo - RJ; Prazo de Captação: 0/0/204 à 0/04/ l Festival de Artes Fazenda Ipanema MAYANDERSON DE JESUS ARAUJO LAGE ME CNPJ/CPF: /000-0 Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/0/ Manutenção Teatro Shop. Frei Caneca Dena Produções Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Meu Deus Morenteforte Comunicações Ltda. ME CNPJ/CPF: /000-0 Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/08/ Midrash Centro Cultural - Artes Cênicas Centro de Estudos e Cultura Midrash CNPJ/CPF: / Mostra Regional Itinerante - Danças Folclóricas - Grupo Heimatland ELIZEU LUIZ FERRO ME CNPJ/CPF: / Cidade: Santa Rosa - RS; MPB para Crianças - O Musical Universidade Livre da Cultura CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Na Batalha OBRAS REUNIDAS PRODUCAO DE EVENTOS LTDA CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 07/09/ Namíbia, Não! em Porto Alegre-RS Tô Ligado Eventos e Produções Ltda. CNPJ/CPF: /000-5 Cidade: Salvador - BA; Natal Encantado do Paraná CMP Canal de Marketing Promocional Associados Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; NATAL ILUMINADO DE PINHAIS MP PRODUÇÕES CINEMATOGRAFICAS, ARTISTICAS E MU- SICAIS LTDA - ME. CNPJ/CPF: /000-8 Cidade: Curitiba - PR; O DOENTE IMAGINÁRIO DE MOLIÈRE Júpiter Teatro Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / O HOMEM QUE CALCULAVA - TEMPORADA E APRESENTAÇÕES GRATUITAS Grupo Theatralha & Cia Promoções Artísticas S/C Ltda CNPJ/CPF: / O OLHO AZUL DA FALECIDA L.W. Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/07/ O REI LEÃO - Temporada 204 T4F Entretenimento S.A. CNPJ/CPF: / O Teatro de Sombras de Ofélia M&G Ricca Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Oficinas Culturais III kalithéa produções ltda CNPJ/CPF: /000-0 COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS pelo código Os Inclusos e os Sisos nas UPPs Sociais Escola de Gente Comunicação em Inclusão CNPJ/CPF: / Os Lusiadas Grupo Folclórico Os Lusíadas CNPJ/CPF: / Cidade: Maringá - PR; Os Menestréis - Oficinas e Teatro Musical Oficina de Menestréis Produções e Eventos Artísticos Ltda. CNPJ/CPF: / PAIXAO DE CRISTO DE PIRACICABA Associação Cultural e Teatral Guarantã CNPJ/CPF: / Cidade: Piracicaba - SP; Prazo de Captação: 0/0/204 à 0/05/ Parada de Natal - Maringá Maranho e Fagundes Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Maringá - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Plano Anual Arte Despertar: Promovendo Cultura nos Hospitais Associação Arte Despertar CNPJ/CPF: / Plano Anual de Atividades Culturais da FUNDAÇÃO RO- GE 204 FUNDAÇÃO ROGE CNPJ/CPF: /000-2 Cidade: Delfim Moreira - MG; Plano Anual de Atividades e Manutenção NAC TA L E S Núcleo de Ação Cultural Talento Alegria e Solidariedade CNPJ/CPF: / Plano Anual de Manutenção 204 Sociedade Dramático Musical Carlos Gomes CNPJ/CPF: / Cidade: Blumenau - SC; Ponto de Partida - Plano Anual 204 Associação Cultural Ponto de Partida CNPJ/CPF: / Cidade: Barbacena - MG; Praça Ativa Cultural ano VIII Conecte Inovação COnsultoria e Projetos LTDA CNPJ/CPF: /000-9 Cidade: Belo Horizonte - MG; Programação Cultural da Casinha do Papai Noel Teatro e Ponto Produções Artisticas CNPJ/CPF: / Cidade: Maringá - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Projeto Clownspital Moinho Produções Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Projeto de Cultura CIA. de Vida Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral - CADI CNPJ/CPF: / Cidade: Fazenda Rio Grande - PR; PSICOSE Almeida e Antunes Produção Musical e Artística Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Passo Fundo - RS; Rodeio do Prata Centro de Tradições Gaúchas Querência do Prata CNPJ/CPF: / Cidade: Nova Prata - RS; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/03/ ROSA VALENTE Queen Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / ROSAS DE OURO - CARNAVAL 204 Sociedade Rosas de Ouro CNPJ/CPF: / Sassaricando - temporada 204 Tema Eventos Culturais S/C Ltda. CNPJ/CPF: / SEMAD/203 Associação de Violino de Fraiburgo CNPJ/CPF: /000-5 Cidade: Fraiburgo - SC; TEATRO NOS PARQUES - edição nacional Cooperativa Paulista de Teatro CNPJ/CPF: / Temporada 203 da Cia Ópera de Santa Catarina Associação Ópera de Santa Catarina CNPJ/CPF: /000- Cidade: Florianópolis - SC; Tenda CIRCO Humaniza ASSOCIAÇÃO DE ASSISTENCIA A CRIANÇA DEFICIENTE CNPJ/CPF: / TERAPIA DE CASAL AKASHA FILMAGENS E MARKETING CULTURAL LTDA ME CNPJ/CPF: / Trupe da Saúde 7 Universidade Livre da Cultura CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; UM NATAL DIFERENTE: COM MUITO CHEIRO DE BONECO E GENTE Fabiana Aparecida de Carvalho CNPJ/CPF: Cidade: Maringá - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Um réquiem para Antonio B. F. Produções Ltda. CNPJ/CPF: /000-0 Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ UNIÃO DA ILHA CARNAVAL 204 GREMIO RECREAT ESC DE SAMBA UNIAO DA ILHA DO GO- VERNADOR CNPJ/CPF: /000-0 Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/04/ Valores Reais Thamiris Fernandes de Souza CNPJ/CPF: Cidade: São José - SC; VEM COM A GENTE - RIO CEU TERRA PRODUCOES E EVENTOS LTDA - ME CNPJ/CPF: / Cidade: Saquarema - RJ; Viagem ao Improviso Carranca Produções Artísticas Ltda ME CNPJ/CPF: / ÁREA: 3 MÚSICA (Artigo 8, º ) "TOUR ORQUESTRA DE SCHOENBRUNN" Maurício Pessoa Shows e Eventos Culturais Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Salvador - BA; º Festival Nacional da Cultura FENAC PROMOCOES E EVENTOS LTDA - EPP CNPJ/CPF: / Cidade: Boa Esperança - MG; Prazo de Captação: 0/0/204 à 28/02/ º Festival de Música italiana Sociedade Recreativa Indaial CNPJ/CPF: / Cidade: Indaial - SC; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ ARTES EM POMPÉIA (IV) - EDIÇÃO TODAS AS AR- TES ASSOCIAÇÃO OÁSIS DE POMPÉIA CNPJ/CPF: / Cidade: Pompéia - SP; BRASILIDANÇA Instituto Alana CNPJ/CPF: / CAMINHOS DA MÚSICA 204 Orquestra Filarmônica de Jaraguá do Sul CNPJ/CPF: / Cidade: Jaraguá do Sul - SC; Canções do Coração wilson dobbins barbosa CNPJ/CPF: Casa Talento Oficinas de Música Associação Cultural Talento Suzuki CNPJ/CPF: /000-43

9 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN Cidade: Natal - RN; CIRCUITO BACHIANA FILARMÕNICA - PLANO ANUAL II Fundação Bachiana Filarmônica CNPJ/CPF: / Circuito de Apresentação de Bandoneons Associação dos Bandonions de Indaial CNPJ/CPF: /000-6 Cidade: Indaial - SC; Circuito Gaucho - Erudito e Instrumental FRISKE & FRISKE LTDA ME CNPJ/CPF: / Cidade: Santa Rosa - RS; Circuito Instrumental - Orquestra Municipal de Teutônia e Arthur Bonilla HANDIA SOLUÇÕES INTEGRADAS LTDA - ME CNPJ/CPF: / Cidade: Canoas - RS; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Circuito Orquestra Jovem UNISC Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - APESC CNPJ/CPF: /000-4 Cidade: Santa Cruz do Sul - RS; Concertos - Orquestra e Coral CESUMAR Centro Universitário de Maringá - CESUMAR CNPJ/CPF: / Cidade: Maringá - PR; Concertos Brasil (nome provisório) Marolo Produções Culturais e Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Concertos Didáticos de Violão Erudito Estevão Devides-ME CNPJ/CPF: / Cidade: Jaú - SP; Prazo de Captação: 0/0/204 à 26/2/ CONCERTOS GOLS PELA VIDA CGC-CSA CONSULTORIA E ASSESSORIA LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Concertos na Praça Aproartes CNPJ/CPF: / Conexão Felipe Camarão Associação Companhia Terramar CNPJ/CPF: / Cidade: Natal - RN; DESAFIOS MUSICAIS III SAULO SÉRGIO CHERMONT DE LIMA CNPJ/CPF: ENCONTRO DE MUSICA CLASSICA E ERUDITA Mundi - Midia e Marketing LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Cascavel - PR; Estaçao ao som da orquestra INSTITUTO HUMANIZA CNPJ/CPF: / Cidade: Barracão - RS; EXPO-JAPÃO ACEL: TODOS OS TONS, TODOS OS SONS ACEL-ASSOCIAÇÃO CULTURAL E ESPORTIVA DE LONDRINA CNPJ/CPF: / Cidade: Londrina - PR; FEMUSC Festival de Música de Santa Catarina Instituto Festival de Música de Santa Catarina CNPJ/CPF: / Cidade: Jaraguá do Sul - SC; Prazo de Captação: 0/0/204 à 0/0/ Fest Natal ACIA - Ano V Fundação Cultural Acia CNPJ/CPF: / Cidade: Araxá - MG; Festival de Artes Integradas - Rosh Hashana Urbano Beseder Produções e Comunicação Ltda. CNPJ/CPF: / Festival Internacional de Jazz e Ritmos Tradicionais de New Orleans - Bourbon Street Fest 204 Mississipi Produções Ltda CNPJ/CPF: / EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL pelo código GRAVAÇÃO DE DVD DE MÚSICA INSTRUMENTAL PRODUTORA MUSICAL HUNGRIA EIRELI ME CNPJ/CPF: / Cidade: Catalão - GO; Prazo de Captação: 0/0/204 à 26/2/ Manutenção das atividades da Orquestra Sinfônica Jovem de Nova Mutum Associação Cultural e Social de Nova Mutum CNPJ/CPF: / Cidade: Nova Mutum - MT; Prazo de Captação: 0/0/204 à 22/2/ MARATONA CULTURAL ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE VERA CRUZ DO OESTE CNPJ/CPF: / Cidade: Vera Cruz do Oeste - PR; MENINOS DE MINAS ANO XII Grupo 4º Plano de Cultura CNPJ/CPF: / Cidade: Itabira - MG; Multicultura M2 Publicidade & Eventos LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Porto Alegre - RS; Música e Artes - Ano II TME PLANEJAMENTO DE EVENTOS E MARKETING LTDA. - EPP CNPJ/CPF:.25.92/ Musica na republica Aproartes CNPJ/CPF: / MÚSICA NAS ESCOLAS DE BARRA MANSA A ARTE DE EDUCAR ATRAVÉS DA MÚSICA ASSOCIAÇÃO DA ORQUESTRA SINFÔNICA DE BARRA MANSA CNPJ/CPF: / Cidade: Barra Mansa - RJ; Música no Aeroporto 202 Maria Eugênia Malagodi - Eventos CNPJ/CPF: / MÚSICA PARA TODOS 204 Sociedade Cultural Artística - SCAR CNPJ/CPF: / Cidade: Jaraguá do Sul - SC; MÚSICA PARA TODOS TUNAS E PINHAIS. Quarteto de Cordas Alberto Nepomuceno CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Nós Fazemos Cultura 204 Associação Beneficente São Roque CNPJ/CPF: / Cidade: Piraquara - PR; ORQUESTRA DE BATUQUE Claudia Viana Macedo CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 30// Orquestra Unisinos Anchieta e Vida com Arte: Inclusão através da música Fundação Padre Urbano Thiesen CNPJ/CPF: / Cidade: São Leopoldo - RS; Orquestrando Brasil 203 Mais Arte Produções Artísticas Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; Os Brasis do Brasil Centro Cultural Campo Limpo Paulista CNPJ/CPF: / Cidade: Campo Limpo Paulista - SP; PIRAÍ FEST PALADAR - FESTIVAL DE GASTRONO- MIA E CULTURA DE PIRAÍ Vezes Três Produção e Eventos Ltda ME CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 02// Plano Anual Cultural 204 do Mozarteum Brasileiro Mozarteum Brasileiro - Associação Cultural CNPJ/CPF: / Plano Anual de Atividades da Santa Marcelina Cultura Associação de Cultura, Educação e Assistência Social Santa Marcelina CNPJ/CPF: / Plano Anual de Atividades Osesp 204 Fundação Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo CNPJ/CPF: / Plano anual de atividades regulares NO COMPASSO DA CIDADANIA Orquestra Jovem de Contagem CNPJ/CPF: / Cidade: Contagem - MG; Pré-Estreia 203 Fundação Padre Anchieta Centro Paulista de Rádio e TV Educativas CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/03/ Projeto Banda sinfônica/202 ATG - Associação Cultural Tânia Maria Gava Gaboardi CNPJ/CPF: /000-2 Cidade: Curitibanos - SC; Projeto CirculArte EMJ Escola de Música de Jundiaí CNPJ/CPF: / Cidade: Jundiaí - SP; Projeto Pró-Banda II ASSOCIAÇÃO PEDERNEIRENSE DE MÚSICA - APEM CNPJ/CPF: / Cidade: Pederneiras - SP; Prazo de Captação: 0/0/204 à 28// Projeto Som da Serra 202 Grêmio Recreativo Musical Guapiense CNPJ/CPF: / Cidade: Guapimirim - RJ; Quinteto Persch - Brasileiríssimo ADLF Produções Artísticas CNPJ/CPF: / Cidade: São Sebastião do Caí - RS; Santos Jazz Festival 204 GPA - Gestão de Negócios e Empreendimentos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 0/06/ Sinfônica de Campinas - Temporada 204 Direção Cultura Produções e Eventos Ltda. CNPJ/CPF: /000-2 Cidade: Campinas - SP; Temporada 204 Cultura Artística Associação Sociedade de Cultura Artística CNPJ/CPF: / Temporada Cultura Artística 203 Associação Sociedade de Cultura Artística CNPJ/CPF: / TUCCA Aprendiz de Maestro 204 Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer - TUCCA CNPJ/CPF: / Um Natal Bem Brasileiro XVII Backstage Rio Empreendimentos e Produções Artísticas e Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / XVI Revelando São Paulo, Festival da Cultura Paulista Tradicional - edição capital 202 ABACAI CULTURA E ARTE CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/07/204 ÁREA: 4 ARTES VISUAIS (Artigo 8, º ) ª Mostra de Arte Digital Elo3 Integração Empresarial Ltda. CNPJ/CPF: / A BOLA NA OBRA DO ARTISTA Das Lima Produção e Promoções de Eventos LTDA. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 7/0/ A Herança do Sagrado: obras primas do Vaticano e de museus italianos EXPOMUS - Exposições Museus Projetos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: /000-60

10 0 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de Arte e Intervenção ARTE MARCA CAPTACAO E CONTEUDO LTDA - ME CNPJ/CPF: / Exposição Taurimaquia AGEM - Produtora Cultural S/C Ltda CNPJ/CPF: / Exposições de arte na 4ª Edição do Festival de Fotografia de Tiradentes EUGENIO SAVIO LESSA BAPTISTA CNPJ/CPF: Cidade: Nova Lima - MG; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ Festival de Presépios 0 + Promoções e Eventos Ltda CNPJ/CPF: / IAC - Plano Anual de 204 Instituto de Arte Contemporânea CNPJ/CPF: / Imagens do Povo:ampliação do acervo de imagens de favelas do Rio de Janeiro OBSERVATORIO DE FAVELAS DO RIO DE JANEIRO-OF/RJ CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 0/2/ Intercâmbio de Artes Plásticas Brasil/França/Mônaco Washington Ramos Filho CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Marcos Brêtas Occidental Produtos Culturais ltda CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 5// Paraty em Foco - Circuito de Exposições de Fotografia Estúdio Madalena Ltda. CNPJ/CPF: / Pioneiros & Empreendedores - A Saga do Desenvolvimento no Brasil EXPOMUS - Exposições Museus Projetos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/05/ PRÊMIO NEW HOLLAND DE FOTOJORNALISMO - EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA 204/205 Mano a Mano Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; ÁREA: 5 PATRIMÔNIO CULTURAL (Artigo 8, º ) "MEMORIAL RANDON - PRESERVAÇÃO DO PATRI- MÔNIO CULTURAL MATERIAL E IMATERIAL DA FORMA- ÇÃO HISTÓRICA DO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL E RE- GIÃO" INSTITUTO ELISABETHA RANDON CNPJ/CPF: /000- Cidade: Caxias do Sul - RS; Capelinha de Melão - Arraial de São João em São Paulo ABACAI CULTURA E ARTE CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/07/ Casa da Memória de ARARAS Arquiprom Ltda. CNPJ/CPF: / Centro Cultural Carreteiros de Horizonte CTG Carreteiros de Horizonte CNPJ/CPF: / Cidade: Horizontina - RS; CENTRO CULTURAL DE RIBEIRÃO BONITO AMARRIBO-Amigos Associados de Ribeirão Bonito CNPJ/CPF: / Cidade: Ribeirão Bonito - SP; Centro de Eventos Associação Amigos dos Amigos de Irineópolis CNPJ/CPF: / Cidade: Irineópolis - SC; Digitalização, Tratamento, Preservação e Disponibilização do Acervo da Fundação Casa de Jorge Amado - 203/204 Fundação Casa de Jorge Amado CNPJ/CPF: / Cidade: Salvador - BA; COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS pelo código Prazo de Captação: 0/0/204 à 3// Intervenção na Fachada da Sede Social do Minas Tênis Clube I Minas Tênis Clube CNPJ/CPF: /000-0 Cidade: Belo Horizonte - MG; MEMÓRIA MARIO COVAS: DIGITALIZAÇÃO DO ACERVO E DOAÇÃO DE CÓPIA DIGITAL AO ARQUIVO DO ESTADO DE SÃO PAULO Fundação Mário Covas CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/04/ Obras de Restauração e Adaptação do Palácio dos Despachos para a Implantação da Casa Fiat de Cultura. Casa FIAT de Cultura CNPJ/CPF: /000-8 Cidade: Nova Lima - MG; Plano Anual Projeto de Manutenção do Museu Nacional do Cavalo Mangalarga Marchador Fundação Barão de Alfenas CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; Plano Anual de Atividades Museu Hering 203 Fundação Hermann Hering CNPJ/CPF: / Cidade: Blumenau - SC; Preservação do Acervo Cartográfico Associação de Amigos do Museu Antropológico Diretor Pestana CNPJ/CPF: / Cidade: Ijuí - RS; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ Projeto Casa das Àguas - Finalização de Obra de Restauração e Instalação do Centro Cultural - Fase 2 INSTITUTO NOVOS TALENTOS DO ESPORTE E DA CULTURA PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL COM ATUACAO EM TODO T CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/05/ Projeto de Restauração da Igreja Nossa Senhora de Lourdes Leonardo Almeida Pereira CNPJ/CPF: Cidade: Maria da Fé - MG; QUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO MUSEAL E CULTURAL DO PARQUE HISTÓRICO DE CARAMBEÍ Associação Parque Histórico de Carambeí CNPJ/CPF: / Cidade: Carambeí - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/09/ Recuperação Cine Teatro Iracema Associação Movimento Arte e Cultura de Iracemápolis - AMACI CNPJ/CPF: /000-5 Cidade: Ribeirão Preto - SP; Restauração e Revitalização do Cine Theatro São Paulo Associação de Defesa do Patrimônio Histórico de Aguidos - ADE- PHA. CNPJ/CPF: / Cidade: Agudos - SP; Restauro e Construção do Museu Judaico de São Paulo Associação dos Amigos do Museu Judaico no Estado de São Paulo CNPJ/CPF: / Revitalização das Casas da Estação Cultural Santa Bárbara Fundação Romi CNPJ/CPF: /000-4 Cidade: Santa Bárbara D'Oeste - SP; ÁREA: 6 HUMANIDADES (Artigo 8, º ) "204 personagens e fatos marcantes da história das Copas" (nome provisório) PPX, PROMOCOES, EVENTOS E SERVICOS LTDA CNPJ/CPF: / º feira do Livro de Joinville Instituto Feira do Livro CNPJ/CPF: / Cidade: Joinville - SC; Prazo de Captação: 0/0/204 à 4/04/ ª Jornada Nacional de Literatura Fundação Universidade de Passo Fundo CNPJ/CPF: / Cidade: Passo Fundo - RS; ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo Câmara Brasileira do Livro CNPJ/CPF: / Anos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo CNPJ/CPF: / A História de Muitas Histórias Instituto Italo Victor Bersani CNPJ/CPF: / Cidade: Caxias do Sul - RS; A marcha do grão de ouro - Semeando cidades, criando uma nova civilização Editora Expressão Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Florianópolis - SC; Agricultura brasileira: construindo a história do país TOTALCOM COMUNICAÇÃO E EVENTOS LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Porto Alegre - RS; Amazônia CLARK EMPREENDIMENTOS LTDA CNPJ/CPF: / BAÚ DAS ARTES III F.B.F Cultural Ltda. CNPJ/CPF: / Biblioteca do CCCLP - V Centro Cultural Campo Limpo Paulista CNPJ/CPF: / Cidade: Campo Limpo Paulista - SP; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/04/ Coleção Clássicos da Literatura Infantil em formato acessível para crianças com deficiência visual Fundação Dorina Nowill para Cegos CNPJ/CPF: / Costa dos Corais VISION MIDIA E PROPAGANDA LTDA CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ COZINHA CAIÇARA Editora da Montanha Ltda. CNPJ/CPF: / Cuidado que Ronca Raquel Eleonora Grabauska CNPJ/CPF: Cidade: Porto Alegre - RS; Culinária Típica do Paraná CMP Canal de Marketing Promocional Associados Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Digitalização de Acervo do Instituto Rubens Gerchman Instituto Rubens Gerchman CNPJ/CPF: / EDDY TRICERRI - Divagações EDDY TRICERRI ANDRE CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 5// ENCONTROS POÉTICOS - PALAVRA E IMAGEM ALR FOTOGRAFIA LTDA - ME CNPJ/CPF: / Fascinante viagem pelo mundo Hans Ulrich Roland Hellmuth Kress CNPJ/CPF: Cidade: Joinville - SC; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30// FLUPP 204 Associação Cultural Estudos Contemporâneos - ACEC CNPJ/CPF: / Frida Baranek- Obras reunidas Barléu Edições Ltda. CNPJ/CPF: /000-8 Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ Hábitos Culturais dos Paulistas JLeiva Comunicações S/C Ltda CNPJ/CPF: / Ler é viver Instituto Gil Nogueira CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG;

11 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN Lira Paulistana José Ribamar Castro Leite CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/07/ Litercultura Festival Literário - ano 2 M LEAO SERVIÇOS LTDA CNPJ/CPF: / Cidade: Recife - PE; Prazo de Captação: 0/0/204 à 5/08/ Livro André Komatsu AUTOMATICA EDIÇÕES E PROJETOS CULTURAIS LTDA CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ LIVRO DE POESIA âc=œlalita LOROTAâC= ERICSON RODRIGUES GUIMARÃES MEDRONHO CNPJ/CPF: Cidade: Rio das Ostras - RJ; LIVRO MEMÓRIAS DO VINHO GAÚCHO INSTITUTO R. DAL PIZZOL CNPJ/CPF: / Cidade: Bento Gonçalves - RS; Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/08/ MARCIUS GALAN - ÁREA COMUM Marcius Monteiro Galan CNPJ/CPF: MINAS GERAIS CULTURA SUSTENTAVEL EDITORACAO LTDA. CNPJ/CPF: / O CIRCO (nome provisório) GM - Serviços Fotográficos Ltda. - ME CNPJ/CPF: / O Surfista e a Sereia Ana Cristina Miguel Moreno CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/2/ Onde mora o Futebol CULTURA SUSTENTAVEL EDITORACAO LTDA. CNPJ/CPF: / Patrimônio Material e Imaterial do Brasil (UNESCO) MARCOS PIFFER FOTOGRAFIA E EDITORA LTDA - ME CNPJ/CPF: / Cidade: Santos - SP; Plano Anual Vaga Lume 204 Associação Vaga Lume CNPJ/CPF: / PORTUGUESIA Wilmar Donizete Silva CNPJ/CPF: Cidade: Belo Horizonte - MG; Rapa de Tacho III e IV- Ilustrado e Atualizado SFERARP - Editora de Artes Ltda. CNPJ/CPF: /000-2 Cidade: Porto Alegre - RS; Prazo de Captação: 02/0/204 à 3/2/ Rastros Traços Vestígios Estúdio Madalena Produções Fotográficas Ltda CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/0/ Redes do Saber Fundação Dorina Nowill para Cegos CNPJ/CPF: / RELAÇÕES ENTRE BRASIL E ALEMANHA NA ÉPO- CA CONTEMPORÂNEA Produtora Brasileira de Arte e Cultura Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Santos - SP; RioRio nas Bibliotecas Restauro - Editora, Pesquisas e Projetos CNPJ/CPF: / Turíbio Santos - biografia ARTVIVA EDITORA COMERCIALIZACAO E DISTRIBUICAO DE LIVROS LTDA. - ME CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/0/204 ÁREA: 7 ARTES INTEGRADAS (Artigo 8, º ) Espaço Multicultural São Paulo - Atividades Culturais EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL pelo código INSTITUTO EXTRA CNPJ/CPF: / SEGALL CARNAVALESCO Associação Cultural de Amigos do Museu Lasar Segall CNPJ/CPF: / ANEXO II ÁREA: 3 MÚSICA (Artigo 26, º ) Back2Black Festival - 5 anos NOME DO PROPONENTE: Zoocom Eventos Ltda CNPJ/CPF: / Prazo de Captação: 0/0/204 à 30/06/ CAYMMI EM QUATRO CANTOS NOME DO PROPONENTE: Mano a Mano Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; CYRK - O Circo Musical do Trio Quintina NOME DO PROPONENTE: Núcleo Produções Cultura e Desenvolvimento Ltda CNPJ/CPF: / Cidade: Curitiba - PR; Prazo de Captação: 0/0/204 à 28/02/ Goiaba Rock Festival NOME DO PROPONENTE: Automóvel Clube de Inhumas CNPJ/CPF: / Cidade: Inhumas - GO; Gravação CD Atlântico-Arraial NOME DO PROPONENTE: JOÃO ANGELO MIRANDA DE SI- QUEIRA CNPJ/CPF: Cidade: Belo Horizonte - MG; Prazo de Captação: 0/0/204 à 3/05/ Gravação de CD e Turnê 202 da dupla Douglas Mello e Nando Max NOME DO PROPONENTE: Baltazar Fernando Cândido da Silva CNPJ/CPF: Cidade: Igarapava - SP; Gravação de CD/DVD e Tournée da Hugo & Vinicius NOME DO PROPONENTE: HVE PRODUCOES ARTISTICAS LT- DA - ME CNPJ/CPF: / Cidade: Maringá - PR; Shows de Lançamento e Gravação de Dvd do Álbum Quintal NOME DO PROPONENTE: Karla da Silva Melo CNPJ/CPF: Prazo de Captação: 0/0/204 à 5/07/ Thaís Gulin - 3º CD NOME DO PROPONENTE: FURGULIXX PRODUÇÕES, PROMO- ÇÕES E EVENTOS LTDA. CNPJ/CPF: /000-3 Cidade: Curitiba - PR; Turnê Nathalie Alvim NOME DO PROPONENTE: Ray Beatriz Alves Pereira Me Produções CNPJ/CPF: /000-3 ÁREA: 5 PATRIMÔNIO CULTURAL (Artigo 26, º ) Plano Anual de Atividades 204 NOME DO PROPONENTE: Instituto Itaú Cultural CNPJ/CPF: / ÁREA: 6 HUMANIDADES (Artigo 26, º ) Revista Bravo! NOME DO PROPONENTE: Abril Comunicações S.A. CNPJ/CPF: / REVISTA DO ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO NºS 5, 6, 7 E 8 NOME DO PROPONENTE: Associação Cultural Arquivo Público Mineiro CNPJ/CPF: / Cidade: Belo Horizonte - MG; RETIFICAÇÕES No prazo de captação do projeto na portaria de aprovação nº 0/3 de 0/03/203, publicada no D.O.U. em 04/03/203, Seção, referente ao Projeto "Multipla Dança Festival Internacional de Dança Cotemporânea"- Pronac: Onde se lê: Prazo de captação: 04/03/203 a 3/08/823 Leia-se: Prazo de captação: 04/03/203 a 3/08/203 No prazo de captação do projeto na portaria de aprovação nº 0076/3 de 8/02/203, publicada no D.O.U. em 9/02/203, Seção, referente ao Projeto "Jair e Juliano; Estrada das Estradas"- Pronac: Onde se lê: Prazo de captação: 9/02/203 a 3/0/204 Leia-se: Prazo de captação: 9/02/203 a 3/2/203. Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SÚMULA DE PARECERES REUNIÃO ORDINÁRIA DE 3, 4 E 5 DE DEZEMBRO DE 203 CONSELHO PLENO Processos: / e /20-8 Parecer: CNE/CP 9/203 Relatora: Nilma Lino Gomes Interessados: Marcos Antonio Magnani Carneiro e outros - Rio de Janeiro/RJ Assunto: Recurso contra a decisão do Parecer CNE/CES nº 0/203, que indeferiu o pedido de convalidação de estudos e validação nacional de títulos obtidos no curso de mestrado em Ciências Pedagógicas, outorgados pelo Instituto Superior de Estudos Pedagógicos Voto da relatora: Nos termos do artigo 33 do Regimento Interno do CNE, conheço do recurso para, no mérito, negar-lhe provimento, mantendo os efeitos da decisão exarada no Parecer CNE/CES nº 0/203, desfavorável à convalidação dos estudos e à validação nacional de títulos de Mestre, obtidos no curso de mestrado em Ciências Pedagógicas, ministrado pelo Instituto Superior de Estudos Pedagógicos (ISEP), com sede no Município do Rio de Janeiro, no Estado do Rio de Janeiro Decisão do Pleno: APROVADO por unanimidade ė-mec: Parecer: CNE/CP 0/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessado: Centro Hermes de Educação Superior Ltda. - Sorocaba/SP Assunto: Recurso contra decisão da Câmara de Educação Superior, que, por meio do Parecer CNE/CES nº 20/203, indeferiu o pedido de credenciamento da Faculdade Hermes de Sorocaba, com sede no Município de Sorocaba, no Estado de São Paulo Voto do relator: Nos termos do artigo 33 do Regimento Interno no CNE, conheço do recurso para, no mérito, negar-lhe provimento, mantendo a decisão anteriormente expressa no Parecer CNE/CES nº 20/203, que indeferiu o pedido de credenciamento da Faculdade Hermes de Sorocaba, que seria instalada no Município de Sorocaba, no Estado de São Paulo Decisão do Pleno: APROVADO por unanimidade. CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Processo: /20- Parecer: CNE/CES 2/203 Comissão: Luiz Roberto Alves, Malvina Tuttman (Presidente), Nilma Lino Gomes e Rita Gomes do Nascimento (Relatora) Interessado: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica - Brasília/DF Assunto: Diretrizes Nacionais para a operacionalização do ensino de Música na Educação Básica Voto da comissão: Nos termos deste Parecer, apresento o anexo Projeto de Resolução, com a finalidade de orientar as escolas, as Secretarias de Educação, as instituições formadoras de profissionais e docentes de Música, o Ministério da Educação e os Conselhos de Educação para a operacionalização do ensino de Música na Educação Básica, conforme definido pela Lei nº.769/2008 Decisão da Câmara: APRO- VADO por unanimidade. CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR e-mec: Parecer: CNE/CES 268/203 Relatora: Ana Dayse Rezende Dorea Interessada: Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá Ltda. - Rio de Janeiro/RJ Assunto: Credenciamento do Centro Universitário da Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte, por transformação da Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte, com sede no Município de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais Voto da relatora: Nos termos do Decreto nº 5.786/2006 e da Resolução CNE/CES nº /200, voto favoravelmente ao credenciamento do Centro Universitário da Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte, por transformação da Faculdade Estácio de Sá de Belo Horizonte, com sede na Avenida Francisco Sales, nº 23, Bairro Floresta, no Município de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, observando-se tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, quanto a exigência avaliativa, prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 269/203 Relatora: Ana Dayse Rezende Dorea Interessada: Fundação Educacional de Taquaritinga (FETAQ) - Taquaritinga/SP Assunto: Credenciamento do Instituto Taquaritinguense de Ensino Superior Doutor Aristides de Carvalho Schlobach, com sede no Município de Taquaritinga, no Estado de São Paulo Voto da relatora: Favorável ao credenciamento do Instituto Taquaritinguense de Ensino Superior Doutor Aristides de Carvalho Schlobach - ITES, com sede na Praça Doutor Horácio Ramalho, nº 59, Centro, no Município de Taquaritinga, no Estado de São Paulo, observando-se tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, com vistas à migração do ITES do sistema de ensino do Estado de São Paulo para o sistema federal, devendo a Instituição, finalizado o prazo indicado, protocolar o devido pedido de recredenciamento Decisão da Câmara: APRO- VADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 270/203 Relator: Gilberto Gonçalves Garcia Interessada: Sociedade para Desenvolvimento da Educação, Ciência e Cultura do Xingu e Amazônia - Altamira/PA Assunto: Reexame do Parecer CNE/CES nº 90/202, que trata do credenciamento da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais do Xingu e Amazônia, com sede no Município de Altamira, Estado

12 2 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 do Pará Voto do relator: Favorável à retificação do voto do Parecer CNE/CES nº 90/202, que passa a ter a seguinte redação: Voto favoravelmente ao credenciamento da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais do Xingu e Amazônia, a ser instalada na Rua Abel Figueiredo, s/n, bairro Aparecida, no Município de Altamira, no Estado do Pará, mantida pela Sociedade para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e Cultura do Xingu e Amazônia, com sede no Município de Altamira, no Estado do Pará, observados tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir da oferta dos cursos de Administração, bacharelado, e Ciências Contábeis, bacharelado, cada um com 200 (duzentas) vagas totais anuais Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 27/203 Relator: Erasto Fortes Mendonça Interessado: Centro de Educação Superior de Brasília Ltda. (CESB) - Brasília/DF Assunto: Credenciamento do Centro Universitário do Instituto de Educação Superior de Brasília - IESB, com sede em Brasília, no Distrito Federal, para oferta de curso superior na modalidade a distância Voto do relator: Favorável ao credenciamento do Centro Universitário do Instituto de Educação Superior de Brasília - IESB para oferta de cursos superiores na modalidade a distância, com sede na SGAN, Quadra 609, Módulo D, Av. L2 Norte, Asa Norte, Brasília, Distrito Federal, observados tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir do curso superior de tecnologia em Gestão Pública, com oferta anual de 500 (quinhentas) vagas totais anuais, com abrangência de atuação em sua sede e nos seguintes polos de apoio presencial: Unidade Asa Sul, localizada na SGAS Quadra 63/64, Av. L2 Sul, Lotes 97 e 98, s/n, Asa Sul, Brasília, Distrito Federal; Unidade Oeste, localizada na QNN 3, Lote B, C, D e E, s/n, Ceilândia, Distrito Federal; UNIEMS, localizada na Rua Bahia, nº 475, bairro Jardim dos Estados, Município de Campo Grande, Estado do Mato Grosso do Sul, e Escola Municipal de Governo, localizada na Avenida Getúlio Vargas, nº 206, bairro Bosque, Município de Rio Branco, Estado do Acre Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade ė-mec: Parecer: CNE/CES 272/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessado: Centro de Ensino Superior de Rubiataba Ltda. (CESUR) - Rubiataba/GO Assunto: Credenciamento da Faculdade Jaraguá, a ser instalada no Município de Jaraguá, Estado de Goiás Voto do relator: Favorável ao credenciamento da Faculdade Jaraguá, com sede na Avenida Vênus, Quadra 4, lote 0, nº 4-6, bairro Jardim Athenas, no Município de Jaraguá, no Estado de Goiás, observados tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir da oferta do curso de Administração, bacharelado, com 60 (sessenta) vagas totais anuais, Engenharia Civil, bacharelado, com 00 (cem) vagas totais anuais, e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, tecnológico, com 60 (sessenta) vagas totais anuais Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade ė-mec: Parecer: CNE/CES 273/203 Relator: Benno Sander Interessada: Sociedade Universitária Mileto Ltda. - Natal/RN Assunto: Credenciamento da Faculdade Talles de Mileto, a ser instalada no Município de Parnamirim, no Estado do Rio Grande do Norte Voto do relator: Favorável ao credenciamento da Faculdade Talles de Mileto, a ser instalada na Rua Pedro Bezerra Filho, nº 35, bairro Santos Reis, no Município de Parnamirim, no Estado do Rio Grande do Norte, observados tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir da oferta do curso de Enfermagem, bacharelado, e do curso de Serviço Social, bacharelado, com 80 (cento e oitenta) vagas anuais cada Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 274/203 Relatora: Ana Dayse Rezende Dorea Interessada: Sociedade de Educação Ritter dos Reis Ltda. - Porto Alegre/RS Assunto: Credenciamento do Centro Universitário Ritter dos Reis - UNIRITTER, com sede no Município de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, na modalidade a distância Voto da relatora: Favorável ao credenciamento do Centro Universitário Ritter dos Reis, com sede à Rua Orfanotrófio, nº 555, Bairro Alto Teresópolis, no Município de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, para oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, na modalidade a distância, observados tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 4º da Lei nº 0.870/2004, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir da oferta do curso de especialização em Didática e Planejamento para Educação a Distância, na mesma modalidade. Determino, outrossim, que o Centro Universitário Ritter dos Reis cumpra a Lei nº 9.394, de 996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e o Decreto nº 5.786, de 2006, que dispõe sobre os centros universitários e dá outras providências, no que se refere à titulação do corpo docente Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-7 Parecer: CNE/CES 275/203 Relator: Arthur Roquete de Macedo Interessada: Lícia Marques Porfírio - João Pessoa/PB Assunto: Solicitação de autorização para cursar 50% (cinquenta por cento) do Internato do Curso de Medicina fora da Unidade Federativa de origem, a se realizar na Liga Alagoana contra a Tuberculose - Hospital Geral Sanatório Voto do relator: Favorável para que Lícia Marques Porfírio, portadora da Cédula de Identidade R.G SSP AL, inscrita no CPF sob o nº , aluna do curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança (FAMENE), situada no Município de João COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS pelo código Pessoa, Estado da Paraíba, realize, em caráter excepcional, 50% do Estágio Curricular Supervisionado (Internato), na Liga Alagoana contra a Tuberculose - Hospital Geral Sanatório, no Município de Maceió, Estado de Alagoas, devendo a requerente cumprir as atividades do estágio curricular previstas no projeto pedagógico do curso de Medicina da para a realização de 50% (cinqüenta por cento) do seu internato no Curso de Medicina Faculdade de Medicina Nova Esperança (FAMENE), cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 276/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessada: Alyane Barros da Cunha Gurgel do Amaral - João Pessoa/PB Assunto: Solicitação para cursar mais de 25% do Internato do Curso de Medicina fora da unidade federativa de origem, a se realizar no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC) e no Hospital Universitário, no Município de Fortaleza, Estado do Ceará (CE) Voto do relator: Favorável à autorização para que Alyane Barros da Cunha Gurgel do Amaral, portadora da cédula de identidade R.G. nº , inscrita no CPF sob n , aluna do curso de Medicina da Universidade Federal da Paraíba, situada no Município de João Pessoa, estado da Paraíba, realize, em caráter excepcional, o restante do Estágio Curricular Supervisionado (Internato), no Hospital Geral Cesar Cals e no Hospital Universitário Walter Cândido da Universidade Federal do Ceará, ambos localizados no Município de Fortaleza, Estado do Ceará, devendo a requerente cumprir as atividades do estágio curricular previstas no Projeto Pedagógico do Curso de Medicina da Universidade Federal da Paraíba, cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio. Proponho, outrossim a convalidação dos atos acadêmicos eventualmente desenvolvidos a propósito desta autorização, até a data de homologação deste Parecer Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-0 Parecer: CNE/CES 277/203 Relator: Erasto Fortes Mendonça Interessado: Rogério Carnaúba Ribeiro - Maceió/AL Assunto: Solicitação de autorização para cursar 50% do internato do curso de Medicina fora da unidade federativa em que está matriculado Voto do relator: Favorável à autorização para que Rogério Carnaúba Ribeiro, portador da cédula de identidade - RG nº SSP/AL, inscrito no CPF sob o nº , estudante regularmente matriculado no curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança, situada no Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, realize, em caráter excepcional, 50% (cinquenta por cento) do Estágio Curricular Supervisionado (Internato) na Liga Alagoana Contra a Tuberculose - Hospital Geral Sanatório, sediada na Rua Professor José da Silveira Camerino, nº 065, bairro Farol, Município de Maceió, Estado de Alagoas, devendo o requerente cumprir as atividades de estágio curricular previstas no projeto pedagógico do curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança - FAMENE, cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 278/203 Relator: Sérgio Roberto Kieling Franco Interessada: Andressa Thayanna Machado de Araújo - João Pessoa/PB Assunto: Solicitação de autorização para cursar 00% (cem por cento) do internato do curso de medicina fora da unidade federativa de origem, junto ao Hospital Santo Antônio (OSID), em Salvador - BA Voto do relator: Favorável à autorização para que Andressa Thayanna Machado de Araújo, portadora da cédula de identidade R.G. nº , inscrita no CPF sob o nº , aluna do curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança (FA- MENE), situada no Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, realize, em caráter excepcional, 00% (cem por cento) do Estágio Curricular Supervisionado (Internato), no Hospital Santo Antônio (OSID), no Município de Salvador, Estado da Bahia, devendo a requerente cumprir as atividades do estágio curricular previstas no projeto pedagógico do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança, cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio. Proponho, outrossim, a convalidação dos atos acadêmicos eventualmente desenvolvidos a propósito desta autorização, até a data de homologação deste Parecer Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-9 Parecer: CNE/CES 279/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessado: Augusto César Wanderley - João Pessoa/PB Assunto: Solicita autorização para cursar o regime de internato do curso de Medicina fora da unidade federativa de origem, Faculdade de Medicina Nova Esperança - FA- MENE, para a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco - Rede Credenciada do Estado, nas áreas de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia Voto do relator: Favorável à autorização para que Augusto César Wanderley, portador do RG nº , SDS/PE, inscrito no CPF sob o nº , aluno regularmente matriculado no curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança - FAMENE, situada no Município de João Pessoa, Estado da Paraíba, realize, em caráter excepcional, 75% (setenta e cinco por cento) do Estágio Curricular Supervisionado (Internato), na rede credenciada do Estado de Pernambuco - Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, nos termos da carta de aceitação e do convênio celebrado com a FAMENE, mantida pela Escola de Enfermagem Nova Esperança Ltda., devendo a requerente cumprir as atividades do estágio curricular previstas no projeto pedagógico do curso de Medicina da Faculdade de Medicina Nova Esperança - FAMENE, cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio. Proponho, outrossim, a convalidação dos atos acadêmicos eventualmente desenvolvidos a propósito desta autorização, até a data de homologação deste Parecer Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-2 Parecer: CNE/CES 280/203 Relator: Gilberto Gonçalves Garcia Interessada: Mariane Digirolamo Silva - Salvador/BA Assunto: Solicita autorização para cursar 50% (cinquenta por cento) do internato do curso de Medicina, fora da unidade federativa de origem a se realizar no Hospital Santo Antônio - Obras Sociais Irmã Dulce, localizado no Município de Salvador, Estado da Bahia Voto do relator: Favorável à autorização para que Mariane Digirolamo Silva, portador(a) da cédula de identidade RG nº , inscrita no CPF sob o nº , aluno(a) do curso de Medicina da Universidade Severino Sombra - USS, situada no Município de Vassouras, Estado do Rio de Janeiro, realize, em caráter excepcional, 50% (cinquenta por cento) do Estágio Curricular Supervisionado (Internato), no Hospital Santo Antônio - Obras Sociais Irmã Dulce, no Município de Salvador, Estado da Bahia, devendo a requerente cumprir as atividades do estágio curricular previstas no projeto pedagógico do Curso de Medicina da Universidade Severino Sombra - USS, cabendo a esta a responsabilidade pela supervisão do referido estágio. Proponho, outrossim, a convalidação dos atos acadêmicos eventualmente desenvolvidos a propósito desta autorização, até a data de homologação deste Parecer Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-9 Parecer: CNE/CES 28/203 Relator: Paschoal Laércio Armonia Interessada: ADEA - Sociedade de Desenvolvimento Educacional Avançado Ltda. - Maceió/AL Assunto: Recurso contra a decisão da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior que, por meio da Portaria SERES nº 74, de 7 de abril de 203, publicada no DOU de 9 de abril de 203, autorizou o curso de Engenharia Mecânica (bacharelado) da Faculdade Maurício de Nassau de Maceió, com sede no Município de Maceió, no Estado de Alagoas, contudo determinou redução no número de vagas solicitado de 240 (duzentos e quarenta vagas) para 00 (cem) vagas anuais (Ref. E-MEC n ) Voto do relator: Nos termos do artigo 6º, inciso VIII, do Decreto nº 5.773/2006, conheço do recurso para, no mérito, dar-lhe provimento parcial, suspendendo os efeitos da decisão da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior que, por meio da Portaria SERES nº 74, de 7 de abril de 203, publicada no DOU de 9/4/203, reduziu, quando da autorização do curso, em 40 (cento e quarenta) vagas de ingresso anuais do curso de Engenharia Mecânica, bacharelado, oferecido pela Faculdade Maurício de Nassau de Maceió, localizada na Rua Professor Sandoval Arroxelas, nº 239, bairro Ponta Verde, no Município de Maceió, no Estado de Alagoas, passando o mesmo a ofertar 20 (cento e vinte) vagas totais anuais de ingresso, e não 240 totais anuais como foi solicitado pela instituição Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 282/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessada: Sociedade de Desenvolvimento Educacional Avançado Ltda. - Maceió/AL Assunto: Recurso contra a decisão da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior que, por meio da Portaria SERES nº 74, de 7 de abril de 203, publicada no DOU em 9 de abril de 203, autorizou o curso de Engenharia Química, bacharelado, da Faculdade Maurício de Nassau de Maceió, com sede no Município de Maceió, Estado de Alagoas, contudo determinou redução no número de vagas solicitado de 240 (duzentos e quarenta) para 00 (cem) vagas anuais (Ref. e- MEC nº ) Voto do relator: Nos termos do artigo 6º, inciso VIII, do Decreto nº 5.773/2006, conheço do Recurso para, no mérito, negar-lhe provimento mantendo os efeitos da Portaria SERES n 74, de 7 de abril de 203 que autorizou o Curso de Engenharia Química, bacharelado, a ser ofertado pela Faculdade Maurício de Nassau, localizada no Município de Maceió, Estado de Alagoas Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: /203-7 Parecer: CNE/CES 283/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessada: Associação Ranieri de Educação e Cultura S/C Ltda. - Bauru/SP Assunto: Recurso contra decisão da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior que, por meio da Portaria SERES nº 249, de 3 de maio de 203, publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 3 de junho de 203, indeferiu pedido de autorização de oferta de curso de Engenharia Elétrica, bacharelado, das Faculdades Integradas de Bauru Voto do relator: Nos termos do artigo 6º, inciso VIII, do Decreto nº 5.773/2006, conheço do recurso para, no mérito, negar-lhe provimento, mantendo os efeitos da decisão da Portaria SERES n 249, de 3 de maio de 203, que indeferiu o pedido de autorização do Curso de Engenharia Elétrica, bacharelado, que seria ofertado pelas Faculdades Integradas de Bauru, localizadas na Rua Rodolfina Dias Domingues, nº, Quinta Ranieri, Jardim Ferraz, no Município de Bauru, Estado de São Paulo Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 284/203 Relator: Gilberto Gonçalves Garcia Interessada: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) - Brasília/DF Assunto: Retificação do Parecer CNE/CES nº 46/203, que tratou do reconhecimento dos programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) recomendados pelo Conselho Técnico- Científico (CTC) da Educação Superior (ES) da CAPES, na reunião realizada no período de 26 a 30 de março de 202 (34ª Reunião) Voto do relator: Favorável à retificação do anexo do Parecer CNE/CES nº 46/203, excluindo-se da listagem referente ao reconhecimento de cursos de Mestrado e Doutorado aprovados na 34ª Reunião do Conselho Técnico e Científico da CAPES o curso de Biotecnociência, Mestrado Acadêmico, da Universidade Federal do ABC, por ter sido reconhecido, anteriormente, por meio da Portaria MEC nº.324/202 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 285/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessada: Fundação Presidente Antônio Carlos (FUPAC) - Belo Horizonte/MG Assunto: Recurso contra a decisão da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior que, por meio do Despacho nº 6, de 9 de setembro de 20,

13 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN publicado no Diário Oficial da União (DOU) de 2 de setembro de 20, aplicou medida cautelar de sobrestamento do processo, além de suspensão integral e parcial de ingressos de novos alunos da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Barão de Cocais, com sede no município de Barão de Cocais, Estado de Minas Gerais Voto do relator: Nos termos do artigo 6º, inciso VIII, do Decreto nº 5.773/2006, conheço do recurso para, no mérito, negar-lhe provimento, mantendo o estabelecido no Despacho nº 6/20-SE- RES/MEC, de 9/9/20, publicado no Diário Oficial da União (DOU), em 2/9/20, que aplicou medida cautelar de sobrestamento do processo, além de suspensão integral e parcial de ingressos de novos alunos da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Barão de Cocais, com sede na Rua Maestro Iolando dos Santos, nº 565, Bairro Lagoa, no Município de Barão de Cocais, Estado de Minas Gerais Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 286/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessada: IREP - Sociedade de Ensino Superior, Médio e Fundamental Ltda. - São Paulo/SP Assunto: Recredenciamento da Faculdade Estácio do Pará, com sede no Município de Belém, no Estado do Pará Voto do relator: Favorável ao recredenciamento da Faculdade Estácio do Pará (FAP), situada à Rua da Municipalidade, nº 839, Bairro Reduto, no Município de Belém, Estado do Pará, observando-se tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4º da Lei nº 0.870/2004, quanto a exigência avaliativa, prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 287/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessado: Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Educacionais (IBREPE) - São Bernardo do Campo/SP Assunto: Recredenciamento da Faculdade Interação Americana, com sede no Município de São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo Voto do relator: Favorável ao recredenciamento da Faculdade Interação Americana (FIA), com sede na Rua Odeon, nº 80, Vila Alcântara, no Município de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo, observando-se tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4º da Lei nº 0.870/2004, quanto a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 288/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessada: União de Ensino e Cultura de Guarapuava Ltda. (UNIGUA) - Guarapuava/PR Assunto: Recredenciamento da Faculdade Guarapuava, com sede no município de Guarapuava, no estado do Paraná Voto do relator: Favorável ao recredenciamento da Faculdade Guarapuava, situada à rua Novo Ateneu nº.05, bairro Vale do Jordão, município de Guarapuava, Paraná, observando-se tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4.º, da Lei nº 0.870/2004, quanto a exigência avaliativa, prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 289/203 Relator: Benno Sander Interessada: Associação Propagadora Esdeva - Belo Horizonte/MG Assunto: Recredenciamento da Faculdade de Ciências Gerenciais Padre Arnaldo Janssen, com sede no Município de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais Voto do relator: Favorável ao recredenciamento da Faculdade de Ciências Gerenciais Padre Arnaldo Janssen (FAJANSSEN), situada à Praça João Pessoa, 200, no Município de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais, observando tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4º da Lei nº 0.870/2004, quanto à exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 290/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessada: União Cristã - Associação Social e Educacional - Blumenau/SC Assunto: Recredenciamento da Faculdade Luterana de Teologia, com sede no Município de São Bento do Sul, no Estado de Santa Catarina Voto do relator: Favorável ao recredenciamento da Faculdade Luterana de Teologia - FLT, localizada à Rua Walli Malschitzki, nº 64, bairro Mato Preto, no Município de São Bento do Sul, no Estado de Santa Catarina, observando-se tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4º, da Lei nº 0.870/2004, quanto à exigência avaliativa, prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 29/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessado: MEC\Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET/RJ - Rio de Janeiro/RJ Assunto: Recredenciamento do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, com sede no Município do Rio de Janeiro, no Estado do Rio de Janeiro Voto do relator: Favorável ao recredenciamento institucional do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET/RJ, localizado na Av. Maracanã, nº 229, no bairro Maracanã, no Município do Rio de Janeiro, no Estado do Rio de Janeiro, observados tanto o prazo máximo de 5 (cinco) anos, conforme o artigo 4º da Lei nº 0.870/2004, como a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do Decreto nº 5.773/2006, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 292/203 Relator: Paschoal Laércio Armonia Interessado: Instituto Presbiteriano Mackenzie - São Paulo/SP Assunto: Convalidação de estudos e validação nacional de títulos outorgados pela Universidade Presbiteriana Mackenzie a alunos egressos do curso de pós-graduação stricto sensu em Educação, em nível de Mestrado Voto do relator: Favorável à convalidação dos estudos e à validação nacional dos títulos de Mestre obtidos no curso de Mestrado em Educação, pelos 54 (cinquenta quatro) alunos relacionados em anexo, ministrado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com sede no Município de São Paulo, no Estado de São Paulo Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 293/203 Relator: Paschoal Laércio Armonia Interessado: Instituto Presbiteriano Mackenzie - São Paulo/SP Assunto: Convalidação de estudos e validação nacional de diploma do curso de Mestrado em Administração de Walter Miyabara, ministrado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie Voto do relator: Favorável à convalidação dos estudos e à validação nacional do título de Mestre obtido no curso de Mestrado em Administração, pelo aluno Walter Miyabara, RG , ministrado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, sediada no Município de São Paulo, no Estado de São Paulo Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. e-mec: Parecer: CNE/CES 294/203 Relator: Arthur Roquete de Macedo Interessada: UNICATALÃO - União Educacional de Ensino Superior de Catalão Ltda. - Catalão/GO Assunto: Credenciamento da Faculdade de Tecnologia e Desenvolvimento Industrial e Gerencial de Catalão, a ser instalada no Município de Catalão, Estado de Goiás Voto do relator: Favorável ao credenciamento da Faculdade de Tecnologia, Desenvolvimento Industrial e Gerencial de Catalão, a ser instalada na Rua Major Paulino, nº 753, Bairro Nossa Senhora de Fátima, no Município de Catalão, no Estado de Goiás, observando-se tanto o prazo máximo de 3 (três) anos, conforme o artigo 3, 4º, do Decreto nº 5.773/2006, quanto a exigência avaliativa prevista no artigo 0, 7º, do mesmo Decreto, com a redação dada pelo Decreto nº 6.303/2007, a partir da oferta dos cursos superiores de Tecnologia em Manutenção Industrial e de Tecnologia em Gestão Financeira, com 200 (duzentas) vagas totais anuais para cada curso Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 295/203 Relator: Luiz Roberto Liza Curi Interessado: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior - Brasília/DF Assunto: Apreciação do Instrumento de Avaliação Institucional Externa, que subsidia o ato de credenciamento e recredenciamento de Escolas de Governo para oferta de pós-graduação lato sensu Voto do relator: Favorável à aprovação do novo Instrumento de Avaliação Institucional, anexo ao presente Parecer, destinado ao credenciamento de Escolas de Governo, com vistas à oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, consoante o disposto na Resolução CNE/CES nº 7, de 8 de setembro de 20, e na Lei nº 0.86, de 4 de abril de 2004, que institucionaliza o Sinaes, como também no Decreto nº 5.773/2006 e na Portaria Normativa nº 40/2007 Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Processo: / Parecer: CNE/CES 296/203 Relator: José Eustáquio Romão Interessado: Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) - Centro Nacional de Educação a Distância - São Paulo/SP Assunto: Recredenciamento do Centro Nacional de Educação a Distância - atual Gerência de Desenvolvimento Educacional -, mantido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), para oferta de cursos e programas de especialização lato sensu, na modalidade a distância, para fins exclusivos de expedição de certificados, determinando-se o encerramento da oferta dos cursos Voto do relator: Acolho e dou provimento ao pedido de reconhecimento da validade nacional, em caráter excepcional, conferida aos certificados a seguir especificados, do Centro Nacional da Educação a Distância, atual Gerência de Desenvolvimento Educacional, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), com base no artigo 5º, 4º, incisos I e II, do Decreto nº 5.773/2006, de acordo com a redação dada pelo Decreto nº 6.303, de 2 de dezembro de 2007, aplicando-se ainda, no que couber, por analogia com as IES devidamente credenciadas, os demais dispositivos de ambos os decretos. Esta excepcionalidade aplica-se, exclusivamente, à cobertura legal dos certificados expedidos pela Gerência de Desenvolvimento Educacional, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), em seus 2 polos, que apresentaram infraestrutura adequada aos estudantes de pós-graduação lato sensu matriculados até 3 de dezembro de 202, portanto, após a vigência do período de credenciamento do antigo Centro Nacional de Educação a Distância, conferindo-lhes validade nacional Decisão da Câmara: APROVADO por unanimidade. Observação: De acordo com o Regimento Interno do CNE e a Lei nº 9.784/999, os interessados terão prazo de 30 (trinta) dias para recursos, quando couber, a partir da data de publicação desta Súmula no Diário Oficial da União, ressalvados os processos em trâmite no Sistema e-mec, cuja data de publicação, para efeito de contagem do prazo recursal, será efetuada a partir da publicação nesse Sistema, nos termos do artigo º, 2º, da Portaria Normativa MEC nº 40/2007. Os Pareceres citados encontram-se à disposição dos interessados no Conselho Nacional de Educação e serão divulgados na página do CNE (http://portal.mec.gov.br/cne/). Brasília, 4 de janeiro de 204. ANDRÉA MALAGUTTI Secretária Executiva EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ANEXO do Parecer CNE/CES 284/203 34ª REUNIÃO DO CTC-ES CURSOS NOVOS 26 a 30 de março de 202 Período 20 Seq Grande Área Área de Avaliação Nome do Curso Nível Nota Sigla Nome IES UF Região Ciências da Saúde Farmácia Ciências Farmacêuticas ME 3 U FA L Universidade Federal de Alagoas AL Nordeste 2 Ciências da Saúde Farmácia Saúde Coletiva e Assistência Farmacêutica ME 4 UFMG Universidade Federal de Minas Gerais MG Sudeste DO 4 3 Ciências da Saúde Farmácia Ciências Farmacêuticas ME 3 UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná PR Sul 4 Ciências da Saúde Farmácia Ciências Farmacêuticas ME 3 U N I PA M PA Fundação Universidade Federal do Pampa RS Sul 5 Ciências da Saúde Nutrição Nutrição do Nascimento à Adolescência MP 3 CUSC Centro Universitário São Camilo SP Sudeste 6 Ciências Exatas e da Terra Matemática Estatística * ME 4 UFSCAR / USP-SP Universidade Federal de São Carlos SP Sudeste DO 4 7 Ciências Humanas Educação Educação DO 4 UECE Universidade Estadual do Ceará CE Nordeste 8 Ciências Humanas Educação Educação ME 3 UFT Fundação Universidade Federal do Tocantins TO Norte 9 Ciências Humanas Educação Educação Sexual MP 3 UNESP/ ARAR Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita SP Sudeste Filho / Araraquara 0 Ciências Humanas Educação Educação ME 3 UNOCHAPECÓ Universidade Comunitária da Região de SC Sul Ciências Sociais Aplicadas Arquitetura e Urbanismo Chapecó Urbanismo DO 4 PUCCAMP Pontifícia Universidade Católica de Campinas SP Sudeste pelo código

14 4 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de Ciências Sociais Aplicadas Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo DO 4 U FA L Universidade Federal de Alagoas AL Nordeste 3 Ciências Sociais Aplicadas Arquitetura e Urbanismo Design DO 4 UFPR Universidade Federal do Paraná PR Sul 4 Ciências Sociais Aplicadas Arquitetura e Urbanismo Arquitetura e Urbanismo ME 3 UNIRITTER Centro Universitário Ritter dos Reis RS Sul 5 Ciências Sociais Aplicadas Ciências Sociais Aplicada Mídia e Cotidiano ME 3 UFF Universidade Federal Fluminense SP Sudeste I 6 Ciências Sociais Aplicadas Ciências Sociais Aplicada Ciência da Informação DO 4 UFPB/J.P Universidade Federal da Paraíba/João Pessoa PB Nordeste I 7 Ciências Sociais Aplicadas Ciências Sociais Aplicada Ciência da Informação DO 4 UFSC Universidade Federal de Santa Catarina SC Sul I 8 Ciências Sociais Aplicadas Direito Direito ME 3 UNISAL Centro Universitário Salesiano de São Paulo SP Sudeste 9 Engenharias Engenharias III Engenharia Mecânica ME 3 FURG Universidade Federal do Rio Grande RS Sul 20 Engenharias Engenharias IV Engenharia Biomédica ME 3 PUC/SP Pontifícia Universidade Católica de São Paulo SP Sudeste 2 Multidisciplinar Biotecnologia Biocombustíveis * ME 4 UFVJM/UFU Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha MG Sudeste e Mucuri DO 4 22 Multidisciplinar Biotecnologia Biotecnologia Aplicada à Agropecuária ME 3 UFRA Universidade Federal Rural da Amazônia AM Norte 23 Multidisciplinar Biotecnologia Biotecnologia MP 3 UNP Universidade Potiguar RN Nordeste 24 Multidisciplinar Ensino Práticas de Educação Básica MP 3 C. P. I I Colégio Pedro II RJ Sudeste 25 Multidisciplinar Ensino Educação para Ciências e Matemática MP 3 IFG Instituto Federal de Educação, Ciência e GO Centro-Oeste Tecnologia de Goiânia 26 Multidisciplinar Ensino Educação em Ciências e Matemática DO 4 PUC/RS Pontifícia Universidade Católica do Rio RS Sul Grande do Sul 27 Multidisciplinar Ensino Ensino de Ciências, Ambiente e Sociedade ME 3 UERJ Universidade Estadual do Rio de Janeiro RJ Sudeste 28 Multidisciplinar Ensino Educação Matemática ME 3 UESC Universidade Estadual de Santa Cruz BA Nordeste 29 Multidisciplinar Ensino Ensino de Ciências MP 3 UFOP Universidade Federal de Ouro Preto MG Sudeste 30 Multidisciplinar Ensino Ensino na Saúde MP 3 UFRN Universidade Federal do Rio Grande do RN Nordeste Norte 3 Multidisciplinar Interdisciplinar Desenvolvimento Rural e Gestão de MP 3 I F PA Instituto Federal de Educação, Ciência e PA Norte Empreendimentos Agroalimentares Tecnologia do Pará 32 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências Ambientais e Sustentabilidade ME 4 UCDB Universidade Católica Dom Bosco MS Centro-Oeste Agropecuária DO 4 33 Multidisciplinar Interdisciplinar Recursos Naturais ME 3 UECE Universidade Estadual do Ceará CE Nordeste 34 Multidisciplinar Interdisciplinar Tecnologias e Inovações Ambientais MP 3 UFLA Universidade Federal de Lavras MG Sudeste 35 Multidisciplinar Interdisciplinar Sociedade, Natureza e Desenvolvimento DO 4 U F O PA Universidade Federal do Oeste do Pará PA Norte 36 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências e Meio Ambiente MP 3 U F PA Universidade Federal do Pará PA Norte 37 Multidisciplinar Interdisciplinar Direitos Humanos ME 3 UFPE Universidade Federal de Pernambuco PE Nordeste 38 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências Climáticas ME 4 UFRN Universidade Federal do Rio Grande do RN Nordeste Norte 39 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciência, Tecnologia e Sociedade DO 4 UFSCAR Universidade Federal de são Carlos SP Sudeste 40 Multidisciplinar Interdisciplinar Modelagem Computacional de Conhecimento MP 3 UFT Fundação Universidade Federal do Tocantins TO Norte 4 Multidisciplinar Interdisciplinar Políticas Públicas ME 3 UMC Universidade de Mogi das Cruzes SP Sudeste 42 Multidisciplinar Interdisciplinar Promoção da Saúde MP 3 UNASP Centro Universitário Adventista SP Sudeste 43 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências Ambientais ME 4 UNESP/Sor Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita SP Sudeste Filho/Sorocaba DO 4 44 Multidisciplinar Interdisciplinar Meio Ambiente e Desenvolvimento DO 4 Anhaguera-Uniderp Universidade Anhanguera - Uniderp MS Centro-Oeste Regional 45 Multidisciplinar Interdisciplinar Desenvolvimento Rural Sustentável ME 3 UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná PR Sul 46 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências da Saúde e Biológicas ME 3 U N I VA S F Universidade Federal do Vale do São Francisco PE Nordeste 47 Multidisciplinar Interdisciplinar Ciências da Saúde ME 3 UNOCHAPECÓ Universidade Comunitária da Região do SC Sul Chapecó 48 Multidisciplinar Interdisciplinar Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades ME 4 USP Universidade de São Paulo SP Sudeste DO 4 49 Multidisciplinar Interdisciplinar Sustentabilidade ME 4 USP Universidade de São Paulo SP Sudeste DO 4 COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS (*) Associação Ampla Legenda: ME - Mestrado DO - Doutorado MP- Mestrado Profissional Anexo do Parecer CNE/CES 292/203 Nº Adhemar Carlos Pala Andrea Gomes da Costa Mohallem Anna Elisa R. Ribeiro Antonia Neves Suterio Cardoso Armando Rocha Júnior Carlos Roberto Dias Iema Cecília Cardoso dos Santos Cláudio Eduardo Miola Cleuza Rodrigues Repulho Déa Terezinha R. de Almeida Doralice Inocêncio Dorcas Alves Campos Durvalina Barreto Bezerra Elena D'Amore Santoro Eliana Aparecida Pinto Elisabeth Neide Klaus Cacalano Fabio Guidi Ivete Fogaça César NOME CÉDULA DE IDENTIDADE SSP-SP SSP-SP SSP-SP João Veridiano da Silva José Carlos Broisler Oliver José Taragano Juliane Pozeti de Campos Não localizado. Mat SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP 8706 SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP X SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP Lídia Maria de Moraes Luis Sérgio Sardinha Luiz Fernando Bacchereti Marcos Merida SSP-SP Maria Alice Barbosa Lapastine Maria Aparecida Alcantara Maria Cecília Dizioli Dip Maria das Graças R. Fernandes Maria Evani Machado Maria Isabel Filgueiras Lima Ciasca Maria Terezinha de Almeida Miriam Elza F. Penteado Rocha Paulo Francisco de Castro Paulo Sérgio Garcia Reginaldo Antolin Bonatti Renata Sanches Salva Ricardo Alves de Lima Ronê Paiano Rosemeire Isabel Ramos Rubens Nascimento da Luz SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-CE SSP-SP SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SP SSP-SP SSP-SP pelo código

15 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN Sirlei Lizak Zolfan Silvia Nementh Schivardi Sirlei Pires Terra Solange dos Santos Nieto Sonia Akemi Kishida Sônia Regina Zorzi Guidi Susete F. Bacchereti Tania Maria Justo de Almeida Tânia Maria Lomonte Minozzi Terezinha Caetano Leal Therezinha Lourdes Lopes Vera Lucia Lins Sant'Anna SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PORTARIA Nº, DE 0 DE JANEIRO DE SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP SSP-SP /9 SSP-SP Autoriza o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE a realizar a transferência de recursos financeiros aos municípios e ao Distrito Federal para a manutenção de novas matrículas em novos estabelecimentos públicos de educação infantil, construídos com recursos de programas federais, conforme Resolução CD/FNDE nº 5 de 6 de maio de 203. O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO BÁSICA, no uso das atribuições, resolve: Art. º Divulgar os municípios e o Distrito Federal que estão aptos a receber o pagamento do recurso de apoio à manutenção de novas matrículas em novos estabelecimentos públicos de educação infantil, construídos com recursos de programas federais, que estejam em plena atividade e com matrículas que ainda não tenham sido contempladas com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), de que trata a Lei nº de 29 de setembro de 20, e conforme informações declaradas pelos municípios e o Distrito Federal no SIMEC - Módulo E.I. Manutenção - Unidades do Proinfância. Art. 2º Autorizar o FNDE/MEC a realizar a transferência de recursos financeiros aos municípios e Distrito Federal para manutenção de novas matrículas em novos estabelecimentos públicos de educação infantil, conforme destinatários e valores constantes da listagem anexa. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação SECRETARIA DE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PORTARIA Nº 3, DE 4 DE JANEIRO DE 204 O SECRETÁRIO DE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso das atribuições que lhe conferem a Lei nº 2.0, de 27 de novembro de 2009, e suas alterações, e o Decreto nº 7.690, de 2 de março de 202, alterado pelo Decreto n 8.066, de 7 de agosto de 203, em cumprimento à decisão judicial proferida na Ação Ordinária nº /RS, referente à ASSOCIAÇÃO PRÓ-ENSINO SUPERIOR EM NOVO HAMBURGO - ASPEUR, CNPJ Nº /000-62, e considerando os fundamentos expostos na Nota Técnica nº 24/204 - CGCEBAS/DPR/SERES/MEC, resolve: Art. º Ficam revalidados os Certificados de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS), conferido pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), à Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (ASPEUR), CNPJ nº /000-62, conforme discriminados abaixo: a) 02/07/998 até 0/07/200 (Processo nº / Resolução CNAS nº 56/2000); b) 02/07/200 até 0/07/2004 (Processo nº / Resolução CNAS nº 8/2002); c) 02/07/2004 até 0/07/2007 (Processo nº /2004-5). Art. 2º Fica concedida a Certificação para o período de 02/07/2007 até 0/07/200 (Processo nº / ). Art. 3º Ficam prejudicadas as análises das Representações Fiscais contidas nos Processos de nº: / ; / e / da competência da Secretaria da Receita Federal do Brasil, do Ministério da Fazenda. Art. 4º Cientifique-se a Secretaria da Receita Federal do Brasil. Art. 5º Cientifique-se a Procuradoria Regional da União 4ª Região, por intermédio da Consultoria Jurídica do Ministério da Educação. Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROMEU WELITON CAPUTO EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL JORGE RODRIGO ARAÚJO MESSIAS pelo código RETIFICAÇÕES No Diário Oficial da União nº 9, de 4 de janeiro de 204, Seção, pág. 2, no item i. do Despacho do Secretário n 3, em 3 de janeiro de 204, onde se lê "5 (cinco) dias", leia-se "5 (cinco) dias úteis". No Diário Oficial da União nº 9, de 4 de janeiro de 204, Seção, pág. 2, no item i. do Despacho do Secretário n 4, em 3 de janeiro de 204, onde se lê "5 (cinco) dias", leia-se "5 (cinco) dias úteis". UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS PORTARIA Nº 66, DE 3 DE JANEIRO DE 204 O PRÓ-REITOR DE DESENVOLVIMENTO DE PES- SOAS, no uso de suas atribuições previstas na Portaria de Delegação de Competência nº 448, de 7/05/20, resolve: Prorrogar por 0 (um) ano, a partir de 2/02/204, o prazo legal do Concurso Público para Docente da Carreira do Magistério Superior, realizado por esta Universidade, objeto do Edital nº 03/202, DOU de 7/09/202, cujas homologações foram publicadas conforme as Portarias nº 68, DOU de 2/02/203 e nº 45, DOU de 4/03/203. ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO Departamento: SISTEMAS E PROCESSOS GERENCIAIS Área de Conhecimento: Gestão de Operações Classe: ADJUNTO Regime de Trabalho: 20 Horas ESCOLA POLITÉCNICA Departamento: CONSTRUÇÃO E ESTRUTURAS Área de Conhecimento: Construção Civil Classe: ADJUNTO Regime de Trabalho: DE ANEXO UF Municípios Código IBGE Quantidade de novas matrículas, declaradas pelos Municípios e o Distrito Valor do Repasse Federal, em novos estabelecimentos públicos de educação infantil, construídos com recursos de programas federais e que estão em plena atividade Creche Parcial Creche Integral Pré-Escola Parcial Pré-Eescola Integral AL Pilar ,63 GO Ceres ,54 GO Itumbiara ,23 MS Ladário ,8 RS Colinas ,79 PORTARIA Nº 2, DE 0 DE JANEIRO DE 204 Autoriza o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE a realizar a transferência de recurso financeiro para a manutenção de novas matrículas em novas turmas de educação infantil aos municípios e ao Distrito Federal que pleitearam e estão aptos para pagamento, conforme Resolução CD/FNDE nº 6, de 6 de maio de 203. O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO BÁSICA, no uso das atribuições, resolve: Art. º Divulgar os municípios e o Distrito Federal que estão aptos a receber o pagamento do recurso financeiro para a manutenção de novas matrículas em novas turmas de educação infantil oferecidas em estabelecimentos educacionais públicos ou em instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos conveniadas com o poder público que tenham cadastradas novas matrículas em novas turmas e que ainda não foram contempladas com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), de que trata a Lei nº de 3 de outubro de 202, e conforme informações declaradas pelos municípios e Distrito Federal no SIMEC - Módulo E.I. Manutenção - Novas Turmas de Educação Infantil. Art. 2º Autorizar o FNDE/MEC a realizar a transferência de recursos financeiros aos municípios e Distrito Federal para a manutenção de novas matrículas em novas turmas de educação infantil, conforme destinatários e valores constantes da listagem anexa. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROMEU WELITON CAPUTO ANEXO UF Municípios Código IBGE Quantidade de novas matrículas em novas turmas de educação Valor do Repasse infantil, declaradas pelos Municípios e o Distrito Federal, em estabelecimentos públicos e /ou conveniados com o poder público Creche Púb/Conv Parcial Creche Púb/Conv Integral Pré-Escola Púb/Conv Parcial Pré-Eescola Púb/Conv Integral AM Iranduba R$ ,75 MA Bela Vista do Maranhão R$ 43.75,54 MA Milagres do Maranhão R$ 3.526,8 MG Ipatinga R$ ,4 MG Nova Lima R$ ,26 MG Uberlândia R$ 7.998,2 MS Ponta Porã R$ 0.368,08 MT Campo Verde R$ ,76 MT Juína R$ ,9 PA Marabá R$ 7.405,75 PB Pilar R$ ,2 PB São José dos Ramos R$ 66.84,90 PE Petrolina R$ ,35 PR Ibiporã R$ 35.38,07 PR Pinhalão R$ 2.55,76 PR Reserva R$ ,9 RS Va c a r i a R$ 47.74,75 SE Nossa Senhora Aparecida R$ 45.52,70 SP Itajobi R$ 5.885,38 ANTÔNIO EDUARDO MOTA PORTELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PORTARIA Nº 8, DE 9 DE JANEIRO DE 204 O Reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, no uso de suas competências, resolve: I - Prorrogar por mais 2 (doze) meses o prazo de vigência do concurso público do Edital nº 5/202-PRORH de 06//202, DOU 09//202, seção 3, homologado pela Portaria nº 067 de 30/0/203, DOU 3/0/203, seção, para provimento do cargo de Professor da Carreira do Magistério Superior, conforme abaixo discriminado: A - FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA A. - Departamento Fundamentos da Educação Física A.. - Concurso 55 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. B - FACULDADE DE ENGENHARIA B. - Departamento Energia Elétrica B.. - Concurso 66 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. B..2 - Concurso 68 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. B.2 - Departamento Engenharia de Produção e Mecânica B.2. - Concurso 76 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. B.3 - Departamento de Transportes e Geotecnia B.3. - Concurso 80 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. C - FACULDADE DE LETRAS C. - Departamento de Letras C.. - Concurso 82 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. D - INSTITUTO DE ARTES E DESIGN D. - Departamento de Música D.. - Concurso 00 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE.

16 6 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 E - INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E. - Departamento de Botânica E.. - Concurso 0 - Processo nº / Classe A, Professor Adjunto A, Nível, Regime de trabalho: DE. II - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. HENRIQUE DUQUE DE MIRANDA CHAVES FILHO PORTARIA Nº 9, DE 9 DE JANEIRO DE 204 O Reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, no uso de suas competências, resolve: I - Prorrogar por mais 2 (doze) meses o prazo de vigência do concurso público do Edital nº 5/202-PRORH de 06//202, DOU 09//202, seção 3, homologado pela Portaria nº 363 de 25/03/203, DOU 27/03/203, seção, para provimento do cargo de Professor da Carreira do Magistério Superior, conforme abaixo discriminado: A - FACULDADE DE DIREITO A. - Departamento de Direito Público Formal e Ética Profissional A.. - Concurso 47 - Processo nº / Classe A, Professor Auxiliar, Nível, Regime de trabalho: DE. II - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS HENRIQUE DUQUE DE MIRANDA CHAVES FILHO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO PORTARIA Nº 2, DE 9 DE JANEIRO DE 204 A Diretora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Professora Ana Maria Ferreira da Costa Monteiro, nomeada pela Portaria nº 8228 de 0//20, publicada no DOU nº 2, Seção 2 de 03//20, retificada pela Portaria nº 987 de 4/2/20, publicada no DOU nº 240, Seção 2 de 5/2/20, no uso de suas atribuições, resolve: Retificar a Portaria nº 5047, de 04 de dezembro de 203, publicada no Boletim UFRJ nº 50 do dia 2/2/203, tornando público o resultado do processo seletivo aberto para contratação de professores substitutos, referente ao edital nº 384 de //203, publicado no DOU nº 29, seção 3, de //203, divulgando, em ordem de classificação, os nomes dos candidatos aprovados: Departamento: DEPARTAMENTO DE DIDÁTICA Setorização: ARTE-EDUCAÇÃO -Moema Sanches Quintanilha; 2-Mara Pereira dos Santos. ANA MARIA FERREIRA DA COSTA MONTEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA ESCOLA POLITÉCNICA PORTARIA Nº 22, DE 4 DE JANEIRO DE 204 O Vice Diretor da Escola Politécnica, Professor Eduardo Gonçalves Serra, do Centro de Tecnologia da UFRJ, nomeado pela Portaria nº 575 de 08/02/0, publicada no DOU nº 3, Seção 2, de 7/02/0, resolve: Tornar público o resultado do processo seletivo aberto para contratação de professor substituto referente ao edital nº 437 de 05/2/3 publicado no DOU nº 237, Seção 3 de 06/2/3, divulgando o nome do candidato aprovado. Departamento de Estruturas Setorização: Mecânica dos Sólidos - Ana Arai EDUARDO GONÇALVES SERRA PORTARIA Nº 23, DE 4 DE JANEIRO DE 204 O Vice Diretor da Escola Politécnica, Professor Eduardo Gonçalves Serra, do Centro de Tecnologia da UFRJ, nomeado pela Portaria nº 575 de 08/02/0, publicada no DOU nº 3, Seção 2, de 7/02/0, resolve: Tornar público o resultado do processo seletivo aberto para contratação de professor substituto referente ao edital nº 450 de 9/2/3 publicado no DOU nº 247, Seção 3 de 20/2/3, divulgando o nome do candidato aprovado. Departamento de Estruturas Setorização: Mecânica dos Sólidos - Juarez Moara Santos Franco EDUARDO GONÇALVES SERRA pelo código Ministério da Fazenda COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS SUPERINTENDÊNCIA DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES INSTITUCIONAIS ATOS DECLARATÓRIOS DE 4 DE JANEIRO DE 204 Nº O Superintendente de Relações com Investidores Institucionais da Comissão de Valores Mobiliários, no uso da competência delegada pela Deliberação CVM nº 58, de 2 de julho de 993, cancela, a pedido, a autorização concedida a BGI ADMINIS- TRADORA DE RECURSOS DE TERCEIROS LTDA, CNPJ nº , para prestar os serviços de Administrador de Carteira de Valores Mobiliários previstos na Instrução CVM nº 306, de 5 de maio de 999. Nº O Superintendente de Relações com Investidores Institucionais da Comissão de Valores Mobiliários, no uso da competência delegada pela Deliberação CVM nº 58, de 2 de julho de 993, cancela, a pedido, a autorização concedida NOVAÇÃO ASSET MANAGEMENT ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA., CNPJ nº , para prestar os serviços de Administrador de Carteira de Valores Mobiliários previstos na Instrução CVM nº 306, de 5 de maio de 999. DANIEL WALTER MAEDA BERNARDO Em exercício COLEGIADO DECISÃO DE 29 DE OUTUBRO DE 203 PA RT I C I PA N T E S LEONARDO PORCIUNCULA GOMES PEREIRA - PRESIDEN- TE ANA DOLORES MOURA CARNEIRO DE NOVAES - DIRETO- RA LUCIANA PIRES DIAS - DIRETORA OTAVIO YAZBEK - DIRETOR ROBERTO TADEU ANTUNES FERNANDES - DIRETOR APRECIAÇÃO DE PROPOSTAS DE TERMO DE COMPROMIS- SO - PAS RJ203/5638 Reg.nº8784/3 Relatora: DLD Trata-se de apreciação de propostas de Termo de Compromisso apresentadas pelos Srs. Erwin Afif Yacoub Kleuser, Edson de Godoy Bueno, Dulce Pugliese de Godoy Bueno, Gilberto João Ferreira da Costa e Telmo Ferreira Pedreira, administradores da Amil Participações S.A. ("Amil"), nos autos do Processo Administrativo Sancionador RJ203/5638 instaurado pela Superintendência de Relações com Empresas - SEP. Os proponentes foram acusados de violar o art. 6º, parágrafo único da Instrução CVM 358/02 c/c o art. 57, 4º, da Lei 6.404/76, pela não divulgação de fatos relevantes no âmbito de operação por meio da qual a UnitedHealth Group Incorporated adquiriu 58,9% do controle indireto da Amil ("Operação"). O Sr. Erwin Kleuser foi ainda acusado de violar o art. 3º da Instrução CVM 358/02 c/c o art. 57, 4º da Lei 6.404/76, pela não divulgação de fato relevante acerca da verificação da principal condição suspensiva da Operação, isto é, a sua aprovação pela Agência Nacional de Saúde - ANS. Os Srs. Erwin Afif Yacoub Kleuser, Edson de Godoy Bueno, Dulce Pugliese de Godoy Bueno e Gilberto João Ferreira da Costa apresentaram proposta em que se comprometem a pagar à CVM a quantia de R$ ,00, sendo R$ ,00 a serem pagos pelo Sr. Erwin Afif Yacoub Kleuser e R$ ,00 por cada um dos demais administradores. O Sr. Telmo Ferreira Pedreira apresentou proposta em que se compromete a pagar à CVM a quantia de R$ ,00. A Procuradoria Federal Especializada junto à CVM manifestou-se no sentido de que não há óbice legal para a aceitação das propostas de termo de compromisso. O Colegiado deliberou a aceitação das propostas apresentadas por (i) Srs. Erwin Afif Yacoub Kleuser, Edson de Godoy Bueno, Dulce Pugliese de Godoy Bueno e Gilberto João Ferreira da Costa; e (ii) Sr. Telmo Ferreira Pedreira, acompanhando o entendimento consubstanciado no voto da Relatora Luciana Dias. Os Termos de Compromisso deverão qualificar os pagamentos a serem efetuados como "condição para celebração do termo de compromisso". O Colegiado fixou, ainda, o prazo de dez dias, a contar da publicação dos Termos no Diário Oficial da União, para o cumprimento das obrigações pecuniárias assumidas, e o prazo de trinta dias para a assinatura dos Termos, contado da comunicação da presente decisão aos proponentes. A Superintendência Administrativo-Financeira - SAD foi designada como responsável por atestar o cumprimento das obrigações assumidas pelos proponentes. Rio de Janeiro, 4 de janeiro de 204. JOSÉ PAULO DIUANA DE CASTRO Chefe da Coordenação de Controle de Processos Em exercício DECISÃO DE 2 DE NOVEMBRO DE 203 PA RT I C I PA N T E S OTAVIO YAZBEK - PRESIDENTE EM EXERCÍCIO ROBERTO TADEU ANTUNES FERNANDES - DIRETOR ANA DOLORES MOURA CARNEIRO DE NOVAES - DIRETO- RA FLÁVIA MOUTA FERNNDES - DIRETORA SUBSTITUTA APRECIAÇÃO DE PROPOSTA DE TERMO DE COMPROMISSO -PROC.RJ202/3796 R e g. n º / Relator: SGE Trata-se de apreciação de nova proposta de Termo de Compromisso apresentada pelo Sr. Luis Felippe Índio da Costa, diretor da Cruzeiro do Sul S.A. Corretora de Valores e Mercadorias, nos autos do Processo Administrativo Sancionador SP200/078 instaurado pela Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários - SMI. O proponente foi acusado de permitir alterações em ordens que haviam sido registradas sem a correta identificação do cliente que as emitiu após a realização dos respectivos negócios (infração ao disposto no parágrafo único do art. 4º da Instrução CVM 387/03). Em reunião de , o Colegiado deliberou a rejeição da proposta de Termo de Compromisso apresentada pelo proponente, acompanhando entendimento consubstanciado em parecer do Comitê de Termo de Compromisso. Após negociações com o Comitê, o proponente manteve sua proposta original de pagar à CVM o valor de R$ ,00. O Comitê propôs a rejeição da nova proposta apresentada, em linha com a manifestação da Procuradoria Federal Especializada junto à CVM - PFE/CVM, no sentido da existência de óbice legal à aceitação da proposta apresentada, em razão da inexistência de proposta no sentido de indenizar prejuízos individualizados. O Colegiado, acompanhando o entendimento exarado no parecer do Comitê de Termo de Compromisso, deliberou a rejeição da nova proposta de termo de compromisso apresentada pelo Sr. Luis Felippe Índio da Costa. APRECIAÇÃO DE PROPOSTA DE TERMO DE COM- PROMISSO - PAS RJ200/7292 R e g. n º / Relator: SGE A Diretora Ana Novaes declarou seu impedimento antes do início da discussão do assunto. Em seguida, tendo em vista a ausência de quorum para deliberação, foi designada como Diretora substituta para atuar no presente processo a Superintendente de Desenvolvimento de Mercado Flavia Mouta Fernandes, através da Portaria/CVM/PTE/nº 45, de Trata-se de apreciação de proposta de Termo de Compromisso apresentada por BEM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ("BEM") e seu diretor Cassiano Ricardo Scarpelli, nos autos do Processo Administrativo Sancionador RJ200/7292 instaurado pela Superintendência de Relações com Investidores Institucionais - SIN. Os proponentes foram acusados de não terem adotado um sistema de rateio de ordens equitativo e com isso não terem agido no melhor interesse dos cotistas dos fundos sob sua gestão (infração aos arts. 60, parágrafo único, e 65-A da Instrução CVM 409/04). Os proponentes apresentaram proposta conjunta em que se comprometeram a: (i) pagar à CVM o montante de R$ ,00; e (ii) apresentar, no prazo de 90 dias a contar da assinatura do Termo de Compromisso, relatório elaborado por auditor independente registrado na CVM, a fim de atestar a adequação dos controles internos adotados pela BEM, devendo constar ainda a comprovação da cessação da prática das atividades consideradas irregulares pela área técnica. Segundo o Comitê, a aceitação da proposta é conveniente e oportuna, representando compromisso suficiente para desestimular a prática de condutas assemelhadas, bem norteando a conduta dos agentes de mercado. O Colegiado deliberou, por unanimidade, a aceitação da proposta de Termo de Compromisso apresentada em conjunto por BEM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. e pelo Sr. Cassiano Ricardo Scarpelli, acompanhando o entendimento consubstanciado no parecer do Comitê. O Termo de Compromisso deverá qualificar o pagamento a ser efetuado como "condição para celebração do termo de compromisso". O Colegiado fixou, ainda, o prazo de dez dias, a contar da publicação do Termo no Diário Oficial da União, para o cumprimento da obrigação pecuniária assumida, e o prazo de trinta dias para a assinatura do Termo, contado da comunicação da presente decisão aos proponentes. O Colegiado designou: (a) a Superintendência Administrativo-Financeira - SAD, como responsável por atestar o pagamento da obrigação pecuniária relativa à CVM; e (b) a Superintendência de Relações com Investidores Institucionais - SIN, como responsável por atestar o compromisso não pecuniário. Rio de Janeiro, 4 de janeiro de 204. JOSÉ PAULO DIUANA DE CASTRO Chefe da Coordenação de Controle de Processos Em exercício

17 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN CONSELHO ADMINISTRATIVO DE RECURSOS FISCAIS 3ª SEÇÃO ª CÂMARA ª TURMA ORDINÁRIA PAUTA DE JULGAMENTOS Pauta de julgamento dos recursos das sessões ordinárias a serem realizadas nas datas a seguir mencionadas, no Setor Comercial Sul, Quadra 0, Bloco J, 3º andar, Sala 30, Edifício Alvorada, Brasília - DF. Serão julgados na primeira sessão ordinária subsequente, independente de nova publicação, os recursos cuja decisão tenha sido adiada, em razão de pedido de vista de Conselheiro, não-comparecimento do Conselheiro-Relator, falta de tempo na sessão marcada, ser feriado ou ponto facultativo ou por outro motivo objeto de decisão do Colegiado. DIA 28 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: RODRIGO MINEIRO FERNANDES - Processo nº: / Recorrente: LI- CAFÉ COMÉRCIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE CAFÉ LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 2 - Processo nº: / Recorrente: NÓR- DICA VEÍCULOS S/A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 3 - Processo nº: / Recorrentes: PE- TROIL DO BRASIL S/A. e FAZENDA NACIONAL 4 - Processo nº: / Recorrente: SELENE INDÚSTRIA TÊXTIL S/A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relatora: VALDETE APARECIDA MARINHEIRO 5 - Processo nº: / Recorrente: RE- LIGAS DISTRIBUIDORA DE RECICLÁVEIS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 6 - Processo nº: / Recorrente: RE- LIGAS DISTRIBUIDORA DE RECICLÁVEIS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: RODRIGO MINEIRO FERNANDES 7 - Processo nº: / Recorrente: SAL- VAPÉ PRODUTOS ORTOPÉDICOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 8 - Processo nº: / Recorrente: RED- NETWORK DISTRIBUIDORA DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 9 - Processo nº: / Recorrente: SI- DERÚRGICA BANDEIRANTE LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relatora: VALDETE APARECIDA MARINHEIRO 0 - Processo nº: / Recorrente: FA- ZENDA PAPAGAIO CARCINICULTURA E AGROINDÚSTRIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL - Processo nº: / Recorrente: FA- ZENDA PAPAGAIO CARCINICULTURA E AGROINDÚSTRIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 2 - Processo nº: / Recorrente: FA- ZENDA PAPAGAIO CARCINICULTURA E AGROINDÚSTRIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 3 - Processo nº: / Recorrente: FA- ZENDA PAPAGAIO CARCINICULTURA E AGROINDÚSTRIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: RODRIGO MINEIRO FERNANDES 4 - Processo nº: / Recorrente: VI- MALH INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE BEBIDAS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 5 - Processo nº: / Recorrente: AL- TREIDER BEBIDAS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 6 - Processo nº: / Recorrente: VUL- CABRÁS AZALÉIA - CE, CALCADOS E ARTIGOS ESPORTI- VOS S/A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relatora: VALDETE APARECIDA MARINHEIRO 7 - Processo nº: / Recorrente: ALE- XANDRE KNODLER DOS SANTOS EDITORA e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL DIA 30 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: RODRIGO MINEIRO FERNANDES 8 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 9 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 20 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 2 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 22 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL pelo código Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 24 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 25 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 26 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 27 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 28 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 29 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 30 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 3 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 32 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 33 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 34 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 35 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 36 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 37 - Processo nº: / Recorrente: CGTF CENTRAL GERADORA TERMELÉTRICA FORTALEZA S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 38 - Processo nº: / Recorrente: VOLKSWAGEN LOGISTICS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LOGÍSTICA E TRANSPORTE LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL HENRIQUE PINHEIRO TORRES Presidente 2ª TURMA ORDINÁRIA PAUTA DE JULGAMENTOS Pauta de julgamento dos recursos das sessões ordinárias a serem realizadas nas datas a seguir mencionadas, no Setor Comercial Sul, Quadra 0, Bloco J, 3º andar, Sala 303, Edifício Alvorada, Brasília - DF. Serão julgados na primeira sessão ordinária subsequente, independente de nova publicação, os recursos cuja decisão tenha sido adiada, em razão de pedido de vista de Conselheiro, não-comparecimento do Conselheiro-Relator, falta de tempo na sessão marcada, ser feriado ou ponto facultativo ou por outro motivo objeto de decisão do Colegiado. DIA 28 DE JANEIRO DE 204, ÀS 0:00 HORAS Relator: RICARDO PAULO ROSA - Processo nº: / Recorrente: CER- VEJARIA PETRÓPOLIS S/A e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 2 - Processo nº: / Recorrentes: CER- VEJARIA PETRÓPOLIS S/A e FAZENDA NACIONAL 3 - Processo nº: / Recorrente: CO- MÉRIO & COMÉRIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ÁLVARO ARTHUR LOPES DE ALMEIDA FI- LHO 4 - Processo nº: / Recorrente: VIVO S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 5 - Processo nº: / Recorrente: BRA- COL HOLDING LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSÉ FERNANDES DO NASCIMENTO 6 - Processo nº: / Recorrente: CO- OPERNORPI COOPERATIVA AGRÍCOLA DO NORTE PIONEIRO e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relatora: ANDRÉA MEDRADO DARZÉ 7 - Processo nº: / Recorrente: CA- PITAL CORPORATION AGENCIAMENTO DE CARGAS NACIO- NAIS E INTERNACIONAIS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL DIA 28 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: RICARDO PAULO ROSA 8 - Processo nº: / Recorrentes: SIE- MENS VAI METALS TECHNOLOGIES LTDA. e FAZENDA NA- CIONAL 9 - Processo nº: / Recorrentes: DO- MIMAR - INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. e FAZENDA NA- CIONAL 0 - Processo nº: / Recorrente: PER- DIGÃO AGROINDUSTRIAL S/A e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL Relator: ÁLVARO ARTHUR LOPES DE ALMEIDA FI- LHO - Processo nº: / Recorrente: FA- ZENDA NACIONAL e Recorrida: CELULOSE NIPO BRASILEIRA S/A - CENIBRA Relator: JOSÉ FERNANDES DO NASCIMENTO 2 - Processo nº: / Recorrentes: DELPHI AUTOMOTIVE SYSTEMS DO BRASIL LTDA. e FA- ZENDA NACIONAL e Recorridas: DELPHI AUTOMOTIVE SYS- TEMS DO BRASIL LTDA. e FAZENDA NACIONAL 3 - Processo nº: / Recorrente: TDC TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 4 - Processo nº: / Recorrente: CRIS- TIANO CÉSAR DE ALMEIDA - ME e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL Relatora: ANDRÉA MEDRADO DARZÉ 5 - Processo nº: / Recorrente: CTE- EP - COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 6 - Processo nº: / Recorrente: BAN- CO FIBRA SA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: RICARDO PAULO ROSA 7 - Processo nº: / Recorrente: CE- TIP EDUCACIONAL e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 8 - Processo nº: / Recorrente: HSBC SEGUROS (BRASIL) S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ÁLVARO ARTHUR LOPES DE ALMEIDA FI- LHO 9 - Processo nº: / Recorrente: CONSTRUÇÕES E COMÉRCIO CAMARGO CORREA S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 20 - Processo nº: / Recorrente: EBF - VAZ INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSÉ FERNANDES DO NASCIMENTO 2 - Processo nº: / Recorrentes: CO- SAN ALIMENTOS S.A. e FAZENDA NACIONAL e Recorridas: COSAN ALIMENTOS S.A. e FAZENDA NACIONAL 22 - Processo nº: / Recorrente: CO- SAN S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL 23 - Processo nº: / Recorrente: CO- PESUL - CIA. PETROQUÍMICA DO SUL e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 24 - Processo nº: / Recorrente: CHA- MAX SERVIÇOS DE MÃO DE OBRAS LTDA. e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL 25 - Processo nº: / Recorrente: IN- DÚSTRIA DE CALÇADOS KARLITOS LTDA. e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: RICARDO PAULO ROSA 26 - Processo nº: / Recorrente: M A FALLEIRO & CIA. LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 27 - Processo nº: / Recorrente: PA- QUETÁ CALÇADOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ÁLVARO ARTHUR LOPES DE ALMEIDA FI- LHO 28 - Processo nº: / Recorrente: FRI- GORÍFICO MATABOI S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 29 - Processo nº: / Recorrente: FRI- GORÍFICO MATABOI S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 30 - Processo nº: / Recorrente: FRI- GORÍFICO MATABOI S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSÉ FERNANDES DO NASCIMENTO 3 - Processo nº: / Recorrente: CO- VELI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 32 - Processo nº: / Recorrente: KOR- BACH VOLLET ALIMENTOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL 33 - Processo nº: / Recorrente: KOR- BACH VOLLET ALIMENTOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL 34 - Processo nº: / Recorrente: KOR- BACH VOLLET ALIMENTOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL 35 - Processo nº: / Recorrente: KOR- BACH VOLLET ALIMENTOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL 36 - Processo nº: / Recorrente: KOR- BACH VOLLET ALIMENTOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL

18 8 ISSN Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de Processo nº: / Recorrente: CO- OPERATIVA NOVA ESPERANÇA e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL DIA 30 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: RICARDO PAULO ROSA 38 - Processo nº: / Recorrente: TE- CON TÉCNICA E CONSULTORIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ÁLVARO ARTHUR LOPES DE ALMEIDA FI- LHO 39 - Processo nº: / Recorrente: MIL- PLAN - ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E MONTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 40 - Processo nº: / Recorrente: MIL- PLAN - ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E MONTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 4 - Processo nº: / Recorrente: MIL- PLAN - ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E MONTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 42 - Processo nº: / Recorrente: MIL- PLAN - ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E MONTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 43 - Processo nº: / Recorrente: MIL- PLAN - ENGENHARIA CONSTRUÇÕES E MONTA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSÉ FERNANDES DO NASCIMENTO 44 - Processo nº: / Recorrente: DIS- TRIBUIDORA DE BEBIDAS BARLETTA LTDA. e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL Relatora: ANDRÉA MEDRADO DARZÉ 45 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 46 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 47 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 48 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 49 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 50 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 5 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 52 - Processo nº: / Recorrente: ALE- SAT COMBUSTÍVEIS S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS RICARDO PAULO ROSA Presidente Substituto 3ª CÂMARA ª TURMA ORDINÁRIA PAUTA DE JULGAMENTOS Pauta de julgamento dos recursos das sessões ordinárias a serem realizadas nas datas a seguir mencionadas, Setor Comercial Sul, Quadra 0, Edifício Alvorada, plenário 20, em Brasília - Distrito Federal. Serão julgados na primeira sessão ordinária subsequente, independentemente de nova publicação, os recursos cuja decisão tenha sido adiada, em razão de pedido de vista de Conselheiro, não-comparecimento do Conselheiro-Relator, falta de tempo na sessão marcada, ser feriado ou ponto facultativo ou por outro motivo objeto de decisão do Colegiado. DIA 28 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 2 - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 3 - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 4 - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 5 - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 6 - Processo: / Recorrente: ELSTER MEDICAO DE ENERGIA LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL Relator: BERNARDO MOTTA MOREIRA 7 - Processo: / Recorrente: H. KUNTZLER CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 8 - Processo: / Recorrente: H KUNT- ZLER & CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 9 - Processo: / Recorrente: H KUNT- ZLER & CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 0 - Processo: / Recorrente: H KUNTZLER & CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL pelo código Processo: / Recorrente: H KUNTZLER & CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 2 - Processo: / Recorrente: H. KUNTZLER & CIA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 3 - Processo: / Nome do Contribuinte: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA 4 - Processo: / Nome do Contribuinte: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 5 - Processo: / Recorrente: B & Z EXPORT LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 28 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS 6 - Processo: / Recorrente: COO- PERATIVA DE TRANSPORTE DOS PROPRIETARIOS DE VEI- CULOS DO AMAPA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 7 - Processo: / Recorrente: CERPA CERVEJARIA PARAENSE SA e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 8 - Processo: / Recorrente: COM- PANHIA TEXTIL DE CASTANHAL e Recorrida: FAZENDA NA- CIONAL Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 9 - Processo: / Nome do Contribuinte: ALLIED DOMECQ BRASIL INDUSTRIA E COMERCIO LTDA 20 - Processo: / Nome do Contribuinte: FUNDACAO DE DESPORTO E LAZER DE MATO GROSSO DO SUL 2 - Processo: / Nome do Contribuinte: SANTA IGNEZ CONSTRUCOES IND E COMERCIO 22 - Processo: / Nome do Contribuinte: QUIMIPLAST INDUSTRIA E COMERCIO DE PLASTICOS LT- DA 23 - Processo: / Nome do Contribuinte: MOINHO DE TRIGO MARANHAO SOCIEDADE ANONIMA Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 24 - Processo: / Recorrente: PLAS- TICOS SUZUKI LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 25 - Processo: / Recorrente: BRAS- KEM S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: BERNARDO MOTTA MOREIRA 26 - Processo: / Recorrente: DR EM- PRESA DE DISTRIBUICAO E RECEPCAO DE TV LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 27 - Processo: / Nome do Contribuinte: INTERDIESEL DO BRASIL LTDA 28 - Processo: / Nome do Contribuinte: FUNDACAO CPQD - CENTRO DE PESQUISA E DESEN- VOLVIMENTO EM TELECOMUNICACOES Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS 29 - Processo: / Recorrente: UNISYS INFORMATICA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 30 - Processo: / Recorrente: PHOE- NIX INDUSTRIA E COMERCIO DE TABACOS LTDA. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 3 - Processo: /20- - Recorrente: CELU- LOSE NIPO BRASILEIRA S A CENIBRA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 32 - Processo: / Recorrente: CELU- LOSE NIPO BRASILEIRA S A CENIBRA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 33 - Processo: / Nome do Contribuinte: CREDIMOVEIS NOVOLAR LTDA 34 - Processo: / Nome do Contribuinte: DESTILARIA PAL LTDA 35 - Processo: / Nome do Contribuinte: SISTEMAQ AUTOMACAO LTDA 36 - Processo: / Nome do Contribuinte: OLINDA PREFEITURA Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 37 - Processo: / Recorrente: HC PE- CAS S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 38 - Processo: / Recorrente: BBTUR VIAGENS E TURISMO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 39 - Processo: / Recorrente: BBTUR VIAGENS E TURISMO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 40 - Processo: /20- - Recorrente: ESPA- CO & FORMA MOVEIS E DIVISORIAS LTDA e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL Relator: BERNARDO MOTTA MOREIRA 4 - Processo: / Recorrente: ASIA SHIPPING TRANSPORTES INTERNACIONAIS LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 42 - Processo: / Recorrente: PLAS- TICOS DO PARANA LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS 43 - Processo: / Recorrentes: NOKIA DO BRASIL TECNOLOGIA LTDA e FAZENDA NACIONAL 44 - Processo: / Recorrente: FAZEN- DA NACIONAL e Recorrida: VALFILM INDUSTRIA E COMER- CIO DE PLASTICOS LTDA 45 - Processo: / Recorrente: PEDRO ANTONIO XAVIER ZALUSKI e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL DIA 29 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 46 - Processo: / Nome do Contribuinte: KIMBERLY-CLARK KENKO INDUSTRIA E COMERCIO LT D A 47 - Processo: / Nome do Contribuinte: NEW ALIGN INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS AUTOMOTIVOS LTDA. - EPP Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 48 - Processo: / Recorrente: INDUS- TRIA DE BEBIDAS PIRASSUNUNGA LTDA e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL 49 - Processo: / Recorrente: GVT (HOLDING) S.A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 50 - Processo: / Recorrente: ALCOA ALUMINIO S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 5 - Processo: / Recorrente: ALCOA ALUMINIO S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS 52 - Processo: / Recorrente: INCA- SA S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 53 - Processo: / Recorrente: COM- PANHIA ZAFFARI COMERCIO E INDUSTRIA e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL Relator: BERNARDO MOTTA MOREIRA 54 - Processo: / Nome do Contribuinte: PETROLEO BRASILEIRO S A PETROBRAS Relator: ANDRADA MARCIO CANUTO NATAL 55 - Processo: / Recorrente: UNI- MED PETROPOLIS COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO e Recorrida: FAZENDA NACIONAL Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 56 - Processo: / Recorrente: VEMI- NAS S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 57 - Processo: / Recorrente: OR- THOCRIN INDUSTRIA E COMERCIO LTDA e Recorrida: FA- ZENDA NACIONAL Relator: JOSE ADAO VITORINO DE MORAIS 58 - Processo: / Recorrente: BOISE CASCADE DO BRASIL LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL Relator: ANTONIO LISBOA CARDOSO 59 - Processo: / Recorrente: BRAS- KEM S/A e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 30 DE JANEIRO DE 204, ÀS 09:00 HORAS Relator: FABIA REGINA FREITAS 60 - Processo: / Recorrente: PAGLIA- RIN E CIA LTDA E OUTROS e Recorrida: FAZENDA NACIO- NAL 6 - Processo: / Recorrente: PALA- NEX, COMERCIO, IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 62 - Processo: / Recorrente: ACOU- GUE E MERCEARIA REDENTOR LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 63 - Processo: / Recorrente: E D & F MAN BRASIL S/A. e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 64 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 65 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 66 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 67 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 68 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 69 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 70 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 7 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 72 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 73 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 74 - Processo: / Recorrente: FLAG

19 Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 ISSN DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 75 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 76 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 77 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 78 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 79 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 80 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 8 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 82 - Processo: / Recorrente: FLAG DISTRIBUIDORA DE PETROLEO LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL DIA 30 DE JANEIRO DE 204, ÀS 4:00 HORAS Relator: FABIA REGINA FREITAS 83 - Processo: / Recorrente: NORSA REFRIGERANTES LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 84 - Processo: / Recorrente: NORSA REFRIGERANTES LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL 85 - Processo: / Recorrente: NORSA REFRIGERANTES LTDA e Recorrida: FAZENDA NACIONAL RODRIGO DA COSTA POSSAS Presidente da ª Turma AREOVALDO MARIANO TAVARES Chefe da Secretaria SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUBSECRETARIA DE ARRECADAÇÃO E ATENDIMENTO COORDENAÇÃO-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO Nº, DE 4 DE JANEIRO DE 204 Altera o Ato Declaratório Executivo Codac nº 35, de 22 de maio de O COORDENADOR-GERAL DE ARRECADAÇÃO E CO- BRANÇA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 32 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF nº 203, de 4 de maio de 202, e tendo em vista o disposto na Instrução Normativa RFB nº.435, de 30 de dezembro de 203, declara: Art. º O art. º do Ato Declaratório Executivo Codac nº 35, de 22 de maio de 2009, passa a vigorar com a seguinte redação: "Art. º Fica instituído o código de receita Pagamento Unificado - PMCMV/Construção ou Reforma de Creches e Pré-Escolas."(NR) Art. 2º Este Ato Declaratório Executivo entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL JOÃO PAULO R. F. MARTINS DA SILVA SUBSECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO E CONTENCIOSO COORDENAÇÃO-GERAL DE TRIBUTAÇÃO SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 2, DE 8 DE JANEIRO DE 204 ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias EMENTA: Não incide contribuição previdenciária sobre valores de reajuste de vencimentos não reconhecidos como devidos e, portanto, não pagos ou creditados aos segurados obrigatórios da Previdência Social. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº 8.22, de 99, art. 22. FERNANDO MOMBELLI Coordenador-Geral pelo código SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA ª REGIÃO FISCAL ALFÂNDEGA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA- PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO Nº, DE 8 DE JANEIRO DE 204 O INSPETOR-CHEFE ADJUNTO DA ALFÂNDEGA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE BRASILIA - PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK, no uso de suas atribuições e de acordo com a competência conferida pelo art., 3º da Instrução Normativa SRF nº 338, de 7 de julho de 2003, atendendo ao que consta do processo nº / e com fundamento no art. 3 combinado com o art. 24 do Regulamento Aduaneiro, aprovado pelo Decreto nº 6.759, de 05/02/2009, declara: face à dispensa do pagamento de tributos, por efeito de depreciação, e após a publicação do presente ato no Diário Oficial da União, acha-se liberado, para fins de transferência de propriedade o veículo marca BMW, modelo X5 3.5I, ano 200, cor marrom, chassi WBAZV402BL453422, desembaraçado pela Declaração de Importação nº 0/ , de 20/2/200, pela Alfândega do Porto de Santos, de propriedade do Sr. Wilfried Grolig, CPF: Este Ato Declaratório somente produzirá efeitos perante o Departamento de Trânsito quando acompanhado de cópia da sua publicação no Diário Oficial da União. LUIS EMILIO VINUEZA MARTINS DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO N o - 9, DE 0 DE JANEIRO DE 204 Declara cancelada, de ofício, a inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas. A Delegada da Receita Federal do Brasil de Cuiabá-MT, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 302 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF nº 203, de 4 de maio de 202, publicada na Seção I do Diário Oficial da União de 7 de maio de 202, e considerando o disposto nos arts. 5º, 30, I, e 3 da Instrução Normativa RFB nº.042, de 0 de junho de 200, e tendo em vista o que consta no processo /203-42, DECLARA CANCELADA, DE OFÍCIO, a inscrição CPF nº em nome de Paulo César Infantino dos Santos por multiplicidade com o cadastro nº MARCELA MARIA LADISLAU DE MATOS DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM GOIÂNIA SERVIÇO DE CONTROLE E ACOMPANHAMENTO TRIBUTÁRIO ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO Nº 23, DE 3 DE JANEIRO DE 204 Declara baixada a inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica. A CHEFE DO SERVIÇO DE CONTROLE E ACOMPA- NHAMENTO TRIBUTÁRIO DA DELEGACIA DA RECEITA FE- DERAL DO BRASIL EM GOIANIA/GO, no uso das atribuições que lhe são conferidas no art. 6º da Portaria nº 222/202 (DOU 24/09/202), e tendo em vista o disposto no 2º do artigo 29 da Instrução Normativa RFB nº.83, de 9 de agosto de 20, e face ao constante no processo administrativo nº /203-3, declara: Art. º Baixada de ofício, por inexistência de fato, a empresa THAIS SILVA DE SOUSA, CNPJ nº / Art. 2º O presente Ato Declaratório Executivo entra em vigor na data de sua publicação ADRIANA HANNUM RESENDE DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO ADUANEIRA SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº, DE 4 DE JANEIRO DE 204 ASSUNTO: Classificação de Mercadorias EMENTA: Painéis de LED utilizados para formar telas ou telões de LED cuja finalidade é apresentar informações, imagens, instruções e procedimentos para fins de comunicação informativa ou visual. Modelos P4 Full-color LED, P5 Full-color LED, P0 Full-color LED, P2.5 Full-color LED, P6 Full-color LED e P20 Full-color LED, fabricados por Ledman Optoeletronic Co., Ltd., Jiuzhou Greeble Co., Ltd., Shenzhen Leyard Opto-Eletronic No., Ltd., Professional Led Corporation Limited e Foreground Display Limited, compostos pelos seguintes elementos: diodos emissores de luz, componentes eletrônicos diversos, placas de circuito impresso, cabo de ligação, microventiladores e, opcionalmente, gabinetes. Classifica-se no código da NCM. DISPOSITIVOS LEGAIS: Regras Gerais para Interpretação do Sistema Harmonizado RGI- (texto da posição 8529, Nota 2 b da Seção XVI) e RGI-6 (texto da subposição ), Regra Geral Complementar (RGC) nº (texto do item ) da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), estrutura basilar da Tarifa Externa Comum (TEC), aprovada pela Resolução Camex nº 43, de 22 de dezembro de 2006 e, subsidiariamente, nos esclarecimentos das Notas Explicativas do Sistema Harmonizado de Designação e de Codificação de Mercadorias (NESH) da posição 8528, aprovadas pelo Decreto nº 435, de 28 de janeiro de 992, com seu texto consolidado pela Instrução Normativa RFB nº 807, de de janeiro de 2008 e alterações posteriores. FÁBIO JOSÉ DE SOUZA MONSORES Chefe Substituto INSPETORIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CORUMBÁ PORTARIA Nº 7, DE 9 DE JANEIRO DE 204 Disciplina o art. 6º da Instrução Normativa RFB nº.52, de 0 de maio de 20, a ser observado nas operações de transbordo, baldeação, descarregamento ou armazenamento de mercadorias a exportar, em local diverso do Porto Seco/COR, na jurisdição da IRF/Corumbá/MS. O INSPETOR-CHEFE DA RECEITA FEDERAL DO BRA- SIL EM CORUMBÁ-MS, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 302 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF nº 203, de 4 de maio de 202, publicada no DOU de 7 de maio de 202, e tendo em vista o disposto na Instrução Normativa RFB nº.52, de 0 de maio de 20, que dispõe sobre a suspensão do IPI e a não incidência do PIS/PASEP e do COFINS na exportação de mercadorias, resolve: Disposições Gerais Art. º Esta Portaria aplica-se ao transbordo realizado nas cidades jurisdicionadas à Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Corumbá (IRFCOR) no modal rodoviário, e ao ferroviário no que c o u b e r. Art. 2º São consideradas equivalentes ao transbordo e aplicadas as mesmas regras, ressalvado o disposto no artigo 4º, as operações de: I - baldeação, entendida como o descarregamento seguido pelo imediato carregamento em outro veículo; II - descarregamento; ou III - armazenamento. Art. 3º Na impossibilidade do cumprimento do art. 5º da IN RFB nº.52/20, por motivo que não possa ser atribuído à Empresa Comercial Exportadora (ECE) ou ao estabelecimento industrial, seus representantes poderão solicitar ao titular da IRFCOR que o transbordo de mercadorias destinadas à exportação possa ser realizado em outro local, por eles indicados. Art. 4º A solicitação e respectiva autorização pode se dar de duas formas: I - por despacho de exportação, para as operações de transbordo e baldeação; II - por prazo determinado, para todas as operações. Da autorização por despacho de exportação Art. 5º A solicitação por despacho de exportação será protocolada junto à Seção de Administração Aduaneira (Saana) da IRF- COR, mediante apresentação do Requerimento para Transbordo por Despacho, conforme Anexo I desta Portaria, assinado pelo representante legal do estabelecimento industrial ou da ECE, credenciado no Siscomex. º A autorização, se concedida, será anotada no próprio Requerimento, que passa a fazer parte do conjunto de documentos exigidos para o desembaraço da exportação. 2º Quando autorizadas, as operações de transbordo ou baldeação serão realizadas com acompanhamento de servidor da Receita Federal do Brasil (RFB), no local indicado pelo pleiteante e no dia e horário estabelecidos previamente pela RFB. Da autorização por prazo determinado Art. 6º Para que possam realizar as operações em benefício do estabelecimento industrial ou ECE, a autorização por prazo determinado poderá ser solicitada por empresas com estabelecimentos localizados na jurisdição da IRFCOR. Art. 7º A solicitação de autorização por prazo determinado será encaminhada à Seção de Fiscalização Aduaneira (Safia) da IRF- COR, mediante formalização de processo eletrônico (e-processo), motivado e instruído com, no mínimo, os seguintes documentos: I - Requerimento para Transbordo por Prazo Determinado, conforme Anexo II desta Portaria; II - Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE), disponível no sítio da RFB na internet; III - Contrato Social; IV - Certidão da Junta Comercial; V - Alvará de Funcionamento, expedido pela prefeitura dos municípios jurisdicionados à IRFCOR, com validade superior a 30 dias do protocolo do Requerimento; VI - Licença Ambiental, expedida pela prefeitura dos municípios jurisdicionados à IRFCOR, com validade superior a 30 dias do protocolo do Requerimento; e

20 20 ISSN VII - Memorial Descritivo do sistema de controle das operações, principalmente com referência à separação e identificação das cargas de terceiros. Art. 8º Para a análise da autorização será avaliada a capacidade econômica e operacional do responsável pelas operações no local indicado, representadas, dentre outras, por: I - existência de área totalmente murada ou cercada; II - piso em condições para suportar o trânsito de veículos de c a rg a ; III - área para estacionamento e manobra condizente com os volumes movimentados; IV - existência de controles de: movimentação de mercadorias e veículos envolvidos nas operações, separação e identificação das cargas próprias ou de terceiros e separação e identificação das cargas destinadas à exportação ou ao mercado interno; e V - capital social compatível com o volume de operações realizadas ou mercadorias armazenadas. Parágrafo único. No curso da análise para a autorização pretendida poderão ser realizadas diligências ao local indicado e solicitados outros documentos instrutivos não relacionados nesta Portaria. Art. 9º Os pleiteantes serão informados do resultado da análise mediante Termo de Deferimento ou Termo de Indeferimento, através do DTE. º No Termo de Deferimento constará o endereço autorizado e a data final da autorização. 2º A autorização será concedida em caráter precário, podendo ser revista pela RFB a qualquer tempo, caso cessem os motivos que a ensejaram. Art. 0. A prorrogação ou renovação da autorização pode ser solicitada a qualquer momento, mediante protocolização de novo processo, seguindo o rito estabelecido nos artigos 6º a 9º. Art.. Após a concessão da autorização, para cada operação realizada, o estabelecimento industrial ou a ECE deverá preencher o documento constante no anexo III - Controle de Transbordo desta Portaria, que passa a fazer parte do conjunto de documentos exigidos para o desembaraço da exportação, com as informações pertinentes à troca do veículo transportador. Disposições Finais e Transitórias Art. 2. Ficam mantidas as regras de solicitação por despacho estabelecidas na Portaria IRFCOR nº 32, de 25 de março de 20, art. 3º, º e art. 4º, até o dia 30 de junho de 204, considerada a restrição do art. 4 desta Portaria. Art. 3. As autorizações por prazo determinado, concedidas sob a vigência da Portaria IRFCOR nº 32/20, permanecem em vigor até o término do prazo deferido à época, considerada a restrição do art. 4 desta Portaria. Art. 4. Não será permitida a realização de transbordo e operações assemelhadas, fora do Porto Seco/COR, dos seguintes produtos: I - do Capítulo 22 (Bebidas, Líquidos Alcoólicos e Vinagres) da Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados ( Ti p i ) ; II - dos cigarros do Código da Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados (Tipi); e Nº 0, quarta-feira, 5 de janeiro de 204 III - perigosos classe (explosivos), classe 2 (gases) e classe 7 (material radioativo), conforme Resolução ANTT nº 420/04. Parágrafo único. As autorizações previstas nos artigos 2 e 3 não se aplicam aos produtos listados neste artigo, estando imediatamente revogadas. Art. 5. As autorizações concedidas nos termos desta Portaria não dispensam o cumprimento de outras obrigações decorrentes de lei, bem como o atendimento a exigências regulamentares exaradas pela Receita Federal do Brasil ou por outro órgão e/ou entidade de controle. Art. 6. Respondem solidariamente pela guarda das mercadorias a ECE ou o estabelecimento industrial e o responsável pelo local autorizado. Art. 7. O descumprimento das condições para a realização das operações acarretará: I - a cobrança dos impostos, das contribuições e dos demais tributos devidos pelo exportador e a imposição das penalidades cabíveis, conforme disposto na IN RFB.52, art. 7º. II - a suspensão da autorização para realização do transbordo por prazo determinado. III - a imposição de outras penalidades cabíveis, conforme Regulamento Aduaneiro. Art. 8. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no DOU. Art. 9. Fica revogada a Portaria IRF/COR nº 32, de 25 de março de 20. EDUARDO FUJITA COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS ANEXO I - REQUERIMENTO PARA TRANSBORDO POR DESPACHO (Portaria IRFCOR Nº 007/204 e IN RFB.52/20) Quadro - Interessado (Exportador) CNPJ do Exportador Razão Social do Exportador Quadro 2 - Dados da Operação CNPJ do Operador Razão Social do Operador Logradouro Número Bairro Cidade UF Te l e f o n e Data e Hora Pretendida Notas Fiscais Placas de Origem Placas de Destino Quadro 3 - Justificativa ANEXO II REQUERIMENTO PARA TRANSBORDO POR PRAZO DETERMINADO (Portaria IRFCOR Nº 007/204 e IN RFB.52/20) Quadro - Requerente (Operador) CNPJ Logradouro Razão Social Bairro Cidade UF Te l e f o n e Número Quadro 2 - Documentos Anexados (assinalar os documentos apresentados) Opção pelo domicílio tributário eletrônico (DTE) - Tela da opção (www.recei t a. f a z e n d a. g o v. b r ) Contrato social Certidão da Junta Comercial Alvará de Funcionamento - Municipal Licença Ambiental - Municipal Memorial descritivo do sistema de controle Outros documentos Quadro 4 - Despacho Decisório Data e hora autorizadas Quadro 3 - Justificativa Quadro 5 - Responsável Siscomex Quadro 6 - Receita Federal CPF Telefone de Contato Decisão Nome Acompanhamento Assinatura Quadro 4 - Responsável CPF Assinatura Nome ANEXO I - INSTRUÇÕES DE PREECHIMENTO REQUERIMENTO PARA TRANSBORDO POR DESPACHO (Portaria IRFCOR Nº 007/204 e IN RFB.52/20) PREENCHIMENTO REQUERENTE QUADRO Identificação do Exportador (Estabelecimento Industrial ou Empresa Comercial Exportadora) QUADRO 2 Identificação da empresa responsável pela operação de transbordo ou baldeação; Endereço completo do local onde será realizada a operação de transbordo ou baldeação; Data e hora pretendida para a realização do transbordo ou baldeação; Número das notas fiscais das mercadorias que serão movimentadas; Placas dos tratores, caminhões, carretas, reboques e semi reboques de onde será retirada a mercadoria e para onde será carregada. QUADRO 3 Justificativa para que o transbordo ou baldeação seja feito fora do recinto alfandegado. QUADRO 5 Identificação da pessoa física que representa o requerente (exportador) junto ao Siscomex (em geral, o despachante aduaneiro). PREENCHIMENTO RECEITA FEDERAL DO BRASIL QUADRO 4 Decisão do servidor da RFB concedendo ou não a autorização para a operação; Indicação do dia e horário autorizados. QUADRO 6 Carimbo e assinatura do servidor que autorizou a operação; Carimbo e assinatura do servidor que acompanhou a operação. pelo código ANEXO II - INSTRUÇÕES DE PREECHIMENTO REQUERIMENTO PARA TRANSBORDO POR PRAZO DETERMINADO (Portaria IRFCOR Nº 007/204 e IN RFB.52/20) QUADRO Identificação da empresa responsável pelas operações, com endereço completo do local de realização dessas operações. QUADRO 2 Relação dos documentos apresentados, para conferência. QUADRO 3 Justificativa para que as operações sejam realizadas fora do Recinto Alfandegado. QUADRO 4 Identificação da pessoa física que representa o requerente. ANEXO III - CONTROLE DE TRANSBORDO (Portaria IRFCOR Nº 007/204 e IN RFB.52/20) Quadro - Interessado (Exportador) CNPJ do Exportador Razão Social do Exportador Quadro 2 - Responsável pela Operação (Operador autorizado) CNPJ do Operador Número do processo de autorização Razão Social do Operador CPF do Representante Nome do Representante

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I PORTARIA Nº 146/2007/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o Decreto nº 2.312 de 12/02/2001, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Transferência

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso.

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. Objetivo do Fundo: O FUNDEIC tem por objetivo propiciar recursos para financiamento a micro e pequenas empresas,

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO

REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL DE PERNAMBUCO CAPITULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º - O Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco, órgão colegiado permanente, consultivo e

Leia mais

Prefeitura Municipal de Paranaguá Fundação Municipal de Cultura de Paranaguá - Nelson de Freitas Barbosa

Prefeitura Municipal de Paranaguá Fundação Municipal de Cultura de Paranaguá - Nelson de Freitas Barbosa REGIMENTO DO II FÓRUM MUNICIPAL DE CULTURA DE PARANAGUÁ Art. 1 O II Fórum de Municipal de Cultura de Paranaguá comporta o foro municipal dos debates sobre o Sistema Municipal de Cultura de Paranaguá, aberto

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E ASSUNTOS DO MERCOSUL.

SECRETARIA DE ESTADO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E ASSUNTOS DO MERCOSUL. ANEXO REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DO PARANÁ CAPÍTULO I NATUREZA E COMPETÊNCIAS Art. 1º. Ao Fórum Regional Permanente das Microempresas

Leia mais

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso SISTEMA FIEMT SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Mato Grosso MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

PORTARIA Nº 486, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2012

PORTARIA Nº 486, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2012 Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Gabinete da Presidência PORTARIA Nº 486, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2012 Aprova o Regimento Interno do Conselho Consultivo do Patrimônio

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA CAP I - Da Natureza Art. 1 - O Conselho Consultivo do Parque Nacional da Tijuca CCPNT é órgão consultivo integrante da estrutura administrativa

Leia mais

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília Senado Federal Brasília Dezembro 2011 Senado Federal PLANO TAQUES ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NA ALOCAÇÃO DE EMENDAS Brasília Dezembro 2011 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. DEMANDAS PARA LOA 2012...

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA PORTARIA N o, DE DE DE 2009. Aprova o regimento da II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL

Leia mais

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação ET CAV/SP/SEPLAN nº 01/2013 Analfabetismo em Mato Grosso Edmar

Leia mais

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 Institui o Regimento Interno do Comitê Nacional de Educação Financeira. O COMITÊ

Leia mais

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004

Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de Abril de 2004 Portaria Interministerial N 416, de 23 de abril de 2004 Presidência da República Casa Civil OS MINISTROS DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL

UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA UNIVERSIDADE DO VALE DO SAPUCAÍ REGULAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/CAMPUS CENTRAL Pouso Alegre Minas Gerais 2011 SUMÁRIO

Leia mais

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI

Cadastro Organizacional/PMS CMI/SETAD CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI ÓRGÃO COLEGIADO SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DIREITOS DO

Leia mais

PORTARIA Nº 103, DE 11DE MARÇO DE 2015

PORTARIA Nº 103, DE 11DE MARÇO DE 2015 PORTARIA Nº 103, DE 11DE MARÇO DE 2015 Aprova o Regimento Interno do Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Museus SBM. O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS IBRAM, no uso da atribuição que lhe

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS E DA SAÚDE DE JUIZ DE FORA. SUPREMA. Regimento Interno da Comissão de Ética no Uso de Animais CEUA CAPÍTULO I

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS E DA SAÚDE DE JUIZ DE FORA. SUPREMA. Regimento Interno da Comissão de Ética no Uso de Animais CEUA CAPÍTULO I FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS E DA SAÚDE DE JUIZ DE FORA. SUPREMA Regimento Interno da Comissão de Ética no Uso de Animais CEUA CAPÍTULO I Da Natureza e Finalidade Art.1º A Comissão de Ética no Uso de

Leia mais

PORTARIA Nº 43, DE 28 DE ABRIL DE 2010.

PORTARIA Nº 43, DE 28 DE ABRIL DE 2010. PORTARIA Nº 43, DE 28 DE ABRIL DE 2010. Publica o Regimento Interno do Colegiado Setorial de Música do Conselho Nacional de Política Cultural. O MINISTRO DE ESTADO DA CULTURA, no uso das atribuições que

Leia mais

PORTARIA SEMA N 10, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012.

PORTARIA SEMA N 10, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012. PORTARIA SEMA N 10, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012. Aprova o Regimento Interno do Conselho Consultivo da Reserva Biológica Mata Paludosa. A SECRETÁRIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

Resolução n o 01, de 6 de abril de 2011

Resolução n o 01, de 6 de abril de 2011 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR CONSELHO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL CONMETRO Resolução n o 01, de 6 de abril de 2011

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPPG REGULAMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. A Comissão

Leia mais

COMISSÃO ESTADUAL DA AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DE ALFABETIZAÇÃO E DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ESPÍRITO SANTO

COMISSÃO ESTADUAL DA AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DE ALFABETIZAÇÃO E DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ESPÍRITO SANTO COMISSÃO ESTADUAL DA AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DE ALFABETIZAÇÃO E DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO ESPÍRITO SANTO REGIMENTO INTERNO SUMÁRIO CAPITULO I Do fundamento legal CAPITULO

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011)

RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) RESOLUÇÃO N o 012, de 27 de março de 2008. 1 (Modificado o Regimento pela Res. 022/2011 e 061/2011) Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

Art. 1º Criar a Editora da Universidade Federal de São João del-rei EdUFSJ e aprovar o seu Regimento Interno, anexo a esta Resolução.

Art. 1º Criar a Editora da Universidade Federal de São João del-rei EdUFSJ e aprovar o seu Regimento Interno, anexo a esta Resolução. RESOLUÇÃO N o 026, de 5 de outubro de 2015. Cria a Editora da UFSJ e aprova o seu Regimento Interno. A PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ, no uso de suas

Leia mais

FUNDAÇÃO FRANCISCO MASCARENHAS FACULDADES INTEGRADAS DE PATOS COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS

FUNDAÇÃO FRANCISCO MASCARENHAS FACULDADES INTEGRADAS DE PATOS COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS 1 REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS O presente Regimento (versão aprovada em reunião plenária de 24 de maio de 2011) disciplina os critérios de composição, eleição

Leia mais

PORTARIA Nº 45, DE 28 DE ABRIL DE 2010.

PORTARIA Nº 45, DE 28 DE ABRIL DE 2010. PORTARIA Nº 45, DE 28 DE ABRIL DE 2010. Publica o Regimento Interno do Colegiado Setorial de Literatura, Livro e Leitura do Conselho Nacional de Política Cultural. O MINISTRO DE ESTADO DA CULTURA, no uso

Leia mais

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS 2011 GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 RESOLUÇÃO Nº 21/2007 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 25.154/2007-18 CENTRO DE EDUCAÇÃO (CE); CONSIDERANDO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI (Extrato) REGIMENTO INTERNO O Conselho Municipal do Idoso de Feira

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 021/2007 DO CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 021/2007 DO CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Comissão Permanente de Propriedade Intelectual RESOLUÇÃO Nº 021/2007 DO CONSELHO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 016/2015 DE 05

Leia mais

Cia Ballet de Câmara apresenta: Projeto Social Dança & Magia

Cia Ballet de Câmara apresenta: Projeto Social Dança & Magia Cia Ballet de Câmara apresenta: Projeto Social Dança & Magia Resumo: Cia Ballet de Câmara, é uma Companhia de Dança formada por jovens bailarinos do Projeto Social Dança & Magia, do interior do Estado

Leia mais

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS DA GOVERNANÇA

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS DA GOVERNANÇA CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS DA GOVERNANÇA Versão 1.0 Setembro/2014 Página2 2014 Programa de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS

Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS Regimento do Conselho Municipal de Educação (CME) Venâncio Aires - RS CAPITULO I DA NATUREZA Art. 1º O Conselho Municipal de Educação de Venâncio Aires, consolidado pela lei Municipal nº 3904 de 16 de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO TOCANTINS COEMA CAPÍTULO I DAS COMPETÊNCIAS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO TOCANTINS COEMA CAPÍTULO I DAS COMPETÊNCIAS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO TOCANTINS COEMA CAPÍTULO I DAS COMPETÊNCIAS Art. 1 - O Conselho Estadual do Meio Ambiente do Estado do Tocantins COEMA, órgão colegiado

Leia mais

Fundo Setorial de Petróleo e Gás Natural Comitê Gestor REGIMENTO INTERNO

Fundo Setorial de Petróleo e Gás Natural Comitê Gestor REGIMENTO INTERNO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Fundo Setorial de Petróleo e Gás Natural Comitê Gestor REGIMENTO INTERNO (aprovado na 49ª Reunião do Comitê realizada em 11 de abril de 2013) CAPÍTULO I Do

Leia mais

NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES

NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES 1 NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1 o O Núcleo de Jovens Empreendedores da Associação Comercial e Empresarial de Suzano

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO UNIVERSIDADE ABERTA DO TRABALHADOR

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO UNIVERSIDADE ABERTA DO TRABALHADOR FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO UNIVERSIDADE ABERTA DO TRABALHADOR SÃO CARLOS 2011 SUMÁRIO TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º a 3... 3 Capítulo I Da Natureza (art. 1º)... 3 Capítulo II

Leia mais

VIII Da Portaria de criação e do Regimento Interno do Conselho Consultivo da Floresta Nacional de São Francisco de Paula:

VIII Da Portaria de criação e do Regimento Interno do Conselho Consultivo da Floresta Nacional de São Francisco de Paula: VIII Da Portaria de criação e do Regimento Interno do Conselho Consultivo da Floresta Nacional de São Francisco de Paula: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM ESTADUAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM ESTADUAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM ESTADUAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º. O Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, constituído em 2008,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA

REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA Aprovado pela Câmara de PGPq - EPM em 5 de Junho de 2013 São Paulo i 2013 Diretor Vice-diretor Antonio Carlos Lopes

Leia mais

REGIMENTO DA EDITORA UFJF. TÍTULO I Da Instituição e seus fins

REGIMENTO DA EDITORA UFJF. TÍTULO I Da Instituição e seus fins REGIMENTO DA EDITORA UFJF TÍTULO I Da Instituição e seus fins Art. 1º - A Editora da Universidade Federal de Juiz de Fora (Editora UFJF), órgão suplementar vinculado à Reitoria da UFJF, tem por finalidade

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE - NDE DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FSV

REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE - NDE DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FSV CAPÍTULO I Das considerações preliminares Art. 1º. O presente Regulamento disciplina as atribuições e o funcionamento do Núcleo Docente Estruturante NDE dos Cursos Superiores Tecnológicos, de Bacharelado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNISEB COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA UNISEB REGIMENTO INTERNO

CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNISEB COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA UNISEB REGIMENTO INTERNO CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNISEB COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA UNISEB REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º A Comissão de Ética no Uso de Animais da UNISEB é um órgão deliberativo

Leia mais

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ALTO GARÇAS ALTO TAQUARI

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA 11 de Novembro de 2010. MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA A presente nota técnica tem o intuito de justificar a razão do estudo para segmentar o Estado

Leia mais

PROJETO DE LEI. Autoriza a criação da empresa pública Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. - CEITEC.

PROJETO DE LEI. Autoriza a criação da empresa pública Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. - CEITEC. PROJETO DE LEI Autoriza a criação da empresa pública Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada S.A. - CEITEC. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1 o Fica a União autorizada a criar empresa

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURENTINO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE COMAM REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE APRESENTADO PARA SER DISCUTIDO E APROVADO na reunião do Conselho CAPÍTULO

Leia mais

CAPÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO Art. 3º. - O CEMACT funciona através do Plenário, das Câmaras Técnicas, comissões e Secretaria Administrativa.

CAPÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO Art. 3º. - O CEMACT funciona através do Plenário, das Câmaras Técnicas, comissões e Secretaria Administrativa. REGIMENTO DO CEMACT REGIMENTO INTERNO DO CEMACT CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. - Este Regimento estabelece as formas de organização e funcionamento do conselho Estadual de Meio Ambiente,

Leia mais

Regimento Interno do Fórum de Economia Solidária do Distrito Federal e Entorno - FDES. CAPÍTULO I - Da Natureza

Regimento Interno do Fórum de Economia Solidária do Distrito Federal e Entorno - FDES. CAPÍTULO I - Da Natureza Regimento Interno do Fórum de Economia Solidária do Distrito Federal e Entorno - FDES CAPÍTULO I - Da Natureza Art. 1º. O Fórum de Economia Solidária do Distrito Federal e Entorno,órgão colegiado de deliberação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30 de junho de 2011, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 16 e pelo

Leia mais

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 A PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA (CNRM), no uso de sua atribuições previstas no art. 5.º do Decreto n.º 80.281, de 05 de setembro de 1977, e considerando o

Leia mais

MINUTA FUNDAÇÃO DE APOIO A SERVIÇOS TÉCNICOS, ENSINO E FOMENTO A PESQUISAS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS

MINUTA FUNDAÇÃO DE APOIO A SERVIÇOS TÉCNICOS, ENSINO E FOMENTO A PESQUISAS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS MINUTA FUNDAÇÃO DE APOIO A SERVIÇOS TÉCNICOS, ENSINO E FOMENTO A PESQUISAS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º A FUNDAÇÃO DE APOIO A SERVIÇOS TÉCNICOS, ENSINO E FOMENTO A PESQUISAS -

Leia mais

Comitê de Articulação Federativa Regimento Interno

Comitê de Articulação Federativa Regimento Interno PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Comitê de Articulação Federativa Regimento Interno DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º O Comitê de Articulação

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DAS MULHERES REGIMENTO INTERNO CAPITULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art.1º _ O Conselho Nacional dos Direitos da Mulher CNDM, é órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa,

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS Fundação de Turismo de Angra dos Reis Conselho Municipal de Turismo

Estado do Rio de Janeiro MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS Fundação de Turismo de Angra dos Reis Conselho Municipal de Turismo REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE TURISMO Capítulo 1 Da Natureza e das Competências Art. 1. O CMT, órgão consultivo e deliberativo, instituído pela Lei nº 433/L.O., de 14 de junho de 1995, alterada

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Sete Lagoas 2012 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO GESTOR DA UNICEASA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SUMÁRIO TÍTULO PÁGINA

Leia mais

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011

Aprovado pelo CONSUNI - UFRJ - 25 de agosto de 2011 REGIMENTO DO INSTITUTO ALBERTO LUIZ COIMBRA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DE ENGENHARIA (COPPE) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO. Aprovado por unanimidade pelo Conselho Deliberativo da COPPE em

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 33/2012 Autoriza a criação do Comitê de Gestão e Tecnologia da Informação (CGTI), da Universidade Federal da

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 Aprova o Regimento Interno da Comissão Interna de Supervisão da Carreira dos Cargos

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, no

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS (ABRACE) CAPÍTULO I Da Natureza, Sede e Duração

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS (ABRACE) CAPÍTULO I Da Natureza, Sede e Duração ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS (ABRACE) CAPÍTULO I Da Natureza, Sede e Duração Art. 1º - A Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.073, DE 3 DE JANEIRO DE 2002. Regulamenta a Lei n o 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Prefeitura Municipal de Porto Alegre DECRETO Nº 17.301, DE 14 DE SETEMBRO DE 2011. Aprova o Regimento Interno do Fórum Municipal dos Conselhos da Cidade (FMCC). O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, no

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Aprovado pela Resolução nº 01/2013/CONSUP/IFTO, de 7 de março de 2013.

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Aprovado pela Resolução nº 01/2013/CONSUP/IFTO, de 7 de março de 2013. REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Aprovado pela Resolução nº 01/2013/CONSUP/IFTO, de 7 de março de 2013. PALMAS-TO MARÇO 2013 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 DA CATEGORIA... 2 FINALIDADE E OBJETIVOS...

Leia mais

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 Patrocinadores Ministério do Trabalho e Emprego -MTE Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES Secretaria de Estado do Meio Ambiente SEMA-MT Duração 12/06/2013

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS. Regimento Interno da ANPAP

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS. Regimento Interno da ANPAP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PESQUISADORES EM ARTES PLÁSTICAS Regimento Interno da ANPAP Aprovado na Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 19 de outubro de 2013, durante o XXII Encontro Nacional

Leia mais

MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS

MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS CAPÍTULO I Das Disposições Iniciais, Categoria e Finalidades Art. 1º - O Conselho de Câmpus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de

Leia mais

FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES.

FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO. CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES. FÓRUM PERMANENTE DA AGENDA 21 DE TANGUÁ RJ REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO l - DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E ATRIBUIÇÕES. Art. 1º - O Fórum permanente da Agenda 21 de Tanguá, criado pela Lei

Leia mais

MINUTA DE DECRETO MUNICIPAL

MINUTA DE DECRETO MUNICIPAL CONJACI CONSELHO DISTRITAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DE JACI-PARANÁ Distrito de Jaci-Paraná Município de Porto Velho - RO MINUTA DE DECRETO MUNICIPAL Dezembro de 2012. MINUTA DE DECRETO MUNICIPAL

Leia mais

PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015

PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015 PORTARIA Nº 281, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Aprova o anexo Regimento Interno do Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Cargas. O SECRETÁRIO-EXECUTIVO, SUBSTITUTO, DO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES, no

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO CONSU Nº. 06/2015, DE 24 DE MARÇO DE 2015 O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA FE/FFCL 2 CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º O Comitê de Ética em Pesquisa, multidisciplinar, é um órgão colegiado, instituído através da Portaria n.03/2008,

Leia mais

Minuta de Lei para criação do Sistema Municipal do Meio Ambiente

Minuta de Lei para criação do Sistema Municipal do Meio Ambiente Minuta de Lei para criação do Sistema Municipal do Meio Ambiente Faço saber que a Câmara Municipal de, Estado de Goiás, decreta e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1.º - Esta lei, com

Leia mais

ANEXO 12 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DA ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO CAIUÁ INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ IAP

ANEXO 12 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DA ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO CAIUÁ INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ IAP ANEXO 12 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DA ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO CAIUÁ IAP PORTARIA EEC Nº 01 de 14 de Maio de 2008. CAPÍTULO I Aprova o Regimento Interno do Conselho Consultivo da Unidade de

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 490, DE 24 DE JANEIRO DE 2008 REGULAMENTO DE CONSELHO DE USUÁRIOS DO STFC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras básicas para implantação,

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL II REUNIÃO DO CONSELHO DAS AUTORIDADES CENTRAIS BRASILEIRAS RESOLUÇÃO N.º 02/ 2000 Dispõe sobre a Aprovação do Regimento Interno e dá outras providências O Presidente do Conselho das Autoridades Centrais

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS REGIMENTO INTERNO CEP/ACCG COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS REGIMENTO INTERNO CEP/ACCG COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS REGIMENTO INTERNO CEP/ACCG COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS CAPÍTULO PRIMEIRO REGIME JURÍDICO ART. 1º - Criado em 22 de dezembro

Leia mais

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 116, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2011 (com atualizações da Portaria nº 5 de 26/01/2012 DOU de 30/01/2012) Regulamenta os segmentos

Leia mais

Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade

Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade Art. 1º - O Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI- possui atribuições de caráter propositivo

Leia mais

COLEGIADO DE FISCAIS DE TRIBUTOS, AUDITORES FISCAIS E TÉCNICOS DA TRIBUTAÇÃO DA AMOSC REGIMENTO INTERNO

COLEGIADO DE FISCAIS DE TRIBUTOS, AUDITORES FISCAIS E TÉCNICOS DA TRIBUTAÇÃO DA AMOSC REGIMENTO INTERNO COLEGIADO DE FISCAIS DE TRIBUTOS, AUDITORES FISCAIS E TÉCNICOS DA TRIBUTAÇÃO DA AMOSC REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE E DURAÇÃO Art. 1º O Colegiado de Fiscais de Tributos, Auditores

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial LEX

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial LEX VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial LEX Jovem Empreendedor Programa de Crédito Orientado Comitês de Aprovação Regulamento Operacional CARTA-CIRCULAR

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1 o O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, constituído em 1994,

Leia mais

DATA 22 / 06 / 2006 PÁGINA : 02

DATA 22 / 06 / 2006 PÁGINA : 02 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.811, DE 21 DE JUNHO DE 2006. Dispõe sobre a composição, estruturação, competência e funcionamento do Conselho Nacional

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CMDPCD JACOBINA CAPÍTULO I - DA NATUREZA

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CMDPCD JACOBINA CAPÍTULO I - DA NATUREZA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CMDPCD JACOBINA CAPÍTULO I - DA NATUREZA Art.1º - O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência - CMDPCD, instituído

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE FRUTAL FAF TÍTULO I DO REGULAMENTO E DO ÓRGÃO

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE FRUTAL FAF TÍTULO I DO REGULAMENTO E DO ÓRGÃO REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE FRUTAL FAF TÍTULO I DO REGULAMENTO E DO ÓRGÃO Art. 1º Este Regulamento Interno disciplina as normas relativas ao funcionamento da Comissão Própria

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 SITUAÇÃO DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 01 de setembro, no estado de Mato Grosso foram

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA PREFEITURA MUNICIPAL DE MOSSORÓ GABINETE DA PREFEITA LEI Nº 2.255/2007 Dá nova redação a Lei nº 1.453/200 que cria o Conselho de Alimentação Escolar e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ,

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO Nº. 073/12-COGEP de 07/12/12 Curitiba

Leia mais