RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO"

Transcrição

1 23 de Janeiro, de Dezembro, 2012 Por favor note: nenhuma das estratégias representa conselhos de investimento de qualquer tipo. Por favor, consulte o disclaimer. Notas: As entradas são em 3 unidades de lote e os objetivos são distribuídos por 3 níveis distintos, onde em cada um será fechado 1 unidade de lote. Quando o primeiro objetivo (TP 1) for atingido o Limite de Perda (SL) será movido para o ponto de entrada traduzindo-se numa negociação de risco zero. Quando o segundo objectivo (TP 2) for atingido o Limite de Perda (SL) será movido para TP1 resultando em lucro. Todas as ordens são válidas até que o próximo relatório seja publicado, exceto quando um alerta de estratégia de negociação for enviado entre os relatórios. AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES: Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório

2 EUR/USD

3 GBP/USD

4 USD/JPY

5 USD/CHF

6 USD/CAD

7 AUD/USD

8 GBP/JPY

9 EUR/JPY

10 EUR/GBP

11 EUR/CHF

12 OURO

13 PRATA

14 TERMOS LEGAIS DISCLAIMER Nenhuma informação publicada constitui uma oferta ou solicitação, ou recomendação ou conselho, para comprar ou vender qualquer instrumento de investimento, para efetuar qualquer transação, ou para celebrar qualquer ato jurídico de qualquer natureza. As informações publicadas e opiniões expressas são fornecidas pelo DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO para uso pessoal e apenas para fins informativos e estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. O DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO não se responsabiliza (quer expressa ou implicitamente) que as informações e opiniões expressas sejam precisas, completas ou atualizadas. Em particular, nada contido constitui um conselho financeiro, jurídico, fiscal ou outro, nem deve qualquer investimento ou qualquer outra decisão ser feita exclusivamente com base no conteúdo. Você deve obter aconselhamento de um perito qualificado antes de tomar qualquer decisão de investimento. Toda a opinião fornecida é baseada em fontes que o DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO acredita serem fiáveis, mas não existe garantia de que o sejam. Limitação de responsabilidade O DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO, é isento, sem qualquer limitação, de toda a responsabilidade por qualquer perda ou dano de qualquer tipo, incluindo danos diretos, indiretos ou consequentes. Interesses materiais DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO e/ou seu conselho de administração, gestão executiva e funcionários podem ter ou ter tido interesses ou posições sobre, valores mobiliários. Direitos de autor O DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO possuí direitos de autor sobre todo o material produzido e este não poderá ser copiado, enviado por , por fax ou distribuído de outra forma sem a permissão expressa do DIDIER LEVY BANCO DE CÂMBIO. Alerta ao Investidor Este material é informativo e não caracteriza oferta de investimento em derivativos FOREX ou qualquer instrumento de investimento. A captação de clientes no Brasil para operar no FOREX só pode ser executada por instituições ou pessoas que estejam regularmente autorizadas pela CVM a desempenhar essa atividade. Até a presente data não existem instituições autorizadas pela CVM a oferecer derivativos FOREX no Brasil.

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Salto fraco. EUR/USD registou um salto

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Movimentando-se no canal de tendência

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Rompendo no canal de tendência inferior.

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório DIREÇÃO PERÍODO DE TEMPO ESTRATÉGIA / POSIÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Rompendo o suporte em 1.1236. EUR/USD

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório DIREÇÃO PERÍODO DE TEMPO ESTRATÉGIA / POSIÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO

RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO RESEARCH TEAM RELATÓRIO TÉCNICO DIÁRIO AVISO LEGAL & DIVULGAÇÕES Por favor leia o aviso e as divulgações que podem ser encontrados no final deste relatório EUR / USD Descida acentuada. EUR/USD desceu com

Leia mais

DESTAQUES DO DIA. Sua opção de Renda Fixa na Bolsa. Belo Horizonte, 05 de Janeiro de 2011 INFLAÇÃO

DESTAQUES DO DIA. Sua opção de Renda Fixa na Bolsa. Belo Horizonte, 05 de Janeiro de 2011 INFLAÇÃO Belo Horizonte, 05 de Janeiro de 2011 DESTAQUES DO DIA INFLAÇÃO A inflação de janeiro, medida pelo IPC- Fipe fechou com alta de 0,54%, acumulando 6,4% em 2010. Outros índices de inflação, o IGP- DI e o

Leia mais

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação.

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. 5ª Emissão Janeiro, 2013 Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. SEÇÃO 1 Características Características Fundo Carteira Remuneração FUNDO FII fechado

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Participações - FIP

Cotas de Fundos de Investimento em Participações - FIP Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Participações - Fundo de Investimento em Participações Investimento estratégico com foco no resultado provocado pelo desenvolvimento das companhias O produto

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

TRIBUTAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO TRIBUTAÇÃO As informações apresentadas abaixo constituem um resumo das principais considerações fiscais da legislação brasileira que afetam o Fundo e seus investidores e não têm o propósito de ser uma

Leia mais

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I 1 Por que investir em fundo de AÇÕES BDR NIVEL I? Viabiliza o acesso das instituições reguladas pela Resolução CMN 3792/09 a investimentos no exterior; Estrutura

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução;

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução; RESOLUÇÃO Nº 2689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

Agência de Supervisão Financeira dos Estados Unidos).

Agência de Supervisão Financeira dos Estados Unidos). Tabela comparativa antigo/novo Guia de Investimentos Partners FX (Os locais alterados estão sublinhados) Em vermelho:locais alterados ou incluídos nesta revisão Em azul:locais excluídos nesta revisão Normas

Leia mais

Proteção de Preços do Agronegócio

Proteção de Preços do Agronegócio Proteção de Preços do Agronegócio Derivativos: conceitos básicos Derivativos são instrumentos referenciados em outros ativos; O objetivo primordial é permitir a gestão de riscos a que estão submetidos

Leia mais

Política de Suitability

Política de Suitability Política de Suitability Outubro 2015 1. OBJETIVO O objetivo da Política de Suitability ( Política ) é estabelecer procedimentos formais que possibilitem verificar a adequação do investimento realizado

Leia mais

ARBITRAGE TRADING XTB PORTUGAL EDUARDO SILVA

ARBITRAGE TRADING XTB PORTUGAL EDUARDO SILVA 1 ARBITRAGE TRADING XTB PORTUGAL EDUARDO SILVA 2 Programa 1 - Arbitragem triangular Introdução Conceitos-base Arbitragem triangular Arbitragem triangular com cotações BID-ASK Conclusão 2 - Modelos de arbitragem

Leia mais

Esta apresentação foi preparada pela CFA-M Consultoria. e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida,

Esta apresentação foi preparada pela CFA-M Consultoria. e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida, Esta apresentação foi preparada pela CFA-M Consultoria. e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida, distribuída ou publicada pelo seu destinatário para qualquer

Leia mais

MANUAL DO AGENTE AUTÔNOMO DE INVESTIMENTOS

MANUAL DO AGENTE AUTÔNOMO DE INVESTIMENTOS CORRETORA DE VALORES MOBILIÁRIOS E CÂMBIO LTDA MANUAL DO AGENTE AUTÔNOMO DE INVESTIMENTOS Revisado em agosto/2013 Página 1/8 1. CRITÉRIOS BÁSICOS Em atendimento a Instrução CVM 497 de 03 de junho de 2011,

Leia mais

Renda Fixa Privada Notas Promissórias NP. Notas Promissórias - NP

Renda Fixa Privada Notas Promissórias NP. Notas Promissórias - NP Renda Fixa Privada Notas Promissórias - NP Uma alternativa para o financiamento do capital de giro das empresas O produto A Nota Promissória (NP), também conhecida como nota comercial ou commercial paper,

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Fundo de Investimento Imobiliário Aplicação no mercado imobiliário sem investir diretamente em imóveis O produto O Fundo de Investimento

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA

Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento em Ações FIA Cotas de Fundos de Investimento em Ações - FIA Mais uma alternativa na diversificação da carteira de investimento em ações O produto O Fundo

Leia mais

Termos de Serviço do Porto Vias

Termos de Serviço do Porto Vias Termos de Serviço do Porto Vias Bem-vindo ao Porto Vias! O Porto Vias O Porto Vias é um serviço desenvolvido pela Porto Seguro para ajudar os usuários a escolherem o melhor trajeto entre os caminhos previamente

Leia mais

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais.

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. RESOLUCAO 2.689 --------------- Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro

Leia mais

Letras Financeiras - LF

Letras Financeiras - LF Renda Fixa Privada Letras Financeiras - LF Letra Financeira Captação de recursos de longo prazo com melhor rentabilidade O produto A Letra Financeira (LF) é um título de renda fixa emitido por instituições

Leia mais

Millennium Fundo de Capitalização. Maio 2015

Millennium Fundo de Capitalização. Maio 2015 Millennium Fundo de Capitalização Maio 2015 Informação Legal DECLARAÇÕES ( DISCLOSURE ) Este documento foi elaborado pela BCP Capital, Sociedade Capital de Risco S.A., uma subsidiária do Banco Comercial

Leia mais

PROFESSIONAL CFD s Instrumentos Financeiros Spread Variável de Execução ao Mercado

PROFESSIONAL CFD s Instrumentos Financeiros Spread Variável de Execução ao Mercado PROFESSIONAL CFD s Instrumentos Financeiros Spread Variável de Execução ao Mercado Símbolo Instrumento Descrição Valor nominal de um lote Tamanho de um pip Variação minima da cotação (em pontos) Comissão

Leia mais

L 139/6 Jornal Oficial da União Europeia 5.6.2009

L 139/6 Jornal Oficial da União Europeia 5.6.2009 L 139/6 Jornal Oficial da União Europeia 5.6.2009 REGULAMENTO (CE) N. o 460/2009 DA COMISSÃO de 4 de Junho de 2009 que altera o Regulamento (CE) n. o 1126/2008 que adopta determinadas normas internacionais

Leia mais

POLÍTICA DE SUITABILITY

POLÍTICA DE SUITABILITY POLÍTICA DE SUITABILITY VERIFICAÇÃO DA ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS, SERVIÇOS E OPERAÇÕES AO PERFIL DO INVESTIDOR Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS INTERPRETAÇÃO TÉCNICA ICPC 06. Hedge de Investimento Líquido em Operação no Exterior

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS INTERPRETAÇÃO TÉCNICA ICPC 06. Hedge de Investimento Líquido em Operação no Exterior COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS INTERPRETAÇÃO TÉCNICA ICPC 06 Hedge de Investimento Líquido em Operação no Exterior Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IFRIC 16 Índice REFERÊNCIAS

Leia mais

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários Instrumento de captação de recursos e de investimentos no mercado imobiliário O produto O Certificado

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE APRECIAÇÃO E CONTROLO DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS E PREVENÇÃO DE SITUAÇÕES DE CONFLITO DE INTERESSES

REGULAMENTO SOBRE APRECIAÇÃO E CONTROLO DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS E PREVENÇÃO DE SITUAÇÕES DE CONFLITO DE INTERESSES REGULAMENTO SOBRE APRECIAÇÃO E CONTROLO DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS E PREVENÇÃO DE SITUAÇÕES DE CONFLITO DE INTERESSES DOS CTT - CORREIOS DE PORTUGAL, S.A. I. ENQUADRAMENTO A criação do presente

Leia mais

OS FUNDOS DE INVESTIMENTO

OS FUNDOS DE INVESTIMENTO OS FUNDOS DE INVESTIMENTO CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 Os Fundos de Investimento O que é um Fundo de investimento? Um fundo de investimento é um instrumento financeiro

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 9 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo II ) Revisão da tentativa 1 Iniciado

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Finanças Internacionais 30 horas/aula

Finanças Internacionais 30 horas/aula Finanças Internacionais 30 horas/aula Módulo 3/4: Operações Financeiras Internacionais Prof. Msc. Ricardo Antonello ricardo@antonello.com.br www.antonello.com.br Introdução: O que é Hedge? Em finanças,

Leia mais

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA

Leia mais

Fundos de Investimento Imobiliário. 09 de abril de 2010

Fundos de Investimento Imobiliário. 09 de abril de 2010 Fundos de Investimento Imobiliário 09 de abril de 2010 Introdução Histórico No Brasil, os fundos imobiliários foram inspirados nos Real Estate Investment Trusts americanos, tendo sido constituídos na forma

Leia mais

Preçário das Principais Operações de Títulos

Preçário das Principais Operações de Títulos 1.1. Negociação (Internet + Mobile) - excepto Obrigações Mercado Amesterdão e Bruxelas Paris (16) Frankfurt Estados Unidos (Nasdaq, NYSE e AMEX) (8) (20) Outros Mercados Internacionais (8) Quantidade Até

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS LIVRE TELECOM COM. E SERV. EM TELECOMUNICAÇÕES LTDA., sociedade regularmente constituída com sede na Av. Cásper Líbero, 383 8 andar

Leia mais

Apresentação. Apresentação. Adesão ao Nível 1 de Governança Corporativa. Requisitos para Adesão ao Nível 1

Apresentação. Apresentação. Adesão ao Nível 1 de Governança Corporativa. Requisitos para Adesão ao Nível 1 Apresentação Apresentação Implantados em dezembro de 2000 pela Bolsa de Valores de São Paulo BOVESPA, o Novo Mercado e os Níveis Diferenciados de Governança Corporativa Nível 1 e Nível 2 são segmentos

Leia mais

Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA. Renda Fixa. Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA

Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA. Renda Fixa. Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio Viabiliza o financiamento da cadeia do agronegócio com recursos privados O produto

Leia mais

Proibida a reprodução.

Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. MANUAL DO ANALISTA DE VALORES MOBILIÁRIOS 1 INTRODUÇÃO O objetivo deste documento é o de nortear a atuação dos Analistas de Valores Mobiliários em consonância a Instrução CVM nº

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa.

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa. 1 Aprenda com o SAGAZ Primeiros passos para investir na Bolsa. Está pensando em investir em ações e não sabe por onde começar? Fique tranqüilo, você está no lugar certo. Aqui você terá a melhor orientação

Leia mais

Portal Internet Empresas GUIA DA PRIMEIRA UTILIZAÇÃO

Portal Internet Empresas GUIA DA PRIMEIRA UTILIZAÇÃO Portal Internet Empresas GUIA DA PRIMEIRA UTILIZAÇÃO Linha de Apoio ao Utilizador AVISO Os conteúdos apresentados aqui são apenas para informação, sendo revelado ao destinatário como uma ferramenta auxiliar,

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO DE LIQUIDEZ

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO DE LIQUIDEZ MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO DE LIQUIDEZ Introdução O Gerenciamento do Risco de Liquidez no Grupo Didier Levy, considerando as empresas BEXS Banco de Câmbio S/A e BEXS Corretora de Câmbio S/A está

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO Este texto não é uma recomendação de investimento. Para mais esclarecimentos, sugerimos a leitura de outros folhetos editados pela BOVESPA. Procure sua Corretora.

Leia mais

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Renda Fixa Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Cédula de Crédito Imobiliário Instrumento que facilita a negociabilidade e a portabilidade do crédito imobiliário

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Futuros

Conceitos básicos de negociação em Futuros Conceitos básicos de negociação em Futuros N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Advertências Específicas ao Investidor: Pode implicar

Leia mais

Assunto: Informações sobre administradores de carteira previstas na Instrução CVM nº 306/99

Assunto: Informações sobre administradores de carteira previstas na Instrução CVM nº 306/99 OFÍCIO CIRCULAR/CVM/SIN/Nº 003 /2000 Rio de Janeiro, 11 / 05 /2000 Assunto: Informações sobre administradores de carteira previstas na Instrução CVM nº 306/99 Prezados Senhores, O artigo 12 da Instrução

Leia mais

DEBÊNTURES DE INFRAESTRUTURA e PD&I Fundos IE/PD&I

DEBÊNTURES DE INFRAESTRUTURA e PD&I Fundos IE/PD&I DEBÊNTURES DE INFRAESTRUTURA e PD&I Fundos IE/PD&I [LEI n 12.431, de 27 de Junho de 2011] Agosto de 2011 Introdução 1. Debêntures de Infraestruturae de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação ( Debêntures

Leia mais

Tamanho mínimo da posição (em USD) *4, 16. Tamanho de um PIP / / / 3500

Tamanho mínimo da posição (em USD) *4, 16. Tamanho de um PIP / / / 3500 European Short-Term Digital Options Símbolo Descrição Instrument o Preço de referência de um PIP mínimo da posição (em USD) *4, 16 máximo da posição (em USD) *3, 16 Minímo/Máxi mo da posição (em USD) *

Leia mais

Como Investir com mais segurança

Como Investir com mais segurança Como Investir com mais segurança Luis Felipe Lobianco Chefe do Centro de Estudos em Mercado de Capitais Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores As opiniões e conclusões externadas nesta

Leia mais

Este documento foi produzido pelo Banco BNP Paribas Brasil S.A. ou por suas empresas subsidiárias, coligadas e controladas, em conjunto denominadas "Banco BNP Paribas Brasil", com fins meramente informativos

Leia mais

Forex. 2013, Março. O Mercado Cambial

Forex. 2013, Março. O Mercado Cambial Forex 2013, Março O Mercado Cambial AVISO O presente documento foi preparado pelo Banco BEST com o objectivo de informar os leitores sobre as principais características dos produtos derivados aqui apresentados,

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Banco Best 2009. Best Trading Pro Opções de Forex Eduardo Ricou, 13 de Abril de 2010

Banco Best 2009. Best Trading Pro Opções de Forex Eduardo Ricou, 13 de Abril de 2010 Banco Best 2009 Best Trading Pro Opções de Forex Eduardo Ricou, 13 de Abril de 2010 Banco Best Best Trading Pro Aviso O presente documento foi preparado pelo Banco BEST com o objectivo de informar os leitores

Leia mais

Câmbio e capitais estrangeiros Destaques da semana

Câmbio e capitais estrangeiros Destaques da semana Destaques da semana segunda-feira, 1 de agosto de 1 Real aprecia em semana de alta volatilidade Real fechou a semana em, A semana foi marcada por volatilidade nos mercados cambiais, que foram afetados

Leia mais

Código de Conduta. Agentes Autônomos

Código de Conduta. Agentes Autônomos Código de Conduta Agentes Autônomos Introdução e Aplicabilidade Este Código de Conduta ( Código ) estabelece diretrizes com relação à atuação dos Agentes Autônomos de Investimento ( Agentes Autônomos )

Leia mais

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA. Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA. Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Certificado de Recebíveis do Agronegócio Instrumento de captação de recursos e de investimento no agronegócio O produto O Certificado de

Leia mais

Introdução Características

Introdução Características 09 August, 2010 Introdução Características O que é FOREX Tudo é relativo no Mercado cambial. O Euro só por ele próprio nunca está forte ou fraco. O mesmo acontece com o Dólar Americano, por ele próprio

Leia mais

IMPACTO NA CADEIA PRODUTIVA DE CARNES. AVICULTOR 2015 - BH Junho 2015

IMPACTO NA CADEIA PRODUTIVA DE CARNES. AVICULTOR 2015 - BH Junho 2015 PERSPECTIVAS E CENÁRIOS PARA OS GRÃOS E O IMPACTO NA CADEIA PRODUTIVA DE CARNES AVICULTOR 2015 - BH Junho 2015 Aviso Legal A negociação de derivativos, tais como futuros, opções e swaps pode não ser adequada

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

MERCADO DE OURO. Como investir no mercado a vista

MERCADO DE OURO. Como investir no mercado a vista MERCADO DE OURO Como investir no mercado a vista MERCADO DE OURO Como investir no mercado a vista 3 LIQUIDEZ INTERNACIONAL, DIVERSIFICAÇÃO DE INVESTIMENTO E RETORNO Ativo internacionalmente aceito, o

Leia mais

Vale aprova Política de Negociação

Vale aprova Política de Negociação Fato Relevante Vale aprova Política de Negociação A Vale S.A. (Vale) informa que o Conselho de Administração aprovou uma nova Política de Negociação de Valores Mobiliários de emissão da Vale em substituição

Leia mais

FLEXPAG - Política de Privacidade

FLEXPAG - Política de Privacidade FLEXPAG - Política de Privacidade A infocusweb/flexpag tem um compromisso com o respeito à sua privacidade. Política de Privacidade Nós reconhecemos que ao optar por nos informar alguns de seus dados pessoais,

Leia mais

Como Investir com mais Segurança

Como Investir com mais Segurança Como Investir com mais Segurança Luis Felipe Lobianco Coordenador de Educação Financeira Encontro com Investidores - 12 de março de 2015 Rio de Janeiro As opiniões aqui expostas são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA QUALICORP S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA QUALICORP S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA QUALICORP S.A. I. DEFINIÇÕES 1.1 Os termos e expressões relacionados a seguir, quando utilizados nesta Política de Negociação, terão o seguinte

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TECNISA S.A., OU A ELES REFERENCIADOS, POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Curso Extensivo de Contabilidade Geral

Curso Extensivo de Contabilidade Geral Curso Extensivo de Contabilidade Geral Adelino Correia 4ª Edição Enfoque claro, didático e objetivo Atualizado de acordo com a Lei 11638/07 Inúmeros exercícios de concursos anteriores com gabarito Inclui

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº 10.446.951/0001-42 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GRADIUS HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ: Nº Informações referentes à Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o

Leia mais

Procedimentos e Controles Internos - Distribuição de Fundos de Investimento Imobiliários. RB Capital DTVM

Procedimentos e Controles Internos - Distribuição de Fundos de Investimento Imobiliários. RB Capital DTVM Procedimentos e Controles Internos - Distribuição de Fundos de Investimento Imobiliários RB Capital DTVM Junho 2011 Objetivo Este instrumento normativo contém os procedimentos e controles internos da RB

Leia mais

Preçário Geral - Banco Carregosa. Canal de Negócio - GoBulling WEB (1) Canal de Negócio - GoBulling PRO

Preçário Geral - Banco Carregosa. Canal de Negócio - GoBulling WEB (1) Canal de Negócio - GoBulling PRO Geral Banco Carregosa Canal de Negócio GoBulling WEB (1) Mercado Regulamentado Acções Comissão de Corretagem Máxima Despesas de Liquidação (Por Ordem) Por Negócio (1) Comissão de Corretagem Zero mercados

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA SEMANA DE 21 A 25 DE SETEMBRO de 2009 Semana de preço estável no mercado de Boi Gordo no Rio Grande do Sul, com o preço encerrando a semana a R$ 4,61/kg carcaça.

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A. I. PROPÓSITO Este Manual visa a consolidar as regras e procedimentos que devem ser observados

Leia mais

As palavras grafadas neste instrumento com letras maiúsculas terão o significado que a elas é atribuído de acordo com o estabelecido abaixo:

As palavras grafadas neste instrumento com letras maiúsculas terão o significado que a elas é atribuído de acordo com o estabelecido abaixo: Termo e Condições de Uso Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, entidade associativa sem fins lucrativos, CNPJ 04.481.317/0001-48, situada à Rua Bela Cintra, 756, 9 andar, conjunto 91, CEP 041415-000,

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 506, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011

INSTRUÇÃO CVM Nº 506, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011 Altera a Instrução CVM nº 301, de 16 de abril de 1999. Revoga o art. 12 da Instrução CVM nº 14, de 17 de outubro de 1980. A PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS CVM torna público que o Colegiado,

Leia mais

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13

Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Relatório Econômico Mensal JANEIRO/13 Índice INDICADORES FINANCEIROS 3 PROJEÇÕES 4 CENÁRIO EXTERNO 5 CENÁRIO DOMÉSTICO 7 RENDA FIXA 8 RENDA VARIÁVEL 9 Indicadores Financeiros Projeções Economia Global

Leia mais

Permanecer calmo quando o mercado enlouquece

Permanecer calmo quando o mercado enlouquece Estratégias de investimento da MFS Celeste italic 11/14 Permanecer calmo quando o mercado enlouquece MANAGING I N V E S T O R I N S I G H T S E R I E S Hoje pode ser um dos melhores dias da história do

Leia mais

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA A CM Capital Markets Corretora de Títulos e Valores Mobiliários LTDA, em atenção ao disposto no art.

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1

TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1 TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1 Os Termos e Condições abaixo dizem respeito aos requisitos exigidos dos profissionais especializados para seu cadastramento

Leia mais

A Hora do Gráfico. Análise Gráfica. Índice. Ibovespa - Diário. Ibovespa (gráfico de 15 minutos) Índice Ibovespa. Top 5. Fique de Olho.

A Hora do Gráfico. Análise Gráfica. Índice. Ibovespa - Diário. Ibovespa (gráfico de 15 minutos) Índice Ibovespa. Top 5. Fique de Olho. quinta-feira, 3 de outubro de 2013 Análise Gráfica A Hora do Gráfico Ibovespa - Diário Índice Índice Ibovespa Top 5 Fique de Olho Disclosure Hoje tivemos um dia de queda, no começo até testamos novamente

Leia mais

FORMAÇÃO REGULAMENTO

FORMAÇÃO REGULAMENTO FORMAÇÃO REGULAMENTO Data: Julho de 2010 1. Politica e Estratégia A Formação desempenha um papel preponderante no desenvolvimento do indivíduo. É através dela que as pessoas adquirem os conhecimentos necessários

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 554, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 564/15.

INSTRUÇÃO CVM Nº 554, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 564/15. INSTRUÇÃO CVM Nº 554, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 564/15. Inclui, revoga e altera dispositivos na Instrução CVM nº 155, de 7 de agosto de 1991, na Instrução

Leia mais

Norma para emissão de relatórios de análise de valores mobiliários sell side

Norma para emissão de relatórios de análise de valores mobiliários sell side O conteúdo deste documento é propriedade da BROOKFIELD BRASIL ASSET MANAGEMENT INVESTIEMENTOS LTDA.. Não pode ser reproduzido, armazenado ou transmitido, em qualquer formato ou por quaisquer meios, sejam

Leia mais

Manual de Operação Via Computador

Manual de Operação Via Computador Manual de Operação Via Computador Índice 1. Tela inicial de Acesso a Conta... 03 2. Tela principal (Home)... 04 3. Como interpretar as cotações... 05 4. Apresentação dos ícones do menu... 06 5. Ícone A.

Leia mais

DOMINE O MERCADO EM 10 MINUTOS

DOMINE O MERCADO EM 10 MINUTOS DOMINE O MERCADO EM 10 MINUTOS AVISO DE INVESTIMENTO DE ALTO RISCO: A Negociação de Opções Binárias é altamente especulativa, acarreta um alto nível de risco e poderá não ser adequada para todos os investidores.

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96.

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96. TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96. Dispõe sobre operações sujeitas a procedimentos especiais nas Bolsas de Valores.

Leia mais

Roberto Mendonça Pereira. CVM - Comissão de Valores Mobiliários Brasil

Roberto Mendonça Pereira. CVM - Comissão de Valores Mobiliários Brasil Clasificaciones de productos financieros por riesgo y diferenciación de los inversores. Diferentes niveles de protección y obligaciones que se derivan para las entidades. Roberto Mendonça Pereira CVM -

Leia mais

Amway - Política de privacidade

Amway - Política de privacidade Amway - Política de privacidade Esta Política de Privacidade descreve como a Amway Brasil e determinadas filiadas, inclusive a Amway América Latina (conjuntamente Amway ) utilizam dados pessoais coletados

Leia mais

Guia de Renda Fixa. 1. Principais Características

Guia de Renda Fixa. 1. Principais Características Guia de Renda Fixa Os títulos de renda fixa se caracterizam por possuírem regras definidas de remuneração. Isto é, são aqueles títulos cujo rendimento é conhecido previamente (juro prefixado) ou que depende

Leia mais

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA

COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA COMPRAR E VENDER AÇÕES MERCADO A VISTA ATENÇÃO ESTE FOLHETO FAZ REFERÊNCIA AO PREGÃO À VIVA VOZ, FORMA DE NEGOCIAÇÃO UTILIZADA ATÉ 30/9/2005. A PARTIR DESSA DATA, TODAS AS OPERAÇÕES FORAM CENTRALIZADAS

Leia mais

Private clients. Distribuição de ativos

Private clients. Distribuição de ativos Private clients Distribuição de ativos Perfil Quem Somos A Faros Investimentos é uma empresa independente que oferece a seus clientes diversas opções de investimentos dentro de diferentes classes de ativos.

Leia mais

Termos de Serviço do Code Club World

Termos de Serviço do Code Club World Termos de Serviço do Code Club World POR FAVOR LEIA ESTE DOCUMENTO CUIDADOSAMENTE. CONTÉM INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE SEUS DIREITOS E OBRIGAÇÕES. CONTÉM TAMBÉM A ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE E A CLÁUSULA

Leia mais

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas - Art. 11 - Instrução CVM nº 358/2002

FORMULÁRIO CONSOLIDADO Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas - Art. 11 - Instrução CVM nº 358/2002 Negociação de Administradores e Pessoas Ligadas Art. 11 Instrução CVM nº 358/2002 ( X ) não foram realizadas operações com valores mobiliários e derivativos, de acordo com o artigo 11 da Instrução CVM

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 497, DE 3 DE JUNHO DE 2011, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 515/11.

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 497, DE 3 DE JUNHO DE 2011, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 515/11. TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM N o 497, DE 3 DE JUNHO DE 2011, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 515/11. Dispõe sobre a atividade de agente autônomo de investimento. A PRESIDENTE DA

Leia mais

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado;

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado; Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações em bolsas de valores e dá outras providências. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS torna público que o Colegiado, em sessão

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.638, DE 28 DEZEMBRO DE 2007. Mensagem de veto Altera e revoga dispositivos da Lei n o 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS.

CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. CONTRATO DE ASSINATURA, CESSÃO DE DIREITO DE USO, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. MÓDULO SISTEMAS DE GESTÃO LTDA, com sede na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, na Rua Amapá, 309

Leia mais