MANUAL DE PROCEDIMENTOS MP 16/2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE PROCEDIMENTOS MP 16/2011"

Transcrição

1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS MP 16/2011 CONTROLE DE ACESSO AO EDIFÍCIO MÁRIO COVAS Macro Processo: Processo: Subprocesso Origem: Suporte Administrativo Segurança Física Unidade de Administração Nº Revisão/Data: 01 05/08/2011 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO OBJETIVO ABRANGÊNCIA REGRAS PROCEDIMENTOS RESPONSABILIDADES DISPOSIÇÕES GERAIS VIGÊNCIA... 6 Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 1/6

2 1. INTRODUÇÃO 1.1. O principal acesso às dependências do Edifício Mário Covas (Sede do SEBRAE-SP) é feito pela entrada localizada na Rua Vergueiro nº 1117, no piso térreo O acesso ao estacionamento do prédio se dá pela rampa da entrada lateral da Rua Vergueiro, nº As regras quanto à utilização do estacionamento estão descritas no Manual de Procedimentos 08/ Estacionamento do SEBRAE-SP Edifício Sede, disponível na página de normas e manuais da Intranet As correspondências/documentos destinadas ao SEBRAE-SP devem ser entregues na recepção do 1º subsolo, não sendo liberado o acesso aos andares/unidades O portão do 2º subsolo (Rua Apeninos) é destinado, exclusivamente, ao acesso de veículos à disposição da presidência e diretoria e de veículos de carga e descarga de materiais. 2. OBJETIVO Estabelecer as regras, critérios e procedimentos para identificação e controle de acesso às dependências do Edifício Mário Covas, visando garantir a segurança de todos e do patrimônio da empresa. 3. ABRANGÊNCIA Todos os funcionários, estagiários, temporários, prestadores de serviços e visitantes. 4. REGRAS 4.1. O acesso às dependências do Edifício Mário Covas se dará somente após a devida identificação Funcionários, estagiários, temporários, prestadores de serviços, terceirizados e contratados são identificados por meio do crachá de identificação de acesso e da leitura da digital junto às catracas localizadas nos pisos, térreo, 1º, 2º e 3º subsolos; Para acesso ao estacionamento o usuário deve possuir a credencial de estacionamento a qual permite a liberação da cancela, através da utilização do cartão de identificação do veículo; Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 2/6

3 Os visitantes são identificados na recepção, quando recebem um crachá de identificação de acesso para visitantes, com validade de um dia/hora o qual permite o acesso mediante liberação da catraca O crachá de identificação de acesso: É o documento oficial de identificação dos colaboradores do SEBRAE-SP; É pessoal e intransferível; Deve ser utilizado em local visível durante todo o período de permanência nas dependências do Edifício Mário Covas; 4.3. Não é permitido o acesso às dependências, de qualquer pessoa sem autorização ou a devida identificação na recepção; 4.4. As portas de vidro instaladas nos andares deverão ser fechadas ao final do expediente, por um membro da Unidade ou equipe de segurança do prédio. O acesso às Unidades, pela manhã, será feito mediante a abertura do ambiente pela equipe de segurança. 5. PROCEDIMENTOS 5.1. Funcionários, estagiários, prestadores de serviços, terceirizados e contratados O registro e liberação da catraca na entrada e saída somente será efetuado após a identificação e verificação positiva do crachá de identificação de acesso conjuntamente com a leitura da digital do usuário, e com o giro completo da catraca O funcionário que não estiver portando o seu crachá de identificação de acesso, deverá se dirigir à recepção do térreo para: a) Identificar-se por meio de documento oficial com foto; b) Informar o nome, da Unidade em que trabalha e de seu superior hierárquico para permissão de acesso. Nota: Na hipótese do funcionário não estar portando nenhum documento que possa identificá-lo, aguardar na recepção a autorização da sua gerência. Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 3/6

4 c) Receber um crachá de identificação de acesso provisório, com validade de um dia; d) Ao final do expediente, devolvê-lo na recepção do piso térreo Em caso de furto, roubo, extravio ou danificação do crachá de identificação de acesso, o funcionário deve notificar imediatamente as Unidades: a) Administração / Serviços Gerais, para orientação e acompanhamento por parte do Estacionamento, Recepção e Segurança; b) Gestão de Pessoas para que seja realizado o bloqueio no sistema e emitido outro crachá de identificação de acesso No caso de prestadores de serviço, terceirizados, contratados ou temporários, a validade do crachá de identificação de acesso terá a mesma vigência do contrato de trabalho/ prestação de serviços e deverá ser devolvido à Unidade de Gestão de Pessoas, diretamente, ou por intermédio do Gerente da Unidade a qual tenha prestado o serviço As catracas estão instaladas e projetadas para facilitar o acesso dos portadores de necessidades especiais de modo seguro, de acordo com o que determina a norma ABNT NBR 9050 Acessibilidade a Edificações, Mobiliários e Equipamentos Urbanos O horário considerado livre para acesso e permanência de funcionários no Edifício Mário Covas é de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h. O acesso fora desse período somente será autorizado mediante comunicação antecipada (por ), aos grupos SP-Segurança e SP-Recepção, com cópia para o Gerente da Unidade em que o funcionário estiver alocado O acesso às dependências do Edifício Mário Covas aos sábados, domingos e feriados, dar-se-á mediante solicitação por para a devida autorização à Unidade de Administração / Serviços Gerais O Presidente, os Diretores e Gerentes das Unidades possuem autorização permanente para o livre acesso às dependências do Edifício Mário Covas, desde que devidamente identificados pelo crachá de identificação de acesso Visitantes Visitantes do SEBRAE-SP terão acesso ao prédio e suas dependências após o cadastramento de seus dados, tais como nome e documento oficial: RG, CNH, Passaporte, modelo e placa do veículo e captação de imagem (foto) junto às Recepções Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 4/6

5 O acesso dos visitantes está condicionado à autorização da unidade a que se destinam mediante consulta efetuada pela recepção e liberação do crachá de identificação de acesso para visitantes, que deverá ser utilizado em local visível durante todo o período de permanência nas dependências do Edifício Mário Covas; A utilização do estacionamento do Edifício Mário Covas por visitantes está prevista no Manual de Procedimentos 08/ Estacionamento do SEBRAE-SP Edifício Sede, disponível na página de normas e manuais da Intranet, sendo necessário enviar a solicitação de entrada para o visitante 12h antes, com Nome, RG, Modelo do Veículo e Placa Autoridades, como Governadores, Prefeitos, Secretários de Estado, e Conselheiros, entre outros, deverão ser previamente comunicados, com 24 h de antecedência à Unidade de Administração (Serviços Gerais) para registro e facilitação do acesso, caso necessário, solicitar segurança para acompanhamento. Nota: Não sendo comunicado com antecedência, a liberação do acesso do visitante somente se dará mediante confirmação do visitado Portadores de entregas, restritas ao interesse do SEBRAE-SP, somente terão acesso à recepção do 1º Subsolo, não sendo autorizado o acesso aos andares/departamentos. 6. RESPONSABILIDADES 6.1. É responsabilidade da Unidade de Gestão de Pessoas: Efetivar o registro biométrico dos funcionários, temporários, estagiários e prestadores de serviço; Emitir o crachá de identificação de acesso; Manter, em conjunto com a Unidade de Tecnologia da Informação, o banco de dados atualizado, com informações e dados de funcionários, temporários, estagiários, jovens aprendizes e prestadores de serviço Cabe a Unidade de Administração / Serviços Gerais: Controlar o acesso ao Edifício Mário Covas na parte de Estacionamento, Recepção e Segurança; Notificar o Gerente responsável sempre que um funcionário, estagiário, prestador de serviço ou temporário sob sua subordinação descumprir as normas de controle de acesso. Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 5/6

6 6.3. É responsabilidade do funcionário o uso correto do seu crachá de identificação de acesso, mantendo-o em boas condições para a sua identificação e acesso. O uso indevido e irresponsável, ou, a transferência para terceiros, implicará na imediata apuração e aplicação das medidas administrativas e medidas judiciais possíveis É responsabilidade do Gerente da Unidade que efetuou o contrato de prestação de serviço: Solicitar a emissão de crachá de identificação de acesso de prestador de serviço, informando Nome do prestador de serviços, nº do RG, Empresa contratada e Unidade que ocorrerá a prestação de serviços Devolver o crachá de identificação de acesso quando do encerramento do contrato e; Informar a Unidade de Gestão de Pessoas por sobre o encerramento do contrato. 7. DISPOSIÇÕES GERAIS 7.1. O registro da entrada e saída nas catracas é exclusivo para controle de acesso ao prédio e não substitui o ponto eletrônico ou a folha de ponto Os dados de registro da entrada e saída nas catracas são de uso exclusivo e restrito do SEBRAE-SP, sendo que, sua divulgação em qualquer condição, dependerá de autorização expressa da Gerência de Administração Em caso de falta de energia elétrica, as catracas e as portas dos andares serão liberadas e o acesso se dará mediante apresentação do crachá de identificação de acesso ao funcionário da recepção/segurança Em caso de emergência, as catracas serão liberadas manualmente As entregas pessoais deverão ser realizadas na recepção do 1º subsolo. 8. VIGÊNCIA Este Manual de Procedimentos entra em vigor no dia seguinte ao de sua publicação na intranet do SEBRAE-SP, revogadas as disposições em contrário. Secretaria Geral - Normas e Processos Pg. 6/6

Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa

Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa Proposta de portaria para regulamentar o controle de acesso ao Campus João Pessoa Estabelece normas e procedimentos para o controle do acesso de pessoas e de veículos às instalações do IFPB Campus João

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições, PORTARIA/PRESI N. 650-174 DE 05.04.2005 Dispõe sobre o Serviço de Controle de Acesso SCA no Tribunal. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições, CONSIDERANDO

Leia mais

PORTARIA N.272 DE 15 DE AGOSTO DE 2013 (Consolidada).

PORTARIA N.272 DE 15 DE AGOSTO DE 2013 (Consolidada). PORTARIA N.272 DE 15 DE AGOSTO DE 2013 (Consolidada). Dispõe sobre o controle de acesso, circulação e permanência de pessoas no Conselho Nacional do Ministério Público O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda.

Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda. Portaria Conjunta CGA/CPM - 1, de 27-11-2012 Dispõe sobre as instruções de implantação e uso do Crachá Digital no âmbito da Secretaria da Fazenda. Os Coordenadores da Coordenadoria Geral de Administração

Leia mais

ASSOCIAÇÃO LEOPOLDINA JUVENIL RESOLUÇÃO DE DIRETORIA UTILIZAÇÃO DOS ESTACIONAMENTOS DATA: 05 de maio de 2011 Código RD 05/11 Página 1

ASSOCIAÇÃO LEOPOLDINA JUVENIL RESOLUÇÃO DE DIRETORIA UTILIZAÇÃO DOS ESTACIONAMENTOS DATA: 05 de maio de 2011 Código RD 05/11 Página 1 Página 1 A Presidente da Associação Leopoldina Juvenil, no uso das suas atribuições, considerando o que estabelece o art. 25, alínea a, art. 10, alínea a do Estatuto Social e art. 30 do Regulamento Interno,

Leia mais

CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON

CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON CONTRATO PADRÃO DE ADESÃO DO CARTÃO SICREDICARD VISA ELECTRON Administradora de Cartões SICREDI Ltda., com sede, foro e administração em Brasília/DF, no SCS Qd. 06, BL. A, Nº. 141, Ed. Presidente, inscrito

Leia mais

Segurança e Vigilância

Segurança e Vigilância INSTRUÇÃO NORMATIVA IN 15 Segurança e Vigilância Origem: Diretoria Superintendência Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso Instrução Normativa: 15.17/08-01 Revisão nº 01

Leia mais

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF PORTARIA Nº 19, DE 20 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre o modelo, as características e os demais critérios para a emissão, uso, controle e

Leia mais

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS

NORMAS DE ATENDIMENTO DA REDE DE BIBLIOTECAS 1. OBJETIVO As presentes NORMAS DE ATENDIMENTO regulam os procedimentos para utilização do espaço físico e acervo das Bibliotecas da Estácio. 2. DEFINIÇÕES Pergamum - Sistema Integrado de Bibliotecas utilizado

Leia mais

Sistema Serviço de Valet

Sistema Serviço de Valet Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 1 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Versão 1.0.0 Sistema Serviço de Valet Manual do Usuário Página 2 Índice 1. Informações gerais... 3 2. Passo-a-passo...

Leia mais

Secretaria de Gestão de Pessoas

Secretaria de Gestão de Pessoas PORTARIA Nº 125, DE8DEAGOSTODE 2013 Revoga a Instrução Normativa nº 03/2008. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE : Diretor-Geral. Art.1º Fica revogada

Leia mais

REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza

REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza Início da promoção: 23 de Abril de 2015, às 10h (dez horas). Término da promoção: Dia 10 de Maio de 2015, às 20h (vinte horas) ou enquanto durar o estoque

Leia mais

DECRETO Nº. 4.562/ 2008

DECRETO Nº. 4.562/ 2008 DECRETO Nº. 4.562/ 2008 REGULAMENTA A LEI COMPLEMENTAR N 012, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2006, DISPÕE SOBRE A NOTA FISCAL DIGITAL, O COMPONENTE DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL DIGITAL, O RECIBO TEMPORÁRIO E DÁ OUTRAS

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense Hospital Universitário Antonio Pedro MINUTA DETERMINAÇÃO DE SERVIÇO Nº, DE DE NOVEMBRO DE 2012

Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense Hospital Universitário Antonio Pedro MINUTA DETERMINAÇÃO DE SERVIÇO Nº, DE DE NOVEMBRO DE 2012 Ministério da Educação Universidade Federal Fluminense Hospital Universitário Antonio Pedro MINUTA DETERMINAÇÃO DE SERVIÇO Nº, DE DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre normas de segurança e acesso aos prédios

Leia mais

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca.

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo Regulamento da Biblioteca Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. Usuários da Biblioteca Alunos

Leia mais

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS.

REGULAMENTO DA PORTARIA - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. REGULAMENTO DA PORTARIA INDICE CAPÍTULO I CAPÍTULO II CAPÍTULO III - DO OBJETIVO. - DOS LOCAIS DE ACESSO AO CLUBE. - DOCUMENTOS A SEREM EXIGIDOS. 1. Dos sócios titulares, seus dependentes e acompanhantes

Leia mais

Sistemas - Kz_AcessoNv Manual do Usuário www.tsse.com.br. Manual do usuário XPVisitante

Sistemas - Kz_AcessoNv Manual do Usuário www.tsse.com.br. Manual do usuário XPVisitante Manual do usuário XPVisitante 1 1. Botões padrão Todas as telas de cadastro seguem o mesmo padrão de botões: Incluir Ativa opção para inclusão de novos registros no cadastro Alterar Prepara o registro

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE E ESCOLA TÉCNICA NOVO RUMO SUMÁRIO TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 DA INSTITUIÇÃO BIBLIOTECA... 3 DA FINALIDADE DESTE REGULAMENTO... 3 PRINCÍPIOS DA BIBLIOTECA...

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS CONTROLE DE ACESSO ÀS DEPENDÊNCIAS DO GRUPO MAPFRE SEGUROS

NORMAS E PROCEDIMENTOS CONTROLE DE ACESSO ÀS DEPENDÊNCIAS DO GRUPO MAPFRE SEGUROS NORMAS E PROCEDIMENTOS Código Versão A-RHU-08 4 Emissão Atualização 22 / 08 / 2003 30 / 07 / 08 CONTROLE DE ACESSO ÀS DEPENDÊNCIAS DO GRUPO MAPFRE SEGUROS OBJETIVO Normatizar o controle de acesso dos colaboradores,

Leia mais

1 Objetivo Esta Regulamentação Especial estabelece normas para acesso de pessoas ao Condomínio Edifício São Luiz.

1 Objetivo Esta Regulamentação Especial estabelece normas para acesso de pessoas ao Condomínio Edifício São Luiz. Revisão: julho/2007 Fl. 01 de 03 1 Objetivo Esta Regulamentação Especial estabelece normas para acesso de pessoas ao Condomínio Edifício São Luiz. 2 Procedimentos 2.1 O acesso de pessoas nas dependências

Leia mais

PORTARIA DIREF Nº 136 DE 7 DE AGOSTO DE 2015

PORTARIA DIREF Nº 136 DE 7 DE AGOSTO DE 2015 1 de 6 10/8/2015 16:10 SEÇÃO JUDICIÁRIA DE MINAS GERAIS PORTARIA DIREF Nº 136 DE 7 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta o uso da área de estacionamento de veículos dos edifícios-sede da Seção Judiciária de Minas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA E DESBUROCRATIZAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL no uso de suas atribuições legais, RESOLVE:

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA E DESBUROCRATIZAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF PORTARIA Nº 32, DE 16 DE ABRIL DE 2015. Dispõe sobre a descentralização das atividades relativas ao Edital Nº 1 - METRÔ/DF, de 12 de dezembro

Leia mais

CONTRATO UTILIZAÇÃO DO CARTÃO PRÉ-PAGO DE SAÚDE REDE SEMPRE PESSOA FÍSICA

CONTRATO UTILIZAÇÃO DO CARTÃO PRÉ-PAGO DE SAÚDE REDE SEMPRE PESSOA FÍSICA O presente instrumento denominado CONTRATO E CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO PRÉ-PAGO DE SAÚDE REDE SEMPRE ( CONTRATO ) regula a utilização pelo CONTRATANTE, definido no item 1 abaixo, do Cartão

Leia mais

JUAREZ COSTA, PREFEITO MUNICIPAL DE SINOP, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais; D E C R E T A:

JUAREZ COSTA, PREFEITO MUNICIPAL DE SINOP, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais; D E C R E T A: DECRETO Nº. 245/2014 DATA: 24 de novembro de 2014 SÚMULA: Disciplina a utilização das linhas telefônicas móveis, os chamados Celulares Corporativos, e dá outras providências. JUAREZ COSTA, PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

EMENTÁRIO LEI N.º 949, DE 10 DE MARÇO DE 2006

EMENTÁRIO LEI N.º 949, DE 10 DE MARÇO DE 2006 LEI N.º 949, DE 10 DE MARÇO DE 2006 (D.O.M. 16.03.2006 Nº. 1442 ANO VII) DISPÕE sobre Diretrizes do Sistema de Bilhetagem e Direitos dos Usuários dos Transportes Coletivos de Manaus. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

FACULDADE DE ARARAQUARA

FACULDADE DE ARARAQUARA SUMÁRIO CAPÍTULO I: CONSTITUIÇÃO, FINALIDADES E COMPETÊNCIAS... 2 CAPÍTULO II: DO CADASTRO DE USUÁRIOS... 3 CAPÍTULO III: DA CONSULTA AO ACERVO... 4 CAPÍTULO IV: DOS EMPRÉSTIMOS... 4 CAPÍTULO V: DO ATRASO

Leia mais

Portaria Catarina Modelos e Procedimentos. Sugestão Comissão de Obras Criação de Sala de Estar/Recepção Modelo

Portaria Catarina Modelos e Procedimentos. Sugestão Comissão de Obras Criação de Sala de Estar/Recepção Modelo Portaria Catarina Modelos e Procedimentos Sugestão Comissão de Obras Criação de Sala de Estar/Recepção Modelo 1 Alterações Físicas Para implementação desta alternativa a quantidade de alterações físicas

Leia mais

Estado do Piauí Tribunal de Contas

Estado do Piauí Tribunal de Contas RESOLUÇÃO TCE N O 09/2015, de 12 de março de 2015. Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação do TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PIAUÍ PSI/TCE-PI. O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PIAUÍ, no uso

Leia mais

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca.

Regulamento da Biblioteca. Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo Regulamento da Biblioteca Este Regulamento define normas para a prestação e utilização dos serviços da Biblioteca. Usuários da Biblioteca Alunos

Leia mais

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Janeiro de 2014 Versão 1.3 1. INTRODUÇÃO O presente Regulamento é fundamental para reger as operações-chave do programa de Certificação Profissional FEBRABAN.

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Chevrolet Card de uso doméstico e/ou

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE TELEFONIA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE TELEFONIA 02/02/205 PTI-0. INTRODUÇÃO A Política de Telefonia tem por objetivo estabelecer o procedimento e regras para concessão e utilização dos recursos de telefonia móvel disponibilizados pela empresa. 2. ESCOPO

Leia mais

TÍTULO I DA SUBORDINAÇÃO E COMPETÊNCIA

TÍTULO I DA SUBORDINAÇÃO E COMPETÊNCIA S u m á r i o DA SUBORDINAÇÃO E COMPETÊNCIA... 2 DO FUNCIONAMENTO... 3 DO USUÁRIO... 3 DAS INSCRIÇÕES... 4 DA CONSULTA... 4 DO EMPRÉSTIMO, RESERVA E DEVOLUÇÃO... 5 DAS SANÇÕES... 6 DO EXTRAVIO E DANOS...

Leia mais

PORTARIA N. TC 347/2007

PORTARIA N. TC 347/2007 PORTARIA N. TC 347/2007 Dispõe sobre a política de segurança e utilização dos recursos de tecnologia da informação e cria o Comitê de Assunto de Informática do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 92, DE 18 DE JUNHO DE 2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 92, DE 18 DE JUNHO DE 2009 Publicada no Boletim de Serviço nº 7 em 7/7/2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 92, DE 18 DE JUNHO DE 2009 Dispõe sobre o controle de acesso, a utilização de crachá e a proteção das dependências internas no âmbito

Leia mais

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR).

Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). RESOLUÇÃO Nº 001/2012 DA DIREÇÃO GERAL Aprova o Regulamento da Biblioteca do Campus Curitiba do Instituto Federal do Paraná (IFPR). O Diretor Geral, no uso de suas atribuições, resolve disciplinar as normas

Leia mais

Definir os procedimentos para o controle de acesso às instalações do TJAC, objetivando promover a segurança patrimonial e pessoal.

Definir os procedimentos para o controle de acesso às instalações do TJAC, objetivando promover a segurança patrimonial e pessoal. Código: MAP-ASMIL-002 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Assessoria Militar Aprovado por: Presidência do TJAC 1 OBJETIVO Definir os procedimentos para o controle de acesso às instalações

Leia mais

REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS

REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS REGIMENTO INTERNO BIBLIOTECA MACHADO DE ASSIS Aprova o Regimento da Biblioteca do Colégio Cenecista Dr. Julio Cesar Ribeiro Neves e dá outras providências. A Diretora do Colégio Cenecista Dr. Julio Cesar

Leia mais

Sistema de Normas Operacionais INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE

Sistema de Normas Operacionais INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE 25/11/28 1/15 S U M Á R I O 1. OBJETIVO... 03 2. ABRANGÊNCIA... 03 3. POLÍTICA... 03 3.1. CENTRAL DE SEGURANÇA... 03 3.2. CONTROLE DE ACESSO ÁS DEPENDÊNCIAS DO IPM/UPM/COM...04 3.2.1. SISTEMAS DE IDENTIFICAÇÃO...04

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD EMPRESA (PRÉ-PAGO) CORRENTISTAS E NÃO CORRENTISTAS DO BANCO DO BRASIL S.A.

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD EMPRESA (PRÉ-PAGO) CORRENTISTAS E NÃO CORRENTISTAS DO BANCO DO BRASIL S.A. CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD EMPRESA (PRÉ-PAGO) CORRENTISTAS E NÃO CORRENTISTAS DO BANCO DO BRASIL S.A. Pelo presente contrato, o BANCO DO BRASIL S.A., com sede em Brasília (DF),

Leia mais

Tem entre si, certo e ajustado, o presente CONTRATO, que será regido pelas seguintes cláusulas e condições:

Tem entre si, certo e ajustado, o presente CONTRATO, que será regido pelas seguintes cláusulas e condições: ADMINISTRADORA DE CARTÕES LTDA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ADMINISTRAÇÃO E DE FORNECIMENTO DE CARTÃO REFEIÇÃO Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, MAXXCARD ADMINISTRADORA

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 16/2015 Aprova o Edital do Processo Seletivo dos Cursos Superiores na modalidade a Distância Vestibular 2º Semestre de 2015 O REITOR DA UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO,

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO BRB PRÉ-PAGO

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO BRB PRÉ-PAGO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO BRB PRÉ-PAGO CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DE CARTÃO PRÉ-PAGO PARA CORRENTISTAS E NÃO CORRENTISTAS DO BRB - BANCO DE BRASÍLIA S.A. CLÁUSULA

Leia mais

DA SEGURANÇA. A infringência aos artigos 1º e 2º implicará nas seguintes sanções: a) Comunicação por escrito solicitando a regularização.

DA SEGURANÇA. A infringência aos artigos 1º e 2º implicará nas seguintes sanções: a) Comunicação por escrito solicitando a regularização. Aprovação das alterações das cláusulas do Regulamento Interno (trechos destacados em amarelo e azul são trechos que foram feitas mudanças e/ou alterações) DA SEGURANÇA Art. 1º - Cada novo morador receberá

Leia mais

Considerando que abrange, para os fins do presente termo, o bloqueio à ligações para telefones fixos e aparelhos de telefonia móvel em geral.

Considerando que abrange, para os fins do presente termo, o bloqueio à ligações para telefones fixos e aparelhos de telefonia móvel em geral. TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO DO CADASTRO DE BLOQUEIO DE LIGAÇÕES DE TELEMARKETING OFERECIDO PELA GERÊNCIA DE DEFESA E PROTEÇÃO AO CONSUMIDOR PROCON/MA, NOS TERMOS DA LEI 9.053/2009,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS ASSUNTO: REP REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO 2. Quando a portaria entra em vigor? Na data de sua publicação, 25/08/2009, exceto para o uso do REP, que se tornará obrigatório no dia

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06743/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 19 de novembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000688/2009-00. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO O Secretário Municipal de Saúde do Município de Araucária, Estado do Paraná, torna público, para conhecimento de todos os interessados, o CHAMAMENTO PÚBLICO,

Leia mais

REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º

REGULAMENTO. DO EXPEDIENTE E/OU DO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA : Art 2º DO OBJETIVO : Art 1º As Bibliotecas UNIABEU têm o objetivo geral de contribuir com o processo de ensino e pesquisa desta IES, sendo esta responsável, particularmente, por administrar o acervo da Instituição;

Leia mais

Regulamento de Locações de Dependências da AABB

Regulamento de Locações de Dependências da AABB Art. 1º - Entende-se por dependência os espaços destinados pela AABB para locação de associados e não associados na realização de eventos de seus interesses. Art. 2º - As dependências disponíveis para

Leia mais

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 PORTARIA ABHA Nº 002/2015, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre concessão de diária, ou custeio, e transporte em viagem a serviço ao funcionário da Associação Multissetorial de Usuários de Recursos Hídricos

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/MG Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 96.603 de 30 de agosto

Leia mais

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.175, DE 28 DE MARÇO DE 2008 Dispõe sobre o Sistema de Bilhetagem Eletrônica de Transporte Coletivo Urbano no Município de São José dos Pinhais. A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE 2 / 14 MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DAS ATIVIDADES DISPONIBILIZADAS PELA CETIP _6 CAPÍTULO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS SISTEMA DE CONTROLE DE ACESSO 1 - Definições: 1.1- o sistema de controle de acesso abrange a identificação, a permissão e o registro de entrada e saída de pessoas e veículos no âmbito das unidades acadêmicas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO. Portaria n.º ARQ.0064/2015, de 09 de setembro de 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO. Portaria n.º ARQ.0064/2015, de 09 de setembro de 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Portaria n.º ARQ.0064/2015, de 09 de setembro de 2015 Aprova manual de controle de entrada e saída no Instituto Federal

Leia mais

PROMOÇÃO DE DIA DAS MÃES 2016

PROMOÇÃO DE DIA DAS MÃES 2016 PROMOÇÃO DE DIA DAS MÃES 2016 TIETÊ PLAZA SHOPPING REGULAMENTO (MODALIDADE COMPRE & GANHE) 1. Promovida pela empresa Tietê Administradora Ltda., localizada na Av. Raimundo Pereira de Magalhães, nº 1.465,

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU REGULAMENTO DO SISTEMA DE BIBLIOTECAS I. Da Finalidade Art. 1º. O Sistema de Bibliotecas da Universidade São Judas Tadeu, constituídas atualmente por duas Unidades de Bibliotecas,

Leia mais

NORMA BRASILEIRA. Accessibility in highway transportation

NORMA BRASILEIRA. Accessibility in highway transportation NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15320 Primeira edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Acessibilidade à pessoa com deficiência no transporte rodoviário Accessibility in highway transportation Palavras-chave:

Leia mais

RESOLUÇÃO GP N. 23 DE 14 DE AGOSTO DE 2014.

RESOLUÇÃO GP N. 23 DE 14 DE AGOSTO DE 2014. RESOLUÇÃO GP N. 23 DE 14 DE AGOSTO DE 2014. Dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca Desembargador Marcílio Medeiros. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SANTA CATARINA, considerando o exposto

Leia mais

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal Capítulo I ASPECTOS GERAIS Artigo 1.º Objecto 1. O presente Regulamento estabelece um conjunto de normas a serem observadas e cumpridas pelos

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA CONTRATANTE(S): As Pessoa(s) - Física(s) ou Jurídica(s) - indicada(s) e qualificada(s) na Proposta/Contrato de Abertura de Conta Corrente, Conta Investimento e Conta de Poupança, adiante denominada(s)

Leia mais

Versão: 3 Início de Vigência: 01.10.2008 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 3.042, de 14 de agosto de 2008

Versão: 3 Início de Vigência: 01.10.2008 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 3.042, de 14 de agosto de 2008 Procedimento de Comercialização MANUTENÇÃO DE CADASTRO DE AGENTES DA CCEE E USUÁRIOS DO SCL Versão: 3 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 3.042, de 14 de agosto de 2008 ÍNDICE

Leia mais

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA BIBLIOTECA Pe CARLOS LEÔNCIO ALVES DA SILVA FACULDADE SALESIANA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Recife, 2010 1. Objetivo A Biblioteca Pe Carlos Leôncio Alves da Silva, tem como objetivo atuar junto à comunidade

Leia mais

NORMA. CONTROLE DE ACESSO DE PEDESTRES Código Data 1ª Revisão Nº Última Revisão Data Última Revisão Página

NORMA. CONTROLE DE ACESSO DE PEDESTRES Código Data 1ª Revisão Nº Última Revisão Data Última Revisão Página NOR.GERAD.001 07/07//2015 00 07/07//2015 Página 1 de 16 1. Objetivo Definir normas específicas para o controle de acesso de pedestres, visando a implantação da Política de Segurança Comunitária da Universidade

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 119, DE 1º DE MARÇO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 119, DE 1º DE MARÇO DE 2011 Publicada no Boletim de Serviço nº 3, de 9 mar. 2011, p. 7-10 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 119, DE 1º DE MARÇO DE 2011 Dispõe sobre o fornecimento e a autenticação de cópias e impressões e dá outras providências.

Leia mais

Processo de Controle do Refeitório

Processo de Controle do Refeitório 1 / 6 1. OBJETIVO Definir sistemática para controle de acessos e gerenciamento de refeições servidas no Refeitório do Grupo Privé (cadastro, liberações, acessos por usuários e rateio de custos). 2. ALCANCE

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO E CIRCULAÇÃO NO ETSP RD N : 12 DATA DE EMISSÃO 30/03/2015

CONTROLE DE ACESSO E CIRCULAÇÃO NO ETSP RD N : 12 DATA DE EMISSÃO 30/03/2015 NP- OP-041 1 de 10 Índice: 1 DO OBJETIVO... 2 2 DA ÁREA DE APLICAÇÃO... 2 3 DAS DEFINIÇÕES... 2 3.1 DAS SIGLAS... 2 3.2 DO ACESSO, DA CIRCULAÇÃO E DA PERMANÊNCIA NO ETSP... 2 3.3 DAS CATEGORIAS DE USUÁRIOS

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010.

INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010. Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF INSTRUÇÃO Nº 15, DE 17 DE AGOSTO DE 2010. A PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE, no uso das atribuições que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em / / PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS LEI COMPLEMENTAR Nº 173, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2008. Faço saber que: Dispõe sobre permissão de uso, de espaço público, aéreo e subsolo, para instalação

Leia mais

PORTARIA TC Nº 382, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014. CAPÍTULO I

PORTARIA TC Nº 382, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014. CAPÍTULO I PORTARIA TC Nº 382, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014. Disciplina a utilização dos certificados digitais no âmbito interno, pelos funcionários do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco TCE-PE e demais usuários

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO CARTÃO VB FROTA Pré Pago

CONTRATO DE ADESÃO AO CARTÃO VB FROTA Pré Pago CONTRATO DE ADESÃO AO CARTÃO VB FROTA Pré Pago Por este instrumento, a pessoa jurídica, qualificado no respectivo Termo de Adesão, o qual é parte integrante deste Contrato, ora designado simplesmente CLIENTE,

Leia mais

DECRETO Nº 2651 DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014.

DECRETO Nº 2651 DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014. DECRETO Nº 2651 DE 14 DE FEVEREIRO DE 2014. "DISPÕE SOBRE O IMPOSTO SOBRE TRANSMISSÃO DE BENS IMÓVEIS ITBI, INSTITUI O CERTIFICADO DE LANÇAMENTO DE ITBI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS". ELIAS MENDES LEAL FILHO,

Leia mais

Termo de Adesão ao Serviço "Oi Toca Aí

Termo de Adesão ao Serviço Oi Toca Aí Termo de Adesão ao Serviço "Oi Toca Aí Pelo presente instrumento particular, de um lado as empresas TELEMAR INTERNET LTDA, com sede nas Avenida Afonso Pena 4.001 8º andar sala A1 Serra Belo Horizonte MG

Leia mais

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.714, DE 25 DE ABRIL DE 2011 Institui o Sistema de Estacionamento Rotativo pago, nas vias e logradouros públicos denominado Zona Azul São José dos Pinhais. A Câmara Municipal de São José dos Pinhais,

Leia mais

Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz

Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz Regulamento - Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz Este regulamento é um conjunto de normas e disposições que regem o Passeio Ciclístico 14ª Fecarroz. Objetivo: Incentivar e fomentar o uso de bicicletas como

Leia mais

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015 DESTINATÁRIO (S): ASSUNTO: Aos Senhores Magistrados e Servidores das Varas com competência Criminal, Juizado Especial Criminal e de Execução de Penas e Medidas Alternativas Instrução Normativa Conjunta

Leia mais

RESOLUÇÃO N._01 / 2010 (01 de Fevereiro de 2010)

RESOLUÇÃO N._01 / 2010 (01 de Fevereiro de 2010) RESOLUÇÃO N._01 / 2010 (01 de Fevereiro de 2010) Dispõe sobre: regulamentação do uso das vagas de estacionamento destinadas a veículos utilizados por pessoas idosas, no município de Caieiras e dá outras

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PRESIDÊNCIA PORTARIA CNMP-PRESI N.º 88 DE 26 DE OUTUBRO DE 2010.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PRESIDÊNCIA PORTARIA CNMP-PRESI N.º 88 DE 26 DE OUTUBRO DE 2010. PORTARIA CNMP-PRESI N.º 88 DE 26 DE OUTUBRO DE 2010. Regulamenta a utilização, manutenção e controle do Sistema de Telefonia fixa e móvel, no âmbito do Conselho Nacional do Ministério Público. O PRESIDENTE

Leia mais

CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO

CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO 1 CAPÍTULO I DO REGULAMENTO E SUA APLICAÇÃO Art.1º - Institui o regulamento da BIBLIOTECA DA FACULDADE UNISSA DE SARANDI, com o objetivo de definir normas para prestação e utilização dos serviços e garantir

Leia mais

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO 1. Cadastramento no Programa 1.1 O Super Cliente Shopping da Bahia é um programa que objetiva oferecer benefícios e vantagens aos seus participantes, clientes

Leia mais

CAMPANHA EU LIKE MINHA MÃE GARTEN SHOPPING REGULAMENTO

CAMPANHA EU LIKE MINHA MÃE GARTEN SHOPPING REGULAMENTO CAMPANHA EU LIKE MINHA MÃE GARTEN SHOPPING REGULAMENTO FUNDO DE PROMOÇÃO E PROPAGANDA DO JOINVILLE GARTEN SHOPPING, com sede na Avenida Rolf Wiest, nº 333, Bom Retiro, CEP 89223-005, cidade de Joinville,

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS

CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS CONTROLE DE ACESSO DE PESSOAS E VEÍCULOS Procedimentos 1. Introdução Este documento visa regulamentar o controle de acesso e permanência de pessoas e veículos nas dependências dos Órgãos da SECRETARIA

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 39/2015

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 39/2015 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 39/2015 Regulamenta a utilização dos depósitos judiciais de origem tributária ou não tributária e institui o Fundo de Reserva dos Depósitos Judiciais no âmbito do Município

Leia mais

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE São Paulo, 21 de Novembro de 2.005 DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE Para conhecimento,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO - Clube Lojas REDE

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO - Clube Lojas REDE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RELACIONAMENTO - Clube Lojas REDE 1. INTRODUÇÃO 1.1 - O presente regulamento ( Regulamento ) estabelece as regras para participação, bem como as vantagens e benefícios do Programa

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS INSTRUÇÃO SUSEP N.º 79, DE 28 DE MARÇO DE 2016.

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS INSTRUÇÃO SUSEP N.º 79, DE 28 DE MARÇO DE 2016. SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS INSTRUÇÃO SUSEP N.º 79, DE 28 DE MARÇO DE 2016. Dispõe sobre o uso do certificado digital no âmbito da Superintendência de Seguros Privados Susep. O SUPERINTENDENTE

Leia mais

PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO

PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO PORTARIA DETRAN/RS Nº 456, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui a Biblioteca do DETRAN/RS e dá outras disposições. O DIRETOR-PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009.

RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009. RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre o acesso às peças digitais da consulta processual e o recebimento de Petição, por meio eletrônico, no âmbito da Primeira Região. O PRESIDENTE

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CLÁUDIA CONTROLE INTERNO 1/5 1) FINALIDADE: 1.1) Estabelecer rotinas para utilização e controle dos meios de comunicação de telefonia móvel e fixa no âmbito do Serviço Público do Município de Cláudia/MT. 2) ABRANGÊNCIA: 2.1) Abrange

Leia mais

3. DAS INSTALAÇÕES E DA INFRA-ESTRUTURA

3. DAS INSTALAÇÕES E DA INFRA-ESTRUTURA Regulamento Interno da Biblioteca do Instituto J. Andrade 1. MISSÃO A biblioteca tem como missão atender às necessidades da comunidade acadêmica do Instituto J. Andrade, em suas atividades de estudo, ensino,

Leia mais

RESOLUÇÃO CRCMG Nº 357, DE 18 DE JULHO DE 2014.

RESOLUÇÃO CRCMG Nº 357, DE 18 DE JULHO DE 2014. RESOLUÇÃO CRCMG Nº 357, DE 18 DE JULHO DE 2014. Alterada pela Resolução CRCMG nº 363/2014. Altera o Regulamento Geral das Delegacias Seccionais do CRCMG. O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE MINAS GERAIS,

Leia mais

PORTARIA Nº 133/2011-GS/SET, DE 19 DE OUTUBRO DE 2011.

PORTARIA Nº 133/2011-GS/SET, DE 19 DE OUTUBRO DE 2011. DOE Nº 12.567 Data: 20/10/2011 Alterada pelas Portarias nºs: 002/2012-GS/SET 059/2012-GS/SET PORTARIA Nº 133/2011-GS/SET, DE 19 DE OUTUBRO DE 2011. Dispõe sobre o credenciamento de contribuintes para recolhimento

Leia mais

LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012

LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012 LEI Nº 3.743, de 30 de novembro de 2012 EMENTA: Institui o Sistema de Estacionamento Rotativo Pago nas vias e logradouros públicos ora denominados ZONA AZUL no âmbito deste Município da Vitória de Santo

Leia mais

Controle de portaria e acesso

Controle de portaria e acesso Pág.: 1/5 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos relativos ao controle de acesso de pessoas, veículos e equipamentos às dependências e às áreas de proteção ambiental sob o domínio da COPASA MG.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ BIBLIOTECA DO CAMPUS DE SOBRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ BIBLIOTECA DO CAMPUS DE SOBRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ BIBLIOTECA DO CAMPUS DE SOBRAL CATEGORIAS DE USUÁRIOS Alunos dos cursos de graduação (alunos de qualquer área, inclusive de outros campi e aluno especial) Alunos dos cursos

Leia mais

DECRETO Nº 353 DE 25 DE MARÇO DE 2014

DECRETO Nº 353 DE 25 DE MARÇO DE 2014 DECRETO Nº 353 DE 25 DE MARÇO DE 2014 Dispõe sobre o uso do controle eletrônico de ponto para registro de assiduidade e pontualidade dos servidores públicos lotados e em exercício nos órgãos do Município

Leia mais

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional...

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional... SUMÁRIO 1. Registro Profissional... 2 2. Isenção de Anuidade... 3 3. Transferência de Regional... 4 4. Cancelamento de Registro (Pessoa Física)... 5 5. Reativação de Registro Profissional... 6 6. Parcelamento

Leia mais

ACERP Diretoria Administrativa e Financeira Gerência de Logística Núcleo de Suprimento Norma de Suprimentos

ACERP Diretoria Administrativa e Financeira Gerência de Logística Núcleo de Suprimento Norma de Suprimentos ACERP Diretoria Administrativa e Financeira Gerência de Logística Núcleo de Suprimento Norma de Suprimentos OBJETIVO Estabelecer Normas e Procedimentos sobre a aquisição de Bens e Serviços visando assegurar

Leia mais