REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS"

Transcrição

1 Rafael Echeverría REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS São chaves para as pessoas e as organizações, porque são as únicas que apoiam as grandes transformações pelas quais a sociedade e o mundo estão passando. Estivemos reunidos com um dos primeiros expositores confirmados para o 15º Congresso Mundial de RH que será realizado em nosso país no mês de outubro. Rafael Echeverría é sociólogo da Universidade Católica do Chile e doutor em Filosofia da Universidade de Londres, ele nos falou de metodologias de trabalho e sobre os temas nos quais ele está trabalhando. Ele é fundador de Newfield Consulting (NFC), empresa de consultoria e formação gerencial, originalmente criada nos Estados Unidos e está se expandindo a Espanha, México, Brasil, Argentina e a Venezuela, ele é conhecido pelo desenvolvimento de uma interpretação do fenômeno humano chamado Ontologia da Linguagem, que é o fundamento da disciplina de coaching ontológico. Sua empresa lidera programas de formação de coaching organizacional, como são os programas de formação de diretores da área de competências conversacionais para a construção de equipes e organizações de alto desempenho. Sem desprezar a teoria, Echeverría expressa que é preciso ir além do discurso e assumir o compromisso no desenvolvimento de práticas concretas de mudança que permitam a nossa conexão com o poder de transformação que possuímos. A primeira forma que assume esse compromisso é a disciplina de coaching ontológico, que busca ajudar às pessoas que estão travadas nos seus desejos de transformação. Entretanto, se queremos

2 participar em processos de transformação trabalhando com indivíduos, um por vez, não conseguiremos muito. Para sermos bem sucedidos, é preciso participar na transformação de sistemas sociais. Quando modificamos os sistemas, em forma simultânea modificamos as pessoas que neles participam. Para Echeverría os sistemas que hoje são fundamentais são três: a empresa, a educação e o Estado. A empresa porque ela constitui hoje o principal motor da transformação histórica, a educação porque é nela onde estão sendo formadas as gerações do futuro, e o Estado por quanto é o Estado quem define as regras para o conjunto de todos os subsistemas. Uma das premissas da proposta ontológica é o reconhecimento de que a linguagem não é apenas descritiva, mas ativa e transformadora. Concebê- la como uma ação nos conduz ao conceito de competências conversacionais. Até agora a ênfase tinha sido colocada nos conhecimentos e nas competências funcionais. Um dos problemas que eles colocam é que ambas estão sujeitas a uma acelerada obsolescência. Os conhecimentos e as competências funcionais perdem a sua eficácia com o correr do tempo. A diferença deles, as competências conversacionais são genéricas, portanto resistem os efeitos degradantes do tempo. Estas competências são inerentes à espécie humana. Além de qualquer condicionamento, elas terão sempre um papel determinante. Tomemos o caso do ouvir, o ouvir é importante em todo momento histórico e serve para a vida toda. Mas há muitas outras. Se aprendemos, por exemplo, a basear nossos juízos a partir dos quais conferimos sentido ao que acontece e definimos o nosso curso de ação- aquilo nunca deixará de ser relevante. Se aprendemos a fazer petições, promessas efetivas e a cumprir impecavelmente nossos compromissos, será de grande ajuda para todas as áreas da vida, ele diz. Mas estas competências, além de serem genéricas, quer dizer, resistentes à obsolescência, são também transversais e servem em todos os domínios de nossa existência. Assim como incidem em melhorar o nosso desempenho no trabalho, também melhoram nossas relações pessoais. Mais relevante ainda é que estas são as competências chaves para impulsionar e participar de todo tipo de processo transformacional. Elas são as chaves da liderança, a inovação e a criatividade, o empreendimento e a aprendizagem. São também as competências chave para enfrentar, com capacidade adaptativa, as mudanças de formação que cada pessoa deve realizar. Dá maior flexibilidade, plasticidade e consegue possibilidades de garantir, da melhor maneira, a sua sobrevivência e efetividade. Desde a perspectiva de Echeverría estas são as competências centrais, não somente para resistir ou reagir às transformações, mas para incluí- las e promovê- las. Elas são as chaves atrás da liderança, do empreendimento, da inovação e da aprendizagem.

3 O perito acredita que a partir do discurso da ontologia da linguagem podemos observar às empresas de uma forma diferente. Elas se revelam ante nós como sistemas conversacionais, como redes dinâmicas de conversações com um entorno, o que habilita uma forma não só diferente, mas também muito poderosa de conceber o afazer empresarial. A gestão empresarial é agora entendida como o trabalho de cuidar das conversações que tem incidência na efetividade do desempenho, através das quais surgem os espaços nos quais são gestadas as novas oportunidades de negócios. Ele nos conta que as perguntas que ele faz quando chega a uma empresa são: Como se conversa aqui? Que conversações têm as pessoas? Quais não? Como estas conversações afetam nos resultados? Quão eficazes são as conversações? Que conversações se calam? Que efeito resulta daquilo? A partir destas perguntas se realiza a avaliação da empresa, se detectam suas fortalezas e fraquezas e então se realiza a intervenção nela. Ele trabalha a empresa como um sistema, garantindo que ocorram as conversações que são relevantes para os mais altos níveis de desempenho e que sejam do mais alto nível de efetividade. Mas o problema surge quando algumas das vezes não há capacidade de ver as competências conversacionais e trabalham os problemas desde outra perspectiva que não é a correta. Muitas empresas detectam falhas na sua forma de funcionar, porém, a maneira em que formulam seus problemas nem sempre é útil para progredir para a sua resolução adequada. Se entendermos que as organizações são sistemas conversacionais deverá considerar a gestão como parte de um sistema conversacional. Isso muda totalmente o seu caráter. O que o gerente deve fazer é criar as condições para que se realizem as conversações através das quais são coordenadas ações ou desenvolvidos processos de inovação da melhor maneira possível. É preciso entender que o caráter do trabalho é hoje muito diferente do que era há cem anos. Hoje o poder de transformação do trabalhador não reside como naquela época, no desdobramento de sua força física, mas no poder transformador de suas conversações. Isso faz que as competências conversacionais se tornem o eixo central das mudanças requeridas. ( Podemos observar as empresas de uma forma diferente, porque entendemos que elas são sistemas conversacionais, são redes dinâmicas de conversações com um entorno ).

4 O ouvir descansa em um duplo processo de abertura. A primeira abertura se expressa na capacidade para compreender a um outro diferente, o que requer de algo difícil de concretizar: o respeito. Este significa aprender a não desqualificar o outro pelo fato de pensar diferente, a não invalidá- lo. Enquanto eu pense que a minha maneira de ver as coisas é a verdadeira a desqualificação do outro que pensa diferente é um efeito automático, alheio a minha vontade de desqualificá- lo. Em segundo lugar, uma vez que nós aceitemos que a linguagem é ação, ouvir o outro é também se abrir a possibilidade de ser transformado pela sua palavra de forma que ela nos conduza a desdobrar um olhar diferente e a tomar ações que, com o nosso olhar anterior, estavam bloqueados. Quem aprende a ouvir inevitavelmente muda para melhor, como a sua forma de viver e de conviver com os outros. Isso implica, por exemplo, que a competência mais destacada de um gerente seja hoje a sua capacidade de ouvir. No passado bastava com garantir que a sua palavra fosse ouvida adequadamente por seus subordinados. A sua própria capacidade de ouvir resultava secundária. A capacidade de ouvir é a mais importante de todas as competências conversacionais. Em primeiro lugar porque afeta tudo, mas em segundo lugar, si aprendemos a ouvir vamos expandir nossa capacidade para aprender, por tanto, aprendemos o restante das competências, ele diz. Diz- se que ouvir sempre acontece entre duas pessoas, mas o perito postula que não necessariamente é assim. Se aprendermos a ouvir os outros vão mudar, porque vamos- lhes falar de uma forma diferente, o que fará que eles baixem seus mecanismos defensivos que colocam e que impedem seu ouvir. Só é preciso aprender para obter um efeito sistêmico e começaremos a ver mudanças insólitas. O filósofo Martin Buber desenvolveu a Filosofia do Diálogo, que assegura que somos seres dialógicos, quer dizer que nos constituímos nas conversações nas quais participamos. Para Buber, são três os principais eixos conversacionais que nos constituem: as conversações que mantemos com os outros, as que temos com nós mesmos e, por último, aquelas que todos desenvolvemos com o mistério da vida. Com estes eixos conversacionais descobrimos aspectos que antes não conseguíamos observar. Agora entendemos, por exemplo, por que ficamos alegres ou tristes, por que repetimos certos sucessos e fracassos, etc. Tom Peters, em seu livro Thriving on Chaos postula que o mais importante em um diretor ou alto executivo, hoje, é a sua capacidade de ouvir. Não pode ser um bom gerente se não ouve aos seus clientes, subordinados, pares, ao mercado, às novas coisas que estão sendo feitas. Se bem Peters insistia na importância do ouvir, em momento nenhum ele me

5 dizia como consegui- lo, como tinha que ser feito. Esse é o trabalho central nosso, coloca o coach. Por tanto, quais são as competências conversacionais que o líder tem? Se considerarmos o fenômeno da liderança, e em lugar de deter- nos nas competências funcionais que cada área exige, vemos o que elas têm em comum, permanece um conjunto de competências transversais que estão presentes em cada um. Conseguimos ao redor de sete ou oito competências conversacionais chaves que, uma vez produzida pela organização, gera líderes. Quando vemos um líder, a pergunta que fazemos é: o que devo ter visto nele para identificá- lo como tal? Que resultados e que comportamentos? O que eu faço é tentar determinar aquele diferencial que esse líder tem. O que está nele que não está em outros? Uma vez que tenho o resultado identifico quais são as competências conversacionais, que quando desdobradas, produzem esse resultado, explica. O que o coach ontológico faz é precisamente identificar as conversações e ajudar ao líder a intervir nelas para que lhe seja possível cumprir com os seus desejos. Ao modificar o substrato conversacional que o constitui, ele consegue ver dimensões de si mesmo que antes não via e consegue agora tomar ações que antes não podia. Os obstáculos desaparecem. O coaching ontológico está comprometido com a aprendizagem transformacional. Parte do que Echeverría coloca é que as empresas, sendo o motor principal das transformações históricas de hoje, estão rendendo apenas 20 por cento, o potencial transformador que as empresas têm pode ser duplicado ou triplicado. Que aconteceria se a gestão de recursos humanos se orientasse nessa direção? Podemos despertar um poder de transformação exponencial. Poderia significar algo enorme para o Chile. Podemos alcançar vantagem competitiva, porque estaríamos abordando os pontos mais sensíveis que afetam no desempenho. Este potencial transformador que possuem é muito maior do que as empresas imaginam, afirma.

APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação

APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação em Coaching, com chancela e certificação pelo MEC. Desenvolvida pela Homero Reis e Consultores que atua no mercado formando

Leia mais

Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto

Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto Tecnológico de Estudos Superiores de Monterrey - México; Coaching

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

P-08 - Criando o Líder de Líderes. Qual é o Papel do RH? Daniel Castello

P-08 - Criando o Líder de Líderes. Qual é o Papel do RH? Daniel Castello P-08 - Criando o Líder de Líderes. Qual é o Papel do RH? Daniel Castello Contexto Aprendizados Formar Líderes de alto nível é muito diferente de formar simples líderes operacionais. A âncora do processo

Leia mais

Ajudar uma pessoa a mudar da maneira que deseja, e a ir na direção que quer.

Ajudar uma pessoa a mudar da maneira que deseja, e a ir na direção que quer. Introdução Coaching é, na prática, fornecer apoio e feedback positivo ao mesmo tempo oferecendo algum tipo de aconselhamento a um indivíduo ou grupo, a fim de levá-los a perceber as formas de melhorar

Leia mais

Módulo IV. Delegação e Liderança

Módulo IV. Delegação e Liderança Módulo IV Delegação e Liderança "As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. Franklin Roosevelt

Leia mais

Trilha de Aprendizado para Pensar as Gerações

Trilha de Aprendizado para Pensar as Gerações Trilha de Aprendizado para Pensar as Gerações Desafio: 5 Gerações convivendo no mercado de trabalho Veteranos X Z Baby Boomers Y As mudanças na sociedade, no mercado, na natureza do trabalho e nas próprias

Leia mais

Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares

Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares Gestão Estratégica de Recursos Humanos nas Empresas Familiares Empresa Familiar É considerada Empresa Familiar, toda a organização empresarial ligada a uma família, por pelo menos duas gerações. A importância

Leia mais

A importância da Educação para competitividade da Indústria

A importância da Educação para competitividade da Indústria A importância da Educação para competitividade da Indústria Educação para o trabalho não tem sido tradicionalmente colocado na pauta da sociedade brasileira, mas hoje é essencial; Ênfase no Direito à Educação

Leia mais

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende Como transformar a sua empresa numa organização que aprende É muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações

Leia mais

II FÓRUM DE COACHING Um Olhar sobre o Processo e Resultados OBJETIVO

II FÓRUM DE COACHING Um Olhar sobre o Processo e Resultados OBJETIVO 02 de dezembro de 2014 13:00 às 19:00 São Salvador Hotéis e Convenções, Salvador - Ba II FÓRUM DE COACHING Um Olhar sobre o Processo e Resultados II Fórum de Coaching OBJETIVO Apresentar uma visão panorâmica

Leia mais

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional Empreendedores são aqueles que entendem que há uma pequena diferença entre obstáculos e oportunidades

Leia mais

Um novo olhar sobre o teto de vidro 1 - A perspectiva de cima

Um novo olhar sobre o teto de vidro 1 - A perspectiva de cima Um novo olhar sobre o teto de vidro 1 - A perspectiva de cima Helen Peters e Rob Kabacoff A Hewlett Packard tem uma mulher por presidente; a ex-primeira dama norte-americana [Hillary Clinton] é, hoje,

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Discutir liderança feminina em pleno século

Discutir liderança feminina em pleno século Liderança feminina Discutir liderança feminina em pleno século XXI parece ultrapassado, mas apenas agora as mulheres começam a ser reconhecidas como líderes eficazes. Somente neste século o reconhecimento

Leia mais

Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes

Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes Bert Hellinger soube muito bem como integrar conhecimentos de várias

Leia mais

Qual é o seu desafio?

Qual é o seu desafio? APRESENTAÇÃO Qual é o seu desafio? Quer concretizar uma grande mudança que lhe trará mais sucesso pessoal, profissional ou no seu negócio? Está a lutar com o stress, com a gestão de tempo, quer um maior

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Coaching para Apoio ao desenvolvimento da Liderança

Coaching para Apoio ao desenvolvimento da Liderança Coaching para Apoio ao desenvolvimento da Liderança Coaching é... Processo De apoio à aprendizagem focado na 2a Ordem Focado no desenvolvimento da capacidade de ação De incentivo para a busca ativa e criativa

Leia mais

Equipe de Alto Desempenho 307

Equipe de Alto Desempenho 307 36 Equipe de Alto Desempenho 307 O brilho individual de cada integrante da equipe contribui para o reconhecimento da constelação. Uma equipe existe onde há o espírito de cooperação. Nada é impossível.

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 4 Comportamento Inovador Empreendedorismo de Negócios com Informática - Comportamento Inovador 1 Conteúdo Solução de Problemas Comportamento Inovador Tecnologia

Leia mais

Parceria RH & Coaching: Soluções à organização pessoal e profissional Marcia Toscano

Parceria RH & Coaching: Soluções à organização pessoal e profissional Marcia Toscano Parceria RH & Coaching: Soluções à organização pessoal e profissional Marcia Toscano Socióloga - Consultora em Gestão de Pessoas - Personal & Professional Coach 1. Cenários organizacionais: Como delimitar

Leia mais

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você.

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. A HR Academy e a NextView realizaram uma pesquisa focada em geração y, com executivos de RH das principais

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

Coaching como metodologia de desenvolvimento de lideranças

Coaching como metodologia de desenvolvimento de lideranças Coaching como metodologia de desenvolvimento de lideranças Lilian Langer Cleiane Weinmann 1 LILIAN LANGER lilian@vielmolanger.com.br Executive Coach e Consultora Organizacional. Especialização em Administração

Leia mais

O MAIS RÁPIDO E EFETIVO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE LÍDERES DO BRASIL!

O MAIS RÁPIDO E EFETIVO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE LÍDERES DO BRASIL! O MAIS RÁPIDO E EFETIVO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE LÍDERES DO BRASIL! O Curso Trata-se de um programa de Treinamento em Coaching para Líderes, licenciado pelo Behavioral Coaching Institute (BCI), entidade

Leia mais

Coaching de Qualidade de Vida. Instrumentação com Capacitação adicional para aplicação da RODA DA VIDA Profunda com Visão Sistêmica

Coaching de Qualidade de Vida. Instrumentação com Capacitação adicional para aplicação da RODA DA VIDA Profunda com Visão Sistêmica Coaching de Qualidade de Vida Instrumentação com Capacitação adicional para aplicação da RODA DA VIDA Profunda com Visão Sistêmica O Instituto Holos de Qualidade disponibiliza para Você este curso com

Leia mais

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco :!:!: em foco Conceito O2 Sinta uma lufada de ar fresco Executive Coaching Através do processo de Executive Coaching a Conceito O2 realiza um acompanhamento personalizado dos seus Clientes com objectivo

Leia mais

Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional.

Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional. Belo Horizonte, 28 de março de 2013. Cara Grayce, Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional. Estamos

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O C L E O W O L F F O que é Action Learning? Um processo que envolve um pequeno grupo/equipe refletindo e trabalhando em problemas reais, agindo e aprendendo enquanto atuam. FUN D A MEN T OS D O ACTION LEARNING

Leia mais

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver?

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver? Ser Humano Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 PAPO DE Superação Para escalar rumo a alta performance é necessário rever a bagagem: equipamentos,

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Desenvolvimento do Coaching Ferramentas Poderosas Ação vs Adiamento Página 1

Desenvolvimento do Coaching Ferramentas Poderosas Ação vs Adiamento Página 1 Desenvolvimento do Coaching Ferramentas Poderosas Ação vs Adiamento Página 1 Ação vs Adiamento Seja o que for que pense ou acredite que consegue fazer, comece. A ação tem magia, graciosidade e poder em

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

O Processo de Coaching*

O Processo de Coaching* O Processo de Coaching* Por Adriana Preto Rutzen** O Coaching surgiu no mundo dos esportes, através do trabalho do técnico de tênis Thimoty Gallwey, que escreveu e publicou, em meados dos anos 70, o livro

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS

FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PESSOAS PARA DIVIDIR CONHECIMENTO E MULTIPLICAR RIQUEZAS ROGERIO LEME rogerio@lemeconsultoria.com.br /rogeriolemeoficial PUBLICAÇÕES ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES SETOR PÚBLICO SERVIÇOS

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

1 Introdu ç ão. 1.1. A questão de pesquisa

1 Introdu ç ão. 1.1. A questão de pesquisa 1 Introdu ç ão 1.1. A questão de pesquisa A temática estratégia é muito debatida no meio acadêmico e também possui destacado espaço nas discussões no meio empresarial. Organizações buscam continuamente

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

29/03/12. Sun Tzu A Arte da Guerra

29/03/12. Sun Tzu A Arte da Guerra 29/03/12 Com planejamento cuidadoso e detalhado, pode-se vencer; com planejamento descuidado e menos detalhado, não se pode vencer. A derrota é mais do que certa se não se planeja nada! Pela maneira como

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

Pesquisa Clima Organizacional 2009. Relatório Embrapa Gado de Corte

Pesquisa Clima Organizacional 2009. Relatório Embrapa Gado de Corte Pesquisa Clima Organizacional 2009 Relatório Embrapa Gado de Corte 1. Fundamentação Teórica A Pesquisa de Cultura e Clima Organizacional é um instrumento de levantamento de informações, utilizado para

Leia mais

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.)

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Resenha Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Patrícia Morais da Silva 1 Superar as expectativas do mercado atendendo de forma satisfatória as demandas dos clientes

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

NOSSO OLHAR QUEM SOMOS NOSSA ATUAÇÃO RESULTADOS OBTIDOS NOSSA ABORDAGEM APRESENTAÇÃO CLIENTES E PARCEIROS

NOSSO OLHAR QUEM SOMOS NOSSA ATUAÇÃO RESULTADOS OBTIDOS NOSSA ABORDAGEM APRESENTAÇÃO CLIENTES E PARCEIROS QUEM SOMOS NOSSO OLHAR NOSSA ATUAÇÃO NOSSA ABORDAGEM RESULTADOS OBTIDOS CLIENTES E PARCEIROS APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS O trabalho daassssssso consiste em atuar no desenvolvimento de grupos e indivíduos,

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Conexã Gerencial

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Conexã Gerencial Conexão Gerencial é um programa modular de Desenvolvimento Gerencial cujos principais objetivos são: Promover um choque de cultura e competência gerencial e tornar mais efetivo o papel dos Gestores. Alinhar

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

Treinamento e Coaching

Treinamento e Coaching Treinamento e Coaching Treinamento O que é treinamento? - Entende-se por treinamento a finalidade de melhorar o desenvolvimento profissional do ser humano na sua organização, e no desempenho das suas funções.

Leia mais

Apresentação. Formação, especialização e treinamento em Coaching. Desenvolvimento de Líderes Extraordinários - Líder Coach

Apresentação. Formação, especialização e treinamento em Coaching. Desenvolvimento de Líderes Extraordinários - Líder Coach I. Pinheiro Apresentação O Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) é o resultado da experiência comprovada em desenvolver pessoas. Possuímos um sólido Background e amplo know-how em Desenvolvimento Humano.

Leia mais

ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH

ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH Dados fornecidos por Carlos Alberto Maziero, coordenador de planejamento de carreira e desenvolvimento organizacional (Central, Campinas, SP); Antonio Marcos Vicentini, assessor

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

All About People Rua Quintino Bocaiúva, 1482 Porto Alegre RS

All About People Rua Quintino Bocaiúva, 1482 Porto Alegre RS A All About People surgiu como fruto de uma jornada multidisciplinar por diferentes organizações e países. Essa trajetória permitiu que se entendesse que o bom desempenho é atingido a partir do bem-estar

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

Metodologia gerencial que permite estabelecer a direção a ser seguida pela empresa, visando maior grau de interação com o ambiente.

Metodologia gerencial que permite estabelecer a direção a ser seguida pela empresa, visando maior grau de interação com o ambiente. Mário Sérgio Azevedo Resta CONSULTOR TÉCNICO EM NEGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Metodologia gerencial que permite estabelecer a direção a ser seguida pela empresa, visando maior grau de interação com

Leia mais

OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE

OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE OS CONHECIMENTOS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A ESCOLA HOJE KOGUT, Maria Cristina - PUCPR Cristina.k@pucpr.br SOUZA, Franciely Prudente de Oliveira - PUCPR franciely.oliveira@pucpr.br TREVISOL,

Leia mais

WORKSHOP. Gestão de Pessoas

WORKSHOP. Gestão de Pessoas WORKSHOP Gestão de Pessoas VIDEO DINÂMICA INICIAL Fósforos/ Expectativas. GERÊNCIA E LIDERANÇA Pessoas não podem ser gerenciadas, mas sim lideradas. GERÊNCIA - ÊNFASE NOS PROCESSOS (GERENCIA COISAS) O

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Sobre o coaching ontológico Epílogo do livro El Arte de Soplar Brasas: Coaching, de Leonardo Wolk

Sobre o coaching ontológico Epílogo do livro El Arte de Soplar Brasas: Coaching, de Leonardo Wolk Sobre o coaching ontológico Epílogo do livro El Arte de Soplar Brasas: Coaching, de Leonardo Wolk Rafael Echeverría, Ph.D. Presidente da Newfield Consulting Comemoro o lançamento deste livro sobre coaching,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

MODELOS DE GESTÃO EM CONTROLADORIA

MODELOS DE GESTÃO EM CONTROLADORIA MODELOS DE GESTÃO EM CONTROLADORIA Partindo-se do princípio de que administrar é fazer coisas através de pessoas, do dito popular, tem-se a necessidade de enfocar tudo sob este aspecto. Como se deseja

Leia mais

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa Educação Corporativa Liderança Estratégia Gestão O que é Educação corporativa? Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL EDUCAÇÃO E GESTÃO DA TECNOLOGIA (STE)

SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL EDUCAÇÃO E GESTÃO DA TECNOLOGIA (STE) STE/02 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL EDUCAÇÃO E GESTÃO DA TECNOLOGIA (STE) AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E POTENCIAL EM 360º NYDIA GUIMARÃES E ROCHA ABB RESUMO

Leia mais

Ementa do Curso COACHING INDIVIDUAL

Ementa do Curso COACHING INDIVIDUAL Ementa do Curso COACHING INDIVIDUAL Instituto Seven Business Coaching O Instituto Seven Business Coaching é uma empresa especializada em Coaching de negócios. Com a assessoria integrada e personalizada

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER SUCCESS STORY PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER PROFILE Empresa: PromonLogicalis Indústria: Tecnologia da Informação e Comunicações Funcionários:

Leia mais

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança

Ram Charan. Escritor e consultor de negócios. 1967 - Harvard Business School. Outros livros do autor: Execução. Pipeline de Liderança Ram Charan Nascimento: Ocupação: Doutorado: 1939 Índia Escritor e consultor de negócios 1967 - Harvard Business School Outros livros do autor: Execução Pipeline de Liderança A Arte de Cultivar Líderes

Leia mais

Líderes do Coração. A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes

Líderes do Coração. A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes Líderes do Coração A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes O que é? Líderes do Coração é um programa que cria espaços de estudo, reflexão e prática da arte da liderança, partindo do pressuposto

Leia mais

Política de Responsabilidade Corporativa. Março 2013

Política de Responsabilidade Corporativa. Março 2013 Política de Responsabilidade Corporativa Março 2013 Ao serviço do cliente Dedicamos os nossos esforços a conhecer e satisfazer as necessidades dos nossos clientes. Queremos ter a capacidade de dar uma

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos

Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Liderança e Gestão Pedagógica: foco nos resultados da aprendizagem dos alunos Encontro de Lideranças do PIP - Municipal Belo Horizonte, 05 e 06 de setembro de 2013 Implementação dos CBC Secretaria de Estado

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS: O NOVO DESAFIO DO GERENTE DE PROJETOS

GESTÃO DE PESSOAS: O NOVO DESAFIO DO GERENTE DE PROJETOS GESTÃO DE PESSOAS: O NOVO DESAFIO DO GERENTE DE PROJETOS Carolina Kellen Drummond Salgado * Bacharel em Relações Internacionais (PUC-MG), funcionária da GRD Minproc. Pós-Graduada em Administração de Compras

Leia mais

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.)

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) O ATO DE ESTUDAR 1 (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) Paulo Freire, educador da atualidade, aponta a necessidade de se fazer uma prévia reflexão sobre o sentido do estudo. Segundo suas palavras:

Leia mais

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Qual o conceito de empreendedor?...empreendedor é um indivíduo que imagina, desenvolve e realiza visões. Ele está sempre buscando novas idéias e criando

Leia mais

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Existem sete níveis bem definidos de liderança, que correspondem aos sete níveis de consciência organizacional. Cada nível de liderança se relaciona com a satisfação

Leia mais

George Vittorio Szenészi

George Vittorio Szenészi A Semana > Entrevista N Edição: 2173 01.Jul.11-21:00 Atualizado em 07.Jul.11-15:47 George Vittorio Szenészi "Inteligência sem emoção não funciona" O psicoterapeuta diz como a capacidade de lidar bem com

Leia mais

Desenvolvimento de pessoas.

Desenvolvimento de pessoas. Desenvolvimento de pessoas. 2.2 FORMULAÇÃO DE UM PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Gestão de Pessoas (Antonio Carlos Gil) e Gestão de Pessoas (Idalberto Chiavenato) "Se ensinardes alguma coisa a um

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Sistema de Informações Professores: Izolema Maria Atolini izolema@hotmail.com Período/ Fase: 5ª. Semestre:

Leia mais

Esta Formação é Chancelada pelas Faculdades Monteiro Lobato FATO

Esta Formação é Chancelada pelas Faculdades Monteiro Lobato FATO Esta Formação é Chancelada pelas Faculdades Monteiro Lobato FATO A união entre a excelência em Coaching do IBC com a credibilidade da Sociedade Educacional Monteiro Lobato chancelam e certificam essa formação

Leia mais

Como contratar staff de Projetos...

Como contratar staff de Projetos... Como contratar staff de Projetos... Que qualidades estou buscando no profissional de Projetos, e como identificá-las...? Alguns exemplos do que podemos buscar..! 1. Visão 2. Orientação estratégica 3. Inovação

Leia mais

Gestão Empresarial. Aula 5. A Estrutura Estratégica. Modelo de Gestão. Missão da Empresa. Prof. Elton Ivan Schneider.

Gestão Empresarial. Aula 5. A Estrutura Estratégica. Modelo de Gestão. Missão da Empresa. Prof. Elton Ivan Schneider. Gestão Empresarial Aula 5 Prof. Elton Ivan Schneider tutoriacomercioexterior@grupouninter.com.br A Estrutura Estratégica Comércio Exterior Fornecedores Macro Ambiente Organizacional Ambiente Organizacional

Leia mais

Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a)

Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a) Empreendedorismo Tópico 1 O (a) Empreendedor (a) Conteúdo 1. Objetivos do Encontro... 3 2. Introdução... 3 3. A formação do empreendedor... 3 4. Empreendedorismo nato ou desenvolvido?... 4 4.1 Características

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 1 OBJETIVOS 1. O que os administradores precisam saber sobre organizações para montar e usar sistemas de informação com sucesso? 2. Que

Leia mais

Coach / Coach Treinador

Coach / Coach Treinador Coach / Coach Treinador Um Processo de Autodescoberta / Descoberta Guiada Isabel Lourenço e Maria João Martins Psicólogas e Coaches Objetivos e Programa Objetivo: Caracterizar e identificar as diferenças

Leia mais

REENGENHARIA PARTE I

REENGENHARIA PARTE I REENGENHARIA PARTE I Introdução O que é a REENGHENHARIA? De acordo com a definição original de Hammer e Champy, a reengenharia é a Implementação de mudanças radicais que, ao redesenhar os processos de

Leia mais

COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL

COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL COMPETÊNCIAS E COMPORTAMENTO DOS LÍDERES NO CENÁRIO ATUAL 1.Osnei FranciscoAlves 2. Jéssica Barros 1. Professor das Faculdades Integradas Santa Cruz. Administrador, MBA Executivo em Gestão de Pessoas e

Leia mais

Unidade III GESTÃO EMPRESARIAL. Prof. Roberto Almeida

Unidade III GESTÃO EMPRESARIAL. Prof. Roberto Almeida Unidade III GESTÃO EMPRESARIAL Prof. Roberto Almeida Esta estratégia compreende o comportamento global e integrado da empresa em relação ao ambiente que a circunda. Para Aquino:Os recursos humanos das

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Instituto Líder Coaching 2016 1

Instituto Líder Coaching 2016 1 Instituto Líder Coaching 2016 1 A distância entre o sonho e a realidade chama-se disciplina. (Bernardinho) Porque fazer um curso de Coaching? Felicidade, Realização, Conquistas e Mudanças. Atualmente,

Leia mais

COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS

COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS COACHING: ESTUDO DOS BENEFÍCIOS QUE A TÉCNICA PODE OFERECER A UMA REDE DE IMOBILIÁRIAS E A SEUS PARCEIROS RESUMO Priscila Alves Moreira Robésio Teixeira Gomes Partindo do pressuposto de que o coaching

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

Briefing O que é? Para que serve?

Briefing O que é? Para que serve? Faculdade de Tecnologia da Paraíba CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA A INTERNET DISCIPLINA DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB ESTÁTICAS PERÍODO: P2 Semestre: 20082 PROFESSOR Geraldo Rodrigues

Leia mais

Administração de Empresas. Indicadores de Desempenho

Administração de Empresas. Indicadores de Desempenho Administração de Empresas Indicadores de Desempenho Controle Administrativo Principio de Eficiência e Eficácia Indicadores de Desempenho Efetividade Os indicadores de desempenho são fundamentais por mensurar

Leia mais

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E

) A B M O E Ã ( Ç S E A IR S E D R M P E M E E IVO T D U O C Ã E Ç X A E R O T D IS A R IN T M S D E A Colaboração; M E MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) Colaboração; MESTRADO EXECUTIVO EM DIREÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (EMBA) DIRIGIDO A: OBJETIVOS: Graduados universitários e profissionais

Leia mais

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados Comunicação e Reputação 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados 1 Introdução Ao contrário do que alguns podem pensar, reputação não é apenas um atributo ou juízo moral aplicado às empresas.

Leia mais

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor OBJETIVO: A Gestão de Pessoas vem passando por inúmeras transformações nestes últimos anos.

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais