O Plano Empresário é um financiamento destinado às incorporadoras/construtoras para a construção de imóveis residenciais e/ou comerciais.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Plano Empresário é um financiamento destinado às incorporadoras/construtoras para a construção de imóveis residenciais e/ou comerciais."

Transcrição

1

2 O Plano Empresário é um financiamento destinado às incorporadoras/construtoras para a construção de imóveis residenciais e/ou comerciais. Para a contratação do Plano Empresário, o Itaú realizará uma análise financeira da empresa, análise jurídica, sócio ambiental e técnica do empreendimento para definição das condições de financiamento. A liquidação do saldo devedor poderá ser realizada através do repasse das unidades (financiamento aos adquirentes) e/ou de recursos próprios (à vista ou em prestações). Importante: As condições descritas a seguir poderão ser alteradas /suspensas a qualquer momento, de acordo com as normas internas do Itaú Unibanco S/A.

3 Produto x Condições Tipo Projetos residenciais, comerciais ou mistos. Percentual Máximo de Financiamento Até 80% do custo de construção (não incluso custo do terreno). Serão excluídas do valor do financiamento as unidades quitadas à vista e permutadas* até a data da contratação. *As unidades permutadas tem a possibilidade de compor o valor de financiamento por solicitação do cliente. Sujeito à análise de crédito Terreno Deve estar livre e desembaraçado de quaisquer ônus, com escritura definitiva em nome da(s) empresa(s) solicitantes(s) do Plano Empresário, devidamente registrada no Serviço de Registro de Imóveis competente. No caso em que a compra do terreno envolva a permuta por unidades prontas do futuro empreendimento, os custos relativos à produção dessas unidades serão subtraídas do financiamento.

4 As garantias 1. Fiança dos sócios; 2. Hipoteca em primeiro e único grau do terreno objeto do financiamento e suas futuras benfeitorias: a hipoteca constituída permanecerá durante a vigência do financiamento e o cumprimento de todas as obrigações previstas em contrato; 3. Cessão Fiduciária de quotas/ações (quando segregado em SPE); 4. Penhor de Recebíveis dos créditos presentes e futuros decorrentes da comercialização das unidades do empreendimento financiado; Garantias adicionais: Poderá ser solicitado à critério da análise de crédito

5 Estrutura Jurídica Patrimônio de Afetação ou SPE (Sociedade de Propósito Específico) com cessão de cotas Instrumentos: Cédula de Crédito Bancário (CCB) Contrato de penhor de direitos de crédito Instrumento de Cessão Fiduciária das Quotas/Ações (Quando segregado em SPE) Sistema de Amortização SAC Sistema de Amortização Constante. Índice de Correção Monetária Índice da caderneta de poupança (atualmente a TR). Tarifas PJ As principais tarifas são: Estudo de Viabilidade; Análise Jurídica; Vistorias mensais; Avaliação de final do empreedimento.

6 Liberações das Parcelas Comprovação dos condicionantes pré-estabelecidos na contratação condicionada a um percentual de obra e vendas e os documentos definidos na CCB. O desembolso do financiamento será realizado conforme evolução física da obra e demais condições contratuais. Recebíveis Os recebíveis oriundos das vendas das unidades, serão empenhados e hipotecados ao Banco. No período de construção estes recebíveis serão geridos pelo banco e creditados na conta livre movimento do empreendimento. Com o início do Repasse as unidades serão utilizadas para amortização do saldo devedor..

7 *Prazo estimado

8 Etapas de contratação dos seguros PJ Início das Obras 1ª Liberação Obra Concluída Desligamento das unidades em garantia *Risco de engenharia com Responsabilidade Civil do Construtor (RE com RCC) *Danos Físicos ao imóvel (DFI) Risco de engenharia com Responsabilidade Civil do Construtor (RE com RCC) Deve ser contratado como exigência para liberação da primeira parcela até a conclusão da obra (99% constatado pela Engenharia na Vistoria final de obra). Risco Danos Físicos ao imóvel (DFI) O cliente deverá apresentar a apólice de mercado no mínimo 10 dias antes do término de obra, caso contrário será cobrado automaticamente o DFI na apólice Itaú, para que a garantia não fique descoberta; A apólice DFI deverá ser apresentada enquanto houver imóveis em garantia. *Os seguros do Plano empresário devem ser contratados de acordo com as condições mínimas estabelecidas pelo produto.

9 Repasse É um financiamento destinado à aquisição das unidades residenciais ou comerciais, cuja construção foi financiada pelo Itaú. Seu principal objetivo é a liquidação do Plano Empresário que se dará por meio dos recursos de financiamentos concedidos às pessoas que adquiriram as unidades, nas condições estabelecidas em negociação entre o Credor e o Empresário.

10 Benefícios do Repasse para o Comprador Facilidade na contratação: financiamento para a quitação do preço de compra junto ao incorporador; Segurança na conclusão do empreendimento. Vistoria de obras mensais, agente do empreendimento, dentre outras garantias; Processo ágil e sem burocracia: os documentos do imóvel e da construtora já estão com o Itaú; Menor custo: tarifa mais baixa em relação aos produtos de financiamento não vinculados a obra; Benefícios do Repasse para a Construtora Consultores especializados: oferecendo suporte centralizado aos clientes durante todo o processo de relacionamento; Operacional dedicado: equipe operacional exclusiva e treinada para o dia-a-dia do relacionamento entre a construtora e os clientes Atendendo seu cliente: processo mais ágil do mercado para o financiamento e também na opção de quitação da unidade; Atualização monetária: remuneração à taxa de juros do Plano empresário a partir da emissão dos contratos de Repasse até o retorno do registro;

11 Repasse Antecipado Condicionado a um percentual mínimo de obras o empreendimento em construção tem a possibilidade de iniciar o repasse, desde que enquadrado nas condições atuais antes mesmo da emissão do Habite-se Repasse no Habite-se O Repasse se inicia com a emissão do Habite-se antes mesmo da averbação de conclusão da obra Repasse Tem seu início após a averbação da construção na matrícula do imóvel. Repasse antecipado Repasse tradicional % Mínimo de obras Habite-se Averbação da construção Importante: Consultar as condições atuais de antecipacao do Repasse.

12

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS

FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL FINANCIAMENTO À PRODUÇÃO IMÓVEL NA PLANTA ALOCAÇÃO DE RECURSOS Modalidades IMÓVEL NA PLANTA Produção de empreendimentos habitacionais Financiamento direto às pessoas físicas Organizadas

Leia mais

Conteúdo Programático para Série CA-600

Conteúdo Programático para Série CA-600 Conteúdo Programático para Série CA-600 1. Sistema Financeiro Nacional SFN 1.1. Intermediários Financeiros 1.1.1. Conceitos e Atribuições 1.1.1.1 Bancos múltiplos, bancos comerciais, bancos de investimento,

Leia mais

COMPRA SEGURA LUA NOVA

COMPRA SEGURA LUA NOVA COMPRA SEGURA LUA NOVA ALGUMAS COISAS QUE VOCÊ DEVE SABER ANTES DE COMPRAR UM IMÓVEL SELECIONANDO UM IMÓVEL É importante levar em consideração alguns pontos na hora da escolha do seu imóvel. O primeiro,

Leia mais

Manual Operacional das Atividades do Caixa Aqui Negocial CCA Originação de Financiamento Habitacional

Manual Operacional das Atividades do Caixa Aqui Negocial CCA Originação de Financiamento Habitacional 6.2 ANEXO II CONDIÇÕES CCSBPE 6.2.1 EXIGÊNCIAS 6.2.1.1 PROPONENTES/CÔNJUGES idoneidade cadastral; capacidade civil; maioridade * ser brasileiro nato;** pacto antenupcial para casamentos com regime de bens

Leia mais

FEVEREIRO 2011 INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO

FEVEREIRO 2011 INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO FEVEREIRO 2011 INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO REALIZAÇÃO Realização e Incorporação BLOCO: 3 - POLARIS APTO COLUNA: 04 Opção 1 Opção 2 Opção 3 1 01 120 20 240 mensais PREÇO SINAL PARCELA PARCELA PARCELA MENSAIS

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS GAZIN

DÚVIDAS FREQUENTES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS GAZIN DÚVIDAS CONSÓRCIO DE IMÓVEIS 1. Posso adquirir mais de uma carta de crédito no consorcio de Imóveis? Sim, o consórcio lhe dá a possibilidade de adquirir mais de uma carta de crédito, mediante análise prévia,

Leia mais

DESLIGAMENTO NA PLANTA

DESLIGAMENTO NA PLANTA DESLIGAMENTO NA PLANTA O QUE É, COMO FUNCIONA E SUAS VANTAGENS. O que é o repasse na planta? É o fi nanciamento de um imóvel adquirido antes do término da obra. Ele só é possível quando a obra é fi nanciada

Leia mais

(ASSINATURA DO ADQUIRENTE)

(ASSINATURA DO ADQUIRENTE) OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS NO EMPREENDIMENTO CONDOMÍNIO MONDIAL JUNDIAÍ ( OFERTA ) DECLARAÇÃO DO ADQUIRENTE NOME DO ADQUIRENTE: ENDEREÇO: Nº INSCRIÇÃO NO CPF/CNPJ: AO

Leia mais

DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR

DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR Eu, [nome completo do adquirente], [qualificação completa, incluindo nacionalidade, profissão e número de documento de identidade oficial e endereço], na qualidade de investidor

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS EMBRACON

GUIA DE ORIENTAÇÕES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS EMBRACON GUIA DE ORIENTAÇÕES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS EMBRACON Estimado Consorciado de imóvel, Parabéns! Você fez um excelente investimento! É um privilégio para nós, tê-lo como nosso cliente! É a oportunidade de juntos,

Leia mais

Tabela Aquarelle - Fase - Financiada - Promocional R1

Tabela Aquarelle - Fase - Financiada - Promocional R1 ENTREGA EM 17 MESES Apartamento Tipo Ato 30 / 60 / 90 / 120 Tabela Aquarelle - Fase - Financiada - Promocional R1 13 Mensais 1 a em 01/12/2011 2 Semestrais la em 01/01/2012 TORRE 2: BLEU - FINAIS 1 E 4

Leia mais

CIRCULAR CAIXA N 0 290, DE 18 DE JULHO DE 2003

CIRCULAR CAIXA N 0 290, DE 18 DE JULHO DE 2003 Ministério da Fazenda Caixa Econômica Federal CIRCULAR CAIXA N 0 290, DE 18 DE JULHO DE 2003 Define procedimentos para operacionalização da linha de crédito destinada à aquisição de Certificados de Recebíveis

Leia mais

Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria Público Privado -PPP

Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria Público Privado -PPP Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria -PPP Premissas: Modelos apresentados são meramente exemplificativos; Não há comprometimento do BB na concessão de crédito ou prestação de garantia; Trata-se

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO A DISTÂNCIA (EAD) NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Estudo da língua portuguesa como instrumento indispensável à comunicação e à produção de textos, necessárias

Leia mais

Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ.

Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ. INTRODUÇÃO Se você está procurando um imóvel para comprar e precisa de um auxílio financeiro, ou está vendendo seu imóvel, esse ebook é para VOCÊ. Os financiamentos imobiliários surgiram na década de 1950

Leia mais

SEGURO GARANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC

SEGURO GARANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC SEGURO GARANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS E DIFERENCIAIS COORDENAÇÃO BRASIL ROSSANA COSTA: Coordenadora do Convênio de Seguros da CBIC E-mail: rossana@seguroscbic.com.br Coordenadora

Leia mais

Cartilha Entrega de Chaves

Cartilha Entrega de Chaves Cartilha Entrega de Chaves Plano Associativo Você que optou pelo Plano de Financiamento Associativo irá percorrer o seguinte caminho até receber suas chaves: Aquisição do Imóvel com o Banco Pagamento de

Leia mais

TABELA DE VENDAS Janeiro / 2011. Realização

TABELA DE VENDAS Janeiro / 2011. Realização TABELA DE VENDAS Janeiro / 2011 Realização 01 ENDEREÇO AVENIDA RENÉ LACLETTE, 100 RECREIO 02 DATA DE LANÇAMENTO OUTUBRO/2008 03 REALIZAÇÃO BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 04 CONSTRUÇÃO BROOKFIELD INCORPORAÇÕES

Leia mais

Meu imóvel não tem Habite-se. Posso realizar a operação? Não. Somente imóveis com habite-se são aceitos como garantia do crédito.

Meu imóvel não tem Habite-se. Posso realizar a operação? Não. Somente imóveis com habite-se são aceitos como garantia do crédito. A Cred18 cobra alguma tarifa antecipada? Não. Não é política da Cred18 cobrar nenhum tipo de tarifa antecipadamente. Todos os custos da operação são inclusos no financiamento. Quais os tipos de bens imóveis

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação Para aquisição, construção e obras para habitação própria, secundária ou arrendamento, crédito sinal, transferências; multisoluções com a

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS A Pessoa Jurídica A.1. Recursos BNDES - Captação de empréstimos para investimentos em capital de fixo e capital de giro associado ou não, diretamente ao BNDES e ou bancos

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS A Pessoa Jurídica A.1. Recursos BNDES Captação de empréstimos para investimentos em capital de fixo e capital de giro associado ou não, diretamente ao BNDES e ou bancos

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

RESOLUÇÃO N 3. 347. Art. 2º (Revogado) (Revogado pela Resolução nº 3.706, de 27/3/2009.)

RESOLUÇÃO N 3. 347. Art. 2º (Revogado) (Revogado pela Resolução nº 3.706, de 27/3/2009.) RESOLUÇÃO N 3. 347 Dispõe sobre o direcionamento dos recursos captados em depósitos de poupança pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). O BANCO CENTRAL DO BRASIL,

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRO MERCADO IMOBILIÁRIO

ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRO MERCADO IMOBILIÁRIO ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRO MERCADO IMOBILIÁRIO O estudo de viabilidade econômica para o setor de empreendimento imobiliário representa uma consultoria completa. Com ele será possível obter

Leia mais

Palavras que você precisa conhecer

Palavras que você precisa conhecer Guia do Comprador NOVOLAR, um nome cada vez mais forte no mercado de construção civil. A NOVOLAR vem consolidando uma reputação de alta qualidade, graças aos seus diferenciais nas execuções das obras e

Leia mais

TABELA DE VENDAS JUNHO DE 2011 PROMOCIONAL

TABELA DE VENDAS JUNHO DE 2011 PROMOCIONAL TABELA DE VENDAS JUNHO DE 2011 PROMOCIONAL NOTAS: 1 - REAJUSTE : Os valores das obrigações contratuais serão corrigidos mensalmente pela variação do INCC-FGV até entrega das chaves, tomando-se como base

Leia mais

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Renda Fixa Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Cédula de Crédito Imobiliário Instrumento que facilita a negociabilidade e a portabilidade do crédito imobiliário

Leia mais

TABELA DE EMPREENDIMENTOS PRONTOS. 26 de OUTUBRO a 25 de NOVEMBRO

TABELA DE EMPREENDIMENTOS PRONTOS. 26 de OUTUBRO a 25 de NOVEMBRO TABELA DE PREENDIMENTOS PRONTOS 26 de OUTUBRO a 25 de NOVBRO TABELA DE PREENDIMENTOS PRONTOS 26 de OUTUBRO a 25 de NOVBRO Índice - Tabelão Empreendimento Jardins Granja Julieta Endereço Rua Fernandes Moreira,

Leia mais

Guia Personnalité IR 2011

Guia Personnalité IR 2011 Guia Personnalité IR 2011 Índice Imposto de Renda 2011... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais... 04 Formas de entrega... 05 Multa pelo atraso na entrega... 05 Imposto a

Leia mais

- Cessão de Direitos Substituição

- Cessão de Direitos Substituição Tabela de Tarifas Pessoa Física - Serviços Especiais Divulgada em 05.04.2012 (a) - Tarifa alterada, ( i ) - Tarifa incluída, com vigência a partir de 04.05.2012 Produtos e Serviços / Periodicidade Cobrança

Leia mais

TABELA FINANCIAMENTO BANCÁRIO

TABELA FINANCIAMENTO BANCÁRIO TABELA FINANCIAMENTO BANCÁRIO Nova Barra Les Jardins de Monte Carlo - Ed Jasmim 120 Área 2 Parcelas Financiamento VALOR ATO em m2 30dd e 60dd 05/03/2013 DE VENDA 20% 10% 70,00% 506 3Q 1 87,06 114.140,00

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MOCOCA. Av. Dr. Américo Pereira Lima, S/Nº Jardim Lavínia Mococa/SP CEP 13736-260 (19) 3656-5559

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MOCOCA. Av. Dr. Américo Pereira Lima, S/Nº Jardim Lavínia Mococa/SP CEP 13736-260 (19) 3656-5559 FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MOCOCA Curso: Informática Informática Gestão de Negócios. Disciplina: Administração Financeira e Orçamentária. Professor(a): Darlan Marcelo Delgado. Lista de Exercícios:. Conteúdo

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A.

BANCO DO BRASIL S.A. BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Smiles Banco do Brasil S.A. Pessoas Físicas Correntistas e Não-Correntistas Características do Cartão de Crédito Smiles

Leia mais

Fique à vontade para falar com a gente sempre que precisar!

Fique à vontade para falar com a gente sempre que precisar! Fique à vontade para falar com a gente sempre que precisar! Estamos na fase final de execução do seu empreendimento, e para que tudo ocorra da melhor maneira, desenvolvemos este guia para que você conheça

Leia mais

AROEIRA, JACARANDÁ, MANACÁ E SAPUCAIA - FINAL 1 E 2

AROEIRA, JACARANDÁ, MANACÁ E SAPUCAIA - FINAL 1 E 2 ENTREGA EM 4 MESES Tabela Ikê - Torres Aroeira, Jacarandá, Manacá e Sapucaia - Financiada VALORES EM R$ (REAIS) Apartº Tipo 109,62 Ato 30 / 60 / 90 / 120 AROEIRA, JACARANDÁ, MANACÁ E SAPUCAIA - FINAL 1

Leia mais

Módulo 2 Pr T odít ut U os L e O S erx viços Financeiros

Módulo 2 Pr T odít ut U os L e O S erx viços Financeiros Módulo 2 Produtos TÍTULO e Serviços X Financeiros CRÉDITO PESSOAL Olá! Neste módulo, vamos aprofundar nossos conhecimentos sobre os produtos e serviços financeiros que podemos oferecer aos nossos clientes.

Leia mais

TORRE WEST OFFICES FEVEREIRO DE 2011

TORRE WEST OFFICES FEVEREIRO DE 2011 10/3/2013 12 1 TORRE WEST OFFICES FEVEREIRO DE 2011 Planejamento e Desenvolvimento Urbano Realização Realização Planejamento e Desenvolvimento Urbano Realização Realização CEO WEST OFFICES NOTAS: 1 - REAJUSTE

Leia mais

Informações de Mercado. 15 de maio de 2013

Informações de Mercado. 15 de maio de 2013 Informações de Mercado 15 de maio de 2013 Informações de Mercado Relevância do CI no desenvolvimento do país (*) Projeções Banco do Brasil (**) Projeção da ABECIP até 2015 e estimativa Dimob até 2016 (***)

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Co-Branded Chevrolet Card Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Chevrolet Card de uso doméstico e/ou

Leia mais

Prof. Diogo Miranda. Matemática Financeira

Prof. Diogo Miranda. Matemática Financeira 1. Uma alternativa de investimento possui um fluxo de caixa com um desembolso de R$ 10.000,00, no início do primeiro mês, Outro desembolso, de R$ 5.000,00, ao final do primeiro mês, e duas entradas líquidas

Leia mais

SEGURO DFI COMPREENSIVO CARTILHA RESUMIDA

SEGURO DFI COMPREENSIVO CARTILHA RESUMIDA SEGURO DFI COMPREENSIVO CARTILHA RESUMIDA Construindo em parceria a sua credibilidade O mercado da Construção Civil tem muito a crescer no Brasil e o seu desenvolvimento depende de uma visão estratégica.

Leia mais

QUEM SOMOS. Matriz -SC. Filial SP. O M2 BANK é uma casa de serviços financeiros, consultoria empresarial e intermediações de negócios.

QUEM SOMOS. Matriz -SC. Filial SP. O M2 BANK é uma casa de serviços financeiros, consultoria empresarial e intermediações de negócios. QUEM SOMOS Matriz -SC O M2 BANK é uma casa de serviços financeiros, consultoria empresarial e intermediações de negócios. Atuando em parceria com os melhores e mais competitivos bancos e instituições financeiras

Leia mais

1- VENDA. Perc (%) 5 a 7. 2 -COMPRA Perc (%) 2.1- Autorização expressa para procura de imóveis imóveis urbanos. 5 a 7

1- VENDA. Perc (%) 5 a 7. 2 -COMPRA Perc (%) 2.1- Autorização expressa para procura de imóveis imóveis urbanos. 5 a 7 1 VENDA Perc (%) 1.1 Imóveis urbanos 1.2 Imóveis rurais 1.3 Imóveis industriais 1.4 Imóveis comerciais 1.5 Venda judicial 1.6 Venda de financiamento total ou parcial, os honorários devido será sobre o

Leia mais

Comissões Euros (Mín/Máx) Em %

Comissões Euros (Mín/Máx) Em % 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação /Conexo Produtos de Taxa indexada / Produtos de Taxa Fixa / Crédito Não residentes / Crédito Deficientes / Crédito Terreno iniciais 1. Iniciais

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Março 2013.

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Março 2013. Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Março 2013. Repasse na planta e os impactos econômico-financeiros nos empreendimentos habitacionais destinados à venda Profa. Dra. Carolina

Leia mais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais I. A Conjuntura Econômica II. III. Introdução à RB Capital Soluções Imobiliárias Residenciais Conjuntura Econômica Cenários

Leia mais

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS.

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. Cláusula 1ª - A Proposta de Adesão é o instrumento pelo qual o proponente, doravante denominado

Leia mais

Evento CBIC. Brasília, 27 de Setembro de 2012

Evento CBIC. Brasília, 27 de Setembro de 2012 Evento CBIC Brasília, 27 de Setembro de 2012 Grandes Números: Perspectivas, BB e Mercado Grandes números e perspectivas BB 16% do PIB 33% 4,7% do PIB R$ 1,3 Tri 13% 11% 157% Crescimento anual de R$ 85

Leia mais

Relatório Gerencial do 3º Trimestre de 2014 CSHG Realty Development FIP. list.imobiliario@cshg.com.br

Relatório Gerencial do 3º Trimestre de 2014 CSHG Realty Development FIP. list.imobiliario@cshg.com.br CSHG Realty Development FIP list.imobiliario@cshg.com.br Com objetivo de participar do investimento em projetos de desenvolvimento imobiliário nos segmentos de shopping centers, edifícios corporativos

Leia mais

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa.

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. GUIA COMPRA DE CASA Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. O BPI sintetizou algumas informações que o ajudarão a tomar a melhor decisão. 1 - Quais os custos a considerar na escolha

Leia mais

Capacidade de superar grandes metas: efetividade

Capacidade de superar grandes metas: efetividade São Paulo 11 AGO 11 Números recentes Capacidade de superar grandes metas: efetividade No MCMV 1 Foram recepcionados projetos para contratação de mais de 1.200.000 mil unidades habitacionais Foram contratados

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 13.305, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2009. (publicada no DOE nº 232, de 03 de dezembro de 2009) Autoriza o Poder Executivo

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA. Recompra Garantida Planik

REGULAMENTO DA CAMPANHA. Recompra Garantida Planik REGULAMENTO DA CAMPANHA Recompra Garantida Planik PROGRAMA DE BENEFÍCIOS Recompra Garantida Planik ( Campanha ) é uma campanha de iniciativa da Planik Empreendimentos Imobiliários Ltda., pessoa jurídica

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS ÍNDICE 1.0 - DOS EMPRÉSTIMOS...Página 2 2.0 - DA MODALIDADE... 2 3.0 - DOS LIMITES... 2 4.0 - DA CONCESSÃO... 3 5.0 - DOS PRAZOS... 4 6.0 - DA AMORTIZAÇÃO... 4

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ - SP DECRETO Nº 24.162, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ - SP DECRETO Nº 24.162, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012 DECRETO Nº 24.162, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2012 MIGUEL HADDAD, Prefeito do Município de Jundiaí, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, em especial, ao que consta do art. 10 da Lei Municipal

Leia mais

DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR (em atendimento ao Anexo I da Deliberação CVM 734/2015) INVESTIDOR 1. Nome / Razão Social 2. CPF / CNPJ

DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR (em atendimento ao Anexo I da Deliberação CVM 734/2015) INVESTIDOR 1. Nome / Razão Social 2. CPF / CNPJ DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR (em atendimento ao Anexo I da Deliberação CVM 734/2015) INVESTIDOR 1. Nome / Razão Social 2. CPF / CNPJ 3. Endereço 4. Número 5. Complemento 6. Bairro 7. Código de Área 8. Telefone

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS Aprovado pela REDIR Nº. 257ª de 30/11/2010 e na 178ª Reunião do CD n 166ª de 03/12/2010. 1 REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS ÍNDICE 1.0 - DOS EMPRÉSTIMOS...Página

Leia mais

Goiânia registrou alta de 12,7% nos preços de imóveis no acumulado de 2014, o maior entre 20 cidades brasileiras

Goiânia registrou alta de 12,7% nos preços de imóveis no acumulado de 2014, o maior entre 20 cidades brasileiras Goiânia registrou alta de 12,7% nos preços de imóveis no acumulado de 2014, o maior entre 20 cidades brasileiras FIPE- jan.2015- - g1.com.br A alta nos juros de financiamento bancário e a restrição ao

Leia mais

Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização

Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização 8º ENAENCO Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização ROGÉRIO DE PAULA TAVARES Superintendente Nacional Saneamento e Infra-estrutura São Paulo, 29 de novembro de 2007 Fonte:

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 320, de 2 de março de 2006.

CIRCULAR SUSEP N o 320, de 2 de março de 2006. CIRCULAR SUSEP N o 320, de 2 de março de 2006. Dispõe sobre a concessão, pelas entidades abertas de previdência complementar e sociedades seguradoras de assistência financeira a participante de plano de

Leia mais

Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco Básico Standard.

Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco Básico Standard. SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento de Utilização do seu Cartão de Crédito Bradesco Básico Standard. A seguir, você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações

Leia mais

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN A) DO TEST LIFE 1. A presente promoção é realizada pela EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A, por si e pelas empresas de seu grupo econômico, doravante GRUPO EVEN,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009

PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 PROGRAMA NACIONAL DE HABITAÇÃO URBANA MINHA CASA MINHA VIDA SINDUSCON, 24/05/2009 OBJETIVO DO PROGRAMA Subsidiar a aquisição de IMÓVEL NOVO para os segmentos populacionais de menor renda Política Social

Leia mais

CONTRATO DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE UNIDADE AUTÔNOMA E OUTROS PACTOS TORRE DOMANI

CONTRATO DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE UNIDADE AUTÔNOMA E OUTROS PACTOS TORRE DOMANI CONTRATO DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE UNIDADE AUTÔNOMA E OUTROS PACTOS TORRE DOMANI Unidade autônoma apartamento Pelo presente instrumento particular, as partes enunciadas e qualificadas no Capítulo

Leia mais

Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário

Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário Encontro Nacional ABC e FNSHDU Diretoria de Crédito Imobiliário As perspectivas do mercado Relevância do CI no desenvolvimento do país Mercado - RS bilhões * PIB - R$ bilhões (***) Crédito Imobiliário

Leia mais

Crédito Imobiliário HSBC

Crédito Imobiliário HSBC Crédito Imobiliário HSBC A compra de um imóvel é sempre um passo muito importante na vida de qualquer pessoa. E para você ter a certeza de que está fazendo um bom negócio, o banco HSBC desenvolveu um conjunto

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

Cédula de Produto Rural -

Cédula de Produto Rural - Renda Fixa Cédula de Produto Rural - CPR Cédula do Produto Rural Comercialização de produtos do agronegócio com recebimento antecipado O produto A Cédula do Produtor Rural é um título de crédito lastreado

Leia mais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais I. A Conjuntura Econômica II. III. Soluções Imobiliárias Residenciais Atuação RB Capital no Setor Imobiliário 2 Conjuntura

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições:

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: a) PASSA TEMPO ADMINISTRADORA DE CARTÃO LTDA., com sede na Rua

Leia mais

ÍNDICE INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA ENTENDA SEU IMÓVEL COMPRANDO SEU IMÓVEL COMO COMPRAR MEU IMÓVEL? RECEBENDO O SEU IMÓVEL

ÍNDICE INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA ENTENDA SEU IMÓVEL COMPRANDO SEU IMÓVEL COMO COMPRAR MEU IMÓVEL? RECEBENDO O SEU IMÓVEL GUIA DE COMPRA ÍNDICE 05 INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA 09 ENTENDA SEU IMÓVEL COMPRANDO SEU IMÓVEL COMO COMPRAR MEU IMÓVEL? 9 RECEBENDO O SEU IMÓVEL INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA O QUE É

Leia mais

SEGURO DECENAL CARTILHA RESUMIDA

SEGURO DECENAL CARTILHA RESUMIDA SEGURO DECENAL CARTILHA RESUMIDA Construindo em parceria a sua credibilidade O mercado da Construção Civil tem muito a crescer no Brasil e o seu desenvolvimento depende de uma visão estratégica. Esta é

Leia mais

Linhas de Crédito. Capital de Giro

Linhas de Crédito. Capital de Giro Linhas de Crédito Capital de Giro Apresentação FIESP Jul/2015 Operações mais utilizadas NOME CONTA GARANTIDA CAIXA CH.EMPRESA CAIXA CREDITO ESPECIAL EMPRESA - PRE/PRICE - GARANTIA FGO GIROCAIXA RECURSOS

Leia mais

UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5152 MATEMÁTICA FINACEIRA II PROF. FERNANDO GUERRA. 1 LISTA DE EXERCÍCIOS SISTEMAS DE AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS 1) Certo banco concede um financiamento de 80.000

Leia mais

Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento.

Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento. REFINANCIAMENTO DE IMÓVEIS 2011 O que é o Refinanciamento de Imóveis Rodobens? Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento. Taxa de juros reduzida, chegando

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. A CASA PRÓPRIA FINANCIADA VISÃO GERAL

1. APRESENTAÇÃO 2. A CASA PRÓPRIA FINANCIADA VISÃO GERAL ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...Página 3 2. A CASA PRÓPRIA FINANCIADA VISÃO GERAL...Página 3 3. FORMAS DE AQUISIÇÃO DA CASA PRÓPRIA...Página 5 1 a Compra à vista...página 5 2 a Compra e venda parcelada...página

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

IAS 38 Ativos Intangíveis

IAS 38 Ativos Intangíveis 2011 Sumário Técnico IAS 38 Ativos Intangíveis emitido até 1 Janeiro 2011. Inclui os IFRSs com data de vigência a paritr de 1º de janeiro de 2011, porém não inclui os IFRSs que serão substituídos. Este

Leia mais

Goiânia Março/2013. Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação

Goiânia Março/2013. Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação 1 Goiânia Março/2013 Teotonio Costa Rezende Diretor Execu4vo Diretoria Execu4va de Habitação ü A CAIXA em números ü Inovações ü Produtos PJ A CAIXA EM NÚMEROS Crédito Imobiliário e Market Share CAIXA 250

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3220 - ANTAQ, DE 8 DE JANEIRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 3220 - ANTAQ, DE 8 DE JANEIRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 3220 - ANTAQ, DE 8 DE JANEIRO DE 2014. APROVA A NORMA QUE ESTABELECE PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ARRENDAMENTOS E RECOMPOSIÇÃO DO EQUILÍBRIO ECONÔMICO- FINANCEIRO DOS CONTRATOS

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 07. Subvenção e Assistência Governamentais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 07. Subvenção e Assistência Governamentais COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 07 Subvenção e Assistência Governamentais Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 20 (IASB) Índice Item OBJETIVO E ALCANCE

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA DIRETORIA EXECUTIVA DATAS

COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA DIRETORIA EXECUTIVA DATAS COMANDO DA AERONÁUTICA CAIXA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO DA AERONÁUTICA DIRETORIA EXECUTIVA DATAS EMISSÃO EFETIVAÇÃO DISTRIBUIÇÃO NS Nº 022B/DE/2011 26/12/2011 26/12/2011 GERAL ASSUNTO COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

Programas Minha Casa Minha Vida

Programas Minha Casa Minha Vida Programas Minha Casa Minha Vida PNHR OGU Entidades FDS 0 a 3 SM FAR PNHU FGTS 1 2 PNHR - Programa Nacional de Habitação Rural OBJETIVO Financiamento aos agricultores familiares para construção, reforma

Leia mais

Pra que serve a Matemática Financeira? AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS MATEMÁTICA FINANCEIRA 20/01/2016. Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc

Pra que serve a Matemática Financeira? AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS MATEMÁTICA FINANCEIRA 20/01/2016. Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc MATEMÁTICA FINANCEIRA Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc Pra que serve a Matemática Financeira? 1 NOÇÕES GERAIS SOBRE A MATEMÁTICA

Leia mais

ROSSI FÁCIL CARTILHA FINANCEIRA

ROSSI FÁCIL CARTILHA FINANCEIRA ROSSI FÁCIL CARTILHA FINANCEIRA Índice Apresentação Compromisso com projetos de vida 3 Passo a passo do repasse imobiliário Ciclo de vida do empreendimento 4 Assessoria imobiliária 6 O que é assessoria

Leia mais

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz.

Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. Manhattan. Agora com a força da Caixa. Seu novo jeito de ser feliz. O Manhattan passou a contar com o financiamento e a credibilidade da CAIXA. Uma garantia a mais para você, num empreendimento que já

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS CONDOMÍNIO SKY VIEW

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS CONDOMÍNIO SKY VIEW NORMAS CONTRATUAIS TORRE UNIDADE Nº ANDAR Pelo presente instrumento particular e regular forma de direito, as partes mencionadas no item I alíneas a e b do Quadro Resumo têm entre si justa e acertada a

Leia mais

5ky MATEMÁTICA FINANCEIRA - Prof. Edison Küster CONTEÚDO RESUMIDO

5ky MATEMÁTICA FINANCEIRA - Prof. Edison Küster CONTEÚDO RESUMIDO 1 CONTEÚDO RESUMIDO Elaboração e Apresentação Professor: Edison Küster MST. KÜSTER, Edison; Fabiane Christina Küster; Projetos Empresariais - Elaboração e Análise de Viabilidade - Editora Juruá, Curitiba

Leia mais

FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO INFORMAÇÕES INICIAIS - Eduardo G. Quiza Skype: eduardoquiza quiza@invespark.com.br (41) 3250-8500 - Real Estate: Fundamentos para análise de Investimentos. Elsevier, 2010. 2 MBA

Leia mais

Kauai - Bahia. Ficha Técnica. Rua do Cisne Branco, s/nº - Praça da Igreja de São Francisco - Praia do Forte - Mata de São João - Bahia - Brasil

Kauai - Bahia. Ficha Técnica. Rua do Cisne Branco, s/nº - Praça da Igreja de São Francisco - Praia do Forte - Mata de São João - Bahia - Brasil Ficha Técnica Kauai - Bahia Ficha Técnica Área do terreno Endereço 2.520m² Rua do Cisne Branco, s/nº - Praça da Igreja de São Francisco - Praia do Forte - Mata de São João - Bahia - Brasil Torre Pavimentos

Leia mais

2. Condições diferenciadas oferecidas aos clientes GAFISA

2. Condições diferenciadas oferecidas aos clientes GAFISA REGULAMENTO DA CAMPANHA 1. Descrição da Campanha 1.1. A Campanha nomeada como Compra Segura com Risco Zero é uma iniciativa da GAFISA S.A., pessoa jurídica de direito privado com sede na Avenida das Américas,

Leia mais

Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático

Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Normas Operacionais Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Capítulo I - REGULAMENTO 1. OBJETIVO Apoiar, na fase pós-embarque, a comercialização, no exterior, de bens de fabricação nacional, observadas

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS

CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS CHECKLIST CONVÊNIOS E CONTRATOS DE REPASSE RECURSOS FEDERAIS VERIFICAÇÕES PRELIMINARES Art. 3, caput e 1 ; 1. O objeto do convênio ou contrato de repasse guarda relação com a atividade do convenente? 2.

Leia mais

TERMO ADITIVO Nº 04/08

TERMO ADITIVO Nº 04/08 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CBIC E AS GESTORAS DE SEGUROS ASTECA E GEO, COM O OBJETIVO DA FORMAÇÃO DE UM NÚCLEO DE SEGUROS VOLTADO À CONSTRUÇÃO. TERMO

Leia mais

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física Cédula nº: Valor: Data da emissão: Data do vencimento: 1. EMITENTE(S): 1.1 Nome: 1.2 RG: 1.3 CPF/MF - CNPJ/MF: E os coemitentes, demais titulares da conta corrente ao final nomeados, todos qualificados

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE

TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE TABELA FEVEREIRO 2014 - MOEDA FORTE Exclusividade de Intermediação: fevereiro-14 Incorporação e Construção: CENTRAL DE ATENDIMENTO DA ABYARA BROKERS IMOBILIÁRIO TEC VENDAS CONSULTORIA DE IMOVEIS LTDA Av.

Leia mais