O que eu não vou falar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que eu não vou falar"

Transcrição

1 Business Continuity

2 Introdução Esta apresentação não tem preocupação acadêmica sobre o tema Business Continuity, e nem se destina a discutir uma arquitetura genérica para atendimento de aplicações de Missão Crítica. Ela mostra uma arquitetura montada, para e pela BrasilTelecom para atender seus Business Requirements, e replicada atualmente em seus Cybers Datacenters.

3 O que eu não vou falar Arquitetura Genérica Produtos Metodologia Fases de um Plano de Business Continuity, Implementação e Gerenciamento Business Requirement Model

4 O que eu vou falar Conceitos Básicos de algumas Disciplinas de Business Continuity Cardápio de Opções para Atender Vários Níveis de Criticidade das Aplicações Uma Arquitetura, Implantada, que Atende os Business Requirements da BrasilTelecom

5 Disciplinas Disaster Recovery Application & Information Mobility Faster Recovery Alta Disponibilidade Cyber Data Center

6 Conceituar Disaster Recovery Habilidade de colocar aplicações críticas em funcionamento, sabendo-se da indisponibilidade prolongada do ambiente original. Análise da Indisponibilidade Definição de Aplicações Críticas Tempo de Recuperação Gaps de Informações Disaster Recovery Plan Plano de Continuidade do Negócio ( Business Resumption Plan ) Plano de Recuperação de Processos( Workspace Recovery ) Plano de Contingência ( Far-Reaching impact on the Business )

7 Conceituar Application & Information Mobility Habilidade de processar uma aplicação e dados em ambientes alternativos mas não simultâneos. Faster Recovery Habilidade de minimizar o tempo de indisponibilidade de uma aplicação e dados, a partir de uma parada não prevista.

8 Conceituar Alta Disponibilidade Habilidade de prover ao Usuário Final, acesso às aplicações e dados, em percentagem superior a 99% (normalmente 99,999%), do scheduled time. MTTF Mean Time To Failure = MTBE MTTR Mean Time To Repair DISPONIBILIDADE = MTTF/(MTTF+MTTR) ALTA DISPONIBILIDADE = (Alto) MTTF e/ou (Baixo) MTTR FAULT TOLERANCE = MTTF ~ 0

9 Conceituar Cyber Data Center Ambiente de processamento, armazenamento, rede, provisioning, suporte, operação etc.,com infra-estrutura básica Robusta, para suportar várias modalidades serviços de hosting.

10 Business Architecture Architecture Framework Business Requirements Business Continuity Architecture Business Continuity Plan BC Implementation & Management

11 Arquitetura Convergente BrasilTelecom Gerência de Negócios BML CRM SAC Billing Data Warehouse Barramento BSS - Gerência de Serviços SML Gerência de Rede e Sistema NML Falhas DB Service Desk (TT) Problemas SLM Força de Trabalho Mudanças Teste/controle vrs. Mediação Configuração Serviço de Diretório Aprovisioname nto Barramento ETI Barramento OSS - Gerência de Elemento de Rede - EML Ger.Redes Coleta de Alarmes Telefones Públicos Rede Determinística Comutação Digital Nós Multiserviços Rede Pacotes Rede de Sincronismo WLL Rede Inteligente Rede Comutada Rede Externa Infra-estrutura Ger.Servidores/Backup Rede SDH Rede Convergente Rede Satélite UMS TX PDH BMP Ger.BD/Aplicação Correlação e Tratamento de Sinalização Canal Comum #7 Redes Multiserviço Rede Ótica Tráfego Fallhas Ger. Elemento de Rede L Redes Rede Servid ore BD Aplicaç ão Servid ore BD Aplicaç ão IT elements Telecom elements

12 Arquitetura Técnica CyDC BrasilTelecom SAN/NAS SAN/NAS Cyber Datacenter Brasília Cyber Datacenter Porto Alegre BrTT Roteador Roteador ATM Switch Cyber Datacenter Curitiba

13 Arquitetura Técnica CyDC BrasilTelecom Brasilia - Producao BCV - Para Contingência de Brasilia BCV RAID-1 - Producao de POA Contingência R2 dos dados de Porto Alegre Porto Alegre - Producao BCV - Para contingência de Porto Alegre BCV RAID-1 - Producao de BSB Contingência R2 dos dados de Brasilia ESCON BCV STM BRASÍLIA PORTO ALEGRE

14 Su n SPA RCclust er 1 SD S un S PARCclust er 1 SD Arquitetura Técnica Cyber Datacenter BrasilTelecom Disk array Disk array Disk array Disk array STORAGE CENTRAL Datawarehouse Gestão Empresarial Customer Care Gerência Rede Mainframes Mediadores Billing etc... SERVIDORES APLICAÇÕES Ethernet SERVIDORES BACKUP Ethernet BACKUP/RESTORE ROBÔ BARRAMENTO SAN BARRAMENTO GIGABIT

15 Backup Corporativo BRASÍLIA 3494-L D D D L D D D A60 Servers NT Servers UNIX SAN VTS Cache SSA RS/6000 TSM Server Partição HP Partição SUN OS390 Rede IP de Backup de Brasília BCVs BCVs BrTT Legenda DW DETRAF BMP Fiber Channel Rede IP SP IBM AIX HP SUN

16 Backup Corporativo CRT 3494-L D D D D A60 Servers NT Servers UNIX SAN VTS Cache SSA RS/6000 TSM Server Partição HP Partição SUN Partição COMPAQ OS390 Rede IP de Backup da CRT BCVs BCVs BCVs BrTT EMC Legenda Fiber Channel SETTLER SAP SCSI ESCON Rede IP SP IBM AIX HP SUN COMPAQ

17 Backup Corporativo Curitiba SILO C Servers NT Cache SSA RS/6000 TSM Server Servers UNIX BrTT Legenda Fiber Channel Rede IP Rede IP de Backup da TELEPAR

18 Application & Information Mobility Distribuição de Processamento Brasília CRM WFM PROVISIONING CORRELAÇÃO EVENTOS DETRAF DW Curitiba GIRS GERENCIA DE REDE SDH NÓ MULTI.SERVIÇO ADSL ACCESS7 SLA / SLM Porto Alegre ERP BMP SAC SFA SGA

19 Application & Information Mobility EAI-Integração do Workflows Workflow Corporativo (Federado) Workflow Específico Workflow Específico Workflow Específico CRM Workflow Específico Billing Provisioning ERP

20 Application & Information Mobility Racionalização de Infraestrutura Máquinas em alta disponibilidade Isolamento físico do do ambiente Padronização de S.O. e de Banco de Dados Area Network

21 Application & Information Mobility Porto Alegre CRM Produção Brasilia Mobility Service Curitiba

22 Application & Information Mobility Porto Alegre CRM Contingência Produção Brasilia Curitiba

23 Disponibilidade Pontos de Falha Application Transação Rede 3% Aplicação 90% Hardware/Software 4% 3%

24 Disponibilidade Transação Transação Application 1 Application 2 Tempo: (MTTR) -Colocação da Aplicação no Ar ; -Commit Pendentes; -RollBack -Etc... Tempo: (MTTR) -Restore Backup; -Recuperação do DB

25 Disponibilidade Transação Load Balance MTTF Application 1 Application 2 Tempo: (MTTR) -Colocação da Aplicação no Ar ; -Commit Pendentes; -RollBack -Etc... Tempo: (MTTR) -Restore Backup; -Recuperação do DB

26 Disponibilidade Transação Application 1 Application 2 Disponibilidade Contínua Paralel Server

27 Transação Application 1 Application 2 Application 1 Application 2 Paralel Server BCV Tempo: (MTTR) -Colocação da Aplicação no Ar ; -Commit Pendentes; -RollBack -Etc... BCV Business Continuity / Disaster Recovery

28 Transação Application 1 Application 2 Servidor de Backup/Restore Fitoteca Robotizada Paralel Server Restore BCV2 Backup Business Continuity / Disaster Recovery Backup Corporativo

29 OBRIGADO!!!!!!!! PERGUNTAS 0xx

Serviços Sob Demanda Aplicáveis ao Setor Público

Serviços Sob Demanda Aplicáveis ao Setor Público Serviços Sob Demanda Aplicáveis ao Setor Público Mostra de Soluções em Tecnologia da Informação e Comunicações Aplicadas ao Setor Público 31 de Março de 2004 Agenda Abertura Visão Institucional da BrT

Leia mais

Serviços de Arquitetura

Serviços de Arquitetura Serviços de Arquitetura Serviços e Processos em Tecnologia da Informação, uma visão prática. As melhores práticas na constituição de serviços, processos e arquitetura tecnológica. Gerência de Arquitetura

Leia mais

Data Center como Ambiente de Segurança de Dados. Antonio Rivas

Data Center como Ambiente de Segurança de Dados. Antonio Rivas Data Center como Ambiente de Segurança de Dados Antonio Rivas 1 1 Agenda Portfolio Brasil Telecom Cyber Data Center (CyDC) Gerenciamento de Continuidade do Negócio (BCM) Segurança e Gerenciamento (SOC)

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

NAS Network Attached Storage

NAS Network Attached Storage NAS Network Attached Storage Evolução Tecnológica 1993 Primeiro appliance de storage NAS; 1996 Primeiro protocolo de backup em rede NDMP; 1996 Primeiro storage multi-protocolo UNIX/Windows; 1997 Primeiro

Leia mais

Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved.

Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved. Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud Guilherme Azevedo EMC Ionix 1 O trajeto do data center virtualizado Desafios de gerenciamento Exigências essenciais Gerenciar entre domínios Adotar a

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers. Juliano Simões. Diretor de Tecnologia

Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers. Juliano Simões. Diretor de Tecnologia Benefícios e processos relacionados à migração e servidores dedicados para cloud servers Juliano Simões Diretor de Tecnologia Agenda Comparar o modelo de servidor dedicado, orientado ao hardware, com os

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Anéis Ópticos em Backbone www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Em 1980 foi formado o grupo de trabalho ANSI X3T9.5 com a finalidade de desenvolver

Leia mais

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec Teoria geral do Sistemas O Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes

Leia mais

Os Paradigmas da Segurança na Cloud

Os Paradigmas da Segurança na Cloud Felippe Motta Engenharia Cloud fmotta@uolinc.com Os Paradigmas da Segurança na Cloud Full IT Outsourcing 7 Paradigmas da Segurança 1. Viabilidade em longo prazo 2. Compliance com regulamentação 3. Localização

Leia mais

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP

Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Soluções Inteligentes para regulamentações e negócios em aplicações SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. A Union IT... 3 2. A importância de gerenciar dinamicamente infra-estrutura,

Leia mais

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso.

Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Cada vitória é importante pois são de vitórias que se constroem conquistas. São de conquistas que se constrói o sucesso. Somos a FIDELITY IT, seu novo parceiro nas próximas vitórias e conquistas. Mais

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE

INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE INFRAESTRUTURA DE TI DA TEKSID PASSA POR ATUALIZAÇÃO COMPLETA, OBTENDO REDUÇÃO DE GASTOS E MELHORIAS NO AMBIENTE Perfil O Grupo Teksid é o maior em fundição de autopeças do mundo, com capacidade produtiva

Leia mais

Nossa relação com o Mercado TIC

Nossa relação com o Mercado TIC Nossa relação com o Mercado TIC Consulting Services Consultoria Técnica e Gerencial em Processos de TI e Aplicações, redesenhando-os à maximização de resultados. Gestão Estratégica: Outsourcing do Desenvolvimento,

Leia mais

SPED e NF- e Claudio Coli

SPED e NF- e Claudio Coli SPED e NF- e Claudio Coli A MASTERSAF Nossa Visão Missão Negócio Nossa Razão Convergência Promover Ética e Responsabilidade Social deixando um legado que seja motivo de Orgulho para nossos Clientes e Colaboradores

Leia mais

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305 Garantindo a alta disponibilidade nas Máquinas Virtuais do Microsoft Azure MDC305 Palestra Quem são os palestrantes? Daniel Mauser Senior Techical Advisor LATAM Escalation Team Lead Email: dmauser@microsoft.com

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE VALOR:

PROPOSIÇÃO DE VALOR: Caro Cliente, Na economia atual, você não pode permitir ineficiências ou sobreprovisionamento de nenhum recurso - recursos inativos custam dinheiro, recursos mal utilizados custam oportunidades. Você precisa

Leia mais

Como manter uma rede com qualidade de serviço? Gerência de Rede. Visão Geral da Gerência de Redes. Importância de gerência de Redes. Cont.

Como manter uma rede com qualidade de serviço? Gerência de Rede. Visão Geral da Gerência de Redes. Importância de gerência de Redes. Cont. Gerência de Rede A importância estratégica crescente das redes envolve: Aplicações indispensáveis à organização Quanto mais complexo o ambiente maior o risco de coisas erradas acontecerem. Como manter

Leia mais

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados.

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1 VPLEX A arquitetura por trás da mobilidade da nuvem híbrida e do mecanismo de disponibilidade da EMC 2 Desafios de TI Endereçar requisitos de negócios com demandas crescentes 1. Mover e realocar aplicações

Leia mais

Paulo Fernando Cramer Meyer. Curriculum Vitae. Objetivo

Paulo Fernando Cramer Meyer. Curriculum Vitae. Objetivo Paulo Fernando Cramer Meyer Casado Natural de Porto Alegre RS Endereço: Rua José Augusto Maba 94, Bairro Fortaleza Blumenau SC Cep 89056-080 Fone: (47) 3323-2750 9245-3301 Resido em Blumenau a 26 anos

Leia mais

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior - Superior completo ou cursando Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou áreas correlatas. - Conhecimento das funções

Leia mais

As Service Management Functions - SMFs

As Service Management Functions - SMFs As Service Management Functions - SMFs Última revisão feita em 13 de Setembro de 2007. Objetivo Estamos de volta com mais um artigo da nossa série, nesta sexta parte pretendo apresentar para vocês o conceito

Leia mais

Naturalidade: São Paulo. E-mail: oliveiracef@gmail.com. Coordenação, supervisão, governança de TI, gerenciamento de projetos.

Naturalidade: São Paulo. E-mail: oliveiracef@gmail.com. Coordenação, supervisão, governança de TI, gerenciamento de projetos. CURRICULUM VITAE Carlos Eduardo Francisco de Oliveira Av. Interlagos, 1585 Cep 04661-100 - Jd. Umuarama - SP Tel.Res.: (11) 2369-0048 / (11) 5927-6964 Tel.Cel.: (11) 9 8950-0892 Idade: 45 anos Estado Civil:

Leia mais

Rede. Rede. Informação. Infraestrutura. Gerenciamento. Controle. Visão. Ação. Confiabilidade. Informação. Expertise. Rede. Visão. Rede.

Rede. Rede. Informação. Infraestrutura. Gerenciamento. Controle. Visão. Ação. Confiabilidade. Informação. Expertise. Rede. Visão. Rede. Gerenciamento Expertise Expertise Expertise Expertise A OpServices é uma empresa focada no desenvolvimento de soluções de governança de TI, monitoração de processos de negócios e de infraestrutura de TI.

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROJECTO DE ARQUIVO DIGITAL DE INFRA-ESTRUTURAS DE IT O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato

Leia mais

Windows 2000 Server. Overview

Windows 2000 Server. Overview Windows 2000 Server Overview Windows 2000 Server Family Built on NT Technology! Windows 2000 Server " Servidor de Negócios Básico " Até 2 processadores simétricos " Workgroup e implementação departamental!

Leia mais

Backup da EMC para SAP HANA pronto para datacenter. EMC Data Domain com DD Boost

Backup da EMC para SAP HANA pronto para datacenter. EMC Data Domain com DD Boost da EMC para SAP HANA pronto para datacenter EMC Data Domain com DD Boost 1 Informações corporativas big data Informações do parceiro Informações "públicas" Informações estruturadas em bancos de dados relacionais

Leia mais

Arquitetura Corporativa

Arquitetura Corporativa Arquitetura Corporativa Desafio em desenvolver Arquitetura de TIC PÚBLICO versão: 1 Abril / 2011 Gestor: Tecnologia da Informação e Telecomunicações Agenda 1. Um Pouco da Petrobras 2. Complexidade 3. Alinhamento

Leia mais

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br Vagas Holden TI: Analista de Desenvolvimento Java Sênior Consultor SAP FI DBA SQL Server DBA Oracle

Leia mais

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation Soluções IBM SmartCloud Estratégia de Cloud Computing da IBM Business Process as a Service Software as a Service Platform as a Service Infrastructure as a Service Design Deploy Consume Tecnologias para

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA

O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA O DATA CENTER ONDE VOCÊ ENCONTRA A CONFIANÇA QUE EXIGE E A FLEXIBILIDADE QUE PRECISA A ALOG A ALOG provê e gerencia ambientes de colocation, hosting e cloud computing de alta complexidade e é o primeiro

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores

Gerenciamento de Redes de Computadores Conteúdo Protocolo SNMP Por quê gerenciar a re corporativa? Abordagem Implementação Requisitos Produtos Política Pessoas Resumo SNMP Simple Network Management Protocol O SNMP (Protocolo Simples Re) foi

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

Av. Bem-te-vi, 333 Moema São Paulo-SP tel.: (11) 5049-0441 - www.eyenet.com.br

Av. Bem-te-vi, 333 Moema São Paulo-SP tel.: (11) 5049-0441 - www.eyenet.com.br 1 2 OBJETIVO DESTE DOCUMENTO APRESENTAR A EYENET E SERVIÇO ARQUIVO DIGITAL WEB - ADW 3 1) Apresentação Executiva 2) ADW 3) Proposta Comercial 4 A EYENET FOI FUNDADA EM 1999 COM O OBJETIVO DE PROVER SOLUÇÕES

Leia mais

Arquitecturas de Sistemas de Informação

Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitectura Tecnológica Arquitectura Tecnológica O que é: É a escolha dos tipos de tecnologia que devem ser utilizados para dar suporte a cada um dos sistemas e

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA

Leia mais

DataCenter 3.0 - Converged Infrastructure - Henrique S. Mamede

DataCenter 3.0 - Converged Infrastructure - Henrique S. Mamede DataCenter 3.0 - Converged Infrastructure - Henrique S. Mamede Evolução do DataCenter 2 Factos Actuais A crise Facto Organizações sob pressão para realizarem mais com menos recursos (financeiros, tecnológicos,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads)

Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) Perfil de investimentos em TI de 550 empresas e organizações em 2010 (Ferramenta de Geração de Leads) O ISF entrevistou 1.140 empresas entre os meses de dezembro de 2009 e fevereiro de 2010, com o objetivo

Leia mais

Unidade 1. Conceitos Básicos

Unidade 1. Conceitos Básicos Unidade 1 Conceitos Básicos 11 U1 - Conceitos Básicos Comunicação Protocolo Definição de rede Rede Internet 12 Comunicação de dados Comunicação de dados comunicação de informação em estado binário entre

Leia mais

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT Solução econômica para proteção de dados e recuperação de desastres local e remota FUNDAMENTOS Maximize a proteção de dados de aplicativos e a recuperação de desastres Proteja

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

CONFIDENCIAL Pro r m o on o n S.A. Tod o o d s o os o di d re r i e tos o r e r s e er e v r a v d a o d s o

CONFIDENCIAL Pro r m o on o n S.A. Tod o o d s o os o di d re r i e tos o r e r s e er e v r a v d a o d s o Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001:2000 Sistema de Gestão da Segurança da Informação BS 7799 Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001:2004 Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho OHSAS 18001:1999

Leia mais

PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009

PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009 PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009 Flavio Henrique Araque Gurgel http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.pt Slide 2 Suporte nível 2, 24/7 Configurações,

Leia mais

ISEP. Instituto Superior de Engenharia do Porto. Análise de Sistemas Informáticos

ISEP. Instituto Superior de Engenharia do Porto. Análise de Sistemas Informáticos ISEP Instituto Superior de Engenharia do Porto Análise de Sistemas Informáticos Armazenamento de Dados em Rede A Revolução do Armazenamento Partilhado A crise económica e a crescente necessidade de armazenamento

Leia mais

Centro deinformática / UFPE WORKSHOP MODCS 2016

Centro deinformática / UFPE WORKSHOP MODCS 2016 Centro deinformática / UFPE WORKSHOP MODCS 2016 Análise de Performabilidade de Nuvens Geograficamente Distribuídas Tolerante a Desastres Por: José Jair CavalcantedeFigueirêdo Orientador: Paulo RomeroMartinsMaciel

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

SERCOMTEL S/A TELECOMUNICAÇÕES

SERCOMTEL S/A TELECOMUNICAÇÕES SERCOMTEL S/A TELECOMUNICAÇÕES LEGISLAÇÃO: Leis Municipais nº 934 de 09/10/1964, nº 988 de 11/06/1965, nº 1.058 de 14/12/1965, nº 3.587 de 04/07/1983, nº 6.419 de 18/12/1995, nº 6.666 de 27/06/1996 e nº

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL 16 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Storage O subsistema de armazenamento de dados deverá ser do tipo bloco, disponibilizando nativamente componentes de hardware para armazenamento baseado em bloco, com

Leia mais

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução

Rede Corporativa. Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro. Introdução Tutorial 10 mar 2009 Fabio Montoro Rede Corporativa Introdução Rede corporativa é um sistema de transmissão de dados que transfere informações entre diversos equipamentos de uma mesma corporação, tais

Leia mais

www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição

www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição www.american-nc.com.br AMERICAN NETWORK COMPUTERS Tecnologia a sua disposição A Empresa Iniciamos as operações em 1994 com foco no fornecimento de produtos e serviços de informática. Com o decorrer dos

Leia mais

Unidade I GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini

Unidade I GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini Unidade I GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Objetivo Sistemas para redução de custos e aprimoramento de produção. Diferenciais de processos em seus negócios. Melhores práticas de gestão de tecnologia

Leia mais

NÃO É NECESSÁRIO UMA GRANDE CASA PARA TER UM GRANDE NEGÓCIO

NÃO É NECESSÁRIO UMA GRANDE CASA PARA TER UM GRANDE NEGÓCIO NÃO É NECESSÁRIO UMA GRANDE CASA PARA TER UM GRANDE NEGÓCIO Instalações deficientes, falta de segurança, equipamentos e software obsoletos são problemas com que muitas Organizações têm que se debater no

Leia mais

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONCESSÃO ADMINISTRATIVA PARA DESENVOLVIMENTO, IMPLANTAÇÃO, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E GERENCIAMENTO DA SOLUÇÃO GRP DO MUNICÍPIO

Leia mais

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo:

A consolidação de servidores traz uma séria de vantagens, como por exemplo: INFRAESTRUTURA Para que as empresas alcancem os seus objetivos de negócio, torna-se cada vez mais preponderante o papel da área de tecnologia da informação (TI). Desempenho e disponibilidade são importantes

Leia mais

MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS

MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS MÓDULO 8 ARQUITETURA DOS SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Quando falamos em arquitetura, normalmente utilizamos esse termo para referenciar a forma como os aplicativos computacionais são estruturados e os hardwares

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

SGBD x Disponibilidade

SGBD x Disponibilidade SGBD x Disponibilidade Objetivo Escopo Motivação Conceitos básicos Disponibilidade Redundância de software Redundância de hardware 1 Objetivo: Objetivo Discutir tecnologias e práticas operacionais utilizadas

Leia mais

Segurança Física Professor: Pedro R3 Junior. Segurança Física

Segurança Física Professor: Pedro R3 Junior. Segurança Física Controle de acesso às instalações Localização Desenho e configuração das instalações Áreas Restritas / Áreas de Trabalho Controle de Visitantes Identificação Grades, Portões, Portas Giratória, Mantraps

Leia mais

Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa

Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa Canais: fpedrosa@gmail.com http://tinyurl.com/ycekmjv INMETRO - Infraestrutura - (CESPE 2009) 81 Gerenciamento de nível de serviço é uma forma de entrega

Leia mais

Visão geral do produto EMC Data Domain

Visão geral do produto EMC Data Domain DATA SHEET Visão geral do produto EMC Data Domain com desduplicação para backup e recuperação de última geração Panorama dimensionável com desduplicação Desduplicação rápida e em linha Retenção ampliada

Leia mais

Hospedagem Virtualizada

Hospedagem Virtualizada Conheça também Desenvolvimento de sistemas Soluções de Segurança Soluções com o DNA da Administração Pública Há 43 anos no mercado, a Prodesp tem um profundo conhecimento da administração pública e também

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

AX4B SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA X X. Nombre de la solución Escenario de Negocio Breve Descripción

AX4B SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA X X. Nombre de la solución Escenario de Negocio Breve Descripción A4B SERVIÇOS DE Quiénes somos Uma consultoria especializada em soluções de nuvem. Contamos com time técnico certificado em soluções de infraestrutura. Time com profissionais Microsoft, Unix, Oracle e SAP.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

Gerenciamento de Service Desk

Gerenciamento de Service Desk Gerenciamento de Service Desk Foque no seu negócio e deixe a infraestrutura de TI da sua empresa com a N7. Pare de se preocupar com manutenções, atualizações e configurações do sistema. Nossa equipe especializada

Leia mais

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade...

Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Continuidade de Negócio de TI O Sucesso da sua empresa também depende disso. Qual é sua necessidade... Reduzir custo de TI; Identificar lentidões no ambiente de TI Identificar problemas de performance

Leia mais

Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.)

Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.) Gerencia de Rede (Desempenho) Professor: Guerra (Aloivo B. Guerra Jr.) Unidade 3 3.1 Introdução 3.2. Definições 3.3. Motivações 3.4. Problemas 3.5. Desafios 3.6. Padronização e Arquitetura 3.7. Gerência

Leia mais

Conhecimento e Inovação. em TI para a Sustentabilidade

Conhecimento e Inovação. em TI para a Sustentabilidade Conhecimento e Inovação em TI para a Sustentabilidade A DRIVE A é especializada na continuidade de negócios em ambientes de missão crítica e no fornecimento de hardware, software e serviços para organizações

Leia mais

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE MISSÃO CRÍTICA Avançado Armazenamento híbrido com níveis de serviço com desempenho otimizado por flash em escala para cargas de trabalho

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 1 Ambiente de Data Center Os serviços de comunicação em banda larga estão mais

Leia mais

Infraestrutura e Tecnologia - Assegurar adequados recursos de tecnologia da Informação

Infraestrutura e Tecnologia - Assegurar adequados recursos de tecnologia da Informação 1. Escopo ou finalidade do projeto O objetivo do projeto é dotar o MP-PR de estrutura computacional centralizada e própria, com condições de atender plenamente os requisitos de processamento e armazenamento

Leia mais

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com Gerenciamento e Administração de Redes 2 Gerência de Redes ou Gerenciamento de Redes É o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de

Leia mais

UNIDADE II. Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti

UNIDADE II. Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti UNIDADE II Metro Ethernet Fonte: SGC Estácio e Marco Filippetti Metro Ethernet é um modo de utilizar redes Ethernet em áreas Metropolitanas e geograficamente distribuídas. Esse conceito surgiu pois, de

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

IBM BladeCenter S Grandes benefícios para a pequena empresa

IBM BladeCenter S Grandes benefícios para a pequena empresa IBM BladeCenter S Grandes benefícios para a pequena empresa Destaques Tudo em um integra servidores, armazenamento SAN, redes e I/O em um único chassi Dispensa conexões especiais usa tomadas elétricas

Leia mais

Garantindo aquilo que não pode Falhar: O seu site de contingência. Marcos Tadeu

Garantindo aquilo que não pode Falhar: O seu site de contingência. Marcos Tadeu Garantindo aquilo que não pode Falhar: O seu site de contingência. Marcos Tadeu Senior System Engineer 1 Agenda 1 2 3 DRA Overview Exemplos de funcionalidade Demo 4 Resumo e Q & A SYMANTEC VISION 2013

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim. CIAB - 16 junho 2015

Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim. CIAB - 16 junho 2015 Itaú Unibanco Centro Tecnológico Mogi Mirim CIAB - 16 junho 2015 Motivadores Suportar o crescimento de negócio Elevar a disponibilidade dos serviços Tempo de recuperação de dados igual a zero CTSP Data

Leia mais

Veeam Availability Suite v9 Protecting your path from the DataCenter to the cloud Ricardo Apud, Country Manager

Veeam Availability Suite v9 Protecting your path from the DataCenter to the cloud Ricardo Apud, Country Manager Veeam Availability Suite v9 Protecting your path from the DataCenter to the cloud Ricardo Apud, Country Manager Data: 13/10/2015 Bemvindo à Veeam Veeam foi fundada 2006 Crescimento exponencial da receita

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Gestão de SLA Do etom ao ITIL

Gestão de SLA Do etom ao ITIL Gestão de SLA Do etom ao ITIL Sergio Mainetti Jr. Visionnaire Agenda Parte 1 Apresentação da Empresa Parte 2 SLA Serviços no Mercado Atual O que é SLA? Barreiras para o uso de SLAs Do etom ao ITIL Parte

Leia mais

Convergência por Design

Convergência por Design Convergência por Design Ronaldo Aloise Diretor de Vendas ESSN 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. A Transformação

Leia mais

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO 1 Soluções Oracle Voltadas à Continuidade dos Negócios Luciano Inácio de Melo Oracle Database Administrator Certified Oracle Instructor Bacharel em Ciências da Computação

Leia mais

1 Introdução. 1.1. Motivação

1 Introdução. 1.1. Motivação 15 1 Introdução Esta dissertação dedica-se ao desenvolvimento de um analisador de erro para Redes Ópticas através da utilização de circuitos integrados programáveis de última geração utilizando taxas que

Leia mais

Aplicação ao Gerenciamento de Redes de Telecomunicações

Aplicação ao Gerenciamento de Redes de Telecomunicações Aplicação ao Gerenciamento de Redes de Telecomunicações Este tutorial apresenta o modelo TMN (Telecommunications Management Network) para gerenciamento de redes de Telecomunicações criado pelo ITU-T (International

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2009 1 ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: 1.1. FORMAÇÃO ACADÊMICA EXIGIDA PARA TODOS OS PERFIS

Leia mais

Disciplina: Ferramentas de Gerenciamento

Disciplina: Ferramentas de Gerenciamento PROF. RENÊ FURTADO FELIX rffelix70@yahoo.com.br Disciplina: Ferramentas de Gerenciamento Aula 2 Janeiro de 2013 H T T P : / / W W W. R E N E C O M P U T E R. N E T / F _ G E R E N C I A M E N T O. P H

Leia mais

Serviço HP SAN Deployment

Serviço HP SAN Deployment Informações técnicas Serviço HP SAN Deployment Serviços HP Care Pack O serviço HP SAN Deployment fornece a instalação e a configuração de sua rede de área de armazenamento (SAN). A HP oferece três níveis

Leia mais