Versão Setembro/2013. Manual de Processos. Módulo Protocolo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Versão 6.04.00 Setembro/2013. Manual de Processos. Módulo Protocolo"

Transcrição

1 Versão Setembro/2013 Manual de Processos Módulo Protocolo 1 1

2 2 2

3 Sumário Sumário... 3 Introdução ao Manual de Processos... 4 Conceituado os Processos de Negócio... 5 Estrutura do Manual de Processos... 6 Metodologia de Modelagem dos Processos... 9 A Notação Padrão... 9 Protocolo PRT01: Processo de Protocolação dos Documentos Cadastros Básicos Configuração dos Parâmetros Modelagem do Processo Descrição do Processo

4 Introdução ao Manual de Processos Visando alcançar a excelência nas implantações do ERP Pirâmide é requerido o conhecimento de todas as funcionalidades comportadas pela ferramenta em uma abordagem de processos. Desta forma, a partir da necessidade dos gestores de negócio das empresas que utilizam o ERP evidenciarem de forma fácil os processos de negócio que a ferramenta de gestão comporta originou-se o Manual de Processos do ERP Pirâmide. A excelência e bom desempenho dos processos nas organizações tem como premissa o conhecimento dos requisitos, processos e subprocessos, e também configurações necessárias. Dentro deste contexto, este manual abordará o processo do ERP Pirâmide a partir de uma visão de gestão de processos. Desta forma, estima-se que o resultado será: O conhecimento geral de como o processo é realizado no ERP Pirâmide; O conhecimento geral do processo, identificando a seqüência do fluxo no ERP Pirâmide, bem como os cadastros e configurações que o influenciam. Ter o conhecimento das entradas e saídas, dependências e relacionamento com outros processos no ERP Pirâmide. 4 4

5 Conceituado os Processos de Negócio Anteriormente à apresentação do Manual de Processos do ERP Pirâmide é indispensável o alinhamento sobre o conceito de processos. O processo pode ser compreendido como um conjunto de atividades realizadas numa sequência determinada que tem por objetivo produzir um bem ou serviço que agrega valor ao cliente. Um processo pode ser definido como organização lógica de pessoas, energia, equipamentos, e procedimentos em atividades de trabalho projetadas para produzir um resultado final (Gabriel A. Pall, 1987). A visão orientada a processos é relevante para a organização devido está direcionada a realidade externa, requerendo a visão de todas as partes da empresa, a fim do atendimento das necessidades do cliente. Em contrapartida à visão funcional que está orientado a atividades específicas, sem interação de todas as partes relacionadas a atividade. Considerando a premissa de que para as organizações com foco em processo, a qualidade do produto ou serviço é altamente influenciado pela qualidade do processo utilizado para produzi-lo. Sendo assim, as empresas precisam analisar seus processos buscando a excelência. 5 5

6 Estrutura do Manual de Processos O Manual de Processos do ERP Pirâmide é dividido por módulos do produto: Estoque, Compras, Orçamento, Comercial, Protocolo, Ativo Fixo, Contabilidade e Financeiro assim para cada módulo está disponível uma documento específica. Atualmente, a Procenge tem disponível 9 (cinco) Manuais de Processos referentes aos módulos mencionados. Além disso, há um Manual de Processos extras denominado Gerais que contempla processos comuns a diversos módulo do ERP Pirâmide. Módulos do ERP Pirâmide ESTOQUE COMPRAS ORÇAMENTO COMERCIAL PROTOCOLO COMERCIAL ATIVO FIXO CONTABILIDADE FINANCEIRO GERAIS Para cada Manual de Processos existem descritos todos os processos contemplados no respectivo módulo. Neste Manual de Processos - Protocolo somente aborda o processo Protocolação dos Documentos. Processos Protocolo COMERCIAL PROTOCOLO Protocolação de Documentos 6 6

7 Visando proporcionar a completa compreensão dos processos, neste Manual serão apresentadas as informações individualmente por processos: conceituação do processo, casos práticos, cadastros básicos, configurações, configurações específicas de parâmetros, configurações de NDO, modelagem do processo e o detalhamento do processo. Em todos os processos será comum a apresentação de conceitos, casos práticos, cadastros básicos, modelagem do processo e descritivo do processo. Os demais itens serão apresentados sempre que para a execução do processo as configurações forem necessárias. A imagem abaixo demonstra a estrutura individualmente por processo. Protocolação de Documentos Cadastros Básicos: Neste grupo de informações serão exibidos os cadastros prévios necessários de serem realizados no ERP Pirâmide, para a execução do processo. Os cadastros serão representados pelo símbolo com a descrição da informação a ser adicionada no sistema, e na caixa de texto ao lado será exibido o detalhamento deste cadastro. Entretanto, poderá ser visualizado o símbolo com linha tracejada na borda que tem por objetivo indicar que o cadastro não é uma operação obrigatória para o processo. Configurações: Neste grupo de informações serão exibidas configurações adicionais a serem realizadas no ERP Pirâmide, para a execução do processo. Configurações de Parâmetros: Neste grupo de informações serão exibidas configurações a serem realizadas nos parâmetros no ERP Pirâmide. Os parâmetros são regras que a empresa deverá estabelecer para definir o comportamento de ações que impactam no fluxo do processo. Ressaltando que o detalhamento dos parâmetros está contido no Manual de Usuários dos Módulo do ERP Pirâmide. Configuração de NDO: Neste grupo de informação será indicado o tópico do Manual de Configurações Básicas da NDO referente a(s) NDO(s) a ser(em) utilizada(s) no processo. Modelagem do Processo: Exibição do mapa do processo. Descritivo do Processo: Detalhamento do mapa do processo através da descrição do fluxo apresentado no item anterior. A tabela de detalhamento é composta por 3(três) colunas: a primeira indica a forma 7 7

8 em que a operação é realizada; a segunda o papel do usuário responsável pela atividade; e por último o detalhamento da atividade. Para a primeira coluna poderá ser visualizado os seguintes símbolos: (Ação executada no ERP Pirâmide), (Ação executada na Web do ERP Pirâmide), (Ação manual). Além disso, os processos serão identificados por numeração, a fim de facilitar a identificação e também referente de um processo em qualquer outro processo do ERP Pirâmide. A composição deste código é realizada através de 3 (três) caracteres alfabéticos que identificam o módulo associado ao processo e 2 (dois) caracteres numéricos. Na imagem abaixo poderá ser identificada a sigla dos módulos do ERP Pirâmide: Sigla dos Módulos do ERP Pirâmide ESTOQUE: EST COMPRAS: CMP ORÇAMENTO: ORC COMERCIAL: CMC PROTOCOLO: PRT COMERCIAL ATIVO FIXO: ATV CONTABILIDADE: CNT FINANCEIRO: FIN GERAIS: GER 8 8

9 Metodologia de Modelagem dos Processos A metodologia adotada para a modelagem dos processos no Manual de Processos ERP Pirâmide é Business Process Management - BPM, que designa Gerenciamento de Processos de Negócio. O BPM é uma abordagem disciplinar para identificar, desenhar, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio, automatizados ou não, para alcançar resultados consistentes e alinhados com os objetivos estratégicos da organização. Apesar de existir no mercado diversas metodologias para a modelagem de processos de negócio, a BPM é adotada mundialmente que promove boas práticas aplicáveis por todos os fornecedores de software de modelagem. A Notação Padrão A notação padrão da BPM é a Business Process Modeling Notation - BPMN Linguagem padrão internacional utilizada para o mapeamento de processos. Proporcionando um entendimento generalizado dos processos, facilitando a comunicação visual dos processos para qualquer pessoa. O padrão BPMN visa diminuir as lacunas entre a instituição dos processos de negócio e a implementação destes, permitindo que os processos sejam executados, sem a necessidade de haver múltiplas interpretações sobre o processo para a sua implementação. 9 9

10 Símbolo Elemento Descrição Atividade É um passo do processo, representando o trabalho realizado dentro de uma organização, que consome recursos como pessoas, tempo e custo. Envio de Mensagem: Elemento representativo do envio de mensagem. Recebimento de Mensagem: Elemento representativo do recebimento de mensagem. Manual: Elemento que indica a execução de uma atividade manual. Automática: Elemento que indica a execução de uma atividade automática. Cíclica: Elemento que represente a repetição da atividade. Subprocesso É uma atividade composta por uma série de outras atividades, formando um novo fluxo. Decisão Elementos utilizados para controlar os pontos de divergência e convergência do fluxo. Eventos Representa algo que ocorre ou pode ocorrer durante a execução do processo. O evento poderá iniciar, interromper ou finalizar um processo. Existem 3 (três) tipos de eventos: Eventos de Inicio: Indicam o início do processo. Eventos de Intermédio: Indicam que algo ocorre no processo que afeta o fluxo do processo. Por exemplo: sinalizar o envio ou recebimento de mensagem, representar demora, etc. Além do evento intermediário padrão, existe 10 10

11 o evento que indica um intervalo de tempo entre a realização de uma tarefa e outra este é representado pelo símbolo. Eventos de Fim: Indicam o término do processo. Além do evento de fim padrão, no Manual de Processo - ERP Pirâmide existem eventos que são finalizados a partir de impedimentos que bloqueiam a conclusão do processo, estes por sua vez são identificados pelo símbolo. Artefatos Elementos que auxiliam a prover mais informações sobre o processo, visando o entendimento amplo, que não está diretamente associado ao fluxo normal do processo. Conexão de Sequência Identifica a ordem em que as atividades do fluxo serão executadas

12 Protocolo PRT01: Processo de Protocolação dos Documentos O processo de controle dos documentos dentro de uma organização tem por finalidade garantir o controle e a integridade dos documentos e também do fluxo de tramitação desses documentos. A gestão dos documentos tem por finalidade facilitar o rastreamento dos documentos, agilizando o acesso as informações. Como também maior controle e integridade do fluxo de tramitação dos documentos na empresa e também entre empresas do mesmo grupo empresarial. Através do Módulo Protocolo no ERP Pirâmide, a empresa poderá localizar um determinado documento de forma rápida e eficiente, obtendo a informação sobre o departamento em que o mesmo se encontra, o período da permanência, por onde transitaram, quais foram os despachos atribuídos e poderá estimar em quanto tempo será concluído, ou seja, possuir todo o histórico da tramitação do documento. Além disso, a ferramenta suporta o envio/recebimento de grande volume de documentos de uma única vez, a partir do conceito de malote 12 dos documentos. O conceito de malote também abrange o envio de único protocolo nas situações em que os departamentos de origem e destino estejam situados em prédios diferentes ou associados a filiais diferentes. Nos tópicos abaixo desta lição serão abordados os cadastros básicos, configurações de parâmetros, o mapa do processo e o detalhamento dos procedimentos a serem realizados para proporcionar a execução do processo completo do recebimento dos documentos a serem protocolados até o arquivamento do documento.

13 Cadastros Básicos Visando proporcionar a execução do processo de controle dos documentos através de protocolo é necessário que primeiramente seja efetuado o cadastro de algumas informações no ERP Pirâmide que serão requisitos básicos para o processo. Atividades Cadastrar as atividades que irão compor o fluxo do documento (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Atividades - Cadastro - Botão ). Departamento Cadastrar os departamentos da empresa que irão participar do fluxo dos documentos (menu: Módulo Financeiro - Cadastros - Departamentos - Cadastro - Botão ). Atividades X Departamento Associar as atividades aos departamentos que poderão executá-las. Desta forma irá restringir que as atividades associadas aos documentos sejam realizadas pelos responsáveis cabíveis (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Atividades - Associação com Departamento). Atividades X Depart. X Usuário Vincular os usuários que poderão realizar as atividades por cada departamento (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Atividades - Associação com Departamento X Usuário). Tipos de Documento Associar os tipos de documentos que a empresa irá efetuar o controle com a origem Cadastro de Protocolo (menu: Módulo Financeiro - Cadastros Financeiros - Tipo de Documento - Associação por Origem). Fluxo dos Documentos Definir o fluxo de movimentação dos documentos (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Fluxo por Documento)

14 Prédio Para as empresas que realizam o controle de documentos tramitados entre departamento localizados em prédios fisicamente distintos, deverá realizar a inclusão dos prédios (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Prédio). Nesta situação, os prédios deverão ser associados no Cadastro dos Departamentos (menu: Módulo Financeiro - Cadastros - Departamentos - Cadastro - Aba Por Empresa) Configuração dos Parâmetros Visando orientar a empresa na configuração dos parâmetros que irão afetar o comportamento do processo Protocolação dos Documentos, abaixo serão listados os parâmetros que deverão ser analisados para definir as regras do negócio da empresa para a execução do processo. Ressaltando que, a explicação dos parâmetros apresentados abaixo está contida no Manual do Usuário - Módulo Administrador, e também poderá ser visualizada através do recurso Help On Line acessados a partir da tecla F1. Parâmetros Gerais Número do Protocolo gerado automaticamente Número do Protocolo seqüencial por ano Completa com zeros a esquerda quando pesquisar o número do protocolo seqüencial por ano Parâmetros por Empresa Obrigatório Uso do Fluxo no Protocolo Parâmetros por Filial Mensagem Impressa na Guia de Registro do Protocolo Poder receber o protocolo do responsável com mesma hierarquia 14 14

15 Modelagem do Processo Visando facilitar o entendimento do processo de Protocolação dos Documentos no ERP Pirâmide, a imagem abaixo apresentar o mapa do processo: 15

16 Descrição do Processo Visando proporcionar o detalhamento do fluxo das atividades do processo visualizado no tópico anterior, neste tópico será descrita de forma minuciosa as atividades integrantes no fluxo com os respectivos papéis dos usuários responsáveis por executá-las. Papel do Usuário Usuário Origem do Documento Usuário Origem do Documento Atividade Incluir o(s) documento(s) a ser(em) protocolado(s) (menu: Módulo Protocolo - Cadastro - Botão ). Este botão somente se apresentará habilitado quando o usuário possuir o direito de perfil INCLUIR_PRT. Com isso, o protocolo automaticamente o status Em Tramitação ; Enviar o protocolo para o departamento de destino (menu: Módulo Protocolo - Cadastro - Botão ). O envio somente será realizado para os protocolos que estiverem com status Em Tramitação. Caso o usuário deseje enviar dois ou mais protocolos que estiverem alocados ao mesmo fluxo, atividade e departamento, deverá clicar no botão na tela Envio de Protocolo. Usuário Origem do Documento Usuário Destino do Documento Na finalização do Envio do Protocolo/Malote, o usuário optará em realizar a Emissão da Guia de Envio. Entretanto, posteriormente poderá realizar a emissão deste documento (menu: Módulo Protocolo - protocolo - Emitir Guia - Emitir Guia de Envio). Após a emissão, o(s) documento(s) é(são) anexo(s) à Guia de Envio. Receber fisicamente o protocolo/malote. Usuário Destino do Documento Usuário Destino do Documento Registrar o recebimento do protocolo/malote (menu: Módulo Protocolo - Cadastro - Botão ). Este botão apenas se apresentará habilitado quando o usuário possuir o direito de perfil RECEBER_PRT. Os Protocolos associados retornarão para o status Em tramitação e o Malote para o status de Recebido ; Na finalização do Recebimento do Protocolo/Malote, o usuário optará em realizar a Emissão da Guia de Recebimento. Entretanto, posteriormente poderá realizar a emissão deste documento (menu: Módulo Protocolo - protocolo - Emitir Guia - Emitir Guia de Recebimento). Após a emissão, o(s) documento(s) é(são) anexo(s) à Guia de Recebimento. 16

17 Usuário Destino do Documento O processo descrito é cíclico até o documento ser recebido pelo usuário da última etapa do fluxo. Neste momento, este por sua vez irá realizar o arquivamento do(s) documento(s) (menu: Módulo Protocolo (menu: Módulo Protocolo - Cadastros - Botão )

Manual de Processos. Versão 6.04.00 Junho/2013. Manual de. Versão 1.1. Agosto/2011. Módulo Financeiro. Processos. Financeiro

Manual de Processos. Versão 6.04.00 Junho/2013. Manual de. Versão 1.1. Agosto/2011. Módulo Financeiro. Processos. Financeiro Versão 6.04.00 Junho/2013 Versão 1.1 Agosto/2011 Manual de Processos Manual de Módulo Financeiro Processos Financeiro c 1 2 Sumário Introdução ao Manual de Processos... 7 Conceituado os Processos de Negócio...

Leia mais

COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB

COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB COTAÇÃO DE COMPRAS COM COTAÇÃO WEB RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de

Leia mais

C C P SUPORTE TÉCNICO EBS

C C P SUPORTE TÉCNICO EBS C C P SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas.

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas. Balancete Orçamentário Produto : TOTVS Gestão Patrimonial - 12.1.6 Processo : Relatórios Subprocesso : Balancete Orçamentário Data publicação da : 17/06/2015 O Balancete é um relatório contábil oficial

Leia mais

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2 Acessando o SVN Para acessar o SVN é necessário um código de usuário e senha, o código de usuário do SVN é o código de cadastro da sua representação na Ninfa, a senha no primeiro acesso é o mesmo código,

Leia mais

1. Release 10.2/11-06 - 2015... 7 1.1 Instalação/ Logix Update 10.2/11-06 - 2015... 7 1.2 Inovação 10.2/11-06 - 2015... 9 1.2.

1. Release 10.2/11-06 - 2015... 7 1.1 Instalação/ Logix Update 10.2/11-06 - 2015... 7 1.2 Inovação 10.2/11-06 - 2015... 9 1.2. TOTVS 1. Release 10.2/11-06 - 2015.................................................................................... 7 1.1 Instalação/ Update 10.2/11-06 - 2015...................................................................

Leia mais

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Item MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Página 1.Apresentação... 4 2.Funcionamento Básico... 4 3.Instalando o MCS... 4, 5, 6 4.Utilizando o MCS Identificando

Leia mais

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL.

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL. Nome do Software: Gerenciador de Projetos Versão do Software: Gerenciador de Projetos 1.0.0 1. Visão Geral Este Manual de Utilização do Programa Gerenciador de Projetos via Web, tem por finalidade facilitar

Leia mais

REQUISITOS DE SISTEMAS

REQUISITOS DE SISTEMAS REQUISITOS DE SISTEMAS MÓDULO 2 PROCESSOS DE NEGÓCIOS CONTEÚDO 1. PROCESSOS DE NEGÓCIO IDENTIFICAÇÃO CONCEITOS MODELAGEM (BPM e UML) PROCESSOS X REQUISITOS 1. PROCESSOS DE NEGÓCIO IDENTIFICAÇÃO CONCEITOS

Leia mais

Manual do Usuário. Protocolo

Manual do Usuário. Protocolo Manual do Usuário Protocolo Índice de capítulos Parte I - Processos............................... 01 1 - Buscar................................ 01 2 - Listar................................ 02 3 - Abertura..............................

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira

Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira 3º semestre CONCEITOS CONCEITOS Atividade Ação executada que tem por finalidade dar suporte aos objetivos da organização. Correspondem

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

Averbação eletrônica

Averbação eletrônica Averbação eletrônica Introdução A averbação dos documentos antes do transporte é de fundamental importância para a cobertura de possíveis sinistros. Observar a transmissão e autorização da averbação antes

Leia mais

Guia de utilização da notação BPMN

Guia de utilização da notação BPMN 1 Guia de utilização da notação BPMN Agosto 2011 2 Sumário de Informações do Documento Documento: Guia_de_utilização_da_notação_BPMN.odt Número de páginas: 31 Versão Data Mudanças Autor 1.0 15/09/11 Criação

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

PARAMETRIZAÇÃO RMS RETAIL X LOJA ELETRÔNICA

PARAMETRIZAÇÃO RMS RETAIL X LOJA ELETRÔNICA PARAMETRIZAÇÃO RMS RETAIL X LOJA ELETRÔNICA RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado

Leia mais

Renata Alves Campos (CoInfo) Sandra Maria Peron de Lima (DP) Março/2012

Renata Alves Campos (CoInfo) Sandra Maria Peron de Lima (DP) Março/2012 Renata Alves Campos (CoInfo) Sandra Maria Peron de Lima (DP) Março/2012 O que é um processo? Um processo é um grupo de atividades realizadas numa seqüência lógica com o objetivo de produzir um bem ou um

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Neste roteiro será explicado os processos de cadastro, controle e quitação das contas a pagar de condomínios. 1. Cadastro das Contas a Pagar Acesse o módulo FINANCEIRO/

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 1.0.7 Manual do Usuário

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Versão 1.0.7 Manual do Usuário Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Versão 1.0.7 Página 1 de 70 Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Usuário

Leia mais

Solicitação de Reposição? FS71.1

Solicitação de Reposição? FS71.1 Como Trabalhar com Solicitação de Reposição? FS71.1 Sistema: Futura Server Caminho: Estoque>Reposição>Reposição Referência: FS71.1 Versão: 2015.9.18 Como Funciona: Esta tela é utilizada para solicitar

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

Sistema Integrado de Atendimento

Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento. Um sistema moderno, completo e abrangente que modifica a realidade do atendimento de sua empresa, proporcionando maior segurança na tomada

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

REGISTRO DE PROJETOS

REGISTRO DE PROJETOS REGISTRO DE PROJETOS 1. REGISTRO DE PROJETOS Esta aplicação tem o objetivo de realizar o Registro de Projetos da Instituição. É possível, incluir, alterar ou excluir essas informações. 1.1. Acessando a

Leia mais

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Última Atualização: 08/01/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Painel de Lances V Envio de Lances VI Prorrogação

Leia mais

Gestão de Processos de Negócios

Gestão de Processos de Negócios Gestão Operacional da TI Gestão de Processos de Negócios Business Process Management (BPM) Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Professor NOME: RÔMULO CÉSAR DIAS DE ANDRADE

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

DHL IMPORT EXPRESS ONLINE

DHL IMPORT EXPRESS ONLINE DHL IMPORT EXPRESS ONLINE GuIa DE usuário RaPIDaMENTE VOCÊ PODE PREPaR E CONTROLaR SuaS REMESSaS COM TODOS OS DETaLHES E VISIBILIDaDE DO ENVIO COM a FERRaMENTa DHL IMPORT EXPRESS. DHL IMPORT EXPRESS é

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente. Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com

Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente. Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Avaliação da Eficiência Energética do Grande Cliente Eng. Gilson Nakagaki COPEL Distribuição S.A. Gilson.nakagaki@copel.com RESUMO Em razão da abertura de

Leia mais

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Documentação de Sistemas Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Módulo de Protocolo Versão 1.17.0 Última revisão: 26/11/2015 2015 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos

Leia mais

Sumário FPD Formulário de projeto P&D...4

Sumário FPD Formulário de projeto P&D...4 1 de 22 Sumário FPD Formulário de projeto P&D...4 Introdução...4 Cadastrando e atualizando dados de projetos de P&D...4 Cadastrando novo projeto...5 Cadastrando coordenador do projeto...5 Cadastrando dados

Leia mais

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos Indústria - Cadastro de produtos O módulo indústria permite controlar a produção dos produtos fabricados pela empresa. É possível criar um produto final e definir as matérias-primas que fazem parte de

Leia mais

Portal de Compras. São José do Rio Preto

Portal de Compras. São José do Rio Preto Portal de Compras São José do Rio Preto Sumário DÚVIDAS GERAIS...2 PREGÃO ELETRÔNICO... 4 EMPRO Empresa Municipal de Processamento de Dados 1 DÚVIDAS GERAIS 1.O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta:

Leia mais

Parametrização Itens para Movimentação

Parametrização Itens para Movimentação Parametrização Itens para Movimentação Sumário Manutenção Itens... 4 Filtro... 5 Movimentações de Entrada... 8 Movimentações de Saída... 10 Configurações de Inventário de Item... 11 Código de Barras e

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

PODER EXECUTIVO DECRETO N 44.771 DE 05 DE MAIO DE 2014

PODER EXECUTIVO DECRETO N 44.771 DE 05 DE MAIO DE 2014 1 PODER EXECUTIVO DECRETO N 44.771 DE 05 DE MAIO DE 2014 APROVA A METODOLOGIA DE INFORMATIZAÇÃO DE PROCESSO ADMINISTRATIVO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO ESTADUAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO

Leia mais

0079 - Relatórios Protheus

0079 - Relatórios Protheus Relatórios Todos os direitos autorais reservados pela TOTVS S.A. Proibida a reprodução total ou parcial, bem como a armazenagem em sistema de recuperação e a transmissão, de qualquer modo ou por qualquer

Leia mais

Release 3.83. Resumo das alterações. Gerais. Contabilidade. Estoque. ERP-7113 Lançamentos Erros ao alterar lançamentos contábeis.

Release 3.83. Resumo das alterações. Gerais. Contabilidade. Estoque. ERP-7113 Lançamentos Erros ao alterar lançamentos contábeis. Release 3.83 Resumo das alterações Gerais Contabilidade ERP-7113 Lançamentos Erros ao alterar lançamentos contábeis. 1. Corrigido processo de alteração do lançamento contábil em lotes manuais, nos casos

Leia mais

Dynafleet Treinamento 1º Acesso

Dynafleet Treinamento 1º Acesso Dynafleet Treinamento 1º Acesso SENHA DE ADMINISTRADOR (senha recebida pela Volvo) Confirmar se os veículos foram cadastrados corretamente Modificar a configuração do veículo (nome, excesso de velocidade,

Leia mais

Manual Operacional Vendedores

Manual Operacional Vendedores Manual Operacional Vendedores Versão 1.0 Abril/2015 1. ACESSO AO SISTEMA SSE a) Localize em seu Desktop ou menu de acesso o ícone do sistema conforme abaixo. b) Após localizar, clique 2 vezes para acessar

Leia mais

Informativo de Versão 18.09cb

Informativo de Versão 18.09cb Informativo de Versão 18.09cb Índice Resulth Business... 3 Movimento Cobrança Eletrônica / Remessa (Chamado 23025)... 3 Movimento Digitação e Emissão NF-e (Chamado 23538)... 4 Cadastro de Produtos (Chamado

Leia mais

Desenvolvimento de uma Etapa

Desenvolvimento de uma Etapa Desenvolvimento de uma Etapa A Fase Evolutiva do desenvolvimento de um sistema compreende uma sucessão de etapas de trabalho. Cada etapa configura-se na forma de um mini-ciclo que abrange as atividades

Leia mais

Inventário WMS. SCM Concept www.scmconcept.com.br (47) 3029-1626

Inventário WMS. SCM Concept www.scmconcept.com.br (47) 3029-1626 Inventário WMS Sumário Inventário WMS... 5 Seleção... 5 Parâmetro... 6 Impressão... 8 Relatório... 8 Manutenção Inventário... 10 Filtro... 11 Busca e Pesquisa... 13 Coordenadas... 16 Identificador de Endereços...

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cadastro de Funcionários,

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos processos de trabalho do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos processos de trabalho do TJAC. Código: MAP-DIGES-003 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Processos Aprovado por: Diretoria de Gestão Estratégica 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Desenvolvimento BM-1131 Versão 5 Release 17 Autor Sirlene Araújo Processo: Compras Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Motivação Tornar o processo de geração

Leia mais

Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos (Parte 1)

Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos (Parte 1) Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos () Março - 2014 Índice Título do documento 1. Auditoria de Movimentos (ECM) Introdução:... 3 2. Grupos de Usuário (ECM):... 3 3. Colaboradores... 4 4. Configuração

Leia mais

Gestão inteligente de documentos eletrônicos

Gestão inteligente de documentos eletrônicos Gestão inteligente de documentos eletrônicos MANUAL DE UTILIZAÇÃO VISÃO DE EMPRESAS VISÃO EMPRESAS - USUÁRIOS (OVERVIEW) No ELDOC, o perfil de EMPRESA refere-se aos usuários com papel operacional. São

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

MANUAL EDITOR ESTRUTURADO MÓDULO 2

MANUAL EDITOR ESTRUTURADO MÓDULO 2 MANUAL EDITOR ESTRUTURADO MÓDULO 2 PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO MANUAL EDITOR ESTRUTURADO ELABORAÇÃO DE ESTRUTURA DE DOCUMENTO ADMINISTRADOR Sumário 1 Elaboração de Estrutura de Documento4 11 Cadastrar

Leia mais

Integração da Digitação de Eventos

Integração da Digitação de Eventos Integração da Digitação de Eventos Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 1 1.2. Conhecendo a Plataforma... 3 1.2.1. Seleção da Empresa... 3 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações...

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0)

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0) Parte:Manual Atualização: OriginalPágina 1 Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária () Instalação Se houver alguma versão do FireBird Instalada na máquina desinstale antes de

Leia mais

Atendimento Eletrônico via Internet para Concessionárias

Atendimento Eletrônico via Internet para Concessionárias Atendimento Eletrônico via Internet para Concessionárias Manual Operacional Concessionária Atendimento Eletrônico via Internet. A maneira mais inteligente de agilizar o seu atendimento, fidelizar seus

Leia mais

Manual Espelho de NF para Materiais

Manual Espelho de NF para Materiais Manual Espelho de NF para Materiais Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Vendas... 4 5 Acessando o Pedido... 5 5.1 Lista

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SISAU

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SISAU MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SISAU SISTEMA DE ATENDIMENTO AO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Bloco Seleção = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 23Jul2015 1 Estrutura do Sistema RH1000 Gerenciar e administrar Sistema RH1000 Planejamento Estratégico

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. 11 2699-0008 www.rms.com.br BOLETO BANCÁRIO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO F.A.Q. PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página 1 Sumário DÚVIDAS GERAIS... 3 PREGÃO ELETRÔNICO... 6 Página 2 DÚVIDAS GERAIS 1. O que é o Fluxograma das Etapas? Resposta: O fluxograma representa

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Manual do Sistema 1 Índice Apresentação... 3 Entrada no sistema... 4 Manual da NFe de Serviços Módulo Tomador... 5 Consultar RPS Recibo Provisório de Serviços... 6 Verificar a Autenticidade de Nota Fiscal... 7 Geração de

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com.

MANUAL SICCL SQL SRTVS 701 Bloco O Ed. MultiEmpresarial Sala 804 Brasília/DF CEP 70340-000 Fone/Fax: (061) 3212-6700 E-mail: implanta@conselhos.com. MANUAL SICCL SQL ÍNDICE ACESSANDO O SISTEMA SG - COMPRAS E CONTRATOS... 3 ATENDENDO SOLICITAÇÕES DE ITENS E SERVIÇOS... 5 VERIFICANDO A DISPONIBILIDADE DE RECURSOS... 7 ATENDER SOLICITAÇÕES COM PROCESSO

Leia mais

Publicação. Grupo TOTVS S.A. Produção. Equipe de documentação

Publicação. Grupo TOTVS S.A. Produção. Equipe de documentação Notas de Release Todos os direitos reservados. Partes deste trabalho não podem ser reproduzidas, de forma alguma ou por meio algum - gráfico, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópias, gravações, digitações

Leia mais

Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter

Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter Sumário 1 Acesso ao ambiente de EaD... 1 2 Navegação... 2 3 Perfil... 2 4 Programação... 3 5 Blocos... 4 6 Comunicação... 6 6.1 Fórum de notícias... 6

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

Agendador de Rotinas

Agendador de Rotinas Agendador de Rotinas Agendamento para Importação de Notas Fiscais É possível parametrizar o agendamento para importação de notas fiscais de entrada, saída e conhecimento de transporte, para todas as empresas

Leia mais

Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado

Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado Manual de liberação de Guias on-line para o Prestador Credenciado 1 SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Descrição das Funcionalidades Menu Guias Liberação On-line.... 4 3.1 Liberação

Leia mais

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO.

ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. 04 2 ACESSO. 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO. 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO. 08 5 PROTOCOLO PENDENTE. 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO. ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 04 2 ACESSO... 05 3 ABERTURA DE PROTOCOLO... 06 4 CONSULTA DE PROTOCOLO... 08 5 PROTOCOLO PENDENTE... 10 6 CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO... 11 7 ANDAMENTO DE PROTOCOLO... 12 8 RELATÓRIOS,

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Relatórios...3 Mix de Compra...3 Peças >> Relatórios >> Mix de Compra Peças...3 Mix de Vendas...4 Peças >> Relatórios >> Mix de Venda Peças...4 Tabela de Preços...6 Peças

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO DION (DIÁRIO ONLINE FURB) - PROFESSORES 1. ACESSANDO O SISTEMA O sistema DION está disponível no endereço www.furb.br/dion.

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC 1. CONTEXTO A Catho Educação Executiva é focada no desenvolvimento de talentos, na melhora do desempenho das organizações e na criação de processos

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS QUANTO A UTILIZAÇÃO DO SUBSISTEMA DE CONTROLE DE EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTOS/SGA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS QUANTO A UTILIZAÇÃO DO SUBSISTEMA DE CONTROLE DE EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTOS/SGA MANUAL DE PROCEDIMENTOS QUANTO A UTILIZAÇÃO DO SUBSISTEMA DE CONTROLE DE EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTOS/SGA DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE SECRETARIA GERAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÕES ADMINISTRATIVAS

Leia mais

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15 MANUAL Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE Versão 2.2.15 Sumário 1. Inicializando no sistema... 4 2. Perfil de Emissores do Sistema... 4 3. Analisando os certificados emitidos... 5 3.1. Certificados

Leia mais

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0 Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Marcio Tomazelli Coordenador de Sistemas Gustavo Cezarino Programador Pleno Versão 1.0 Índice Índice...2 Índice de Figuras...2

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Guia Rápido ORION SNGPC - Versão 2.0

Guia Rápido ORION SNGPC - Versão 2.0 Guia Rápido ORION SNGPC - Versão 2.0 1. Introdução...2 2. Acessando o programa...2 3. Parâmetros de Configuração do Sistema...2 4. Aprendendo como Utilizar o Sistema...5 5. Cadastro de Médicos/Veterinários...9

Leia mais

E-mails para Envio de Notas Eletrônicas

E-mails para Envio de Notas Eletrônicas E-mails para Envio de Notas Eletrônicas Introdução O envio dos arquivos de notas eletrônicas seja de peças ou de serviços é realizado pelo sistema de acordo com os emails cadastrados e configurados para

Leia mais

FAQ: Parametrização para Contabilização

FAQ: Parametrização para Contabilização TDN > Softwares de Gestão > RM > Recursos Humanos > Administração de Pessoal > FAQ FAQ: Parametrização para Contabilização Produto: Ambiente: RM Unspecified Versão: 11.0 Avaliação A principal finalidade

Leia mais

Auditoria Financeira

Auditoria Financeira Auditoria Financeira Processo de Uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009

CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009 CENTRAL GERENCIADORA DE BOLICHE PS 2009 MANUAL DE INSTRUÇÕES VERSÃO 1.10 Prezado Cliente, Preparamos este manual para que você possa conhecer cada detalhe deste produto, e assim utilizá-lo de maneira correta

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

Service Report. Cliente: Sayerlack. Processo: Contas á Pagar FI-AP

Service Report. Cliente: Sayerlack. Processo: Contas á Pagar FI-AP Service Report Cliente: Sayerlack Processo: Contas á Pagar FI-AP 1. Dados Mestres 1.1 Exibir fornecedor Objetivo Disparador Use este procedimento para exibir os dados dos fornecedores. Execute este procedimento

Leia mais