H C. A substituição de um átomo de H no etano com outro átomo de C e mais três átomos de H produz o propano, C3H8: H C

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "H C. A substituição de um átomo de H no etano com outro átomo de C e mais três átomos de H produz o propano, C3H8: H C"

Transcrição

1 Estruturas orgânicas APÊDIE epresentamos as moléculas orgânicas da natureza como as estruturas da Figura 2.2. Este apêndice apresenta uma breve revisão dos princípios da estrutura molecular dos compostos orgânicos, para auxiliar o leitor a interpretar os diagramas estruturais encontrados neste livro. idrocarbonetos; alcanos s hidrocarbonetos são compostos orgânicos que contêm somente carbono e hidrogênio. carbono possui quatro elétrons de valência (os elétrons de valência estão na parte externa da camada de eletrônica e estão disponíveis para o compartilhamento com outros átomos), que podem ser compartilhados com até quatro outros átomos. Esses elétrons compartilhados constituem as ligações químicas. Eles são a cola que mantém a molécula unida. hidrocarboneto mais simples é o 4, metano, o principal componente do gás natural. carbono também pode compartilhar elétrons com outros átomos de carbono. Se substituirmos um dos átomos de no metano por um átomo de e adicionarmos mais três átomos de, o resultado é o etano, 26, cuja estrutura pode ser representada traçando-se linhas entre os átomos que compartilham elétrons: A substituição de um átomo de no etano com outro átomo de e mais três átomos de produz o propano, 38: s próximos membros dessa série de moléculas são butano, 410, pentano, 512, hexano, 614 e assim por diante. ada vez que um átomo de é adicionado, o mesmo acontece com dois átomos de ; a fórmula geral para essa série, denominada alcanos, é n2n+2. adeias ramificadas; isômeros Entretanto, quando chegamos ao butano, há duas formas de arranjarmos as ligações: ou quarto átomo de pode ser adicionado ao final da cadeia de três átomos de ou no meio. As duas moléculas possuem a mesma fórmula química, mas, como o arranjo da ligação difere, elas apresentam diferentes propriedades físicas (por exemplo, diferentes pontos de fusão e ebulição) e químicas (diferente reatividade). São chamadas de isômeros. primeiro isômero é denominado de n-butano (n- para normal ; todos os alcanos de cadeia linear carregam esse prefixo) e o segundo, de isobutano.

2 À medida que o número de átomos de aumenta, o número de isômeros possíveis cresce rapidamente. Para fazer a distinção entre esses isômeros, foi desenvolvido um esquema sistemático de nomenclatura. nome se baseia na cadeia mais longa de átomos de na molécula, e a posição da substituição de uma cadeia mais curta é numerada com origem no final da cadeia mais longa. Por exemplo, o nome sistemático para o isobutano é 2-metilpropano, porque a cadeia mais longa possui três átomos de, e o segundo átomo de dessa cadeia carrega um grupo metila. sufixo il indica um fragmento em que uma ligação a um átomo de é substituída por uma ligação com o restante da molécula, ou seja: 3 metano 3 metila É conveniente juntar os átomos de com os átomos de, aos quais eles estão ligados, tornando implícitas as ligações. utro exemplo de um hidrocarboneto de cadeia ramificada é o 2,2,4-trimetilpentano: Essa molécula, também chamada de iso-octano, é um isômero de n-octano. As propriedades de combustão do iso-octano definem a escala de octanagem da qualidade da gasolina. s n-alcanos são moléculas de cadeia linear, e os seus isômeros são moléculas de cadeia ramificada. s organismos produzem hidrocarbonetos de cadeia linear como os principais componentes de gorduras e lipídios. As gorduras são moléculas de armazenamento de energia, e os lipídios são os blocos de construção das membranas biológicas. onseqüentemente, o petróleo contém uma proporção considerável de hidrocarbonetos de cadeia linear. Mas ele também contém muitos hidrocarbonetos de cadeia ramificada, porque as condições de altas pressão e temperatura dos depósitos geológicos induzem ao rearranjo das ligações. Esse processo é deliberadamente contínuo nos reatores químicos das refinarias de petróleo, visto que os hidrocarbonetos com cadeias ramificadas possuem classificação de octanagem mais elevada do que os de cadeias lineares. 3 Anéis o processo de ligar os átomos de entre si, é possível formar anéis, além de cadeias. Podemos ter: ciclopropano ciclobutano ciclopentano e assim por diante. s anéis também podem ser unidos para formar as moléculas policíclicas. Um exemplo disso é o marcador molecular biológico, bacterio-hopanotetrol (veja a Figura 2.2), que possui quatro anéis de seis membros e um anel de cinco membros, além de uma cadeia de sete carbonos. Essa molécula complexa é produzida pelas bactérias, mas os animais também produzem moléculas policíclicas, tal como o colesterol ( ): s números indicam as posições dos 27 carbonos; nem todas as ligações são mostradas: os carbonos 3, 6, 8, 9, 14, 17, 20 e 25 são, cada qual, ligados a um único hidrogênio; os carbonos 1, 2, 4, 7, 11, 12, 15, 16, 22, 23 e 24 são ligados a dois hidrogênios; os carbonos 18, 19, 21, 26 e 27 são ligados a três hidrogênios; os carbonos 5, 10 e 13 não possuem ligação. 2 Química ambiental

3 esolução de problema A.1 Isômeros de pentano Quantos isômeros de pentano existem? Desenhe e nomeie-os. Um isômero é obviamente o n-pentano de cadeia linear: utro isômero é obtido inserindo-se um grupo metila no meio de uma cadeia de quatro átomos de : Esse é o 2-metilbutano (note que não importa qual dos dois átomos de no meio está ligado aos grupos metila, porque se obtém a mesma molécula girando-se a estrutura). Finalmente, os dois grupos metila podem estar ligados ao do meio de uma cadeia de três : Esse é o 2,2-dimetilpropano. utro nome, igualmente descritivo, seria tetrametilmetano, o qual identifica que essa molécula pode se derivar do 4 substituindo-se todos os quatro átomos de por grupos metila. ão há outra maneira de combinar as moléculas com a fórmula pentano possui três isômeros. idrocarbonetos insaturados carbono pode compartilhar dois ou três de seus quatro elétrons de valência por vez, formando ligações duplas ou triplas (simbolizadas por linhas duplas ou triplas, e ). hidrocarboneto mais simples com uma ligação dupla é o eteno (comumente chamado de etileno), 2 2, e o mais simples com uma ligação tripla é o etino (chamado de acetileno),. s átomos de nesses alcenos e alcinos mais simples podem ser substituídos por átomos de para formar moléculas mais complexas. Por exemplo, substituir um átomo de em etileno e acetileno por um grupo metila produz o propeno (geralmente chamado de propileno), 2 3, e propino, 3, respectivamente. Se há duas ou mais ligações duplas ou triplas, temos um poli-eno ou poli-ino. As moléculas com ligações ou são considerados insaturados, porque os átomos de não possuem o complemento integral dos quatro possíveis parceiros de ligação. Estamos todos familiarizados com os óleos de cozinha insaturados e poliinsaturados, porque podem contribuir menos do que os óleos saturados para as doenças cardíacas. s óleos insaturados contêm moléculas de gordura com uma ligação dupla em suas cadeias de hidrocarboneto, e os óleos poliinsaturados possuem duas ou mais ligações duplas em uma cadeia. Forma molecular As moléculas insaturadas diferem das moléculas saturadas na forma, porque os ângulos da ligação diferem. s pares de elétrons na camada de valência tentam se manter o mais distante possível um do outro. Desse modo, se um átomo de possui quatro parceiros de ligação, as ligações se estendem para os quatro cantos de um tetraedro (ângulos de ligação de 109,5º). Mas, se há uma ligação dupla, os dois pares de elétron na ligação são forçados a ocupar a mesma região no espaço e juntos permanecem o mais distante possível dos outros dois pares de elétrons nas ligações simples. As três ligações, uma dupla e duas simples, apontam para os cantos de um triângulo eqüilátero (ângulos de ligação de aproximadamente 120º). resultado é que a unidade com dois carbonos, com suas ligações simples associadas, é planar. Portanto, o etileno pode ser representado como: Apêndice Estruturas orgânicas 3

4 Analogamente, os elétrons em uma ligação tripla ficam o mais distante possível do par nas ligações simples restantes, produzindo um ângulo de ligação de 180º. Uma ligação tripla é colinear com as ligações simples associadas; o acetileno pode ser representado como: utro importante aspecto geométrico é a facilidade de rotação em torno de uma ligação. A rotação é fácil em torno das ligações simples; as partes da molécula conectadas por uma ligação única podem adotar várias orientações intercambiáveis. ontudo, a rotação em torno de uma ligação dupla é difícil; isso só ocorre sob temperaturas muito elevadas. onseqüentemente, há duas orientações separadas para as partes da molécula conectadas por uma ligação dupla, tais como: 3 3 cis-2-buteno ou 3 3 trans-2-buteno Essas duas orientações são chamadas de cis e trans (grupos metila do mesmo lado ou em lados opostos da ligação dupla). omo a ligação dupla não gira, trata-se de isômeros geométricos, que possuem propriedades físicas e químicas diferentes porque suas formas são diferentes. epresentações da estrutura do carbono Para reduzir a desordem nos diagramas estruturais orgânicos, pode-se simplesmente representar a estrutura do carbono como uma série de linhas interconectadas. Por exemplo, o n-octano e o iso-octano podem se representados como: n-octano e iso-octano s átomos de e estão implícitos nessas representações. Subentende-se que as linhas conectam os átomos de, que possuem tantas ligações quantas forem necessárias para completar seu complemento de quatro ligações. A dobra entre as linhas representa o fato de que os átomos saturados de possuem ângulos de ligação tetraédricos. Quando a estrutura de carbono contém ligações duplas ou triplas, isso é indicado por linhas duplas ou triplas traçadas no ponto apropriado. cis-2-buteno 2-butino ote que as linhas são colineares para o 2-butino, por causa dos ângulos de ligação de 180º. Às vezes, a representação da estrutura é utilizada com parte dos átomos de mantidos para fins de clareza, assim como na estrutura de colesterol. esolução de Problema A.2 Estruturas de nome Denomine os seguintes compostos com base nas representações das estruturas: cis-3-hexeno 2-metil-trans-3-penteno ote que essas duas moléculas têm o mesmo número de átomos e ; elas são isômeros. icloexeno 1,3-cicloexadieno As ligações são sempre cis em uma estrutura anelar, por isso essa designação é dispensável. 4 Química ambiental

5 ompostos aromáticos Quando o anel com seis membros possui três ligações duplas, um tipo diferente de molécula, o benzeno, é formado. As ligações duplas podem ser representadas de duas formas alternativas, porém equivalentes: benzeno ormalmente, as ligações duplas são mais curtas do que as ligações simples, mas no benzeno todas as seis ligações de carbono-carbono apresentam o mesmo comprimento. s elétrons acabam adotando ambas as combinações de ligações ao mesmo tempo, um fenômeno denominado ressonância (e indicado pela seta de duas pontas acima desenhada). Em geral, representamos essa situação inscrevendo um círculo no anel. Em virtude da ressonância, a molécula de benzeno é mais estável e menos reativa do que se poderia esperar de uma molécula com três ligações duplas. s átomos de hidrogênio no benzeno podem ser substituídos por átomos de carbono, fazendo surgir uma grande classe de moléculas chamada (por razões históricas) de moléculas aromáticas. Por exemplo, o metilbenzeno, também chamado de tolueno, é um solvente comum: 3 tolueno A molécula de lignina na Figura 2.4 é uma molécula aromática muito complexa. Quando dois ou mais átomos de no benzeno são substituídos, a possibilidade de isômeros aumenta novamente. Por exemplo, há três isômeros de xileno, a molécula obtida pela substituição de dois grupos metila no benzeno: o- m- p- Eles são designados como orto-, meta- e para-, abreviados como o-, m- e p- (os nomes sistemáticos, contudo, são 1,2-, 1,3- e 1,4-dimetilbenzeno). Quando uma molécula de benzeno se liga a uma molécula orgânica maior, ela é chamada de grupo fenila. Por exemplo, o inseticida DDT é o diclorodifeniltricloroetano. Assim como no caso dos anéis saturados nos alcanos policíclicos, é possível unir os anéis de benzeno para formar os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos [PA], por exemplo: naftaleno antraceno Esses PAs constituem subprodutos de combustão incompleta. São motivos de preocupação como potentes carcinógenos. PA mais comum é a grafite, cuja estrutura é uma lâmina contínua de anéis de benzeno (veja a Figura 2.4). eteroátomos; grupos funcionais s compostos orgânicos se baseiam no carbono e no hidrogênio, mas geralmente contêm átomos de outros elementos, coletivamente conhecidos como heteroátomos. s elementos mais comumente encontrados são halogêneos, oxigênio, nitrogênio, enxofre e fósforo. Freqüentemente, esses heteroátomos são locais de reatividade química, e os grupos químicos que os Apêndice Estruturas orgânicas 5

6 contêm são chamados de grupos funcionais (veja a Tabela A.1). As ligações duplas e triplas também constituem grupos funcionais; seus elétrons são ligados mais frouxamente do que os das ligações simples, tornando-os mais reativos. s átomos de halogêneo formam somente uma ligação e podem, em princípio, ser substituídos por qualquer dos átomos de em um hidrocarboneto. símbolo geral para os organo-halogenados é X, onde X representa F, l, Br ou I; e representa o restante da molécula orgânica. s organo-halogenados são geralmente menos reativos do que o hidrocarboneto original. Essa é uma das razões de os pesticidas à base de organoclorados, tal como o DDT, representarem uma preocupação ambiental. Em razão de sua baixa reatividade, duram muito e podem se acumular nos tecidos do organismo animal, até mesmo do humano. s átomos de oxigênio formam duas ligações covalentes, como ocorre na 2. Se um átomo de forma uma ligação com um átomo de, bem como com um átomo de, obtemos um álcool, simbolizado por. s álcoois são nomeados acrescentando-se ol ao final do nome da molécula orgânica. álcool ingerível é o álcool etílico, ou etanol, 3 2. A molécula complexa na Figura 2.2 é designada como bacterio-hopanotetrol por causa dos quatro grupos de álcool que contém. TABELA A.1 Grupos funcionais orgânicos selecionados. ome da classe Grupo funcional Estrutura geral de classe* Alcano enhum Alceno Alcino aleto X (X = F, l, Br, I) X Álcool Éter Aldeído etona Amina Imina itrilo Ácido carboxílico Éster Amida *Em algumas classes,, e podem ser. 6 Química ambiental

7 Se o átomo de é ligado a dois átomos de, temos um éter,. Fazemos a distinção entre e porque os dois fragmentos orgânicos que estão conectados ao átomo de não precisam ser iguais. Um exemplo é: metil-terc-butil éter abreviado como MTBE (o -terc representa terciário e o terc-butil é uma forma de designar um grupo de quatro carbonos, em que todas as ligações que partem do átomo conector de seguem para outros átomos de ). Atualmente, o MTBE é utilizado como aditivo da gasolina com o propósito de reduzir a poluição, mas ganhou notoriedade por causa da contaminação de lençóis freáticos por vazamentos de gasolina. ote que a estrutura de lignina (veja a Figura 2.4) possui muitos grupos de álcool e éter. átomo de também pode formar uma ligação dupla com um átomo de, e o grupo resultante é chamado de carbonila. s compostos de carbonila se distinguem pelo que está ligado ao átomo de. As cetonas possuem dois outros átomos de, e os aldeídos possuem um átomo de e um átomo de. s exemplos comuns são: 3 3 acetona utros grupos funcionais são os ácidos carboxílicos e os ésteres: e 3 acetaldeído ácido orgânico éster A química do grupo carbonila é consideravelmente alterada quando se tem um grupo ou ligado ao átomo de. s poliésteres constituem uma importante classe de moléculas de polímero em que os hidrocarbonetos são ligados repetindo-se os grupos éster em longas cadeias. São amplamente utilizados em tecidos e recipientes de plástico. Finalmente, dois átomos de oxigênio podem compartilhar uma ligação simples, enquanto cada um deles possui outra ligação simples com ou com. São os peróxidos, com a fórmula geral. Se um dos grupos for o, temos um hidroxiperóxido; o membro mais simples da família,, é o peróxido de hidrogênio. A ligação é fraca, e os peróxidos são uma classe reativa de moléculas. Eles desempenham um papel importante na química da poluição. omo o enxofre está no mesmo grupo da tabela periódica que o oxigênio, as mesmas regras de valência se aplicam e grupos funcionais similares são encontrados tanto no enxofre orgânico quanto nos compostos orgânicos de oxigênio. Entretanto, por ser um átomo maior, ele é capaz de ter mais do que oito elétrons em sua camada de valência quando se combina com elementos altamente necessitados de elétrons (eletronegativos), tais como oxigênio e flúor. s átomos de oxigênio podem prontamente se somar aos compostos orgânicos de enxofre, produzindo sulfonas, 2 S, sulfóxidos, 2 S 2 ou ácidos sulfônicos, S 3. Embora muito menos abundantes do que o oxigênio nos tecidos biológicos, o enxofre é um componente significativo do carvão e do petróleo, além de ser um importante fator de contribuição para a poluição atmosférica, quando esses combustíveis fósseis são queimados. s compostos com três ligações a um átomo de são as aminas. Além da amônia, 3, incluem as aminas primárias, 2, aminas secundárias,, e aminas terciárias,,,. s compostos com de dupla ligação são as iminas,, (os s também podem ser ), e os compostos com de tripla ligação são os nitrilos,. Uma classe importante de compostos é o das amidas, na qual um átomo de é conectado ao átomo de de um grupo carbonila: s polímeros de poliamida (por exemplo, náilon) são importantes como fibras e plásticos, e as moléculas de proteína, que possuem aminoácidos ligados de uma ponta a outra por conexões de amida são as próprias poliamidas da natureza. Apêndice Estruturas orgânicas 7

8 2 fósforo está no mesmo grupo que o nitrogênio na tabela periódica e os análogos de fósforo das aminas são as fosfinas. Entretanto, o fósforo forma ligações muito mais fortes com o oxigênio do que com o carbono ou o hidrogênio. a natureza, os átomos de P estão sempre cercados por átomos de. A forma mais comum é o íon fosfato, P, que pode se condensar em íons fosfato, tal como o tripolifosfato, ao formar ligações P P. Muitas moléculas biológicas importantes são os ésteres de fosfato, P ; os ácidos nucléicos são polímeros mantidos unidos por ligações de fosfodiéster, P 2. 8 Química ambiental

Hidrocarbonetos. Alcenos (C n H 2n ) ligações duplas geometria triângular plana em cada C

Hidrocarbonetos. Alcenos (C n H 2n ) ligações duplas geometria triângular plana em cada C Hidrocarbonetos Saturados Insaturados Alcanos (C n H 2n+2 ) ligações simples geometria tetraédrica em cada C Alcenos (C n H 2n ) ligações duplas geometria triângular plana em cada C Alcinos (C n H 2n 2

Leia mais

Ensino Médio Química QUÍMICA 30 ano

Ensino Médio Química QUÍMICA 30 ano QUÍMICA 3 0 ano CADEIAS CARBÔNICAS QUÍMICA ORGÂNICA orgânica é o ramo da química que estuda os compostos de carbono. O carbono pertence ao segundo período, grupo IVA da tabela periódica. 6C 12 1s 2 2s

Leia mais

01) Considere as seguintes substâncias: e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico.

01) Considere as seguintes substâncias: e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico. 01) onsidere as seguintes substâncias: I) 3 e as seguintes funções químicas: a ácido carboxílico. B álcool. aldeído. II) III) IV) 3 3 3 D cetona. E éster. F éter. A opção que associa corretamente as substâncias

Leia mais

Prof. César Lourenço

Prof. César Lourenço Prof. ésar Lourenço Prof. ésar Lourenço + l l ouve a troca do IDROGÊNIO pelo LORO REAÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO É quando um átomo ou grupo de átomos é substituído por um radical do outro reagente. l + l l + LUZ

Leia mais

Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2. QO-427 Prof. J. Augusto

Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2. QO-427 Prof. J. Augusto Estrutura Eletrônica e Ligação Aula 2 QO-427 Prof. J. Augusto Química Orgânica Orgânica até meados de 1800 referia-se a compostos de fontes com vida ( fontes minerais eram inorgânicos ) Wöhler em 1828

Leia mais

Reações Orgânicas parte II: Adição, oxidação e redução. Profa. Kátia Aquino

Reações Orgânicas parte II: Adição, oxidação e redução. Profa. Kátia Aquino Reações Orgânicas parte II: Adição, oxidação e redução Profa. Kátia Aquino 1. Reação de adição A reação de adição ocorre em compostos insaturados como alcenos e alcinos. Importante salientar que a dupla

Leia mais

Exercícios de Aprendizagem

Exercícios de Aprendizagem UFMS/CPCS AGRONOMIA Disciplina: Química Orgânica Professora Matildes Blanco LISTA -EXERCÍCIOS REFERENTE À AVALIAÇÃO 01 (P1) Exercícios de Aprendizagem 01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares

Leia mais

QUÍMICA ORGÂNICA Teoria Geral

QUÍMICA ORGÂNICA Teoria Geral QUÍMICA RGÂNICA Teoria Geral Tipos de Carbono Dependendo do número de ligações que o átomo de carbono faz com outros carbonos, podemos classificá-los como:! rimário: ligado diretamente a, no máximo, um

Leia mais

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos FCAV/UNESP DISCIPLINA: Química Orgânica ASSUNTO: Hidrocarbonetos HIDROCARBONETOS São compostos orgânicos formados exclusivamente por átomos de carbono e de hidrogênio. Subdivisões: HIDROCARBONETOS Podem

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO Química orgânica I) BREVE HISTÓRICO: COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES PROFESSOR WLADIMIR CAMILLO 1777 Bergman Primeira separação da Química Orgânica e Inorgânica. Química Inorgânica: estuda os compostos

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 / Nome: nº 1. Atualmente, a troposfera é constituída por espécies maioritárias, como o azoto, N 2, o oxigénio,

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

Química E Extensivo V. 2

Química E Extensivo V. 2 Química E Extensivo V Exercícios 01) E Propano e butano são hidrocarbonetos pertencentes à subfunção alcano Para a diferenciação dos nomes de cada substância, deve-se observar o sufixo (ano) de alcano,

Leia mais

Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos

Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos Resoluções Segmento: Pré-vestibular Coleção: Alfa, Beta e Gama. Disciplina: Química Caderno de Exercícios 1 Série: 12 Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos 1. Pode-se distinguir uma amostra sólida de um composto

Leia mais

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Reações orgânicas Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Introdução Quase todos os compostos orgânicos tem moléculas apolares ou com baixa polaridade; Essa característica é um fator

Leia mais

Lista de Exercícios. Exercícios de Vestibulares: Hidrocarbonetos. Professor Anderson Dino www.aulasdequimica.com.br

Lista de Exercícios. Exercícios de Vestibulares: Hidrocarbonetos. Professor Anderson Dino www.aulasdequimica.com.br Lista de Exercícios Exercícios de Vestibulares: Hidrocarbonetos Professor Anderson Dino NOMENCLATURA 1. Regras de nomenclatura A IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry) considera como

Leia mais

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno;

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno; PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA Lista de Exercícios Hidrocarbonetos Classificação e Nomenclatura de alcanos e alcenos. 01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alcanos: a) propano;

Leia mais

TURMA DOS 30 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir:

TURMA DOS 30 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir: 01. Considere a cadeia carbônica representada a seguir: 06. Considere as seguintes substâncias e suas fórmulas estruturais: I. Antídoto efetivo no envenenamento por arsênio: Os carbonos numerados classificam-se

Leia mais

Química Orgânica. Prof. ALEXANDRE D. MARQUIORETO

Química Orgânica. Prof. ALEXANDRE D. MARQUIORETO Química Orgânica Prof. ALEXANDRE D. MARQUIORETO Aspirina (AAS) Sacarina sódica Ácido cítrico Ciclamato de sódio Introdução Função química é uma série de compostos que possuem propriedades químicas semelhantes.

Leia mais

E.E. Nossa Senhora da Penha. 3º ano do Ensino Médio Química Orgânica Prof. Willian

E.E. Nossa Senhora da Penha. 3º ano do Ensino Médio Química Orgânica Prof. Willian E.E. ossa Senhora da Penha 3º ano do Ensino Médio Química rgânica Prof. Willian Química rgânica: é o ramo da Química que estuda os compostos que contém carbono, chamados compostos orgânicos. Tem carbono

Leia mais

Componente de Química

Componente de Química Componente de Química.4 Solventes e/ou diluentes Os solventes são componentes voláteis adicionados a uma tinta para a tornar mais fluida, i.e., para que a sua consistência, viscosidade, seja a mais adequada

Leia mais

CICLOPENTANO ETENO BUTANO PROPINO ETANO. - Eu sou um Alceno! - Eu sou um Alcano!

CICLOPENTANO ETENO BUTANO PROPINO ETANO. - Eu sou um Alceno! - Eu sou um Alcano! ETENO possui apenas 2 carbonos 2. Tenho apenas 1 ligação dupla 4. Não tenho ramificações 5. Possuo 4 hidrogênios CICLOPENTANO possui 5 carbonos 2. Possuo apenas ligações 5. Possuo 10 hidrogênios BUTANO

Leia mais

HIDROCARBONETOS FUNÇÕES ORGÂNICAS

HIDROCARBONETOS FUNÇÕES ORGÂNICAS HIDROCARBONETOS FUNÇÕES ORGÂNICAS FUNÇÕES ORGÂNICAS O átomo de carbono: Apresenta capacidade singular de compartilhar elétrons com outros átomos de carbono formando ligações carbono-carbono estáveis. Permite

Leia mais

TD de química orgânica. Assunto: isomeria ( 2º ano) Professor: Jorge Luiz. 1) Os compostos etanol e éter dimetílico demonstram que caso de isomeria?

TD de química orgânica. Assunto: isomeria ( 2º ano) Professor: Jorge Luiz. 1) Os compostos etanol e éter dimetílico demonstram que caso de isomeria? TD de química orgânica Assunto: isomeria ( 2º ano) Professor: Jorge Luiz Assunto: Isomeria Plana 1) Os compostos etanol e éter dimetílico demonstram que caso de isomeria? a) Cadeia. b) Posição. c) Compensação.

Leia mais

R E A Ç Õ E S O R G Â N I C A S

R E A Ç Õ E S O R G Â N I C A S R E A Ç Õ E S R G Â N I A S PRF. AGAMENN RBERT < 011 > Prof. Agamenon Roberto REAÇÕES RGÂNIAS www.agamenonquimica.com REAÇÕES RGÂNIAS ISÕES DAS LIGAÇÕES Para que ocorra uma reação química, é necessário

Leia mais

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM

NÚCLEO DE APRENDIZAGEM NÚLE DE APRENDIZAGEM QUÍMIA - 98 química orgânica INTRDUÇÃ A química é dividida em inorgânica e orgânica. A Química rgânica é aquela que trata dos compostos que possuem carbono. Em meados do século XVIII,

Leia mais

Espectroscopia no Infravermelho

Espectroscopia no Infravermelho Espectroscopia no Infravermelho Análogo ao UV: irradiação da amostra com luz I.V. Parte absorvida (A) Parte transmitida (T) Espectro I.V : %A (ou %T) versus freqüência ou comprimento de onda ou número

Leia mais

Bombas de Vácuo e Compressores de Anel Líquido Nash para Indústrias Químicas

Bombas de Vácuo e Compressores de Anel Líquido Nash para Indústrias Químicas Bombas de Vácuo e Compressores de Anel Líquido Nash para Indústrias Químicas Bombas de Vácuo e Compressores de Anel Líquido NASH Tecnologia e Experiência Gardner Denver Nash atende indústrias petroquímicas,

Leia mais

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R Lista de Exercícios de Geometria e Ligações 1) Numere a segunda coluna (estruturas geométricas) de acordo com a primeira coluna (compostos químicos). 1. NH 3 ( ) linear 2. CO 2 ( ) angular 3. H 2 O ( )

Leia mais

3ª Série Nomenclatura IUPAC

3ª Série Nomenclatura IUPAC 3ª Série Nomenclatura IUPAC COLÉGIO TIA IVONE - CTI DISCIPLINA: QUÍMICA Data: / /2012 PROFESSOR: NEW CRISTIAN Apostila SÉRIE: 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Aluno(a): Nomenclatura IUPAC Assim como acontece na

Leia mais

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA Hibridização Revisão - Química Orgânica Básica 1 Tabela Periódica 2 Moléculas Diatômicas 3 Moléculas Poliatômicas 4 Eletronegatividade 5 A interação da luz e a matéria 6 Hibridização

Leia mais

Química D Superintensivo

Química D Superintensivo GABARIT Superintensivo Exercícios 0) 9 02) B 03) A 0. erta. Devido à propriedade de encadeamento do carbono, o número de compostos orgânicos é muito grande, com grande variação no arranjo dos átomos das

Leia mais

Como se obtém gasolina de petróleo?

Como se obtém gasolina de petróleo? CEEJA QUÍMICA CONTEÚDO PARA U. E. 14 Como se obtém gasolina de petróleo? O que vamos aprender? Formação do petróleo Produtos derivados do petróleo Separação dos produtos do petróleo: destilação fracionada

Leia mais

QUÍMICA. Lista de Exercícios Isomeria Geométrica e Óptica

QUÍMICA. Lista de Exercícios Isomeria Geométrica e Óptica QUÍMIA Prof. Rodrigo Rocha Lista de Exercícios Isomeria Geométrica e Óptica 1. A reação do tetracloroetano ( 2 2 l 4 ) com zinco metálico produz cloreto de zinco e duas substâncias orgânicas isoméricas,

Leia mais

Química Orgânica Aula 2 (Curso) Profº.: Wesley de Paula

Química Orgânica Aula 2 (Curso) Profº.: Wesley de Paula Química Orgânica Aula 2 (urso) Profº.: Wesley de Paula São compostos constituídos apenas por átomos de ARBONO e IDROGÊNIO 3 3 2 3 3 3 3 3 3 2 2 3 Os hidrocarbonetos apresentam as seguintes características:

Leia mais

RESUMO. Química Frente II Química Orgânica Vitor Terra Lista 3 - Hidrocarbonetos. fenil

RESUMO. Química Frente II Química Orgânica Vitor Terra Lista 3 - Hidrocarbonetos. fenil Química Frente II Química Orgânica Vitor Terra Lista 3 - Hidrocarbonetos RESUMO Hidrocarbonetos são compostos orgânicos formados apenas por carbono e hidrogênio. fenil Cadeia Fórmula molecular benzil Alcanos

Leia mais

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes.

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes. Questão 01) Sejam dados os processos abaixo:. Fe(s) Fe(l).. H 2 O(l) H 2 (g) + 1/2 O 2 (g) C(s) + O 2 (g) CO 2 (g) V. H 2 O(v) H 2 O(s) V. NH 3 (g) 1/2 N 2 (g) + 3/2 N 2 (g) A opção que representa somente

Leia mais

Petróleo. Prof. Iraê Peroni. etimologia. formação. óleo de pedra

Petróleo. Prof. Iraê Peroni. etimologia. formação. óleo de pedra Petróleo Prof. Iraê Peroni etimologia petra oleum Pedra óleo óleo de pedra formação decomposição de animais, plâncton e vegetais no fundo dos mares. Soterrados pelos movimentos da crosta terrestre = pressão.

Leia mais

A B σ σ + A B C A + A B C C

A B σ σ + A B C A + A B C C REAÇÕES DE ADIÇÃO As reações de adição ocorrem com a entrada de novos átomos na molécula, sem que esta perca nenhum dos átomos constituintes de sua estrutura. Tais reações podem ocorrer com a quebra de

Leia mais

Orbitais híbridos sp 2

Orbitais híbridos sp 2 Hibridização Para entendermos o que é hibridização (também chamada de hibridação) ou um orbital híbrido nós estudaremos a molécula do metano (CH 4). A estrutura do metano experimentalmente é tetraédrica.

Leia mais

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015 01 - A adição de Br a um alceno pode conduzir a produtos diferentes caso, nessa reação, seja empregado o alceno puro ou o alceno misturado a uma pequena quantidade de peróxido. 2 + Br 2 Br 2 + Br peróxido

Leia mais

Comissão Institucional de Resíduos Químicos e Biológicos TABELAS DE INCOMPATIBILIDADES ENTRE ESPÉCIES QUÍMICAS

Comissão Institucional de Resíduos Químicos e Biológicos TABELAS DE INCOMPATIBILIDADES ENTRE ESPÉCIES QUÍMICAS TABELAS DE INCOMPATIBILIDADES ENTRE ESPÉCIES QUÍMICAS Ácidos inorgânicos 1 1 Ácidos inorgânicos Ácidos orgânicos 2 X 2 Ácidos orgânicos Bases 3 X X 3 Bases Aminas 4 X X 4 Aminas Compostos halogenados 5

Leia mais

AULA 21 NOMENCLATURA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS E HIDROCARBONETOS

AULA 21 NOMENCLATURA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS E HIDROCARBONETOS AULA 21 NOMENCLATURA DE COMPOSTOS ORGÂNICOS E HIDROCARBONETOS NOMENCLATURA OFICIAL DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS De acordo com a União Internacional de Química Pura e Aplicada (I.U.P.AC.), o nome de um composto

Leia mais

Desidratação de Álcoois

Desidratação de Álcoois Desidratação de Álcoois Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Unifenas-MG) A busca de fontes alternativas, devido à possível escassez do petróleo, fez

Leia mais

Química 2 aula 1 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS. 4. Seja a estrutura do β-caroteno abaixo:

Química 2 aula 1 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS. 4. Seja a estrutura do β-caroteno abaixo: Química aula. Seja a estrutura do β-caroteno abaixo: MENTÁRIS ATIVIDADES PARA SALA. π π Veja que a estrutura só apresenta ligações do tipo simples e dupla. Logo, as hibridações são do tipo sp e sp.. No

Leia mais

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal LIGAÇÃ QUÍMICA Introdução: s átomos, ao se unirem, procuram perder ou ganhar elétrons na última camada até atingirem a configuração eletrônica de um gás nobre. Teoria do octeto: s átomos dos elementos

Leia mais

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos

FCAV/UNESP. DISCIPLINA: Química Orgânica. ASSUNTO: Hidrocarbonetos FCAV/UNESP DISCIPLINA: Química Orgânica ASSUNTO: Hidrocarbonetos 1 HIDROCARBONETOS São compostos orgânicos formados exclusivamente por átomos de carbono e de hidrogênio. Subdivisões: Fonte: PERUZZO, 2006.

Leia mais

Quí. Xandão Monitor: Victor Pontes

Quí. Xandão Monitor: Victor Pontes Quí. Professor: Allan Rodrigues Xandão Monitor: Victor Pontes Hidrocarbonetos: alcanos, alcenos e alcinos 29 ago RESUMO Hidrocarbonetos são compostos formados por carbono e hidrogênio e constituem uma

Leia mais

QUÍMICA Prof. Alison Cosme Souza Gomes. Funções Orgânicas Resumo UERJ

QUÍMICA Prof. Alison Cosme Souza Gomes. Funções Orgânicas Resumo UERJ QUÍMICA Prof. Alison Cosme Souza Gomes Funções Orgânicas Resumo UERJ A Química Orgânica é a parte da química que estuda os diversos compostos de carbonos existentes. São compostos com sua base nos átomos

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 35. Resolução Alternativa E + 3. Fe + 3OH Fe(OH) (19) 3251-1012 www.elitecampinas.com.br O ELITE RESOLVE IME 2008 TESTES QUÍMICA

QUÍMICA QUESTÃO 35. Resolução Alternativa E + 3. Fe + 3OH Fe(OH) (19) 3251-1012 www.elitecampinas.com.br O ELITE RESOLVE IME 2008 TESTES QUÍMICA (9) 5-0 ELITE RESLVE IME 008 TESTES QUÍMIA QUÍMIA QUESTÃ Segundo a teoria dos orbitais, as ligações covalentes são formadas a partir da interpenetração dos orbitais atômicos. Esta interpenetração leva

Leia mais

CURSO: QUALIDADE DAS ÁGUAS E POLUIÇÃO: ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS AULA 4

CURSO: QUALIDADE DAS ÁGUAS E POLUIÇÃO: ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS AULA 4 CURSO: QUALIDADE DAS ÁGUAS E POLUIÇÃO: ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS AULA 4 REVISÃO DE QUÍMICA: CONCEITOS DE QUÍMICA ORGÂNICA APLICADOS AOS ESTUDOS DE CONTROLE DA QUALIDADE DAS ÁGUAS Prof. Dr. Roque Passos

Leia mais

Hidrocarbonetos Regras de Nomenclatura

Hidrocarbonetos Regras de Nomenclatura idrocarbonetos Regras de Nomenclatura idrocarbonetos compostos orgânicos formados exclusivamente por carbono e hidrogénio. s hidrocarbonetos podem ser: Saturados apenas com ligações simples Alcanos Insaturados

Leia mais

NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS

NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS NOMENCLATURA DE CADEIAS RAMIFICADAS DOS HIDROCARBONETOS Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Vunesp-SP) Os nomes corretos dos compostos orgânicos: 02

Leia mais

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo "iso".

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo iso. EXECÍCIOS REVISÃO QUÍMICA - 2ª série 1. (Uff) Dê a fórmula estrutural dos seguintes compostos: a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo

Leia mais

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014 União de Ensino Superior de Campina Grande Faculdade de Campina Grande FAC-CG Curso de Fisioterapia Ligações Químicas Profª. Drª Narlize Silva Lira Agosto /2014 A Química Orgânica e a Vida A química orgânica

Leia mais

Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE

Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE Questão 1 Considerando os íons NO 2+ e NO 2-, faça o que se pede: a. Represente cada um dos íons através de um número adequado

Leia mais

3. Ligações Químicas Deslocalizadas

3. Ligações Químicas Deslocalizadas 3. Ligações Químicas Deslocalizadas 3.1. Ressonância 3.2. Ligações Duplas em Conjugação 3.3. Ligação dupla em conjugação com um orbital p em um átomo adjacente 3.4. Hiperconjugação 3.5. Aromaticidade 3.6.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA PLANIFICAÇÃO DISCIPLINA QUÍMICA 12º ANO Metas curriculares Metais e ligas metálicas Combustíveis, energia e ambiente

Leia mais

IPT. Hidrocarbonetos alifáticos. Sumário. Hidrocarbonetos. Hidrocarbonetos Aromáticos. Hidrocarbonetos. Química 2.

IPT. Hidrocarbonetos alifáticos. Sumário. Hidrocarbonetos. Hidrocarbonetos Aromáticos. Hidrocarbonetos. Química 2. IPT Química 2 idrocarbonetos João Luís Farinha Antunes Escola Superior de Tecnologia de Tomar Departamento de Arte, onservação e Restauro Sumário idrocarbonetos alifáticos lassificação Nomenclatura Variação

Leia mais

Isomeria plana. www.sotaodaquimica.com.br Contato: sotaodaquimica@gmail.com

Isomeria plana. www.sotaodaquimica.com.br Contato: sotaodaquimica@gmail.com Isomeria plana 01. (Uerj) A gasolina é uma mistura de hidrocarbonetos diversos que apresenta, dentre outros, os seguintes componentes: Os pares de componentes I - II e I - III apresentam isomeria plana,

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA

QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA QUESTÕES DE QUÍMICA ORGÂNICA I 1- Um composto é orgânico quando: a) Possui carbono em sua molécula; b) Deriva dos seres vivos; c) Deriva dos vegetais; d) Possui obrigatoriamente carbono e nitrogênio em

Leia mais

APOSTILA DE QUÍMICA ORGÂNICA 4º BIMESTRE

APOSTILA DE QUÍMICA ORGÂNICA 4º BIMESTRE Nome: nº: Bimestre: 4º Ano/série: 2ª série Ensino: Médio Componente Curricular: Química Professor: Ricardo Honda Data: / / APOSTILA DE QUÍMICA ORGÂNICA 4º BIMESTRE TEORIA 15 ISOMERIA PLANA Isomeria: fenômeno

Leia mais

Fração. Página 2 de 6

Fração. Página 2 de 6 1. (Fgv 2014) De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), aproximadamente 87% de todo o combustível consumido no mundo são de origem fóssil. Essas substâncias são encontradas em diversas

Leia mais

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Fácil Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Médio www.quimica.net/emiliano emiliano@quimica.net Difícil Níveis de dificuldade das Questões 01. Em um frasco,

Leia mais

REAÇÕES ORGÂNICAS. Instruções: Para responder às questões de números 2 e 3, considere o aspidinol, composto orgânico de fórmula estrutural:

REAÇÕES ORGÂNICAS. Instruções: Para responder às questões de números 2 e 3, considere o aspidinol, composto orgânico de fórmula estrutural: REAÇÕES RGÂNICAS 1- (UFPEL) Considerando ambas as reações (combustão do etanol e a ocorrida no bafômetro), é correto afirmar que, A) em ambas, os átomos de oxigênio se reduzem e os de carbono se oxidam.

Leia mais

LIGAÇÃO QUÍMICA NO CARBONO GEOMETRIA MOLECULAR HIBRIDAÇÃO. 06-11-2006 Maria da Conceição Paiva 1

LIGAÇÃO QUÍMICA NO CARBONO GEOMETRIA MOLECULAR HIBRIDAÇÃO. 06-11-2006 Maria da Conceição Paiva 1 LIGAÇÃO QUÍMICA NO CARBONO GEOMETRIA MOLECULAR IBRIDAÇÃO 06-11-2006 Maria da Conceição Paiva 1 Geometria molecular O arranjo tri-dimensional dos átomos numa molécula geometria molecular A teoria da repulsão

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA

PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA PROFESSOR: EQUIPE DE QUÍMICA BANCO DE QUESTÕES - QUÍMICA ORGÂNICA 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 1 ============================================================================================= Hidrocarbonetos

Leia mais

Prof: René dos Reis Borges

Prof: René dos Reis Borges QUÍMICA ORGÂNICA 01) (UFSC) A estrutura do hidrocarboneto aromático benzeno (C 6 H 6 ) é representada pelo híbrido de ressonância a seguir, que possui: Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as proposições

Leia mais

Exemplo: Quando a molécula tiver 3 átomos de carbono (n=3). Ela terá 8 átomos de hidrogênio, pois H = 2n+2 = 8.

Exemplo: Quando a molécula tiver 3 átomos de carbono (n=3). Ela terá 8 átomos de hidrogênio, pois H = 2n+2 = 8. Hidrocarbonetos Hidrocarbonetos como o próprio nome sugere, são compostos cujas moléculas contêm apenas átomos de carbono e hidrogênio. Dentro da família dos hidrocarbonetos existem várias subfamílias,

Leia mais

Mas será que preciso conhecer todos eles?

Mas será que preciso conhecer todos eles? Quantos compostos orgânicos existem atualmente? São milhões de compostos orgânicos. Não, isso seria impossível! Mas será que preciso conhecer todos eles? ompostos orgânicos lasses orgânicas São grupo de

Leia mais

Compostos de carbono

Compostos de carbono Compostos de carbono aroma de banana canela ácido fórmico O que são? Como podemos classificá-los? Compostos de carbono Como podemos obtê-los? Porque são importantes? Respostas às questões Podem ser constituídos

Leia mais

a) Escreva a fórmula estrutural desse composto e classifique os átomos de carbono da sua cadeia orgânica principal.

a) Escreva a fórmula estrutural desse composto e classifique os átomos de carbono da sua cadeia orgânica principal. Aluno (a): 01 - (UNESP SP) O composto orgânico 2,2-dimetil--metil-butano é um hidrocarboneto saturado que apresenta cadeia orgânica acíclica, ramificada e homogênea. a) Escreva a fórmula estrutural desse

Leia mais

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS Respostas dos Exercícios 1 RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1 1. a) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 b) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 c) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 1 d) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 2 e) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2

Leia mais

Reações Orgânicas Parte I

Reações Orgânicas Parte I REIFE olégio Salesiano Sagrado oração ] Aluna(o): Nº: Turma: 3º ano Recife, de de 2013 Disciplina: Química Professor: Eber Barbosa Reações rgânicas Parte I Neste capítulo veremos como prever a formação

Leia mais

COMPOSTOS OXIGENADOS (I)

COMPOSTOS OXIGENADOS (I) COMPOSTOS OXIGENADOS (I) Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 01 (UFRGS-RS) Observe a fórmula do composto: EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO a) Indique a função a que pertence o composto.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BIOQUÍMICA Prof. William Volino

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BIOQUÍMICA Prof. William Volino I Funções químicas orgânicas UNIVERSIDADE ESTÁI DE SÁ URS DE IÊNIAS BILÓGIAS BIQUÍMIA Prof. William Volino Função química é cada conjunto de substâncias com mesmas propriedades químicas. As orgânicas são

Leia mais

Gabarito -Funções Orgânicas 2015

Gabarito -Funções Orgânicas 2015 Gabarito: Resposta da questão 1: [Resposta do ponto de vista da disciplina de Química] As cenouras de coloração laranja podem ter sido trazidas a Pernambuco durante a invasão holandesa e contêm um pigmento

Leia mais

Os lipídeos se encontram distribuídos em todos os tecidos, principalmente nas membranas celulares.

Os lipídeos se encontram distribuídos em todos os tecidos, principalmente nas membranas celulares. LIPÍDEOS Os lipídeos se encontram distribuídos em todos os tecidos, principalmente nas membranas celulares. Por convenção (Congresso Internacional de Bioquímica em 1922) ésteres de ácidos graxos, ou seja,

Leia mais

Química D Superintensivo

Química D Superintensivo GABARIT Superintensivo Exercícios 0) 9 02) B 03) A 0. erta devido à propriedade de encadeamento do carbono, o número de compostos orgânicos é muito grande, com grande variação no arranjo dos átomos das

Leia mais

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE QUÍMICA

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE QUÍMICA Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio Índice APOSTILA DE QUÍMICA Módulo I -Matéria e Energia - Fenômenos Químicos

Leia mais

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE 1-O iodo-132, devido à sua emissão de partículas beta e radiação gama, tem sido muito empregado no tratamento de problemas na tireoide. A curva abaixo ilustra o decaimento

Leia mais

1.1. Tipos de ligações químicas. Tipos de ligações químicas

1.1. Tipos de ligações químicas. Tipos de ligações químicas 1.1. Tipos de ligações químicas Tipos de ligações químicas LIGAÇÃO QUÍMICA Tipos de ligações químicas As ligações covalentes, iónicas e metálicas caraterizam-se por uma partilha significativa de eletrões

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Energia de Ligação 01 (Fuvest-SP) om base nos dados da tabela, EXERÍIOS DE APLIAÇÃO pode-se estimar que o da reação representada por 2(g) + l 2(g) 2 l(g), dado em kj por mol de l(g), é igual a: a) - 92,5

Leia mais

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS UNIDADE 2 - LIGAÇÕES INTERATÔMICAS 2.1. FORÇAS DE LIGAÇÃO FORTES Importante conhecer-se as atrações que mantêm os átomos unidos formando os materiais sólidos. Por exemplo, uma peça de cobre contém 8,4x10

Leia mais

FUNDAMENTOS DE QUÍMICA II

FUNDAMENTOS DE QUÍMICA II FUNDAMENTS DE QUÍMIA II Ano lectivo 2001/2002 Bloco de Química rgânica 1ª Série de Exercícios Estruturas de compostos orgânicos, nomenclatura, grupos funcionais, forças intermoleculares 1. Desenhe estruturas

Leia mais

NOMENCLATURA *NOME. O 7C HEPT 1 e 1 ENIN 8C OCT 9C NON 10C DEC 11C UNDEC Se for cíclico prenome ciclo. Insaturações

NOMENCLATURA *NOME. O 7C HEPT 1 e 1 ENIN 8C OCT 9C NON 10C DEC 11C UNDEC Se for cíclico prenome ciclo. Insaturações setor 131 1310409 1310409-SP Aulas 6 a 8 NMENLATURA DE IDRARBNETS NMENLATURA *NME PREFIX INTERMEDIÁRI SUFIX Nº- DE ARBNS SATURAÇÃ NA ADEIA FUNÇÃ 1 MET SATURADA AN ET INSATURADAS 3 PRP 1 EN 4 BUT 1 IN IDRARBNET

Leia mais

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO 1. (Ufv 99) Sobre isômeros, é CORRETO afirmar que: a) são compostos diferentes com a mesma fórmula molecular. b) são representações diferentes da mesma substância. c)

Leia mais

Química. Funções Orgânicas

Química. Funções Orgânicas Funções Orgânicas Hidrocarbonetos São compostos formados por carbono e hidrogênio. Características São pouco reativos; apolares; insolúveis em água; possuem baixo P.F. e P.E., aumentando de acordo com

Leia mais

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Ligação Química e Estudo do Átomo de Carbono Aula 1 1- INTRODUÇÃO Os átomos são formados por nêutrons, prótons e elétrons.

Leia mais

Alcanos Aula 4 Flaviane Francisco Hilário

Alcanos Aula 4 Flaviane Francisco Hilário Universidade Federal de Ouro Preto Alcanos Aula 4 Flaviane Francisco ilário 1 1 - Principais Características Compostos orgânicos constituídos apenas por átomos de carbono e hidrogênio, desprovidos de insaturação.

Leia mais

Química E Superintensivo

Química E Superintensivo GABARIT Superintensivo Exercícios 01) 02) B 03) A 04) D a) Errada. A cadeia é mista (uma parte aberta e outra fechada). b) Errada. A cadeia é heterogênea, tem dois heteroátomos: e N. c) erta. Possui uma

Leia mais

Química COMPOSTOS DE CARBONO

Química COMPOSTOS DE CARBONO COMPOSTOS DE CARBONO COMPOSTOS DE CARBONO Compostos Orgânicos / Compostos de Carbono CO 2 COMPOSTOS DE CARBONO Inorgânicos Eram os que se obtinham de minerais Orgânicos Eram os que se obtinham de organismos

Leia mais

propan-1-ol ciclopropano

propan-1-ol ciclopropano propan-1-ol ciclobutano ciclopropano propeno Representação por traços 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais

Leia mais

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são QUÍMIA 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o átomo de hidrogênio que era consistente com o modelo de Rutherford e explicava o espectro do átomo daquele elemento. A teoria de Bohr já não é a última

Leia mais

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO

LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 2 o EM QUÍMICA 2º TRIMESTRE 08 07 15 LISTA DE REVISÃO DE HIDROCARBONETO 1. (Enem 2000) Para compreender o processo de exploração e o consumo dos recursos petrolíferos, é fundamental conhecer a gênese e

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA

SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Título do Podcast Área Segmento Duração Plásticos Ciências da Natureza Ensino Médio 5min43seg SEQUÊNCIA DIDÁTICA - PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Habilidades do Ensino Médio: H24: Reconhecer o petróleo

Leia mais

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9ºANO

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9ºANO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9ºANO Tema: Compostos de carbono. Hidrocarbonetos. Fibras sintéticas, alimentos, cosméticos, medicamentos e combustíveis são alguns dos produtos que envolvem milhões de substâncias

Leia mais

Prática sobre ponto de fulgor de combustíveis líquidos

Prática sobre ponto de fulgor de combustíveis líquidos Química e Energia - Prof. Barbieri ICET Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia Quando um corpo combustível é aquecido, atinge diferentes estágios da temperatura, os quais são conhecidos por: Ponto de

Leia mais