RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS"

Transcrição

1 Respostas dos Exercícios 1 RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1 1. a) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 1 b) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 c) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 1 d) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 2 e) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 5 f) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 g) 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 4 2. a) NaF b) Mg(O) 2 c) NaNO 3 d) NaNO 2 e) CaSO 4 f) NaCO 3 g) Li 2 CO 3 h) CaCl 2 3.

2 2 Química Orgânica 4. a) Si b) F B F F F Cl c) C Cl Cl Cl d) Cl Be Cl geometria tetraédrica geometria tetraédrica geometria tetraédrica geometria linear e) C f) geometria piramidal C geometria trigonal plana g) S geometria angular h) N geometria angular F i) B F F geometria trigonal plana Cl j) C Cl geometria tetraédrica k) N geometria tetraédrica l) Cl Cl geometria linear 5.

3 Respostas dos Exercícios 3 6. a) O carbono está formando apenas três ligações. b) Existem dois átomos de hidrogênio em excesso. e) O número de átomos de hidrogênio não é suficiente para completar a tetravalência do carbono. f) Como no caso anterior, o número de átomos de hidrogênio também está incorreto. Fórmulas corretas poderiam ser C 2 2 ou C 2 4. g) á um hidrogênio a mais na fórmula. j) 2 Falta a carga. O correto seria CO 3. k) Falta a carga. O correto seria 3 O +. l) Falta a carga. O correto seria N

4 4 Química Orgânica 8. a, e, f, h, i, j. 9. Os átomos indicados com a letra a são sp 3, os indicados com a letra b são sp 2 e os indicados com a letra c possuem hibridação sp. 10. a) III < I < II Como os compostos são todos hidrocarbonetos, a força intermolecular existente entre suas moléculas é do tipo forças de London, cuja intensidade depende da superfície de contato e da polarizabilidade da molécula. A polarizabilidade aumenta com o aumento do volume molar, e esse depende da massa. Assim, como o composto (II) tem maior massa molecular, apresentará maior temperatura de ebulição. Como os compostos (I) e (III) têm a mesma massa molecular, o mais ramificado, (III), apresentará menor superfície de contato, o que resultará em interação intermolecular mais fraca quando comparada à do composto (I) e, como conseqüência, menor temperatura de ebulição. b) II < III < I Os compostos (I) e (III) podem fazer ligação de hidrogênio, logo apresentam maior temperatura de ebulição que (II). Como o composto I tem massa molecular maior que a do (III), ele apresenta maior temperatura de ebulição. c) II < III < I Os compostos (I) e (III) podem fazer ligação de hidrogênio, logo apresentam temperatura de ebulição maior que a do (II). Como o oxigênio é mais eletronegativo que o nitrogênio, as ligações de hidrogênio entre as moléculas de (I) são mais fortes que as que ocorrem entre as moléculas de (III), resultando em maior temperatura de ebulição para (I). d) I < II < III O composto (III) tem maior massa molar, portanto apresenta maior temperatura de ebulição. Os compostos (I) e (II) têm a mesma massa molecular, porém o composto (I) possui mais ramificações, levando a uma menor superfície de contato e, portanto, a menor temperatura de ebulição. 11. a) III < II < I b) III < II < I c) I = II = III, todos são miscíveis em água d) II < III < I e) III < I < II 12. e > d > b > a > c > f > g > h

5 Respostas dos Exercícios O éter dietílico pode reagir com ácido sulfúrico formando uma espécie mais polar, portanto mais solúvel. 15. a) 3 O + b) N 4 + c) 2 S d) 2 O Nos pares indicados, quanto maior for a carga positiva, mais ácido será o composto. Entre as espécies neutras e as negativas, quanto maior for a carga negativa, menos ácido será o composto. 16. Como os compostos são isômeros, a temperatura de ebulição será maior quanto mais forte for a interação intermolecular. No caso do composto (A), a força intermolecular predominante é a ligação de hidrogênio, mais forte que as interações dipolo dipolo que atuam entre as moléculas de (B). 17. A diferença nas temperaturas de ebulição se deve à natureza das interações intermoleculares. No caso do álcool etílico, as forças intermoleculares predominantes são ligações de hidrogênio, que são mais intensas que as interações dipolo dipolo que atuam entre as moléculas do éter dietílico. 18. A vitamina C é um composto muito polar em virtude da presença de vários grupos hidroxila ( O) em sua estrutura. A formação de ligações de hidrogênio entre as hidroxilas da molécula de vitamina C e as moléculas de água resulta em grande solubilidade da vitamina C nesse solvente. Como o -caroteno apresenta em sua estrutura apenas carbono e hidrogênio, ele é um composto muito pouco polar, sendo, portanto, pouco solúvel em água. 19. Em meio ácido, o composto encontra-se na forma não ionizada, sendo portanto pouco polar. Em meio básico, a hidroxila da molécula reage com a base, resultando na formação de composto iônico (sal), que é mais polar, sendo assim mais solúvel em água.

6 6 Química Orgânica 20. A solubilidade do composto aumenta com a redução do p, pois em meio ácido forma-se um sal, conforme mostrado pela equação a seguir. 21. a) C NO b) a, b: sp; c: sp 2 ; d, e, f: sp 3. c) As regiões mais polares são as em torno dos grupos N e O. d) O composto mais solúvel em água é o hidrato de saxitoxina, pois esse apresenta muitos grupos O e N, que conferem maior polaridade à molécula. 22. a) (I): forças de London; (II): ligação de hidrogênio; (III): ligação de hidrogênio; (IV): forças de London e ligação de hidrogênio. b) O ácido cloroacético, pois este é mais polar que a bifenila uma vez que possui em sua estrutura o grupo carboxila (COO), que é muito polar. c)

7 Respostas dos Exercícios 7 CAPÍTULO 2 1. a) b) c) d) e) f) g) h) i) j) 2. a) 2-metilpentano g) 6-bromo-4,4-dicloro-2-metildodecano b) 2,2,5-trimetilexano h) 3,4,6-trimetildecano c) 3-etil-4-metilexano i) 3,3-dietilpentano d) 3,3-dimetilexano j) 1,1,1-tricloropropano e) 1-cloropropano k) 1-bromo-5-cloropentano f) 3-etil-2-metiloctano l) perclorobutano

8 8 Química Orgânica 6. a) Não existe ramificação no final de cadeia. Neste caso, o grupo metil faz parte da cadeia principal e o nome do composto é hexano. b) A cadeia principal deve possuir o maior número de carbonos. Neste caso, o propil faz parte da cadeia principal e o nome correto do composto é 4-etileptano. c) Idem a (b). O nome correto do composto é 3-metilexano. d) Existem vários isômeros do dicloropropano. Portanto, há necessidade de localizar os átomos de cloro na molécula. Um exemplo seria 1,2-dicloropropano. e) Nos casos em que a cadeia principal apresenta alternativas para a sua escolha, tem preferência a que possuir o maior número de ramificações. Neste caso, o nome correto é 3-etil-2,5,5-trimetiloctano. f) Devem-se repetir os números localizadores dos grupos substituintes quantas vezes esses aparecerem na cadeia principal. Portanto, no exemplo em questão, o nome correto é 2,2-dimetilbutano. g) Faltam os números para localizar as posições dos grupos metil e etil na cadeia principal. Esses grupos não estão citados em ordem alfabética. h) Este composto não existe, porque o carbono 3 está pentavalente

9 Respostas dos Exercícios 9 9. a) 2,2-dimetilbutano < 3-metilpentano < hexano Para alcanos isoméricos, quanto maior o número de ramificações menor será a superfície de contato entre as moléculas, conseqüentemente menor será a interação entre elas, resultando em menor temperatura de ebulição. b) 2-metilexano < heptano < octano Para alcanos não ramificados (heptano e octano), a temperatura de ebulição aumenta com a massa molar, pois a superfície de contato aumenta, resultando em maior interação intermolecular. Para os alcanos isoméricos, quanto maior o número de ramificações menor será a superfície de contato entre as moléculas, o que resultará em menor interação intermolecular e, conseqüentemente, menor temperatura de ebulição. c) etano < butano < pentano < octano Para os alcanos não ramificados, a temperatura de ebulição aumenta com a massa molar, pois as interações intermoleculares aumentam em razão da maior superfície de contato. 10. Porque ele (1,2-dibromoetano) reage com o óxido de chumbo (PbO 2 ) produzido durante a combustão, levando à formação de PbBr 2, que é volátil, sendo arrastado com os outros gases durante a etapa de combustão

10 10 Química Orgânica 14. A bromação do etano pode ser um bom método para preparar o bromoetano, pois seria possível controlar o produto obtido pela adição de excesso de etano. Por outro lado, a bromação do etano não seria um bom método para obter o 1,2-dibromoetano, uma vez que seria difícil controlar a formação de apenas um produto monobromado. Uma boa maneira de preparar o 1,2-dibromoetano seria a adição de bromo ao eteno, conforme será visto no Capítulo Como ambos os compostos são pouco polares e não apresentam dipolo permanente, as interações intermoleculares que atuam entre suas moléculas são do tipo forças de London ou de Van der Waals. Como essas forças aumentam com a superfície molecular e com o volume da molécula, a previsão nesse caso fica dificultada, pois, sendo o octano linear, a superfície de contato entre suas moléculas é maior; por outro lado, a massa molecular, e portanto o volume, das moléculas de 2,2,3-trimetileptano é maior. 16. A previsão de qual dos compostos apresenta maior temperatura de ebulição nesse caso é difícil, pois para o butan-1-ol as forças intermoleculares predominantes são do tipo ligação de hidrogênio. Essa interação é mais forte que as forças de London que atuam entre as moléculas de octano. Por sua vez, o octano apresenta maior massa molar (e portanto maior volume molar), o que resulta também em aumento da temperatura de ebulição. Como não temos como saber qual dos efeitos será predominante, não é possível fazer a previsão. De fato, a temperatura de ebulição para o butan-1-ol e para o octano são 118 C e 125,7 C, respectivamente. 17. É o valor que expressa o poder de detonação de determinada gasolina. Esse índice é importante, pois está relacionado à qualidade da gasolina. Quanto maior o índice de octano, melhor o combustível. 18. Sim, é possível que compostos apresentem índice de octano maior que 100 e menor que 0, uma vez que esse índice foi definido arbitrariamente. 19. Não, uma vez que esse composto não possui fonte natural abundante, e seu preço é elevado, pois ele é produzido a partir de derivados do próprio petróleo. CAPÍTULO 3 1.

Cadex Pré-vestibular Química Volume I Série 4 Geometria molecular; polaridade; forças intermoleculares

Cadex Pré-vestibular Química Volume I Série 4 Geometria molecular; polaridade; forças intermoleculares 01 I. H 2, linear (a) II. O 2, linear (a) III. H 2 O, angular (b) IV. NH 3, piramidal (c) V. CH 4, tetraédrica (e) VI. CO 2, linear (a) VII. BF 3, trigonal (d) VIII. H 2 S, angular (b) IX. CCl 4, tetraédrica

Leia mais

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal

Hidrogênio x Hidrogênio Hidrogênio x Não metal Não metal x Não metal LIGAÇÃ QUÍMICA Introdução: s átomos, ao se unirem, procuram perder ou ganhar elétrons na última camada até atingirem a configuração eletrônica de um gás nobre. Teoria do octeto: s átomos dos elementos

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES. Professor Cristiano

GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES. Professor Cristiano GEOMETRIA MOLECULAR E INTERAÇÕES QUÍMICAS MOLECULARES Professor Cristiano GEOMETRIA MOLECULAR É o estudo de como os átomos estão distribuídos espacialmente em uma molécula. Dependendo dos átomos que a

Leia mais

Associe corretamente a coluna da direita à da esquerda.

Associe corretamente a coluna da direita à da esquerda. 1. (G1 - ifba 2014) A respeito da geometria, polaridade e ligações químicas das moléculas dos compostos, previstas por suas estruturas de Lewis, pode-se afirmar corretamente que a) a molécula do PC 3 é

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - Espécies maioritárias e vestigiais 10º ANO 8 fev. 2013 / Nome: nº 1. Atualmente, a troposfera é constituída por espécies maioritárias, como o azoto, N 2, o oxigénio,

Leia mais

EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999)

EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999) EXERCÍCIOS DO ITA (1980-1999) 1- (ITA-1980) Um ânion mononuclear bivalente com 10 elétrons apresenta: a) 10 prótons nucleares b) a mesma estrutura eletrônica que a do Mg 2+. c) número de massa igual a

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Química 26. Alternativa (C) Assunto: Propriedades físicas das substâncias densidade Os materiais apresentam diferentes densidades e mesma massa envolvida logo,

Leia mais

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello

Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Fácil Resolução da Prova de Química Vestibular Verão UERGS/2003 Prof. Emiliano Chemello Médio www.quimica.net/emiliano emiliano@quimica.net Difícil Níveis de dificuldade das Questões 01. Em um frasco,

Leia mais

OS EFEITOS DA POLARIDADE DAS LIGAÇÕES NAS MOLÉCULAS ORGÂNICAS DOS HALOGENETOS DE ALQUILA

OS EFEITOS DA POLARIDADE DAS LIGAÇÕES NAS MOLÉCULAS ORGÂNICAS DOS HALOGENETOS DE ALQUILA OS EFEITOS DA POLARIDADE DAS LIGAÇÕES NAS MOLÉCULAS ORGÂNICAS DOS HALOGENETOS DE ALQUILA Natalia Soares Quinete Bolsista de Inic. Científica, Eng. Química, UFF Peter Rudolf Seidl Orientador, Químico industrial,

Leia mais

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)?

1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? EXERCÍCIOS REVISÃO 1ª série 1. Qual a fórmula do composto formado entre o cálcio, Ca (Z = 20) e o flúor F (Z = 9)? 2. Qual a fórmula do composto formado entre o potássio, K (Z = 19) e o enxofre, S (Z =

Leia mais

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Dados: 01. (Ufrj - adaptado) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares

Química. Resolução das atividades complementares. Q50 Forças intermoleculares Resolução das atividades complementares 4 Química Q50 Forças intermoleculares p. 15 1 (Unifor-CE) Considerando a natureza das ligações químicas intermoleculares existentes nas substâncias: Etanol C 2 H

Leia mais

LIGAÇÕES INTERMOLECULARES

LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Ligações Intermoleculares 1 LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Introdução O que mantém as moléculas unidas nos estados líquido e sólido? Que força faz a água, contrariando a gravidade, subir por um capilar? Como

Leia mais

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2.

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2. QUÍMICA 37 B Sabendo-se que a amônia (N 3 ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água o diclorometano (C Cl ) não possui isômeros Sua molécula apresenta polaridade, devido

Leia mais

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R

= 0 molécula. cada momento dipolar existente na molécula. Lembrando que u R Lista de Exercícios de Geometria e Ligações 1) Numere a segunda coluna (estruturas geométricas) de acordo com a primeira coluna (compostos químicos). 1. NH 3 ( ) linear 2. CO 2 ( ) angular 3. H 2 O ( )

Leia mais

PROPRIEDADES FÍSICAS DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS

PROPRIEDADES FÍSICAS DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS PROPRIEDADES FÍSICAS DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS As propriedades físicas dos compostos orgânicos podem ser interpretadas, e muitas vezes até previstas, a partir do conhecimento das ligações químicas que unem

Leia mais

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes.

se complete no sentido indicado, assinale a alternativa correta. a) Há menos energia armazenada nos produtos do que nos reagentes. Questão 01) Sejam dados os processos abaixo:. Fe(s) Fe(l).. H 2 O(l) H 2 (g) + 1/2 O 2 (g) C(s) + O 2 (g) CO 2 (g) V. H 2 O(v) H 2 O(s) V. NH 3 (g) 1/2 N 2 (g) + 3/2 N 2 (g) A opção que representa somente

Leia mais

Solubilidade. Ricardo Queiroz Aucélio Letícia Regina de Souza Teixeira

Solubilidade. Ricardo Queiroz Aucélio Letícia Regina de Souza Teixeira Ricardo Queiroz Aucélio Letícia Regina de Souza Teixeira Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/br/legalcode

Leia mais

Respostas da terceira lista de exercícios de química. Prof a. Marcia M. Meier

Respostas da terceira lista de exercícios de química. Prof a. Marcia M. Meier Respostas da terceira lista de exercícios de química Prof a. Marcia M. Meier 1) O íon brometo não aceita mais de um elétron, pois este segundo elétron ocupará numeros quânticos maiores quando comparado

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas.

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA QUÍMICA. Unidade III. Ligações químicas e funções inorgânicas. Unidade III Ligações químicas e funções inorgânicas. 2 Aula 12.1 Conteúdo: Geometria molecular Polaridade das moléculas 3 Habilidades: Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem

Leia mais

S 2 O 5 (aq) + 2 H + (aq) " 2 SO 2(aq) + H 2 O (,) 2 (aq) + 2 OH (aq) " 2 SO 3 2 (aq) + H 2 O (,) QUESTÃO 2. Combustível.

S 2 O 5 (aq) + 2 H + (aq)  2 SO 2(aq) + H 2 O (,) 2 (aq) + 2 OH (aq)  2 SO 3 2 (aq) + H 2 O (,) QUESTÃO 2. Combustível. Química QUESTÃO 1 O metabissulfito de potássio (K 2 S 2 O 5 ) e o dióxido de enxofre (SO 2 ) são amplamente utilizados na conservação de alimentos como sucos de frutas, retardando a deterioração provocada

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 Questão 26 Como a questão pede a separação do sólido solúvel do líquido, o único processo recomendado é a destilação simples. Lembrando que filtração e decantação

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 Questão 2: O grafite e o diamante são substâncias simples e naturais do elemento carbono. Outras estruturas de substâncias simples do carbono, como o fulereno-60, fulereno-70 e nanotubos de carbono, são

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS 2012

LIGAÇÕES QUÍMICAS 2012 LIGAÇÕES QUÍMICAS 2012 1- Dois elementos químicos X e Y combinam-se formando uma substância molecular XY 3. X e Y podem ter números atômicos, respectivamente: A)1 e 7 B) 2 e 9 C) 13 e 16 D) 15 e 35 E)

Leia mais

e hexafluoreto de enxofre

e hexafluoreto de enxofre 4. (Mackenzie 05) Os gases do efeito estufa envolvem a Terra e fazem parte da atmosfera. Estes gases absorvem parte da radiação infravermelha refletida pela superfície terrestre, impedindo que a radiação

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA 33) Assinale a alternativa correta, na qual todas as substâncias são compostas e líquidas à temperatura ambiente. A O 3, O 2 ; CH 3 CH 2 OH B H 2 ; CO 2 ; CH 3 OH C H 2 O; NH 3 ; CO D H 2 O; CH 3 CH 2

Leia mais

PARECER DOS RECURSOS

PARECER DOS RECURSOS Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PROCESSO SELETIVO ADMISSÃO DE PROFESSORES EM CARÁTER TEMPORÁRIO EDITAL Nº 15/ 2012/ SED PARECER DOS RECURSOS CARGO: Professor de Química 11) Com

Leia mais

as substâncias A, B e C podem ser, respectivamente,

as substâncias A, B e C podem ser, respectivamente, 01. (UFGRS/2002) O gráfico abaixo representa a curva de densidade versus temperatura para duas substâncias que são líquidos à temperatura ambiente: água e tetracloreto de carbono. as substâncias A, B e

Leia mais

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA

QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA QUIMICA ORGÂNICA BÁSICA Hibridização Revisão - Química Orgânica Básica 1 Tabela Periódica 2 Moléculas Diatômicas 3 Moléculas Poliatômicas 4 Eletronegatividade 5 A interação da luz e a matéria 6 Hibridização

Leia mais

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: 01) (ACAFE) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais Alcalinos e) Gases Nobres 02) (UFF-RJ)

Leia mais

L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S

L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S L I G A Ç Õ E S Q U Í M I C A S PR. AGAMENN RBERT < 2010 Prof. Agamenon Roberto LIGAÇÕES QUÍMICAS www.agamenonquimica.com 2 LIGAÇÕES QUÍMICAS 1. INTRDUÇÃ Existe uma grande quantidade de substâncias na

Leia mais

03 - (Fuvest SP/2007) A figura mostra modelos de algumas moléculas com ligações covalentes entre seus átomos.

03 - (Fuvest SP/2007) A figura mostra modelos de algumas moléculas com ligações covalentes entre seus átomos. 0 - (Uem PR/007) Assinale a alternativa correta. a) A molécula C 4 é apolar e formada por ligações apolares. b) Toda molécula polar é formada por ligações apolares. c) A molécula B 3 possui geometria piramidal

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32 QUÍMICA QUESTÃO 31 Considerando a Tabela Periódica e as propriedades dos elementos químicos, assinale a alternativa correta A) Um metal é uma substância dúctil e maleável que conduz calor e corrente elétrica

Leia mais

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A Questão 76 O hidrogênio natural é encontrado na forma de três isótopos de números de massa, 1, 2 e 3, respectivamente: 1 1 H, 2 1 H e 3 1 H As tabelas periódicas trazem o valor 1,008 para a sua massa atômica,

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEORIA CORPUSCULAR LIGAÇÕES QUÍMICAS 5 TEORIA CORPUSCULAR 1 INTRODUÇÃO O fato de os gases nobres existirem na natureza como átomos isolados, levou os cientistas KOSSEL e LEWIS a elaborar um modelo para as ligações químicas.

Leia mais

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES QUÍMICA Prof. Daniel Pires LIGAÇÕES QUÍMICAS -GEOMETRIA e POLARIDADE MOLECULAR - HIBRIDIZAÇÃO - FORÇAS INTERMOLECULARES - PIRES 1. Considere as seguintes moléculas: H O; PC؃; BHƒ; SF e CO. a) Indique

Leia mais

Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos

Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos Resoluções Segmento: Pré-vestibular Coleção: Alfa, Beta e Gama. Disciplina: Química Caderno de Exercícios 1 Série: 12 Cadeias Carbônicas hidrocarbonetos 1. Pode-se distinguir uma amostra sólida de um composto

Leia mais

Capítulo 6: Estrutura dos Materiais Ligação química e propriedades

Capítulo 6: Estrutura dos Materiais Ligação química e propriedades Capítulo 6: Estrutura dos Materiais Ligação química e propriedades Questões a abordar... O que promove a ligação química? Que tipos de ligações químicas existem? Que propriedades dependem da ligação química?

Leia mais

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre.

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre. Química 01. O ácido sulfúrico é um dos produtos químicos de maior importância comercial, sendo utilizado como matéria-prima para diversos produtos, tais como fertilizantes, derivados de petróleo e detergentes.

Leia mais

propan-1-ol ciclopropano

propan-1-ol ciclopropano propan-1-ol ciclobutano ciclopropano propeno Representação por traços 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais 2- Introdução à Química rgânica Representações de Fórmulas Estruturais

Leia mais

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014

Ligações Químicas. Profª. Drª Narlize Silva Lira. Agosto /2014 União de Ensino Superior de Campina Grande Faculdade de Campina Grande FAC-CG Curso de Fisioterapia Ligações Químicas Profª. Drª Narlize Silva Lira Agosto /2014 A Química Orgânica e a Vida A química orgânica

Leia mais

Aulas 13 e 14. Soluções

Aulas 13 e 14. Soluções Aulas 13 e 14 Soluções Definição Solução é a denominação ao sistema em que uma substância está distribuída, ou disseminada, numa segunda substância sob forma de pequenas partículas. Exemplos Dissolvendo-se

Leia mais

UFSC. Química (Amarela) 31) Resposta: 43. Comentário

UFSC. Química (Amarela) 31) Resposta: 43. Comentário UFSC Química (Amarela) 1) Resposta: 4 01. Correta. Ao perder elétrons, o núcleo exerce maior atração sobre os elétrons restantes, diminuindo o raio. Li 1s2 2s 1 Li+ 1s 2 Raio atômico: átomo neutro > íon

Leia mais

Propriedades Físicas de alguns compostos

Propriedades Físicas de alguns compostos Propriedades Físicas de alguns compostos Tipo de ligação e temperatura de fusão COMPOSTO Tipo de ligação T fusão / o C NaCl iónica 801 Cu metálica 1083 Si covalente 1410 H 2 O intermolecular 0 C 6 H 6

Leia mais

Química Orgânica Aplicada a Engenharia Geológica

Química Orgânica Aplicada a Engenharia Geológica Química Orgânica Aplicada a Engenharia Geológica Aula 3 Estudo funcional Alcanos e cicloalcanos Polaridade das ligações covalentes e das moléculas Prof. Dr. Leandro Vinícius Alves Gurgel 1. Introdução:

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXTO:

LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXTO: LIGAÇÕES QUÍMICAS TEXT: 1 - Comum à questão: 1 Esferas minúsculas podem se tornar uma arma contra a leishmaniose viceral, doença causada pelo protozoário Leishmania chagasi que, sem tratamento, é fatal

Leia mais

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUESTÃO 01 Os valores das sucessivas energias de ionização de um átomo constituem uma evidência empírica da existência de níveis de energia. Os diagramas abaixo pretendem representar,

Leia mais

EXERCÍCIO ESTILO ENEM

EXERCÍCIO ESTILO ENEM EXERCÍCIO ESTILO ENEM 01. O efeito estufa, de grande preocupação atual, decorre da emissão exagerada de certos gases na atmosfera, principalmente o CO 2. Em dezembro de 1997, representantes de 160 nações,

Leia mais

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES META Apresentar os fatores que influenciam no processo de dissolução. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: reconhecer um processo de dissolução; identificar

Leia mais

R E A Ç Õ E S O R G Â N I C A S

R E A Ç Õ E S O R G Â N I C A S R E A Ç Õ E S R G Â N I A S PRF. AGAMENN RBERT < 011 > Prof. Agamenon Roberto REAÇÕES RGÂNIAS www.agamenonquimica.com REAÇÕES RGÂNIAS ISÕES DAS LIGAÇÕES Para que ocorra uma reação química, é necessário

Leia mais

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes.

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. 17 P R O V A D E Q UÍMICA I QUESTÃO 46 A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. Composto Pe ( o C) Solubilidade em água CH 3 CH 2

Leia mais

PROFESSOR LOURIVAL NETO

PROFESSOR LOURIVAL NETO QUÍMICA EM 1 DIA PROFESSOR LOURIVAL NETO UBERLÂNDIA LIGAÇÕES QUÍMICAS Iônica: Ocorre devido a transferência de elétrons! Ìons mantêmse em um cristal Retículo cristalino. A força eletrostática mantém os

Leia mais

Água e Soluções Biológicas

Água e Soluções Biológicas Universidade Federal do Ceará Centro de Ciências Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Disciplina de Biofísica Água e Soluções Biológicas 1. Introdução 2. A estrutura da molécula de água 2.1.

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q9 Classificação de substâncias

Química. Resolução das atividades complementares. Q9 Classificação de substâncias Resolução das atividades complementares Química Q9 Classificação de substâncias p. 54 O sulfato de magnésio é um sal inorgânico de caráter neutro. A solução aquosa de sulfato de magnésio é um medicamento

Leia mais

Metais em água. metais tem um papel crucial em. como espécies hidroxiladas, ex.: FeOH(H 2 O)

Metais em água. metais tem um papel crucial em. como espécies hidroxiladas, ex.: FeOH(H 2 O) Metais em água Para a estabilização dos elétrons mais externos os cátions metálicos em água são ligados (coordenados) a outras espécies. Assim, os metais em soluções aquosas procuram a máxima estabilidade

Leia mais

Desidratação de Álcoois

Desidratação de Álcoois Desidratação de Álcoois Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Unifenas-MG) A busca de fontes alternativas, devido à possível escassez do petróleo, fez

Leia mais

Box 2. Estado da solução Estado do solvente Estado do soluto Exemplos

Box 2. Estado da solução Estado do solvente Estado do soluto Exemplos MISTURA E SOLUBILIDADE Box 2 Grande parte das substancias encontradas no dia-a-dia são misturas que sob o aspecto macroscópico apresentam-se com o aspecto homogêneo (uma única fase) ou heterogêneo (mais

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO QUESTÕES. Escolha 12 exercícios dos mostrados abaixo e responda-os.

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO QUESTÕES. Escolha 12 exercícios dos mostrados abaixo e responda-os. 3º EM Química A Wesley Av. Dissertativa 19/10/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno;

PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339. f) 3-etil-2-metil-2-hexeno; PRE-VEST AMANDA 14-05-2015 QUÍMICA Lista de Exercícios Hidrocarbonetos Classificação e Nomenclatura de alcanos e alcenos. 01) Escreva as fórmulas estruturais e moleculares dos seguintes alcanos: a) propano;

Leia mais

Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula

Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula Aula sobre Soluções Aula 01 (ENEM) Profº.: Wesley de Paula Propriedades das Soluções Classificação das Misturas: Soluções e Dispersões Classificação das soluções O Processo de Dissolução em soluções Relações

Leia mais

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são QUÍMIA 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o átomo de hidrogênio que era consistente com o modelo de Rutherford e explicava o espectro do átomo daquele elemento. A teoria de Bohr já não é a última

Leia mais

IPT. Hidrocarbonetos alifáticos. Sumário. Hidrocarbonetos. Hidrocarbonetos Aromáticos. Hidrocarbonetos. Química 2.

IPT. Hidrocarbonetos alifáticos. Sumário. Hidrocarbonetos. Hidrocarbonetos Aromáticos. Hidrocarbonetos. Química 2. IPT Química 2 idrocarbonetos João Luís Farinha Antunes Escola Superior de Tecnologia de Tomar Departamento de Arte, onservação e Restauro Sumário idrocarbonetos alifáticos lassificação Nomenclatura Variação

Leia mais

Química. Sistema Positivo de Ensino 112

Química. Sistema Positivo de Ensino 112 A proposta A proposta, para ser elaborada, buscou um panorama que explicitasse os rumos e objetivos do ensino de Química na escola. Sendo assim, priorizou um trabalho que integra diversas dimensões do

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Química Ligações Químicas

Exercícios com Gabarito de Química Ligações Químicas Exercícios com Gabarito de Química Ligações Químicas 1) (FATEC-2009) Considere as seguintes informações sobre os elementos X e. Elemento N de elétrons na última camada Período 0 6 2 X 4 2 A combinação

Leia mais

Espectroscopia no Infravermelho

Espectroscopia no Infravermelho Espectroscopia no Infravermelho Análogo ao UV: irradiação da amostra com luz I.V. Parte absorvida (A) Parte transmitida (T) Espectro I.V : %A (ou %T) versus freqüência ou comprimento de onda ou número

Leia mais

Química D Extensivo V. 3

Química D Extensivo V. 3 Química D Extensivo V. 3 Exercícios 01) Alternativa correta: A 5 4 3 2 1 CH 3 CH 2 CH CH CH 2 OH CH 3 CH 3 metil metil 02) Alternativa correta: D 8 7 6 5 4 3 2 1 CH 3 C = CH CH 2 CH 2 CH CH 2 CH 2 OH CH

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004 37 QUÍMICA 31. s irradiadores de alimentos representam hoje uma opção interessante na sua preservação. alimento irradiado, ao contrário do que se imagina, não se torna radioativo, uma vez que a radiação

Leia mais

Prof. César Lourenço

Prof. César Lourenço Prof. ésar Lourenço Prof. ésar Lourenço + l l ouve a troca do IDROGÊNIO pelo LORO REAÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO É quando um átomo ou grupo de átomos é substituído por um radical do outro reagente. l + l l + LUZ

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na fgv

CPV O cursinho que mais aprova na fgv QUÍMIA O cursinho que mais aprova na fgv FGV economia 1 a Fase 30/novembro/2008 106. Na figura, é representado o espectro de massa dos isótopos naturais do elemento gálio. 107. O gráfico mostra a radioatividade

Leia mais

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo "iso".

a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo iso. EXECÍCIOS REVISÃO QUÍMICA - 2ª série 1. (Uff) Dê a fórmula estrutural dos seguintes compostos: a) Hidrocarboneto alifático, saturado, com cinco átomos de carbono que apresenta na sua nomenclatura o prefixo

Leia mais

QUÍMICA PARA CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

QUÍMICA PARA CIÊNCIAS BIOLÓGICAS QUÍMICA PARA CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Prof. Mário Luiz Araújo de Almeida Vasconcellos UNIDADE 1 ESTRUTURA DA MATÉRIA, LIGAÇÕES QUÍMICAS E FORÇAS INTERMOLECULARES 1. OS MODELOS ATÔMICOS Modelos atômicos são

Leia mais

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS EXTRAÇÃO DE ELEMENTOS A definição original de oxidação foi a da reação que um elemento reage com oxigênio e é convertido em seu óxido. Comparativamente, redução

Leia mais

ELETRÓLISE - TEORIA. Eletrólitos são condutores iônicos de corrente elétrica. Para que ocorra essa condução, é necessário:

ELETRÓLISE - TEORIA. Eletrólitos são condutores iônicos de corrente elétrica. Para que ocorra essa condução, é necessário: ELETRÓLISE - TEORIA Introdução Dentro do estudo de eletroquímica temos a eletrólise, que consiste num processo não-espontâneo, baseado na decomposição de uma espécie química (eletrólito) por uma corrente

Leia mais

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo

Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Química Orgânica I Profª Dra. Alceni Augusta Werle Profª Dra.Tânia M. Sacramento Melo Ligação Química e Estudo do Átomo de Carbono Aula 1 1- INTRODUÇÃO Os átomos são formados por nêutrons, prótons e elétrons.

Leia mais

Alcenos e Alcadienos

Alcenos e Alcadienos Alcenos e Alcadienos Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Vunesp-SP) Álcoois podem ser obtidos pela hidratação de alcenos, catalisada por ácido sulfúrico.

Leia mais

LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE

LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE LIGAÇÃO COVALENTE APOLAR ELEMENTOS COM MESMA ELETRONEGATIVIDADE LIGAÇÃO COVALENTE POLAR ELEMENTOS COM ELETRONEGATIVIDADES DIFERENTES MOLÉCULA APOLAR VETORES SE ANULAM ///// µ R = 0 MOLÉCULA APOLAR VETORES

Leia mais

POLARIDADE DE LIGAÇÕES E POLARIDADE DE MOLÉCULAS POLARIDADE DE MOLÉCULAS. Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.

POLARIDADE DE LIGAÇÕES E POLARIDADE DE MOLÉCULAS POLARIDADE DE MOLÉCULAS. Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com. POLARIDADE DE LIGAÇÕES E POLARIDADE DE MOLÉCULAS POLARIDADE DE MOLÉCULAS Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 01 (UFSCAR-SP) É molécula polar: a) C 2H 6 b) 1,2-dicloroetano c)

Leia mais

3 Propriedades Coligativas

3 Propriedades Coligativas 3 Propriedades Coligativas 1 Introdução É bastante comum as pessoas adicionarem sal à água que será utilizada no cozimento de alimentos. Com a adição de sal de cozinha, a água demora mais tempo para entrar

Leia mais

Aula: 16 Temática: Estrutura dos aminoácidos e proteínas parte I. Iremos iniciar o estudo da estrutura dos aminoácidos e proteínas.

Aula: 16 Temática: Estrutura dos aminoácidos e proteínas parte I. Iremos iniciar o estudo da estrutura dos aminoácidos e proteínas. Aula: 16 Temática: Estrutura dos aminoácidos e proteínas parte I Acompanhe! Iremos iniciar o estudo da estrutura dos aminoácidos e proteínas. Introdução: A proteína é o composto orgânico mais abundante

Leia mais

de comportamento entre o dióxido de carbono e o dióxido de nitrogênio. Números atômicos: C = 6; N = 7; O = 8.

de comportamento entre o dióxido de carbono e o dióxido de nitrogênio. Números atômicos: C = 6; N = 7; O = 8. Geometria Molecular 1) (ITA) Considere as seguintes espécies no estado gasoso: NF, BeF, BCl, ClF, KrF4 e SeO4. Quais delas apresentam momento de dipolo elétrico? A) Apenas NF e SeO4. B) Apenas BeF, ClF

Leia mais

Disciplina: Química A

Disciplina: Química A Disciplina: Química A EXTENSIVO E TERCEIRÃO PÁGINA: 6 EXERCÍCIO: 28.01 O álcool apresenta interações por ligações de hidrogênio, enquanto o hidrocarboneto interage por forças de dipolo induzido, dessa

Leia mais

Introdução à Química. Profº André Montillo www.montillo.com.br

Introdução à Química. Profº André Montillo www.montillo.com.br Introdução à Química Profº André Montillo www.montillo.com.br Química Átomo Ligações Químicas Química Definição: Química - do egípcio kēme (chem) que significa "terra. É a ciência que estuda as substâncias

Leia mais

Espectrometria de Massas QP422. Prof. Dr. Fábio Cesar Gozzo fabio@iqm.unicamp.br

Espectrometria de Massas QP422. Prof. Dr. Fábio Cesar Gozzo fabio@iqm.unicamp.br Espectrometria de Massas QP422 Prof. Dr. Fábio Cesar Gozzo fabio@iqm.unicamp.br Introdução Espectrometria de massas (MS, do inglês Mass Spectrometry) é o estudo da matéria através da formação de íons em

Leia mais

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I

Reações orgânicas. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Reações orgânicas Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da Madeira I Introdução Quase todos os compostos orgânicos tem moléculas apolares ou com baixa polaridade; Essa característica é um fator

Leia mais

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L QUÍMICA ª QUESTÃO O aquecimento global é o aumento da temperatura terrestre e tem preocupado a comunidade científica cada vez mais. Acredita-se que seja devido ao uso de combustíveis fósseis e outros processos

Leia mais

Claudi Cândia /Sara Regina. Aluno(a): PROVA COMENTADA

Claudi Cândia /Sara Regina. Aluno(a): PROVA COMENTADA QUÍMICA AVALIAÇÃO Claudi Cândia /Sara Regina Aluno(a): PROVA COMENTADA III UNIDADE Nota: Série: 2 a Ensino Médio Turma: A / B / C / D Data: 14/08/2015 1. A prova é composta de 07 questões abertas e 03

Leia mais

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Carbono é um elemento cujos átomos podem se organizar sob a forma de diferentes alótropos. Alótropos H de combustão a 25

Leia mais

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA TEMAS 1. Estrutura da matéria 1.1 Elementos, átomos e iões 1.2

Leia mais

a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica).

a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica). 01 a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica). b) Incorreta. Quanto mais volátil o líquido, menor será

Leia mais

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015

Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Química Orgânica I Prof. Vanderlei I Paula Lista de exercícios 4 / Data: 02/05/2015 01 - A adição de Br a um alceno pode conduzir a produtos diferentes caso, nessa reação, seja empregado o alceno puro ou o alceno misturado a uma pequena quantidade de peróxido. 2 + Br 2 Br 2 + Br peróxido

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO

ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO ISOMERIA PLANA EXERCÍCIOS - BÁSICO 1. (Ufv 99) Sobre isômeros, é CORRETO afirmar que: a) são compostos diferentes com a mesma fórmula molecular. b) são representações diferentes da mesma substância. c)

Leia mais

Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE

Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE Departamento de Química ICEx UFMG Exercícios de Fixação LIGAÇÃO COVALENTE Questão 1 Considerando os íons NO 2+ e NO 2-, faça o que se pede: a. Represente cada um dos íons através de um número adequado

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E Questão 13 As três substâncias indicadas abaixo são usadas em remédios para gripe, devido a sua ação como descongestionantes nasais: neo-sinefrina propadrina benzedrex Essas três substâncias apresentam

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia.

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia. TERMOQUÍMICA 1 Introdução A sociedade moderna depende das mais diversas formas de energia para sua existência. Quase toda a energia de que dependemos é obtida a partir de reações químicas, como a queima

Leia mais

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 Solução Uma solução é uma mistura homogênea de soluto (presente em menor quantidade) e solvente (presente em maior quantidade). Os solutos

Leia mais

Resolução Comentada - Química

Resolução Comentada - Química Resolução Comentada - Química UFTM 2013 1 Fase Vestibular UFTM 2013 1 Resolução Prova de Química Tipo 1 Questão 76 A soja é considerada um dos alimentos mais completos em termos de propriedades nutricionais,

Leia mais