Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira"

Transcrição

1 Diploma em Turismo e Gestão Hoteleira

2 Acreditamos que a educação seja essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes empresariais em todo o mundo. T&H Management School

3 Índice A Quem se Destina o Curso? A T&H Management School A parceria com o ISEC Estrutura do Curso Diploma Básico Diploma Intermédio Diploma Avançado Progressão no Curso Idioma Diploma Básico em Turismo e Gestão Hoteleira Módulo 1: Gestão Turística e Hoteleira Módulo 2: Marketing de Serviços e de Clientes na Industria Turística e Hoteleira Módulo 3: Contabilidade e Finanças na Industria Turística e Hoteleira Módulo 4: Desenvolvimento Académico e Profissional Módulo 5: Gestão de Eventos na Indústria Turística e Hoteleira Módulo 6: Análise da Industria Turística e Hoteleira Diploma Intermédio Gestão de Empresas Módulo 1: Questões Contemporâneas no Turismo e Hotelaria Módulo 2: Gestão de Marketing na Industria Turística e Hoteleira Módulo 3: Gestão de Clientes na Industria Turística e Hoteleira Módulo 4: Gestão Operacional no Turismo e Hotelaria Módulo 5: Gestão Financeira no Turismo e Hotelaria Módulo 6: Gestão de Recursos Humanos no Turismo e Hotelaria Diploma Avançado em Turismo e Gestão Hoteleira Módulo 1: Marketing Estratégico para Turismo e Hotelaria Módulo 2: Política e Planeamento de Turismo Módulo 3: Comportamento Organizacional na Industria Turística e Hoteleira Módulo 4: Tecnologia na Industria Turística e Hoteleira Módulo 5: Turismo e Desenvolvimento Internacional Modulo 6: Pesquisa em Turismo e Gestão Hotelaria Inglês para Estudos Académicos (EAS) Português para Falantes de outras Línguas (PFL) Avaliação de Conhecimentos Visitas de Estudo Investigação e Pesquisa Opção Internacional - Londres Estágios Profissionais Antigos Alunos (Alumni) Extensão dos Estudos Coventry University T&HMS 16

4 A Quem se Destina o Curso? O Diploma em Turismo e Gestão Hoteleiraé adequado para alunos que tenham qualificações ao nível da GCE / GCSE ou equivalente, no caso de alunos provenientes do Reino Unido, ou o 12º ano no caso de alunos provenientes do sistema de ensino Português. Também se poderão candidatar alunos adultos com experiência profissional relevante, mediante um processo de avaliação do curriculum profissional. O aluno deve ter 18 anos ou mais de idade no início do curso. Paralelamente ao aprendizado de técnicas e conceitos de gestão de empresas os alunos frequentarão ainda um curso intensivo de Inglês no primeiro ano e um curso de aperfeiçoamento de Inglês nos anos seguintes. Desta forma, o Diploma em Gestão de Empresas será ministrado em Português no primeiro ano e em Inglês no segundo e terceiro anos. A T&H Management School A T&H Management School é uma Escola de Negócios privada com sede em Londres no Reino Unido e com campi em Londres e Lisboa. A escola oferece cursos de nível universitário com uma forte ênfase na indústria, através de programas a vários níveis, destinados a um púbico de estudantes ou executivos internacionais. Temos desenvolvido várias parceiras pelo mundo para permitir aos nossos alunos uma experiência culturalmente diversificada. A parceria com o ISEC O curso será lecionado em parceria com o Instituto Superior de Educação e Ciências (ISEC). Oficialmente reconhecido em Agosto de 1991, o ISEC define-se como um estabelecimento particular de ensino superior e de investigação, sem fins lucrativos, cuja missão institucional consiste em conferir formação científica, técnica, cultural, pedagógica, profissional e humana. O ISEC é uma instituição de utilidade pública. A escolha do ISEC como parceiro teve como base os objetivos comuns presentes nas duas instituições o de promover um desenvolvimento qualificado, integrado e harmónico da educação superior num ambiente multicultural. T&HMS 16

5 Estrutura do Curso O Curso desenvolve-se em três anos letivos. No final de cada um dos primeiros dois anos letivos e após conclusão com aproveitamento, o aluno obterá um Diploma Intermédio: Diploma Básico em Turismo e Gestão Hoteleira (Nível 4) ; Diploma Intermédio em Turismo e Gestão Hoteleira (Nível 5); Após a conclusão com aproveitamento do terceiro ano, o aluno obterá o: Diploma Avançado em Turismo e Gestão Hoteleira (Nível 6). Cada Diploma é composto por seis módulos (três módulos por semestre), compreendendo um total de 1 Créditos (UK) ou 60 ECTS (Sistema Europeu) para o Diploma Básico, 240 Créditos (UK) ou 1 ECTS (Sistema Europeu) para o Diploma Intermédio e 360 Créditos (UK) ou 180 ECTS (Sistema Europeu) para o Diploma Avançado. Os módulos de cada Diploma são: Diploma Básico Módulos do 1º Ano (Diploma Básico) Créditos (UK) 1º ANO - 2º SEMESTRE Gestão Turística e Hoteleira Marketing de Serviços e de Clientes na Industria Turística e Hoteleira Contabilidade e Finanças na Indústria Turística e Hoteleira 1º ANO - 2º SEMESTRE Desenvolvimento Académico e Profissional Gestão de Eventos na Indústria Turística e Hoteleira Análise da Indústria Turística e Hoteleira Diploma Intermédio Módulos do 2º Ano Créditos (UK) 2º ANO 1º SEMESTRE Questões Contemporâneas no Turismo e Hotelaria Gestão de Marketing na Indústria Turística e Hoteleira Gestão de Clientes na Indústria Turística e Hoteleira 2º ANO 2º SEMESTRE Gestão Operacional no Turismo e Hotelaria Gestão Financeira no Turismo e Hotelaria Gestão de Recursos Humanos no Turismo e Hotelaria Os níveis 4, 5 e 6 correspondem aos primeiros, segundo e terceiro anos de cursos universitário (bacharelato). T&HMS 16

6 Diploma Avançado Módulos do 3º Ano Créditos (UK) 3º ANO 1º SEMESTRE Marketing Estratégico para Turismo e Hotelaria Política e Planeamento de Turismo Comportamento Organizacional na Indústria Turística e Hoteleira 3º ANO 3º SEMESTRE Tecnologia na Indústria Turística e Hoteleira Turismo e Desenvolvimento Internacional Pesquisa em Turismo e Gestão Hotelaria Progressão no Curso Após a conclusão com aproveitamento do primeiro ano, os alunos poderão imediatamente transitar para o segundo ano. Da mesma forma, todos os alunos que concluam com aproveitamento o segundo ano poderão transitar para o terceiro ano. O aluno poderá iniciar o curso no segundo ou terceiro ano, caso possua já qualificações internacionais que lhe permitam isenção de créditos, nomeadamente os Diploma in Tourism and Hospitality Management (Level 4 e Level 5) da OTHM Qualifications (OTHM) ou equivalente. A OTHM é uma instituição acreditadora do Reino Unido aprovada e regulada pela Ofqual (Office of Qualifications and Examinations Regulation). Idioma Todos os módulos do curso serão ministrados em inglês. Daí que se exige que os candidatos tenham um conhecimento mínimo da língua inglesa. Os critérios a aplicar na seleção dos estudantes são os seguintes: Os candidatos de países que não falam inglês podem ser isentos da prova de língua Inglesa, nas seguintes condições: Terem estudado numa escola secundária com o inglês como língua de ensino. Os candidatos devem documentar este ou provar ter feito um exame / teste reconhecido. Em casos excecionais, os candidatos podem fornecer a prova de Os candidatos que não cumpram os requisitos de língua inglesa anteriores poderão optar por frequentar o primeiro ano do curso em português e cumulativamente frequentar um curso intensivo da língua inglesa. Desta forma, poderão frequentar o segundo e terceiro anos do curso em inglês. T&HMS 16

7 Especificações dos Módulos Nas páginas seguintes são apresentadas as especificações para cada módulo que constituem os vários Diplomas. Diploma Básico em Turismo e Gestão Hoteleira Módulo 1: Gestão Turística e Hoteleira Este módulo oferece aos alunos uma compreensão dos principais fatores internos e externos que influenciam os negócios na indústria do turismo e hospitalidade. A unidade vai apoiar os alunos a analisar o ambiente micro e macro e como essas decisões de gestão influenciam as empresas de turismo e hospitalidade. Os alunos irão aplicar ferramentas para recolher informações sobre o ambiente de negócios do turismo e hospitalidade. No final deste módulo, o aluno saberá: Descrever a natureza e o papel das organizações do sector público na indústria do turismo e hotelaria. Descrever a natureza e o papel das organizações do sector privado na indústria do turismo e hotelaria. Explicar o ambiente macro em que as empresas de turismo e hotelaria operam. Explicar o ambiente micro em que as empresas de turismo e hotelaria operam. Módulo 2: Marketing de Serviços e de Clientes na Industria Turística e Hoteleira Este módulo oferece aos alunos uma introdução às técnicas de marketing de serviços e, complementarmente, uma compreensão do papel de serviço ao cliente na indústria do turismo e hotelaria. Os alunos serão introduzidos aos princípios de comportamento do consumidor e do Marketing Mix. No final deste módulo, o aluno saberá: Resumir os princípios do marketing de serviços na indústria do turismo e hotelaria. Descrever os componentes do Marketing Mix. Resumir os princípios do comportamento do consumidor na indústria do turismo e hotelaria. Explicar a importância do serviço ao consumidor na indústria do turismo e hotelaria. Módulo 3: Contabilidade e Finanças na Industria Turística e Hoteleira Este Módulo tem como objetivo desenvolver a compreensão básica dos princípios fundamentais de contabilidade para aqueles que desempenham um papel de gestores na indústria da hotelaria, lazer, viagens e turismo. A unidade deve ser estudada no contexto dos condicionalismos locais, nacionais e internacionais sobre a estrutura de negócios, objetivos e meio ambiente. No final deste módulo, o aluno saberá: Qual a função de contabilidade dentro de diferentes tipos de empresas de turismo e hotelaria. Descrever os princípios contabilísticos e os documentos que fazem parte de transações financeiras. Explicar como um balancete e ajustes são usados para preparar uma demonstração de resultados e um mapa de tesouraria. Explicar como uma organização deve gerir o seu fundo de maneio. T&HMS 16

8 Módulo 4: Desenvolvimento Académico e Profissional Este Módulo tem como objetivo desenvolver uma série de importantes competências acadêmicas e de empregabilidade, que lhes permitam executar eficazmente tanto em sua vida acadêmica quanto profissional, se envolvendo em uma aprendizagem ao longo da vida e desenvolvimento profissional contínuo. No final deste módulo, o aluno saberá: Refletir sobre seu próprio estilo de aprendizagem e o impacto deste sobre os seus estudos acadêmicos. Considerar o seu próprio desenvolvimento profissional e planear seu futuro plano de carreira. Resumir as informações relevantes sobre os sectores de emprego na indústria do turismo e hotelaria. Demonstrar a capacidade de aplicar convenções acadêmicas apropriadas na comunicação escrita. Módulo 5: Gestão de Eventos na Indústria Turística e Hoteleira Este Módulo tem como objetivo desenvolver a compreensão dos diferentes tipos de eventos que acontecem e que estão ligados à indústria do turismo e hotelaria. Os alunos vão ganhar uma visão global do sector da MINCE, bem como conhecimentos sobre os requisitos de planeamento e gestão de eventos. No final deste módulo, o aluno saberá: Descrever os diferentes tipos de eventos, por dimensão. Descrever os diferentes tipos de eventos que ocorrem no contexto do turismo e hotelaria. Discutir o sector de MINCE. Classificar os impactos que os eventos podem ter nos destinos turísticos. Módulo 6: Análise da Industria Turística e Hoteleira Este Módulo considera os atuais regulamentos que regem os relatórios financeiros, os formatos das demonstrações financeiras e o propósito destas declarações para diferentes utilizadores. No final deste módulo, o aluno saberá: Discutir os principais fatores que afetam o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria. Analisar os fatores que afetam a procura do consumidor na indústria do turismo e hotelaria. Descrever os papéis e funções dos principais fornecedores de bens e serviços na indústria do turismo e hotelaria. Explicar os papéis, funções e ações de organizações de gestão de destinos. T&HMS 16

9 Diploma Intermédio Gestão de Empresas Módulo 1: Questões Contemporâneas no Turismo e Hotelaria Este módulo oferece aos alunos uma compreensão de questões contemporâneas importantes que influenciam o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria. Os alunos irão desenvolver competências na análise de questões contemporâneas que afetam os negócios de turismo e hotelaria e na identificação de fontes de informação relevantes, a partir de uma ampla variedade de fontes. No final deste módulo, o aluno saberá: Discutir questões contemporâneas que influenciam o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria. Analisar criticamente os impactos das questões contemporâneas sobre a indústria do turismo e hotelaria. Avaliar o impacto das tendências atuais sobre o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria. Informações de pesquisa a partir de uma variedade de fontes de acadêmicos e da indústria. Módulo 2: Gestão de Marketing na Industria Turística e Hoteleira Este módulo oferece aos alunos uma compreensão crítica dos princípios de marketing. Os alunos irão desenvolver a capacidade de aplicar o Marketing Mix para a indústria de turismo e hotelaria e serão capazes de explicar o papel e a função do marketing dentro das empresas de turismo e hotelaria. No final deste módulo, o aluno saberá: Explicar os princípios do Marketing. Analisar criticamente o papel e a função do marketing nas empresas de turismo e hotelaria. Delinear a abordagem de marketing de serviços na indústria do turismo e hotelaria. Explicar a importância da pesquisa de mercado na indústria do turismo e hospitalidade. Módulo 3: Gestão de Clientes na Industria Turística e Hoteleira Este módulo oferece aos alunos uma compreensão da importância das relações com os clientes na indústria do turismo e hotelaria. Os alunos irão desenvolver a capacidade de analisar os fatores que influenciam a excelência no atendimento ao cliente, incluindo a comunicação e trabalho em equipa, as vendas e promoção, de decisão de compra do consumidor e os aspetos legais do serviço ao cliente. Os alunos irão aplicar esse conhecimento no desenvolvimento de uma compreensão da gestão eficaz das relações com os clientes. No final deste módulo, o aluno saberá: Identificar os princípios de gestão de relações com o cliente em empresas de turismo e hotelaria. Descrever a natureza das decisões de compra, e ser capaz de discutir os princípios de uma gestão eficaz de relacionamento com clientes neste contexto. Discutir a importância do trabalho em equipa no contexto de gestão de relações com o cliente. Identificar a legislação que rege a relação de cliente. Módulo 4: Gestão Operacional no Turismo e Hotelaria camente as competências em sistemas, processos, projetos e gestão da qualidade relacionados com esta função. Os alunos irão desenvolver a capacidade de aplicar conhecimentos de gestão de operações para as indústrias de turismo e - Discutir os princípios da gestão de turistas e atrações turísticas na indústria do turismo. hotelaria. T&HMS 16

10 Módulo 5: Gestão Financeira no Turismo e Hotelaria Este módulo oferece aos alunos uma compreensão dos princípios fundamentais de contabilidade financeira e de gestão financeira na indústria do turismo e hotelaria. Os alunos irão desenvolver a capacidade de aplicar esses princípios para o trabalho dos gestores no ambiente de turismo e hotelaria. Esta unidade deve ser estudada dentro dos contextos de quadros jurídicos locais, nacionais e internacionais e das boas práticas relacionadas ao financiamento. No final deste módulo, o aluno saberá: Explicar os princípios da contabilidade em empresas de turismo e hospitalidade. Descrever os princípios e documentos envolvidos em transações financeiras. Explicar como um balancete e ajustes são usados para preparar uma demonstração do resultado abrangente e uma demonstração da posição financeira. Justificar como uma organização deve gerir seu fundo de maneio e o processo de gestão de receitas. Módulo 6: Gestão de Recursos Humanos no Turismo e Hotelaria Este módulo oferece aos alunos a capacidade de selecionar e aplicar os quadros de recursos humanos adequados para a indústria de turismo e hotelaria. Os alunos irão desenvolver competências no recrutamento e retenção de pessoal, bem como a importância da formação e as relações laborais na indústria do turismo e hotelaria. Os alunos irão compreender a importância da identificação e gestão da diversidade cultural na força de trabalho. No final deste módulo, o aluno saberá: Identificar os recursos humanos estruturas para gerir eficazmente o recrutamento e retenção de pessoal. Avaliar o processo de treino e desenvolvimento de oportunidades de carreira para os indivíduos, a fim de aumentar tanto o desempenho individual como o organizacional. Explicar a relação entre salário e motivação, e sua importância no desenvolvimento de uma estratégia de recompensa. Avaliar a importância da diversidade cultural no local de trabalho e estratégias para a gestão da mesma. T&HMS 16

11 Diploma Avançado em Turismo e Gestão Hoteleira Módulo 1: Marketing Estratégico para Turismo e Hotelaria Este módulo tem como objetivo proporcionar aos participantes a capacidade de analisar criticamente e aplicar abordagens de marketing estratégico para empresas de turismo e hotelaria. Isto incluirá a escolha e utilização de elementos promocionais adequados para atingir os objetivos de marketing e negócio, juntamente com a capacidade de avaliar as vantagens, desvantagens, eficácia relativa e os custos da atividade de marketing. No final deste módulo, o aluno saberá: Analisar criticamente o papel do marketing estratégico para empresas de turismo e hotelaria e para destinos turísticos. Desenvolver planos de marketing estratégico para empresas de turismo e hotelaria. Avaliar os mercados para novos produtos e serviços de turismo e hotelaria. Pesquisar dados de uma variedade de fontes acadêmicas e da indústria. Módulo 2: Política e Planeamento de Turismo Este módulo oferece aos alunos uma compreensão crítica dos princípios da política e planeamento do turismo. Os alunos irão analisar as teorias e conceitos das áreas de políticas públicas, gestão de turismo e planeamento e irá desenvolver habilidades na criação de planos de turismo que reconhecem o papel dos vários intervenientes e possíveis cursos de ação em um destino. No final deste módulo, o aluno saberá: Analisar criticamente os conceitos e teorias de políticas públicas para o turismo. Avaliar a implementação da política de turismo. Analisar criticamente as teorias e conceitos de planeamento do turismo. Criar planos de turismo que podem aplicadas para destinos turísticos internacionais. Módulo 3: Comportamento Organizacional na Industria Turística e Hoteleira Este módulo tem como objetivo introduzir os alunos para o estudo crítico do comportamento nas organizações de turismo e hotelaria, incluindo as diferentes abordagens para a formulação de gestão estratégica, a direção e o alcance de empresas do turismo e da indústria da hotelaria e uma compreensão das influências sobre empresas de turismo e hotelaria, bem como o papel de liderança e gestão de pessoas. No final deste módulo, o aluno saberá: Analisar criticamente a estrutura fundamental e objetivos de uma organização. Explicar o contexto operacional de uma organização e analisar criticamente a maneira que o negócio é afetado pelo seu ambiente externo. Avaliar criticamente o desempenho de uma organização em relação ao seu ambiente externo e estruturas internas. Avaliar as funções de liderança e gestão numa organização de turismo ou hotelaria. Módulo 4: Tecnologia na Industria Turística e Hoteleira Este módulo tem como objetivo fornecer aos alunos uma apreciação crítica do papel da tecnologia na indústria do turismo e hospitalidade. Isso irá incluir uma avaliação dos impactos da nova tecnologia emergente e sobre as operações das empresas de turismo e hotelaria, bem como os impactos da internet e médias sociais no comportamento do consumidor e de turismo e marketing hospitalidade. No final deste módulo, o aluno saberá: Avaliar os impactos da tecnologia sobre o desenvolvimento e crescimento da indústria do turismo e hotelaria. Analisar os usos de gestão de sistemas de informação em toda uma série de organizações de turismo e hotelaria. Avaliar os impactos da internet e meios de comunicação social em matéria de marketing de turismo e hotelaria. Ser capaz de descrever as implicações éticas da mudança tecnológica na indústria do turismo e hotelaria. T&HMS 16

12 Módulo 5: Turismo e Desenvolvimento Internacional Este módulo visa dotar os alunos com uma compreensão crítica da relação entre o turismo internacional e desenvolvimento. Os alunos irão avaliar as teorias do desenvolvimento internacional e aplicá-los em um contexto turismo. Esta unidade também vai apoiar os alunos a aplicar os indicadores de desenvolvimento e de fazer julgamentos sobre a medida em que apoia o desenvolvimento sustentável do turismo. No final deste módulo, o aluno saberá: Avaliar teorias de desenvolvimento Internacional. Discutir o papel das instituições no contexto do desenvolvimento internacional. Aplicar medidas de desenvolvimento para os países que utilizam o turismo para o desenvolvimento. Analisar criticamente a relação entre o turismo eo desenvolvimento internacional. Modulo 6: Pesquisa em Turismo e Gestão Hotelaria Este módulo tem como objetivo apoiar os alunos a desenvolver competências na concepção e realização de projetos de pesquisa para informar a gestão de organizações de turismo e hotelaria. Os alunos irão avaliar abordagens para a recolha e análise de dados relativos a problemas de gestão e eles vão fazer julgamentos sobre a ação futura com base nesses dados. No final deste módulo o aluno saberá: Identificar problemas de gestão para a investigação na indústria do turismo e hotelaria. Desenhar processos de recolha de informação para a obtenção de dados úteis para a investigação de problemas de gestão na indústria do turismo e hotelaria. Interpretar os dados recolhidos para fins de investigação. Apresentar dados complexos em formas que são úteis para o turismo e hotelaria. Inglês para Estudos Académicos (EAS) Todos os alunos que frequentam qualquer um dos diplomas anteriormente mencionados, também irão frequentar aulas de Inglês para Estudos Acadêmicos. Estas aulas irão permitir que os alunos progridam em seu conhecimento do idioma inglês e, particularmente, no seu uso na literatura e na fala de cunho acadêmico. Português para Falantes de outras Línguas (PFL) Além do mais, todos os alunos que não são falantes de português ou provenientes de um país de língua portuguesa irão assistir às aulas extras de Português para Falantes de outras Línguas. Isto irá permitir-lhes aprender a língua e se engajar na comunidade e estilo de vida portugueses. T&HMS 16

13 Avaliação de Conhecimentos Todos os módulos terão um sistema de avaliação de conhecimentos conduzido pelo responsável de cada módulo e verificado externamente por um assessor, como forma de garantir uma avaliação justa e objetiva. Todas as avaliações de conhecimento terão como referência os critérios estabelecidos nos Resultados de Aprendizagem de cada módulo. Para se obter a aprovação num Diploma (e consequentemente obter a progressão para o Diploma seguinte), os alunos terão de ter aproveitamento em todos os módulos. Os métodos de avaliação variam entre apresentações individuais ou em grupo, relatórios ou ensaios escritos, posters, discussões e debates. Visitas de Estudo Ao longo do curso, e dependendo do módulo em questão, realizar-se-ão visitas de estudo que permitam ao aluno um contacto direto com a realidade das empesas e dos vários sectores da indústria. Estas visitas de estudo serão sempre orientadas por um coordenador da T&H Management School. Anualmente, realizar-se-á também uma excursão com uma duração de cerca de uma semana a um país da Europa Comunitária e com incidência numa área específica da indústria. Esta excursão de carácter facultativo permite, por um lado, um contacto mais aprofundado entre alunos e entre alunos e professores e, por outro, a possibilidade e uma análise mais aprofundada de um determinado sector de atividade. T&HMS 16

14 Investigação e Pesquisa A T&H Management School possui um departamento interno de investigação e pesquisa onde professores e alunos poderão integrar as equipas já existentes e colaborar no desenvolvimento do conhecimento em determinadas áreas da gestão. A T&H Management School apoia o desenvolvimento de novos projetos e das desejadas ligações com a indústria nacional e internacional. Desta forma, a T&H Management School oferecerá a cada ano, um conjunto de bolsas de estudo aos alunos que, no ano anterior, tenham obtido um aproveitamento considerado excecional e que desejem, cumulativamente com a prossecução dos estudos, fazer parte da equipa de pesquisa. Opção Internacional - Londres Todos os cursos de três anos da T&H Management School poderão ser frequentados no regime internacional. Neste regime, os alunos poderão frequentar os segundos semestres dos respetivos cursos no nosso campus em Londres. Os módulos e conteúdos, bem como a avaliação de conhecimentos, serão exatamente os mesmos que os alunos que optarem pela versão nacional frequentarão. A grande vantagem desta opção internacional é a de permitir aos alunos a vivência de uma cidade multicultural e a de poderem aproveitar as visitas de estudo e contactos específicos deste campus. Os custos associados a esta opção restringem-se ao custo as viagens de avião e ao suplemento sobre o custo de alojamento. Estágios Profissionais A T&H Management School desenvolveu protocolos com entidades na indústria e pode, anualmente, promover a realização de estágios de curta duração em empresas, como forma de melhorar o conhecimento dos alunos e promover a ligação a realidade empresarial. Os estágios não são remunerados e são sempre coordenados por um responsável académico da T&H Management School na mediada em que estes devem contribuir para o enriquecimento do conhecimento dos estudantes. T&HMS 16

15 Antigos Alunos (Alumni) Os Alumni desempenham um papel importante na T&H Management School. Eles ajudam a criar oportunidades de emprego e estágios para estudantes de graduação e pós-graduação através de uma rede social própria. Além disso, podem ainda atuar como oradores convidados em muitos programas, trazendo sua experiência em negócios. Para além disso, anualmente a T&H Management School promove ações de formação complementar aos seus antigos alunos, como forma de garantir uma atualização continuada de seus conhecimentos. Possuímos uma equipe dedicada com a missão de planear, promover atividades e proporcionar assistência e informação para antigos alunos. Extensão dos Estudos Coventry University/University of Sunderland Os alunos da T&H Management School, ao concluírem o Diploma Avançado em Turismo e Gestão Hoteleira, obtêm simultaneamente o Diploma Superior Avançado em Gestão de Empresasdo ISEC e o Diploma in Tourism and Hospitality Management da OTHM Qualifications. Este último diploma permite aos alunos estenderem os seus estudos e concluírem um bacharelato BA (Hons) International Hospitality and Tourism Management pela Coventry University ou um BSc (Hons) International Tourism and Hospitality Management pela University of Sunderland. T&HMS 16

16 Call Us: + 44 (0) CONTACT US T&HMS International office/ Admissions Processing Centre 15 Leeland Road London W13 9HH United Kingdom +44 (0) T&HMS - Lisbon Campus International Office (T&HMS), Alameda Linhas de Torres 179, Lisbon, Portugal Tourism & Hospitality Management School

Diploma Preliminar em Estudos de Gestão

Diploma Preliminar em Estudos de Gestão Diploma Preliminar em Estudos de Gestão Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes

Leia mais

Cursos de Língua Inglesa T&HMS

Cursos de Língua Inglesa T&HMS Cursos de Língua Inglesa T&HMS Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes empresariais

Leia mais

Pós-graduação em Turismo e Gestão Hoteleira

Pós-graduação em Turismo e Gestão Hoteleira Pós-graduação em Turismo e Gestão Hoteleira Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland

BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland BHMS Business & Hotel Management School Um membro do Bénédict Education Group Switzerland A BHMS Business & Hotel Management School está localizada na cidade de Lucerna e é membro do grupo suíço de escolas

Leia mais

Profissionais que pretendam adquirir conhecimentos, técnicas e metodologias, ao nível da comunicação online, através de um website.

Profissionais que pretendam adquirir conhecimentos, técnicas e metodologias, ao nível da comunicação online, através de um website. marketing e comunicação SITE E IMAGEM INSTITUCIONAL Profissionais que pretendam adquirir conhecimentos, técnicas e metodologias, ao nível da comunicação online, através de um website. Entender o enquadramento

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Plano Geral de Formação

Plano Geral de Formação Plano Geral de Formação 2 0 1 6 A Católica Business Schools Alliance é constituída por: Índice Mensagem de boas vindas Católica Business Schools Alliance 10 razões para nos escolher MBA Atlântico Oficina

Leia mais

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO

LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2014/2015 E O NOVO PLANO Artigo 1º (Âmbito) O presente plano regula o processo de transição

Leia mais

Programa Avançado de Gestão

Programa Avançado de Gestão PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão Com o apoio de: Em parceria com: Nova School of Business and Economics Com o apoio de: PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão A economia Angolana enfrenta hoje

Leia mais

Pós-graduação em Gestão Estratégica e Liderança

Pós-graduação em Gestão Estratégica e Liderança Pós-graduação em Gestão Estratégica e Liderança Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Mestrados do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver programas

Leia mais

Modularização de Competências Académicas Multilingues e Multiculturais ao nível de Licenciaturas e Mestrados

Modularização de Competências Académicas Multilingues e Multiculturais ao nível de Licenciaturas e Mestrados 2011 2014 Project Number N 517575 LLP 1 2011 1 CH ERASMUS EMCR AGREEMENT N 2011 3648 / 001 001 Modularização de Competências Académicas Multilingues e Multiculturais ao nível de Licenciaturas e Mestrados

Leia mais

ESTATUTO ORGÂNICO DA AGÊNCIA PARA A PROMOÇÃO DE INVESTIMENTO E EXPORTAÇÕES DE ANGOLA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

ESTATUTO ORGÂNICO DA AGÊNCIA PARA A PROMOÇÃO DE INVESTIMENTO E EXPORTAÇÕES DE ANGOLA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ESTATUTO ORGÂNICO DA AGÊNCIA PARA A PROMOÇÃO DE INVESTIMENTO E EXPORTAÇÕES DE ANGOLA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Denominação e Natureza) A Agência para a Promoção de Investimento e Exportações

Leia mais

Programa de atividades 2015

Programa de atividades 2015 Programa de atividades 2015 Programa de atividades 2015 (Documento de trabalho) Lisboa, 2015 Plano Nacional de Formação Financeira www.todoscontam.pt Edição Conselho Nacional de Supervisores Financeiros

Leia mais

NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO ESTGL NOVOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS 2015/2016 Cursos Técnicos Superiores Profissionais O que são? Um novo tipo de formação superior de

Leia mais

9 EDIÇÃO - LISBOA 10 EDIÇÃO - PORTO

9 EDIÇÃO - LISBOA 10 EDIÇÃO - PORTO Este é um programa de aperfeiçoamento destinado a dirigentes de instituições da economia social (IPSS, ONGs, misericórdias e outras instituições sem fins lucrativos) que pretendam melhorar a sua capacidade

Leia mais

Together We Create Value

Together We Create Value Together We Create Value APRESENTAÇÃO DA MUNDISERVIÇOS LISBOA 2015 A história da MundiServiços carateriza-se por um percurso de inovação e de investimento na excelência dos seus serviços, assim como por

Leia mais

MINISTÉRIO DA REFORMA DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015

MINISTÉRIO DA REFORMA DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015 N. o 78 3 de Abril de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 3015 Figura 41 Vulnerabilidade dos aquíferos. Figura 42 Infra-estruturas de transporte existentes e previstas. Figura 43 Evolução da população residente

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CANDIDATO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações MANUAL DO CANDIDATO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8200 (opção1) Segunda a sexta 9h às 21h Sábado 9h às 13h candidato@espm.br www.espm.br

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Gestão ÍNDICE GESTÃO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 3 CONDIÇÕES DE ACESSO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS... 3 INSCRIÇÕES E NÚMERO

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Amplia o Programa Idiomas sem Fronteiras. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o art.

Leia mais

Diploma em Gestão de Empresas

Diploma em Gestão de Empresas Diploma em Gestão de Empresas Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes empresariais

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Observatório do Sistema Educativo da Região Autónoma da Madeira 2. EDITOR/PROPRIEDADE Secretaria Regional de Educação

FICHA TÉCNICA. Observatório do Sistema Educativo da Região Autónoma da Madeira 2. EDITOR/PROPRIEDADE Secretaria Regional de Educação FICHA TÉCNICA EDITOR/PROPRIEDADE Secretaria Regional de Educação TÍTULO Anuário 2014 AUTORIA Observatório do Sistema Educativo da RAM / Gabinete do Secretário EDIÇÃO Observatório do Sistema Educativo da

Leia mais

MISSÃO VISÃO VALORES OS NOSSOS

MISSÃO VISÃO VALORES OS NOSSOS VISÃO MISSÃO Criar Recursos Humanos de Excelência e alta qualidade que tenham a capacidade de inovação, competitividade e criação de riqueza, num ambiente exigente ao nível nacional e internacional. Contribuir

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade

Leia mais

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing 3ª Edição 2010/2011 FEUC mestrado em marketing APRESENTAÇÃO Como Coordenadores dos programas de formação para executivos desta Faculdade,, damos-lhe as boas vindas a esta nova edição do programa de Mestrado

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

Cursos de Doutoramento

Cursos de Doutoramento PROSPECTO FACULDADE DE ECONOMIA Cursos de Doutoramento CONTACTOS FACULDADE DE ECONOMIA Av. Julius Nyerere, Campus Universitário, 3453 Tel: +258 21 496301 Fax. +258 21 496301 1 MENSAGEM DO DIRECTOR Sejam

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 16º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 16º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 16º Subsídios e subvenções Processo: nº 3141, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2012-05-28. Conteúdo: Tendo por referência

Leia mais

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes república de angola ministério da educação PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO 10ª e 11ª Classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário FASE DE EXPERIMENTAÇÃO Ficha Técnica Título Programa de

Leia mais

Licenciatura em Línguas Aplicadas

Licenciatura em Línguas Aplicadas Guia de Curso 1º Ciclo 2014-2015 Departamento de Humanidades 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Organização do curso... 3 3. Destinatários... 3 4. Condições de acesso e pré-requisitos... 3 5. Candidaturas...

Leia mais

Mini MBA para Secretáriado Executivo e

Mini MBA para Secretáriado Executivo e A communications, training and events management company SEMINÁRIO Mini MBA para Secretáriado Executivo e Assessoria de Alta Direcção Lisboa www.letstalkgroup.com Mini MBA para Secretáriado Executivo e

Leia mais

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO

ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO O CEITEC é uma organização juridicamente dependente da Maiêutica Cooperativa de Ensino Superior e, em termos científicopedagógicos,

Leia mais

LEADERSHIP & MANAGEMENT

LEADERSHIP & MANAGEMENT 4ª edição PÓS-GRADUAÇÃO LEADERSHIP & MANAGEMENT 2013/14 4ª edição Coordenação Científica Prof. Doutor José Manuel Veríssimo Prof.ª Dr.ª Teresa Passos Natureza do curso e perfil da formação O curso de Pós-Graduação

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL UNIVERSIDADE ATLÂ NTICA São Luís

Leia mais

CEF/0910/27086 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/27086 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/27086 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Cofac

Leia mais

A Universidade Corporativa: reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito

A Universidade Corporativa: reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito A Universidade : reflexão sobre a motivação, benefícios e implicações do conceito Miguel Rombert Trigo, Luis Borges Gouveia mtrigo@ufp.pt, lmbg@ufp.pt ProjEstQ, CEREM Universidade Fernando Pessoa Universidade

Leia mais

ESTATUTO 10 de setembro de 2014

ESTATUTO 10 de setembro de 2014 ESTATUTO 10 de setembro de 2014 ESTRUTURA ORGÂNICA A Escola Artística e Profissional Árvore é um estabelecimento privado de ensino, propriedade da Escola das Virtudes Cooperativa de Ensino Polivalente

Leia mais

Ministério das Obras Públicas

Ministério das Obras Públicas Ministério das Obras Públicas ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS CAPÍTULO I Natureza e Atribuições Artigo 1.º (Natureza) O Ministério das Obras Públicas é o órgão da administração pública

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia

Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros DECRETO nº.../07 de... de... Considerando que as aplicações pacíficas de energia atómica assumem cada vez mais um papel significativo no desenvolvimento

Leia mais

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8200 (opção1) Segunda a sexta 9h às 21h Sábado 9h às 13h candidato@espm.br www.espm.br

Leia mais

Projeto do Regulamento Orgânico da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Projeto do Regulamento Orgânico da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Projeto do Regulamento Orgânico da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições gerais Art.º 1.º Habilitação O Regulamento Orgânico da FCUL assenta nos preceitos da legislação

Leia mais

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011

47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 47586 Diário da República, 2.ª série N.º 232 5 de Dezembro de 2011 2) Cartas de curso identificação do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, identificação do titular do grau, n.º do documento de identificação

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais

Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais Setembro de 2014 A International Network of Financial Services Ombudsman Schemes (Rede INFO) é a associação mundial de mediadores de serviços

Leia mais

Curso Temático Intensivo 1 - Gestão da qualidade nos sistemas de formação profissional e de desenvolvimento de competências

Curso Temático Intensivo 1 - Gestão da qualidade nos sistemas de formação profissional e de desenvolvimento de competências Curso Temático Intensivo 1 - Gestão da qualidade nos sistemas de formação profissional e de desenvolvimento de competências O programa do curso sobre a qualidade no desenvolvimento de competências irá

Leia mais

Ano Letivo: 201516. Grupo Disciplinar: Finanças ECTS: 5,0. Regime: D, PL. Semestre: S1

Ano Letivo: 201516. Grupo Disciplinar: Finanças ECTS: 5,0. Regime: D, PL. Semestre: S1 OPERAÇÕES E PRÁTICA SEGURADORA [8175214] GERAL Ano Letivo: 201516 Grupo Disciplinar: Finanças ECTS: 5,0 Regime: D, PL Semestre: S1 OBJETIVOS Os seguros são uma actividade essencial para o desenvolvimento

Leia mais

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO Turno: MATUTINO Currículo nº 9 Currículo nº 10 Reconhecido pelo Decreto Estadual n. o 5.497, de 21.03.02, D.O.E. de 22.03.02. Para completar o currículo pleno do curso superior

Leia mais

CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO

CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA 2016 3ª EDIÇÃO 2 CURSO DE LÍNGUA CHINESA, CULTURA E DINÂMICA DE NEGÓCIOS PARA EMPRESÁRIOS E GESTORES NA CHINA

Leia mais

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS 05 18/23 ABRIL INSCRICOES ENCERRADAS [30 MAIO/4 JUNHO 06 07 10/12 OUTUBRO INSCRIÇÃO NO CURSO Destinatários /Requisitos 01 02 Plano do Curso 03 Objetivos Modelo 04 de Aprendizagem 06 Equipa Formadora 07

Leia mais

Escola Profissional do Sindicato do Escritório e Comércio da Região Autónoma dos Açores. Projeto Educativo. Educar para a Cidadania

Escola Profissional do Sindicato do Escritório e Comércio da Região Autónoma dos Açores. Projeto Educativo. Educar para a Cidadania Escola Profissional do Sindicato do Escritório e Comércio da Região Autónoma dos Açores Projeto Educativo Educar para a Cidadania Preâmbulo O Projeto Educativo é o documento que consagra a orientação educativa

Leia mais

Linhas Gerais do Processo de Atualização do EDIC DE CABO VERDE

Linhas Gerais do Processo de Atualização do EDIC DE CABO VERDE Linhas Gerais do Processo de Atualização do EDIC DE CABO VERDE ATUALIZAÇÃO DO EDIC - ESTUDO DIAGNÓSTICO SOBRE A INTEGRAÇÃO DO COMÉRCIO DE CABO VERDE CONVITE / CONCURSO I. ENQUADRAMENTO Cabo Verde é beneficiário

Leia mais

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS ENCONTRO DA COMISSÃO SECTORIAL PARA A EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO CS/11 ANÁLISE SWOT DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS OPORTUNIDADES, DESAFIOS E ESTRATÉGIAS DE QUALIDADE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO GT2 - Ensino Superior

Leia mais

Educação Formação Avançada

Educação Formação Avançada ISEC Instituto Superior de Educação e Ciências Educação Formação Avançada ISEC Instituto Superior de Educação e Ciências Educação Formação Avançada Unidade Científico- Pedagógica de Ciências da Educação

Leia mais

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem 18/ 23 JAN 01 Destinatários /Requisitos 06 Calendário /Horário 02 Plano do Curso 07 Equipa Formadora 03 Objetivos 08 Porquê o Fast-Track MBA? 04 Modelo de Aprendizagem 09 Investimento /Condições de Pagamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. 3812 Diário da República, 1.ª série N.º 138 18 de julho de 2012

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. 3812 Diário da República, 1.ª série N.º 138 18 de julho de 2012 3812 Diário da República, 1.ª série N.º 138 18 de julho de 2012 Artigo 11.º Norma revogatória É revogado o Decreto Regulamentar n.º 21/2007, de 29 de março, alterado pelo Decreto -Lei n.º 273/2007, de

Leia mais

ACEF/1314/03667 Relatório final da CAE

ACEF/1314/03667 Relatório final da CAE ACEF/1314/03667 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Outras

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA Plano Estratégico de Melhoria 2011-2012 Uma escola de valores, que educa para os valores Sustentabilidade, uma educação de, e para o Futuro 1. Plano Estratégico

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS 2015-2016 1 INTRODUÇÃO No início do ano letivo, compete ao conselho pedagógico do agrupamento definir os critérios de avaliação para cada ciclo e

Leia mais

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores

Marketing de Feiras e Eventos: Promoção para Visitantes, Expositores e Patrocinadores Gestão e Organização de Conferências e Reuniões Organização de conferências e reuniões, nos mais variados formatos, tais como reuniões educativas, encontros de negócios, convenções, recepções, eventos

Leia mais

Estrutura do Programa

Estrutura do Programa Põe-te em Cena O Programa Põe-te em Cena visa apoiar projetos desenvolvidos por jovens, por grupos informais de jovens, ou por entidades, sem fins lucrativos, que desenvolvam atividades destinadas aos

Leia mais

ANEXO II Matriz de Responsabilidades. Descentralizar Educação Página 1 de 6 Contrato de Educação e Formação Municipal

ANEXO II Matriz de Responsabilidades. Descentralizar Educação Página 1 de 6 Contrato de Educação e Formação Municipal A3. Relação escola/comunidade A - Políticas Educativas A2. Políticas de avaliação institucional A1. Planeamento Estratégico 1 Definição geral de políticas educativas nacionais 2 Definição do Plano Estratégico

Leia mais

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/27636 Relatório final da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS E INOVAÇÃO ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS: A Pós-Graduação em Gestão Estratégica dos Recursos Humanos e Inovação tem como objectivo geral dotar os gestores,

Leia mais

MBA em Gestão do Entretenimento

MBA em Gestão do Entretenimento MBA em Gestão do Entertainment Business Management Público - alvo Indicado para profissionais e empreendedores que necessitam de habilidades e ferramentas para a atuação no setor de gestão, nas áreas do

Leia mais

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Licenciatura em educação em saúde Uma avaliação sete anos de sua criação

Licenciatura em educação em saúde Uma avaliação sete anos de sua criação XXV CONGRESO DE ALASS CALASS 2014 XXV CONGRESO DE ALASS CALASS 2014 Licenciatura em educação em saúde Uma avaliação sete anos de sua criação Dra. Georgina Contreras Landgrave, Dr. Manuel Leonardo Ibarra

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE TELEMARKETING ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo

Leia mais

Decreto-Lei nº 24/2007 De 30 de Julho

Decreto-Lei nº 24/2007 De 30 de Julho Decreto-Lei nº 24/2007 De 30 de Julho A estratégia de desenvolvimento sustentável e harmonioso do país, tendo por paradigma a melhoria contínua das condições de vida dos cabo-verdianos, só pode ser bem

Leia mais

ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE CABO VERDE

ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE CABO VERDE PLANO ESTRATÉGICO PARA A OFERTA FORMATIVA DA ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE CABO VERDE Think Tomorrow: Estratégia Oferta Formativa 2014-2019 02, Maio de 2014 FICHA TÉCNICA Concepção e Redacção Sérgio

Leia mais

MBA Executivo em Saúde

MBA Executivo em Saúde ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Saúde www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA EXECUTIVO

Leia mais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S C T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO COMERCIAL E DE MARKETING ORGANIZAÇÃO

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE CONSERVATÓRIO REGIONAL DE GAIA Ano Letivo 2013 2014 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE Regulamento Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento de Avaliação de Desempenho aplica-se a todos os docentes com

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

E A ESCOLA TECNOLÓGICA E PROFISSIONAL DA ZONA DO PINHAL

E A ESCOLA TECNOLÓGICA E PROFISSIONAL DA ZONA DO PINHAL ENTRE A Hotel da Montanha Encantos @ Emoções Hotelaria e Turismo Lda. E A ESCOLA TECNOLÓGICA E PROFISSIONAL DA ZONA DO PINHAL O Hotel da Montanha Encantos @ Emoções Hotelaria e Turismo Lda., adiante designada

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria

MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria MINI-MBA de Especialização em Gestão de Turismo e Hotelaria Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objectivo Geral... 2 Objetivos Específicos... 2 Estrutura

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. Entre. o Ministério da Economia e do Emprego e o Ministério da Educação e Ciência

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. Entre. o Ministério da Economia e do Emprego e o Ministério da Educação e Ciência PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO Entre o Ministério da Economia e do Emprego e o Ministério da Educação e Ciência A promoção e o desenvolvimento da formação profissional direcionada para áreas de aposta estratégica

Leia mais

A Comunicação como Competência Fundamental na Formação Profissional em Hotelaria 1

A Comunicação como Competência Fundamental na Formação Profissional em Hotelaria 1 A Comunicação como Competência Fundamental na Formação Profissional em Hotelaria 1 Mariana Aldrigui Carvalho 2 Escola de Artes, Ciencias e Humanidades da Universidade de São Paulo. Resumo Este artigo busca

Leia mais

8274 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 282 6 de Dezembro de 2003

8274 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 282 6 de Dezembro de 2003 8274 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIEB N. o 282 6 de Dezembro de 2003 Portaria n. o 13/2003 de 6 de Dezembro Considerando que o DecretoLei n. o 205/96, de 25 de Outubro, vem alterar a disciplina jurídica da

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS LEGAIS Artigo 1º- O presente regulamento de estágios do Centro Universitário do Norte Paulista

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449. (CNC), anexo ao presente decreto -lei e que dele faz parte integrante. Artigo 2.

Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449. (CNC), anexo ao presente decreto -lei e que dele faz parte integrante. Artigo 2. Diário da República, 1.ª série N.º 133 13 de Julho de 2009 4449 Decreto-Lei n.º 160/2009 de 13 de Julho Com a aprovação de um novo Sistema de Normalização Contabilística, inspirado nas normas internacionais

Leia mais

MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 2006 2007 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS

MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 2006 2007 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 2006 2007 PROGRAMA DAS DISCIPLINAS 1º TRIMESTRE FUNDAMENTOS DE RECURSOS HUMANOS 1. Características e processos individuais 1.1. Personalidade 1.2. Aptidões 1.3. Memória

Leia mais

Projeto de Intervenção

Projeto de Intervenção Agrupamento de Escolas Carlos Amarante, Braga Projeto de Intervenção 2014/2018 Hortense Lopes dos Santos candidatura a diretora do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante, Braga Braga, 17 abril de 2014

Leia mais

Build to Last Negócios Familiares que Atravessam Gerações Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Build to Last Negócios Familiares que Atravessam Gerações Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome PEREIRA DA SILVA, LUÍS M. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL ACTUAL 1999 presente 2003 presente 2009 presente Tipo de empresa ousector 2010 presente Tipo

Leia mais

A Formação Contínua de Professores: uma Leitura do Decreto- Lei 22/2014

A Formação Contínua de Professores: uma Leitura do Decreto- Lei 22/2014 Casanova, M. P. (2015). A Formação Contínua de Professores: uma leitura do Decreto-Lei 22/2014. In A Formação Continua na Melhoria da Escola. Revista do CFAECA. Almada: CFAECA (pp. 12-18). In http://issuu.com/almadaformarevista/docs/9forma

Leia mais

Anexo III ENSINO RECORRENTE REGULAMENTO

Anexo III ENSINO RECORRENTE REGULAMENTO REGULAMENTO INTERNO Anexo III ENSINO RECORRENTE REGULAMENTO REGULAMENTO DO ENSINO RECORRENTE Artigo 1º OBJETO E ÂMBITO 1. O presente regulamento estabelece as regras da organização e desenvolvimento dos

Leia mais

2.º SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Quinta-feira, 12 de abril de 2012 Número 73

2.º SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Quinta-feira, 12 de abril de 2012 Número 73 II SÉRIE Quinta-feira, 12 de abril de 2012 Número 73 ÍNDICE 2.º SUPLEMENTO PARTE C Ministério da Educação e Ciência Gabinetes do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar e da Secretária

Leia mais

18 a 20 de Novembro de 2011. Estoril. Organização: Auditório do Centro Escolar - ESHTE. www.cim-estoril.com

18 a 20 de Novembro de 2011. Estoril. Organização: Auditório do Centro Escolar - ESHTE. www.cim-estoril.com 18 a 20 de Novembro de 2011 Organização: Estoril Auditório do Centro Escolar - ESHTE www.cim-estoril.com Apresentação Na sequência das três edições realizadas em anos anteriores, a Associação Desportos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Curso em Regime de E-learning 1ª EDIÇÃO 2015/2016

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Curso em Regime de E-learning 1ª EDIÇÃO 2015/2016 PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Curso em Regime de E-learning 1ª EDIÇÃO 2015/2016 GUIA DE CURSO Coordenação: Prof. António José Fonseca Gaiola (ESG/IPCB) Prof. João Renato Caramona Belo Sebastião (ESG/IPCB)

Leia mais

Fiscalidade e Contabilidade

Fiscalidade e Contabilidade Fiscalidade e Contabilidade Formação Executiva 2016 www.catolicabs.porto.ucp.pt A Católica Porto Business School Pós-Graduações Fundada em 2002, a Católica Porto Business School é a escola de negócios

Leia mais

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS DIRECTRIZES DA APORMED AOS SEUS ASSOCIADOS SOBRE AS INTERACÇÕES COM OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E O MERCADO DE PRODUTOS DE SAÚDE Documento aprovado na Assembleia-Geral

Leia mais

Projecto de Lei n.º 54/X

Projecto de Lei n.º 54/X Projecto de Lei n.º 54/X Regula a organização de atribuição de graus académicos no Ensino Superior, em conformidade com o Processo de Bolonha, incluindo o Sistema Europeu de Créditos. Exposição de motivos

Leia mais

3. EIXOS DE DESENVOLVIMENTO (*):

3. EIXOS DE DESENVOLVIMENTO (*): PAC UFSCar 2016 1.INTRODUÇÃO A Política de Capacitação da UFSCar estabelece as diretrizes para capacitação de servidores com vistas ao desenvolvimento de um processo de educação continuada e permanente

Leia mais

De acordo com o disposto nos Estatutos da AAUMa, a Reunião Geral de Alunos aprova o seguinte Regulamento de Voluntariado: Preâmbulo

De acordo com o disposto nos Estatutos da AAUMa, a Reunião Geral de Alunos aprova o seguinte Regulamento de Voluntariado: Preâmbulo De acordo com o disposto nos Estatutos da AAUMa, a Reunião Geral de Alunos aprova o seguinte Regulamento de Voluntariado: Preâmbulo A Resolução da Assembleia da República n.º 7/99, de 19 de fevereiro,

Leia mais

ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE

ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE ACEF/1112/20967 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fundação Minerva - Cultura - Ensino E Investigação

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS

SISTEMA DE INCENTIVOS Organismo Intermédio Formação Ação SISTEMA DE INCENTIVOS PROJETOS CONJUNTOS FORMAÇÃO-AÇÃO FSE O objetivo específico deste Aviso consiste em conceder apoios financeiros a projetos exclusivamente de formação

Leia mais

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A ATIVIDADE DO XADREZ NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 1 CEB ANO LETIVO 2012-2013

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A ATIVIDADE DO XADREZ NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 1 CEB ANO LETIVO 2012-2013 CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A ATIVIDADE DO XADREZ NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 1 CEB ANO LETIVO 2012-2013 Agrupamento de Escolas de Aveiro, pessoa coletiva de direito público,

Leia mais