TÍTULO I. Da definição, finalidade e objetivos do Estágio Curricular Supervisionado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÍTULO I. Da definição, finalidade e objetivos do Estágio Curricular Supervisionado"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Normatiza o Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Administração e Ciências Contábeis, a qual consiste em atividade obrigatória que deve ser realizada pelos alunos do 5º ao 8 ª período dos referidos Cursos, como requisito indispensável à graduação. TÍTULO I Da definição, finalidade e objetivos do Estágio Curricular Supervisionado Art. 1º - Nos termos da LEI Nº , DE 25 DE SETEMBRO DE 2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art 428 da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto-Lei 5.452, de 1º de maio de 1943, e a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro 1966; revoga as Leis 6.494, de 07 de dezembro de 1977, e de 23 de março de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei nº de 20 de dezembro de 1996, e o art 6º da Medida Provisória nº , de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam freqüentando o ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos. Parágrafo único O Estágio Curricular Supervisionado constitui-se em uma atividade obrigatoriamente acadêmica e de campo, abrangendo, neste último caso, uma situação real de vida e trabalho extra-acadêmicos. Art. 2 - É finalidade da atividade de Estágio Curricular Supervisionado: a) complementação do ensino e da aprendizagem; b) adaptação psicológica e social do estudante à sua futura atividade profissional; c) treinamento do estudante para facilitar sua futura absorção pelo mercado de trabalho; d) orientação do estudante na escolha de sua especialização profissional; e) a integração do aluno com o mercado de trabalho, propiciando o desenvolvimento profissional e acadêmico. Art. 3º - São objetivos do Estágio Curricular Supervisionado: I - Criar condições para que o aluno analise e trate as informações de forma sistemática, para expô-las e sustentá-las, tanto por escrito como oralmente, capacitando-o a compreender a realidade em seus aspectos social, político e econômico;

2 II - Promover condições para que o aluno reflita, ética e criticamente, sobre as informações e experiências recebidas e vivenciadas, exercitando-se na diagnose situacional e organizacional, no processo de tomada de decisão e na pesquisa da realidade dentro de critérios científicos; III Permitir ao aluno, através do contato com a realidade empresarial, pesquisar, diagnosticar e propor alternativas de solução para os problemas observados, com a devida sustentação teórica; IV - Propiciar ao aluno orientação que o direcione à análise crítica e contextualizada da dinâmica da prática da Administração e da Contabilidade nas organizações estudadas; V Promover a integração Instituição de Ensino x Comunidade; VI Aprofundar conhecimentos e habilidades em área de interesse do aluno; VII Experimentar a resolução de problemas com uma responsabilidade limitada; VIII Complementar e incentivar a busca do aprimoramento pessoal e profissional; IX Ordenar o impacto da passagem da vida de estudante para a vida profissional, abrindo ao estagiário mais oportunidades de conhecer a filosofia, diretrizes, organização e funcionamento das instituições; X Proporcionar ao estudante oportunidade de desenvolver suas habilidades, analisar situações e propor mudanças no ambiente organizacional; XI Facilitar o processo de atualização dos conteúdos disciplinares, permitindo adequar aqueles de caráter profissionalizante às constantes inovações tecnológicas, políticas, sociais e econômicas a que estão sujeitos. TÍTULO II Do Estágio Art. 4º - O Estágio Supervisionado deverá ser realizado em organizações públicas, privadas ou organizações não governamentais, em áreas que apresentem condições de proporcionar experiências na área de formação vinculadas ou correlatas ao currículo dos Cursos. Art. 5º - Áreas de Estágio - Os temas de estágio escolhidos e trabalhados pelos alunos podem ser agrupados em áreas e sub-áreas especializadas da ciência da administração e da contabilidade, isto porque o estágio é uma oportunidade ímpar para o aluno verificar a viabilidade das teorias no contexto organizacional.

3 Administração Ciências Contábeis Administração Financeira Administração Mercadológica Administração de Recursos Humanos Administração da Produção Administração de Marketing Logística Informática Gestão de Qualidade Planejamento Estratégico Gestão Ambiental Ética Análise das Demonstrações Financeiras Auditória e Perícia Contabilidade Aplicada (rural, de cooperativas, previdenciária, etc...) Contabilidade Ambiental Contabilidade Avançada Contabilidade de Custos Contabilidade Financeira Contabilidade Geral Contabilidade Gerencial Contabilidade Internacional Contabilidade Pública Contabilidade Tributária Controladoria Sistemas Contábeis Sistemas de Informações Teoria Contábil Art. 6º - O produto final do Estágio Curricular Supervisionado é de natureza científica e profissional, onde o Relatório Final é eleito para tal fim, devendo gerar resposta devolutiva de avaliação do curso. Art. 7º - O Relatório Final deverá estar parametrizado num contexto real de pesquisa, mesmo o do tipo dissertação-pesquisa, que é o mais indicado para o intuito da pesquisa científica. TÍTULO III Do controle do Estágio Curricular Supervisionado Art. 8 - Todos os alunos do Curso de Administração e Ciências Contábeis, mesmo os que já exercem atividades profissionais na área devem desenvolver as atividades relativas ao Estágio Curricular Supervisionado.

4 Art. 9º - O Estágio será precedido da celebração do Termo de Compromisso entre o estudante e a empresa com a interveniência da FACCACI. Art. 10º - O termo a que se refere o artigo anterior corresponderá a um instrumento gerenciado pelo professor orientador que coordenará a relação aluno-empresa, tendo os seguintes objetivos: I Atender o aspecto formal da Lei , de 25 de setembro de 2008 em seu parágrafo II do Art. 3 ; II Formalizar a relação empresa-escola no sentido de credenciar o aluno para desenvolver o conteúdo intencional de seu Plano de Atividades; III Constituir um espaço formal de acompanhamento, monitoramento e de orientação (por parte da escola) para o trabalho de campo/estágio do aluno; IV Conhecer as ações que o aluno está desenvolvendo, bem como o tratamento que está recebendo por parte da organização e os recursos que estão sendo utilizados para o desenvolvimento do seu estágio; V Conhecer a natureza do trabalho desenvolvido nas organizações, a fim de estabelecer o quanto a atividade foi ou não consubstanciada na situação real de vida e de trabalho; VI Avaliar a dinâmica dessa relação a fim de colher dados/informações para a sua melhoria futura. Art O conteúdo do Termo de Compromisso abrangerá: I Identificação do aluno, do professor orientador e do supervisor da área de estágio, responsável pelo acompanhamento das atividades do aluno, bem como sua identificação compreendendo o nome da pessoa/setor/seção, o título do cargo; II Identificação e caracterização da organização de estágio, compreendendo sua razão social/nome fantasia, localização/endereço, ramo de atividade, mercado em que atua e perfil tecnológico. III A localização (setor, departamento, seção) em que o aluno irá desenvolver o seu estágio. Parágrafo único O Termo de Compromisso terá formulário específico e padronizado, conforme documento anexo 1, parte integrante do presente regulamento. TÍTULO IV Da duração e realização do Estágio Curricular Supervisionado Art. 12- O Estágio Curricular Supervisionado é atividade obrigatória, e será desenvolvido através das disciplinas Estagio Supervisionado I, II, III e IV, constantes na grade curricular dos cursos, com duração de 300 (trezentas) horas, que devem ser cumpridas até o 8º período dos Cursos.

5 Art Atendendo aos objetivos propostos do Estágio Supervisionado, as 300 (trezentas) horas da disciplina, serão assim distribuídas: I 72 (setenta e duas) horas no decorrer do 5º e 6º períodos; II (duzentas vinte e oito) horas no decorrer do 7º e 8º períodos. 1º A disciplina Estágio Supervisionado I e II, possuí caráter de desenvolvimento do Plano de Atividades. O Plano de Atividades é um planejamento preparatório para direcionar as atividades do estagiário, permitindo o acompanhamento de suas tarefas e possibilitando, em tempo hábil, as correções que se fizerem necessárias para atingir os objetivos do aluno e as necessidades da organização que serve de campo de estágio. Não deve ser considerado como um projeto de ação rígida e impositiva, mas, deve ser dotado de flexibilidade para melhor se adequar às contingências das situações encontradas na vivência das organizações. A elaboração do Plano de Atividades é um exercício prático do processo de planejamento, levando o aluno a fazer uma reflexão dos seus propósitos no estágio e uma revisão das teorias pertinentes a área onde pretende aprofundar o aperfeiçoamento da aprendizagem, bem como, resulta na oportunidade de utilização correta das normas técnicas adequadas à estrutura de trabalhos acadêmicos. Em linhas gerais, o Plano de Atividades deverá conter, basicamente: Capa Instituição de Ensino, título ou tema, aluno, mês e ano; Folha de rosto - Instituição de Ensino, área, título ou tema, professor orientador, mês e ano; Sumário lista ordenada dos capítulos, indica a página que se inicia; Introdução - apresentação do trabalho de forma sintética e objetiva; Tema - descrição sucinta do que pretende analisar; Delimitação do tema - até onde pretende trabalhar com o Plano de Atividades; Local - apresentação da empresa onde será desenvolvida a parte prática do Plano de Atividades; Problema - descrição da questão, situação atual, dificuldades teóricas e práticas estimadas; Justificativa - os motivos que levaram realizar o estudo e as contribuições que poderá oferecer; Objetivo geral e objetivo(s) específico(s) definem onde o estagiário quer chegar; Metodologia - descrição dos métodos e técnicas a serem utilizadas no desenvolvimento do trabalho;

6 Resultados esperados - soluções práticas e viáveis que o estudo poderá indicar (tipos de atividades práticas que espera desenvolver na organização, além das relativas à elaboração do trabalho teórico. Cronograma - distribuição das etapas do trabalho; Referências bibliográficas ou bibliografia - indicação e comentários de obras e autores que vão embasar o estudo. 2º - Após a aprovação do Plano de Atividades pelo Professor Orientador, o aluno deverá providenciar 3 (três) cópias para acompanhamento, sendo: uma cópia para a faculdade; uma cópia para o aluno; uma cópia para a empresa. 3º A disciplina Estágio Supervisionado III e IV será realizada no decorrer do 7º e 8º períodos letivos, com desenvolvimento em campo das atividades constantes de seu Plano de Atividades e pesquisa bibliográfica relacionada ao assunto, visando ao produto final que é o Relatório Final. Em linhas gerais, o Relatório Final deve obedecer a seguinte estrutura: Capa; Preliminares: - Folha de rosto - Dedicatória - Agradecimentos - Sumário Corpo principal do trabalho: - Introdução - Importância do tema escolhido para a área de conhecimento contemplada; - Outros dados introdutórios considerados relevantes. - Caracterização da Organização: - Histórico e dados importantes; - Análise da Organização face ao meio ambiente político, econômico e social no qual se insere; - Característica da área onde se desenvolveram os trabalhos;

7 - Diagnóstico dos principais problemas identificados; - Capítulos - Desenvolvimento dos objetivos gerais e específicos; - Problemática analisada; - Conclusão e recomendações Elementos pós-textuais - Referências bibliográficas - Anexos - Anexo I Projeto do Ano Anterior; - Anexo II Termo de Compromisso; - Anexo III Avaliação do Supervisor da Empresa; - Demais Anexos. TÍTULO V Da dimensão operacional Art As atividades do Estágio Curricular Supervisionado serão desenvolvidas pela Coordenação de Estágio, Professor Orientador, Supervisor na Empresa e Estagiário. TÍTULO VI Das responsabilidades e competências Art A Coordenação do Estágio Curricular Supervisionado é exercida pelos Coordenadores dos Cursos. Art À Coordenação de Estágio compete: I - Cumprir e fazer cumprir a política de estágios da Instituição de Ensino; II - Elaborar normas, procedimentos e propor alterações neste Regulamento, quando necessárias; III Coordenar, acompanhar e orientar o desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado, durante o período de duração dos trabalhos. Art Ao Professor Orientador compete:

8 I Dar ciência do presente Regulamento e da Legislação que rege o Estágio Curricular Supervisionado aos alunos; II Orientar aos alunos na escolha do tema e proposta de objetivos constante do Plano de Atividades; III Analisar e aprovar o Plano de Atividades apresentado pelos alunos; IV - Manter contatos com organizações para firmar termos de encaminhamento de estagiários; V Manter contatos com o Supervisor do Estagiário na Empresa, se necessário; VI Realizar, no mínimo, um encontro mensal com cada aluno orientando, do 7º e 8º períodos, para acompanhar o desenvolvimento do Estágio Curricular Supervisionado, durante todo o ano letivo, em termos de coerência lógica, metodologia, fundamentação teórica, relevância social e científica, aplicação prática e sua contribuição para o aprendizado do aluno; VII Estar atento à postura ética que o trabalho requer; VIII Sugerir, se necessário, a aplicação de novos métodos e técnicas para a execução das atividades relacionadas ao Estágio Curricular Supervisionado; IX Indicar bibliografia para ampliação do conhecimento do aluno em relação à aplicabilidade do seu Plano de Atividades; X Verificar, através de relatórios bimestrais, o andamento das atividades, a assiduidade e o desenvolvimento coerente com as propostas e expectativas, tanto do aluno como da organização cedente e da Instituição de Ensino; XI Esclarecer ao aluno sobre os aspectos a serem avaliados; XII Avaliar o Relatório Final do aluno orientado, emitindo parecer e atribuindo o conceito final conforme o Art. 21 deste Regulamento. Art Ao Supervisor na Empresa compete: I Orientar, acompanhar e organizar as atividades práticas do estagiário na empresa; II Introduzir o aluno estagiário na empresa; III Oferecer os meios/recursos necessários à realização de seus trabalhos; IV Auxiliar o estagiário a trabalhar suas dificuldades, medos e anseios. Art Ao aluno estagiário compete: I Conhecer a Legislação específica do Estágio Curricular Supervisionado, seus objetivos e este Regulamento; II Selecionar o local para o estágio; III Comparecer ao local do estágio nos dias e horários programados;

9 IV Cumprir todas as atividades determinadas pelo professor orientador, apresentando, além de relatórios bimestrais, o relatório final, para avaliação, dentro dos prazos, respeitadas as disposições do Artigo 21 deste Regulamento; V Comparecer, semanalmente, aos encontros de orientação, participando das atividades de planejamento, acompanhamento e avaliação do Estágio Curricular Supervisionado, nos horários determinados pelo professor; V Empenhar-se na busca do conhecimento necessário ao bom desempenho do Estágio Curricular Supervisionado; VI Manter a boa imagem da Instituição de Ensino junto à organização cedente, vivenciando a ética profissional, guardando sigilo sobre informações, reservadas ou não, relacionadas à organização cedente; VII Enviar ao Professor Orientador, bimestralmente, relatório sobre o desenvolvimento dos objetivos propostos e das atividades da prática profissional supervisionada, de acordo com os prazos previstos no Plano de Atividades. TÍTULO VII Da avaliação do Estágio Curricular Supervisionado Art. 20 O Estágio Curricular Supervisionado, em cada uma de suas etapas, descritas nos incisos I e II do Art. 13º, é avaliado levando-se em conta os seguintes critérios: I Coerência e aplicabilidade do Plano de Atividades; II Pontualidade e assiduidade do aluno em seus compromissos, tanto com a organização cedente, como com a Instituição de Ensino; III Coerência e consistência dos Relatórios Bimestrais; IV Avaliação da organização cedente, através da Ficha de Avaliação de Estagiário (anexo 02), preenchida pelo Supervisor da Empresa; V Relatório Final, apresentado dentro dos critérios da Metodologia Científica, onde será avaliado: a) compatibilidade do trabalho executado com o plano de atividades; b) qualidade do trabalho e apresentação do relatório; c) capacidade criativa e inovadora demonstrada através do trabalho. Art. 21 A avaliação do Estagiário será da seguinte maneira: I - No Estágio Supervisionado I e II, será efetuada pelo Professor Orientador levandose em conta a formatação técnica, o conteúdo, prazo de entrega com apresentação em sala de aula conforme cronograma a ser elaborado em cada período.

10 II - No Estágio Supervisionado III e IV, será efetuada pelo Professor Orientador/ Coordenação do Estágio a partir da avaliação apresentada pelo Supervisor na Empresa, Plano de Atividades, Relatório Final com apresentação em sala de aula em cada disciplina, de acordo com o tema desenvolvido (conforme cronograma a ser divulgado). Parágrafo único - Durante o desenvolvimento do Plano de Atividades o aluno apresentará relatórios bimestrais, a serem entregues no período das avaliações bimestrais da Instituição de Ensino, conforme cronograma de atividades a ser distribuído pelo Professor Orientador, em uma via, nos quais fundamentará a execução (desenvolvimento) dos objetivos traçados, e a Ficha de Avaliação do Estagiário, devidamente preenchida pelo responsável da Empresa onde se realiza o estágio. Obs.: cada relatório bimestral vale 2,0 pontos, em 02 (dois) bimestres conforme calendário a ser distribuído, e o relatório final valendo 6,0 (seis) pontos, totalizando 10,0 (dez) pontos. III - A média final para aprovação no Estágio Supervisionado I, II, III e IV é de 6,0 (seis). IV Não haverá 5ª prova e nem 2ª época para aqueles que não atingirem a nota mínima necessária para aprovação. Art. 22 Após a avaliação conforme os critérios estabelecidos no Art. 21, o aluno é considerado Aprovado ou Reprovado. Parágrafo Único No caso de reprovação, por qualquer motivo, o aluno deve renovar sua matrícula para o ano seguinte. TÍTULO VIII Da conclusão do Estágio Curricular Supervisionado Art. 23 O Estágio Curricular Supervisionado é considerado concluído, em cada uma de suas etapas definidas nos incisos I e II do Art. 13 º, após o cumprimento de todas as determinações do Artigo 21. Art No caso de impossibilidade de concluir a carga horária total do Estágio Curricular Supervisionado dentro do prazo estabelecido, que tem como limite o último dia de aula do período letivo relativo ao 8º período, o aluno deverá renovar sua matrícula. Art. 25 A aprovação no Estágio Curricular Supervisionado é indispensável para a conclusão do curso. Parágrafo único Está impedido de colar grau e receber o Diploma o aluno que não cumprir as normas deste Regulamento, bem como não obtiver a aprovação em todas as etapas do Estágio Curricular Supervisionado, especificadas no Art. 13 º, Incisos I e II.

11 TÍTULO IX Do Relatório Final no Estágio Curricular Supervisionado Art. 26 O Relatório Final buscará atender as seguintes considerações: I - Enquanto produto final do Estágio Curricular Supervisionado, apresenta-se como um instrumento de síntese e consubstanciação dos objetivos e dos pressupostos do Estágio Curricular Supervisionado. II - Enquanto atividade profissional do Estágio Curricular Supervisionado, o Relatório Final se traduz no espaço para o aluno desenvolver um projeto contextualizado numa situação real da complexidade organizacional e gerencial. III - Enquanto método da produção do saber, o relatório corresponde ao exercício disciplinar da pesquisa, da análise e da produção de conhecimento. IV - Enquanto instrumento de avaliação da aprendizagem, o Relatório Final representa uma elaboração crítica e sistemática de uma experiência realizada pelo aluno, no final do curso, objetivando expressar habilidades, capacidades e conhecimentos adquiridos no decorrer de sua formação. Art Os objetivos do Relatório Final no Estágio Curricular Supervisionado são os seguintes: I - Formalizar sistematicamente o produto final do Estágio Curricular Supervisionado. II - Possibilitar ao aluno a produção de conhecimento parametrizado no uso de métodos e técnicas de pesquisa. III - Subsidiar o aluno no desenvolvimento de um projeto de pesquisa ou profissional contextualizado em situações reais da complexidade social, organizacional e gerencial. IV - Constituir-se num instrumento que possibilite sistematizar a avaliação da aprendizagem do aluno, adquirida no decorrer de sua formação. V - Gerar e produzir conhecimento científico e prático para a área de Administração e Contábil no âmbito do curso. TÍTULO X Das disposições transitórias e gerais Art. 28 Os casos omissos serão resolvidos, em primeira instância, pela Coordenação do Curso, ouvido o respectivo Colegiado. Art. 29 Este Regulamento entra em vigor a partir do ano letivo de Cachoeiro de Itapemirim ES, 02 de fevereiro de 2009.

12 Anexo I TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR Pelo presente instrumento a EMPREGADORA..., sediada à Rua... nº... na Cidade de... Estado..., telefone..., inscrita no CNPJ nº..., neste ato representada por seu..., Senhor (a)..., CPF nº... e o seu empregado Senhor (a)... aluno (a) devidamente matriculado e freqüentando o curso de Ciências Contábeis na FACCACI Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas de Cachoeiro de Itapemirim E. Santo, portador da carteira de trabalho nº... série..., com fulcro na Lei /2008 de 25 de setembro de 2008, têm justo e acordado a realização de um Estágio Supervisionado Curricular, segundo as cláusulas que se seguem: 1ª - O estágio concedido pela EMPREGADORA tem por objetivo dar a conhecer ao Estagiário, em razão de o mesmo ser estudante do curso de Ciências Contábeis e ou Administração, os aspectos básicos práticos da profissão que escolheu, complementando assim, a sua aprendizagem escolar. 2ª - O estágio será realizado em dependências da EMPREGADORA, no horário de... às... no departamento/setor/área...à Rua..., nº... Bairro... Cidade..., Estado..., telefone..., onde realizará o seguinte projeto, conforme plano de estágio (mencionar o título do projeto):... 3ª - O estágio terá a duração de... meses, com um total de... horas, a contar da data de assinatura do presente termo e poderá ser rescindido pela EMPREGADORA ou pelo empregado, mediante comunicação por escrito com 10 (dez) dias de antecedência, no mínimo, encaminhando se cópia a FACCACI. 4ª - O ESTAGIÁRIO se obriga a elaborar e encaminhar ao Professor de Estágio FACCACI o relatório bimestral dos trabalhos desenvolvidos, juntamente com formulário de avaliação do SUPERVISOR/ORIENTADOR da empresa devidamente preenchido e assinado pelo Supervisor designado pela EMPREGADORA. 5ª - O ESTAGIÁRIO não receberá qualquer remuneração da EMPREGADORA em razão deste acordo, uma vez que a mesma já se encontra compreendida em seu salário.

13 6ª - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir a programação do estágio comunicando, em tempo hábil, a impossibilidade de faze-lo. 7ª - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir as normas da EMPREGADORA relativas a estágio, que declara expressamente conhecer. 8ª - A EMPREGADORA designa como Supervisor/Orientador de Estágio, o (a) Senhor(a). 9ª - O ESTAGIÁRIO responderá pelas perdas e danos conseqüentes da inobservância das normas internas ou das constantes do presente termo. 10ª - Ao ESTAGIÁRIO é dado o prazo de até 15 (quinze) dias após o término deste acordo para elaborar e encaminhar às FEVIT/FACCACI o relatório final de seus trabalhos, sob pena de o estágio não ser considerado para efeitos de colação de grau. E por estarem justos e contratados, firmam o presente instrumento em 3 vias (três) vias, das quais a 1ª ficará com a EMPREGADORA, a 2ª com o ESTAGIÁRIO e a 3ª com a FACCACI/FEVIT.,, de de ESTAGIÁRIO EMPRESA PROFESSOR ORIENTADOR - FACCACI

14 Anexo II TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR Pelo presente instrumento, de um lado sito à Rua, nº, na cidade de Estado, neste ato representada por seu, Senhor, daqui por diante denominada simplesmente COLABORADORA e de outro lado, o (a) Senhor (a), aluno (a) da série devidamente matriculado e freqüentando o curso de Ciências Contábeis na FACCACI Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas de Cachoeiro de Itapemirim E. Santo, doravante denominado ESTAGIÁRIO, tem justo e acordado a realização de um Estágio Supervisionado Curricular, com fulcro na Lei /2008 de 25 de setembro de 2008, e conforme as cláusulas que se seguem: 1ª - O estágio concedido pela COLABORADORA tem por objetivo dar a conhecer ao seu ESTAGIÁRIO os aspectos práticos da profissão que escolheu, complementando assim, a sua aprendizagem escolar e dando-lhe condições para cumprir a programação estabelecida pela Faculdade. 2ª - O estágio será realizado em dependências da COLABORADORA, no horário de... às... no departamento/setor/área...à Rua..., nº... Bairro... Cidade..., Estado..., telefone..., onde realizará o seguinte projeto, conforme plano de estágio (mencionar o título do projeto):... 3ª - O estágio terá a duração de... meses, com um total de... horas, a contar da data de assinatura do presente termo e poderá ser rescindido pela COLABORADORA ou pelo estagiário, mediante comunicação por escrito com 10 (dez) dias de antecedência, no mínimo, encaminhando se cópia a FEVIT/FACCACI. 4ª - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir a programação do estágio, comunicando em tempo hábil, a impossibilidade de faze-lo. 5ª - O ESTÁGIARIO se obriga a elaborar e encaminhar ao Professor de Estágio FEVIT/FACCACI o relatório bimestral dos trabalhos desenvolvidos, juntamente com formulário de avaliação do SUPERVISOR/ORIENTADOR da empresa devidamente preenchido e assinado pelo Supervisor designado pela COLABORADORA.

15 6ª - A COLABORADORA designa como Supervisor/Orientador de Estágio, o (a) Senhor(a). 7ª - O ESTAGIÁRIO se obriga a cumprir as normas da COLABORADORA relativas a Estágio, que declara expressamente conhecer. 8ª - O ESTAGIÁRIO responderá pelas perdas e danos conseqüentes da inobservância das normas internas ou das constantes do presente termo. 9ª - Ao ESTAGIÁRIO é dado o prazo de até 15 (quinze) dias após o término deste acordo para elaborar e encaminhar às FEVIT/FACCACI o relatório final de seus trabalhos, sob pena de o estágio não ser considerado para efeitos de colação de grau. 10ª - O ESTAGIÁRIO não terá, para quaisquer efeitos, vínculo empregatício com a COLABORADORA, conforme o disposto na Lei /2008 de 25 de setembro de E por estarem justos e contratados, firmam o presente instrumento em 3 vias (três) vias, das quais a 1ª ficará com a COLABORADORA, a 2ª com o ESTAGIÁRIO e a 3ª com a FACCACI.,, de de ESTAGIÁRIO EMPRESA PROFESSOR ORIENTADOR - FACCACI

16 FICHA DE AVALIAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nome do Estagiário (a)... Curso:... Empresa:... Nome do Supervisor:... Setor/área de estágio:... Período de estágio avaliado:.../.../... a.../.../... Considerando a cláusula 5ª do Termo de Compromisso de Estágio Supervisionado Curricular, assinado entre o aluno x FACCACI x Empresa, avalie no questionário abaixo o estagiário, com base no Projeto de Estágio apresentado. EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES ÓTIMO BOM INSUFI- CIENTE 1 Planejamento em suas tarefas 2 Organização do seu trabalho 3 Desempenho de suas atividades 4 Nível de conhecimento com base no ano em curso 5 Iniciativa demonstrada para desenvolver suas atividades sem dependência 6 Interesse demonstrado para aprender as tarefas 7 Compreensão do trabalho a realizar (facilidade de assimilação) 8 Capacidade de criar ou sugerir modificações na empresa 9 Rapidez na execução do trabalho, considerandose o fator qualidade 10 Rendimento do trabalho executado 11 Execução das atividades programadas no Cronograma do Projeto Supervisor Interno Empresa: Local e data:.../.../...

17 FICHA DE AVALIAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nome do Estagiário (a)... Curso:... Empresa:... Nome do Supervisor:... Setor/área de estágio:... Período de estágio avaliado:.../.../... a.../.../... Considerando a cláusula 5ª do Termo de Compromisso de Estágio Supervisionado Curricular, assinado entre o aluno x FACCACI x Empresa, avalie no questionário abaixo o estagiário, com base no Projeto de Estágio apresentado. EXECUÇÃO DAS ATIVIDADES ÓTIMO BOM INSUFI- CIENTE 1 Assiduidade e pontualidade no estágio 2 Aceitação de critica e disponibilidade para mudança 3 Auto-controle e equilíbrio emocional diante de determinadas situações a enfrentar 4 Merecimento de confiança 5 Cumprimento das normas disciplinares e regulamentares da empresa 6 Responsabilidade pelas atividades desempenhadas 7 Relacionamento com o supervisor e colegas 8- Colaboração com os demais funcionários da empresa 9 Prontidão no atendimento das tarefas solicitadas 10 Zelo pelo material, equipamentos e bens da empresa 11 Execução das atividades programadas no Cronograma do Projeto Supervisor Interno Empresa: Local e data,...

18 FICHA DE AVALIAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nome do Estagiário (a)... Curso:... Empresa:... Nome do Supervisor:... Setor/área de estágio:... Período de estágio avaliado:.../.../... a.../.../... Considerando a cláusula 5ª do Termo de Compromisso de Estágio Supervisionado Curricular, assinado entre o aluno x FACCACI x Empresa, avalie no questionário abaixo o estagiário, com base no Projeto de Estágio apresentado. 1 A empresa colocou à disposição do estagiário material bibliográfico para pesquisa, visando o seu melhor desempenho? ( ) SIM ( ) NÃO 2 A empresa tem planos para aproveitar o estagiário, depois de formado, como um profissional? Justifique. ( ) SIM ( ) NÃO 3 No cômputo geral, o estágio foi útil para a empresa? Porquê? ( ) SIM ( ) NÃO 4 Apresente críticas ou sugestões ao trabalho realizado pelo estagiário: 5 O conhecimento teórico e as habilidades do estagiário, com o desenvolvimento do Projeto de Estágio foi útil e/ou aplicável na empresa/escritório? Justifique.

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 3 ANEXO 5 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1.1 Disposições Preliminares Artigo 1 o - As atividades de Estágio Supervisionado que integram a Matriz Curricular do Curso de Administração, da Faculdade

Leia mais

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas

UNIÃO DINÂMICA DE FACULDADES CATARATAS Centro Universitário Dinâmica das Cataratas REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º Art. 2º Art. 3º Art. 4º Estágio Supervisionado em Administração (ESA), é a disciplina

Leia mais

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO Campus V Regulamento Interno de Estágio Supervisionado e ou Trabalho Pedagógico Supervisionado FAN-CEUNSP-SALTO -Campus V O presente

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Elaboração: Bruno Márcio Agostini, M. Sc. São João del Rei - MG Julho de 2010 TÍTULO I DAS DEFINIÇÕES PRELIMINARES O presente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio Supervisionado de Graduação do Curso de Administração da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Barretos SP 2014 APRESENTAÇÃO O Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Contábeis da FACULDADE BARRETOS é um componente curricular

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS ESPECÍFICOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA FACULDADE FASIPE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1.º O presente Regulamento dispõe sobre o Estágio Supervisionado

Leia mais

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO

Recife/PE 2010 ESTÁGIO REGULAMENTO ESTÁGIO REGULAMENTO Recife/PE 2010 2 CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS DO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1.º O presente regulamento visa cumprir a Política de estágios da Escola Superior de Marketing-ESM

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 CAPÍTULO I Da Definição e Finalidades. Artigo 1 - O Estágio Supervisionado constitui-se no desenvolvimento, pelo aluno, de atividades práticas, exercidas mediante

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CURSO DE JORNALISMO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CURSO DE JORNALISMO Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado para o Curso de Bacharelado em Jornalismo da Universidade Federal do Amapá Normatiza a organização e funcionamento do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado para o Curso de Bacharelado em Jornalismo da Universidade Federal do Amapá

Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado para o Curso de Bacharelado em Jornalismo da Universidade Federal do Amapá Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado para o Curso de Bacharelado em Jornalismo da Universidade Federal do Amapá Normatiza a organização e funcionamento do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO Diretora: - Profª Mayra Santos Cabral Coordenadores de estágios: - Prof. Marcos

Leia mais

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO (ESA) E DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Atualizado em Agosto de 2013 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS 1 FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS TÍTULO I NATUREZA E OBJETIVO Art. 1º Os estágios curriculares supervisionados previstos

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR 2008 Diretora Geral: Profª. Drª. Irmã Olga de Sá Vice-Diretora: Profª. Irmã Raquel Godoi Retz Coordenação Pedagógica: Prof. Ms José Luiz de Miranda Alves Coord. do Núcleo

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL

INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL Art. 1 o O Estágio regulamentado pela Lei N o 11.788, de

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Administração é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FACULDADE SANTO AGOSTINHO - FSA DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE ASSESSORIA PEDAGÓGICA NUAPE COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Teresina 2015 DIRETORIA

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regulamento do Estágio Supervisionado do Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior, na forma do ANEXO.

Art. 1º Aprovar o Regulamento do Estágio Supervisionado do Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior, na forma do ANEXO. RESOLUÇÃO Nº 77/2010, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2010 Aprova o Regulamento do Estágio Supervisionado do Curso Superior de Tecnologia em Comércio Exterior, na forma do Anexo. O Reitor da Fundação Universidade

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Camaçari 2010 SUMÁRIO 1 DIRETRIZES 3 2 DEFINIÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO E SUAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA REGULAMENTO N 001, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 Estabelece os procedimentos necessários à sistematização do Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 119/2010/CONEPE Aprova as Normas de Estágio Curricular Obrigatório

Leia mais

RESOLUÇÃO 04/2001 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1º - Fixar normas para o Funcionamento do Programa de Bolsas de Monitoria na UESB.

RESOLUÇÃO 04/2001 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Art. 1º - Fixar normas para o Funcionamento do Programa de Bolsas de Monitoria na UESB. Dispõe sobre o Programa de Bolsa de Monitoria da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB, revogando as disposições em contrário, em especial as Resoluções CONSEPE/UESB 18/94 e 48/97. O Conselho

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRODUÇÃO Considerando o objetivo de formação de docentes em que a atividade prática de prestação de serviços especializados é relevante à sociedade, torna-se necessário

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL OBRIGATÓRIO COORDENNAÇAO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Profª Msc Liana Maria Ibiapina do Monte SUMÁRIO APRESENTAÇÃO CARACTERIZAÇÃO TERMINOLOGIA

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Aprovado pela Resolução Consuni nº 26/10, de 08/09/2010. CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O presente regulamento disciplina

Leia mais

Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS. Mantida. IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde

Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS. Mantida. IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde Mantenedora AESGO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS Mantida IESRIVER Instituto de Ensino Superior de Rio Verde MANUAL DE NORMAS E DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR EM ADMINISTRAÇÃO Rio Verde - GO

Leia mais

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR

GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR GUIA DO ESTAGIÁRIO CURSO SUPERIOR FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE CURSO SUPERIOR EM BACHAREL EM SITEMAS DE INFORMAÇÃO 1 Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av. Presidente Wilson, 1013 Centro

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS DE GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n - Zona Rural - Cx Postal

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA Credenciamento: Decreto Publicado em 05/08/2004 Recredenciamento: Decreto Publicado em 15/12/2006

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA Credenciamento: Decreto Publicado em 05/08/2004 Recredenciamento: Decreto Publicado em 15/12/2006 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA (Ato de Aprovação: Resolução do Reitor Nº 53/2010 de 30/04/2010) Art. 1º O Estágio Supervisionado é uma parte do currículo

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCACAO FÍSICA Da Definição e dos Objetivos do Estágio Art. 1º O estágio curricular obrigatório do curso de Licenciatura em Educação

Leia mais

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas RESOLUÇÃO DO CONSEPE Nº 12/2010 Aprova o Regulamento das Atividades de Estágio do Curso de Engenharia de Produção da FSSS e dá outras Providências. A PRESIDENTE DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA COORDENAÇÃO DE INTERAÇÃO SERVIÇO ESCOLA-EMPRESA MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO COLINAS

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relacionadas ao Estágio Curricular Supervisionado do da

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP Capítulo I DA NATUREZA E SUAS FINALIDADES Art. 1º O estágio baseia-se na Lei nº. 11.788, sancionada em 25 de setembro de 2008. Parágrafo

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CACOAL 2010 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1º O Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS. ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I e II Orientações aos Alunos Julho de 2010 NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O Estágio Supervisionado I e II são disciplinas integrantes

Leia mais

RESOLUÇÃO 001/2014 DA CONCEPÇÃO E DOS OBJETIVOS

RESOLUÇÃO 001/2014 DA CONCEPÇÃO E DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO 001/2014 Dispõe sobre o Estágio Curricular Supervisionado do curso em atendimento ao que prevê o Projeto Pedagógico do Curso de Administração. A Coordenação do Curso de Administração, no uso

Leia mais

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008

RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 RESOLUÇÃO CEG nº 12/2008 Normas para o Estágio 1) Considerando a Lei 11.788 de 25 de setembro de 2008, que trata de Estágios de Estudantes; 2) Considerando a não existência de resolução geral que normatize

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUIVOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 Este regulamento fixa as normas para o estágio do Curso de Graduação

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROJETO DE ESTÁGIO ANO 2007 CURSOS: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO GERAL PARA OS ESTÁGIOS CURRICULARES (DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO) ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS E CIÊNCIAS CONTÁBEIS CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA Dispõe sobre o cumprimento da carga horária das Atividades de Estágio Supervisionado

Leia mais

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 39460/2006:

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 39460/2006: DELIBERAÇÃO CÂMARA DE GRADUAÇÃO Nº 04/2007 Aprova o Regulamento de Estágios Curriculares Obrigatório e não Obrigatório do Curso de Letras Modalidade: Licenciatura Habilitações: Língua Inglesa e Respectivas

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS LEGAIS Artigo 1º- O presente regulamento de estágios do Centro Universitário do Norte Paulista

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA FACULDADE DE APUCARANA FAP Regulamento do Curricular Supervisionado do Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura Faculdade de

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - O Estágio Supervisionado é um componente que integra a estrutura curricular do Curso de Tecnologia em Gestão da Tecnologia

Leia mais

REGULAME TO DE ESTÁGIO

REGULAME TO DE ESTÁGIO Serviço Público Federal I STITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊ CIA E TEC OLOGIA SUL-RIO-GRA DE SE - IFSul REGULAME TO DE ESTÁGIO CAPÍTULO I DA ATUREZA E DAS FI ALIDADES Art. 1 O estágio constitui-se na interface

Leia mais

Educação Profissional Cursos Técnicos. Regulamento de Estágio Supervisionado

Educação Profissional Cursos Técnicos. Regulamento de Estágio Supervisionado Educação Profissional Cursos Técnicos Regulamento de Estágio Supervisionado CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente Regulamento de Estágio Supervisionado refere-se à formação do aluno

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE CAMPUS CONCÓRDIA Coordenação Geral de Integração Escola Comunidade - CGIEC REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS TÉCNICOS

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Capítulo I Disposições Preliminares Art. 1º O presente regulamento estabelece as normas para a efetivação do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica

RESOLVE: Profª. MARIA CERES RODRIGUES MURAD Diretora Acadêmica RESOLUÇÃO Nº 5, DE 16 DE JULHO DE 2014 REGIMENTO DE PRÁTICA JURÍDICA Dispõe sobre a Prática Jurídica no âmbito da UNDB. O CONSELHO TÉCNICO- ADMINISTRATIVO, no uso das competências que lhe confere o art.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Escopo O estágio supervisionado visa proporcionar ao aluno experiência prática pré-profissional em empresas privadas e públicas colocando-o em contato com a realidade das indústrias

Leia mais

a) Estar regularmente matriculados no curso;

a) Estar regularmente matriculados no curso; (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) br ESTÁGIO CURRÍCULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) 1 Caracterização Os cursos de Engenharia de Produção do Brasil são regidos pelas

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI) CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI) FUNDAMENTO: O Trabalho de Conclusão de Curso é componente obrigatório da grade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 54/2009/CONEPE Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular do

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento regulamenta as atividades

Leia mais

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico Credenciada pela portaria: MEC 292, de 15.02.2001 DOU Nº 35-E, de 19.02.2001, Seção 1 RESOLUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO E MANUAL. Pedagogia e Letras

REGULAMENTO E MANUAL. Pedagogia e Letras INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE BARRETOS Mantido pelo Centro de Educação e Idiomas de Barretos Autorizado pela Portaria 71 de 11/01/2005 DOU Pedagogia Reconhecido pela portaria nº 663 de 11/05/2009 DOU

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 PALMAS TO 2011 APRESENTAÇÃO Este Regulamento de Estágio do Curso de Administração visa servir de referência

Leia mais

Regimento de estágio não obrigatório

Regimento de estágio não obrigatório PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS CENTRO DE ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO - CEA Regimento de estágio não obrigatório Faculdade de Ciências Contábeis Maio 2009 1 CONTEÚDO Apresentação 3 Definição

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. RESOLUÇÃO Nº. 074, DE 20 DE ABRIL DE 2016. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº 43/2016

Leia mais

GONÇALVES, Eugênio Celso & BAPTISTA, Antonio Eustáquio. Contabilidade geral. 5ªedição São Paulo: Editora Atlas, 2004.

GONÇALVES, Eugênio Celso & BAPTISTA, Antonio Eustáquio. Contabilidade geral. 5ªedição São Paulo: Editora Atlas, 2004. SUPERVISÃO DE ESTAGIO EMENTA Articulação entre teoria e prática das várias possibilidades de atuação profissional docontador. Identificação e avaliação dos procedimentos contábeis e aplicação dosinstrumentos

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Normatiza o Estágio Curricular Supervisionado (ECS) do Curso de Administração de Empresas, denominado no Projeto Pedagógico

Leia mais

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica:

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica: REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO IFRR N A regulamentação geral de estágio tem por objetivo estabelecer normas e diretrizes gerais que definam uma política

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PRÓ-REITORIA DE ENSINO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA DE ENSINO Regulamento do Programa de Monitoria de Ensino aprovado pelo Conselho Superior do IFS através da Resolução nº 07/CS/2011. Aracaju/SE

Leia mais

Resolução 128/Reitoria/Univates Lajeado, 28 de setembro de 2012

Resolução 128/Reitoria/Univates Lajeado, 28 de setembro de 2012 Resolução 128/Reitoria/Univates Lajeado, 28 de setembro de 2012 Reedita a Resolução 085/Reitoria/Univates, de 03/07/2008, que aprova o Regulamento dos Estágios Obrigatórios dos cursos de graduação e sequenciais

Leia mais

ANEXO II DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO

ANEXO II DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO ANEXO II NORMAS ESPECÍFICAS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - MODALIDADE BACHARELADO DA DEFINIÇÃO E OBJETIVO DO ESTÁGIO Art.

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 Capítulo I Da Definição e Finalidade Art. 1º Entende-se como Estágio Supervisionado o conjunto de atividades práticas direcionadas para o aprendizado e o desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos)

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) 2012-2013 1 Prezado (a) estagiário (a), O presente manual visa orientá-lo (la) quanto à realização do Estágio

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE ESCOLA SUPERIOR DE AVIAÇÃO CIVIL COORDENAÇÃO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento da Faculdade Católica do Tocantins (Facto), mantida

Leia mais

ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP

ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP RESOLUÇÃO Nº 03, DE 27 DE JULHO DE 2004. Baixa o Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO CULTURAL CAPÍTULO IV - DA ORGANIZAÇÃO, PLANEJAMENTO E CONTROLE

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO CULTURAL CAPÍTULO IV - DA ORGANIZAÇÃO, PLANEJAMENTO E CONTROLE REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO CULTURAL CAPÍTULO I - DO CONCEITO, FINALIDADES E OBJETIVOS CAPÍTULO II - DAS ÁREAS, CAMPOS E ATIVIDADES CAPÍTULO III - DAS ATRIBUIÇÕES E COMPETÊNCIAS

Leia mais

Manual de Estágio Supervisionado

Manual de Estágio Supervisionado NEP Manual de Estágio Supervisionado Sumário Apresentação.................................................................... 3 Considerações Iniciais............................................................

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO RIBEIRÃO PRETO 2013 ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Aluno: RA: Ano/semestre: Período letivo: 2 SUMÁRIO ORIENTAÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I - OBJETIVOS Art. 1º. O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades de Estágio Supervisionado desenvolvidas no da

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 31 de julho de 2014.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 31 de julho de 2014. RESOLUÇÃO CAS Nº 10/2014 ALTERA A RESOLUÇÃO CAS 33/2013 E DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS/PORTUGUÊS INTRODUÇÃO

Leia mais

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica)

Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Guia do Estagiário Curso Superior Faculdade de Tecnologia de São Vicente Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial (Mecatrônica) Faculdade de Tecnologia de São Vicente Av Presidente Wilson,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS.

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS. REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS INGLÊS. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O presente regulamento fundamenta-se nos termos da LDB 9394, de 20 de dezembro

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIOMEDICINA DA FAAPE

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIOMEDICINA DA FAAPE REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIOMEDICINA DA FAAPE NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º. O estágio curricular do Curso de Biomedicina da Faculdade do Agreste de Pernambuco ASCES constitui um

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Aprova as Normas Gerais de Estágio de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. O CONSELHO DE GRADUAÇÃO DA, no uso das competências

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Instrução normativa Nº 01/2011 Revoga a Instrução Normativa N 02/2008 da comissão

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. APROVA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL, DA UEPG.

RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. APROVA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL, DA UEPG. RESOLUÇÃO CEPE Nº 085, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. APROVA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL, DA UEPG. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

Regulamento do estágio curricular supervisionado obrigatório do curso de graduação em administração pública

Regulamento do estágio curricular supervisionado obrigatório do curso de graduação em administração pública SUMÁRIO 1. Objetivo 2. Aplicação 3. Referências 4. Definições 5. Siglas 6. Condições Gerais 7. Elegibilidade para realização do estágio curricular supervisionado obrigatório 8. Admissão no estágio curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente instrumento

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DO TRIÂNGULO MINEIRO MANUAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 7º e 8º Períodos de Administração - Responsável: Prof. Edileuza Pereira Silva UBERABA - MG 2014 2 SUMÁRIO 1. Apresentação...

Leia mais

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO Res. CONSUN nº 49/03, 10/12/03 Art. 1 o O presente documento objetiva fornecer as orientações

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Música

Regulamento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Música Regulamento de Estágio Supervisionado Licenciatura em Música CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1.º Entende-se, para efeitos dessa resolução, o estágio como ato educativo escolar supervisionado,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX

MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX MANUAL DE PROCEDIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA FACULDADE BRASILEIRA - MULTIVIX VITÓRIA 2013 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 3 3 OBJETIVOS... 4 2.1 OBJETIVO GERAL... 4 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS...

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 02/2010 CONSU/UNIFAP Regulamenta o Estágio Supervisionado, no âmbito da Universidade Federal do Amapá.

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DAS CATARATAS - FIC ESTÁGIO CURRICULAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE INTEGRADA DAS CATARATAS - FIC ESTÁGIO CURRICULAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ESTÁGIO CURRICULAR NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO De acordo com o Currículo Mínimo do Curso de Graduação em Administração aprovado pelo Decreto de 06.09.94, da Presidência na República, publicado no DOU de

Leia mais