O curso terá uma duração de 70 horas, repartidas por 4 módulos: Módulo 1 Contabilidade Financeira 25 horas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O curso terá uma duração de 70 horas, repartidas por 4 módulos: Módulo 1 Contabilidade Financeira 25 horas"

Transcrição

1

2 Índice 1. Apresentação, Destinatários e Objetivos Estrutura e Duração do Curso Coordenação e Equipa de Formadores Estrutura Funcional Custo Duração, Calendário e Horário Su jeito a Conf irmação Local Número de Participantes Processo de Candidatura Documentos obrigatórios à candidatura Critérios e Método de Avaliação Instalações e Recursos Materiais Interrupção e Cancelamentos Pagamentos e Devoluções Apresentação dos Formadores... 8 A D.Dinis, Business School é uma entidade certificada pela DGERT. Certificado n.º 1852/2015

3 1. Apresentação, Destinatários e Objetivos O curso de preparação para o Exame da OCC destina-se especialmente aos licenciados que se pretendam submeter ao referido exame, satisfazendo as condições para tal. O curso e as metodologias de abordagem foram desenhados tendo em conta o exigido pela OCC. Informações específicas podem ser encontradas em: ( Estrutura e Duração do Curso O curso terá uma duração de 70 horas, repartidas por 4 módulos: Módulo 1 Contabilidade Financeira 25 horas 1. Estrutura Conceptual 2. Demonstrações Financeiras 3. Políticas contabilísticas, alterações de estimativas e erros 4. Acontecimentos após a data do balanço 5. Ativos correntes e não correntes 6. Passivos correntes e não correntes 7. Capital próprio 8. Concentrações de atividades empresariais 9. Consolidação de contas 10. Resolução dos últimos exames da OCC Módulo 2 Contabilidade de Gestão 20 horas 1. Formação do custo dos produtos 2. Produção contínua e descontínua 3. A produção conjunta 4. Relações custo-volume-resultados 5. Secções homogéneas 6. A abordagem das atividades 7. Orçamentos 8. Apuramento de desvios 9. Resolução dos últimos exames da OCC

4 Módulo 3 Fiscalidade 21 horas 1. Sistema fiscal português 2. Imposto sobre o valor acrescentado (IVA) 3. Imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas (IRC) 4. Imposto sobre o rendimento das pessoas singulares (IRS) 5. Tributação do património (IMT, IMI, IS) 6. Lei geral tributária 7. Resolução dos últimos exames da OCC Módulo 4 Ética e Deontologia 4 horas 1. Estatutos da OTOC 2. Código Deontológico da OTOC 3. Resolução dos últimos exames da OCC 1.2. Coordenação e Equipa de Formadores Coordenação científica: Alexandra Carvalho (Docente no IPL; Doutorada em Ciências Empresariais, área de especialização de Contabilidade) Formadores/as: Cristina Sá (Docente no IPL; Doutorada Gestão, na especialidade de Finanças, na área de Fiscalidade), Manuel Andrino (ROC e docente no IPL), Paulo Braz (ROC e docente no IPL) e Fernando Amado (ROC e docente no IPL).

5 2. Estrutura Funcional 2.1. Custo Taxa de candidatura (50 ). (INCLUI IVA à taxa legal em vigor). Não são aplicáveis os descontos de parceria da D.Dinis Business School Duração, Calendário e Horário Previsto Datas de Realização: 5 de Setembro de 2016 Em articulação com o Exame da OCC agendado para outubro de Nº total de horas de formação: 70 horas Horário: Pós-laboral a definir Data Dia Horário Duração Módulo Formador / a 2.3. Local As aulas realizam-se em Leiria, nas instalações do NERLEI: Avenida Bernardo Pimenta, Leiria Coordenadas GPS NERLEI: N 39º W 8º Número de Participantes A realização da formação está sujeita a um número mínimo de 12 participantes. Vagas limitadas a 22 participantes.

6 2.5. Processo de Candidatura As candidaturas devem ser realizadas até uma semana antes do início do curso através do preenchimento do formulário de candidatura em A entidade reserva-se o direito de aceitar candidaturas fora do prazo, no caso de ainda existirem vagas disponíveis Documentos obrigatórios à candidatura Preenchimento do formulário de candidatura; Curriculum Vitæ; Cópia do Cartão de Cidadão ou do Bilhete de Identidade; 1 Fotografia; Certificado de habilitações Comprovativo de pagamento da Taxa de Candidatura (50 ) (salvo se for aplicável o desconto indicado no ponto 2.1. desta brochura) No caso de indicar uma das condições especiais de acesso (ver 3.1) submeter comprovativo de associado, cliente ou ex-aluno. Esta documentação é enviada juntamente com o formulário de candidatura. Não sendo possível, pode ser enviada por correio eletrónico para por correio ou entregue pessoalmente: D. Dinis, Business School - Av. Bernardo Pimenta Ed. Nerlei, Leiria Critérios e Método de Avaliação Toda a formação é de carácter presencial e o controlo da assiduidade é feito, sessão a sessão, pela assinatura do Registo de Presenças. As eventuais situações que se encontrem omissas serão objeto de tratamento e decisão por parte do Gestor de Formação 2.8. Instalações e Recursos Materiais A D.Dinis, Business School dispõe de 2 portáteis, 1 videoprojector e uma plataforma Moodle, onde disponibiliza conteúdos para os formandos e onde os formandos podem também colocar trabalhos e comunicar entre si e com os formadores.

7 No caso de ações de Formação à Medida, estas poderão decorrer nas instalações do cliente, caso este disponha de espaço adequado. Todas as ações de formação irão decorrer em salas devidamente equipadas, com todo o material didático e informático necessário. É de salientar que o espaço nas salas corresponde, para o número de formandos previsto, a pelo menos 2 metros quadrados por formando 2.9. Interrupção e Cancelamentos As ações de formação serão interrompidas e/ou canceladas quando não se verificarem as condições de funcionamento ao nível de formandos, formadores ou meios logísticos necessários ao bom funcionamento das mesmas. Estas situações são excecionais e a decisão compete ao Gestor de Formação. Todos os participantes serão informados por escrito ( e/ou sms), com a máxima antecedência, sempre que estas situações ocorram, bem como das causas que estiveram na origem das mesmas. As ações de formação serão re-calendarizadas logo que estejam asseguradas as condições mínimas necessárias, sendo respeitados os interesses de todos os intervenientes. A D.Dinis Business School obriga-se a informar, por escrito ( e/ou sms), as novas datas de realização da formação Pagamentos e Devoluções A inscrição só se considera válida após o pagamento da taxa de candidatura, devendo esse pagamento ser efetuado através de transferência bancária para o NIB indicado pela D.Dinis Business School. NIB: Centro de Competências D. Dinis, Associação. O valor do curso deverá ser liquidado após a validação da inscrição por parte da D. Dinis Business School e até à data de início do curso, salvo condições distintas indicadas. O respetivo comprovativo de transferência deverá ser entregue nas instalações da D. Dinis Business School ou enviado via com indicação do nome do formando e da ação de formação em que se inscreve ou através de upload no site.

8 A D.Dinis Business School reserva-se o direito de cancelar ou adiar a realização das ações de formação caso o número de participantes seja insuficiente ou por motivos de força maior. No caso de cancelamento, serão devolvidos todos os pagamentos efetuados pelos formandos. Os formandos não têm direito a quaisquer indemnizações ou compensações decorrentes da não realização das ações de formação. Para mais informações Para mais informações contacte: Tel.: Tel.: Apresentação da Coordenação e Formadores Alexandra Carvalho Docente do Instituto Politécnico de Leiria Professora Adjunta na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria é ainda Coordenadora do Mestrado em Contabilidade e Relato de Gestão. É Douturada em Ciências Empresariais, com especialização em Contabilidade. Cristina Sá Docente do Instituto Politécnico de Leiria Docente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria. Membro da coordenação e direção do curso de pós-graduação em fiscalidade da ESTG. Licenciada em Organização e Gestão de Empresas (2002) Doutorada em Gestão, na especialidade de Fiscalidade, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (2014). É formadora na área da tributação do rendimento em diversas organizações. Técnica oficial de Contas. Tem apresentado diversas comunicações em conferências e revistas da especialidade. Manuel Andrino ROC e Docente do Instituto Politécnico de Leiria José Manuel Andrino é licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo ISE (actual ISEG) e Especialista na área de Contabilidade e Fiscalidade. É Revisor

9 Oficial de Contas desde 1993 e Professor Adjunto na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Leiria (IPL). Já desempenhou funções de Direção financeira em várias empresas. Paulo Braz ROC e Docente do Instituto Politécnico de Leiria Paulo Braz licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC) em 1996, onde concluiu o Mestrado em Ciências Empresarias, com especialização em Estratégia Empresarial, no ano de É docente, desde Março de 1997, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), tendo lecionado várias disciplinas (aos cursos de Licenciatura e de Mestrado), quer na área da Contabilidade, quer na área da Gestão. A sua atividade profissional tem sido dividida entre o ensino, a Auditoria e a Consultoria a empresas. É Revisor Oficial de Contas, desde 2006, sendo sócio da LCA, SROC. Em termos profissionais, para além da Auditoria, tem sido responsável pela execução e acompanhamento de vários projetos de investimento, enquadrados em candidaturas a sistemas de incentivos ao investimento, bem como a realização de vários estudos de avaliação de empresas e negócios.

10

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 3 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 3 3. Plano de Estudos... 4 3.1. Coordenação do curso... 4 3.2.

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 4 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 4 3. Plano de Estudos... 4 3.1. Coordenação do curso...

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 4 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 4 3. Plano de Estudos... 4 3.1. Coordenação do curso...

Leia mais

1. Introdução... 3. 2. Plano de Estudos... 4. 3. Estrutura funcional... 9. 4. Processo de Candidatura... 12. 5.Apresentação dos Formadores...

1. Introdução... 3. 2. Plano de Estudos... 4. 3. Estrutura funcional... 9. 4. Processo de Candidatura... 12. 5.Apresentação dos Formadores... 1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 2. Plano de Estudos... 4 2.1. Coordenação do Curso... 4 2.2. Programa / Objetivos Específicos... 4 3. Estrutura funcional... 9 3.1. Custo...

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 4 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 4 3. Plano de Estudos... 5 3.1. Coordenação do curso...

Leia mais

1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 2. Programa... 3 3. Estrutura funcional... 4 3.1. Custo... 4 3.2. Duração, Calendário

1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 2. Programa... 3 3. Estrutura funcional... 4 3.1. Custo... 4 3.2. Duração, Calendário 1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 2. Programa... 3 3. Estrutura funcional... 4 3.1. Custo... 4 3.2. Duração, Calendário e Horário... 5 3.3. Local... 5 3.4. Sistema de Certificação...

Leia mais

Curso de Preparação para o Exame de Avaliação Profissional da Ordem dos Contabilistas Certificados

Curso de Preparação para o Exame de Avaliação Profissional da Ordem dos Contabilistas Certificados ÍNDICE Apresentação, Destinatários e Objetivos... 3 Estrutura Curricular... 3 Local de realização... 4 Datas de Realização... 4 Horário PREVISTO... 4 Avaliação... 4 Modalidade e Forma de Organização da

Leia mais

Plano de Curso CURSO PREPARAÇÃO OTOC

Plano de Curso CURSO PREPARAÇÃO OTOC Plano de Curso CURSO PREPARAÇÃO OTOC INTRODUÇÃO O Curso de preparação para os exames de avaliação profissional da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, promovido pela Associação para a Extensão Universitária

Leia mais

1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3

1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 1. Introdução... 3 1. 1. Objetivos... 3 1.2. Destinatários... 3 2. Plano de Estudos... 4 2.1. Coordenação do Curso... 4 2.2. Programa / Objetivos Específicos... 4 3. Estrutura funcional... 9 3.1. Custo...

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA

CIRCULAR INFORMATIVA CIRCULAR INFORMATIVA Nº. 47 Data: 2013/12/04 Para conhecimento de: Pessoal docente, discente e não docente ASSUNTO: - Regulamento de Formação Contínua. Para os devidos efeitos, informa-se a comunidade

Leia mais

15.ª Edição do Curso de Preparação para Exame de Avaliação Profissional de Acesso à Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC)

15.ª Edição do Curso de Preparação para Exame de Avaliação Profissional de Acesso à Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) Formação Contínua 15.ª Edição do Curso de Preparação para Exame de Avaliação Profissional de Acesso à Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC) Nos termos das normas em vigor no âmbito da Ordem dos

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO O presente Regulamento pretende enquadrar as principais regras e linhas de orientação pelas quais se rege a atividade formativa da LEXSEGUR, de forma a garantir

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

TÉCNICAS DE APOIO E FACILITAÇÃO DO PROCESSO CRIATIVO NAS ORGANIZAÇÕES

TÉCNICAS DE APOIO E FACILITAÇÃO DO PROCESSO CRIATIVO NAS ORGANIZAÇÕES TÉCNICAS DE APOIO E FACILITAÇÃO DO PROCESSO CRIATIVO NAS ORGANIZAÇÕES PROGRAMA AVANÇADO DESTINATÁRIOS Quadros intermédios e superiores em organizações dos setores privado e público; profissionais da formação;

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTÍNUA DA FEUP

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTÍNUA DA FEUP REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTÍNUA DA FEUP Aprovado em 17 de janeiro de 2012 por Despacho do Diretor ao abrigo da competência consagrada na alínea m) do artigo 17.º dos Estatutos da FEUP 1 ENQUADRAMENTO

Leia mais

Fiscalidade e Contabilidade

Fiscalidade e Contabilidade Fiscalidade e Contabilidade Formação Executiva 2016 www.catolicabs.porto.ucp.pt A Católica Porto Business School Pós-Graduações Fundada em 2002, a Católica Porto Business School é a escola de negócios

Leia mais

Pós-Graduação em Fiscalidade 6 ª Edição 2015-2016

Pós-Graduação em Fiscalidade 6 ª Edição 2015-2016 Pós-Graduação em Fiscalidade 6 ª Edição 2015-2016 1. Justificação e Enquadramento A fiscalidade faz, inexoravelmente, parte da vida dos cidadãos e das empresas e outras entidades, os quais devem estar

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO CHILE SANTIAGO DO CHILE 01 a 06 de OUTUBRO 2016 2 DESCRIÇÃO:

MISSÃO EMPRESARIAL AO CHILE SANTIAGO DO CHILE 01 a 06 de OUTUBRO 2016 2 DESCRIÇÃO: 23 MISSÃO EMPRESARIAL AO CHILE SANTIAGO DO CHILE 01 a 06 de OUTUBRO 2016 2 DESCRIÇÃO: A Missão encontra-se integrada no Projeto Conjunto da AIDA, INOV_MARKET, que tem como principais objetivos promover

Leia mais

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 02 Princípios de Análise Financeira

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 02 Princípios de Análise Financeira FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS Curso 02 Princípios de Análise Financeira DESCRIÇÃO DO CURSO Já sentiu necessidade de compreender melhor os conceitos financeiros que lhe permitem interpretar

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

Artigo 5.º Acesso Têm acesso ao curso os diplomados ou não diplomados com experiência relevante no âmbito da otimização/excelência organizacional.

Artigo 5.º Acesso Têm acesso ao curso os diplomados ou não diplomados com experiência relevante no âmbito da otimização/excelência organizacional. REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM Auditores de HACCP Artigo 1.º Criação É criado no Instituto Politécnico de Leiria (IPL) o Curso de Pós-graduação em Auditores de HACCP. Artigo 2.º Objetivos Este

Leia mais

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018.

EDITAL. Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA ANO LECTIVO: 2016/2018. Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA EDITAL ANO LECTIVO: 2016/2018 2ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA O Mestrado em Enfermagem Veterinária

Leia mais

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância Regras&Sugestões- Formação e Consultoria, Lda. Guia de Apoio ao Formando Data de elaboração: abril de 2014 CONTACTOS Regras & Sugestões Formação e Consultoria, Lda. Av. General Vitorino laranjeira, Edifício

Leia mais

TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA

TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA www.ft.lisboa.ucp.pt Universidade Católica Portuguesa savlita TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA SITUAÇÕES ESPECIAIS 1ª EDIÇÃO DOCUMENTO IDENTIDADE DO CURSO REGULAMENTO INFORMAÇÕES Gabinete de Apoio

Leia mais

EDITAL. 3. Grau que confere Mestre. 4. Destinatários. Página 1 de 6

EDITAL. 3. Grau que confere Mestre. 4. Destinatários. Página 1 de 6 EDITAL Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho - Regime Especial 4.ª Edição Ano Letivo 2013/2014 A Escola Superior

Leia mais

O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO Nº CRC-CE 0550/2010 APROVA O REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NOS CURSOS REALIZADOS PELO CRCCE O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA.

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA. INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Edição 2014-2016 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de

Leia mais

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 26/2007/A de 19 de Novembro de 2007 Regulamenta o Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento da Qualidade e Inovação O Decreto Legislativo Regional

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO ELABORAÇÃO ASSINATURA APROVAÇÃO ASSINATURA ÍNDICE CAPÍTULO 1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA/ÂMBITO... 3 1.1 POLÍTICA E ESTRATÉGIA DA ENTIDADE... 3 1.2 OBJECTIVO

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em constante

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma novidade da oferta formativa da ESTG, para o

Leia mais

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira

FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS. Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira FICHA DE CURSO FINANÇAS PARA NÃO FINANCEIROS Curso 01 Princípios de Contabilidade Financeira DESCRIÇÃO DO CURSO Já sentiu necessidade de compreender melhor os conceitos financeiros que lhe permitem interpretar

Leia mais

www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Serviço Universal, S.A.

www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Serviço Universal, S.A. www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Serviço Universal, S.A. Janeiro 2014 Enquadramento A promoção da melhoria contínua da qualidade de serviço no

Leia mais

O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO Nº CRC-CE 564/2011 APROVA O NOVO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NOS CURSOS REALIZADOS PELO CRCCE O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ, no exercício de suas atribuições legais

Leia mais

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO. Artigo 1.º Coordenador de Curso

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO. Artigo 1.º Coordenador de Curso REGULAMENTO DA FORMAÇÃO NÃO GRADUADA SECÇÃO I COORDENADOR DE CURSO Artigo 1.º Coordenador de Curso 1. A coordenação pedagógica e científica de um curso de formação não graduada cabe, em regra, a um docente

Leia mais

Projetista de REH/RECS

Projetista de REH/RECS Projetista de REH/RECS Enquadramento: A certificação energética tem vindo a inserir-se no quotidiano de forma progressiva, tendo-se integrado por completo a 1 de Janeiro de 2009. Assim, com o crescente

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE MAPA DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E PARAFISCAIS DE MARÇO 2015 Dia 2: IUC: Liquidação, por transmissão eletrónica de dados, e pagamento do Imposto Único de Circulação - IUC, relativo aos veículos cujo aniversário

Leia mais

Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas)

Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas) Workshop: Controlo Metrológico de Produtos Pré-embalados (4 horas) Edifício Nerlei - Associação Empresarial da Região de Leiria 14 Março 2014 14H 18H Formadora: Cristina Barros ESTE WORKSHOP DESTINA-SE

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Doutoramento em Educação Especialização: Administração e Política Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

Programa Incentivo. Normas de execução financeira. 1. Âmbito do financiamento

Programa Incentivo. Normas de execução financeira. 1. Âmbito do financiamento Programa Incentivo Normas de execução financeira 1. Âmbito do financiamento As verbas atribuídas destinam-se a financiar o funcionamento da instituição de investigação científica e desenvolvimento tecnológico,

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICIPAÇÃO DOS ARQUITETOS NA FEIRA CONCRETA

CONDIÇÕES PARTICIPAÇÃO DOS ARQUITETOS NA FEIRA CONCRETA CONDIÇÕES PARTICIPAÇÃO DOS ARQUITETOS NA FEIRA CONCRETA 1. Objetivo O evento This is Concreta é uma Feira de Construção, Reabilitação, Arquitetura, Design e muito mais que, na edição deste ano decorrerá

Leia mais

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos cursos do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra. Artigo 2.º Definições De

Leia mais

Estatutos das Distinções Honoríficas da Nobre Casa de Cidadania

Estatutos das Distinções Honoríficas da Nobre Casa de Cidadania Estatutos das Distinções Honoríficas da Nobre Casa de Cidadania Enquadramento A Nobre Casa de Cidadania atua no âmbito da sensibilização e educação para a Cidadania promovendo o exemplo individual como

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR

PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu PÓS GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO E SEGURANÇA ALIMENTAR EDITAL ANO LECTIVO: 2014/2015 2ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA A segunda edição da pós-graduação em

Leia mais

FINANCIAMENTO DE UNIDADES DE I&D (2015-2020)

FINANCIAMENTO DE UNIDADES DE I&D (2015-2020) FINANCIAMENTO DE UNIDADES DE I&D (2015-2020) FAQ SOBRE A ELEGIBILIDADE DE DESPESAS Aquisição de instrumentos e equipamento científico e técnico, enquadráveis em Despesa Direta "Aquisição de instrumentos

Leia mais

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão)

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão) Regulamento Interno O presente regulamento aplica-se a todos os Cursos de formação concebidos, organizados e desenvolvidos pelo Nucaminho - Núcleo dos Camionistas do Minho, com o objetivo de promover o

Leia mais

ACADEMIA PIONEIROS Férias

ACADEMIA PIONEIROS Férias sempre a mexer (regime OCUPAÇÃO ABERTA) Regulamento Interno Férias 2013 Art.º 1 - Informações Gerais 1. As Férias Academia decorrem nas instalações da Academia Pioneiros e seus parceiros, em regime fechado;

Leia mais

Entidades Intervenientes As candidaturas devem ser apresentadas no Município de Valença

Entidades Intervenientes As candidaturas devem ser apresentadas no Município de Valença Entidades Intervenientes As candidaturas devem ser apresentadas no Município de Valença Município de Valença Tlf: 251 809500 Fax: 251 809519 Site: www.cm-valenca.pt E-mail: gap@cm-valenca.pt Entidade gestora

Leia mais

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE ADERE-MINHO Edição 1, Revisão 0, de 18 de Dezembro de 2012 Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: [Lisa Ramos]/[Técnica de Qualidade] [Teresa Costa]/[Directora

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE TREINADORES Grau I Porto/Coimbra/Lisboa

REGULAMENTO CURSO DE TREINADORES Grau I Porto/Coimbra/Lisboa REGULAMENTO CURSO DE TREINADORES Grau I Porto/Coimbra/Lisboa O presente regulamento, aprovado pelo, rege a organização dos Cursos de Treinadores de Grau I e do curso em epígrafe (Porto/Coimbra/Lisboa)

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade

Leia mais

Entidades intervenientes

Entidades intervenientes Entidades intervenientes As candidaturas deverão ser apresentadas, preferencialmente, no Município de Vizela, ou nas entidades abaixo indicadas. Câmara Municipal de Vizela Rua Dr. Alfredo Pinto, 42 4815-391

Leia mais

Regulamento Provisório de Certificação dos Maquinistas e dos Agentes para o Acompanhamento de Comboios

Regulamento Provisório de Certificação dos Maquinistas e dos Agentes para o Acompanhamento de Comboios Regulamento Provisório de Certificação dos Maquinistas e dos Agentes para o Acompanhamento de Comboios Artigo 1º Objeto O presente regulamento estabelece as condições e os procedimentos para a Certificação

Leia mais

PRODER - Subprograma 3. ACÇÃO 3.1.2 - Criação e desenvolvimento de Microempresas DOCUMENTOS PARA A INSTRUÇÃO DE PEDIDOS DE APOIO

PRODER - Subprograma 3. ACÇÃO 3.1.2 - Criação e desenvolvimento de Microempresas DOCUMENTOS PARA A INSTRUÇÃO DE PEDIDOS DE APOIO PRODER - Subprograma 3 ACÇÃO 3.1.2 - Criação e desenvolvimento de Microempresas DOCUMENTOS PARA A INSTRUÇÃO DE PEDIDOS DE APOIO DOCUMENTOS DO BENEFICIÁRIO 1 a 9 10 11 13 14 Declaração Geral de Compromisso

Leia mais

Edital UAB-UFABC Nº 002/2016

Edital UAB-UFABC Nº 002/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Núcleo de Tecnologias Educacionais Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 3356.7646 cursos.nte@ufabc.edu.br

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Doutoramento em Educação Especialização: Formação de Professores Tema: Educação Especial 16 17 Edição Instituto de Educação da

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016. Preâmbulo REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO A BOLSAS DE QUALIFICAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO ARTÍSTICA 2016 Preâmbulo O departamento de Acção Cultural da Fundação GDA, através do programa de Apoio a Bolsas de Qualificação

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE

FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE DO ALGARVE MESTRADO EM CONTABILIDADE EDIÇÃO 2011 / 2013 ÍNDICE 1. Apresentação.. 3 2. Objectivos...... 3 3. Condições de Acesso. 3 4. Organização do Curso e Plano de

Leia mais

Curso de Especialização em Auditoria Financeira

Curso de Especialização em Auditoria Financeira Curso de Especialização em Auditoria Financeira Índice Curso de Especialização em Auditoria Financeira...2 Duração Total...2 Destinatários...2 Perfil de saída...2 Pré-Requisitos...2 Objetivo Geral...2

Leia mais

CURSO DE EMPREGADOS FORENSES

CURSO DE EMPREGADOS FORENSES PROGRAMA E CONDIÇÕES CURSO DE EMPREGADOS FORENSES DE AGENTE DE EXECUÇÃO Candidatos a Empregados Forenses Departamento de Formação - Câmara dos Solicitadores 2012 Avenida José Malhoa, 16-1B2 1070 159 Lisboa-Portugal

Leia mais

EDITAL. 2. Podem ser opositores ao concurso deste curso de mestrado:

EDITAL. 2. Podem ser opositores ao concurso deste curso de mestrado: EDITAL 1. Faz-se público que está aberto concurso para admissão ao Curso de Mestrado em Tecnologias de Informação e Comunicação em Educação, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2015/2016 na Escola

Leia mais

EVT006 www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 52

EVT006 www.highskills.pt geral@highskills.pt PT: 00351 217 931 365 AO: 00244 94 112 60 90 MZ: 00258 821 099 52 Seminário Gestão do Risco dos Projetos Preparou-se para o Plano B? As empresas cometem erros devido à falta de planificação ou a erros da mesma. Existem formas de minimizar esses erros que todos nós podemos

Leia mais

Novo Sistema de Normalização Contabilística

Novo Sistema de Normalização Contabilística Acção de Formação Novo Sistema de Normalização Contabilística Novo Sistema de Normalização Contabilística Programa: 16 horas Formador: Dr. Vitor de Almeida Apresentação das demonstrações financeiras Estrutura

Leia mais

// catálogo de FOrmaçãO

// catálogo de FOrmaçãO // catálogo de FOrmaçãO 2010 /2011 AF_cataĺogo_final.indd 1 // índice 3 CFT - CENTRO DE FORMAÇÃO TÉCNICA 5 Formação é peça fundamental! 6 ENERGIA SOLAR TÉRMICA (Profissionais de Distribuição) 7 ENERGIA

Leia mais

XIII CURSO DE CAPACITAÇÃO EM MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM

XIII CURSO DE CAPACITAÇÃO EM MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM PROGRAMA DO CURSO XIII CURSO DE CAPACITAÇÃO EM MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM PROMOÇÃO: CRA/RS Conselho Regional de Administração/RS CMA-CRA/RS do CRA-RS CBMAE Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial

Leia mais

Avaliação de desempenho

Avaliação de desempenho de 1.) Introdução A gestão e avaliação do desempenho é uma das ferramentas fundamentais da gestão de recursos humanos e a base para se reter, desenvolver e potenciar o talento em qualquer organização.

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação. 2.1. Destinatários

1. Apresentação. 2. Objetivos do Curso de Formação. 2.1. Destinatários Índice 1. Apresentação... 3 2. Objetivos do Curso de Formação... 3 2.1. Destinatários... 3 2.2. Modalidade e Forma de Organização da Formação:... 4 3. Plano de Estudos... 4 3.1. Coordenação do curso...

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 3ª edição - O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em

Leia mais

ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II. Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Versão 1.0

ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II. Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Versão 1.0 ACADEMIA ADENE REGULAMENTO DE EXAMES PARA TÉCNICOS DO SCE TIM-II Regulamento Exames TIM-II 1 / 9 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. DESTINATÁRIOS... 3 3. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS... 3 4. CONDIÇÕES E MÉTODOS DE

Leia mais

Novo Modelo Contabilístico

Novo Modelo Contabilístico www.pwcacademy.pt Novo Modelo Contabilístico Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Academia da PwC Oportunidade única para apreender os principais aspectos do novo modelo de normalização contabilística.

Leia mais

EDITAL N 02/2015/COEXT CURSO DE EXTENSÃO PROFICIÊNCIA LEITORA EM INGLÊS

EDITAL N 02/2015/COEXT CURSO DE EXTENSÃO PROFICIÊNCIA LEITORA EM INGLÊS O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE, Campus Limoeiro do Norte, torna pública a abertura do Edital para seleção de 20 candidatos da comunidade externa e da comunidade interna

Leia mais

Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda!

Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda! www.pwc.pt/academy Orçamento de Estado 2013 Workshop O que muda! Lisboa, 6 de março de 2013 Academia da PwC 3ª Edição Eficiência e eficácia para a sua gestão fiscal e económica! Orçamento de Estado 2013

Leia mais

DOSSIER DE ACREDITAÇÃO PARA FORMAÇÃO EM TAT

DOSSIER DE ACREDITAÇÃO PARA FORMAÇÃO EM TAT Instituto Nacional de Emergência Médica, I.P. DOSSIER DE ACREDITAÇÃO PARA FORMAÇÃO EM TAT Maio de 2012 Departamento de Formação em Emergência Médica Rua Almirante Barroso, n.º 36, 4º Piso 1000-013 Lisboa

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL CÂMPUS DE PALMAS Av: NS 15 ALC NO 14, Bloco D - Anfiteatro, Sala

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 2012

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 2012 1 EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 22 22/FNDE, A SER REALIZADO NO MUNICÍPIO DE SANTA INÊS. A Direção-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus

Leia mais

MARCATING: branding e administração de marketing alavancando o seu negócio, coloque em prática

MARCATING: branding e administração de marketing alavancando o seu negócio, coloque em prática MARCATING: alavancando o seu negócio, coloque em prática Início: 9 Julho de 2016 Valor do curso: R$1.440,00 Consulte as condições de pagamento Objetivo do curso Proporcionar aos participantes uma visão

Leia mais

em parceria com Pós-Graduação Gestão de Negócios Imobiliários MANUAL DO CANDIDATO ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen

em parceria com Pós-Graduação Gestão de Negócios Imobiliários MANUAL DO CANDIDATO ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen em parceria com Pós-Graduação Gestão de Negócios Imobiliários MANUAL DO CANDIDATO ESPM - Campus Rodolfo Lima Martensen Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo/SP Informações: Central de Candidatos:

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO AVANÇADA EM ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS. Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Departamento de Ciências Jurídicas

CURSO DE FORMAÇÃO AVANÇADA EM ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS. Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Departamento de Ciências Jurídicas Escola Superior de Tecnologia e Gestão Departamento de Ciências Jurídicas CURSO DE FORMAÇÃO AVANÇADA EM ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS Instituto Politécnico de Leiria Índice 1. Descrição geral...3 1.1. Designação

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8200 (opção1) Segunda a sexta 9h às 21h Sábado 9h às 13h candidato@espm.br www.espm.br

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá. Estágio Curricular Obrigatório. 1. Considera-se Estágio Curricular a atividade de complementação acadêmica:

Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá. Estágio Curricular Obrigatório. 1. Considera-se Estágio Curricular a atividade de complementação acadêmica: Estágio Curricular Obrigatório 1. Considera-se Estágio Curricular a atividade de complementação acadêmica: 1.1 O estágio Curricular é a atividade acadêmica obrigatória para obtenção do Certificado de Conclusão

Leia mais

PROGRAMA REABILITAR PARA ARRENDAR

PROGRAMA REABILITAR PARA ARRENDAR 2ª Fase Dezembro/2013 PROGRAMA REABILITAR PARA ARRENDAR Agradecemos que tenha presente o texto da mensagem de correio eletrónico a partir da qual acedeu a este questionário. Relembramos que o presente

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ RESOLUÇÃO Nº 17/CEPE, DE 03 DE MAIO DE 2006 Aprova normas para os cursos de especialização da Universidade Federal do Ceará. O Reitor da UNIVERSIDADE

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2015

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2015 1 DA ABERTURA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2015 O Diretor da Faculdade de Engenharia de Sorocaba FACENS, mantida pela Associação Cultural de Renovação

Leia mais

Regulamento de Formação: CURSO DE GRAU I Treinador / Monitor de Natação Évora, Novembro de 2015

Regulamento de Formação: CURSO DE GRAU I Treinador / Monitor de Natação Évora, Novembro de 2015 Regulamento de Formação: CURSO DE GRAU I Treinador / Monitor de Natação Évora, Novembro de 2015 1. ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO O curso de Treinadores de Grau I / Monitor de Natação integrará duas fases: Curricular

Leia mais

Visita a Portugal do importador. Exclusivos Camacho

Visita a Portugal do importador. Exclusivos Camacho Visita a Portugal do importador Exclusivos Camacho Sector Cerâmica e Faiança Decorativas Espanha 14 a 16 de Janeiro de 2014 Enquadramento : Como consequência da nova situação económica em Espanha, os últimos

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-2017)

EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-2017) EDITAL MESTRADO EM CIÊNCIAS NUCLEARES APLICADAS NA SAÚDE (edição 2015-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas

Leia mais

Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional

Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional Regulamento do Curso Técnico Superior Profissional Preâmbulo A criação de oportunidades de formação para públicos diversos, com necessidades específicas, tem sido, desde sempre, uma prioridade para a Escola

Leia mais

1 9 d e m a r ç o a 1 4 d e m a i o

1 9 d e m a r ç o a 1 4 d e m a i o C u r s o d e E m p r e e n d e d o r i s m o d e B a s e C i e n t í f i c a e T e c n o l ó g i c a 1 9 d e m a r ç o a 1 4 d e m a i o Edição 2013 Organização OTIC UTL Coordenação Prof. Jorge Romero

Leia mais

Iniciativa APAH. Mérito em Administração Hospitalar Prémio Margarida Bentes. Regulamento

Iniciativa APAH. Mérito em Administração Hospitalar Prémio Margarida Bentes. Regulamento Iniciativa APAH Mérito em Administração Hospitalar Prémio Margarida Bentes Regulamento A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH), em coerência com o preceituado no artigo 3º alíneas

Leia mais