ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA JANUÁRIA MARIA DA SILVA SIQUEIRA LUCIENE MARIA DA SILVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA JANUÁRIA MARIA DA SILVA SIQUEIRA LUCIENE MARIA DA SILVA"

Transcrição

1 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA JANUÁRIA MARIA DA SILVA SIQUEIRA LUCIENE MARIA DA SILVA NOITE CULTURAL: Os alunos da Escola Irman Ribeiro mostrando a cultura afrobrasileira Nova Andradina-MS 2009

2 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA JANUÁRIA MARIA DA SILVA SIQUEIRA LUCIENE MARIA DA SILVA NOITE CULTURAL: Os alunos da Escola Irman Ribeiro mostrando a cultura afrobrasileira Projeto de formação e ensino elaborado pela coordenadora e professora multiplicadora em Tecnologia Educacional do período noturno da EE Irman Ribeiro de Almeida Silva e desenvolvido pelos professores da EJA noturno, em outubro e novembro de Nova Andradina-MS 2009

3 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO PROFESSORES ENVOLVIDOS INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAL ESPECÍFICOS METODOLOGIA CRONOGRAMA CRONOGRAMA GERAL CRONOGRAMA ESPECÍFICO BIBLIOGRAFIA (WEB) RECURSOS COMPLEMENTARES...13

4 1. IDENTIFICAÇÃO Projeto: NOITE CULTURAL: Os alunos da Escola Irman Ribeiro mostrando a cultura afro-brasileira 1.1 PROFESSORES ENVOLVIDOS História: Joaquim P. Almeida, Miquéias de O. Gomes; /Literatura: Luzia O. de Souza, Silvana F. Tombine e Lúcia de A. Fernandes Matemática: Edílson Araújo do Nascimento e Rosiane R. Merli Miranda Artes: Vanessa Cristine M. S. Montilha, Karina de F. Maroni Educação Física: Cleide Oliveira Chaves Inglês: Karina de F. Maroni 2. INTRODUÇÃO Este projeto de evento busca levantar discussões sobre a cultura dos afrodescendentes no Brasil, buscando refletir sobre as condições sociais do negro, sua história e as formas de racismo que ainda persistem em nossa sociedade. Nesse sentido, este projeto vem ao encontro à comemoração do dia da consciência negra, 20 de novembro, e propõe reunir professores de diversas disciplinas empenhados em questões relacionadas ao tema, visando elaborar apresentações que envolvam os alunos no dia do evento. Cabe ainda destacar a importância deste projeto, uma vez que propõe mais do que as apresentações referentes à cultura africana, ele inclui atividades de pesquisa e debate na sala de, norteadas pelas diversas tecnologias disponíveis na escola, visando criar uma consciência crítica sobre os temas trabalhados para, por fim, realizar-se o evento comemorativo.

5 3. OBJETIVOS 3.1 GERAL a) Desenvolver a consciência crítica dos alunos quanto aos temas sobre a cultura e a condição social dos afro-descendentes e promover a interação da escola com a comunidade em evento comemorativo do Dia da Consciência Negra. 3.2 ESPECÍFICOS a) Elaborar pesquisa sobre a cultura dos afro-descendentes em suas várias expressões (religião, dança, costumes, roupas, música, lendas, etc); b) Gerar discussão sobre a situação do negro no Brasil de hoje; c) Discutir as várias formas de preconceito que persistem em nossa sociedade atual; d) Promover apresentações desenvolvidas pelos alunos; 4. METODOLOGIA As atividades serão desenvolvidas pelos professores de várias disciplinas, dividindo-se os temas entre eles para que trabalhem com os alunos visando elaborar as apresentações para o dia do evento. Os trabalhos desenvolvidos pelos professores serão: O professor Miquéias, da disciplina de história, irá trabalhar com o 2º C do ensino médio da EJA, apresentará primeiro a música Brasil mostra a sua cara da cantora Gal Costa em datashow, logo após a sala será organizada em grupos, onde entregará a letra impressa da música para cada grupo, ele separará uma estrofe da letra para cada equipe e os alunos procurarão na internet fotos que retrate cada parte da música, para depois montarem uma apresentação no Movie Maker. O professor trabalhará também com o livro Contos e lendas afro-brasileiras A criação do mundo, confeccionando cartazes sobre os deuses da mitologia afro-brasileira, para expor na apresentação final do projeto. Convidará alguns Professores Doutores para fazer uma explanação e um debate sobre a Discriminação e dificuldades do negro de se inserir no mercado de trabalho e religião, para todas as salas do período noturno. A professora Karina, que ministra a disciplina de Artes, da 3º fase B do ensino fundamental, trabalhará com confecção de máscaras africanas, o trabalho será dividida

6 em quatro etapas: será exibido o vídeo no datashow Consciência Negra, encontrado no Youtube; todos os alunos farão pesquisas na Web sobre O simbolismo das máscaras africanas, depois será feito um bate-papo em sala de sobre a pesquisa realizada. E por fim o trabalho de confecção e montagem das máscaras. E no dia da apresentação final do projeto será feito exposição. A professora, trabalhará com as 3º fases do ensino fundamental da EJA, irá apresentar em datashow a música Sarara Crioulo da cantora Sandra de Sá, e alguns outros vídeos como Mini documentário Aquilombando, Palavras Africanas, Tema de novela Escrava Isaura, Música Fricote de Luiz Caldas, logo após os vídeos os alunos serão divididos em grupos e farão a interpretação da música em sala de, depois de concluído a professora fará a correção, para depois ser digitado no editor de texto Word/Writer. Serão escolhidos dois ou três textos para serem apresentados no final do projeto junto com a música. Nas 4º fases será feito a mesma coisa só irão trabalhar com a música Fricote de Luiz Caldas, com a mesma metodologia da música Sarara Crioulo. Com essas duas fases a professora dividirá as turmas em grupo para pesquisarem na Web sobre religião, culinária, música, dança e superstições da cultura afro-brasileira, e logo após confeccionarão cartazes e painéis sobre os temas citados acima, onde serão expostos no final do projeto. A Cleide, professora de Educação Física, convidará alguns alunos do período noturno, para ensaiarem e apresentarem uma dança afro. Com o 1º ano A do ensino médio da EJA, pesquisarão sobre a origem de músicas e danças afro e algumas celebridades negras como, por exemplo, cantores, jogadores, atores, presidentes e outros. O professor da disciplina de história, o Joaquim, desenvolverá algumas atividades com a 4 fase B do Ensino Fundamental, primeiro ele irá levantar informações acerca do conhecimento do aluno em relação à formação do povo brasileiro através do questionamento: Por que será que na nossa sala de existem alunos com diferentes características? (cor da pele, tipos de cabelo, lábios, nariz etc.), e para completar a discussão utilizará os seguintes recursos: Dos grilhões ao quilombo, Abolição parte 1, 2 e 3, Povo Kalunga, Idade e experiência. Também irá organizar a turma em grupos e os orientará a pesquisar como se deu a escravidão dos negros no Brasil, destacando a sua resistência à servidão, personificada na figura de Zumbi dos Palmares e nas comunidades quilombolas. Para o evento, será gerada uma apresentação de slides no Power Point resumindo e ilustrando o resultado das pesquisas.

7 A professora de Artes, Vanessa, desenvolverá pesquisas, com a turma da 3 fase A do ensino Fundamental, sobre as representações da cultura africana na pintura e na dança. Os alunos irão observar o quadro de Tarsila do Amaral Operários -1933, e identificar a relação que a artista faz com a formação do povo brasileiro, os alunos vão criar desenhos inspirados nesta obra, destacando a cultura afro-brasileira, criando um painel com os trabalhos feitos, para serem expostos no dia do evento. Com isso, a professora discutirá a importância da cultura africana no Brasil e a importância de se superar preconceitos de cor e raça. Os professores de Matemática, Edílson (4 fase A Ensino Fundamental) e Rosiane (1 fase C Ensino Médio), farão um trabalho de pesquisa com todos os alunos do período noturno, todos irão responder aos itens sexo, ensino e raça (etnia). Após o levantamento desses dados os professores juntamente com as duas turmas citadas irão fazer a tabulação dos mesmos, representando os resultados em tabelas e gráficos utilizando o Excel. Depois os alunos colocaram as tabelas e os gráficos no Power Point para apresentar a comunidade escolar no dia do evento. A professora Luzia, irá trabalhar com as 2 fases B e C do Ensino Médio, trabalhará um pequeno texto: "Formação do povo Brasileiro" do livro Aja Bahia Livro Aja Bahia (lendo e escrevendo) - Educar para Vencer Sites: Em seguida, discutirá e refletirá acerca do texto. A partir de situações levantadas os alunos deverão se dividir em grupo e construir o perfil do povo brasileiro. Em seguida individualmente cada aluno deverá montar o seu perfil como eu me percebo." Depois da produção do texto a professora fará a correção e os alunos voltarão para a sala de informática para digitarem no Word/Write. Os alunos pesquisarão na web sobre culinária (irão pesquisar receitas típicas da cultura africana, para prepararem na apresentação do evento, com a finalidade de fazer uma confraternização entre a comunidade escolar), música e superstições, essas pesquisas serão colocadas no Word/Writer, depois farão uma síntese da pesquisa e colocarão no Power Point para fazerem apresentações. A professora Silvana,, incentivará os alunos a fazerem pesquisas sobre o escritor Cruz e Souza, sua vida, influências dos negros nas suas obras, características de sua obra e escola literária que se destacou, os alunos também farão a análise de uma obra e depois digitarão num editor de texto Word/Writer que posteriormente será postada na página da Wiki do projeto, todo esse trabalho será desenvolvido com o 2 fase A do Ensino Médio. A professora também trabalhará com a

8 1 fase B do Ensino Médio, orientando-os a pesquisarem sobre a importância de Castro Alves com a cultura-afro e os negros no Brasil, eles também recitarão algumas partes do poema O navio Negreiro. A Karina, professora de Inglês, orientará seus alunos a pesquisarem sobre o Hip Hop, logo após montarão slides no Power Point. Por fim, o material produzido pelos alunos em cada disciplina será avaliado pela coordenação a fim de se elaborar a pauta de apresentações para o evento Noite cultural os alunos da E. Irman Ribeiro mostrando a cultura afro brasileira. 5. CRONOGRAMA 5.1 CRONOGRAMA GERAL As atividades serão desenvolvidas da seguinte forma: ATIVIDADES DATAS Término da escrita do projeto 02/10 Reunião com os professores para discutir as atividades a 05/10 a 19/10 serem desenvolvidas no projeto; distribuição das tarefas. Início das atividades com os alunos, desenvolvidas pelos 21/10 professores das disciplinas envolvidas. Apresentação dos resultados obtidos à coordenação. 09/11 a 13/11 Reunião com os professores para elaborar pauta de 13/11 apresentações e roteiro do evento do dia 20 de novembro. Realização do evento Noite cultural afro brasileira 20/11 Reunião com os professores para se discutir os aspectos 27/11 positivos e negativos do projeto realizado. 5.2 CRONOGRAMA ESPECÍFICO AÇÃO DISCIPLINA TURMA LOCAL DATA/AULA PROFESSOR RESPONSÁVEL Exibição do vídeo Consciência Artes 3 B STE 23/10/2009 Karina Negra (Youtube) 4 Pesquisa na Web sobre o Artes 3 B STE 23/10/2009 Karina Simbolismo das máscaras 4 africanas Bate-papo sobre a pesquisa Artes 3 B 30/10/2009 Karina 4 Confecção e montagem das Artes 3 B 06/11/2009 Karina máscaras Apresentação de vários vídeos sobre a cultura afro brasileiras, e algumas músicas que fala sobre os negros 3 A 3 B 4 27/10/ /10/2009

9 2 4 A 26/10/ Os alunos serão divididos em grupo para fazer a interpretação da música Sarará Crioulo da Sandra de Sá Os alunos serão divididos em grupo para fazer a interpretação da música Fricote de Luiz Caldas A professora fará a correção do texto e os alunos digitarão no Word/Writer para posterior postagem na wiki 4 B 3 A 3 B 4 A 4 B 3 A 3 B STE 22/10/ /10/ /10/ /10/ /10/ /11/ /11/ A 28/10/ Leitura dos próprios textos em sala de 4 B 3 A 3 B 27/10/ /11/ /11/ A 05/11/ Pesquisa na internet, destacando a cultura afrobrasileira sobre: Culinária Música Dança Superstições 4 B 3 A 3 B 4 A STE 03/11/ /11/ /11/ /11/ Confecção de cartazes e painéis 4 B 3 A 3 B 4 A 05/11/ /11/ /11/ B 12/11/ Levantar informações acerca do conhecimento do aluno em 10/11/ História 4 B 26/10/2009 Joaquim

10 relação à formação do povo brasileiro através do questionamento: Por que será que na nossa sala de existem crianças com diferentes características? (cor da pele, tipos de cabelo, lábios, nariz etc ). 4 Para complementar a discussão vai utilizar os seguintes recursos: Dos Grilhões aos quilombos, Abolição parte 1, 2 e 3, Povo Kalunga e Idade e experiência. História 4 B Data show 04/11/ Joaquim Pesquisa em grupo na Web para pesquisar como se deu a escravidão dos negros no Brasil destacando a sua resistência à servidão, personificada na figura de Zumbi dos Palmares e nas comunidades quilombolas. Colagem da pesquisa no Word/Writer e fazer um resumo da pesquisa para posteriormente ser postada na página da Wiki. Pesquisa na internet sobre as representações da cultura africana na pintura e na dança Observação do quadro de Tarsila do Amaral, e identificar a relação que a artista faz com a formação do povo brasileiro, a professora irá destacar a importância da cultura africana no Brasil Criação de desenhos, inspirados nesta obra, e confecção de um painel com os trabalhos feitos. História 4 B STE 09/11/ /11/ Artes 3 A STE 13/11/ Artes 3 A Artes 3 A 30/10/ /10/ /11/ Joaquim Vanessa Vanessa Vanessa Pesquisa com os alunos do período matutino e noturno Matemática Todas as turmas do período matutino e noturno Tabulação dos dados Matemática 4 A 26/10/2009 à 29/10/ /11/ Edilson e Rosiane Edilson Representação dos resultados em tabelas e gráficos no Excel 03/11/ Matemática 1 C STE 05/11/ Rosiane Montagem de slides no Power Point com as tabelas e gráficos produzidos no Excel, descrevendo os resultados das pesquisas. Matemática 1 C STE 05/11/ Rosiane Pesquisa sobre a origem de Educação 1 A STE 10/11/2009 Cleide

11 músicas e danças afro; e algumas celebridades negras Ensaio de uma dança afro Física Educação Física 1 A 2 27/10/ Cleide Vanessa 03/11/ /11/ /11/ Leitura do texto: "Formação do povo Brasileiro" do livro Aja Bahia Livro Aja Bahia (lendo e escrevendo)- Educar para Vencer Sites: Em seguida discutir e refletir acerca do texto. A partir de situações levantadas os alunos deverão se dividir em grupo e construir o perfil do povo brasileiro. Em seguida individualmente cada aluno deverá montar o seu perfil como eu me percebo." Montagem do perfil, como eu me percebo." Correção dos textos pela professora 17/11/ B STE 26/11/ B 26/11/ /11/ Luzia Luzia Luzia Digitarão o texto no Word/Writer, e postados na wiki Pesquisa na web sobre culinária, contos, lendas e superstições colarão no Word/Writer Síntese da pesquisa e montagem de slides com figuras no Power Point Pesquisa sobre Cruz e Souza Vida Influências na obra Característica da obra Escola literária que destacou 2 B STE 09/11/ C 2 B 2 C 2 A STE STE 26/11/ STE 16/11/ /11/ /11/ /11/ Luzia Luzia Luzia Silvana Analise de uma obra de Cruz e Souza 2 A 09/11/ Silvana Digitação no Word/Writes da análise da obra e postar na página da wiki do projeto Pesquisa sobre Castro Alves, qual a influência da cultura afro nas suas obras 2 A STE 17/11/ B STE 09/11/ Silvana Silvana

12 Interpretação (recitar) algumas estrofes do O navio negreiro Pesquisas sobre Hip Hop, e apresentação em slides 10/11/ B STE 10/11/ Inglês 1 A STE 29/11/ Silvana Karina Apresentação da música Brasil mostra a tua cara no datashow para os alunos Os alunos em grupo, pesquisarão fotos para representarem a letra da música Montagem da apresentação da música no Movie Maker Leitura e apresentação da parte do livro Contos e lendas afrobrasileiras que descreve sobre os deuses da mitologia afrobrasileira Confecção de cartazes sobre os deuses da mitologia afrobrasileira Palestra e debate com alguns professores doutores (UEMS e UFMS) convidados Exposição de vídeos e artes visuais e fotográficas, apresentações de dança, música, comidas típicas para a comunidade escolar 12/11/ História 2 C STE 21/10/ Miquéias História 2 C STE 21/10/ /10/ História 2 C STE 29/10/ /11/ História 2 C STE 04/11/ História 2 C STE 11/11/ Todos Todos Escola 06/11/ e 4 Todos Todas Escola 20/11/2009 todas as s Miquéias Miquéias Miquéias Miquéias Todos Todos 6. BIBLIOGRAFIA (WEB) Sobre Zumbi dos Palmares e a resistência dos negros à servidão no Brasil 1.php (vídeo sobre Zumbi) CBA5C0F5&playnext=1&playnext_from=PL&index=25 (vídeo sobre Zumbi, para as séries iniciais) CDCF3B&index=0&playnext=1 (vídeo que mostra como os escravos chegavam ao Brasil) Museu do negro Sobre a culinária afro-brasileira

13 Sobre as danças afro-brasileiras Sobre as religiões afro-brasileiras: RECURSOS COMPLEMENTARES Site da USP que trata da cultura africana como um todo, desde a expressão artística a religião, possui artigos, textos didáticos, imagens e sugere alguns sites. aborda a cultura africana. Vale a pena verificar os textos publicados em textos e artigos. Museu sobre a arte africana, disponibiliza algumas fotos e materiais sobre a arte produzida em alguns países da África. No site do Ministério da Cultura é possível encontrar todas as ações voltadas para cultura africana. Site de divulgação da cultura afrobrasileira.

Situação do Desenvolvimento do Projeto/Avaliação Projeto Tecnológico e Midiático na EE Ernesto Solon Borges

Situação do Desenvolvimento do Projeto/Avaliação Projeto Tecnológico e Midiático na EE Ernesto Solon Borges Situação do Desenvolvimento do Projeto/Avaliação Projeto Tecnológico e Midiático na EE Ernesto Solon Borges Município/Escola Bandeirantes/ Ernesto Solon Borges Ações desenvolvidas (maio a novembro/2013)

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA. Aline Sousa Mota Silvana Aparecida Bastos Viera da Silva I SARAU FOLCLÓRICO: REVELANDO TALENTOS

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA. Aline Sousa Mota Silvana Aparecida Bastos Viera da Silva I SARAU FOLCLÓRICO: REVELANDO TALENTOS ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA Aline Sousa Mota Silvana Aparecida Bastos Viera da Silva I SARAU FOLCLÓRICO: REVELANDO TALENTOS NOVA ANDRADINA - MS 2014 1 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VOLMIR CARDOSO PEREIRA LUCIENE MARIA DA SILVA CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA PARA OS PROFESSORES DA EE IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA E SILVA Nova Andradina MS 2009

Leia mais

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO

AS TICs NA EDUCAÇÃO DO CAMPO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E APOIO À EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS ESCOLA ESTADUAL VESPASIANO MARTINS

Leia mais

EVENTOS COMO FORMA DE MEMÓRIA

EVENTOS COMO FORMA DE MEMÓRIA 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( x ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EVENTOS COMO FORMA DE MEMÓRIA Apresentador 1 Merylin Ricieli

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA VERA DE PAULA GARCIA CLEUZA ORTIZ MARTINS A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA PARA OS ALUNOS DO 3º ANO NOVA ANDRADINA - 2009 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA

Leia mais

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Tema: Consciência Negra Público-alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais Duração: Um mês Justificativa:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM HISTÓRIA PARA INICIO DE ESCOLARIÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM HISTÓRIA PARA INICIO DE ESCOLARIÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM CURSO DE PEDAGOGIA HISTÓRIA PARA INICIO DE ESCOLARIÇÃO PLANO DE ENSINO: CULTURA AFRO-BRASILEIRA Do

Leia mais

UM AYÊ NAGÔ, UM EDUCAR PARA A IGUALDADE RACIAL.

UM AYÊ NAGÔ, UM EDUCAR PARA A IGUALDADE RACIAL. TÍTULO: UM AYÊ NAGÔ, UM EDUCAR PARA A IGUALDADE RACIAL. JUSTIFICATIVA: O projeto: O Ayê Nagô, um Educar Para a Igualdade Racial, foi motivado pela constatação realizada a partir de debates mediados em

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Rio Negro MS, Setembro de 2012. Identificação Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira Cidade: Rio Negro MS Período: Setembro

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO EE. CMT. MAURÍCIO COUTINHO DUTRA Plano de Ação PROGETEC(Professor Gerenciador de Tecnologias Educacionais e Recursos Midiáticos)/

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL DE NOVA ANDRADINA O USO DAS TECNOLOGIAS E WEBTECNOLOGIAS POR PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Nova Andradina/MS Agosto/2009 NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

Leia mais

PROFESSORA: GISELE GELMI. LOCAL: SÍTIO BANDEIRANTES

PROFESSORA: GISELE GELMI. LOCAL: SÍTIO BANDEIRANTES EMEF ANTÔNIO ANDRADE GUIMARÃES PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA: EDUCAÇÃO NÃO TEM COR. PROFESSORA: GISELE GELMI. LOCAL: SÍTIO BANDEIRANTES Todo brasileiro, mesmo o alvo, de cabelo louro, traz na alma, quando

Leia mais

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA PIBID COORDENAÇÃO DE SUBPROJETO ARTES-MÚSICA E ARTES VISUAIS RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 São

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2014 ( ) ENSINO ( ) PESQUISA ( X ) EXTENSÃO 1. Título: O folclore e os contos de fadas no universo da Arte Área temática: Inclusão Social 2. Responsável pelo Projeto: ( )

Leia mais

ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES

ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES JUSTIFICATIVA Este projeto tem como objetivo maior: Criar mecanismos para efetivar a implementação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CURSO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CURSO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CURSO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO ROMANTISMO NA ERA DIGITAL Cursistas Alessandra Doose do Prado Bruder Luciana Kniss Schuhmacher Sandra Terezinha

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JAN ANTONIN BATA

ESCOLA ESTADUAL JAN ANTONIN BATA 1 ESCOLA ESTADUAL JAN ANTONIN BATA PROJETO TODOS PELO PLANETA Preservação do Meio Ambiente e do Espaço Escolar BATAYPORÃ MS 2015 2 ESCOLA ESTADUAL JAN ANTONIN BATA PROJETO TODOS PELO PLANETA Preservação

Leia mais

N o (na Diretoria de Extensão)

N o (na Diretoria de Extensão) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS ARARANGUÁ Projeto de Extensão Semana da Consciência

Leia mais

TÍTULO: Entendendo a divisão celular. NÍVEL DA TURMA: 1º ano do ensino médio. DURAÇÃO: 1h e 80 minutos (3 aulas)

TÍTULO: Entendendo a divisão celular. NÍVEL DA TURMA: 1º ano do ensino médio. DURAÇÃO: 1h e 80 minutos (3 aulas) Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Subprojeto-Biologia Autores: Evanoel Fernandes Nunes¹; Sheila Alves Pinheiro

Leia mais

Zakumi é o nome da mascote para a Copa 2010 da África do Sul, o leopardo de cabelos verdes. Foi criado por Andries Odendaal.

Zakumi é o nome da mascote para a Copa 2010 da África do Sul, o leopardo de cabelos verdes. Foi criado por Andries Odendaal. Zakumi é o nome da mascote para a Copa 2010 da África do Sul, o leopardo de cabelos verdes. Foi criado por Andries Odendaal. COPA DO MUNDO 2010 PROJETO: COPA DO MUNDO 2010 PERÍODO: 11/JUNHO A 11/JULHO/2010

Leia mais

OFICINAS CULTURAIS E CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NEGRA: PET (Re) CONECTANDO E PREVESTI.

OFICINAS CULTURAIS E CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NEGRA: PET (Re) CONECTANDO E PREVESTI. OFICINAS CULTURAIS E CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NEGRA: PET (Re) CONECTANDO E PREVESTI. Sabrina Silveira Silva Universidade Federal de Uberlândia\FACIP sabrinasilveiramgsasa@hotmail.com Luciane Ribeiro Dias

Leia mais

RELATÓRIO HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA 2010

RELATÓRIO HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA 2010 ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO KOHLER ENSINO FUNDAMENTAL Rua Ataulfo Alves, 910 Caixa Postal 81 Fone: (44) 3641-1321 CEP: 87240-000 Terra Boa Paraná RELATÓRIO HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA

Leia mais

PROJETO SARAU DIGITAL

PROJETO SARAU DIGITAL PROJETO SARAU DIGITAL DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Escola Estadual José Mamede de Aquino Endereço: Rua Heitor Vieira de Almeida, nº 287, Jardim Aeroporto, Campo Grande, MS CEP 79.106-053 Telefone: (67) 3314

Leia mais

O QUE HÁ DE ÁFRICA EM NÓS

O QUE HÁ DE ÁFRICA EM NÓS O QUE HÁ DE ÁFRICA EM NÓS Wlamyra Albuquerque e Walter Fraga SUPLEMENTO DE ATIVIDADES ELABORAÇÃO: Maria Clara Wasserman Mestre em História, especialista em História da Arte e pesquisadora. OS AUTORES Walter

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 94 Discurso na solenidade em homenagem

Leia mais

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Veja o exemplo de relatório do processo de ensino-aprendizagem apresentado pela professora de uma das turmas da CMEB Mário Leal Silva CMEB

Leia mais

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Ricardo Fidelis Dantas Universidade Estadual da Paraíba richarges@gmail.com Francisco Eudes Almeida da

Leia mais

JUSTIFICATIVA DA INICIATIVA

JUSTIFICATIVA DA INICIATIVA JUSTIFICATIVA DA INICIATIVA A relevância do projeto: O negro em destaque: As representações do negro na literatura brasileira se dá a partir das análises e percepções realizadas pelo coletivo cultural,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional

SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional SERVIÇO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado da Educação Superintendência Regional de Ensino de Carangola Diretoria Educacional Sequencia Didática destinada aos Anos Finais do Ensino

Leia mais

COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET. A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma

COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET. A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma COMO TRABALHAR COM VÍDEOS DE INTERNET Jackes Alves de Oliveira 1º momento: Contextualização A presente metodologia que se construiu foi desenvolvida e aplicada em uma tradicional escola da Rede Municipal

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE CORUMBÁ RELATÓRIO MENSAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS DE CORUMBÁ RELATÓRIO MENSAL RELATÓRIO MENSAL Escola: ESTADUAL DR. GABRIEL VANDONI DE BARROS Diretor (a): SERGIO N. DE ALMEIDA Diretor (a) Adjunto (a): RAQUEL GUIMARÃES DO PRADO Coordenadores: MARIA AUXILIADORA, LUCIMARA ALENCAR,JEANE

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE

ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE ESCOLA ESTADUAL BRAZ SINIGÁGLIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO CONTINENTE Batayporã / MS 2010 COORDENADORA DO PROJETO: MARIA DE LOURDES VAZ MOREIRA PROFESSORA DA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA PROJETO: PAÍSES DO VELHO

Leia mais

Tema: Crônicas de Matemática O Polígono a Função e o Sistema Cartesiano.

Tema: Crônicas de Matemática O Polígono a Função e o Sistema Cartesiano. Roteiro de NTD de Álgebra e Geometria 9º Ano do Ensino Fundamental Olímpico Tema: Crônicas de Matemática O Polígono a Função e o Sistema Cartesiano. Objetivo(s): Levar o aluno, através de pesquisas, a

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR

Leia mais

A QUESTÃO ÉTNICO-RACIAL NA ESCOLA: REFLEXÕES A PARTIR DA LEITURA DOCENTE

A QUESTÃO ÉTNICO-RACIAL NA ESCOLA: REFLEXÕES A PARTIR DA LEITURA DOCENTE A QUESTÃO ÉTNICO-RACIAL NA ESCOLA: REFLEXÕES A PARTIR DA LEITURA DOCENTE Kallenya Kelly Borborema do Nascimento 1 Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) E-mail: kallenyakelly2@hotmail.com Patrícia Cristina

Leia mais

Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente. Educação Etnicorracial ERER

Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente. Educação Etnicorracial ERER Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente Educação Etnicorracial ERER ANA PAULA OLIVEIRA NAIARA SALVATIERRI Resumo Buscando conciliar

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato.

RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA RELATO DE EXPERIÊNCIA: Sequência Didática Poesia: O Pato. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos e Silvana Bento de Melo Couto. Escola: E. M. José

Leia mais

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS 1. Assegurar com políticas públicas e programas de financiamento o direito dos jovens índios, afrodescendentes, camponeses

Leia mais

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Coordenadora do LIE: Shanna Bortolotti Costa O TRABALHO NÃO COMEÇARIA, SEM ESTA PESSOA... Irmão Cláudio Despertar a noção de igualdade entre as diferentes

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO IVINHEMA MS ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PLANO DE AÇÃO Planejamento anual de atividades a serem desenvolvidas pelo Professor Gerenciador de

Leia mais

O ENSINO DA DANÇA E DO RITMO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIENCIA NA REDE ESTADUAL

O ENSINO DA DANÇA E DO RITMO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIENCIA NA REDE ESTADUAL O ENSINO DA DANÇA E DO RITMO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RELATO DE EXPERIENCIA NA REDE ESTADUAL Márcio Henrique Laperuta 1 Rodrigo Santos2 Karina Fagundes2 Erika Rengel2 UEL- Gepef-Lapef-PIBID RESUMO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES EMEF MARIA APARECIDA MAGNANELLI FERNANDES

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES EMEF MARIA APARECIDA MAGNANELLI FERNANDES PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES EMEF MARIA APARECIDA MAGNANELLI FERNANDES Ana Paula Lopes 780.893.3/2 Conceição Aparecida Machado de Almeida 678.705.3/1 Daniele

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES TRANSITO NA ESCOLA

ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES TRANSITO NA ESCOLA ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES TRANSITO NA ESCOLA IPEZAL/ANGÉLICA MS AGOSTO/2010 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES TRANSITO NA ESCOLA Projeto/Ação do PDE-Escola, elaborado para ser desenvolvido nos

Leia mais

PORTFÓLIOS ELETRÔNICOS E AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA

PORTFÓLIOS ELETRÔNICOS E AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA PORTFÓLIOS ELETRÔNICOS E AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA Marcelo Almeida Bairral Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro mbairral@ufrrj.br Ronaldo Campelo da Costa Instituto Federal de Educação, Ciência e

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º Caro (a) aluno (a), Esta atividade, de caráter teórico-reflexivo, deverá

Leia mais

1º CONGRESSO DE DIVERSIDADE CULTURAL E INTERCULTURALIDADE DE ANGRA DOS REIS

1º CONGRESSO DE DIVERSIDADE CULTURAL E INTERCULTURALIDADE DE ANGRA DOS REIS 1º CONGRESSO DE DIVERSIDADE CULTURAL E INTERCULTURALIDADE DE ANGRA DOS REIS Realização INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE ANGRA DOS REIS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE IEAR/UFF Parcerias Secretaria Municipal de

Leia mais

MANUAL DO PIM Programa de Integração com o Mercado

MANUAL DO PIM Programa de Integração com o Mercado MANUAL DO PIM Programa de Integração com o Mercado Curitiba 2015 Manual do PIM Regras Gerais 2 S U M Á R I O 1. O QUE É O PIM... 3 2. OBJETIVOS DO TRABALHO DE APLICAÇÃO TECNOLÓGICA... 3 3. CARACTERÍSTICAS

Leia mais

O Museu Afro-Brasil (SP) como lugar de memória e salvaguarda do patrimônio cultural para o povo-de-santo: narrativas institucionais sobre o Candomblé.

O Museu Afro-Brasil (SP) como lugar de memória e salvaguarda do patrimônio cultural para o povo-de-santo: narrativas institucionais sobre o Candomblé. O Museu Afro-Brasil (SP) como lugar de memória e salvaguarda do patrimônio cultural para o povo-de-santo: narrativas institucionais sobre o Candomblé. Elizabeth Castelano Gama* O artigo propõe discutir

Leia mais

Orientações Gerais para Elaboração de Projeto 4º Prêmio CISER de Inovação Tecnológica

Orientações Gerais para Elaboração de Projeto 4º Prêmio CISER de Inovação Tecnológica Orientações Gerais para Elaboração de Projeto 4º Prêmio CISER de Inovação Tecnológica O projeto deverá ser encaminhado contendo todas as informações solicitadas no roteiro a seguir, inclusive seguindo

Leia mais

Zumbi dos Palmares Vida do líder negro Zumbi dos Palmares, os quilombos, resistência negra no Brasil Colonial, escravidão, cultura africana

Zumbi dos Palmares Vida do líder negro Zumbi dos Palmares, os quilombos, resistência negra no Brasil Colonial, escravidão, cultura africana DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir

Leia mais

PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010

PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010 PROPOSTA PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO II ENSINO DE CIÊNCIAS 2010 OBSERVAÇÃO NA ESCOLA Localização da Escola 29/03 16/04 Espaço Físico PPP e o Ensino de Ciências OBSERVAÇÃO NA SALA Relação Professor/Alunos

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL DE CRISTALÂNDIA

COLÉGIO ESTADUAL DE CRISTALÂNDIA COLÉGIO ESTADUAL DE CRISTALÂNDIA PROJETO BATUQUE Porque ninguém nasce racista Coordenadora: Profª. Elizabeth Aires Leite Gestora: Marizélia Alves dos Reis Cristalândia TO. SÍNTESE O Projeto Batuque que

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

TRAProhe TRATR MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR. Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças. Currículo 2009-2

TRAProhe TRATR MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR. Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças. Currículo 2009-2 TRATR TRAProhe MANUAL TRABALHO INTERDISCIPLINAR Curso Superior Tecnológico de Gestão em Finanças Currículo 2009-2 Coordenador Geral: Coordenador do Curso: Centro de Excelência no Ensino: Alexandre Miserani

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO

1. IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO: PERÍODO DE REALIZAÇÃO: Fevereiro à Dezembro de 2015 ÓRGÃO RESPONSÁVEL: NTE ESCOLAS: Senador Filinto Muller COORDENADORES DO PLANO: NTE: Carla Varela PROGETEC: Ticyara Halik Smanioto Vicente

Leia mais

DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES

DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES MOREIRA, Maria G. de Almeida¹ Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Iporá ¹geraldamoreira44@gmail.com RESUMO O presente texto

Leia mais

Áreas de conhecimento: Língua Portuguesa, História e Temas Transversais.

Áreas de conhecimento: Língua Portuguesa, História e Temas Transversais. Projeto Bolsa Escola pública e Universidade na Alfabetização Faculdade Morumbi Sul E.E. Prof.ª Maria JAnnuzzi Mascari Série: 4ª série H PIC Professor Responsável: Tiago Aquilano Aluna Pesquisadora: Milena

Leia mais

Feira Ciências da Educação Básica do Vale do. Mucuri

Feira Ciências da Educação Básica do Vale do. Mucuri I Feira Ciências da Educação Básica do Vale do Mucuri SUPERI TE DÊ CIA DE E SI O DO ESTADO DE MI AS GERAIS REGIO AL TEÓFILO OTO I SECRETARIA MUNICIPAL DE TEÓFILO OTONI PREFEITURA MU ICIPAL DE TEÓFILO OTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG PIBID 2014 SUBPROJETO: Interdisciplinar Coordenador de área: Profª. Dra. Elaine Corrêa Pereira Projeto de trabalho Toda criança tem um repertório de conhecimentos

Leia mais

PROJETO RODA DE CORDÉIS

PROJETO RODA DE CORDÉIS PROJETO RODA DE CORDÉIS Justificativa Os alunos do Centro Cultural Capoeira Cidadã buscam a Capoeira e as outras atividade da ONG por já terem uma forte afinidade com o ritmo, a música e a rima presentes

Leia mais

A Política de Cotas nas Universidades Públicas Brasileiras

A Política de Cotas nas Universidades Públicas Brasileiras A Política de Cotas nas Universidades Públicas Brasileiras Muitas pessoas se assustam ao ouvirem a idéia de criação de cotas para negros nas universidades públicas Brasileiras. Este artigo busca compreender

Leia mais

RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL

RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL RE-ENCONTRANDO COM O ENSINO DA ARTE EM UMA ESCOLA ESTADUAL DO ENSINO FUNDAMENTAL Joelma Cellin Escola Estadual de Ensino Fundamental Eliseu Lofego, Cachoeiro de Itapemirim-ES 1 INTRODUÇÃO Após um período

Leia mais

Prazo de entrega / apresentação ao (à) Professor(a): semana do dia 10 a 14 Setembro

Prazo de entrega / apresentação ao (à) Professor(a): semana do dia 10 a 14 Setembro Roteiro de NTD de Ciências 6º Ano do Ensino Fundamental Tema: Eu e o lixo: o que temos em comum? Objetivo(s): O aluno deverá entender o seu papel como integrante da sociedade e consumidor de produtos que

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Pedagogia Disciplina

Leia mais

1 Na liga contra o AEDES

1 Na liga contra o AEDES Departamento de Planejamento Pedagógico e de Formação Supervisão de Projetos de Artes, Cultura e Cidadania Supervisão de Planejamento e Articulação de Programa de Educação Integral PROJETO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon

Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon Fábio José de Araujo Primeira comunicação por MSN entre turmas do 2º ano Escola Estadual Marechal Rondon Nova Andradina MS Agosto de 2009 Fábio José de Araujo Primeira comunicação por MSN entre turmas

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Ementa da Disciplina. Teleaula 1. Conceitos Básicos.

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Ementa da Disciplina. Teleaula 1. Conceitos Básicos. Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana Teleaula 1 Profa. Dra. Marcilene Garcia de Souza Grupo Uninter Ementa da Disciplina Contextos e conceitos históricos sobre

Leia mais

REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP

REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP 1 REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP Data: 01/09/2012 Horário: 18h às 20h. Munhoz Município: Teodoro Sampaio Carneiro da Silva Gonçalves Número

Leia mais

A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA

A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA Moura (2001) nos traz um desafio preocupante, não só a partir do debate sobre a melhoria estrutural das escolas em comunidades quilombola, da qualificação continuada dos professores,

Leia mais

Curso: Diagnóstico Comunitário Participativo.

Curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Material referente ao texto do Módulo 3: Ações Básicas de Mobilização. O conhecimento da realidade é a base fundamental ao desenvolvimento social, que visa

Leia mais

Evento O evento teve início com a participação da artista e produtora cultural Tuka Villa- Lobos, que falou sobre a contribuição e a importância das

Evento O evento teve início com a participação da artista e produtora cultural Tuka Villa- Lobos, que falou sobre a contribuição e a importância das Projeto Soma A promoção da integração entre arte, cultura, educação e esporte é a ferramenta adotada pelo Projeto Soma para combater o bullying e o preconceito nas escolas públicas do Distrito Federal

Leia mais

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS REFLEXÕES PEDAGÓGICAS A forma como trabalhamos, colaboramos e nos comunicamos está evoluindo à medida que as fronteiras entre os povos se tornam mais diluídas e a globalização aumenta. Essa tendência está

Leia mais

A prática da Educação Patrimonial:

A prática da Educação Patrimonial: A prática da Educação Patrimonial: uma experiência no município de Restinga Sêca / RS HELIANA DE MORAES ALVES E LAURO CÉSAR FIGUEIREDO Introdução O presente trabalho é um breve relato sobre uma prática

Leia mais

JOGO DAS TRÊS CARTAS E.E. Prof. JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA Sala 2 1ª Sessão

JOGO DAS TRÊS CARTAS E.E. Prof. JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA Sala 2 1ª Sessão JOGO DAS TRÊS CARTAS E.E. Prof. JOSÉ AMÉRICO DE ALMEIDA Sala 2 1ª Sessão Professor(es) Apresentador(es): Patrícia Penteado Fernandes Scomparim Shirlene Alves Cardoso Realização: Foco A partir da formação

Leia mais

Dia da família na escola. 13 de março de 2010

Dia da família na escola. 13 de março de 2010 1 Dia da família na escola 13 de março de 2010 Sugestões de atividades Desde 2009, o Amigos da Escola tem incentivado às escolas participantes do projeto a tornar os dias temáticos em dias da família e

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO: SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

MEMORIAL DESCRITIVO: SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA MEMORIAL DESCRITIVO: SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA IRATI NOV/2014 Durante o ano letivo de 2014 foram desenvolvidas diversas atividades referentes aos temas: Cultura Afro-Brasileira e Africana, Cultura Indígena,

Leia mais

AS BONECAS ABAYOMI E AS NOVAS SENSIBILIDADES HISTÓRICAS: POSSIBILIDADES PARA UMA EDUCAÇÃO ANTI-RACISTA

AS BONECAS ABAYOMI E AS NOVAS SENSIBILIDADES HISTÓRICAS: POSSIBILIDADES PARA UMA EDUCAÇÃO ANTI-RACISTA AS BONECAS ABAYOMI E AS NOVAS SENSIBILIDADES HISTÓRICAS: POSSIBILIDADES PARA UMA EDUCAÇÃO ANTI-RACISTA RESUMO: Profa. Ma. Fernanda Laura Costa (fernandalaura.costa@unifan.edu.br) Patrícia de Sousa Santos

Leia mais

FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO

FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE, EDUCAÇÃO, LAZER E INCLUSÃO SOCIAL PROGRAMA ESPORTE E LAZER DA CIDADE PELC FORMAÇÃO DE AGENTES SOCIAIS DE ESPORTE E LAZER PROGRAMAÇÃO 1 - IDENTIFICAÇÃO:

Leia mais

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Pág. 1 Caracterização Curso: Licenciatura em História Período/Série: 5 Período Carga horária semanal: 4 aulas (3 horas) Carga horária total: 72 aulas (54 horas) Turno: Ano/Semestre letivo: 2012/1 ( ) Matutino

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

Iségún EMEF Prof. DR. Domingos Angerami Categoria Escola / Ensino Fundamental I. Mais imagens...

Iségún EMEF Prof. DR. Domingos Angerami Categoria Escola / Ensino Fundamental I. Mais imagens... Iségún EMEF Prof. DR. Domingos Angerami Categoria Escola / Ensino Fundamental I Mais imagens... Prática Pedagógica Fundamentalizada na capoeira, essa experiência democratiza o espaço escolar abrindo a

Leia mais

O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES

O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES TIERRE OTIZ ANCHIETA 1 MÔNICA HEITLING 2 TAINAN SILVA DO

Leia mais

2 - PROBLEMÁTICA A SER ESTUDADA

2 - PROBLEMÁTICA A SER ESTUDADA 1 - IDENTIFICAÇÃO Escola Estadual Ernesto Solon Borges Bandeirantes/MS Turmas: 7º e 8º anos A Matutino Nº de alunos 65 Professora: Vania Terezinha Camilotti Pastro 2 - PROBLEMÁTICA A SER ESTUDADA Quando

Leia mais

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina

Educação para Sustentabilidade. Projeto Cultura Ambiental nas Escolas. Oficina Educação para Sustentabilidade Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Educador Ambiental: Marcos Wilson Cidade: Taquarana (Alagoas) Data: 19 de Setembro Atividades realizadas: Interação com professores;

Leia mais

Filme: A Pessoa é Para o que Nasce

Filme: A Pessoa é Para o que Nasce Filme: A Pessoa é Para o que Nasce Gênero Documentário Diretor Roberto Berliner Elenco Conceição, Maria, Regina Ano 1998 Duração 6 min Cor Colorido Bitola 35mm País Brasil Disponível em: http://www.portacurtas.com.br/filme.asp?cod=1010

Leia mais

PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE

PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE PROJETO DO LIVRO BRINQUEDO: SOMOS O MEIO AMBIENTE ¹Orientada: Vanessa da Silva Lopes ²Orientadora: Prof. MSc. Almerinda Maria dos Reis Vieira Rodrigues ³Co-Orientadora: Prof. MSc. Graci Marlene Pavan ¹Estudante

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP Salto 2010 MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI / INTEGRADOR 0 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 TRABALHO INTERDISCIPLINAR (TI)... 3 ORGANIZAÇÃO...

Leia mais

EVENTO: EJA e PROJOVEM URBANO na Rota do Café Museu Histórico

EVENTO: EJA e PROJOVEM URBANO na Rota do Café Museu Histórico EVENTO: EJA e PROJOVEM URBANO na Rota do Café Museu Histórico DESENVOLVIMENTO: Na atividade cultural realizada no Museu Histórico de Londrina, os educandos da EJA e do Projovem Urbano tiveram a oportunidade

Leia mais

Educação Infantil. Projeto Griô: Contador de Histórias PRIMEIRO LUGAR

Educação Infantil. Projeto Griô: Contador de Histórias PRIMEIRO LUGAR Projeto Griô: Contador de Histórias Ofó: Forças trás-formadoras dos caminhos das Histórias e culturas afro-brasileiras e africanas. A ESCOLA Escola Creche Vovô Zezinho Salvador, BA A Professora PRIMEIRO

Leia mais

TUTORIAL DE PREENCHIMENTO DO CURRICULO LATTES

TUTORIAL DE PREENCHIMENTO DO CURRICULO LATTES TUTORIAL DE PREENCHIMENTO DO CURRICULO LATTES Profa. Viviane Maia Barreto de Oliveira 1. O que é Currículo Lattes? O Sistema CV-Lattes é o componente da Plataforma Lattes desenvolvido para o CNPq e utilizado

Leia mais

Atividades realizadas pelo NEABI em 2015

Atividades realizadas pelo NEABI em 2015 Atividades realizadas pelo NEABI em 2015 O NEABI Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas realizou diversas atividades durante o ano de 2015, com o propósito de levar mais conhecimentos para a comunidade

Leia mais

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações.

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sala de Professor MESTRE JÚLIO: RETRATO PINTADO CONCEITOS Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sociologia Indústria cultural.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADOS SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL Nº 001/2015 EDITAL DE INSCRIÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS NO FUNDO DE INVESTIMENTOS Á PRODUÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DE DOURADOS (FIP)

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso: Pedagogia - vespertino Disciplina: EDM0323 - Metodologia do ensino de português: a alfabetização. Docente: Prof.ª Nilce da Silva Aluna (nºusp): Flávia

Leia mais

II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí

II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí II Concurso EDUCAR PARA LIBERTAR A Educação na Prevenção e Combate ao trabalho escravo no Estado do Piauí O Fórum Estadual de Erradicação e Prevenção ao Trabalho Escravo realiza em 2015 o Primeiro Concurso

Leia mais

ESCOLA Pe JOÃO UMBERTO SACHET LUCIANA BATISTA DE OLIVEIRA CATARINO

ESCOLA Pe JOÃO UMBERTO SACHET LUCIANA BATISTA DE OLIVEIRA CATARINO ESCOLA Pe JOÃO UMBERTO SACHET LUCIANA BATISTA DE OLIVEIRA CATARINO APLICATIVOS E AMBIENTES DE APRENDIZAGEM COLABORATIVOS COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA PARA FORMAÇÃO DO QUADRO DOCENTE E ADMINISTRATIVO DA

Leia mais

GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS

GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS GUIA DE BOAS IDEIAS PARA SENSIBILIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO DOS ALUNOS PARA REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES EXTERNAS VERSÃO PRELIMINAR SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Leia mais