TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom"

Transcrição

1 1. IDENTIFICAÇÃO TC n : Órgão concedente: Objeto da outorga: Local: 2. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL a Constituição Federal, art. 21, XI; b - Lei n.º 9.472/97; c - Resolução ANATEL n.º 65/98 e 73/98; d - Lei n.º 8.977/95, 8.666/93 e 9.295/96; (Observar disposições do art. 210 da LGT. O entendimento da SEFID é pela aplicação subsidiária da Lei n.º 8.666/93, nos aspectos da licitação não regulados pela Anatel). e - Decreto n.º 2.206/96; f - IN-TCU n.º 27/ Observações 3. CUMPRIMENTO DA IN-TCU n.º 27/ Primeiro Estágio da viabilidade técnica e econômica Objetivo: Verificar se foram adotados os procedimentos exigidos pelo art. 7º da IN no tocante ao estudo de viabilidade técnica e econômica do empreendimento: Documentação exigida: VERIFICAR SE ENCONTRAM RELACIONADOS NO PROCESSO OS Fls. SEGUINTES ELEMENTOS (art. 7º, inciso II, 2 - IN a) relatório sintético sobre os estudos de viabilidade técnica e econômica do empreendimento, com informações sobre: - o seu objeto... - área... - prazo da outorga orçamento das obras realizadas e a realizar... - data de referência dos orçamentos... - custo estimado de prestação dos serviços... - fontes de receitas alternativas, complementares, acessórias e as provenientes de 71

2 projetos associados... b) relatório dos estudos, investigações, levantamentos, projetos, obras e despesas ou investimentos já efetuados, vinculados à outorga, de utilidade para a licitação, realizados ou autorizados pelo órgão ou pela entidade federal concedente, quando houver... c) relatório sintético sobre os estudos de impactos ambientais, indicando a situação do licenciamento ambiental, quando necessários... N/A- Não se aplica DOS PRAZOS (inciso I do art. 8º) O prazo a que se refere o art. 8º da IN-TCU n.º 27/98, para envio da documentação correspondente ao primeiro estágio, 30 (trinta) dias, no mínimo, antes da publicação do edital de licitação, deverá ser observado quando do exame referente ao segundo estágio, oportunidade na qual será enviado o referido edital, entre outros documentos INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO VERIFICAR SE FORAM FORNECIDAS AS SEGUINTES INFORMAÇÕES SOBRE O EMPREENDIMENTO Fls. 72

3 a) natureza jurídica da outorga... b) objeto, área e prazo da outorga... c) justificativa da conveniência da prestação do serviço, uso da radiofreqüência ou exploração de satélite... d) dimensionamento físico do projeto... e) valor previsto de investimento... f) previsão de faturamento e despesas, assim como de outras possíveis fontes de receitas, se for o caso... g) prazo para amortização do investimento... h) custo estimado de prestação dos serviços... i) previsão do valor a ser arrecadado ao Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL) CONCLUSÃO ( ) Diante do exposto, considerando, submetemos os autos à consideração superior, propondo a realização de diligência, objetivando ( ) Diante do exposto, considerando que foi apresentada a documentação exigida na IN n.º 27/98 e que foi comprovada a viabilidade do empreendimento, submetemos os autos à consideração superior, propondo que sejam aprovados os procedimentos relativos ao primeiro estágio, devendo o mesmo permanecer nesta unidade técnica para juntada aos documentos correspondentes aos estágios posteriores e conseqüente análise. ( ) Diante do exposto, considerando que foi apresentada a documentação exigida na IN- TCU n.º 27/98 e que foi observada a legislação aplicável à matéria, mas que foram detectadas as falhas apontadas no item XXX deste relatório, que não ensejam irregularidade, submetemos os autos à consideração superior, propondo que sejam aprovados, com ressalvas, os procedimentos 73

4 relativos ao XXX estágio, devendo os autos serem remetidos à consideração do Relator, Exmo. Sr. ( ) Diante do exposto, submetemos os autos à consideração superior, propondo que os mesmos sejam submetidos ao Relator, nos termos da art. 17 da IN n.º 27/98 - TCU, em face das seguintes falhas ou irregularidades:, para adoção das seguintes medidas DATA/LOCAL AFCE/MATRICULA/ASSINATURA De acordo. DIRETOR/CARIMBO/ASSINATURA ( ) De acordo. Promova-se a diligência proposta. SECRETÁRIO/CARIMBO/ASSINATURA ( ) De acordo. Os autos deverão permanecer nesta Unidade para juntada aos documentos referentes aos estágios subseqüentes. ( ) De acordo. Encaminhem-se os presentes autos à consideração do Relator. 6- LEGISLAÇÃO: 74

5 Tribunal de Contas da União SEGUNDO ESTÁGIO 1 - IDENTIFICAÇÃO TC N : ORGÃO CONCEDENTE: OBJETO DA OUTORGA: LOCAL: 2 - CUMPRIMENTO DA IN n.º 27/98 - TCU PRIMEIRO ESTÁGIO O exame relativo ao primeiro estágio - estudo de viabilidade técnica e econômica - consta do volume..., às fls PRAZOS: CUPRIMENTO DE PRAZO Verificar o cumprimento do prazo de encaminhamento dos documentos relativos ao primeiro estágio (30 dias, no mínimo, antes da publicação do edital de licitação - art. 8º da IN-TCU n.º 27/98). Fls SEGUNDO ESTÁGIO - DA PRÉ-QUALIFICAÇÃO E DO EDITAL OBJETIVO: O objetivo da pré-qualificação é selecionar empresas ou consórcios de empresas que poderão participar da concorrência (ou leilão) para explorar o empreendimento DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA: VERIFICAR SE CONSTAM DO PROCESSO OS ELEMENTOS Fls. EXIGIDOS PELO ART. 7º (Quando couber): a) edital de pré-qualificação;... b) atas de abertura e de encerramento da pré-qualificação;... c) relatório de julgamento da pré-qualificação;... d) recursos eventualmente interpostos e decisões proferidas referentes à préqualificação; edital de licitação;... e) minuta de contrato;... f) todas as comunicações e esclarecimentos porventura encaminhados às em- 75

6 presas participantes da licitação, bem como as impugnações ao edital, a- companhadas das respectivas respostas PRAZOS ART. 8º IN N.º 027/98 - TCU: VERIFICAR SE FORAM OBSERVADOS OS PRAZOS NO ENVIO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE AO SEGUNDO ESTÁGIO - 5 (cinco) dias, no máximo, após: a) a sua publicação, para o edital de pré-qualificação;... b) resultado final do julgamento, para os documentos relacionados nas alíneas b a d deste estágio;... c) a sua publicação, para o edital de licitação, acompanhado da minuta do contrato;... d) esgotado o prazo de impugnação ao edital, para os documentos relacionados na alínea g deste estágio.... SIM NÃO EXAME DA PRÉ-QUALIFICAÇÃO VERIFICAR SE NO PROCEDIMENTO DE PRÉ- SIM NÃO 76

7 QUALIFICAÇÃO: a) houve, em algum momento, contrariedade ao princípio constitucional da isonomia... b) o julgamento ocorreu de forma a garantir a observância aos princípios básicos de legalidade, celeridade, finalidade, razoabilidade, proporcionalidade, impessoalidade, imparcialidade, eficiência, igualdade, devido processo legal, publicidade, moralidade, probidade administrativa, vinculação ao instrumento convocatório, competitividade, justo preço e seleção e comparação objetiva de licitantes e propostas... c) foi garantida a igualdade de oportunidades aos interessados EXAME DO EDITAL PRINCÍPIOS GERAIS: VERIFICAR SE AS DISPOSIÇÕES CONSTANTES DO EDITAL: SIM NÃO a) ferem, em algum item, o princípio constitucional da isonomia... b) possibilitam a seleção da proposta mais vantajosa para a Administração e para o usuário... c) fixam critérios de julgamento que garantem observância aos princípios básicos de legalidade, celeridade, finalidade, razoabilidade, proporcionalidade, impessoalidade, imparcialidade, eficiência, igualdade, devido processo legal, publicidade, moralidade, probidade administrativa, vinculação ao instrumento convocatório, competitividade, justo preço e seleção e comparação objetiva de licitantes e propostas... d) garantem a igualdade de oportunidades aos interessados... 77

8 EXAME ESPECÍFICO (Art. 14 do Regulamento p/ Licitações de Outorgas - Resolução ANATEL n.º 65/98): VERIFICAR SE CONSTAM DO EDITAL AS CLÁUSULAS ESSENCIAIS A QUE SE REFERE O ART. 14 DO REGULAMENTO P/ LICITAÇÕES DE OUTORGAS - RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98 a) identificação do serviço ou da radiofreqüência e a descrição de sua prestação ou uso... b) local para onde deverão ser encaminhados os pedidos de esclarecimentos sobre o instrumento convocatório... c) forma de divulgação dos esclarecimentos solicitados pelos licitantes no prazo definido no instrumento convocatório... d) local, dias e horários em que serão recebidos os documentos e propostas... e) obrigações, compromissos e contrapartidas de interesse dos usuários de serviço de telecomunicações, proporcionais à vantagem econômica decorrente da concessão, permissão ou autorização, que deverão ser assumidos pela concessionária, permissionária ou autorizada... f) preço público a ser pago pela concessão, permissão ou autorização e sua forma de pagamento ou previsão de que essas condições serão ofertadas pelos licitantes, podendo o instrumento convocatório, nesta hipótese, fixar limites de valores e prazo de pagamento... g) tarifas ou preços máximos dos serviços para os usuários, quando for o caso... h) prazo de validade das propostas, que não será superior a noventa dias, facultando-se sua prorrogação, a critério do licitante... i) fatores e critérios para aceitação e julgamento das propostas... j) exigências de habilitação dos interessados, inclusive com indicação, quando houver, das restrições, limites ou condições impostos à participação de empresas ou grupos empresariais, bem como do limite de participação estrangeira no capital da prestadora... k) possíveis fontes de receita da prestadora, se for o caso... l) sanções aplicáveis pelo atraso no pagamento do preço público devido pela concessão, permissão ou autorização e pela inobservância dos compromissos e contrapartidas assumidos pela prestadora... m) garantias de manutenção da proposta, de pagamento do preço público devido Fls. 78

9 pela concessão, permissão ou autorização e dos encargos decorrentes da mora, bem como as garantias de cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidas, quando exigidas... n) condições que deverão ser mantidas durante a prestação do serviço ou uso de radiofreqüência OUTORGAS DE CONCESSÃO EM OUTORGAS DE CONCESSÃO, VERIFICAR SE CONSTAM DO EDITAL, ADICIONALMENTE: a) regras, critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da implantação, expansão, alteração e modernização do serviço, bem como de sua qualidade... b) deveres do concessionário relativos à universalização e à continuidade do serviço... c) os valores das tarifas a serem cobradas dos usuários ou, quando admitida sua oferta pelo licitante, os limites máximos que deverão ser observados... d) os critérios para reajuste e revisão das tarifas... e) os bens reversíveis, se houver, e as condições em que serão postos à disposição da Anatel, quando extinta a concessão... f) a expressa indicação do responsável pelo ônus das desapropriações necessárias à exploração do serviço, ou para instituição de servidão administrativa... g) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Anatel e do concessionário... h) as sanções pelo descumprimento das obrigações... i) a minuta do contrato de concessão... Fls OUTORGAS DE PERMISSÃO EM OUTORGAS DE PERMISSÃO, VERIFICAR SE CONSTAM DO EDITAL, ADICIONALMENTE: a) regras, critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da implanta- Fls. 79

10 ção, expansão, alteração e modernização do serviço, bem como de sua qualidade... b) deveres do permissionário relativos à universalização e à continuidade do serviço... c) prazos máximos e mínimos de vigência estimados... d) os valores das tarifas a serem cobradas dos usuários ou, quando admitida sua oferta pelo licitante, os limites máximos que deverão ser observados... e) os critérios para reajuste e revisão das tarifas... f) os bens reversíveis, se houver, e as condições em que serão postos à disposição da Anatel, quando extinta a permissão... g) a expressa indicação do responsável pelo ônus das desapropriações necessárias à exploração do serviço, ou para instituição de servidão administrativa... h) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Anatel e do permissionário... i) as sanções pelo descumprimento das obrigações... j) a minuta do termo de permissão OUTORGAS DE SERVIÇO DE TV A CABO PARA OS SERVIÇOS DE TV A CABO, VERIFICAR SE O EDITAL ATENDE O DISPOSTO NO ART. 19 DO REGULAMENTO DO SERVIÇO DE TV A CABO (DECRETO 2.206/97) a) objeto e prazo da concessão... b) área de prestação do serviço... c) características técnicas do serviço... d) referência à regulamentação a ser obedecida pela entidade exploradora do serviço... e) descrição das condições necessárias à prestação adequada do serviço... f) valor mínimo e condições de pagamento pelo direito de exploração do serviço... g) prazos para recebimento das propostas, julgamento da licitação e assinatura do contrato... h) relação de documentos exigidos para a aferição da qualificação técnica, da Fls. 80

11 qualificação econômico-financeira, da habilitação jurídica e da regularidade fiscal... i) direitos e obrigações do poder concedente e da concessionária em relação a alterações e expansões a serem realizadas no futuro, para garantir a continuidade da prestação do serviço... j) critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros a serem utilizados no julgamento técnico e econômico-financeiro da proposta... k) condições de liderança da empresa responsável, no caso de participação de empresas em consórcio... l) prazos e condições para interposição de recursos... m) minuta do respectivo contrato de concessão, contendo suas cláusulas essenciais EXAME DA MINUNTA DO CONTRATO DE CONCESSÃO OU DOS TERMOS DE PERMISSÃO OU AUTORIZAÇÃO EM CONTRATO DE CONCESSÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE COM O DISPOTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 67 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto, área e prazo da concessão... b) modo, forma e condições da prestação do serviço... c) regras, critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da implantação, expansão, alteração e modernização do serviço, bem como de sua qualidade... d) deveres relativos à universalização e à continuidade do serviço... e) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... f) as garantias de manutenção da proposta, de pagamento do preço público devido pela outorga e dos encargos decorrentes da mora, bem como as garantias de cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidas, quando exigigi- Fls. 81

12 das... g) as condições de prorrogação, incluindo os critérios para fixação do valor... h) as tarifas a serem cobradas dos usuários e os critérios para seu reajuste e revisão... i) as possíveis receitas alternativas, complementares ou acessórias, bem como as provenientes de projetos associados... j) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Agência e da concessionária... k) a forma da prestação de contas e da fiscalização... l) os bens reversíveis, se houver... m) as condições gerais para interconexão, quando for o caso... n) a obrigação de manter, durante a execução do contrato, todas as condições de habilitação exigidas na licitação... o) as sanções... p) as hipóteses de extinção da concessão... q) a vinculação ao edital de licitação e à proposta do licitante vencedor... r) a legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos... s) foro e o modo para solução extrajudicial das divergências contratuais... EM TERMO DE PERMISSÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE COM O DISPOTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 77 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto e área da permissão, bem como os prazos mínimo e máximo de vigência estimados... b) modo, forma e condições da prestação do serviço... c) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... d) as garantias de manutenção da proposta, de pagamento do preço público devido pela outorga e dos encargos decorrentes da mora, bem como as garantias de cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidas, quando exigidas... Fls. e) as tarifas a serem cobradas dos usuários, critérios para seu reajuste e revisão e as possíveis fontes de receitas alternativas... f) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, do permitente e do permissionário... g) condições gerais de interconexão... h) forma de prestação de contas e da fiscalização... i) bens entregues pelo permitente à administração do permissionário... j) sanções... k) as hipóteses de extinção da concessão... l) a vinculação ao edital de licitação e à proposta do licitante vencedor... 82

13 m) a legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos... n) bens reversíveis, se houver... o) foro e modo para solução extrajudicial das divergências... EM TERMO DE AUTORIZAÇÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE COM O DISPOTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 90 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto, área e prazo da autorização... b) modo, forma e condições de prestação do serviço... c) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... d) a vinculação da autorização ao cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidos pela autorizada, em conformidade com sua proposta e com o instrumento convocatório... e) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Agência e da autorizada... f) a forma de prestação de contas e da fiscalização... g) as condições para interconexão, se houver... h) preço máximo dos serviços que serão praticados junto aos usuários, quando for o caso, e os critérios de reajuste e revisão... i) a obrigação de a autorizada manter suas condições subjetivas, aferidas pela ANATEL, durante todo o período de exploração do serviço... j) a obrigação de a autorizada prestar os serviços em conformidade com o plano de execução por ela apresentado... k) as garantias de pagamento do preço público devido pela autorização e de cumprimento dos compromissos e contrapartidas... l) as sanções... m) as hipóteses de extinção da concessão... n) a vinculação ao edital de licitação e à proposta do licitante vencedor... o) a legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos... p) o foro e o modo para solução extrajudicial das divergências... Fls. 83

14 3 - CONCLUSÃO ( ) Diante do exposto, considerando, submetemos os autos à consideração superior, propondo a realização de diligência, objetivando ( ) Diante do exposto, considerando que foi apresentada a documentação exigida na IN n.º 27/98 e que foram observadas as formalidades previstas na legislação aplicável, submetemos os autos à consideração superior, propondo que sejam aprovados os procedimentos relativos ao segundo estágio, devendo os autos permanecerem nesta Unidade Técnica para juntada aos documentos correspondentes aos estágios posteriores e conseqüente análise. ( ) Diante do exposto, submetemos os autos à consideração superior, propondo que os mesmos sejam submetidos ao Relator, nos termos da art. 17 da IN n.º 27/98 TCU, em face das seguintes falhas ou irregularidades:, para adoção das seguintes medidas DATA/LOCAL AFCE/MATRICULA/ASSINATURA De acordo. DIRETOR/CARIMBO/ASSINATURA ( ) De acordo. Promova-se a diligência proposta. SECRETÁRIO/CARIMBO/ASSINATURA ( )De acordo. Os autos deverão permanecer nesta Unidade para juntada aos documentos referentes aos estágios posteriores e conseqüente análise. ( ) De acordo. Encaminhem-se os presentes autos à consideração do Relator. 5 - LEGISLAÇÃO: a - Lei n.º 9.472/97; b Resolução ANATEL n.º 65/98; c Lei n.º 8.977/95; d - Decreto n.º 2.206/96; 84

15 e IN-TCU n.º 27/98. 85

16 Tribunal de Contas da União TERCEIRO ESTÁGIO 1 - DADOS TC N : ORGÃO CONCEDENTE: OBJETO DA OUTORGA: LOCAL: 2 - PRIMEIRO E SEGUNDO ESTÁGIOS 2.1. Os exames relativos ao primeiro e segundo estágios - estudo de viabilidade técnica e econômica, da pré-qualificação e do edital - constam dos volumes..., às fls TERCEIRO ESTÁGIO -EXAME DO JULGAMENTO DA HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS 3.1. OBJETIVO: Verificar se os procedimentos adotados pela Comissão de Licitação relativos às exigências para habilitação das licitantes e ao julgamento das propostas foram compatíveis com as prescrições legais e não comprometeram o caráter competitivo do certame DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA: VERIFICAR SE CONSTAM DO PROCESSO OS ELEMENTOS EXIGIDOS PELO ART. 7º - IN-TCU N.º 27/98: a) atas de abertura e de encerramento da habilitação;... b) relatório de julgamento da habilitação;... c) questionamentos das licitantes sobre a fase de habilitação, eventuais recursos interpostos, acompanhados das respostas e decisões respectivas;... d) atas de abertura e de encerramento da fase do julgamento das propostas;... e) relatórios de julgamentos e outros que venham a ser produzidos;... f) recursos eventualmente interpostos e decisões proferidas referentes à fase do julgamento das propostas.... Fls. 86

17 3.3. PRAZOS (ART. 8º IN TCU N.º 27/98): VERIFICAR SE FORAM OBSERVADOS OS PRAZOS NO ENVIO DA DOCUMENTAÇÃO REFERENTE AO TERCEIRO ESTÁGIO - 5 (CINCO) DIAS, NO MÁXIMO, APÓS: a) esgotado o prazo para a interposição de recursos ao resultado do julgamento da fase de habilitação para os documentos relacionados nas alíneas a e b deste estágio;... b) as decisões proferidas sobre eventuais recursos interpostos para os documentos relacionados na alínea c ;... c) a homologação do resultado do julgamento das propostas para os demais documentos deste estágio.... SIM NÃO 3.4. ANÁLISE DO JULGAMENTO E DA HABILITAÇÃO VERIFICAR SE O JULGAMENTO DAS PROPOSTAS E DA HABILITAÇÃO CONTRARIAM OS PRINCÍPIOS GERAIS DA LICITAÇÃO E, EM ESPECIAL, SE: a) julgamento das propostas atendeu aos princípios de vinculação ao instrumento convocatório e comparação objetiva... b) as propostas foram classificadas de acordo com os fatores previstos no edital, utilizando-se, para tanto, exclusivamente os critérios nele indicados... c) no julgamento das propostas, não foi utilizado elemento, critério ou fator sigiloso, secreto, subjetivo ou reservado que, ainda que indiretamente, elidiu o princípio da igualdade entre os licitantes... d) os critérios de avaliação constantes do edital não contrariam normas ou princípios estabelecidos em lei... SIM NÃO 87

18 e) a Comissão fundamentou a desclassificação de propostas com a indicação precisa e objetiva de dispositivos de lei, regulamento ou instrumento convocatório que amparem a decisão... f) não foram classificadas propostas que não atendiam às exigências do ato convocatório da licitação... g) a Comissão de Licitação deu oportunidade para que os licitantes presentes à sessão de abertura dos envelopes se manifestassem sobre as propostas... h) no caso de a Comissão ter utilizado de pareceres ou estudos de especialistas para fundamentar sua decisão, os mesmos constam do processo i) foi analisada a documentação relativa à habilitação de todos os licitantes para verificação do cumprimento, pelo proponente que apresentou a melhor oferta, das condições restritivas fixadas no edital e, em especial, nos arts. 49, 53, 2º, inciso II e 56 1º do Regulamento para licitações de outorgas (Resolução ANATEL n.º 65/98)... j) a Comissão fundamentou a inabilitação de licitante com a indicação precisa e detalhada dos fatos e das razões de direito que ensejaram a decisão, não se tendo limitado à mera indicação de dispositivos de lei, regulamento ou instrumento convocatório... k) foram respeitadas as disposições constantes dos arts. 29 a 31 do Regulamento para licitações de outorgas (Resolução ANATEL n.º 65/98) para recebimento e análise de recursos... l) consta análise da Procuradoria da Agência Reguladora quanto à legalidade do procedimento licitatório, nos termos do art. 32 do Regulamento para licitações de outorgas (Resolução ANATEL n.º 65/98) CONCLUSÃO ( ) Diante do exposto, considerando, submetemos os autos à consideração superior, propondo a realização de diligência, objetivando 88

19 ( ) Diante do exposto, considerando que foi apresentada a documentação exigida na IN n.º 27/98 e que foi observada a legislação aplicável à matéria, submetemos os autos à consideração superior, propondo que sejam aprovados os procedimentos relativos ao terceiro estágio, devendo os autos serem encaminhados à consideração do Relator. ( ) Diante do exposto, considerando que foi apresentada a documentação exigida na IN- TCU n.º 27/98 e que foi observada a legislação aplicável à matéria, mas que foram detectadas as falhas apontadas no item XXX deste relatório, que não ensejam irregularidade, submetemos os autos à consideração superior, propondo que sejam aprovados, com ressalvas, os procedimentos relativos ao XXX estágio, devendo os autos serem remetidos à consideração do Relator, Exmo. Sr. ( ) Diante do exposto, submetemos os autos à consideração superior, propondo que os mesmos sejam submetidos ao Relator, nos termos da art. 17 da IN n.º 27/98 - TCU, em face das seguintes falhas ou irregularidades:..., para adoção das medidas... DATA/LOCAL AFCE/MATRICULA/ASSINATURA De acordo. DIRETOR/CARIMBO/ASSINATURA ( ) De acordo. Promova-se a diligência proposta. SECRETÁRIO/CARIMBO/ASSINATURA ( ) De acordo. Encaminhem-se os presentes autos à consideração do Relator. 5 - LEGISLAÇÃO: a - Lei n.º 9.472/97; b Resolução ANATEL n.º 65/98; c Lei n.º 8.977/95; d - Decreto n.º 2.206/96; e IN-TCU n.º 27/98. 89

20 Tribunal de Contas da União QUARTO ESTÁGIO 1. DADOS TC N : ORGÃO CONCEDENTE: OBJETO DA OUTORGA: LOCAL: 2 - PRIMEIRO AO TERCEIRO ESTÁGIOS 2.1. Os exames relativos ao primeiro, segundo e terceiro estágios estudos de viabilidade técnica e econômica, da pré-qualificação e do edital, bem como do julgamento das habilitações e das propostas constam dos volumes..., às fls QUARTO ESTÁGIO - EXAME DA OUTORGA E DO CONTRATO 3.1. OBJETIVO: Verificar se o ato de outorga e o contrato de concessão ou permissão assinados contêm algum vício ou disposições estranhas ao edital e à minuta de contrato previamente aprovada DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA: VERIFICAR SE CONSTAM DO PROCESSO OS ELEMENTOS EXIGIDOS PELO ART. 7º - IN N.º 027/98 TCU a) ato de outorga;... b) contrato de concessão ou de permissão.... Fls. 90

21 3.3. PRAZOS ART. 8º IN N.º 027/98 - TCU: Verificar se foram observados os prazos no envio da documentação referente ao Quarto Estágio - 5 (Cinco) dias, no máximo, após a assinatura do termo contratual:... SIM NÃO 3.4. PRAZOS (Parágrafo único do art. 9º da IN TCU n.º 27/98) : VERIFICAR SE FORAM OBSERVADOS OS PRAZOS ENTRE A HOMOLOGAÇÃO DO RESULTADO DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS E A ASSINATURA DO TERMO CONTRATUAL mínimo de 45 (quarenta e cinco) dias. Sim Não 91

22 4 - EXAME DO CONTRATO DE CONCESSÃO OU DO TERMO DE PERMISSÃO OU AUTORIZAÇÃO Creio que a análise proposta abaixo foi prevista (ou deveria ter sido) na análise do segundo estágio, sendo desnecessária nesse momento. No quarto estágio, o analista deve verificar se a minuta de contrato anexa ao edital da licitação foi respeitada em todos os seus itens e cláusulas. Não há análise de fato, mas simples conferência de itens e cláusulas (tudo tem de ser igual). EM CONTRATO DE CONCESSÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE DO CONTRATO ASSINADO COM A MINUTA APROVADA NO 2º ESTÁGIO, DE ACORDO A CONFORMIDADE COM O DISPOSTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 67 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto, área e prazo da concessão... b) modo, forma e condições da prestação do serviço... c) regras, critérios, indicadores, fórmulas e parâmetros definidores da implantação, expansão, alteração e modernização do serviço, bem como de sua qualidade... d) deveres relativos à universalização e à continuidade do serviço... e) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... f) as garantias de manutenção da proposta, de pagamento do preço público devido pela outorga e dos encargos decorrentes da mora, bem como as garantias de cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidas, quando exigidas... g) as condições de prorrogação, incluindo os critérios para fixação do valor... h) as tarifas a serem cobradas dos usuários e os critérios para seu reajuste e revisão... i) as possíveis receitas alternativas, complementares ou acessórias, bem como as provenientes de projetos associados... j) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Agência e da concessionária... k) a forma da prestação de contas e da fiscalização... l) os bens reversíveis, se houver... m) as condições gerais para interconexão, quando for o caso... n) a obrigação de manter, durante a execução do contrato, todas as condições de habilitação exigidas na licitação... o) as sanções... p) as hipóteses de extinção da concessão... q) a vinculação ao edital de licitação e à proposta do licitante vencedor... r) a legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos... s) foro e o modo para solução extrajudicial das divergências contratuais... SIM NÃO 92

23 EM TERMO DE PERMISSÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE COM O DISPOSTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 77 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto e área da permissão, bem como os prazos mínimo e máximo de vigência estimados... b) modo, forma e condições da prestação do serviço... c) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... d) as garantias de manutenção da proposta, de pagamento do preço público devido pela outorga e dos encargos decorrentes da mora, bem como as garantias de cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidas, quando exigidas... e) as tarifas a serem cobradas dos usuários, critérios para seu reajuste e revisão e as possíveis fontes de receitas alternativas... f) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, do permitente e do permissionário... g) condições gerais de interconexão... h) forma de prestação de contas e da fiscalização... i) bens entregues pelo permitente à administração do permissionário... j) sanções... k) as hipóteses de extinção da concessão... l) a vinculação ao edital de licitação e à proposta do licitante vencedor... m) a legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos... n) bens reversíveis, se houver... o) foro e modo para solução extrajudicial das divergências... EM TERMO DE AUTORIZAÇÃO, VERIFICAR A CONFORMIDADE COM O DISPOSTO NA LEI N.º 8.666/93 E NO ART. 90 DO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES DE OUTORGAS (RESOLUÇÃO ANATEL N.º 65/98) a) objeto e área da autorização... b) modo, forma e condições de prestação do serviço... c) valor devido pela outorga, a forma e as condições de pagamento... d) a vinculação da autorização ao cumprimento dos compromissos e contrapartidas assumidos pela autorizada, em conformidade com sua proposta e com o instrumento convocatório... e) os direitos, as garantias e as obrigações dos usuários, da Agência e da autorizada... f) a forma de prestação de contas e da fiscalização... g) as condições para interconexão, se houver... h) preço máximo dos serviços que serão praticados junto aos usuários, quan- SIM SIM NÃO NÃO 93

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0483-30/01-P Identidade do documento: Decisão 483/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. ANATEL. Licitação. Outorga de direito de concessão para a exploração

Leia mais

VIVA RIO REGULAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE BENS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS, SERVIÇOS E LOCAÇÕES

VIVA RIO REGULAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE BENS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS, SERVIÇOS E LOCAÇÕES VIVA RIO REGULAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE BENS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS, SERVIÇOS E LOCAÇÕES O PRESIDENTE DA VIVA RIO, no uso de suas atribuições regimentais, torna público o anexo Regulamento para Aquisição

Leia mais

4. No item 15 onde se lê: Prazo final para apresentação do cronograma e do orçamento de construção das INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO

4. No item 15 onde se lê: Prazo final para apresentação do cronograma e do orçamento de construção das INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO TEL: 55 (61) 426 5743 Ouvidoria: 0800727 2010 PARA: Fax: ASSUNTO: EDITAL DE LEILÃO N o 002/2004-ANEEL ADENDO N o 03 - ESCLARECIMENTO DE: Rosângela Lago TEL: (61) 426-5743 FAX: (61) 426-5778 FAX N 0 206/2004-CEL/ANEEL

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES PROCESSO Nº: UNIDADE GESTORA: RESPONSÁVEIS: INTERESSADO: ASSUNTO: RELATÓRIO REINSTRUÇÃO: DE ELC-14/00549369

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99. Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem :

ESCLARECIMENTOS. Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99. Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem : ESCLARECIMENTOS Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99 Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem : 1) Da Habilitação: Entendemos que as empresas participantes

Leia mais

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO Pregão Presencial nº. 003/2008 Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial EMENTA: AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0182-12/01-P Identidade do documento: Decisão 182/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Licitação para outorga de Direito de Exploração de Serviço

Leia mais

OBRAS PÚBLICAS: QUESTÕES PRÁTICAS DA LICITAÇÃO AO RECEBIMENTO

OBRAS PÚBLICAS: QUESTÕES PRÁTICAS DA LICITAÇÃO AO RECEBIMENTO FECAM Escola de Gestão Pública Municipal OBRAS PÚBLICAS: QUESTÕES PRÁTICAS DA LICITAÇÃO AO RECEBIMENTO Módulo II Chapecó, março/2012 1 Aspectos Legais da Licitação de Obras Denise Regina Struecker Auditora

Leia mais

LEI Nº 14.868, de 16 de dezembro de 2003 Dispõe sobre o Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas.

LEI Nº 14.868, de 16 de dezembro de 2003 Dispõe sobre o Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas. LEI Nº 14.868, de 16 de dezembro de 2003 Dispõe sobre o Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas. O Povo de Minas Gerais, por seus representantes, decretou e eu, em seu nome, sanciono a seguinte

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 001, DE 24 DE NOVEMBRO DE 1999 (*) Vide alterações e inclusões no final do texto

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO. Modalidade: CONCORRÊNCIA Nº. 01/2013 SEGEM

EDITAL DE LICITAÇÃO. Modalidade: CONCORRÊNCIA Nº. 01/2013 SEGEM EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade: CONCORRÊNCIA Nº. 01/2013 SEGEM Tipo: MELHOR TÉCNICA E MENOR VALOR POR TONELADA A SER PAGO PELO PODER CONCEDENTE PARA A EXECUÇÃO DO OBJETO DO PRESENTE EDITAL Processo nº.

Leia mais

1.2. Obrigatoriedade de realização de licitação ( CF, art. 37, XXI)

1.2. Obrigatoriedade de realização de licitação ( CF, art. 37, XXI) ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PÚBLICO DISCIPLINA: DIREITO ADMINISTRATIVO PROFESSORA: CLARISSA SAMPAIO SILVA 1) LICITAÇÃO - Previsão constitucional: 1.1. Estabelecimento de normas gerais ( CF, art.22, XXVII)

Leia mais

ATUAÇÃO DO TCU CONCESSÕES DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE INFRA ESTRUTURA

ATUAÇÃO DO TCU CONCESSÕES DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE INFRA ESTRUTURA SEMINÁRIO INTERNACIONAL CONCESSÃO DE AEROPORTOS ATUAÇÃO DO TCU NO ACOMPANHAMENTO DE CONCESSÕES DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE INFRA ESTRUTURA Francisco Giusepe Donato Martins Secretaria de Fiscalização de Desestatização

Leia mais

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009 RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009 Trata-se de procedimento licitatório, modalidade Concorrência, cujo objeto é a contratação de empresa do ramo da construção civil para execução

Leia mais

Novas Atitudes. Novos. Estado Gestor

Novas Atitudes. Novos. Estado Gestor Novas Atitudes Paradigmas 1 Procedimentos Estado G t Gestor Instrumentos 2 Sociedade Estado Necessidades Expectativas P i id d Prioridades Recebe a Recebe a pauta Deve se Deve se empenhar para atender

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Consultoria-Geral da União Consultoria Jurídica da União em Minas Gerais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Consultoria-Geral da União Consultoria Jurídica da União em Minas Gerais ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Consultoria-Geral da União Consultoria Jurídica da União em Minas Gerais ÍNDICE FORMULÁRIOS DE ACOMPANHAMENTO DOS PROCESSOS 01. Pregão Presencial para Aquisição de Bens... pág.

Leia mais

Mario Luis Coutinho de Araujo Araujo Enviado em: terça-feira, 2 de agosto de 2011 16:38 Para:

Mario Luis Coutinho de Araujo Araujo <araujo.m40@gmail.com> Enviado em: terça-feira, 2 de agosto de 2011 16:38 Para: Marcelino David Bandt Da Costa De: Mario Luis Coutinho de Araujo Araujo Enviado em: terça-feira, 2 de agosto de 2011 16:38 Para: Marcelino David Bandt Da Costa Assunto: Pedido de

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO. QUESTÕES SOBRE SERVIÇOS PÚBLICOS Profa. Iana Almeida I - ESTILO FCC

DIREITO ADMINISTRATIVO. QUESTÕES SOBRE SERVIÇOS PÚBLICOS Profa. Iana Almeida I - ESTILO FCC QUESTÕES SOBRE SERVIÇOS PÚBLICOS Profa. Iana Almeida I - ESTILO FCC 1 - Q444474 (Prova: FCC - 2014 - TRT - 13ª Região (PB) - Técnico Judiciário - Tecnologia da Informação / Direito Classificação;) O conceito

Leia mais

Assunto: Requerimento objetivando o acompanhamento, pelo TCU, de todos os procedimentos relativos à concessão de exploração da Ponte Rio-Niterói.

Assunto: Requerimento objetivando o acompanhamento, pelo TCU, de todos os procedimentos relativos à concessão de exploração da Ponte Rio-Niterói. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 141/93 - Plenário - Ata 15/93 Processo nº TC 006.098/93-2 Responsável (eis): Entidade: Departamento Nacional de Estradas de Rodagem - DNER. Relator:

Leia mais

SERVIÇOS DE RESPONSABILIDADE DE PRESTADORAS DE STFC (SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO). INCLUSÃO

SERVIÇOS DE RESPONSABILIDADE DE PRESTADORAS DE STFC (SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO). INCLUSÃO São Paulo, 01 de julho de 2013. Respostas às Impugnações de Edital de Licitação. Interessadas: VIVO S/A e CLARO S/A Referente: Respostas às Impugnações oferecidas ao PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 031/2013

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES Processo n. º 01158-5.2006.001 Interessado: PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS Referência: Recurso Administrativo. Modalidade

Leia mais

Resposta à Impugnação

Resposta à Impugnação GECOL/SSEAF, 11 de outubro de 2011. Assunto: Contratação de Fábrica de Software Resposta à Impugnação Diante da Impugnação recebida às 16h39 de 10/10/2011, do Edital do Pregão Eletrônico nº 22/2011, esta

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO Gabinete do Conselheiro Robson Marinho

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO Gabinete do Conselheiro Robson Marinho Segunda Câmara Sessão: 19/2/2013 01 TC-014557/026/10 - INSTRUMENTOS CONTRATUAIS Contratante: Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP. Contratada: VS Telecom Ltda. Autoridade(s) Responsável(is)

Leia mais

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013 PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013 Considerando o posicionamento enviado pela área técnica desta CGU-PR, segue abaixo a resposta ao Pedido Esclarecimento nº 01 PE nº 03/2013: QUESTIONAMENTO 01:

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO. DATA DE ABERTURA E CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PREÇOS E HABILITAÇÃO. a)- DIA 25/03/2013 às 14h15min

EDITAL DE LICITAÇÃO. DATA DE ABERTURA E CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PREÇOS E HABILITAÇÃO. a)- DIA 25/03/2013 às 14h15min EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO Nº. 046/2013 MODALIDADE: CONVITE N.º.08/2013 TIPO DE LICITAÇÃO: MENOR PREÇO PREAMBULO A Prefeitura Municipal de Suzanápolis (SP), com sede na Avenida Primeiro de Maio, nº.

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO ILUSTRÍSSIMO SENHOR ABDIAS DA SILVA OLIVEIRA DESIGNADO PREGOEIRO PARA O PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR PREGÃO ELETRÔNICO: 4/2015 COQUEIRO &

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA LEI Nº 2.342, de 28 de dezembro de 2015 EMENTA: Autoriza o Poder Executivo Municipal a conceder à iniciativa privada o serviço público de tratamento e destinação final de resíduos sólidos urbanos do Município

Leia mais

EXMO SENHOR PREGOEIRO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

EXMO SENHOR PREGOEIRO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS 1 EXMO SENHOR PREGOEIRO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 30/2011 PROCESSO Nº. 23042.000448/2011-01 M. DO ESPIRITO

Leia mais

LOTES. Abertura: 11/11/2014 Á ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO LABORATÓRIO NACIONAL DE ASTROFÍSICA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

LOTES. Abertura: 11/11/2014 Á ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO LABORATÓRIO NACIONAL DE ASTROFÍSICA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO PR/OI/1-1J98CDB/2014 Pregão Eletrônico N.º 24/2014 LOTES Contratação de empresa especializada na prestação de Serviço Telefônico Fixo Comutado (fixo-fixo e fixo-móvel), a ser executado de forma contínua,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Conceitos Verificações 1 VISÃO GERAL... 112 1.1 O QUE É O ARRENDAMENTO PORTUÁRIO?... 112 2 VERIFICAÇÕES INICIAIS... 113 3 ANÁLISE DOS ESTUDOS DE VIABILIDADE... 114 4 ANÁLISE DO FLUXO DE CAIXA... 117 5

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA ESTADO DA BAHIA Processo n.º 170/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA Referência: Pregão n.º 009/2015 Assunto: Impugnação aos Termos do Edital DECISÃO Trata-se de IMPUGNAÇÃO AO EDITAL interposta pela empresa PLUS

Leia mais

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O MANIFESTAÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 075/2012-MP/PA PREGOEIRA: ANDRÉA MARA CICCIO EMPRESA RECORRENTE: PREMIUM SERVICE LTDA CONTRARRAZÕES: TREVO COMERCIO E SERVICO LTDA - ME OBJETO:

Leia mais

- CARTA CONVITE Nº001/2015 - CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE MORMAÇO RS ORDENADOR DE DESPESA: EDUARDO ZANIN EXERCÍCIO 2015 TIPO TÉCNICA E PREÇO

- CARTA CONVITE Nº001/2015 - CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE MORMAÇO RS ORDENADOR DE DESPESA: EDUARDO ZANIN EXERCÍCIO 2015 TIPO TÉCNICA E PREÇO - CARTA CONVITE Nº001/2015 - DE RS ORDENADOR DE DESPESA: EDUARDO ZANIN EXERCÍCIO 2015 TIPO TÉCNICA E PREÇO Nos termos da Lei nº8.666/93, suas alterações posteriores e demais dispositivos legais aplicáveis,

Leia mais

faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N 663 DE 02 DE JULHO DE 1996. Cria o Programa Estadual de Desestatização, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 011/2014 ASSUNTO: Impugnação oferecida pela empresa RECORDS PROPAGANDA DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO A empresa

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES. UNIDADE GESTORA: Prefeitura Municipal de Palhoça

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES. UNIDADE GESTORA: Prefeitura Municipal de Palhoça TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES Fls 109. PROCESSO Nº: REP-12/00376967 UNIDADE GESTORA: Prefeitura Municipal de Palhoça RESPONSÁVEL: Ronério

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 7 07/10/2015 10:08 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE 2015 Vigência Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado

Leia mais

O entendimento está correto, conforme a Cláusula Quarta, Parágrafo Quinto da Minuta do Contrato (Anexo IV do Edital).

O entendimento está correto, conforme a Cláusula Quarta, Parágrafo Quinto da Minuta do Contrato (Anexo IV do Edital). Questão 1 4.4.3 (edital) A empresa líder do Consórcio deverá apresentar o instrumento de constituição ou de compromisso de constituição do Consórcio, o qual não deverá revelar dados contidos na Proposta

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 23348.001145/2012-44 OBJETO: Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Telefonia Móvel Pessoal. ASSUNTO: Impugnação ao Edital 24/2012 1. RELATÓRIO Trata-se

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. - CERON

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. - CERON Processo: PREGÃO ELETRÔNICO N.º 060/2008 Objeto: Contratação de Empresa Especializada para a Prestação de Serviços de Comunicação de Dados/Voz/lmagens, serviços que englobam a conservação da Intranet baseada

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara 1. Processo n.º: TC 05821/2008 2. Classe de Assunto: 09 Processo Licitatório / 04 Inexigibilidade 3. Responsável: Sandra Cristina Gondim Secretária da Administração

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa QATIVE TECNOLOGIA E EVENTOS LTDA. DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE

Leia mais

SEMINÁRIO RENOVAÇÃO DE CONCESSÕES DO SETOR PÚBLICO DE ENERGIA ELÉTRICA. Porto Alegre 05/10/2009 Luiz Carlos Guimarães ABRADEE

SEMINÁRIO RENOVAÇÃO DE CONCESSÕES DO SETOR PÚBLICO DE ENERGIA ELÉTRICA. Porto Alegre 05/10/2009 Luiz Carlos Guimarães ABRADEE SEMINÁRIO RENOVAÇÃO DE CONCESSÕES DO SETOR PÚBLICO DE ENERGIA ELÉTRICA Porto Alegre 05/10/2009 Luiz Carlos Guimarães ABRADEE Concessões de Distribuição QUANTO AO PRAZO CONTRATUAL AS CONCESSÕES DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO

REGULAMENTO DA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO Consolidação ao Regulamento da Licitação na Modalidade Pregão da Centrais Elétricas de Carazinho S/A ELETROCAR, aprovado pela Diretoria Executiva conforme Ordem de Serviço nº 03/12 de 09/03/2012, cuja

Leia mais

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17 RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17 DO OBJETO Trata-se de procedimento licitatório na modalidade Concorrência, cujo objeto é a contratação de empresa

Leia mais

Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e possibilidades

Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e possibilidades Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e Marcus Vinicius Macedo Pessanha Sócio Coordenador de Direito Regulatório Escritório Nelson Wilians e Advogados

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A Secretaria de Administração do Estado X publicou edital de licitação, na modalidade concorrência, para a elaboração dos projetos básico e executivo e para a realização

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

DECISÃO SOBRE A IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 019/2015-EMAP, APRESENTADA PELA EMPRESA HAPVIDA ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA.

DECISÃO SOBRE A IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 019/2015-EMAP, APRESENTADA PELA EMPRESA HAPVIDA ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA. DECISÃO SOBRE A IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 019/2015-EMAP, APRESENTADA PELA EMPRESA HAPVIDA ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA. Impugnação: Trata-se de Impugnação a itens do Termo de Referência e

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Belo Horizonte, 19 de outubro de 2015. ASSUNTO: ENCAMINHAMENTO AO PRESIDENTE: DECISÃO DA PREGOEIRA EM RELAÇÃO AO RECURSO ADMINISTRATIVO APRESENTADO

Leia mais

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº, DE 2013

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº, DE 2013 PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº, DE 2013 (Do Sr. CARLOS SOUZA) Susta a aplicação dos artigos 62 e 63 do Regulamento do Serviço Móvel Pessoal SMP, anexo à Resolução nº 477, de 7 de agosto de 2007, da

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 REGULAMENTO PARA ARRECADAÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO DAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA O FUNDO DE UNIVERSALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015

Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 Processo nº 0448.1511/15-9 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 066A/2015 DATA DA ABERTURA: 13/11/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

LICITAÇÕES DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

LICITAÇÕES DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA LICITAÇÕES DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA A NECESSÁRIA VISÃO PANORÂMICA SOB OS OLHARES DO PÚBLICO E DO PRIVADO Carga horária: 16 horas A - A PREVISÃO CONSTITUCIONAL E A LICITAÇÃO 1. Da supremacia das

Leia mais

Concurso - EPPGG 2013. Prof. Leonardo Ferreira Turma EPPGG-2013 Aula 06,07,08,09

Concurso - EPPGG 2013. Prof. Leonardo Ferreira Turma EPPGG-2013 Aula 06,07,08,09 Concurso - EPPGG 2013 Prof. Leonardo Ferreira Turma EPPGG-2013 Aula 06,07,08,09 Ordem ao caos...(p4) Tema 4: 1. Práticas de gestão governamental no Brasil e seus resultados: Gestão de suprimentos e logística

Leia mais

CAPÍTULO I Da fase interna da licitação SEÇÃO I Do edital padrão

CAPÍTULO I Da fase interna da licitação SEÇÃO I Do edital padrão 1 Fonte: http://www.transportes.gov.br/ Link: legislação Instrução Normativa MT nº 001/2007, de 04/10/2007, publicada no D.O.U em 05/10/2007. Uniformiza os procedimentos e rotinas a serem observados pelo

Leia mais

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos:

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: 1) No item 10.3.2 Documentação De Qualificação Econômico-Financeira, não é

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17.09.13 ITEM Nº 053

PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17.09.13 ITEM Nº 053 PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17.09.13 ITEM Nº 053 TC-002206/003/08 Contratante: DAE S/A - Água e Esgoto Jundiaí. Contratada: Central Business Comunicação e Editora Ltda. Autoridade(s) Responsável(is) pela

Leia mais

ESCLARECIMENTO 1. Informamos a todos os licitantes interessados no PR 017/2012 a seguinte solicitação de esclarecimento realizado por e-mail:

ESCLARECIMENTO 1. Informamos a todos os licitantes interessados no PR 017/2012 a seguinte solicitação de esclarecimento realizado por e-mail: ESCLARECIMENTO 1 Local: Porto Alegre Data: 17/05/2012 Ref. PREGÃO PRESENCIAL 017/2012 DE: Comissão de Licitação PARA: Os Licitantes Informamos a todos os licitantes interessados no PR 017/2012 a seguinte

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES ADITIVO (03) AO TERMO DE CONVÊNIO 3756/10 que entre si celebram a FUNDAÇÃO SOCIAL DE CURITIBA e a VIDA PROMOÇÃO SOCIAL (VPS) A ASSOCIAÇÃO VIDA PROMOÇÃO SOCIAL

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO No- 623, DE 18 DE OUTUBRO DE 2013 Aprova o Regulamento de Conselho de Usuários. O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES,

Leia mais

CONSULTA N. 605/2014 CONSULENTE: UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EMENTA: 1. PERGUNTA:

CONSULTA N. 605/2014 CONSULENTE: UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EMENTA: 1. PERGUNTA: CONSULTA N. 605/2014 CONSULENTE: UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EMENTA: Contrato. Obras e serviços de engenharia. Faturamento em nome de fornecedor/fabricante que não participou da licitação.

Leia mais

Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul

Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO AO EDITAL REFERÊNCIA : TOMADA DE PREÇOS N.º 01/2015 PROC. ADM. N.º : 143/2015 IMPUGNANTE : FLORES ADVOGADOS ASSOCIADOS - OAB/RS 4.398 EDITAL TOMADA DE PREÇOS N.º 01/2015. CONTRATAÇÃO

Leia mais

Manaus, 14 de agosto de 2015. RECURSO ADMINISTRATIVO. Pregão Eletrônico SRP Nº 06/2015. Protocolos nº 4681/2015 e 4701/2015 Recurso e

Manaus, 14 de agosto de 2015. RECURSO ADMINISTRATIVO. Pregão Eletrônico SRP Nº 06/2015. Protocolos nº 4681/2015 e 4701/2015 Recurso e Manaus, 14 de agosto de 2015. RECURSO ADMINISTRATIVO. Pregão Eletrônico SRP Nº 06/2015. Protocolos nº 4681/2015 e 4701/2015 Recurso e Protocolo nº 4835/2015 - Contrarrazões À Autoridade competente da PRODAM

Leia mais

ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES. ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1

ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES. ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1 ANEXO IV MODELOS DE TERMOS, DECLARAÇÕES E PROCURAÇÕES ANEXO IV - Item 4.1 e 4.3.11 do Edital Conjunto 1 MODELO nº 1 0XX/200X/SPV - ANATEL, promovida pela Agência Nacional de Telecomunicações, na forma

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO EXAME PRÉVIO DE EDITAL RELATOR CONSELHEIRO SIDNEY ESTANISLAU BERALDO TRIBUNAL PLENO - SESSÃO DE 26-03-2014 MUNICIPAL REFERENDO ============================================================ Processo: TC-001177.989.14-2

Leia mais

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007

Decreto nº 8.538, de 6 de outubro de 2015 Decreto nº 6.204, de 5 de setembro de 2007 DECRETO 8.538/2015 COMPARATIVO COM DECRETO 6.204/2007 Outubro/2015 Importante: Pontos acrescidos estão destacados em verde. Pontos suprimidos estão destacados em vermelho. Decreto nº 8.538, de 6 de outubro

Leia mais

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Presencial nº. 18/2007

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Presencial nº. 18/2007 Processo: A 07/204 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços em implementação de windows server 2003 enterprise, active directory,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 25004.005767/2007-09 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

CONVITE Nº 050A/2015

CONVITE Nº 050A/2015 Processo nº 0308.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 050A/2015 DATA DA ABERTURA: 19/08/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

Sistema de Registro de Preços. Diretoria Central de Licitações e Contratos Outubro/2013

Sistema de Registro de Preços. Diretoria Central de Licitações e Contratos Outubro/2013 Sistema de Registro de Preços Diretoria Central de Licitações e Contratos Outubro/2013 CONTEÚDO 1. Conceito 2. Embasamento Legal 3. Aplicação 4. Atores e atribuições 5. Etapas do Procedimento para registro

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 003 -TERRACAP PROCESSO Nº: 111.004.762/2013 Pregão Presencial Nº: 29/2013 VALIDADE: 12 meses, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de

Leia mais

O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições:

O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições: PORTARIA Nº. 001/2009 O Diretor Presidente do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS, no uso de suas atribuições: Considerando que o CENTRO INTEGRADO DE ESTUDOS

Leia mais

Fernando do Nascimento Rocha Procurador do Estado do Piauí

Fernando do Nascimento Rocha Procurador do Estado do Piauí Fernando do Nascimento Rocha Procurador do Estado do Piauí Conceito Procedimento prévio às contratações realizadas pelo Poder Público. FINALIDADES 1. Obter a melhor contratação pelo Poder Público (preço

Leia mais

CONTRATO Nº 04/2015 CLÁUSULA I DO OBJETO

CONTRATO Nº 04/2015 CLÁUSULA I DO OBJETO CONTRATO Nº 04/2015 Pelo presente instrumento particular, de um lado a Câmara Municipal de Itajubá, com sede na Praça Amélia Braga, 45, centro, inscrita no CNPJ sob o nº 00.993.308/0001-85, neste ato representada

Leia mais

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue:

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue: Quanto aos questionamentos apresentados pela empresa LORENO, passamos a responder o seguinte: Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA )

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: - TERRACAP PROCESSO Nº: Pregão Presencial Nº: VALIDADE:, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de do ano de dois mil e treze,

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 5 PROCESSO RPL 06/00331939 UNIDADE GESTORA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA - SEF INTERESSADO

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP Aos 27 (vinte e sete) dias de mês de maio do ano de 2015, o Município de Parazinho/RN, CNPJ nº. 08.113.631/0001-29, com sede na Praça Senador

Leia mais

LICITAÇÃO, CONTRATOS E COMPRAS GOVERNAMENTAIS

LICITAÇÃO, CONTRATOS E COMPRAS GOVERNAMENTAIS LICITAÇÃO, CONTRATOS E COMPRAS GOVERNAMENTAIS CURSO DE GESTÃO PÚBLICA THIAGO MONTEIRO BONATTO Porque a Administração Pública deve estabelecer contratos especiais em suas contratações de serviços e aquisições?

Leia mais

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS. (Modelos sugeridos)

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS. (Modelos sugeridos) ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E CARTAS (Modelos sugeridos) Conteúdo dos envelopes: a) ENVELOPE DE CREDENCIAMENTO (i) Documentos do REPRESENTANTE LEGAL; (ii) Documentos da CORRETORA CREDENCIADA; (iii)

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL RELATÓRIO E INFORMAÇÕES À AUTORIDADE SUPERIOR RECURSO ADMINISTRATIVO/CONTRARRAZÕES FEITO: RECURSO ADMINISTRATIVO/CONTRARRAZÕES REFERÊNCIA: CONCORRÊNCIA 001/2013 RAZÕES: DESOBEDIÊNCIA A ITENS EDITALÍCIOS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA Parecer Jurídico n.º 010/2015 Impugnação ao Edital n 01/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas

Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas CONSULTA N. 811.980 EMENTA: Consulta Prefeitura Municipal I. Realização de sistema de credenciamento para prestação de

Leia mais

EDITAL DO CONVITE 2.0 - DO OBJETO

EDITAL DO CONVITE 2.0 - DO OBJETO EDITAL DO CONVITE PROCESSO Nº 09.04.0021/2012 MODALIDADE: Convite nº 09.04.002/2012 DATA DE EMISSÃO: 09/04/2012 DATA DA LICITAÇÃO: 16/04/2012 HORA DA LICITAÇÃO: 11:00 horas TIPO DE LICITAÇÃO: Menor Preço

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N.º 011/2015

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N.º 011/2015 EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N.º 011/2015 JOÃO PEDRO TILL, Diretor Presidente da Autarquia Municipal de Turismo GRAMADOTUR, no uso legal de suas atribuições, e de conformidade com a Lei n.º 8.666 de 21.06.93

Leia mais

..., respeitosamente, à presença do CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO - CNPQ, por seu representante legal, inconformada, data vênia, com a especificação contida nos Itens 1.0

Leia mais

RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO

RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO As solicitações das Declarações e Especificações Técnicas 01 DO OBJETO (pagina 01 do Edital) Locação de impressoras multifuncionais novas (comprovadamente, com o máximo

Leia mais