Superior Tribunal de Justiça

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Superior Tribunal de Justiça"

Transcrição

1 RECURSO ESPECIAL Nº RS (2007/ ) RELATOR RECORRENTE ADVOGADA RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO MASSAMI UYEDA : PAMPA TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S/A. : CAROLINA SOARES DE LUCA E OUTRO(S) : 14 BRASIL TELECOM CELULAR S/A E OUTRO : MICHEL AVELINE DE OLIVEIRA E OUTRO(S) EMENTA RECURSO ESPECIAL - CONTRATOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES - EXTINÇÃO RECONHECIDA JUDICIALMENTE EM OUTRO FEITO - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS - DISCUSSÃO ACERCA DO VALOR ATRIBUÍDO À CAUSA - AUSÊNCIA DAS HIPÓTESES DO ART. 259, V, DO CPC - ADEMAIS, PEDIDO DE PERDAS E DANOS QUE NÃO ABRANGE TODAS AS CLÁUSULAS DOS CONTRATOS EXTINTOS - VALOR DA CAUSA A SER CONSIDERADO: EXPRESSÃO ECONÔMICA PLEITEADA PELO AUTOR DA DEMANDA - INDICAÇÃO, NA PETIÇÃO INICIAL, DE VALOR CERTO, EMBORA SEM CONTEÚDO ECONÔMICO IMEDIATO - CORRESPONDÊNCIA DESTE AO BENEFÍCIO ECONÔMICO VISADO - UTILIZAÇÃO COMO VALOR DA CAUSA - POSSIBILIDADE, NA ESPÉCIE - RECURSO ESPECIAL PARCIALMENTE PROVIDO. I - O valor atribuído à causa deve corresponder à expressão econômica pretendida pelo autor com a demanda, medida segundo a sua pretensão articulada na petição inicial; II - O pedido formulado pela recorrente PAMPA, por estar limitado ao pagamento de perdas e danos em decorrência do inadimplemento de obrigações existentes em sucessivos instrumentos contratuais e aditivos, todos já extintos, não se enquadra nas hipóteses previstas no art. 259, V, do CPC; III - Ademais, a demanda ajuizada pela PAMPA não se refere a todas as avenças, mas apenas a algumas cláusulas contratuais, não devendo, por tanto, o valor da causa ser fixado com base no valor nominal dos contratos extintos; IV - Embora os valores referidos na inicial não se revistam de conteúdo econômico imediato e tenham sido formulados de forma aproximada, não deixam eles de ser certos, podendo ser utilizados como parâmetro de fixação do valor da causa; V - Recurso especial parcialmente provido. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima indicadas, acordam os Ministros da TERCEIRA TURMA do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas a seguir, a Turma, por unanimidade, dar parcial provimento ao recurso especial, nos termos do voto do(a) Sr(a). Ministro(a) Relator(a). Os Srs. Ministros Sidnei Beneti e Paulo de Tarso Sanseverino votaram com o Sr. Ministro Relator. Impedidos os Srs. Ministro Vasco Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 1 de 12

2 Della Giustina e Nancy Andrighi. Brasília, 26 de abril de 2011(data do julgamento) MINISTRO MASSAMI UYEDA Relator Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 2 de 12

3 RECURSO ESPECIAL Nº RS (2007/ ) RELATOR RECORRENTE ADVOGADA RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO MASSAMI UYEDA : PAMPA TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S/A. : CAROLINA SOARES DE LUCA E OUTRO(S) : 14 BRASIL TELECOM CELULAR S/A E OUTRO : MICHEL AVELINE DE OLIVEIRA E OUTRO(S) RELATÓRIO EXMO. SR. MINISTRO MASSAMI UYEDA(Relator): Os elementos dos autos dão conta de que PAMPA TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S. A. ajuizou, em 18/12/2006, pelo rito ordinário, ação em face de 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, objetivando o pagamento de indenização decorrente de resilição de contratos sucessivos e aditivos de prestação de serviços de telecomunicações (engenharia, elaboração de projetos, implantação de redes de acesso, dentre outros), ocorrida em , sendo referida resilição contratual confirmada pelo egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul em outro processo (ação de manutenção de contrato ajuizada anteriormente pela PAMPA em face da 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, fls. 291/298). Na inicial da ação indenizatória, a PAMPA pleiteou, em síntese, o pagamento de perdas e danos relativos: i) às verbas previstas nos contratos extintos, mas que deixaram de ser repassadas à PAMPA pela 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO; ii) aos valores dos serviços prestados pela PAMPA durante a vigência dos contratos, porém, não pagos pela 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, por não estarem referidos serviços previstos nos instrumentos contratuais; iii) à indenização em razão das alegadas arbitrariedades e excessos, cometidos pela 14 BRASIL TELECOM CELULAR S/A E OUTRO durante a vigência dos contratos, eivados, segundo a PAMPA, de cláusulas abusivas. Em razão das parcelas ilíquidas que compuseram o pedido formulado na inicial, a PAMPA atribuiu à causa o valor de R$ ,00 (quarenta milhões de reais - fls. 32/102). Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 3 de 12

4 Citadas (fl. 118), 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO apresentaram contestação, em 29/03/2007, sustentando preliminares de prescrição da cobrança dos valores anteriores a dezembro/2003 e de inépcia da inicial, e, no mérito, requerendo a improcedência dos pedidos formulados pela PAMPA (fls. 126/194). Na mesma data (29/03/2007), 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO apresentaram impugnação ao valor da causa atribuido pela PAMPA, alegando "que o valor a ser estipulado à causa deve corresponder ao montante apurado pelo contrato que se pretende discutir, ou seja, R$ ,28". Alternativamente, requereu que fosse atribuído à causa "o somatório dos valores exigidos pela PAMPA em cada um de seus pedidos quantitativos no curso da inicial, que somam mais de R$ ,83" (fls. 14/18). Apresentada resposta à impugnação ao valor da causa pela PAMPA (fls. 22/28), o r. Juízo de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de Porto Alegre/RS acolheu a impugnação, fixando o valor da causa em R$ ,28 (duzentos e sessenta e cinco milhões, duzentos e noventa e quatro mil, setecentos e setenta e dois reais e vinte e oito centavos), com correção monetária pelo IGP-M a partir de 1/08/2005 até a data de ingresso da ação (fl. 29). Em face do r. decisum monocrático, a PAMPA interpôs agravo de instrumento (fls. 3/10), que, após resposta da 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO (fls. 306/313), foi desprovido pelo egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, conforme assim ementado: "AGRAVO DE INSTRUMENTO. IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA CAUSA. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO EM FACE DA RESILIÇÃO DE CONTRATO. APLICAÇÃO DO ART. 259, V, DO CPC. O VALOR DA CAUSA DEVE CORRESPONDER AO VALOR DO CONTRATO OBJETO DA LIDE. PRECEDENTES. AGRAVO DESPROVIDO" (fl. 315). No presente recurso especial, interposto pela PAMPA, com fundamento no art. 105, inciso III, alíneas "a" e "c", da Constituição Federal de 1988, em que se alega negativa de vigência dos arts. 259, inciso V, do Código de Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 4 de 12

5 Processo Civil, 389 e 402 do Código Civil, além de dissídio jurisprudencial, busca a recorrente a reforma do r. decisum, sustentando, em síntese, que o valor da causa a ser considerado não é o do contrato como um todo, mas o do proveito efetivamente buscado pela PAMPA, que envolve apenas algumas cláusulas contratuais. Aduz, outrossim, que a discussão tratada nos autos não envolve existência, validade, modificação ou rescisão de negócio jurídico, mas perdas e danos decorrentes de resilição de contrato já extinto, sendo inaplicável, portanto, a regra do art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil. Alega, por fim, que o valor da causa por ela atribuído à inicial não causa prejuízos às recorridas (fls. 326/342). As recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, embora devidamente intimadas, não apresentaram contra-razões ao apelo nobre (fl. 345). A 3ª Vice-Presidência do e. Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul admitiu o recurso (fls. 348/349). É o relatório. Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 5 de 12

6 RECURSO ESPECIAL Nº RS (2007/ ) EMENTA RECURSO ESPECIAL - CONTRATOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES - EXTINÇÃO RECONHECIDA JUDICIALMENTE EM OUTRO FEITO - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS - DISCUSSÃO ACERCA DO VALOR ATRIBUÍDO À CAUSA - AUSÊNCIA DAS HIPÓTESES DO ART. 259, INCISO V, DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL - ADEMAIS, PEDIDO DE PERDAS E DANOS QUE NÃO ABRANGE TODAS AS CLÁUSULAS DOS CONTRATOS EXTINTOS - VALOR DA CAUSA A SER CONSIDERADO: EXPRESSÃO ECONÔMICA PLEITEADA PELO AUTOR DA DEMANDA - INDICAÇÃO, NA PETIÇÃO INICIAL, DE VALOR CERTO, EMBORA SEM CONTEÚDO ECONÔMICO IMEDIATO - CORRESPONDÊNCIA DESTE AO BENEFÍCIO ECONÔMICO VISADO - UTILIZAÇÃO COMO VALOR DA CAUSA - POSSIBILIDADE, NA ESPÉCIE - RECURSO ESPECIAL PARCIALMENTE PROVIDO. I - O valor atribuído à causa deve corresponder à expressão econômica pretendida pelo autor com a demanda, medida segundo a sua pretensão articulada na petição inicial; II - O pedido formulado pela recorrente PAMPA, por estar limitado ao pagamento de perdas e danos em decorrência do inadimplemento de obrigações existentes em sucessivos instrumentos contratuais e aditivos, todos já extintos, não se enquadra nas hipóteses previstas no art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil; III - Ademais, a demanda ajuizada pela PAMPA não se refere a todas as avenças, mas apenas a algumas cláusulas contratuais, não devendo, por tanto, o valor da causa ser fixado com base no valor nominal dos contratos extintos; Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 6 de 12

7 IV - Embora os valores referidos na inicial não se revistam de conteúdo econômico imediato e tenham sido formulados de forma aproximada, não deixam eles de ser certos, podendo ser utilizados como parâmetro de fixação do valor da causa; V - Recurso especial parcialmente provido. VOTO EXMO. SR. MINISTRO MASSAMI UYEDA(Relator): O inconformismo recursal merece prosperar em parte. Com efeito. Na realidade, é assente o entendimento de que o valor atribuído à causa deve corresponder à expressão econômica pretendida pelo autor com a demanda, medida segundo a sua pretensão articulada na petição inicial. A propósito: REsp /MG, 3ª Turma, relator Ministro Ari Pargendler, julgado em 27/06/2002, DJ 23/09/2002. Nesse sentido, o art. 259 do Código de Processo Civil enumera, em seus incisos, algumas hipóteses que norteiam o juiz e as partes na atribuição de valor à causa, prevendo, em seu inciso V, que, quando o litígio tiver por objeto a existência, validade, cumprimento, modificação ou rescisão de negócio jurídico, o valor da causa corresponderá ao valor do contrato. Assim, na hipótese descrita, presume a lei que a expressão econômica pretendida pelo autor equivale ao valor do contrato discutido. In casu, o Tribunal de origem, ao analisar os pedidos formulados na inicial da ação indenizatória, fundamentou, em síntese, que a recorrente PAMPA objetivava a revisão e a discussão acerca do cumprimento - tido por defeituoso - do contrato pelas recorridas 4 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO. Por conseqüência, a Corte estadual aplicou à espécie o art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil, conforme se verifica no seguinte excerto do julgado: "'In casu", busca a parte ora agravante a revisão da avença firmada, veiculando pedido de indenização por perdas e danos em face do Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 7 de 12

8 cumprimento defeituoso da avença. Aliás, quando ao ajuizamento do feito, a parte autora examina determinadas cláusulas do contrato que ensejariam o pedido indenizatório, restando patente que a discussão gira sobre o contrato que, ao fim e ao cabo, acabou resilido, não havendo falar em pedidos de natureza inestimável - a propósito, as demandadas, em resposta ao agravo, fazem referência a valor do pedido que gira, inicialmente, por volta de R$ ,00, isso sem contar outros pedidos veiculados pelo agravante" (fl. 314). Não se olvida que, repise-se, nos termos do art. 259, incisov, do Código de Processo Civil, quando o litígio tiver por objeto a existência, validade, cumprimento, modificação ou rescisão de negócio jurídico, o valor da causa corresponderá ao valor do contrato. Contudo, analisando-se detidamente a inicial da ação de indenização ajuizada pela recorrente PAMPA em face das recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, afere-se, sem qualquer revolvimento do conjunto fático-probatório, que a pretensão formulada pela PAMPA não se enquadra nas hipóteses previstas no art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil. Veja-se, na verdade, que o pedido formulado pela PAMPA na ação indenizatória limita-se, em apertada síntese, ao pagamento de perdas e danos em decorrência do inadimplemento, pelas recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, de obrigações existentes em sucessivos instrumentos contratuais e aditivos, todos já extintos, sendo o último contrato, inclusive, declarado resilido por decisão judicial. Desse modo, a regra do art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil, que, cumpre ressaltar, pressupõe a existência de um contrato atual, válido ou não (no caso de pretensão relativa a "validade", "cumprimento", "modificação" ou "revisão" ), ou a intenção de uma das partes no sentido de ver reconhecida judicialmente a existência ou não do contrato (no caso de pretensão relacionada à "existência" ), não se aplica à hipótese dos autos, devendo, pois, ser atribuído como valor da causa o proveito econômico efetivamente perseguido pela autora PAMPA, e não o valor dos contratos. Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 8 de 12

9 Ademais, veja-se que, mesmo admitindo-se a incidência do dispositivo legal supra-referido, a demanda ajuizada pela PAMPA não se refere a todas as avenças, mas apenas a algumas cláusulas dos contratos e aditivos sucessivamente firmados entre as partes, entre e Portanto, é certo que, se a PAMPA pleiteia na ação ordinária a discussão de perdas e danos que entende devidos em razão do não-cumprimento de determinadas cláusulas contratuais, é ilógico atribuir-se à causa o valor integral dos contratos discutidos (R$ ,28 - duzentos e sessenta e cinco milhões, duzentos e noventa e quatro mil, setecentos e setenta e três reais e vinte e oito centavos). A propósito, já decidiu esta Corte Superior que, "o valor da causa deve ser proporcional à cláusula contratual envolvida na controvérsia, e não de todo o contrato" (ut STJ, 3ª Turma, REsp , relatora Ministra Nancy Andrighi, j. em 19/03/2001). Desse modo, independentemente da aplicação ou não do art. 259, inciso V, do Código de Processo Civil, deve-se perquirir, na espécie, o conteúdo econômico efetivamente pretendido pela recorrente PAMPA. Superada essa questão, é importante deixar assente que, enquanto as recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO afirmaram à fl. 15 que o valor pretendido pela recorrente PAMPA corresponde, no mínimo, a R$ ,83 (cento e cinqüenta e cinco milhões, oitocentos e nove mil, novecentos e vinte e dois reais e oitenta e três centavos) - excluídos os pedidos cujo valor é inestimável -, tese, inclusive, acolhida pelo Tribunal a quo no acórdão de fl. 314, a recorrente PAMPA sustenta que a maioria dos pedidos contidos na inicial seriam de natureza inestimável, a dependerem de perícia especializada e de liquidação de sentença para atingirem a certeza de um título executivo, havendo, inclusive, trechos com indicações expressas de valores, mas como meras sugestões e/ou estimativas, que não expressam condenações pecuniárias certas (ut razões de recurso especial, fl. 326). Nesse ponto, razão assiste às recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, uma vez que, efetivamente, a petição inicial da ação de Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 9 de 12

10 indenização ajuizada pela PAMPA contém referências expressas a valores requeridos a títulos de perdas e danos, que totalizam, ao menos, R$ ,83 (cento e cinqüenta e cinco milhões, oitocentos e nove mil, novecentos e vinte e dois reais e oitenta e três centavos). É certo, outrossim, que, embora os valores acima mencionados não se revistam de conteúdo econômico imediato - o que dependerá de apuração pericial a ser realizada no decorrer da ação ordinária -, e tenham sido formulados de forma aproximada, não deixam eles de ser certos, uma vez que foram eles aferidos mediante cálculos objetivamente efetuados pela recorrente PAMPA, tendo por base as cláusulas tidas por inadimplidas dos contratos já extintos. Em sendo assim, quantificando a recorrente PAMPA os benefícios econômicos que deseja auferir com o pedido, não tem qualquer substância a indicação, como valor da causa, de valor estimativo de R$ ,00 (quarenta milhões de reais), quantia bem inferior à pleiteada, ao menos, na ação. E nem se alegue - como propõe a recorrente PAMPA às fls. 325/326 - que a indicação do referido valor estimativo não causa prejuízo processual às recorridas 14 BRASIL TELECOM CELULAR S. A. E OUTRO, uma vez que, na esteira da jurisprudência deste Tribunal Superior, o magistrado, quando da fixação da verba honorária, em sentença sem preceito condenatório, e, portanto, amparada no art. 20, 4º, do Código de Processo Civil, pode eleger como base de cálculo tanto o valor da causa, como arbitrar valor fixo, levando em consideração o caso concreto à luz dos preceitos constantes das alíneas "a", "b" e "c" do 3º do referido preceito legal, consoante se verifica dos seguintes arestos deste Superior Tribunal de Justiça: REsp /SP, Relator Ministro Antônio de Pádua Ribeiro, DJ 24/03/2003; EREsp /RS, Relatora Ministra Eliana Calmon, Corte Especial, DJ 21/08/2006; e AgRg nos EREsp /SC, Corte Especial, Rel. Min. Hamilton Carvalhido, DJe de 20/10/2008. Por conseqüência, conclui-se que o valor de R$ ,83 (cento e cinqüenta e cinco milhões, oitocentos e nove mil, novecentos e vinte e dois reais e oitenta e três centavos) é o benefício econômico visado e, a fortiori, o valor da causa para todos os fins de direito. Assim sendo, dá-se parcial provimento ao recurso especial de Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 10 de 12

11 PAMPA TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S. A., para o fim de fixar o valor da causa em R$ ,83 (cento e cinqüenta e cinco milhões, oitocentos e nove mil, novecentos e vinte e dois reais e oitenta e três centavos). É o voto. MINISTRO MASSAMI UYEDA Relator Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 11 de 12

12 CERTIDÃO DE JULGAMENTO TERCEIRA TURMA Número Registro: 2007/ PROCESSO ELETRÔNICO REsp / RS Números Origem: PAUTA: 26/04/2011 JULGADO: 26/04/2011 Relator Exmo. Sr. Ministro MASSAMI UYEDA Ministro Impedido Exmo. Sr. Ministro : VASCO DELLA GIUSTINA (DESEMBARGADOR CONVOCADO DO TJ/RS) Presidente da Sessão Exmo. Sr. Ministro MASSAMI UYEDA Subprocurador-Geral da República Exmo. Sr. Dr. JUAREZ ESTEVAM XAVIER TAVARES Secretária Bela. MARIA AUXILIADORA RAMALHO DA ROCHA RECORRENTE ADVOGADA RECORRIDO ADVOGADO AUTUAÇÃO : PAMPA TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S/A. : CAROLINA SOARES DE LUCA E OUTRO(S) : 14 BRASIL TELECOM CELULAR S/A E OUTRO : MICHEL AVELINE DE OLIVEIRA E OUTRO(S) ASSUNTO: DIREITO CIVIL - Obrigações - Espécies de Contratos CERTIDÃO Certifico que a egrégia TERCEIRA TURMA, ao apreciar o processo em epígrafe na sessão realizada nesta data, proferiu a seguinte decisão: A Turma, por unanimidade, deu parcial provimento ao recurso especial, nos termos do voto do(a) Sr(a). Ministro(a) Relator(a). Os Srs. Ministros Sidnei Beneti e Paulo de Tarso Sanseverino votaram com o Sr. Ministro Relator. Impedidos os Srs. Ministro Vasco Della Giustina e Nancy Andrighi. Documento: Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 11/05/2011 Página 12 de 12

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.153.218 - SP (2009/0135019-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI EMENTA PROCESSO CIVIL. REPRESENTAÇÃO PROCESSUAL. CÓPIA DE PROCURAÇÃO. INSTRUMENTO PÚBLICO. PRESUNÇÃO DE VALIDADE.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.280.171 - SP (2011/0144286-3) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRO MASSAMI UYEDA : A C DE A : ANNA CRISTINA BORTOLOTTO SOARES E OUTRO(S) : B L C DE A E OUTRO : CLEBER SPERI EMENTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.322.914 - PR (2012/0097003-6) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADA S : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : ROBERTO GETULIO MAGGI : CARLOS FREDERICO REINA COUTINHO E OUTRO(S) : SUL AMÉRICA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 447.888 - RO (2002/0084713-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : ADMINISTRADORA E CORRETORA DE SEGUROS - RONSEG ADVOGADO : ODAILTON KNORST RIBEIRO RECORRENTE : SUL AMÉRICA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI EMENTA CIVIL. RECURSO ESPECIAL. AGRAVO NO RECURSO ESPECIAL. AÇÃO DE COBRANÇA DE SEGURO OBRIGATÓRIO DPVAT. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. OMISSÃO, CONTRADIÇÃO OU OBSCURIDADE.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.087.601 - GO (2008/0199580-8) RELATOR : MINISTRO MASSAMI UYEDA RECORRENTE : RANDON ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA ADVOGADO : ROBERTA BASSO CANALE E OUTRO(S) RECORRIDO : ARNO BRUNO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.061.500 - RS (2008/0119719-3) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : BANCO CITIBANK S/A ADVOGADO : EDUARDO GRAEFF E OUTRO(S) RECORRIDO : ADELINA FARINA RUGA ADVOGADO : MARCOS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.246.396 - RS (2011/0066530-4) RELATOR AGRAVANTE AGRAVADO : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO : LIBERTY PAULISTA SEGUROS S/A : ANGELINO LUIZ RAMALHO TAGLIARI E OUTRO(S) :

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.133.495 - SP (2009/0065395-1) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRO MASSAMI UYEDA : JOAQUIM GANÂNCIA DOS SANTOS E OUTRO : ROBERTO SUGAYA E OUTRO : ERNESTO PEREIRA E OUTROS : SEM

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 707.286 - RJ (2004/0169313-7) RELATOR AGRAVANTE AGRAVADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : GOLDEN CROSS ASSISTÊNCIA INTERNACIONAL DE SAÚDE LTDA EMENTA DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.054.856 - RJ (2008/0097307-7) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRIDO : GOLDEN CROSS ASSISTÊNCIA INTERNACIONAL DE SAÚDE LTDA EMENTA Direito Civil. Recurso especial. Plano de

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 781.703 - RS (2005/0152790-8) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA : UNIÃO : MARCOS ROBERTO SILVA DE ALMEIDA E OUTROS : WALDEMAR MARQUES E OUTRO EMENTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EMENTA FALÊNCIA. HABILITAÇÃO DE CRÉDITO. CONTRIBUIÇÃO PARAFISCAL DEVIDA AO SENAI. POSSIBILIDADE. 1. De acordo com a jurisprudência desta Corte, a possibilidade de cobrança do crédito por meio de execução

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO EM HABEAS CORPUS Nº 25.738 - MG (2009/0052319-3) RELATOR : MINISTRO VASCO DELLA GIUSTINA (DESEMBARGADOR CONVOCADO DO TJ/RS) AGRAVANTE ADVOGADOS JOÃO PEDRO DA COSTA BARROS AGRAVADO EMENTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.079.644 - SP (2008/0172654-7) RELATORA : MINISTRA ELIANA CALMON RECORRENTE : VELLOZA GIROTTO E LINDENBJOM ADVOGADOS ASSOCIADOS S/C ADVOGADO : LUIZ EDUARDO DE CASTILHO GIROTTO E OUTRO(S)

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 593.196 - RS (2003/0164484-3) RELATOR : MINISTRO HÉLIO QUAGLIA BARBOSA EMENTA RECURSO ESPECIAL. SEGURO. ATRASO NO PAGAMENTO DOS VALORES DEVIDOS PELA SEGURADORA. LUCROS CESSANTES. OCORRÊNCIA.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 695.205 - PB (2004/0145940-1) RELATOR RECORRENTE ADVOGADOS RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO : BANCO DO BRASIL S/A : MAGDA MONTENEGRO PAULO LOPES DA SILVA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 976.125 - SP (2007/0182780-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI EMENTA Direito civil. Lei 9.656/98. Demissão, sem justa causa, de aposentado que participou, por mais de dez anos, de

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.097.758 - MG (2008/0236409-4) RELATOR : MINISTRO MASSAMI UYEDA RECORRENTE : JOSÉ ALVES CAMPOS ADVOGADO : JAYME MOREIRA ANDRADE E OUTRO(S) RECORRIDO : COMPANHIA DE SEGUROS MINAS BRASIL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR S : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO : LEONARDO LOREA MATTAR - DEFENSOR PÚBLICO SOLANGE DINIZ JUNQUEIRA CUNHA - DEFENSORA PÚBLICA E OUTROS EMENTA AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.080.614 - SP (2008/0176494-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI EMENTA Direito de família e das sucessões. Ação de reconhecimento de sociedade de fato, proposta por ex-companheiro

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.171.486 - SP (2009/0239644-0) RELATOR AGRAVANTE AGRAVADO : MINISTRO MARCO BUZZI EMENTA AGRAVO REGIMENTAL - AÇÃO DE COBRANÇA - ASSOCIAÇÃO DE MORADORES - PAGAMENTO DE TAXA DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA AGRAVANTE : ONDREPSB LIMPEZA E SERVIÇOS ESPECIAIS LTDA ADVOGADO : IVAR LUIZ NUNES PIAZZETA E OUTRO(S) AGRAVADO : FAZENDA NACIONAL PROCURADORES : ANGELA T GOBBI ESTRELLA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATORA S : MINISTRA NANCY ANDRIGHI EMENTA PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. RECURSO DE APELAÇÃO INTERPOSTO APÓS O TÉRMINO DO EXPEDIENTE FORENSE. INTEMPESTIVIDADE. ARTS. 172, 3º,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça S EMENTA CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. PLANO DE SAÚDE. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. CIRURGIA BARIÁTRICA. PEDIDO MÉDICO. NEGATIVA DE AUTORIZAÇÃO. DANO MORAL. DECISÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 777.566 - RS (2005/0143321-1) RELATOR : MINISTRO VASCO DELLA GIUSTINA (DESEMBARGADOR CONVOCADO DO TJ/RS) RECORRENTE : BUNGE FERTILIZANTES S/A ADVOGADO : JORGE LUIZ ZANON RECORRIDO :

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 960.280 - RS (2007/0134692-2) RELATOR : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO RECORRENTE : POLIEDRO CONSTRUÇÕES LTDA E OUTROS ADVOGADO : AYRTON LIMA FREITAS E OUTRO(S) RECORRIDO : GERALDO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 907.718 - ES (2006/0266103-0) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : LUCIANO DA SILVA MAYRINK ADVOGADO : LUCIANA MARQUES DE ABREU JÚDICE E OUTRO(S) RECORRIDO : ASSOCIAÇÃO DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATORA RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : S B : JASON SOARES DE ALBERGARIA FILHO E OUTRO : T C DA C : EBER CARVALHO DE MELO E OUTRO EMENTA Direito civil e processual civil.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 903.771 - SE (2006/0255350-2) RELATOR : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO RECORRENTE : CONSTRUTORA CELI LTDA ADVOGADOS : MICHELA ÉRICA RICARTE COSTA JÚLIO CARRERA CORREIA E OUTRO(S)

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI PROCURADORES : CLAUDIO XAVIER SEEFELDER FILHO DEYSI CRISTINA DA 'ROLT E OUTRO(S) EMENTA TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL. DECLARAÇÃO DO DÉBITO PELO CONTRIBUINTE (DCTF).

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.237.894 - MT (2011/0026945-1) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADO : NAGIB KRUGER E OUTRO(S) RECORRIDO : SUSSUMO SATO E OUTRO ADVOGADO : GILMAR

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 300.953 - SP (2013/0046349-0) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI : PAULO ALVES ESTEVES SALO KIBRIT EMENTA AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. ALIMENTOS

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 1.105.951 Tipo: Acórdão STJ Data de Julgamento: 04/10/2011 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:14/10/2011 Estado: Rio de Janeiro Cidade: Relator: Sidnei Beneti

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 426.242 - RS (2013/0370295-0) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN EMENTA PROCESSUAL CIVIL. TRIBUTÁRIO. COFINS. EMPRESAS CORRETORAS DE SEGUROS. MAJORAÇÃO DA ALÍQUOTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 437.853 - DF (2002/0068509-3) RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI RECORRENTE : FAZENDA NACIONAL PROCURADOR : DANIEL AZEREDO ALVARENGA E OUTROS RECORRIDO : ADVOCACIA BETTIOL S/C

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.353.891 - RJ (2012/0109074-7) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : FUNDAÇÃO REDE FERROVIÁRIA DE SEGURIDADE SOCIAL - REFER ADVOGADO : ANDRÉA PICCOLO BRANDÃO E OUTRO(S) RECORRIDO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 864.760 - GO (2006/0145586-0) RELATORA : MINISTRA JANE SILVA (DESEMBARGADORA CONVOCADA DO TJ/MG) RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : SALVADOR LAUREANO DE ASSUNÇÃO ADVOGADO : LÁZARO SOBRINHO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA AGRAVANTE : INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA - INCRA INTERES. : MARIA DE HOLANDA E SILVA E OUTROS EMENTA ADMINISTRATIVO. AGRAVO REGIMENTAL. DESAPROPRIAÇÃO.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA EMENTA PREVIDENCIÁRIO. APOSENTADORIA. CONTAGEM DE TEMPO DE SERVIÇO EXERCIDO EM CONDIÇÕES ESPECIAIS. COMPROVAÇÃO POR MEIO DE FORMULÁRIO PRÓPRIO. POSSIBILIDADE ATÉ

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça : UNIMED DE ARAÇATUBA - COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO EMENTA PLANO DE SAÚDE. INADIMPLÊNCIA DO SEGURADO SUPERIOR A 60 (SESSENTA) DIAS. NOTIFICAÇÃO PRÉVIA. RESCISÃO UNILATERAL. POSSIBILIDADE. 1. A rescisão

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 976.531 - SP (2007/0188741-5) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : MITSUI MARINE E KYOEI FIRE SEGUROS S/A ADVOGADO : MARCIA APARECIDA DA SILVA ANNUNCIATO E OUTRO(S) RECORRIDO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.355.554 - RJ (2012/0098185-2) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRO SIDNEI BENETI : GAFISA S/A : RICARDO DE MENEZES SABA E OUTRO(S) : TÂNIA BARRETO SIMÕES CORREA E OUTRO : MARCELO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 712.998 - RJ (2004/0180932-3) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN RECORRENTE : MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO PROCURADOR : MARIANA RODRIGUES KELLY E SOUSA E OUTRO(S) RECORRIDO : ADELINO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES RECORRENTE : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO RECORRIDO : MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO : WALDNER F DA SILVA INTERES. : MANOEL ALVES FERRASOL : MARCO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.311.383 - RS (2012/0041009-1) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO AGRAVANTE : ANTONIO CHAGAS DE ANDRADE ADVOGADOS : MARCELO LIPERT E OUTRO(S) ROBERTO DE FIGUEIREDO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 184.727 - DF (2012/0112646-2) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS EMENTA PROCESSUAL CIVIL. COMPETÊNCIA. PERIÓDICO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.072.988 - MG (2008/0153048-9) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : CATALÃO VEÍCULOS LTDA ADVOGADO : ANALUCIA COUTINHO MALTA E OUTRO(S) RECORRIDO : CLEUZA MARIA BORGES ADVOGADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl na PET no RECURSO ESPECIAL Nº 1.120.971 - RJ (2008/0112653-7) (f) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI EMBARGANTE : EDITORA ABRIL S/A E OUTROS EMBARGADO : FERNANDO AFFONSO COLLOR DE MELLO EMENTA PROCESSUAL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 957.757 - SC (2007/0127539-7) RELATORA RECORRENTE : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : MARIA DO CARMO MARTINS ANGELO : JOÃO JANNIS JUNIOR E OUTRO(S) : CAIXA SEGURADORA S/A : VALTER FISCHBORN

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg nos EDcl no AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 694.688 - SP (2005/0121691-5) RELATOR : MINISTRO FELIX FISCHER AGRAVANTE : ANELINO ANTONIO RODRIGUES ADVOGADO : HERTZ JACINTO COSTA AGRAVADO : INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.291.738 - RS (2011/0116562-4) RECORRENTE RECORRIDO : JORGE FERNANDES FLOR : ANDRÉ FERNANDES ESTEVEZ E OUTRO(S) : BRASIL TELECOM S/A : CAROLINA DUARTE VENDRUSCOLO E OUTRO(S) RELATÓRIO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 719.474 - SP (2015/0125771-3) RELATOR AGRAVANTE PROCURADOR AGRAVADO : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES : MUNICIPIO DE GUARULHOS : ANA PAULA HYROMI YOSHITOMI : CECÍLIA CRISTINA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 659.830 - DF (2004/0087560-5) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRO CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO : EDUARDO AUGUSTO QUADROS E ALMEIDA : MANOEL FAUSTO FILHO E OUTRO : SOCIEDADE DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.241.305 - RS (2011/0045666-6) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : MARILENE MARCHETTI : GENÉZIO RAMPON : SEGURADORA LÍDER DOS CONSÓRCIOS DO SEGURO DPVAT S/A :

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 704.881 - RS (2004/0126471-0) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN AGRAVANTE : TRANSPORTADORA DE CARGAS MERCOSUL LTDA ADVOGADO : CLÁUDIO LEITE PIMENTEL E OUTRO(S) AGRAVADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.045.616 - DF (2008/0069652-2) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADA : MINISTRO ALDIR PASSARINHO JUNIOR : NEUZA JOSE RIBEIRO : MARCOS ATAIDE CAVALCANTE E OUTRO(S) : BRB CLUBE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA Nº 26.044 - MS (2008/0000154-1) RELATORA RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO PROCURADOR : MINISTRA MARIA THEREZA DE ASSIS MOURA : MÁRCIA ARAÚJO LIMA : IGOR NAVARRO RODRIGUES CLAURE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.084.748 - MT (2008/0194990-5) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA : DÉCIO JOSÉ TESSARO E OUTRO(S) :

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA ADVOGADO : LUIZ ANTÔNIO MUNIZ MACHADO E OUTRO(S) EMENTA DIREITO SINDICAL. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL. ART. 8º, IV, DA CF/88. COMPETÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. PUBLICAÇÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.092.134 - SC (2008/0190848-8) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI AGRAVANTE : ASSEC - ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL E CARITATIVA HOSPITAL SÃO PAULO ADVOGADO : ARCIDES DE DAVID

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.042.313 - SP (2008/0063407-7) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : CLAUDETE APARECIDA DA SILVA ADVOGADO : ROBERTO DIAS VIANNA DE LIMA E OUTRO(S) RECORRIDO : COMPANHIA PAULISTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.273.311 - SP (2011/0144262-4) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : VIRGÍNIO ARAÚJO FILHO E OUTROS : EMERSON RIBEIRO DANTONIO : COMPANHIA DE SEGUROS DO ESTADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.423.457 - PR (2013/0400739-4) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS AGRAVANTE : ZR IMPORTAÇÕES LTDA ADVOGADOS : CRISTIANO LISBOA YAZBEK E OUTRO(S) FERNANDO SOLÁ SOARES TAILANE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.218.980 - RS (2009/0152036-0) RELATOR : MINISTRO CASTRO MEIRA EMENTA PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. AGRAVO REGIMENTAL. VIOLAÇÃO DO ART. 535, INCISO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO EM HABEAS CORPUS Nº 21.628 - SP (2007/0158779-3) RELATORA : MINISTRA LAURITA VAZ RECORRENTE : AGOSTINHO FERRAMENTA DA SILVA JÚNIOR ADVOGADO : JULIANA FERRAMENTA DA SILVA RECORRIDO : TRIBUNAL DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 972.075 - SC (2007/0178356-6) RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI ADVOGADO : DANTE AGUIAR AREND E OUTRO(S) EMENTA PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO. RECURSO ESPECIAL. VIOLAÇÃO AO ART.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JORGE SCARTEZZINI EMENTA PROCESSO CIVIL - AGRAVO DE INSTRUMENTO - NEGATIVA DE PROVIMENTO - AGRAVO REGIMENTAL - SEGURO - ALEGAÇÃO DE DOENÇA PRÉ-EXISTENTE - MÁ-FÉ - REEXAME DE PROVA SÚMULA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.188.091 - MG (2010/0056466-0) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : SANDRA MARIA RAMOS BRAGA ADVOGADO : RENATO SIFFERT GIRUNDI DO NASCIMENTO E OUTRO(S) RECORRIDO : PORTO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.054.847 - RJ (2008/0099222-6) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO REPR. POR RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO LUIZ FUX : TEREZINHA FUNKLER : LÍDIA MARIA SCHIMMELS E OUTRO(S) : BANCO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 541.231 - RS (2003/0077262-4) RELATOR : MINISTRO CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO RECORRENTE : BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A - BANRISUL ADVOGADO : GILMAR DUARTE E OUTROS RECORRENTE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 89.695 - RS (2011/0212549-1) RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES EMENTA PROCESSUAL CIVIL. TRIBUTÁRIO. ISS. BASE DE CÁLCULO. SERVIÇO DE TRANSPORTE COLETIVO MUNICIPAL.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 966.736 - RS (2007/0152846-0) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : PAULO GILBERTO ALTMANN ADVOGADO : ANDRE ROBERTO MALLMANN RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECLAMAÇÃO Nº 10.093 - MA (2012/0205425-3) RELATOR : MINISTRO ANTONIO CARLOS FERREIRA RECLAMANTE : BRADESCO SEGUROS S/A ADVOGADA : ANA PAULA DE PAULA E OUTRO(S) RECLAMADO : QUINTA TURMA RECURSAL CÍVEL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça SENTENÇA ESTRANGEIRA CONTESTADA Nº 1.032 - GB (2005/0066622-7) RELATOR REQUERENTE ADVOGADO : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA : GRACE NANCY JOY PIRIE : MICHAEL MARY NOLAN E OUTRO(S) EMENTA HOMOLOGAÇÃO DE

Leia mais

D E C I S Ã O. Contra-razões ofertadas as fls. 176/184 em total prestígio a. sentença.

D E C I S Ã O. Contra-razões ofertadas as fls. 176/184 em total prestígio a. sentença. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA QUARTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0168239-18.2007.8.19.0001 APELANTE: BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A APELADO: CATIA MARIA DA SILVA COUTO RELATOR:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl na MEDIDA CAUTELAR Nº 18.265 - SP (2011/0162752-2) RELATOR EMBARGANTE ADVOGADOS EMBARGADO : MINISTRO PAULO DE TARSO SANSEVERINO : C G C : JAISON OSVALDO DELLA GIUSTINA MARCELO ANDRÉ FONTES E OUTRO(S)

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 468.333 - MS (2002/0108270-6) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADO : GILBERTO EIFLER MORAES E OUTRO(S) RECORRIDO : LEODARCY DA SILVA ANGELIERI

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl no RECURSO ESPECIAL Nº 1.119.300 - RS (2009/0013327-2) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO EMBARGANTE : LUIZ CARLOS CASSIANO RODRIGUES (ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA) : PAULA CAMUNELLO SOARES EMBARGADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.377.764 - MS (2013/0097041-0) RELATORA RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADOS : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : INFINITY AGRÍCOLA S/A - EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL : ABELARDO CÉZAR XAVIER

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 996.613 - ES (2007/0244394-3) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PROCURADOR : RAFAEL INDUZZI DREWS E OUTRO(S) RECORRIDO : COLATINA DIESEL LTDA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 476.551 - RJ (2014/0033135-0) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO : ELISA GONÇALVES RIBEIRO LUCAS BRAGA EICHENBERG EMENTA AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO EM RECURSO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 897.205 - DF (2006/0235733-6) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : VOLKSWAGEN LEASING S/A - ARRENDAMENTO MERCANTIL ADVOGADO : VINICIUS OLLIVER DOMINGUES MARCONDES E OUTROS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.311.407 - SP (2012/0041104-0) RELATÓRIO O EXMO. SR. MINISTRO RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA (Relator): Trata-se de recurso especial interposto por PAULO DONIZETI DA SILVA e sua esposa

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.028.503 - MG (2008/0019188-3) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : A DE C A - MENOR IMPÚBERE : S M DE C : ANA LUISA BRANDÃO TEIXEIRA BANTERLI E OUTRO(S) : V G

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA RECORRENTE : E L DOS S E OUTRO ADVOGADO : JULIANO FONSECA DE MORAIS EMENTA RECURSO ESPECIAL. PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO DE DIVÓRCIO DIRETO CONSENSUAL. CASAMENTO REALIZADO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.037.819 - MT (2008/0052098-0) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO MASSAMI UYEDA : GRAÚNA AGRO LTDA : CLÁUDIA AQUINO DE OLIVEIRA E OUTRO(S) : CAIADO PNEUS LTDA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 644.984 - RJ (2005/0162830-7) RELATOR EMBARGANTE EMBARGADO : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO : CARVALHO HOSKEN S/A ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES : JOSÉ GAGLIARDI E OUTRO(S) :

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 85735/2011 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. DIRCE MARIA NONATO DE MORAES

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 85735/2011 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. DIRCE MARIA NONATO DE MORAES APELAÇÃO Nº 85735/2011 CLASSE CNJ 198 COMARCA CAPITAL Fls. APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. APELADA: DIRCE MARIA NONATO DE MORAES Número do Protocolo: 85735/2011 Data de Julgamento: 1812012 EMENTA APELAÇÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 134.778 - MG (2000/0136693-9) RELATOR : MINISTRO CESAR ASFOR ROCHA EMBARGANTE : SÃO BENEDITO AGROPECUÁRIA S/A ADVOGADO : FERNANDO NEVES DA SILVA E OUTROS EMBARGADO :

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 100.321 - MT (2011/0227285-6) RELATOR AGRAVANTE ADVOGADO AGRAVADO ADVOGADO : MINISTRO RAUL ARAÚJO : JOSÉ VALMIR BARBOSA DE ALMEIDA : WILSON MOLINA PORTO : TOKIO MARINE BRASIL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.451.602 - PR (2014/0100898-3) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS AGRAVANTE : MTD COMÉRCIO LTDA ADVOGADOS : CHRISTIANO MARCELO BALDASONI CRISTIANO CEZAR SANFELICE

Leia mais

Brasília (DF), 25 de novembro de 2013(Data do Julgamento) RECURSO ESPECIAL Nº 1.411.293 - SP (2013/0341500-6)

Brasília (DF), 25 de novembro de 2013(Data do Julgamento) RECURSO ESPECIAL Nº 1.411.293 - SP (2013/0341500-6) RECURSO ESPECIAL Nº 1.411.293 - SP (2013/0341500-6) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : MAGALY APARECIDA SALORNO : ANA APULA PICCHI DANCONA VIVIANE DUARTE GONÇALVES E OUTRO(S) : SUL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 403.750 - SP (2013/0327430-1) RELATOR AGRAVANTE ADVOGADO AGRAVADO ADVOGADO : MINISTRO OG FERNANDES : COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO - SABESP

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl no AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.157.106 - MT (2009/0162827-3) RELATOR EMBARGANTE EMBARGADO : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES : ROGÉRIO LUIZ GALLO E OUTRO(S) : DANIELA ALLAM GIACOMET GUSTAVO DO AMARAL

Leia mais

Dados Básicos. Ementa. Íntegra

Dados Básicos. Ementa. Íntegra Dados Básicos Fonte: 1.196.992 Tipo: Acórdão STJ Data de Julgamento: 06/08/2013 Data de Aprovação Data não disponível Data de Publicação:22/08/2013 Estado: Mato Grosso do Sul Cidade: Relator: Nancy Andrighi

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 668.042 - PR (2015/0042833-7) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO AGRAVANTE : JOSE VIOLADA FONTES ADVOGADO : JAIR APARECIDO ZANIN AGRAVADO : ITAU UNIBANCO S.A ADVOGADOS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.195.976 - RN (2010/0096018-1) RELATOR : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA RECORRENTE : TELEMAR NORTE LESTE S/A ADVOGADO : IGOR XAVIER SILVEIRA E OUTRO(S) RECORRIDO : RABELLO E BARRETO

Leia mais

DECISÕES» ISS. 3. Recurso especial conhecido e provido, para o fim de reconhecer legal a tributação do ISS.

DECISÕES» ISS. 3. Recurso especial conhecido e provido, para o fim de reconhecer legal a tributação do ISS. DECISÕES» ISS INTEIRO TEOR. EMENTA. TRIBUTÁRIO. RECURSO ESPECIAL. ATIVIDADE DE INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS. EXISTÊNCIA DE DOIS CONTRATOS: O DE COMPRA E VENDA E O DE EMPREITADA. CARACTERIZAÇÃO DE FATO GERADOR

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 997.956 - SC (2007/0243759-4) RELATOR AGRAVANTE S AGRAVADO : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO EMENTA AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO ESPECIAL. DIREITO DO CONSUMIDOR. RESCISÃO DE CONTRATO

Leia mais