04. A REDAÇÃO deve ser passada a limpo na FOLHA de REDAÇÃO. O rascunho não será corrigido

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "04. A REDAÇÃO deve ser passada a limpo na FOLHA de REDAÇÃO. O rascunho não será corrigido"

Transcrição

1 VESTIBULAR /07/2014 RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES: 01. Este Caderno contém 60 questões, todas de múltipla escolha (numeradas em algarismos arábicos) e uma REDAÇÃO. Confira a numeração das questões e o número de páginas, antes de responder a prova. Em caso de falhas na impressão ou falta de alguma questão, solicite imediata substituição do Caderno. 02. Cada questão de múltipla escolha contém apenas uma alternativa correta. 03. Preencha, na Folha de Respostas, o espaço correspondente à alternativa escolhida, utilizando preferencialmente caneta esferográfica de tinta azul ou preta. 04. A REDAÇÃO deve ser passada a limpo na FOLHA de REDAÇÃO. O rascunho não será corrigido 05. Não é permitida a utilização de nenhum material para anotação do GABARITO que não seja o fornecido pela COMPROV. 06. Durante a prova o candidato não deverá levantar-se ou comunicar-se com outros candidatos. 07. A duração da prova é de cinco horas, já incluído o tempo destinado ao preenchimento da Folha de Respostas. 08. O candidato será avisado de que o tempo de prova estará chegando ao final, quando faltarem 30 minutos. 09. Permanecer na sala onde realiza a prova por, no mínimo, 3 (três) horas. 10. Deixar o local de prova com o seu gabarito, no mínimo, após 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos do início da prova. 11. A desobediência a qualquer uma das determinações constantes nas presentes instruções ou na folha de respostas poderá implicar na anulação da prova do candidato.

2 VESTIBULAR DE JULHO DE 2014 GABARITO DO CANDIDATO

3 Língua Portuguesa 01 Em países de forte produção científica, como Japão e Estados Unidos, as feiras de ciências fervilham num imenso circuito de colégios, de onde os melhores projetos são alçados a competições nacionais e mundiais que atraem dinheiro e atenção de gigantes da tecnologia e do meio acadêmico. São, afinal, vitrines de jovens talentos que gostam de ciência tanto quanto ou mais do que de seus videogames. (THOMAZ, C. Revista Veja, 18/6/2014, p. 110, com adaptação) O uso de palavras com força argumentativa positiva indica que a autora do texto tem o objetivo de a) destacar a importância dos eventos escolares para o desenvolvimento da ciência. b) enfatizar a competição dos países desenvolvidos para o progresso da ciência. c) mostrar o papel das feiras de ciências como apresentadoras de futuros especialistas. d) reforçar, entre os jovens, a ideia de que estudar é tão bom quanto se divertir. e) chamar a atenção para o fato de que grandes projetos nascem de ideias de jovens. 02 São, afinal, vitrines de jovens talentos que gostam de ciência tanto quanto ou mais do que de seus videogames. (THOMAZ, C. Revista Veja, 18/6/2014, p. 110) A inclusão do advérbio afinal, nesse texto, a) põe como foco da mensagem vitrines de jovens talentos que gostam de ciência... b) denota um tom irônico relacionando jovens a mercadorias expostas em vitrines. c) altera o valor de verdade da informação dada sobre jovens gostarem de ciência. d) reforça a ideia de que jovens talentos precisam aparecer para o grande público. e) atua como indicador de grupo de jovens unidos pelo amor à ciência e a videogames. 03 O exercício da acupuntura tem gerado polêmica na Paraíba. O chefe de fiscalização do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) disse que, embora haja exemplos de sucesso na execução de acupuntura por outros profissionais da saúde, não se pode desconsiderar aqueles que não foram bem sucedidos e que resultaram prejuízos perpétuos para os pacientes. (Jornal da Paraíba, 17/6/2014, C. Cidades, p.3, com adaptação) Que estratégia argumentativa segue o chefe de fiscalização do CRM-PB, para expor sua opinião sobre o tema e influenciar o leitor? a) Ao afirmar que há casos que resultaram prejuízos (argumento de autoridade), ele frustra a expectativa que se criou no leitor de que o CRM-PB considera viável a prática da acupuntura por médicos e outros profissionais da área. b) Ao citar casos de pacientes prejudicados pela prática da acupuntura (argumento de exemplificação), comovendo o leitor, o chefe de fiscalização posiciona-se contrariamente a essa técnica chinesa. c) Ao confirmar que é possível desconsiderar casos de insucessos (argumento possível em favor da tese), o chefe de fiscalização surpreende o leitor com uma conclusão contrária. d) Ao reconhecer que a acupuntura pode ter resultados positivos, quando praticada por não médicos (antecipação de argumento), o chefe de fiscalização, de antemão, anuncia ao leitor que prevalece a opinião contrária. e) Ao opor exemplos de sucesso e de insucesso na prática de acupuntura (contestação da tese apresentada), o chefe de fiscalização surpreende o leitor em relação à posição tomada. 04 O aumento exponencial da violência, disseminada desde a Capital aos pequenos redutos do interior, é tudo o que não desejaria experimentar, como hoje experimenta, a família paraibana desesperançada e impaciente. As estatísticas policiais há muito demonstram que o grosso da criminalidade resulta do tráfico de drogas e das arengas de botequim. Ou seja, são causas, a bendizer, com demarcação histórica e geográfica, a que pelo jeito têm faltado a prevenção devida e o policiamento ágil e corriqueiro. (Editorial. Jornal da Paraíba, 04/07/2014, p.6) Quais elementos linguísticos contribuem para a progressão temática e organização desse fragmento de editorial? a) Tudo grosso da criminalidade causas a que. b) Aumento da violência disseminada a bem dizer pelo jeito. c) Violência experimenta estatísticas policiais têm faltado. d) Desde a capital hoje resulta causas. e) O que família paraibana muito e. 01

4 05 Quem tem medo do aquecimento global? Com o esforço e investimentos necessários, essa história pode ter um final feliz. O objetivo é recriar um mundo mais limpo e saudável, em equilíbrio com a natureza, avançado tecnologicamente e menos desigual. Seja você também um personagem dessa transformação! (Revista Saúde, 06/2014, p.77) Os recursos verbais e não-verbais utilizados nesse texto mostram que a) as mudanças do clima estão se agravando e já causam diferentes impactos, exigindo medidas individuais que garantam a sobrevivência de cada um. b) o clima, representado pelo Lobo Mau, está mudando e constituindo-se uma ameaça cujo efeito direto está na oferta de energia e alimentos. c) as mudanças do clima agravarão os conflitos por recursos básicos e podem obrigar milhares de pessoas a abandonarem os locais onde vivem. d) um dos três Porquinhos da história com o Lobo Mau propõe o enfrentamento da mudança climática, individualmente, garantindo a oferta de água e segurança. e) o uso de tecnologia e estilos de vida que diminuem o impacto do homem no planeta são formas de recriar o mundo, adaptando-se à nova realidade do clima. 06 Historicamente, somos levados a acreditar que a paixão brasileira pelo futebol se contrapõe à conscientização política. Essa crença não é nova e a estratégia de ludibriar a população com o ufanismo verde-amarelo decorre da Ditadura Militar, quando a Copa do Mundo abrandava as contestações de milhares de pessoas. O papel simbólico do futebol em nosso país contribuiu de forma significativa para as manifestações de junho de 2013, não só porque os protestos eclodiram durante a Copa das Confederações, mas, principalmente, porque a tentativa dos manifestantes cariocas para chegarem ao novo estádio do Maracanã, a resistência e a força da polícia em deixá-los seguir rumo ao estádio, deu ao tema do futebol a transcendência necessária para passar da sua inscrição na jurisdição ideológica da falsa consciência para a conscientização política. Esse cenário de protestos no Rio de Janeiro produziu não só novas adesões às manifestações, mas a solidariedade e a indignação dos brasileiros de outros estados. Portanto, como simbologia e patrimônio coletivo de nosso povo, o futebol deixou de ser visto por muitos como ópio do povo para ressignificar, reafirmar-se como arena de lutas para a afirmação cultural de nossos desejos coletivos em prol de um país sem corrupção. (TOMASI, Micheline M., Revista Brasileira de Linguística Aplicada, 2014, p ) A forma como a autora escreveu seu texto demonstra que a linguagem exerce funções que variam segundo as situações comunicativas. Assim, é possível afirmar que, aqui, a linguagem verbal é utilizada para a) expressar o sentimento de patriotismo dos brasileiros visto no futebol nossa paixão nacional. b) expor uma inversão de valores manifestada em jogos de futebol, sinalizando novo ideário. c) relatar fatos antigos e recentes e em torno do futebol, apontado como a causa de nossa alienação. d) convencer o leitor de que o futebol brasileiro é vetor de mudanças culturais, sociais e políticas. e) incitar o leitor a posicionar-se conscientemente, não se deixando enganar pela política do pão e circo. 02

5 07 MEDICO, OPERADOR E PARTEIRO. O Doutor Faria Rocha Cura radicalmente em seo consultório á rua de Entre Pontes número 20, De hydroceles e estreitamentos da urethra sem a menor dor para o padecente e sem acidente algum, por processos especiaes. Abre também, aos que quizerem, sem a mínima dôr os abcessos e tumores e cura também estes sem emprego do bistouri. RESIDENCIAL Ladeira do Caquende. CONSULTORIO Rua de Entre Pontes. CONSULTAS gratis aos pobres todos os dias ao meio dia. (O Guarani, 11/11/1886) CENTRO DE EMERGÊNCIAS UROLÓGICAS Prof CRM -... PB Tratamento Clínico e Cirúrgico do Aparelho Urinário. Rua:..., nº... Centro Fone: Campina Grande/PB Lendo os dois pequenos anúncios, com mais de um século de distância entre si, é possível perceber-se a) as diferenças da língua e dos textos, chegando-se à conclusão de que o presente não tem relação com o passado, do ponto de vista social. b) a dificuldade de preservar-se a memória do povo brasileiro, tendo em vista que a língua portuguesa se modifica muito de uma época para outra. c) a valorização dada pela sociedade a aspectos da vida comuns às duas épocas e a aspectos específicos de cada uma, que se preservam pela linguagem. d) os erros de grafia do primeiro anúncio, tornando difícil a leitura hoje, pois, por descumprimento das regras gramaticais, desrespeita-se o patrimônio linguístico, que é o português. e) as modificações do sistema linguístico, ao longo do tempo, impossibilitando a construção ou reconstrução de uma identidade nacional. 08 Texto A: Meu amigo não sabia como chegar ao hotel. E se recusava a pedir informação a um passante qualquer. Tá maluco? Não quero pagar o mico de passar por turista. E qual é exatamente o problema de ser turista? É a melhor profissão do mundo! Enquanto os cidadãos andam apressados, de cara amarrada, pensando nos perrengues da vida, o turista circula com aquele sorriso na cara, achando tudo incrível e muito melhor do que na sua terra. (LA PEÑA, H. de. Fora da Multidão. Revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.25) Texto B: Entre as escarpas mesclando o verde a múltiplas cores terrosas, que vão do amarelo ao ocre, e o litoral de areias inteiramente negras, a viagem se dá por planícies cobertas de rocha vulcânica e, embora sofrida, colorida vegetação baixa. No horizonte, picos nevados e mais próximos, crateras alquebradas de vulcões mortos, igrejinhas de cinema, faróis inativos. (FREITAS, A. Planeta Islândia, Revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.122) Por que a revista Viagem & Turismo apresenta, na mesma edição, textos tão diferentes do ponto de vista do registro linguístico, como os dois acima? a) Por causa das características estruturais de cada gênero textual, mesmo que não se leve em conta o cenário de interação: o texto com diálogo é menos formal do que o texto sem diálogo. b) Por causa da familiaridade (ou não) dos autores com os leitores da revista: La Peña se utiliza de vocabulário mais comum e Freitas elabora um texto com um vocabulário mais raro. c) Porque La Peña demonstra preferir um repertório linguístico socialmente mais conhecido, enquanto Freitas prefere uma redação reconhecida por grupos mais letrados. d) Porque o gênero textual crônica, por sua característica de efemeridade, tem um grau de formalidade mais distenso, ao contrário da reportagem, que apresenta um registro mais monitorado. e) Porque a revista procura atingir públicos mais e menos letrados e a pouca competência na variedade linguística padrão pode afastar os menos letrados da leitura da revista. 03

6 09 Texto A: Em A Grande Beleza, candidato pela Itália ao Oscar de melhor filme estrangeiro, o protagonista Jep Gambardella leva uma vida nababesca em sua cobertura em frente ao Coliseu. Mas toda a extravagância não o livra de fazer um balanço de vida e achar aquilo tudo muito vulgar. (Fragmento de reportagem na revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.50) Texto B: Eu voltaria umas dez vezes ao Chile; adorei o lugar e as pessoas. Santiago é muito linda e cheinha de histórias para contar. Fora que a comida e os vinhos desse país são magníficos! (Carta do Leitor na revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.14) Texto C: Eu sofri mais porque preciso ir para Manaíra e quase nenhum alternativo vai para lá. O dia vai ser de chegar atrasada no trabalho. Se continuar essa greve, eu espero que entendam no trabalho. (Depoimento de passageira a jornalista sobre greve de transportes públicos. Jornal da Paraíba em 08/07/2014) Se a norma padrão da língua portuguesa é ensinada como um bem socialmente inquestionável, especialmente estabelecendo relação entre língua escrita e norma padrão ou cultura letrada e norma padrão, lendo os textos acima, é possível afirmar que a) a relação entre cultura letrada e norma padrão pode ser justificada no fragmento de reportagem, devido ao vocabulário selecionado. b) a relação entre língua escrita e norma padrão é variável, podendo observar-se maior ou menor grau de formalidade nos textos apresentados. c) a norma padrão não foi desconsiderada, pois os textos foram escritos sem erros de ortografia, de pontuação e nem de concordância. d) a carta do leitor não segue a norma padrão, embora esteja na modalidade escrita, tendo em vista a ênfase com que o autor descreve o que conheceu. e) a adequação dos textos à norma padrão leva em conta mais a relação com a escrita do que com o meio de divulgação. 10 Texto A: Depois de um passeio de 4 x 4 em Wadi Rum, na Jordânia, paramos para assistir a esse incrível pôr do Sol e tomar um chá beduíno tradicional de maçã. (Turista referindo-se a uma foto posta ao lado desse texto, na revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.42) Texto B: Mildreds: Para quem curte uma comidinha vegan (com nada, nada, nada de origem animal), esse restaurante no Soho é ótima pedida. A comida é saborosa, e o ambiente é bem animado. Aliás, evite os horários de pico, sempre rola uma espera. (Sugestão de turista na revista Viagem & Turismo, 02/2014, p.32) Texto C: O ambiente lembra uma sala de jantar. As sopas chegam em cumbucas, a exemplo das versões gratinadas de macaxeira com charque e queijo de coalho e de batata mais cubos de provolone e bacon crocante. No arremate, o bolo de rolo vem com sorvete de nata, goiaba e calda da fruta. (Sugestão da revista Veja Comer & Beber, 06/2014, p.52) Os falantes de uma língua são capazes de identificar o valor social da variação linguística. Como se pode avaliar os textos A, B e C em relação à variedade linguística em que foram escritos? a) Os textos A e C são valorizados socialmente, na medida em que não marcam grupos sociais ou geográficos; e o texto B é criticado, por causa do uso da gíria. b) Os textos A e B se opõem, sendo o primeiro compatível e o segundo, não, com o grau de familiaridade, formalidade e propósito comunicativo da revista onde foram publicados. c) Os três textos são aceitos sem restrições, pois foram elaborados com vistas a atenderem aos interesses de um público jovem. d) O texto C tem restrições de aceitação, por apresentar marcas de grupos sociais regionais, que não são compreendidas pela comunidade como um todo. e) O texto A é aceito sem restrição, vistas sua formalidade e adequação à norma padrão; o texto B causa estranhamento, por estar na modalidade escrita; e o texto C, embora atenda aos critérios da norma padrão, pode provocar dificuldade de compreensão. 04

7 Língua Estrangeira - INGLÊS Texto 1 Disponível em: em: 20 abr A prática de atividades ao ar livre é certamente uma das melhores alternativas para manter a boa forma e relaxar. Associando as informações visuais com o discurso dos personagens do cartum, o autor quis mostrar que a) o humor das pessoas muda muito durante a realização de atividades com celulares. b) a inibição constitui um dos motivos para o uso de celulares durante a caminhada. c) o uso do celular impede a liberação total das tensões nessas atividades. d) a sensação de liberdade acontece com frequência na ausência do celular. e) o não uso do celular durante as atividades resulta em benefícios duradouros. Texto 2 Disponível em: Acesso: 20 abr

8 12 No Dia de Ação de Graças, as famílias americanas se reúnem para agradecer pela colheita e todos os benefícios recebidos no ano que passou. Nesse cartum, a repetição da palavra smell foi utilizada pelo interlocutor para a) demonstrar que não aprecia o perfume que vem da presença de parentes em sua casa nesse dia. b) ressaltar que a celebração deixa a casa cheia de perfumes diversos das comidas e das pessoas. c) mostrar que se interessa por pratos com cheiros que estimulam o paladar de seus familiares. d) explicar que o cheiro forte da fumaça dos carros de seus familiares o incomoda muito. e) comunicar que o cheiro dos pratos trazidos pelos familiares para a celebração é geralmente maravilhoso. Texto 3 Disponível em: Acesso em: 20 abr Com base na sequência narrativa apresentada nessa tira cômica, observa-se que a reação de Calvin às palavras do seu pai é a de aceitação da realidade, uma vez que a) decide voltar a assistir televisão sem reclamar. b) prefere assistir a programação da televisão a ler um livro. c) zangou-se com a sugestão apresentada por seu pai. d) conclui que não vai mudar as características dos canais de TV. e) reconhece seu erro em criticar negativamente a televisão. Texto 4 Bookstores are still essential Published on Sun May Re: One-time Goliath turns the page, May 10 One-time Goliath turns the page, May 10 The in-person bookstore experience has no parallel in online shopping. Bricks and mortar stores provide customers with opportunity to find and engage with books in ways that no online retailer can match, and will not be able to match in any foreseeable future. Bricks and mortar stores, whether chain, independent, or hybrid, are essential to readers, and to the health of Canadian writing and publishing. Carolyn Wood, Executive Director, Association of Canadian Publishers, Toronto Disponível em: Acesso em: 18 mai Nos últimos anos a comercialização de produtos pela internet tem crescido bastante. Com relação à venda de livros online, a autora a) afirma que nada se compara ao contato direto com livros impressos em livrarias. b) recomenda que os consumidores tenham mais cautela na escolha dos sítios das lojas virtuais. c) reclama que houve uma grande redução das vendas de livros impressos no Canadá. d) sugere que os consumidores visitem as livrarias locais antes de comprar livros online. e) reconhece que esse tipo de vendas ainda não superou a de livros impressos nas livrarias canadenses. 06

9 Texto 5 Goodbye, Bamboo Endangered giant pandas are facing a new threat: the loss of their food source, bamboo. January 11, 2013 ByKelliPlasket BURRAND-LUCAS/BARCROFT MEDIA/LANDOV A giant panda feeds on bamboo in China's Qinling Mountains. The bears get water and nutrients from the plant. In China's Qinling Mountains, giant pandas spend most of their day eating bamboo. The plant makes up 99% of the bears' diet, with some pandas eating about 40 pounds of it a day. But Qinling's pandas may soon have to find another food source. A new study published in the science journal Nature Climate Change reports that warming temperatures may cause the loss of most of the region's bamboo by the end of the century. A team made up of researchers from Michigan State University and the Chinese Academy of Sciences used climate models to project the effects of climate change on the region's three main bamboo species. They studied the impact of rising temperatures on the spread and growth of bamboo. Bamboo is sensitive to temperature changes. "Even with a 3.6 Fahrenheit increase in temperature, we found that 80% to 100% of bamboo would be gone by the end of the century," Jianguo Liu, one of the study's authors, told TFK. Disponível em:http://www.timeforkids.com/news/goodbye-bamboo/86691 Acesso:15 abr (fragmentado) 15 As mudanças climáticas põem em risco a vida de todos os seres do planeta. A partir da leitura do título e da repetição de alguns vocábulos tais como loss, food source e bamboo, conclui-se que na região citada a) a perda de aproximadamente 99% da área de bambus causou o aumento da temperatura. b) o aumento da temperatura pode destruir toda a área de bambus em pouco tempo. c) a falta de bambus vai forçar os cientistas a buscarem um novo habitat para os pandas. d) os pandas precisarão se adaptar a uma nova dieta o mais rápido possível. e) a fonte de nutrientes dos ursos panda está também ameaçada de extinção. 16 Considerando a relação entre as escolhas linguísticas do autor para atingir seus objetivos, a mudança do tempo verbal no texto em foco está relacionada ao seu desejo de a) esclarecer a população sobre as recentes mudanças climáticas e o consequente corte dos bambus na região citada. b) relatar um fenômeno ocorrido nas Montanhas Qiling que pode afetar a preservação dos pandas. c) mostrar como as pesquisas têm ajudado a reduzir a destruição da principal fonte de alimento dos pandas na China. d) apresentar um estudo concluído recentemente sobre o principal alimento dos pandas nas Montanhas Qiling. e) descrever a conclusão dos cientistas sobre o impacto da redução dos bambus na temperatura da região em destaque. 07

10 Texto 6 Disponível em: q=advertisements&qpvt=advertisements&form=igre#view=detail&id=1afaccdbf006ef9ea56c2ddf8ce8f6bf7d0a4eb2&selectedindex=3 Acesso em: 15 mai O trânsito nas cidades tem preocupado os especialistas de muitos países. Da mesma forma, ao relacionar a imagem com o texto verbal nesse anúncio, o autor teve o objetivo de a) relatar a frequência de acidentes cujas vítimas fatais são crianças. b) divulgar novas ações para evitar mortes prematuras de crianças. c) apelar para o bom senso dos motoristas para evitar acidentes com crianças. d) sugerir uma alternativa para diminuir os acidentes nas grandes cidades. e) chamar a atenção dos motoristas para o trânsito de crianças nas ruas. Texto 7 Vhttp://www.bing.com/images/search? q=advertisements&qpvt=advertisements&form=igre#view=detail&id=434a4a3ffeb88b11ea9bb27ea634569b578dcd9d&selectedindex=60 08

11 18 Desde muito cedo, presenteados com carros, jovens e adultos acham que podem continuar brincando com algo que pode causar tantos danos. Para evitar maiores problemas, a Delhi Traffic Police a) alerta os pais para que não liberem seus veículos para menores sem documentação. b) lembra a população sobre o respeito à idade mínima e documentação para dirigir. c) expõe as novas penalidades que deverão ser aplicadas aos menores infratores. d) mostra a possibilidade de o infrator apenas pagar fiança e voltar a dirigir. e) determina a prisão de, no mínimo, três meses para o adulto infrator. Texto 8 Reducing the Gender Gap through School Meals Educating girls is one of the most effective ways to improve food security: when girls are educated they are more likely to be able to meet the nutritional needs of their children and to head households that are food-secure. But in low-income countries parents often keeping girls at home to work or care for household members. In these countries, where school attendance is limited, the promise of at least one meal each day motivates parents to send their daughters to school. In fact, evidence shows that school meals programmes significantly improve girls school enrolment and attendance rates. In India, girls involved in the School Meals Programme have a 30 percent higher chance of completing primary school. More girls at school That s one of the reasons why WFP is the largest organiser of school meals programmes in the developing world. In schools receiving WFP meals, attendance rates are usually close to equal for boys and girls. However, school meals are not always enough of an incentive to attract the poorest girls to school. This is why WFP includes takehome rations in some programmes. In this scheme, children who are enrolled and attend school regularly receive food rations to bring back to their families, compensating the household for any loss in income they may experience by sending their children to school. Disponível em: Acesso em: 10 jul A partir dos depoimentos das jovens abaixo, aquele que reflete a realidade apresentada pelo autor é a) "O melhor momento na escola é o da merenda, quando recebemos o mesmo tratamento dos meninos." (Lucelle - 10 anos) b) " Eu gosto muito de ir à escola, mas não gosto quando os meninos tomam a nossa frente em tudo." (Claire - 13 anos) c) " Eu e outras colegas não podemos ir à escola porque cuidamos de nossos irmãos e ajudamos nossos pais com a venda de alguns produtos." (Joanne - 15 anos) d) " Vou à escola todos os dias porque só assim posso fazer uma refeição e trazer alguns alimentos para ajudar em casa." (Sandra - 12 anos) e) " Muitas alunas da minha turma deixaram de frequentar a escola porque suas famílias são muito preconceituosas." ( Martha - 14 anos) 20 No início do texto, o autor faz um comentário sobre a educação de garotas. As palavras sublinhadas no trecho "...when girls are educated they are more likely to be able to meet the nutritional needs of their children and to head households that are food-secure." expressam a) a necessidade de elas atingirem os objetivos citados. b) a preferência das garotas pelas questões alimentares em destaque. c) a certeza de que essas jovens vão ser bem sucedidas. d) a intenção dessas jovens de garantir a alimentação de suas famílias. e) a probabilidade de elas realizarem as ações em foco. 09

12 Leia o anúncio abaixo e responda às questões 11 e 12. M E D I C I N A - F I P V E S T I B U L A R Língua Estrangeira - ESPANHOL (http://psdescalos.blogspot.com.br/2008/11/propagandas-antigas-em-espanhol.html) 11 Considerando as informações do texto verbal e do não-verbal, o enunciado El aire lo dejamos para os globos pode ser interpretado como: a) Os balões precisam mais de ar que os purês. b) O pacote, por ser pequeno, contém pouco ar. c) O pacote não tem ar, porque é embalado a vácuo. d) O pacote contém mais purê que o balão. e) A embalagem a vácuo é mais econômica. 12 O pronome lo, no mesmo enunciado da questão 11, tem como referente a) o substantivo aire, que é o elemento enfatizado. b) o verbo dejamos, que é a ação esperada no anúncio. c) a expressão los globos, que é o destino final da ação esperada. d) a expressão el aire, que não pode ser usada sem uma retomada. e) o substantivo aire, que funciona como o sujeito da oração. A partir da tira de Mafalda, responda às questões 13, 14 e 15. (http://pratiqueespanhol.blogspot.com.br/2011/11/tira-comica-mafalda.html) 10

13 13 A expressão em destaque no enunciado Mi dedo es más grande que la torre de aquella casa se classifica como um a) superlativo absoluto e seu uso é adequado, pois o que está em evidência é a importância dada por Miguelito a seu dedo. b) comparativo de superioridade, usado adequadamente, pois, mesmo reconhecendo que a torre é grande, seu dedo lhe parece maior, por ser mais importante. c) comparativo de inferioridade e seu uso, no contexto em que está, é adequado, pois há uma comparação para menos entre a torre e o dedo de Miguelito. d) superlativo relativo, usado de forma adequada, pois o tamanho do dedo visto em relação ao da torre se destaca. e) superlativo de superioridade, usado adequadamente, pois o tamanho do dedo é enfatizado entre os demais objetos. 14 Mi dedo es más grande... ; Porque el dedo es mío. Os termos destacados nas frases se referem ao substantivo dedo. Mas são escritos de formas diferentes. Por quê? a) Porque quando o pronome é usado antes do substantivo masculino, se apocopa. b) Porque quando o pronome é usado no início da frase, se apocopa. c) Porque quando o pronome é usado junto ao verbo, não se apocopa. d) Porque quando o pronome é usado em frases explicativas, não se apocopa. e) Porque, antecedendo um substantivo iniciado com consoante, perde a última vogal. 15 O que Mafalda esperava que Miguelito respondesse ao perguntar Sabés por qué lo ves más grande, Miguelito?? a) Por estar muito longe da torre, seu dedo é maior. b) Dada a utilidade do dedo, ele é mais importante que a torre. c) A torre não é o que parece quando vista de longe. d) Seu dedo é tão grande que pode cobrir a torre. e) O dedo parece maior pela distância relativa dos objetos. Leia o texto abaixo e responda às questões 16 e 17. Título: Bajo la misma estrella Título original: The Fault in our Stars País: USA Estreno en USA: 06/06/2014 Estreno en España: 04/07/2014 Productora: 20th Century Fox Director: Josh Boone Guión: Scott Neustadter, Michael H. Weber Reparto: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Willem Dafoe, Nat Wolff, Laura Dern, Sam Trammell, Mike Birbiglia, Emily Peachey Calificación: No recomendada para menores de 7 años Hazel (Shailene Woodley) y Gus (Ansel Elgort) son dos extraordinarios adolescentes que comparten un ácido sentido del humor, un desprecio por lo convencional y un amor que les arrastra (y a nosotros con ellos) hacia un viaje inolvidable. Su relación es incluso más increíble si tenemos en cuenta que se han conocido y enamorado en un grupo de apoyo a personas con cáncer. 11 (http://www.elseptimoarte.net/peliculas/the-fault-in-our-stars-7735.html)

14 16 O texto anterior é a sinopse de um filme de grande sucesso no ano de Qual é o objetivo principal desse gênero textual? a) Falar dos personagens principais do filme. b) Apresentar a equipe técnica do filme. c) Enfatizar em que o filme foi baseado. d) Resumir a história do filme. e) Resumir a história em que o filme foi baseado. 17 No trecho... un desprecio por lo convencional y un amor que les arrastra (y a nosotros con ellos) hacia un viaje inolvidable., o que quer dizer a expressão entre parênteses (y a nosotros con ellos)? a) O autor da sinopse afirma que o amor dos personagens é tão grande que atinge os telespectadores. b) O autor da sinopse convida os telespectadores a uma viagem inesquecível com um grupo de pessoas com câncer. c) O autor da sinopse convida o leitor a adentrar a história, afirmando que o telespectador irá se envolver com a história. d) O autor da sinopse afirma que o amor convencional é desprezível, mas a relação entre os personagens é inesquecível. e) O autor da sinopse afirma que nós, que assistiremos ao filme, seremos arrastados pelo amor dos personagens. A partir da leitura do anúncio abaixo, responda às questões 18 e Ao interpretar o anúncio, pode-se concluir que: (http://www.guernik.com/es?phpsessid=b6akljcls4e0j49bqj32n6t6m0) a) Para voar de avião, além de ser piloto, é preciso ter um bom tênis. b) Para voar é preciso se ter um bom tênis. c) Para voar é preciso ser piloto. d) Para voar, é preciso um bom tênis e um bom avião. e) Para voar, um tênis não é suficiente. Precisa de um avião. 19 O primeiro verbo utilizado pelo autor do anúncio, Elegí, está no pretérito indefinido ou pretérito perfeito simples. O que indica esse tempo verbal no texto? a) Que o fato ocorrido começou no passado, mas mantém relação com o presente. b) Que o autor do anúncio não quis fazer referência a quando os fatos ocorreram. c) Que o fato ocorrido começou no passado, mas mantém relação com o futuro. d) Que o fato ocorrido não tem relação com o presente. e) Que o fato ocorrido acontecia no passado e foi interrompido. 12

15 Leia a poesia abaixo e responda a questão 20. MI FIEL CABALLO ROJO Mi fiel caballo rojo ama las lejanías, turban sus alas la belleza del ángel, hilos azules cierran el viejo laberinto, frágiles vientos se llevan sus relinchos, pero cabalga, igual que la distancia que se olvida en el ensueño de otros viajes. (http://poemas.yavendras.com/cortos.php?pagina_actual=5) 20 Ao analisar o substantivo lejanías poderíamos, nesse contexto, chegar à seguinte interpretação: a) O cavalo está longe do seu dono. b) O cavalo está longe, mas não gosta da distância. c) O cavalo não gosta de viagens longas. d) O cavalo vive longe com seu dono. e) O cavalo gosta de distâncias, de viajar para longe. 13

16 Física 21 Bebedouros de água com garrafões plásticos de 20 litros são muito comuns. O funcionamento desses bebedouros dá-se pelo escoamento da água através de uma torneira, que quando aberta, permite um filete de água escoar, a partir de um reservatório em contato com a boca do garrafão, sob a ação da gravidade. Devido à qualidade do material plástico com o qual é confeccionado o garrafão, algumas vezes, com o escoamento da água pela torneira, ele se deforma por contração. A deformação dos garrafões de água, deve-se a(o) M E D I C I N A - F I P V E S T I B U L A R a) natureza volumétrica da pressão que diminui com a redução do volume. b) pressão no interior do garrafão ser menor do que a pressão atmosférica. c) volume que é deslocado, de acordo com o estabelecido pelo princípio de Arquimedes. d) velocidade de escoamento ser na linha de corrente do fluido ao deixar o garrafão. e) força gravitacional que é maior sobre a água do que sobre o volume equivalente de ar. 22 A figura abaixo ilustra o canhão orbital de Newton. À medida que o canhão imprime maior velocidade nas balas que dispara, os projéteis vão caindo cada vez mais longe, atraídos pelo campo gravitacional terrestre. Continuando a aumentar a velocidade das balas, o projétil curva em direção ao solo, mas o solo também vai curvando debaixo de si atrasando sua chegada. A partir de uma certa velocidade, a queda é permanente de forma a fazer um movimento circular uniforme ao redor da Terra, como está representada. Santos, V. H. O., Gomes, S. R., Disponível em: <http://www2.ifrn.edu.br/ocs/index.php/congic/ix/paper/viewfile/777/326>, acessado em 19 de junho de 2014, Adaptado. Ao descrever um movimento circular uniforme ao redor da Terra, as balas de canhão estarão sujeitas à ação de uma força a) resultante tangencial à trajetória. b) centrífuga como força resultante. c) fictícia atuando como força centrípeta. d) fictícia atuando na direção da velocidade. e) gravitacional atuando como força centrípeta. 23 Na Olimpíada de Pequim, em 2008, o jamaicano Usain Bolt pulverizou o recorde mundial sustentando 43,90 km/h de velocidade de pico por 30,00 metros - quase um terço da prova. Bolt arrancou em penúltimo e, reagindo ao sinal de largada depois de 0,165 s, atingiu os 43,90 km/h em 5,600 s, mesmo tempo de testes do Vectra 2.0 com câmbio automático. JOKURA, Tiago. Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-foi-a-maior-velocidade-que-uma-pessoa-ja-alcancou>. Acesso em: 05/05/2014. Adaptado. YAMASHITA, M. T., Disponível em: <http://ib.usp.br/revista/volume11f1> Acesso em: 05/05/2014. Adaptado Supondo que o movimento do atleta até atingir sua velocidade máxima tenha sido uniformemente variado, qual a aceleração desenvolvida? a) 2,031 m/s 2. b) 2,115 m/s 2. c) 2,178 m/s 2. d) 2,244 m/s 2. e) 2,478 m/s O calor específico de uma substância é definido como a quantidade de energia transferida por calor requerida para alterar a temperatura de, por exemplo, um grama da substância, de um grau Celsius. Esta propriedade térmica é responsável por um pedaço de melancia se manter frio, por um intervalo de tempo superior ao de um sanduiche, depois que ambos são retirados de uma geladeira de piquenique em um dia quente. Disponível em <http://www.if.ufrgs.br/cref/leila/calor.htm> Acessado em 06/05/2014. Adaptado Este fato ocorre porque a) a melancia absorve mais energia por calor para aquecer do que o sanduiche. b) a temperatura inicial do sanduiche é maior do que a temperatura da melancia. c) a melancia tem uma inércia térmica menor do que a do sanduiche. d) a massa do sanduiche é maior do que a massa do pedaço de melancia. e) o calor específico do sanduiche é maior do que o calor específico da melancia. 14

17 25 A corrente elétrica que se estabelece entre dois pontos do corpo depende da tensão e da resistência elétrica entre esses dois pontos. A resistência elétrica entre, por exemplo, um dedo que toca a tomada elétrica e a sola do pé pode ser, com a pele seca, da ordem de mega ohm e com a pele molhada ou até esfolada, da ordem de quilo ohm. Desta forma, uma mesma tensão pode produzir intensidades de corrente diferentes através do corpo. Disponível em <http://www.if.ufrgs.br/cref/?area=questions&id=131>. Acessado em 06/05/2014. Adaptado. O que causa o choque no corpo humano é a a) resistência, pois é ela que define a intensidade de corrente. b) localização dos pontos no corpo, pois ela estabelece a corrente. c) característica da pele, pois é ela que define a passagem de corrente. d) tensão, pois é ela que produz as correntes de intensidades diferentes. e) corrente, pois é ela que se estabelece entre pontos diferentes do corpo. 26 Os objetos opacos refletem a luz que lhes dá a cor, absorvendo as luzes de outras cores que o iluminam. Um objeto amarelo parece desta cor porque ele reflete principalmente luz amarela, absorvendo as luzes de outras cores que o iluminam. Já a cor de um objeto transparente depende da cor da luz que ele transmite. Um pedaço de vidro azul parece desta cor porque ele transmite principalmente luz azul, absorvendo as luzes de outras cores que o iluminam. Se você iluminar um pedaço de vidro vermelho transparente com uma luz branca ocorrerão duas reflexões, uma que vem da superfície frontal e outra da superfície posterior, as cores das reflexões frontal e posterior são respectivamente a) branca e branca. b) preta e branca. c) branca e vermelha. d) vermelha e vermelha. e) vermelha e preta. 27 O som é uma onda mecânica longitudinal e as características de sua propagação dependem do meio. Em filmes antigos podemse ver nativos (índios), no período da expansão das ferrovias para o oeste americano, encostando o ouvido nos trilhos das ferrovias para perceberem o som produzido pelo rolamento do trem sobre os trilhos o que denunciava, com bastante antecedência, a presença do trem. Considerando a situação apresentada, a atitude dos nativos americanos era justificada porque a velocidade de propagação das ondas sonoras a) é maior nas camadas de ar junto ao solo. b) é maior nos trilhos de aço do que no ar. c) é maior na direção do movimento da fonte. d) aumenta à medida que se propaga nos trilhos de aço. e) é maior nos ossos do crânio do que no ar. 28 Na edição de 2008 do X Games, equivalente a Jogos Olímpicos Radicais em São Paulo, uma equipe de reportagem levou um professor de Física para assistir à competição numa rampa em U, quando os competidores se enfrentavam em um frenético vai e vem. Em um comentário o professor disse: O skate que parte do ponto mais alto da rampa, é como se a Terra formasse um sistema de molas com o skatista e tentasse trazê-lo para baixo. Ferdinian, Bassam, Disponível em Acessado em: ago Adaptado A referência ao sistema de molas deve-se a(o): a) energia potencial gravitacional do skatista no ponto mais alto da rampa. b) energia cinética do skatista ao atingir o ponto mais baixo da rampa. c) trabalho realizado pelo skatista para atingir o ponto mais alto da rampa. d) massa do sistema skate e skatista em movimento na rampa em U. e) movimento periódico do skatista no movimento de vai e vem. 15

18 29 Durante uma corrida de Fórmula 1 o carro sofre ataque de acelerações de até 5g no momento em que faz uma curva a alta velocidade! Puxa!!! Este valor é tão razoável, que na freada ao final de uma reta, lágrimas do piloto podem sair espontaneamente e atingir o visor do capacete. OLIVEIRA, Rodrigo M., Disponível em <http// >.Acesso em 25 jun Adaptado A curva em alta velocidade na pista plana, ocorre sem acidentes, devido a(o): a) aceleração centrípeta do carro ser igual a 5 gramas. b) peso do carro ser 5 vezes a massa do carro. c) a força resultante sobre o carro ser 5 vezes o seu peso. d) força de atrito ser de 5 gramas-força entre o carro e o chão. e) coeficiente de atrito entre o pneu e o chão ser igual a Um Desfibrilador Externo Automático (DEA) é um equipamento portátil que faz reversão das arritmias cardíacas pela aplicação de um pulso de corrente elétrica de grande amplitude num curto período de tempo. O DEA pode ser tratado como um circuito Resistivo Capacitivo (RC). Seu funcionamento norteia-se pela medida precisa da tensão com a qual o desfibrilador é carregado, possibilitando calcular a energia armazenada no aparelho antes do choque ser liberado, pois, é muito difícil medir a corrente elétrica que passa pelo tórax do paciente durante uma desfibrilação. A medida de energia tem sido tradicionalmente empregada para medir a intensidade do choque e depende da resistência (impedância) transtorácica do paciente e da resistência interna do desfibrilador. BIT Boletim Informativo de Tecnovigilância, Brasília, Número 01, jan/fev/mar 2011, Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/boletim_tecno/boletim_tecno_fev2011/pdf/ matriz_desfibri_que_temos04fev2011.pdf>, acessado em 21 de maio de 2014, Adaptado. A função do capacitor no DEA é a) armazenar, no circuito do equipamento, a energia para o choque. b) oferecer a resistência interna do circuito do equipamento. c) controlar o tempo de duração do choque a ser aplicado. d) armazenar a corrente elétrica no circuito do equipamento. e) garantir a criação de cargas para manter uma tensão precisa. 16

19 Química 31 Os sais, quando dissolvidos em água, formam soluções com valores de ph maior, menor ou igual a 7 (sete). A água sanitária que usamos em casa é uma solução aquosa do sal hipoclorito de sódio. Podemos afirmar que a água sanitária tem um : a) ph>7, sendo portanto uma solução básica. b) ph<7, sendo portanto uma solução ácida. c) ph=7, sendo portanto uma solução neutra. d) ph<7, sendo portanto uma solução básica. e) ph>7, sendo portanto uma solução ácida. M E D I C I N A - F I P V E S T I B U L A R Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, o Diflubenzuron[1 - (4-clorofenil) -3 - (2,6-difluorobenzoil) ureia], é um larvicida usado no combate à dengue. Ele atua eliminando as larvas do mosquito Aedes Aegypti, sendo "aparentemente" inofensivo à saúde humana e dos animais. Sua fórmula estrutural é: Dentre os grupos funcionais, qual podemos encontrar no Diflubenzuron? a) Amina. b) Aldeído. c) Cetona. d) Amida. e) Nitrila. 33 A fermentação da glicose nas destilarias de álcool combustível produz o etanol e o gás carbônico, além de envolver uma certa quantidade de energia que pode ser determinada utilizando o calor de formação das substâncias. Sendo o valor da entalpia de formação, em kj.mol -1,da glicose é 1271; do etanol é -278 e do CO 2 é O calor produzido numa fermentação para produzir 20 mols de etanol, em kj, é: a) b) c) +75. d) -75. e) Nos Países onde o inverno é bastante rigoroso e os termômetros registram temperaturas abaixo de 0 C, joga-se sal na neve para derretê-la, desobstruindo as vias públicas, isso ocorre, devido às propriedades coligativas das substâncias puras serem modificadas, quando se adiciona um soluto não volátil. Essa mudança no ponto de congelamento da água está relacionada ao efeito: a) Ebulioscópico que causa o abaixamento do ponto de ebulição da solução. b) Tonoscópico que causa a diminuição da pressão máxima de vapor de um solvente. c) Crioscópico que causa o abaixamento do ponto de fusão da solução. d) Tonoscópico que causa o abaixamento do ponto de fusão da solução. e) Crioscópico que causa a diminuição da pressão máxima de vapor de um solvente. 17

20 35 A alumina (Al 2 O 3 ), possui massa molar igual a 102g.mol -1 sendo obtida a partir da bauxita (minério que contém alumínio). O processo de obtenção envolve várias etapas. Na etapa final o Al(OH) 3 precipitado é filtrado, seco e aquecido a aproximadamente 1000 ºC, para desidratar e formar cristais de alumina, segundo a reação não balanceada: Al(OH) 3 Al 2 O 3 + H 2 O O processo de precipitação do Al(OH) 3 ocorre conforme a equação: NaAl(OH) 4(aq) + HNO 3(aq) NaNO 3(aq) + Al(OH) 3(s) + H 2 O O número de mol(s) de NaAl(OH) 4 necessário para produzir 51kg de ALUMINA é: a) 1. b) 10. c) 100. d) 0,1. e) Os raios cósmicos ao penetrarem na atmosfera terrestre colidem com átomos criando nêutrons energizados. Estes ao colidirem com átomos de nitrogênio 14 produzem o carbono 14 e uma outra partícula. A outra partícula produzida é: a) Um átomo de deutério. b) Um isótopo do hidrogênio chamado prótio ou monotério. c) Uma partícula 2 α 4. d) Um trítio ou trício. e) Uma partícula -1 β A talidomida (C 13 H 10 N 2 O 4 ) existe na forma de uma mistura equivalente dos isômeros (S)-(-) e (R)-(+). O enantiômero (S) está relacionado com os efeitos teratogênicos (provoca anomalias, defeitos e malformações congênitas), enquanto o enantiômero (R) é responsável pelas propriedades sedativas deste medicamento. Abaixo podemos observar as estruturas dos isômeros S e R da talidomida: A talidomida (S) e talidomida (R) são isômeros espaciais que: a) Quando em solução formam uma mistura de enantiômeros denominada mistura racêmica. b) Possuem propriedades físicas e químicas diferentes, mesmo possuindo ligações químicas semelhantes. c) Apresentam molécula objeto e molécula imagem refletida no espelho, sobreponíveis, por rotação ou por translação. d) Apresentam 2 (dois) carbonos assimétricos em cada enantiômero. e) Apresentam a mesma função e a mesma estrutura diferindo apenas pela posição de um grupo amida. 18

21 38 A solubilidade das espécies orgânicas está relacionada com a polaridade do soluto e do solvente envolvidos no processo de dissolução. Tem-se como regra que semelhante dissolve semelhante. Considerando esta afirmação, pode-se concluir que a) a solubilidade do metanol é muito maior no hexano do que na água, devido as suas polaridades. b) os alcanos e cicloalcanos são usados como solventes para dissolução de substâncias polares. c) os hidrocarbonetos insaturados, como alcenos (C=C) e alcinos (C C), são compostos solúveis em solventes polares. d) a solubilidade do etanol na água é muito grande, por serem substâncias que apresentam polaridades semelhantes. e) o tetracloreto de carbono e o hexano se misturam em todas as proporções, pois ambas as substancias são polares. 39 A Cal, largamente utilizada na construção civil e na agricultura para correção do ph do solo, é produzida através da calcinação da rocha calcária, que tem na sua composição carbonato de cálcio [CaCO 3 ] e carbonato de magnésio [MgCO 3 ]. A principal reação que ocorre durante a calcinação é descarbonatação do calcário, que pode ser representada pelas equações: CaCO 3(s) CaO (s) + CO 2(g) MgCO 3(s) MgO (s) + CO 2(g) H > zero H > zero Dado as massas molares (Ca = 40; Mg = 24; C = 12 e O = 16), em g.mol -1, podemos concluir que: a) Considerando um rendimento de 100%, na descarbonatação de uma mistura de 100 kg de CaCO 3 e 84 kg de MgCO 3, serão produzidos 184 gramas de óxidos. b) 500 kg de rocha calcária com uma pureza de 60% em CaCO 3, na descarbonatação, produzirá 280 kg de CaO. c) A descarbonatação de 420 kg de MgCO 3 produzirá 140 kg de MgO, se a reação tiver um rendimento de 90%. d) Considerando um rendimento de 100%, numa calcinação de uma mistura de 100 kg de CaCO 3 e 84 kg de MgCO 3, serão produzidos 96 gramas de óxidos. e) A descarbonatação de 500 kg de CaCO 3 produzirá 160 kg de CaO, se a reação tiver um rendimento de 50%. 40 Uma célula a combustível é uma célula eletroquímica que converte continuamente a energia química de um combustível em energia elétrica, com uma eficiência próxima a 90%. A figura abaixo representa uma célula de hidrogênio. Em relação a esta célula é correto afirmar: a) No cátodo ocorre a reação de redução do hidrogênio, conforme a reação: H 2 2H + + 2e -. b) No ânodo ocorre a reação de redução de oxigênio, conforme a reação: O 2 + 2H + + 2e - H 2 O. c) No ânodo ocorre a reação de oxidação de hidrogênio, conforme a reação: H 2 2H + + 2e -. d) A voltagem da célula corresponde à diferença dos potenciais de equilíbrio do ânodo e do cátodo, ou seja, E 0 = E 0 ânodo - E 0 cátodo. e) A reação global da célula a combustível é: H 2 O H 2 + ½ O 2. 19

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão.

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão. QUÍMICA QUESTÃ 01 Aparelhos eletrônicos sem fio, tais como máquinas fotográficas digitais e telefones celulares, utilizam, como fonte de energia, baterias recarregáveis. Um tipo comum de bateria recarregável

Leia mais

1- Considere as características das células A, B e C da tabela: ela indica a presença (+) ou ausência (- ) de alguns componentes.

1- Considere as características das células A, B e C da tabela: ela indica a presença (+) ou ausência (- ) de alguns componentes. Membrana Plasmática 1- Considere as características das células A, B e C da tabela: ela indica a presença (+) ou ausência (- ) de alguns componentes. Componentes celulares Célula A Célula B Célula C Membrana

Leia mais

LIVRETE DE QUESTÕES E RASCUNHO. 1) Confira seus dados e assine a capa deste Livrete de Questões e Rascunho somente no campo próprio.

LIVRETE DE QUESTÕES E RASCUNHO. 1) Confira seus dados e assine a capa deste Livrete de Questões e Rascunho somente no campo próprio. P R OVA D I S C U R S I VA LIVRETE DE QUESTÕES E RASCUNHO 2 1 / 1 1 2 0 1 5 V E S T I B U L A R 2 0 1 6 INSTRUÇÕES 1) Confira seus dados e assine a capa deste Livrete de Questões e Rascunho somente no

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014.

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. 1- Prazeres, benefícios, malefícios, lucros cercam o mundo dos refrigerantes. Recentemente, um grande fabricante nacional anunciou que havia reduzido em 13

Leia mais

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 27.09.06 QUÍMICA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 27.09.06 QUÍMICA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO Simulado 5 Padrão FUVEST Aluno: N o do Cursinho: Sala: QUÍMICA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO 1. Aguarde a autorização do fiscal para abrir o caderno de questões e iniciar a prova. 2. Duração da

Leia mais

Biofísica. Patrícia de Lima Martins

Biofísica. Patrícia de Lima Martins Biofísica Patrícia de Lima Martins 1. Conceito É uma ciência interdisciplinar que aplica as teorias, a metodologia, conhecimentos e tecnologias da Matemática, Química e Física para resolver questões da

Leia mais

Resolução: 0,86ºC. x = 0,5 mol etanol/kg acetona. 0,5 mol 1000 g de acetona. 200 g de acetona. y = 0,1 mol de etanol. 1 mol de etanol (C 2 H 6 O) 46 g

Resolução: 0,86ºC. x = 0,5 mol etanol/kg acetona. 0,5 mol 1000 g de acetona. 200 g de acetona. y = 0,1 mol de etanol. 1 mol de etanol (C 2 H 6 O) 46 g (ACAFE) Foi dissolvida uma determinada massa de etanol puro em 200 g de acetona acarretando em um aumento de 0,86 C na temperatura de ebulição da acetona. Dados: H: 1 g/mol, C: 12 g/mol, O: 16 g/mol. Constante

Leia mais

Uma receita de iogurte

Uma receita de iogurte A U A UL LA Uma receita de iogurte O iogurte, um alimento comum em vários países do mundo, é produzido a partir do leite. Na industrialização desse produto empregam-se técnicas diversas para dar a consistência,

Leia mais

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s SIMULADO DE FÍSICA ENSINO MÉDIO 1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s 2) Um avião voa com velocidade constante

Leia mais

CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO PUC-Rio 2009

CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO PUC-Rio 2009 CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO PUC-Rio 2009 PARA TODOS OS CURSOS, EXCETO PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO E DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROVA OBJETIVA DE CIÊNCIAS NATURAIS (BIOLOGIA,

Leia mais

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém sete questões, constituídas de itens e subitens, e é composto de dezesseis

Leia mais

1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS

1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS 1- PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES OU PROPRIEDADES COLIGATIVAS Em países quentes, é costume adicionar à água do radiador dos automóveis o etilenoglicol, que eleva a temperatura de ebulição da água. Evita-se

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

BIOLOGIA. (A) a transmissão se dá pela ingestão de alimentos contaminados. (B) o mosquito transmissor da doença se reproduz em locais com água parada.

BIOLOGIA. (A) a transmissão se dá pela ingestão de alimentos contaminados. (B) o mosquito transmissor da doença se reproduz em locais com água parada. BIOLOGIA 21ª QUESTÃO A dengue é uma doença infecciosa aguda causada por vírus. Seus principais sintomas são febre súbita, fortes dores musculares, moleza, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo e dores

Leia mais

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA Nesta edição do vestibular da UFPR, a prova de Biologia da segunda fase apresentou questões com diferentes níveis de dificuldade. Mas, de forma geral, podemos afirmar que a criatividade,o

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 Questão 26 Como a questão pede a separação do sólido solúvel do líquido, o único processo recomendado é a destilação simples. Lembrando que filtração e decantação

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 11 Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 4 ), para que a água esteja em conformidade com

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA Questão 1: As bebidas alcoólicas contêm etanol e podem ser obtidas pela destilação do álcool (ex. whiskey e vodka) ou pela fermentação de uma variedade de produtos como frutas e outros vegetais (ex. vinho

Leia mais

Fig.: Esquema de montagem do experimento.

Fig.: Esquema de montagem do experimento. Título do Experimento: Tratamento de água por Evaporação 5 Conceitos: Mudanças de fases Materiais: Pote de plástico de 500 ml ou 1L; Filme PVC; Pote pequeno de vidro; Atilho (Borracha de dinheiro); Água

Leia mais

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

A Matéria Química Geral

A Matéria Química Geral Química Geral A Matéria Tudo o que ocupa lugar no espaço e tem massa. A matéria nem sempre é visível Noções Preliminares Prof. Patrícia Andrade Mestre em Agricultura Tropical Massa, Inércia e Peso Massa:

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE

EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE EXERCÍCIOS ON LINE 6 ANO - 1 TRIMESTRE 1- Leia o texto e responda as questões Todos os animais, independentemente do seu estilo de vida, servem como fonte de alimento para outros seres vivos. Eles estão

Leia mais

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo.

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. QUÍMICA As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

CONTEÚDO HABILIDADES INSTRUÇÕES

CONTEÚDO HABILIDADES INSTRUÇÕES Prova Oficial de Física 1 Trimestre/2013 Data: Professor: Leandro Nota: Valor : [0,0 5,0] Nome do(a) aluno(a): Nº Turma: 2 M Ciência do responsável: CONTEÚDO Escalas Termométricas; Conversão entre escalas;

Leia mais

Exercícios 3º ano Química -

Exercícios 3º ano Química - Exercícios 3º ano Química - Ensino Médio - Granbery 01-ufjf-2003- Cada vez mais se torna habitual o consumo de bebidas especiais após a prática de esportes. Esses produtos, chamados bebidas isotônicas,

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias. Comentário de Biologia: Resposta: E

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias. Comentário de Biologia: Resposta: E Comentário de Biologia: a) (F) É impraticável que se deixe de utilizar aparelhos elétricos à pilha. Além disto, o problema não está no uso, mas na destinação que se dá às pilhas. Na medida em que elas

Leia mais

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno UNESP- 2013- Vestibular de Inverno 1-Compostos de crômio têm aplicação em muitos processos industriais, como, por exemplo, o tratamento de couro em curtumes e a fabricação de tintas e pigmentos. Os resíduos

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 1- Introdução Uma reação química é composta de duas partes separadas por uma flecha, a qual indica o sentido da reação. As espécies químicas denominadas como reagentes ficam à esquerda

Leia mais

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA QUESTÃO 01 Em uma determinada transformação foi constatado que poderia ser representada

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Página 1 de 12 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior para titulares de Diploma de Especialização Tecnológica, Decreto-Lei n.º 113/2014, de

Leia mais

32. Um sistema termodinâmico realiza um ciclo conforme representado na figura abaixo:

32. Um sistema termodinâmico realiza um ciclo conforme representado na figura abaixo: 0 GABARITO O DIA o PROCESSO SELETIVO/005 FÍSICA QUESTÕES DE 3 A 45 3. Uma fonte de luz monocromática está imersa em um meio líquido de índice de refração igual a,0. Os raios de luz atingem a superfície

Leia mais

Resolução Comentada - Química

Resolução Comentada - Química Resolução Comentada - Química UFTM 2013 1 Fase Vestibular UFTM 2013 1 Resolução Prova de Química Tipo 1 Questão 76 A soja é considerada um dos alimentos mais completos em termos de propriedades nutricionais,

Leia mais

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE:

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: Professor: Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: 01. As pirâmides do Egito estão entre as construções mais conhecidas em todo o mundo, entre outras coisas pela incrível capacidade de engenharia

Leia mais

Aluno(a): Código: 2 Rua T-53 Qd. 92 Lt. 10/11 nº 1356 Setor Bueno 62-3285-7473 www.milleniumclasse.com.br

Aluno(a): Código: 2 Rua T-53 Qd. 92 Lt. 10/11 nº 1356 Setor Bueno 62-3285-7473 www.milleniumclasse.com.br Aluno(a):_ Código: Série: 1ª Turma: Data: / / 01. O casal Fernando e Isabel planeja ter um filho e ambos têm sangue do tipo A. A mãe de Isabel tem sangue do tipo O. O pai e a mãe de Fernando têm sangue

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS BIOLOGIA 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco questões, constituídas de itens e

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente BIOLOGIA I TRIMESTRE A descoberta da vida Biologia e ciência Origem da vida

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

Questão 69. Questão 70. alternativa B. alternativa A

Questão 69. Questão 70. alternativa B. alternativa A Questão 69 Em um bate-papo na Internet, cinco estudantes de química decidiram não revelar seus nomes, mas apenas as duas primeiras letras, por meio de símbolos de elementos químicos. Nas mensagens, descreveram

Leia mais

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização. 04/12/2011 Física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização. Instruções 1. Verifique

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Retomada de Conteúdo

Leia mais

Termos Técnicos Ácidos Classe de substâncias que têm ph igual ou maior que 1 e menor que 7. Exemplo: sumo do limão. Átomos Todos os materiais são formados por pequenas partículas. Estas partículas chamam-se

Leia mais

Centro de Educação Integrada

Centro de Educação Integrada Centro de Educação Integrada 2º ANO BIOLOGIA Sistemática e classificação biológica Biodiversidade Vírus Reino Monera: bactérias e arqueas Reino Protoctistas: Algas e protozoários Reino Fungi: Fungos Fundamentos

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

EXAME DISCURSIVO 2ª fase

EXAME DISCURSIVO 2ª fase EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 Biologia Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

DURAÇÃO DA PROVA: 03 HORAS

DURAÇÃO DA PROVA: 03 HORAS INSTRUÇÕES: PRCESS SELETIV 2013/2 - CPS PRVA DISCURSIVA DE QUÍMICA CURS DE GRADUAÇÃ EM MEDICINA 1. Só abra a prova quando autorizado. 2. Veja se este caderno contém 5 (cinco) questões discursivas. Caso

Leia mais

Centro de Educação Integrada

Centro de Educação Integrada Centro de Educação Integrada 1º ANO BIOLOGIA Origem da vida Citologia Teoria da geração espontânea e biogênese. Teoria de Oparin e Haldane. Panspermia. Criacionismo. Os primeiros seres vivos. Água. Sais

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

química 2 Questão 37 Questão 38 Questão 39 alternativa C na alternativa B. Sabendo-se que a amônia (NH 3)

química 2 Questão 37 Questão 38 Questão 39 alternativa C na alternativa B. Sabendo-se que a amônia (NH 3) química 2 Questão 37 Questão 38 abendo-se que a amônia (N 3) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (2 2) não possui isômeros. ua molécula apresenta polaridade,

Leia mais

PROPRIEDADES COLIGATIVAS

PROPRIEDADES COLIGATIVAS PROPRIEDADES COLIGATIVAS 1- Pressão Máxima de Vapor: É a pressão exercida por seus vapores quando estes estão em equilíbrio dinâmico com o líquido. É bom lembrar também que quanto maior for a pressão máxima

Leia mais

PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA

PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA PROF: KELTON WADSON OLIMPIADA / 8º SÉRIE ASSUNTO: PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS Um fenômeno físico ocorre sem que a substância transforme-se em outra substância, ou

Leia mais

Por que os peixes não se afogam?

Por que os peixes não se afogam? Por que os peixes não se afogam? A UU L AL A Dia de pescaria! Juntar os amigos para pescar num rio limpinho é bom demais! Você já reparou quanto tempo a gente demora para fisgar um peixe? Como eles conseguem

Leia mais

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Curso: EF II Ano: 9º ano A/B Componente Curricular: Ciências Naturais Professor: Mario

Leia mais

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br PLANEJAMENTO DE AÇÕES DA 2 ª ETAPA 2015 PERÍODO DA ETAPA: 01/09/2015 á 04/12/2015 TURMA: 9º Ano EF II DISCIPLINA: CIÊNCIAS / QUÍMICA 1- S QUE SERÃO TRABALHADOS DURANTE A ETAPA : Interações elétricas e

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA REVISÃO QUÍMICA Profº JURANDIR QUÍMICA DADOS 01. (ENEM 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio Grande

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

Luz Solar. 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres humanos.

Luz Solar. 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres humanos. Luz Solar 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? Raquitismo e Osteoporose 2. Em qual dia da criação, Deus criou a luz? 1 dia 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres

Leia mais

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose 01. (Pucsp) Osmose é a difusão do solvente através de uma membrana semipermeável do meio menos concentrado para o meio mais concentrado. A pressão osmótica

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 61 A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). Essa solução ácida ataca o mármore, desprendendo gás carbônico, segundo a reação

Leia mais

Resumos. 1) Aula L1 - O Lixo e Conceitos Químicos a. Aulas. 1) Aula L1 - Lixo e Conceitos Gerais. 2) Aula L2 - Estados Físicos da Matéria

Resumos. 1) Aula L1 - O Lixo e Conceitos Químicos a. Aulas. 1) Aula L1 - Lixo e Conceitos Gerais. 2) Aula L2 - Estados Físicos da Matéria Resumo Teórico 1 Fala Gás Nobre! Tudo bem? Já assistimos todos os vídeos sobre o Lixo. Estamos cada vez mais próximos do sucesso. Por isso quero te entregar esse material que contém o resumo das aulas

Leia mais

Matéria e Estados da Matéria

Matéria e Estados da Matéria Matéria e Estados da Matéria A matéria é o material físico do universo. Matéria é tudo que tem massa e ocupa certo lugar no espaço. Na antiguidade, o homem chegou a acreditar que toda matéria existente

Leia mais

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as.

2- Nas frases a seguir estão destacadas quatro formas verbais de um mesmo verbo. Compare-as. FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico 1. (UFF 2009) Desde a Antiguidade, diversos povos obtiveram metais, vidro, tecidos, bebidas alcoólicas, sabões, perfumes, ligas metálicas, descobriram elementos

Leia mais

Seu pé direito nas melhores Faculdades PUC 29/11/2009

Seu pé direito nas melhores Faculdades PUC 29/11/2009 Seu pé direito nas melhores Faculdades PUC 29//2009 5 Biologia 26. Malária (I), febre amarela (II), mal de Chagas (III) e síndrome da imunodeficiência adquirida (IV) são algumas das doenças que ocorrem

Leia mais

de energia anteriores representa a forma correta de energia.

de energia anteriores representa a forma correta de energia. 1 a fase Nível II Ensino Médio 1ª e 2ª séries LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova dest ina-se exclusivamente a alunos das 1ª e 2ª séries do ensino médio. Ela contém vinte e cinco questões.

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza 1) a-) Calcular a solubilidade do BaSO 4 em uma solução 0,01 M de Na 2 SO 4 Dissolução do Na 2 SO 4 : Dado: BaSO

Leia mais

IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS. Aluno(a): Turma:

IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS. Aluno(a): Turma: IESA-ESTUDO DIRIGIDO 1º SEMESTRE 8º ANO - MANHÃ E TARDE- DISCIPLINA: CIÊNCIAS PROFESSORAS: CELIDE E IGNÊS Aluno(a): Turma: Querido (a) aluno (a), Este estudo dirigido foi realizado para que você revise

Leia mais

DURAÇÃO DA PROVA: 03 HORAS

DURAÇÃO DA PROVA: 03 HORAS PROCESSO SELETIVO 2008/2 - CPS PROVA DISCURSIVA DE BIOLOGIA INSTRUÇÕES: CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA 1. Só abra a prova quando autorizado. 2. Veja se este caderno contém 10 (dez) questões discursivas.

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 Queimadas: o que

Leia mais

Especial Específicas UNICAMP

Especial Específicas UNICAMP Especial Específicas UNICAMP Material de Apoio para Monitoria 1. Hoje em dia, com o rádio, o computador e o telefone celular, a comunicação entre pessoas à distância é algo quase que banalizado. No entanto,

Leia mais

A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático).

A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). 61 b A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). Essa solução ácida ataca o mármore, desprendendo gás carbônico, segundo a reação descrita

Leia mais

ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE.

ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE. Atividade didático-experimental ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE. O objetivo desta atividade é proporcionar contato com alguns fenômenos e conceitos físicos e químicos que permitem avançar

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados

SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados SISTEMA EXCRETOR (URINÁRIO) RIO) Rins: morfologia e funcionamento Regulação hormonal Distúrbios mais comuns Excreção de compostos nitrogenados Regulação osmótica SISTEMA URINÁRIO HUMANO adrenal Veia cava

Leia mais

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo

COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO. Profª Fernanda Toledo COLÉGIO ALEXANDER FLEMING SISTEMA RESPIRATÓRIO Profª Fernanda Toledo RECORDAR Qual a função do alimento em nosso corpo? Por quê comer????? Quando nascemos, uma das primeiras atitudes do nosso organismo

Leia mais

Características e os efeitos das propriedades coligativas

Características e os efeitos das propriedades coligativas Características e os efeitos das propriedades coligativas O estudo das propriedades coligativas é um dos conteúdos mais importantes a serem estudados, pois facilita a compreensão de fenômenos químicos

Leia mais

Estudando as forças Um conceito primitivo

Estudando as forças Um conceito primitivo CAPÍTULO 5 LEIS DE NEWTON Estudando as forças Um conceito primitivo Ilustrações: Carlos Cesar Salvadori A idéia de força é adquirida por todos nós, pouco a pouco, desde a infância. Sempre que tentamos

Leia mais

Prova Experimental Física, Química, Biologia

Prova Experimental Física, Química, Biologia Prova Experimental Física, Química, Biologia Complete os espaços: Nomes dos estudantes: Número do Grupo: País: BRAZIL Assinaturas: A proposta deste experimento é extrair DNA de trigo germinado e, posteriormente,

Leia mais

TERMOQUÍMICA. O que é o CALOR? Energia térmica em transito

TERMOQUÍMICA. O que é o CALOR? Energia térmica em transito TERMOQUÍMICA Termoquímica PROF. Prof. DAVID David TERMOQUÍMICA O que é o CALOR? Energia térmica em transito TERMOQUÍMICA Estuda as quantidades de calor liberadas ou absorvidas durante as reações químicas

Leia mais

UNIDADE NO SI: F Newton (N) 1 N = 1 kg. m/s² F R = 6N + 8N = 14 N F R = 7N + 3N = 4 N F 2 = 7N

UNIDADE NO SI: F Newton (N) 1 N = 1 kg. m/s² F R = 6N + 8N = 14 N F R = 7N + 3N = 4 N F 2 = 7N Disciplina de Física Aplicada A 2012/2 Curso de Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora Ms. Valéria Espíndola Lessa DINÂMICA FORÇA: LEIS DE NEWTON A partir de agora passaremos a estudar a Dinâmica, parte

Leia mais

Células procarióticas

Células procarióticas Pró Madá 1º ano Células procarióticas Citosol - composto por 80% de água e milhares de tipos de proteínas, glicídios, lipídios, aminoácidos, bases nitrogenadas, vitaminas, íons. Moléculas de DNA e ribossomos

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

Física - QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 20 pontos) RASCUNHO

Física - QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 20 pontos) RASCUNHO Física - QUESTÕES de 01 a 06 LEIA CUIDADOSAMENTE O ENUNCIADO DE CADA QUESTÃO, FORMULE SUAS RESPOSTAS COM OBJETIVIDADE E CORREÇÃO DE LINGUAGEM E, EM SEGUIDA, TRANSCREVA COMPLETA- MENTE CADA UMA NA FOLHA

Leia mais

DISCIPLINA. Leia atentamente as seguintes instruções

DISCIPLINA. Leia atentamente as seguintes instruções Universidade Federal de Pelotas Processo Seletivo Verão 2004 2ª Fase Aplicação 30/11/2003 Grupos 2 e 4 DISCIPLINA FÍSICA Leia atentamente as seguintes instruções 01. Verifique se este caderno contém 01

Leia mais

Que calorão! Entenda por que o efeito estufa ameaça nosso planeta.

Que calorão! Entenda por que o efeito estufa ameaça nosso planeta. Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T Data: 5/8/2009 Que calorão! Entenda por que o efeito estufa ameaça nosso planeta. O clima na Terra não é sempre igual e a temperatura aumenta

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo II 2 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

QUESTÃO 40 PROVA DE BIOLOGIA II. A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar:

QUESTÃO 40 PROVA DE BIOLOGIA II. A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar: 22 PROVA DE BIOLOGIA II QUESTÃO 40 A charge abaixo se refere às conseqüências ou características da inflamação. A esse respeito, é INCORRETO afirmar: a) Se não existisse o processo inflamatório, os microorganismos

Leia mais