Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 CÓDIGO DE CONDUTA

2

3

4 4

5 Sumário A nossa história... 9 Negócio, Visão, Missão Valores Introdução Objetivo Considerações iniciais Informações pessoais Crachá Relógio e Registro de Ponto Jornada de Trabalho Horário de almoço refeições Horário de café Estacionamento Visitantes Fumar Forma de se vestir, apresentação pessoal e uniforme Dicas para o profissional moderno Representações, visitas e contatos externos Comportamento Recebimento de correspondências e mercadorias Respeito incondicional Conflitos de interesse e influência Consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilegais Diversidades étnicas, socioeconômicas e culturais, religiosas e sexuais Assédio moral e sexual... 22

6 Relacionamentos íntimos Críticas e sugestões Padrões de conduta com fornecedores Padrões de conduta com clientes Padrões de conduta com concorrentes Padrões de conduta com órgãos governamentais Padrões de conduta com associações de classe Padrões de conduta com a imprensa Desligamento do contrato de trabalho Saúde e segurança no trabalho Terceiros (prestadores de serviço) Meio ambiente Cessão de direitos autorais e de imagem Informações e internet Recomendações de segurança na Internet Usuário de notebooks (obrigações e responsabilidades) Senhas particulares Meios eletrônicos ( s, telefone, correio de voz) Ameaças da Internet Violação do Manual de Conduta Disciplinar e Ética Contato Termo de ciência e comprometimento... 28

7

8

9 A nossa história: Tudo começou há 55 anos com o espírito empreendedor do imigrante Júlio Simões. As atividades da empresa começaram no transporte de produtos hortifrutigranjeiros de Mogi das Cruzes para o Rio de Janeiro. Com esforço e dedicação, o grupo Julio Simões ampliou sua atuação e se tornou presente nos setores de movimentação e armazenagem de cargas. Nas décadas seguintes, a empresa passou a fazer fretamento e turismo, além de locar veículos leves. Em 1990, já realizavam o transporte de passageiros, locação de equipamentos, trabalhos de movimentação interna, armazenagem e demais serviços no ramo de transporte. O diferencial da Julio Simões foi justamente a diversidade nos segmentos de atuação, visando o atendimento integrado conforme as necessidades dos clientes. Em 1996, a empresa conquistou a certificação ISO O certificado é um reflexo da qualidade em serviços, segurança, profissionalização e desenvolvimento empresarial. No mesmo ano foi comprada a revenda da Original (Volkswagen) em São Miguel Paulista. Foi a primeira aquisição de muitas filiais e o primeiro passo para uma trajetória de sucesso. Na época, Fernando Simões reformou o prédio da Original e ampliou os serviços. Com as alterações e investimentos as vendas cresceram 400% em apenas um ano. A revenda recebeu prêmios da Volkswagen, bateu recordes em vendas e foi admirada pela qualidade no atendimento aos clientes. Depois disso a Original só cresceu. Foram adquiridas lojas em diversos pontos como Penha, Guarulhos e São José dos Campos. Talento, simplicidade, seriedade, valores éticos, qualidade e orientação ao cliente foram os princípios fundamentais da organização. Ainda hoje, esses valores são praticados pelos colaboradores que contribuem para o nosso crescimento. Atualmente, a Julio Simões se destaca em setores importantes da economia como a indústria automobilística, papel e celulose, telefonia, tratamento de resíduos e limpeza urbana, entre outros. 9

10 Além disso, já são 20 concessionárias Original, sendo que o grupo integrou a empresa TransRio e as marcas Ford e Fiat. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas. Ford Avante Em setembro de 2003 a Avante foi inaugurada na Avenida São Miguel, ao lado da primeira Original. Gerenciando veículos novos, semi-novos, pós venda e atendendo às empresas frotistas, as vendas da Avante cresceram. Tanto que, em 2008, uma nova filial surgiu na Freguesia do Ó. Até o fim de 2010, a totalidade de veículos comercializados era de Além de vendas com parcerias, assistência técnica e peças originais, a Avante possui um estoque variado da marca Ford. Fiat Ponto A Ponto é a mais jovem do grupo. Adquirida em dezembro de 2006, sendo duas unidades em São Miguel Paulista e uma unidade em Guarulhos. As filiais trabalham no mesmo ideal do grupo: inovando e proporcionando a melhor experiência ao cliente na compra de serviços e produtos. Para isso, contam com 150 funcionários e com um atendimento qualificado procurando fidelizar os clientes. Isso vem dando certo, pois até o fim de 2010 foram comercializados mais de 4000 carros da Ponto. Para as lojas, o fundamental é melhorar os processos existentes, visando comercializar os produtos e satisfazer aos clientes, que são a razão do nosso negócio. TransRio A TransRio existe há mais de vinte anos e em 2007 foi adquirida pela Julio Simões. A empresa trabalha na venda de caminhões e chassis de ônibus novos e seminovos da Volkswagen. A Julio Simões possui oito filiais da TransRio. Duas estão localizadas no Rio de Janeiro e em 2010 foi inaugurada a TransRio Sul, contando com seis concessionárias nas 10

11 principais regiões do Rio Grande do Sul: Eldorado do Sul, São Leopoldo, Caxias do Sul, Garibaldi, Pelotas e a filial de Caçador em Santa Catarina. A implementação está sendo concluída com melhoras na infraestrutura e duas revendas já estão firmadas em prédios definitivos. Nos próximos meses as demais regiões finalizarão as instalações. A TransRio sul possui 193 colaboradores capacitados para atender as necessidades do cliente. São cerca de 150 veículos vendidos por mês. Já no Rio de Janeiro, as filiais recebem da Volkswagen 70 caminhões e 40 ônibus por mês e contam com 140 colaboradores. A qualidade no atendimento se reflete em uma pós venda excelente, fidelizando o público. As revendas do Rio estão concluindo um processo de treinamento que capacita a equipe na parte técnica e na área de vendas. Outra novidade são os treinamentos aos clientes que oferecerá preparação aos motoristas, noções de mecânica e elétrica, entre outras atividades. Em 2010, a revenda chegou a cerca de 1200 veículos comercializados. A formação da JSL No final de 2010, foi denominada para a holding o nome SIMPAR, que em setembro de 2012 passou a ser JSL Concessionárias de Veículos. A gestão das empresas concessionárias de veículos Ponto, Avante, Original Veículos, Vintage Seguros, TransRio e outras empresas como a Work Container, Táxi Aéreo, Serb e Ribeira Imóveis fazem parte desta holding. A missão é cuidar dos negócios das revendas de modo unificado. O grupo está mudando e crescendo. No começo da primeira revenda, em São Miguel, havia 120 colaboradores. Hoje são mais de 1500, sem contar os terceirizados. Vamos melhorar processos e padronizar os métodos das lojas para tornar os sistemas mais rápidos e eficientes. As mudanças são pontuais e progressivas, trazendo alguns benefícios imediatos e outros que se consolidam a longo prazo. A JSL caminha para o sucesso. Inovamos sempre para atender as necessidades do grupo e dos clientes e as tendências exigidas pelo mercado. 11

12 Negócio Produtos e serviços relacionados ao mercado automotivo. Visão Ser a melhor rede de concessionárias do Brasil, admirada por sua qualidade, transparência, rentabilidade, eficiência e inovação. Missão Garantir aos nossos clientes a melhor experiência na compra de produtos e serviços em cada uma de nossas concessionárias, criando valor para os acionistas e contribuindo para a comunidade em que atua. 12

13 Valores Cliente: razão do nosso negócio Gente: nosso diferencial Trabalho: nada se constrói sem ele Simplicidade: nosso jeito de ser Lucro: indispensável ao crescimento e a perpetuação 13

14 Introdução A JSL Concessionárias de Veículos, espera que você seja ético, ou seja, que pense e execute de maneira correta, de acordo com os valores estabelecidos e aceitos na sociedade em que estamos inseridos. A sua responsabilidade mais importante é desenvolver um bom trabalho no setor em que for designado. Saber atender, saber entender, saber cooperar com seus colegas de trabalho, fornecedores e clientes são pontos essenciais para desempenhar um bom trabalho. Esperamos que todas as ações e planos da corporação sejam sempre baseados no respeito ao ser humano, com valores éticos e transparências em suas relações comerciais, para isso foi criado este Manual, que expressa a preocupação da da JSL Concessionárias em esclarecer a todos os seus colaboradores as condutas esperadas no desempenho de suas atividades profissionais. Objetivo Disseminar a importância dos comportamentos esperados, para que cada colaborador saiba seu papel na organização. Esclarecer, orientar e propiciar a compreensão clara de quais comportamentos e condutas são considerados adequados no desempenho das atividades profissionais, criando assim uma cultura organizacional baseada em conceitos éticos e honestos. Considerações iniciais Este Manual é destinado a todos os colaboradores, terceirizados e fornecedores da JSL, independente da atividade profissional que exerçam. Em virtude da amplitude de situações possíveis da empresa, o objetivo não é contemplar todas as práticas e princípios de conduta, mas sim atender e esclarecer sobre dúvidas relevantes, servindo de base na compreensão do que consideramos como disciplina e ética. Em caso de dúvidas o colaborador deverá entrar em contato com o superior. Informações pessoais É dever de todos os colaboradores informar à área de RH, através de formulário de atualização cadastral, qualquer alteração de seus dados pessoais (endereço,telefone, 14

15 estado civil, sobrenome e dependentes). Essas alterações devem ser comprovadas com cópia de documentos de certidão de casamento, certidão de nascimento, certidão de óbito, conta de luz, água ou telefone. Além disso, é importante informar à área de RH questões como afastamentos pelo INSS ou atestados médicos. Crachá O crachá é de uso pessoal e intransferível, sendo a primeira via totalmente gratuita. O seu uso é obrigatório dentro das dependências da empresa e deve estar sempre em local visível. O RH deverá ser informado imediatamente em caso de perda ou roubo do crachá. A emissão da segunda via terá um custo adicional a ser pago pelo colaborador através do débito em folha de pagamento. Relógio e Registro de Ponto O registro de ponto da empresa é feito pelo sensor biométrico e seu correto apontamento é de responsabilidade de cada colaborador. O registro é obrigatório, devendo ser feito duas vezes ao dia (entrada e saída) de acordo com o contrato de trabalho. As faltas e atrasos não justificados e passados com antecedência de 24 horas, serão descontados em sua integralidade conforme a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Jornada de Trabalho Os colaboradores devem cumprir rigorosamente suas jornadas de trabalho. Horas adicionais são feitas apenas em ocasiões excepcionais mediante autorização da diretoria através do formulário de horas adicionais, assinado pelo superior imediato e encaminhado para o RH. Em caso de serviços externos, o colaborador deve cumprir a mesma carga horária determinada em seu contrato. Logo, se ao término desta atividade ainda houver horas para cumprir o colaborador deve retornar ao seu posto de trabalho. Caso deseje emendar os feriados prolongados e não for escalado pelo seu superior, a empresa favorece o descanso desde que isto seja pré-acordado entre o colaborador e o superior. A falta será descontada do banco de horas ou compensada conforme alinhamento com o gestor, respeitando sempre o fechamento anual. 15

16 Horário de Almoço Refeições Todos os colaboradores possuem uma hora de intervalo para almoço. Em algumas filiais existem restaurante interno. Nos locais que não possuem restaurante, os colaboradores recebem o Ticket Refeição. Horário de café A JSL Concessionárias não estipula horário para consumo de café, porém procure usar o bom-senso. Caso sejam detectados abusos, sejam eles de tempo, barulho ou desperdícios, a empresa se obrigará a mudar a política. Estacionamento O estacionamento localizado nas dependências da empresa são de uso exclusivo dos clientes. Nenhum colaborador e/ou prestador de serviço está autorizado a utilizar o estacionamento. Visitantes Os visitantes terão acesso somente à recepção e salas de reuniões. Nas dependências internas da empresa, apenas fornecedores e clientes devidamente identificados, autorizados e acompanhados por um colaborador. Ou seja, os visitantes não podem circular nas dependências da JSL Concessionárias sem o acompanhamento de um colaborador. Fumar É proibido fumar nas dependências da empresa. Lei n.º 37/2007, de 14 de Agosto - Aprova normas para a proteção dos cidadãos da exposição involuntária ao fumo do tabaco e medidas de redução da procura relacionadas com a dependência e a cessação do seu consumo. Artigo 4: Proibição de fumar em determinados ambientes como: a) Nos locais de trabalho; b) Nos locais de atendimento direto ao público; c) Nos lares e outras instituições que acolham pessoas idosas ou com deficiência ou incapacidade; d) Nos conjuntos e grandes superfícies comerciais e nos estabelecimentos comerciais de venda ao público; g) Nos parques de estacionamento cobertos; 16

17 f) Nos locais destinados a menores de 18 anos, nomeadamente infantários, creches e outros estabelecimentos de assistência infantil, lares de infância e juventude, centros de ocupação de tempos livres, colônias, campos de férias e demais estabelecimentos similares; g) Nos recintos das feiras e exposições; h) Nos elevadores, ascensores e similares. Todos os colaboradores fumantes devem fumar fora das dependências da empresa, devendo utilizar o local específico para o depósito de cinzas e bitucas de cigarro, em respeito ao meio ambiente. Forma de se vestir, apresentação pessoal e uniforme Colaboradores em exercício de suas atividades profissionais representam a imagem da JSL Concessionárias. Por esta razão, é preciso se preocupar em usar roupas e acessórios que valorizem tal imagem, evitando exposições desnecessárias (decotes, saias curtas, roupas rasgadas, etc.), cabendo ao gestor da área avaliar se o colaborador está adequadamente trajado à sua imagem. O uso do uniforme é obrigatório durante todo o horário de trabalho e deve-se manter a limpeza e conservação das roupas. Ao término do contrato o colaborador deve devolver o uniforme. O padrão de vestimenta da empresa condiz com um ambiente de negócios. Esperamos que você utilize o bomsenso e discrição não usando roupas que não se ajustem ao trabalho como: Roupas transparentes; decotes; blusas curtas e/ou com alças; camisetas coladas; brilhos; minissaias e shorts; peças de moletom; malhas; tênis e camisetas com logomarcas esportivas, políticas ou diversas. Sugerimos que os colaboradores com tatuagens as mantenham cobertas. Caso o colaborador esteja utilizando o uniforme da empresa em atos que envolvam brigas em bares, no trânsito, ocorrências policiais ou qualquer ato que possa denegrir a imagem da JSL Concessionárias fora do horário de trabalho, estará sujeito à penalidade, advertência e até mesmo a demissão. 17

18 Dicas para o profissional moderno: A competência é o que interessa, mas o jeito de se vestir soma pontos na carreira. Preserve a aparência de uma pessoa de sucesso e encare a roupa de trabalho como uma forma de exibir conceitos e códigos de valores seus e da JSL Concessionárias. Aposte nos básicos modernos, peças combináveis entre si, tecidos que não amassem e não atrapalham os movimentos. Adote tendências com critério, sem carregar na sobriedade e nem escorregar nos exageros. Aprenda a avaliar se as exibições das vitrines de moda combinam com seu tipo físico e ambiente de trabalho. Profissionalmente é sempre melhor chamar a atenção pela elegância do que pela ousadia ou irreverência. Para negociar com clientes conservadores, calça social, blazer, terninhos ou roupa escura e acessórios discretos transmitem seriedade e segurança. A apresentação de um projeto inovador pede roupas de corte moderno, cores fortes e acessórios inventivos para imagem e ideia não colidirem. Evite: Explorar tendências modernosas. Estar na moda é menos importante que representar bem o seu negócio, a não ser para profissionais do setor "fashion". Trajes exóticos ou descontraídos demais, destoando do ambiente. Camisa listrada não combina com gravata listrada. Prefira uma estampa mais discreta. Atenção especial para: lingerie aparecendo, saltos altíssimos, roupas manchadas ou amassadas, muita maquiagem ou cara lavada, cabelos maltratados, unhas muito longas ou mal cuidadas, perfume demais, excesso de bijuteria, moletons por cima do uniforme e roupas que marquem a forma. Representações, visitas e contatos externos A JSL Concessionárias preza por qualidade e busca inovações constantemente. Devemos ter isso em mente em todos os nossos contatos, inclusive com clientes, fornecedores, consumidores em geral, imprensa e públicos diversos. Nessa interação há 18

19 padrões com a imagem pré-determinada pela empresa. Sugerimos, por exemplo, que o colaborador não critique e/ou desqualifique nossos produtos, a empresa, os serviços e concorrentes perante os outros. Isso demonstra falta de comprometimento com os colegas, os produtos e a JSL Concessionárias. Em espírito de união, todo e qualquer problema deve ser apontado e trabalhado internamente. Comportamento Respeite e zele os procedimentos da empresa. A JSL Concessionárias estima por um ambiente de trabalho saudável e harmonioso, para isso contamos com um relacionamento interpessoal cortês, educado, evitando brincadeiras de duplo sentido e o uso de palavras de baixo calão. Preserve os equipamentos e materiais da empresa, evitando acidentes, perdas, estragos e prejuízos. Zele pela utilização dos carros, mantendo-os limpos e não deixando o tanque de combustível na reserva. Qualquer problema com o veículo deve ser repassado para o supervisor. Mantenha um bom relacionamento com os colaboradores, evitando discussões e conflitos durante a jornada de trabalho. Preserve a ordem e a limpeza em sua mesa, armários e em todos os recintos da empresa principalmente nos de uso comum como banheiros, copas, escadas e corredores. Seja aberto a novas ideias, escute mesmo que a pessoa seja de outra área. Utilize seu potencial descobrindo alternativas que aprimorem seu trabalho. Compartilhe com seu superior imediato ideias que possam contribuir com o desenvolvimento da sua área. A JSL Concessionárias possui normas rígidas para quem cometer algum delito/furto, portanto, trabalhe com responsabilidade. Em relação ao tempo para o café da manhã, evite prolongar os horários. As conversas nos corredores devem ser evitadas, mantendo-se a ordem. 19

20 Esteja atento e seja cordial, as oportunidades começam no bom trato com as pessoas. Jamais chame o cliente de querido, meu bem, benzinho, patrão, chefia ou madame. Sempre ande com cartões de visitas atualizados. Lembre-se que cada cargo ou função demanda posturas e responsabilidades diferentes. No almoço ou jantar de negócios: 1.Ao fazer um convite de almoço ou jantar de negócios, previna-se para arcar com as despesas. 2.Opte por refeições e bebidas leves; 3.Lembre-se que a finalidade é comercial e não apenas comer; 4.Evite palitar os dentes, excesso de comida no prato, mastigar com a boca aberta, cotovelos sobre a mesa, olhar só para o prato, arrastar a cadeira, comer antes de todos estarem servidos, usar o celular. Nunca fume em reuniões, visitas ou locais fechados. Cuidado para não exceder em festas de empresa, happy hours, jantares e almoços sociais. Nunca seja o último a sair dos eventos. Pratique seu aperto de mão. Olhe nos olhos da pessoa, sorria e ouça. Pratique expressões polidas como "por favor", "obrigado" e "com licença". O colaborador não deve usar o banheiro de visitante. Recebimento de correspondências e mercadorias Os colaboradores não estão autorizados a receber correspondências diversas e entregas de fornecedores (pedidos de compras em geral), salvo aqueles que têm como uma de suas atividades este compromisso/tarefa. O recebimento indevido de correspondências e/ou mercadorias podem acarretar problemas financeiros. Desta forma, apenas pessoas previamente autorizadas estão habilitadas a este tipo de tarefa. Caso a empresa sofra algum tipo de cobrança em função de recebimento indevido, os responsáveis poderão sofrer punições e/ou demissões por justa causa. 20

21 Os colaboradores não devem divulgar o endereço da empresa para recebimento/entrega de correspondências e/ou encomendas particulares de qualquer espécie. Os que precisarem programar a entrega de encomendas precisam informar ao fornecedor/cliente o horário de recebimento: 08h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30. Respeito incondicional Respeite seus colegas de trabalho profissionalmente e moralmente. A união da equipe faz o sucesso da empresa e, consequentemente, o sucesso de cada um. Conflitos de interesses e influências Conflito de interesse se dá por qualquer oportunidade de ganho pessoal do colaborador que possa conflitar com as atividades, imagem e interesses da JSL Concessionárias, assim como exercer qualquer outra atividade que conflite com o horário de trabalho. Conflito de interesse também significa zelar pelas informações confidenciais da JSL Concessionárias. É expressamente proibido a utilização de cargo, função ou informações sobre negócios e assuntos da empresa para influenciar decisões que favoreçam interesses particulares ou de terceiros. Consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilegais A JSL Concessionárias não admite que seus colaboradores estejam sob efeito de bebidas alcoólicas ou drogas ilegais durante a jornada e/ou no ambiente de trabalho, inclusive em viagens, eventos, treinamentos, refeições de negócios. Diversidades étnicas, socioeconômicas, culturais, religiosas e sexuais É expressamente proibido qualquer tipo de manifestação discriminatória de qualquer natureza (raça, cor, idade, sexo, orientação sexual, religião, incapacidade física ou mental, preceitos étnicos, condição sociocultural, nacionalidade ou estado civil) a qualquer pessoa. 21

22 Assédio Moral e Sexual Não é tolerado nenhum tipo de assédio moral ou sexual que envolvam condutas que afetem o desempenho no trabalho de forma negativa ou que denigra a dignidade de qualquer pessoa, gerando um ambiente de trabalho intimidador, hostil ou ofensivo. São consideradas condutas de assédio sexual atitudes como propostas repetidas, insinuações sexuais, verbais, gestuais ou físicas. Relacionamentos íntimos A empresa não admite relacionamento amoroso entre colaboradores que tenham grau de subordinação ou que possam influenciar nas atividades do parceiro de alguma forma. Situações que configurem o quadro acima devem ser comunicadas ao superior imediato que verificará a possibilidade de remanejamento de um dos colaboradores para outra área ou, em último caso, o desligamento de uma das partes. Para os casos permitidos, aonde não haja subordinação, a JSL Concessionárias exige que as partes se relacionem dentro da empresa como colegas de trabalho, evitando que o relacionamento influencie nas posturas profissionais. Críticas e sugestões Críticas e sugestões que visem agregar e estimular melhorias para o grupo são construtivas e bem-vindas. Elas devem ser encaminhadas ao seu superior que dará andamento ao departamento responsável. Críticas destrutivas serão desconsideradas e podem gerar consequências ao colaborador. Padrões de conduta com fornecedores As práticas da JSL Concessionárias com seus fornecedores são comerciais legais e devem ser tratadas com respeito e honestidade em todos os campos da relação de negócio. Os fornecedores contratados devem pautar seu comportamento conforme as diretrizes de conduta da empresa. 22

23 Padrões de conduta com clientes Mantenha a cordialidade, agilidade, eficiência, respeito e ética. Forneça informações claras e precisas às solicitações e reclamações dos clientes. Se não souber esclarecer a dúvida, procure quem possa resolver. Padrões de conduta com concorrentes O relacionamento com os concorrentes deve ser pautado em padrões éticos, evitando quaisquer ações ou práticas que possam caracterizar concorrência desleal. Tome cuidado para não passar informações importantes aos concorrentes em conversas informais. Padrões de conduta com órgãos governamentais Mantemos o rigoroso cumprimento dos requisitos legais, fiscais e trabalhistas estabelecidos pelos órgãos de direito. Cumprimos a legislação imposta e o pagamento das obrigações tributárias e trabalhistas. Padrões de conduta com associações de classe A JSL Concessionárias compreende a importância das associações de classe como defensores dos direitos de seus colaboradores. Há respeito mútuo com entidades e associações focadas em garantir os interesses de profissionais da categoria e segmentos de mercado. Padrões de conduta com a imprensa Somente a diretoria executiva e o presidente da holding e a área de marketing, poderão autorizar os colaboradores a darem declarações, entrevistas ou informações para a imprensa seja por escrito ou verbalmente. Desligamento do contrato de trabalho Ao término do contrato de trabalho, o colaborador deve devolver: uniformes, telefones celulares, crachás, laptops no seu último dia trabalho para o seu gestor. Os recursos 23

24 fornecidos aos colaboradores devem retornar em perfeito estado de funcionamento e condições de reutilização. Caso seja constatada destruição, danos e mal uso, o colaborador deve ressarcir o produto ou o valor do mesmo para a empresa. Para isso, a JSL Concessionárias considera a especificação idêntica ou similar do produto danificado. Saúde e segurança no trabalho A JSL Concessionárias garante a todos os colaboradores condições adequadas de trabalho, baseadas nos mais elevados princípios de higiene e segurança, realizando e avaliando continuamente ações preventivas e corretivas. Contudo, é de responsabilidade dos colaboradores estarem atentos às normas e procedimentos para realizarem suas atividades profissionais, preservando sua integridade física e de seus colegas, tanto internamente como em atendimento externo. Terceiros (prestadores de serviço) Profissionais terceirizados também devem seguir os padrões de segurança da JSL Concessionárias, passando por um processo de integração antes do início de qualquer trabalho. Os terceiros só terão acesso à recepção, banheiros e áreas definidas para realizar o serviço mediante aprovação dos superiores. Nas dependências internas apenas um prestador de serviço identificado, autorizado e acompanhado por um colaborador pode circular na empresa. Meio ambiente A JSL Concessionárias desenvolve suas atividades sempre com o intuito de reduzir ao máximo os impactos ambientais. São avaliados e implantados procedimentos que otimizem o uso de energia elétrica, água, reciclagens e outros. Procure seguir estes preceitos colaborando com a empresa e com o meio ambiente. Cessão de direitos autorais e de imagem A maioria dos eventos (workshops, feira de negócios, reuniões, treinamentos, trabalhos comerciais, etc.) são gravados e, em alguns casos, transmitidos online e em tempo 24

25 real. Além disso, podem ser arquivados nos sites de divulgação. A imagem do colaborador poderá ser utilizada caso participe dos eventos. Tanto para as câmeras de circuito interno e as gravações dos eventos, o colaborador autoriza a empresa a utilizar a sua imagem registrada nos períodos dos eventos e por tempo indeterminado para fins de divulgação comercial e fins legais como: ocorrências policiais, morais, furtos e outros, desde que mantido o teor do conteúdo apresentado. Informações e Internet As informações que trafegam na internet são vulneráveis. Os serviços da rede possuem segurança mínima ou nenhuma, pois ela não foi projetada para manter segredo. Seus sistemas estão sujeitos ao ataque de pessoas e organizações mal intencionadas que podem interceptar e modificar informações e dados para seu proveito. Um sistema nunca está totalmente seguro. Enquanto os sistemas de segurança se sofisticam, as técnicas de invasão fazem o mesmo. O único meio de se proteger é ficando atento aos conteúdos online. Uma série de medidas e políticas devem ser adotadas para preservar o patrimônio de seus legítimos donos, quer seja esse patrimônio de informações ou outro tipo de bem. A informação é um ativo muito valioso da JSL Concessionárias, por isso existem normas visando proteger sua integridade. Recomendações de Segurança na Internet Uma das seguranças do usuário está relacionada às suas práticas online. Por esta razão, foi elaborada uma lista com instruções para uma navegação e acesso mais seguro. Se receber um que peça a confirmação de senha ou informações pessoais, assim como cobranças, arquivos anexados, links com instruções para download enviados por desconhecidos, não cumpra as instruções. O download de qualquer arquivo somente deve ser realizado se sua origem for conhecida e segura. Existem códigos maliciosos, como cavalos de tróia, que podem entrar no sistema simulando ser de uma fonte conhecida. Na dúvida contate o departamento de informática. 25

26 Usuários de notebook (Obrigações e responsabilidades) 24. Instalar o software antivírus homologado pela empresa e mantê-lo atualizado: O software antivírus verifica arquivos regularmente, procurando mudanças incomuns no tamanho deles, programas que correspondam à base de dados de vírus conhecido do software, anexos suspeitos de e outros sinais de alerta. Este é o passo mais importante que você pode dar para manter o seu computador livre de vírus. 25. Não fazer download de programas da web: Fontes não confiáveis como grupos de notícias ou websites dos quais você nunca ouviu falar, podem ser fornecedores voluntários de vírus para o seu computador. Evite fazer download de arquivos inseguros como freeware, protetores de tela, jogos e quaisquer outros programas executáveis (qualquer arquivo com extensão ".exe", ".com", "zip", "pif", "coolgame.exe", dentre outras). Se tiver que fazer download online em uma pasta faça a verificação de vírus antes de usá-la. 26. Responsabilidade: A instalação e utilização de software pirata e jogos não são permitidos, o usuário pode ser responsabilizado legalmente por autoridades. 27. Usar o bom-senso: É preferível errar por excesso de segurança. Se tiver dúvidas sobre um anexo desconhecido o melhor é excluir. Não faça download de animações atraentes em sites amadores. 28. Utilização de sua máquina: É proibido armazenar conteúdo pornográfico assim como conteúdos particulares, fotos pessoais e demais arquivos citados acima. Senhas particulares É proibido compartilhar as senhas de acesso à rede e aos sistemas internos com os colegas de trabalho, uma vez que a senha é pessoal e intransferível. Todas as atividades efetuadas são registradas e associadas à senha do usuário, 26

Manual de Conduta Disciplinar e Ética. Versão 2.0 15/05/2013 1/12

Manual de Conduta Disciplinar e Ética. Versão 2.0 15/05/2013 1/12 Manual de Conduta Disciplinar e Ética Versão 2.0 15/05/2013 1/12 Sumário ITEM PAGINA Introdução 03 Objetivo 03 Considerações iniciais 03 Informações pessoais 03 Jornada de trabalho 03 Visitantes 04 Fumar

Leia mais

Manual de Conduta Disciplinar e Ética

Manual de Conduta Disciplinar e Ética 1. INTRODUÇÃO... 4 2. OBJETIVO... 4 3. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 4. PADRÕES DE CONDUTA COM A RIACHUELO... 5 4.1. Conflitos de Interesse... 5 4.2. Informações... 5 4.3. Influência... 5 4.4. Informações

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta O Código de Ética e Conduta do ESA - Externato Santo Antônio estabelece o comportamento esperado de todos aqueles que trabalham na, para e com a instituição, e tem por objetivo

Leia mais

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR Versão 1 Setembro de 2012 INTRODUÇÃO Ser ético significa pensar e agir de forma correta, a partir de valores estabelecidos e aceitos pela sociedade em que se está inserido. A criação

Leia mais

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda.

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda. Código de Ética SPL Consultoria e Informática Ltda. Introdução Segundo o dicionário Aurélio ética é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de qualificação do ponto

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO CÓDIGO DE ÉTICA G UPO 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 2 1. APLICABILIDADE... 3 ESCLARECIMENTOS... 3 O COMITÊ DE ÉTICA... 3 ATRIBUIÇÕES DO COMITÊ... 3,4 2. ASSUNTOS INTERNOS... 4 OUVIDORIA... 4 PRECONCEITO...

Leia mais

1 Revisão 05. Manual de conduta disciplinar e ética

1 Revisão 05. Manual de conduta disciplinar e ética 1 Revisão 05 Manual de conduta disciplinar e ética Sumário 2 Manual de conduta disciplinar e ética 04 Palavra do Presidente 05 Missão Corporativa do Grupo Elemar 06 Escopo do trabalho 07 Treinamento de

Leia mais

Manual de Conduta ética e disciplinar. Manual de Procedimentos. Águia Assistência Automotiva

Manual de Conduta ética e disciplinar. Manual de Procedimentos. Águia Assistência Automotiva Manual de Procedimentos 1 Sumário Introdução... 4 Objetivo e considerações iniciais... 4 Informações pessoais... 5 Obrigações, deveres e responsabilidades dos atendentes... 5 Obrigações, deveres e responsabilidades

Leia mais

Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil

Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil - 0-0 Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil Manual de Normas Internas e de Conduta Considerações Iniciais Este Manual tem por objetivo detalhar as principais políticas e diretrizes,

Leia mais

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida.

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida. Segurança da Informação é a proteção das informações contra os vários tipos de ameaças as quais estão expostas, para garantir a continuidade do negócio, minimizar o risco ao negócio, maximizar o retorno

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

Identidade Organizacional. Prezado,

Identidade Organizacional. Prezado, Prezado, Apresentamos a todos os colaboradores, o Código de Conduta da Bolt Transportes, que foi minuciosamente elaborado de acordo com os valores que acreditamos ser essenciais para o um bom relacionamento

Leia mais

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética

EQUIPOMAN. Sistema de Gestão Integrada. Código de Ética Sistema de Gestão Integrada Código de Ética CE-01/2012 Rev: 01 Data: 11/12/2012 1 Mensagem da Diretoria Prezados (as) Colaboradores (as), É com imensa satisfação que apresentamos o Código de Ética da EQUIPOMAN

Leia mais

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO COLABORADORES Princípios éticos funcionais Emprego e Ambiente de trabalho Conflito de interesses Segredos e informações comerciais SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 Se surgirem dúvidas sobre a prática dos princípios éticos ou desvios de condutas, não hesite em contatar o seu superior ou o Comitê de Ética. SUMÁRIO O CÓDIGO DE

Leia mais

OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: Trabalho com ÉTICA HONESTIDADE HUMILDADE TRANSPARÊNCIA RESPONSABILIDADE EMPREENDEDORISMO

OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: Trabalho com ÉTICA HONESTIDADE HUMILDADE TRANSPARÊNCIA RESPONSABILIDADE EMPREENDEDORISMO OBJETIVO DO CÓDIGO DE CONDUTA: O CÓDIGO DE CONDUTA do GRUPO BAHAMAS, composto pelo Supermercado Bahamas e Bahamas Card (BTR), foi elaborado com o objetivo de orientar o trabalho de forma que as nossas

Leia mais

Código de Conduta e Ética. da Solidus S/A CCVM

Código de Conduta e Ética. da Solidus S/A CCVM da Solidus S/A CCVM Revisado e aprovado na Reunião do Comitê Gestor de Riscos em 08/02/2013 A Corretora Solidus S/A CCVM assume o compromisso de zelar pela reputação de seus negócios e de sua imagem, assim

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DA DIRETORIA A todos os dirigentes e empregados A Companhia de Seguros Aliança do Brasil acredita no Respeito aos princípios éticos e à transparência de conduta com as

Leia mais

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética SUMÁRIO CONCEITO OBJETIVO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTOS CONFLITOS DE INTERESSE CONFIDENCIALIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESERVAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO:

MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO: MANUAL DE CONDUTA I INTRODUÇÃO: A SKOPOS, em razão das atividades desenvolvidas, está sujeita a rigoroso controle de suas operações pela Comissão de Valores Mobiliários e demais órgãos reguladores do mercado

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Este documento tem por objetivo definir a Política de Privacidade da Bricon Security & IT Solutions, para regular a obtenção, o uso e a revelação das informações pessoais dos usuários

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Por estar inserida em uma sociedade, a Interact Solutions preza por padrões de conduta ética em suas atividades, quando se relaciona com clientes, fornecedores, canais de distribuição,

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede

Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede Índice 1 Introdução... 3 2 Política de cadastro e senhas... 5 3 Política de Utilização da Internet... 7 4 Política de Utilização de

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E EMPRESARIAL GRUPO VIVO SABOR INTRODUÇÃO Ciente de sua responsabilidade como fornecedora de refeições coletivas e prestadora de serviços, o Grupo Vivo Sabor divulga seu Manual

Leia mais

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores

Sumário. 8. Relacionamento com a Comunidade e com o Meio Ambiente. 9. Relacionamento com os Lojistas. 10. Relacionamento com os Fornecedores Manual de Conduta ntrodução O Shopping Recife é um empreendimento imobiliário tipo shopping center, sendo primordial que nossos colaboradores atuem com base em valores e objetivos comuns. A postura ética

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA REV. 01-28/08/2009 Sumário Sumário... Erro! Indicador não definido. 1 Introdução e Princípios Gerais... 3 2 Relações da Empresa... 3 2.1 Com os colaboradores... 3 2.2 Com os clientes...

Leia mais

MANUAL DO COLABORADOR

MANUAL DO COLABORADOR MANUAL DO COLABORADOR 2 SUMÁRIO 1. Apresentação ---------------------------------------------------------- 3 2. Histórico da empresa ----------------------------------------------- 4 3. Serviços prestados

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest [CÓDIGO DE ÉTICA] Este documento determina as práticas, padrões éticos e regras a serem seguidos pelos colaboradores, fornecedores e a todos aqueles que, direta ou indiretamente, se relacionem com a Interinvest.

Leia mais

Código de Ética e Conduta. Trabin Software & Consulting

Código de Ética e Conduta. Trabin Software & Consulting Trabin Software & Consulting Sumário 1. Apresentação... 4 2. Empresa... 5 2.1. Histórico... 5 2.2. Missão... 5 2.3. Visão..... 6 2.4. Valores... 6 2.5. Princípios... 6 3. Conceito de Ética... 8 3.1. Ética

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA

POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA GADE SOLUTION Tatiana Lúcia Santana GADE SOLUTION 1. Conceituação: A informação é um dos principais patrimônios do mundo dos negócios. Um fluxo de informação de qualidade é capaz

Leia mais

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611

Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 Metalúrgica JORBA Indústria e Comércio Ltda. Av. Emilio Giaquinto, 177 Parque Novo Mundo São Paulo SP CEP: 02181-110 Fone/Fax: (55-11) 2632-2611 CNPJ: 61.460.077/0001-39 / INSCR: 105.657.106.110 Gestão

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO

PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO São Paulo, 26 de novembro de 2014. PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO O Colégio Santa Maria acredita que responsabilidade social e liberdade se aprendem e se exercitam na interação

Leia mais

Manual de Conduta MANUAL DE CONDUTA. Elaboração: MDS Aprovação: Direcção Revisão N.º 0 Reprodução proibida. Data: Agosto de 2013 Página 1 de 18

Manual de Conduta MANUAL DE CONDUTA. Elaboração: MDS Aprovação: Direcção Revisão N.º 0 Reprodução proibida. Data: Agosto de 2013 Página 1 de 18 MANUAL DE CONDUTA Página 1 de 18 Índice Introdução Apresentação da OPSDC Localização Considerações Gerais Objectivo Considerações iniciais Meio ambiente Dados Pessoais Informações pessoais Conduta Contratual

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Afonso França Engenharia - 23 Detalha as normas de conduta esperadas pela Afonso França Engenharia de seus profissionais. A Afonso França tem e dissemina princípios que devem nortear

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação Política de segurança da Informação. Metodologia de levantamento da política de segurança. Objetivos e responsabilidades sobre a implementação. Métodos

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

Manual de. Ética e Conduta. Fácil e rápido de contratar. Correspondente Bancário

Manual de. Ética e Conduta. Fácil e rápido de contratar. Correspondente Bancário Manual de Ética e Conduta Correspondente Bancário Fácil e rápido de contratar. A P R E S E N T A Ç Ã O A Poupacred, por meio do presente Manual de Ética e Conduta, objetiva aclarar os princípios que deverão

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 2013

CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CARTA DO PRESIDENTE A, traduzimos nossos valores e damos diretrizes à, de modo a garantir um relacionamento transparente e harmonioso com clientes, e e cotidianas de trabalho., aqui

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região Central do Centro do Rio Grande do Sul CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Outubro de 2013 MISSÃO Fortalecer, qualificar,

Leia mais

Manual de Conduta LOGÍSTICA

Manual de Conduta LOGÍSTICA Manual de Conduta LOGÍSTICA Manual de Conduta do GRUPO PACER 1. Mensagem do Presidente 2. Apresentação 3. A Empresa 4. Uso da Marca Pacer 5. Uso de Recursos de Informática 2 6. Boas Práticas: Uniforme,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo... 5 Missão, Visão, Valores... 5 Abrangência...6 Integração... 6 Conflito de Interesses...

Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo... 5 Missão, Visão, Valores... 5 Abrangência...6 Integração... 6 Conflito de Interesses... Código de de ética Ética Adubos Sudoeste Ltda Gestão de Recursos Humanos Telefone: (64) 2102-2000 E-mail: ética@adubossudoeste.com.br 1ª Edição Maio 2011 Apresentação... 4 A Companhia... 5 O Objetivo...

Leia mais

n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5

n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5 Código Conduta de ÍNDICE n Mensagem da Diretoria... 3 n Nossa Missão... 4 n Informações Gerais... 4 n Conduta e Diretrizes... 5 n Clientes, Fornecedores e Prestadores de Serviço... 5 n Relação com a Comunidade...

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

Código de Ética. Introdução

Código de Ética. Introdução Código de Ética Introdução A ÉTICA é o ideal de conduta humana, que define os princípios que devem orientar o trabalho e as relações na organização, e também a conduta ética que cada profissional desta

Leia mais

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro Manual do Fornecedor Novembro 2012 Rio de Janeiro Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que

Leia mais

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP

MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP MT/002-14 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ARGUS 12/2014 - VINHEDO, SP 1 Código de Ética e Conduta da Argus MENSAGEM DO PRESIDENTE Este Código de Ética e Conduta foi elaborado com a finalidade de explicitar

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS 1 Política de segurança da informação 1.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COGEM, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção de políticas

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação DIRETRIZES GERAIS PARA USO DOS RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 6 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. DIRETRIZES GERAIS

Leia mais

Políticas Corporativas. Código Interno de Ética

Políticas Corporativas. Código Interno de Ética Políticas Corporativas Versão: Janeiro de 2014 Área: Risco e Compliance Responsável: Leonardo Tavares Pereira Objetivo : Este Código tem por objetivo estabelecer os princípios, conceitos e valores que

Leia mais

NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA.

NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA. NOSSA VIDA É FACILITAR A SUA. SUMÁRIO Carta do Diretor / Conselho de Administração... 03 Diretrizes... 04 Introdução... 05 Missão e Visão... 06 Valores... 07 Princípios e Condutas... 08 Comitê de Conduta

Leia mais

FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Revisado em agosto de 2010

FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Revisado em agosto de 2010 FRANKLIN ELECTRIC CO., INC. POLÍTICA DE USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Revisado em agosto de 2010 A. Propósito O propósito desta Política de Uso da Tecnologia da Informação ("Política") é oferecer diretrizes

Leia mais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais

Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Hilti do Brasil Comercial Ltda. Política de Privacidade e Proteção de Informações Pessoais Nós, Hilti (Brasil) Comercial Ltda. (coletivamente, referido como Hilti, "nós", "nosso" ou "a gente") nessa Política

Leia mais

PROCEDIMENTOS E CONTROLES INTERNOS

PROCEDIMENTOS E CONTROLES INTERNOS AGI.01 1ª 1 / 7 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. INTRODUÇÃO... 2 3. ABRANGÊNCIA E APLICABILIDADE... 2 4. PRINCÍPIOS GERAIS... 2 5. COLABORADORES... 3 A Conduta Pessoal e Profissional... 3 B Condutas não Aceitáveis...

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO BASEADO NA NORMA ABNT 21:204.01-010 A Política de segurança da informação, na empresa Agiliza Promotora de Vendas, aplica-se a todos os funcionários, prestadores de

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

Proteger as informações da empresa para a qual trabalhamos é um dever de todos nós!

Proteger as informações da empresa para a qual trabalhamos é um dever de todos nós! Prezado Colaborador, O conteúdo desta cartilha tem como objetivo compartilhar alguns conceitos relacionados ao tema Segurança da Informação. Além de dicas de como tratar os recursos e as informações corporativas

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DATA: 25/01/2016 VERSÃO 2.0 VERSÃO 2 25/01/2016 ÁLVARO BARBOSA SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO... 3 II. PAPÉIS E RESPONSABILIDADES... 4 II.1 - COMITÊ EXECUTIVO... 4 II.2 - CONTROLES

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA ÍNDICE I. Introdução... 6 II. Carta de Apresentação... 7 III. Diretrizes Gerais... 8 IV. Ambiente de Trabalho... 10 a) Utilização e Preservação de Bens... 10 b) Segurança e

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

Princípios de Conduta e Ética

Princípios de Conduta e Ética Princípios de Conduta e Ética Índice 2 Visão, Missão e Valores da Alpargatas 4 Apresentação 6 O que são princípios éticos A quem eles se aplicam O Comitê de Ética da Alpargatas 8 Compromisso com nosso

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA Art. 1 O Laboratório de Informática destina-se aos acadêmicos e professores com prioridade de utilização aos acadêmicos. Art. 2 As atividades desempenhadas

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA O CAMINHO CERTO PARA AS NOSSAS MELHORES ESCOLHAS!!!

CÓDIGO DE CONDUTA O CAMINHO CERTO PARA AS NOSSAS MELHORES ESCOLHAS!!! CÓDIGO DE CONDUTA O CAMINHO CERTO PARA AS NOSSAS MELHORES ESCOLHAS!!! PALAVRA DA DIRETORIA O mundo corporativo, juntamente com as organizações, estão passando por grandes transformações, sejam elas econômicas,

Leia mais

ÁLAMO ENGENHARIA POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMÁTICA

ÁLAMO ENGENHARIA POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMÁTICA ELABORAÇÃO / REVISÃO APROVAÇÃO Marcelo Costa 16/05/2013 Fernando Matias 16/05/2013 NOME DATA NOME DATA Introdução: A segurança é um dos assuntos mais importantes dentre as preocupações de nossa empresa.

Leia mais

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD O SUCESSO DA IMCD É BASEADO NO ESTABELECIMENTO DE UM AMBIENTE QUE PROMOVE A RESPONSABILIDADE, CONFIANÇA E O RESPEITO. IMCD Código de Conduta 3 1. Introdução O

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA

CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA 2010 Pág.: 2 de 9 A maioria das empresas exige dos seus fornecedores um excelente produto/serviço, a preço competitivo. Além disso, para nós da Saraiva, é muito importante

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DO PPGEQ

REGULAMENTO INTERNO PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DO PPGEQ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA Endereço: BR. 465, km 7, Centro

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 8 - Política de segurança da informação 8.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COOPERFEMSA, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS LABORATÓRIOS DO DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL -UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DCM Campus Universitário - Viçosa, MG - 36570-000 - Telefone: (31) 2878 / 4502 - E-mail: dcm@ufv.br

Leia mais

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial.

Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. G7 PRO UNIIDADE BRASIIL SSOLLUÇÕEESS EESSTTRRATTÉÉGI IICASS EEM SSEEGURRANÇA CÓDIGO DE ÉTICA Conselho Estratégico de Planejamento e Administração Empresarial. Este documento possui informações INTERNAS

Leia mais

Código de Conduta Ética do Laboratório Sabin. Nossos Princípios, Valores e Crenças

Código de Conduta Ética do Laboratório Sabin. Nossos Princípios, Valores e Crenças Código de Conduta Ética do Laboratório Sabin Nossos Princípios, Valores e Crenças Gestão Empresarial e Práticas Organizacionais 1. Relacionamentos 1.1. Com colaborador 1.2. Com clientes e fornecedores

Leia mais

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS Olá Elosetter, Então você está com vontade de organizar um evento? O Elo7 incentiva as ações que fortaleçam e integram a comunidade artesanal e

Leia mais

Raul Anselmo Randon Presidente do Conselho de Administração das Empresas Randon

Raul Anselmo Randon Presidente do Conselho de Administração das Empresas Randon Palavra do Presidente É com satisfação que editamos o Guia de Conduta Ética das Empresas Randon, um instrumento de comunicação que traduz os nossos valores e dá as diretrizes para as nossas ações profissionais,

Leia mais

POLITICA DE QUALIDADE

POLITICA DE QUALIDADE CÓDIGO ÉTICA ÍNDICE: PALAVRA DO DIRETOR POLITICA DE QUALIDADE MISSÃO VISÃO VALORES CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÃO CLIENTES FORNECEDORES ACIONISTAS COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL IMPRENSA ORGÃOS GOVERNAMENTAIS

Leia mais

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1 Código de Conduta Código de Conduta Schindler 1 2 Código de Conduta Schindler Código de Conduta da Schindler Os colaboradores do Grupo Schindler no mundo inteiro devem manter o mais alto padrão de conduta

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Código de Ética Índice Mensagem da Diretoria... 07 Princípios Cooperativistas... 09 Política da Qualidade... 11 Nosso Negócio, Missão, Visão... 12 Nossos Valores... 13 Nosso Relacionamento com: Associados...

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Carta do CEO Caros colaboradores, Apresento a vocês o nosso código de ética. Este importante documento é um conjunto de atitudes a serem praticadas por todos nós no exercício da nossa atividade profissional.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 PALAVRA DA DIRETORIA Apresentamos, com muito prazer, o do Grupo Galvão, que foi elaborado de maneira participativa com representantes dos colaboradores

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante

Visão, Missão e Valores do Grupo Bravante CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo Bravante apresenta a todos os seus colaboradores o seu Código de Ética. O objetivo deste é definir com clareza os princípios e valores éticos que norteiam todos os procedimentos

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 Índice INTRODUÇÃO INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS DIREITOS HUMANOS E DIREITOS FUNDAMENTAIS NO TRABALHO Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando

Leia mais

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa

Código de Ética e de Conduta do. Grupo Energisa Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa Caro colaborador, A prática do Código de Ética e de Conduta do Grupo Energisa é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Abrangência... 03 3 Valores... 03 4 - Conduta ética da PPL com os diversos públicos 4.1 - Cliente: Foco de nossa atuação... 03 4.2 - Relação e interação com fornecedores e parceiros...

Leia mais

Código de Ética e Conduta do grupo Invepar

Código de Ética e Conduta do grupo Invepar Código de Ética e Conduta do grupo Invepar Edição: agosto/2014 1 ÍNDICE Visão, Missão e Valores 6 Fornecedores e prestadores de serviço 14 Objetivos 7 Brindes, presentes e entretenimento 15 Princípios

Leia mais

O que trazer: Roupa do ridículo; pijama para o jantar do pijama; roupa preta; gel para cabelo (jantar do cabelo maluco); camisa de esportes (para o

O que trazer: Roupa do ridículo; pijama para o jantar do pijama; roupa preta; gel para cabelo (jantar do cabelo maluco); camisa de esportes (para o O que trazer: Roupa do ridículo; pijama para o jantar do pijama; roupa preta; gel para cabelo (jantar do cabelo maluco); camisa de esportes (para o jantar do esportista); entre outros que achar interessante

Leia mais