RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS"

Transcrição

1 2006 RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS

2 2006 RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS

3 ÍNDICE 2 Relatório e Contas Report and Accounts ÓRGÃOS SOCIAIS 4 NOTA 6 ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA 7 MENSAGEM AOS ACCIONISTAS 10 DIAGRAMA DE PARTICIPAÇÕES EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO DO BANIF GRUPO FINANCEIRO ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO CONJUNTURA INTERNACIONAL CONJUNTURA NACIONAL SISTEMA FINANCEIRO ACTIVIDADE DO BANIF GRUPO FINANCEIRO EM BANIF SGPS, SA BANCA COMERCIAL Banif Banco Internacional do Funchal, SA Banco Comercial dos Açores, SA Banif Leasing, SA Banif Crédito SFAC, SA Banif Rent, SA BANCA DE INVESTIMENTO Banif Banco de Investimento, SA SEGUROS Companhia de Seguros Açoreana, SA OUTRAS ACTIVIDADES DO BANIF GRUPO FINANCEIRO Banif Imobiliária, SA BanifServ Empresa de Serviços, Sistemas e Tecnologias de Informação, ACE A RESPONSABILIDADE SOCIAL E A SUSTENTABILIDADE NO BANIF GRUPO FINANCEIRO ANÁLISE ÀS CONTAS INDIVIDUAIS E CONSOLIDADAS APLICAÇÃO DE RESULTADOS NOTA FINAL DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS Balanço Individual Demonstração de Resultados Demonstração de Variações em Capitais Próprios Demonstração de Fluxos de Caixa DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS Balanço Consolidado Demonstração Consolidada de Resultados Demonstração de Variações em Capitais Próprios Demonstração de Fluxos de Caixa Consolidados RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE OUTRAS INFORMAÇÕES 231 TITULARES DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS QUALIFICADAS 232 ANEXOS 237 RELATÓRIO E PARECER DO CONSELHO FISCAL 238 CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS E RELATÓRIO DE AUDITORIA 240 CERTIFICAÇÃO LEGAL E RELATÓRIO DE AUDITORIA DAS CONTAS CONSOLIDADAS 243

4 CONTENTS BOARD OF DIRECTORS AND OFFICERS 4 NOTE 6 NOTICE OF ANNUAL GENERAL MEETING 7 MESSAGE TO THE SHAREHOLDERS 10 DIAGRAM OF BANIF FINANCIAL GROUP HOLDINGS AS AT BANIF FINANCIAL GROUP DISTRIBUTION NETWORKS ECONOMIC BACKGROUND THE INTERNATIONAL ECONOMY THE PORTUGUESE ECONOMY THE FINANCIAL SYSTEM BANIF FINANCIAL GROUP OPERATIONS IN BANIF SGPS, SA COMMERCIAL BANKING Banif Banco Internacional do Funchal, SA Banco Comercial dos Açores, SA Banif Leasing, SA Banif Crédito SFAC, SA Banif Rent, SA INVESTMENT BANKING Banif Banco de Investimento, SA INSURANCE Companhia de Seguros Açoreana, SA BANIF FINANCIAL GROUP OTHER BUSINESS ACTIVITIES Banif Imobiliária, SA BanifServ Empresa de Serviços, Sistemas e Tecnologias de Informação, ACE SOCIAL RESPONSIBILITY AND SUSTAINABILITY IN THE BANIF FINANCIAL GROUP ANALYSIS OF INDIVIDUAL AND CONSOLIDATED FINANCIAL STATEMENTS ALLOCATION OF PROFITS CLOSING REMARKS AND ACKNOWLEDGEMENTS FINANCIAL STATEMENTS INDIVIDUAL FINANCIAL STATEMENTS Individual Balance Sheet Income Statement Statement of Changes in Shareholders Funds Cash Flow Statement FINANCIAL STATEMENTS CONSOLIDATED Consolidated Balance Sheet Consolidated Income Statements Statement of Changes in Shareholders Funds Consolidated Cash Flow Statement REPORT ON CORPORATE GOVERNANCE OTHER INFORMATION 231 QUALIFYING HOLDINGS 232 ANNEXES 237 REPORT AND OPINION OF THE AUDIT BOARD 238 REPORT OF THE STATUTORY AND EXTERNAL AUDITOR 240 REPORT OF THE STATUTORY AND EXTERNAL AUDITOR CONSOLIDATED ACCOUNTS Relatório e Contas Report and Accounts

5 ÓRGÃOS SOCIAIS BOARD OF DIRECTORS AND OFFICERS ÓRGÃOS SOCIAIS BOARD OF DIRECTORS AND OFFICERS ASSEMBLEIA GERAL GENERAL MEETING Presidente Chairman Prof. Doutor António Soares Pinto Barbosa CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO BOARD OF DIRECTORS Presidente Chairman Comendador Horácio da Silva Roque Secretários Secretaries Comendador Jorge de Sá Dr. José Lino Tranquada Gomes VicePresidentes Vice Chairmen Dr. Joaquim Filipe Marques dos Santos Dr. Carlos David Duarte de Almeida Vogais Full Members Dr. António Manuel Rocha Moreira Dr. Artur Manuel da Silva Fernandes Dr. Artur de Jesus Marques Dr. José Marques de Almeida Suplente Alternate Director Dr. Fernando José Inverno da Piedade 4 Relatório e Contas Report and Accounts CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO BOARD OF DIRECTORS Dr. Joaquim Filipe Marques dos Santos Comendador Horácio da Silva Roque Dr. Carlos David Duarte de Almeida Dr. Artur de Jesus Marques Dr. Artur Manuel da Silva Fernandes Dr. António Manuel Rocha Moreira Dr. José Marques de Almeida

6 CONSELHO FISCAL SUPERVISION BOARD Presidente Chairman Prof. Doutor Fernando Mário Teixeira de Almeida Vogais Efectivos Efective Full Members Ernst & Young Audit & Associados Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, SA representada por: represented by: Dr. Alfredo Guilherme da Silva Gândara Dr. José Luís Pereira de Macedo Vogais Suplentes Alternate Full Members Dr. José Pedro Lopes Trindade Dr. João Carlos Miguel Alves (ROC nº 896) Secretário da Sociedade Secretary General Dr. Carlos Oliveira Suplente Alternate Dra. Vanda Maria Marcelino de Melo CONSELHO CONSULTIVO ADVISORY BOARD Presidente Chairman Comendador Horácio da Silva Roque, em representação de representing RENTIPAR Financeira SGPS, SA VicePresidentes Vice Chairmen Comendador João Francisco Justino, Prof. Doutor Luís Manuel Moreira Campos e Cunha Dr. Fernando José Inverno da Piedade em representação de representing Renticapital Investimentos Financeiros, SGPS, SA Dr. Rui Alberto Faria Rebelo, em representação de representing Empresa de Electricidade da Madeira, SA Dr. Gonçalo Cristóvam Meirelles de Araújo Dias Eng.º António Fernando Couto dos Santos Dr. Miguel José Luís de Sousa Eng.º Nicolau de Sousa Lima Dra. Maria Teresa Henriques da Silva Moura Roque Dal Fabbro Auditores Auditors Ernst & Young Audit & Associados SROC, SA 5 Relatório e Contas Report and Accounts

7 ÓRGÃOS SOCIAIS NOTA NOTE NOTA NOTE Esta publicação contém uma versão sintetizada do Relatório e Contas de 2006 da sociedade Banif SGPS, SA, nela se incluindo os elementos que foram considerados de maior interesse informativo para o público em geral. A versão integral dos referidos documentos, além de publicada, nos termos legais, consta ainda de um CD ROM promocional editado pela Banif SGPS, SA, para além de se encontrar disponibilizada no site bem como no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. This publication contains an abridged version of the Report and Accounts for 2006 of the company Banif SGPS, SA, including the information considered to be of greatest interest to the general public. The full version of the said documents is published, in accordance with the law, and is also contained in the promotional CD ROM published by Banif SGPS, SA, as well as being available online at and at the internet site of the Portuguese Securities Market Commission. The CD ROM also contains an abridged English language version of the Report and Accounts for 2006 of Banif SGPS, SA. 6 Relatório e Contas Report and Accounts

8 ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA NOTICE OF ANNUAL GENERAL MEETING A pedido do Conselho de Administração convoco, nos termos da lei e do contrato de sociedade, os Senhores Accionistas para a reunião anual da Assembleia Geral, a realizar no lugar da sede social, à Rua de João Tavira nº 30, da cidade do Funchal, no dia 30 de Março de 2007, pelas 11 horas, com a seguinte ordem de trabalhos: 1. Deliberar sobre o Relatório de Gestão da Banif SGPS, SA, Individual e Consolidado, respeitante ao Exercício de 2006 e sobre as Contas da Banif SGPS, SA, Individuais e Consolidadas, respeitantes ao mesmo Exercício; 2. Deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados; 3. Proceder à apreciação geral da Administração e fiscalização da Sociedade; 4. Deliberar sobre uma proposta do Conselho de Administração para aquisição e alienação de acções próprias; 5. Proceder à eleição de novos membros para o Conselho Consultivo, para exercerem o cargo até ao final do triénio 2006/ Deliberar sobre uma proposta do Conselho de Administração para alteração dos artºs 12º, 14º, 15º, 16º, 17º, 20º, 21º, 23º, 24º, 25º, título da secção V, artºs 27º, 28º, 30º e 31º e supressão do artº 37º do contrato de sociedade; 7. Proceder à eleição dos membros da Mesa da Assembleia Geral, para exercerem funções até ao final do triénio 2006/2008; 8. Proceder à eleição de um vogal efectivo e de um vogal suplente para o Conselho Fiscal, para exercício de funções até ao final do triénio 2006/2008; 9. Proceder à eleição de um membro da Comissão de Remunerações para exercer funções até ao final do triénio 2006/2008; 10. Proceder, sob proposta do Conselho Fiscal, à designação de um revisor oficial de contas ou sociedade de revisores oficiais de contas, para exercer funções nos termos legalmente previstos, até ao final do triénio 2006/2008. Para efeitos de participação na Assembleia e exercício do direito de voto deve observarse o seguinte: a) Sem prejuízo do direito de agrupamento previsto no artº 379º nº 5 do Código das Sociedades Comerciais, a participação e o direito de voto na Assembleia dependem da inscrição, até oito dias, inclusive, antes da data marcada para a referida Assembleia, de pelo On the request of the Board of Directors, I hereby notify the shareholders, in accordance with the law and the articles of association, of the Annual General Meeting to be held at the registered offices of the company, at Rua de João Tavira no. 30, Funchal, on 28 March 2007, at 11 a.m., with the following order of business: 1. To receive the Management Report of Banif SGPS, SA, Individual and Consolidated, for the Financial Year of 2006, and the Financial Statements of Banif SGPS, SA, Individual and Consolidated, relating to the same period; 2. To resolve on the proposal for allocation of profits; 3. To assess in general terms the management and auditing of the company; 4. To resolve on a proposal from the Board of Directors for the acquisition and disposal of own shares; 5. To elect new members of the Advisory Board, to hold office until the end of the 2006/2008 terms of office. 6. To resolve on a proposal from the Board of Directors for amendment o Articles 12, 14, 15, 16, 17, 20, 21, 23, 24, 25, title of section V, articles 27, 28, 30 and 31 and elimination of article 37 of the Articles of Association. 7. To elect the officers of the General Meeting, to hold office until the end of the 2006/2008 term of office. 8. To elect one effective full member and one alternate full member of the Audit Board, to hold office until the end of the 2006/2008 terms of office. 9. To elect one member of the Remuneration Committee, to hold office until the end of the 2006/2008 terms of office. 10. To appoint an official auditor or firm of official auditors, on the basis of a proposal from the Audit Board, to audit the company s accounts until the end of the 2006/2008 term of office. For the purposes of attendance at the General Meeting and exercise of voting rights, the following rules shall be observed: a) Without prejudice to the right to form groups, as provided for in article of the Companies Code, participation and voting rights at the meeting shall depend on registration, no less than eight days prior to the date set for the 7 Relatório e Contas Report and Accounts

9 ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA NOTICE OF ANNUAL GENERAL MEETING 8 Relatório e Contas Report and Accounts menos cem acções em conta existente junto de intermediário financeiro autorizado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. b) Os Senhores Accionistas com direito a voto deverão comprovar essa qualidade ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, mediante entrega na sede da sociedade, até às dezassete horas do último dia útil anterior à data da reunião, de certificado emitido para o efeito por intermediário financeiro comprovativo da inscrição das suas acções. c) Os Senhores Accionistas que se pretendam fazer representar deverão comunicar ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, por carta recebida na sede social até às dezassete horas do dia útil anterior ao fixado para a reunião, o nome de quem os representa. d) Os Senhores Accionistas que pretendam usar da faculdade de agrupamento prevista no artº 379º nº 5 do Código das Sociedades Comerciais, devem fazer chegar ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral os instrumentos comprovativos da sua constituição nos temos referidos na alínea c). e) Os Accionistas pessoas colectivas deverão comunicar ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, por carta por este recebida até ao momento de dar início à sessão, o nome de quem os representa. f) Os Senhores Accionistas com direito a voto apenas poderão exercêlo por correspondência nas deliberações sobre alteração do Contrato de Sociedade e eleição dos titulares de órgãos sociais. Serão apenas considerados os votos expedidos por carta registada com aviso de recepção, recebidos na sede da Sociedade até às dezassete horas do dia útil anterior à data da assembleia. As cartas devem ser dirigidas ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, para a sede da Sociedade na Rua de João Tavira nº 30, Funchal. Cada carta deverá conter: 1. O certificado referido na alínea b) acima; 2. Um sobrescrito fechado mencionando tratarse de voto por correspondência e a reunião da Assembleia Geral a que respeita. O sobrescrito conterá a declaração de voto referindo (i) o nome completo do Accionista, (ii) o sentido de voto relativamente ao correspondente ponto da ordem de trabalhos, identificando a proposta a que se refere. A declaração de voto deverá ser assinada, devendo o signatário, em caso meeting, of no less than one hundred shares in an account with a financial broker authorized by the Securities Market Commission. b) For the purposes of participation, Shareholders with voting rights shall prove this capacity to the chairman of the general meeting, by delivering to the company s registered offices, by seventeen hundred hours on the last business day prior to the date of the meeting, a certificate issued for this purpose by the financial broker, attesting to registration of their shares. c) Shareholders who wish to be represented shall notify the Chairman of the General Meeting of the name of their representative, by means of a proxy letter received at the registered offices of the company, by seventeen hundred hours on the business prior to the date of the meeting. d) Shareholders who wish to exercise the right to form groups as provided for in Article of the Companies Code shall ensure that the Chairman of the General Meeting receives the instruments proving the constitution of such groups on the terms set out in c) above. e) Corporate shareholders shall notify the Chairman of the General Meeting, by letter received by the same by the opening of the meeting, of the name of their representative. f) Shareholders with voting rights may only exercise such rights through postal votes in resolutions concerning amendment of the Articles of Association and election of company officers. Postal votes shall be considered when sent by registered mail with recorded delivery, received at the registered offices of the company by seventeen hundred hours on the business day prior to the date of the meeting. Such letters shall be addressed to the Chairman of the General Meeting, at the registered offices of the company, at R. de João Tavira no. 30, Funchal. Each letter shall contain: 1. The certificate referred to in b) above. 2. A closed envelope indicating that it contains postal votes, and the General Meeting to which they relate. This envelope shall contain the voting declaration, indicating (i) the full name of the Shareholder, (ii) the vote in favour, or against, the corresponding item on the order of business, identifying the proposal to which it relates. The voting declaration shall be signed, and the signatory, in the case of

10 de pessoa singular, indicar o número, data de emissão e entidade emitente do bilhete de identidade ou de documento equivalente emitido por autoridade competente de um país da União Europeia, ou do passaporte. Sendo o accionista pessoa colectiva, a declaração de voto deverá conter o respectivo carimbo, a assinatura e a indicação da qualidade do representante. Os votos por correspondência tempestivamente recebidos na Sociedade são entregues ao Presidente da Mesa no início da Assembleia Geral a que respeitam. Caberá ao Secretário da Sociedade organizar a votação por correspondência e, em especial (I) verificar o número de votos do votante e a autenticidade do voto através do certificado referido na alínea b), (II) no início da votação de cada ponto da ordem do dia susceptível de exercício de voto por correspondência, abrir cada um dos votos exercidos por correspondência, apondo no respectivo sobrescrito a hora de abertura e a sua rubrica. Na contagem de votos de cada um dos pontos da ordem de trabalhos susceptíveis de voto por correspondência, incluirseão os votos exercidos por correspondência, de acordo com a manifestação exarada na declaração de voto. Os elementos e informações preparatórias da Assembleia Geral a que se refere o artº 289º do Código das Sociedades Comerciais estarão, a partir do décimo quinto dia anterior à data da assembleia, patentes na sede social para consulta dos Senhores Accionistas, durante as horas de expediente, estando também disponíveis no sítio da Sociedade na Internet, com o endereço A proposta de alterações ao contrato de sociedade fica, a partir da data de publicação desta convocatória, patente na sede social para consulta dos Senhores Accionistas, durante as horas de expediente, estando também disponível no sítio da Sociedade na Internet, com o endereço Lisboa, 21 de Fevereiro de 2007 O Presidente da Mesa da Assembleia Geral ANTÓNIO SOARES PINTO BARBOSA individuals, shall indicate the number, date and issuer of their identity card or equivalent document issued by the relevant authority of a European Union country, or of their passport. In the case of corporate shareholders, the voting declaration shall contain the company stamp, signature and capacity of the representative. Postal votes received in due time at the Company shall be delivered to the Chairman at the beginning of the General Meeting to which they relate. The Company Secretary shall organize postal votes and, in particular, (i) verify the number of votes held by the voter and the authenticity of the vote, by examining the certificate referred to in b), (ii) at the start of voting on each item of the order of business where postal votes are allowed, open each of the postal votes, annotating the time of opening on the respective envelope, and signing the same. In counting the votes on each of the items on the order of business where postal votes are permitted, postal votes shall be included in accordance with the expression of intention contained in the voting declaration. The documents and preparatory information for the General Meeting referred to in Article 289 of the Companies Code shall be available for consultation by the Shareholders at the registered offices, as from the fifteenth day prior to the date of the meeting, during office hours, on the Company s website, at together with the text of the amendments to the articles of association, as from the date of publication of this notice. The proposals for amendment of the Articles of Association to be submitted to the Annual General Meeting by the Board of Directors, shall also be made available for consultation, as from the fifteenth day prior to the date of the meeting, on the Company s website, at together with the text of the amendments to the articles of association, as from the date of publication of this notice. Lisbon, 21 February 2007 The Chairman of the General Meeting ANTÓNIO SOARES PINTO BARBOSA 9 Relatório e Contas Report and Accounts

11 MENSAGEM AOS ACCIONISTAS MESSAGE TO THE SHAREHOLDERS MENSAGEM AOS ACCIONISTAS MESSAGE TO THE SHAREHOLDERS 10 Relatório e Contas Report and Accounts A dinâmica de expansão e crescimento alcançada pelo Banif Grupo Financeiro em anos anteriores prosseguiu durante o exercício de 2006, através do progresso sustentado das empresas que o integram, da crescente integração no seio do Grupo e do esforço continuamente desenvolvido com vista a atingir níveis cada vez mais elevados de eficiência e competitividade e de satisfação dos nossos Clientes. Em resultado da actividade desenvolvida no ano transacto, ainda marcado por um crescimento pouco expressivo da economia, o Banif Grupo Financeiro obteve um Cash Flow consolidado de 146,5 milhões de Euros e um Resultado Líquido consolidado de 78,1 milhões de Euros, que representam, face ao exercício anterior, crescimentos de 6,4% e de 28,3%, respectivamente. O Activo Líquido atingiu milhões de Euros, mais 9,5% que no final de Por seu lado, a rede de distribuição do Grupo contava, no final de 2006, com 381 pontos de venda, dos quais 239 no Continente,108 nas Regiões Autónomas e 34 no estrangeiro. Continuou a ser desenvolvida e aprofundada a política de crescente integração e criação de sinergias, a todos os níveis, entre empresas do Banif Grupo Financeiro, factor de decisiva importância para o permanente reforço da nossa capacidade competitiva. A este respeito, é de assinalar o progresso que tem vindo a ser alcançado na criação de uma cultura e espírito de Grupo que, cada vez mais, se torna uma realidade com resultados visíveis. Foi igualmente prosseguida a estratégia de crossselling, relevante factor de criação de sinergias que, uma vez mais, conseguiu obter resultados muito positivos, contribuindo para o progressivo reforço da nossa presença no mercado. A actividade do Grupo na área internacional conheceu de novo importantes desenvolvimentos, sendo de assinalar, nomeadamente, a operação no Brasil, onde o Banif Banco Internacional do Funchal (Brasil), SA e o Banif Banco de Investimento (Brasil), SA registaram, nas suas áreas próprias de actuação, banca comercial e banca de investimento, resultados muito positivos. Com vista à expansão do âmbito das actividades no Reino Unido, foi desencadeado o processo de transformação em Sucursal do Escritório de Repre In 2006, the Banif Financial Group maintained the pace of expansion and growth achieved in previous years, thanks to the sustained success of the Group companies, increasing integration within the Group and continuous efforts to attain increasingly high standards of efficiency, competitiveness and customer satisfaction. As a result of the Group s operations in 2006, in an environment still marked by slow economic growth, the Banif Financial Group recorded consolidated cash flow of million Euros and consolidated net profits of 78.1 million Euros, representing improvements over the previous year of 6.4% and 28.3% respectively. Net assets grew to 9,151 million Euros, 9.5% higher than in At the same time, the Group s distribution network expanded to a total of 381 sales outlets at the end of 2006, comprising 239 outlets in mainland Portugal, 108 in the island regions and 34 abroad. The Group continued to pursue at all levels its policy of increasing integration and developing synergies between its various companies, and this has been a crucial factor in boosting our capacity to compete. Notable progress has been made in fostering a Group culture and spirit, which has increasingly brought concrete results. This has been accompanied by a further drive to increase cross selling, which has successfully contributed to greater pooling of resources and opportunities, steadily building up the Banif Financial Group s position in the market. There have also been significant developments in the Group s international business. Operations in Brazil have been at the forefront of these efforts, with Banif Banco Internacional do Funchal (Brasil), SA and Banif Banco de Investimento (Brasil), SA both recording very positive results in the fields of commercial banking and investment banking respectively. With a view to expanding operations in the United Kingdom, it was decided to transform the representative office in London into

12 sentação em Londres, que assim poderá ter uma intervenção directa em importantes áreas de negócio, designadamente na banca de retalho. Ainda na esfera da actividade internacional, são igualmente de referir, entre outras, as iniciativas com vista à criação de raiz, em Malta, de um banco de retalho maioritariamente detido pelo Banif Grupo Financeiro, bem como a negociação de parcerias visando o estabelecimento de presenças em Cabo Verde, Espanha e Europa de Leste. Constituindo a excelência dos produtos e serviços do Grupo e suas empresas, uma das grandes linhas directoras da nossa actuação, cabe realçar a distinção uma vez mais atribuída à Companhia de Seguros Açoreana, SA, que foi considerada a melhor seguradora portuguesa do Ramo Vida, no âmbito de um estudo promovido pela revista Prémio. Na mesma linha, destacase o prémio Melhor Serviço Prestado em 2006, atribuído ao Call Center do Banif Banco Internacional do Funchal, SA, pela Associação Portuguesa de Contact Centers. As notações de Baa1 e BBB+ (longo prazo) e P2 e F2 (curto prazo), atribuídas ao Banif Banco Internacional do Funchal, SA, a mais importante instituição bancária do Grupo, pelas agências de rating Moody s e Fitch, traduzindo a estabilidade e equilíbrio financeiros do Banco, contribuíram para o reforço da credibilidade daquela Instituição e do Grupo nos mercados financeiros internacionais. De referir ainda que, tendo em vista a criação de condições para o desenvolvimento e expansão das actividades do Grupo, a Assembleia Geral Anual de Accionistas aprovou, em 31 de Março, uma proposta do Conselho de Administração no sentido do aumento do capital social de 200 milhões de Euros para 250 milhões de Euros, inteiramente reservado a accionistas e que veio a ser concretizado durante o mês de Junho, sendo o mesmo constituído por duas parcelas: incorporação de reservas no montante de 25 milhões de Euros e emissão de 5 milhões de acções no valor nominal de 5 Euros cada uma. Foi igualmente aprovada, na mesma Assembleia Geral, a renominalização das acções representativas do capital social da sociedade, passando o valor nominal unitário de 5 Euros para 1 Euro e alterandose, em consequência, o número de a full branch, which will now play a direct role in important business areas, especially in retail banking. Also in the international arena, a retail bank majorityowned by the Banif Financial Group has been set up from scratch in Malta and new partnerships have been negotiated to establish a foothold in Cape Verde, Spain and Eastern Europe. The Group has consistently maintained standards of excellence in the products and services offered by its companies, and we are therefore proud to record the success of Companhia de Seguros Açoreana, SA, which was once again considered the best life insurance company in Portugal, in the market survey conducted by Prémio magazine. Further confirmation of our high standards of customer service was provided when the Call Center of Banif Banco Internacional do Funchal, SA won the Best Service Award in 2006 from the Portuguese Association of Contact Centers. The ratings of Baa1 and BBB+ (long term and P2 and F2 (short term) awarded to Banif Banco Internacional do Funchal, SA by Moody s and Fitch offer further confirmation of the bank s financial stability and balance, and have helped to consolidate its credibility and that of the Group in the international financial markets. In order to pave the way for further development and expansion of the Group s activities, the Annual General Meeting of Shareholders held on 31 March adopted a motion tabled by the directors for increasing the share capital from 200 million Euros to 250 million, through a share issue reserved for existing shareholders. This went ahead in June in two separate parts: firstly the capitalization of reserves worth 25 million Euros and then the issue of 5 million shares with a nominal value of 5 Euros each. The same meeting also approved a motion to alter the nominal value of the shares in the company, dividing the 5 Euro shares into 1 Euro shares, thereby changing the 11 Relatório e Contas Report and Accounts

13 MENSAGEM AOS ACCIONISTAS MESSAGE TO THE SHAREHOLDERS acções emitidas que, na sequência da concretização desta operação, em Outubro, passou a ser de 250 milhões. O exercício de 2006 representou, deste modo, para o Banif Grupo Financeiro, mais uma etapa no seu percurso, marcada por novos e relevantes passos no sentido da sua expansão e progresso. Como sempre, esta performance, claramente positiva, não teria sido possível sem a dedicação e competência dos Colaboradores do Grupo, a quem manifesto o meu reconhecimento e apreço pelo trabalho desenvolvido. O ano de 2007 será, na prática, o vigésimo ano de actividade do nosso Grupo e, sem dúvida, um marco com assinalável valor simbólico. É pois particularmente oportuno, nesta ocasião, dirigir a quantos vêm acompanhando ou participando na nossa acção uma palavra de total confiança nos destinos do Banif Grupo Financeiro, reafirmando a nossa determinação de tudo continuarmos a fazer para o seu sucesso e para servir, sempre melhor, os nossos Clientes. HORÁCIO DA SILVA ROQUE Presidente do Conselho de Administração number of shares in the company to 250 million, in an operation which took place in October. This was therefore a year of further progress by the Banif Financial Group, which took significant strides towards continued expansion. As ever, this successful performance would never have been possible without the dedication and expertise of the Group s employees, whose hard work and commitment I am delighted to acknowledge. The financial year of 2007 will in practice be the twentieth year of Group operations, making it a milestone of special symbolic value. So it is particularly fitting that I should take this opportunity to express to those who have followed us on this journey my complete confidence in the future of the Banif Financial Group, and to reaffirm our determination to carry our success further and provide our customers with an increasingly high standard of service. HORÁCIO SILVA ROQUE Chairman of the Board of Directors 12 Relatório e Contas Report and Accounts

14

15 DIAGRAMA DE PARTICIPAÇÕES EM DIAGRAM OF BANIF FINANCIAL GROUP HOLDINGS AS AT DIAGRAMA DE PARTICIPAÇÕES EM DIAGRAM OF BANIF FINANCIAL GROUP HOLDINGS AS AT Banif Imobiliária Cap. Social / Share C: % 100% Soc. Imobiliária Piedade Cap. Social / Share C: ,80% Banif Comercial SGPS, SA Cap. Social / Share C: ,20% 100% Banif Banco Internacional do Funchal, SA Cap. Social / Share C: % 100% Banif [Açores] SGPS, SA Cap. Social / Share C: Banif Finance, Ltd Cap. Social / Share C: c) 14,07% 33,62% Companhia de Seguros Açoreana, SA Cap. Social / Share C: Metalsines 100% Cap. Social / Share C: ,75 100% Banco Comercial dos Açores, SA Cap. Social / Share C: % 100% Banif & Comercial Açores, Inc San José b) Cap. Social / Share C: USD Banif & Comercial Açores, Inc Fall River Cap. Social / Share C: USD ,195% Investaçor, SGPS Cap. Social / Share C: Eur 100% Banif Leasing, SA Cap. Social / Share C: % Banif CréditoSFAC, SA Cap. Social / Share C: Relatório e Contas Report and Accounts a) b) c) d) e) f) a) b) c) d) e) f) 85% 90% Banif Rent, SA Cap. Social / Share C: Banif Banco Internacional do Funchal [Brasil], SA Cap. Social / Share C: R $ ,69 10% Em virtude de ser um ACE, a sua localização no diagrama pode ser reequacionada face à legislação dos ACE. Capital Social Realizado USD 100. A percentagem de controlo de capital votante é de 100%, sendo o capital social constituído por: acções ordinárias de valor nominal unitário de USD 1 e acções preferenciais sem voto de valor nominal unitário de EUR 0,01. A percentagem de controlo de capital votante é de 100%, sendo o capital social constituído por: de acções ordinárias de valor nominal USD 1 e de acções preferenciais sem voto, de valor nominal de USD 1. Capital Social Realizado USD 100. Não iniciou actividade. Due to being an ACE ("Complementary Company Grouping"), its position in the diagram may have to be reviewed in the light of the relevant legislation. Paid up share capital USD % control of voting stock, the share capital comprising: 1,000 ordinary shares with a nominal value of USD 1 and 75,000 nonvoting preference shares with a nominal value of EUR 0, % control of voting stock, the share capital comprising: 26,000,000 ordinary shares with a nominal value of USD 1 and 16,000,000 nonvoting preference shares with a nominal value of USD 1. Paid up share capital USD 100. Yet to start trading.

16 Banif SGPS, SA Cap. Social / Share C: BanifServ a) 100% Banif Investimentos SGPS, SA Cap. Social / Share C: % Banif Financial Services Inc Cap. Social / Share C: USD % Banif Banco de Investimento Cap. Social / Share C: % Banif [Cayman], Ltd d) Cap. Social / Share C: USD % Banif Mortgage Company Cap. Social / Share C: USD % 29,19% 47,57% 10,81% 55% Banif Gestão de Activos Cap. Social / Share C: Banif Açor Pensões Cap. Social / Share C: Banif Capital Soc. de Capital de Risco Cap. Social / Share C: % 60% Banif International Holdings, Ltd Cap. Social / Share C: USD FINAB Cap. Social / Share C: USD % 100% 100% Banif Forfaiting (USA) Inc Cap. Social / Share C: USD Banif Forfaiting Company f) Cap. Social / Share C: USD Banif Trading Inc Cap. Social / Share C: USD % Centro Venture f) Soc Capital de Risco, SA Cap. Social / Share C: % Banif Securities Holdings, Ltd Cap. Social / Share C: USD % Banif Securities Inc Cap. Social / Share C: USD % Gamma Soc. Titularização de Créditos Cap. Social / Share C: % 80% Banif [Brasil], Ltd Cap. Social / Share C: R $ % Econofinance, SA Cap. Social / Share C: BRL: % 100% Numberone SGPS, Lda. Cap. Social / Share C: Banif International Asset Management Cap. Social / Share C: USD % Banif Multi Fund e) Cap. Social / Share C: USD ,1% 99,9% 75% Banif International Bank, Ltd Cap. Social / Share C: Banif Banco de Investimento (Brasil), SA Cap. Social / Share C: R $ % 100% Banif Corretora de Valores e Câmbio Cap. Social / Share C: R $ Banif Primus Asset Management Cap. Social / Share C: R $ % Banif Investimento México Cap. Social / Share C: Pesos 15 Relatório e Contas Report and Accounts

17 REDES DE DISTRIBUIÇÃO DO GRUPO BANIF BANIF FINANCIAL GROUP: DISTRIBUTION NETWORKS REDES DE DISTRIBUIÇÃO DO BANIF GRUPO FINANCEIRO BANIF FINANCIAL GROUP DISTRIBUTION NETWORKS PONTOS DE VENDA EM 31/12/06 POINTS OF SALES AS AT 31/12/06 Continente Madeira Açores Estrangeiro Total Mainland Madeira Azores Abroad Total BANIF COMERCIAL Banif Agências Branches Centros de Empresas Business Centres Banif Privado Banif Privado Call Centre Call Centre S.F.E Offshore Office Lojas de Habitação Home Loans Shop Escritórios de Representação Representative Offices 2. BCA Agências Branches Centros de Clientes Client Centres S.F.E Offshore Office Outros Others 3. Banif Leasing Relatório e Contas Report and Accounts 4. Banif Crédito 5. BanifBanco Internacional do Funchal (Brasil) 6. Outros Others BANIF INVESTIMENTOS 1. BanifCayman 2. Banif International Bank 3. Banif Banco de Investimento 4. Banif Banco de Investimento (Brasil) 5. Outros Others SEGUROS INSURANCE CSA TOTAL

18

19

20 1 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO ECONOMIC BACKGROUND UM MUNDO SEM FRONTEIRAS A WORLD WITHOUT FRONTIERS

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL DE 30 DE MARÇO DE 2007. Alínea b) do nº 1 do Artº 289º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL DE 30 DE MARÇO DE 2007. Alínea b) do nº 1 do Artº 289º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS 1 BANIF - SGPS, SA Sociedade aberta * Sede Social: Rua de João Tavira, 30 9004-509 Funchal Capital Social: 250.000.000 Euros Número único de matrícula e Pessoa Colectiva nº 511 029 730 ASSEMBLEIA GERAL

Leia mais

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL BANIF - SGPS, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede Social: Rua de João Tavira, 30 9004 509 Funchal Capital Social: 350.000.000 Euros * Número único de

Leia mais

1 do Art.º º 289.º º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS MESA DA ASSEMBLEIA GERAL. Presidente: Prof. Doutor LUÍS MANUEL MOREIRA DE CAMPOS E CUNHA

1 do Art.º º 289.º º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS MESA DA ASSEMBLEIA GERAL. Presidente: Prof. Doutor LUÍS MANUEL MOREIRA DE CAMPOS E CUNHA BANIF - SGPS S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede Social: Rua de João Tavira, 30 9004 509 Funchal Capital Social: 570.000.000 Euros * Número único de

Leia mais

BANIF - SGPS S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 14 DE OUTUBRO DE 2011 Alínea b) do n.º 1 do Art.º 289.º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS

BANIF - SGPS S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 14 DE OUTUBRO DE 2011 Alínea b) do n.º 1 do Art.º 289.º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS BANIF - SGPS S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede Social: Rua de João Tavira, 30 9004 509 Funchal Capital Social: 570.000.000 Euros * Número único de

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS

RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS ÍNDICE 2 Relatório e Contas Report and Accounts ÓRGÃOS SOCIAIS 4 NOTA 6 ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA 7 MENSAGEM AOS

Leia mais

BANIF SGPS, SA RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE

BANIF SGPS, SA RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE BANIF SGPS, SA RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE A informação que segue, relativa ao Governo da Sociedade, integra-se no disposto no Regulamento nº7/2001 da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA e Grupo Banif Consolidado INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA Sociedade

Leia mais

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009

SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 SAP anuncia resultados do Segundo Trimestre de 2009 A SAP continua a demonstrar um forte crescimento das suas margens, aumentando a previsão, para o ano de 2009, referente à sua margem operacional Non-GAAP

Leia mais

01 _ Enquadramento macroeconómico

01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico O agravamento da crise do crédito hipotecário subprime transformou-se numa crise generalizada de confiança com repercursões nos mercados

Leia mais

Banco Santander Totta, S.A.

Banco Santander Totta, S.A. NINTH SUPPLEMENT (dated 26 October 2011) to the BASE PROSPECTUS (dated 4 April 2008) Banco Santander Totta, S.A. (incorporated with limited liability in Portugal) 5,000,000,000 (increased to 12,500,000,000)

Leia mais

Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais

Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais Mesa da Assembleia Geral Dr. José Eduardo Vera Cruz Jardim (Presidente)

Leia mais

Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais

Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais Informações preparatórias para a Assembleia Geral, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 289.º do Código das Sociedades Comerciais Mesa da Assembleia Geral Dr. Eduardo da Silva Vieira (Presidente)

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE 30 DE MAIO DE 2014 Alínea b) do n.º 1 do Art.º 289.º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

ASSEMBLEIA GERAL DE 30 DE MAIO DE 2014 Alínea b) do n.º 1 do Art.º 289.º do CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS MESA DA ASSEMBLEIA GERAL BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509, Funchal Capital social: 1.582.195.220,43

Leia mais

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010)

Parte 1 Part 1. Mercado das Comunicações. na Economia Nacional (2006-2010) Parte 1 Part 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) Communications Market in National Economy (2006/2010) Parte 1 Mercado das Comunicações na Economia Nacional (2006-2010) / Part 1

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2008 PRINCIPAIS ASPECTOS I. INTRODUÇÃO O Governo apresentou ao Conselho Económico e Social o Projecto de Grandes Opções do Plano 2008 (GOP 2008) para que este Órgão, de acordo com

Leia mais

Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA

Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA Dezembro de 2013 Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA Relatório Gestão Sumário Executivo 2 Síntese Financeira O Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA apresenta em 31 de Dezembro de 2013, o valor de 402

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO ADITAMENTO 27 de abril de 2015 GLINTT GLOBAL INTELLIGENT TECHNOLOGIES, S.A. Sociedade Aberta Sede Social: Beloura Office Park, Edifício 10, Quinta da Beloura, 2710-693 Sintra Capital Social: 86.962.868,00

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PONTO SEGUN DA ORDEM S TRABALHOS O Conselho de Administração da COFINA, SGPS, S.A. propõe à Assembleia Geral que os resultados

Leia mais

Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 11 Novembro 2014. Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia

Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 11 Novembro 2014. Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 11 Novembro Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia GPEARI Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 2 RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 ASPECTOS MAIS RELEVANTES: SIGNIFICATIVO CRESCIMENTO DA ACTIVIDADE DESIGNADAMENTE A CAPTAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA ALTRI, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 10.45 HORAS

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA ALTRI, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 10.45 HORAS ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA ALTRI, SGPS, S.A. DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RELATIVA AO PONTO SEGUNDO DA ORDEM DOS TRABALHOS O Conselho de Administração da ALTRI, SGPS, S.A. propõe à Assembleia Geral

Leia mais

Geral. A cada acção corresponde um voto.

Geral. A cada acção corresponde um voto. ACTA NÚMERO 38 Aos vinte e oito de Maio de dois mil e oito, pelas dez horas, na sua sede social, à Rua General Norton de Matos, 68, R/C., no Porto, reuniu a Assembleia Geral Anual da COFINA, S.G.P.S, S.A.,

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008

Faturamento - 1966/2008 Revenue - 1966/2008 1.6 Faturamento 1966/008 Revenue 1966/008 1966 1967 1968 1969 1970 1971 197 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 198 AUTOVEÍCULOS VEHICLES 7.991 8.11 9.971 11.796 13.031 15.9 17.793 0.78 3.947 6.851 6.64

Leia mais

Subject: The finance source/ new application/ project submission form COMPANY / PROJECT INFORMATION. Date of Submission: Registered Company Name

Subject: The finance source/ new application/ project submission form COMPANY / PROJECT INFORMATION. Date of Submission: Registered Company Name Subject: The finance source/ new application/ project submission form All questions must be answered in details to receive an informed response. All information & data are to be provided directly by the

Leia mais

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio COSEC 8 de Agosto de 2011 Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio Roberto Giannetti da Fonseca Diretor Titular Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior Mitos e Mistérios do Mercado

Leia mais

ACTA NÚMERO 1/09 Aos trinta e um dias do mês de Março de dois mil e nove, no lugar da sede social, na Rua de João Tavira, número trinta, na cidade do

ACTA NÚMERO 1/09 Aos trinta e um dias do mês de Março de dois mil e nove, no lugar da sede social, na Rua de João Tavira, número trinta, na cidade do ACTA NÚMERO 1/09 Aos trinta e um dias do mês de Março de dois mil e nove, no lugar da sede social, na Rua de João Tavira, número trinta, na cidade do Funchal, pelas onze horas, reuniu-se a Assembleia Geral

Leia mais

As nossas acções Sonaecom

As nossas acções Sonaecom 3.0 As nossas acções Em 2009, as acções da Sonaecom registaram o segundo melhor desempenho do PSI-20, valorizando cerca de 92,2 %, o que constitui uma prova clara da nossa resiliência e um voto de confiança

Leia mais

Convocatória Sporting Clube de Portugal Futebol, SAD Sociedade Aberta

Convocatória Sporting Clube de Portugal Futebol, SAD Sociedade Aberta Convocatória Sporting Clube de Portugal Futebol, SAD Sociedade Aberta Sociedade anónima desportiva, com sede no Estádio José Alvalade, Rua Professor Fernando da Fonseca, freguesia do Lumiar, em Lisboa,

Leia mais

ACTA Nº 14 MARTIFER SGPS, S.A., Sociedade Aberta

ACTA Nº 14 MARTIFER SGPS, S.A., Sociedade Aberta ACTA Nº 14 Aos dez dias do mês de Abril do ano de dois mil e treze, pelas quinze horas, reuniu na sede social, sita na Zona Industrial de Oliveira de Frades, em Oliveira de Frades, a Assembleia Geral Anual

Leia mais

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria

Governação Novo Código e Exigências da Função Auditoria Novo Código e Exigências da Função Auditoria Fórum de Auditoria Interna - IPAI 19 de Junho de 2014 Direito societário e auditoria interna fontes legais 1. CSC artigo 420,º, n.º 1, i) - fiscalizar a eficácia

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros SUMÁRIO Produção de seguro directo No terceiro trimestre de, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma contracção na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão

Leia mais

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas 30 11 2012 As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas Teodora Cardoso 1ª Conferência da Central de Balanços Porto, 13 Dezembro 2010 O Banco de Portugal e as Estatísticas O Banco de

Leia mais

Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado

Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado RELATÓRIO DE GESTÃO E CONTAS 2006 Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado Banif SGPS, SA Sociedade aberta Sede Social: Rua de João Tavira, 30-9 000 Funchal Capital Social: 250.000.000 Euros

Leia mais

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO

BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO BUSINESS TO WORLD COMPANHIA GLOBAL DO VAREJO 4Q08 Results Conference Call Friday: March 13, 2008 Time: 12:00 p.m (Brazil) 11:00 a.m (US EDT) Phone: +1 (888) 700.0802 (USA) +1 (786) 924.6977 (other countries)

Leia mais

ZON Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. (Sociedade Aberta)

ZON Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. (Sociedade Aberta) ZON Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. (Sociedade Aberta) Sede: Avenida 5 de Outubro, nº 208, Lisboa Capital Social: 3.090.968,28 Euros Número de matrícula na Conservatória

Leia mais

SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos

SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos SAP fecha 2008 com Crescimento de Dois Dígitos A SAP aumenta a um ritmo de 14% as receitas de software e de serviços relacionados com software em 2008 e apresenta um crescimento nas receitas totais de

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 17 DE ABRIL DE 2012

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 17 DE ABRIL DE 2012 PONTO UM DA ORDEM DE TRABALHOS: O Conselho de Administração propõe aos Senhores Accionistas: Apreciar, discutir e votar o Relatório de Gestão, o Balanço, as Demonstrações de Resultados, a Demonstração

Leia mais

S.A. e AFA SGPS, S.A. propõem a seguinte lista de membros para a Mesa da Assembleia Geral,

S.A. e AFA SGPS, S.A. propõem a seguinte lista de membros para a Mesa da Assembleia Geral, ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, SA Reunião de 26 de Agosto de 2015 (Continuação da reunião iniciada em 29 de Maio de 2015) PONTO 6 DA ORDEM DO DIA Proceder à eleição

Leia mais

O processo de criação de moeda. 1. Conceitos básicos 31

O processo de criação de moeda. 1. Conceitos básicos 31 Índice LISTA DE SÍMBOLOS 17 PREFÁCIO 23 INTRODUÇÃO 25 Capítulo 1 O processo de criação de moeda 1. Conceitos básicos 31 1.1. Moeda e outros activos de uma economia 31 1.2. Sector monetário de uma economia

Leia mais

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD

ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD PRESENTATION APIMEC BRASÍLIA ADJUSTMENTS IN BRAZIL S ECONOMIC POLICY IN 2015 WILL LIKELY PRODUCE MORE SUSTAINABLE GDP GROWTH RATES GOING FORWARD 1 1 Brasília, February, 5th 2015 Ellen Regina Steter WORLD

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000-2001

Economia dos EUA e Comparação com os períodos de 1990-1991 e 2000-2001 Economia dos EUA e Comparação com os períodos de - e - Clara Synek* O actual período de abrandamento da economia dos EUA, iniciado em e previsto acentuar-se no decurso dos anos /9, resulta fundamentalmente

Leia mais

Distintos Membros dos Órgãos Sociais da Banca Comercial; Chegamos ao final de mais um ano e, por isso, é oportuno, fazer-se um

Distintos Membros dos Órgãos Sociais da Banca Comercial; Chegamos ao final de mais um ano e, por isso, é oportuno, fazer-se um Sr. Vice-Governador do BNA; Srs. Membros do Conselho de Administração do BNA; Distintos Membros dos Órgãos Sociais da Banca Comercial; Sr Representante das Casas de Câmbios Srs. Directores e responsáveis

Leia mais

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA December 2011 Espírito Santo Investment Bank Somos: A unidade de Banca de Investimento do Grupo Banco Espírito Santo O Banco de Investimento de

Leia mais

FUNCIONAMENTO DA GESTÃO DA RESERVA FINANCEIRA DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU E RESPECTIVOS DADOS

FUNCIONAMENTO DA GESTÃO DA RESERVA FINANCEIRA DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU E RESPECTIVOS DADOS FUNCIONAMENTO DA GESTÃO DA RESERVA FINANCEIRA DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU E RESPECTIVOS DADOS 1. REGIME DA RESERVA FINANCEIRA A Lei n. o 8/2011 estabelece o regime jurídico da reserva financeira

Leia mais

Brazil and Latin America Economic Outlook

Brazil and Latin America Economic Outlook Brazil and Latin America Economic Outlook Minister Paulo Bernardo Washington, 13 de maio de 2009 Apresentação Impactos da Crise Econômica Situação Econômica Brasileira Ações Contra-Cíclicas Previsões para

Leia mais

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007

Apresentação da nova Equipa de Gestão. Lisboa, 4 Dezembro 2007 Apresentação da nova Equipa de Gestão Lisboa, 4 Dezembro 2007 Agenda 1. Enquadramento 2. Proposta de nova Equipa de Gestão 3. Outra informação relevante 4. Conclusão 2 Millennium bcp: 1985 2007 Da criação

Leia mais

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda.

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. RELATÓRIO DE GESTÃO Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. 2012 ÍNDICE DESTAQUES... 3 MENSAGEM DO GERENTE... 4 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO... 5 Economia internacional... 5 Economia Nacional... 5

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2014 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico

106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico 106 BANCO DE PORTUGAL Boletim Estatístico B.7.1.1 Taxas de juro sobre novas operações de empréstimos (1) concedidos por instituições financeiras monetárias a residentes na área do euro (a) Interest rates

Leia mais

A. FULL NAMES OF THE MEMBERS OF THE BOARD OF DIRECTORS, CHARTERED ACCOUNTANT AND THE BOARD OF GENERAL MEETING

A. FULL NAMES OF THE MEMBERS OF THE BOARD OF DIRECTORS, CHARTERED ACCOUNTANT AND THE BOARD OF GENERAL MEETING JERÓNIMO MARTINS, SGPS, S.A. Public Company Largo Monterroio Mascarenhas, n.º 1, 9.º andar, Lisboa Share Capital: Euro 629,293,220.00 Registered at the Commercial Registry of Lisbon and Corporate Tax No.:

Leia mais

Projeções para a economia portuguesa: 2015-2017

Projeções para a economia portuguesa: 2015-2017 Projeções para a economia portuguesa: 2015-2017 As projeções para a economia portuguesa em 2015-2017 apontam para uma recuperação gradual da atividade ao longo do horizonte de projeção. Após um crescimento

Leia mais

Condições Particulares do Distribuidor Banco de Investimento Global, S.A. - MARÇO 2014 -

Condições Particulares do Distribuidor Banco de Investimento Global, S.A. - MARÇO 2014 - Condições Particulares do Distribuidor Banco de Investimento Global, S.A. - MARÇO 2014 - Identificação do Distribuidor O Banco de Investimento Global (de ora em diante o Distribuidor ), com sede na Av.

Leia mais

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do Orçamento Estado 2010 no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do OE 2010 no Sistema Financeiro Indice 1. O

Leia mais

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014)

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) 1. Taxa de Desemprego O desemprego desceu para 14,3% em maio, o que representa um recuo de 2,6% em relação a maio de 2013. Esta é a segunda maior variação

Leia mais

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE TROCA DE OBRIGAÇÕES PELO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. ( BANIF )

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE TROCA DE OBRIGAÇÕES PELO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. ( BANIF ) Banif Banco Internacional do Funchal, S.A. Sede Social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509 Funchal, Portugal Capital Social: 780.000.000 Euros Matriculado na Conservatória do Registo Comercial do Funchal

Leia mais

NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A.

NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. NOVABASE - Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. D. João II, lote 1.03.2.3., Parque das Nações, Lisboa Capital Social: 15.700.697 Euros Número de matrícula na Conservatória

Leia mais

Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco

Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco Developing customer relationship through marketing campaigns Desenvolvendo o relacionamento com o cliente através de campanhas de marketing Marco Antonio Donatelli Desenvolvendo relacionamento com clientes

Leia mais

1. THE ANGOLAN ECONOMY

1. THE ANGOLAN ECONOMY BPC IN BRIEF ÍNDICE 1. THE ANGOLAN ECONOMY 2. EVOLUTION OF THE BANK SECTOR 3. SHAREHOLDERS 4. BPC MARKET RANKING 5. FINANCIAL INDICATORES 6. PROJECTS FINANCE 7. GERMAN CORRESPONDENTS 1. THE ANGOLAN ECONOMY

Leia mais

Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Instituto de Seguros de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários. Mod. Versão 65.01 Informação actualizada a: 04/04/2011 Designação Comercial: Fidelity Poupança Data de início de Comercialização: 01/02/2007 Empresa de Seguros Entidade Comercializadora Autoridades de

Leia mais

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica

International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China. dossiers. Economic Outlook Conjuntura Económica dossiers Economic Outlook Conjuntura Económica International Trade and FDI between Portugal-China Comércio Internacional e IDE entre Portugal-China Last Update Última Actualização: 10-02-2015 Prepared

Leia mais

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR PELOS CANDIDATOS PARA AVALIAÇÃO Os candidatos devem apresentar para avaliação da candidatura a seguinte documentação: a) Prova da nacionalidade (BI, passaporte.);

Leia mais

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária

O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária O Sistema Expectativas de Mercado: Ferramenta de Suporte à Política Monetária André Marques Março de 2015 I. Histórico II. Características Principais III. Relatórios IV. Uso no Processo de Política Monetária

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE. Exercício de 2006

RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA SOCIEDADE. Exercício de 2006 Banif SGPS, SA Sociedade aberta Sede Social: Rua de João Tavira, 30-9 000 Funchal Capital Social: 250.000.000 Euros Número único de matrícula e Pessoa Colectiva 511 029 730 RELATÓRIO SOBRE O GOVERNO DA

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro

Leia mais

School of Economics and Management

School of Economics and Management School of Economics and Management TECHNICAL UNIVERSITY OF LISBON Department of Economics Carlos Pestana Barros & Nicolas Peypoch Pedro Leão Consequências A Comparative Analysis de desequilíbrios of Productivity

Leia mais

Definição de competitividade

Definição de competitividade TRIBUTAÇÃO E COMPETITIVIDADE VII Jornadas do IPCA 25.11.2006 Claudia Dias Soares Universidade Católica Portuguesa Definição de competitividade EC 2004: a sustained rise in the standards of living of a

Leia mais

Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A.

Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A. PRIMEIRA ADENDA (datada de 9 de Janeiro de 2015) ao PROSPECTO DE BASE (datado de 24 de Novembro de 2014) Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua de João Tavira, 30, 9004-509

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS REPORT AND ACCOUNTS ÍNDICE NOTA ÓRGÃOS SOCIAIS MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DO PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA DIAGRAMA DE PARTICIPAÇÕES EM 31122005 01 ENQUADRAMENTO

Leia mais

SONAE SGPS, S.A. ASSEMBLEIA GERAL ANUAL AVISO CONVOCATÓRIO

SONAE SGPS, S.A. ASSEMBLEIA GERAL ANUAL AVISO CONVOCATÓRIO SONAE SGPS, S.A. Sede: Lugar do Espido, Via Norte, Maia Capital social: 2.000.000.000 Euros Matriculada na C.R.C. da Maia Número único de matrícula e de pessoa colectiva n.º 500 273 170 Sociedade Aberta

Leia mais

Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado

Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado RELATÓRIO DE GESTÃO E CONTAS 2005 Banif SGPS, SA e Banif - Grupo Financeiro Consolidado Banif SGPS, SA Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Rua de João Tavira, 30-9 000

Leia mais

Overview. Resumo. dossiers. Financial Markets. Mercados Financeiros. Mercados Financeiros. Capital Markets Overview / Mercados Financeiros Resumo

Overview. Resumo. dossiers. Financial Markets. Mercados Financeiros. Mercados Financeiros. Capital Markets Overview / Mercados Financeiros Resumo dossiers Capital Markets Overview / Mercados Resumo Financial Markets Mercados Financial Markets Overview Mercados Resumo Last Update Última Actualização: 12/213 Next Release Próxima Actualização: 5/214

Leia mais

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO EXERCÍCIO DE 2005

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO EXERCÍCIO DE 2005 BANIF S G P S, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Rua de João Tavira, 30 - Funchal Capital Social: 200.000.000 Euros Matrícula Nº 3658 Conservatória do Registo

Leia mais

1 - Principais características das acções a emitir (código ISIN PTS3P8AM0001) 107,1428571428571 novas acçõe(s) por 1 direito(s)

1 - Principais características das acções a emitir (código ISIN PTS3P8AM0001) 107,1428571428571 novas acçõe(s) por 1 direito(s) AVISO DO EVENTO CORPORATIVO: Aumento de capital por subscrição SONAE INDUSTRIA - SGPS S.A. LOCALIZACAO: Lisbon N DO AVISO: LIS_20141105_01106_EUR DATA DE DISSEMINACAO: 05/11/2014 MERCADO: EURONEXT LISBON

Leia mais

ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA)

ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA) 30 de Junho de 2005 ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA) Relatório do Conselho de Administração Altri, S.G.P.S., S.A. (Sociedade Aberta) Contas Individuais Rua General Norton de Matos, 68 4050-424

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

Qualquer similaridade é mera coincidência? a. Venda doméstica de automóveis na Coréia (y-o-y, %)

Qualquer similaridade é mera coincidência? a. Venda doméstica de automóveis na Coréia (y-o-y, %) Brasil e Coréia: Qualquer similaridade é mera coincidência? a Faz algum tempo que argumentamos sobre as lições importantes que a Coréia oferece ao Brasil. O país possui grau de investimento há muitos anos,

Leia mais

A Direção-Geral do Território disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento:

A Direção-Geral do Território disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento: Modalidades de Pagamento A disponibiliza aos seus clientes diversas modalidades de pagamento: Estações de CTT Cheque por Correio Depósito Bancário Transferência Bancária Balcão 'Loja da DGT' Estações dos

Leia mais

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO 1º SEMESTRE DE 2005

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO 1º SEMESTRE DE 2005 Banif SGPS, SA Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Rua de João Tavira, 30-9 000 Funchal Capital Social: 200.000.000 Euros - Pessoa Colectiva n.º 511 029 730 Matrícula

Leia mais

Rating soberano do Brasil

Rating soberano do Brasil Rating soberano do Brasil Regina Nunes Presidente Standard & Poor s no Brasil Outubro 2014 Permission to reprint or distribute any content from this presentation requires the prior written approval of

Leia mais

Finantia SGFTC, S.A. Relatório e Contas 2012

Finantia SGFTC, S.A. Relatório e Contas 2012 Finantia SGFTC, S.A. Relatório e Contas 2012 Finantia S.G.F.T.C., S.A. Rua General Firmino Miguel, nº 5 1º 1600-100 Lisboa Matrícula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa e Pessoa Colectiva nº

Leia mais

PORTUCEL, S.A. ESTATUTOS

PORTUCEL, S.A. ESTATUTOS TEXTO ACTUALIZADO DOS ESTATUTOS DA SCOIEDADE ANÓNIMA PORTUCEL, S.A., ELABORADO NOS TERMOS DO Nº 2 DO ARTIGO 59º DO CÓDIGO DO REGISTO COMERCIAL, EM CONSEQUÊNCIA DE ALTERAÇÃO DO CONTRATO SOCIAL EFECTUADA

Leia mais

Exmos. Senhores Accionistas da BES VIDA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A.,

Exmos. Senhores Accionistas da BES VIDA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., RELATÓRIIO E PARECER DO CONSELHO FIISCAL DA BES VIIDA,, COMPANHIIA DE SEGUROS,, S..A.. Exmos. Senhores Accionistas da BES VIDA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., Nos termos da lei e do contrato de sociedade,

Leia mais

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1)

Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank. Depósitos com pré-aviso até 3 meses. equiparados até 2 anos (1) B.0.1 AGREGADOS MONETÁRIOS DA ÁREA DO EURO (a) EURO AREA MONETARY AGGREGATES (a) Saldos em fim de mês End-of-month figures Fonte / Source: Banco Central Europeu / European Central Bank M3 Circulação monetária

Leia mais

Portugal Forte crescimento no início do ano

Portugal Forte crescimento no início do ano 8 Abr ANÁLISE ECONÓMICA Portugal Forte crescimento no início do ano Miguel Jiménez / Agustín García / Diego Torres / Massimo Trento Nos primeiros meses do ano, a retoma do consumo privado teria impulsionado

Leia mais

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India EMITENTE DATA República da India 12 de Dezembro de 2014 RATINGS EMITENTE - MOEDA ESTRANGEIRA Médio e Longo Prazo BBB+ (BBB+,

Leia mais

Informação complementar ao Relatório de Governo das Sociedades referente ao Exercício de 2007

Informação complementar ao Relatório de Governo das Sociedades referente ao Exercício de 2007 BANIF SGPS S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede Social: Rua de João Tavira, 30, 9004 509 Funchal Capital Social: 250.000.000 Euros * Número único de matrícula

Leia mais

Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016

Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016 Projeções para a Economia Portuguesa: 2014-2016 1 Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016 As projeções para a economia portuguesa apontam para uma recuperação gradual da atividade ao longo do horizonte.

Leia mais

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA?

A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? A AUSTERIDADE CURA? A AUSTERIDADE MATA? 29.Nov.2013 Financiamento Sector público é a principal fonte de financiamento de cuidados de saúde. Apenas EUA e México apresentam menos de 50% de financiamento

Leia mais

Produto Interno Bruto 100.0 0.3 1.2 1.5 0.3 0.8 1.0

Produto Interno Bruto 100.0 0.3 1.2 1.5 0.3 0.8 1.0 Textos de Política e Situação Económica Verão 26 PERSPECTIVAS PARA A ECONOMIA PORTUGUESA: 26-27 1. INTRODUÇÃO Neste artigo apresenta-se o cenário macroeconómico para a economia portuguesa projectado pelo

Leia mais

ISSN 1517-6576 CGC 00 038 166/0001-05 Relatório de Inflação Brasília v 3 n 3 set 2001 P 1-190 Relatório de Inflação Publicação trimestral do Comitê de Política Monetária (Copom), em conformidade com o

Leia mais

ÍNDICE DE CONDIÇÕES MONETÁRIAS PARA PORTUGAL*

ÍNDICE DE CONDIÇÕES MONETÁRIAS PARA PORTUGAL* ÍNDICE DE CONDIÇÕES MONETÁRIAS PARA PORTUGAL* Paulo Soares Esteves** 1. INTRODUÇÃO Este artigo tem como objectivo calcular um Índice de Condições Monetárias (ICM) para a economia portuguesa, o qual constitui

Leia mais

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY The Competent Authorities of the Portuguese Republic and the Government of Jersey in

Leia mais

Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre

Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre Maia, 31 de Julho de 2008 Desempenho afectado por desvalorização dos activos ditada pelo mercado Sonae Sierra registou Resultado Líquido de 1,3 milhões no primeiro semestre Rendas cresceram 4,5% numa base

Leia mais