Francisco de Lacerda. 20 março Francisco de Lacerda AESE, 21 abril

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda AESE, 21 abril 2015 1"

Transcrição

1 20 março

2 AGENDA Contexto: As tendências chave no sector postal Os CTT hoje: Uma empresa privada e com excelência no desempenho Olhar para o futuro: As prioridades no contexto dos pilares estratégicos

3 SETOR POSTAL EM TRANSFORMAÇÃO, COM O CRESCIMENTO GLOBAL DA RECEITA A CONTRARIAR A QUEDA DO VOLUME DE CORREIO 429,8 m.m. Receita setor postal +3,7% Crescimento da receita 45 Operadores Postais 45,3% Quota do correio na receita do setor - 4,0% Queda volume de correio Fonte: IPC Global Postal Industry Report

4 EXISTEM VÁRIAS FORÇAS QUE OBRIGAM OS OPERADORES POSTAIS A UM PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A UM NOVO MODELO DE NEGÓCIO 1 Globalização Liberalização Privatização 2 Digitalização Efeito Substituição Tudo o que puder ser digital, será digital 3 (Muito mais) Competição & Escrutínio e-commerce Compras online - Um novo paradigma, uma nova oportunidade 6 Adaptação a um novo modelo de negócio 4 Potenciação das redes de retalho Diversificar a utilização da rede (ex. serviços financeiros, serviços do Governo, parcerias, etc.) 5 Eficiência Operacional Redução de custos nos operadores postais é fundamental para garantir competitividade 4

5 AGENDA Contexto: As tendências chave no sector postal Os CTT hoje: Uma empresa privada e com excelência no desempenho Olhar para o futuro: As prioridades no contexto dos pilares estratégicos

6 OS CTT TÊM 500 ANOS DE HISTÓRIA QUE CONSTITUEM UM LEGADO INESTIMÁVEL PARA O GRUPO Adoção da sigla CTT a instituição passa a ser dotada de autonomia administrativa e financeira, passando a denominar-se Administração-Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones Transformados em Sociedade Anónima com a denominação CTT - Correios de Portugal, S. A.. Ao mesmo tempo a área das telecomunicações é separada, formando uma empresa autónoma. 100% Privatizados Nomeado o 1º Correio Mor O Rei D. Manuel I cria o primeiro serviço de correio público de Portugal Início da distribuição domiciliária da correspondência em Portugal CTT são transformados em empresa pública, com a denominação de CTT - Correios e Telecomunicações de Portugal, E. P. Introdução do Código Postal (4 dígitos, alargado para 7 dígitos em 1998) 70% Privatizados Entrada de sucesso assinalável dos CTT em bolsa como empresa privatizada. 6

7 OS CTT TÊM HOJE TRÊS GRANDES ÁREAS DE NEGÓCIO 73% 17% 10% 68% 4% 28% Correio & Soluções Empresariais Expresso & Encomendas Serviços Financeiros CORREIO Transacional Editorial Publicitário Encomendas SU Filatelia SOLUÇÕES EMPRESARIAIS Printing & Finishing Arquivo e Gestão Documental (Mailtec) SERVIÇOS DE RETALHO Serviços de Terceiros Serviços do Estado ao cidadão Portugal (CTT Expresso) Espanha (Tourline Express) Moçambique (Corre 1 ) Poupança Seguros Pagamentos Transferências Rede Payshop % % Receitas % % EBITDA Fonte: CTT 1 Corre 50% Correios de Moçambique; 2 Receitas por negócio não incluem eliminações intra-grupo e estrutura dos serviços centrais 7

8 NÚMEROS CHAVE DOS CTT EM 2014 Dados Financeiros Receita Custos Operacionais 1 EBITDA 1 Margem: 18,8% Capex 718 M 583 M 135 M 17 M 2,4% 0,1% 9,9% 27,7% Dados Operacionais Correio Endereçado 841 M Correio não Endereçado 508 M Giros Postais ~5.000 Poupança e Seguros (Serviços Financeiros) 2 5,5 m.m. Rede Pontos de Venda Rede Lojas (próprias) Postos (terceiros) No. Empregados Excluem-se amortizações, depreciações, provisões e imparidades; 2 Montante da captação e resgate de produtos de poupança e seguros 8

9 PRIVATIZAÇÃO E PROGRAMA DE TRANSFORMAÇÃO NUCLEARES NO REPOSICIONAMENTO ESTRATÉGICO DOS CTT 1S S S S 2014 Revisão Estratégica Reorganização Programa de Transformação Implementação de iniciativas Resultados rápidos Privatização IPO Business plan & Equity story Prospeto, Roadshow e ações de marketing Privatização 2ª fase Presença contínua junto de investidores (reuniões com >320 investidores em 2014) Roadshows, conferências, etc 9

10 A CONCLUSÃO DA PRIVATIZAÇÃO FOI APENAS UM DOS PONTOS DE DESTAQUE DE UM EXCELENTE DESEMPENHO DOS CTT EM 2014 Forte crescimento do EBITDA e do resultado líquido Crescimento dos rendimentos (pela primeira vez em 6 anos) mas mantendo controlo rigoroso dos custos Elevado crescimento dos dividendos propostos e permitindo a compensação dos colaboradores através de reintrodução da remuneração variável e da anulação das reduções salariais (como empresa pública) Conclusão da privatização bem sucedida Implementação de transformações estruturais, no sentido de potenciar a eficiência, a agilidade e a sustentabilidade da organização Início de projetos marcantes nos Serviços Financeiros (implementação do Banco Postal) e no Expresso e Encomendas (integração das redes e oferta e-commerce) 10

11 ANO DE 2014 FOI MARCADO PELA TOTAL PRIVATIZAÇÃO DO GRUPO MAS COM MUITOS OUTROS FACTOS RELEVANTES 2,6% de aumento médio dos preços do cabaz de serviços do SU 27 mar Estado vende a sua participação de 31,5% nos CTT 5 set CA aprova lançamento do Banco Postal 4 nov 3 mar abr 8,20 4 ago 7,99 31 dez 8,02 9 fev 2015 Assinatura do novo Acordo de Empresa e da revisão do Regulamento das Obras Sociais (Plano de Saúde) 29 jul 2 jan ,55 11 mar 23 jun Venda da participação na subsidiária EAD Conclusão do processo de contratação de serviços de TI e de comunicações Acordo de parceria com o BNP Paribas Personal Finance para venda de produtos de crédito pessoal 16 out 6,56 28 nov Memorando de Entendimento com a Altice Portugal, S.A. 11

12 1º ANO COMPLETO EM BOLSA COM PERFORMANCE HISTÓRICA, RESULTANDO EM SUSTENTADA CRIAÇÃO DE VALOR Desempenho da ação CTT vs. PSI 20. Base 100%, à data de 5 de dezembro de CTT PSI 20 Venda da participação de 31,5% do Estado Campeão do PSI % % 80 0 Dez 2013 Jan 2014 Fev 2014 Mar 2014 Abr 2014 Mai 2014 Jun 2014 Jul 2014 Ago 2014 Set 2014 Out 2014 Nov 2014 Dez 2014 Jan 2015 Fev 2015 Mar 2015 Abr % DE FREE FLOAT (MAIOR ACCIONISTA COM 6,7%) 340 M EM 45 MINUTOS E 7% DE DESCONTO NO MAIOR ABB DE SEMPRE EM PORTUGAL 2 (31,5%) 928 M DE ENCAIXE PARA O ESTADO M M 3 DE VALOR ACIONISTA CRIADO DESDE O IPO 1 Atualizado à data de 17 de março de Maior ABB de sempre em Portugal em percentagem, não em valor 3 Incluindo o dividendo pago em Valorização da ação em bolsa à data de 17 de Março de 2015 face ao IPO 12

13 ESTADO ACIONISTAS PESSOAL EM 2014 OS CTT CRIARAM VALOR PARA TODOS OS STAKEHOLDERS, FACTO REFORÇADO PELOS PRÉMIOS GANHOS 203 M PESSOAL SEM SEGURANÇA SOCIAL (TSU) Prémios CTT Marca de Confiança e Marca de Confiança Ambiente 2014 Seleções do Reader s Digest Marca de Excelência 2014 Superbrands Portugal 424 M DIVIDENDOS APRECIAÇÃO DA AÇÃO 2014: 16 prémios Grande Prémio APCE: Comunicação Institucional, Capa, Publicação Interna e TV Corporativa Associação Portuguesa Comunicação de Empresa 436 M SEGURANÇA SOCIAL (TSU) IRC E IVA 2ª FASE PRIVATIZAÇÃO 2013: 12 prémios 2012: 12 prémios European Equities Deal of the Year 2014 The Banker IPO dos CTT FILATELIA: Premio Internazionale Asiago d Arte Filatelica, na categoria Turismo CONTACT CENTERS: Medalhas de Prata e Bronze nos Prémios APCC Portugal Best Awards COMUNICAÇÃO: 2 Prémios FEIA Grand Prix 2014 e Troféu Prata Comunicação M&P

14 AGENDA Contexto: As tendências chave no sector postal Os CTT hoje: Uma empresa privada e com excelência no desempenho Olhar para o futuro: As prioridades no contexto dos pilares estratégicos

15 ESTRATÉGIA: CAPTURAR O FUTURO ALAVANCANDO AS NOSSAS COMPETÊNCIAS E VANTAGENS COMPETITIVAS CONVERGÊNCIA FÍSICO-DIGITAL CRESCIMENTO DO E-COMMERCE CTT COMO ONE-STOP-SHOP I. FOCO NA PRESERVAÇÃO DO NEGÓCIO DE CORREIO II. CAPTURA DA TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO NAS ENCOMENDAS III. LANÇAMENTO DO BANCO POSTAL EXPANDINDO NEGÓCIO DE SERVIÇOS FINANCEIROS IV. POTENCIAR A ESCALABILIDADE DOS NOSSOS ATIVOS SOLIDEZ FINANCEIRA EFICIÊNCIA OPERACIONAL PROXIMIDADE FÍSICA CAPITAL HUMANO 15

16 ESTRATÉGIA: CAPTURAR O FUTURO ALAVANCANDO AS NOSSAS COMPETÊNCIAS E VANTAGENS COMPETITIVAS CONVERGÊNCIA FÍSICO-DIGITAL CRESCIMENTO DO E-COMMERCE CTT COMO ONE-STOP-SHOP I. FOCO NA PRESERVAÇÃO DO NEGÓCIO DE CORREIO II. CAPTURA DA TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO NAS ENCOMENDAS III. LANÇAMENTO DO BANCO POSTAL EXPANDINDO NEGÓCIO DE SERVIÇOS FINANCEIROS GESTÃO REGULATÓRIA (UPDATE PREÇOS) PROGRAMAS DE EFICIÊNCIA (P.EX. INTEGRAÇÃO DA REDE EXPRESSO) APOSTA EM SEGMENTOS ESPECIALIZADOS (P.EX. CORREIO PUBLICITÁRIO) SOLUÇÕES DE CORREIO FÍSICO/DIGITAL IV. POTENCIAR A ESCALABILIDADE DOS NOSSOS ATIVOS SOLIDEZ FINANCEIRA EFICIÊNCIA OPERACIONAL PROXIMIDADE FÍSICA CAPITAL HUMANO 16

17 CORREIO: DESENVOLVIMENTO DE SOLUÇÕES INOVADORAS FUNDAMENTAL PARA CAPTURAR NOVAS TENDÊNCIAS DE MERCADO Correio Publicitário é um meio de comunicação com potencial por explorar pelas empresas Soluções inovadoras como a viactt são fundamentais para capturar a franja digital Meios Publicitários Preferidos 2 (n=602). Portugal, 2014 Contacto Telefónico/Call Center Rádio Telemóvel/SMS Internet Revistas/Jornais Correio não Endereçado Televisão Correio Endereçado 7,1% 15,0% 19,4% 27,6% 27,9% 29,3% 31,1% 55,6% 62,3% 1,250,527 utilizadores registados ~ 9,000 logins diários DM vs 1 Comportamento dos consumidores 1 4,4% Taxa Resposta (vs 0,12% ) 30% Mais valorizado do que 17 Dias que o correio fica em casa 80% das pessoas veem o correio todos os dias Principais Funcionalidades Fiabilidade Privacidade Segurança de valor legal Gratuitidade Acessibilidade 57 Entidades Registadas 30% Mais impacto que 19% Mais atenção despendida que 65% compraram em consequência de DM 54% engaged in social media depois de DM 1 Fonte: IPC, Direct Mail Guide, Outubro Fonte: CTT 2014, Estudo Correio Publicitário, Janeiro

18 ESTRATÉGIA: CAPTURAR O FUTURO ALAVANCANDO AS NOSSAS COMPETÊNCIAS E VANTAGENS COMPETITIVAS CONVERGÊNCIA FÍSICO-DIGITAL CRESCIMENTO DO E-COMMERCE CTT COMO ONE-STOP-SHOP I. FOCO NA PRESERVAÇÃO DO NEGÓCIO DE CORREIO II. CAPTURA DA TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO NAS ENCOMENDAS III. LANÇAMENTO DO BANCO POSTAL EXPANDINDO NEGÓCIO DE SERVIÇOS FINANCEIROS PORTUGAL: UPGRADE DA OFERTA ESPANHA: CRESCIMENTO SUSTENTADO E-COMMERCE (OFERTA PRÓPRIA E SEGMENTADA) IV. POTENCIAR A ESCALABILIDADE DOS NOSSOS ATIVOS SOLIDEZ FINANCEIRA EFICIÊNCIA OPERACIONAL PROXIMIDADE FÍSICA CAPITAL HUMANO 18

19 Internacional Portugal e Espanha EXPRESSO: AMBIÇÃO DE TORNAR A CTT EXPRESSO E TOURLINE OS MELHORES PROVIDERS LAST MILE NA IBERIA E-Commerce como alavanca de crescimento para atingir os principais objetivos Expresso do Grupo em todas as geografias de atuação do grupo CTT neste segmento, tanto com foco doméstico como internacional Reforçar a liderança a nível nacional Portugal Espanha Consolidar a presença em Espanha Dinamizar a oferta internacional 25% 40% 20% Percentagem da receita global do mercado cross-border de e-commerce 19

20 ESTRATÉGIA: CAPTURAR O FUTURO ALAVANCANDO AS NOSSAS COMPETÊNCIAS E VANTAGENS COMPETITIVAS CONVERGÊNCIA FÍSICO-DIGITAL CRESCIMENTO DO E-COMMERCE CTT COMO ONE-STOP-SHOP I. FOCO NA PRESERVAÇÃO DO NEGÓCIO DE CORREIO II. CAPTURA DA TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO NAS ENCOMENDAS III. LANÇAMENTO DO BANCO POSTAL EXPANDINDO NEGÓCIO DE SERVIÇOS FINANCEIROS EXPANSÃO DA OFERTA FINANCEIRA (PRÓPRIA OU PARCERIA) SUCESSO NO BANCO POSTAL (TEMPO, CUSTO, E PLANO) IV. POTENCIAR A ESCALABILIDADE DOS NOSSOS ATIVOS SOLIDEZ FINANCEIRA EFICIÊNCIA OPERACIONAL PROXIMIDADE FÍSICA CAPITAL HUMANO 20

21 BANCO POSTAL: OS CTT VÃO LANÇAR UMA EXTENSA OPERAÇÃO BANCÁRIA COM REDUZIDOS CUSTOS INCREMENTAIS CTT já têm nos seus ativos core todos os recursos necessário para lançar o banco postal e capturar oportunidade de mercado com base num conceito no-frills procurado pelos consumidores Fatores considerados relevantes pelos consumidores na escolha de um banco Fit Proposta Banco Postal Preço 2 78% Reputação 28% Dimensão da rede de retalho (# de agências) 1 Localização 28% Opiniões de amigos e família 20% Alcance do Portfolio 20% Relacionamento pessoal com colaboradores 12% Outros 16% N/a CTT com vantagem competitiva CTT em desvantagem face à banca tradicional 1 Em Principalmente o fator de perceção de preço, uma vez que os clientes raramente comparam preços entre bancos. Fonte: CTT; Apresentação de resultados dos bancos; Estudo de mercado; McKinsey 21

22 ESTRATÉGIA: CAPTURAR O FUTURO ALAVANCANDO AS NOSSAS COMPETÊNCIAS E VANTAGENS COMPETITIVAS CONVERGÊNCIA FÍSICO-DIGITAL CRESCIMENTO DO E-COMMERCE CTT COMO ONE-STOP-SHOP I. FOCO NA PRESERVAÇÃO DO NEGÓCIO DE CORREIO II. CAPTURA DA TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO NAS ENCOMENDAS III. LANÇAMENTO DO BANCO POSTAL EXPANDINDO NEGÓCIO DE SERVIÇOS FINANCEIROS IV. POTENCIAR A ESCALABILIDADE DOS NOSSOS ATIVOS PARCERIAS DE DISTRIBUIÇÃO / SERVIÇO NO RETALHO (P.EX. PT; SERVIÇOS DO CIDADÃO; OUTRAS) INICIATIVAS QUE ALAVANQUEM NA CAPILARIDADE / FLUXOS DE DISTRIBUIÇÃO (P.EX. CARTEIROS, AGENTES PAYSHOP, ETC.) SOLIDEZ FINANCEIRA EFICIÊNCIA OPERACIONAL PROXIMIDADE FÍSICA CAPITAL HUMANO 22

23 ATIVOS CTT: REDE ÚNICA EM PORTUGAL MUITO ATRATIVA PARA PARCERIAS E INICIATIVAS QUE ALAVANQUEM NA CAPILARIDADE CTT tem na sua rede de ativos físicos (rede de lojas e agentes e rede de carteiros) um ativo que deve continuar a ser potenciado através de parcerias que gerem valor BANCO POSTAL Abertura prevista de espaço Banco Postal em 50 lojas CTT Postos 623 Rede de lojas Piloto com 24 Espaços Loja do Cidadão em 2014 Abertura de espaços em 2015 Abertura de espaços em 2016 Venda de produtos e serviços MEO Sinergias resultantes da parceria com Altice 4943 Carteiros Agentes Payshop Contratação dos serviços da EDP Comercial Produtos Papelaria Note.it 80% DOS CLIENTES QUE VISITAM OS CTT CLASSIFICAM A QUALIDADE DO SERVIÇO POSTAL COMO BOM" OU MUITO BOM" 23

24 ATIVOS CTT: CTT IMPLEMENTARAM RECENTEMENTE UM NOVO MODELO INTEGRADO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO UNIVERSO CTT Gestão de Ideias ( ~1 ano ) Captura de ideias inovadoras, em linha com as prioridades estratégicas do grupo, e elaboração de planos de negócios Implementação de uma ferramenta de gestão de ideias que envolva toda a organização Inovação Planeada ( 1-3 anos ) Tradução de ideias em projetos e planos de negócio concretos que surjam da Gestão de Ideias, da Inovação Exploratória ou de estímulos externos Inovação Exploratória ( ~5 anos) Identificação de tendências de mercado e discussão de cenários futuros Formulação do posicionamento estratégicos dos CTT Organização de workshops e conferências de inovação OBSERVATÓRIO CTT Monitoramento permanente em universidades e incubadores de ideias e/ou startups com aplicabilidade no caminho de inovação dos CTT 24

25 ATIVOS CTT: APOSTA NOS COLABORADORES CTT E NA CAPTAÇÃO DE TALENTO FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DO GRUPO OBJETIVOS DO PROGRAMA DE GESTÃO DE TALENTO CTT CONSOLIDAR CULTURA E COMPETÊNCIAS CTT Desenvolver as competências dos Líderes CTT Identificar e desenvolver titulares e sucessores de Funções Críticas Potenciar a Formação, Desenvolvimento e Mobilidade dos Colaboradores CTT CAPACITAR & CRESCER Construir o EMPLOYER BRAND CTT e promover o posicionamento enquanto empregador de referência (p. ex. Programa Trainee). CAPTAR (PROGRAMA TRAINEES) CLARIFICAR & COMPROMETER GESTÃO DE DESEMPENHO Reforçar o alinhamento dos Colaboradores com a estratégia e negócio, consolidando uma cultura de meritocracia, reconhecimento e recompensa. 25

26 NÃO SÃO AS ESPÉCIES MAIS FORTES NEM AS MAIS INTELIGENTES QUE SOBREVIVEM, MAS SIM AQUELAS QUE MELHOR RESPONDEM ÀS MUDANÇAS Charles Darwin 26

27 20 março 2015 Obrigado! 27

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda 08 julho 2015 1

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda 08 julho 2015 1 20 março 2015 1 SETOR POSTAL EM TRANSFORMAÇÃO, COM O CRESCIMENTO GLOBAL DA RECEITA A CONTRARIAR A QUEDA DO VOLUME DE CORREIO 429,8 m.m. Receita setor postal +3,7% Crescimento da receita 45 Operadores Postais

Leia mais

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Manuel Castelo-Branco, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Manuel Castelo-Branco, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015 Francisco de Lacerda 20 março 2015, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015 1 AGENDA 1 2 3 Contexto: E-Commerce como tendência chave no sector postal Os CTT hoje: Um Grupo preparado

Leia mais

Manuel Castelo-Branco

Manuel Castelo-Branco Manuel Castelo-Branco índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 2 A substituição tecnológica

Leia mais

Correios, um negócio em transformação

Correios, um negócio em transformação Correios, um negócio em transformação Pedro Coelho Conferência ANACOM, Liberalização do Serviço Postal: ano um 6 de Outubro de 2011 CTT. Consigo por um futuro sustentável. O negócio postal está em declínio,

Leia mais

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO Maia, 11 de março de 2015 Reforço de posições de liderança em Portugal, internacionalização e compromisso com famílias em 2014 SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO 1. PRINCIPAIS DESTAQUES DE 2014:

Leia mais

Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing

Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing A perspetiva do cliente - 18 de Junho de 2013 - Agenda Enquadramento Atividades em Outsourcing Caraterísticas do Modelo Prestação de

Leia mais

CTT Correios de Portugal, S.A.

CTT Correios de Portugal, S.A. CTT Correios de Portugal, S.A. Sociedade Aberta Avenida D. João II, n.º 13, 1999-001 Lisboa Número de matrícula na C.R.C. de Lisboa e de pessoa coletiva 500 077 568 Capital social EUR 75.000.000,00 Relatr

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

Os CTT Correios de Portugal, S.A. informam sobre os Resultados Consolidados do 1º semestre de 2014.

Os CTT Correios de Portugal, S.A. informam sobre os Resultados Consolidados do 1º semestre de 2014. Comunicado - Lisboa, 29 de julho de 2014 Informação Privilegiada Os CTT Correios de Portugal, S.A. informam sobre os Resultados Consolidados do 1º semestre de 2014. CTT CORREIOS DE PORTUGAL, S.A. SOCIEDADE

Leia mais

Portugal Telecom. Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom. Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas

Portugal Telecom. Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom. Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas Portugal Telecom Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom Lisboa, 12 de Dezembro de 2002 Estrutura do Grupo PT Comunicações PT Móveis PT Prime

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2008

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2008 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 28 2 Resultados 28 Os resultados reportados reflectem a integração do Grupo Tecnidata a 1 de Outubro de 28, em seguimento da assinatura do contrato de aquisição

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Estar mais presente para ir mais longe.

Estar mais presente para ir mais longe. Estar mais presente para ir mais longe. Os negócios, como a vida, são feitos de projetos, objetivos e desafios. Se para uma empresa, a sustentabilidade financeira é o principal objetivo, este apenas é

Leia mais

AICEP Crescer com e Commerce. CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda

AICEP Crescer com e Commerce. CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda AICEP Crescer com e Commerce CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda AGENDA Digitalização / e-commerce: como peça central na estratégia dos CTT Deep-Dive: O Potencial do e-commerce em Portugal Como?:

Leia mais

Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas

Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas 1 Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas O lançamento do portefólio Eco veio abrandar a tendência de redução de receitas e pelo terceiro

Leia mais

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais de 55,8 milhões EBITDA de 3,1 milhões Margem EBITDA de 5,6% EBIT de 0,54 milhões Resultado Líquido negativo

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos Apresentação de Solução Confidencialidade A informação contida neste documento é propriedade dos CTT e o seu conteúdo é confidencial, não podendo ser

Leia mais

A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento

A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento Nuno Netto nnetto@deloitte.pt 28 de Outubro 2014 Agenda 2014. Para informações, contacte Deloitte Consultores, S.A.

Leia mais

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012 Expomoney São Paulo Setembro de 2012 Contax Visão Geral Contact Center Brasil Resultados Financeiros Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Principais serviços: Atendimento, Cobrança, Televendas, Retenção, Trade

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012

Resultados 2T12 FLRY 3. Agosto / 2012 Resultados 2T12 FLRY 3 Agosto / 2012 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2012 Aviso Legal Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos,

Leia mais

Solução de Gestão de Contraordenações - STICO. Apresentação de Solução

Solução de Gestão de Contraordenações - STICO. Apresentação de Solução Solução de Gestão de Contraordenações - STICO Apresentação de Solução A Oferta dos CTT Expresso e encomendas Courrier Estafetagem Logística Serviços Financeiros Produtos Poupanças Seguros Soluções Pagamentos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2012 13 MARÇO 2013

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2012 13 MARÇO 2013 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 2012 13 MARÇO 2013 AGENDA Destaques do ano Desempenho dos negócios e consolidado Desenvolvimentos estratégicos Desafios e prioridades DESTAQUES VOLUME DE NEGÓCIOS: EBITDA RECORRENTE:

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Reunião de sub-grupo 3 Outubro 2015 REUNIÃO INTERMÉDIA 7 de Novembro de 2014 GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL O Grupo de Trabalho (GT)

Leia mais

Resultados Consolidados a 30 de Junho de 2010 Informação Privilegiada (IFRS/IAS)

Resultados Consolidados a 30 de Junho de 2010 Informação Privilegiada (IFRS/IAS) Resultados Consolidados a 30 de Junho de 2010 Informação Privilegiada (IFRS/IAS) Volume de Negócios: 122,8 M (119,9 M em 6M09) 28 de Julho de 2010 1. Indicadores Chave O volume de negócios e o EBITDA apresentados

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC RELAÇÕES COM INVESTIDORES

APRESENTAÇÃO APIMEC RELAÇÕES COM INVESTIDORES APRESENTAÇÃO APIMEC RELAÇÕES COM INVESTIDORES Dezembro, 2010 ESTÁCIO: BREVE HISTÓRICO Crescimento orgânico N de estudantes (mil) Crescimento anual Consolidação para a liderança nacional 2005 2007: transformação

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º TRIMESTRE 2015

RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º TRIMESTRE 2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º TRIMESTRE 2015 ÍNDICE RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º TRIMESTRE 2015...5 1. ATIVIDADE OPERACIONAL... 6 2. NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO EM DESENVOLVIMENTO... 11 3. INICIATIVAS RELEVANTES

Leia mais

Resultados Consolidados 2001

Resultados Consolidados 2001 Resultados Consolidados 2001 Francisco Murteira Nabo Presidente Lisboa, 13 de Março 2002 Princípios Contabilísticos Internacionais A Portugal Telecom Grupo Empresarial Português de referência Maior valorização

Leia mais

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Proveitos Operacionais de 60,8 milhões de euros (+ 8,1%) EBITDA de 5,6 milhões de euros (+ 11,1%) Margem EBITDA 9,2% (vs. 8,9%) Resultado

Leia mais

Resultados 1T15. 05 de Maio de 2015 11h00 (Brasília) / 10h00 (US EST) Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843-6054 Código de Acesso: Marisa

Resultados 1T15. 05 de Maio de 2015 11h00 (Brasília) / 10h00 (US EST) Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843-6054 Código de Acesso: Marisa Resultados 05 de Maio de 2015 11h00 (Brasília) / 10h00 (US EST) Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843-6054 Código de Acesso: Marisa Nota de Ressalva E s t a a p r e s e n t a ç ã o pode i

Leia mais

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010 Apresentação Corporativa Novembro de 2010 Estácio: Breve Histórico Crescimento orgânico Consolidação para liderança nacional IPO Companhia listada Turn around e preparação para o crescimento futuro # de

Leia mais

Apresentação Resultados 2005

Apresentação Resultados 2005 Apresentação Resultados 2005 Lisboa 15 de Março de 2006 Agenda Overview 2005 40 Anos de Reditus Áreas de Actividade Principais Clientes Corporate Governance Reditus no Mercado Bolsista Indicadores Quantitativos

Leia mais

e-commerce: Posicionamento CTT

e-commerce: Posicionamento CTT e-commerce: Posicionamento CTT Respostas aos desafios do last mile e do cross border Alberto Pimenta Índice 1 CTT snapshot 2 Contexto do e-commerce 3 O primado do consumidor 4 O posicionamento dos CTT

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Receitas consolidadas de 62,6 M, uma subida de 10,8% no 3º trimestre, sendo de referir:

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

BTG Pactual XIII CEO Conference

BTG Pactual XIII CEO Conference BTG Pactual XIII CEO Conference Fevereiro 2012 Agenda Visão Geral Magazine Luiza Principais Eventos em 2011 Expectativas para 2012 2 Visão Geral Magazine Luiza Liderança de Mercado Uma das maiores redes

Leia mais

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013.

Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor. Novembro de 2013. Telefônica Brasil Estratégia Segmentada para Maximizar Geração de Valor Novembro de 2013. Continuamos evoluindo em nosso esforço de integração... Espaço TI Atenção ao Cliente Contratos Unificação e renegociação

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09.

Fatores de Sucesso. Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI. Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio. Telefônica Vivo 27.09. Fatores de Sucesso Carlos Raimar Schoeninger Diretor de Estratégia e RI Seminário sobre Telecomunicações APIMEC Rio Telefônica Vivo 27.09.2012 Conteúdo 01 Vivo: uma história de sucesso 02 Desempenho da

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Agenda Apresentação Planejamento Estratégico Stratec Perguntas Agenda David Azevedo davidazevedo@hotmail.com (019) 99764-4664 Clientes dos Segmentos Eletrodomésticos Home Appliances

Leia mais

QUEM SOMOS Brasil Brokers

QUEM SOMOS Brasil Brokers QUEM SOMOS Um dos maiores e mais completos grupos de venda de imóveis do país. Assim é a Brasil Brokers. Formado por 25 imobiliárias líderes em 12 estados, o grupo conta com mais de 14 mil corretores associados

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Estar Mais Próximo do Cliente. Divulgação dos Resultados 4T14

Estar Mais Próximo do Cliente. Divulgação dos Resultados 4T14 Estar Mais Próximo do Cliente Divulgação dos Resultados 4T14 CONQUISTAS DO ANO DE 2014 Anúncio Aumento de Capital R$ 2,38 Bi Divulgação 1T14 +30% RB Lançamento Marketplace Americanas.com Conclusão Aumento

Leia mais

Reunião Pública Apimec - BH 2015

Reunião Pública Apimec - BH 2015 Reunião Pública Apimec - BH 2015 SulAmérica e a Indústria SULAMÉRICA - MODELO DE NEGÓCIOS Maior seguradora independente do Brasil Modelo multilinha One-stop shop e forte cross selling de produtos Subscrição

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos

MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos WWW.FORUMCOMPETITIVIDADE.ORG MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos para Reflexão Dezembro 215 Apoio Contextoe objetivos desta reflexão O Forum para a Competitividade

Leia mais

CTT. Consigo por um futuro sustentável.

CTT. Consigo por um futuro sustentável. Contexto CTT História/ Evolução Missão e Visão Negócios Macroestrutura, Empresas Participadas, Ciclo Operativo e Cadeia de Valor Alguns Indicadores Os serviços postais têm desempenhado ao longo dos séculos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 22 Aula Data Evento 7/0 a 22/0 Período para solicitação de provas de 2ª chamada 23 24 25 26 27 28 29 26/jan Entrada de novos alunos + AVA (OFERTA JANEIRO 20) 30 3 3/0

Leia mais

Resultados do 1º trimestre de 2015

Resultados do 1º trimestre de 2015 Resultados do 1º trimestre de 2015 Grupo Media Capital, SGPS, S.A. 11º ano de liderança Liderança em Grupo de canais Número um no digital Novos conteúdos na área da ficção e entretenimento: A Única Mulher,

Leia mais

SOCIAL PAULO AZEVEDO CEO SONAE 16 MARÇO 2011

SOCIAL PAULO AZEVEDO CEO SONAE 16 MARÇO 2011 INVESTIMENTO SOCIAL PAULO AZEVEDO CEO SONAE 16 MARÇO 2011 Investimento Social Clientes 268M de descontos em cartão/talão Produtos de marca Continente ~25% mais baratos que produto líder Comunidade 10,4M

Leia mais

O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital

O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital V Fórum Lusófono e Mostra das Comunicações O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital Maputo, 23-24 de Abril de 2013 Luís Rego 1 QUESTÕES DE FUNDO Qual será o papel do sector

Leia mais

Resultados do 4T05 e do ano de 2005

Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Resultados do 4T05 e do ano de 2005 Teleconferência 24/03/2006 1 Considerações Futuras Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Recursos Próprios. Amigos e Familiares

Recursos Próprios. Amigos e Familiares Recursos Próprios Chamado de booststrapping, geralmente é a primeira fonte de capital utilizada pelos empreendedores. São recursos sem custos financeiros. O empreendedor tem total autonomia na tomada de

Leia mais

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente MÍDIA KIT 2014 Índice 03 A Empresa 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente A empresa Fundada em 2007, a empresa possui uma grade anual com diversos

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

A Experiência dos CTT

A Experiência dos CTT A Experiência dos CTT Workshop: Introdução ao SIADAP1 Direcção Geral da Política de Justiça 8 Janeiro 2008 Helena Camacho DATA 00.00.00 ÍNDICE: O Grupo CTT Processo de Planeamento Sistema de KPI Contrato

Leia mais

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital Carlos Brazão Fernando Resina da Silva 28-06-2012 1 Quem somos? Uma plataforma das associações e players de referência das TIC, juntos por uma missão para

Leia mais

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15 Santo André, 05 de Agosto de 2015: CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3504

Leia mais

Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado. Business Case

Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado. Business Case Comunicação institucional clara, rigorosa e transparente com o mercado Business Case 2013 AGENDA ENQUADRAMENTO COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL CLARA, RIGOROSA E TRANSPARENTE COM O MERCADO ENQUADRAMENTO Na economia

Leia mais

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas?

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas? Que Private Label na Era das Marcas? Vila Nova de Famalicão, 26 de Novembro de 2008 Manuel Sousa Lopes Teixeira 1 2 INTELIGÊNCIA TÊXTIL O Sector Têxtil e Vestuário Português e o seu enquadramento na Economia

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100%

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100% PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra adicionais 30% atingindo 100% Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Vice-Presinte Financeiro e RI João Mallet,

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

AF Capas3 PT.pdf 1 08/04/16 18:09 Relatório de Ge stão 2015 Relatório de Gestão 2015 C M Y CM MY CY CMY K ctt.pt

AF Capas3 PT.pdf 1 08/04/16 18:09 Relatório de Ge stão 2015 Relatório de Gestão 2015 C M Y CM MY CY CMY K ctt.pt Relatório de Gestão 2015 Índice Mensagem do Presidente & CEO 05 Órgãos Sociais e Gestão 11 Principais Indicadores 16 Destaques do Ano 20 Prémios e Reconhecimentos 22 Relatório de Gestão 25 1. Linhas Estratégicas

Leia mais

Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008

Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008 Estratégias Empresariais - EDP João Manso Neto EDP Membro do Conselho de Administração Executivo Lisboa, 29 de Maio de 2008 0 Índice I Introdução II Internacionalização III Estratégia em Portugal 1 I Introdução

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 1 Ressalvas Sobre Declarações Futuras Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem as metas e expectativas

Leia mais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais 1 VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais VISABEIRA TURISMO > Hotelaria Entretenimento & Lazer Restauração

Leia mais

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020

Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 Plano Estratégico para a Fileira da Construção 2014-2020 1. A EVOLUÇÃO DOS MERCADOS 1.1 - A situação dos mercados registou mudanças profundas a nível interno e externo. 1.2 - As variáveis dos negócios

Leia mais

O Relatório de Sustentabilidade e os seus benefícios na EDP. Porto, 5 de Junho de 2009

O Relatório de Sustentabilidade e os seus benefícios na EDP. Porto, 5 de Junho de 2009 O Relatório de Sustentabilidade e os seus benefícios na EDP Porto, 5 de Junho de 2009 Agenda 1. EDP 2. Motivações e Desafios 3. Reconhecimentos 4. Próximos Passos 20090605 Benefícios do RS na EDP Direcção

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista

Balanço do Crédito do Comércio Varejista Receitas de Vendas A vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Formas de vendas a prazo que a empresa aceita Cheque Cartão de Crédito

Leia mais

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, nº 17 6A, 1070-313 Lisboa Portugal Capital

Leia mais

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português Proposta de Reorganização 3 de Abril de 2003 Política Energética Governamental: uma política para o Futuro A reorganização proposta pelo Governo

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Em busca de um Novo Portfolio de Negócios

Em busca de um Novo Portfolio de Negócios Em busca de um Novo Portfolio de Negócios - Case Study - 11 Outubro 2005 Índice Quem somos e onde estamos? Situação de Partida Que pressões enfrentamos? Desafios Quais as nossas ambições? Estratégia Que

Leia mais

Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00

Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00 Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00 Márcio Utsch 2 4T11 Preço e mix alavancam a Receita Volume de Vendas Consolidado Calçados, Vestuário e Acessórios (milhões de unidades) Receita

Leia mais

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011 Contax Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI Janeiro de 2011 SEÇÃO 1 Racional da Transação 2 A Líder no Mercado de Contact Center no Brasil A Contax Líder no mercado com ampla base de clientes Fundada

Leia mais

Mercado de Retalho no Brasil

Mercado de Retalho no Brasil Mercado de Retalho no Brasil 2011 1 DEFINIÇÕES ABL Área Bruta Locável é a medida do espaço disponível para arrendamento Arrendamento Mínimo Preço estabelecido sob contrato com o inquilino para a taxa de

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Planejamento de Ac o es em Mi dias Sociais TRABALHO EM GRUPO

Planejamento de Ac o es em Mi dias Sociais TRABALHO EM GRUPO Planejamento de Ac o es em Mi dias Sociais TRABALHO EM GRUPO Profº Fred Profº Pacheco Fred Pacheco Posicionamento e Conceitos fredpacheco@me.com Tradicionais Agenda 1. 2. 3. 4. Trabalho em grupos Confecção

Leia mais

Apresentação de Resultados 2008

Apresentação de Resultados 2008 Apresentação de Resultados 2008 Agenda Destaques 2008 Áreas de Negócio / Mercados Relevantes Comércio Automóvel Portugal Serviços Automóvel Europa Serviços Automóvel Brasil Resultados Consolidados Notas

Leia mais

INaudax incubação 360

INaudax incubação 360 INaudax incubação 360 Incubação Necessidades, Conceitos INaudax Valores, Orientações Etapas, Soluções INCUBAÇÃO necessidades, conceitos Portugal necessita de plataformas para a inovação baseadas no empreendedorismo.

Leia mais

Expansão do Foco para consolidar a liderança

Expansão do Foco para consolidar a liderança Novembro, 2012 Expansão do Foco para consolidar a liderança Longa tradição em Educação Novo foco Spin-off Spin-off da Abril S.A., 100% controlada pela Família Civita Abril S.A. adquire as editoras Ática

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Crédito Universitário Privado no Brasil

Crédito Universitário Privado no Brasil Crédito Universitário Privado no Brasil Taller Impacto de la Inversión Privada en Educación Superior 19 de maio de 2011 1 MERCADO POTENCIAL PARA O SETOR PRIVADO 2 MERCADO POTENCIAL PARA O SETOR PRIVADO

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 CENÁRIO ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2010 A atividade econômica brasileira apresentou sinais de expansão no primeiro trimestre de 2010, com crescimento da atividade

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

Visão Geral da Companhia

Visão Geral da Companhia Visão Geral da Companhia Sobre a CSU UMA HISTÓRIA DE SUCESSO 1992: Fundação da CSU. Atualmente, empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento

Leia mais

Estratégia de Marketing na Comunicação Interna. O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo

Estratégia de Marketing na Comunicação Interna. O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo Estratégia de Marketing na Comunicação Interna O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo Conferência Mercator XXI Lisboa, 7 de Outubro 2004 O papel da comunicação no desenvolvimento dos negócios

Leia mais

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Seminário de Exportação para o Brasil Serviços Bancários à Exportação CGD Nuno Marques Direção Internacional de Negócio Lisboa, 21 Janeiro 2014

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS PLANEJAMENTO PARA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA 1º SEMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais