LABORATÓRIO MULTIMÉDIA INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA - ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LABORATÓRIO MULTIMÉDIA INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA - ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL"

Transcrição

1 / 3º SEMESTRE LABORATÓRIO MULTIMÉDIA

2 AULA 3 1. SITES INSTITUCIONAIS 2. ANÁLISE A SITES: CONCEITOS DE USABILIDADE, ARQUITECTURA DE INFORMAÇÃO E ESTRUTURA DE CONTEÚDOS. 3. OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA. 4. AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE UM WEBSITE.

3 1. SITES INSTITUCIONAIS

4 SITES INSTITUCIONAIS 1 QUAIS OS OBJECTIVOS? Uma frase curta que identifique dois ou três objectivos para servir de base ao design e organização das páginas do site. CONHECER O PÚBLICO Identificar os nossos potenciais utilizadores para que possamos estruturar o projecto em função dos interesses e expectativas destes utilizadores. Um projecto bem desenhado deve estar capacitado para dar resposta a utilizadores com diferentes níveis de habilidade.

5 SITES INSTITUCIONAIS 1 O INVENTÁRIO DE CONTEÚDOS Depois de termos a ideia bem amadurecida, a missão e os objectivos definidos, é necessário pensarmos a estrutura global do site. Pensar em todos os conteúdos que vamos colocar em cada página. A criação de um inventário ou uma base de dados de conteúdos existente é a base para criarmos um esboço detalhado dos itens necessários a incluir no site. A compreensão clara das nossas necessidades também nos ajuda a fazer uma planificação o mais realista possível do nosso projecto.

6 SITES INSTITUCIONAIS 1 METAS E ESTRATÉGIAS Qual a missão da nossa empresa? Como é que a criação do site dará suporte à nossa missão? Quais são as metas principais a atingir com esta ferramenta de comunicação? Quais os nossos públicos-alvo? O que desejamos que o utilizador faça ou pense após a visita ao nosso site? Como vamos medir o sucesso do nosso site? Como vamos manter o site actualizado depois de estar finalizado?

7 SITES INSTITUCIONAIS 1 TÓPICOS PARA A PRODUÇÃO? Qual o orçamento que temos para o site? Quantas páginas vai ter o nosso site? Qual é o máximo aceitável de acordo com o orçamento que temos? Quais os requisitos técnicos ou funcionais que iremos necessitar? Que conteúdos é que são necessários produzir de raiz?

8 SITES INSTITUCIONAIS 1 IDEIAS A TER EM CONTA Publicar o máximo de informação possível acerca da nossa empresa; O site só terá visitas se fornecermos informações úteis; Fazer um levantamento das informações que os clientes mais nos pedem (preços, catálogos, morada, localização, horários) e fornecer no site; Após o lançamento do site não podemos deixar de o manter actualizado ou estaremos a condená-lo ao fracasso;

9 SITES INSTITUCIONAIS 1 IDEIAS A TER EM CONTA Devemos fazer visitas frequentes ao site e recolher o máximo de opiniões possíveis de pessoas fora da empresa/organização; Monitorizar as estatísticas de acesso ao site ajuda a identificar as páginas mais visitadas, a origem dos acessos, no limite ajuda a traçar um perfil do nosso utilizador; O nosso site é a nossa imagem neste universo que é a Internet e será o único critério de selecção utilizado por milhões de pessoas.

10 O QUE NOS FAZ REGRESSAR A UM SITE?

11 Quem visita um site espera encontrar algo que valha a pena. Ninguém gosta de dar uma viagem como perdida. No entanto, fazer com que a visita a um site seja, de facto, positiva, exige um investimento afectivo e efectivo. É preciso recompensar cada visitante pelo facto de ter entrado no nosso site. E como se faz isso? Criando um ambiente acolhedor, oferecendo bons produtos, bons serviços, informação relevante, dando mais-valias e razões para voltar e divulgar o nosso negócio.

12 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 NEWSLETTERS As newsletters são uma forma de fazer com que o cliente volte no momento em que nós desejamos. O site pode ter as melhores promoções, o melhor serviço, os utilizadores podem até ter ficado bem impressionados com o site, mas, mesmo que o site tenha sido adicionado aos favoritos, é muito improvável que se lembrem de voltar. Contornar esta situação não é fácil: primeiro é preciso recolher s. Para tal deve existir uma caixa onde o cliente insere o seu e o mínimo indispensável sobre si próprio. Não adianta pedir muita informação sobre o potencial cliente, pois isso é uma óptima maneira de afastá-lo e fazê-lo pensar duas vezes se vale ou não a pena receber a nossa Newsletter.

13 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 NEWSLETTERS A Newsletter gera tráfego no site, pois relembra ao utilizador que o nosso site existe, isto ao mesmo tempo que o atrai com promoções e destaques. A Newsletter pode ter uma periodicidade semanal, quinzenal ou mensal ou pode ser enviada sempre que se justifique, como uma espécie de lembrete.

14 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 ESTATÍSTICAS As Estatísticas de frequência do site são muito importante para ajuizar sobre a quantidade e qualidade do tráfego que gera. As Estatísticas permitem conhecer o número de visitantes, de visitas, de páginas vistas, as páginas mais populares, a duração de uma visita, os caminhos percorridos, a fidelização à página, os abandonos ao fim de 30 segundos, o site de origem do utilizador, as palavras por ele utilizadas no motor de pesquisa para chegar ao site. Estes dados ajudam a conhecer melhor a performance do site, a eliminar estratégias erradas e a ir cada vez ao encontro das expectativas dos utilizadores.

15 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 REGISTO NOS MOTORES DE PESQUISA Os motores de pesquisa são uma das melhores formas do nosso site ser encontrado na web. É muito mais provável um utilizador clicar num link a partir de uma pesquisa num motor de pesquisa do que clicar num banner. Ter o site registado nos principais motores de pesquisa não é difícil. É até um dos primeiros procedimentos que se tem após ter o site online. O mais complicado é fazer com que o nosso site seja um dos primeiros a ser listado. Quanto mais conteúdo tiver o site (um mínimo de 100 páginas), mais oportunidades terá de ser bem classificado.

16 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 GOOGLE ADWORDS Este serviço do Google permite exibir anúncios contextualmente relacionados com os resultados das buscas online, acedendo deste modo a um mercado que até há pouco tempo era inacessível. Os utilizadores da Internet prestam pouco atenção aos banners, pois associam banner a informação pouco credível. O Google Adword permite que quem quer que faça uma pesquisa sobre determinado assunto (EX.: comunicação ) encontre, ao mesmo tempo que faz pesquisa, pequenos anúncios que atraem tráfego de interesse ao nosso site. Desta forma assegura-se que as pessoas que visitam o nosso site estão interessadas no tipo de produto/serviço que tem para venda/oferta.

17 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 SUGERIR O SITE A UM AMIGO outra forma de chamar tráfego para o nosso site é através do sistema sugerir este site a um amigo ou ser avisado quando este produto atinja determinado preço. Ao sugerir este site a um amigo, ou ao enviar um artigo ou uma notícia, estamos a fomentar o marketing viral e cirúrgico. Isto é, estamos a fazer chegar a um potencial cliente uma informação que de facto lhe interessa. E como a mensagem vai em nome do amigo que a enviou, leva como mais-valia um voto de credibilidade.

18 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 SONDAGENS + INQUÉRITOS + FÓRUNS + CHATS + FORMULÁRIOS DE CONTACTO Os Fóruns de Discussão permitem que os utilizadores deixem as suas mensagens no site. O Fórum pode ser privado (só para utilizadores registados, o que é uma boa forma de recolher s) ou público, podendo estar sujeito a temas pré-definidos. Esta funcionalidade transforma o site num espaço verdadeiramente interactivo, fazendo com que os utilizadores falem entre si, criando-se assim uma comunidade. As Sondagens e Inquéritos servem o interesse do site, porque permitem analisar o grau de satisfação do cliente. Regularmente, podem criar-se perguntas ligadas à área de interesse do site, de forma a avaliar o interesse dos clientes por determinadas áreas. Conhecer melhor os visitantes do nosso site é sinónimo de um melhor serviço.

19 ESTRATÉGIAS PARA ATRAIR VISITANTES 1 SONDAGENS + INQUÉRITOS + FÓRUNS + CHATS + FORMULÁRIOS DE CONTACTO Depois de identificar os visitantes do site, é necessário ter um Formulário de contacto bem visível. Um Formulário de contacto permite que o utilizador entre directamente em contacto com o responsável pelo site através de uma interface web amigável. Os formulários ajudam a empresa a construir uma base de dados com as informações recolhidas e, a partir destes dados, pode melhorar os serviços e construir uma secção de Perguntas Frequentes (FAQ) cada vez mais bem adequadas às necessidades do cliente.

20 2. ANÁLISE A SITES: USABILIDADE, ARQUITECTURA DE INFORMAÇÃO E ESTRUTURA DE CONTEÚDOS

21 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE A Usabilidade pode ser entendida como a medida em que um sistema, no nosso caso um website ou uma aplicação, pode ser usado por determinados utilizadores para conseguir objectivos específicos com eficácia, eficiência e satisfação num determinado contexto de uso. [Lorés et al., 2002]

22 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SITE IMAGENS LEGENDADAS OU DESCRIÇÃO COM TEXTO O LEITOR DE ECRÃ UTILIZADO POR UM CEGO IRÁ LER O TEXTO ALTERNATIVO ASSOCIADO À IMAGEM. [http://aeiou.expresso.pt - Outubro 2009]

23 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SITE INCLUIR FERRAMENTAS QUE PERMITAM AUMENTAR O TEXTO [http://www.ionline.pt - Outubro 2009]

24 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SITE PERMITIR A ACTIVAÇÃO DOS ELEMENTOS DA PÁGINA ATRAVÉS DO TECLADO (ATALHOS DEFINIDOS). PESSOAS COM DESTREZA REDUZIDA OU COM INCAPACIDADE DE VER O CURSOR NO ECRÃ TÊM DIFICULDADES EM USAR UM DISPOSITIVO APONTADOR COMO O RATO, O TECLADO PODE SER A ÚNICA ALTERNATIVA.

25 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SITE CÓDIGO FRIENDLY DOS SINTETIZADORES DE FALA. EXEMPLO DE UM SITE COM SINTETIZADOR DE FALA:

26 ANÁLISE A SITES 2 USABILIDADE São várias as recomendações da Web Acessibility Initiative (WAI) do World Wide Web Consortium (W3C), mas as principais tem por base estas duas ideias: Fornecer informações em qualquer tipo de meio além do texto normal; Fornecer sempre uma versão alternativa ou substituta. A noção de substituto está no adn da própria Web, permitindo que conteúdos ricos e variados se transformem elegantemente sob diversas condições. Incluir alternativas como parte do design da nossa página para utilizadores que não podem aceder a conteúdos básicos.

27 ANÁLISE A SITES 2 ARQUITECTURA DE INFORMAÇÃO Quando especificamos o conteúdos e a organização do nosso site. A equipa deve fazer o inventário de todo o conteúdo existente, descrever quais os novos conteúdos que precisam de ser produzidos e definir uma estrutura de organização desse conteúdo. Depois da arquitectura do conteúdo estar definida, devemos construir pequenos protótipos das partes do site para testar qual a experiência de navegar dentro do design da página.

28 ANÁLISE A SITES 2 ARQUITECTURA DE INFORMAÇÃO OS PROTÓTIPOS SÃO ÚTEIS POR DOIS MOTIVOS: São a melhor forma de testar a navegação e desenvolver o interface do utilizador; Permitem que os designers desenvolvam relações entre a aparência do site e a sua compatibilidade com o desenho das informações da interface de navegação.

29 ANÁLISE A SITES 2 ESTRUTURA DE CONTEÚDOS Cinco passos básicos para a organização das nossas informações: Dividir o conteúdo em unidades lógicas; Estabelecer uma hierarquia de importância entre as unidades; Utilizar esta hierarquia de importância entre as unidades; Construir um site que siga de perto a estrutura de informações que determinamos; Análise do êxito funcional e estético do nosso sistema.

30 3. OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA

31 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 Optimizar a visibilidade de um site já construído pode tornar-se numa tarefa demorada e cara, no entanto se incluirmos esta fase quando estamos a planificar a produção do nosso site, naturalmente este será produzido a partir das boas condutas de optimização de sites.

32 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 PRÁTICAS A SEGUIR PARA UMA BOA OPTIMIZAÇÃO DE SITES 1. PUBLICAR INFORMAÇÃO INTERESSANTE A primeira e mais importante regra para conseguirmos que a nossa página apareça nos resultados dos motores de busca é esta apresentar informação interessante e de preferência única. (o Google é sobretudo um indexador de popularidade). 2. ESCOLHER TÍTULOS DESCRITIVOS Um bom título para uma página é muito importante para descrever o nosso conteúdo. O título é a primeira informação que os utilizadores examinam quando analisam os resultados apresentados pelo motor de busca.

33 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 PRÁTICAS A SEGUIR PARA UMA BOA OPTIMIZAÇÃO DE SITES 3. USAR AS TAGS DE HTML PARA PUBLICAR TEXTOS E TÍTULOS DESCRITIVOS Os motores de busca retiram e processam as palavras contidas nos textos das páginas web para construir os seus índices. Dificilmente conseguem extrair texto contido em imagens, códigos javascript, ou animações utilizando tecnologia Adobe Flash.

34 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 PRÁTICAS A SEGUIR PARA UMA BOA OPTIMIZAÇÃO DE SITES 4. VERIFICAR ORTOGRAFIA É importante verificar a ortografia das nossas páginas e devemos sempre escrever em português correcto, usando acentos e cedilhas. Se escrevermos palavras com erros de ortografia na nossa página, o utilizador que pesquise por essas palavras terão que adivinhar o erro que nós cometemos para obter a nossa página nos resultados apresentados pelo motor de busca. Já para não falar que uma página com estes tipos de erros é considerada uma fonte não segura.

35 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 PRÁTICAS A SEGUIR PARA UMA BOA OPTIMIZAÇÃO DE SITES 5. UM LINK ÚNICO PARA CADA PÁGINA As páginas dinâmicas são geradas automaticamente quando um servidor web recebe um pedido, ou seja, não existem fisicamente em disco e são geradas dinamicamente a partir de informação armazenada em bases de dados. Os motores de busca recolhem todas as páginas que sejam apontadas por um URL. Deste modo recolhem também as páginas geradas dinamicamente desde que exista um link que faça gerar a nossa página.

36 OPTIMIZAÇÃO DE POSICIONAMENTO PARA MOTORES DE BUSCA 3 PRÁTICAS A SEGUIR PARA UMA BOA OPTIMIZAÇÃO DE SITES 6. TEXTO DESCRITIVO NAS ÂNCORAS DE TODOS OS LINKS O texto da âncora apresenta uma curta descrição do conteúdo apontado pelo link. Um link para a página com âncora visibilidade em motores de busca, em vez de aparecer simplesmente clique aqui, fará com que esta página apareça melhor posicionada nos resultados obtidos, quando alguém pesquisar pelas palavras: VISIBILIDADE ou MOTORES ou BUSCA Esta regra facilitara também a navegabilidade no site porque permite aos utilizadores decidirem mais rapidamente se têm interesse em visualizar o conteúdo apontado.

37 4. AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE RESULTADOS DE UM SITE

38 AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE RESULTADOS DE UM SITE 4 A comunicação digital alterou profundamente a maneira como as pessoas, organizações e também as marcas comunicam, exigindo aos profissionais da comunicação novos processos de comunicação baseados nas novas oportunidades de diálogo e interacção com os utilizadores/consumidores. O meio digital obriga a uma maior e melhor monitorização dos percursos e actividades dos utilizadores/consumidores, abrindo novas áreas de oportunidade para as organizações e marcas.

39 AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE RESULTADOS DE UM SITE 4 PARA MEDIR A EFICIÊNCIA DESTAS NOVAS FORMAS DE COMUNICAÇÃO ONLINE EXISTEM AS SEGUINTES MÉTRICAS: SITES NÚMERO DE VISITANTES ÚNICOS (UNIQUE USERS): número de visitas a um site num determinado período de tempo, a partir de uma morada IP única. PÁGINAS VISITADAS (PAGEVIEWS): o número de vezes que uma página foi visitada num determinado site, independentemente do número de elementos gráficos existentes. Quanto maior for o número de pageviews (acessos) maior será a visibilidade da página de Internet. NÚMERO DE DOWNLOADS OU OUTRAS INTERACÇÕES

40 AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE RESULTADOS DE UM SITE 4 PARA MEDIR A EFICIÊNCIA DESTAS NOVAS FORMAS DE COMUNICAÇÃO ONLINE EXISTEM AS SEGUINTES MÉTRICAS: SITES GOOGLE ANALYTICS (GRATUITO): Nº DE UTILIZADORES A SUA ORIGEM GEOGRÁFICA (por país ou por região) ORIGEM EM MOTORES DE BUSCA OU OUTROS SITES BROWSER UTILIZADO TIME SPENT ON SITE: mede a quantidade de tempo que um utilizador permanece nas páginas de um determinado site. HITS: um registo, significa que um arquivo foi requisitado a partir de uma página na

41 AS PRINCIPAIS MÉTRICAS DE ANÁLISE DE RESULTADOS DE UM SITE 4 PARA MEDIR A EFICIÊNCIA DESTAS NOVAS FORMAS DE COMUNICAÇÃO ONLINE EXISTEM AS SEGUINTES MÉTRICAS: WEBDISPLAY NÚMERO DE VISITANTES ÚNICOS (UNIQUE USERS) TAXA DE CLICK (CLICKTHROUGH RATE - CTR): número médio de clicks por cada cem impressões mostradas, expresso em percentagem. IMPRESSÕES POR UTILIZADOR ÚNICO Estas métricas permitem a análise para cada localização e para cada criatividade utilizada.

42 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS OBRAS BIBLIOGRÁFICAS AUSTIN, Tricia & DOUST, Richard. NEW MEDIA DESIGN. Laurence King Publishing Ltd (2007). COCORAN, Ian, THE ART OF DIGITAL BRANDING. Allworth Press (2007). DIJCK, Peter Van, INFORMATION ARCHITECTURE FOR DESIGNERS. RotoVision (2003). ENGLAND, Elaine & FINNEY, Andy. MANAGING MULTIMEDIA. Addison Wesley - 3ª Edição (2002). FRIEDLEIN, Ashley. WEB PROJECT MANAGEMENT. Morgan Kaufmann Publishers (2001). MEMÓRIA, Felipe. DESIGN PARA A INTERNET. Elsevier - Campus 4ª Edição (2006). RIBEIRO, Nuno, MULTIMÉDIA E TECNOLOGIAS INTERACTIVAS. FCA - Tecnologias de Informação (2004). RYAN, Damian & JONES, Calvin. UNDERSTANDING DIGITAL MARKETING. Kogan Page (2009).

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

SEMINÁRIO: PROFISSÕES DA COMUNICAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA - ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

SEMINÁRIO: PROFISSÕES DA COMUNICAÇÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA - ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 2009-2010 / 1º SEMESTRE SEMINÁRIO: PROFISSÕES DA COMUNICAÇÃO RICARDO RODRIGUES GABINETE: 1G1 A AULAS@ESGANA.COM www.esgana.com/aulas 1. O QUE VAMOS FALAR NESTE MÓDULO? O QUE VAMOS FALAR NESTE MÓDULO? 1

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PRÓXIMA AULA: APRESENTAÇÃO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO E O FILME DO YOUTUBE? AULA 12 A. EMAIL MARKETING - Objectivos e problemas - Ideias - Vantagens

Leia mais

Guia de Websites para a Administração Pública

Guia de Websites para a Administração Pública Guia de Websites para a Administração Pública Portugal precisa de um desafio de exigência e de conhecimento que nos eleve aos níveis de competência e de produtividade dos países mais desenvolvidos, de

Leia mais

MARKETING DIGITAL 2010-2011 / 6º SEMESTRE AULA 01+02

MARKETING DIGITAL 2010-2011 / 6º SEMESTRE AULA 01+02 DOCENTE RICARDO RODRIGUES LICENCIATURA EM PUBLICIDADE E MARKETING MAIL AULAS@ESGANA.COM URL HTTP://ESGANA.COM MARKETING DIGITAL 2010-2011 / 6º SEMESTRE AULA 01+02 PROGRAMA AULA 01+02 WORKSHOP 1: Arquitectura

Leia mais

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Planeamento de Campanha de E-Marketing Cada variável, a nível de marketing tem normas próprias, em função dos meios de comunicação através dos quais se veiculam

Leia mais

GLOSSÁRIO TV TEM INTERNET ATUALIZADO EM 02/2013

GLOSSÁRIO TV TEM INTERNET ATUALIZADO EM 02/2013 GLOSSÁRIO TV TEM INTERNET ATUALIZADO EM 02/2013 Tel: (15) 3224.8770 marketing.internet@tvtem.com 1 CPC Custo por clique É o valor pago para cada vez que um de seus anúncios é clicado. CPM Custo por mil

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

markup Advanced Marketing Solutions COMUNICAR PERGUNTAR ESCUTAR Web Marketing

markup Advanced Marketing Solutions COMUNICAR PERGUNTAR ESCUTAR Web Marketing markup Advanced Marketing Solutions A Markup é uma Agência de Comunicação & Marketing que nasceu da vontade de investidores e profissionais experientes, de referência, nas áreas da comunicação, marketing

Leia mais

Pacotes de soluções Para websites

Pacotes de soluções Para websites Guia de ajuda Neste exemplo a empresa pretende endereço, email, alojamento e registo nos motores de busca: Anuidade: 57,95 + IVA Criação do site: 200,00 + IVA Pacotes de soluções Para websites 1º Encargo

Leia mais

Criar Newsletters. Guia rápido sobre...

Criar Newsletters. Guia rápido sobre... Guia rápido sobre... Criar Newsletters Neste guia... Saiba como criar atrativas newsletters em texto simples ou HTML para captar a atenção de seus contatos e ir ao encontro de seus interesses e expectativas.

Leia mais

Email marketing: os 10 erros mais comuns

Email marketing: os 10 erros mais comuns Email marketing: os 10 erros mais comuns Publicado em: 18/02/2008 Não ter permissão dos contatos para enviar mensagens Um dos princípios fundamentais do email marketing é trabalhar apenas com contatos

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

A SUA IMOBILIÁRIA. NA INTERNET.

A SUA IMOBILIÁRIA. NA INTERNET. A SUA IMOBILIÁRIA. NA INTERNET. Soluções tecnológicas inovadoras para o sector imobiliário www.multivector.com CRM Imo Web Sites Dispositivos Móveis Redes Sociais Divulgação em Portais A EVOLUÇÃO DA INTERNET

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

12 (ou mais ) FERRAMENTAS MARKETING DIGITAL

12 (ou mais ) FERRAMENTAS MARKETING DIGITAL 12 (ou mais ) FERRAMENTAS PARA DE O MARKETING DIGITAL O site é sem duvida a peça fundamental quando falamos de marketing digital! É através dele que a empresa se vai apresentar ao mundo, e sim, neste

Leia mais

O SEU STAND. NA INTERNET.

O SEU STAND. NA INTERNET. O SEU STAND. NA INTERNET. Soluções tecnológicas inovadoras para o sector automóvel www.multivector.com CRM Auto Web Sites Dispositivos móveis Redes Sociais Portais de divulgação Evolução 03 A EVOLUÇÃO

Leia mais

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site...

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... 2 Gerir Notícias no Site... 4 Inserir uma Notícia no Site...

Leia mais

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online

We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online Largo da Codiceira 74, 1º Tr. We Do. You Sell. A sua loja online (A You Sell Iniciative) Solução de Parceria Lojas Online // VALORVISUAL_SOLUÇÕES GLOBAIS DE COMUNICAÇÃO WE DO, YOU SELL. A SUA LOJA ONLINE

Leia mais

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Guia para Facebook Ads Por que investir no facebook Ads? Tipos de anúncios Como funciona o sistema de pagamentos Criando anúncios Métricas Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO

Leia mais

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções Portal da Imprensa Regional Actualizações e Correcções Índice Versão: 3.1.3... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.1... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.0... 4... 4 BackOffice... 4 Histórico de Versões...

Leia mais

Introdução ao GetResponse

Introdução ao GetResponse Guia rápido sobre... Introdução ao GetResponse Neste guia... Aprenda a construir sua lista, a criar envolventes e-mails e a converter contatos em clientes em GetResponse, com acesso aos melhores recursos

Leia mais

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign Sessão de Esclarecimento Curso de Webdesign Alguns factos: A industria de serviços de Webdesign representa um mercado de $24B apenas nos EUA. Todos os meses são publicados cerca de 16M novos websites.

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Seminário Online. Como melhorar a Performance do seu Site ou Blog?

Seminário Online. Como melhorar a Performance do seu Site ou Blog? Seminário Online 1 Como melhorar a Performance do seu Site ou Blog? 2 Índice Objectivos Site ou Blog O que é o Google Analytics? Métricas Google Analytics Funcionalidades e Relatórios Como aumentar a Performance

Leia mais

TURBINAMOS O SEU NEGÓCIO NA WEB.

TURBINAMOS O SEU NEGÓCIO NA WEB. TURBINAMOS O SEU NEGÓCIO NA WEB. CONTACTOS POTENCIAIS CLIENTES NOTORIEDADE CLIENTES CONTACTOS VENDAS WEBSITE VENDAS EMPRESA A GEOCLICK ATUA NA ÁREA DO MARKETING DIGITAL, ONDE TEM JÁ UM VASTO PORTFÓLIO

Leia mais

BenchmarkEmail.com/pt. 400+ Templates Software de uso fácil Ferramentas de Redes Sociais Sondagens Métricas de Email. O Melhor Suporte da Industria

BenchmarkEmail.com/pt. 400+ Templates Software de uso fácil Ferramentas de Redes Sociais Sondagens Métricas de Email. O Melhor Suporte da Industria Guia de Preços 2013 BenchmarkEmail.com/pt 400+ Templates Software de uso fácil Ferramentas de Redes Sociais Sondagens Métricas de Email O Melhor Suporte da Industria APROVADO POR Benchmark Email Plano

Leia mais

Manual de Boas Maneiras no E-mail Marketing

Manual de Boas Maneiras no E-mail Marketing Manual de Boas Maneiras no E-mail Marketing Conheça alguns cuidados que você precisa ter quando elaborar suas campanhas de e- mail marketing. A MailSender elaborou para você um breve manual com as melhores

Leia mais

Guia para iniciantes no Adwords. Edição para iniciantes

Guia para iniciantes no Adwords. Edição para iniciantes Guia para iniciantes no Adwords Edição para iniciantes 02 Prezado Cliente, Agradecemos o interesse em utilizar o Google em sua publicidade. Este guia pretende dar uma visão geral sobre: 03 SUMÁRIO Onde

Leia mais

Proposta de Gestão e Consultoria Marketing Digital. Helder Pinto Consultor Marketing Digital

Proposta de Gestão e Consultoria Marketing Digital. Helder Pinto Consultor Marketing Digital Proposta XX/2015 Proposta de Gestão e Consultoria Marketing Digital Helder Pinto Consultor Marketing Digital 915 611 366 info@helderricardopinto.com http://helderricardopinto.com INDICE ERRO! INDICADOR

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES COMPANHIA ROBOFOREX

RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES COMPANHIA ROBOFOREX RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES NA O sucesso do Afiliado depende do número de clientes captados e da atividade de comércio desses clientes. E influenciar na atividade do cliente como um afiliado não

Leia mais

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Marketing no Facebook Marketing de conteúdo e engajamento na rede Marketing de conteúdo no Facebook Tipos de conteúdo Edge Rank e os fatores de engajamento Facebook Ads

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts POLÍTICA DE PRIVACIDADE Porto Bay Hotels & Resorts A confidencialidade na informação pessoal dos nossos clientes é fundamental e um compromisso do Grupo Porto Bay Hotels & Resorts. Desenvolvemos esta Declaração

Leia mais

Agenda. 1. O Marketing Digital. 2. Porque investir na Publicidade Online? 3. Ferramentas principais da Publicidade Online

Agenda. 1. O Marketing Digital. 2. Porque investir na Publicidade Online? 3. Ferramentas principais da Publicidade Online Agenda 1. O Marketing Digital 2. Porque investir na Publicidade Online? 3. Ferramentas principais da Publicidade Online 4. Vantagens da Publicidade Online na Hotelaria e Turismo O Marketing Digital Antes

Leia mais

Como Gerar Tráfego Massivo Para o Seu Blog

Como Gerar Tráfego Massivo Para o Seu Blog Como Gerar Tráfego Massivo Para o Seu Blog Trazido Até Si Por http://rendasextraonline.com Como Gerar Tráfego Massivo Para o Seu Blog Termos e Condições Aviso Legal O escritor esforçou-se para ser o tão

Leia mais

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor Guião de utilização da plataforma moodle para Professor http://elearning.up.ac.mz http://www.ceadup.edu.mz E-mail: up.cead@gmail.com info@ceadup.edu.mz Maputo, 2013 Introdução Há alguns anos atrás, para

Leia mais

LAR O SEU NEGÓCIO O SEU NEGÓCIO LAR O SEU NEGÓCIO LAR. POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAs BEM- ESTAR

LAR O SEU NEGÓCIO O SEU NEGÓCIO LAR O SEU NEGÓCIO LAR. POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAs BEM- ESTAR BEM- ESTAR BEM- ESTAR POLÍTICA DE PRIVACIDADE BEM- ESTAR PARA SITES DE EAs POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAs Com o objectivo de criar visibilidade para os produtos Amway, para a Oportunidade de

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE.

COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE. COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE. e ainda aumentar o numero de cliques em seu anúncio Por Maurício Oliveira www.empreendernaweb.com.br M a u r í c i o O l i v

Leia mais

Pesquisas Google - O Essencial

Pesquisas Google - O Essencial Pesquisas Google - O Essencial Para fazer uma consulta no Google, basta digitar algumas poucas palavras de descrição e pressionar a tecla "Enter" (ou clicar no Botão de Busca do Google) para a sua lista

Leia mais

Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação

Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação Comissão Interministerial para a Sociedade da Informação ANEXO AO CADERNO DE ENCARGOS MÉTODO DE AVALIAÇÃO DOS WEB SITES DA ADMINISTRAÇÃO DIRECTA E INDIRECTA DO ESTADO Documento disponível em www.si.mct.pt

Leia mais

COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE

COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE GUIA Inbound Marketing COMO ATRAIR VISITANTES PARA SEU WEBSITE E-BOOK GRÁTIS WWW.FABIODONASCIMENTO.ME Tabela de Conteúdos Introdução... 3 Capítulo 1: Formas de obter Tráfego... 4 Capítulo 2: Como aumentar

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

Índice de audiência no jornalismo digital

Índice de audiência no jornalismo digital Índice de audiência no jornalismo digital Tanto na indústria jornalística, com na imprensa alternativa, é preciso fazer uma verificação de como está o índice de audiência do site. No caso da indústria

Leia mais

Metodologia Projectual?

Metodologia Projectual? Metodologia Projectual? > Metodologia é a parte da lógica que estuda os métodos das diversas ciências, segundo as leis do raciocínio > estudar e enumerar as tarefas de forma a que o projecto seja feito

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

RELATÓRIO DO GOMOMETER

RELATÓRIO DO GOMOMETER RELATÓRIO DO GOMOMETER Análise e conselhos personalizados para criar sites mais otimizados para celular Inclui: Como os clientes de celular veem seu site atual Verificação da velocidade de carregamento

Leia mais

Integração com a Mídia Social

Integração com a Mídia Social Guia rápido sobre... Integração com a Mídia Social Neste guia... Vamos mostrar como integrar seu marketing com as mídias sociais para você tirar o maior proveito de todo esse burburinho online! Nós ajudamos

Leia mais

Geração de leads com o Google Adwords. Um guia detalhado para criar uma campanha efetiva

Geração de leads com o Google Adwords. Um guia detalhado para criar uma campanha efetiva Geração de leads com o Google Adwords Um guia detalhado para criar uma campanha efetiva Índice Introdução...3 Antes de tudo, como funcionam os Links patrocinados do Google?...5 Passo a passo...7 Pesquise

Leia mais

Seu manual do usuário APPLE IWEB http://pt.yourpdfguides.com/dref/3677519

Seu manual do usuário APPLE IWEB http://pt.yourpdfguides.com/dref/3677519 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Email Marketing. Serviço de email marketing

Email Marketing. Serviço de email marketing Email Marketing Serviço de email marketing A quem se destina? Empresas e Organizações que pretendam: Interagir com os seus clientes, cidadãos, associados, membros, sócios, contactos, leads ou interessados

Leia mais

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML.

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Descritivo completo PHC dportal A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Benefícios Actualização e manutenção simples

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAS. POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAs

POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAS. POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAs POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA SITES DE EAS 1 Com o objectivo de criar visibilidade para os produtos Amway, para a Oportunidade de Negócio Amway e para apoiar os EAs e Clientes Vip na construção do seu negócio,

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu

Leia mais

MAIS CLIENTES, MAIS VENDAS SEO. Estampe sua marca na primeira página do Google

MAIS CLIENTES, MAIS VENDAS SEO. Estampe sua marca na primeira página do Google MAIS CLIENTES, MAIS VENDAS SEO Search Engine Optimization Estampe sua marca na primeira página do Google Prefácio Este e-book que apresentamos ao leitor foi desenvolvido por uma equipe especializada em

Leia mais

Web Analytics. O Web Analytics é a medição, recolha, análise e comunicação de dados na Internet para compreender e otimizar a utilização da web.

Web Analytics. O Web Analytics é a medição, recolha, análise e comunicação de dados na Internet para compreender e otimizar a utilização da web. Web Analytics O Web Analytics é a medição, recolha, análise e comunicação de dados na Internet para compreender e otimizar a utilização da web. Digital Analytics Association Analytics já foi assim Contadores

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB

GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB Plataforma Visioncast - SigmaContents GESTÃO DE CONTEÚDOS WEB Visioncast - SigmaContents - Sistema de Gestão de Conteúdos Web 1 2 IT Web Soluções / Visioncast.net Plataforma Visioncast - SigmaContents

Leia mais

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network O sistema baseado em cloud Kaspersky Security Network (KSN), criado para reagir o mais rapidamente possível às novas ameaças que

Leia mais

Glossário. atfmarketing. de termos do Google AdWords. Agência Especializada em Web e Marketing

Glossário. atfmarketing. de termos do Google AdWords. Agência Especializada em Web e Marketing atfmarketing Agência Especializada em Web e Marketing Glossário de termos do Google AdWords Sumário Baixo volume de pesquisa Campanha Clique Conversão Correspondência ampla Correspondência de frase Correspondência

Leia mais

Objectivos. Conteúdos. Criar documentos em hipertexto. Desenvolver e alojar um site na Internet.

Objectivos. Conteúdos. Criar documentos em hipertexto. Desenvolver e alojar um site na Internet. CÓDIGO UFCD: 0768 Criação de Sites Web (50h) Objectivos Criar documentos em hipertexto. Desenvolver e alojar um site na Internet. Conteúdos Introdução à Hyper Text Markup Language Elaboração de documentos

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE A COFINA MEDIA, S.A. (doravante apenas designada de COFINA ), com sede na Rua Luciana Stegagno Picchio, 3, 1549-023, Lisboa, pessoa colectiva n.º 502801034, matriculada na Conservatória

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online e-commerce. now plug & play. Alfragide, 16 de Maio de 2007 Agenda 9h30-9h45: Boas vindas 9h45-10h15 Marketplaces 10h15-10h30 Anúncios online Google Adwords

Leia mais

BLOG KALATÚ. O próximo nível para o seu negócio! (Atenção: video explicativo no fim da nossa apresentação)

BLOG KALATÚ. O próximo nível para o seu negócio! (Atenção: video explicativo no fim da nossa apresentação) O próximo nível para o seu negócio! (Atenção: video explicativo no fim da nossa apresentação) O QUE UM BLOG PODE FAZER POR SI E PELO SEU NEGÓCIO? Marcas e Personalidades utilizam Blogs para se Publicitarem

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

BLOG ESTRATÉGIA DIGITAL TABELA DE PUBLICIDADE. Outubro / Dezembro 2015

BLOG ESTRATÉGIA DIGITAL TABELA DE PUBLICIDADE. Outubro / Dezembro 2015 BLOG ESTRATÉGIA DIGITAL TABELA DE PUBLICIDADE Outubro / Dezembro 2015 TABELA DE PUBLICIDADE ESTRATÉGIA DIGITAL (OUTUBRO DEZEMBRO 2015) PORQUÊ ANUNCIAR NO BLOG ESTRATÉGIA DIGITAL? O Blog Estratégia Digital

Leia mais

Como criar. um artigo. em 1h ou menos. Por Natanael Oliveira

Como criar. um artigo. em 1h ou menos. Por Natanael Oliveira Como criar um artigo em 1h ou menos Por Natanael Oliveira 1 Como escrever um artigo em 1h ou menos Primeira parte do Texto: Gancho Inicie o texto com perguntas ou promessas, algo que prenda atenção do

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

Manual de utilizador CRM

Manual de utilizador CRM Manual de utilizador CRM Formulário de Login Personalizado de acordo com a sua empresa mantendo a sua imagem corporativa. Utilizador: Admin Password: 123 1 Formulário Principal Este formulário está dividido

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO RESUMO RESUMO PESQUISA Avaliar actuais activos digitais (website, redes sociais, dinâmica de conteúdos, métricas). Identificar público alvo. Perceber o seu perfil e interesses. Definir personas Identificar

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Introdução ao Google Adwords. Tiago Flores Dias

Introdução ao Google Adwords. Tiago Flores Dias Introdução ao Google Adwords Tiago Flores Dias Introdução Neste aula seguiremos os seguintes tópicos O que é Publicidade Online Conheça o Perfil dos E-consumidores O que são Objetivos de Marketing O que

Leia mais

Manual 2010 Webmaster

Manual 2010 Webmaster Manual 2010 Webmaster Menu 1. Acesso ao sistema 2. Campanhas 2.1 Ver Campanhas Disponíveis 2.2 Minhas Campanhas 3. Formatos 3.1 Banners Automáticos 3.2 Banners Manuais 3.3 E-mail Marketing 3.4 Vitrines

Leia mais

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath Diretório Virtual Solução Global de Hardware e Software para Shoppings, Aeroportos, Museus, Estações de Comboio e outras áreas. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath - Solução Global de Hardware e Software

Leia mais

Política de Privacidade. para a página de internet MyLyconet

Política de Privacidade. para a página de internet MyLyconet Política de Privacidade para a página de internet MyLyconet A Lyoness e o proprietário ("Proprietário") desta página de internet MyLyconet ("Página") [nome do proprietário] acreditam plenamente na proteção

Leia mais

Combinamos a nossa experiência em todas as vertentes do marketing digital

Combinamos a nossa experiência em todas as vertentes do marketing digital Combinamos a nossa experiência em todas as vertentes do marketing digital Com o crescimento exponencial da utilização da Internet, nomeadamente na procura de bens e serviços, as empresas encontraram neste

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE

SEO LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE TWITTER UNICRE PAY PAL 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE LINKEDIN FACEBOOK TWITTER GOOGLE REDES SOCIAS E-COMMERCE PAY PAL SEO UNICRE 6.0 PLATAFORMA INTEGRADA DE NEGÓCIO E COMUNICAÇÃO ONLINE ACTUALIZE O SEU SITE VENDAS ONLINE MARKETING ONLINE A PLATAFORMA GCM

Leia mais

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada GUIA DE USO SUMÁRIO 1. Utilizando o FrameWork Aplanar... 2 1.1 GRID... 2 1.1.1 Barra de menus:... 2 1.1.2 Barra de ferramentas:... 3 1.1.3 Barra de pesquisa:... 3 1.2 MENU ADMINISTRATIVO... 4 1.2.1 Usuário:...

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Clique este botão para submeter outra pesquisa. Você também pode fazê-lo premindo a tecla 'Enter'.

Clique este botão para submeter outra pesquisa. Você também pode fazê-lo premindo a tecla 'Enter'. A. Guias Clique na aba do tipo de procura que você precisa. Escolha entre pesquisar na Web, somente imagens, Grupos (arquivo de discussão Usenet) ou o Diretório Google (a Web organizada em categorias navegáveis).

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais