Sem o vosso contributo nada seria possível, muito obrigado a todos! Um especial agradecimento:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sem o vosso contributo nada seria possível, muito obrigado a todos! Um especial agradecimento:"

Transcrição

1 Newsletter #09 JANEIRO / FEVEREIRO 2015 ANO 2014 EM REVISTA Este ano gostaria de fazer um reconhecimento a todos os voluntários, professores, alunos e anónimos que, fazendo chuva ou sol, se entregaram de corpo e alma à nossa causa. Transformaram as nossas campanhas num sucesso, cujos frutos falarei de seguida. Ano 2015: MENSAGEM DE DAVID FERNANDES Olá a todos! Antes de mais desejo-vos um Feliz Ano Novo, com votos sinceros de que todos os vossos sonhos se concretizem em Sinto-me privilegiado porque graças ao vosso enorme coração vejo sonhos tornarem-se realidade todos os dias. O ano de 2014 foi tão rico que tenho a sensação que passou depressa demais. Pretendo partilhar histórias de sucesso e trabalhos concretizados durante o ano que acabou. Salas de aula construídas, crianças felizes e comunidades cada vez mais saudáveis. Com pequenos grandes gestos é possível melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas. Sem o vosso contributo nada seria possível, muito obrigado a todos! Um especial agradecimento: - A todas as Empresas Amigas, pela disponibilidade e constante apoio; - Aos parceiros da BIG HAND, dos quais destaco a RDP, que tem sido incansável a divulgar as nossas campanhas; - À Fundação MAIS pela confiança e solidariedade; - Ao Vitória FC e ao Académica Rugby por vestirem a camisola; - A todos os padrinhos e madrinhas, bem-hajam por se reinventarem todos os anos e por serem fundamentais na construção deste nosso/vosso projeto; - À equipa BIG HAND, pelas grandes e pequenas coisas de todos os dias, à Ana Mendes, Paula Fernandes e à Romy Fortes, o meu abraço apertado. Novos desafios já nos correm no sangue. A BIG HAND apoia uma nova comunidade- Chipaco. Chipaco situa-se na aldeia de Matsinho, um local onde as condições de vida são extremamente difíceis, sem água potável, luz, cuidados de saúde e de educação. No entanto, em Chipaco as crianças esforçam-se por ultrapassar as dificuldades e não faltam à escola. Mais à frente, nas notícias 2 e 4 abordaremos o que planeamos para ajudar Chipaco. Em 2015, vamos ainda construir mais três novos estabelecimentos de ensino pré-escolar, abrangendo a área de Messica e Matsinho, para que mais 80 crianças tenham acesso diário a educação, carinho, nutrição e cuidados de saúde. Ambicionamos também este ano edificar mais três salas de aula, latrinas e zonas de tratamento de roupa com tanques de água limpa. Assim, meus amigos, partilho convosco os planos da BIG HAND para 2015 e, talvez, possam planear a vossa visita ao projeto para verem e sentirem o resultado da vossa ajuda. Mais uma vez, OBRIGADO a TODOS e, quem sabe, até já! Forte abraço David Fernandes The Big Hand Newsletter #9 1

2 ANO 2014 EM REVISTA CRIANÇAS EDUCADAS NUM AMBIENTE SAUDÁVEL VÃO MUDAR O MUNDO

3 PROGRAMA ALARGADO DE APOIO À CRIANÇA A Big Hand acredita que todas as crianças educadas num ambiente saudável serão pessoas, cidadãos, mães e pais mais activos. Usando todas as suas competências irão trabalhar para melhorar a sua comunidade e construir um mundo melhor. Para atingir este objectivo, o programa da BIG HAND proporciona a todas as crianças: 1. Monitores com formação que residem na aldeia, culturalmente próximos da criança, têm como função assegurar diariamente a proteção dos direitos das crianças; 2. É realizado individualmente ou em pequenos grupos nos momentos extracurriculares, aproximando a criança do monitor. 1. EQUIPA PEDAGÓGICA 2. APOIO ESCOLAR 3. Ferramenta de educação não formal onde as crianças adquirem novos conhecimentos, experiências e promove-se o seu desenvolvimento cognitivo. 4. Ter o seu material é fundamental para que as crianças se sintam motivadas e orgulhosas do seu papel de estudante. 3. ATELIER 4. ATRIBUIÇÃO MATERIAL ESCOLAR 5. Assegurar o lanche durante o apoio escolar é essencial para manter os níveis de concentração elevados. 6. Cuidados de higiene pessoal, de saúde publica e prevenção de doenças. 5. ALIMENTAÇÃO 6. SAÚDE E HIGIENE 7. Esforçamo-nos de modo a garantir direitos iguais a todas as crianças. 8. Motivação dos Professores e Encarregados Educação. 7. INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS 8. TRABALHO COM AGENTES EDUCATIVOS 9. Permitem à criança desenvolver valores essenciais para o seu futuro, como a partilha, a cooperação, a estratégia, o saber vencer e perder. 10. Promovemos acções de formação e sensibilização na comunidade e no contexto familiar da criança. 9. JOGOS TRADICIONAIS E DESPORTIVOS 10. VISITAS FAMILIARES E COMUNITÁRIAS The Big Hand Newsletter #9 3

4 11. Escutamos as preocupações e necessidades da população, para que a Escola contribua para a resoluções de problemas da comunidade. 12. Promovemos a participação das crianças nas assembleias de avaliação e planeamento das actividades, valorizando e respeitando a sua opinião. 11. ENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO 12. PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS 13. Educar as mulheres é fundamental para o sucesso educativo da criança e para o bem-estar generalizado da família. 13. FORMAÇÃO DE ADULTOS PROGRAMA DE APADRINHAMENTO CRIANÇAS APADRINHADAS The Big Hand Newsletter #9 4

5 O QUE FIZEMOS EM 2014 ESCOLINHAS BIG HAND RECURSOS HUMANOS EQUIPA BIG HAND TERRENO The Big Hand Newsletter #9 5

6 BIG HAND EM MAIS UMA COMUNIDADE CHIPACO A Big Hand iniciou em 2014 o apoio à comunidade de Chipaco, já contamos com 26 crianças apadrinhadas mas muitas continuam em risco e precisam da nossa ajuda! A aldeia de Chipaco, localizada a nordeste de Matsinho, tem cerca de 370 agregados familiares. Situa-se num vale de uma beleza rara, está delimitada por três montanhas maravilhosas e nela existem pessoas de uma simplicidade e simpatia cativantes. Mas as condições de vida nesta comunidade são muito difíceis, têm apenas uma latrina melhorada e não têm furo de água. A população recolhe água de um charco que é simultaneamente usado por animais, o que constitui um verdadeiro risco para a saúde de toda a população. A escola tinha duas salas de aula, mas uma foi destruída na última época de chuvas. A única sala que sobrou é muito precária, não tem carteiras, pelo que as crianças estudam sentadas no chão. No início de 2014, com a ajuda da Empresas Nobre e Grenke, distribuímos material escolar e de higiene a todas as crianças. Mas esta acção não foi suficiente, tínhamos de fazer mais pelas crianças. Assim, no final do ano iniciámos as conversações com o governo e os lideres locais para iniciarmos o programa BIG HAND na comunidade de Chipaco. Deste modo, em 2015 já contamos com 26 crianças apadrinhadas e dois Monitores Big Hand permanentemente na comunidade para apoiarem todas as crianças. Mas isto é só o início, queremos fazer muito mais! Ao apadrinhar uma criança de Chipaco estará a ajudar toda a aldeia. Por favor se já é padrinho, divulgue! É urgente fazermos algo por esta comunidade. Obrigada a todos! ÁREAS EM FALTA NA COMUNIDADE The Big Hand Newsletter #9 6

7 UNIDADE MÓVEL DE SAÚDE A BIG HAND ALARGOU A SUA PROTEÇÃO DE SAÚDE ÀS COMUNIDADES MAIS DISTANTES. Desde 2012 que a Big Hand desenvolve uma parceria muito estreita com o Centro de Saúde de Matsinho, para melhorar o acesso da população aos cuidados de saúde. Neste âmbito, os idosos, grávidas e crianças que eram forçados a percorrer mais de 50 km para serem assistidos constituíam uma preocupação constante. Assim, em parceria com o Governo Local, lançámos o projeto Unidade Móvel de Saúde TBH. Esta unidade é constituída por 1 Enfermeira, 2 Técnicos de Saúde e 2 Monitores Big HAND, que semanalmente realizam consultas de enfermagem, vacinação e acções de formação nessas comunidades. Um BIG OBRIGADA à Fundação MAIS e MEDISIMLAB que tornaram este projeto possível! APOIOS: A NOSSA BICICLETA JÁ SALVA VIDAS! NA COMUNIDADE DE MATSINHO A BICICLETA AMBULÂNCIA BIG HAND É JÁ UM RECURSO PARA TODOS! No ano de 2014,a BIG HAND colocou à disposição das comunidades uma bicicleta ambulância para transporte de doentes até à unidade de saúde mais próxima. Ao início, todos acharam estranho, porque a distância era grande e porque a estrada é cheia de buracos. No entanto surgiu um dia em que um dos líderes da aldeia adoeceu e ficou de tal forma fraco que não podia deslocar-se até ao Centro de Saúde. A família pediu aos monitores BIG HAND que o fossem buscar na bicicleta ambulância e o levassem para o posto de saúde. Depois de melhorar, o Líder, avisou todos os habitantes da comunidade como tinha sido salvo pela BIG HAND. Logo na semana a seguir, foi a vez de uma grávida, com oito meses de gestação, com uma situação grave de malária, estava em casa já inconsciente e, sem assistência, morreria ela e o bebé. A família pediu ajuda e lá foi a bicicleta ambulância em mais um serviço! Hoje a mãe e o bebé estão de regresso à comunidade, sãos e salvos. Mais um excelente trabalho da nossa equipa no terreno. Obrigado a todos vocês por permitirem estes pequenos milagres! The Big Hand Newsletter #9 7

8 ALGUMAS HISTÓRIAS DE SUCESSO CRIANÇAS BIG HAND SOLIDÁRIAS A SOLIDARIEDADE DAS NOSSAS CRIANÇAS E DOS PADRINHOS PERMITIU SALVAR A VIDA DA LÚCIA E DA SUA AVÓ. A Lúcia* é uma menina com 12 anos que reside com a sua avó na aldeia de Matsinho. Por viver numa situação de extrema pobreza e por não frequentar a escola, foi apadrinhada em Desde então que a Lúcia é uma menina feliz e boa aluna, adora jogar mata-mata com as amigas no projecto. No entanto, um dia a menina chegou ao projecto muito triste e, a chorar, contou aos monitores que a casa onde vivia com a sua vovó tinha ardido. Tinham ficado sem nada. Nessa tarde os nossos monitores reuniram as crianças, contaram a história da Lúcia, e perguntaram o que podíamos fazer para ajudar? Foi maravilhoso ver o quanto as nossas crianças são solidárias. No dia seguinte, as crianças entregaram à vovó e à amiga Lúcia a sua contribuição: 5 quilos de milho para a alimentação e desinfectante para a água. Com a ajuda dos padrinhos e madrinhas, o projecto contribuiu ainda com mais 15 quilos de milho, talheres, pratos, sabão, roupa, um cobertor e plástico para ajudar a cobrir a casa que a comunidade arranjou para viverem. A equipa Big Hand irá continuar a acompanhar a Lúcia e a sua avó e a ajudar no que for preciso. Obrigado às crianças e aos padrinhos por salvarem a vida da Lúcia! como os manos Big Hand lhe ensinaram. Ainda é uma menina bastante tímida mas aos poucos estamos a conquistar a sua confiança. É por isso que hoje já podemos partilhar convosco, com o coração cheio de alegria, esta história de sucesso da Big Hand. Obrigada à Madrinha por fazer a diferença na vida da Paula! PAULA, A MENINA ALBINA VIVER NA DIFERENÇA PELA SUA CONDIÇÃO A PAULA FOI ESTIGMATIZADA TODA A SUA VIDA. Paula é uma menina albina de 13 anos que, pela sua condição, viveu toda a sua vida negligenciada pela sua comunidade e, principalmente, pela sua família. A Paula, ao contrário dos seus irmãos, não foi registada ao nascer, nem autorizada a ir à escola, trabalhando todo o dia na machamba (horta) e em casa. Durante o trabalho comunitário na aldeia os monitores Big Hand encontraram a Paula numa situação muito preocupante. Debilitada, apresentava queimaduras consequentes da exposição continuada ao sol e uma inabilidade social bastante profunda pois as únicas pessoas com quem convivia era a com a mãe e os irmãos. Apesar dos esforços cada vez maiores das entidades responsáveis, os albinos ainda são alvos de preconceito e discriminação, principalmente em meios rurais. Existem situações de abandono por parte do pai logo após o nascimento, outros acreditam que é uma doença contagiosa, entre outras situações bem mais dramáticas. Felizmente, a Paula foi descoberta pela equipa Big Hand e apadrinhada. Após recuperação do seu estado de saúde, ingressou na primeira classe com 13 anos levando na mão, orgulhosamente, a sua mala Big Hand. A Paula é hoje uma menina que cuida da sua pele e usa sempre o seu chapéu The Big Hand Newsletter #9 8

9 No início do ano de 2014 lançamos o desafio de construir uma escola para a aldeia de Matsinho, através da Campanha 1 Lápis por 1 Escola em Moçambique, que superou todas as nossas expectativas. Com o apoio dos nossos voluntários e o reforço da Fundação Mais contruímos 3 salas de aula. Mas infelizmente, não é suficiente para os cerca de 1200 alunos. Este ano o trabalho continua! Contamos com o apoio da NOTE (Sonae) e RDP África. Esperamos também contar com a vossa energia! 3 SALAS DE AULA APOIOS: SAIBA COMO PARTICIPAR EM: T: T: The Big Hand Newsletter #9 9

10 BIG HAND 2015 OBJECTIVOS Em 2015 a Big Hand aspira chegar a mais comunidades. Chegar aos mais abandonados, aqueles a que nada é acessível. Temos muitos sonhos e alguns já começam a ganhar forma, partilhamos convosco porque todos juntos vamos mudar muitos mundos! COMUNIDADE MESSICA COMUNIDADE MATSINHO COMUNIDADE MESSICA BAIRRO NHAURIR COMUNIDADE CHIPACO

11 O NOSSO MUITO OBRIGADO A TODOS VÓS! 1000 T-SHIRTS VENDIDAS EM 2014

12

13 BIG HAND NOS MEDIA RTP SIC The Big Hand Newsletter #9 13

14 PARCEIROS E EMPRESAS AMIGAS BARCLAYS BANK ASSOCIACAO THE BIG HAND IBAN PT Tlf: (+351) Tlf: (+351) Tlf: (+258) facebook.com/thebighand.org ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA BERNARDO DURÃO ARQUITECTOS CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL CLINICAS MÉDICAS DR. OLIVIO DIAS EVLIH - UNIPESSOAL, ESCOLA DE CONDEIXA A NOVA ESCOLA DE DANÇA KISATA GSTEP MANUELA GRANGEIA AGENTE TEXTIL UNIP LDA GLOBAL NATION UNIPESSOAL LDA OPORTO BRITISH SCHOOL ROTARY CLUBE DE BRAGA-NORTE ROTARY CLUBE DE OLIVEIRA DO HOSPITAL ROTARY CLUB INTERNACIONAL DO CHIMOIO VESTIDUS DE CONCEIÇÃO GODINHO UNIPESSOAL LDA OAKMARK - PAULO DE VILHENA VENUM-INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS; LDª ZOO LISBOA

AGOSTO. A. II Iniciativa dos Voluntários com Asas: Recuperação da horta urbana do Albergue Nocturno de. Lisboa.

AGOSTO. A. II Iniciativa dos Voluntários com Asas: Recuperação da horta urbana do Albergue Nocturno de. Lisboa. AGOSTO/SETEMBRO Nº.2 AGOSTO A. II Iniciativa dos Voluntários com Asas: Recuperação da horta urbana do Albergue Nocturno de Lisboa. Quem, se eu gritar, me ouvirá na hierarquia dos anjos Rainier Maria Rilque

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Projecto Luanda km 9 Furo

Projecto Luanda km 9 Furo Projecto Luanda km 9 Furo Voluntários com Asas é uma iniciativa que nasceu dentro da TAP com o objectivo de reunir trabalhadores com vontade e disponibilidade para desenvolver acções de voluntariado. Os

Leia mais

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA!

ARAGÃOPINTO FUNDAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL VAMOS AJUDAR QUEM PRECISA! A ESSENCIALIDADE DE CUIDAR DAS NOSSAS CRIANÇAS INVESTIR A TEMPO PARA EVITAR... E PERSISTIRMOS NA BUSCA DE FAZER SEMPRE MELHOR PARA NÓS A PREVENÇÃO NÃO É UMA OPÇÃO... É UMA OBRIGATORIEDADE MISSÃO A Fundação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTIJO ANO LECTIVO 2014/2015 ESCOLA BÁSICA LIBERDADE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Sector da Escola: Pré-Escolar / 1º Ciclo Actividades (em articulação com as prioridades do Projecto

Leia mais

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia

RUGBY. para TODOS. Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social. Departamento de Desenvolvimento. Henrique Garcia RUGBY para TODOS Escolinhas de Rugby Um projecto de interacção social Departamento de Desenvolvimento Henrique Garcia 1. Introdução A Federação Portuguesa de Rugby tem como missão tornar possível que TODAS

Leia mais

NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS

NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS O PROJECTO COMO NASCEU O CARTÃO SOLIDÁRIO O projecto Cartão Solidário nasceu da vontade de responder de forma contínua e sustentável às necessidades das Instituições

Leia mais

Marketing directo Março de 2015

Marketing directo Março de 2015 Marketing directo Março de 2015 INSTITUTIONAL STRAPLINE! Para quem O que comunicar Porquê comunicar Quando comunicar Estratégia Mensuração Direccionado Quantificação Meios diversos Marketing directo Interactividade

Leia mais

Uma nova vida para crianças desprotegidas

Uma nova vida para crianças desprotegidas Uma nova vida para crianças desprotegidas As Aldeias de Crianças SOS têm a sua origem na Áustria. O seu fundador Hermann Gmeiner conseguiu aplicar uma ideia fundamental e realizar um sonho: dar uma mãe,

Leia mais

ÀS VEZES O HOMEM OCUPA A CASA DO RIO E ÀS VEZES O RIO OCUPA A CASA DO HOMEM

ÀS VEZES O HOMEM OCUPA A CASA DO RIO E ÀS VEZES O RIO OCUPA A CASA DO HOMEM ÀS VEZES O HOMEM OCUPA A CASA DO RIO E ÀS VEZES O RIO OCUPA A CASA DO HOMEM APRENDER A VIVER COM AS CHEIAS Prefácio Este caderno guia foi criado para ajudar as crianças a comprender os conceitos, fenόmenos

Leia mais

ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO

ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO ESPAÇO(S) E COMPROMISSOS DA PROFISSÃO 18 de Novembro de 2010 Teatro Municipal de Almada Senhora Presidente da Associação dos Profissionais de Serviços Social, Dr.ª Fernanda Rodrigues Senhoras e Senhores

Leia mais

O UNIVERSITÁRI FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU

O UNIVERSITÁRI FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU COM A REALIZAÇÃO DE DIVERSAS ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL, A INSTITUIÇÃO PROPORCIONA FORMAÇÃO HUMANIZADA AOS ALUNOS E TRAZ BENEFÍCIOS

Leia mais

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Fases do método PHAST... 3 1. Técnica: Historias Comunitárias... 4 2. Técnica: Enfermeira Felicidade... 5 3. Técnica: Mapeamento comunitário... 6

Leia mais

Falar a uma só voz: Definir e defender o interesse europeu

Falar a uma só voz: Definir e defender o interesse europeu SPEECH/10/21 José Manuel Durão Barroso Presidente da Comissão Europeia Falar a uma só voz: Definir e defender o interesse europeu Sessão plenária do PE: votação do novo Colégio Bruxelas, 9 de Fevereiro

Leia mais

ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer

ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer Crianças e jovens numa visita de estudo, Moçambique 2008 Produzir materiais informativos sobre cada um dos temas e distribuir em toda a escola

Leia mais

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2014 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2014 Refª: 008 Tempos Livres em Segurança Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email

Leia mais

MUNICÍPIO DO SEIXAL CÂMARA MUNICIPAL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL

MUNICÍPIO DO SEIXAL CÂMARA MUNICIPAL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL GABINETE DO PROJECTO SEIXAL SAUDÁVEL No ano de 2006 destacamos um conjunto de actividades e projectos desenvolvidos e/ou acompanhados por este gabinete. A saber: Comemoração do Dia Mundial da Saúde, sob

Leia mais

HISTÓRIAS DA AJUDARIS

HISTÓRIAS DA AJUDARIS CIDADANIA COM AFETOS Pequenos Gestos, Grandes Corações! HISTÓRIAS DA AJUDARIS AJUDARIS: "Pequenos Gestos, Grandes Corações" Instituição Particular de Solidariedade Social de Utilidade Pública Registo IPSS

Leia mais

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz...

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz... Mobilizar para a saúde ambiental........................... 12 A mudança leva tempo................................... 13 Actividades para aprender e mobilizar........................ 14 As mulheres precisam

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL

CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CÂMARA MUNICIPAL DE ALCOCHETE REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Denominação, Sede e Âmbito 1. O Conselho Local de Acção Social do Concelho de

Leia mais

ACORDO DE PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO ENTRE O GOVERNO DE TIMOR-LESTE O GOVERNO DA AUSTRÁLIA. Novembro de 2011

ACORDO DE PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO ENTRE O GOVERNO DE TIMOR-LESTE O GOVERNO DA AUSTRÁLIA. Novembro de 2011 ACORDO DE PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O DESENVOLVIMENTO ENTRE O GOVERNO DE TIMOR-LESTE E O GOVERNO DA AUSTRÁLIA Novembro de 2011 Acordo de planeamento estratégico para o desenvolvimento Timor-Leste Austrália

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Deputados do PSD eleitos pela Região do Algarve Gabinete de apoio Palácio de S. Bento - 1249-068 Lisboa Telef: 213917282 - Fax: 213917445 Mail da coordenação: mendesbota@psd.parlamento.pt NOTA DE IMPRENSA

Leia mais

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO O Capítulo 36 da Agenda 21 decorrente da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada em 1992, declara que a educação possui um papel fundamental na promoção do desenvolvimento

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

Canadá. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a nossa história e descubra...

Canadá. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a nossa história e descubra... Canadá Você sabia que... Os indivíduos e as comunidades têm o direito a exprimir as próprias opiniões e a participar, com os governos locais, na tomada de decisões e ações que afetem o seu direito à alimentação.

Leia mais

A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma

A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma Apresentação A nossa população alvo são crianças e jovens com problemas comportamentais que condicionam as aprendizagens formais e não formais, assim como uma plena integração social e profissional; Crianças

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

PAO 2013 Assembleia Geral 13 de Novembro de 2012

PAO 2013 Assembleia Geral 13 de Novembro de 2012 PAO 2013 Assembleia Geral 13 de Novembro de 2012 PAO 2013 1. NOTA DOS FUNDADORES 2. OBJECTIVOS 2013 a) INTERVENÇÃO SOCIAL b) ANGARIAÇÃO DE FUNDOS c) COMUNICAÇÃO d) VOLUNTÁRIOS ABO e) GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Vereadora Corália Loureiro. Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis

Vereadora Corália Loureiro. Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis Poder Local e Cidades d Saudáveis Vereadora Corália Loureiro Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis II Simpósio Internacional de Saúde Ambiental e a Construção de Cidades Saudáveis - IGOT - UL 6 Dezembro

Leia mais

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca.

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca. A R O NEWSLETTER BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME - COIMBRA JANEIRO 2014 Após algum tempo, reaparece hoje o órgão de informação do Banco Alimentar Contra a Fome Coimbra, A BROA. Tendo em conta a generalização

Leia mais

PARTILHAR em São Tomé

PARTILHAR em São Tomé PARTILHAR em São Tomé 1. Enquadramento De acordo com as notícias do país, as doenças crónicas não transmissíveis têm estado a ganhar terreno alarmante nos últimos anos em São Tomé e Príncipe. Não se sabe

Leia mais

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT APOIO: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD Casa de Cultura da Beira/CCB CERjovem ATENÇAÕ MULHER MENINA! Fundação Portugal - África RESPOSTAS

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DA XIII REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DOS MINISTROS DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP A extensão da Protecção Social

Leia mais

Inovação e Responsabilidade Social. Moçambique A NOSSA OFERTA

Inovação e Responsabilidade Social. Moçambique A NOSSA OFERTA Inovação e Responsabilidade Social Moçambique A NOSSA OFERTA 1 O que fazemos CONSULTORIA EM GESTÃO DE RS PROJECTOS SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO IDENTIFICAÇÃO E ENVOLVIMENTO DAS PARTES INTERESSADAS EDUCAÇÃO

Leia mais

União das Freguesias de Carregado e Cadafais. Loja Social do Carregado. Regulamento Interno. Preâmbulo

União das Freguesias de Carregado e Cadafais. Loja Social do Carregado. Regulamento Interno. Preâmbulo Preâmbulo A, no enquadramento legal do artigo 241º, da Constituição da República Portuguesa, e da Lei 75/2013, de 18 de Setembro, é um espaço dinamizado por um corpo de voluntários, com o apoio e promoção

Leia mais

OPORTUNIDADES DE SER+

OPORTUNIDADES DE SER+ OPORTUNIDADES DE SER+ NOTA DE ABERTURA A identidade CATÓLICA da nossa Universidade está na génese da criação da UDIP - Unidade para o Desenvolvimento Integral da Pessoa - em 2009. A UDIP tem procurado

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO COMUNICAÇÃO E DESPORTO R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O RICARDO JORGE MARCELO ALMEIDA RELATÓRIO PARA A OBTENÇÃO DO DIPLOMA DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

1 DONATIVO = 1 POSTAL ELECTRÓNICO

1 DONATIVO = 1 POSTAL ELECTRÓNICO A campanha Prenda AMIga tem como objectivo angariar fundos para os projectos nacionais, internacionais e ambientais da AMI. Pretende-se sensibilizar e incentivar o espírito solidário das empresas e da

Leia mais

Keyla Ferrari. Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi. ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães

Keyla Ferrari. Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi. ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstoi Keyla Ferrari ilustrado por: Maria Isabel Vaz Guimarães Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto.

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Dia do Médico Moçambicano: Momento de celebração e reflexão sobre desafios da classe e do sector Discurso de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique,

Leia mais

Educação e Saúde 2014

Educação e Saúde 2014 Educação e Saúde 2014 A ONG SIM organizou mais uma missão a Moçambique, orientada para os temas da Educação e da Saúde, em Agosto. Para além da Presidente de direcção, Carmo Jardim, e da coordenadora,

Leia mais

ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE

ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE 23 de outubro de 2015 ELIMINE A PÓLIO AGORA: Quanto falta para vivermos em um mundo livre da pólio? O que precisamos fazer para chegar lá? Como a família

Leia mais

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias.

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. 1 Olá! O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. Este mês, conhecemos histórias muito interessantes que deixaram tantas recordações e aprendizados para nossos alunos! Padrinhos Argumento: EM

Leia mais

Texto: Zainab Aziz Redacção: Andrea Schmidt/Christine Harjes/Guy Degen Tradução: Maria Kremer

Texto: Zainab Aziz Redacção: Andrea Schmidt/Christine Harjes/Guy Degen Tradução: Maria Kremer LEARNING BY EAR - Aprender de Ouvido As Jovens 8º Episódio Higiene pessoal Texto: Zainab Aziz Redacção: Andrea Schmidt/Christine Harjes/Guy Degen Tradução: Maria Kremer Personagens: [Characters] Ancora:

Leia mais

ONG portuguesa oferece ajuda em medicamentos de materiais hospitalares ao Hospital Ayres de Menezes

ONG portuguesa oferece ajuda em medicamentos de materiais hospitalares ao Hospital Ayres de Menezes ONG portuguesa oferece ajuda em medicamentos de materiais hospitalares ao Hospital Ayres de Menezes S.Tome, 12 de Julho 2011 (vitrina)a organização não-governamental portuguesa Meninos do Mundo entregou

Leia mais

ANIMAR propõe forte investimento na pequena produção agrícola e programas de dinamização da economia local

ANIMAR propõe forte investimento na pequena produção agrícola e programas de dinamização da economia local BOLETIM DE INFORMAÇÃO E LIGAÇÃO DA REDE ANIMAR ANO IV JAN./MAIO 2010 Nº 13 ANIMAR propõe forte investimento na pequena produção agrícola e programas de dinamização da economia local Uma delegação da ANIMAR

Leia mais

CANONIZAÇÃO DE MADRE CÂNDIDA EQUIPE RUMO À CANONIZAÇÃO

CANONIZAÇÃO DE MADRE CÂNDIDA EQUIPE RUMO À CANONIZAÇÃO CANONIZAÇÃO DE MADRE CÂNDIDA EQUIPE RUMO À CANONIZAÇÃO GESTO CONCRETO DE SOLIDARIEDADE POR MAIS VIDA Onde não há lugar para os pobres, também não há lugar para mim (Cândida Maria de Jesus) 1. MOTIVAÇÃO

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M. Câmara Municipal Presidência Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.M de Sines Bem vindos à nossa grande festa

Leia mais

Fórum de Boas Práticas

Fórum de Boas Práticas Câmara Municipal de Torres Vedras Sandra Colaço Fórum de Boas Práticas Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 28 de Outubro de 2009 TORRES VEDRAS População -72 259(2001) Área 407 Km2 O concelho no país Na

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

O que é a campanha. Continuamos à Espera pretende INFORMAR, INSPIRAR, MOBILIZAR e AGIR em torno da Agenda de Desenvolvimento. Continuamos à Espera 1/5

O que é a campanha. Continuamos à Espera pretende INFORMAR, INSPIRAR, MOBILIZAR e AGIR em torno da Agenda de Desenvolvimento. Continuamos à Espera 1/5 O que é a campanha Continuamos à Espera é uma campanha de Educação para o Desenvolvimento e para a Cidadania Global, centrada nas temáticas da Saúde Sexual e Reprodutiva, Justiça Social, Igualdade de Género

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA

Leia mais

Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco. Plano de Atividades 2015

Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco. Plano de Atividades 2015 Associação de Apoio a Crianças e Jovens em Risco Plano de Atividades 2015 INTRODUÇÃO Depois de escalar uma montanha muito alta, descobrimos que há muitas mais montanhas por escalar. (Nelson Mandela) A

Leia mais

MENSAGEM AFETIVA GRITO INTERNACIONAL DE CARNAVAL

MENSAGEM AFETIVA GRITO INTERNACIONAL DE CARNAVAL CLUBE INTERNACIONAL DE BRASÍLIA CORREIO CIB Nº 09 20 DE JANEIRO DE 2014 MENSAGEM AFETIVA VAMOS COLOCAR UM BELO SORRISO NO ROSTO E NOS PREPARAR PARA O CARNAVAL QUE ESTÁ CHEGANDO. ARRUMEM SUAS FANTASIAS.

Leia mais

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende *

Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado nas Organizações de Terceiro Setor Marisa Seoane Rio Resende * Voluntariado é a expressão da participação da sociedade na vida pública mais significativa da atualidade. Os movimentos de participação

Leia mais

Comunicar em segurança protecção de menores na utitilização das TIC

Comunicar em segurança protecção de menores na utitilização das TIC Comunicar em segurança protecção de menores na utitilização das TIC Sustentabilidade social This document is intellectual property of PT and its use or dissemination is forbidden without explicit written

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA PLANO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO Deliverable 4 Fase 2 Novembro 2008 1 P á g i n a Índice 1. Objectivos... 3 2. Públicos-alvo... 4 3. Estratégia de Comunicação... 5 3.1

Leia mais

Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro

Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma Colheita para o Futuro A Campanha Nacional pela Proteção Infanto-Juvenil no campo: uma colheita para o futuro, é uma ação estratégica do Movimento Sindical de Trabalhadores

Leia mais

Externato Flor do Campo

Externato Flor do Campo QUADRO NORMATIVO - 2010/2011 Externato Flor do Campo O MELHOR AMBIENTE PARA O SEU FILHO É pena perder-se em adulto o contacto com a criança que existe dentro de nós, com a criança que sonha, que fantasia,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Designação Objectivos Grupo alvo Calendarização Responsáveis pela actividade Recursos a afectar J F M A M J J A S O N D Humanos Materiais Logísticos Exercício

Leia mais

Edição EXTRA! Coleção Aché de Educação para a Saúde

Edição EXTRA! Coleção Aché de Educação para a Saúde Coleção Aché de Educação para a Saúde Edição EXTRA! Olá, leitor! Você sabia que no Aché nós trabalhamos para melhorar a qualidade de vida das pessoas? Desenvolver medicamentos é uma das formas de aumentar

Leia mais

O presidente falou ontem aos alunos da América

O presidente falou ontem aos alunos da América Publicado em 09 de Setembro de 2009 O presidente falou ontem aos alunos da América Sei que para muitos de vocês hoje é o primeiro dia de aulas, e para os que entraram para o jardim infantil, para a escola

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM?

ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? ÁREAS DE CONTEÚDO: O QUE SÃO? COMO SE DEFINEM? As Áreas de Conteúdo são áreas em que se manifesta o desenvolvimento humano ao longo da vida e são comuns a todos os graus de ensino. Na educação pré-escolar

Leia mais

Estágios de Cooperação Internacional BES/ AMI. 6ª Edição Ano 2011

Estágios de Cooperação Internacional BES/ AMI. 6ª Edição Ano 2011 Estágios de Cooperação Internacional BES/ AMI 6ª Edição Ano 2011 Março de 2011 Queres fazer parte desta Missão? Se queres chegar mais longe em experiência e vivência Pelo sexto ano consecutivo o BES realiza

Leia mais

Relatório Final da Acção de Formação

Relatório Final da Acção de Formação Acção de Formação: Sustentabilidade na Terra e Energia na Didáctica das Ciências Contexto: utilização da Web 2.0 aplicada à didáctica do ensino das Ciências Relatório Final da Acção de Formação Centro

Leia mais

Díli Terça-feira, 26 de Novembro

Díli Terça-feira, 26 de Novembro ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE, KAY RALA XANANA GUSMÃO, POR OCASIÃO DO SEMINÁRIO INTERNACIONAL PARA DENTISTAS E ENFERMEIROS ODONTOLÓGICOS SOBRE O

Leia mais

Passos para recrutar voluntários

Passos para recrutar voluntários Passos para recrutar voluntários Encontrando o voluntário Faça um - mostrando o que Deus está fazendo no ministério Coloque no boletim um Em todos os eventos do ministério que levantam outras pessoas passe

Leia mais

pedreiros, carpinteiros, Arquitectos, Pilotos, Motoristas, do amanhã.

pedreiros, carpinteiros, Arquitectos, Pilotos, Motoristas, do amanhã. Caro Presidente do Parlamento Infantil, Senhora Ministra do Género, Criança e Acção Social Excelência, Distintos Parlamentares de Palmo e Meio, Excelências, Suas Excelências Senhores Ministros e Vice-Ministros,

Leia mais

1º Congresso de Controlo da Qualidade Laboratorial dos países de Língua Portuguesa. 21 a 24 de junho de 2015, no Rio de Janeiro

1º Congresso de Controlo da Qualidade Laboratorial dos países de Língua Portuguesa. 21 a 24 de junho de 2015, no Rio de Janeiro 1º Congresso de Controlo da Qualidade Laboratorial dos países de Língua Portuguesa 21 a 24 de junho de 2015, no Rio de Janeiro Começo por saudar a realização deste 1º Congresso de Controlo da Qualidade

Leia mais

Direcção-Geral da Acção Social

Direcção-Geral da Acção Social Direcção-Geral da Acção Social Núcleo de Documentação Técnica e Divulgação Maria Joaquina Ruas Madeira A Dimensão Social da SIDA: A Família e a Comunidade (Comunicação apresentada nas 1as Jornadas Regionais

Leia mais

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS

Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário NRDC Bairro Guaíra Três de Maio RS I - ABERTURA GERAL Três de Maio, próspero município, com 24 mil habitantes, predominantemente descendentes de alemães, italianos e poloneses, na região noroeste do Rio Grande do Sul, foi emancipado em

Leia mais

Inclusão Essencial e a Inclusão Eletiva

Inclusão Essencial e a Inclusão Eletiva 42 Pró Inclusão ANDEE NOTÍCIAS junho de 2012 (1ª Quinzena) ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DOCENTES DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Quinta da Arreinela de Cima, 2800-305 Almada TLM: 927 138 311 - E-mail: proandee@gmail.com

Leia mais

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT 1 Janeiro de 2014 a 31 de Dezembro de 2014 Construir um mundo melhor começa num Sonho. Quem sonha, partilha o sonho e envolve os outros para agirem. E como diz o poeta a obra nasce! 2 Índice 1. Introdução

Leia mais

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou.

AS CONEXÕES. QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. Lição 4 AS CONEXÕES QUEBRA GELO: Cite o nome de uma pessoa que mais te influenciou na vida. Comente como essa pessoa é, e explique como te influenciou. VERSO DA SEMANA: Sim, qualquer que seja o tipo de

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO

PROJETO DE INTERVENÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES CANDIDATURA A DIRETOR PROJETO DE INTERVENÇÃO (2013-2017) Pedro Paulo da Costa Cerqueira Amares, maio de 2013 As organizações, tal como os organismos vivos, têm os seus

Leia mais

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015

Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Conselho da Europa Plano de Acção para a Deficiência 2006-2015 Versão Linguagem Fácil Página 1 de 60 Plano de Acção

Leia mais

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005 Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Senhor Presidente da ALRAA Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo

Leia mais

1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012

1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012 Workshop Valorizar a abordagem ao Mercado de Trabalho José Rosa / Manuel Santos Carneiro Fac Ciencias Fevereiro 2012 1 1ª Sessão 23 de Fevereiro de 2012 Enquadramento do Workshop Apresentação da Share

Leia mais

Restabelecer a Confiança Global

Restabelecer a Confiança Global Restabelecer a Confiança Global Os dois principais desafios à justiça global, as alterações climáticas e a pobreza, estão interligados. Temos que combatê-los simultaneamente; não podemos cuidar de um sem

Leia mais

Acção de Formação. Sabores com Muita Sabedoria. 3ª Sessão. Actividades Propostas

Acção de Formação. Sabores com Muita Sabedoria. 3ª Sessão. Actividades Propostas Acção de Formação Sabores com Muita Sabedoria 3ª Sessão Actividades Propostas Obra Proposta na Acção para a introdução do estudo de temas de ciência: O Grilo Verde Autor António Mota Editora Gailivro O

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD

PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD PORTUGAL MEMBRO DA PLATAFORMA PORTUGUESA DE ONGD ÍNDICE I. Identificação da APOIAR 1. Dados Gerais 2. Origem 3. Missão 4. Principais Áreas de Intervenção 5. Grupos Alvo 6. Presença Geográfica 7. Estrutura

Leia mais

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de:

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de: Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS Objectivos de Aprendizagem No final desta lição, você deve ser capaz de: Construir e interpretar o referencial dos tempos de um movimento. Na lição anterior vimos

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF)

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) Olá Pastor (a) / Amigo (a) de Missões. A JOCUM Jovens Com Uma Missão, situada em Campinas apresenta nesse informativo

Leia mais

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade?

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Texto divulgado na forma de um caderno, editorado, para a comunidade, profissionais de saúde e mídia SBMFC - 2006 Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Não? Então, convidamos você a conhecer

Leia mais

As trabalham directamente com as questões de saúde ambiental e podem disponibilizar formação, materiais e outros tipos de apoio.

As trabalham directamente com as questões de saúde ambiental e podem disponibilizar formação, materiais e outros tipos de apoio. Apresentamos aqui uma selecção de organizações, materiais impressos e recursos da internet que podem fornecer alguma informação útil sobre saúde ambiental. Listámos as organizações e os materiais que são

Leia mais

Secretaria Regional para as Atividades Regionais. Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA

Secretaria Regional para as Atividades Regionais. Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA Secretaria Regional para as Atividades Regionais Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA 2013 Não tenhas medo Atividades Regionais, oportunidades

Leia mais

Versículo para memorizar: Deus ama quem dá com alegria (2 Coríntios 9:7)

Versículo para memorizar: Deus ama quem dá com alegria (2 Coríntios 9:7) A ALEGRIA DE OFERTAR A lição a seguir é relato de um fato ocorrido durante a Campanha de Missões de Setembro /2001. O objetivo principal é desenvolver nas crianças o amor pela contribuição na obra missionária.

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE

ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE ASSEMBLEIA NACIONAL GABINETE DO PRESIDENTE Discurso de SE o Presidente da Assembleia Nacional na cerimónia de abertura do XV Fórum da Associação A PONTE. Senhor Presidente do Conselho Directivo da Associação

Leia mais

TASSE COM DIREITOS. A equipa divide-se em pares. Cada. elemento do par deverá, à vez, efectuar. diferentes medições do colega e anotar os

TASSE COM DIREITOS. A equipa divide-se em pares. Cada. elemento do par deverá, à vez, efectuar. diferentes medições do colega e anotar os 1 2 3 Cada elemento da equipa terá que contar aos restantes um acontecimento importante da sua vida. A partir dos acontecimentos seleccionados, devem fazer uma lista conjunta das emoções que mais gostam

Leia mais

POLÍTICAS SOCIAIS APOIO À NATALIDADE, À TERCEIRA IDADE, IGUALDADE E INCLUSÃO SOCIAL

POLÍTICAS SOCIAIS APOIO À NATALIDADE, À TERCEIRA IDADE, IGUALDADE E INCLUSÃO SOCIAL 1 POLÍTICAS SOCIAIS APOIO À NATALIDADE, À TERCEIRA IDADE, IGUALDADE E INCLUSÃO SOCIAL Senhora Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Senhora e Senhores Membros

Leia mais

1.1 Informações Básicas para os Treinadores

1.1 Informações Básicas para os Treinadores 1. INTRODUÇÃO Foi estimado, até o final de 2003, que mais de 38 milhões de homens, mulheres e crianças estão vivendo com HIV. Quase 25 milhões dessas pessoas vivem na África do subsaara, de acordo com

Leia mais

Plano Gerontológico de Monchique Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011

Plano Gerontológico de Monchique Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011 Apresentação Pública 15 de Outubro de 2011 Trajectórias de envelhecimento Após os 65 anos de idade a estimulação cognitiva diminui significativamente. A diminuição da estimulação desencadeia/agrava o declínio

Leia mais

alegria, prazer, desejo e entusiasmo

alegria, prazer, desejo e entusiasmo ,, a ideia Os escalões de formação são, ou deveriam ser encarados por todos, como a base que pode garantir o futuro e até o sucesso de uma modalidade quer dentro de um clube quer a nível nacional. Actualmente

Leia mais

TRABALHO VOLUNTÁRIO LAR IRMÃ ESTHER RESUMO

TRABALHO VOLUNTÁRIO LAR IRMÃ ESTHER RESUMO 100 TRABALHO VOLUNTÁRIO LAR IRMÃ ESTHER Adriana Freitas ¹ Ariane Garcia ¹ Carla Figueiredo ¹ Denise Vieira¹ Tatiana Costa¹ Almiro Ferreira ² RESUMO Neste artigo será relatado a experiência de exercer atividades

Leia mais

Segunda-feira, dia 04 de maio de 2015

Segunda-feira, dia 04 de maio de 2015 Segunda-feira, dia 04 de maio de 2015 Pousamos no pequeno aeroporto de Katmandu um pouco depois das 6 da manhã. Apenas três aviões cargueiros estavam no aeroporto e poucas caixas com produtos para a população.

Leia mais