Instalação e Atualização. Guia. Para o PI Asset Framework incluído no PI Server 2014 R2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instalação e Atualização. Guia. Para o PI Asset Framework 2.6.1 incluído no PI Server 2014 R2"

Transcrição

1 Instalação e Atualização Guia Para o PI Asset Framework incluído no PI Server 2014 R2

2 OSIsoft, LLC 777 Davis St., Suite 250 San Leandro, CA USA Tel: (01) Fax: (01) Site: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework by OSIsoft, LLC. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, armazenada em um sistema de recuperação ou transmitida, em qualquer forma ou por quaisquer meios, sejam mecânicos, de fotocópia, registro ou outro, sem a prévia autorização por escrito da OSIsoft, LLC. OSIsoft, o logotipo e o logo OSIsoft, PI Analytics, PI ProcessBook, PI DataLink, ProcessPoint, PI Asset Framework (PI AF), IT Monitor, MCN Health Monitor, PI System, PI ActiveView, PI ACE, PI AlarmView, PI BatchView, PI Coresight, PI Data Services, PI Event Frames, PI Manual Logger, PI ProfileView, PI Web API, PI WebParts, ProTRAQ, RLINK, RtAnalytics, RtBaseline, RtPortal, RtPM, RtReports e RtWebParts são marcas comerciais da OSIsoft, LLC. Todas as outras marcas ou nomes comerciais usados neste documento são de propriedade de seus respectivos proprietários. DIREITOS DO GOVERNO DOS EUA O uso, a duplicação ou a divulgação pelo Governo dos EUA estão sujeitos às restrições definidas no contrato de licença da OSIsoft, LLC e conforme fornecido nas DFARS , DFARS , FAR , FAR , conforme aplicável. OSIsoft, LLC. Versão: Publicado em: Julho de 2014

3 Conteúdo Implantação do PI Asset Framework...1 Componentes do PI System... 1 PI Server e PI Asset Framework (PI AF)...2 Arquitetura PI AF... 3 Opções de configuração do PI Server, PI AF Server e SQL Server... 3 Sistema pequeno, PI Server único... 4 PI System com melhor desempenho... 4 PI System distribuído e de alta disponibilidade...5 Opções de implantação do PI AF... 5 Implantação simples do PI AF...5 PI AF em um SQL Server espelhado... 6 PI AF Server em um cluster de failover...7 Coletivos PI AF... 7 Considerações de implantação do PI AF... 9 Perguntas frequentes sobre a implantação do PI AF Soluções de alta disponibilidade do PI AF Soluções de alta disponibilidade baseadas no Microsoft SQL Server...12 Soluções de alta disponibilidade baseadas no PI AF Ordem de instalação do PI System...15 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server Requisitos do sistema Requisitos de hardware...17 Requisitos dos Windows para o AF Server e o AF Client Requisitos do SQL Server Sincronização das configurações de tempo nos computadores PI System...19 Baixar o kit de instalação do PI AF Instalar o Microsoft SQL Server...19 Considerações do SQL Server...19 Diretrizes de instalação do SQL Server...20 Funções e permissões do SQL Server para uso com o PI AF Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores...23 Instalar ou fazer o upgrade do PI AF Server em um único computador Executar o kit de instalação do PI AF Server para a nova instalação Executar o programa de instalação do PI AF para upgrade Instalar ou fazer o upgrade dos componentes do PI AF Server em vários computadores...27 Selecionar recursos para instalação Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF...29 Criar grupo local AFServers no computador do banco de dados SQL do PI AF...29 Executar os scripts do SQL para criar e preencher o banco de dados SQL do PI AF Modificar a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF Direcionar o serviço de aplicativo PI AF a outro banco de dados SQL do PI AF...32 Instalação e upgrade do PI AF Client Instalar o PI AF Client Conectar a um PI AF Server Adicionar um PI AF Server à lista de conexões Preencher o campo Conta Configurar acesso ao Active Directory dos contatos Fazer upgrade do PI AF Client...37 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework iii

4 Conteúdo Habilitar vários idiomas para o PI AF Client Plug-in Gerenciamento de análises do PI System Explorer Onde instalar o plug-in Gerenciamento de Análises Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Tarefas de pré-instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado...41 Instalar o banco de dados SQL do PI AF nos servidores principal e espelho Configurar o modelo de recuperação do banco de dados PIFD nos servidores principal e espelho Configurar o grupo de domínio para o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão espelhada do SQL Server Instalar o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Criar e mapear contas de login e usuário em um sistema SQL Server espelhado Excluir logins e usuários locais Configurar os backups e a restauração do banco de dados PIFD em uma sessão do SQL Server espelhado Criar uma sessão do SQL Server espelhado no servidor principal Upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Antes de fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Preparar o servidor principal para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado...49 Preparar o servidor espelho para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Verificar o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Instalação do PI AF em um cluster de failover Arquitetura do PI AF em um cluster de failover...53 Tarefas de pré-instalação do PI AF em um cluster de failover Considerações de segurança do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Considerações de segurança do recurso AF Link para PI em clusters de failover Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Instalação do banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover Instalar o recurso de banco de dados SQL do PI AF em cada computador do cluster de failover do SQL Server...57 Executar scripts do SQL em um cluster de failover Criar e mapear um login do SQL Server...60 Excluir logins e usuários locais Verificar o serviço SQL Server em um cluster de failover Instalação do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Instalar o serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover...62 Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2008 R2 em um cluster de failover Modificar o número padrão de failovers no Windows Server Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2012 em um cluster de failover Verificar o serviço de aplicativo PI AF após a instalação do cluster de failover Configurar certificados de alta disponibilidade do PI AF em um cluster de failover Upgrade do PI AF em um cluster de failover Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no cluster de failover...70 Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó não ativo em um cluster do SQL Server Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó ativo em um cluster do SQL Server Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó ativo em um cluster de failover Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó inativo em um cluster de failover Verificar o serviço de aplicativo PI AF após o upgrade do cluster...75 iv Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

5 Conteúdo Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Instalação do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Requisitos de pré-instalação do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Instalar o PI AF no computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server...78 Instalar o PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Instalar o PI AF nos computadores de réplica secundária no grupo de disponibilidade do SQL Server..79 Instalar o serviço de aplicativo PI AF para ser usado com um grupo de disponibilidade do SQL Server.79 Criar um login do SQL para o computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server Fazer backup do banco de dados PIFD de um grupo de disponibilidade do SQL Server Criar logins do SQL para computadores de réplica secundárias em um grupo de disponibilidade do SQL Server Criar um compartilhamento de rede para um grupo de disponibilidade do SQL Server...81 Criar um grupo de disponibilidade do SQL Server para uso com o PI AF Configurar a string de conexão PI AF para uso no grupo de disponibilidade do SQL Server...83 Adicionar um banco de dados PI AF a um grupo de disponibilidade existente do SQL Server...83 Fazer upgrade de um banco de dados PI AF em um membro do grupo de disponibilidade do SQL Server Instalação e configuração do coletivo PI AF Preparar para criar um coletivo PI AF...87 Requisitos de configuração dos coletivos PI AF Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF Requisitos de segurança dos coletivos PI AF...89 Criar um coletivo PI AF Configurar a segurança do banco de dados do distribuidor...94 Configurar as propriedades do coletivo PI AF Verificar o status do coletivo PI AF Detalhes do status do coletivo PI AF...96 Adicionar um servidor secundário a um coletivo PI AF Conectar ou trocar para um membro específico de um coletivo PI AF Remover um servidor secundário de um coletivo PI AF Para ou iniciar a replicação...99 Parar replicação em um servidor secundário Parar a replicação no servidor primário Iniciar a replicação em um servidor Reinicializar um membro do coletivo PI AF Configurar permissões na pasta de dados de replicação Upgrades do coletivo PI AF Fazer upgrade do PI AF Server primário Fazer backup dos bancos de dados SQL do PI AF primários Parar a replicação no computador do banco de dados SQL do PI AF primário Encerrar o serviço de aplicativo PI AF primário Executar o programa de instalação no PI AF Server primário Fazer upgrade dos PI AF Servers secundários Reiniciar a replicação em computadores PI AF com upgrade Solucionar problemas de coletivos PI AF Detalhes do status indicam que não há assinante configurado Falha na criação do coletivo PI AF devido a falha no login Falha na criação do instantâneo devido a erro de acesso Não é possível criar o coletivo PI AF quando o SQL Server Agent não está em execução Instalações silenciosas do PI AF Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework v

6 Conteúdo Configurar a instalação silenciosa do PI AF Server Argumentos de linha de comando para instalação do PI AF Server Exemplos de sintaxe do PI AF Server para instalação silenciosa Upgrade silencioso do PI AF Server Configurar a instalação silenciosa do PI AF Client Argumentos de linha de comando da instalação do PI AF Client Exemplos de sintaxe do PI AF Client para instalação silenciosa Upgrade silencioso do PI AF Client Visão geral de segurança do PI AF Recomendações gerais de segurança do PI AF Requisitos de segurança dos coletivos PI AF Coletivos PI AF em um domínio ou grupo de trabalho Verificar as credenciais e conexões de segurança dos coletivos PI AF Configuração de segurança da conta do serviço de aplicativo PI AF Executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio Considerações do serviço de aplicativo PI AF e do banco de dados SQL do PI AF Configurar o PI AF para usar a segurança do SQL Server Configurar o SQL Server para usar uma autenticação do modo misto Criar e configurar um login do SQL Server Sobre a string de conexão do PI AF Server Especificar o modo de segurança SQL Server e adicionar usuário Especificar um banco de dados SQL do PI AF na string de conexão Configurar o banco de dados PI AF e SQL em domínios não confiáveis PI AF Clients e autenticação do Windows Executar o PI System Explorer com permissões elevadas Conectar o PI System Explorer e o PI AF Server Definir a política de auditoria Configurar o compartilhamento e o modelo de segurança da conta local Configurar acesso ao Active Directory dos contatos Configuração de segurança para tabelas externas Autenticação de tabelas vinculadas Risco em usar conexões não personificadas Recomendações de acesso a dados para tabelas vinculadas Acesso à tabela vinculada no PI System Explorer 2.0.x Alterar as configurações de segurança das tabelas vinculadas PI AF e autenticação Kerberos PI AF e delegação Kerberos Configurar o PI AF para delegação geral Kerberos Configurar o PI AF para delegação forçada Kerberos Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI Gerenciar SPNs do serviço de aplicativo PI AF Visualizar os SPNs existentes para o serviço de aplicativo PI AF Criar SPNs para o serviço de aplicativo PI AF Excluir SPNs para o serviço de aplicativo PI AF Configurar objetos do Active Directory para delegação Ajustar as configurações de delegação do computador do serviço AFServer Ajustar as configurações de delegação para uma conta do computador na qual os dados externos estão localizados Ajustar as configurações da delegação para a conta de domínio na qual o serviço AFServer é executado Ajustar as configurações de delegação da conta de domínio que controla o acesso aos dados externos Firewalls e segurança do PI AF vi Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

7 Conteúdo Exemplos de topologia de firewall Firewall com todos os servidores instalados na DMZ Firewall com PI Server na DMZ e PI AF e SQL Server na LAN Firewall com SQL Server fora da DMZ Tipos de conexão de rede do PI AF Considerações de firewall e portas do PI AF Firewall entre o PI AF Server e o PI AF Client Firewall entre o PI AF Server e o SQL Server Firewall entre o PI AF Client e o PI AF Server Segurança do objeto PI AF Configurar permissões para objetos Como alterar as permissões de acesso nos objetos AF Segurança de elemento Segurança da estrutura de eventos e de transferência Segurança UDM Segurança do objeto do banco de dados Configurações de permissão de acesso a objeto AF Quando usar a opção Negar Configurar permissões para coleções Configuração e manutenção do PI AF Considerações do backup do PI AF Backups do SQL Server do coletivo PI AF Monitorar a comunicação entre o PI AF Server e o SQL Server Solucionar problemas de conexão Monitorar a comunicação entre o PI AF Server e o SQL Server Não é possível se conectar ao AF Server Não é possível se conectar a um SQL Server especificado Não é possível se conectar a um banco de dados SQL Não é possível se conectar a um banco de dados PIFD Erro de SQL de permissão EXECUTE negada (229) Erro SQL do procedimento armazenado não encontrado (2812) Replicação não concluída aguardando um SyncStatus Bom Solucionar problemas de coletivos PI AF Detalhes do status indicam que não há assinante configurado Falha na criação do coletivo PI AF devido a falha no login Falha na criação do instantâneo devido a erro de acesso Não é possível criar o coletivo PI AF quando o SQL Server Agent não está em execução Suporte técnico e outros recursos Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework vii

8 Conteúdo viii Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

9 Implantação do PI Asset Framework Nesta seção Componentes do PI System Arquitetura PI AF Opções de configuração do PI Server, PI AF Server e SQL Server Opções de implantação do PI AF Soluções de alta disponibilidade do PI AF Componentes do PI System Simplificando, o PI é uma infraestrutura de dados. Um PI System básico consiste de fonte de dados, coletor de dados para essa fonte de dados (pode estar no mesmo computador), PI Server combinado com um Asset Framework Server e uma ferramenta de visualização apropriada em um computador. O PI System coleta, armazena e gerencia dados de sua planta ou de seu processo. O PI System pode incluir vários produtos. As interfaces PI recuperam dados de suas fontes de dados e os enviam a um ou mais PI Servers. Usuários em outros computadores podem obter dados dos PI Servers e exibi-los nas ferramentas do cliente. O PI System inclui: Fontes de dados As fontes de dados são os instrumentos de geração dos dados. Elas podem ser quase tudo e podem se conectar a nós da interface de várias maneiras diferentes. O PI Performance Equations, o PI ACE e o Totalizer também são considerados fontes de dados, mesmo que possam ser hospedados no computador do PI Server. Interfaces As interfaces PI obtêm dados das fontes de dados e os enviam ao PI Server. Cada fonte de dados precisa de uma interface PI que possa interpretá-la. A OSIsoft contém mais de 300 interfaces distintas. PI Servers O PI Server coleta dados e os roteia em tempo real pelo PI System e por toda a sua infraestrutura de informações, permitindo que todos trabalhem em um conjunto comum de dados em tempo real. Operadores, engenheiros, gerentes e outras equipes da instalação podem se conectar ao PI Server e visualizar dados de produção do PI Data Archive ou dos sistemas externos de armazenamento de dados. O PI Server normalmente é executado em um computador diferente dos que executam as interfaces PI e os aplicativos cliente. Essa arquitetura de coleta de dados distribuída é escalável, robusta e flexível. Quando a arquitetura de alta disponibilidade (HA) for usada, o PI Server é executado em dois ou mais computadores que são automaticamente Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 1

10 Implantação do PI Asset Framework sincronizados e funcionam como um PI Server lógico, chamado de coletivo de PI Server. Esses computadores podem estar em diferentes regiões geográficas. PI Asset Framework (PI AF) O PI AF permite a definição de representações consistentes de recursos organizacionais e/ou equipamentos e usa essas representações em análises simples ou complexas que produzem informações críticas e acionáveis. Pontos e ativos PI Os pontos e ativos PI são os building blocks básicos do PI System. Use os pontos PI para controlar os eventos que englobam os históricos de dados. Quando os gerentes de sistemas ou os engenheiros de serviço de campo da OSIsoft instalam um PI Server, eles criam um ponto PI para cada fonte de dados que o PI System deve rastrear. O PI Base Subsystem armazena os pontos e seus atributos no banco de dados de pontos. O PI Asset Framework (AF) Server contém ativos ou "metadados" normalmente organizados de acordo com os ativos contendo os pontos monitorados. Os ativos podem ser úteis aos usuários do PI System que não conhecem ou não estão familiarizados com os pontos. Ao usar os ativos, eles podem encontrar os dados necessários sem compreender os detalhes técnicos de cada peça do equipamento. Os ativos também são úteis para encontrar todos os pontos associados a uma peça do equipamento. Acesso a dados Os componentes do PI System se comunicam entre si usando o PI SDK, o PI API e o PI AF SDK. Os compenentes do PI Data Access incluem o PI OLEDB com o Microsoft SQL Server (Standard ou Enterprise) e o PI Web Services com o Microsoft IIS. Eles também podem incluir dados relacionais fornecidos como um PI ODBC e PI JDBC. O PI Web Services recupera os dados do PI System usando o PI SDK e o AF SDK, além de outras camadas de acesso a dados. Em geral, o host do PI Web Services deve estar configurado com as informações de conexão para os PI Servers e PI AF Servers desejados. Aplicativos cliente Operadores, engenheiros, gerentes e outras equipes da planta usam diversos aplicativos cliente para se conectarem a servidores de aplicativos PI e PI Servers para exibir os dados da planta. PI Coresight, PI ProcessBook, PI DataLink e PI WebParts são aplicativos cliente. PI Server e PI Asset Framework (PI AF) O PI Server 2010 e posteriores incluem e requerem o PI Asset Framework (PI AF). É necessário ter uma conexão com o PI AF Server para instalar um PI Server. Se o PI AF Server não estiver instalado, instale-o antes de iniciar a instalação do PI Server. O PI AF Server está incluído no upgrade do PI Server 2010, mas requer um kit de instalação separado. O PI AF substitui o PI Module Database (MDB). Novos aplicativos cliente darão suporte apenas ao PI AF. Para fornecer compatibilidade reversa, o PI Server migra o conteúdo do PI MDB no PI AF. Após a migração, o PI Server constantemente sincroniza o conteúdo MDB com o PI AF, permitindo acesso ao conteúdo MDB pelos PI AF Clients e pelos clientes MDB. Da mesma 2 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

11 Implantação do PI Asset Framework forma, pode-se acessar o conteúdo PI AF pelos clientes MDB e pelos PI AF Clients. Isso permite o acesso ao conteúdo PI AF com ferramentas baseadas em MDB, como o PI ACE, ou com o PI AF Client, como o PI System Explorer. Durante a instalação ou o upgrade para o PI Server 2010 ou posteriores: O programa de instalação do PI Server solicita o fornecimento de um caminho para o PI AF Server e tenta se conectar ao PI AF Server especificado. Não será possível concluir a instalação ou o upgrade, exceto se o programa de instalação puder fazer essa conexão. A única exceção a essa regra ocorrerá quando estiver sendo feito o upgrade de um PI Server existente que não use o PI MDB. Se um novo PI Server estiver sendo instalado, ou estiver sendo feito o upgrade de um PI Server que não use MDB, o programa de instalação perguntará se deseja-se habilitar o MDB. É necessário executar o MDB no assistente de preparação do AF antes de fazer o upgrade. Não é possível fazer o upgrade até que o assistente tenha sido executado com êxito. Após o upgrade, a migração do MDB para o PI AF é automaticamente iniciada, e o conteúdo do MDB é sincronizado com o PI AF. Arquitetura PI AF O PI AF usa uma arquitetura de várias camadas. Um sistema mínimo consiste de um aplicativo cliente ou do PI AF SDK, do serviço de aplicativo PI AF Server e do banco de dados SQL do PI AF. Na topologia física, qualquer configuração das três camadas é possível, inclusive a execução de todas as camadas no mesmo sistema ou em sistemas distintos. Os clientes podem se comunicar com vários PI AF Server e PI Servers. Um único PI AF Server pode atender a vários clientes. Um único banco de dados SQL do PI AF pode hospedar vários PI AF Servers. Os recursos de alta disponibilidade podem ser configurados de várias formas, inclusive PI AF Servers com carga balanceada, espelhamento do SQL Server, replicação do SQL Server, Microsoft Cluster Service (MSCS) ou a combinação desses métodos. Opções de configuração do PI Server, PI AF Server e SQL Server Para o PI Server, PI AF Server e Microsoft SQL Server, é necessário ter um ou mais computadores Windows, de preferência com sistema operacional de 64 bits. É possível instalar uma versão de 32 bits do Windows em um computador de 64 bits. No entanto, os benefícios dos sistemas operacionais de 64 bits do Windows não estariam presentes, como 2 GB de RAM por processo. Para melhor desempenho e segurança aprimorada, a OSIsoft recomenda a instalação do SQL Server em um computador diferente do que o PI Server está instalado. A OSIsoft também recomenda duas unidades físicas no computador PI Server. E que o PI AF Server e o PI Server sejam instalados em computadores diferentes se: O PI AF Server usar dados de séries de tempo para vários PI Servers. O PI AF Server está configurado para alta disponibilidade (como um coletivo PI AF, PI AF Server com carga balanceada, PI AF Servers conectados a um SQL Server espelhado ou PI AF Servers conectados a SQL Servers em cluster). Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 3

12 Implantação do PI Asset Framework O número de computadores necessários depende do tamanho e da complexidade do PI System. Sistema pequeno, PI Server único Para sistemas com poucos ativos (10 mil ou menos) e cargas de trabalho de baixas a moderadas (25 mil ou menos pontos PI), a OSIsoft recomenda: Instalar o PI Server, o PI AF Server e o SQL Server no mesmo computador. Usar o SQL Server Express Edition. (Em geral, a OSIsoft recomenda usar o SQL Server Enterprise Edition, exceto se houver um pequeno banco de dados SQL do PI AF com poucos usuários e baixo uso.) Considere a instalação do SQL Server em um computador diferente do PI Server ou use um SQL Server compartilhado com suporte a vários aplicativos, além do PI AF. PI System com melhor desempenho Nos sistemas com mais de dez mil ativos e carga de trabalho de moderada a alta e contagens de pontos, a OSIsoft recomenda: Instalar o Microsoft SQL Server em um computador diferente do PI Server. Instalar do PI AF Server no computador PI Server ou SQL Server. Usar o Microsoft SQL Server Standard ou Enterprise Edition em vez do Express Edition. Considere usar os coletivos PI Server e PI AF para maior disponibilidade e escalabilidade. 4 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

13 Implantação do PI Asset Framework PI System distribuído e de alta disponibilidade Para os sistemas distribuídos com grandes cargas de trabalho e contagens de pontos e com vários PI Servers ou coletivos PI Server que são vinculados a um banco de dados central PI AF, a OSIsoft recomenda a instalação de coletivos PI Server, coletivos PI AF e Microsoft SQL Server em computadores separados e redundantes para arquivar o melhor nível de desempenho e escalabilidade. Opções de implantação do PI AF Dependendo das necessidades e do objetivos do usuário, existem várias opções para a implantação do PI Asset Framework, desde a implantação simples que usa um computador a um coletivo espelhado complexo que use vários computadores. Cuidadosamente considere qual implantação é a melhor para atender às necessidades do usuário antes da instalação. Nesta seção Implantação simples do PI AF PI AF em um SQL Server espelhado PI AF Server em um cluster de failover Coletivos PI AF Considerações de implantação do PI AF Perguntas frequentes sobre a implantação do PI AF Implantação simples do PI AF Para sistemas com poucos ativos (10 mil ou menos) e cargas de trabalho baixas a moderadas (25 mil ou menos pontos PI), a OSIsoft recomenda seguir estas diretrizes: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 5

14 Implantação do PI Asset Framework Instalar o PI Server, o PI AF Server e o SQL Server no mesmo computador. Considerar a instalação do Microsoft SQL Server em um computador diferente do PI Server. A instalação do SQL Server Standard ou Enterprise Edition no mesmo computador do PI Server pode diminuir significativamente o desempenho do PI Server. Os possíveis cenários de implantação incluem: Implantar o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF no mesmo computador e implantar um PI AF Client no mesmo computador ou em um computador diferente. Implantar o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF em computadores diferentes e implantar um PI AF Client em um desses computadores ou em um computador diferente. Implantar o serviço de aplicativo PI AF em vários computadores apontando para um único banco de dados SQL do PI AF e implantar um balanceador de carga de rede entre o PI AF Client e os serviços de aplicativos PI AF. Por exemplo: PI AF em um SQL Server espelhado Implante o PI AF em um SQL Server espelhado para um sistema de alta disponibilidade. Os possíveis cenários incluem: 6 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

15 Implantação do PI Asset Framework Implante o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF em computadores separados, com o banco de dados SQL do PI AF em um SQL Server espelhado, e implante o PI AF Client em outro computador. Implante o serviço de aplicativo PI AF em vários computadores apontando para um banco de dados SQL do PI AF instalado em um SQL Server espelhado e implante um balanceador de carga de rede entre o PI AF Client e os serviços de aplicativos PI AF. PI AF Server em um cluster de failover Dois cenários demonstram a implantação de alta disponibilidade para os componentes do PI AF Server em um cluster de failover: O primeiro cenário é para a implantação do serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF em computadores diferentes. Instale o serviço de aplicativo PI AF em um computador separado que use o Microsoft Failover Clustering. Conforme recomendado, o serviço de aplicativo PI AF é configurado para ser executado em uma conta de domínio. Instale o banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover do SQL Server. Instale o PI AF Client em outro computador. Instale o serviço de aplicativo PI AF em um computador separado que use o Microsoft Failover Clustering. Conforme recomendado, o serviço de aplicativo PI AF é configurado para ser executado em uma conta de domínio. O segundo cenário deverá implantar o serviço de aplicativo PI AF em vários computadores que apontam para um banco de dados SQL do PI AF que foi instalado em um cluster de failover do SQL Server. Implante o equilibrador de carga de rede entre o PI AF Client e os serviços de aplicativos PI AF. A OSIsoft pressupõe que o usuário esteja familiarizado com a configuração e operação dos recursos do cluster de failover e com as ferramentas de administração no sistema operacional Windows: Snap-in Windows Server 2008 R2 Failover Cluster Management Windows Server 2012 Failover Cluster Management Tools Coletivos PI AF Um coletivo PI AF é um conjunto de PI AF Servers que agem como PI AF Servers lógicos em um PI System para fornecer alta disponibilidade (HA), recuperação de desastres, distribuição de carga e maior escalabilidade. Entre os cenários de implantação para um coletivo PI AF estão: Vários pares de um serviço de aplicativo PI AF e de um banco de dados SQL do PI AF (o par do serviço de aplicativo PI AF e do banco de dados SQL do PI AF podem estar no mesmo computador ou em computadores diferentes) configurados em um coletivo PI AF, com um PI AF Client no mesmo computador ou em outro computador. Vários pares de um serviço de aplicativo PI AF e de um banco de dados SQL do PI AF configurado em um coletivo PI AF, com cada par configurado como um cluster do SQL Server ou de um SQL Server espelhado. Os coletivos PI Server e PI AF são independentes; um coletivo PI Server não é necessário para criar um coletivo PI AF e vice-versa. Um PI Server não precisam estar instalados para os PI AF Servers primário e secundários. Um coletivo PI AF usa a replicação do SQL Server para copiar dados do computador do banco de dados SQL do PI AF primário (publicador) para cada um dos computadores do banco de Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 7

16 Implantação do PI Asset Framework dados SQL do PI AF. O banco de dados PIFD é o banco de dados do Microsoft SQL Server no qual as informações de configuração e os bancos de dados PI AF definidos pelo usuários são armazenados. Ao criar um coletivo PI AF, um banco de dados do distribuidor (PIFD_Distribution) é criado para permitir a replicação do SQL Server. Cada servidor secundário se comunica com o servidor primário por meio de uma conexão do Windows Communication Foundation (WCF) e reporta as informações de status. O servidor autentica a conexão do WCF usando um certificado do Windows gerado pelo PI AF Server, quando este é gerado. A replicação do SQL Server transmite o certificado do PI AF Server primário para cada servidor secundário. Depois que o servidor secundário recebe o certificado do servidor primário, ele pode comunicar seu status com o servidor primário. Quando os dados PI AF são alterados no PI AF Server primário: O agente de leitura do log envia as alterações do PIFD para o banco de dados PIFD_Distribution. Para cada servidor secundário, o agente dele impõe alterações à instância do SQL Server no servidor secundário. Se o servidor secundário não puder ser alcançado (ser houver um problema de rede ou o computador estiver off-line), o agente tentará alcançá-lo mais tarde. Configuração do coletivo PI AF de amostra O recurso de alta disponibilidade (HA), implementado como PI AF, usa um coletivo PI AF. Porque a lógica de balanceamento de carga e failover é implementada no nível do PI AF SDK, cada instância do PI AF SDK deve conhecer o endereço de pelo menos um dos PI AF Servers em um coletivo PI AF. Depois de o PI AF SDK se conectar ao PI AF Server, ele será atualizado com as informações sobre os outros membros do coletivo PI AF. O PI AF SDK selecionará o PI AF Server apropriado, detectará as falhas e trocará para o próximo PI AF Server apropriado. Cada par de banco de dados SQL do PI AF/PI AF Server pode estar no mesmo computador ou em computadores diferentes. Cada PI AF Server deve conhecer sua função de servidor (primário ou secundário), cada servidor primário deve conhecer o local dos servidores secundários para permitir a replicação, e cada servidor secundário deve conhecer o local do servidor primário para enviar o status ao primário. A replicação do SQL Server permite que os servidores do banco de dados secundário contatem o servidor do banco de dados primário e replica os metadados e os dados. 8 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

17 Implantação do PI Asset Framework Na figura, R/W indica que o servidor primário dá suporte de leitura e gravação aos dados por PI AF Clients. R/O indica que os servidores secundários só dão suporte à leitura de dados pelos PI AF Clients. O servidor primário pode estar localizado nas matrizes, e cada planta pode ter um servidor secundário. Os gravadores de dados sempre se conectam ao servidor primário para fazer alterações. Os usuários de cada planta se conectam a seu servidor secundário local, exceto para gravação; nesse caso, eles se conectam ao servidor primário. O servidor primário e todos os servidores secundários conterão exatamente os mesmos dados. Nota: Faça o backup dos dados, mesmo se a replicação SQL Server for usada. Por exemplo, se o banco de dados SQL do PI AF for excluído por engano do servidor primário, o SQL Server replicará essa exclusão nos servidores secundários, e todos os dados PI AF serão perdidos. Considerações de implantação do PI AF Os principais componentes em um PI System são o PI Asset Framework, o Microsoft SQL Server e o PI Server. A OSIsoft recomenda usar estas orientações para implantar o PI AF em um PI System: Se o computador PI Server estiver cheio, mova o SQL Server para outro computador. Se vários PI Servers usarem o mesmo banco de dados SQL do PI AF, mova o SQL Server para outro computador. É aceitável usar um SQL Server compartilhado contendo bancos de dados para outros aplicativos não OSIsoft. Geralmente, eles já estão em execução em um cluster. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 9

18 Implantação do PI Asset Framework O tamanho do hardware deve ser baseado na carga de trabalho, não na contagem de objetos AF, pois os dois não estão relacionados. A memória RAM é a consideração mais importante para o tamanho do hardware para implementação do PI AF por causa do SQL Server. Com o aumento da carga de trabalho de E/S, é importante considerar que o subsistema do disco lide com a contagem de E/S e com os requisitos de armazenamento. Entre as especificações a serem consideradas estão: número de eixos do disco, unidades de estado sólido (SSDs) e assim por diante. Para PI AF Systems muito grandes, use uma matriz de unidade que possa comportar no mínimo leituras aleatórias de E/S por segundo (IOPS). Adicionar memória RAM do SQL Server melhora o desempenho de leitura e gravação do SQL Server e é a variável com maior impacto no desempenho do PI AF. Especificamente, se um PI AF System muito grande estiver sendo usado, especifique que a memória RAM do SQL Server tenha um tamanho equivalente a 60%-65% da base de dados. Perguntas frequentes sobre a implantação do PI AF A seguinte tabela fornece respostas às perguntas frequentes sobre a implantação do PI AF. Pergunta Resposta Explicação O serviço de aplicativo PI AF pode ser executado em um sistema de servidores do banco de dados? O serviço de aplicativo PI AF pode ser executado em um sistema diferente do servidor do banco de dados? O serviço de aplicativo PI AF pode ser executado em um sistema em um domínio não confiável pelo domínio do sistema do servidor do banco de dados? O servidor do banco de dados pode usar a instância padrão? O servidor do banco de dados pode usar uma instância nomeada? Se o serviço de aplicativo PI AF não estiver instalado no sistema de servidores do banco de dados, qual software, além dos componentes do SQL Server, é instalado no sistema de servidores do banco de dados? O PI AF Server funciona corretamente quando o banco de dados é instalado em uma instância do SQL Server compartilhado? Sim Sim Sim Sim Sim Nenhum Sim Configure o serviço de aplicativo PI AF para usar um login do SQL Server, em vez da Autenticação do Windows ao se conectar ao SQL Server. Modifique a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF para usar a instância padrão ou um álias apropriado. Modifique a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF para usar a instância nomeada ou um álias apropriado. 10 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

19 Implantação do PI Asset Framework Pergunta Resposta Explicação Quantos bancos de dados SQL Server são necessários para o aplicativo? 1 (sem PI HA) ou 2 (com HA) O programa de instalação criar um único banco de dados SQL do PI AF chamado PIFD. O PI AF cria um segundo banco de dados do usuário chamado PIFD_Distribution no primário para a replicação do SQL Server. Há alguma intercalação específica necessária? O PI AF espera que o SQL Server escute em uma porta específica? O banco de dados é executado no modo MULTI_USER? Existem recursos do SQL Server necessários? Sim. Ela diferencia maiúsculas de minúsculas. Não Sim Sim Apesar de o procedimento de instalação não especificar uma intercalação específica, SQL_Latin1_General_CP1_CI_ AS foi o mais testado. O serviço do SQL Server Agent é necessário para os backups automatizados ou se o PI AF está configurado para alta disponibilidade. A alta disponibilidade do PI AF precisa do recurso de replicação do SQL Server. SQL Server Audit Trail exige o recurso Change Data Capture que só está disponível a partir do SQL Server Enterprise Edition. O IIS é necessário no sistema de servidores do banco de dados? O.NET Framework é necessário no sistema de servidores do banco de dados? Não Sim O MS-DTC é necessário? Não É necessário habilitar conexões remotas com o banco de dados? Sim Exceto se o DBA instalar manualmente os objetos de banco de dados PI AF, o programa de instalação precisará do.net Framework versão 4.0. No entanto, isso ele pode ser removido após a instalação. Sim, se o serviço de aplicativo PI AF não estiver instalado no sistema de servidores do banco de dados. Soluções de alta disponibilidade do PI AF Para implementar a alta disponibilidade no PI AF, é possível usar uma solução baseada no Microsoft SQL Server ou no PI AF. As próximas seções comparam as opções disponíveis em cada solução. Nesta seção Soluções de alta disponibilidade baseadas no Microsoft SQL Server Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 11

20 Implantação do PI Asset Framework Soluções de alta disponibilidade baseadas no PI AF Soluções de alta disponibilidade baseadas no Microsoft SQL Server A seguinte tabela compara as soluções de alta disponibilidade baseadas no Microsoft SQL Server: Solução do MS SQL Server Vantagens Desvantagens Em cluster Permite acesso completo de leitura/ gravação ao banco de dados PI AF. Ressincronização não necessária. Membros do cluster sempre usam a última cópia compartilhada do banco de dados SQL do PI AF. Espelhado Permite acesso completo de leitura/ gravação ao banco de dados AF. Replicação transacional (com o coletivo PI AF) Tempo de failover rápido (comparado ao armazenamento em cluster do SQL). Duas cópias do banco de dados no hardware independente. Os membros podem estar fisicamente separados por uma longa distância. Entrada de baixo custo na alta disponibilidade (reuso de hardware existente, fácil implementação, pode usar o SQL Express para servidores secundários). Os membros podem estar fisicamente separados por uma longa distância. Duas ou mais cópias do banco de dados no hardware independente. As leituras do PI AF são escaladas nos SQL Servers do PI AF com o balanceamento de carga estatística do coletivo PI AF. Requer investimento inicial significante no hardware do cluster. O PI AF Server não está disponível durante o período de failover do cluster. Não há nenhuma vantagem real na reinicialização do próprio serviço do servidor único no failover. O Balanceamento de carga da rede pode ser um único ponto de falha, se não disponível. Permite acesso de leitura/gravação apenas ao banco de dados PI AF no PI AF Server primário no coletivo, acesso de somente leitura aos membros secundários. A renomeação do banco de dados PIFD não tem suporte. Não será apropriado se as gravações dos metadados PI AF forem necessárias 24 horas. Os membros do SQL Express serão fracamente escalados para banco de dados PI AF muito usados. Exceto se o armazenamento em cluster ou o espelhamento forem usados no SQL Server primário, a gravação não será possível se o SQL Server primário não estiver disponível. Soluções de alta disponibilidade baseadas no PI AF A seguinte tabela mostra uma comparação das soluções de alta disponibilidade baseadas no PI AF. 12 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

21 Implantação do PI Asset Framework Solução baseada no PI AF Armazenado em cluster Balanceamento de carga de rede (NLB) Coletivo PI AF (com balanceamento de carga estático) Vantagens Sem vantagens reais, exceto que pode ajudar na reinicialização dos serviços, caso falhe. Permite o balanceamento de carga em vários servidores usando os clusters NLB ou DNS de round-robin. Entrada de baixo custo em alta disponibilidade. Desvantagens Requer investimento inicial significante no hardware do cluster. O PI AF Server não está disponível durante o período de failover do cluster. Não há nenhuma vantagem real na reinicialização do próprio serviço do servidor único no failover. O Balanceamento de carga da rede pode ser um único ponto de falha, se não disponível. O balanceamento de carga estático nos membros do coletivo PI AF requer configuração PI AF SDK por cliente. Desde fevereiro de 2012, não há balanceamento de carga dinâmico disponível. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 13

22 Implantação do PI Asset Framework 14 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

23 Ordem de instalação do PI System O PI System consiste de interfaces, PI Server e clientes. O PI Server consiste de PI Data Archive, PI Asset Framework, PI Notifications, PI ACE e interfaces PI para o Monitoramento do Sistema. Consulte o guia de instalação de cada produto PI System para obter os procedimentos de instalação detalhados. 1. Instale o Microsoft SQL Server. 2. Instale os componentes do PI AF Server. Não é necessário instalar o serviço de aplicativo PI AF no mesmo computador do Microsoft SQL Server. Para instalar o serviço de aplicativo PI AF em um computador diferente do SQL Server: a. No computador SQL Server, execute o programa de instalação do PI AF Server e instale o recurso do banco de dados SQL do PI AF. b. Se os scripts do SQL estiverem sendo instalado sem a execução deles, siga as etapas para a criação e o upgrade manuais do banco de dados SQL do PI AF. c. No computador do serviço de aplicativo PI AF, execute o programa de instalação do PI AF Server e instale o recurso do serviço de aplicativo PI AF. 3. Instale os PI Data Archive Servers. 4. Instale o PI AF Client. A instalação do PI AF Client também inclui esses recursos opcionais: PI System Explorer O PI System Explorer tem suporte a vários idiomas. Instale o Pacote de idiomas MUI do PI System Explorer para habilitar o acesso a vários idiomas. Se o PI System Explorer não tiver suporte a determinado idioma, a interface do usuário será exibida em inglês. Plug-in de Gerenciamento de Análise PI Builder Documentação do usuário PI AF a. Instale o plug-in de Gerenciamento de Análise em um computador PI System Explorer, se você pretende utilizar o Serviço de Análise de PI para fazer operações em massa ou resolver problemas no sistema. Pode-se instalar o plug-in Gerenciamento de Análises em um computador separado do PI Analysis Service. 5. Instale os aplicativos dependentes do PI AF, como o PI Notifications ou a PI AF Compatibility Layer no mesmo computador no qual o PI AF Client está instalado. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 15

24 Ordem de instalação do PI System 16 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

25 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server 1. Consulte Ordem de instalação do PI System. 2. Faça login no sistema Windows usando uma conta com privilégios de administrador. 3. Feche os aplicativos OSIsoft atualmente em execução. 4. Verifique os requisitos do sistema. Consulte PI AF 2014 Release Notes para obter os últimos requisitos de sistema. 5. Determine Funções e permissões do SQL Server para uso com o PI AF. 6. Sincronização das configurações de tempo nos computadores PI System. 7. Baixar o kit de instalação do PI AF. Requisitos do sistema Consulte PI AF Release Notes para obter os requisitos detalhados do sistema. Nesta seção Requisitos de hardware Requisitos dos Windows para o AF Server e o AF Client Requisitos do SQL Server Requisitos de hardware O PI AF é extremamente flexível e tem suporte a vários tipos de objetos. Por exemplo: um objeto PI AF pode ser tão simples quanto um valor numérico estatístico, uma string ou um texto; ou pode ser um objeto mais complexo, como Estruturas de Eventos PI, referências de dados ou objetos binários. Dessa forma, não é possível correlacionar de maneira definitiva o número de objetos PI AF aos requisitos de hardware. No entanto, há algumas diretrizes gerais a serem seguidas. O tamanho do hardware deve ser baseado na carga de trabalho, não na contagem de objetos PI AF, pois os dois não estão relacionados. Com o aumento da carga de trabalho de entrada e saída (E/S), é importante considerar que o subsistema do disco lida com a contagem de E/S e com os requisitos de armazenamento. A adição de memória (RAM) melhora o desempenho de leitura e gravação do SQL Server. Aumentar o número ou o desempenho da CPU é útil para usuários simultâneos. Requisitos dos Windows para o AF Server e o AF Client Sistema Operacional Windows Windows Server 2012 Windows Server 2012 R2 Windows Server 2012 Core Windows Server 2012 R2 Core Suporte ao AF Server e serviço PI Analysis Sim AF Client suportado Sim Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 17

26 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server Sistema Operacional Windows Suporte ao AF Server e serviço PI Analysis Windows Server 2008 R2 SP1 Sim Sim Windows 8, 64-bit and 32-bit Somente teste Sim Windows 7 SP1, 64-bit e 32-bit Somente teste Sim Windows Server 2008 SP2, 64- bit e 32-bit Windows Vista SP2, 64-bit e 32- bit Não Não AF Client suportado Sim Sim Windows Server 2003 Não Não Windows XP Não Não Requisitos do SQL Server Geral Edições do SQL Server suportadas Detalhes Express Standard Enterprise Datacenter Versões do SQL Server suportadas SQL Server 2014 SQL Server 2012 SQL Server bit x86 e 64-bit x64 Não há suporte para a CPU Itanium. Componentes do Banco de Dados SQL, SQL Agent (backup e replicação) requeridos Em geral, a OSIsoft recomenda usar o SQL Server 2012 R2 Enterprise Edition, exceto no caso de um banco de dados SQL do PI AF (PIFD) pequeno, com poucos usuários e baixo uso. Apesar de ser suportado pelo PI AF, o SQL Server 2012 R2 Express tem um limite de memória de 1 GB e um limite de tamanho do banco de dados de 10 GB. Além disso, o SQL Server 2012 R2 Express não tem suporte às ferramentas de Business Intelligence (BI) da Microsoft, como os SQL Reporting Services e SQL Analysis Services. Os recursos de alta disponibilidade do PI AF não são suportados no SQL Server 2012 R2 Express. Ao estimar o espaço em disco do SQL Server necessário para o PIFD, considere o tipo e a quantidade de objetos PI AF. Como uma primeira estimativa, um PIFD com 50 mil elementos, cada um com 20 atributos com tipo de dados double usaria aproximadamente 3 GB de espaço em disco. Se os objetos PI AF, como PI Event Frames, PI Notifications ou outros tipos de dados, forem usados, os requisitos de espaço em disco aumentarão. No caso de referências de dados PI AF customizadas, a OSIsoft recomenda usar um ambiente de teste para testar as implicações de tamanho. Também consulte Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF. 18 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

27 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server Sincronização das configurações de tempo nos computadores PI System Em todos os computadores que fazem parte do PI System, é necessário garantir que o tempo esteja configurado corretamente e sincronizado com o pi Server. Além disso, certifique-se de que todos os computadores Windows tenham as configurações corretas de fuso horário e que sejam configurados para ajustar automaticamente as alterações de horário de verão. A OSIsoft recomenda sincronizar o relógio do PI Server com um servidor de protocolo de tempo da rede (NTP). Para detalhes, veja a página web Handling DST on PI Server, PI Interface, and PI Client nodes ( ). Baixar o kit de instalação do PI AF 1. No site do Suporte Técnico da OSIsoft, clique em Meu Suporte > Meus Produtos. 2. Encontre o software PI AF Server a ser instalado e clique em Download. A página Download exibe uma tabela com todos os kits de instalação disponíveis para o usuários. 3. Selecione e instale o kit e clique em Baixar Agora. 4. Leia o Contrato de serviços e licença de software da OSIsoft, LLC ( OSIsoft ) e clique em Aceito. 5. Quando for solicitada a execução e gravação do arquivo executável (.exe), clique em Salvar e em OK. Instalar o Microsoft SQL Server Para obter informações relacionadas à instalação do Microsoft SQL Server, consulte: Requisitos do SQL Server Funções e permissões do SQL Server para uso com o PI AF Visão geral de segurança do PI AF Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF Nesta seção Considerações do SQL Server Diretrizes de instalação do SQL Server Funções e permissões do SQL Server para uso com o PI AF Considerações do SQL Server A seguinte tabela contém as perguntas frequentes sobre o SQL Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 19

28 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server Pergunta Os usuários finais se conectam ao SQL Server? Os usuários finais devem receber acesso aos objetos do SQL Server? O usuário de controle PI AF Server tem acesso aos dados armazenados no banco de dados SQL Server? Cada usuário precisa de um login para o SQL Server? O DBA precisa gerenciar as permissões do usuário para os objetos do SQL Server? O aplicativo remoto requer permissões do Windows no computador SQL Server? O PI AF é compatível com o armazenamento em cluster, o espelhamento e a replicação do SQL Server? Resposta Não. A OSIsoft recomenda que os usuários finais não recebam privilégios na instância do SQL Server. Não. Sim. Os usuários não se conectam ao banco de dados SQL Server. O PI AF Server usa a autenticação do Windows para identificar usuários e realizar Verificações de acesso nos descritores de segurança do Windows armazenados nas tabelas do SQL Server para controlar o acesso do usuário aos dados do aplicativo. Não. Os usuários não precisam se conectar ao SQL Server. Não. Os usuários não precisam se conectar ao SQL Server. Sim. Exceto para gerenciar coletivos PI AF (replicação do SQL Server), o PI AF SDK nunca se conecta ao SQL Server e, portanto, o usuário não precisa de permissão no SQL Server. No gerenciamento de alta disponibilidade do PI AF, o usuário que está executando o PI AF SDK precisa ter a função SysAdmin na instância do SQL Server, no entanto, os privilégios do nível de O/S do Windows não são necessários. Sim. Diretrizes de instalação do SQL Server Pergunta O programa de instalação do PI AF instala o SQL Server? Quais privilégios do Microsoft Windows são necessários no servidor do banco de dados para o programa de instalação do banco de dados? É possível para DBA instalar manualmente os objetos SQL sem a ajuda do programa de instalação? Os scripts do SQL Server estão disponíveis para revisão do DBA antes da execução? Resposta Não. Como opção, nenhum. A instalação dos scripts do SQL, assim como a verificação da conexão do SQL, pode ser desmarcada como opção. Sim. Sim. O kit de instalação instala os scripts do SQL no diretório PIPC\AF\SQL e, como opção, pode ser instruindo a não excluí-los como parte da instalação. Esses scripts podem ser executados manualmente após a conclusão da instalação. Como alternativa, instale em um sistema de teste ou em uma imagem de servidor virtual. Capture os scripts do SQL ou faça o backup ou desanexe e restaure o banco de dados PIFD no servidor do banco de dados de produção. 20 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

29 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server Pergunta Quais privilégios do SQL Server são necessários no servidor do banco de dados para o programa de instalação do banco de dados? Na instalação somente do banco de dados, quais mudanças na configuração são feitas para o sistema operacional do Windows? Há objetos criados no banco de dados mestre? Há objetos criados no banco de dados MSDB? Há objetos criados no banco de dados do modelo? O DBA pode controlar onde os dados do banco de dados e os arquivos de log são criados? O DBA pode criar manualmente o banco de dados? Resposta O privilégio SysAdmin será necessário se for escolhido o programa de instalação para criar o banco de dados. Se escolher a instalação manual, nenhum privilégio será necessário. Consulte Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF. Nenhuma. Nenhum arquivo é instalado no servidor do banco de dados, além dos arquivos do banco de dados. Nenhum chave de registro é modificada. Não. Não. Não. Sim. Antes de executar o programa de instalação, defina os caminhos nas "configurações do banco de dados" para a instância do SQL Server. Se fizer a instalação manual, modifique schema1.sql para configurar explicitamente os caminhos. Sim. CREATE DATABASE PIFD; O DBA pode especificar caminhos e opções de banco de dados? Então, execute o programa de instalação ou os scripts do SQL Server manualmente. Consulte Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF. Funções e permissões do SQL Server para uso com o PI AF Este tópico pode ajudar a determinar as funções de usuário e as permissões apropriadas do SQL Server no ambiente PI AF. Pergunta O PI AF requer a função SysAdmin? O PI AF requer de um login na conta sa? O PI AF requer a função db_owner? Resposta Não. Não. Não. Quantos logins são necessários? 1 ou 2. Login com privilégios baixos para a conta que executa o PI AF Server precisa da função db_afserver. Não deve receber privilégios mais altos. Nunca permita que o PI AF Server se conecte ao SQL Server com privilégios SysAdmin. No PI AF com alta disponibilidade, a replicação do SQL Server é usada, e o usuário PIAdmin requer a função db_owner durante a configuração ou as alterações na replicação do SQL Server. De quais funções/permissões o PI AF Server precisa durante o tempo de execução? A conta que executa o serviço de aplicativo PI AF deve ser atribuída a membro da função de banco de dados db_afservers do banco de dados PIFD. Não é possível usar o SQL Server Management Studio para editar o login SQL Server para a conta. Consulte Criar e configurar um login do SQL Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 21

30 Tarefas de pré-instalação do PI AF Server 22 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

31 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores Pode-se instalar o PI AF em um computador, ou pode-se instalar o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF em computadores separados. Nesta seção Instalar ou fazer o upgrade do PI AF Server em um único computador Instalar ou fazer o upgrade dos componentes do PI AF Server em vários computadores Instalar ou fazer o upgrade do PI AF Server em um único computador 1. Baixar o kit de instalação do PI AF. 2. Execute uma destas etapas: Executar o kit de instalação do PI AF Server para a nova instalação Executar o programa de instalação do PI AF para upgrade. Executar o kit de instalação do PI AF Server para a nova instalação 1. Vá até o diretório no qual o kit de instalação do PI AF foi baixado. a. Clique duas vezes no arquivo de instalação AFServer[VersionInfo]_.exe, em que [VersionInfo] descreve a versão do kit de instalação do PI AF Server. Talvez a permissão para executar a instalação seja solicitada em uma mensagem Controle de Conta do Usuário. Clique em Sim para continuar a instalação. A janela Executável de autoextração é exibida. b. Na janela Executável de autoextração, clique em Procurar, selecione o diretório no qual os arquivos serão extraídos e clique em OK. Os arquivos são extraídos, e a janela Bem-vindo, aberta. Uma lista exibe todos os módulos cuja instalação/upgrade será feito. Revise a lista de módulos e comentários para garantir que não haja avisos exibidos. 2. Clique em OK para iniciar a instalação do Microsoft.NET Framework 4.5. Quando a instalação do.net Framework 4.5 estiver concluída, a janela Instalação do Microsoft SQL Server 2012 Native Client será exibida. 3. Clique em Próximo para iniciar a instalação do SQL Server 2012 Native Client. A janela Contrato de Licença do Native Client é exibida. a. Leia os Termos de Licença. Se os termos forem aceitos, selecione Eu aceito os termos do contrato de licença e clique em Próximo. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 23

32 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores A janela Seleção de recursos é aberta. b. Não faça alterações nas seleções, pois ambos os recursos precisam ser instalados. Clique em Next. A janela Pronto para instalar o programa é aberta. c. Clique em Instalar para continuar a instalação do SQL Server 2012 Native Client. A janela Concluindo a instalação do SQL Server 2012 Native Client será aberta quando a instalação for concluída. d. Clique em Concluir para continuar a instalação do AF Server. O arquivo executável da instalação instala os Microsoft Visual C++ Redistributables sem que nenhuma interação seja necessária. A janela de boas-vindas da Instalação do PI AF Server [VersionInfo] é aberta. 4. Revise as informações de boas-vindas. Para continuar, clique em Próximo. A janela Informações do usuário é exibida. a. Clique em Próximo para aceitar os valores padrão Nome completo e Organização e clique em Próximo. A janela Pasta de destino é aberta. b. Clique em Próximo para aceitar a pasta de destino padrão ou em Procurar para localizar e selecionar outra pasta. A janela Selecionar recursos é aberta. Uma descrição dos recursos selecionados é mostrada no painel à direita, inclusive o espaço em disco necessário para o recurso. c. Clique em Próximo para aceitar os recursos selecionados. A janela Conexão do SQL Server local é exibida. Essa janela tem uma lista suspensa incluindo todas as instâncias do SQL Server no servidor local. d. Escolha a instância do SQL Server padrão selecionado-a, inserindo um "." ou deixando o campo em branco. Pode-se aceitar a instância do SQL Server mostrada na lista suspensa, selecionar uma instância diferente ou digitar manualmente um nome de instância do SQL Server local na lista. e. Clique em Next. A janela Pronto para instalar o aplicativo é aberta e exibe os recursos que serão instalados. Clique em Voltar para fazer alterações. f. Clique em Próximo para instalar o PI AF Server. A janela Atualizando sistema é aberta. A janela Instalação Concluída abrirá quando a instalação estiver concluída. 5. Clique em Fechar. O que Fazer Depois Nota: Se você cancelar a instalação antes de ser concluída, o banco de dados SQL AF PI pode já ter sido criado e você terá que remover o banco de dados manualmente. Verifique se o serviço de aplicativo AF está em execução na conta correta. Consulte Recomendações gerais de segurança do PI AF. 24 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

33 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores Executar o programa de instalação do PI AF para upgrade Antes de Iniciar Warning: Se você estiver atualizando a partir de uma versão anterior a 2.6, a trilha de auditoria não está habilitada depois de uma atualização, e as tabelas de trilha de auditoria não existem. Antes de fazer o upgrade, verifique se há um backup válido para o banco de dados PIFD do SQL. Se você estiver atualizando a partir da versão 2.6 ou posterior, as tabelas de trilha de auditoria são deixadas no local. 1. Antes de iniciar o processo de upgrade, verifique se o serviço do PI AF Server está parado: a. Clique em Painel de Controle > Ferramentas Administrativas > Serviços. b. Clique com o botão direito do mouse em PI AF Server [VersionInfo] Serviço de Aplicativo e selecione Parar. 2. Faça backup do banco de dados SQL do PIFD. Ao fazer o upgrade, o programa de instalação pode atualizar as alterações feitas no banco de dados PIFD existente. Após a conclusão dessas alterações, não será possível fazer o downgrade do banco de dados PIFD. 1. Vá até o diretório no qual o kit de instalação do PI AF foi baixado. a. Clique duas vezes no arquivo de instalação AFServer[VersionInfo]_.exe, em que [VersionInfo] descreve a versão do kit de instalação do PI AF Server. Talvez a permissão para executar a instalação seja solicitada em uma mensagem Controle de Conta do Usuário. Clique em Sim para continuar a instalação. A janela Executável de autoextração é exibida. b. Na janela Executável de autoextração, clique em Procurar, selecione o diretório no qual os arquivos serão extraídos e clique em OK. Os arquivos são extraídos, e a janela Bem-vindo, aberta. Uma lista dos módulos cuja instalação/upgrade será feito é exibida. Revise a lista de módulos e comentários para garantir que não haja avisos exibidos. 2. Clique em Próximo para iniciar a instalação do Microsoft.NET Framework 4.5. Se o serviço PI AF Server não parar antes do início do upgrade, uma janela Microsoft.NET Framework 4.5 será exibida, indicando que o serviço PI AF Server ainda está em execução. É solicitada a permissão para que a instalação interrompa o serviço. Se aceitável, clique em Sim. Ou clique em Não para cancelar a instalação. Como alternativa, pare o serviço e retorne a esta caixa de diálogo e clique em Atualizar, o que fecha esta caixa de diálogo e permite a continuação da instalação do.net Framework 4.5. Quando a instalação do.net Framework 4.5 estiver concluída, a janela Instalação do Microsoft SQL Server 2012 Native Client será exibida. 3. Clique em Próximo para iniciar a instalação do SQL Server 2012 Native Client. A janela Contrato de Licença do SQL Server 2012 Native Client é exibida. a. Leia os Termos de Licença. Se os termos forem aceitos, selecione Eu aceito os termos do contrato de licença e clique em Próximo. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 25

34 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores A janela Seleção de Recursos do SQL Server 2012 Native Client é exibida. b. Não faça alterações nas seleções, pois ambos os recursos precisam ser instalados. Clique em Next. A janela SQL Server 2012 Native Client - Pronto para Instalar o Programa é exibida. c. Clique em Instalar para continuar a instalação do SQL Server 2012 Native Client. A página Concluindo a instalação do SQL Server 2012 Native Client será aberta quando a instalação for concluída. d. Clique em Concluir para continuar a instalação do AF Server. Os Microsoft Visual C++ Redistributables são instalados sem precisar de interação. A janela Bem-vindo à página de Instalação do PI AF Server [VersionInfo] é aberta. 4. Revise as informações de boas-vindas. Para continuar, clique em Próximo. A janela Informações do usuário é exibida. a. Aceite ou altere os valores Nome completo e Organização padrão. Clique em Next. A janela Pasta de destino é aberta. b. Aceite a pasta de destino padrão ou clique em Procurar para localizar e selecionar outra pasta. Clique em Próximo. c. Leia a mensagem de advertência sobre o backup do PIFD, selecione a caixa de seleção Aviso Reconhecido (Warning Acknowledged) e clique Próximo. A janela Pronto para instalar o aplicativo é aberta. Clique em Voltar para fazer alterações. d. Clique em Próximo para instalar o PI AF Server. A janela Atualizando sistema é aberta. A janela Instalação Concluída é aberta quando a instalação estiver concluída. 5. Clique em Fechar. O que Fazer Depois Nota: Se você cancelar a instalação antes de ser concluída, o banco de dados SQL AF PI pode já ter sido criado e você terá que remover o banco de dados manualmente. Se os scripts do SQL forem executados manualmente na instalação original: 1. Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF. 2. Verifique se o serviço de aplicativo PI AF está em execução na conta correta. Consulte Recomendações gerais de segurança do PI AF. 1. Conectar o PI System Explorer a um AF Server atualizado. Conectar o PI System Explorer a um AF Server atualizado Após o upgrade para o AF Server 2.6, a primeira vez que um cliente se conectar ao AF Server com upgrade, algumas operações finais de upgrade serão realizadas por um breve período em que o desempenho ficará lento. A OSIsoft recomenda que você force a ocorrência destas operações, conectando o PI System Explorer ao seu AF Server atualizado imediatamente após o programa de atualização ser concluído. 26 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

35 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores Instalar ou fazer o upgrade dos componentes do PI AF Server em vários computadores Não é necessário instalar todos os componentes do PI AF Server no mesmo computador SQL Server. Por exemplo, instale o banco de dados SQL do PI AF no computador SQL Server, mas o serviço de aplicativo PI AF em outro computador. Ao executar o programa de instalação, a janela Selecionar Recursos permite a seleção dos recursos a serem instalados. Por padrão, o serviço de aplicativo PI AF e os recursos do banco de dados SQL do PI AF estão selecionados para instalação. Selecionar recursos para instalação Durante o programa de instalação, é possível escolher os recursos a serem instalados clicando na seta de cada recurso e selecionando: O recurso inteiro será instalado no disco rígido local. O recurso inteiro ficará indisponível. Por exemplo, deseja-se instalar o serviço de aplicativo PI AF no computador SQL Server e o banco de dados SQL do PI AF em um computador separado. Também consulte Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF. 1. Se esse for um upgrade, pare os serviços de aplicativo PI AF Server: 2. No computador SQL Server: a. Execute o programa de instalação. b. Clique na seta ao lado de Serviço de aplicativo AF e selecione Todo o recurso ficará indisponível. O serviço de aplicativo AF continuará desinstalado. Os scripts de SQL do PI AF necessários para configurar o banco de dados SQL do AF serão executados. Nota: Durante a instalação, será solicitado o fornecimento do domínio e do nome do sistema no qual o servidor de aplicativo remoto pode ser encontrado para que a autenticação apropriada possa ser concedida ao serviço de aplicativo PI AF. 3. No computador do serviço de aplicativo PI AF: a. Execute o programa de instalação. b. Clique na seta ao lado de Banco de Dados SQL do AF e selecione Todo o recurso ficará indisponível. Os Scripts do SQL do AF necessários para configurar o banco de dados SQL do AF não serão executados. O serviço de aplicativo AF será instalado no disco rígido local. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 27

36 Instalação e upgrade do PI AF em um ou vários computadores 28 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

37 Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF Pode-se instalar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) desativando o recurso Execução de script do SQL do AF durante a instalação do PI AF Server. Ao executar o kit de instalação, é possível cancelar a seleção do recurso Execução de script do SQL do AF para que os scripts do SQL Server não sejam executados como parte do processo de instalação. Os scripts do SQL Server e o arquivo GO.bat são colocados na pasta..\pipc\af \SQL. O arquivo GO.bat contém os comandos que executam a implantação manual dos scripts do SQL Server. Na execução, os scripts criam o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e preenchem suas tabelas. A execução dos scripts deve ocorrem em uma conta com privilégios sysadmin na instância do SQL Server. 1. Criar grupo local AFServers no computador do banco de dados SQL do PI AF. 2. Executar os scripts do SQL para criar e preencher o banco de dados SQL do PI AF. 3. Modificar a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF. 4. Direcionar o serviço de aplicativo PI AF a outro banco de dados SQL do PI AF. Criar grupo local AFServers no computador do banco de dados SQL do PI AF Antes de executar os scripts do SQL, siga estas etapas para ativar a interação entre o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF. Durante uma nova instalação, você cria o grupo AFServers locais quando você executa o kit PI AF Server no PI AF SQL Server (a menos que você decida não selecionar o recurso de Execução de Script SQL como parte do programa de configuração). Não importa se o programa de configuração está em execução em um único computador ou em computadores separados. Se um upgrade estiver sendo efetuado, o programa de configuração assumirá que o grupo já existe, por isso, ele não será criado. 1. No computador no qual o banco de dados SQL do PI AF está instalado, abra o Gerenciamento do Computador. 2. Crie o grupo local AFServer se ele ainda não existir. 3. Se o serviço de aplicativo PI AF não estiver em execução em uma conta de domínio, use essa sintaxe para adicionar o nome do computador do serviço de aplicativo PI AF ao grupo AFServers: DOMAIN\ComputerName Neste exemplo, o domínio é OSI, e o nome do computador, RADAT. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 29

38 Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução em uma conta de domínio, adicione o nome da conta na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução no grupo AFServers. Inclua as informações do domínio do sistema que está usando este formato: DOMAIN\DomainAccount 4. Crie um login do SQL Server e mapei-o tanto para o grupo de usuários locais dos AFServers e para o papel db_afserver do banco de dados. Executar os scripts do SQL para criar e preencher o banco de dados SQL do PI AF Para criar ou fazer o upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF após a instalação dos scripts do SQL, execute os scripts do SQL na pasta do SQL. Veja algumas sintaxes de exemplo: Exemplo de autenticação do SQL Server O seguinte comando é um exemplo de como usar a autenticação do SQL Server em um SQL Server que inclui um nome de instância: GO.bat MySQL\MyInstance PIFD MySQLLogin MySQLLoginPwd Exemplo de autenticação do Windows O seguinte comando é um exemplo de como usar a Autenticação do Windows em um SQL Server que inclui um nome de instância: GO.bat MySQL PIFD 1. Se esse for um upgrade, pare o serviço do PI AF Server: 30 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

39 Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF a. Abra a ferramenta administrativa Serviços no computador do PI AF Server. b. Clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF e selecione Parar. 2. Abra a janela do prompt de comando. Use a seguinte sintaxe para executar os scripts do SQL encontrados na pasta SQL: GO.bat <SQLName>[\<SQLInstanceName>] PIFD [<SQLUserName> <SQLUserPassword>] em que: <SQLName> é o nome do SQL Server no qual o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) será instalado. \<SQLInstanceName> é opcional e deve ser incluído se o SQL Server foi instalado com um nome de instância. PIFD é o nome do banco de dados SQL do PI AF. <SQLUserName> e <SQLUserPassword> são opcionais e devem ser usados se a autenticação do SQL Server é necessária para fazer a conexão com o SQL Server. Se não fornecida, os scripts usam a Autenticação do Windows para fazer a conexão com o SQL Server. O processo é concluído quando a linha de comando está semelhante a: c:\..\pipc\af\sql\pisysoledb>_ 3. Se o serviço PI AF Server tiver sido parado, reinicie-o agora. a. Abra a ferramenta administrativa Serviços no computador do PI AF Server. b. Clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF e selecione Iniciar. Modificar a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF Modifique a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF para ativar a comunicação entre o PI AF Server e o banco de dados SQL do PI AF. 1. No Windows Explorer, navegue até a pasta..\pipc\af no computador do serviço de aplicação PI AF. 2. Use o editor de texto para abrir o arquivo de configuração do serviço de aplicativo PI AF AFService.exe.config. 3. Insira o nome do SQL Server remoto e a instância nomeada, se aplicável, no string de conexão do servidor. Consulte as seguintes linhas de código: <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <configuration> <appsettings> <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=<SQLName>[\SQLInstance];database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> <add key="streamedport" value="5459"/> Se o SQL Server estiver em execução em um cluster, será importante usar o endereço IP do recurso armazenado em cluster, em vez do nome de um computador. <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <configuration> <appsettings> <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=<SQLClusterName>[\SQLInstance];database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> <add key="streamedport" value="5459"/> Se o SQL Server estiver configurado para usar o espelhamento SQL Server, adicione Failover Partner=<SQLServerName>[\<InstanceName>] após server=, conforme mostrado nas seguintes linhas de código: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 31

40 Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF <?xml version="1.0" encoding="utf-8"?> <configuration> <appsettings> <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=<SQLName>[\SQLInstance];failover partner=<sqlservername>[\sqlinstance];database=pifd;application Name=AF Application Server;"/> <add key="streamedport" value="5459"/> Para habilitar a comunicação criptografada, adicione encrypt=yes; ao código. Consulte a documentação do Microsoft SQL Native Client ( sqlserver/aa aspx) para obter outras opções. 4. Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução, pare-o e reinicie-o para que as alterações tenham efeito. Direcionar o serviço de aplicativo PI AF a outro banco de dados SQL do PI AF Se for necessário direcionar o serviço de aplicativo PI AF para outro banco de dados SQL do PI AF, será possível configurar o PI AF para especificar uma nova instância e habilitar as comunicações. 1. No computador do serviço de aplicativo PI AF, edite o arquivo AFService.exe.config na pasta PIPC\AF e substitua as informações do servidor pelo nome do SQL Server remoto a ser acessado. 2. Escolha uma das seguintes ações. Se o serviço de aplicação PI AF está usando a conta NetworkService ou LocalSystem, adicione o Domain\Machine Name do PI AF Server remoto ao grupo local do Windows AFServers (no computador do banco de dados SQL PI AF). Se o serviço de aplicativo PI AF tiver sido modificado para usar qualquer outra conta, adicione a conta na qual ele está em execução ao grupo local do Windows AFServers (no computador do banco de dados SQL do PI AF). 3. Usando uma conta com privilégios suficientes para executar o serviço de aplicação PI AF, execute uma das seguintes ações: Se o serviço de aplicação PI AF estiver em execução, pare-o e reinicie-o para que as alterações tenham efeito. Se o serviço de aplicação PI AF não estiver em execução, inicie-o para que as alterações tenham efeito. 32 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

41 Instalação e upgrade do PI AF Client Nesta seção Instalar o PI AF Client Conectar a um PI AF Server Adicionar um PI AF Server à lista de conexões Fazer upgrade do PI AF Client Habilitar vários idiomas para o PI AF Client Instalar o PI AF Client O AF SDK e o PI SDK são instalados como parte da instalação do PI AF Client. A instalação do PI AF Client também inclui esses recursos opcionais: PI System Explorer O PI System Explorer tem suporte a vários idiomas. Instale o Pacote de idiomas MUI do PI System Explorer para habilitar o acesso a vários idiomas. Se o PI System Explorer não tiver suporte a determinado idioma, a interface do usuário será exibida em inglês. Consulte Habilitar vários idiomas para o PI AF Client. Nota: A instalação do PI System Explorer não é opcional, se você quiser instalar o plug-in de Gerenciamento de Análise. Gerenciamento de Análises PI Builder Documentação do Usuário do PI AF Antes de Iniciar Se o programa de instalação do PI AF Client estiver em execução no mesmo computador do PI AF Server, a OSIsoft recomendará que o PI AF Server seja instalado primeiro. Se você deseja usar o PI Builder neste computador, instale o Microsoft Excel primeiro. 1. Verifique se o usuário está conectado com direitos administrativos. 2. Vá até o diretório no qual o kit de instalação do PI AF foi baixado. 3. Clique duas vezes em AFClient[VersionInfo]_.exe, em que [VersionInfo] descreve a versão do Kit do PI AF Client. 4. Você pode ser solicitado por uma mensagem de Controle de Conta de Usuário a permitir que a instalação seja executada. Clique em Sim para continuar a instalação. A janela Executável de autoextração é exibida. 5. Clique em Procurar, selecione o diretório no qual deseja-se extrair os arquivos e clique em OK. Os arquivos são extraídos, e a janela Bem-vindo é exibida com a lista dos Módulos que serão instalados. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 33

42 Instalação e upgrade do PI AF Client 6. Revise a lista de módulos e comentários para garantir que não haja avisos exibidos e clique em OK. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server Client 2014 é aberta. 7. Clique em Next. A janela Pasta de destino é aberta. A janela Diretórios de instalação é exibida. O assistente de instalação tem um destino de pasta padrão para as novas instalações e detecta os locais corretos de arquivos para atualizar o PI AF Client. Não selecione outro local. a. Clique em Next. Se nenhum AF Server for detectado, a janela Informações do Sistema Padrão será exibida. b. Opcional: Insira o nome do AF Server a ser usado nessa instalação do PI AF Client. c. Clique em Next. A janela Selecionar Recursos é aberta. d. Selecione os recursos a serem instalados clicando na seta em cada lista de recursos e selecionando o tipo de instalação desejado. Para instalar o plug-in Gerenciamento de Análises, instale o PI System Explorer. Todos os recursos, exceto para o plug-in Gerenciamento de Análises, estão definidos para serem instalados por padrão. e. Clique em Next. A janela Pronto para instalar o aplicativo é aberta. f. Analise os recursos que serão instalados. Para continuar, clique em Próximo. 8. Se o recurso PI Builder tiver sido selecionado para instalação, a janela Ferramentas do Microsoft Visual Studio para Configuração do Tempo de Execução do Office será aberta: a. Leia os Termos de Licença e selecione Li e aceitei os termos de licença para aceitar os termos. b. Clique em Instalar. Quando Ferramentas do Microsoft Visual Studio para Configuração do Tempo de Execução do Office estiverem concluídas, a janela Instalação concluída será exibida. c. Clique em Finish. A instalação do PI AF Cliente continua. A janela Instalação concluída do PI AF Client é aberta. 9. Clique em Fechar. Conectar a um PI AF Server 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões A janela Servidores se abre, exibindo uma lista de quaisquer PI Server ou PI AF Server para os quais uma conexão esteja configurada. Servidores conectados no momento estão indicados com um círculo verde. 34 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

43 PI Servers versões e são indicados com um triângulo amarelo e um aviso de que você está conectado a um servidor não suportado. Conexões a servidores pré não são permitidas. 2. Para conectar a outro PI AF Server, clique com o botão direito do mouse no nome do servidor na lista e selecione Conectar. Nota: Instalação e upgrade do PI AF Client Se o servidor de que o usuário precisa não for exibido, adicione-o conforme descrito em Adicionar um PI AF Server à lista de conexões. Em qualquer AF Server conectado, clique em Renomear para inserir outro nome para ele. Entretanto, observe que renomear o servidor afeta todos os clientes. O Nome não tem nenhuma correspondência com a Descrição. Adicionar um PI AF Server à lista de conexões 1. No PI System Explorer, clique em Arquivo > Conexões. A janela Servidores é exibida. Esta janela lista qualquer PI Server ou PI AF Server para o qual uma conexão esteja configurada. Servidores conectados no momento estão indicados com um círculo verde. O PI Server e o PI AF Server padrão são indicados com uma marca de verificação. PI Servers versões e são indicadas com um triângulo amarelo e um aviso de que você está conectado a um servidor não suportado. Conexões a servidores pré não são permitidas. 2. Clique em Adicionar AF Server. 3. Insira as propriedades do PI AF Server. O Nome não precisa corresponder ao nome do host. Quando estiver conectado ao PI AF Server, será possível alterar o Nome dele clicando em Renomear para inserir o novo nome. Warning: Renomear o AF Server impacta todos os clientes O nome do Host pode ser o nome de domínio totalmente qualificado, nome de servidor ou endereço IP. Endereços IPv6 devem estar entre chaves [ ]. Deixe o campo Conta em branco. O valor padrão T. limite de 300 segundos é aceitável em muitos casos. Se ocorrerem erros de tempo limite enquanto trabalha no PI System Explorer, aumente o tempo na caixa T. limite. (Opcional) Os Aliases são nomes alternativos que podem ser usados no PI AF Server quando usuários procuram o PI AF Server. Os alias do PI AF Server são armazenados apenas localmente no cliente, onde são configurados. (Opcional) O link Configurar Active Directory destina-se à configuração da lista de contatos PI Notifications. Esse é uma função administrador do PI AF System. 4. Clique em OK. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 35

44 Instalação e upgrade do PI AF Client Nesta seção Nota: Se uma mensagem de erro aparece dizendo que você não pode se conectar ao PI AF Server, então você precisa preencher o campo Conta. Preencher o campo Conta Configurar acesso ao Active Directory dos contatos Preencher o campo Conta Ao adicionar uma nova conexão PI AF Server ao PI System Explorer, o campo Conta é deixado em branco. Se, depois de clicar na conexão, uma mensagem de erro aparecer informando que não é possível conectar ao PI AF Server, um motivo desse erro poderá ser a necessidade de preencher o campo Conta. Se for de conhecimento que o serviço PI AF está execução em uma conta de domínio, será necessário preencher o campo Conta. 1. Insira o nome da conta na qual o serviço PI AF é executado. Por exemplo: company.net\afcollective Nota: Só é possível modificar a conta quando o servidor não está conectado. 2. Se ainda assim não for possível conectar, consulte os tópicos de solução de problemas no guia Instalação e Atualização do PI AF. Configurar acesso ao Active Directory dos contatos Ao usar o PI Notifications com o PI AF Server, talvez seja necessário especificar como acessar o Microsoft Active Directory para recuperar nomes das listas de contatos do PI Notifications. Cada PI AF Server disponibiliza a opção para especificar o domínio e contatar subpastas, assim como a conta necessária para acessar o Active Directory e recuperar os nomes dos contatos. Por padrão, a conta na qual o aplicativo do PI AF Server está em execução é usada no acesso ao Active Directory. Para usar outra conta ou acessar o Active Directory em um domínio diferente, configure o acesso na janela Configurar o acesso aos contatos do Active Directory. 1. Abra o PI System Explorer e conecte-se a um banco de dados que pertença ao PI AF Server em que deseja-se configurar o acesso ao Active Directory. 2. No menu Arquivo, selecione Propriedades do AF Server e, na janela, clique no link Configurar o acesso aos contatos do Active Directory. 3. Na caixa de texto Nome do domínio Active Directory, insira o nome DNS completo do domínio do Active Directory do qual os nomes de contato serão recuperados para os Contatos do PI Notifications (por exemplo, contoso.com). Se esse campo ficar em branco, o domínio no qual o serviço PI AF está localizado será usado. 4. Na caixa de texto Subpasta contato Active Directory, insira o caminho para a pasta contendo a lista de contatos desse domínio. Em domínios maiores do Active Directory, talvez os contatos sejam organizados em subpastas. O uso de subpastas pode viabilizar a recuperação mais rápida de uma lista de contatos do Active Directory. Use a seguinte estrutura na subpasta: DomainUserFolder/SubDomainUserFolder/Sub SubDomainUserFolder 5. Selecione uma opção para Conta de acesso do Active Directory: 36 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

45 Instalação e upgrade do PI AF Client Usar a conta que o AF Server executa como Essa é a opção padrão. Selecione-a para acessar o Active Directory usando a conta na qual o serviço PI AF é executado. Por padrão, o PI AF Server é instalado usando a conta do Serviço de Rede. No entanto, a conta de serviço PI AF Server pode ser alterada. Se a conta de serviço PI AF Server não tiver as permissões necessárias para ler o Active Directory, nenhum nome de contato será recuperado na lista Contatos. Se a segurança do Active Directory for configurada para permitir que a conta de serviço PI AF Server leia o Active Directory, esta será a opção mais simples. Usar a conta do em que a ferramenta cliente do AF está executando como Selecione esta opção para usar as credenciais da conta do usuário na qual o aplicativo cliente de conexão está em execução. Se o serviço PI AF Server estiver em execução em uma conta (o Serviço de Rede é a conta padrão), ela não terá permissão de leitura no Active Directory; essa opção pode ser usada. Enquanto a conta do usuário na qual o aplicativo cliente de conexão estiver em execução e tiver permissão de leitura no Active Directory, uma lista de nomes de contatos será retornada à lista Contatos. O conteúdo da lista Contatos pode variar, dependendo da conta de acesso usada, pois a segurança para ler a lista de contatos é determinada pelo Active Directory. Nota: A especificação dessa opção poderá exigir a configuração Kerberos se um aplicativo do AF SDK estiver usando uma personificação no meio de uma camada, como um Web Service. Usar a conta especificada Esta opção permite a especificação de uma conta a ser usada para ler o Active Directory. Isso pode ser útil quando o Active Directory e o PI AF Server estão em domínios diferentes ou quando as contas nas primeiras duas opções não têm permissão de leitura do Active Directory. Em Nome da Conta, use o formato Domain\User. Verifique se a conta especificada tem a permissão apropriada de leitura do Active Directory de destino. 6. Marque Usar o Catálogo Global armazenado no cache do Active Directory para usar o catálogo global para realizar pesquisas no controlador de domínio do Active Directory. Caso contrário, as pesquisas devem ser realizadas no controlador de domínio próprio. O Active Directory mantém as informações em um repositório de dados distribuídos chamados de catálogo global. Nas instalações em que há vários controladores de domínio distribuídos, cada controlador tem um cache das partes do catálogo global na qual ele não é responsivo, por isso, as pesquisas do Active Directory não precisam ser consultadas no controlador de domínio próprio. Isso melhora o desempenho das consultas que, de outra forma, devem ter acesso ao controlador de domínio remoto. 7. Escolha uma configuração para Retornar Todas as Pessoas. Os objetos do Active Directory são originados em um o outro da seguinte forma: Top>Persons>OrganizationalPerson>Contact e Top>Persons>OrganizationalPerson>User Marque esta caixa de seleção para retornar Pessoas, Pessoas Organizacionais, Contatos e Usuários do Active Directory de destino. Desmarque a caixa de seleção para retornar apenas Usuários. Fazer upgrade do PI AF Client Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 37

46 Instalação e upgrade do PI AF Client 1. Verifique se o usuário está conectado com direitos administrativos. 2. Vá até o diretório no qual o kit de instalação do PI AF foi baixado. 3. Clique duas vezes em AFClient[VersionInfo]_.exe, em que [VersionInfo] descreve a versão do Kit do PI AF Client. 4. Talvez a permissão para executar a instalação seja solicitada em uma mensagem Controle de Conta do Usuário. Clique em Sim para continuar a instalação. A janela Executável de autoextração é exibida. 5. Clique em Procurar, selecione o diretório no qual deseja-se extrair os arquivos e clique em OK. Os arquivos são extraídos, e a janela Bem-vindo é exibida com a lista dos Módulos cujo upgrade será feito. 6. Revise a lista de módulos e comentários para garantir que não haja avisos exibidos e clique em OK. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server Client 2014 é aberta. 7. Clique em Next. 8. Clique em Fechar. Habilitar vários idiomas para o PI AF Client O PI AF Client tem suporte a vários idiomas. Instale o pacote de idiomas MUI do PI Asset Framework (PI AF) 2014 para habilitar o acesso a vários idiomas. Se os componentes do PI AF Client não tiverem suporte a determinado idioma, a interface do usuário estará em inglês. 1. Baixe o pacote de idiomas MUI do PI Asset Framework (PI AF) 2014 do site do Suporte Técnico da OSIsoft ( 2. Instale o pacote de idiomas MUI do PI Asset Framework (PI AF) Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

47 Plug-in Gerenciamento de análises do PI System Explorer O plug-in Gerenciamento de análises é um plug-in do PI System Explorer que permite que usuários avançados: Gerenciem operações em blocos em todas as análises em um banco de dados Editem a configuração do serviço Visualizem as estatísticas do serviço Para instalar o plug-in, use o kit de instalação do PI Analysis Service ou do AF Client. Se o kit de instalação do AF Client for usado para instalar o plug-in Gerenciamento de análises, será necessário selecionar manualmente o plug-in quando o kit de instalação for executado, pois ele não estará instalado por padrão. Para detalhes sobre como usar o plug-in, consulte o tópico "Gerenciando o PI Analysis Service" na Biblioteca PI Live ( Onde instalar o plug-in Gerenciamento de Análises Pode-se instalar o plug-in Gerenciamento de Análises em quantas instâncias do PI System Explorer (PSE) se desejar. Dependendo do uso na organização, pode-se instalar o plug-in em todas, algumas ou uma instância do PSE na organização. O plug-in Gerenciamento de Análises fornece os recursos desejados principalmente nos administradores do sistema e engenheiros de processo realizando operações em massa. Se houver vários usuários PI System Explorer, considere restringir o acesso a esses recursos avançados instalado o plug-in apenas nas instâncias do PI System Explorer designadas para esses usuários avançados. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 39

48 Plug-in Gerenciamento de análises do PI System Explorer 40 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

49 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Pode-se executar o PI Asset Framework (PI AF) em uma sessão do SQL Server espelhado. Apesar de haver várias formas de implementação de uma sessão do SQL Server espelhado, as instruções fornecidas nesta seção usam apenas um exemplo. Neste exemplo: A sessão do SQL Server espelhado inclui três computadores: um servidor principal, um servidor espelho e um servidor testemunha. Edições idênticas do SQL Server são instaladas nos computadores principal e espelho do SQL Server usando um nome de instância, enquanto que a edição SQL Server Express é instalada no computador testemunha. O serviço de aplicativo PI AF está instalado em um computador diferente dos computadores usados na sessão do SQL Server espelhado. O serviço de aplicativo PI AF está em execução em uma conta de domínio. O PI AF Client está instalado em um computador separado, não nos computadores que hospedam o serviço de aplicativo PI AF ou os bancos de dados SQL do PI AF. Nota: Para mais detalhes, consulte Microsoft Database Mirroring (SQL Server ( msdn.microsoft.com/en-us/library/ms aspx). 1. Tarefas de pré-instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. 2. Instalar o banco de dados SQL do PI AF nos servidores principal e espelho. 3. Configurar o grupo de domínio para o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão espelhada do SQL Server. 4. Instalar o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. 5. Criar e mapear contas de login e usuário em um sistema SQL Server espelhado. 6. Configurar os backups e a restauração do banco de dados PIFD em uma sessão do SQL Server espelhado. 7. Criar uma sessão do SQL Server espelhado no servidor principal. Tarefas de pré-instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Conclua estas etapas antes de instalar o PI AF Server pela primeira vez em uma sessão do SQL Server espelhado. 1. Revise os requisitos de segurança do PI AF. 2. Verifique se as portas corretas estão abertas entre cada computador na sessão do SQL Server espelhado e o computador do serviço de aplicativo PI AF. 3. Configure um grupo de domínio para a conta do serviço de aplicativo PI AF. 4. Revise as contas de usuário do PI AF Link Subsystem. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 41

50 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Instalar o banco de dados SQL do PI AF nos servidores principal e espelho Antes de Iniciar Verifique se os computadores SQL Server principal e espelho usam edições idênticas do SQL Server 2008 Standard ou do SQL Server 2012 e use um nome da instância. Opcional: Consulte Criar ou fazer upgrade manualmente do banco de dados SQL do PI AF para criar manualmente um banco de dados SQL do PI AF. 1. Execute o kit de instalação do PI AF Server. 2. Desmarque Serviço de aplicativo AF na janela Selecionar Recursos. 3. Clique em Next. A janela Conexão SQL Server remota é aberta com uma lista suspensa dos nomes da instância do SQL. 4. Revise o nome da instância do SQL Server na lista suspensa e selecione uma destas opções para validar a conexão do SQL Server: Aceite o nome da instância do SQL Server listado por padrão. Selecione o nome de outra instância do SQL Server na lista. Insira o nome de uma instância do SQL Server. Insira um ponto (.) ou deixe o campo em branco para selecionar o SQL Server padrão. Se o script do SQL for instalado manualmente e não puder validar a conexão com o SQL Server devido a problemas de segurança, desmarque a caixa de seleção Validar conexão ao SQL Server remoto. O PI AF Server não funcionará até que os scripts do SQL sejam instalados. 5. Clique em Next. 6. Não coloque os valores na janela Conexão com o Servidor de Aplicativo Remoto, pois o serviço de aplicativo PI AF é necessário para a execução em uma conta de domínio. 7. Clique em Próximo e continue a executar as etapas do kit de instalação até que a instalação esteja concluída. Configurar o modelo de recuperação do banco de dados PIFD nos servidores principal e espelho 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL Server do PI AF (PIFD). 2. Expanda Bancos de Dados, clique com o botão direito do mouse em PIFD e selecione Propriedades. 3. Na janela Propriedades do Banco de Dados PIFD, selecione a página Opções. 4. Configure o Modelo de recuperação para Completo. 5. Clique em OK. 42 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

51 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Configurar o grupo de domínio para o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão espelhada do SQL Server Ao executar o banco de dados SQL do PI AF em uma sessão espelhada do SQL Server, a OSIsoft recomenda a execução do serviço de aplicativo PI AF em uma conta de usuário de domínio pertencente a um grupo de domínio. Esse grupo de domínio é usado para criar uma conta de login do SQL, que recebe funções específicas nos bancos de dados SQL do PI AF. É necessário ter permissões que permitem a criação ou configuração de um grupo de usuário de domínio. Ou seja, é possível ser membro do grupo Operadores da conta, Administradores de domínio ou Administradores empresariais no Microsoft Windows Active Directory ou ser delegado pela autoridade apropriada. 1. Abra o utilitário Active Directory Users and Computers e conecte-se ao domínio contendo a conta do serviço de aplicativo PI AF: a. Abra a janela de comando. b. Digite dsa.msc. c. Clique em OK. 2. Clique com o botão direito do mouse no nó Usuários no painel esquerdo e selecione Novo grupo. 3. No campo Nome do grupo, insira um nome, como AFServers. 4. Defina Escopo do grupo como Global. 5. Defina Tipo do grupo como Segurança. 6. Clique em OK para criar o grupo de domínio. 7. Clique com o botão direito do mouse no grupo recém-criado (por exemplo AFServers) e selecione Propriedades. 8. Selecione a guia Membros e clique em Adicionar. 9. No campo Inserir nomes de objeto a serem selecionados, insira o nome do usuário de domínio no qual o serviço de aplicativo PI AF Server está em execução. 10. Clique em OK. 11. Feche o utilitário Active Directory Users and Computers. Instalar o serviço de aplicativo PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado O serviço de aplicativo PI AF deve ser instalado em um computador diferente dos computadores usados na sessão do SQL Server espelhado. 1. Execute o kit de instalação do PI AF Server no computador que executará o serviço de aplicativo PI AF. 2. Na janela Selecionar Recursos, cancele a seleção do recurso Banco de Dados SQL do AF. 3. Clique em Next. A janela Conexão do SQL Server é exibida. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 43

52 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 4. Insira o nome do SQL Server do servidor de banco de dados principal e, se aplicável, o nome da instância do SQL, no formato: <SQLServerName>[\<InstanceName>] Se os scripts do SQL estiverem sendo instalados manualmente e não puderem validar a conexão do SQL Server devido a problemas de segurança, desmarque a caixa de seleção Validar conexão com o SQL Server remoto para ignorar a etapa de validação. Note que o PI AF Server não funcionará até que os scripts do SQL estejam em execução. 5. Clique em Próximo e continue a executar as etapas do kit de instalação até que a instalação esteja concluída. 6. Verifique se o serviço de aplicativo PI AF está em execução em uma conta de domínio. Para obter detalhes, consulte Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover. 7. O arquivo AFService.exe.config deve ser atualizado para referenciar o parceiro de failover. Siga as instruções em Modificar a string de conexão do serviço de aplicativo PI AF, garantindo que a string de conexão inclui a entrada de " parceiro de failover". Reinicie o serviço PI AF depois de atualizar a string de conexão e salve o arquivo. Criar e mapear contas de login e usuário em um sistema SQL Server espelhado Um login do SQL mapeado em um grupo de usuários do domínio é necessário para a comunicação entre o banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF. Antes de iniciar este procedimento, verifique se há um grupo de domínio para a conta na qual o serviço de aplicativo PI AF é executado. Conclua estas etapas nos computadores principal e espelho. 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Na instância do cluster do SQL Server, expanda Segurança > Logins. a. Clique com o botão direito do mouse na pasta Logins e selecione Novo login. b. Para incluir o tipo de objeto dos grupos, clique em Pesquisar. c. Clique em Tipos de objeto na janela Selecionar grupo de usuários. d. Selecione Grupos na janela Tipos de objeto. e. Clique em OK para retornar à janela. f. Na janela Selecionar grupo de usuários, clique em Locais. g. Na janela Locais, selecione a pasta Todo o diretório e clique em OK. h. Insira o grupo de usuários do domínio e inclua o nome do domínio no campo Inserir o nome do objeto para selecionar com este formato: YourDomain\YourAFDomainGroup i. Clique em OK para retornar à página Geral. 3. Selecione a opção Autenticação do Windows. 4. Selecione a página Mapeamento do Usuário. 5. Em Usuários mapeados para este login, marque a caixa de seleção Mapear na linha do banco de dados PIFD. 6. Verifique se a coluna Usuário da linha PIFD está definida como o grupo de usuários do domínio YourDomain\YourAFDomainGroup. 44 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

53 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 7. Em Associação à função do banco de dados para: PIFD, selecione db_afserver. 8. Verifique se a função pública está selecionada; se não estiver, marque a caixa de seleção da função pública. 9. Clique em OK para salvar o novo login do SQL Server. Excluir logins e usuários locais Ao instalar o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) com o recurso Execução de Script do SQL selecionado, os scripts do SQL criam e preenchem o banco de dados SQL do PI AF e criam os logins do SQL Server e os usuários de bancos de dados AF locais. É necessário que o serviço de aplicativo PI AF seja executado em uma conta de domínio pertencente a um grupo de domínio contendo um login do SQL Server mapeado para o banco de dados PIFD e recebe a funções de banco de dados específicas. Como resultado, é possível excluir as contas de usuário locais criadas pelos scripts do SQL. 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Expanda Bancos de dados > PIFD > Segurança > Usuários. 3. Exclua o usuário do banco de dados PI AF: AFServers Excluir um usuário exclui automaticamente o esquema correspondente, caso um exista. Configurar os backups e a restauração do banco de dados PIFD em uma sessão do SQL Server espelhado 1. No computador do servidor principal, faça o backup total do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e o backup do registro da operação do PIFD. 2. Coloque uma cópia dos dois arquivos de backup no computado do servidor espelhado. 3. No computador do servidor espelhado, clique com o botão direito do mouse no banco de dados PIFD e selecione Tarefa > Restaurar > Banco de dados > no arquivo de backup para abrir a janela Restaurar banco de dados PIFD. 4. Na área Fonte para restauração, selecione a opção Do dispositivo. 5. Clique em Dispositivo para procurar o arquivo de backup e selecioná-lo. Retorne à janela Restaurar banco de dados PIFD. 6. Marque a caixa de seleção Restaurar no arquivo de backup recém-adicionado na lista de conjuntos de backups. 7. Na página Opções: a. Marque a caixa de seleção Substituir banco de dados existente (COM SUBSTITUIÇÃO). b. Selecione o Estado de recuperação que inclui o texto: (RESTAURAR SEM RECUPERAÇÃO). O método de seleção pode variar entre as versões do SQL Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 45

54 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado c. Clique em OK para iniciar a operação de restauração. d. Quando uma mensagem indicando a conclusão da operação de restauração for exibida, clique em OK para retornar ao Microsoft SQL Server Management Studio. O banco de dados PIFD é mostrado no modo Restaurando. 8. No computador do servidor espelhado, use a cópia do arquivo de registro salvo, clique com o botão direito do mouse no banco de dados PIFD e selecione Tarefa > Restaurar > Registro operacional para abrir a janela Restaurar registro operacional PIFD. 9. Na área Restaurar fonte, selecione a opção De arquivo ou fita. 10. Clique em De arquivo ou fita para procurar o arquivo de registro e selecioná-lo. Retorne à janela Restaurar registro operacional PIFD. 11. Marque a caixa de seleção Restaurar no arquivo de backup recém-adicionado na lista de conjuntos de backups. 12. Na página Opções: a. Clique em OK para iniciar a operação de restauração. b. Quando uma mensagem indicando a conclusão da operação de restauração for exibida, clique em OK para retornar ao Microsoft SQL Server Management Studio. O banco de dados PIFD é mostrado no modo Restaurando. Criar uma sessão do SQL Server espelhado no servidor principal 1. No computador servidor principal, clique com o botão direito do mouse no banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e selecione Tarefa > Espelho. A janela Propriedades do banco de dados PIFD é aberta com a página Espelhando selecionada. 2. Clique em Configurar segurança. O Assistente Configurar segurança de espelhamento do banco de dados é aberto. a. Na página Incluir servidor testemunha, selecione Sim. b. Clique em Next. c. Na página Escolher servidores a serem configurados, selecione Instância do servidor testemunha. d. Clique em Next. e. Na página Instância do servidor principal, clique em Próximo. A página Instância do servidor espelho é aberta. f. Selecione o servidor espelho na lista Instância do servidor espelho. A janela Conectar ao servidor é aberta com o servidor/instância selecionado. g. Clique em Conectar para verificar se é possível se conectar ao servidor espelho. Se não for possível fazer a conexão, verifique se a porta Listener está disponível para o SQL Server principal. h. Clique em Próximo na página Instância do servidor espelho. 3. Selecione o servidor testemunha na página Instância do servidor testemunha. 46 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

55 A janela Conectar ao servidor é aberta com o servidor/instância selecionado. a. Clique em Conectar para verificar se é possível se conectar ao servidor testemunha. Se não for possível fazer a conexão, verifique se a porta listener está disponível para o SQL Server principal. b. Clique em Próximo na página Instância do servidor testemunha. A página Contas do serviço é aberta. c. Insira o nome da conta na qual cada Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server está em execução na mesma conta de domínio nos campos Principal, Testemunha e Espelho. d. Clique em Next. e. Analise as escolhas na página Concluir assistente. Se alterações forem necessárias, clique em Voltar para voltar e fazer as alterações e clique em Próximo para retornar à página Concluir assistente. 4. Clique em Finish. A janela Configurar endpoints é exibida. Quando a configuração do endpoint é concluída, a coluna Status exibe Êxito. 5. Clique em Fechar. 6. Clique em Iniciar espelhamento na janela Propriedades do banco de dados. A janela Propriedades do banco de dados PIFD é exibida. O Modo operacional é definido como Alta segurança com failover automático (síncrono). 7. Clique em OK. O que Fazer Depois Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Se não houver erros, a configuração do sistema SQL Server espelhado será concluída, e o sistema estará pronto para uso. O banco de dados PIFD é mostrado no modo Principal, sincronizado. Se houver erros, verifique a página Espelhamento nas propriedades do PIFD em busca de entradas inválidas e faça as correções necessárias. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 47

56 Instalação do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 48 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

57 Upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado O processo explicado nesta seção para fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) em um sessão do SQL Server espelhado é chamado de "upgrade de rolagem". Nota: Esse processo requer que algumas etapas sejam repetidas para a criação de um banco de dados SQL do PI AF em uma sessão SQL Server espelhado. Nesta seção Antes de fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Verificar o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Antes de fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 1. Avise aos usuários PI AF que o sistema ficará indisponível por um breve período. 2. Quando o upgrade estiver pronto para ser iniciado, interrompa o serviço PI AF no computador do serviço de aplicativo PI AF. 3. Faça o backup do arquivo chamado AFService.exe.config, localizado na pasta de instalação do PI AF. Por exemplo, se a instalação padrão for usada, esse arquivo estará na pasta C:\Program Files\PIPC\AF. Talvez ele seja necessário após o upgrade do computador do serviço de aplicativo PI AF. 4. Preparar o servidor principal para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. 5. Preparar o servidor espelho para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. Preparar o servidor principal para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 1. No servidor principal, clique com o botão direito do mouse no banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e selecione Espelho. 2. Na janela Propriedades do Banco de Dados PIFD, clique em Remover Espelhamento. 3. Mova uma cópia dos arquivos de backup PIFD para o servidor espelhado. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 49

58 Upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Preparar o servidor espelho para o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Antes de Iniciar No servidor espelho, restaure o arquivo de backup e o log da transação de cada banco de dados SQL do PI AF (PIFD) criado no servidor principal. 1. Clique com o botão direito do mouse no PIFD e selecione Tarefas > Restaurar > Banco de Dados. 2. Na janela Restaurar Banco de Dados PIFD, clique na opção Dispositivo para abrir a janela Selecionar dispositivos de backup. 3. Clique em Adicionar para abrir a janela Localizar arquivo de backup. 4. Procure e selecione os arquivos para o backup do banco de dados PIFD e o log da transação e clique em OK. Clique em OK para voltar à janela Restaurar Banco de Dados PIFD. 5. Na página Opções, marque a caixa de seleção Substituir banco de dados existente (COM SUBSTITUIÇÃO). 6. Verifique se o Estado de recuperação está configurado para RESTAURAR COM RECUPERAÇÃO. 7. Clique em OK. Quando a restauração estiver concluída, uma mensagem indicando que a restauração foi concluída com êxito será exibida. Clique em OK. O banco de dados PIFD para de mostrar textos à direita do texto PIFD. Fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Antes de Iniciar Consulte Antes de fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. Fazer upgrade do PI AF no computador do servidor principal a. Execute o kit de instalação do PI AF Server no computador usado como o servidor principal em uma sessão do SQL Server espelhado. Não será solicitada a seleção dos recursos de instalação nem a inserção de informações. Verifique se o kit de instalação do PI AF Server é completamente executado, sem erros. Fazer upgrade do PI AF no computador do servidor espelho a. Execute o kit de instalação do PI AF Server no computador usado como o servidor espelho em uma sessão do SQL Server espelhado. Não será solicitada a seleção dos recursos de instalação nem a inserção de informações. Verifique se o kit de instalação do PI AF Server é completamente executado, sem erros. Fazer upgrade do PI AF no computador do servidor de aplicativo a. Execute o arquivo de instalação do PI AF Server no computador usado para executar o serviço de aplicativo PI AF, selecionando a opção para fazer upgrade do servidor de aplicativo PI AF. Após a conclusão do upgrade, verifique se o serviço PI AF ainda está sendo executado na conta de domínio correta. Então, inicie o serviço PI AF. 50 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

59 Upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado O que Fazer Depois Crie um novo arquivo de backup e log de transação do banco de dados PIFD no servidor principal e copie os arquivos para o servidor espelho. Use o procedimento em Configurar os backups e a restauração do banco de dados PIFD em uma sessão do SQL Server espelhado. Em seguida, consulte Criar uma sessão do SQL Server espelhado no servidor principal para criar uma sessão do SQL Server espelhado no servidor principal. Verificar o upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado Antes de Iniciar Fazer upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado. 1. Revise a string de conexão no arquivo AFService.exe.config na pasta C:\Program Files\PIPC\AF. Verifique se a string referencia o parceiro de failover correto. Para encontra a string de conexão, reveja a cópia de backup do arquivo que foi feita na preparação do upgrade. 2. Se a string de conexão não for correta, use a cópia de backup do arquivo no arquivo AFService.exe.config para substituir o arquivo na pasta C:\Program Files\PIPC\AF. 3. No applet Serviços, reinicie o serviço de aplicativo PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 51

60 Upgrade do PI AF em uma sessão do SQL Server espelhado 52 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

61 Instalação do PI AF em um cluster de failover Pode-se usar o PI Asset Framework (PI AF) nos servidores do Microsoft Windows que usem o Windows Failover Clustering. O PI AF Server é composto por dois componentes: um banco de dados SQL e um serviço de aplicativo. O banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF devem estar instalados em computadores diferentes, em dois clusters separados. Para mais detalhes, consulte Arquitetura do PI AF em um cluster de failover. Para os fins destes procedimentos, os servidores do Windows que usam o Windows Failover Clustering são chamados de clusters de failover; os computadores individuais que usam o Windows Failover Clustering são chamados de computadores cluster de failover. Os clusters do SQL Server sempre são chamados de clusters do SQL Server. A OSIsoft pressupõe que o usuário esteja familiarizado com a configuração e operação dos recursos do armazenamento em cluster de failover e com as ferramentas de administração no sistema operacional Windows: Snap-in Windows Server 2008 R2 Failover Cluster Management Windows Server 2012 Failover Cluster Management Tools Se o PI AF Server estiver sendo instalado em um cluster de failover pela primeira vez, será importante concluir as etapas na ordem especificada neste documento para os computadores que incluem os componentes do PI AF Server. Nesta seção Arquitetura do PI AF em um cluster de failover Tarefas de pré-instalação do PI AF em um cluster de failover Instalação do banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover Instalação do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Arquitetura do PI AF em um cluster de failover Um cluster de failover que inclui o PI Asset Framework requer um ambiente contendo pelo menos quatro computadores divididos em dois clusters. As instruções de instalação neste capítulo mostram como instalar o recurso do banco de dados SQL do PI AF em um cluster do SQL Server e o serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover separado do Windows. Instale o banco de dados SQL do PI AF em um cluster do SQL Server com pelo menos dois computadores. Então, instale o serviço de aplicativo PI AF em cluster separado composto por pelo menos dois computadores que usem o Windows Failover Clustering. A OSIsoft recomenda que a conta do serviço de aplicativo PI AF seja executada em uma conta do grupo de domínio em um cluster de failover. Para mais detalhes, consulte Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover. Nota: O serviço de aplicativo PI AF e o cluster do SQL Server não poderão ser instalados no mesmo computador se o PI AF estiverem funcionando corretamente. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 53

62 Instalação do PI AF em um cluster de failover Tarefas de pré-instalação do PI AF em um cluster de failover Realize as tarefas nesta seção antes de instalar o PI AF Server em um cluster de failover pela primeira vez. 1. Consulte a seguinte documentação da Microsoft: Windows Server 2008 R2: Clusters de Failover no Windows Server 2008 R2 Windows Server 2012: Novidades no Armazenamento em Cluster de Failover no Windows Instale e configure esses recursos de armazenamento em cluster de failover nos computadores usados no PI Asset Framework: Nota: É importante instalar o Microsoft Failover Clustering antes de instalar o cluster do SQL Server. Microsoft Failover Clustering. Crie um cluster de failover para os computadores nos quais o cluster do SQL Server serão instalados. Crie outro cluster de failover para os computadores nos quais os serviços de aplicativo PI AF serão instalados. Cluster do SQL Server. Instale o cluster do SQL Server nos computadores usados apenas no banco de dados PI AF. 3. Consulte Visão geral de segurança do PI AF. a. Verifique se o grupo de usuários de domínio AFServers foi criado e se contém os membros corretos. Consulte Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover para obter detalhes. b. Revise e verifique se o ambiente do cluster de failover usado para o PI Asset Framework está configurado conforme descrito em Considerações de segurança do recurso AF Link para PI em clusters de failover. 4. Em cada nó do cluster do SQL Server, verifique se as portas corretas estão abertas entre cada computador. Consulte Firewalls e segurança do PI AF para obter detalhes. Nesta seção Considerações de segurança do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Considerações de segurança do recurso AF Link para PI em clusters de failover Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Considerações de segurança do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Por padrão, o PI System Explorer e outros PI AF Clients tentam se conectar ao serviço de aplicativo PI AF Server usando a autenticação Kerberos. Há problemas especiais que precisam ser corrigidos ao executar o serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover e usando a segurança Kerberos. Consulte PI AF e autenticação Kerberos. A OSIsoft recomenda que o serviço de aplicativo PI AF seja executado em uma conta de domínio. Quando o serviço de aplicativo PI AF é executado em uma conta de domínio, o AF 54 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

63 Instalação do PI AF em um cluster de failover Server sempre tenta registrar um Nome Principal de Serviço (SPN) para esta conta de domínio, contanto que o valor serviceprincipalname seja definido no arquivo AFService.exe.config. Se o valor serviceprincipalname não está definido no arquivo AFService.exe.config, o SPN não será registrado. Por padrão, se o SPN for registrado, ele será registrado em cada nó no cluster de failover, e o nome do computador será nome do host. Por exemplo, em um cluster de failover de dois nós com o serviço de aplicativo PI AF instalado, dois SPNs seriam registrados: um para cada nó no cluster de failover. O SPN seria registrado quando o serviço de aplicativo PI AF fosse executado no nó do cluster de failover. Portanto, talvez os seguintes SPNs estejam registradas no serviço de aplicativo PI AF instalado em um cluster de failover. AFSERVER/Node1.domain.com e AFSERVER/Node2.domain.com. Em um cluster de failover, um único SPN devem ser registrado para o serviço de aplicativo PI AF usando o nome virtual do cluster de failover como o Host, em vez de um SPN para cada nó no cluster de failover, usando os nomes do computador como nome do host. Usar um único SPN com o nome de cluster virtual como o Host garante que os clientes PI AF sempre se conectem ao nó correto em um cluster de failover e permite o uso da autenticação Kerberos. No Windows Server 2008 R2, por padrão a variável de ambiente _CLUSTER_NETWORK_NAME_ não está definida (diferentemente das versões anteriores do Windows Server). A variável de ambiente aparece quando a caixa de seleção Usar Nome de Rede para o nome do computador estiver marcada na guia Parâmetros do recurso do cluster do Gerenciador de Cluster de Failover. O recurso de cluster também deve ter uma dependência de um tipo de recurso Network Name, então a caixa de seleção será desativada na guia Parâmetros. Uma vez que a variável de ambiente _CLUSTER_NETWORK_NAME_ é definida, o Network Name é atribuído ao valor da variável. Esta variável é armazenada no registro como um valor multistring Environment em HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\services \AFService. Caso a variável de ambiente _CLUSTER_NETWORK_NAME_ não seja definida, o nome do Host pode ser substituído pelo valor hostname na seção appsettings do arquivo AFService.exe.config. O valor precisa ser definido como o nome virtual do cluster de failover. Nota: Caso você deseje remover o valor multi-string Environment que contém a variável de ambiente _CLUSTER_NETWORK_NAME_, use o Failover Cluster Manager para colocar o recurso do serviço de aplicativo PI AF offline. Em seguida, desmarque a caixa de seleção Usar Nome de Rede para o nome do computador do recurso do serviço de aplicativo PI AF. Então, coloque o recurso do serviço de aplicativo PI AF de volta online. O valor multistring Environment que contém a variável de ambiente _CLUSTER_NETWORK_NAME_ é então removida do registro. Considerações de segurança do recurso AF Link para PI em clusters de failover Um cluster de failover que inclui os componentes do PI Asset Framework (PI AF) necessários para concluir estas etapas de configuração para ativar o recurso AF Link para PI. Crie e configure uma conta de domínio para dar suporte ao AF Link para PI. Se estiver configurando a migração do PI MDB para o AF Server alvo pela primeira vez, execute o Assistente de Migração de PI MDB para AF e especifique o grupo de domínio na página Informações do AF (AF Information) do assistente. O Assistente definirá as permissões corretas para o grupo de domínio no AF Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 55

64 Instalação do PI AF em um cluster de failover Se o Assistente já foi executado antes da instalação do cluster, então as seguintes etapas manuais são necessárias. Este grupo de domínio deve ter: Acesso para ler, ler dados, gravar, gravar dados, apagar e administrar o banco de dados AF e o PI Server Element.. Acesso para ler, gravar, apagar e administrar a coleção de Categorias AF no banco de dados AF alvo. Edite a propriedade AFGroupSID em MDB - >%OSI - >MDBAFMigrationData para apontar para o SID do grupo de domínio recém-criado. Use a ferramenta Mapeamentos e Trusts no PI SMT para encontrar este SID. Recomenda-se que o PI AF Link Subsystem seja executado sob uma conta de domínio. Esta conta de domínio deve ser adicionada ao grupo de domínio criado para suportar o AF Link para PI. A OSIsoft recomenda que você defina a senha desta conta de domínio para não expirar. Este grupo de domínio deve ter: Permissões para ler e escrever nas pastas pi\dat e pi\log. Ler e executar em pi\bin e pi\bin\piaflink.exe. Nota: A instalação padrão do PI AF Link subsystem é executada como NT Authority\Network Service. Este padrão não é o ideal para uma instalação de cluster PI AF. Se por algum motivo o PI AF Link subsystem deve continuar a funcionar como NT Authority\Network Service, então adicione o nome de computador da máquina do PI Data Archive ao novo grupo de domínio. Se o PI Data Archive é configurado como um cluster (para PI Data Archive 2010), então adicione os nomes de computador de ambas as máquinas PI Data Archive para o novo grupo de domínio. Para mais detalhes sobre a configuração da segurança para o PI AF Link System no PI AF Server para permitir a migração e sincronização MDB, consulte a seção "Permissões de acesso para a Migração e Sincronização" (Access Permissions for Migration and Synchronization) no PI MDB to PI AF Transition Guide. Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Quando o serviço de aplicativo PI AF ou o banco de dados SQL do PI AF é executado em um cluster de failover, a OSIsoft recomenda executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio que pertença a um grupo de domínio chamado AFServers. Esse grupo de usuários do domínio é usado para criar uma conta de login do SQL, permitindo a comunicação apropriada entre o serviço de aplicativo PI AF e os bancos de dados SQL do PI AF. Nota: É necessário ter permissões para a criação ou configuração de um grupo de usuários do domínio. Ou seja, é necessário ser membro do grupo Operadores da conta, Administradores de domínio ou Administradores empresariais no Microsoft Windows Active Directory ou ser delegado pela autoridade apropriada. 1. Abra o utilitário Active Directory Users and Computers e conecte-se ao domínio contendo a conta do serviço de aplicativo PI AF: 56 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

65 Instalação do PI AF em um cluster de failover a. Abra a janela de comando. b. Digite dsa.msc. c. Clique em OK. 2. Clique com o botão direito do mouse no nó Usuários no painel esquerdo e selecione Novo grupo. 3. No campo Nome do grupo, insira um nome, como AFServers. 4. Defina Escopo do grupo como Global. 5. Defina Tipo do grupo como Segurança. 6. Clique em OK para criar o grupo de domínio. 7. Clique com o botão direito do mouse no grupo recém-criado (por exemplo AFServers) e selecione Propriedades. 8. Selecione a guia Membros e clique em Adicionar. 9. No campo Inserir nomes de objeto a serem selecionados, insira o nome de usuário do domínio no qual o serviço de aplicativo PI AF Server está em execução. 10. Clique em OK. 11. Feche o utilitário Active Directory Users and Computers. Instalação do banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover Conclua esses procedimentos no cluster do SQL Server mantendo o banco de dados SQL do PI AF. É importante finalizar esses procedimentos para instalar e configurar o banco de dados SQL do PI AF antes de instalar e configurar o serviço de aplicativo PI AF em um computador em outro cluster de failover. Antes de Iniciar Use dois clusters de failover separados do Windows quando configurar o banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover, um para o cluster do SQL Server mantendo o banco de dados SQL do AF, outro para os computadores executando o serviço de aplicativo PI AF. Para mais detalhes, consulte Arquitetura do PI AF em um cluster de failover. 1. Instalar o recurso de banco de dados SQL do PI AF em cada computador do cluster de failover do SQL Server. 2. Executar scripts do SQL em um cluster de failover. 3. Criar e mapear um login do SQL Server. 4. Excluir logins e usuários locais. 5. Verificar o serviço SQL Server em um cluster de failover. Instalar o recurso de banco de dados SQL do PI AF em cada computador do cluster de failover do SQL Server Instale o recurso do banco de dados SQL do PI AF em cada computador no cluster do SQL Server antes de instalar o serviço de aplicativo PI AF em outro cluster de failover. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 57

66 Instalação do PI AF em um cluster de failover Antes de Iniciar Conclua as tarefas em Tarefas de pré-instalação do PI AF em um cluster de failover. 1. Abra o diretório no qual os arquivos do programa de instalação do PI AF estão localizados e execute o kit de instalação. A janela Execução da autoextração do PI AF Server é aberta. 2. Selecione um caminho de extração na janela Execução da autoextração do PI AF Server. Podese usar o caminho de instalação padrão ou inserir um novo caminho. 3. Clique em OK para abrir a janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server. 4. Revise a lista de componentes necessários como parte da instalação do PI AF Server na janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server. Para cada componente, uma coluna Status na lista indica se o componente está ou será instalado. 5. Clique em OK. Microsoft.NET Framework 4.5 é instalado, caso ele ainda não esteja. 6. Clique em Next. Se o Microsoft SQL Server Native Client não estiver instalado, sua instalação será iniciada. 7. Clique em Next. 8. Para instalar o Microsoft SQL Server Native Client: a. Clique em Próximo na janela Microsoft SQL Server Native Client para aceitar os termos do contrato de licença do Microsoft SQL Server Native Client. b. Mantenha as seleções de escolha padrão do Microsoft SQL Server Native Client e clique em Próximo. c. Clique em Instalar. d. Clique em Concluir para finalizar a instalação do Microsoft SQL Server Native Client. Os componentes redistribuíveis do Microsoft Visual C são instalados. 9. Revise a página Instalação do PI AF Server e clique em Próximo. 10. Clique em Procurar para selecionar um caminho para o diretório da instalação do PI AF ou mantenha o caminho para o diretório padrão e clique em Próximo. A janela Selecionar Recursos é aberta. 11. Desmarque as caixas Serviço de aplicativo AF e Execução de script do SQL do AF para remover esses recursos da lista de itens a serem instalados. Nota: O kit de instalação do PI AF Server não tem suporte aos recursos que instalam o banco de dados AF quando o kit está em execução em um cluster do SQL Server. Em vez disso, os scripts do SQL que instalam o banco de dados AF devem ser executados manualmente. Para mais detalhes, consulte Executar scripts do SQL em um cluster de failover. 12. Clique em Next. 13. Insira o nome do cluster do SQL Server no campo MSSQLSERVER. Se aplicável, inclua o nome da instância do SQL. Não inclua o nome da instância do SQL no campo MSSQLSERVER se o nome padrão estiver vazio; um campo vazio indica que a instância do SQL padrão é usada, e que não é necessário incluir o seu nome. Insira esses nomes com o formato a seguir: <SQLClusterName>[\<SQLClusterInstanceName>] Em que: 58 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

67 <SQLClusterName> é o nome do cluster do SQL Server no qual o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) será instalado. <SQLClusterInstanceName> é opcional e deve ser incluído se o cluster do SQL Server não usa o nome da instância padrão. 14. Desmarque as caixas Validar conexão com o SQL Server e Versão do banco de dados PIFD ao lado da versão do banco de dados PIFD que está sendo usada. Não é necessário validar a conexão com o SQL Server no momento, pois primeiro é preciso executar os scripts do SQL que criam e preenchem as tabelas do banco de dados SQL do PI AF. 15. Clique em Next. 16. Verifique se os componentes corretos estão instalados e faça alterações, se necessário: a. Revise a página Pronto para instalação do Aplicativo. b. Clique em Voltar para fazer as alterações necessárias. c. Se nenhuma alteração for necessária, clique em Avançar para iniciar a instalação. 17. Revise os resultados na página Concluir instalação e verifique se não há erros. 18. Clique em Fechar. O que Fazer Depois Executar scripts do SQL em um cluster de failover. Instalação do PI AF em um cluster de failover Executar scripts do SQL em um cluster de failover Execute os scripts do SQL do AF para criar e preencher as tabelas do banco de dados SQL do PI AF (PIFD). O arquivo GO.bat contém os comandos que executam a implantação manual dos scripts do SQL Server. Os scripts e o arquivo GO.bat estão localizados na pasta..\pipc\af\sql e devem ser executados manualmente. Antes de Iniciar Consulte Instalar o recurso de banco de dados SQL do PI AF em cada computador do cluster de failover do SQL Server. Use uma conta com privilégios sysadmin na instância do SQL Server para executar scripts do SQL em um cluster de failover. 1. Apenas no nó ativo do cluster do SQL Server, abra uma janela do prompt de comando. 2. Troque o diretório para a pasta SQL na pasta \PIPC\AF (por exemplo: cd c:\arquivos de programas\pipc\af\sql). 3. Use a seguinte sintaxe para executar os scripts do SQL encontrados na pasta SQL: GO.bat <SQLClusterName>[\<SQLClusterInstanceName>] PIFD [<SQLUserName> <SQLUserPassword>] em que: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 59

68 Instalação do PI AF em um cluster de failover <SQLClusterName> é o nome do computador do cluster do SQL Server do banco de dados SQL do PI AF (PIFD). <SQLClusterInstanceName> é opcional e deve estar incluído se o cluster do SQL Server foi desinstalado com uma instância nomeada. PIFD é o nome do banco de dados SQL do PI AF. <SQLUserName> e <SQLUserPassword> só são necessários se a autenticação do modo misto é necessária para fazer a conexão com um cluster do SQL Server. Omita-os para usar a Autenticação do Windows. Normalmente, a autenticação do modo misto é necessária quando o banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF estão em domínios diferentes, não confiáveis. Quando o processo estiver concluído, a linha de comando será semelhante à seguinte: c:\..\pipc\af\sql\pisysoledb>_ Criar e mapear um login do SQL Server Um login do SQL Server mapeado em um grupo de usuários do domínio é necessário para a comunicação entre o banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF. Antes de Iniciar Verifique se o grupo de usuários do domínio está configurado para o PI AF antes de mapear o grupo de usuários do domínio necessário para a comunicação entre o banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF. Consulte Configurar um grupo de domínio da conta do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover. 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do cluster do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Na instância do cluster do SQL Server, expanda Segurança > Logins. a. Clique com o botão direito do mouse na pasta Logins e selecione Novo login. b. Insira o grupo de usuários do domínio que inclui o nome do domínio (YourDomain \YourAFDomainGroup) no campo Nome de login. 3. Se uma mensagem indicando que o valor inserido é inválido for exibida, será necessário pesquisar um nome do grupo. Para fazer essa pesquisa, é necessário incluir manualmente os Grupos como um tipo de objeto de pesquisa. Para incluir o tipo de objeto dos grupos: a. Clique em Pesquisar. b. Na janela Selecionar grupo de usuários, clique em Tipos de objeto. c. Na janela Tipos de objeto, selecione Grupos. d. Clique em OK para voltar à janela Selecionar grupo de usuários. e. Insira o grupo de usuários do domínio que inclui o nome de domínio YourDomain \YourAFDomainGroup no campo Inserir o nome do objeto para selecionar. f. Clique em OK para retornar à página Geral. 4. Selecione a opção Autenticação do Windows. 5. No Banco de dados padrão, selecione PIFD. 6. Selecione a página Mapeamento do Usuário. 7. Em Usuários mapeados para este login, marque a caixa de seleção Mapear na linha do banco de dados PIFD. 60 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

69 Instalação do PI AF em um cluster de failover 8. Verifique se a coluna Usuário da linha PIFD está definida como o grupo de usuários do domínio YourDomain\YourAFDomainGroup. 9. Em Associação à função do banco de dados para: PIFD, marque a caixa de seleção db_afserver. 10. A função público deverá estar selecionada por padrão; se não estiver, marque sua caixa de seleção. 11. Clique em OK para salvar o novo login do SQL Server. Excluir logins e usuários locais Ao instalar o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) com o recurso Execução de Script do SQL selecionado, os scripts do SQL criam e preenchem o banco de dados SQL do PI AF e criam os logins do SQL Server e os usuários de bancos de dados AF locais. É necessário que o serviço de aplicativo PI AF seja executado em uma conta de domínio pertencente a um grupo de domínio contendo um login do SQL Server mapeado para o banco de dados PIFD e recebe a funções de banco de dados específicas. Como resultado, é possível excluir as contas de usuário locais criadas pelos scripts do SQL. 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Expanda Bancos de dados > PIFD > Segurança > Usuários. 3. Exclua o usuário do banco de dados PI AF: AFServers Excluir um usuário exclui automaticamente o esquema correspondente, caso um exista. Verificar o serviço SQL Server em um cluster de failover Verifique se o serviço do SQL Server pode ser executado em todos os computadores no cluster do SQL Server. Antes de Iniciar Use a ferramenta de administração do cluster de failover do sistema operacional para colocar o serviço do SQL Server on-line. 1. Em cada computador no cluster do SQL Server: a. Clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Serviços. A janela Serviços é aberta. 2. Vá até o serviço SQL Server. Todos os nós devem mostrar o Tipo de inicialização do serviço como Manual. Apenas um nó deve mostrar o serviço como Iniciado. 3. Use a ferramenta de administração do cluster do sistema operacional para mover o serviço para outro nó: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 61

70 Instalação do PI AF em um cluster de failover Windows Server 2008: No snap-in Gerenciamento do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Mover este serviço ou aplicativo a outro nó > Mover para nó <name of non-active node in Microsoft Cluster>. Windows 2012: No Gerenciador do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço Função e selecione Mover Selecionar nó. Na janela Mover função em cluster, selecione o próximo nó AF Server e clique em OK. 4. Verifique se o serviço está em execução no computador para o qual o serviço foi movido e se o serviço Tipo de inicialização é Manual. O serviço não deve ser executado nos outros nós. O que Fazer Depois Consulte Instalação do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover e Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2008 R2 em um cluster de failover ou Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2012 em um cluster de failover. Instalação do serviço de aplicativo PI AF em um cluster de failover Antes de Iniciar Instale e verifique o cluster do SQL Server no banco de dados SQL do PI AF. Consulte Instalação do banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover. 1. Instalar o serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover. 2. Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2008 R2 em um cluster de failover. 3. Modificar o número padrão de failovers no Windows Server Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2012 em um cluster de failover. 5. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após a instalação do cluster de failover. 6. Configurar certificados de alta disponibilidade do PI AF em um cluster de failover. Instalar o serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover O serviço de aplicativo PI AF deve ser instalado em cada Windows Server no failover que executará o serviço de aplicativo PI AF. Esse processo pressupões que o cluster de failover do serviço de aplicativo PI AF tenha pelo menos dois computadores. Para obter detalhes, consulte Arquitetura do PI AF em um cluster de failover. Antes de Iniciar Consulte Tarefas de pré-instalação do PI AF em um cluster de failover. 1. Abra o diretório no qual os arquivos do programa de instalação do PI AF estão localizados e execute o kit de instalação. A janela Execução da autoextração do PI AF Server é aberta. 2. Selecione um caminho de extração na janela Execução da autoextração do PI AF Server. Podese usar o caminho de instalação padrão ou inserir um novo caminho. 3. Clique em OK. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server é aberta. 62 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

71 Instalação do PI AF em um cluster de failover 4. Revise a lista de componentes necessários como parte da instalação do PI AF Server na janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server. Para cada componente, um Status indica se o componente está ou será instalado. 5. Clique em OK. Microsoft.NET Framework 4.5 é instalado, caso ele ainda não esteja. 6. Clique em Next. Se o Microsoft SQL Server Native Client não estiver instalado, sua instalação será iniciada. 7. Clique em Next. 8. Na janela Microsoft SQL Server Native Client: a. Clique em Próximo para aceitar os termos do contrato de licença do Microsoft SQL Server Native Client. b. Mantenha as seleções de escolha padrão do Microsoft SQL Server Native Client e clique em Próximo. c. Clique em Instalar. d. Clique em Concluir para finalizar a instalação do Microsoft SQL Server Native Client. Os componentes redistribuíveis do Microsoft Visual C são instalados. 9. Revise a janela Instalação do PI AF Server e clique em Próximo. 10. Clique em Procurar para selecionar um caminho para o diretório da instalação do PI AF ou mantenha o caminho para o diretório padrão e clique em Próximo. A janela Selecionar Recursos é aberta. 11. Desmarque as caixas Serviço de aplicativo AF e Execução de script do SQL do AF para remover esses recursos da lista de itens a serem instalados. Quando o kit de instalação do PI AF Server é executado em um cluster do SQL Server, o recurso Execução do script do SQL do AF não tem suporte. Portanto, os scripts do SQL deverão ser executados manualmente. Consulte Executar scripts do SQL em um cluster de failover. 12. Clique em Banco de dados SQL do AF e selecione Todo o recurso ficará indisponível. Instale apenas o recurso Serviço de aplicativo AF. 13. Clique em Next. 14. Insira o nome do cluster do SQL Server no campo MSSQLSERVER. Se aplicável, inclua o nome da instância do SQL. Não inclua o nome da instância do SQL no campo MSSQLSERVER se o nome padrão estiver vazio; um campo vazio indica que a instância do SQL padrão é usada, e que não é necessário incluir o seu nome. Insira esses nomes com o formato a seguir: <SQLClusterName>[\<SQLClusterInstanceName>] Em que: <SQLClusterName> é o nome do cluster do SQL Server no qual o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) será instalado. <SQLClusterInstanceName> é opcional e deverá ser incluído se o cluster do SQL Server tiver sido instalado com um nome da instância. 15. Para validar a conexão com o SQL Server, tente conectar ao cluster do SQL Server. Se uma conexão for realizada, marque a caixa de seleção Aviso reconhecido (Warning Acknowledged) no aviso que indica uma versão do banco de dados SQL do PI AF já existe e clique em Próximo. 16. Se não for possível validar a conexão com o computador SQL Server, clique em Voltar, desmarque a caixa de seleção Validar conexão ao SQL Server e a versão do banco de dados PIFD e clique em Próximo para continuar com a instalação. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 63

72 Instalação do PI AF em um cluster de failover 17. Revise a janela Pronto para instalação do aplicativo. Clique em Voltar para fazer as alteração necessárias; caso nenhuma alteração seja necessária, clique em Próximo para iniciar a instalação. 18. Revise os resultados na janela Concluir instalação e verifique se há erros. 19. Clique em Fechar. 20. Conclua o procedimento em Remover o acesso à conta NetworkService para o banco de dados SQL do PI AF. O serviço de aplicativo PI AF é instalado usando a conta NetworkService local, mas precisa ser executado em uma conta de domínio para fornecer o método mais seguro para proteger o PI AF Server. 21. Verifique se o serviço de aplicativo PI AF está desligado. Consulte Executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio. Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2008 R2 em um cluster de failover Após a instalação do PI AF em um Microsoft Windows Server para uso com um cluster de failover, adicione o serviço de aplicativo PI AF como um recurso do cluster de failover, crie dependências e coloque o serviço on-line. Use esse procedimento no Windows Server 2008 R2. Antes de Iniciar Instale o serviço de aplicativo PI AF em cada nó do cluster de failover. 1. Como usar o Gerenciador de Cluster de Failover: a. Clique com o botão direito do mouse em Serviços e aplicativos. b. Selecione Mais ações. c. Selecione Criar serviço ou aplicativo vazio. Uma nova entrada é adicionada com o nome de Novo serviço ou aplicativo. d. Clique com o botão direito do mouse na Novo serviço ou aplicativo e selecione Renomear. e. Insira um nome do cluster de serviço de aplicativo PI AF, como AF SERVER. f. Clique com o botão direito do mouse no cluster do serviço de aplicativo recémrenomeado, neste exemplo, selecione AF SERVER. g. Selecione Adicionar um Recurso. h. Selecione Clicar no ponto de acesso. 2. No Assistente do novo recurso: a. Especifique o nome e os endereços IP do cluster de serviço de aplicativo PI AF. Uma nova entrada DNS será criada usando o nome Rede e os valores do endereço IP. O nome Rede e/ou o endereço IP serão usados pelos AF Clients para se conectar ao cluster de serviço de aplicativo PI AF. b. Insira o Nome da rede do cluster de serviço de aplicativo PI AF na caixa Nome, por exemplo, AFServerCluster. c. Insira o endereço IP estático apropriado na linha que representa a conexão de rede Pública no cluster. 64 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

73 Instalação do PI AF em um cluster de failover d. Desmarque a caixa de seleção ao lado das outras redes listadas na caixa. Verifique se a entrada do Active Directory ainda não existe para o Nome de rede inserido. e. Clique em Next. A página Confirmação é exibida. f. Se Nome da rede e/ou Endereço IP não estiverem corretos, clique em Anterior para fazer as mudanças necessárias. Caso contrário, clique em Próximo para criar a entrada DNS. g. Se houver erros, clique em Visualizar relatório para ver os resultados e solucionar os erros. Caso contrário, clique em Concluir 3. Clique com o botão direito do mouse no novo AF SERVER: a. Selecione Adicionar um recurso. b. Selecione Serviços genéricos. O Assistente do novo recurso é aberto. 4. No Assistente do novo recurso: a. Selecione o serviço de aplicativo PI AF a ser adicionado ao cluster AF SERVER. b. Navegue pela lista de serviços e selecione PI AF Server 2.x. c. Clique em Next. A página Confirmação é exibida. d. Se Serviço e/ou Parâmetros não estiverem corretos, clique em Anterior para fazer as mudanças necessárias. Caso contrário, clique em Próximo. A página Resumo exibe os resultados de criação e configuração do novo recurso. e. Se houver erros, clique em Visualizar relatório para ver os resultados e solucionar os erros. Caso contrário, clique em Concluir 5. Selecione e clique com o botão direito do mouse no recurso recém-criado PI AF Server 2.x e selecione Propriedades. 6. Na janela Propriedades do PI AF Server 2.x: a. Clique na guia Dependências. b. Na coluna Recurso, clique em Clicar aqui para adicionar uma dependência. c. Na lista suspensa, selecione o Nome do cluster de aplicativo de serviço PI AF previamente definido. d. Clique em OK. e. Se o cluster de serviço de aplicativo PI AF não estiver conectado, clique com o botão direito do mouse no nome do servidor e selecione Colocar esse serviço ou aplicativo online. O status de cada recurso do cluster de serviço de aplicativo PI AF é alterado de Offline para On-line. 7. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após a instalação do cluster de failover. Modificar o número padrão de failovers no Windows Server 2008 No Windows Serve 2008 R2, o failover a cada seis horas é agendado em um grupo em um cluster de dois nós. Pode-se mudar essa configuração padrão. 1. No snap-in Gerenciamento do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Propriedades. 2. Selecione a guia Failover e modifique o número. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 65

74 Instalação do PI AF em um cluster de failover Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2012 em um cluster de failover Após a instalação do PI AF em um Microsoft Windows Server para uso com um cluster de failover, adicione o serviço de aplicativo PI AF como um recurso do cluster de failover, crie dependências e coloque o serviço on-line. Use esse procedimento no Windows Server Como usar o Gerenciador de Cluster de Failover: a. Clique com o botão direito do mouse em Funções. b. Selecione Criar função vazia. Uma nova entrada é adicionada com o nome de Nova função. c. Clique com o botão direito do mouse na Nova função recém-criada e selecione Propriedades. d. Na janela Propriedades das novas funções, altere o nome para identificar o PI AF Server. Por exemplo, AFSERVER. Na seção Proprietários preferidos, marque as caixas de seleção dos computadores em um cluster de failover do PI AF e clique em OK. e. Clique com o botão direito do mouse no cluster do serviço de aplicativo recémrenomeado, neste exemplo, selecione AF SERVER. f. Selecione Adicionar um recurso. g. Selecione Clicar no ponto de acesso. 2. No Assistente do novo recurso: a. Especifique o nome e os endereços IP do cluster de serviço de aplicativo PI AF. Uma nova entrada DNS será criada usando o nome Rede e os valores do endereço IP. O nome Rede e/ou o endereço IP serão usados pelos AF Clients para se conectar ao cluster de serviço de aplicativo PI AF. b. Insira o Nome da rede do cluster de serviço de aplicativo PI AF na caixa Nome, por exemplo, AFServerCluster. c. Insira o endereço IP estático apropriado na linha que representa a conexão de rede Pública no cluster. d. Desmarque a caixa de seleção ao lado das outras redes listadas na caixa. Verifique se a entrada do Active Directory ainda não existe para o Nome de rede inserido. e. Clique em Next. A janela Confirmação é exibida. f. Se Nome da rede e/ou Endereço IP não estiverem corretos, clique em Anterior para fazer as mudanças necessárias. Caso contrário, clique em Próximo para criar a entrada DNS. g. Se houver erros, clique em Visualizar relatório para ver os resultados e solucionar os erros. Caso contrário, clique em Concluir 3. Clique com o botão direito do mouse no novo AF SERVER: a. Selecione Adicionar um recurso. b. Selecione Serviços genéricos. O Assistente do novo recurso é aberto. 4. No Assistente do novo recurso: a. Selecione o serviço de aplicativo PI AF a ser adicionado ao cluster AF SERVER. b. Navegue pela lista de serviços e selecione PI AF Server 2.x. c. Clique em Next. A janela Confirmação é exibida. 66 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

75 Instalação do PI AF em um cluster de failover d. Se Serviço e/ou Parâmetros não estiverem corretos, clique em Anterior para fazer as mudanças necessárias. Caso contrário, clique em Próximo. A janela Resumo exibe os resultados de criação e configuração do novo recurso. e. Se houver erros, clique em Visualizar relatório para ver os resultados e solucionar os erros. Caso contrário, clique em Concluir 5. Selecione e clique com o botão direito do mouse no recurso recém-criado PI AF Server 2.x e selecione Propriedades. 6. Na janela Propriedades do PI AF Server 2.x: a. Clique na guia Dependências. b. Na coluna Recurso, clique em Clicar aqui para adicionar uma dependência. c. Na lista suspensa, selecione o Nome do cluster de aplicativo de serviço PI AF previamente definido. d. Clique em OK. e. Se o cluster de serviço de aplicativo PI AF não estiver conectado, clique com o botão direito do mouse no nome do servidor e selecione Colocar esse serviço ou aplicativo online. O status de cada recurso do cluster de serviço de aplicativo PI AF é alterado de Offline para On-line. 7. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após a instalação do cluster de failover. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após a instalação do cluster de failover Verifique se o serviço de aplicativo PI AF puder ser executado no nó ativo do cluster de failover. Antes de Iniciar Consulte Instalar o serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover e Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2008 R2 em um cluster de failover ou Configurar o serviço de aplicativo PI AF no Windows Server 2012 em um cluster de failover. Use a ferramenta de administração do cluster de failover do sistema operacional para colocar o serviço PI AF Server on-line. 1. Clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Serviços no nó ativo do cluster de failover. A janela Serviços é aberta. 2. Vá até o serviço AF Server. O nó ativo deve mostrar o serviço como Iniciado. 3. Use a ferramenta de administração do cluster do sistema operacional para mover o serviço para outro nó: Windows Server 2008 R2: No snap-in Gerenciamento do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Mover este serviço ou aplicativo a outro nó > Mover para nó <name of non-active node in Microsoft Cluster>. Windows 2012: No Gerenciador do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço Função e selecione Mover Selecionar nó. Na janela Mover função em cluster, selecione o próximo nó AF Server e clique em OK. 4. Verifique se o serviço está em execução no novo nó do proprietário e mostra o Tipo de inicialização do serviço como Manual. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 67

76 Instalação do PI AF em um cluster de failover 5. Repita as etapas anteriores até verificar que todos os nós no cluster possam controlar o serviço. 6. Se o serviço de aplicativo PI AF armazenado em cluster for parte do coletivo PI AF, consulte Configurar certificados de alta disponibilidade do PI AF em um cluster de failover. 7. Nos clusters de failover no Windows Server 2008 R2, é possível alterar a frequência e o número de vezes que um computador do cluster falhará. Consulte Modificar o número padrão de failovers no Windows Server Configurar certificados de alta disponibilidade do PI AF em um cluster de failover Conclua as etapas desta seção se o computador a ser usado no serviços de aplicativo PI AF: for conectado ao banco de dados SQL do AF no cluster de failover do SQL Server e estiver em um coletivo PI AF. Se o PI AF Server que inclui o serviço de aplicativo PI AF for membro de um coletivo PI AF, cada computador no cluster de failover deverá usar o mesmo certificado do Windows com suporte à comunicação com o serviço de aplicativo PI AF usado no cluster de failover. Antes de Iniciar Certifique-se de que o serviço de aplicativo PI AF foi instalado e verificado em cada cluster que se deseja incluir no coletivo. 1. Copie o certificado AF Server, chamado AFServer.pfx e localizado no diretório C: \ProgramData\OSIsoft\AF, do nó no cluster de failover para o mesmo local em outros computadores no cluster de failover. 2. Use a ferramenta de administração de cluster do sistema operacional para reiniciar o serviço de aplicativo PI AF em cada computador no cluster de failover. Windows Server 2008 R2: No snap-in Gerenciamento do Cluster de Failover, clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Mover este serviço ou aplicativo para outro nó > Mover para nó <name of non-active node in Microsoft Cluster>. 68 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

77 Upgrade do PI AF em um cluster de failover Um cluster de failover que inclui o PI Asset Framework requer um ambiente contendo pelo menos quatro computadores divididos em dois clusters. Esta seção mostra como fazer o upgrade do recurso de banco de dados SQL do PI AF em computadores em um cluster do SQL Server e do serviço de aplicativo PI AF nos computadores em um cluster de failover separado. Nota: Na primeira vez que um cliente se conectar ao AF Server atualizado após um upgrade para o PI Asset Framework 2.6, alguns operações finais de upgrade ocorrerão, podendo causar breves períodos de baixo desempenho. A OSIsoft recomenda usar o PI System Explorer para se conectar ao AF Server atualizado imediatamente após o upgrade para forçar a ocorrência dessas operações. 1. Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover. 2. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no cluster de failover. 3. Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover. 4. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após o upgrade do cluster. Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover Coloque o computador do PI AF Server ativo off-line e pause os computadores PI AF Server inativos antes de fazer o upgrade dos computadores em um cluster de failover. Isso evita alterações no banco de dados SQL do PI AF durante o upgrade do cluster de failover. Use o procedimento para o sistema operacional aplicado ao sistema. 1. Abra a ferramenta do cluster de failover para o sistema operacional. 2. No computador do cluster de failover que está ativo: No Windows 2008 R2: No Gerenciador do Cluster de Failover, selecione o serviço AFSERVER no painel esquerdo. No painel direito, a lista Nome do servidor e Outros recursos é exibida. Clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF na lista e selecione Colocar este recurso off-line. No Windows 2012: Selecione Funções no painel esquerdo e, no painel direito, clique com o botão direito do mouse na função AF SERVER e selecione Parar função. No painel direito, a lista Nome de servidor e Outros recursos é exibida. Clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF na lista e selecione Colocar este recurso off-line. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 69

78 Upgrade do PI AF em um cluster de failover a. Selecione Funções no painel esquerdo e, no painel direito, clique com o botão direito do mouse na função AF SERVER e selecione Parar função. b. No painel direito, a lista Nome de servidor e Outros recursos é exibida. c. Clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF na lista e selecione Colocar este recurso off-line. 3. Para cada um dos nós não ativos no cluster de failover, clique com o botão direito do mouse em cada nó na lista Nós e selecione: Pausar se o Windows 2008 R2 for usado Pausar Não drenar nós se o Windows 2012 for usado Nota: Ao pausar os nós não ativos, assegure que failover não ocorra no recurso PI AF Server. O que Fazer Depois Consulte Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó não ativo em um cluster do SQL Server. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no cluster de failover 1. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó não ativo em um cluster do SQL Server. 2. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó ativo em um cluster do SQL Server. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó não ativo em um cluster do SQL Server Execute o kit de instalação do PI AF nos computadores não ativos do cluster do SQL Server para iniciar o upgrade do banco de dados SQL do PI AF. O banco de dados SQL do PI AF deve ser instalado em cada computador no cluster do SQL Server que executa o banco de dados SQL do PI AF. Esse procedimento pressupõe que o cluster do SQL Server tem pelo menos dois computadores. Para mais detalhes, consulte Arquitetura do PI AF em um cluster de failover. Antes de Iniciar Verifique se o recurso do serviço de aplicativo PI AF está off-line antes de executar o kit de instalação. Consulte Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover. 1. Vá até o diretório no qual os arquivos do programa de instalação do PI AF foram baixados no servidor do Windows que usa o Microsoft Failover Clustering e execute o kit de instalação. 2. Depois de os arquivos serem extraídos para o diretório temporário, clique em OK e em Próximo. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server mostra uma lista dos módulos necessários para a instalação do PI AF. 3. Clique em OK. 70 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

79 O Microsoft.NET Framework 4.5 será instalado, caso ainda não esteja. A instalação do Microsoft SQL Server Native Client será iniciada, caso ele ainda não esteja instalado. 4. Clique em Next. 5. Para aceitar os termos de licença, clique na opção correta e em Próximo. 6. Use as seleções padrão dos recursos do Microsoft SQL Server Native Client e clique em Instalar. 7. Clique em Finish. Os arquivos redistribuíveis do Microsoft Visual C são instalados. 8. Revise a janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server e clique em Próximo. 9. Aceite a Pasta de destino padrão e clique em Próximo. Nota: O kit de instalação do PI AF não permite a alteração da pasta de destino durante um upgrade. 10. Revise as informações na janela Pronto para instalar o aplicativo. Clique em Voltar para fazer as alterações necessárias. Caso contrário, clique em Próximo para iniciar a instalação do PI AF. Na página Instalação concluída, veja o Status e os Comentários de cada Módulo para verificar se ocorreram erros. Clique em Fechar. O que Fazer Depois Upgrade do PI AF em um cluster de failover Consulte Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó ativo em um cluster do SQL Server. Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó ativo em um cluster do SQL Server Esse nó ativo é executado no Servidor Windows que usa o Microsoft Failover Clustering. Nota: Os scripts do SQL para o PI AF devem ser executados manualmente para fazer o upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó ativo do cluster do SQL. Antes de Iniciar Verifique se o recurso do serviço de aplicativo PI AF está off-line, e se foi feito o upgrade do recurso do banco de dados SQL do PI AF em todos os nós do cluster não ativo antes de fazer o upgrade do banco de dados SQL do PI AF nos computadores do banco de dados SQL do PI AF no cluster do SQL Server. Consulte Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover e Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no nó não ativo em um cluster do SQL Server. 1. Vá até o diretório no qual os arquivos do programa de instalação PI AF foram baixados e execute o kit de instalação. 2. Depois de os arquivos serem extraídos para o diretório temporário, clique em OK e em Próximo. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server mostra uma lista dos módulos necessários para a instalação do PI AF. 3. Clique em OK. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 71

80 Upgrade do PI AF em um cluster de failover O Microsoft.NET Framework 4.5 será instalado, caso ainda não esteja. A instalação do Microsoft SQL Server Native Client será iniciada, caso ele ainda não esteja instalado. 4. Clique em Next. 5. Para aceitar os termos de licença, clique na opção correta e em Próximo. 6. Use as seleções padrão dos recursos do Microsoft SQL Server Native Client e clique em Instalar. 7. Clique em Finish. Os arquivos redistribuíveis do Microsoft Visual C são instalados. 8. Revise a janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server e clique em Próximo. 9. Aceite a Pasta de destino padrão e clique em Próximo. Nota: O kit de instalação do PI AF não permite a alteração da pasta de destino durante um upgrade. 10. Revise as informações na janela Pronto para instalar o aplicativo. Clique em Voltar para fazer as alterações necessárias. Caso contrário, clique em Próximo para iniciar a instalação do PI AF. Na página Instalação concluída, veja o Status e os Comentários de cada Módulo para verificar se ocorreram erros. Clique em Fechar. 11. Conclua as etapas para executar manualmente os scripts do SQL: a. Abra a janela do prompt de comando. b. Troque o diretório para a pasta SQL na pasta \PIPC\AF (por exemplo: cd c:\arquivos de programas\pipc\af\sql). c. Use a seguinte sintaxe para executar os scripts do SQL encontrados na pasta SQL: GO.bat <SQLClusterName>[\<SQLClusterInstanceName>] PIFD [<SQLUserName> <SQLUserPassword>] em que: <SQLClusterName> é o nome do nó do cluster do SQL Server do banco de dados SQL do PI AF (PIFD). <SQLClusterInstanceName> é opcional e deve estar incluído se o cluster do SQL Server foi desinstalado com uma instância nomeada. PIFD é o nome do banco de dados SQL do PI AF. <SQLUserName> e <SQLUserPassword> só são necessários se a autenticação do modo misto é necessária para fazer a conexão com um cluster do SQL Server. Para usar a autenticação do Windows, omita-os. Normalmente, a autenticação do modo misto é necessária quando o banco de dados SQL do PI AF e o serviço de aplicativo PI AF estão em domínios diferentes, não confiáveis. Quando o processo estiver concluído, a linha de comando será semelhante à seguinte: c:\..\pipc\af\sql\pisysoledb>_ 12. Contate o administrador do SQL Server e verifique se o login NTAUTHORITY \NetworkService local é necessário para outros usuários. Se o login não for necessário, exclua-o. 13. Exclua o seguinte login do SQL Server local se ele existir: LocalMachineName\AFservers. 14. No Microsoft SQL Server Management Studio, expanda SQLClusterInstance > PIFD > Segurança > Usuários. 15. Exclua os seguintes usuários do SQL Server, se eles existirem. 72 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

81 Upgrade do PI AF em um cluster de failover AF Servers do PIFD NTAUTHORITY\NetworkService Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no cluster de failover Antes de Iniciar Consulte Colocar o PI AF Server off-line antes de fazer o upgrade do cluster de failover e Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF em um cluster de failover. 1. Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó ativo em um cluster de failover. 2. Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó inativo em um cluster de failover. Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó ativo em um cluster de failover Execute o kit de instalação no computador ativo no cluster de failover para iniciar o upgrade do serviço de aplicativo PI AF. O serviço de aplicativo PI AF deve ser instalado em cada computador no cluster de failover que executa o serviço de aplicativo PI AF. Esse processo pressupões que o cluster de failover do serviço de aplicativo PI AF tenha pelo menos dois computadores. Para mais detalhes, consulte Arquitetura do PI AF em um cluster de failover. Antes de Iniciar Verifique se foi feito o upgrade do banco de dados SQL do PI AF em todos os computadores do cluster do SQL Server e se o recurso do serviço de aplicativo PI AF está off-line. Consulte Fazer upgrade do banco de dados SQL do PI AF no cluster de failover e Colocar o PI AF Server off-line antes do upgrade do cluster de failover. 1. Vá até o diretório no qual os arquivos do programa de instalação PI AF foram baixados e execute o kit de instalação. 2. Depois de os arquivos serem extraídos para o diretório temporário, clique em OK e em Próximo. A janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server mostra uma lista dos módulos necessários para a instalação do PI AF. 3. Clique em OK. O Microsoft.NET Framework 4.5 será instalado, caso ainda não esteja. A instalação do Microsoft SQL Server Native Client será iniciada, caso ele ainda não esteja instalado. 4. Clique em Next. 5. Para aceitar os termos de licença, clique na opção correta e em Próximo. 6. Use as seleções padrão dos recursos do Microsoft SQL Server Native Client e clique em Instalar. 7. Clique em Finish. Os arquivos redistribuíveis do Microsoft Visual C são instalados. 8. Revise a janela Bem-vindo à instalação do PI AF Server e clique em Próximo. 9. Aceite a Pasta de destino padrão e clique em Próximo. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 73

82 Upgrade do PI AF em um cluster de failover Nota: O kit de instalação do PI AF não permite a alteração da pasta de destino durante um upgrade. 10. Revise as informações na janela Pronto para instalar o aplicativo. Clique em Voltar para fazer as alterações necessárias. Caso contrário, clique em Próximo para iniciar a instalação do PI AF. Na página Instalação concluída, veja o Status e os Comentários de cada Módulo para verificar se ocorreram erros. Clique em Fechar. 11. Certifique-se de que o serviço de aplicação do PI AF está configurado para ser executado sob a conta de domínio correta. Na lista Serviços do Windows, procure o Serviço de Aplicativo PI AF Server 2.x e verifique se: A coluna Status está vazia. O tipo Inicialização é Manual. Fazer login como para o usuário de domínio previamente atribuído. Se tiver um cluster de 64 bits que use o PI Asset Framework versão 2.5 ou anteriores, insira o novo diretório de instalação em Parâmetros de inicialização de Outros recursos. 12. Se necessário, corrija a configuração do serviço de aplicativo PI AF: a. Pare o serviço e clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Propriedades. Mude o Tipo de inicialização para Manual. b. Selecione a janela Login e insira o usuário de domínio previamente atribuído que esteja em Esta conta. c. Insira o nome e a senha do usuário de domínio e clique em OK para fechar a janela. d. Clique em OK para reconhecer que a alteração não será efetivada até a reinicialização do serviço. Fazer upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó inativo em um cluster de failover Antes de Iniciar 1. Faça upgrade do serviço de aplicativo PI AF no nó do cluster ativo. 2. Verifique se o recurso do serviço de aplicativo PI AF está off-line e se todos os nós não ativos estão pausados. 1. Faça login no nó do cluster do serviço de aplicativo PI AF não ativo. 2. Vá até o diretório no qual os arquivos de instalação do PI Asset Framework foram baixados e execute o kit de instalação. 3. Selecione ou insira um caminho de extração na janela Execução da autoextração do PI AF Server. Use o caminho de instalação padrão ou inserir um novo caminho. 4. Clique em OK. 5. Verifique se o serviço de aplicativo PI AF Server 2.x ainda está configurado para ser executado na conta de domínio correta. 74 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

83 Upgrade do PI AF em um cluster de failover 6. Abra a lista Serviços do Windows e analise o Serviço de Aplicativo PI AF Server 2.x. Ele deve permanecer configurado para ser executado na conta de domínio correta: a. Na lista Serviços do Windows, procure o Serviço de Aplicativo PI AF Server 2.x e verifique se: A coluna Status está vazia. O tipo Inicialização é Manual. Fazer login como para o usuário de domínio previamente atribuído. Se tiver um cluster de 64 bits que use o PI Asset Framework versão 2.5 ou anteriores, insira o novo diretório de instalação em Parâmetros de inicialização de Outros recursos. Caso não seja: Pare o serviço e clique com o botão direito do mouse no serviço e selecione Propriedades. Mude o Tipo de inicialização para Manual. Selecione a página Login e insira o usuário de domínio previamente atribuído que esteja em Esta conta. Insira o nome e a senha do usuário de domínio e clique em OK para fechar a janela. Clique em OK para reconhecer que a alteração não será efetivada até a reinicialização do serviço. 7. Nos clusters de failover no Windows Server 2008, mude o número padrão de failovers. Consulte Modificar o número padrão de failovers no Windows Server O que Fazer Depois Se tiver um cluster de 64 bits que use o PI Asset Framework, altere o diretório de instalação para apontar para o diretório correto do arquivo do serviço PI AF. 1. Abra o Gerenciador do Cluster de Failover: 2. No Windows 2008: Selecione o serviço de aplicativo PI AF no painel esquerdo e clique com o botão direito do mouse no serviço de aplicativo PI AF Server 2.x no painel direito e selecione Propriedades. No Windows 2012:Selecione Funções no painel esquerdo e, no painel direito, clique com o botão direito do mouse na função do servidor e selecione Propriedades. 3. Na lista de parâmetros Inicialização, mude o texto para consultar o caminho correto e o nome de arquivo do arquivo AFService. Por exemplo, por padrão o arquivo AFService é instalado como: Files\PIPC\AF\AFService.exe. Isso deve ser alterado para: C: \Program Files\PIPC\AF\AFService.exe 4. Clique em OK para fechar a janela Propriedades. Verificar o serviço de aplicativo PI AF após o upgrade do cluster Inicie o serviço, verifique se ele pode ser executado em todos os nós do cluster e se os aplicativos cliente podem ser conectados. Antes de Iniciar Faça upgrade do serviço de aplicativo PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 75

84 Upgrade do PI AF em um cluster de failover 1. Faça login no nó ativo do cluster no qual o serviço de aplicativo PI AF foi instalado. 2. Continue os nós não ativos no cluster. No Windows 2012, clique em Não fazer failback das funções 3. Coloque o recurso/função do PI AF Server on-line. 4. Abra a lista Serviços e verifique se o Tipo de inicialização é Manual para o serviço PI AF Server em cada computador no cluster. Apenas um computador deve mostrar o serviço como Iniciado. 5. Verifique se um aplicativo cliente pode se conectar usando o nome de rede atribuído ao cluster. 6. Repita as etapas anteriores para verificar se todos os nós no cluster de failover podem ser executados no serviço PI AF Server e se o aplicativo cliente pode ser conectado. Resultados O upgrade do PI AF Server em um cluster de failover está concluído. 76 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

85 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server O Microsoft SQL Server 2012 oferece o recurso de grupo de disponibilidade AlwaysOn como uma forma de melhorar a alta disponibilidade do banco de dados. Grupos de disponibilidade permitem que vários bancos de dados em uma instância do SQL Server executem o failover juntos. A tecnologia AlwaysOn do SQL Server 2012 é permitida para várias soluções de alta disponibilidade e implantação de recuperação de desastres. O PI Asset Framework é compatível com o recurso do grupo de disponibilidade AlwaysOn do Microsoft SQL Server Apesar de este documento não abordar as possíveis soluções de implantação, é importante que o usuário tenha um plano para a solução que será implantada antes de iniciar a instalação do PI Asset Framework (PI AF). Esses tópicos explicam como instalar e configurar o PI AF em um grupo de disponibilidade existente ou que se planeja configurar. Nota: Os tópicos desta seção destinam-se aos usuários que estão familiarizados com a estrutura e a função dos grupos de disponibilidade do Microsoft SQL Server Consulte Grupos de disponibilidade AlwaysOn (SQL Server) ( hh aspx) para obter informações detalhadas. Nesta seção Instalação do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Fazer upgrade de um banco de dados PI AF em um membro do grupo de disponibilidade do SQL Server Instalação do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Requisitos de pré-instalação do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server O PI Asset Framework com o recurso AlwaysOn do SQL Server requer um ambiente que atenda a estes requisitos mínimos: Um Grupo de Disponibilidade do SQL Server 2012 requer pelo menos dois computadores SQL Server Os serviços do mecanismo de banco de dados SQL Server deve ser executado nas contas de domínio dos computadores que serão incluídos no grupo de disponibilidade. Cada computador envolvido no grupo de disponibilidade deve estar em um cluster de failover, ou seja, os Microsoft Windows Servers incluídos no grupo de computadores que usam o recurso Windows Failover Clustering. Um computador Windows Server que não está incluído no cluster de failover. Este computador será usado para executar o serviço de aplicativo PI AF. Para obter detalhes, consulte Pré-requisitos, Restrições e Recomendações para os Grupos de Disponibilidade AlwaysOn (SQL Server) ( edbab896-42bb-4d17-8d75-e92ca11f7abb). Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 77

86 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Instalar o PI AF no computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server Conclua as etapas no computador SQL Server que atua, ou é designado para atuar, como uma réplica primária do grupo de disponibilidade do SQL Server. Antes de Iniciar Será necessário fornecer o nome de domínio e o nome do computador usados para executar o serviço de aplicativo PI Asset Framework. 1. Execute o kit de instalação do PI AF Server. Quando solicitada a seleção dos recursos do PI AF, selecione apenas os recursos Banco de dados SQL do PI AF e Execução do script do SQL do PI AF. 2. Quando solicitado, insira o domínio e o nome do computador no qual o recurso do serviço de aplicativo PI AF será instalado. O que Fazer Depois Quando a instalação do PI AF for concluída, defina Modelo de Recuperação do banco de dados PIFD como Completo. Para obter mais informações, consulte Considerações do backup do PI AF. Instalar o PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Pode-se usar o PI Asset Framework (PI AF) para ser utilizado com um grupo de disponibilidade do SQL Server quando este ainda não existir nem estiver em um grupo de disponibilidade existente. Use os procedimentos desta seção para instalar o PI AF e seus componentes nos computadores que serão usados no grupo de disponibilidade do SQL Server. Antes de Iniciar Verifique se os computadores SQL Server estão configurados para dar suporte aos grupos de disponibilidade AlwaysOn: 1. Em cada computador SQL Server a ser usado no grupo de disponibilidade, abra o Gerenciador de configuração do SQL Server. 2. Clique com o botão direito do mouse no serviço do SQL Server e selecione Propriedades. Selecione a página Alta disponibilidade AlwaysOn. 3. Verifique se a caixa de seleção Alta disponibilidade AlwaysOn está marcada. Se não estiver, selecione-a e reinicie o serviço do SQL Server. 1. Siga estas etapas para instalar o PI AF enquanto cria um grupo de disponibilidade. É importante concluir os procedimentos na ordem listada aqui. a. Instalar o PI AF no computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server. b. Instalar o PI AF nos computadores de réplica secundária no grupo de disponibilidade do SQL Server. c. Instalar o serviço de aplicativo PI AF para ser usado com um grupo de disponibilidade do SQL Server. 78 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

87 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server d. Criar um login do SQL para o computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server.. e. Fazer backup do banco de dados PIFD de um grupo de disponibilidade do SQL Server. f. Criar logins do SQL para computadores de réplica secundárias em um grupo de disponibilidade do SQL Server. g. Criar um compartilhamento de rede para um grupo de disponibilidade do SQL Server. h. Criar um grupo de disponibilidade do SQL Server para uso com o PI AF. i. Configurar a string de conexão PI AF para uso no grupo de disponibilidade do SQL Server. 2. Siga estas etapas para instalar o PI AF em um grupo de disponibilidade existente do SQL Server. É importante concluir os procedimentos na ordem listada aqui. a. Instalar o PI AF no computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server. b. Instalar o PI AF nos computadores de réplica secundária no grupo de disponibilidade do SQL Server. c. Instalar o serviço de aplicativo PI AF para ser usado com um grupo de disponibilidade do SQL Server. d. Criar um login do SQL para o computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server.. e. Fazer backup do banco de dados PIFD de um grupo de disponibilidade do SQL Server. f. Criar logins do SQL para computadores de réplica secundárias em um grupo de disponibilidade do SQL Server. g. Configurar a string de conexão PI AF para uso no grupo de disponibilidade do SQL Server. h. Adicionar um banco de dados PI AF a um grupo de disponibilidade existente do SQL Server. Instalar o PI AF nos computadores de réplica secundária no grupo de disponibilidade do SQL Server Conclua as etapas em cada computador SQL Server que atua, ou é designado para atuar, como uma réplica secundária do grupo de disponibilidade AlwaysOn do SQL Server. 1. Execute o kit de instalação do PI AF Server. Quando solicitado, selecione apenas o recurso Banco de dados SQL do AF sem selecionar a opção Execução do script do SQL do AF. 2. Clique em Próximo e continue a executar as etapas do kit de instalação até que a instalação do banco de dados SQL do PI AF esteja concluída. Instalar o serviço de aplicativo PI AF para ser usado com um grupo de disponibilidade do SQL Server Instale o serviço de aplicativo PI AF em um computador que está fora do cluster de failover do Windows Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 79

88 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Antes de Iniciar Saiba o nome e, se apropriado, a instância do computador SQL Server que atua, ou está designado para atuar, como a réplica primária do grupo de disponibilidade. Será solicitado que essas informações sejam inseridas durante a instalação. 1. Execute o kit de instalação do PI AF. Quando solicitado, especifique o nome e, se apropriado, a instância do computador SQL Server designado como a réplica primária do grupo de disponibilidade. 2. Clique em Próximo e continue a executar as etapas do kit de instalação até que a instalação do serviço de aplicativo PI AF esteja concluída. O que Fazer Depois 1. Altere o serviço de aplicativo PI AF para executar em uma conta de domínio pertencente a um grupo de domínio. 2. Reinicie o serviço. Criar um login do SQL para o computador de réplica primária no grupo de disponibilidade do SQL Server. Crie um login do SQL no computador SQL Server designado como a réplica primária para o grupo de disponibilidade do SQL Server e: Baseado no grupo de domínio contendo a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Mapeado para o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). Atribuído à função db_afserver. Fazer backup do banco de dados PIFD de um grupo de disponibilidade do SQL Server Faça o backup do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e do arquivo de log do banco de dados PIFD no computador SQL Server designado como réplica primária do grupo de disponibilidade. Criar logins do SQL para computadores de réplica secundárias em um grupo de disponibilidade do SQL Server Em cada computador SQL Server designado como uma réplica secundária no grupo de disponibilidade, crie um login do SQL baseado no grupo de domínio contendo a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Esses logins do SQL não precisam ser atribuídos aos membros da função no momento. 80 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

89 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Criar um compartilhamento de rede para um grupo de disponibilidade do SQL Server Crie um compartilhamento de rede que possa ser acessado por cada um dos computadores SQL Server pertencentes ao grupo de disponibilidade do SQL Server. O compartilhamento de rede pode estar localizado em qualquer lugar, contanto que: Na réplica primária, a conta usada para iniciar o serviço Mecanismo de Banco de Dados tem permissões do sistema de arquivo de leitura e gravação no compartilhamento de rede. Nas réplicas secundárias, a conta tem permissões de leitura no compartilhamento de rede. Esse compartilhamento será usado para restaurar o banco de dados SQL do PI AF (PIFD) em cada uma das réplicas secundárias. Criar um grupo de disponibilidade do SQL Server para uso com o PI AF Conclua este procedimento para criar um grupo de disponibilidade AlwaysOn do SQL Server para uso com o PI Asset Framework. Para obter mais informações sobre como criar um grupo de disponibilidade do SQL Server, consulte Usar o assistente do novo grupo de disponibilidade (SQL Server Management Studio) ( 1. No computador SQL Server que seja a réplica primária do grupo de disponibilidade, abra a ferramenta SQL Server Management e conecte-a à instância que hospedará o grupo de disponibilidade. 2. Expanda a pasta Alta disponibilidade AlwaysOn. 3. Expanda e clique com o botão direito do mouse na pasta Grupos de disponibilidade e selecione Assistente do novo grupo de disponibilidade. 4. Insira um nome para o grupo de disponibilidade na janela Especificar nome do grupo de disponibilidade e clique em Próximo. 5. Revise a lista de banco de dados na janela Selecionar bancos de dados. Essa lista mostra os bancos de dados instalados na instância do SQL Server na qual o grupo de disponibilidade está incluído. Para configurar um grupo de disponibilidade para uso com o PI AF: a. Revise as mensagens de status de cada um dos bancos de dados listados na janela Selecionar bancos de dados para determinar se um banco de dados pode ser selecionado. Por exemplo, um banco de dados não poderá ser usado em um grupo de disponibilidade se ele pertencer a um grupo de disponibilidade existente nem atender aos pré-requisitos para ser adicionado a um grupo de disponibilidade. b. Marque a caixa de seleção do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) a ser incluído no grupo de disponibilidade. Também é possível adicionar outros bancos de dados ao grupo de disponibilidade. É possível escolher diversos bancos de dados, contanto que o PIFD esteja incluído e que todos os bancos de dados incluídos atendam aos pré-requisitos. c. Resolva esses problemas antes de continuar com a criação do grupo de disponibilidade. Não é necessário fechar o assistente Novo grupo de disponibilidade para fazer correções; mantenha-o aberto enquanto retorna ao SQL Server Management Studio para fazer correções. Depois que as correções tiverem sido feitas, retorne ao assistente Novo grupo de disponibilidade e clique em Atualizar. Quando o status do banco de dados indicar Atende aos pré-requisitos, será possível continuar o processo. d. Clique em Next. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 81

90 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Se Criar agora um listener do grupo de disponibilidade for selecionado, use Assistente do novo grupo de disponibilidade para: Inserir o Nome DNS do Listener. Inserir o Número da porta. Consulte Configurar um servidor para ouvir em uma porta TCP especificada (SQL Server Configuration Manager) ( e Listeners do grupo de disponibilidade, conectividade cliente e failover do aplicativo (SQL Server) ( para obter mais informações. Configure o Modo de rede para IP estático Clique no botão Adicionar Selecione a sub-rede correta e insira o endereço IP estático como Endereço IPv4 na janela Adicionar endereço IP. 6. Clique em Próximo na página Especificar réplicas: a. Adicione cada instância do SQL Server designada como uma réplica secundária para o grupo de disponibilidade na guia Réplicas. Para cada réplica secundária adicionada, ajuste as configurações Failover automático, Validação síncrona e secundário que pode ser lido. Consulte a ajuda da Guia Réplicas da Microsoft ( para obter informações adicionais. b. Verifique se a Conta de serviço SQL Server para cada réplica esteja configurada para o domínio correto e a conta de usuário na guia Endpoints. Não altere as outras configurações dessa guia. Consulte a ajuda da Guia Endpoints da Microsoft ( msdn.microsoft.com/en-us/library/hh aspx#replicastab) para obter informações adicionais. c. Selecione a opção Preferir Secundário como o local dos backups ou faça outra seleção se preferir uma opção diferente na guia Preferências de Backup. Consulte a ajuda da Guia Preferências de Backup da Microsoft ( hh aspx#backuppreferencestab) para obter informações adicionais. d. Selecione uma das duas opções na guia Ouvinte: Criar agora um ouvinte do grupo de disponibilidade Criar um ouvinte do grupo de disponibilidade depois Se Criar um ouvinte do grupo de disponibilidade mais tarde for selecionado, use Assistente do Novo Grupo de Disponibilidade para: Inserir o Nome DNS do Listener. Inserir o Número da porta. Configure o Modo de rede para IP estático Clique no botão Adicionar Selecione a sub-rede correta e insira o endereço IP estático como Endereço IPv4 na janela Adicionar endereço IP. Consulte Especificar a página Réplicas (Assistente do novo grupo de disponibilidade/ Adicionar assistente de réplica) ( hh aspx#listener) para obter mais informações. 7. Clique em Próximo na janela Selecionar bancos de dados. 8. Selecione a opção Completo na janela Selecionar sincronização de dados inicial. 82 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

91 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server 9. Insira ou procure para selecionar, o local do compartilhamento de rede criado antes de o processo de criação do grupo de disponibilidade ser iniciado e clique em Próximo. 10. Revise as informações na janela Validação. Se resultados diferentes de Êxito forem retornados, clique no link Status para obter os resultados e revisar os detalhes. Alguns problemas podem ser resolvidos antes de continuar, e a etapa de validação pode ser executada novamente. Outros problemas deverão ser resolvidos manualmente após a criação do grupo de disponibilidade. Quando os resultados da validação forem satisfatórios, clique em Próximo 11. Revise as informações sobre as escolhas feitas na janela Resumo. 12. Se alterações forem necessárias, clique em Anterior para retornar no assistente e fazer as alterações necessárias. 13. Clique em Concluir para criar grupo de disponibilidade. A janela Resultados é exibida. O que Fazer Depois Para etapas que resultem em um erro, clique no link do erro para obter o resultado e analisar os detalhes. Talvez seja necessário concluir manualmente a configuração do grupo de disponibilidade se houver etapas com erro. Configurar a string de conexão PI AF para uso no grupo de disponibilidade do SQL Server 1. No computador AF Server, abra o arquivo AFService.exe.config na pasta..\pipc\af. 2. Edite a parte do servidor da string de conexão para que ela seja direcionada ao ouvinte do grupo de disponibilidade e à porta do ouvinte desse grupo definidos em Criar um grupo de disponibilidade do SQL Server para uso com o PI AF. Altere ListenerName,Port nesta string: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=ListenerName,Port;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;" /> O que Fazer Depois Reinicie o serviço PI AF. O processo de instalação do PI AF em um novo grupo de disponibilidade é concluído. Adicionar um banco de dados PI AF a um grupo de disponibilidade existente do SQL Server Antes de Iniciar No computador da réplica primária, faça o backup do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e do arquivo de registro. Em cada uma das réplicas secundárias, restaure os backups no banco de dados PIFD e no arquivo de registro de uma vez usando a opção Sem recuperação e o modo Restaurando no banco de dados. Então, adicione o banco de dados ao grupo de disponibilidade no primário usando a opção Participar apenas. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 83

92 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server 1. No computador SQL Server que seja a réplica primária do grupo de disponibilidade, abra a ferramenta SQL Server Management e conecte-a à instância que hospedará o grupo de disponibilidade. 2. Expanda a pasta Alta disponibilidade AlwaysOn. 3. Expanda e clique com o botão direito do mouse na pasta Grupos de disponibilidade e selecione Assistente do novo grupo de disponibilidade. 4. Localize o computador de réplica primário, clique com o botão direito do mouse no grupo de disponibilidade e selecione Adicionar banco de dados. O assistente Adicionar banco de dados ao grupo de disponibilidade é aberto na janela Selecionar bancos de dados. 5. Revise a lista de banco de dados na janela Selecionar bancos de dados. Essa lista mostra os bancos de dados instalados na instância do SQL Server na qual o grupo de disponibilidade está incluído. Para configurar um grupo de disponibilidade para uso com o PI AF: a. Revise as mensagens de status de cada um dos bancos de dados listados na janela Selecionar bancos de dados para determinar se um banco de dados pode ser selecionado. Por exemplo, um banco de dados não poderá ser usado em um grupo de disponibilidade se ele pertencer a um grupo de disponibilidade existente nem atender aos pré-requisitos para ser adicionado a um grupo de disponibilidade. b. Marque a caixa de seleção do banco de dados SQL do PI AF (PIFD) a ser incluído no grupo de disponibilidade. Também é possível adicionar outros bancos de dados ao grupo de disponibilidade. É possível escolher diversos bancos de dados, contanto que o PIFD esteja incluído e que todos os bancos de dados incluídos atendam aos pré-requisitos. c. Resolva esses problemas antes de continuar com a criação do grupo de disponibilidade. Não é necessário fechar o assistente Novo grupo de disponibilidade para fazer correções; mantenha-o aberto enquanto retorna ao SQL Server Management Studio para fazer correções. Depois que as correções tiverem sido feitas, retorne ao assistente Novo grupo de disponibilidade e clique em Atualizar. Quando o status do banco de dados indicar Atende aos pré-requisitos, será possível continuar o processo. d. Clique em Next. 6. Na janela Selecionar sincronização de dados, selecione a opção Participar apenas e clique em Próximo. 7. Na janela Conectar a réplicas, clique em Conectar tudo. Insira as credenciais necessárias para se conectar às réplicas quando solicitado. Clique em Próximo para abrir a janela Validação. A maioria das verificações de validação será ignorada devido ao tipo de Sincronização de dados selecionado. Para os resultados que mostram um resultado diferente de Êxito, clique no link Status do resultado e analise os detalhes. 8. Se houver erros, faça as correções necessárias e clique em Reexecutar a validação. Continue até que todos os erros tenham sido corrigidos. 9. Clique em Next. Na janela Resumo, verifique se as escolhas feitas são precisas. 10. Clique em Script, para salvar ou copiar o script do SQL solicitado para adicionar o banco de dados PI AF (PIFD) ao grupo de disponibilidade. 84 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

93 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server Fazer upgrade de um banco de dados PI AF em um membro do grupo de disponibilidade do SQL Server Antes de Iniciar Antes de iniciar o upgrade, avise aos usuários PI AF que o sistema ficará indisponível por um breve período. Quando o upgrade for iniciado e todas as transações tiverem sido concluídas, pare o serviço PI AF no computador do servidor de aplicativos PI AF. 1. Execute o kit de instalação do PI AF Server no computador SQL Server que é a réplica primária do grupo de disponibilidade, selecione apenas as opções Banco de Dados SQL do AF e Execução de Script do SQL. Se for solicitada a inserção do nome do computador PI AF Server, deixe o campo em branco. Quando o upgrade for concluído na réplica primária, as atualizações dos dados e do esquema serão automaticamente replicadas nos bancos de dados nos computadores de réplica secundários. 2. Execute o kit de instalação do PI AF Server em cada computador de réplica secundária no grupo de disponibilidade, selecione apenas a opção Banco de Dados SQL do AF; não selecione a opção Execução de Script do SQL do AF. Não é necessário fornecer o nome do SQL Server nem validar a conexão com o SQL Server. Nem é necessário inserir o nome do computador AF Server, se solicitado. 3. Execute o kit de instalação do PI AF Server no computador do servidor de aplicativos PI AF para fazer o upgrade do servidor de aplicativos PI AF. O que Fazer Depois 1. Verifique se o serviço PI AF está em execução na conta de domínio correta. 2. Inicie o serviço PI AF. O upgrade do banco de dados PI AF no grupo de disponibilidade foi concluído. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 85

94 Instalação e upgrade do PI AF no grupo de disponibilidade do SQL Server 86 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

95 Instalação e configuração do coletivo PI AF Os coletivos PI AF usam a replicação do SQL Server para copiar dados do computador do banco de dados SQL do PI AF primário (publicador) para cada um dos computadores do banco de dados SQL do PI AF. Cada servidor secundário se comunica com o servidor primário por meio de uma conexão do Windows Communication Foundation (WCF) e reporta as informações de status. O servidor autentica a conexão do WCF usando um certificado do Windows gerado pelo PI AF Server, quando este é gerado. A replicação do SQL Server transmite o certificado do PI AF Server primário para cada servidor secundário. Depois que o servidor secundário recebe o certificado do servidor primário, ele pode comunicar seu status com o servidor primário. Quando os dados PI AF são alterados no PI AF Server primário: O agente de leitura do log envia as alterações do PIFD para o banco de dados PIFD_distribution. Para cada servidor secundário, o agente dele impõe alterações à instância do SQL Server no servidor secundário. Se o servidor secundário não puder ser alcançado (ser houver um problema de rede ou o computador estiver off-line), o agente tentará alcançá-lo mais tarde. Siga estes procedimentos para criar e configurar um coletivo PI AF. 1. Preparar para criar um coletivo PI AF. 2. Criar um coletivo PI AF. 3. Configurar as propriedades do coletivo PI AF. 4. Verificar o status do coletivo PI AF. 5. Adicionar um servidor secundário a um coletivo PI AF. 6. Conectar ou trocar para um membro específico de um coletivo PI AF. 7. Remover um servidor secundário de um coletivo PI AF. 8. Para ou iniciar a replicação. 9. Reinicializar um membro do coletivo PI AF. 10. Configurar permissões na pasta de dados de replicação. Preparar para criar um coletivo PI AF Antes de iniciar a criação de um coletivo PI AF, siga estas etapas: 1. Verifique se todos os requisitos gerais de criação do coletivo foram atendidos. Consulte Requisitos de configuração dos coletivos PI AF. 2. Verifique se todos os requisitos do SQL Server foram atendidos. Consulte Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF. 3. Verifique se todos os requisitos de segurança foram atendidos. Consulte Requisitos de segurança dos coletivos PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 87

96 Instalação e configuração do coletivo PI AF 4. Uma única instância do PI AF Server consiste do serviço de aplicativo AF e do banco de dados SQL do AF. Esses componentes podem ser instalados em diferentes computadores. Certifique-se de que o PI AF Server esteja instalado em cada membro do coletivo. Isso significa que pelo menos dois sistemas PI AF Server completos devem ser instalados. Isso pode ocorrer em dois computadores (o serviço de aplicativo AF e o banco de dados SQL do AF instalado nos dois computadores) ou quatro computadores (dois apenas com o serviço de aplicativo AF e dois apenas com o banco de dados SQL do AF). 5. Faça um backup completo do banco de dados PIFD. A OSIsoft recomenda fazer backups regulares dos dados do SQL Server, especialmente no servidor primário. O processo de instalação do PI AF cria um trabalho de backup do SQL Server agendado para ser executado no SQL Server Agent. Copie esses backups para uma mídia diferente da mídia desses dados. 6. Verifique se o TCP/IP e os Pipes Nomeados estão habilitados em todos os computadores SQL Server da instância correta. Execute o Gerenciador de Configuração do SQL Server, selecione a instância e verifique se os protocolos corretos estão habilitados. 7. Certifique-se de que o serviço SQL Agent esteja em execução no computador SQL Server primário. 8. Todos os computadores nos quais o serviço de aplicativo PI AF são executados devem estar em um domínio. Verifique o domínio de cada computador: a. Clique em Iniciar e clique com o botão direito do mouse em Computador. b. Selecione Propriedades para ver as configurações do grupo de trabalho e do domínio. Nesta seção Requisitos de configuração dos coletivos PI AF Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF Requisitos de segurança dos coletivos PI AF Requisitos de configuração dos coletivos PI AF Os coletivos PI AF têm os seguintes requisitos de configuração: Os coletivos PI AF são compatíveis com o PI AF 2.1 ou posteriores. Os computadores do serviço de aplicativo PI AF devem estar em um domínio; grupos de trabalho não são permitidos. A versão do PI AF Server deve ser a mesma em todos os computadores do coletivo PI AF. O coletivo PI AF consiste de pelo menos dois PI AF Servers. O PI AF Client não é necessário para os PI AF Servers, mas se for instalado, o trabalho com o PI AF será mais conveniente. O banco de dados SQL do PI AF nos servidores primário e secundário devem ser chamados de PIFD. Não se deve renomear o banco de dados PIFD em um coletivo PI AF. Os Pipes nomeados e os protocolos TCP/IP devem estar habilitados nas instâncias nas quais os bancos de dados SQL do PI AF estão instalados. Requisitos do SQL Server dos coletivos PI AF Os coletivos PI AF têm os seguintes requisitos do SQL Server: 88 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

97 Instalação e configuração do coletivo PI AF Duas instâncias do SQL Server são necessárias, cada uma em um hardware físico separado. Os computadores do banco de dados SQL do PI AF podem estar em um grupo de trabalho ou domínio. Se os computadores do banco de dados SQL do PI AF estiverem em um grupo de trabalho, consulte Coletivos PI AF em um domínio ou grupo de trabalho. O PI AF Server primário requer o SQL Server (SQL Server 2008 ou posteriores, Developer, Standard ou Enterprise Edition). O computador SQL Server secundário pode usar o SQL Express Edition, com limitações (esses limites foram aumentados no SQL Server 2008 Express; consulte o site da Microsoft para obter mais detalhes). SQL Server Compact Edition não tem suporte. Não é necessário ter a mesma edição e versão do SQL Server para todos os membros de um coletivo, mas isso é recomendado. O SQL Server Agent precisa ser executado no computador SQL Server primário. A Replicação do SQL Server deve ser instalada no computador SQL Server primário, não é necessária nos membros coletivos secundários. Se a replicação for adicionada ou instalada de forma subsequente, será necessário reiniciar o SQL Server Agent para evitar erros. Quando o SQL Agent é executado sob uma conta de domínio e o servidor de banco de dados primário AF é SQL Server 2008 de 64 bits, você deve configurar a pasta C:\Program Files \Microsoft SQL Server\100\COM\ no servidor de banco de dados AF primário para permitir acesso de leitura/gravação para a conta de domínio do SQL Agent. Requisitos de segurança dos coletivos PI AF Para segurança, as contas (ou usuários) no coletivo PI AF requerem um nível reduzido de permissões. Serviço SQL Server Database Engine Serviço SQL Server Agent Serviço de aplicação PI AF Usuário criador coletivo AF Grupo local AFServers Para mais informações sobre os níveis mínimos de privilégio necessários para a replicação, consulte os seguintes artigos da Microsoft: Modelo de replicação agente de segurança em ms151868(v=sql.105) ( Requisitos de segurança da função de replicação em library/ms152528(v=sql.105) ( ms152528(v=sql.105)) Cada conta coletiva PI AF tem os seguintes requisitos de acesso. SQL Server Database Engine Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. Não execute o serviço SQL Server Database Engine com uma conta com privilégios administrativos locais ou de domínio. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 89

98 Instalação e configuração do coletivo PI AF SQL Server Agent Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF Bancos de dados SQL PI AF secundários Não execute como NetworkService. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta na qual o serviço SQL Server Agent executa. Atribuir o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Atribua permissão de gravação para a pasta \repldata. Caminho de exemplo: C:\Program Files\Microsoft SQL Server\MSSQL10.SQLEXPRESS \MSSQL\repldata Para mais informações, consulte Configurar permissões na pasta de dados de replicação. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta na qual o serviço SQL Agent é executado no primário. Atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Serviço de aplicação PI AF Por padrão, o serviço de aplicação PI AF é executado sob a conta NT Authority\Network Service. No entanto, NT Authority\Network Service não é necessário para esse serviço. Não o execute sob a conta Local System também. A melhor prática é usar uma conta de domínio com privilégio baixo, pois essa conta não precisa de acesso especial ao banco de dados SQL do PI AF. A conta de serviço de aplicação PI AF é adicionada a um grupo local de segurança do Windows, ao qual é atribuído o acesso adequado no banco de dados SQL PI AF. Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF primário Não execute como Local System. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. No Windows, adicione a conta de domínio em que o serviço de aplicação PI AF executa ao grupo local AFServers. Não crie um login do SQL para a conta do serviço de aplicativo PI AF. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para a conta de serviço do aplicativo PI AF. 90 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

99 Instalação e configuração do coletivo PI AF Componente Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária No Windows, adicione a conta de domínio em que o serviço de aplicação PI AF executa ao grupo local AFServers. Não crie um login do SQL para a conta do serviço de aplicativo PI AF. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Criador de coletivo PI AF Um usuário de domínio, com as credenciais do Windows que são autenticados pelo PI AF, Windows e SQL Server, executa o cliente PI System Explorer que é usado para criar o coletivo AF. Componente Permissões PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF primário Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária As credenciais que são usadas para criar o coletivo AF são utilizados apenas uma vez para criar o coletivo PI AF. Depois de criar o coletivo AF, você pode remover as permissões especiais. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta de domínio do criador do coletivo PI AF. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta de domínio do criador do coletivo PI AF. Conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Grupo local AFServers A única conta que deve existir no grupo local do Windows AFServers é a conta na qual o serviço de aplicação PI AF executa. Nota: O grupo local do Windows AFServers normalmente é criado durante a instalação do banco de dados SQL PI AF. No entanto, se você usar scripts SQL para instalar o banco de dados PIFD você precisa configurar este grupo de usuários manualmente. Componente Permissões PI AF Server primário PI AF Server secundários Ação necessária A este grupo nunca deve ser dado privilégios de administrador local ou de domínio. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 91

100 Instalação e configuração do coletivo PI AF Componente Banco de dados SQL PI AF primário Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária Se ele não existir, crie um login no SQL Server para o grupo local AFServers. Nota: O papel de banco de dados db_afserver para o banco de dados PIFD_distribution é automaticamente atribuído a esta conta quando o coletivo AF é criado. Atribua o papel de banco de dados db_afserver no banco de dados PIFD para esta conta. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para o grupo local AFServers. Atribua o papel de banco de dados db_afserver no banco de dados PIFD para esta conta. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Verificar as credenciais e conexões de segurança dos coletivos PI AF Para assegura que o usuário tenha as permissões de acesso necessárias, e que é possível se conectar a cada SQL Server no coletivo, siga estas etapas: 1. Usando as credenciais do Windows que serão usadas para criar o coletivo, faça login na estação de trabalho em que o coletivo será criado (não faça isso no computador SQL Server) e conecte-se a cada PI AF Server que será parte do coletivo. 2. Na mesma estação de trabalho, verifique se é possível realizar um acesso de compartilhamento de arquivo simples a cada SQL Server: a. Selecione Iniciar > Executar. b. Insira \\SQL_Server_computer_name para cada SQL Server. Isso garante que as credenciais sejam autenticadas para cada SQL Server no nível do Windows. 3. Estabeleça uma conexão para cada SQL Server por meio do SQL Server Management Studio (SSMS) ou sqlcmd.exe. 4. Quando estiver conectado, execute a seguinte consulta: SELECT IS_SRVROLEMEMBER ( sysadmin ) "is sysadmin", CURRENT_USER "connected as", SYSTEM_USER "login user" ; em que "is sysadmin" retorna 1=true, 0=false, "connected as" retorna "dbo" e "login user" retorna o usuário principal do Windows 92 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

101 Instalação e configuração do coletivo PI AF Não continue até que a conexão e a consulta sejam bem sucedidas para cada SQL Server que será parte do coletivo PI AF. Coletivos PI AF em um domínio ou grupo de trabalho Qualquer PI AF Server (um computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está instalado) em um coletivo PI AF deve estar em um domínio; grupos de trabalho não têm suporte. Os computadores do banco de dados SQL do PI AF podem estar em um grupo de trabalho ou domínio. Se os computadores do banco de dados SQL do PI AF estiverem em um grupo de trabalho, será necessário usar uma conta local do Windows que exista no computador executando o PI System Explorer (PSE) para criar o coletivo no computador do SQL Server. As contas devem ter senhas correspondentes, estar no grupo de administradores local do Windows em todos os computadores e ser membro da função SysAdmin do SQL Server. Essa conta local será usada para executar o PSE e criar o coletivo PI AF. Nota: Se o PSE for executado em uma conta de domínio mapeada para sysadmin no SQL Server, mas o SQL Server estiver em um grupo de domínio, este erro será exibido: cannot open service control manager on computer ' '. This operation might require other privileges. Do you wish to continue? Criar um coletivo PI AF Antes de Iniciar Execute todas as etapas em Preparar para criar um coletivo PI AF. 1. Inicie o Serviço do SQL Server Agent. A replicação do SQL Server depende do serviço do SQL Server Agent. Se ela não estiver em execução, quando se tentado configurar um coletivo PI AF, a configuração falhará sem aviso. A única forma de recuperação é excluindo o coletivo, iniciando o serviço do SQL Server Agent e configurando o coletivo. 2. No PI System Explorer (PSE), selecione Arquivo > Conexões para abrir a janela Servidor. 3. Clique com o botão direito do mouse no AF Server desejado no coletivo e selecione Criar coletivo. A janela Criar Novo Coletivo Verificar backup completo é aberta. 4. Marque a caixa de seleção Eu verifiquei que meus backups são válidos e clique em Próximo. A janela Criar Novo Coletivo Selecionar primário é aberta. 5. Escolha o servidor primário. 6. Clique em Next. A janela Criar Novo Coletivo Selecionar servidores secundários é aberta. 7. Na lista Servidor, selecione o PI AF Server a ser adicionado ao coletivo como um servidor secundário e clique em Adicionar. Repita para adicionar outros servidores secundários. Para criar o coletivo sem adicionar um secundário, pule esta etapa. Será possível adicionar servidores secundários após a criação do coletivo. Consulte Adicionar um servidor secundário a um coletivo PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 93

102 Instalação e configuração do coletivo PI AF 8. Clique em Next. A janela Criar Novo Coletivo Verificar seleções é aberta. 9. Opcional: Clique em Advanced Options. Consulte Configurar as propriedades do coletivo PI AF para obter uma descrição dos campos das opções avançadas. 10. Clique em Próximo. O coletivo é criado, e a janela Criar Novo Coletivo Concluindo, exibida. 11. Clique em OK. A janela Criar Novo Coletivo Concluindo é exibida, e o processo de replicação, iniciado. Se clicar em Sair antes de os servidores secundários serem relacionados na área inferior da janela, o processo de replicação será interrompido nos servidores secundários do coletivo. Uma mensagem indicando que o processo de replicação não foi concluído é exibida. Será necessário iniciar o processo de replicação em quaisquer servidores secundários pertencentes ao coletivo. Se clicar em Concluir antes da conclusão do processo de replicação, uma mensagem indicando que a replicação não foi concluída e onde encontrar o status atual da replicação será exibida. Resultados Quando o processo de replicação é concluído, o status da primeira linha (a criação do instantâneo) mostra Êxito. O status da segunda linha (o processo de replicação enquanto ele se relaciona ao servidor primário) mostra Ocioso. O status da terceira linha e das linhas subsequentes (o processo de replicação enquanto ele se relaciona ao servidor secundário) mostra Ocioso. Para obter detalhes sobre o status do coletivo, consulte Detalhes do status do coletivo PI AF. Configurar a segurança do banco de dados do distribuidor Ao criar um coletivo PI AF, um banco de dados do distribuidor (PIFD_distribution) é criado para permitir a replicação do SQL Server. O grupo AFServers deve ter a função db_afserver para esse banco de dados. Essa função é automaticamente atribuída ao grupo AFServers local durante a criação do coletivo AF. No entanto, se um coletivo PI AF estiver sendo instalado no cluster do SQL Server, o grupo AFServers local não existirá; ele terá sido substituído por um grupo de domínio como parte do processo de instalação do PI AF em um cluster do SQL Server. Se o grupo de domínio AFServers não tiver a função db_afserver do banco de dados PIFD_distribution, a criação do coletivo falhará e uma mensagem de erro será exibida. Waiting on a (Good) SyncStatus.. Current SyncStatus(Snapshot Not Ready) Esse erro poderá ser corrigido no processo de criação do coletivo PI AF, ele não precisará necessariamente fechar a janela Criar Novo Coletivo. O processo de criação do coletivo PI AF continuará normalmente após a conclusão destas etapas. 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte a instância do SQL Server do servidor primário ao coletivo PI AF. 2. Na instância do cluster do SQL Server, expanda Segurança > Logins. 3. Clique com o botão direito do mouse no login criado para o grupo de domínio AFServers e selecione Propriedades. 4. Selecione a página Mapeamento do Usuário. 94 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

103 Instalação e configuração do coletivo PI AF 5. Em Usuários mapeados para este login, marque a caixa de seleção Mapear na linha do banco de dados PIFD_distribution. 6. Verifique se a coluna Usuário da linha PIFD_distribution está definida como o grupo de usuários do domínio (YourDomain\YourAFDomainGroup). 7. Depois de selecionar a linha PIFD_distribution, marque a caixa de seleção da função db_afserver em Associação da função do banco de dados a: PIFD_distribution. A função público deverá estar selecionada por padrão; se não estiver, marque sua caixa de seleção. 8. Clique em OK para salvar o login do SQL Server. Configurar as propriedades do coletivo PI AF 1. No PI System Explorer, clique em Arquivo > Conexões. A janela Servidores é exibida. 2. Clique com o botão direito do mouse em um coletivo AF e clique no botão Propriedades. A janela Propriedades do AF Server é exibida. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Selecione um membro do coletivo e edite as seguintes configurações: T. limite O número de segundos para que uma operação seja concluída no PI AF Server. Prioridade A ordem de prioridade para selecionar o membro do coletivo no computador atual. Podese modificar esse valor para cada membro do coletivo. Período A frequência, em segundos, com a qual um membro do coletivo verifica o status dos membros do coletivo restantes. Tempo de Espera O tempo, em segundos, permitido antes de o status da comunicação ser definido como TimedOutOnPrimary quando não há comunicação com o servidor primário. Nota: As configurações Porta, Conta, Função e Status na guia Coletivo são somente leitura. Veja as descrições dessas configurações para obter informações sobre como cada uma delas é definida. Porta A porta com a qual o PI AF Server se comunica. Esse valor é definido na configuração do AF Server antes de o servidor se tornar membro do coletivo. Conta A conta na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Esse valor é definido na configuração do AF Server antes de o servidor se tornar membro do coletivo. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 95

104 Instalação e configuração do coletivo PI AF Função A função no coletivo do membro do coletivo selecionado, primário ou secundário. Esse valor é definido quando o AF Server é adicionado ao coletivo. Status O status do membro do coletivo selecionado, inclusive a última vez que a comunicação foi verificada com o servidor primário, a última vez que o membro do coletivo foi sincronizado, o status da sincronização atual e o status da comunicação atual. 5. Clique em Mais para exibir a janela Detalhes de Status Coletivo. Consulte Detalhes do status do coletivo PI AF. Verificar o status do coletivo PI AF 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões A janela Servidores é exibida. 2. Clique com o botão direito do mouse em um membro do coletivo e clique no botão Propriedades. A janela Propriedades do AF Server é exibida. 3. Clique em Arquivo > Propriedades do AF Server para abrir a janela Propriedades do AF Server. 4. Clique na guia Coletivo para ver as informações de configuração do coletivo e as informações específicas do membro do coletivo selecionado. Para obter uma descrição dessas configurações, consulte Configurar as propriedades do coletivo PI AF. O status do membro selecionado está na área Status da guia Coletivo. 5. Clique em Mais na área Status. A janela Detalhes de Status Coletivo é exibida. A janela Detalhes de Status Coletivo explica como interpretar os dados. 1. Detalhes do status do coletivo PI AF. Detalhes do status do coletivo PI AF A janela Detalhes de Status Coletivo mostra as últimas mensagens de status dos servidores primário e secundário: A primeira linha mostra o status do processo de criação de instantâneos. Essa linha sempre aparecerá nos detalhes do status. A segunda linha mostra o status do processo de replicação entre os servidores primário e secundários. Essa linha sempre aparecerá nos detalhes do status. A terceira linha e as linhas seguintes mostram as mensagens do status de replicação mais recentes dos servidores secundários. Marque Exibir apenas erros para mostrar apenas os erros dos servidores secundários. Selecione um número de linhas para ser exibida no campo Detalhes secundários máximos. Se não houver nenhuma atividade atual, a área Detalhes ficará vazia. 96 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

105 Instalação e configuração do coletivo PI AF A janela Detalhes tem as seguintes colunas: Nome O nome do membro do coletivo. Timestamp Comandos entregues O número de comandos enviados do servidor primário para o secundário. Status O status da sincronização entre os membros do servidor no coletivo. O status do processo de replicação do servidor primário para os servidores secundários. Comentário O estágio atual do processo de replicação. Código de erro Se ocorrer um erro, o código de erro será associado a ele. Mensagem de erro Se ocorrer um erro, a mensagem de erro associada será exibida. Nota: Se clicar em Sair antes de a caixa de diálogo listar o servidor secundário recémadicionado, o processo de replicação será interrompido nesse servidor secundário. Uma mensagem indicando que o processo de replicação não foi concluído é exibida. Será for necessário iniciar o processo de replicação no servidor secundário recém-adicionado. Adicionar um servidor secundário a um coletivo PI AF Pode-se adicionar um servidor secundário a um coletivo PI AF durante ou após a criação do coletivo. Ao adicionar um PI AF Server secundário a um coletivo: Uma assinatura por push é configurada no banco de dados PIFD_distribution. Um agente de assinatura por push é iniciada para cada servidor secundário adicionado ao coletivo. O agente de assinatura por push promove o instantâneo atual aos servidores secundários para inicializá-los. Todas as tabelas marcadas para replicação são promovidas para o servidor secundário. Os dados snapshot existentes são replicados do servidor primário para o servidor secundário recém-adicionado. Quaisquer dados pré-existentes no servidor secundário são perdidos. Nota: O recurso Audit Trail não é suportado em membros secundários de coletivos PI AF. Para mais informações, consulte "Ativando o AF Audit Trail" no PI System Explorer User Guide. 1. No PI System Explorer (PSE), clique em Arquivo > Conexões para abrir a janela Servidor. 2. Clique com o botão direito do mouse no PI AF Server primário e selecione Adicionar servidor à coleção. A janela Adicionando secundários Selecionar servidores secundários é exibida. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 97

106 Instalação e configuração do coletivo PI AF 3. Na lista Servidor, selecione o PI AF Server a ser adicionado ao coletivo como um servidor secundário. 4. Clique em Adicionar para adicionar o PI AF Server à lista. 5. Clique em Next. A janela Adicionando secundários Verificar Seleções é exibida. 6. Clique em Next. O servidor secundário é adicionado ao coletivo. A janela Adicionando secundários Concluindo é exibida. Os dados do processo de replicação para o servidor secundário é iniciado, e a janela exibe os detalhes do status do coletivo durante o processo. Após a conclusão do processo de replicação no servidor secundário, o Status das linhas três e subsequentes exibirão Inativo. Para obter mais detalhes sobre o status, consulte Detalhes do status do coletivo PI AF. Nota: Se clicar em Sair antes de a janela listar o servidor secundário recém-adicionado, o processo de replicação será interrompido nesse servidor secundário. Uma mensagem indicando que o processo de replicação não foi concluído é exibida. Será necessário iniciar o processo de replicação em quaisquer servidores secundários pertencentes ao coletivo. Conectar ou trocar para um membro específico de um coletivo PI AF Ao se conectar a um coletivo PI AF, o PI AF automaticamente conecta o usuário ao um membro do coletivo com a prioridade mais alta (menor número). Pode-se trocar para um membro específico do coletivo. É possível selecionar "Conectar ao Membro Coletivo" ou "Alternar Membro do Coletivo". A primeira opção permite escolher o membro do coletivo desta lista, a segunda, seleciona o próximo membro do coletivo com base em sua prioridade atribuída. 1. No PI System Explorer, selecione Conexões. 2. Clique com o botão direito do mouse no coletivo e selecione Conectar ao Membro Coletivo. A janela Escolher Membro Coletivo é exibida. 3. Na lista Membro Coletivo, selecione o membro do coletivo ao qual deseja-se se conectar. 4. Clique em OK. Agora, o usuário está conectado ao membro do coletivo selecionado. Remover um servidor secundário de um coletivo PI AF Ao remover um servidor secundário de um coletivo, a assinatura é perdida nas duas extremidades (nos servidores primário e secundários), o agente de push do servidor secundário é interrompido, e o servidor secundário é excluído do coletivo. 98 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

107 Instalação e configuração do coletivo PI AF CUIDADO: Se um PI AF Server primário for removido de um coletivo, todo o coletivo será removido. A assinatura é perdida em ambas as extremidades (servidores primário e secundários). Todos os agentes são parados. O banco de dados PIFD_distribution é excluído. Todas as replicações são ignorados e não podem ser reiniciadas. O servidor primário está disponível como um PI AF Server autônimo. 1. No PI System Explorer (PSE), selecione Arquivo > Conexões para abrir a janela Servidor. 2. Selecione o coletivo AF contendo o servidor secundário a ser removido e clique no botão Propriedades. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor secundário e selecione Excluir. Para ou iniciar a replicação Não há uma opção de pausa ou retomada da replicação, que está em execução ou parada. Teste estes procedimentos no PSE. Ao parar a replicação, a assinatura é perdida em ambas as extremidades (servidores primário e secundário). O agente de push do servidor secundário é interrompido. Todos os agentes são parados, e toda a replicação, ignorada. Nesta seção Parar replicação em um servidor secundário Parar a replicação no servidor primário Iniciar a replicação em um servidor Parar replicação em um servidor secundário 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões 2. Clique com o botão direito do mouse no coletivo AF contendo o servidor secundário no qual deseja-se parar a replicação e clique no botão Propriedades. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor secundário e selecione Parar replicação. A replicação é parada no servidor secundário. Enquanto o servidor for membro de um coletivo, será possível iniciar a replicação mais tarde. Parar a replicação no servidor primário 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões 2. Clique com o botão direito do mouse no coletivo AF contendo o servidor primário no qual deseja-se parar a replicação e clique no botão Propriedades. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 99

108 Instalação e configuração do coletivo PI AF 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor primário e selecione Parar replicação. A replicação é parada no servidor primário e em todos os servidores secundários. Enquanto o coletivo existir, será possível iniciar a replicação no servidor primário mais tarde; também será necessário iniciar a replicação em cada servidor secundário. Iniciar a replicação em um servidor Se a replicação for interrompida em um membro do coletivo, ela não reiniciará automaticamente. Para que o membro do coletivo se envolva na replicação, é necessário iniciar a replicação nesse membro. 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões 2. Clique com o botão direito do mouse no coletivo AF contendo os servidores nos quais deseja-se parar a replicação e clique no botão Propriedades. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor e selecione Iniciar replicação. Se este for o servidor primário, será necessário iniciar a replicação em cada servidor secundário. Reinicializar um membro do coletivo PI AF Pode-se forçar um novo instantâneo do banco de dados no PI AF Server primário para ser criado e enviado a um servidor secundário reinicializando o servidor secundário. Se houver vários servidores secundários, será necessário reinicializar cada um individualmente. Quando um servidor secundário é reinicializado, um novo instantâneo é criado no servidor primário. Um agente envia o instantâneo para os servidores secundários para inicializá-los. Todas as tabelas marcadas para replicação são promovidas para os servidores secundários. Quaisquer dados pré-existentes no servidor secundário são perdidos. 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões 2. Clique com o botão direito do mouse no coletivo AF contendo o servidor a ser reinicializado e clique no botão Propriedades. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor e selecione Reinicializar replicação. Configurar permissões na pasta de dados de replicação No computador do banco de dados SQL do PI AF primário, configure as permissões na pasta \repldata do SQL Server para permitir que a conta do serviço do SQL Server Agent tenha acesso. 1. No computador do banco de dados SQL do PI AF primário, abra o Windows Explorer. 2. Navegue até a pasta \repldata para obter a instância do SQL Server na qual o banco de dados SQL do PI AF está instalado. 3. Clique com o botão direito do mouse na pasta \repldata e selecione Propriedades. 100 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

109 Instalação e configuração do coletivo PI AF 4. Clique na guia Segurança e em Editar. A janela Permissões para repldata é exibida. 5. Clique em Add. A janela Selecionar usuários, computadores ou grupos é aberta. 6. Verifique se o campo Deste local: mostra o domínio correto. Se não, clique em Local e procure e selecione o domínio correto. 7. No campo Inserir nomes de objeto a serem selecionados, insira o nome da conta de domínio na qual o serviço do SQL Server Agent está em execução. 8. Clique em OK. A janela Permissões para repldata é exibida. 9. Naárea Permissões para [SQL Agent Account Name], selecione a caixa de seleção Modificar, garantindo que todas as caixas de seleção, exceto Controle total e permissões especiais estejam selecionadas. 10. Clique em OK. 11. Clique em OK para retornar ao Windows Explorer. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 101

110 Instalação e configuração do coletivo PI AF 102 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

111 Upgrades do coletivo PI AF O processo de upgrade do PI AF requer a execução do arquivo executável de upgrade em cada computador no coletivo PI AF. Todos os PI AF Servers em um coletivo PI AF devem estar na mesma versão do PI AF. Para minimizar o tempo gasto quando os usuários PI AF não puderem gravar no banco de dados SQL do PI AF e maximizar a disponibilidade dos dados PI AF como somente leitura para os usuários PI AF, faça o upgrade do PI AF Server primário. Então faça o upgrade dos PI AF Servers secundários. 1. Fazer upgrade do PI AF Server primário. 2. Fazer upgrade dos PI AF Servers secundários. 3. Reiniciar a replicação em computadores PI AF com upgrade. Fazer upgrade do PI AF Server primário Siga estes procedimentos para fazer o upgrade do PI AF Server primário. Nota: Após o upgrade para o AF Server 2.6, a primeira vez que um cliente se conectar ao AF Server com upgrade, algumas operações finais de upgrade serão realizadas por um breve período em que o desempenho ficará lento. A OSIsoft recomenda forçar as ocorrências dessas operações conectando o AF Server com upgrade ao PI System Explorer imediatamente após a conclusão do programa de upgrade. 1. Fazer backup dos bancos de dados SQL do PI AF primários. 2. Parar a replicação no computador do banco de dados SQL do PI AF primário. 3. Encerrar o serviço de aplicativo PI AF primário. 4. Executar o programa de instalação no PI AF Server primário. Fazer backup dos bancos de dados SQL do PI AF primários Faça o backup completo dos bancos de dados PIFD e PIFD_Distribution. O banco de dados PIFD_Distribution está localizado no contêiner System Databases. Parar a replicação no computador do banco de dados SQL do PI AF primário 1. Notifique os usuários para parar de fazer alterações. Certifique-se de que a replicação esteja concluída e que todas as alterações tenham sido enviadas para os servidores secundários. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 103

112 Upgrades do coletivo PI AF CUIDADO: Provavelmente as alterações em andamento serão perdidas. É recomendável avisar antecipadamente aos usuários que eles não devem tentar fazer alterações nos dados SQL do PI AF durante o breve período em que o upgrade do PI AF demora para ser instalado. 2. No computador do banco de dados SQL do PI AF primário, verifique se a replicação está concluída: a. Verifique o status da sincronização do PI AF Server primário em Replicação > Publicações locais > [PIFD]: PIAF > [Primary Database Server Name].[PIFD]. b. Clique com o botão direito do mouse e selecione Visualizar status da sincronização. 3. Nos computadores do banco de dados SQL do PI AF secundário, verifique se a replicação está concluída: a. Verifique o status da sincronização de cada PI AF Server secundário em Replicação > Assinaturas locais > [PIFD]: PIAF > [Secondary Database Server Name].[PIFD]. b. Clique com o botão direito do mouse e selecione Visualizar status da sincronização. 4. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões A janela Servidores é exibida. 5. Clique com o botão direito do mouse no coletivo AF e selecione Propriedades. 6. Selecione a guia Coletivo. 7. Clique com o botão direito do mouse no servidor primário e selecione Parar replicação. A replicação é parada no servidor primário e em todos os servidores secundários. Enquanto o coletivo existir, será possível iniciar a replicação no servidor primário mais tarde; também será necessário iniciar a replicação em cada servidor secundário. Encerrar o serviço de aplicativo PI AF primário Encerre o serviço de aplicativo PI AF primário no computador do serviço de aplicativo AF primário. Executar o programa de instalação no PI AF Server primário Se o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF estiverem em um único computador, consulte Instalar ou fazer o upgrade do PI AF Server em um único computador. Se o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF estiverem em computadores diferentes, consulte Instalar ou fazer o upgrade dos componentes do PI AF Server em vários computadores. Fazer upgrade dos PI AF Servers secundários 1. Encerre o serviço de aplicativo PI AF em cada membro do coletivo secundário. 2. Para cada um dos servidores PI AF secundários: 104 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

113 Upgrades do coletivo PI AF Se o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF estiverem em um único computador, consulte Instalar ou fazer o upgrade do PI AF Server em um único computador. Se o serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF estiverem em computadores diferentes, consulte Instalar ou fazer o upgrade dos componentes do PI AF Server em vários computadores. Reiniciar a replicação em computadores PI AF com upgrade Reinicie a replicação no computador PI AF Server primário e em todos os membros coletivos nos quais o upgrade foi feito. Se a replicação for interrompida em um membro do coletivo, ela não reiniciará automaticamente. Para que o membro do coletivo se envolva na replicação, é necessário iniciar a replicação nesse membro. 1. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões 2. Clique com o botão direito do mouse em um membro do coletivo e clique no botão Propriedades. 3. Clique na guia Coletivo. 4. Clique com o botão direito do mouse no servidor e selecione Iniciar replicação. Se este for o servidor primário, será necessário iniciar a replicação em cada servidor secundário. O processo de upgrade do coletivo PI AF está concluído. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 105

114 Upgrades do coletivo PI AF 106 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

115 Solucionar problemas de coletivos PI AF Use os tópicos desta seção para solucionar problemas com os coletivos PI AF. Nesta seção Detalhes do status indicam que não há assinante configurado Falha na criação do coletivo PI AF devido a falha no login Falha na criação do instantâneo devido a erro de acesso Não é possível criar o coletivo PI AF quando o SQL Server Agent não está em execução Detalhes do status indicam que não há assinante configurado Falha na criação do coletivo PI AF devido a falha no login Falha na criação do instantâneo devido a erro de acesso Não é possível criar o coletivo PI AF quando o SQL Server Agent não está em execução Detalhes do status indicam que não há assinante configurado Esta mensagem indica que nenhum servidor secundário foi configurado para a replicação. Se um servidor secundário já tiver sido adicionado ao coletivo, o erro poderá indicar que há um problema de comunicação entre o PI AF Server primário e o servidor secundário ou entre o PI AF Server secundário e o banco de dados SQL do PI AF secundário. Se a falha tiver ocorrido devido a um problema entre o PI AF Server primário e o secundário, analise o log de eventos PI AF no servidor secundário para encontrar as possíveis causas do erro. Verifique se a conta de usuário usada no PI System Explorer tem o acesso apropriado ao PI AF Server. Se a falha ocorreu devido a um problema entre o PI AF Server secundário e o banco de dados SQL do PI AF secundário, analise o log de eventos PI AF no banco de dados SQL do PI AF para buscar as possíveis causas do erro. Verifique se a conta de usuário usada no PI System Explorer tem o acesso apropriado ao banco de dados SQL do PI AF. Falha na criação do coletivo PI AF devido a falha no login Ao criar um coletivo, a janela Criar Novo Coletivo Concluindo exibe a seguinte mensagem na seção superior: Login failed for user [DOMAIN]\[UserName]. Essa mensagem indica que o usuário conectado não consegue acessar um dos servidores incluídos no coletivo. É mais provável que o erro esteja relacionado ao fato de o usuário conectado não ter as permissões corretas no computador do banco de dados SQL do PI AF primário. Analise os logs de evento do aplicativo nos computadores do banco de dados SQL do PI AF e PI AF Server, começando pelo PI AF Server primários, para determinar qual computador está recebendo o erro de conexão. Verifique se a conta de login recebeu privilégios sysadmin para o SQL Server no computador do banco de dados SQL do AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 107

116 Solucionar problemas de coletivos PI AF Falha na criação do instantâneo devido a erro de acesso Ao criar um coletivo PI AF, a janela Criar Novo Coletivo Concluindo exibe a seguinte mensagem na seção central: Current SyncStatus(Snapshot not ready). Na linha de status SnapShot (a primeira linha na seção inferio), esta mensagem é exibida: Access to the path [..\repldata\...] is denied. Essa mensagem indica que a conta de serviço do SQL Server Agent não tem acesso de gravação à pasta \repldata para a instância do SQL Server na qual o banco de dados SQL do PI AF está instalado. Consulte Configurar permissões na pasta de dados de replicação. Depois de configurar as permissões apropriadas de segurança na pasta \repldata, saia da janela Criar Novo Coletivo Concluindo. Uma mensagem é exibida, indicando que a replicação do servidor primário não foi concluída. Clique em OK e retorne à guia Coletivo na janela Propriedades do AF Server. Exclua e recrie o coletivo para que o instantâneo seja criado corretamente. Não é possível criar o coletivo PI AF quando o SQL Server Agent não está em execução Tentou-se criar um coletivo clicando com o botão direito do mouse em um PI AF Server na janela AF Servers e selecionando Criar Coletivo. Se o serviço do SQL Server Agent para o PI AF Server selecionado não estiver em execução, uma mensagem indicando que o SQL Server Agent não está em execução no computador do banco de dados SQL do PI AF será exibida. Clique em OK para voltar à janela AF Servers. Inicie o serviço do SQL Server Agent no servidor primário e crie o novo coletivo. Tentou-se criar um coletivo clicando com o botão direito do mouse na área vazia da janela AF Servers, e uma janela de erro foi aberta junto com a janela Criar Novo Coletivo Concluindo, indicando: SQL Server Agent is not running. Clique em OK para sair da janela de erro. Na janela Criar Novo Coletivo Concluindo, a mesma mensagem é exibida. Clique em Cancelar para sair da janela. O coletivo não foi criado. Inicie o serviço do SQL Server Agent no servidor primário e crie o novo coletivo. 108 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

117 Instalações silenciosas do PI AF As instalações em lote do PI AF Server extraem vários módulos de instalação. O arquivo de configuração setup.ini especifica os componentes do processo de instalação, a ordem deles e os argumentos usados para incializá-los. Modifique esse arquivo para especificar argumentos diferentes de linha de comando para diferentes estágios da instalação. Isso pode ser útil em situações nas quais o ambiente é bem controlado, e as opções são conhecidas antecipadamente, como uma instalação incorporada. O pacote do PI AF Server também inclui um arquivo silent.ini contendo modificações em setup.ini que são normalmente necessárias para a execução de uma instalação silenciosa. Pode-se fortalecer esses argumentos adicionando qualquer uma das opções descritas a seguir. Nota: É necessário executar os exemplos de linha de comando em um prompt de comando Administrador ao executar o Windows 7 ou outros sistemas operacionais recentes ao executar como um usuário comum. Nesta seção Configurar a instalação silenciosa do PI AF Server Configurar a instalação silenciosa do PI AF Client Configurar a instalação silenciosa do PI AF Server Nesta seção Argumentos de linha de comando para instalação do PI AF Server Exemplos de sintaxe do PI AF Server para instalação silenciosa Upgrade silencioso do PI AF Server Argumentos de linha de comando para instalação do PI AF Server Argumento ADDLOCAL ALLUSERS REBOOT FDSQLDBSERVER FDSQLDBNAME Descrição Especifica os recursos a serem instalados. Consulte Recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL para instalação do PI AF Server. Especifica o contexto de instalação por computador ou por usuário. Use um valor de 1 para as instalações silenciosas. Reinicie o computador. Use um valor de Suppress para as instalações silenciosas. Especifica a instância do SQL Server. Especifica o banco de dados do SQL Server. Nota: Deve-se especificar o PIFD do nome do banco de dados se um coletivo AF está sendo instalado. Se um coletivo não estiver sendo usado, ou se o nome de um banco de dados diferente do PIFD for especificado, o arquivo backup bat não funcionará. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 109

118 Instalações silenciosas do PI AF Argumento FDSQLDBVALIDATE FD_REMOTEAPPS Descrição Especifica se a conexão do SQL Server é válida se o recurso Execução de Script do SQL Server não está selecionado. Um valor de 0 ignorará a validação da conexão. Se não especificado, a conexão do SQL Server será validada. Especifica o nome de domínio/computador ou o nome de domínio/conta de um serviço de aplicativo PI AF remoto. Essa opção é usada apenas para instalações somente do SQL Server. Recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL para instalação do PI AF Server Esta tabela lista os recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL. Os nomes dos recursos diferenciam maiúsculas de minúsculas. Os valores ADDLOCAL consistem de uma lista separada por vírgula e não podem conter espaços. Para instalar todos os recursos, use ADDLOCAL=ALL. Nome do recurso interno/nome usado na linha de comando Nome do recurso externo Descrição ALL N/D Todos os recursos são instalados. FD_AppsServer Serviço de aplicativo PI AF Ester recurso instala o PI AF Server 2.xserviço de aplicativo. FD_SQLServer Banco de dados SQL do PI AF Este recurso instala os scripts do SQL Server do PI AF para a pasta AF\SQL. FD_SQLScriptExecution Execução do script do SQL do PI AF Este recurso lida com a execução dos scripts do SQL Server do PI AF durante o processo de instalação. Se esse recurso estiver incluído para instalação, os scripts do SQL Server serão executados. Se não estiverem incluídos, os scripts não serão executados. Se esse recurso for incluído em uma instalação silenciosa, também será necessário usar o recurso FD_SQLServer. Exemplos de sintaxe do PI AF Server para instalação silenciosa Para uma instalação silenciosa do PI AF Server, use a sintaxe demonstrada por um dos exemplos na tabela a seguir. Note as seguintes informações sobre a sintaxe: O argumento /i especifica uma instalação. O argumento /qn especifica o modo silencioso, que omite as caixas de diálogos e as solicitações. Em Version #, especifique x64 ou x86 para executar o script.msi apropriado ao sistema operacional em questão. 110 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

119 Instalações silenciosas do PI AF Se a propriedade ADDLOCAL não estiver definida na linha de comando, seu padrão será TODOS. Não se pode usar espaços entre ADDLOCAL= e seu valor. Componentes para instalação Todos os recursos do PI AF Server Serviço de aplicativo PI AF Scripts de banco de dados SQL do PI AF sem execução de scripts Banco de dados SQL do PI AF e execução dos scripts do SQL Sintaxe msiexec.exe /i AFServer_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=ALL FDSQLDBSERVER=.\sqlexpress FDSQLDBNAME=PIFD ALLUSERS=1 /qn msiexec.exe /i AFServer_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=FD_AppsServer FDSQLDBSERVER=machine.\sqlexpress FDSQLDBNAME=PIFD ALLUSERS=1 /qn msiexec.exe /i AFServer_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=FD_SQLServer FDSQLDBSERVER=.\sqlexpress FDSQLDBNAME=PIFD FD_REMOTEAPPS=domain \machine ALLUSERS=1 /qn msiexec.exe /i AFServer_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=FD_SQLServer,FD_SQLScriptExecution FDSQLDBSERVER=.\sqlexpress FDSQLDBNAME=PIFD FD_REMOTEAPPS=domain \machine ALLUSERS=1 /qn Notas É necessário executar manualmente os scripts após a instalação. O recurso FD_SQLScriptExecution é parte do recurso FD_SQLServer. Portanto, para incluir o FD_SQLScriptExecution especifique ADDLOCAL=FD_ SQLServer,FD_SQLScr iptexecution. Upgrade silencioso do PI AF Server Ao fazer upgrade do PI AF Server, não é necessário especificar argumentos ou recursos. Para fazer upgrade de uma instalação anterior do PI AF Server, execute este comando: msiexec.exe /i AFServer_<Version #>.msi REBOOT=Suppress ALLUSERS=1 /qn Configurar a instalação silenciosa do PI AF Client Argumentos de linha de comando da instalação do PI AF Client Argumento ADDLOCAL ALLUSERS REBOOT Descrição Especifica os recursos a serem instalados. Consulte Recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL da instalação do PI AF Client. Especifica o contexto de instalação por computador ou por usuário. Use um valor de 1 para as instalações silenciosas. Reinicie o computador. Use um valor de Suppress para as instalações silenciosas. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 111

120 Instalações silenciosas do PI AF Argumento Descrição AFSERVER Especifica o nome do PI AF Server padrão (o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está instalado) do cliente. Se um valor não for definido pelo usuário, e o serviço de aplicativo PI AF não estiver localizado no computado de instalação de destino, o nome do PI AF Server padrão não será definido durante a instalação. Se não configurado, o nome do PI AF Server poderá ser definido manualmente após a conclusão da instalação. Se um valor não for definido, e o serviço de aplicativo PI AF já tiver sido instalado no mesmo computador, o computador atual será definido como o PI AF Server padrão. O argumento AF_SERVER não é usado durante um upgrade. ONLYSHOWSERVER AFSDKONLY 0: Padrão. Nenhuma alteração na instalação. 1: Apenas exibe a caixa de diálogo a ser inserida no Nome de servidor do AF Client e a caixa de diálogo do progresso. 0: Padrão. Nenhuma alteração na instalação. 1: Em uma instalação de limpeza, instala apenas o AF SDK. Se for um upgrade, ele será feito normalmente. Recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL para instalação do PI AF Client Esta tabela lista os recursos especificados pelo argumento ADDLOCAL. Os nomes dos recursos diferenciam maiúsculas de minúsculas. Os valores ADDLOCAL consistem de uma lista separada por vírgula e não podem conter espaços. Para instalar todos os recursos, use ADDLOCAL=ALL. Nota: O PI AF SDK é um recurso necessário. Ele deverá ser especificado se recursos individuais forem incluídos. Nome do recurso interno/nome usado na linha de comando Nome do recurso externo Descrição ALL N/D Todos os recursos são instalados. FD_AFSDK PI AF SDK Este recurso instala os arquivos principais do PI AF Client: o PI AF SDK e os Controles comuns AF. Esse é um recurso necessário. FD_AFExplorer PI System Explorer Este recurso instala o PI System Explorer, que fornece uma interface de usuário para exibir a estrutura hierárquica dos PI AF Servers e de outras entidades PI AF. Os recursos AFImport, AFExport e RegPlugIn também estão incluídos. 112 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

121 Instalações silenciosas do PI AF Nome do recurso interno/nome usado na linha de comando Nome do recurso externo Descrição FD_AFBuilder PI Builder Este recurso instala o suplemento PI Builder no Excel. FD_AFAnalysisMgmt Gerenciamento de Análises Este recurso instala o cliente do gerenciamento de análises no PI System Explorer. FD_AFDocs Documentação PI AF Este recurso instala a documentação, um conjunto de arquivos de ajuda.chm do PI AF. Exemplos de sintaxe do PI AF Client para instalação silenciosa Para instalar o PI AF SDK ou o PI System Explorer de forma silenciosa, use a sintaxe mostrada em um dos exemplos da seguinte tabela. Note as seguintes informações sobre a sintaxe: O argumento /i especifica uma instalação. O argumento /qn especifica o modo silencioso, que omite as caixas de diálogos e as solicitações. Em Version #, especifique x64 ou x86 para executar o script.msi apropriado ao sistema operacional em questão. Se a propriedade ADDLOCAL não estiver definida na linha de comando, seu padrão será ALL. Não se pode usar espaços entre ADDLOCAL= e seu valor. Componentes a serem instalados PI AF Client no computador do serviço de aplicativo PI AF Para especifica o PI AF Server padrão ao instalar o PI AF Client Especificar recursos do PI AF Client Sintaxe msiexec.exe /i AFClient_Version #.msi REBOOT=Suppress ALLUSERS=1 /qn msiexec.exe /i AFClient_Version #.msi REBOOT=Suppress ALLUSERS=1 AF_SERVER=PI AF server name /qn Para instalar o PI AF SDK, os arquivos comuns e a documentação sem o PI System Explorer e o Gerenciamento de Análises: msiexec.exe /i AFClient_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=FD_AFSDK, FD_AFDocs ALLUSERS=1 /qn Para instalar o PI AF SDK, o PI System Explorer é os arquivos comuns sem a documentação: msiexec.exe /i AFClient_Version #.msi REBOOT=Suppress ADDLOCAL=FD_AFSDK,FD_AFExplorer ALLUSERS=1 /qn Notas Ao instalar o PI AF Client após a instalação do PI AF Server, não será necessário especificar o PI AF padrão, pois o programa de instalação já terá feito isso. especifique o PI AF Server padrão usando o argumento AF_SERVER. O recurso PI AF SDK é necessário. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 113

122 Instalações silenciosas do PI AF Upgrade silencioso do PI AF Client Ao fazer upgrade de uma instalação cliente anterior, não é necessário especificar novamente os argumentos ou recursos PI AF: msiexec.exe /i AFClient_Version #.msi REBOOT=Suppress ALLUSERS=1 /qn 114 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

123 Visão geral de segurança do PI AF Esta seção descreve as diretrizes de segurança do PI AF. Nesta seção Recomendações gerais de segurança do PI AF Requisitos de segurança dos coletivos PI AF Configuração de segurança da conta do serviço de aplicativo PI AF Configurar o PI AF para usar a segurança do SQL Server Configurar o banco de dados PI AF e SQL em domínios não confiáveis PI AF Clients e autenticação do Windows Conectar o PI System Explorer e o PI AF Server Recomendações gerais de segurança do PI AF Este tópico contém recomendações gerais de segurança do PI AF: O Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server deve ser executado em uma conta com poucos privilégios. Algumas versões do SQL Server, por padrão, executarão esse serviço com a identidade Sistema Local, mas o Serviço de Rede ou o Serviço Local são uma escolha mais adequada; uma conta com privilégios limitados criada especificamente para esse fim é ainda melhor. Não conceda privilégios administrativos à identidade na qual o serviço de aplicativo PI AF é executado em qualquer instância do SQL Server. Nota: Por padrão, a instalação do PI AF configura a conta do serviço de aplicativo PI AF para ser executada como um Serviço de Rede, e o SQL Server para conceder privilégios mínimos a esse login. Não execute o serviço de aplicativo PI AF na conta Sistema Local, pois isso geralmente concede a ela privilégio SysAdmin em qualquer instância local do SQL Server. O serviço de aplicativo PI AF registra uma mensagem de aviso ao log de eventos AF do Windows se o serviço está em execução em uma conta ou com um login SQL com altos privilégios desnecessários. Limite o acesso ao arquivo AFService.exe.config dos usuários autorizados. Use a segurança de arquivo e pasta para garantir que apenas os usuários autorizados possam alterar esse arquivo. Isso deve ser limitando o acesso de login ao PI AF Server ou configurando um descritor de segurança no arquivo AFService.exe.config ou em seu diretório. Desabilite Xp_cmdshell e OLE Automation no SQL Server. Um invasor com privilégios SysAdmin pode reativar esses recursos. Certifique-se de que a conta que está executando o Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server não tenha acesso a objetos do Windows não necessários (arquivos, chaves de registros, outros serviços e assim por diante). Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 115

124 Visão geral de segurança do PI AF Não conceda aos usuários não administrativos do PI AF privilégios de acesso ao SQL Server em um banco de dados SQL do PI AF, exceto para os administradores do coletivo PI AF, que devem ter privilégio SysAdmin em suas contas do Windows. Consulte estes documentos de Segurança do Microsoft SQL Server para obter mais informações: Considerações de segurança da instalação do SQL Server ( msdn.microsoft.com/en-us/library/ms aspx) Protegendo o SQL Server ( Requisitos de segurança dos coletivos PI AF Para segurança, as contas (ou usuários) no coletivo PI AF requerem um nível reduzido de permissões. Serviço SQL Server Database Engine Serviço SQL Server Agent Serviço de aplicação PI AF Usuário criador coletivo AF Grupo local AFServers Para mais informações sobre os níveis mínimos de privilégio necessários para a replicação, consulte os seguintes artigos da Microsoft: Modelo de replicação agente de segurança em ms151868(v=sql.105) ( Requisitos de segurança da função de replicação em library/ms152528(v=sql.105) ( ms152528(v=sql.105)) Cada conta coletiva PI AF tem os seguintes requisitos de acesso. SQL Server Database Engine Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. Não execute o serviço SQL Server Database Engine com uma conta com privilégios administrativos locais ou de domínio. SQL Server Agent Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. PI AF Server primário PI AF Server secundários Não execute como NetworkService. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. 116 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

125 Visão geral de segurança do PI AF Componente Banco de dados SQL PI AF Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta na qual o serviço SQL Server Agent executa. Atribuir o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Atribua permissão de gravação para a pasta \repldata. Caminho de exemplo: C:\Program Files\Microsoft SQL Server\MSSQL10.SQLEXPRESS \MSSQL\repldata Para mais informações, consulte Configurar permissões na pasta de dados de replicação. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta na qual o serviço SQL Agent é executado no primário. Atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Serviço de aplicação PI AF Por padrão, o serviço de aplicação PI AF é executado sob a conta NT Authority\Network Service. No entanto, NT Authority\Network Service não é necessário para esse serviço. Não o execute sob a conta Local System também. A melhor prática é usar uma conta de domínio com privilégio baixo, pois essa conta não precisa de acesso especial ao banco de dados SQL do PI AF. A conta de serviço de aplicação PI AF é adicionada a um grupo local de segurança do Windows, ao qual é atribuído o acesso adequado no banco de dados SQL PI AF. Componente Ação necessária Permissões Executar como uma conta com poucos privilégios. PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF primário Bancos de dados SQL PI AF secundários Não execute como Local System. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. No Windows, adicione a conta de domínio em que o serviço de aplicação PI AF executa ao grupo local AFServers. Não crie um login do SQL para a conta do serviço de aplicativo PI AF. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para a conta de serviço do aplicativo PI AF. No Windows, adicione a conta de domínio em que o serviço de aplicação PI AF executa ao grupo local AFServers. Não crie um login do SQL para a conta do serviço de aplicativo PI AF. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para a conta de serviço do aplicativo PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 117

126 Visão geral de segurança do PI AF Criador de coletivo PI AF Um usuário de domínio, com as credenciais do Windows que são autenticados pelo PI AF, Windows e SQL Server, executa o cliente PI System Explorer que é usado para criar o coletivo AF. Componente Permissões PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF primário Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária As credenciais que são usadas para criar o coletivo AF são utilizados apenas uma vez para criar o coletivo PI AF. Depois de criar o coletivo AF, você pode remover as permissões especiais. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta de domínio do criador do coletivo PI AF. Adicione as credenciais usadas para criar o Coletivo AF no PI System Explorer para ao grupo Local Administrators. Conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para a conta de domínio do criador do coletivo PI AF. Conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Grupo local AFServers A única conta que deve existir no grupo local do Windows AFServers é a conta na qual o serviço de aplicação PI AF executa. Nota: O grupo local do Windows AFServers normalmente é criado durante a instalação do banco de dados SQL PI AF. No entanto, se você usar scripts SQL para instalar o banco de dados PIFD você precisa configurar este grupo de usuários manualmente. Componente Permissões PI AF Server primário PI AF Server secundários Banco de dados SQL PI AF primário Ação necessária A este grupo nunca deve ser dado privilégios de administrador local ou de domínio. Nenhuma ação é necessária. Nenhuma ação é necessária. Se ele não existir, crie um login no SQL Server para o grupo local AFServers. Nota: O papel de banco de dados db_afserver para o banco de dados PIFD_distribution é automaticamente atribuído a esta conta quando o coletivo AF é criado. Atribua o papel de banco de dados db_afserver no banco de dados PIFD para esta conta. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. 118 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

127 Visão geral de segurança do PI AF Componente Bancos de dados SQL PI AF secundários Ação necessária Se ele não existir, crie um login no SQL Server para o grupo local AFServers. Atribua o papel de banco de dados db_afserver no banco de dados PIFD para esta conta. Não atribua o papel de banco de dados db_owner no banco de dados PIFD para esta conta. Não conceda o papel de servidor SysAdmin para esta conta. Coletivos PI AF em um domínio ou grupo de trabalho Qualquer PI AF Server (um computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está instalado) em um coletivo PI AF deve estar em um domínio; grupos de trabalho não têm suporte. Os computadores do banco de dados SQL do PI AF podem estar em um grupo de trabalho ou domínio. Se os computadores do banco de dados SQL do PI AF estiverem em um grupo de trabalho, será necessário usar uma conta local do Windows que exista no computador executando o PI System Explorer (PSE) para criar o coletivo no computador do SQL Server. As contas devem ter senhas correspondentes, estar no grupo de administradores local do Windows em todos os computadores e ser membro da função SysAdmin do SQL Server. Essa conta local será usada para executar o PSE e criar o coletivo PI AF. Nota: Se o PSE for executado em uma conta de domínio mapeada para sysadmin no SQL Server, mas o SQL Server estiver em um grupo de domínio, este erro será exibido: cannot open service control manager on computer ' '. This operation might require other privileges. Do you wish to continue? Verificar as credenciais e conexões de segurança dos coletivos PI AF Para assegura que o usuário tenha as permissões de acesso necessárias, e que é possível se conectar a cada SQL Server no coletivo, siga estas etapas: 1. Usando as credenciais do Windows que serão usadas para criar o coletivo, faça login na estação de trabalho em que o coletivo será criado (não faça isso no computador SQL Server) e conecte-se a cada PI AF Server que será parte do coletivo. 2. Na mesma estação de trabalho, verifique se é possível realizar um acesso de compartilhamento de arquivo simples a cada SQL Server: a. Selecione Iniciar > Executar. b. Insira \\SQL_Server_computer_name para cada SQL Server. Isso garante que as credenciais sejam autenticadas para cada SQL Server no nível do Windows. 3. Estabeleça uma conexão para cada SQL Server por meio do SQL Server Management Studio (SSMS) ou sqlcmd.exe. 4. Quando estiver conectado, execute a seguinte consulta: SELECT IS_SRVROLEMEMBER ( sysadmin ) "is sysadmin", CURRENT_USER "connected as", SYSTEM_USER "login user" ; Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 119

128 Visão geral de segurança do PI AF em que "is sysadmin" retorna 1=true, 0=false, "connected as" retorna "dbo" e "login user" retorna o usuário principal do Windows Não continue até que a conexão e a consulta sejam bem sucedidas para cada SQL Server que será parte do coletivo PI AF. Configuração de segurança da conta do serviço de aplicativo PI AF O kit de instalação do PI AF configura o acesso padrão que concede ao serviço de aplicativo PI AF as permissões necessárias para o servidor de banco de dados SQL do PI AF. Como parte dessa configuração padrão, o kit de instalação configura o serviço de aplicativo para ser executado na conta NetworkService no computador do PI AF Server. A OSIsoft recomenda que o serviço de aplicativo PI AF seja executado em uma conta de domínio (Executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio). Nota: Nesta seção Se o serviço de aplicativo PI AF e os computadores do banco de dados SQL do PI AF estiverem localizados em diferentes domínios, e um trust não existir entre esses domínios, a configuração padrão não funcionará. É necessário usar a autenticação SQL Server para habilitar a comunicação entre os computadores (Configurar o PI AF para usar a segurança do SQL Server). Executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio Considerações do serviço de aplicativo PI AF e do banco de dados SQL do PI AF Executar o serviço de aplicativo PI AF em uma conta de domínio O kit de instalação do PI AF Server configura o serviço de aplicativo PI AF para executar na conta NetworkService. Também configura o acesso à conta NetworkService para o banco de dados PIFD no servidor do banco de dados SQL do PI AF. Isso significa que qualquer processo local que esteja em execução na conta NetworkService terá os mesmos privilégios para o banco de dados PIFD no servidor do banco de dados SQL do PI AF. Por motivos de segurança, a OSIsoft recomenda alterar o serviço de aplicativo PI AF para ser executado em uma conta de domínio e remover os privilégios da conta NetworkService no SQL Server. Isso fornece o método de segurança mais seguro para proteger o PI AF Server e o SQL Server. 1. Identifique a conta de domínio que se deseja usar para o serviço de aplicativo PI AF Server. 2. Adicionar um usuário de domínio ao grupo de usuários local AF Servers. O serviço de aplicativo obtém o acesso necessário ao banco de dados SQL do PI AF por meio desse grupo local no computador do banco de dados SQL do PI AF. 3. Abra a ferramenta administrativa Serviços no computador do PI AF Server. 120 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

129 Visão geral de segurança do PI AF 4. Clique com o botão direito do mouse em Serviço de Aplicativo PI AF e selecione Propriedades. 5. Clique na guia Login e altere a conta para uma conta de domínio usando o formato DOMAIN \account ou clique no botão Procurar para procurar e selecionar a conta de domínio a ser usada. 6. Insira a Senha da conta duas vezes e clique em OK. 7. Clique com o botão direito do mouse em Serviço de Aplicativo PI AF e selecione Reiniciar. Uma mensagem indicando que o serviço está sendo parado e reiniciado é exibida. Agora, o serviço está executando na nova conta. 8. Remova o acesso à conta anterior para o banco de dados PIFD. Geralmente, a conta anterior era a conta padrão, NetworkService. Por exemplo, veja Remover o acesso à conta NetworkService para o banco de dados SQL do PI AF. Nota: Depois de remover a conta NetworkService do banco de dados PIFD, sempre que executar o programa de instalação (reparo ou upgrade), você pode precisar repetir esta etapa. 9. Reconfigure as propriedades no PI AF Server para referenciar a nova conta do serviço de aplicativo PI AF: a. No PI System Explorer, selecione Arquivo > Conexões b. Clique com o botão direito do mouse no AF Server na lista e clique em Desconectar, se estiver disponível. c. Clique com o botão direito do mouse no AF Server na lista e clique em Propriedades. d. Insira o nome da conta na qual o serviço AFServer está em execução. Por exemplo: DomainName\AccountName. e. Clique em Conectar. Se o PI System Explorer não puder fazer conexões com o PI AF Server, consulte Não é possível se conectar ao AF Server. f. Clique em OK. 10. Clique em Fechar. Verificar e definir as permissões para criação do SPN Um SPN (Nome principal de serviço) é um nome usado por um aplicativo cliente para identificar definitivamente uma instância de um serviço. A Microsoft lançou os SPNs para tornar a comunicação com serviços específicos mais segura e gerenciável. Os SPNs estão junto com a segurança Kerberos. Por padrão, o PI System Explorer e outros PI AF Clients se conectam ao PI AF Server usando a segurança Kerberos, que requer um SPN para um serviço de aplicativo PI AF. Se os PI AF Clients não puderem se conectar ao PI AF Server usando a segurança Kerberos, o método de autenticação será rebaixado para a segurança NTLM menos segura. Por padrão, no PI AF 2.2 e 2.3, um PI AF Server tenta registrar um SPN para o serviço de aplicativo PI AF na inicialização, caso o serviço AFServer esteja em execução na conta NetworkService, e o SPN é identificado em AFService.exe.config (que está por padrão). Por padrão, no PI AF 2.4 e superiores, o PI AF Server tenta registrar um SPN para o serviço de aplicativo PI AF na inicialização. Se o serviço AFServer estiver executando na conta NetworkService, o SPN será criado na conta do computador na qual o serviço está em execução. Se o serviço AFServer estiver em execução em uma conta de domínio, o SPN será criado nessa conta de domínio. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 121

130 Visão geral de segurança do PI AF Contas do computador local, como NetworkService, normalmente têm permissão para configurar um SPN. No entanto, as contas de domínio geralmente não têm. Se o serviço de aplicativo PIA F estiver em execução em uma conta que não tenha privilégios para criar um SPN, será necessário fazer uma configuração extra para um cliente, como o PI System Explorer, para se conectar a esse PI AF Server usando um SPN. Consulte Visualizar as permissões da conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF. 1. Visualizar as permissões da conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF. 2. Manipular um SPN com setspn. Visualizar as permissões da conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF Se o serviço de aplicativo PI AF for configurado para ser executado em uma conta de domínio, será necessário verificar se a conta de domínio tem privilégio para definir o Nome Principal do Serviço (SPN) do serviço. Isso pode ser conquistado usando o snap-in Active Directory Service Interfaces Editor (ADSI Edit) para visualizar as permissões da conta de domínio do serviço. Consulte Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI. Manipular um SPN com setspn Consulte Gerenciar SPNs do serviço de aplicativo PI AF. Configurar o PI AF Server para usar um UPN Para configurar o PI AF Server para usar um nome principal de usuário (UPN), edite o arquivo AFServer.exe.config. O arquivo contém o seguinte elemento em uma instalação padrão: <identity> <serviceprincipalname value="afserver" /> <!-- <userprincipalname --> </identity> Observe que a configuração UPN (userprincipalname) está marcada como comentário, e que a configuração SPN (serviceprincipalname) está habilitada. Para configurar o PI AF Server para usar um UPN em vez de um SPN, marque o elemento serviceprincipalname como comentário e desmarque o elemento userprincipalname. O valor do userprincipalname seriam as credenciais de domínio nas quais o PI AF Server está em execução. Por exemplo: <identity> <!--<serviceprincipalname value="afserver" />--> <userprincipalname </identity> Remover o acesso à conta NetworkService para o banco de dados SQL do PI AF Se o serviço de aplicativo PI AF for alterado para que ele não execute na conta NetworkService, será necessário remover o acesso da conta NetworkService ao banco de dados SQL do PI AF (PIFD). Depois de remover a conta NetworkService do banco de dados PIFD, sempre que executar o programa de instalação (reparo ou upgrade), talvez seja necessário repetir essa etapa. 122 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

131 Visão geral de segurança do PI AF 1. No computador do banco de dados SQL do AF Server, clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Gerenciamento de Computador. 2. Em Gerenciamento de Computador (Local), expanda Ferramentas do Sistema > Grupos e Usuários Locais > Grupos. 3. Na lista de grupos, clique duas vezes em AFServers. 4. Selecione a conta NetworkService e clique em Remover. 5. Clique em OK e em Fechar. 6. Abra o SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server na qual o banco de dados PIFD está localizado. 7. Expanda o banco de dados PIFD e navegue até a pasta Segurança > Esquemas. 8. Clique com o botão direito do mouse no esquema NT AUTHORITY\NetworkService e selecione Excluir. 9. Clique em OK para remover o esquema. 10. Na instância do SQL Server, expanda as pastas Segurança e Logins. 11. Clique com o botão direito do mouse em NT AUTHORITY\NetworkService e selecione Propriedades. 12. Selecione a página Mapeamento do Usuário. 13. Selecione a linha do banco de dados PIFD. 14. Desmarque a caixa de seleção em Mapear do banco de dados PIFD. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 123

132 Visão geral de segurança do PI AF 15. Clique em OK. O usuário NT AUTHORITY\NetworkService no banco de dados PIFD é removido, e o login do NT AUTHORITY\NetworkService perde o acesso ao banco de dados PIFD. Adicionar um usuário de domínio ao grupo de usuários local AF Servers Quando o serviço de aplicativo PI AF for executado em uma conta de domínio, será necessário adicionar essa conta de domínio ao grupo de usuários local AF Servers no computador do banco de dados SQL do PI AF. 1. No computador do banco de dados SQL do AF Server, clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Gerenciamento de Computador. 2. Em Gerenciamento de Computador (Local), expanda Ferramentas do Sistema > Grupos e Usuários Locais > Grupos. 3. Na lista de grupos, clique duas vezes em AFServers. 4. Adicione a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução ao grupo AF Servers. Se ele estiver em execução na conta NT AUTHORITY\NetworkService, adicione a conta do sistema do PI AF Server a esse grupo. 124 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

133 Visão geral de segurança do PI AF Nota: Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução como a conta LocalService, será necessário usara segurança do SQL Server em vez da segurança integrada. 5. Feche o Gerenciamento de Computador. Considerações do serviço de aplicativo PI AF e do banco de dados SQL do PI AF Por padrão, o serviço de aplicativo PI AF é executado na conta de usuário NT AUTHORITY \NetworkService no computador do PI AF Server. Essa conta de usuário é membro de um grupo local, chamado grupo de usuários AFServers, no computador do banco de dados SQL do PI AF. O grupo de usuários AFServers fornece o acesso necessário ao computador do banco de dados SQL por meio de um login do SQL Server mapeado para o grupo AFServers. Veja como os aplicativos de instalação criam a configuração padrão: O kit de instalação do PI AF Server cria o serviço de aplicativo PI AF no computador PI AF Server. Ele configura esse serviço de aplicativo para ser executado na conta de usuário NT AUTHORITY\NetworkService nesse computador. O aplicativo de instalação do banco de dados SQL do PI AF: Cria um grupo de usuários local, o AFServers, no computador do banco de dados SQL do PI AF. Esse processo falhará se o SQL Server estiver em um controlador de domínio ou em um cluster. Adiciona a conta de serviço do aplicativo (NT AUTHORITY\NetworkService) no grupo AFServers local no computador do banco de dados SQL do PI AF. Nota: Se o banco de dados SQL do PI AF for instalado separadamente do PI AF Server, o aplicativo de instalação solicitará o domínio e o nome do computador do PI AF Server. Ele então adiciona a conta do computador do PI AF Server ao grupo de AFServers local no computador do banco de dados SQL do PI AF. Cria um login do SQL Server mapeado para o grupo de usuários AFServers local. O login do SQL Server tem o acesso necessário ao serviço de aplicativo PI AF. Configurar o PI AF para usar a segurança do SQL Server Por padrão, o PI AF usa a autenticação do Windows para se conectar ao banco de dados SQL do PI AF. No entanto, quando o PI AF Server e o SQL Server estão em diferentes domínios não confiáveis, é necessário configurar o PI AF para usar a autenticação do SQL Server. Siga estas etapas: 1. Configurar o SQL Server para usar uma autenticação do modo misto. 2. Criar e configurar um login do SQL Server. 3. Especificar o modo de segurança SQL Server e adicionar usuário. 4. Especificar um banco de dados SQL do PI AF na string de conexão. Nesta seção Configurar o SQL Server para usar uma autenticação do modo misto Criar e configurar um login do SQL Server Sobre a string de conexão do PI AF Server Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 125

134 Visão geral de segurança do PI AF Especificar o modo de segurança SQL Server e adicionar usuário Especificar um banco de dados SQL do PI AF na string de conexão Configurar o SQL Server para usar uma autenticação do modo misto 1. Abra o Microsoft SQL Server Management Studio e conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Clique com o botão direito do mouse na instância do SQL Server e selecione Propriedades. A janela Propriedades do Servidor é exibida. 3. Selecione a página Segurança. 4. Selecione a opção Modo Autenticação do SQL Server e do Windows. 5. Clique em OK para retornar ao Microsoft SQL Server Management Studio. Se o serviço do SQL Server não tiver sido reiniciado desde a seleção da autenticação do modo misto, será necessário reiniciar o serviço do Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server para disponibilizar a autenticação do modo misto. Criar e configurar um login do SQL Server Crie um login do SQL Server, conceda à conta de login do SQL Server acesso ao banco de dados SQL do PI AF (PIFD) e conceda ao usuário do SQL Server a função de banco de dados db_afserver. 1. No Microsoft SQL Server Management Studio, conecte-se à instância do SQL Server que armazena o banco de dados SQL do PI AF (PIFD). 2. Na instância do cluster do SQL Server, expanda Segurança > Logins. 3. Crie um novo Login e insira um nome no campo Nome de login. 4. Selecione a opção Autenticação do SQL Server. 5. Insira a senha nos campos Senha e Confirmar senha. 6. No Banco de dados padrão, selecione PIFD. 126 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

135 Visão geral de segurança do PI AF 7. Selecione a página Mapeamento do Usuário. 8. Selecione a linha do banco de dados PIFD. 9. Marque a caixa de seleção Mapear do banco de dados PIFD. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 127

136 Visão geral de segurança do PI AF 10. Em Associação à função do banco de dados para: PIFD, marque a caixa de seleção db_afserver. 11. Clique em OK. Sobre a string de conexão do PI AF Server A string de conexão define o local do banco de dados SQL do PI AF e o modo de segurança usados na conexão com o banco de dados. Essa é uma string de conexão ADO.NET padrão. A string de conexão é definida no arquivo AFService.exe.config. Pode-se modificar a string de conexão para indicar se o novo modo de autenticação está sendo usado e para fornecer as credenciais para conexão. Algumas das alterações necessárias à string de conexão são: Especificar o modo de segurança do SQL Server. Adicionar o usuário e a senha do SQL Server. Especificar o banco de dados SQL do PI AF. 128 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

137 Visão geral de segurança do PI AF Nota: A OSIsoft recomenda limitar o acesso ao arquivo AFService.exe.config aos usuários autorizados, inclusive à conta na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Para tanto: limite o acesso ao registro no PI AF Server ou defina um descritor de segurança no arquivo AFService.exe.config ou em seu diretório. Conectar exemplos de string Segurança integrada: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=AFSQLDB\SQLEXPRESS;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> Segurança do SQL Server: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Trusted_Connection=no;server=AFSQLDB \SQLEXPRESS;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;uid=af_sql_user;pwd=af_sql_password;"/> Especificar o modo de segurança SQL Server e adicionar usuário Para usar a segurança do SQL Server, é necessário alterar a string de conexão para referenciar o modo de segurança correto e adicionar um usuário e uma senha do SQL Server. 1. Abra o arquivo AFService.exe.config em um editor de texto, como o Bloco de Notas. 2. Localize a chave da string de conexão. Ela tem este formato: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=.\phxtest;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> 3. Modifique a string de conexão substituindo Integrated Security=SSPI por Trusted_Connection=no. 4. Adicione a ID de usuário (uid) e a senha (pwd) do SQL Server no final da string de conexão. Depois de fazer as alterações, a string de conexão deverá ser semelhante a este exemplo: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Trusted_Connection=no;server=AFSQLDB \SQLEXPRESS;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;uid=af_sql_user;pwd=af_sql_password;"/> 5. Salve e feche o arquivo. 6. Reinicie o serviço de aplicativo PI AF. Especificar um banco de dados SQL do PI AF na string de conexão Se o banco de dados SQL do PI AF for movido para um servidor novo, ou se for necessário trabalhar com outro banco de dados SQL do PI AF, será possível especificar a alteração na string de conexão. Siga estas etapas: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 129

138 Visão geral de segurança do PI AF 1. No computador PI AF Server, abra o arquivo AFService.exe.config em um editor de texto, como o Bloco de Notas. 2. Localize a chave da string de conexão. Ela tem este formato: Segurança integrada: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=.\phxtest;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> Segurança do SQL Server: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Trusted_Connection=no;server=.\phxtest;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;uid=af_sql_user;pwd=af_sql_password;"/> 3. Modifique a string de conexão, especificando o novo local do servidor. Pode-se usar o nome de um computador ou um endereço IP e incluir o nome da instância do SQL Server. Segurança integrada: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Integrated Security=SSPI;server=AFSQLDB\SQLEXPRESS;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;"/> Segurança do SQL Server: <add key="connectstring" value="persist Security Info=False;Trusted_Connection=no;server=AFSQLDB \SQLEXPRESS;database=PIFD;Application Name=AF Application Server;uid=af_sql_user;pwd=af_sql_password;"/> 4. Salve e feche o arquivo. 5. Reinicie o serviço de aplicativo PI AF. Configurar o banco de dados PI AF e SQL em domínios não confiáveis A comunicação deve ser configurada entre um serviço de aplicativo PI AF e o banco de dados SQL do PI AF localizado em grupos de trabalho ou em outros domínios não confiáveis. 1. Configure o SQL Server para permitir conexões remotas. Consulte a biblioteca do Microsoft SQL Server ( 2. Configure o PI AF para usar a segurança do SQL Server. Consulte Configurar o PI AF para usar a segurança do SQL Server. 3. Se uma instância nomeada do SQL Server estiver sendo usada e uma porta não tiver sido especificada na string de conexão, verifique se o serviço Navegador do SQL Server está em execução no computador SQL Server. Para promover o ambiente mais seguro, é necessário especificar a porta na string de conexão. 4. Verifique se a segurança do sistema está configurada conforme descrito em Firewalls e segurança do PI AF. PI AF Clients e autenticação do Windows O AF SDK e o PI SDK são instalados como parte da instalação do PI AF Client. A instalação do PI AF Client também inclui esses recursos opcionais: 130 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

139 Visão geral de segurança do PI AF PI System Explorer Gerenciamento de Análises PI Builder Documentação de usuário PI AF O PI System Explorer e outros PI AF SDK Clients se comunicam com o PI AF Server usando a autenticação do Windows. Exceto para configuração de um coletivo PI AF, o PI AF SDK nunca se conecta diretamente ao SQL Server. Ao tentar se conectar com um PI AF Server por meio do PI System Explorer, as credenciais de login são usadas. Se o usuário tiver permissão para acessar o PI AF Server, a conexão será estabelecida. Se ele não tiver os direitos apropriados, uma caixa de diálogo de login será exibida para que as credenciais sejam inseridas. Por exemplo, isso poderá ocorrer se o usuário estiver conectado como usuário local e não for um usuário de domínio, ou se o computador cliente estiver em um domínio diferente do PI AF Server. Executar o PI System Explorer com permissões elevadas Se o PI System Explorer ou outro PI AF Client for executado diretamente no computador PI AF Server, e o sistema operacional tiver o controle da conta de usuário habilitada, usar uma conta administrativa local não elevará a conta. A reinicialização do computador com permissões elevadas será solicitada. Para evitá-la, escolha uma destas opções: Execute o PI System Explorer como Administrador: a. No menu Iniciar, clique com o botão direito do mouse em PI System Explorer ou em outro PI AF Client. b. Selecione Executar como Administrador. Configure o PI System Explorer para executar como Administrador sempre que for iniciado: a. No menu Iniciar, clique com o botão direito do mouse em PI System Explorer (ou em outro PI AF Client). b. Selecione Propriedades. c. Na guia Compatibilidade, marque a caixa de seleção Executar este programa como administrador. Modifique as configurações de segurança do PI AF para que o usuário ou um grupo contendo o usuário (diferente dos Administradores locais) tenha os privilégios apropriados. Conectar o PI System Explorer e o PI AF Server Garanta uma conexão bem-sucedida entre o PI System Explorer e o PI AF Server. 1. Verifique se a versão do PI AF Server é a ou posteriores. Se a versão for anterior, faça o upgrade dela. 2. Crie a mesma conta local em ambos os computadores. Também use a mesma senha. 3. Defina os firewalls para abrir as conexões de entrada no PI AF Server. Consulte Considerações de firewall e portas do PI AF para determinar quais portas devem ser abertas. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 131

140 Visão geral de segurança do PI AF 4. Faça login no computador cliente PI System Explorer usando a nova conta local. 5. Abra o PI System Explorer e tente se conectar ao PI AF Server de destino. 6. No PI System Explorer, em cada caixa de diálogo Propriedades do banco de dados ou Selecionar banco de dados, clique em para abrir a caixa de diálogo Propriedades do sistema. 7. Defina Nome e Host para as configurações reais do PI AF Server. A caixa Conta permanece vazia. 8. Clique em OK. 9. Clique em Conectar para iniciar uma conexão. 10. Se houver um problema de conexão, consulte Definir a política de auditoria e Configurar o compartilhamento e o modelo de segurança da conta local. 1. Definir a política de auditoria. 2. Configurar o compartilhamento e o modelo de segurança da conta local. 3. Configurar acesso ao Active Directory dos contatos. Definir a política de auditoria A melhor forma de compreender a causa raiz do problema de conexão é ativando a auditoria e verificando os eventos relacionados à segurança no Visualizador de Eventos do Windows. 1. Clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Política de Segurança Local. 2. Em Configurações de Segurança, selecione Políticas Locais > Política de Auditoria. 3. Defina a configuração de segurança para Êxito, Falha para as seguintes políticas: Auditar eventos de login da conta Auditar eventos de login Auditar acesso a objetos Auditar uso de privilégios Para fazer isso: a. Clique com o botão direito do mouse em cada política e selecione Propriedades. b. Marque as caixas de seleção Êxito e Falha. c. Clique em OK. Configurar o compartilhamento e o modelo de segurança da conta local Uma causa provável de um problema de conexão que está no nó PI AF não autenticou o usuário cliente como um usuário local, mas usou a conta Convidado. 1. No computador PI AF Server, clique em Iniciar > Ferramentas Administrativas > Política de Segurança Local. 2. Em Configurações de Segurança, selecione Políticas Locais > Opções de Segurança. 132 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

141 Visão geral de segurança do PI AF 3. Clique com o botão direito em Acesso de rede: Compartilhamento e modelo de segurança da conta local e selecione Propriedades. 4. Defina as configurações de segurança como Clássico usuários locais autenticam como eles próprios. 5. Clique em OK para salvar as alterações. Configurar acesso ao Active Directory dos contatos Ao usar o PI Notifications com o PI AF Server, talvez seja necessário especificar como acessar o Microsoft Active Directory para recuperar nomes das listas de contatos do PI Notifications. Cada PI AF Server disponibiliza a opção para especificar o domínio e contatar subpastas, assim como a conta necessária para acessar o Active Directory e recuperar os nomes dos contatos. Por padrão, a conta na qual o aplicativo do PI AF Server está em execução é usada no acesso ao Active Directory. Para usar outra conta ou acessar o Active Directory em um domínio diferente, configure o acesso na janela Configurar o acesso aos contatos do Active Directory. 1. Abra o PI System Explorer e conecte-se a um banco de dados que pertença ao PI AF Server em que deseja-se configurar o acesso ao Active Directory. 2. No menu Arquivo, selecione Propriedades do AF Server e, na janela, clique no link Configurar o acesso aos contatos do Active Directory. 3. Na caixa de texto Nome do domínio Active Directory, insira o nome DNS completo do domínio do Active Directory do qual os nomes de contato serão recuperados para os Contatos do PI Notifications (por exemplo, contoso.com). Se esse campo ficar em branco, o domínio no qual o serviço PI AF está localizado será usado. 4. Na caixa de texto Subpasta contato Active Directory, insira o caminho para a pasta contendo a lista de contatos desse domínio. Em domínios maiores do Active Directory, talvez os contatos sejam organizados em subpastas. O uso de subpastas pode viabilizar a recuperação mais rápida de uma lista de contatos do Active Directory. Use a seguinte estrutura na subpasta: DomainUserFolder/SubDomainUserFolder/Sub SubDomainUserFolder 5. Selecione uma opção para Conta de acesso do Active Directory: Usar a conta que o AF Server executa como Essa é a opção padrão. Selecione-a para acessar o Active Directory usando a conta na qual o serviço PI AF é executado. Por padrão, o PI AF Server é instalado usando a conta do Serviço de Rede. No entanto, a conta de serviço PI AF Server pode ser alterada. Se a conta de serviço PI AF Server não tiver as permissões necessárias para ler o Active Directory, nenhum nome de contato será recuperado na lista Contatos. Se a segurança do Active Directory for configurada para permitir que a conta de serviço PI AF Server leia o Active Directory, esta será a opção mais simples. Usar a conta do em que a ferramenta cliente do AF está executando como Selecione esta opção para usar as credenciais da conta do usuário na qual o aplicativo cliente de conexão está em execução. Se o serviço PI AF Server estiver em execução em uma conta (o Serviço de Rede é a conta padrão), ela não terá permissão de leitura no Active Directory; essa opção pode ser usada. Enquanto a conta do usuário na qual o aplicativo cliente de conexão estiver em execução e tiver permissão de leitura no Active Directory, uma lista de nomes de contatos será retornada à lista Contatos. O conteúdo da Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 133

142 Visão geral de segurança do PI AF lista Contatos pode variar, dependendo da conta de acesso usada, pois a segurança para ler a lista de contatos é determinada pelo Active Directory. Nota: A especificação dessa opção poderá exigir a configuração Kerberos se um aplicativo do AF SDK estiver usando uma personificação no meio de uma camada, como um Web Service. Usar a conta especificada Esta opção permite a especificação de uma conta a ser usada para ler o Active Directory. Isso pode ser útil quando o Active Directory e o PI AF Server estão em domínios diferentes ou quando as contas nas primeiras duas opções não têm permissão de leitura do Active Directory. Em Nome da Conta, use o formato Domain\User. Verifique se a conta especificada tem a permissão apropriada de leitura do Active Directory de destino. 6. Marque Usar o Catálogo Global armazenado no cache do Active Directory para usar o catálogo global para realizar pesquisas no controlador de domínio do Active Directory. Caso contrário, as pesquisas devem ser realizadas no controlador de domínio próprio. O Active Directory mantém as informações em um repositório de dados distribuídos chamados de catálogo global. Nas instalações em que há vários controladores de domínio distribuídos, cada controlador tem um cache das partes do catálogo global na qual ele não é responsivo, por isso, as pesquisas do Active Directory não precisam ser consultadas no controlador de domínio próprio. Isso melhora o desempenho das consultas que, de outra forma, devem ter acesso ao controlador de domínio remoto. 7. Escolha uma configuração para Retornar Todas as Pessoas. Os objetos do Active Directory são originados em um o outro da seguinte forma: Top>Persons>OrganizationalPerson>Contact e Top>Persons>OrganizationalPerson>User Marque esta caixa de seleção para retornar Pessoas, Pessoas Organizacionais, Contatos e Usuários do Active Directory de destino. Desmarque a caixa de seleção para retornar apenas Usuários. 134 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

143 Configuração de segurança para tabelas externas Uma tabela PI AF pode ser vinculada a dados de fontes externas, como Excel, Access, SQL Server ou outras fontes de dados OLEDB/ODBC. Uma tabela PI AF vinculada a uma fonte de dados externa é chamada de tabela vinculada ou tabela externa. Há possíveis riscos de segurança para as tabelas externas em geral. Os riscos variam de acordo com a conexão da tabela externa à fonte de dados externa. Restrinja o uso de certos tipos de conexões. Também desative as tabelas externas juntas. As seguintes seções explicam como as tabelas externas coletam dados e quais são as opções de segurança para as tabelas externas em um PI AF Server. Também consulte PI AF e autenticação Kerberos. Nesta seção Autenticação de tabelas vinculadas Alterar as configurações de segurança das tabelas vinculadas Autenticação de tabelas vinculadas Quando um aplicativo cliente solicita dados externos, o PI AF Server consulta a fonte de dados externa e retorna os dados para o cliente como uma tabela PI AF de somente leitura. Para tabelas vinculadas externamente, a OSIsoft recomenda que o provedor OLE DB e o PI AF Server tenham o mesmo tamanho de bit (32 bit ou 64 bit). Para configurar uma conexão de tabela externa no PI System Explorer, por exemplo, é necessário usar um PI AF Server com o mesmo tamanho de bit (normalmente, 64 bits). Ao configurar a tabela vinculada, é solicitado a especificação das credenciais usadas pelo PI AF Server para se conectar ao banco de dados. As opções de autenticação são: Personificar Cliente Se o banco de dados de origem tem suporte na autenticação do Windows, use a identidade do Windows do cliente que está solicitando os dados. Isso é uma personalização da conexão. Esse é o método mais seguro de autenticação; use-o sempre que possível. Fornecer Senha Se o banco de dados de origem não tiver suporte à autenticação do Windows, ou se o banco de dados e o PI AF Server estiverem em domínios diferentes não confiáveis, especifique um nome de usuário e senha com o acesso necessário ao banco de dados de origem. O PI AF usa esta conta codificada para ler os dados na fonte de dados externa. Por exemplo, o banco de dados MySQL não tem suporte à autenticação do Windows, por isso, o nome de usuário e senha de uma conta seriam usados no banco de dados MySQL. Sem contexto de segurança adicional Esta opção normalmente é aplicável quando o Excel ou outras fontes de dados baseadas em arquivo; caso contrário, cada usuário precisará conceder acesso de leitura ao arquivo no servidor. Com esta opção, a tabela externa será acessada usando a identidade do PI AF Server. Nesse caso, não é necessário especificar um nome de usuário ou senha durante a configuração da tabela vinculada; a configuração Kerberos também não é necessária. No entanto, cuidado ao configurar o SQL Security de forma que a identidade do AF Server não tenham mais privilégios que o necessário para recuperar os dados. Apenas os Administradores do PI AF podem configurar tabelas externas por motivos de segurança, por isso, o privilégio PI AF Administrator deve ser entregue a um número limitado de usuários quando esse modo de conexão for ativado. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 135

144 Configuração de segurança para tabelas externas Nesta seção Risco em usar conexões não personificadas Recomendações de acesso a dados para tabelas vinculadas Acesso à tabela vinculada no PI System Explorer 2.0.x Risco em usar conexões não personificadas Dependendo da configuração do SQL Server, um usuário com privilégios de administrador do PI AF poderia criar ataques no SQL Server e obter o controle total do sistema se estas condições existissem: Uma tabela PI AF está configurada para usar a identidade PI AF Server para vincular a um banco de dados externo. Tabelas vinculadas não personificadas (externas) são ativadas no PI AF Server. Por padrão, as tabelas vinculadas não personificadas estão desativadas no PI AF Server. Para que um usuário execute um ataque, ele precisaria ativar as tabelas externas não personificadas. A conta do PI AF Server tem direitos administrativos no SQL Server. Por padrão, o AF Server é executado na conta NetworkService e não tem direitos administrativos no SQL Server configurado localmente nem acesso aos bancos de dados do computador remoto. Se direitos de administrador no banco de dados remoto, possíveis ataques com elevação de privilégio são limitados. CUIDADO: Por motivos de segurança, não conceda privilégios administrativos do PI AF Server no computador ou SQL Server quando consultas não personificadas estiverem sendo executadas. Recomendações de acesso a dados para tabelas vinculadas Se o acesso para vincular tabelas não for necessário, desative-o. Não conceda privilégios administrativos de conta do serviço AF no PI AF Server ou no SQL Server, quando executando com consultas não personificadas. Você deve ter privilégios administrativos no PI AF Server para configurar uma tabela externa que execute consultas não personificadas. Consulte Alterar as configurações de segurança das tabelas vinculadas para obter instruções. Acesso à tabela vinculada no PI System Explorer 2.0.x Por motivos de segurança, o PI AF Server 2.1 e posteriores não permitem, por padrão, o acesso às tabelas vinculadas das seguintes versões do PI System Explorer: Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

145 Configuração de segurança para tabelas externas Alterar as configurações de segurança das tabelas vinculadas O PI AF Diagnostics Utility é um utilitário de linha de comando que pode ser usado para ativar ou desativar recursos do PI AF Server, além de realizar outras funções administrativas. Esse utilitário realiza uma conexão direta com o banco de dados do SQL Server associado e exige a função sysadmin ou db_afadmin role do SQL Server. Ele se chama afdiag e está localizado na pasta \PIPC\AF. Use o AF Diagnostics Utility para ajusta as configurações de segurança das tabelas externas. Tarefa Comando Configuração padrão Ativa o suporte a tabelas PI AF externas Desativa o suporte a tabelas PI AF externas Ativa o suporte a tabelas PI AF externas para usuários não personificados Desativa o suporte a tabelas PI AF externas para usuários não personificados Altera as configurações de segurança de uma tabela PI AF específica Altere as configurações de segurança de todas as tabelas. afdiag /DT afdiag /DT afdiag /DTImp afdiag /DTImp- No PI System Explorer, clique com o botão direito do mouse na tabela do Navegador e selecione Segurança no menu resultante. No PI System Explorer, clique com o botão direito do mouse em Tabelas no Navegador e selecione Segurança no menu resultante. ativado desativado Por padrão, a configuração da tabela requer privilégios administrativos no PI AF Server. Por padrão, a configuração da tabela requer privilégios administrativos no PI AF Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 137

146 Configuração de segurança para tabelas externas 138 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

147 PI AF e autenticação Kerberos Kerberos é um método seguro para solicitações de autenticação de um serviço em um computador em uma rede. Por padrão, o PI System Explorer e outros PI AF Clients tentam se conectar ao PI AF Server usando a autenticação Kerberos. Se os PI AF Clients não puderem se conectar ao PI AF Server usando a segurança Kerberos, o método de autenticação será rebaixado para a autenticação Desafio/Resposta do Windows (NTLM) menos segura. Um SPN (Nome principal de serviço) é um nome usado por um aplicativo cliente para identificar definitivamente uma instância de um serviço. A Microsoft lançou os SPNs para tornar a comunicação com serviços específicos mais segura e gerenciável. Os SPNs estão junto com a segurança Kerberos. O serviço de aplicativo PI AF requer SPNs para dar suporte à autenticação Kerberos entre os PI AF Clients e o PI AF Server. Por padrão, no PI AF 2.2 e 2.3, um PI AF Server tenta registrar um Nome principal do serviço (SPN) para o serviço de aplicativo PI AF na inicialização, caso o serviço AFServer esteja em execução na conta NetworkService, e o valor serviceprincipalname seja definido no arquivo AFService.exe.config. Esse valor está definido por padrão. No PI AF 2.4 e superiores, o serviço de aplicativo PI AF tentará registrar um SPN durante a inicialização, se o valor serviceprincipalname for definido no AFService.exe.config. Esse valor está definido por padrão. Dependendo do tipo de conta, o SPN é criado de outras formas: Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução na conta NetworkService, o SPN será criado na conta do computador na qual o serviço está em execução. Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução em uma conta de domínio, o SPN será criado nessa conta de domínio. Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução em um cluster do Windows, haverá algumas circunstâncias especiais no registro do SPN. Consulte Instalação do PI AF em um cluster de failover. Contas do computador local, como NetworkService, normalmente têm permissão para configurar um SPN. No entanto, as contas de domínio geralmente não têm. Se o serviço de aplicativo PI AF estiver em execução em uma conta que não tem privilégios para criar um SPN, será necessário fazer uma configuração extra para um cliente, como o PI System Explorer, para se conectar a esse serviço de aplicativo PI AF usando um SPN. Há várias formas de fazer as configurações necessárias: Peça para um usuário administrativo criar o SPN manualmente. Para obter mais detalhes, consulte Gerenciar SPNs do serviço de aplicativo PI AF. Atribua permissões à conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução para que o serviço possa gerenciar a criação do SPN. Para obter mais detalhes, consulte Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI. Se o serviço de aplicativo PI AF for configurado para executar em uma conta de domínio, essa conta precisará ter os SPNs associados criados, e isso poderá ser feito de duas formas: A conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF poderá receber privilégios para gerenciar seus próprios SPNs. Os SPNs poderão ser criados para a conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF por um usuário com permissões apropriadas. Como alternativa, o snap-in Active Directory Service Interfaces Editor (ADSI Edit) é usado para visualizar e editar as permissões dos objetos do Active Directory; essa é a ferramenta usada para atribuir permissões à conta de domínio do serviço de aplicativo PI AF que permitiria que o servidor gerenciasse seus próprios SPNs. SetSPN é uma ferramenta de linha de comando usada Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 139

148 PI AF e autenticação Kerberos para visualizar e remover a propriedade SPN associada ao objeto do Active Directory. Os usuários devem ter permissões para criar e remover SPNs a serem usados nessa ferramenta, que também é a ferramenta usada para criar SPNs para a conta de domino do serviço de aplicativo PI AF. Nota: Para criar uma tabela AF vinculada a uma tabela em uma instância do SQL Server no qual o SQL Server Engine é executado em uma conta de domínio e para personificar as credenciais do cliente ao conectar à tabela do SQL Server (geralmente mencionado como um pulo duplo Kerberos), será necessário atribuir ambas as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname à conta de domino do SQL Server Engine. Além disso, as contas e os computadores envolvidos precisarão ser configurados para a delegação. Consulte Configurar objetos do Active Directory para delegação. Nesta seção PI AF e delegação Kerberos Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI Gerenciar SPNs do serviço de aplicativo PI AF Configurar objetos do Active Directory para delegação PI AF e delegação Kerberos A autenticação Kerberos tem suporte a dois tipos de delegação Kerberos: Delegação geral Permite que um aplicativo ou serviço use as credenciais de usuário para acessar outro aplicativo ou serviço em outro computador. Delegação limitada Semelhante à delegação geral, mas é necessário definir o aplicativo/serviço específico em cada computador específico que pode delegar as credenciais de um usuário. Nota: A OSIsoft recomenda usar a delegação forçada Kerberos em vez da delegação geral, pois ela é mais segura. Para obter mais informações, consulte os seguintes artigos: Novidades na autenticação Kerberos ( hh aspx) Compreendendo o salto duplo Kerberos ( 2008/06/13/understanding-kerberos-double-hop.aspx) Exemplo de delegação Veja um exemplo de como o PI AF pode usar a delegação Kerberos: Rita, usuária do PI AF Client, tem permissão para acessar os dados de uma tabela em um banco de dados SQL Server. 140 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

149 PI AF e autenticação Kerberos 1. No PI System Explorer, Rita cria um objeto AF Table Connection que define como fazer a conexão com o banco de dados SQL Server. 2. Ela cria um objeto de tabela AF que usa a definição AF Table Connection e inclui uma Consulta válida. 3. Ela então vincula a tabela AF à tabela em um SQL Server (ou alguma outra fonte de dados externa) que não faz parte do PI AF System. Se o usuário tiver as permissões apropriadas para acessar a tabela no SQL Server externo E se os computadores e contas de usuários envolvidos tiverem sido corretamente configurados para a delegação, o usuário se conectará à tabela AF vinculada, e o AF Server autenticará o usuário PI System Explorer por meio da delegação Kerberos e recuperará os dados da tabela no SQL Server externo usando as credenciais delegadas do usuário. Nesta seção Configurar o PI AF para delegação geral Kerberos Configurar o PI AF para delegação forçada Kerberos Configurar o PI AF para delegação geral Kerberos A delegação geral Kerberos pode ser usada no PI AF quando um usuário PI AF Client deseja acessar os dados de uma fonte externa ao PI AF por meio de uma tabela AF vinculada. Se o usuário PI AF Client tiver as permissões apropriadas para acessar esses dados externos, e a delegação Kerberos tiver sido corretamente configurada conforme descrito nas instruções a seguir, o usuário poderá visualizar os dados externos por meio de uma tabela AF vinculada no PI System Explorer ou em outro PI AF Client. Nota: A OSIsoft recomenda usar a delegação forçada Kerberos, pois ela é mais segura que a delegação geral. Siga este procedimento para dar suporte à delegação geral Kerberos para uma tabela AF vinculada. 1. Atribua as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname aos seguintes objetos do Active Directory: A conta de domínio na qual o serviço AF Server está em execução caso deseje-se que seus SPNs sejam gerenciados manualmente. A conta de domínio na qual o serviço SQL Server é executado, pressupondo que a tabela AF vinculada seja uma tabela SQL Server E deseje-se que seus SPNs sejam gerenciados automaticamente. Consulte Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI. 2. Crie os SPNs necessários para os seguintes objetos: SPNs devem ser criados manualmente por um usuário Administrativo para o serviço AFServer, SE você não atribuir as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname à conta de domínio do serviço AFServer. SPNs devem ser criados manualmente por um usuário Administrativo para o serviço SQL Server, SE a AF Table está ligada a uma tabela do SQL Server e SE você não atribuir as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname à conta de domínio do serviço do SQL Server. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 141

150 PI AF e autenticação Kerberos Consulte Criar SPNs para o serviço de aplicativo PI AF. 3. Configure os objetos do Active Directory como confiáveis para a delegação geral: A conta de domínio do serviço AF Server. A conta de domínio para o serviço que controla o acesso aos dados configurados na tabela AF vinculada. A conta do computador no qual o serviço AFServer está em execução. A conta do computador no qual os dados da tabela AF vinculada estão localizados. Consulte Configurar objetos do Active Directory para delegação. Configurar o PI AF para delegação forçada Kerberos A OSIsoft recomenda usar a delegação forçada Kerberos em vez da delegação geral, pois ela é mais segura. A delegação forçada Kerberos pode ser usada no PI AF quando um usuário PI AF Client deseja acessar os dados de uma fonte externa ao PI AF por meio de uma tabela AF vinculada. Se o usuário PI AF Client tiver as permissões apropriadas para acessar esses dados externos, e os objetos no Active Directory estiverem corretamente configurados, o usuário poderá visualizar os dados externos por meio de uma tabela AF vinculada no PI System Explorer ou em outro PI AF Client. Para usar a delegação forçada, é necessário definir os serviços específicos nos computadores específicos que estarão envolvidos no processo de delegação, inclusive: o serviço de aplicativo PI AF, o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está localizado, o computador no qual os dados externos estão localizados e todos os serviços necessários para acessar os dados. Siga este procedimento para dar suporte à delegação forçada Kerberos para uma tabela AF vinculada. 1. Atribua as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname aos seguintes objetos do Active Directory: A conta de domínio na qual o serviço AF Server está em execução caso deseje-se que seus SPNs sejam gerenciados manualmente. A conta de domínio na qual o serviço SQL Server é executado, pressupondo que a tabela AF vinculada seja uma tabela SQL Server E deseje-se que seus SPNs sejam gerenciados automaticamente. Consulte Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI. 2. Crie os SPNs necessários para os seguintes objetos: O serviço AFServer. Os SPNs deverão ser criados manualmente pelo usuário administrativo do serviço AFServer se as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname não tiverem sido atribuídas à conta de domínio do serviço AFServer. O serviço do SQL Server. Os SPNs deverão ser criados manualmente pelo usuário administrativo do serviço do SQL Server se: 142 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

151 PI AF e autenticação Kerberos a tabela AF estiver vinculada a uma tabela do SQL Server, e as permissões Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname não tiverem sido atribuídas à conta de domínio do serviço do SQL Server. Consulte Criar SPNs para o serviço de aplicativo PI AF. 3. Configure os seguintes objetos do Active Directory como confiáveis para a delegação forçada: a conta de domínio do serviço AFServer, a conta de domínio do serviço que controla o acesso aos dados configurados na tabela AF vinculada, a conta do computador para o computador no qual o serviço AFServer está em execução e a conta do computador no qual os dados da tabela AF vinculada estão localizados. Consulte Configurar objetos do Active Directory para delegação. Atribuir permissões às contas de serviço com o snap-in Editar ADSI O snap-in Editar ADSI é usado para visualizar e atribuir permissões ao objetos de diretório ativos. Quando o serviço de aplicativo PI AF está em execução em uma conta de domínio, essa conta solicita permissões especiais para criar e excluir SPNs no serviço AF Server. O snap-in Editar ADSI permite a atribuição dessas permissões para a conta de domínio, caso a conta na qual o usuário está conectado tenha o acesso apropriado. Entre em contato com o administrador de domínio se não tiver o acesso necessário. Antes de Iniciar 1. Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. 2. Verifique se o snap-in Editar ADSI está instalado no computador que será usado para atribuir permissões às contas de serviço. Consulte o artigo da Microsoft sobre como instalar Editar ADSI ( technet.microsoft.com/en-us/library/cc773354(v=ws.10).aspx#bkmk_installingadsiedit). Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. Verifique se Editar ADSI está instalado no computado no qual as seguintes etapas serão executada. 1. No menu Iniciar, digite adsiedit.msc na caixa Pesquisar e pressione Enter. Se o snap-in Editar ADSI estiver instalado no computador, ele será aberto na janela Microsoft Management Console. a. Se esta for a primeira vez que o snap-in Editar ADSI foi aberto, não haverá conexões ativas para os Serviços do Active Directory. Clique com o botão direito do mouse em Editar ADSI no console e selecione Conectar a para abrir a janela Configurações de conexão. b. Mantenha as configurações padrão e clique em OK. Uma nova entrada é adicionada ao console com o seguinte formato "Default naming context [mymachine.mydomain.com]". Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 143

152 PI AF e autenticação Kerberos c. Selecione a nova entrada e expanda-a para ver uma nova subentrada DC- [mydomain],dc-[com]. d. Expanda a nova subentrada para mostra o conteúdo do Active Directory. 2. Encontre e expanda o contêiner no qual a conta do serviço AF Server está localizada. 3. Clique com o botão direito do mouse na conta e selecione Propriedades. A janela Propriedades da conta é aberta com a guia Editor de atributos selecionada. 4. Na guia Segurança, selecione AUTO na seção Nomes do grupo ou usuário e clique em Avançado. A janela Configurações de segurança avançada de [nome da conta] é aberta. 5. Na guia Permissões, navegue até a lista Entradas de permissão, garantindo que não haja entradas para AUTO em branco em Permissões. 6. Na guia Permissões, clique em Adicionar. 7. Na janela Selecionar usuário, computador, conta de serviço ou grupo, insira AUTO no campo Inserir o nome do objeto a ser selecionado e clique em OK. A janela Entrada de permissões para [NomeDaConta] é aberta. 8. Na guia Propriedades, na lista Aplicar a, selecione Apenas este objeto. a. Role para baixo na lista Permissões e marque a caixa de seleção Permitir para Read serviceprincipalname e Write serviceprincipalname e clique em OK. Na janela Configurações de segurança avançadas para [Nome da conta], há uma nova entrada para AUTO com um entrada vazia em Permissões. 9. Clique em OK. 10. Na janela Propriedades da conta, clique em OK para voltar ao snap-in Editar ADSI. A conta de serviço AFServer criará os SPNs necessários quando o serviço for iniciado e excluirá esses mesmos SPNs quando o serviço for interrompido. Gerenciar SPNs do serviço de aplicativo PI AF A ferramenta de linha de comando setspn permite que um usuário com as permissões apropriadas visualize, edite e exclua a propriedade Nomes Principais do Serviço (SPNs) associadas aos objetos do Active Directory. Entre em contato com o administrador de domínio se não tiver as permissões necessárias. A ferramenta setspn pode ser usada para verificar se os SPNs corretos foram criados para o serviço de aplicativo PI AF, estejam eles em execução na conta NetworkService ou em uma conta domain. Também pode ser usada para criar ou excluir SPNs do serviço de aplicativo PI AF, o que não é necessário se a conta na qual o serviço está em execução não tem as permissões de leitura e gravação dos SPNs. Nesta seção Visualizar os SPNs existentes para o serviço de aplicativo PI AF Criar SPNs para o serviço de aplicativo PI AF Excluir SPNs para o serviço de aplicativo PI AF Visualizar os SPNs existentes para o serviço de aplicativo PI AF Antes de criar SPNs, verifique se os SPNs existem para o serviço de aplicativo PI AF. 144 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

153 PI AF e autenticação Kerberos Nota: Execute o comando setspn em um prompt de comando. Para visualizar os SPNs para um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta NetworkService, insira este comando: setspn -l machine_name em que machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF é executado. Os SPNs atribuídos a esse computador são retornados neste formato de lista: AFServer/machine_FQDN AFServer/machine_name em que: machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução Para visualizar os SPNs para um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta de domínio, insira este comando: setspn -l domain\account_name em que domain\account_name é a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Os SPNs atribuídos a essa conta de domínio são retornados neste formato de lista: AFServer/machine_FQDN AFServer/machine_name em que: machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução Criar SPNs para o serviço de aplicativo PI AF O tipo de SPN criado para o serviço de aplicativo PI AF depende da conta na qual o serviço está em execução. Se o serviço estiver em execução na conta NetworkService, crie dois SPNs para o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução. Se o serviço estiver em execução em uma conta de domínio, será necessário criar dois SPNs para a conta de domínio. Nota: Execute o comando setspn em um prompt de comando. Antes de Iniciar Antes de criar SPNs, verifique se os SPNs existem para o serviço de aplicativo PI AF. Consulte Visualizar os SPNs existentes para o serviço de aplicativo PI AF. Para criar dois SPNs para um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta NetworkService, insira estes dois comando em sequência: setspn -s AFServer\machine_FQDN machine_name c:\> setspn s AFServer\[machine_name] [machine_name] Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 145

154 PI AF e autenticação Kerberos em que: machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computado no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução A opção -s de setspn procura SPNs duplicados antes de criar novos SPNs. Para criar dois SPNs para um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta de domínio, insira estes dois comando em sequência: setspn -s AFServer\machine_FQDN domain\account_name setspn -s AFServer\machine_name domain\account_name em que: machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução domain\account_name é a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução Para obter informações sobre como trabalhar com SPNs no SQL Server, consulte o site da Microsoft Excluir SPNs para o serviço de aplicativo PI AF Não é necessário excluir os SPNs relacionados ao serviço de aplicativo PI AF, exceto se a conta na qual o serviço é executado tenha sido alterada, o serviço tenha sido desinstalado, e os SPNs não tenham sido excluídos. Para obter informações sobre como determinar se existem SPNs para o serviço de aplicativo, consulte Visualizar os SPNs existentes para o serviço de aplicativo PI AF. Dependendo de o serviço estar ou não em execução na conta NetworkService ou em uma conta de domínio, é necessário usar diferentes opções setspn para excluir os SPNs do computador ou da conta de domínio. Nota: Execute o comando setspn em um prompt de comando. Para excluir os dois SPNs de um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta NetworkService, insira estes dois comando na sequência: setspn -d AFServer\machine_FQDN machine_name setspn -d AFServer\machine_name machine_name em que: machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução Para excluir os dois SPNs de um serviço de aplicativo PI AF em execução na conta de domínio, insira estes dois comando na sequência: setspn -d -AFServer\machine_FQDN domain\account_name setspn -d AFServer\machine_name domain\account_name em que: 146 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

155 PI AF e autenticação Kerberos machine_fqdn é o nome de domínio totalmente qualificado do computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução machine_name é o computador no qual o serviço de aplicativo PI AF está em execução domain\account_name é a conta de domínio na qual o serviço de aplicativo está em execução Configurar objetos do Active Directory para delegação O snap-in Computadores e usuários do Active Directory é usado para visualizar e administrar objetos do Active Directory. Esta seção descreve como usar o snap-in para configurar as contas de usuário e do computador para usar a delegação Kerberos. É necessário estar conectado com uma conta contendo o acesso apropriado. Entre em contato com o administrador de domínio se não tiver o acesso necessário. Nesta seção Ajustar as configurações de delegação do computador do serviço AFServer Ajustar as configurações de delegação para uma conta do computador na qual os dados externos estão localizados Ajustar as configurações da delegação para a conta de domínio na qual o serviço AFServer é executado Ajustar as configurações de delegação da conta de domínio que controla o acesso aos dados externos Ajustar as configurações de delegação do computador do serviço AFServer Antes de Iniciar Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. 1. No menu Iniciar, digite dsa.msc na caixa Pesquisar e pressione Enter. O snap-in Usuários e Computadores do Active Directory é aberto na janela Microsoft Management Console. 2. Localize e expanda o contêiner no qual a conta do computador do serviço AFServer está localizada. 3. Clique com o botão direito do mouse na conta e clique em Propriedades. A janela Propriedades da conta do computador é aberta com a guia Geral selecionada. 4. Na Delegação geral, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a qualquer serviço (apenas Kerberos) e clique em OK para fechar a janela. 5. Na Delegação forçada, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a serviços específicos apenas. a. Selecione a opção Usar apenas Kerberos. b. Clique no botão Adicionar. A janela Adicionar serviços é exibida. c. Clique no botão Usuários ou computadores. A janela Selecionar usuários ou computadores é exibida. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 147

156 PI AF e autenticação Kerberos d. Insira o nome da conta de domínio na qual o serviço que permite o acesso aos dados externos é executado e clique em OK para retornar à janela Adicionar serviços. Por exemplo, se os dados externos estiverem localizados em uma tabela do SQL Server, insira o nome da conta de domínio na qual o SQL Server é executado. Uma lista é exibida com as combinações Tipos de serviço/usuário ou computador para a conta de domínio especificada. e. Selecione cada uma das combinações que permitem o acesso aos dados externos e clique em OK para retornar à janela Propriedades do computador. As combinações selecionadas são mostradas na lista Serviços para os quais esta conta pode apresentar credenciais forçadas. f. Clique em OK para retornar ao snap-in Usuários e Computadores do Active Directory. 6. Repita essas etapas se o serviço AFServer precisar acessar outras fontes de dados externas usando a autenticação delegada. Ajustar as configurações de delegação para uma conta do computador na qual os dados externos estão localizados Antes de Iniciar Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. 1. No menu Iniciar, digite dsa.msc na caixa Pesquisar e pressione Enter. O snap-in Usuários e Computadores do Active Directory é aberto na janela Microsoft Management Console. 2. Localize e expanda o contêiner no qual a conta do computador dos dados externos está localizada. 3. Clique com o botão direito do mouse na conta e clique em Propriedades. A janela Propriedades da conta do computador é aberta com a guia Geral selecionada. 4. Na Delegação geral, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a qualquer serviço (apenas Kerberos) e clique em OK para fechar a janela. 5. Na Delegação forçada, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a serviços específicos apenas. a. Selecione a opção Usar apenas Kerberos. b. Clique no botão Adicionar. A janela Adicionar serviços é exibida. c. Clique no botão Usuários ou computadores. A janela Selecionar usuários ou computadores é exibida. d. Insira o nome da conta de domínio na qual o serviço que permite o acesso ao serviço AFServer é executado e clique em OK para retornar à janela Adicionar serviços. Uma lista é exibida com as combinações Tipos de serviço/usuário ou computador para a conta de domínio especificada. e. Selecione cada uma das contas de serviço AFServer na qual deseja-se permitir que a delegação forçada ocorra com a conta do computador editada e clique em OK para retornar à janela Propriedades do computador. 148 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

157 PI AF e autenticação Kerberos As combinações selecionadas são mostradas na lista Serviços para os quais esta conta pode apresentar credenciais forçadas. f. Clique em OK para retornar ao snap-in Usuários e Computadores do Active Directory. 6. Repita essas etapas se houver outros AFServers em execução em diferentes contas de domínio que precisem acessar os dados deste computador por meio da delegação. Ajustar as configurações da delegação para a conta de domínio na qual o serviço AFServer é executado Antes de Iniciar Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. 1. No menu Iniciar, digite dsa.msc na caixa Pesquisar e pressione Enter. O snap-in Usuários e Computadores do Active Directory é aberto na janela Microsoft Management Console. 2. Localize e expanda o contêiner no qual a conta do computador do serviço AFServer está localizada. 3. Clique com o botão direito do mouse na conta e clique em Propriedades. A janela Propriedades da conta do usuário é aberta com a guia Geral selecionada. 4. Na Delegação geral, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a qualquer serviço (apenas Kerberos) e clique em OK para fechar a janela. 5. Na Delegação forçada, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a serviços específicos apenas. a. Selecione a opção Usar apenas Kerberos. b. Clique no botão Adicionar. A janela Adicionar serviços é exibida. c. Clique no botão Usuários ou computadores. A janela Selecionar usuários ou computadores é exibida. d. Insira o nome da conta de domínio na qual o serviço que permite o acesso aos dados externos é executado e clique em OK para retornar à janela Adicionar serviços. Por exemplo, se os dados externos estiverem localizados em uma tabela do SQL Server, insira o nome da conta de domínio na qual o SQL Server é executado. Uma lista é exibida com as combinações Tipos de serviço/usuário ou computador para a conta de domínio especificada. e. Selecione cada uma das combinações na qual deseja-se permitir que a delegação forçada ocorra com a conta do usuário editada e clique em OK para retornar à janela Propriedades do computador. As combinações selecionadas são mostradas na lista Serviços para os quais esta conta pode apresentar credenciais forçadas. f. Clique em OK para retornar ao snap-in Usuários e Computadores do Active Directory. 6. Repita essas etapas se o serviço AFServer precisar acessar outras fontes de dados externas usando a autenticação delegada. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 149

158 PI AF e autenticação Kerberos Ajustar as configurações de delegação da conta de domínio que controla o acesso aos dados externos Antes de Iniciar Faça login no domínio no qual a conta de domínio do serviço AF Server pertence. 1. No menu Iniciar, digite dsa.msc na caixa Pesquisar e pressione Enter. O snap-in Usuários e Computadores do Active Directory é aberto na janela Microsoft Management Console. 2. Localize e expanda o contêiner no qual a conta do usuário em que o serviço que controla o acesso às fontes de dados externas está localizada. 3. Clique com o botão direito do mouse na conta e clique em Propriedades. A janela Propriedades da conta do usuário é aberta com a guia Geral selecionada. 4. Na Delegação geral, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a qualquer serviço (apenas Kerberos) e clique em OK para fechar a janela. 5. Na Delegação forçada, selecione a opção Confiar neste computador para delegação a serviços específicos apenas. a. Selecione a opção Usar apenas Kerberos. b. Clique no botão Adicionar. A janela Adicionar serviços é exibida. c. Clique no botão Usuários ou computadores. A janela Selecionar usuários ou computadores é exibida. d. Insira o nome da conta de domínio na qual o serviço AFServer é executado e clique em OK para retornar à janela Adicionar serviços. Uma lista é exibida com as combinações Tipos de serviço/usuário ou computador para a conta de domínio especificada. e. Selecione cada uma das contas de serviço AF Server na qual deseja-se permitir que a delegação forçada ocorra com a conta do computador editada e clique em OK para retornar à janela Propriedades do computador. As combinações selecionadas são mostradas na lista Serviços para os quais esta conta pode apresentar credenciais forçadas. f. Clique em OK para retornar ao snap-in Usuários e Computadores do Active Directory. 6. Repita essas etapas se houver outros AFServers em execução em diferentes contas de domínio que precisem acessar os dados desta conta do usuário por meio da delegação. Resultados Agora, o sistema está configurado para ter suporte à delegação forçada entre o serviço AFServer e o serviço especificado que permite acesso aos dados externos. 150 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

159 Firewalls e segurança do PI AF Com frequência, os clientes são solicitados a isolar a parte de controle do processo de sua rede do restante da rede. Eles também podem configurar uma zona de buffer, ou zona desmilitarizada (DMZ), para instalar servidores e software que precisam transferir dados entre a rede de controle do processo e a rede local. A DMZ é geralmente isolada entre os firewalls. Há três componentes de servidor em um PI System: PI Server PI AF Server Microsoft SQL Server que hospeda o banco de dados SQL do PI AF Enquanto esses componentes podem ser instalados em um computador único, esta seção pressupõe que cada componente seja instalado em outro computador para ilustrar a complexidade da conectividade e da configuração de segurança. Além de ser uma topologia mais interessante de ser discutida, ela também distribui a carga do processador em vários computadores, podendo aumentar o desempenho do sistema. CUIDADO: Abrir as portas do firewall podem expor o servidor a ataques mal-intencionados. Conheça os sistemas de firewall antes de abrir as portas. Para obter mais informações, consulte Considerações de segurança de uma instalação do SQL Server. Nesta seção Exemplos de topologia de firewall Tipos de conexão de rede do PI AF Considerações de firewall e portas do PI AF Exemplos de topologia de firewall Esta seção descreve três cenários que mostram os possíveis locais de um firewall. Nesta seção Firewall com todos os servidores instalados na DMZ Firewall com PI Server na DMZ e PI AF e SQL Server na LAN Firewall com SQL Server fora da DMZ Firewall com todos os servidores instalados na DMZ Neste cenário, todos os servidores estão instalados na DMZ. Isso simplifica as configurações de segurança entre os servidores, pois eles estão localizados nos firewalls. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 151

160 Firewalls e segurança do PI AF Firewall com PI Server na DMZ e PI AF e SQL Server na LAN Neste cenário, apenas o PI Server está localizado na DMZ. O SQL Server e o PI AF Server estão conectados à LAN. Este cenário pode ocorrer quando clientes desejam acessar os dados dos bancos de dados externos ou sincronizar os ativos PI AF com o ERP ou o sistema de manutenção. 152 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

161 Firewalls e segurança do PI AF Firewall com SQL Server fora da DMZ Neste cenário, apenas o SQL Server está localizado fora da DMZ. Isso pode ocorrer quando clientes desejam usar um SQL Server existente para hospedar o banco de dados PI AF. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 153

162 Firewalls e segurança do PI AF Tipos de conexão de rede do PI AF Um PI AF System contém várias conexões de rede. 154 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

163 Firewalls e segurança do PI AF Tipo de Conexão A B C D Descrição A conexão entre o PI AF Server e o PI AF SDK Client, inclusive o PI System Explorer, permite que os clientes leiam e gravem informações de estrutura, como elementos e modelos entre o PI AF SDK e o PI AF Server. A conexão entre o PI AF Server e o Active Directory permite que o PI AF Server leia uma lista de usuários do Active Directory, que são em seguida expostos pelo PI AF como contatos. A conexão entre o PI AF Server e o SQL Server permite que o PI AF Server leia e escreva informações de estrutura, tais como elementos e modelos, para um banco de dados SQL Server. A conexão entre um cliente AF PI e um PI Server permite que um cliente PI AF escreva dados PI, mas os valores de atributos (não ponto PI) são escritos com o tipo de conexão A. Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 155

164 Firewalls e segurança do PI AF Considerações de firewall e portas do PI AF Esta seção apresenta as considerações de porta para as configurações de firewall. Você deve também consultar o seguinte artigo do OSIsoft Knowledge Base para informações atualizadas sobre portas de firewall: ( techsupport.osisoft.com/troubleshooting/kb/kb00751) Nesta seção Firewall entre o PI AF Server e o PI AF Client Firewall entre o PI AF Server e o SQL Server Firewall entre o PI AF Client e o PI AF Server Firewall entre o PI AF Server e o PI AF Client Toda a conectividade entre um PI AF Cliente e um PI AF Server ocorre por meio do PI AF SDK. As portas apropriadas devem estar abertas. A conexão com o PI AF Server deve usar o endereço IP ou o nome DNS do PI AF Server, não do nome do computador. Por padrão, o PI AF SDK se comunica com o PI AF Server através da porta 5457 e da porta A porta 5457 é a porta principal que o PI AF SDK utiliza para se comunicar com o PI AF Server a partir do cliente. A porta 5459 é usada por alguns produtos cliente, tais como o PI OLEDB Enterprise e o PI WebParts para se comunicar com o PI AF Server. Dependendo de como as conexões são definidas, o PI AF Server pode executar uma consulta reversa do nome do endereço IP do cliente que está conectando, como parte do processo de autenticação. O método escolhido para a resolução de nomes pode exigir que PI AF Server seja capaz de abrir conexões de saída em algumas portas: Resolução por meio de entradas no arquivo HOSTS (sem exigência de porta, mas os clientes devem ter endereços IP fixos). Resolução por meio de DNS (normalmente a porta 53). Resolução por meio de serviços de nome NETBIOS (porta 137). Firewall entre o PI AF Server e o SQL Server Para acessar uma instância do Mecanismo de Banco de Dados do SQL Server por meio de um firewall, configure o firewall no computador que está executando o SQL Server para permitir o acesso. Para obter informações detalhadas, consulte o artigo Microsoft SQL Server Configurar um Firewall do Windows para acesso ao motor de banco de dados ( technet.microsoft.com/en-us/library/ms aspx) e Configurar o Firewall do Windows para permitir acesso ao SQL Server ( cc aspx). 156 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

165 Firewalls e segurança do PI AF Firewall entre o PI AF Client e o PI AF Server Os clientes PI AF precisam se conectar ao serviço de aplicativo PI AF para acessar o banco de dados SQL do PI AF. Eles também poderão precisar se conectar diretamente ao PI Server se os elementos PI AF tiverem sido configurados com referências de dados do ponto PI. A conexão com o PI Server é estabelecida diretamente no PI AF Client. Nenhuma autenticação ou conexão direta é necessária no PI Server ou no PI AF Server. Por padrão, a comunicação com o PI Server precisa que a porta 5450 esteja aberta, no entanto, isso pode ser alterado. Para obter informações detalhadas, leia o artigo do KB OSIsoft Quais portas de firewall devem ser abertas para um PI Server ( Troubleshooting/KB/2820OSI8). Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 157

166 Firewalls e segurança do PI AF 158 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

167 Segurança do objeto PI AF A segurança no PI AF está fortemente ligada à segurança do Windows. Os objetos e suas respectivas permissões são baseadas na identidade de usuário do Windows. É possível configurar permissões para objetos individuais e coleções. Nota: Se os usuários tiverem privilégios administrativos no PI AF Server, eles receberão todos os direitos de segurança para todos os objetos do PI AF Server, inclusive todos os bancos de dados. Isso ocorre independentemente de o usuário receber ou não direitos específicos a objetos individuais. Nesta seção Configurar permissões para objetos Configurar permissões para coleções Configurar permissões para objetos Alguns objetos PI AF têm um conjunto de informações de controle de acesso associado a eles. Essas informações são um descritor de segurança que controla o tipo de acesso permitido a um conjunto de grupos e usuários do Windows. O descritor de segurança é criado automaticamente ao criar o objeto AF. Nos elementos filho, a segurança padrão é a segurança no elemento pai. Nos outros tipos de objeto, a segurança da coleção é usada como segurança padrão. Nota: Os objetos de biblioteca são categorias, templates, conjuntos de enumerações, tipos de referência e UDMs. Os objetos de biblioteca sempre têm permissão de leitura, independentemente de suas configurações de segurança. Os seguintes objetos AF de nível superior podem ser protegidos: PISystem AFContact AFCategory AFDatabase AFAnalysis AFAnalyisTemplate AFElement AFElementTemplate AFEnumerationSet AFReferenceType AFTable AFNotification AFNotificationContactTemplate UOMDatabase Nesta seção Como alterar as permissões de acesso nos objetos AF Segurança de elemento Segurança da estrutura de eventos e de transferência Segurança UDM Segurança do objeto do banco de dados Configurações de permissão de acesso a objeto AF Quando usar a opção Negar Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 159

168 Segurança do objeto PI AF Como alterar as permissões de acesso nos objetos AF Configure permissões para objetos no Navegador, no Visualizador e nas folhas de propriedade, onde elas aparecerem. 1. Clique com o botão direito do mouse no objeto e selecione Segurança no menu. A caixa de diálogo de propriedades da permissão para os objetos selecionados é exibida. 2. Selecione os usuários e configure as permissões conforme necessário. As permissões são definidas em Configurações de permissão de acesso a objeto AF. Grupos e usuários usados para definir a segurança são baseados na segurança do Windows. A melhor opção é atribuir permissões a grupos, não a usuários. Não é eficiente manter diretamente as contas de usuários. Segurança de elemento Ao alterar as permissões de acesso a um elemento, essas permissões de quaisquer elementos pai ou filho também são alteradas. O comportamento depende do tipo de referência. Tipo de referência Fraco Composição Pai-filho Descrição As permissões de acesso nunca são herdadas. As permissões de acesso para os filhos e os pais são sempre as mesmas. Se as permissões de acesso ao filho forem alteradas, as permissões de acesso pai serão automaticamente alteradas para corresponderem com as permissões filho. Da mesma forma, se as permissões de acesso ao pai forem alteradas, as permissões de acesso filho serão automaticamente alteradas para corresponderem com as permissões pai. Essas alterações ocorrem em cascada em toda a hierarquia. Elementos filho não herdam as permissões de acesso do elemento pai. Você pode copiar as permissões de acesso do pai para todos os objetos filho no caminho principal. Este processo deve ser repetido cada vez que as permissões de acesso do pai mudarem e você quiser que os elementos filho no caminho principal tenham as novas permissões de acesso. Elementos filho no caminho principal são facilmente notados: eles têm referências fortes ao seu elemento pai e são de propriedade do elemento pai. Eles têm o ícone do elemento padrão na hierarquia. Elementos filho que têm uma forte referência para o elemento pai, mas são de propriedade de um elemento diferente, não estão no caminho principal. Estes elementos filhos têm uma seta de referência no ícone do elemento padrão, tornando-se óbvio que eles não estão no caminho principal. Copiar as permissões de acesso de um objeto pai para objetos filho Siga estes passos para copiar as permissões de acesso dos pais para os seus objetos filho no caminho principal. Nota: Para determinar o pai principal, selecione o filho e, em seguida, clique no link Pais no PI System Explorer. O pai primário tem uma marca de verificação no seu ícone. 160 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

169 Segurança do objeto PI AF 1. No navegador, clique com o botão direito do mouse no objeto para o qual você deseja alterar a herança de permissão e escolha Segurança a partir do menu. 2. Na janela Permissões para <Object>, clique em Avançado. 3. Na janela Configurações de segurança avançadas para <Object>, faça as alterações de permissão de acesso desejadas. a. Selecione o Principal que você deseja alterar. b. Clique Editar. c. Na janela Entrada de permissão para <Object>, selecione as permissões desejadas e clique em OK. 4. Na parte inferior da janela Configurações de segurança avançadas para <Object>, clique na caixa de verificação Substitua todas as entradas de permissão do objeto filho pelas entradas de permissões herdadas deste objeto. Nota: Se você estiver usando um sistema operacional antigo, esta opção estará redigida de forma ligeiramente diferente, mas tem o mesmo efeito. 5. Clique em OK. 6. Na janela Segurança do Windows, clique em Sim. 7. Clique OK para fechar a janela Permissões para <Object>. Resultados Permissões de acesso do objeto-pai são copiadas para todos os objetos filho no caminho principal, apenas esta vez. Você precisa repetir este processo quando as permissões de acesso do pai mudarem e você quiser copiar mais uma vez as permissões para todos os objetos filho no caminho principal. Segurança da estrutura de eventos e de transferência Estrutura de evento No momento da criação, as permissões de acesso atribuídas a uma estrutura de evento que não têm uma referência forte para o pai são calculadas a partir do template de estrutura de evento a partir do qual ela foi criada. Se as permissões de acesso não são criados a partir de um modelo, elas são baseadas no item de segurança de estrutura de evento associado ao banco de dados PI AF atual. Quando você adiciona uma estrutura de evento filho a uma estrutura de evento existente, as permissões de acesso da estrutura de evento filho são atribuídas com base na estrutura de evento pai no momento em que a estrutura de evento filho foi adicionada. Você pode copiar as permissões de acesso do pai para todos as estruturas de evento filho no caminho principal. Este processo deve ser repetido cada vez que as permissões de acesso do pai mudarem e você quiser que as estruturas de evento filho no caminho principal tenham as novas permissões de acesso. Estruturas de evento filho no caminho principal são facilmente notadas, pois elas têm fortes referências à sua estrutura de evento pai e são de propriedade da estrutura de evento pai. Eles têm o ícone de estrutura de evento padrão na hierarquia. Estruturas de evento filho que têm uma forte referência à estrutura de evento pai, mas são de propriedade de uma estrutura de evento diferente, não estão no caminho principal. Estas estruturas de evento filho têm uma Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework 161

170 Segurança do objeto PI AF seta de referência no ícone da estrutura de evento padrão, tornando-se óbvio que elas não estão no caminho principal. Transferência Quando você cria uma nova transferência, suas permissões de acesso são atribuídas com base no modelo de transferência atribuído à nova transferência, se ela foi criada com base em um modelo. Para transferências que não são criadas com base em um modelo de transferência são atribuídas permissões de acesso com base no item de segurança de transferência associado ao banco de dados PI AF atual. Modificação de permissão de acesso Você pode modificar a permissão de acesso da estrutura de evento da seguinte forma: No AF SDK, use o parâmetro applytochildren no AFSecurity.SetAccessControl Method em um objeto estrutura de evento. No Navegador PI System Explorer, clique com o botão direito do mouse na estrutura de evento para o qual você deseja alterar a herança de permissão e siga o mesmo procedimento descrito na Copiar as permissões de acesso de um objeto pai para objetos filho. Segurança UDM Não é possível configurar permissões para UDMs individuais ou classes UDMs. No entanto, é possível definir permissões para todo o banco de dados da UDM. Clique com o botão direito do mouse em uma área vazia, conforme mostrado na figura a seguir, e selecione Segurança. Nota: As UDMs sempre podem ser lidas (sempre têm permissão de Leitura), independentemente de suas configurações de segurança. Segurança do objeto do banco de dados A permissão de gravação em um banco de dados AF é automaticamente imposta em nos objetos no banco de dados. Isso permite que um mecanismo mais simples desative a permissão 162 Guia de Instalação e Upgrade do PI Asset Framework

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) IBM

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) IBM Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) IBM Índice Instruções de Instalação....... 1 Requisitos do sistema........... 1 Código de autorização.......... 1 Instalando...............

Leia mais

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER

3. Faça uma breve descrição sobre a topologia da rede e o Active Directory-AD
 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD O Active Directory-AD é uma implementaçao de serviço de diretório no protocolo LDAP que armazena informaçoes sobre objetos

Leia mais

PI DataLink 2015. Guia do usuário

PI DataLink 2015. Guia do usuário PI DataLink 2015 Guia do usuário OSIsoft, LLC 777 Davis St., Suite 250 San Leandro, CA 94577 USA Tel: (01) 510-297-5800 Fax: (01) 510-357-8136 Site: http://www.osisoft.com Guia do usuário do PI DataLink

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Enterprise Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Equipes de suporte 4 Jumpoint 5 Jump Clients 6 Bomgar Button 6 Mensagens

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

PI HA: do Inferno ao Paraíso

PI HA: do Inferno ao Paraíso Regional Seminar Serieses 10/23/09 PI HA: do Inferno ao Paraíso Alessandro Bolsoni Automation Analyst Fibria Empowering Business in Real Time. Copyright 2009, OSIsoft Inc. All rights Reserved. Nasce uma

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Um serviço de diretório, como o Active Directory, fornece os métodos para armazenar os dados de diretório (informações sobre objetos

Leia mais

CA Clarity PPM. Guia do Usuário de Gestão de Demanda. Release 14.2.00

CA Clarity PPM. Guia do Usuário de Gestão de Demanda. Release 14.2.00 CA Clarity PPM Guia do Usuário de Gestão de Demanda Release 14.2.00 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Windows Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop,

Leia mais

HP Quality Center. Preparar materiais de treinamento e observações para a nova versão 16 Suporte pós-atualização 16 Suporte 17 Chamada à ação 17

HP Quality Center. Preparar materiais de treinamento e observações para a nova versão 16 Suporte pós-atualização 16 Suporte 17 Chamada à ação 17 Documento técnico HP Quality Center Atualize o desempenho Índice Sobre a atualização do HP Quality Center 2 Introdução 2 Público-alvo 2 Definição 3 Determine a necessidade de uma atualização do HP Quality

Leia mais

Guia do Usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 7.1

Guia do Usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 7.1 Guia do Usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 7.1 Sede das Américas Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San Jose, CA 95134-1706 EUA http://www.cisco.com Tel.: +1 408 526-4000

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas.

MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas. MANUAL DE INSTALAÇÃO O melhor sistema de Gestão Financeira para micro e pequenas empresas. INDÍCE 1. Características gerais 2. Guia rápido de instalação 3. Processo de instalação 4. Opções avançadas de

Leia mais

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced FileMaker Guia de instalação e novos recursos do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced 2007-2016 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação

Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação Dell SupportAssist para PCs e Tablets Guia de implementação Notas, avisos e advertências NOTA: Uma NOTA indica informações importantes que ajudam você a usar melhor os recursos do computador. CUIDADO:

Leia mais

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Setup. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Setup Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook

Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook Maio de 2012 Conteúdo Capítulo 1: Usando o Conference Manager do Microsoft Outlook... 5 Introdução ao Conference Manager do Microsoft Outlook... 5 Instalando

Leia mais

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Treinamento técnico KL 202.10 Treinamento técnico KL 202.10 Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Migração

Leia mais

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update 4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911 2015 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox com a marca figurativa e FreeFlow são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros

Leia mais

HP ALM. Versão do software: 12.50. Guia de Instalação e Upgrade - Windows

HP ALM. Versão do software: 12.50. Guia de Instalação e Upgrade - Windows HP ALM Versão do software: 12.50 Guia de Instalação e Upgrade - Windows Data de publicação do documento: Setembro de 2015 Data de publicação do software: Setembro de 2015 Avisos legais Garantia As únicas

Leia mais

PI Analysis Service e Analysis Management Plug-in. Guia de Instalação. Para o PI Asset Framework incluído no PI Server 2014 R2

PI Analysis Service e Analysis Management Plug-in. Guia de Instalação. Para o PI Asset Framework incluído no PI Server 2014 R2 PI Analysis Service e Analysis Management Plug-in Guia de Instalação Para o PI Asset Framework 2.6.1 incluído no PI Server 2014 R2 OSIsoft, LLC 777 Davis St., Suite 250 San Leandro, CA 94577 USA Tel: (01)

Leia mais

Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios. Visão geral

Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios. Visão geral Instalação do software e de opções da Série Polycom RealPresence Group e acessórios Visão geral Quando você atualiza o software Polycom ou adquire opções adicionais do sistema, sua organização pode continuar

Leia mais

Seminário Regional OSIsoft O Poder da Conectividade

Seminário Regional OSIsoft O Poder da Conectividade Seminário Regional OSIsoft O Poder da Conectividade Presented by Marcelo Campos Por que a conectividade é importante? Contexto Necessidade Need Solution Solução Inúmeras fontes de dados Análises avançadas

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Guia de Introdução do Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Guia de Introdução do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell, Inc. não faz representações

Leia mais

CA ARCserve Replication and High Availability

CA ARCserve Replication and High Availability CA ARCserve Replication and High Availability Guia de Operações do servidor Oracle para Windows r16 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente

Leia mais

4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows Server 2012

4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows Server 2012 4.0 SP1 (4.0.1.0) novembro 2014 708P90868 Guia de Instalação: Windows Server 2012 2014 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox e Design, FreeFlow e VIPP são marcas registradas da

Leia mais

Dell Data Protection Rapid Recovery 6.0. Guia do usuário do DocRetriever for SharePoint

Dell Data Protection Rapid Recovery 6.0. Guia do usuário do DocRetriever for SharePoint Dell Data Protection Rapid Recovery 6.0 Guia do usuário do DocRetriever for SharePoint 2016 Dell Inc. Todos os direitos reservados. Este produto é protegido por leis de copyright e de propriedade intelectual

Leia mais

CA Desktop Migration Manager

CA Desktop Migration Manager CA Desktop Migration Manager Guia de Instalação do DMM Deployment Release 12.8 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante

Leia mais

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac

Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Inicialização Rápida do Aplicativo de Desktop Novell Filr 1.2 para Mac Abril de 2015 Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop, browser

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do WebSphere websphere série 1.6 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10. Upgrade do Sophos SafeGuard Enterprise 5.60/6.0 para a versão 6.10 Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.0

Leia mais

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2

CIBM. IBM SmartCloud Entry. Guia do Usuário - Versão 2.2 CIBM Guia do Usuário - Versão 2.2 Esta edição aplica-se à versão 2, release 2, modificação 0 do (número do produto 5765-SKC) e a todos os releases e modificações subsequentes, até que seja indicado de

Leia mais

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Guia de referência Guia de instalação e configuração do Alteryx Server v 1.5, novembro de 2015 Sumário Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Sumário Capítulo 1 Visão geral do sistema... 5

Leia mais

Instalação do Aparelho Virtual Bomgar. Base 3.2

Instalação do Aparelho Virtual Bomgar. Base 3.2 Instalação do Aparelho Virtual Bomgar Base 3.2 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento ao cliente é prioridade máxima. Ajude-nos a oferecer um excelente serviço. Se tiver algum comentário

Leia mais

Manual de Vendas. Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2

Manual de Vendas. Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2 Manual de Vendas Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2 O Windows Server 2012 R2 fornece soluções de datacenter e de nuvem híbrida de classe empresarial que são simples

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

Descrição do Serviço Serviços Dell System Track

Descrição do Serviço Serviços Dell System Track Visão geral dos Termos e Condições Descrição do Serviço Serviços Dell System Track Este contrato ( Contrato ou Descrição do Serviço ) é firmado entre o cliente ( você ou Cliente ) e a entidade Dell identificada

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1. Conceitos e termos importantes XML Empresarial: é um sistema web (roda em um servidor remoto) de armazenamento e distribuição de documentos

Leia mais

Linux. Visão geral do servidor de impressão e de arquivo para Linux on Power Systems Servers

Linux. Visão geral do servidor de impressão e de arquivo para Linux on Power Systems Servers Linux Visão geral do servidor de impressão e de arquivo para Linux on Power Systems Servers Linux Visão geral do servidor de impressão e de arquivo para Linux on Power Systems Servers Note Antes de utilizar

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos...2 Antes da instalação Motorola Phone Tools...3 Instalar Motorola Phone Tools...4 Instalação e configuração do dispositivo móvel...6 Registro

Leia mais

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE A Microsoft disponibilizou em seu site, o link para download da versão Preview do Windows Server 2012 R2. A licença do produto irá expirar somente

Leia mais

Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009

Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009 Microsoft Dynamics AX Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009 White paper Este white paper descreve como configurar e usar a integração de livros fiscais entre o Microsoft Dynamics

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMA DE ARQUIVOS DISTRIBUÍDOS (DFS) Visão geral sobre o Sistema de Arquivos Distribuídos O Sistema de Arquivos Distribuídos(DFS) permite que administradores do

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

Gerenciamento de continuidade de negócios do Microsoft SharePoint Server 2010

Gerenciamento de continuidade de negócios do Microsoft SharePoint Server 2010 Gerenciamento de continuidade de negócios do Microsoft SharePoint Server 2010 Microsoft Corporation Publicado em: março de 2011 Autor: equipe de servidores e do Microsoft Office System (itspdocs@microsoft.com)

Leia mais

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema...

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... 3 1.1 Console de Administração Small Office... 3 1.2 Gerenciamento

Leia mais

ESUS SAMU V. 1.3 - INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO

ESUS SAMU V. 1.3 - INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO ESUS SAMU V. 1.3 - INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO O sistema Esus-SAMU, é o sistema que permite a regulação de solicitantes/pacientes, gravando históricos de procedimentos médicos tomados, veículos enviados

Leia mais

SERVIDORES REDES E SR1

SERVIDORES REDES E SR1 SERVIDORES REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ HARDWARE Você pode instalar um sistema operacional para servidores em qualquer computador, ao menos na teoria tudo irá funcionar sem grandes dificuldades. Só

Leia mais

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 Sumário Prefácio: Prefácio...vii Capítulo 1: Apresentação do MozyPro...9 Capítulo 2: Noções básicas sobre os Conceitos do MozyPro...11 Noções básicas

Leia mais

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Artigo escrito por Walter Teixeira wteixeira.wordpress.com Sumário Cenário Proposto... 3 Preparação do Servidor SQL Server

Leia mais

Lync Acessando o Lync Web App

Lync Acessando o Lync Web App Lync Acessando o Lync Web App Saiba como ingressar em uma reunião, quais são os recursos disponíveis, as configurações e conheça o layout do Lync Web App. Sumário Lync Web App... 1 Ingressar em uma Reunião

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

LEIA ISTO PRIMEIRO. IBM Tivoli Configuration Manager, Versão 4.2.1

LEIA ISTO PRIMEIRO. IBM Tivoli Configuration Manager, Versão 4.2.1 LEIA ISTO PRIMEIRO IBM Tivoli, Versão 4.2.1 O IBM Tivoli, Versão 4.2.1, é uma solução para controlar a distribuição de software e o inventário de gerenciamento de recursos em um ambiente multiplataformas.

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Sistemas Operativos - 2º Ano

Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Sistemas Operativos - 2º Ano Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Sistemas Operativos - 2º Ano 2012/2013 O Windows Server 2003 surgiu em 2003 e substituiu o Windows Server 2000. O Windows

Leia mais

CA Clarity PPM. Guia do Usuário de Gestão Financeira. Release 13.3.00

CA Clarity PPM. Guia do Usuário de Gestão Financeira. Release 13.3.00 CA Clarity PPM Guia do Usuário de Gestão Financeira Release 13.3.00 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

Prezado aluno, 1 - ) Clique no link que segue: http://speedtest.net/ 2 - ) Clique em iniciar teste: 3-) Verifique a velocidade:

Prezado aluno, 1 - ) Clique no link que segue: http://speedtest.net/ 2 - ) Clique em iniciar teste: 3-) Verifique a velocidade: Prezado aluno, Primeiramente sugerimos que utilize o Google Chrome, um navegador mais rápido e seguro. https://www.google.com/intl/pt-br/chrome/browser/?hl=pt-br&brand=chmi Caso não resolva os problemas,

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES Agendar uma tarefa Você deve estar com logon de administrador para executar essas etapas. Se não tiver efetuado logon como administrador, você só poderá alterar as configurações

Leia mais

Guia do Cúram Configuration Transport Manager

Guia do Cúram Configuration Transport Manager IBM Cúram Social Program Management Guia do Cúram Configuration Transport Manager Versão 6.0.5 IBM Cúram Social Program Management Guia do Cúram Configuration Transport Manager Versão 6.0.5 Nota Antes

Leia mais

Sumário. 1 Introdução à administração do Windows Vista...27. 2 Gerenciando sistemas Windows Vista...51

Sumário. 1 Introdução à administração do Windows Vista...27. 2 Gerenciando sistemas Windows Vista...51 Sumário 1 Introdução à administração do Windows Vista...27 Começando a usar o Windows Vista... 28 Instalando e executando o Windows Vista... 30 Instalando o Windows Vista...30 Utilizando o Centro de Boas-vindas

Leia mais

Neste tópico, abordaremos a funcionalidade de segurança fornecida com o SAP Business One.

Neste tópico, abordaremos a funcionalidade de segurança fornecida com o SAP Business One. Neste tópico, abordaremos a funcionalidade de segurança fornecida com o SAP Business One. 1 Ao final deste tópico, você estará apto a: Descrever as funções de segurança fornecidas pelo System Landscape

Leia mais

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving.

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving. Business Server Backup e recuperação abrangentes criados para a pequena empresa em crescimento Visão geral O Symantec Backup Exec 2010 for Windows Small Business Server é a solução de proteção de dados

Leia mais

Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice

Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice Guia do Aplicativo Bomgar B200 Índice Introdução 2 Configuração do Bomgar Box 2 Fundamentos 2 Armazenamento 3 Minha conta 3 Configuração do IP 4 Rotas estáticas 5 Administração de aplicativo 5 Configuração

Leia mais

Guia de início rápido do Alteryx Server

Guia de início rápido do Alteryx Server Guia de início rápido do Alteryx Server A. Instalação e licenciamento Baixe o pacote de instalação do Alteryx Server e siga as instruções abaixo para instalar e ativar a licença. 2015 Alteryx, Inc. v1.4,

Leia mais

Guia de Início Rápido SystemTweaker

Guia de Início Rápido SystemTweaker Guia de Início Rápido SystemTweaker O SystemTweaker é uma ferramenta segura e fácil de usar para personalizar o Windows de acordo com as suas preferências. Este guia de início rápido irá ajudar você a

Leia mais

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5 Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint ii Instalando Manuais PDF e o Centro de Informações Os manuais

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003 Professor Claudio Damasceno Conteúdo Programático Introdução Hardware x Sistema Operacional Instalação do Windows Server 2003 Administração de

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 09/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Início Rápido: Registar para o Centro de Negócios da Microsoft

Início Rápido: Registar para o Centro de Negócios da Microsoft Guia do Cliente O Centro de Negócios da Microsoft permite que as pessoas em sua organização exibam com segurança contratos de compras, exibam pedidos de licenciamento por volume, efetuem o download do

Leia mais

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel

Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Instruções para Instalação dos Utilitários Intel Estas instruções ensinam como instalar os Utilitários Intel a partir do CD nº 1 do Intel System Management Software (liberação somente para os dois CDs

Leia mais

O aplicativo de desktop Novell Filr é compatível com as seguintes versões do sistema operacional Windows:

O aplicativo de desktop Novell Filr é compatível com as seguintes versões do sistema operacional Windows: Readme do aplicativo de desktop Novell Filr Setembro de 2014 Novell 1 Visão geral do produto O aplicativo de desktop Novell Filr permite que você sincronize os seus arquivos do Novell Filr com o sistema

Leia mais

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica

Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso Provedor de serviços de software oferece solução econômica de gestão eletrônica Visão geral País ou região: Índia Setor: Tecnologia da informação Perfil

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

Interface Web do Aparelho Bomgar. Base 3.3.2

Interface Web do Aparelho Bomgar. Base 3.3.2 Interface Web do Aparelho Bomgar Base 3.3.2 Obrigado por usar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento ao cliente é prioridade máxima. Ajude-nos a oferecer um excelente serviço. Se tiver algum comentário a fazer,

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 2007 2012 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede O sistema de nome de domínio (DNS) é um sistema que nomeia computadores e serviços de rede e é organizado em uma hierarquia de domínios.

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado)

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) Índice Instruções de Instalação....... 1 Requisitos do sistema........... 1 Código de autorização.......... 1 Instalando...............

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

SMART Sync 2010 Guia prático

SMART Sync 2010 Guia prático SMART Sync 2010 Guia prático Simplificando o extraordinário Registro do produto Se você registrar o seu produto SMART, receberá notificações sobre novos recursos e atualizações de software. Registre-se

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

São Paulo, SP, Brazil

São Paulo, SP, Brazil Regional Seminar Series São Paulo, SP, Brazil OSIsoft PI System + SharePoint: Uma versão da verdade, de um só local Centro de Inteligência Operacional para Tratamento de Efluentes 28-Oct-2010 Giorgio Sampaio

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

CA Desktop Migration Manager

CA Desktop Migration Manager CA Desktop Migration Manager Notas da Versão Release 12.8 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registrada nos Estados Unidos da Microsoft Corporation. As informações

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos. As informações

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais