Fitch Afirma Ratings do Grupo BTG Pactual; Perspectiva Revisada Para Positiva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fitch Afirma Ratings do Grupo BTG Pactual; Perspectiva Revisada Para Positiva"

Transcrição

1 Fitch Afirma Ratings do Grupo BTG Pactual; Perspectiva Revisada Para Positiva 27 Jan h04 São Paulo/Rio de Janeiro, 27 de Janeiro de 2014 A Fitch Ratings afirmou os ratings do Banco BTG Pactual S.A. (BTG Pactual); das entidades relacionadas BTG Investments LP (BTGI), Banco Panamericano S.A. (PAN), Brazilian Finance & Real Estate (BFRE), Brazilian Mortgages Cia Hipotecária (BM) e Brazilian Securities Cia de Securitização (BS); e da holding BTG Pactual Holding S.A. (BTGH). A Perspectiva foi revisada para Positiva, de Estável. A lista completa de ações de rating está no final deste comunicado. Ação de Rating e Racional A revisão da Perspectiva para Positiva, de Estável, reflete a visão da Fitch de que o BTG Pactual continuará se beneficiando da crescente diversificação de sua franquia de negócios, em andamento nos últimos três anos, expandirá sua liderança na América Latina e preservará adequados indicadores de alavancagem e lucratividade. A agência reconhece a capacidade do banco de performar bem, com forte lucratividade ao longo dos ciclos econômicos, o que se compara positivamente em relação a outras entidades com rating similar, focadas em tesouraria e atividades de banco de investimento, além de um negócio de gestão de recursos estável e crescente. A experiência de sua gestão impulsionou o rápido crescimento dos últimos anos, e os controles de risco são fortes. As políticas e os indicadores de liquidez melhoraram, assim como a manutenção dos níveis de alavancagem em limites aceitáveis. A forte posição do banco em operações compromissadas e sua grande carteira de títulos e valores mobiliários são compostos majoritariamente por ativos líquidos, com pequena proporção de títulos soberanos e privados sem grau de investimento. O banco é também um dos mais atuantes no mercado de título público, provendo liquidez a agentes do mercado por meio de operações overnight e operações compromissadas de mercado aberto de curto prazo suportadas por títulos emitidos pelo governo brasileiro. Nos últimos anos, com uma base de capital mais forte devido a pesadas injeções de capital e ao IPO de 2012, o BTG Pactual expandiu suas atividades para financiamento ao consumo (por intermédio do PAN), serviços financeiros para incorporadoras (incluindo financiamento imobiliário e securitizações por meio da BFRE, BM e BS) e negócios de corretagem e de banco de investimento em diversos países da América Latina (Chile, Colômbia e Peru), consolidando rapidamente sua posição de liderança na região. Todas essas aquisições foram financiadas pelas já mencionadas injeções de capital e aumentaram a diversificação de receitas, apesar de a maior parte do lucro ainda vir da operação brasileira. A criação de uma plataforma de commodities pode ser mais um movimento rumo à diversificação, posicionando bem o banco para uma futura expansão de negócios. Em bases consolidadas, os índices de capital e alavancagem do BTG Pactual Patrimônio Tangível/Ativos Tangíveis ficaram, em média, em 7% desde 2010, enquanto a alavancagem bruta, medida por total de ativos sobre Núcleo de Capital Fitch, era de 15,8 vezes em setembro de 2013 (alavancagem líquida de 8,1 vezes). Estes indicadores são fortalecidos pelo histórico do BTG Pactual de lucratividade forte e estável, mas certamente demandam uma abordagem conservadora do banco e podem ser reduzidos pela concentração do negócio de investimentos principais no BTG I, uma companhia irmã. O indicadores de serviço da dívida e de despesas de cobertura de juros (4,0 vezes e 4,6 vezes, respectivamente) são um pouco mais baixos do que seus pares. No entanto, os índices de capital regulatório são amplos e bem acima do mínimo requerido, beneficiados pelo peso do baixo risco de seu portfólio de títulos públicos federais.

2 Os IDRs (Issuer Default Ratings - Ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor) e os ratings em escala nacional das empresas relacionadas BTGI, PAN, BFRE, BM e BS são movidos pelo esperado suporte do BTG. De acordo com a metodologia da Fitch, essas companhias são estrategicamente importantes para a controladora, e seus ratings são graduados de acordo com o IDR do BTG. A BTGH é a companhia holding, e seus IDRS de Longo e Curto Prazo e seus ratings em escala nacional são equalizados aos do BTG graças os moderados índices de alavancagem e ao quadro regulatório favorável a grupos financeiros do Brasil. O Rating de Viabilidade do PAN continua limitado por sua ainda fraca performance operacional, apesar de algumas melhorias na qualidade de seus ativos. Contrabalançado esse aspecto, o banco desfruta de uma base de financiamento estável, explicada pela linha de financiamento e liquidez fornecida por seu outro controlador, a Caixa Econômica Federal (Caixa, BBB /Estável), e de bom modelo de negócios, derivado da experiência da nova administração, indicada pelo BTG desde O cenário econômico desfavorável não permitiu ao banco crescer tão rápido quanto esperava, o que atrasou alguns avanços na lucratividade. Algumas medidas de controle de custos recentemente tomadas devem beneficiar os resultados do banco nos próximos períodos. Sensibilidade dos Ratings - RV e IDR Os Rating de Viabilidade (RV) e o IDR do BTG Pactual podem ser elevados se o banco mantiver sua alavancagem consolidada em patamares aceitáveis (alavancagem líquida ajustada abaixo de 8,0 vezes) e seu ROAA operacional acima de 2,0%, refletindo o contínuo crescimento das receitas em linha com a expansão de sua base de ativos. Por outro lado, deteriorações repentinas do ambiente operacional, da alavancagem, da lucratividade ou desempenho problemático de alguma subsidiária podem afetar negativamente os ratings do banco. O Rating de Viabilidade do PAN pode ser elevado após melhora de seus resultados operacionais (ROAA operacional acima de 0,5%) capaz de melhorar seu índice de Núcleo de Capital Fitch para mais de 7% e se o perfil de financiamento continuar alinhado aos prazos e características de seus ativos. Uma ação negativa de rating pode ser causada por um breakeven prolongado de suas operações e por uma queda de seus já baixos índices de capital. Sensibilidade dos Ratings - Rating de Suporte e Piso de Rating de Suporte Os IDRS do BTG Pactual são movidos por seu RV. Devido à sua natureza de banco de negócios/investimento e a uma base de depósitos relativamente modesta, a Fitch acredita ser improvável um suporte do governo, caso necessário, logo, seu Rating de Suporte é 5 e o Piso de Rating de Suporte permanece Sem Piso. Sensibilidade dos Ratings - Dívida Subordinada e Outros Instrumentos Híbridos A dívida subordinada e outros instrumentos híbridos de capital emitidos pelo BTG Pactual são classificados dois graus abaixo do RV do banco. Destes dois graus da dívida abaixo do RV, um reflete as características de severidade de perda e sua condição de dívida subordinada e outro contempla o risco moderado de falha no desempenho. Os ratings da dívida subordinada e de capital híbrido são fundamentalmente sensíveis a qualquer alteração no RV do banco. Sensibilidade dos Ratings PAN, BFRE, BM e BS PAN, BFRE, BM e BS são subsidiárias estrategicamente importantes para o BTG Pactual. Como resultado, os ratings são um grau abaixo do IDR do controlador. A Fitch acredita que apesar de seus aportes relativamente modestos e da baixa contribuição para os lucros, estas entidades fazem parte dos planos e ferramentas de diversificação do BTG Pactual no médio prazo rumo a banco de varejo, financiamento imobiliário e outras atividades relacionadas ao mercado de capitais. Os IDRs e os ratings nacionais das subsidiárias serão afetados

3 em caso de alterações em sua importância estratégica e na habilidade de o BTG Pactual lhes prover suporte. A Fitch acredita que a probabilidade desse cenário é baixa. Sensibilidade dos Ratings BTGI Os IDRs de Longo Prazo da BTGI refletem seu papel no grupo BTG Pactual e o suporte implícito que recebe do BTGH. De acordo com a metodologia da Fitch, a BTGI é uma parte central do grupo BTG Pactual. Apesar de seus vínculos evidentes com o grupo (marca, administração comum, relevância de seu fluxo de receita e o modelo de negócios completamente alinhado), a BTGI não é uma subsidiária direta do BTGH. Logo, seu rating é classificado um grau abaixo do do BTGH, sua principal fonte de suporte. Alterações nos ratings do BTG Pactual ou da BTGH podem levar a mudanças nos da BTGI. Deterioração significativa no perfil financeiro da BTGI, com perdas contínuas e/ou aumento substancial de sua alavancagem que afetem o perfil financeiro do grupo, pode levar a rebaixamento do rating. Sensibilidade dos Ratings BTGH Os IDRs e ratings nacionais de Curto e Longo Prazo da BTGH são equalizados aos de sua única subsidária operacional Banco BTG Pactual S.A. (BTG Pactual, IDR 'BBB-'/Estável). A BTGH é uma holding pura e controla diretamente 71,9% do BTG Pactual. A equalização dos ratings se baseia na alta correlação entre a probabilidade de inadimplência da BTGH e do banco. Ambos são incorporados na mesma jurisdição, estando submissos à lei brasileira. Mudanças no rating do BTG Pactual podem alterar os da BTGH. Além disso, um aumento de seu índice de alavancagem dupla para mais de 120% ou uma deterioração de suas métricas de serviço da dívida podem resultar em rebaixamento dos ratings da BTGH. A Fitch realizou as seguintes ações de ratings: BTG Pactual - IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados BBB- (BBB menos); Perspectiva Revisada para - IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em F3 ; - Rating de Viabilidade afirmado em bbb- (bbb menos); - Rating de Suporte afirmado em 5 ; - Piso de Rating de Suporte afirmado em Sem Piso ; - Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em AA(bra), Perspectiva Revisada para - Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em F1+(bra) (F1 mais (bra)); - Notas seniores sem garantias reais, com vencimento em março de 2016, Rating em Moeda Estrangeira afirmado em BBB- (BBB menos); - Notas seniores sem garantias reais, com vencimento em julho de 2016, Rating em Moeda Estrangeira afirmado em BBB- (BBB menos); - Notas seniores sem garantias reais, com vencimento em setembro de 2017, Rating em Moeda Estrangeira afirmado em BBB- (BBB menos);

4 - Notas seniores sem garantias reais, com vencimento em janeiro de 2020, Rating em Moeda Estrangeira afirmado BBB- (BBB menos); - Notas subordinadas, com vencimento em setembro de 2022, Rating afirmado em Moeda Estrangeira BB. BTGI -- IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'BB+' (BB mais); Perspectiva Revisada para -- Rating de Suporte afirmado em '2'; -- Notas seniores com garantia, Rating afirmado em 'BBB-' (BBB menos). BTG Holding -- IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'BBB-' (BBB menos); Perspectiva Revisada para --IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'F3'; --Rating de Suporte afirmado em '5'; --Rating de Piso de Suporte afirmado em 'Sem Piso'; --Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em 'AA(bra)'; Perspectiva Revisada para --Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em 'F1+(bra)' (F1 mais (bra)). PAN - IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em BB+ (BB mais), Perspectiva Revisada para - IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em B ; - Rating de Viabilidade afirmado em b ; - Rating de Suporte afirmado em 3 ; - Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em AA-(bra) (AA menos (bra)), Perspectiva Revisada para Positiva, de Estável; - Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em F1+(bra) (F1 mais (bra)). BFRE - IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'BB+' (BB mais), Perspectiva Revisada para - IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados 'B'; - Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em 'AA-(bra)' (AA menos), Perspectiva Revisada para Positiva, de Estável; - Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em 'F1+(bra)' (F1 mais (bra)).

5 Brazilian Mortgages Cia. Hipotecária (BM) - IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'BB+' (BB mais), Perspectiva Revisada para - IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'B'; - Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em 'AA-(bra)' (AA menos), Perspectiva Revisada para Positiva, de Estável; - Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em 'F1+(bra)' (F1 mais (bra)). Brazilian Securities Cia. de Securitização (BS) - IDRs de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'BB+' (BB mais), Perspectiva Revisada para - IDRs de Curto Prazo em Moeda Estrangeira e Local afirmados em 'B'; - Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em 'AA-(bra)' (AA menos), Perspectiva Revisada para Positiva, de Estável; - Rating Nacional de Curto Prazo afirmado em 'F1+(bra)' (F1 mais (bra)); - Primeira emissão de debêntures, com vencimento em outubro de 2024, Rating Nacional de Longo Prazo afirmado em AA-(bra) (AA menos (bra)). Contatos: Analista Principal Eduardo Ribas Analista sênior Fitch Ratings Brasil Ltda. Alameda Santos, 700 7º Andar São Paulo SP CEP: Analista Secundário Claudio Gallina Diretor Presidente do Comitê de Rating Franklin Santarelli Managing Director

6 Relações com a Mídia: Jaqueline Ramos de Carvalho, Rio de Janeiro, Tel.: , A presente publicação é um relatório de classificação de risco de crédito, para fins de atendimento ao artigo 16 da Instrução CVM nº 521/12. As informações utilizadas na análise são provenientes do BTG Pactual, do PAN e da BFRE e suas subsidiárias. A Fitch utilizou, para sua análise, informações financeiras até a data-base de 30 de setembro de Histórico dos Ratings: BTG Pactual Data da primeira publicação do rating em escala nacional: 13/05/2003. PAN Data da primeira publicação do rating em escala nacional: 13/05/2003. BFRE Data da primeira publicação do rating em escala nacional: 18/01/2011. BM Data da primeira publicação do rating em escala nacional: 18/01/2011. BS Data da primeira publicação do rating em escala nacional: 18/01/2011. A classificação de risco foi comunicada às entidades avaliadas ou a partes a elas relacionadas. Os ratings atribuídos pela Fitch são revisados, pelo menos, anualmente. Informações adicionais disponíveis em ou Os ratings acima foram solicitados pelo, ou em nome do, emissor, e, portanto, a Fitch foi compensada pela avaliação dos ratings. Metodologia Aplicada e Pesquisa Relacionada: -- Metodologia Global de Instituições Financeiras, 15 de agosto de 2012; -- Metodologia de Ratings Nacionais, 30 de outubro de "Avaliação e Atribuição de Ratings a Títulos Subordinados e Híbridos de Bancos" (5 de dezembro de 2012).

7 Outras Metodologias Relevantes: -- Securities Firms Criteria (15 de agosto de 2012); -- Assessing and Rating Bank Subordinated and Hybrid Securities (05 de dezembro de 2012). TODOS OS RATINGS DE CRÉDITO DA FITCH ESTÃO SUJEITOS A ALGUMAS LIMITAÇÕES E TERMOS DE RESPONSABILIDADE. POR FAVOR, VEJA NO LINK A SEGUIR AS LIMITAÇÕES E OS TERMOS DE RESPONSABILIDADE: ADICIONALMENTE, AS DEFINIÇÕES E TERMOS DE USO DOS RATINGS ESTÃO DISPONÍVEIS NO SITE ASSIM COMO A LISTA DE RATINGS PÚBLICOS, CRITÉRIOS E METODOLOGIAS. O CÓDIGO DE CONDUTA DA FITCH; A POLÍTICA DE CONFIDENCIALIDADE E CONFLITOS DE INTERESSE; A POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMAÇÃO (FIREWALL), COMPLIANCE E OUTRAS POLÍTICAS E PROCEDIMENTOS RELEVANTES TAMBÉM ESTÃO DISPONÍVEIS NESTE SITE, NA SEÇÃO "CÓDIGO DE CONDUTA". A Fitch Ratings Brasil Ltda. e a Fitch Ratings Ltd. tiveram todo o cuidado na preparação deste documento. Nossas informações foram obtidas de fontes que consideramos fidedignas, mas sua exatidão e seu grau de integralidade não estão garantidos. A Fitch Ratings Brasil Ltda. e a Fitch Ratings Ltd. não se responsabilizam por quaisquer perdas ou prejuízos que possam advir de informações equivocadas. Nenhuma das informações deste relatório pode ser copiada ou reproduzida, arquivada ou divulgada, no todo ou em partes, em qualquer formato, por qualquer razão, ou por qualquer pessoa, sem a autorização por escrito da Fitch Ratings Brasil Ltda. Nossos relatórios e ratings constituem opiniões e não recomendações de compra ou venda. Reprodução Proibida. Ao atribuir e manter ratings, a Fitch se baseia em informações fatuais recebidas de emissores e underwriters e de outras fontes que a agência considere confiáveis. A Fitch realiza uma investigação adequada apoiada em informações fatuais disponíveis, de acordo com suas metodologias de rating, e obtém uma verificação também adequada destas informações de outras fontes independentes, à medida que estas estejam disponíveis com certa segurança e em determinadas jurisdições. A forma como a Fitch conduz a análise dos fatos e o escopo da verificação obtido de terceiros variará, dependendo da natureza dos títulos e valores mobiliários analisados e do seu emissor; das exigências e práticas na jurisdição em que o título analisado é oferecido e vendido e/ou o emissor esteja localizado; da disponibilidade e natureza das informações públicas relevantes; do acesso à administração do emissor e seus consultores; da disponibilidade de verificações de terceiros já existentes, como relatórios de auditoria, cartas de procedimentos acordadas, avaliações, relatórios atuariais, relatórios de engenharia, pareceres legais e outros relatórios fornecidos por terceiros; da disponibilidade de verificação por parte de terceiros independentes e competentes com respeito àqueles títulos e valores mobiliários em particular, ou na jurisdição do emissor, particularmente, e de outros fatores. Os usuários dos ratings da Fitch devem entender que nem uma investigação fatual aprofundada, nem qualquer verificação de terceiros pode assegurar que todas as informações de que a Fitch dispõe relativas a um rating serão precisas ou completas. Em última análise, o emissor e seus consultores são responsáveis pela exatidão das informações fornecidas à Fitch e ao mercado ao apresentar documentos e outros relatórios. Ao atribuir ratings, a Fitch deve se apoiar no trabalho de especialistas, inclusive dos auditores independentes, com respeito às demonstrações financeiras, e de consultores jurídicos, com relação aos aspectos legais e tributários. Além disso, os ratings são, por natureza, prospectivos e incorporam assertivas e prognósticos sobre eventos futuros que, por sua natureza, não podem ser comprovados como fatos. Como resultado, apesar de qualquer verificação dos fatos atuais, os ratings podem ser afetados por eventos futuros ou por condições não previstas por ocasião da atribuição ou da afirmação de um rating. Copyright 2014 Fitch Ratings Brasil Ltda. Praça XV de Novembro, 20 - Sala 401 B, Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP Tel.: Fax: Alameda Santos, 700, 7º andar, Cerqueira César - São Paulo, SP - CEP: Tel.: Fax: Código de Conduta Termos de Uso Política de Privacidade

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva 13 Fev 2015 17h00 Fitch Ratings - Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2015: A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo

Leia mais

Fitch Publica Rating A-(bra) da Casan; Perspectiva Estável

Fitch Publica Rating A-(bra) da Casan; Perspectiva Estável Fitch Publica Rating A-(bra) da Casan; Perspectiva Estável Fitch Ratings - Rio de Janeiro, xx de outubro de 2015: A Fitch Ratings publicou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo A-(bra) (A menos(bra))

Leia mais

Fitch Revisa Ratings de Cinco Bancos Brasileiros de Médio Porte

Fitch Revisa Ratings de Cinco Bancos Brasileiros de Médio Porte Fitch Revisa Ratings de Cinco Bancos Brasileiros de Médio Porte 30 Abr 2014 15h57 Fitch Ratings - São Paulo/Nova York/Rio de Janeiro, 30 de abril de 2014: A Fitch Ratings concluiu a revisão de cinco bancos

Leia mais

Fitch Afirma Ratings do Banco Fator e da Fator Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa

Fitch Afirma Ratings do Banco Fator e da Fator Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa Fitch Afirma Ratings do Banco e da Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa Fitch Ratings - São Paulo/Rio de Janeiro, 16 de outubro de 2014: A Fitch Ratings afirmou, hoje, os Ratings Nacionais do

Leia mais

Fitch Rebaixa Ratings da Light e de Suas Subsidiárias Para A+(bra) ; Perspectiva Estável

Fitch Rebaixa Ratings da Light e de Suas Subsidiárias Para A+(bra) ; Perspectiva Estável Fitch Rebaixa Ratings da Light e de Suas Subsidiárias Para A+(bra) ; Perspectiva Estável Fitch Ratings Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2014: A Fitch Ratings rebaixou, hoje, o Rating Nacional de Longo

Leia mais

FITCH AFIRMA RATINGS DA CPFL ENERGIA E DE SUAS SUBSIDIÁRIAS EM AA(BRA) ; PERSPECTIVA NEGATIVA

FITCH AFIRMA RATINGS DA CPFL ENERGIA E DE SUAS SUBSIDIÁRIAS EM AA(BRA) ; PERSPECTIVA NEGATIVA FITCH AFIRMA RATINGS DA CPFL ENERGIA E DE SUAS SUBSIDIÁRIAS EM AA(BRA) ; PERSPECTIVA NEGATIVA Fitch Ratings-Sao Paulo-17 June 2016: A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo 'AA(bra)'

Leia mais

Finanças Estruturadas

Finanças Estruturadas z Finanças Estruturadas ABS / Brasil Séries 2011-10 e 2011-11 Relatório de Rating Preliminar Conteúdo Sumário da Transação 1 Fundamentos do Rating 1 Sensibilidade do Rating 2 Análise de Dados 2 Transação

Leia mais

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009 Brasil Relatório Sintético Ratings Ratings Atuais Moeda Estrangeira IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Moeda Local IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Nacional Longo Prazo Curto Prazo Individual

Leia mais

Finanças Estruturadas

Finanças Estruturadas z Finanças Estruturadas ABS / Brasil Séries 2012-19 e 2012-20 Relatório de Rating Preliminar Conteúdo Estrutura de Capital 1 Resumo da Transação 1 Fundamentos do Rating 1 Sensibilidade do Rating 2 Análise

Leia mais

Analista principal: Alejandro Gomez Abente, São Paulo, 55 (11) 3039-9741, alejandro.gomez.abente@standardandpoors.com

Analista principal: Alejandro Gomez Abente, São Paulo, 55 (11) 3039-9741, alejandro.gomez.abente@standardandpoors.com Data de Publicação: 14 de novembro de 2013 Comunicado à Imprensa Ratings da Cemig elevados para 'BB+' na escala global e para 'braa+' na Escala Nacional Brasil por perfil de risco de negócios mais forte;

Leia mais

Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável

Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável Data de Publicação: 2 de abril de 2015 Comunicado à Imprensa Ratings 'bra' da Companhia de Locação das Américas S.A. reafirmados; perspectiva estável Analista principal: Marcus Fernandes, São Paulo, 55

Leia mais

Ratings 'BBB-' e 'braaa' da Localiza Rent a Car S.A. reafirmados por fortes métricas de crédito; Perspectiva estável

Ratings 'BBB-' e 'braaa' da Localiza Rent a Car S.A. reafirmados por fortes métricas de crédito; Perspectiva estável Data de Publicação: 10 de maio de 2013 Comunicado à Imprensa Ratings 'BBB-' e 'braaa' da Localiza Rent a Car S.A. reafirmados por fortes métricas de crédito; Perspectiva estável Analista principal: Marcus

Leia mais

Corporates. Contax Participações S.A. Contact Center/Brasill. Relatório Analítico. Principais Fundamentos dos Ratings. Sensibilidade dos Ratings

Corporates. Contax Participações S.A. Contact Center/Brasill. Relatório Analítico. Principais Fundamentos dos Ratings. Sensibilidade dos Ratings Contact Center/Brasill Relatório Analítico Ratings Nacional Rating de Longo Prazo AA(bra) 1ª Emissão de Debêntures AA(bra) Perspectiva Rating Nacional de Longo Prazo Estável Dados Financeiros Contax Participacoes

Leia mais

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures BROFIELD INCORPORAÇÕES S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Brookfield Incorporações S.A. 3ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente

Leia mais

Teleconferência 3T13. 13 de novembro de 2013

Teleconferência 3T13. 13 de novembro de 2013 Teleconferência 13 de novembro de 2013 Fato Relevante* Em 31 de outubro de 2013 foi celebrado o contrato de compra e venda de 72,0% das ações do BICBANCO entre as partes: Vendedora - Grupo Bezerra de Menezes

Leia mais

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Omni Veículos - VII

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Omni Veículos - VII Data de Publicação: 29 de novembro de 2013 Relatório de Monitoramento Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Omni Veículos - VII Perfil Ativos subjacentes: financiamentos de veículos novos ou usados

Leia mais

Relatório de Monitoramento

Relatório de Monitoramento Relatório de Monitoramento............................................................................. Fundo de Investimento em Direitos Creditórios da Companhia Pernambucana de Saneamento - Compesa Data

Leia mais

REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL

REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório

Leia mais

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2008 1 RELATÓRIO ANUAL

Leia mais

Banco Panamericano S.A.

Banco Panamericano S.A. Banco Panamericano S.A. Release Relatório de de Resultados 1T13 3T14 06de 03 Maio Novembro de 2013 de 2014 Teleconferência - Português 04 de novembro de 2014 10h00 (Brasília) / 07h00 (US-EST) Telefone

Leia mais

Corporates. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras) e subsidiária Furnas Centrais Elétricas S.A. Energia Elétrica / Brasil

Corporates. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras) e subsidiária Furnas Centrais Elétricas S.A. Energia Elétrica / Brasil e subsidiária Furnas Centrais Elétricas S.A. Relatório Analítico Corporates Energia Elétrica / Brasil Ratings Eletrobras Moeda Estrangeira (ME) IDR de Longo Prazo Notas Seniores sem Garantia Moeda Local

Leia mais

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India

ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India ARC Ratings atribui rating soberano de BBB +, com perspectiva estável, à India EMITENTE DATA República da India 12 de Dezembro de 2014 RATINGS EMITENTE - MOEDA ESTRANGEIRA Médio e Longo Prazo BBB+ (BBB+,

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento DI Institucional Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20)

Leia mais

Securitização em 2003

Securitização em 2003 Março 2004 Securitização em 2003 Revisão do mercado doméstico Ano mais importante para o mercado desde seu nascimento no início da década de noventa. O volume de títulos emitidos foi aproximadamente 19

Leia mais

Standard & Poor's reafirma rating 'braa+f' do Fundo Safra Executive FIC FI Renda Fixa (antigo Safra Executive FI Renda Fixa)

Standard & Poor's reafirma rating 'braa+f' do Fundo Safra Executive FIC FI Renda Fixa (antigo Safra Executive FI Renda Fixa) Data de Publicação: 25 de novembro de 2013 Comunicado à Imprensa Standard & Poor's reafirma rating 'braa+f' do Fundo Safra Executive FIC FI Renda Fixa (antigo Safra Executive FI Renda Fixa) Analista principal:

Leia mais

FORMULÁRIO DE REFERÊNCIA

FORMULÁRIO DE REFERÊNCIA FORMULÁRIO DE REFERÊNCIA Exercício 2015 Versão: 6.0 Data: 28/03/2016 Formulário de Referência 2016 Índice Formulário de Referência... 3 1. Identificação das Pessoas Responsáveis pelo Conteúdo do Formulário...

Leia mais

Fitch Afirma Ratings de Tres Series de CRIs da Brazilian Securities; Risco BR Properties Ratings Endorsement Policy 24 Mar 2014 3:26 PM (EDT)

Fitch Afirma Ratings de Tres Series de CRIs da Brazilian Securities; Risco BR Properties Ratings Endorsement Policy 24 Mar 2014 3:26 PM (EDT) Tagging Info Fitch Afirma Ratings de Tres Series de CRIs da Brazilian Securities; Risco BR Properties Ratings Endorsement Policy 24 Mar 2014 3:26 PM (EDT) Fitch Ratings-Sao Paulo-24 March 2014: A Fitch

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 1ª Emissão de Debêntures Relatório

Leia mais

Espaço para expansão fiscal e PIB um pouco melhor no Brasil. Taxa de câmbio volta a superar 2,30 reais por dólar

Espaço para expansão fiscal e PIB um pouco melhor no Brasil. Taxa de câmbio volta a superar 2,30 reais por dólar Espaço para expansão fiscal e PIB um pouco melhor no Brasil Publicamos nesta semana nossa revisão mensal de cenários (acesse aqui). No Brasil, entendemos que o espaço para expansão adicional da política

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de julho de 2014 KPDS 96085

Demonstrações financeiras em 31 de julho de 2014 KPDS 96085 Brasil Plural BBDC Feeder Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CNPJ nº 18.602.310/0001-41 (Administrado pela BEM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Demonstrações

Leia mais

Ratings 'braaa' da Elektro Eletricidade e Serviços S.A. reafirmados refletindo sua forte performance financeira e operacional; Perspectiva estável

Ratings 'braaa' da Elektro Eletricidade e Serviços S.A. reafirmados refletindo sua forte performance financeira e operacional; Perspectiva estável Data de Publicação: 3 de julho de 2014 Comunicado à Imprensa Ratings 'braaa' da Elektro Eletricidade e Serviços S.A. reafirmados refletindo sua forte performance financeira e operacional; Perspectiva estável

Leia mais

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Lavoro II

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Lavoro II Data de Publicação: 15 de agosto de 2012 Relatório de Monitoramento Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Lavoro II Perfil Originadores dos direitos creditórios: diversas pequenas e médias empresas

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

Se alavancar até o limite de. Concentrar seus ativos em um só emissor que não seja a União Federal até o limite de

Se alavancar até o limite de. Concentrar seus ativos em um só emissor que não seja a União Federal até o limite de LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO DE LONGO PRAZO FRANKLIN GLOBAL ACCESS CNPJ: 09.216.364/0001-88 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

Política de Gestão de Risco Financeiro

Política de Gestão de Risco Financeiro Política de Gestão de Risco Financeiro Índice Introdução... 2 Objetivos... 2 Atribuições... 3 Descrição dos riscos financeiros... 4 Exposição às flutuações das taxas de juros... 4 Exposição às variações

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Global Infrastructure & Project Finance

Global Infrastructure & Project Finance Relatório de Pré-Distribuição Energia / Brasil Ratings Novas Emissões BRL211.500.000 3ª Emissão de Debêntures AA+(bra) Perspectiva Estável Pesquisa Relacionada Completion Risk in Project Finance (16 de

Leia mais

Finanças Estruturadas

Finanças Estruturadas FOR DISTRIBUTION ONLY Finanças Estruturadas Editor: XXX RB Capital Companhia de Securitização Séries 2012-69 Relatório de Rating Preliminar Neste Relatório Página Resumo da Transação 1 Fundamentos dos

Leia mais

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira EMITENTE Grupo Visabeira SGPS, S.A. RATING DE EMITENTE Médio e Longo Prazo BB+ (BB+, com tendência estável) B

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis BNB Fundo de Investimento em Cotas de Fundo de Investimento Renda Fixa Curto Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de

Leia mais

Relatório de Monitoramento

Relatório de Monitoramento Relatório de Monitoramento............................................................................. Brazilian Securities Companhia de Securitização 321ª e 322ª Séries da 1ª Emissão de Certificados

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE

MELHORES PRÁTICAS DA OCDE MELHORES PRÁTICAS DA OCDE PARA A TRANSPARÊNCIA ORÇAMENTÁRIA INTRODUÇÃO A relação entre a boa governança e melhores resultados econômicos e sociais é cada vez mais reconhecida. A transparência abertura

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS Crédito Pessoal A Administração do Pan S.A. ( Pan, ou Companhia ) e suas subsidiárias submetem à apreciação dos Senhores o Relatório da Administração

Leia mais

SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A.

SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A. SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2008 SANTANDER BRASIL ARRENDAMENTO MERCANTIL S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1

Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP. Outubro/2015 1 Sparta Top Renda Fixa FIC FI CP LP Outubro/2015 1 Sparta Fundos de Investimento Gestora independente com foco na gestão de fundos abertos Tradição Focada na gestão de recursos há mais de 20 anos Excelência

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96 Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD Informações referentes a novembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2010 1 RELATÓRIO

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FI VALOR AÇÕES 15.323.164/0001-27 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER FUNDO

Leia mais

Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015

Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015 Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015 03 de novembro de 2015 Brazilian Securities Cia de Securitização Relatório da Administração 3T15 03 de novembro

Leia mais

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis MAA/MFD/YTV 2547/15 Demonstrações contábeis Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Balanços patrimoniais

Leia mais

Empréstimo consignado possibilita novo modelo de negócios para bancos brasileiros

Empréstimo consignado possibilita novo modelo de negócios para bancos brasileiros Data de Publicação: 14 de outubro de 2015 Relatório Empréstimo consignado possibilita novo modelo de negócios para bancos brasileiros Analista principal: Guilherme Machado, São Paulo, 55 (11) 3039-9754,

Leia mais

Relatório de Estabilidade Financeira. Banco Central do Brasil Março de 2013

Relatório de Estabilidade Financeira. Banco Central do Brasil Março de 2013 Relatório de Estabilidade Financeira Banco Central do Brasil Março de 2013 Pontos abordados para o Sistema Bancário* Base: 2º semestre/12 Risco de liquidez Captações Risco de crédito Portabilidade Crédito

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O MB HORIZONTE FIC FIA

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O MB HORIZONTE FIC FIA LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Janeiro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem ser

Leia mais

Política de Segregação*

Política de Segregação* Boletim: 10 Política de Segregação* Entrada em vigor: 20 de junho de 2013 Versão: 8 Autor: Departamento Jurídico e Compliance I. Fitch Group, Inc. ( Fitch ) através de suas subsidiárias Fitch Ratings,

Leia mais

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Geração Futuro Fundo de Investimento em Ações Meninas Iradas (CNPJ: 08.608.189/0001-01) (Administrado pela Geração Futuro Corretora de Valores S.A. CNPJ: 27.652.684/0001-62) 31

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário

Leia mais

Estrutura de Controles Internos Para Gerenciar a Atribuição das Classificações de Risco de Crédito 1

Estrutura de Controles Internos Para Gerenciar a Atribuição das Classificações de Risco de Crédito 1 Estrutura de Controles Internos Para Gerenciar a Atribuição das Classificações de Risco de Crédito 1 Data: 20 de fevereiro de 2016 Versão: 6 Autor: Grupo de Compliance Global 1. Introdução Este documento

Leia mais

Política de Investimentos 2015 a 2019 Plano DE GESTÃO AdministrativA

Política de Investimentos 2015 a 2019 Plano DE GESTÃO AdministrativA Sociedade Previdenciária DuPont do Brasil Política de Investimentos 2015 a 2019 Plano DE GESTÃO AdministrativA 1 Sociedade Previdenciária DuPont do Brasil 2 Regulamento do Plano Administrativo Duprev ÍNDICE

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13

Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13 Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13 06 de Maio de 2013 Teleconferência - Português 07 de maio de 2013 10h00 (Brasília) / 09h00 (US-EST) Telefone de Conexão: +55(11) 3728-5971 Cód. de Acesso:

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Petrobrás Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES! A análise do desempenho histórico! Análise setorial! Análise de múltiplos! Elaboração de projeções de resultados! Determinação

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos (Pilar lll)

Relatório de Gerenciamento de Riscos (Pilar lll) Relatório de Gerenciamento de Riscos (Pilar lll) Índice Introdução... 3 Estrutura de Gerenciamento de Riscos... 3 Informações Qualitativas... 4 Risco de Crédito... 4 Risco de Mercado... 5 Risco de Liquidez...

Leia mais

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

4º Trimestre 2013 1 / 15

4º Trimestre 2013 1 / 15 Divulgação das informações de Gestão de Riscos, Patrimônio de Referência Exigido e Adequação do Patrimônio de Referência. (Circular BACEN nº 3.477/2009) 4º Trimestre 2013 Relatório aprovado na reunião

Leia mais

CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Cruzeiro do Sul Educacional S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual

Leia mais

POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 18ª. e 19ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO

POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 18ª. e 19ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO POLO CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 18ª. e 19ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014.

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO A Administração do Banco Industrial do Brasil S.A. (Banco Industrial) submete à vossa apreciação as Demonstrações Financeiras Individuais e Consolidadas relativas ao exercício

Leia mais

DIVULGAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE GESTÃO DE RISCO E PATRIMÔNIO EXIGIDO CIRCULAR 3.477

DIVULGAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE GESTÃO DE RISCO E PATRIMÔNIO EXIGIDO CIRCULAR 3.477 DIVULGAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DE GESTÃO DE RISCO E PATRIMÔNIO EXIGIDO CIRCULAR 3.477 Banco John Deere S.A Data de Referência: Março/2012 1/14 Sumário 1. Gestão de Riscos Aspectos Qualitativos... 3 1.1. Estrutura

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

POLÍTICA FISCAL E DÍVIDA PÚBLICA O difícil caminho até o Grau de Investimento Jedson César de Oliveira * Guilherme R. S.

POLÍTICA FISCAL E DÍVIDA PÚBLICA O difícil caminho até o Grau de Investimento Jedson César de Oliveira * Guilherme R. S. POLÍTICA FISCAL E DÍVIDA PÚBLICA O difícil caminho até o Grau de Investimento Jedson César de Oliveira * Guilherme R. S. Souza e Silva ** Nos últimos anos, tem crescido a expectativa em torno de uma possível

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008 Apresentação de Resultados 1T08 19 de Maio de 2008 Agenda A Companhia Resultados Operacionais Resultados Financeiros 2 Operação Virtual Canal Lojas A Companhia Globex S.A. Globex Utilidades S.A.: operadora

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

Consistência da aplicação das recomendações de Basileia III. RCAP Basel Committee on Banking Supervision Dezembro/2.013

Consistência da aplicação das recomendações de Basileia III. RCAP Basel Committee on Banking Supervision Dezembro/2.013 onsistência da aplicação das recomendações de Basileia III RAP Basel ommittee on Banking Supervision Dezembro/2.013 SUMÁRIO Regulatory onsistency Assessment Programme (RAP); Escala de avaliação; Identidade

Leia mais

Sumário executivo. Página 1 de 10. Seniores, Mezanino e Subordinadas O RATING

Sumário executivo. Página 1 de 10. Seniores, Mezanino e Subordinadas O RATING Página 1 de 10 F FE0001-2014 A(fe) de Longo Prazo Relatório de Rating (Monitoramento) 05, mai, 2014 Ações recentes 05, mai, 2014 - Confirmação do Rating 10, jan, 2014 - Atribuição do Rating A(fe) de Longo

Leia mais

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013

BNY Mellon ARX Extra FIM. Julho, 2013 BNY Mellon ARX Extra FIM Julho, 2013 Índice I. Filosofia de Investimento II. Modelo de Tomada de Decisão III. Processo de Investimento IV. Características do Fundo 2 I. Filosofia de Investimento Filosofia

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. ÍNDICE 1. Relatório dos Auditores Independentes 03

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 1 Trimestre de 2012 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 5 RISCO DE MERCADO... 8 6

Leia mais

Diversas ações de rating realizadas em 39 FIDCs, CRIs e CRAs

Diversas ações de rating realizadas em 39 FIDCs, CRIs e CRAs Data de Publicação: 15 de setembro de Comunicado à Imprensa Diversas ações de rating realizadas em 39 FIDCs, e Analistas principais: Hebbertt Soares, São Paulo, 55 (11) 3039-9742, hebbertt.soares@standardandpoors.com;

Leia mais

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2012 Índice Página Relatório dos auditores

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Performance da Renda Fixa em 2013

Performance da Renda Fixa em 2013 Performance da Renda Fixa em 2013 Atualizado em outubro de 2013 Performance da Renda Fixa em 2013 O que tem acontecido com os investimentos em renda fixa? Desde o começo do ano temos visto o mercado de

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Informações referentes a novembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Sicredi Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa Prime Longo Prazo (CNPJ n 08.252.576/0001-58) (Administrado pelo Banco

Sicredi Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa Prime Longo Prazo (CNPJ n 08.252.576/0001-58) (Administrado pelo Banco Sicredi Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa Prime (CNPJ n 08.252.576/0001-58) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes

Leia mais

FIDC LEME Multisetorial

FIDC LEME Multisetorial Monitoramento de rating de FIDC* FIDC LEME Multisetorial Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Nota global: BB- SR (oe) Data da ação de rating 29 de outubro de 2015 Equivalência br : bra- (oe)

Leia mais

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade positiva no longo prazo.

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade positiva no longo prazo. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

Propel Axis FIM Crédito Privado

Propel Axis FIM Crédito Privado Melhora expressiva na economia dos EUA; Brasil: inflação no teto da meta, atividade econômica e situação fiscal mais frágil; A principal posição do portfólio continua sendo a exposição ao dólar. 1. Cenário

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Multisetorial Lego II

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Multisetorial Lego II Data de Publicação: 2 de outubro de 2014 Relatório de Monitoramento Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Multisetorial Lego II Perfil FIDC: Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Multisetorial

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Riscos cambiais de entidades corporativas latino-americanas

Riscos cambiais de entidades corporativas latino-americanas Data de Publicação: 30 de setembro de 2015 Relatório Riscos cambiais de entidades corporativas latino-americanas Analista principal: Diego Ocampo, São Paulo, 55 (11) 3039-9769, diego.ocampo@standardandpoors.com

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC FIA SUSTENTABILIDADE 07.535.827/0001-49 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FIC FIA SUSTENTABILIDADE 07.535.827/0001-49 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FICFI DE ACOES. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo, disponíveis no site

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA BOND 03.894.320/0001-20. Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA BOND 03.894.320/0001-20. Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA BOND 03.894.320/0001-20 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

A+ A+ A+ AA+ Tel.: 55 11 3377 0708 Tel.: 55 11 3377 0703

A+ A+ A+ AA+ Tel.: 55 11 3377 0708 Tel.: 55 11 3377 0703 Condomínio: CAIXA FIDC CDC VEÍCULOS DO BANCO PANAMERICANO Aberto Administrador: Caixa Econômica Federal Prazo: Indeterminado Custodiante: Banco Itaú S.A. Data de Registro: 25/09/2003 Auditor: Ernest &

Leia mais