Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2

3 39 pp.

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13 AMPLIFICADOR DE ÁUDIO AB JOSÉ ANTONIO CAMPOS BADIN 1 ; JAIRO LUIS STOLL 2 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -Esse trabalho tem como objetivo a montagem de um amplificador de áudio de classe AB. A busca de experiências, de conhecimento e de ideias no desenvolvimento de projetos e de soluções fez com que esse projeto fosse feito. Através do estudo do diagrama do circuito e do estudo do datasheet de alguns componentes, puderam ser realizadas algumas mudanças no circuito do equipamento. Tais alterações puderam trazer melhorias no funcionamento do circuito amplificador e do circuito de proteção contra altas temperaturas, proporcionando, dessa forma, mais segurança para o uso do equipamento. PALAVRAS-CHAVES:Projeto, Estudo, Conhecimento, Melhorias; REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: CASTRO, Vitor. Amplificadores CICLOTRON Disponível em: audiolist.org/forum/viewtopic.php?t=251&start=120 ; DatasheetCatalog. Disponível em: Acesso em: 10 ago ; Entendendo toróides. Disponível em: Acesso em: 10 ago

14 A POLÍTICA NACIONAL DAS RELAÇÕES DE CONSUMO MARIA JOSÉ CARDOZO 1 ; EMERSON APARECIDO MORETTI 2 ; CAROLINA ZANETTI LOPES 3 ; EVELYN MARA RODRIGUES 4 ; NATALI FAULIN DE NADAI 5 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 5 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -O presente trabalho tem por objetivo elucidar o tema Política Nacional das Relações de Consumo, instituída pelo Código de Defesa do Consumidor, inserida no capítulo IV, Art. 275 e 276 da Constituição Federal, para atender as necessidades dos consumidores, o respeito e a sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo, colocando-os em condições de igualdade perante o fornecedor. Para isso, a Política Nacional das Relações de Consumo atende os princípios do reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo - o Código visa estabelecer um equilíbrio entre o mais fraco e o mais forte, pois dizia Henry Ford, "consumidor é o elo mais fraco da economia; e nenhuma corrente pode ser mais forte que o seu elo mais fraco". Outro princípio é ação governamental no sentido de proteger efetivamente o consumidor: por iniciativa direta, pela garantia dos produtos e serviços com padrões adequados de qualidade e segurança, entre outros. Dessa forma, a Política Nacional das Relações de Consumo estabelece um rol de objetivos e princípios que devem ser seguidos, de forma efetiva, pelos consumidores, fornecedores e também pelo Estado. PALAVRAS-CHAVES:Código de Defesa do Consumidor, Políticas Públicas, Relações de Consumo, Fornecedor, Consumidor. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BRANDÃO, Fernanda Holanda de Vasconcelos. Princípios norteadores da Política Nacional das Relações de Consumo. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XIII, n. 81, out Disponível em:.acesso em: 15 ago ; BRASIL, Rebeca Ferreira. Política Nacional de Relações de Consumo: A luta secular entre o estado e o mercado. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, VIII, n. 23, nov Disponível em:. Acesso em: 15 ago ; CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000.; ; 14

15 CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO. CAP VI Da Defesa do Consumidor. São Paulo, 2009.; CONSTITUIÇÃO FEDERAL. 5 ed. Ver. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000.; COTRIM, Gilberto. Direito Fundamental: Instituições de direito público e privado. São Paulo: Saraiva, 2008.; SILVA, Vander Brusso da. Direito Comercial (Direito Empresarial). São Paulo: Barros, Fischer & Associados,

16 ASSÉDIO MORAL NAS RELAÇÕES DE EMPREGO MARIA JOSÉ CARDOZO 1 ; DORIVANA MARIA PAESANI SILVESTRIN 2 ; LUMA EVELIN SILVA FERREIRA 3 ; ADEMAR RAMOS GONCALVES JUNIOR 4 ; MARIA JOSÉ CARDOZO 5 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 5 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -O presente trabalho tem por objetivo elucidar o tema Assédio Moral. Ele é uma forma de opressão psicológica no ambiente de trabalho na qual a pessoa se sente constrangida e sua auto-estima é totalmente abalada, devido às humilhações em público ocasionando em depressões, envolvimento em dependências químicas, e outros transtornos psicológicos e físicos afetando a vida familiar, social e profissional do indivíduo, uma vez que ele pode ser assediado por seu superior que o julga ser incapaz de realizar as tarefas estabelecidas que, por sua vez também recebe pressões por não atingir metas quando não é o próprio assediado por seus subordinados por não aceitarem tal liderança. Essa forma de violência pode, além de todos esses problemas, gerar custos para a empresa. Além disso, o funcionário que é agredido, não rende, não produz, aumenta o absenteísmo,a rotatividade, atrapalha o fluxo das operações, pode provocar os acidentes de trabalho. Esses conflitos acontecem devido à falta de educação, das fiscalizações de órgãos competentes, do conhecimento das leis trabalhistas e civis, observando que, no ambiente de trabalho, deve prevalecer o respeito e a ética profissional em qualquer circunstância. Constata-se que o comportamento que caracteriza assédio moral, em várias oportunidades, é proveniente de pessoas de cargos elevados as quais utilizam de seu poder hierárquico para constranger colaboradores. Diante desse problema, a sociedade, as empresas e todos os seus colaboradores devem pautar por um comportamento ético e respeitoso, que claro, independe de cargos e posições de funcionários. A lei deve prever situações que devemos evitar e punir corretamente. Afinal devem lutar todos por um único objetivo de melhorias contínuas dentro das organizações na busca de treinamento e políticas gerenciais que evitem essa modalidade de conflito. PALAVRAS-CHAVES:Assédio Moral;Organizações;Ética;Ética Profissional REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BARROS, Alice Monteiro de. O assédio sexual no Direito do Trabalho Comparado. Genesis Revista de Direito do Trabalho, v. 70, Curitiba, Genesis Editora, out. 1998, p.503. ; CONSTITUIÇÃO FEDERAL. 5. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2000; CUNHA, Rosângela Pereira. Jurisprudência Comentada. O Assédio Moral na Justiça do Trabalho. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; 16

17 FILHO, Rodolfo Pamplona. Noções Conceituais sobre o Assédio Moral na Relação de Emprego. Disponível em:. Acesso em: 20 ago. 2012; FREIRE, Paula Ariane. Assédio Moral e a Saúde Mental do Trabalhador. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; GARCIA, Gustavo Felipe Barbosa. Meio Ambiente do Trabalho, Segurança e Medicina do Trabalho. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, ; HANASHIRO, Darcy Mitiko Mori; TEIXEIRA, Maria Luisa Mendes; ZACCARELI, Laura Menegon. Gestão do Fator Humano. 2. ed. São Paulo: Saraiva, ; HIRIGOYEN, Marie France. A violência perversa do cotidiano. Tradução: Maria Helen Huhner. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p. 65. ; MASCARO Sônia A.C. Assédio Moral no Ambiente de Trabalho. Disponível em: Acesso em 15 ago ; NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Direito do Trabalho. 33. ed. São Paulo: Ltr, ; NASCIMENTO, Sônia A. C. Mascaro. Assédio moral no ambiente do trabalho. Revista LTR, São Paulo, v. 68, n. 08, p , ago ; REIS, Henrique Marcello Dos; Reis, Cláudia Nunes Pascon Dos. Direito para Administradores, Volume II. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, Vol. I. ; VALLS, Álvaro L. M. O que é ética. 9. ed. São Paulo: Brasiliense,

18 CLUSTERIZAÇÃO DE ALTA DISPONIBILIDADE E SUA UTILIDADE EM UM AMBIENTE CORPORATIVO OSVALDO D'ESTEFANO ROSICA 1 ; ANGELO TELÊMACO 2 ; GUILHERME EMILIO TREVISAN GONÇALVES 3 ; MARCOS FERNANDO C. 4 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -O projeto visa utilizar, de maneira eficiente e eficaz e com baixo custo,novos meio de processamento e disponibilidade de arquivos através da web,utilizando sistema operacional livre. Isso permitirá que se obtenha uma diminuição do tempo de processamento de uma tarefa para deixar esse serviço na web,permitindo seu acesso de qualquer ponto do planeta de uma maneira mais ágil,o que retrata o Cloud Computing, objeto de nosso trabalho. A computação em nuvem visa tanto a disponibilização de serviços para qualquer usuário, como também a diminuição dos custos com manutenção de equipamentos físicos,energia elétrica, licenças de software, e até mesmo mão de obra. PALAVRAS-CHAVES:Cluster, Alta Disponibilidade, baixo custo REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ZEM, José Luís. O impacto do serviço de NAT e Firewall no atendimento de requisições web. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; ZEM, José Luís. Uso de cluster de computadores no ambiente corporativo. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; ZEM,José Luis; BRITO, Samuel Henrique Bucke. monitoramento distribuido de clusters e grids computacionais utilizando o ganglia. Dispnível em:. Acesso em: 20 ago ; ZEM,José Luis. Um cluster de computadores de uso geral. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; PITANGA, Marcos. Computaçâo em cluster. Disponível em:. Acesso em: 20 ago ; MORIMOTO, C. E. Servidores Linux, guia prático. Porto Alegre: Sul Editores, 2008.; HOCHSTETLER, S.; BERINGER, B. Linux Clustering with CSM and GPFS. IBM International Technical Support Organization, 2004.; KANT, K.; SAHOO, A. Clustered DBMS scalability under unified ethernet fabric, IEEE, p

19 CONSTRUÇÃO DE UM ARCADE PARA JOGOS DE LUTA HELDER BOCCALETTI 1 ; DIEGO XAVIER POLATI NOFFS 2 ; DOUGLAS FERNANDES LEITE 3 ; TIAGO RODRIGUES DE LUCENA 4 ; TÚLIO MARIANO DE OLIVEIRA 5 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 5 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -Este projeto tem como objetivo utilizar peças de computador e componentes eletrônicos dos caça-níqueis provindos de doações à FATEC-TA para a confecção de um fliperama para jogos, contendo monitor, caixa externa, computador, e botões de ação operando e configurados, com o intuito de hospedar jogos de luta dos próprios alunos da FATEC ou outros jogos disponíveis na internet e reaproveitar as peças que seriam perdidas e descartadas dos caça-níqueis. PALAVRAS-CHAVES:Arcade; Jogos; Fliperama; REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: DESCONHECIDO. Super Tutorial - Montando um Arcade com Pc Dentro. Disponível em:. Acesso em: 29 ago ; DESCONHECIDO. Como montar um Arcade Stick. Disponível em:. Acesso em: 29 ago ; CAPUSKI, Rodrigo. Como montar seu fliperama em casa, passo-a-passo. Disponível em:. Acesso em: 29 ago ; 19

20 ENERGIA NUCLEAR E INDÚSTRIA RICARDO COURA OLIVEIRA 1 ; LEONEL SOARES DE SOUZA 2 ;MARCELO SIMONETTI 3 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Professor - RESUMO -O mundo atravessa uma crise energética. O aumento da população mundial (atualmente acima de sete bilhões de pessoas) provoca uma crescente demanda de energia; fato que tem levado o homem avaliar cuidadosamente as formas de produção. Através da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), o Governo Federal iniciou em 2010 a concepção do novo Reator Multipropósito Brasileiro (RMB), que será instalado no Município de Iperó, estado de São Paulo, em área adjacente ao Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo. Para abrigar o reator, a CNEN criará em parceria com o Governo do Estado de São Paulo um novo instituto de pesquisas, destinado à formação de pesquisadores e engenheiros especializados em tecnologia nuclear. O objetivo desse trabalho é destacar a instalação de um reator nuclear na região para a produção de radioisótopos com consequência direta no segmento dos ensaios não destrutivos, onde se destaca a gamagrafia, ensaio que garante para os componentes inspecionados a qualidade requerida, atestando ausência de defeitos que comprometam desempenho. Usado para inspeção, sobretudo de juntas soldadas, principalmente nas indústrias de petróleo, petroquímica e nuclear, o método da gamagrafia é referenciado pelos códigos de fabricação de peças e estruturas de responsabilidade, para determinação da eficiência da base de cálculo pela engenharia. PALAVRAS-CHAVES:tecnologia, gamagrafia, indústria REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ANDREUCCI, R. - Radiografia Industrial. Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos; São Paulo, 2010.; SANCHEZ, W. Ensaios não destrutivos pela técnica dos raios X e raios gama. Informação IEA n. 29,

21 ESTUDO DO MOVIMENTO NA CURVA CICLOIDE: A PROPRIEDADE BRAQUISTÓCRONA OTÁVIO DOS SANTOS GAIJUTIS 1 ; FELIPE SIQUEIRA CARVALHO SILVA 2 ; ANDERSON LUIZ DE SOUZA 3 ; LAURO FERNANDO DE MELO 4 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -Dentre todas as curvas possíveis que determinam a trajetória entre dois pontos em um plano vertical, qual é aquela em que uma partícula, sob a ação da gravidade, desprezando-se o atrito, fará o percurso do ponto mais alto para o ponto mais baixo em um tempo mínimo? Inicialmente, pode-se pensar que a reta, função que estabelece a menor trajetória entre dois pontos, é a resposta para esta questão. Entretanto, em 1696, os irmãos Johann e Jakob Bernoulli, num esforço que deu início ao cálculo variacional, comprovaram que a trajetória mais rápida é determinada pelo arco formado a partir do movimento de um ponto numa circunferência quando esta rola ao longo de uma superfície, a chamada de CICLOIDE. O nome dado a esta característica é BRAQUISTÓCRONA, palavra que vem do grego e significa Caminho do tempo mais curto. Este trabalho tem por objetivo desenvolver um uma experiência na qual possamos evidenciar que esta curva é a de menor tempo em comparação com outras curvas. Será construído um mecanismo manipulável no qual se poderá formar diversos caminhos a desejo do visitante, que, dessa forma, irá participar diretamente da experiência ajustando funções Com essa experiência, queremos mostrar que é possível estudar o movimento de uma forma mais agradável e expandir este modo de estudo para outras áreas do conhecimento. PALAVRAS-CHAVES:Cicloide, Braquistócrona, Movimento, Estudo Experimental REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: JUNIOR, J. R. A. de Souza. Calculo Variacional e o Problema da Braquistócrona. Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estatual Paulista, 2010; CAETANO, Wellington de Lima. Queda em curva de menor tempo e tempo independente da altura Braquistócrona e Tautócrona. Relatório da Disciplina Tópicos de Ensino de Física I. UNICAMP, 2008; MIORIM, M. A. Introdução à história da educação matemática. São Paulo: Atual,

22 ESTUDO DO MOVIMENTO NA CURVA CICLOIDE: A PROPRIEDADE TAUTÓCRONA ANDERSON LUIZ DE SOUZA 1 ; FELIPE SIQUEIRA CARVALHO SILVA 2 ; PEDRO SERGIO ROSA 3 ; OTAVIO DOS SANTOS GAIJUTIS 4 ; LAURO FERNANDO DE MELO 5 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 5 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -A CICLOIDE é uma curva formada pelo movimento de um ponto em uma circunferência que rola ao longo de uma superfície.esta curva foi motivo de estudo por diversos ramos da ciência por apresentar várias propriedades peculiares como, por exemplo, a propriedade Tautócrona, segundo a qual, desprezando-se o atrito, ao deslocar-se sobre uma cicloide invertida, independentemente da sua posição inicial, um objeto sempre leva o mesmo tempo para atingir o ponto de mínimo da trajetória descrita por esta função. Este projeto tem por objetivo construir um aparato experimental a partir do qual o aluno possa vivenciar a propriedade tautócrona de uma maneira lúdica e intuitiva. O aparato experimental foi idealizado para se executado em duas etapas: a primeira etapa tem como objetivo principal provocar a curiosidade do aluno, para tanto uma curva cicloide invertida será seccionada em duas partes iguais; essas duas secções serão dispostas lado a lado e servirão como pistas por meio das quais os alunos serão incentivados apostar corridas entre diferentes objetos (esferas, carrinhos de brinquedo e etc). Numa segunda etapa, as duas secções serão unidas formando uma cicloide completa, neste momento evidenciaremos que os resultados anteriores estão associados as características da curva que estamos estudando formalizando-se, assim, o conceito da curva cicloide, sua propriedade tautocrona, ressaltando algumas importantes aplicações, como a construção de relógios de pêndulo. PALAVRAS-CHAVES:Cicloide, Tautócrona, Movimento, Melhoria do Ensino. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BOYER, C. B. Tópicos de história da matemática para uso em sala de aula: Cálculo. São Paulo: Atual, ; CAETANO, Wellington de Lima. Queda em curva de menor tempo e tempo independente da altura Braquistócrona e Tautócrona. Relatório da Disciplina Tópicos de Ensino de Física I. UNICAMP, ; FLORES, Ana Paula Ximenes. Calculo Variacional: aspectos teóricos e aplicações. Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estatual Paulista,

23 ÉTICA E ÉTICA PROFISSIONAL MARIA JOSÉ CARDOZO 1 ; NATACHA PASSARELI PASCHOAL 2 ; FRANCINE LEOPOLDINO RAMOS 3 ; ISABELA BELLAZ ULIANA 4 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão Empresarial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -O presente trabalho tem por objetivo elucidar o tema Ética e Ética nas Organizações. Apresenta-se Ética como uma das dimensões essenciais da experiência humana, na qual conceituamos como sendo a vontade de educar a razão conduzindo comportamento. Os autores clássicos definiam ética como a virtude, para a realização da ordem na vida do Estado. O termo tem origem na palavra grega ethos, que significa costume e, por isso, a ética foi definida, com frequência, como a teoria dos costumes. Da antiguidade até nossos dias, o termo se transformou, bem como a sociedade, assim ser ético, é um comportamento que deve ser construído por todos os colaboradores observando Missão, Valores e Visão das empresas. O Código de Ética Profissional surge como um norteador do comportamento organizacional, sendo na atualidade baseando-se nos costumes e na cultura de cada sociedade. A cultura influencia nossos olhares diante do comportamento. Devemos adotar procedimentos e princípios apropriados para avaliar decisões e ações de um ponto de vista ético e para adotar comportamentos éticos na vida diária. As empresas e a sociedade esperam de nós profissionais uma qualidade ética das decisões. Asssim, é possível melhorar nossas ações tornando-as mais éticas, para melhorar nosso próprio comportamento e atitude a fim de buscar um real equilíbrio contribuindo em atividades que promovam o bem-estar e o progresso das organizações e da sociedade. PALAVRAS-CHAVES:Ética;Profissionalismo;Costumes REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ARISTÓTELES. A Ética. Bauru: Edipro, ARRUDA, Maria Cecilia Coutinho de, WHITAKER, M. C. e RAMOS. J.M. Fundamentos da ética empresarial e econômica. São Paulo: Atlas, ARRUDA, Maria Cecilia Coutinho de. Código de ética: Um instrumento que adiciona valor. São Paulo: Negócio Editora, ASHLEY, Patricia. Responsabilidade Social nos Negócios. Saraiva, São Paulo, CHAMON e AMURRIO. Responsabilidad Social de la organización. Disponível em:. Acesso em: 19 nov CORTINA, Adela. O fazer ético: Guia para a educação moral. São Paulo: Moderna, CROZIER, Michel. El papel de la ética en las ciencias organizacionales. Disponível em:. Acesso em: 20 nov DAL PAI, Leocir. Pesquisa sobre a influência dos consumidores frente a responsabilidade social empresarial. Niterói: Universo, DINIZ, Debora; GUILHEM, Dirce. O que é bioética: uma cartografia de valores. São Paulo: Brasiliense,

24 FLEXIBILIZAÇÃO DE INFRAESTRUTURA EDUCACIONAL UTILIZANDO RESULTADOS DE PESQUISAS ENVOLVENDO CONCEITOS DE SUSTENTABILIDADE DIRECIONADOS À REDUÇÃO DO DESCARTE DE LIXO ELETRÔNICO PROVENIENTES DA DESMONTAGEM DE CAÇA-NÍQUEIS ANTONIO CESAR SILVA SACCO 1 ; FERNANDA PEREIRA 2 ; ISAC BRUNO ALEIXO PEREIRA 3 ; DJEIZON DE ALMEIDA BARROS 4 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -Este trabalho tem como objetivo apresentar as vantagens e melhorias obtidas na infraestrutura educacional da FATEC - Tatuí, utilizando de resultados obtidos em pesquisas relacionadas à sustentabilidade com foco na redução do descarte de materiais eletrônicos provenientes do Projeto Caça-Níqueis, desenvolvido pela instituição. A flexibilidade alcançada abrange não só os resultados obtidos em pesquisas independentes voltadas à construção de caixas acústicas utilizando materiais e componentes acústicos, mas também o aproveitamento de materiais e amplificadores de áudio originários do Projeto Caça-Níqueis. A pesquisa permitiu que fossem observadas melhorias a baixo custo em relação aos recursos didáticos oferecidos aos docentes da instituição. PALAVRAS-CHAVES:Sonorização de Ambiente; Logística Reversa; Flexibilização de Infraestrutura didática. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: FERNANDES, J. C. Projeto Acústico de Ambientes. 7o. Brazilian Conference on Dynamics, Control and Their Applications. UNESP - Prudente de Moraes ; MEC. Escola do Amapá desenvolve projeto de sonorização com apoio do PDDE. Portal MEC, Disponível em:. Acesso em: 11 ago 2012.; ROCHA, L. Z. Estudo e análise da acústica de ambientes submetidos a sistemas de áudio. Porto Alegre: 2004.; SOARES, A. Sonorização de ambientes - Parte IX Disponível em:. Acesso em: 11 ago ; RAMIRES, F. Coeficiente de Espelhamento Sonoro de Painéis Perfurados. Universidade Estadual de Campinas

25 NOVA PROPOSTA PARA CONECTOR RJ45 OSVALDO D'ESTEFANO ROSICA 1 ; JOAO AUGUSTO MACIEL DE CAMPOS 2 ; CLEBER GALVAO FRANCA 3 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -De acordo com Kurose, a internet é a rede de computadores que atua mundialmente e que possibilita a interconexão de milhões de equipamentos de computação, dentre eles os computadores pessoais, smartphones, tablets, câmeras web, Tvs, eletrodomésticos, automóveis. Um cabo de par trançado, também conhecido como UTP, é formado por um conjunto de oito fios trançados em pares (quatro pares). Somente dois pares são utilizados para a comunicação entre o computador e um hub ou switch, sendo que um par envia os dados de uma máquina para os hub ou switch e outro par permite que essa mesma máquina receba os dados do hub ou switch. Para que esses cabos possam ser conectados aos computadores e aos hubs e switchs foi estabelecido pela norma EIA/TIA com a norma 568 um tipo de conector que recebeu a designação RJ45.Comer(pag. 11) O conector RJ45 permite que o cabo de par trançado seja inserido em seu interior e, desse modo, possa ser conectado aos equipamentos de transmissão de dados, sejam computadores, máquinas CNC, hubs, switchs, dentre outros. Hoje, a ligação do cabo UTP ao conector RJ45, demanda grande atenção por parte do operador, pois o descasque de cada fio deve ser feito em medida justa que permita sua introdução no conector RJ45.A não observância dessa medida, seja por descuido ou imperícia acarreta desperdício de tempo e material do cabo, pois será necessário novo corte para ajuste da medida correta necessária. Esse projeto visa a propor modificações na constituição do conector RJ45, o que irá simplificar o manuseio da união do cabo UTP com o conector RJ45, permitindo que o trabalho seja feito de forma mais simplificado, não necessitando de mão de obra muito especializada e diminuindo, assim, o tempo necessário de sua confecção. PALAVRAS-CHAVES:RJ45,Cabo UTP, Conector REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: COMER, D. E. Interligação de Redes com TCP/IP. Elsevier, 2006.; KUROSE, J. F.; ROSS, K. W. Redes de Computadores e a Internet. Pearson Addison Wesley, São Paulo, 2006.; MARIN, P. S. Cabeamento Estruturado-Desvendando cada passo: do projeto à instalação. Érica,

26 26

27 27

28 PESQUISA, PROJETO E CONSTRUÇÃO DE CAIXAS ACÚSTICAS PARA USO EDUCACIONAL APLICANDO CONCEITOS DE SUSTENTABILIDADE DIRECIONADOS À REDUÇÃO DO DESCARTE DE LIXO ELETRÔNICO. ANTONIO CESAR SILVA SACCO 1 ; FERNANDA PEREIRA 2 ; ISAC BRUNO ALEIXO PEREIRA 3 ; DJEIZON DE ALMEIDA BARROS 4 ; MOACIR TOMAZELA 5 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - 5 Aluno do Curso de Gestão da Tecnologia da informação- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -Este trabalho tem como objetivo apresentar o processo de pesquisa, projeto e construção de caixas acústicas para uso nas dependências da FATEC - Tatuí, aplicando conceitos de sustentabilidade por meio da utilização de materiais provenientes do Projeto Caça-Níqueis desenvolvido pela instituição. A pesquisa abrangeu a tecnologia aplicada aos diversos tipos de caixas acústicas e permitiu a adoção de um modelo adequado, em função da sua simplicidade, para uso em salas de aula e auditórios da instituição. A utilização dos componentes e materiais provenientes da desmontagem das máquinas de jogos ilícitos, além de incrementar a baixo custo a infraestrutura para atividade fim da FATEC - Tatuí, também permite reduzir o impacto ambiental, minimizando a quantidade de lixo eletrônico descartado. PALAVRAS-CHAVES:Caixa acústica; Logística Reversa; Meio Ambiente. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: CALVÃO, A. M. O Lixo Computacional na Sociedade Contemporânea. I ENINED - Encontro Nacional de Informática e Educação, UFF - Universidade Federal Fluminense, Disponível em:. Acesso em: 12 ago 2012.; FERREIRA, D. D. C.; DA SILVA, J. B.; DA SILVA G. J. C. Reciclagem do e-lixo (ou lixo eletro-eletrônico). V CONNEPI Disponível em:. Acesso em: 12 ago 2012.; VALENTIM, J. A. SISTEMA DE SOM. SILVA, M. R. J. D. e AZEVEDO, T. C. M. D. SENAI 2003.; VASSALLO, F. R. Manual de Caixas Acústicas e Alto-Falantes. HEMUS,

29 PLANO INCLINADO AUTOMATIZADO ANDERSON LUIZ DE SOUZA 1 ; MAXMILIANO CRISPIM VIEIRA JR 2 ; PEDRO SERGIO ROSA 3 ; OTAVIO DOS SANTOS GAIJUTIS 4 ; 1 Professor - 2 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 3 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - 4 Aluno do Curso de Automação Industrial- Fatec/Tatuí - SP - RESUMO -RESUMO O plano inclinado, exemplo de máquina simples, foi utilizado por Galileu Galilei para o estudo da lei dos corpos em queda livre, que diz que todos os corpos de mesma matéria mas com pesos diferentes e jogados da mesma altura caem com a mesma aceleração, pois o efeito gravitacional é igual para todos, desde que no vácuo. Este trabalho visa automatizar um plano inclinado, para que o experimento feito por Galileu ganhe vida nos tempos modernos, facilitando o estudo da matemática, além de possibilitar a alteração dos ângulos do plano e da precisão dos números obtidos, devido ao motor de passo que movimenta o fuso e o controle de dados via sensores e software. PALAVRAS-CHAVES:Plano Inclinado, Lei dos corpos em queda livre, Galileu Galilei, Automatização. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: GALILEI, Galileu. Duas novas ciências. São Paulo: Nova Stella Editorial ; STRATHERN, Paul. Galileu e o sistema solar em 90 minutos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor ; CREASE, Robert P. Os dez mais belos experimentos científicos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor

Modelagem de processos; Implantação de Software; Desenvolvimento de software

Modelagem de processos; Implantação de Software; Desenvolvimento de software ELABORAÇÃO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA O CONTROLE DE PRESENÇA E CERTIFICAÇÃO DO SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA DA FATEC-TATUÍ. PARTE I: INFLUÊNCIA DA METODOLOGIA NA IMPLANTAÇÃO ANTONIO CÉSAR SILVA SACCO 1,

Leia mais

Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco. Desenvolvimento Mobile: Padrões, filosofia e ferramentas

Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco. Desenvolvimento Mobile: Padrões, filosofia e ferramentas Nome palestrante Nome palestra Adoniran Coelho Gerenciamento de Riscos Geotécnicos em Obras Subterrâneas de Túneis Agnoax Augusto Rodrigues Pereira Padronização e a Gestão de Risco Alexandre de Oliveira

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC SECRETARIA GERAL DE CURSOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC SECRETARIA GERAL DE CURSOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC SECRETARIA GERAL DE CURSOS RESULTADO DAS SOLICITAÇÕES DE RETORNO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA O 1º PERÍODO LETIVO DE 2016. BASE LEGAL: ARTIGO 103 DO REGIMENTO GERAL

Leia mais

RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA APRENDIZAGEM MOTORA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESULTADO DA ANÁLISE CURRICULAR LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA ANA PAULA ZANINI DA SILVA DESCLASSIFICADA ITEM 2.1.1 LUIZ FERNANDO MARIANO MONTEIRO 47 PONTOS

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

RESULTADO DA PROVA DIDÁTICA Data de Realização: 12/03/2014

RESULTADO DA PROVA DIDÁTICA Data de Realização: 12/03/2014 Departamento ou Unidade: DEPA Área(s)/Matéria(s): Fitopatologia/Fitobacteriologia RESULTADO DA PROVA DIDÁTICA Data de Realização: 12/03/2014 REGISTRO CANDIDATO NOME RESULTADO 2013010000437-4 Aldenir de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA 2.º Ciclo - TABUADA 1.ºs 6.º Ac 7 Fernando Miguel L. Fontes 100,0 6.º Ac 8 Francisca Vicente Silva 100,0 6.º Bc 2 Daniel Henriques Lourenço 99,6 3.ºs 5.º Bc 16 Simão Pedro Tojal Almeida 99,6 5.º Ac 10

Leia mais

ÉTICA EMPRESARIAL e RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: CONCEITUAÇÃO, ANÁLISES E APLICAÇÕES.

ÉTICA EMPRESARIAL e RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: CONCEITUAÇÃO, ANÁLISES E APLICAÇÕES. ÉTICA EMPRESARIAL e RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: CONCEITUAÇÃO, ANÁLISES E APLICAÇÕES. 1ª etapa: Aprofundamento teórico: é a fase da revisão de literatura. Nela os pesquisadores (alunos e docentes)

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Garça Deputado Julio Julinho Marcondes de Moura

Faculdade de Tecnologia de Garça Deputado Julio Julinho Marcondes de Moura Dia 30/06 (Terça-feira) - Matutino Sala 03 08h00 RODRIGO ONISHI ALVES PROPOSTA DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA INFORMAÇÃO DE ESTATÍSTICA ESPORTIVA E INTERAÇÃO ENTRE TORCEDOR E CLUBE DEISE DEOLINDO SILVA LUIZ

Leia mais

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO

PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Produção Industrial PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Móveis Integrado FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

VESTIBULAR 1º SEM 2015

VESTIBULAR 1º SEM 2015 Ampla Concorrência Curso : 012 Engenharia de Computação 1º 1448967 JOAO PAULO TINOCO ALVARENGA 93,0 Convocado 2º 1464090 GABRIEL BARROSO RUBIAO 89,0 Convocado 3º 1441526 ITALO NICOLA PONCE PASINI JUDICE

Leia mais

LISTA DE CLASSIFICADOS

LISTA DE CLASSIFICADOS LISTA DE CLASSIFICADOS Curso: Web Design Comparecer para a matrícula do dia (Segunda à Sexta) Horário:das 09h às 12h e 13h às 17h Ord Nome Candidato RG Pont Período Matrícula 1 Allana Araujo Baroni 235033068

Leia mais

CENTRO FED. DE EDUC. TECNOLOGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA RJ. 11.02.04.99.18 Solicitação de Matrícula( por curso )

CENTRO FED. DE EDUC. TECNOLOGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA RJ. 11.02.04.99.18 Solicitação de Matrícula( por curso ) .0.0.99.8 Solicitação de Matrícula( por curso ) Curso: GFISPET - PET - CURSO SUPERIOR DE LICENCIATURA EM FÍSICA Período: º Semestre de 0 Data: 8/0/0 Hora: :08 Dt. Dt. Solicit. Disciplina Período Ideal

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Ano Base: 2012 Título do Projeto: Palestra Julio Ferraz Tipo de Projeto:

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CLASSIFICAÇÃO GERAL POR CURSO

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CLASSIFICAÇÃO GERAL POR CURSO Inscrição GILBRAN COSTA GUIMARÃES 003020851100087 662,64 Cirurgia Geral 1 * MARCELA SILVA VIEIRA 003027851100098 655,49 Cirurgia Geral 2 * GUTENBERG DINIZ BORBOREMA 003021851100096 619,4 Cirurgia Geral

Leia mais

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO Certificamos para os devidos que ESTEVÃO JÚNIOR participou da atividade de extensão de Simulado da OAB, promovida pelas Faculdades Kennedy de Minas Gerais, no dia 07 de outubro de 2015, com carga horária

Leia mais

Amanda Cardoso de Melo

Amanda Cardoso de Melo Aime Pinheiro Pires participou da palestra: Empreendedor De Sucesso, Amanda Cardoso de Melo Amanda Loschiavo Amoiré Santos Ribeiro Ana Carolina Pereira Pires Ana Carolina Pioto Magalhães Ana Cristina Angelo

Leia mais

Programação. Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação

Programação. Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação Programação Dia 31/05 1º período do curso de Engenharia de Computação 1ª PALESTRA DO DIA: 19h As perspectivas mercadológicas na era da Tecnologia da Informação para Utilização de Software nas Empresas

Leia mais

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO Administração de Empresas Regional: CACHOEIRA PAULISTA SUPERIOR 0074343-7 FLAVIO GONCALVES CHAGAS 233446448 35 58,33 1 Pág. 1 de 10 Administração de Empresas Regional: LORENA SUPERIOR 0026769-4 BRUNA BERNARDES

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 2ª FASE - ECT SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO CARLA MARIA CARNEIRO ALVES Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologias 3,9 de 5 4 CARLOS EDUARDO DOS

Leia mais

A EXSTO agradece a participação e confiança dos professores em nossas soluções didáticas!

A EXSTO agradece a participação e confiança dos professores em nossas soluções didáticas! No dia 11 de novembro, a Exsto realizou Apresentação Técnica no CEFET MG Campus de Varginha, sobre a solução XC201 Banco para Sensores Industriais. A apresentação contou com a presença dos professores

Leia mais

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Curso: Bacharelado em Administração - João Pessoa - Integral - Transferência 097003400004 RAYSSA KELLY SILVA LIMA APTO 097003400013 LUANA JARDELINA DE SOUZA NERY INAPTO 097003400002 KEDYMA DA COSTA SILVA

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GPSis Grupo de Pesquisa em Sistemas de Informação

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GPSis Grupo de Pesquisa em Sistemas de Informação NOME DA LINHA: Análise e Desenvolvimento de Sistemas Computacionais OBJETIVO: a) estimular a produção cientifica entre docentes e alunos visando à participação em congressos; b) desenvolver softwares em

Leia mais

CONCURSO VESTIBULAR - 2014

CONCURSO VESTIBULAR - 2014 FIP - FACULDADES INTEGRADAS DE PATOS Data - 5/8/2014 COMPROV - COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES PAG - 1 RELACÃO DOS CANDIDATOS CLASSIFICADOS E APROVADOS MEDICINA - ORDEM POSIÇAÕ ORDEM INSCRIÇÃO NOME

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13008 10 E Técnico de Instalações Elétricas Carlos Jorge Oliveira Rodrigues Escola Secundária de São Pedro do Sul 13791 10 E Técnico de Instalações Elétricas Daniel dos Santos Rodrigues Escola Secundária

Leia mais

EDITAL Nº 150, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO 11 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICADO

EDITAL Nº 150, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO 11 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICADO EDITAL Nº 150, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO 11 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICADO LISTAGEM DE CLASSIFICADOS: Município: Nome do curso: Código da

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU

PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU ISSN 1984-9354 PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU Simone Aparecida Pinto Romero, Jhonny Marcos Acordi Mertz, Marcos Daniel de Moraes Insfran, Rodrigo Bueno Otto

Leia mais

UFPE - COVEST - C O N C U R S O V E S T I B U L A R 2011 PAG 0001

UFPE - COVEST - C O N C U R S O V E S T I B U L A R 2011 PAG 0001 UFPE - COVEST - C O N C U R S O V E S T I B U L A R 2011 PAG 0001 GRUPO:05 - CURSO: LETRAS/LIC LINGUA FRANCESA PREFERENCIA: 16 - INSTITUICAO:U.F.PE. - ENTRADA 1 - TURNO:TARDE RECIFE 1282103 LUCINDA DA

Leia mais

I - CURSOS DO CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (CCT/UENF)

I - CURSOS DO CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (CCT/UENF) I - CURSOS DO CENTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (CCT/UENF) 0730087434 JEAN TAVARES PINTO 0730117621 SÉRGIO HERMAN BASTOS LIMA 0730324673 LARISSA DILLEM VIEIRA 0730364301 LUIZA ARTILLES DE ABREU ÁVILA 0730064510

Leia mais

AMANDA COSTA DE MORAIS

AMANDA COSTA DE MORAIS O Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Administração da UFMG certifica que o(a) aluno(a) AMANDA COSTA DE MORAIS participou da 7ª Discussão Temática Diversidade e inovação: cultura empreendedora

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS. Janara de Camargo Matos 1 *

APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS. Janara de Camargo Matos 1 * 1 APRENDENDO BIOSSEGURANÇA COM O USO DE WIKIS Janara de Camargo Matos 1 * RESUMO A internet ou Web 2.0 é um espaço onde se pode criar, editar e transformar páginas de maneira simples. A utilização de tecnologias

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

INOVA SENAI EDITAL 2015

INOVA SENAI EDITAL 2015 INOVA SENAI EDITAL 2015 Sumário 1 Estrutura do Inova SENAI... 2 1.1 O que é... 2 1.2 Objetivo... 2 1.3 Objetivos específicos... 2 1.4 Categorias... 3 1.5 Estrutura Organizacional... 4 2 Participantes e

Leia mais

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste São Paulo, 23 de janeiro de 2015. Prezados Discentes; O diretor da FATEC-ZL, encerrou na presente data, os trabalhos da primeira etapa do processo de transferência, conforme os critérios estabelecidos

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE VESTIBULAR 2006 PAGINA - 1 CANDIDATOS REMANEJADOS POR CURSO (Data:21/02/2006) 102 - LETRAS (PORTUGUES E INGLES E

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO - UPE VESTIBULAR 2006 PAGINA - 1 CANDIDATOS REMANEJADOS POR CURSO (Data:21/02/2006) 102 - LETRAS (PORTUGUES E INGLES E VESTIBULAR 2006 PAGINA - 1 102 - LETRAS (PORTUGUES E INGLES E SUAS LITERATURAS) ENTRADA: 02 TURNO: DIU FACULDADE DE FORMACAO DE PROFESSORES DE NAZARE DA MATA - FFPNM TAMYRYS THEREZA GONCALVES CIDRIM 1010447

Leia mais

TÍTULO: ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO E A POSTURA ÉTICA DO ADMINISTRADOR COLABORADOR(ES): ANTÔNIO CARLOS MARQUES, LUCIANE MARIA ALVARES SATURNINO

TÍTULO: ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO E A POSTURA ÉTICA DO ADMINISTRADOR COLABORADOR(ES): ANTÔNIO CARLOS MARQUES, LUCIANE MARIA ALVARES SATURNINO TÍTULO: ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO E A POSTURA ÉTICA DO ADMINISTRADOR CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE CENECISTA DE SETE LAGOAS AUTOR(ES):

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOPU DE 09/07/01 Componente Curricular: TECNOLOGIA DE GESTÃO EM ADMINISTRAÇÃO Código: ADM-151 CH Total: 60 HRS. Pré-requisito: --- Período

Leia mais

RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS ALOCADOS NO CONTRATO Nº 064/2010 PG MÊS DE REFERÊNCIA: ABRIL/2012 NOME FUNÇÃO LOTAÇÃO

RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS ALOCADOS NO CONTRATO Nº 064/2010 PG MÊS DE REFERÊNCIA: ABRIL/2012 NOME FUNÇÃO LOTAÇÃO NOVA RIO SERVIÇOS GERAIS LTDA RUA LICINIO CARDOSO 436 CEP: 20960-015 RIO DE JANEIRO 29.212.545/0001-43 RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS ALOCADOS NO CONTRATO Nº 064/2010 PG MÊS DE REFERÊNCIA: ABRIL/2012 NOME FUNÇÃO

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS

CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS CAPITAL INTELECTUAL COMO VANTAGEM COMPETITIVA NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESARIAIS Cesar Aparecido Silva 1 Patrícia Santos Fonseca 1 Samira Gama Silva 2 RESUMO O presente artigo trata da importância do capital

Leia mais

Experimento. Guia do professor. Qual é o cone com maior volume? Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia

Experimento. Guia do professor. Qual é o cone com maior volume? Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia geometria e medidas Guia do professor Experimento Qual é o cone com maior volume? Objetivos da unidade 1. Dado um círculo de cartolina, investigar qual seria o cone com maior volume que se poderia montar;

Leia mais

ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS

ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA - EMPREL ANALISTA DE INFORMÁTICA / SISTEMAS ALEXANDRE CANTINHO SALSA JUNIOR 900861 30º 60,00 ANA CECILIA VITAL DE ANDRADE, 901526 14º 67,00 ANDRE LUIZ DE OLIVEIRA LOPES

Leia mais

EDITAL Nº 101, DE 21 DE MAIO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO PARCIAL 01 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICAÇÃO

EDITAL Nº 101, DE 21 DE MAIO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO PARCIAL 01 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICAÇÃO EDITAL Nº 101, DE 21 DE MAIO DE 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA BOLSISTAS DO PRONATEC RESULTADO PARCIAL 01 CAMPUS BAMBUÍ - RETIFICAÇÃO LISTAGEM DE CLASSIFICADOS: Município: Nome do curso: Nome

Leia mais

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANDRÊSSA CAIXETA SOUZA 0 Desclassificado

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ÉTICA PROFISSIONAL

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ÉTICA PROFISSIONAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ÉTICA PROFISSIONAL Código: CTB-467 Pré-requisito: ----------.Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS V CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO VALE DO SÃO FRANCISCO - CEFIVASF Petrolina, PE Complexo Multieventos UNIVASF 30 de abril a 2 de maio de 2015 GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS GRUPO ALOJAMENTO PROFESSORA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

RESULTADO DE TUTORIA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA

RESULTADO DE TUTORIA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA RESULTADO DE TUTORIA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A DISTÂNCIA Lista de S, por disciplina, da permanência no cadastro de reserva de tutoria no curso de Administração, Modalidade a Distância. Os S devem aguardar

Leia mais

Tecnologia da Informação - SBC. Relatório de Atividades Desenvolvidas no 65º Congresso da SBC

Tecnologia da Informação - SBC. Relatório de Atividades Desenvolvidas no 65º Congresso da SBC Tecnologia da Informação - SBC Relatório de Atividades Desenvolvidas no 65º Congresso da SBC Setembro/2010 Relatório de atividades desenvolvidas no 65º Congresso da SBC A Equipe de Tecnologia da Informação

Leia mais

Processo seletivo - Programa Aprendiz CSN - Maio 2015 Selecionados - curso Mecânica Próxima etapa: Dinâmica de Grupo e Entrevista

Processo seletivo - Programa Aprendiz CSN - Maio 2015 Selecionados - curso Mecânica Próxima etapa: Dinâmica de Grupo e Entrevista ABRAHAO JUNIOR DE SOUZA PEREIRA ALAN SILVA DE ASSIS ALEXANDRE DE SOUZA PEREIRA FILHO ALYSSON DA COSTA ESTEVES ANA CLARA SILVA CABRAL ANDRE DA SILVA VIEIRA JUNIOR ANDRE LUIZ DE OLIVEIRA DOMINGOS ARTHUR

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO BANCA: D-01D LINHA DE PESQUISA: DIREITOS HUMANOS E ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO: FUNDAMENTAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E EFETIVIDADE ÁREA DE ESTUDO: DIREITO POLÍTICO SALA: 501 Carlos Athayde Valadares Viegas Ricardo

Leia mais

Palavras-chaves: Ambiental, Ferramentas de Gestão, Indicadores Ambientais

Palavras-chaves: Ambiental, Ferramentas de Gestão, Indicadores Ambientais VALIDAÇÃO DAS FERRAMENTAS DE GESTÃO AMBIENTAL NA ESTRUTURAÇÃO DO MODELO NA FORMAÇÃO DE AGENTES AMBIENTAIS E APLICAÇÃO DE TÉCNICAS SUSTENTÁVEIS DE CONSUMO Davi Alves Fernandes (UFPE ) davifernandes01@gmail.com

Leia mais

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Direito Digital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Fica a critério da Instituição fazer qualquer alteração, caso seja necessário.

Fica a critério da Instituição fazer qualquer alteração, caso seja necessário. 01 Daniel dos Santos Costa HORÁRIO: 08h30 às 10h00 TÍTULO: Sistema de Ordem de Serviço: análise de um sistema para o controle dos serviços de manutenção de computadores da empresa Impeças na cidade de

Leia mais

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado Processo Seletivo 2016/1 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado 000000004960 VALERIA DIAS MIRANDA EDUCACAO FISICA Aprovado 000000005764 BRUNNO DE PAULA SILVA BARBOSA EDUCACAO FISICA

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br 1. Introdução O advento dos microprocessadores disseminou a informática a tal ponto

Leia mais

Aula 12 Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas

Aula 12 Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas Aula 12 Tecnologia da Informação e a Gestão de Pessoas Objetivos da aula: Os objetivos desta aula visam permitir com que você compreenda melhor a relação da área de recursos humanos com a tecnologia da

Leia mais

Relatório de Resultado por Curso 72,00 3,00 64,00 58,00 60,00 70,00 8,00 9,00 10,00 11,00 12,00 13,00

Relatório de Resultado por Curso 72,00 3,00 64,00 58,00 60,00 70,00 8,00 9,00 10,00 11,00 12,00 13,00 Av. Professor Mário Werneck, 25 Buritis 30 Belo Horizonte/MG 1º Vestibular e Exame de Seleção de 15 do IFMG Câmpus Avançado Piumhi Bacharelado em Engenharia Civil 2154 44 19995 4040 992 9 05 379 11513

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA CADASTRO DE RESERVA TÉCNICA BOLSITAS PRONATEC RESULTADO FINAL O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás IFG, por meio da Pró - Reitoria de Extensão

Leia mais

SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA ENSP/FIOCRUZ 2011

SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA ENSP/FIOCRUZ 2011 SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA 29665-462010 Ana Carolina Carioca da Costa SALA 403 29608-462010 Ana Cristina Marques Martins SALA 403 29522-462010 Israel Souza SALA 403 29671-462010

Leia mais

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS Campus Floriano Teresina (PI), 31 de outubro de 2014. PORTARIA Nº001/2014, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014. Designar os servidores Lázaro Miranda Carvalho, Professor do Ensino

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

LOCAL: Auditório CEAM- O candidato deve pegar um transporte alternativo e pedir ao motorista que o deixe no CEAM que fica logo após o Porto Itaguaí

LOCAL: Auditório CEAM- O candidato deve pegar um transporte alternativo e pedir ao motorista que o deixe no CEAM que fica logo após o Porto Itaguaí DINÂMICA DE GRUPO DIA: 11/08/2008 CARGO: APRENDIZ I - Operação Portuária 1. Aline Aparecida Ramos Muniz 2. Carla Cristina Gonçalves Silva 3. Carolina de Sousa 4. Douglas Leite Cardoso 5. Erick Rodrigo

Leia mais

Catalão - Centro Cultura Labibe Faiad Curso de Qualificação Profissional em Língua Inglesa - Inglês Aplicado ao Turismo Matutino Terceira Chamada

Catalão - Centro Cultura Labibe Faiad Curso de Qualificação Profissional em Língua Inglesa - Inglês Aplicado ao Turismo Matutino Terceira Chamada Matutino Terceira Chamada 1 MARIA EUNICE MENDES 2 ERICA CRISTINA DE OLIVEIRA 3 LAIS CAROLINE DA SILVA BARROS 4 CLEUZA CRISTINA DE JESUS 5 ELISANDRA FERREIRA DINIZ 6 LÍVIA LOPES DE OLIVEIRA 7 HELENICE DOS

Leia mais

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos Nome Curso s Amarelos Vermelhos Carlos Júnior Mestrado 4 Jogo 15 Rui Nascimento Mestrado Jerónimo Mestrado 1 Jogo 15 Pedro Francês Mestrado 1 Andre Figueiredo Mestrado 3 Jogo6 Artur Daniel Mestrado 2 João

Leia mais

Pont. Nome Ano Turma Nº Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Total

Pont. Nome Ano Turma Nº Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Total Lin Yu 7º G 11 9 10 10 10 6 45 Vanessa Almeida 7º G 25 9 9 10 10 6 44 Paulo Ferreira 9º F 16 8 9 10 4 5 36 Samuel Marques 8º B 18 10 7 3 10 5 35 Bruno Silva 9º F 7 10 6 9 5 1 31 Maria Fernandes 7º G 13

Leia mais

DE JANEIRO BOLETIM OFICIAL Nº 10/2003. Em, 31 DE JULHO DE 2003

DE JANEIRO BOLETIM OFICIAL Nº 10/2003. Em, 31 DE JULHO DE 2003 RIO FEDERAÇÃO DE KICK BOXING DO ESTADO DO DE JANEIRO BOLETIM OFICIAL Nº 10/2003 Em, 31 DE JULHO DE 2003 O Presidente da Federação de Kick Boxing do Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições

Leia mais

RELAÇÃO DAS SOLICITAÇÕES DEFERIDAS PARA INGRESSO COMO GRADUADO NO CURSO DE MEDICINA PERÍODO 2011.2

RELAÇÃO DAS SOLICITAÇÕES DEFERIDAS PARA INGRESSO COMO GRADUADO NO CURSO DE MEDICINA PERÍODO 2011.2 GRADUADO NO CURSO DE MEDICINA PERÍODO 2011.2 BRUNO BARBOSA DE MELO JOÃO MARCELO MEDEIROS FERNANDES MYLENA CAIAFFO COSTA VINICIUS FREITAS DE OLIVEIRA WALDILENE RODRIGUES FERREIRA MUDANÇA NO CURSO DE MEDICINA

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução a Engenharia de Software: histórico, evolução, aplicações e os principais tipos de software Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

Nº Escola : 402503. Nº Horário : 5. Nº Horas: 6. Data de Nascimento. 1 22,452 4811266471 Jorge Manuel Campos Eusébio 17/05/1980 2520 365 18,000

Nº Escola : 402503. Nº Horário : 5. Nº Horas: 6. Data de Nascimento. 1 22,452 4811266471 Jorge Manuel Campos Eusébio 17/05/1980 2520 365 18,000 Nome da Escola : Escola Secundária Pinhal do Rei, Marinha Grande Nº Escola : 402503 Data final da candidatura : 2013-11-21 Nº Horário : 5 Grupo de Recrutamento: 550 - Informática Nº Horas: 6 Ficheiro gerado

Leia mais

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa SERVIDORES DO CCA Alberto Luis da Silva Pinto e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa Amilton Gonçalves da Silva Cargo: Auxiliar Operacional Aminthas Floriano Filho Cargo: Técnico

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO ANEXO II INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS CANDIDATOS AUTODECLARADOS NEGROS EDITAL 74 DE 03/12/2015 TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM ADUCAÇÃO INSCRICAO CAMPUS CARGO NOME 19941 CAMPUS PATROCÍNIO TÉCNICO EM ALEX DE SOUZA

Leia mais

Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas Engenharia de Computação e Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso

Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas Engenharia de Computação e Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Data Segunda-feira, 30 de novembro de 2009 Local Auditório IOTA Sistema para Detecção de tendências à evasão escolar utilizando Redes Neurais Artificiais Mauro Schneider ANDERSON DANZI MONTEIRO ANDRÉ HENRIQUE

Leia mais

Onde se lê: Lista de candidatos aprovados na triagem JANUÁRIA

Onde se lê: Lista de candidatos aprovados na triagem JANUÁRIA Onde se lê: Lista de candidatos aprovados na triagem JANUÁRIA LOCAL PROVA DATA: 17/12/2014 HORÁRIO: 8:30 LOCAL: SESC - Avenida Aeroporto, 250 - Aeroporto - Januária/MG Cargo: 405/14 Camareiro de Hotel

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA PARA GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DE PROJETOS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO BASEADO NOS PARÂMETROS DA METODOLOGIA PMI

DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA PARA GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DE PROJETOS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO BASEADO NOS PARÂMETROS DA METODOLOGIA PMI UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETROTÉCNICA CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL ELÉTRICA/AUTOMAÇÃO HENRY MEINELECKI BUENO BARBOSA LUCAS PEVIDOR DE CARVALHO CAVALLARI MURILO

Leia mais

CRONOGRAMA DE DEFESAS DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 02.2015 - NOITE

CRONOGRAMA DE DEFESAS DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 02.2015 - NOITE 1 2 3 4 5 6 7 DATA E HORA NOME TEMA ORIENTADOR BANCA 08.12 GABRIELLE MACEDO SERGIO 19h00min CLAUDIO RAMOS DE SA JUNIOR GUIA DO APONTADOR. VICTOR ALENCAR DOS SANTOS 08.12 MARCUS VINICIUS VASCONCELOS SERGIO

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

CURSO: MARKETING TURNO: 5H45 GRUPO 1 ALUNOS GERSON GUIMARAES FILHO IRINEU LAGO JAMILE SOARES MARLUCE PEREIRA

CURSO: MARKETING TURNO: 5H45 GRUPO 1 ALUNOS GERSON GUIMARAES FILHO IRINEU LAGO JAMILE SOARES MARLUCE PEREIRA GRUPO 1 GERSON GUIMARAES FILHO IRINEU LAGO JAMILE SOARES MARLUCE PEREIRA 06H00 PROJETO PROFISSIONAL INTEGRADOR (PPI) IBM INTERNATIONAL BUSINESS MACHINES ROBERTO DIAS - PRESIDENTE MARIA APARECIDA NERY AGOSTINHO

Leia mais

161342 - Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 340613 - Escola Básica nº 2 de Condeixa-a-Nova Relação de Alunos

161342 - Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 340613 - Escola Básica nº 2 de Condeixa-a-Nova Relação de Alunos : A 12 1 Adriana Beatriz Pinto Pereira Cortez S 13078 2 Ana Francisca Conceição Costa S 136 3 Ana Francisca Rodrigues Preces 1307 4 António José da Silva Loreto S 13084 Beatriz Moura Neves Beja Facas S

Leia mais

Ana Carolina Pereira Pires

Ana Carolina Pereira Pires Aimê Pinheiro Pires universidades e centros de pesquisa na geração de novos negócios, Ana Carolina Pereira Pires Ana Cristina Angelo Rocha Ana Paula Andrade Galvão Andre Araujo André Lopes Andre Luiz Santos

Leia mais

APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS

APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS APLICAÇÕES DA CIÊNCIA NUCLEAR E O ENSINO DE DISCIPLINAS 1 INTRODUÇÃO Wellington Antonio Soares soaresw@cdtn.br Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN Centro

Leia mais

Tema: As vantagens de implantar uma rede estruturada em ambiente corporativo.

Tema: As vantagens de implantar uma rede estruturada em ambiente corporativo. 1 TEMA Assunto: Redes de computadores. Tema: As vantagens de implantar uma rede estruturada em ambiente corporativo. 2 PROBLEMA Problema: Qual a importância de criar uma rede estruturada em instituições

Leia mais

1º EXAMINADOR 2º EXAMINADOR 3º EXAMINADOR MÉDIA ESC. X3 MED PON DID. X4 TIT. X2 P.A. X1. - - - - - - - - - - - - - - - - Desclassificado

1º EXAMINADOR 2º EXAMINADOR 3º EXAMINADOR MÉDIA ESC. X3 MED PON DID. X4 TIT. X2 P.A. X1. - - - - - - - - - - - - - - - - Desclassificado PLANILHA DE 01 02 03 04 05 06 07 08 Adeilton Correia de Barros Júnior Aline Lopes Timóteo Ana Paula Carvalho Cavalcanti Furtado Alysson Barros de Morais André Felipe Lemos Audrey Bezerra Vasconcelos Boaz

Leia mais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais A 796 Neuza Soraia Rodrigues Carvalhas Direito e Processual 729 Maria Teresa Barros Ferreira Direito e Processual 938 Rute Isabel Bexiga Ramos Direito e Processual 440 Inês Lopes Raimundo Direito e Processual

Leia mais

LISTA DE SORTEADOS PARA AS VAGAS DE 2015 1º ANO MANHÃ

LISTA DE SORTEADOS PARA AS VAGAS DE 2015 1º ANO MANHÃ 1º ANO MANHÃ 1. WALLACE VINÍCIUS DE BRITO PATROCÍNIO Comerciário 2. SAMUELL BRAULIO MOREIRA SANTOS Comerciário 3. JOANA MARTINS BRAGA RIVERTE Comerciário 4. SAMUEL ALVES COELHO MENEZES Comerciário 5. EMANUELLE

Leia mais

LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO

LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO LIVRO POP-UP NO ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA OFICINA COM PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO Kaline Soares de Oliveira (Mestranda do Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática UFRN) Maria

Leia mais

Candidato Curso Turno Classificação Status Análise Data da Agenda Hora ANA CLAUDIA DE SOUSA. Em processo de análise diurno 1 INFORMAÇÃO

Candidato Curso Turno Classificação Status Análise Data da Agenda Hora ANA CLAUDIA DE SOUSA. Em processo de análise diurno 1 INFORMAÇÃO Candidato Curso Turno Classificação Status Análise Data da Agenda Hora ANA CLAUDIA DE SOUSA GABRIEL FERNANDES CYRINO GISNEI RIBEIRO CAMPOS GUILHERME MAGALHÃES SOMMERFELD JOÃO EDUARDO MACHADO JOYCE LORENA

Leia mais

Estatística: Como motivar este estudo através de reportagens do cotidiano

Estatística: Como motivar este estudo através de reportagens do cotidiano 1 Estatística: Como motivar este estudo através de reportagens do cotidiano Lenice Mirandola da Rocha Colégio Militar de Porto Alegre Brasil lenice@portoweb.com.br Terezinha Ione Martins Torres Faculdade

Leia mais