Dr. Luis Quintino Hospital da Horta. Horta 24 Acidentes. P Delgada 5 Acidentes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dr. Luis Quintino Hospital da Horta. Horta 24 Acidentes. P Delgada 5 Acidentes"

Transcrição

1 Dr. Luis Quintino Hospital da Horta Horta 24 Acidentes P Delgada 5 Acidentes

2 ANOS: 1992 / 2009 PROVENIÊNCIA Casos Casos Horta Terceira Pico S. Jorge Fores Graciosa Corvo Casos TIPO ACIDENTES Sobrepressão Pulmonar 1 Bends 7 Neurológicos 16 SINTOMAS OBSERVADOS Coma 1 Marcha Ataxica 2 Síndrome Vertiginoso 1 Hemiparésia 1 Retenção Urinária 2 Cefaleias 8 Lesões Cutâneas 2 Hiperestesia 1 Parestesias 10 Dor Toráxica 3 Enfisema Sub Cutâneo 2 Perca de Força 7 Bends 7

3 Oceano Mar Aberto Correntes Maritimas Instabilidade Atmosférica Profundidade Maus Mergulhadores Poucos Centros Má Formação

4 Oceano Mar Aberto Correntes Maritimas Instabilidade Atmosférica Profundidade Maus Mergulhadores Poucos Centros Má Formação Oceano Mar Aberto Correntes Maritimas Instabilidade Atmosférica Profundidade Maus Mergulhadores Poucos Centros Má Formação

5 Oceano Mar Aberto Correntes Maritimas Instabilidade Atmosférica Profundidade Maus Mergulhadores Poucos Centros Má Formação Oceano Mar Aberto Correntes Marítimas Instabilidade Atmosférica Profundidade Maus Mergulhadores Poucos Centros Má Formação

6 Rapa Fundos Mergulhadores sem certificação Falta planeamento Subidas rápidas Profundidade Deco Patamares omitidos Falta Ar Desconhecimento

7 MERGULHADOR: FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA: certificado, seguro, aptidão médica... CONDIÇÕES PSICOFÍSICAS: antes, durante e depois

8 FACTORES EXTERNOS: NORMAS DE SEGURANÇA NO MERGULHO E PLANEAMENTO EQUIPAMENTO E MATERIAL CONDIÇÕES AMBIENTAIS: mar, meteorología Formação e experiência: Titulação em vigor (reconhecimento médico) Experiência (nº de mergulhos, último mergulho...) Seguro de acidentes Individuais e pessoais: Forma física e psíquica geral Sexo, obesidade, idade Acidentes deco anteriores Foramen oval permeável Doenças concomitantes (HTA, diabetes, acidentes vasculares, febre, postcirugía ) Fármacos, tabaco (>20 cig/d)...

9 Antes do mergulho: Hidratação, sono, stress Álcool (12h), medicamentos, drogas Exercício intenso prévio?? Durante o mergulho: Esforço físico, fadiga intensa Hipotermia Stress - pânico Profundidade (>30m)- TTF (>50 )- mergulho en yo-yo Tabelas descompressão (omitir > 20 deco) Depois do mergulho: CONFIRMADOS: Voar, esforço físico, desidratação, mergulho em apneia (>15 ) DUVIDOSOS: duche quente, comida farta, sono Respeitar ao máximo as normas de mergulho: Barco à superficie Mergulhar em companhia Planificaçao do mergulho Plano de evacuação, farmácia/material urgências Titulação Rever periodicamente equipamento e material Condições ambientais: Estado do mar Correntes Condicões meteorológicas

10 SEM DESCOMPRESSÃO: 12 horas. COM DESCOMPRESSÃO: 24 horas. MERGULHOS SUCESSIVOS: 24 horas

11 Bends (dor muscular ou articular) que se resolvem com TABELA V 1 DÍA Bends que se resolvem com TABELA V (para durante um tempo prolongado) 48 HORAS Bends que demoraram a recuperação 1-3 SEMANAS Acidente neurológico que requer TABELA VI e tratamentos complementares (OHB) Mínimo 1 MÊS Acidente neurológico COM SEQUELAS apesar de uma boa evoluçao com OHB NÃO APTO Pouca informação (Estudos em câmara / estudos em meio aquático). Susceptibilidade individual. Mergulho/gravidez (desconhecem -se muitos dos efeitos) Efeitos terapêuticos / efeitos secundários Especial atenção: efeitos sobre SNC, SNA, S C-V, agravamento da toxicidade O2 Possíveis efeitos dos medicamentos / pressão: Sem alterações Antagonismo Somatização ou potencialização Efeitos imprevistos

12 Factores que podem alterar a resposta dos fármacos durante uma imersão : Pressão Frio Privação sensorial Desorientação espacial Visão reduzida Mal localização dos sons Vertigem Ausência de pressão atmosférica Efeitos secundários a ter em conta: Sistema Nervoso Sistema cardiovascular Sangue Sistema digestivo Sistema renal Sistema músculo-esquelético Pele e mucosas Outros

13 Efeitos secundários a ter em conta: SN: cefaleias, zumbidos, delírio, acufenos, psicose aguda, síndr.extrapiramidais, parestesias, neuropatia periférica S C-V: taqui/bradicardia, arritmias, hipotensão, edema, dor peito Sangue: anemia, trombocitopenia, neutropenia, alt. coagulacão Sist.digestivo: náuseas, vómitos, ardores, diarreia, alt.funcão hepática, falha hepático Sist.renal: falha renal, alt.hidroelectrolíticas, alt.micção Sist.músc-esq: mialgias, artralgias, cansaço excessivo Pele e mucosas: prurido, rash cutâneo, edema angioneurótico, fotosensibilidade Outros: glaucoma, fotofobia, visão turva DROGAS RECREACIONAIS EFEITOS AGUDOS TABACO: nicotina T.A, Frec.card, VC coronaria Inalação de fumo : BC, actividade cilial, produção de muco (possivel barotrauma na subida por bloqueio aéreo intrapulmonar) TABACO: CARBOXIHEMOGLOBINA (níveis em fumadores: 5-9 %) alterações psicomotoras aumenta falta de O 2 após exercicio fumadores crónicos: tolerância ao exercicio e hipoxemia TABACO: outros efeitos Doença coronária (angina, IAM) Enf. vascular periférica Ca. Pulmão e orofaríngeo Diminuição do vol sangue e hematócrito Congestão da mucosa nasofaríngea

14 DROGAS RECREACIONAIS EFEITOS AGUDOS ÁLCOOL depressão do SNC accão sinérgica com narcosis x N2 vómitos VD periférica (hipotensão) CAFEÍNA consumos moderados sem importância ligeiro aumento TA, arritmias e extrasístoles em individuos susceptiveis Abstinência: dor de cabeça, fadiga, ansiedade, naúseas, vómitos e função psicomotora

Questionário. 1. Sentiu na semana anterior ao AVC algum/alguns dos seguintes sintomas?

Questionário. 1. Sentiu na semana anterior ao AVC algum/alguns dos seguintes sintomas? Questionário Este questionário consta de um conjunto de perguntas que servirão de base à elaboração de um estudo prospectivo sobre a incidência de infecção sistémica que precede um AVC, tipos de infecção

Leia mais

FUNDAMENTOS DA MEDICINA SUBAQUÁTICA E HIPERBÁRICA DOENÇA DESCOMPRESSIVA UNIFESP

FUNDAMENTOS DA MEDICINA SUBAQUÁTICA E HIPERBÁRICA DOENÇA DESCOMPRESSIVA UNIFESP FUNDAMENTOS DA MEDICINA SUBAQUÁTICA E HIPERBÁRICA DOENÇA DESCOMPRESSIVA UNIFESP ACIDENTES DE MERGULHO EFEITO DIRETO LEI DE BOYLE EFEITO INDIRETO BAROTRAUMAS VERTIGEM SHP LEI DE DALTON LEI DE HENRY DOENÇA

Leia mais

SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO

SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO www.medialcare.pt SEJA COMPETITIVO, PROMOVENDO A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ACÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO 1 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Com a colaboração de uma especialista em Nutrição, propomos apresentar a temática

Leia mais

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO!

MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! MAIO, MÊS DO CORAÇÃO MELHORE A SUA VIDA CUIDE DO SEU CORAÇÃO! 12 A 31 DE MAIO DE 2008 EXPOSIÇÃO ELABORADA PELA EQUIPA DO SERVIÇO DE CARDIOLOGIA, COORDENADA PELA ENFERMEIRA MARIA JOÃO PINHEIRO. B A R R

Leia mais

Abordagem do doente com DPOC Agudizada

Abordagem do doente com DPOC Agudizada 2010 Abordagem do doente com DPOC Agudizada Amélia Feliciano Centro Hospitalar Lisboa Norte Hospital Pulido Valente Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) Resposta inflamatória anómala dos pulmões a

Leia mais

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO i) DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO Sevoflurano Baxter 100%, líquido para inalação por vaporização. ii) COMPOSIÇÃO QUALITATIVA

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial- 2º ano Módulo nº5- Semiologia Psíquica Portefólio de Psicopatologia Ana Carrilho- 11ºB

Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial- 2º ano Módulo nº5- Semiologia Psíquica Portefólio de Psicopatologia Ana Carrilho- 11ºB Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial- 2º ano Módulo nº5- Semiologia Psíquica Portefólio de Psicopatologia Ana Carrilho- 11ºB É uma doença psiquiátrica que leva as pessoas a acreditarem que

Leia mais

SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR. Uma viagem a quatro mãos

SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR. Uma viagem a quatro mãos SEGUIMENTO DO DOENTE CORONÁRIO APÓS A ALTA HOSPITALAR Uma viagem a quatro mãos Doença coronária Uma das principais causas de morte no mundo ocidental Responsável por 1 em cada 6 mortes nos E.U.A. 1 evento

Leia mais

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência:

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência: Kit informativo Gripe Sazonal A gripe Sazonal é uma doença respiratória infeciosa aguda e contagiosa, provocada pelo vírus Influenza. É uma doença sazonal benigna e ocorre em todo o mundo, em especial,

Leia mais

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg

mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 2 mg mesilato de doxazosina Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido de 2 mg: embalagem com 30 comprimidos.

Leia mais

IMPORTANCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA EM DOENTES SUBMETIDOS A TRANSPLANTE RENAL E HEPÁTICO

IMPORTANCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA EM DOENTES SUBMETIDOS A TRANSPLANTE RENAL E HEPÁTICO IMPORTANCIA DA ACTIVIDADE FÍSICA EM DOENTES SUBMETIDOS A TRANSPLANTE RENAL E HEPÁTICO Pereira, V.; Branco, E.; Menezes, M.D.; Silva, C.A.; Silveira, A.; Ventura, F.; Tomás, T. Novembro 2003 FUNDAMENTAÇÃO

Leia mais

EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO

EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO Dra. Ana Paula Cabral Ramidan 2º CURSO DE FORMAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES EM PREVENÇÃO ÀS DROGAS CORAÇÃO FONTE: http://www.google.com/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com/-hrgazxrptx4/tu8antmk2ai/aaaaaaaake0/mkgmvoud1fa/s1600/coracao.jpg&imgrefurl=http://toinhoffilho.blogspot.com/2011/12/cienciasvale-apensa-saber-coracao-uma.html&usg=

Leia mais

ATRED pemetrexede dissódico MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

ATRED pemetrexede dissódico MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA ATRED pemetrexede dissódico MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÕES Pó liofilizado para solução injetável contendo 100 mg de pemetrexede (base anidra) ou 500 mg de pemetrexede

Leia mais

AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA

AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA 1- INTRODUÇÃO No Brasil a doença cardiovascular ocupa o primeiro lugar entre as causas de óbito, isto implica um enorme custo financeiro e social. Assim, a prevenção e o tratamento

Leia mais

MODELO DE BULA PACIENTE RDC 47/09

MODELO DE BULA PACIENTE RDC 47/09 MODELO DE BULA PACIENTE RDC 47/09 B-PLATIN carboplatina APRESENTAÇÕES Solução injetável contendo 50 mg de carboplatina em 5 ml. Embalagem contendo 01 frasco-ampola de 5 ml. Solução injetável contendo 150

Leia mais

O Nicorette Goma para mascar medicamentosa de 2 mg ou 4 mg. apresenta-se sob a forma farmacêutica de goma para mascar medicamentosa.

O Nicorette Goma para mascar medicamentosa de 2 mg ou 4 mg. apresenta-se sob a forma farmacêutica de goma para mascar medicamentosa. FOLHETO INFORMATIVO Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento - Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente. - Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Leia mais

Neurose Ansiosa. Neurose Ansiosa. Psicopatologia Geral e Especial. Carlos Mota Cardoso

Neurose Ansiosa. Neurose Ansiosa. Psicopatologia Geral e Especial. Carlos Mota Cardoso Neurose Ansiosa 1 Angústia A angústia surge ante qualquer eventual ameaça à identidade e ao EU. Pode emergir em diversas circunstâncias, desde a mais estrita normalidade à franca psicopatologia. A angústia

Leia mais

AZITROMICINA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Revestido 500mg

AZITROMICINA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Revestido 500mg AZITROMICINA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Revestido 500mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: AZITROMICINA Medicamento genérico Lei n 9.787, 1999 APRESENTAÇÕES Comprimido revestido

Leia mais

PARATRAM cloridrato de tramadol + paracetamol

PARATRAM cloridrato de tramadol + paracetamol PARATRAM cloridrato de tramadol + paracetamol APRESENTAÇÕES Comprimidos Paratram 37,5 mg + 325mg. Embalagem com 10, 20 ou 30 comprimidos. USO ORAL. USO ADULTO. COMPOSIÇÃO Cada comprimido de PARATRAM contém

Leia mais

Endonidazol. metronidazol 0,5%

Endonidazol. metronidazol 0,5% Endonidazol metronidazol 0,5% Forma farmacêutica e apresentações: Solução injetável: 1 frasco plástico transparente de 100 ml de solução a 0,5% (500 mg) de metronidazol. SISTEMA FECHADO USO INTRAVENOSO,

Leia mais

Comprimidos Cada comprimido amarelo contém: 400 mg de paracetamol e 20 mg de fenilefrina base (adicionada na forma de cloridrato).

Comprimidos Cada comprimido amarelo contém: 400 mg de paracetamol e 20 mg de fenilefrina base (adicionada na forma de cloridrato). paracetamol - cloridrato de fenilefrina - maleato de carbinoxamina COMBATE OS SINTOMAS DA GRIPE Dores em Geral Febre Congestão Nasal Coriza APRESENTAÇÕES NALDECON NOITE é apresentado na forma farmacêutica

Leia mais

Trisenox Trióxido de arsênio 1 mg/ml: embalagem com 10 ampolas de 10 ml

Trisenox Trióxido de arsênio 1 mg/ml: embalagem com 10 ampolas de 10 ml Trisenox Trióxido de arsênio 1 mg/ml: embalagem com 10 ampolas de 10 ml TRISENOX trióxido de arsênio IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO TRISENOX trióxido de arsênio FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BRISTOL-MYERS SQUIBB BUSPAR cloridrato de buspirona Uso oral APRESENTAÇÃO BUSPAR 5 mg é apresentado em cartuchos com 2 blisters

Leia mais

ATRED. Libbs Farmacêutica Ltda. Pó liofilizado para solução injetável 100 mg e 500 mg

ATRED. Libbs Farmacêutica Ltda. Pó liofilizado para solução injetável 100 mg e 500 mg ATRED Libbs Farmacêutica Ltda. Pó liofilizado para solução injetável 100 mg e 500 mg ATRED pemetrexede dissódico APRESENTAÇÕES Pó liofilizado para solução injetável contendo 100 mg de pemetrexede (base

Leia mais

Agrotóxicos. O que são? Como são classificados? Quais os sintomas de cada grupo químico?

Agrotóxicos. O que são? Como são classificados? Quais os sintomas de cada grupo químico? Dica de Bolso Agrotóxicos O que são? Como são classificados? Quais os sintomas de cada grupo químico? 12 1 O QUE SÃO AGROTÓXICOS? Agrotóxicos, também chamados de pesticidas, praguicidas, biocidas, fitossanitários,

Leia mais

MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA PAMIGEN cloridrato de gencitabina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÃO 200 mg - Embalagem com 1 frasco ampola 1 g - Embalagem com 1 frasco ampola FORMA FARMACÊUTICA

Leia mais

Hipert r en e são ã A rteri r a i l

Hipert r en e são ã A rteri r a i l Hipertensão Arterial O que é a Pressão Arterial? Coração Bombeia sangue Orgãos do corpo O sangue é levado pelas artérias Fornece oxigénio e nutrientes Quando o sangue é bombeado gera uma pressão nas paredes

Leia mais

LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam

LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam LORAX lorazepam I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Lorax Nome genérico: lorazepam APRESENTAÇÕES Lorax 1 mg ou 2 mg em embalagens contendo 30 comprimidos. VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO ORAL USO

Leia mais

APRESENTAÇÕES Zimicina (azitromicina di-hidratada) 500 mg. Embalagem contendo 2, 3 ou 5 comprimidos revestidos.

APRESENTAÇÕES Zimicina (azitromicina di-hidratada) 500 mg. Embalagem contendo 2, 3 ou 5 comprimidos revestidos. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Zimicina azitromicina di-hidratada APRESENTAÇÕES Zimicina (azitromicina di-hidratada) 500 mg. Embalagem contendo 2, 3 ou 5 comprimidos revestidos. USO ORAL USO ADULTO USO

Leia mais

azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg

azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg azitromicina di-hidratada Laboratório Globo Ltda. Comprimido Revestido 500 mg azitromicina di-hidratada Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: azitromicina di-hidratada

Leia mais

mirtazapina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999

mirtazapina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 mirtazapina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES mirtazapina 30 mg. Embalagem contendo 7, 14 ou 28 comprimidos revestidos. mirtazapina 45 mg. Embalagem contendo

Leia mais

DOSES E EFEITOS LATERAIS DOS ANTIMICROBIANOS

DOSES E EFEITOS LATERAIS DOS ANTIMICROBIANOS DOSES E EFEITOS LATERAIS DOS ANTIMICROBIANOS Antimicrobianos Dose de manutenção em adultos com função renal normal Efeitos laterais Aminoglicosídeos Amicacina 15 mg/kg q24h EV Efeitos laterais comuns a

Leia mais

Zina. (dicloridrato de levocetirizina)

Zina. (dicloridrato de levocetirizina) Zina (dicloridrato de levocetirizina) Bula para paciente Comprimido revestido 5 mg Zina (dicloridrato de levocetirizina) MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA Comprimido revestido

Leia mais

A ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA

A ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA 9º Curso Pós-Graduado NEDO A ENDOCRINOLOGIA CLÍNICA Andropausa A. Galvão-Teles Lisboa, Fevereiro de 2010 Disfunção testicular no adulto Disfunção eixo hipotálamo-hipófise-gónada Hipogonadismo Testosterona

Leia mais

PEMEGLENN Glenmark Farmacêutica Ltda. Pó liófilo para solução injetável 100 mg e 500 mg

PEMEGLENN Glenmark Farmacêutica Ltda. Pó liófilo para solução injetável 100 mg e 500 mg PEMEGLENN Glenmark Farmacêutica Ltda. Pó liófilo para solução injetável 100 mg e 500 mg Pemeglenn_VP02 Página 1 PEMEGLENN pemetrexede dissódico LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO

Leia mais

AMLOCOR besilato de anlodipino

AMLOCOR besilato de anlodipino BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 AMLOCOR besilato de anlodipino I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO AMLOCOR besilato de anlodipino APRESENTAÇÕES Comprimidos 5 mg: embalagens

Leia mais

APROVADO EM 26-06-2007 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO

APROVADO EM 26-06-2007 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO FOLHETO INFORMATIVO Leia atentamente este folheto antes de tomar o medicamento. Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler. Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico. Este medicamento

Leia mais

Norvasc besilato de anlodipino

Norvasc besilato de anlodipino I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Norvasc Nome genérico: besilato de anlodipino Norvasc besilato de anlodipino APRESENTAÇÕES Norvasc 5 mg em embalagens contendo 10, 30 ou 60 comprimidos.

Leia mais

Substâncias Químicas mais comuns. Riscos e efeitos tóxicos. Risco Frase R Frase S Efeitos Tóxicos Acetato de Chumbo(II) R20/22 R33 S13 S20/21 *

Substâncias Químicas mais comuns. Riscos e efeitos tóxicos. Risco Frase R Frase S Efeitos Tóxicos Acetato de Chumbo(II) R20/22 R33 S13 S20/21 * Substâncias Químicas mais comuns. Riscos e efeitos tóxicos. Risco Frase R Frase S Efeitos Tóxicos Acetato de Chumbo(II) R20/22 R33 S13 S20/21 * Acetona R11 S9 S16 S23 S33 A inalação dos vapores pode causar

Leia mais

MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5)

MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5) Registro de Medicamento Novo Bula RDC 47/09 1 MODELO DE BULA (CCDS 200746 versão 5) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO CAELYX cloridrato de doxorrubicina lipossomal peguilado APRESENTAÇÕES Suspensão injetável

Leia mais

Grupo farmacoterapêutico: 10.1.1 Medicação antialérgica. Anti-histamínicos. Antihistamínicos

Grupo farmacoterapêutico: 10.1.1 Medicação antialérgica. Anti-histamínicos. Antihistamínicos Folheto Informativo: Informação para o utilizador Fenergan 25 mg Comprimidos revestidos Cloridrato de prometazina Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. - Conserve este folheto.

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Oxigénio Medicinal Gasoxmed, 100 % gás medicinal criogénico Leia atentamente este folheto antes de utilizar este medicamento. - Conserve este folheto.

Leia mais

TEXTO DE BULA LORAX. Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente.

TEXTO DE BULA LORAX. Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente. TEXTO DE BULA LORAX I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Lorax lorazepam APRESENTAÇÕES Lorax 1 ou 2 mg em embalagens contendo 20 ou 30 comprimidos. Cada comprimido contém 1 ou 2 mg de lorazepam respectivamente.

Leia mais

CONCEITO DIVISÃO LABORAIS RISCOS CARACTERÍSTICA COR TIPOLOGIA DE RISCOS 16/03/2012. Riscos Operacionais. Riscos Ambientais

CONCEITO DIVISÃO LABORAIS RISCOS CARACTERÍSTICA COR TIPOLOGIA DE RISCOS 16/03/2012. Riscos Operacionais. Riscos Ambientais RISCOS LABORAIS São agentes presentes nos ambientes de trabalho, decorrentes de precárias condições que, se não forem detectados e eliminados a tempo, provocam os Acidentes de Trabalho e as Doenças Ocupacionais.

Leia mais

ZOMIG e ZOMIG OD zolmitriptana

ZOMIG e ZOMIG OD zolmitriptana ZOMIG e ZOMIG OD zolmitriptana I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ZOMIG e ZOMIG OD zolmitriptana APRESENTAÇÕES ZOMIG Comprimidos revestidos de 2,5 mg em embalagens com 2 comprimidos ZOMIG OD Comprimidos orodispersíveis

Leia mais

Neuropatia Diabética e o Pé Diabético

Neuropatia Diabética e o Pé Diabético UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO DIRETORIA DE ENFERMAGEM SERVIÇO DE EDUCAÇÃO EM ENFERMAGEM MINICURSO: Assistência de enfermagem ao cliente com feridas Neuropatia Diabética e o Pé Diabético Instrutora:

Leia mais

CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE

CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE DOR TORÁCICA CARDÍACA LOCAL: Precordio c/ ou s/ irradiação Pescoço (face anterior) MSE (interno) FORMA: Opressão Queimação Mal Estar FATORES DESENCADEANTES:

Leia mais

QUETROS ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Comprimido revestido 25 mg, 100 mg e 200 mg

QUETROS ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Comprimido revestido 25 mg, 100 mg e 200 mg QUETROS ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Comprimido revestido 25 mg, 100 mg e 200 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO QUETROS hemifumarato

Leia mais

Alimentação e Saúde. Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2

Alimentação e Saúde. Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2 Alimentação e Saúde Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2 QUANDO ADQUIRIDOS PRECOCEMENTE, OS HÁBITOS H ALIMENTARES CORRECTOS

Leia mais

Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg

Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg Rohypnol (flunitrazepam) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 1 mg Rohypnol flunitrazepam Roche Agente indutor do sono APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 1 mg em caixa

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Optiray 160 mg Iodo/ml, Solução injectável ou para perfusão Substância activa: Ioversol Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento.

Leia mais

MIOSAN. cloridrato de ciclobenzaprina USO ADULTO

MIOSAN. cloridrato de ciclobenzaprina USO ADULTO 1 MODELO DE BULA MIOSAN cloridrato de ciclobenzaprina FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Comprimidos Revestidos: Caixas com 10 e 30 comprimidos revestidos de 5 mg. Caixas com 10 e 30 comprimidos revestidos

Leia mais

Neste texto você vai estudar:

Neste texto você vai estudar: Prevenção ao uso de drogas Texto 1 - Aspectos gerais relacionados ao uso de drogas Apresentação: Neste texto apresentamos questões gerais que envolvem o uso de drogas com o objetivo de proporcionar ao

Leia mais

Tópicos da Aula. Classificação CHO. Processo de Digestão 24/09/2012. Locais de estoque de CHO. Nível de concentração de glicose no sangue

Tópicos da Aula. Classificação CHO. Processo de Digestão 24/09/2012. Locais de estoque de CHO. Nível de concentração de glicose no sangue Universidade Estadual Paulista DIABETES E EXERCÍCIO FÍSICO Profª Dnda Camila Buonani da Silva Disciplina: Atividade Física e Saúde Tópicos da Aula 1. Carboidrato como fonte de energia 2. Papel da insulina

Leia mais

FURP-METRONIDAZOL. Fundação para o Remédio Popular FURP. Comprimido. 250 mg

FURP-METRONIDAZOL. Fundação para o Remédio Popular FURP. Comprimido. 250 mg FURP-METRONIDAZOL Fundação para o Remédio Popular FURP Comprimido 250 mg BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. FURP-METRONIDAZOL

Leia mais

besilato de anlodipino

besilato de anlodipino besilato de anlodipino Merck S/A besilato de anlodipino Medicamento genérico Lei nº 9.797, de 1999 APRESENTAÇÕES Besilato de anlodipino 5 mg - Embalagens contendo 30 e 60 comprimidos. Besilato de anlodipino

Leia mais

DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA ENTRE OS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL

DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA ENTRE OS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL MERCOSUL/GMC/RES. Nº 80/99 DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO OBRIGATÓRIA ENTRE OS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Resolução Nº 91/93 do Grupo Mercado

Leia mais

AZITROLAB. Multilab Indústria e Comércio de Produtos Farmacêuticos Ltda Comprimido revestido 500 mg

AZITROLAB. Multilab Indústria e Comércio de Produtos Farmacêuticos Ltda Comprimido revestido 500 mg AZITROLAB Multilab Indústria e Comércio de Produtos Farmacêuticos Ltda Comprimido revestido 500 mg Azitrolab azitromicina di-hidratada FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 500mg

Leia mais

CAPOX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 25mg e 50mg

CAPOX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 25mg e 50mg CAPOX Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 25mg e 50mg Capox captopril MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

Vazy Cloridrato de sibutramina monoidratado

Vazy Cloridrato de sibutramina monoidratado Vazy Cloridrato de sibutramina monoidratado EMS Sigma Pharma Ltda cápsula 10mg e 15mg 1 Vazy cloridrato de sibutramina monoidratado IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Vazy (Cloridrato de sibutramina monoidratado)

Leia mais

Carduran XL mesilato de doxazosina. APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de 4 mg em embalagem 30 comprimidos.

Carduran XL mesilato de doxazosina. APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de 4 mg em embalagem 30 comprimidos. Carduran XL mesilato de doxazosina I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Nome comercial: Carduran XL Nome genérico: mesilato de doxazosina APRESENTAÇÕES: Carduran XL comprimidos de liberação controlada de

Leia mais

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos.

Relaxante Muscular e Analgésico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos. BULA DO PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Paralon Relaxante Muscular e Analgésico clorzoxazona 200 mg e paracetamol 300 mg Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 200 mg de clorzoxazona e 300 mg de

Leia mais

EXPECTAMIN. (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA.

EXPECTAMIN. (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. EXPECTAMIN (maleato de dexclorfeniramina + sulfato de pseudoefedrina + guaifenesina) LEGRAND PHARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA Solução Oral 0,4 mg/ ml + 4 mg/ml + 20 mg/ml I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Leia mais

DONAREN RETARD. cloridrato de trazodona APSEN. APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos

DONAREN RETARD. cloridrato de trazodona APSEN. APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos DONAREN RETARD cloridrato de trazodona APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos de liberação prolongada APRESENTAÇÕES Comprimido de liberação prolongada de 150 mg em caixas com 10 e 20 comprimidos USO ORAL

Leia mais

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida.

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida. Drenol hidroclorotiazida PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Drenol Nome genérico: hidroclorotiazida Forma farmacêutica e apresentações: Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. USO ADULTO

Leia mais

Diabetes na infância e Hipoglicémia

Diabetes na infância e Hipoglicémia XXVIII Ação de formação Noções de primeiros socorros Consulta Pediatria H.E.S. Évora EPE Diabetes na infância e Hipoglicémia Abril 2012 Enf.ª-Ana Beja Enf.ª - Gisela Antunes O que é a Diabetes? A diabetes

Leia mais

azitromicina di-hidratada Eurofarma Laboratórios S.A. Pó para suspensão oral 600 mg; 900 mg e 1500 mg

azitromicina di-hidratada Eurofarma Laboratórios S.A. Pó para suspensão oral 600 mg; 900 mg e 1500 mg azitromicina di-hidratada Eurofarma Laboratórios S.A. Pó para suspensão oral 600 mg; 900 mg e 1500 mg azitromicina di-hidratada Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 PÓ PARA SUSPENSÃO ORAL USO ADULTO

Leia mais

BULA PACIENTE METRONIDAZOL GENÉRICO HALEX ISTAR

BULA PACIENTE METRONIDAZOL GENÉRICO HALEX ISTAR BULA PACIENTE METRONIDAZOL GENÉRICO HALEX ISTAR SOLUÇÃO INJETÁVEL 5 MG/ML metronidazol Medicamento genérico - Lei nº 9.787 de 1.999 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO metronidazol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES:

Leia mais

BESILATO DE ANLODIPINO

BESILATO DE ANLODIPINO BESILATO DE ANLODIPINO COMPRIMIDOS 2,5 MG I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO besilato de anlodipino Medicamento Genérico, Lei n 9.787, de 1999 Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 2,5mg: embalagem com

Leia mais

cloxazolam Sandoz do Brasil Ind. Farm. Ltda. Comprimidos 1 mg 2 mg

cloxazolam Sandoz do Brasil Ind. Farm. Ltda. Comprimidos 1 mg 2 mg cloxazolam Sandoz do Brasil Ind. Farm. Ltda. Comprimidos 1 mg 2 mg I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloxazolam Medicamento genérico, Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES cloxazolam comprimidos 1 mg. Embalagem

Leia mais

predisposição a diabetes, pois Ablok Plus pode mascarar os sinais e sintomas da hipoglicemia ou causar um aumento na concentração da glicose

predisposição a diabetes, pois Ablok Plus pode mascarar os sinais e sintomas da hipoglicemia ou causar um aumento na concentração da glicose ABLOK PLUS Ablok Plus Atenolol Clortalidona Indicações - ABLOK PLUS No tratamento da hipertensão arterial. A combinação de baixas doses eficazes de um betabloqueador e umdiurético nos comprimidos de 50

Leia mais

hipertensão arterial

hipertensão arterial hipertensão arterial Quem tem mais risco de ficar hipertenso? Quais são as consequências da Hipertensão Arterial? quem tem familiares Se a HTA» hipertensos não for controlada, causa lesões em diferentes

Leia mais

Anexo A DIAFURAN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Comprimidos. 2 mg

Anexo A DIAFURAN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Comprimidos. 2 mg Anexo A DIAFURAN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Comprimidos 2 mg DIAFURAN cloridrato de loperamida I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: DIAFURAN Nome genérico: cloridrato de loperamida

Leia mais

Veterinaria.com.pt 2009; Vol. 1 Nº 1: e31 (9 de Março de 2009) Disponível em http://www.veterinaria.com.pt/media//dir_27001/vcp1-1-e31.

Veterinaria.com.pt 2009; Vol. 1 Nº 1: e31 (9 de Março de 2009) Disponível em http://www.veterinaria.com.pt/media//dir_27001/vcp1-1-e31. Veterinaria.com.pt 2009; Vol. 1 Nº 1: e31 (9 de Março de 2009) Disponível em http://www.veterinaria.com.pt/media//dir_27001/vcp1-1-e31.pdf Hospital Veterinário Montenegro Dr. Luís Montenegro Dr a. Ângela

Leia mais

FICHA DE SEGURANÇA: ZOTAL LABORATÓRIOS ZOTAL, S. L. UNIVETE, S. A. 41900 Camas (Sevilla) Tel: 21 3041230 Espanha Fax: 21 3041233

FICHA DE SEGURANÇA: ZOTAL LABORATÓRIOS ZOTAL, S. L. UNIVETE, S. A. 41900 Camas (Sevilla) Tel: 21 3041230 Espanha Fax: 21 3041233 FICHA DE SEGURANÇA: ZOTAL Identificação do fabricante: Identificação do distribuidor: LABORATÓRIOS ZOTAL, S. L. UNIVETE, S. A. Ctra. N. 630, KM 809 Rua D. Jerónimo Osório, 5 - B Apdo. De Correos, 4 1400-350

Leia mais

Kolevas EMS S/A. Comprimido revestido. 10mg 20mg 40mg e 80mg

Kolevas EMS S/A. Comprimido revestido. 10mg 20mg 40mg e 80mg Kolevas EMS S/A Comprimido revestido 10mg 20mg 40mg e 80mg Atorvastatina cálcica comprimido revestido paciente I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO KOLEVAS atorvastatina cálcica APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos

Leia mais

cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg

cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg cinarizina NOVA QUÍMICA FARMACÊUTICA LTDA. comprimido 25 mg e 75 mg cinarizina Medicamento Genérico, Lei n 9.787, de 1999 I - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome genérico: cinarizina APRESENTAÇÕES cinarizina

Leia mais

Laboratórios Ferring

Laboratórios Ferring Pentasa Sachê mesalazina Laboratórios Ferring IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Pentasa Sachê mesalazina APRESENTAÇÕES Grânulos de liberação prolongada de: - 1 g disponível em embalagens com 50 sachês - 2 g

Leia mais

SEROQUEL hemifumarato de quetiapina

SEROQUEL hemifumarato de quetiapina SEROQUEL hemifumarato de quetiapina I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SEROQUEL hemifumarato de quetiapina APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 25 mg em embalagens com 14 comprimidos. Comprimidos revestidos

Leia mais

Nicotinell. Novartis Biociências S.A. Adesivo 7 mg, 14 mg e 21 mg

Nicotinell. Novartis Biociências S.A. Adesivo 7 mg, 14 mg e 21 mg Nicotinell Novartis Biociências S.A. 7 mg, 14 mg e 21 mg Nicotinell nicotina APRESENTAÇÕES Embalagens com 7 adesivos transdérmicos de nicotina (7mg, 14mg ou 21mg) USO TÓPICO - USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA

Leia mais

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco.

Composição Cada comprimido de 25 mg contém 25 mg de cinarizina. Excipientes: amido, lactose, óleo vegetal hidrogenado, povidona, sacarose e talco. 112360002 Stugeron cinarizina comprimidos Forma farmacêutica e apresentações Comprimidos de 25 mg em embalagem com 30 comprimidos. Comprimidos de 75 mg em embalagem com 30 comprimidos. USO ADULTO Composição

Leia mais

DONAREN. cloridrato de trazodona APSEN

DONAREN. cloridrato de trazodona APSEN DONAREN cloridrato de trazodona APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos revestidos. APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 50 mg. Caixas com 20 e 60 comprimidos. Comprimidos revestidos de 100 mg. Caixa com

Leia mais

Antes de tomar este medicamento informe o seu médico: Se tem história de doença cardíaca, ritmo irregular cardíaco ou angina.

Antes de tomar este medicamento informe o seu médico: Se tem história de doença cardíaca, ritmo irregular cardíaco ou angina. FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Onsudil 0,05 mg comprimidos Onsudil 0,005 mg/ml xarope Onsudil 0,1 mg/ml solução para inalação por nebulização cloridrato de procaterol Leia atentamente

Leia mais

O QUE SABE SOBRE A DIABETES?

O QUE SABE SOBRE A DIABETES? O QUE SABE SOBRE A DIABETES? 11 A 26 DE NOVEMBRO DE 2008 EXPOSIÇÃO PROMOVIDA PELO SERVIÇO DE MEDICINA INTERNA DO HOSPITAL DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, EPE DIABETES MELLITUS É uma doença grave? Estou em

Leia mais

IQUEGO-HIDROCLOROTIAZIDA IQUEGO - INDÚSTRIA QUÍMICA DO ESTADO DE GOIÁS S.A. Comprimido 25 mg

IQUEGO-HIDROCLOROTIAZIDA IQUEGO - INDÚSTRIA QUÍMICA DO ESTADO DE GOIÁS S.A. Comprimido 25 mg IQUEGO-HIDROCLOROTIAZIDA IQUEGO - INDÚSTRIA QUÍMICA DO ESTADO DE GOIÁS S.A. Comprimido 25 mg Esta bula sofreu aumento no tamanho para adequação a legislação vigente da ANVISA. Esta bula é continuamente

Leia mais

cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg

cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg cloxazolam Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimido 1 mg e 2 mg cloxazolam Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 Comprimido FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Embalagens com 20 e 30 comprimidos contendo

Leia mais

Atip (hemifumarato de quetiapina)

Atip (hemifumarato de quetiapina) Atip (hemifumarato de quetiapina) Supera Farma Laboratórios S.A Comprimidos 25 mg, 100 mg e 200 mg ATIP Hemifumarato de quetiapina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA FORMA FARMACÊUTICA

Leia mais

MOTRIN ibuprofeno. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Motrin Nome genérico: ibuprofeno

MOTRIN ibuprofeno. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Motrin Nome genérico: ibuprofeno MOTRIN ibuprofeno I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Motrin Nome genérico: ibuprofeno APRESENTAÇÕES Motrin 600 mg em embalagens contendo 12 ou 30 comprimidos revestidos. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS

BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS BRISTOL-MYERS SQUIBB NALDECON DOR paracetamol Dores em geral Febre Uma dose = 2 comprimidos FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO NALDECON DOR é apresentado em displays com

Leia mais

das Doenças Cérebro Cardiovasculares

das Doenças Cérebro Cardiovasculares Programa Regional de Prevenção e Controlo das Doenças Cérebro Cardiovasculares Índice Siglas e Acrónimos... 2 1. Contextualização... 3 2. População Alvo... 3 3. Objectivos... 4 4. Indicadores para Avaliação

Leia mais

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Folheto informativo: informação para o utilizador Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém informação importante

Leia mais

Abordagem ao Paciente Hematológico

Abordagem ao Paciente Hematológico Universidade Federal Fluminense Abordagem ao Paciente Hematológico Gilberto P Cardoso O objetivo de todo médico é prevenir doenças. Na impossibilidade, que possa reconhecer e intervir para evitar complicações.

Leia mais

Révia. cloridrato de naltrexona. Comprimidos Revestidos. Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA PACIENTE

Révia. cloridrato de naltrexona. Comprimidos Revestidos. Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA PACIENTE Révia cloridrato de naltrexona Comprimidos Revestidos Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA PACIENTE I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO REVIA cloridrato de naltrexona APRESENTAÇÃO Comprimido

Leia mais

sulfato de terbutalina

sulfato de terbutalina sulfato de terbutalina União Química Farmacêutica Nacional S.A. Solução injetável 0,5 mg/ml sulfato de terbutalina Medicamento genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Solução injetável IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO

Leia mais

CITALOR atorvastatina cálcica

CITALOR atorvastatina cálcica I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Citalor Nome genérico: atorvastatina cálcica APRESENTAÇÕES CITALOR atorvastatina cálcica Citalor 10 mg ou 20 mg em embalagens contendo 30 ou 60 comprimidos

Leia mais

Alterações de comportamento nos cães geriátricos secundárias a problemas de saúde. Daniel Gonçalves MV

Alterações de comportamento nos cães geriátricos secundárias a problemas de saúde. Daniel Gonçalves MV Alterações de comportamento nos cães geriátricos secundárias a problemas de saúde www.hospvetmontenegro.com CÃO SEM SEGREDOS CÃO SEM SEGREDOS SEM SEGREDOS Os cães seniores são os melhores: conhecem-nos

Leia mais

O uso de etoposídeo deve ser feito com cautela em pacientes com história de varicela ou herpes zóster.

O uso de etoposídeo deve ser feito com cautela em pacientes com história de varicela ou herpes zóster. TEVAETOPO etoposídeo 20 mg/ml APRESENTAÇÕES Solução injetável. TEVAETOPO (etoposídeo) é apresentado em embalagem contendo 10 frascos-ampola com 5 ml de solução injetável 20 mg/ml (100 mg) USO INJETÁVEL

Leia mais