Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação"

Transcrição

1 Aquecedor de reserv de monoloco de ix tempertur Dikin EKMBUHCAV EKMBUHCA9W Portugues

2 Índice Índice Acerc d documentção. Acerc deste documento... Acerc d cix. Aquecedor de reserv..... Pr retirr os cessórios do.. Preprção. Preprção do locl de instlção..... Requisitos do locl de instlção do quecedor de reserv.... Preprção d tugem de águ.... Preprção d instlção eléctric..... Descrição gerl ds ligções eléctrics pr ctudores externos e internos... 4 Instlção 4. Aertur ds uniddes Pr rir o Pr rir tmp d cix de distriuição do Montr o Pr instlr o Ligção d tugem de águ Pr ligr tugem de águ o quecedor de reserv Ligção d instlção eléctric Pr ligr instlção eléctric o quecedor de reserv Pr ligr fonte de limentção do quecedor de reserv Pr ligr o kit do à cix de controlo Inicir o sistem 7 Acerc d documentção. Acerc deste documento do : Instruções de instlção Formto: Ppel (n cix do ) Gui de referênci do instldor: Preprção d instlção, especificções técnics, os prátics, ddos de referênci... Formto: Ficheiros digitis em support-nd-mnuls/product-informtion/ Livro de nexo pr equipmento opcionl: Informções dicionis sore como instlr equipmento opcionl Formto: Ppel (n cix d unidde de exterior) + Ficheiros digitis em product-informtion/ As ctulizções mis recentes d documentção fornecid podem estr disponíveis no site regionl Dikin ou trvés do seu representnte. A documentção originl está escrit em inglês. Todos os outros idioms são trduções. Acerc d cix. Aquecedor de reserv O é um opção e pens pode ser utilizdo em cominção com uniddes de exterior EDLQ05+07CAV e EBLQ05+07CAV. Pr poder utilizr o é necessário que cix de controlo opcionl EKCB07CAV sej prte do sistem... Pr retirr os cessórios do quecedor de reserv Retire o suporte d prede d cix. Púlico-lvo Instldores utorizdos Conjunto de documentção Este documento fz prte de um conjunto de documentção. O conjunto completo é constituído por: Precuções de segurnç geris: Instruções de segurnç que deve ler ntes de instlr Formto: Ppel (n cix d unidde de exterior) d unidde de exterior: Instruções de instlção Formto: Ppel (n cix d unidde de exterior) d cix de controlo: Instruções de instlção Formto: Ppel (n cix d cix de controlo) d cix opcionl: Instruções de instlção Formto: Ppel (n cix d cix opcionl) 4P C 05.08

3 Preprção Item Preprção. Preprção do locl de instlção.. Requisitos do locl de instlção do Fios Corrente máxim de funcionme nto Proteção térmic do kit do quecedor de reserv () Ligção do kit do (d cix de controlo) () Tenh em cont s recomendções de medição: Distânci máxim entre o e unidde de exterior Descrição 0 m () (V) (6V, 6W, 9W) Secção mínim do co: 0,75 mm; comprimento máximo: 0 m. Tenh em cont s seguintes recomendções de instlção: >00 Aquecedor de reserv Fonte de limentção Número de condutores necessários EKMBUHCAV 0 V +GND EKMBUHCA9W 0 V +GND+ pontes 400 V 4+GND >50 Mis especificções técnics ds diferentes ligções são indicds no interior do. >500 >50 >50 INFORMAÇÕES 4 Instlção 4. Aertur ds uniddes 4.. Pr rir o Se o estiver instldo num sistem reversível (EBLQ05+07CAV) e o kit de válvuls EKMBHBP fizer prte do sistem, poderá ser necessário disponiilizr mis espço por ixo do quecedor de reserv do que o cim indicdo. Pr oter mis informções, consulte o gui de referênci do instldor e documentção do kit de válvuls. O foi conceido pr ser montdo n prede pens em loclizções interiores. Certifique-se de que superfície de instlção é um prede pln, verticl e não comustível. O foi conceido pr operr em temperturs miente entre 5~0 C.. Preprção d tugem de águ Qundo instlr o no sistem, certifique-se de que o fluxo de águ mínimo necessário é sempre ssegurdo. Pr oter mis informções, consulte o mnul de instlção d unidde de exterior.. Preprção d instlção eléctric.. Descrição gerl ds ligções eléctrics pr ctudores externos e internos Item Descrição Fios Corrente máxim de funcionme nto Co de interligção Termístor do kit do () 4P C 05.08

4 4 Instlção 4.. Pr rir tmp d cix de distriuição do 4. Montr o 4.. Pr instlr o Fixe o suporte de prede n prede com prfusos M5. Mrque posição do orifício n prte inferior do quecedor de reserv. 4 Retire o do suporte de prede. 5 Perfure um orifício pr o prfuso inferior e insir um uch. 6 Pendure o no suporte de prede. Certifique-se de que está corretmente fixdo. 7 Fixe prte inferior do n prede com um prfuso M5. 4. Ligção d tugem de águ 4.. Pr ligr tugem de águ o NÃO utilize forç excessiv qundo estelecer s ligções d tugem. As tugens deformds podem provocr vris n unidde. Certifique-se de que o inário de perto NÃO excede 0 N m. Ligue tugem de águ (fornecimento locl) à entrd e síd de águ do. Pendure o no suporte de prede. Entrd de águ Síd de águ 4 4P C 05.08

5 4 Instlção 4.4. Qundo o estiver instldo num sistem reversível (EBLQ05+07CAV) e se verificrem s condições ixo indicds (consulte imgem), poderá ocorrer condensção no interior do. Pr disponiilizr um derivção pr condensção, instle o kit de válvuls EKMBHBP. NÃO instle outro kit de válvuls diferente de EKMBHBP. Pr oter instruções de instlção, consulte o gui de referênci do instldor e documentção fornecid com o kit de válvuls. Pr ligr instlção eléctric o Encminh Cos possíveis (consonte s opções instlds) mento Termístor do kit do (interligção com cix de controlo EKCB07CAV) Bix tensão Proteção térmic do kit do (interligção com cix de controlo EKCB07CAV) Estdo do kit de válvuls Ligção do kit do (à cix de controlo EKCB07CAV) A ( C) A B 6 B ( C DB) 9 Fonte de limentção principl Alt tensão Insir s ligções prtir d prte inferior do quecedor de reserv. No interior do, psse os cos d seguinte form: A ( C) Tipo de quecedor de reserv *V 7 Tempertur de síd de águ do evpordor Tempertur do olo seco Humidde reltiv de 40% Humidde reltiv de 60% Humidde reltiv de 80% Encminhmento Ligções de ix tensão Ligções de lt tensão *9W Por exemplo: Com um tempertur miente de 5 C e um humidde reltiv de 40%. Se tempertur de síd de águ do evpordor for < C, irá ocorrer condensção. Not: Pr oter mis informções, consulte o gráfico psicométrico. INFORMAÇÕES No interior do, encontr-se instld um válvul de purg de r utomátic. Pr oter informções sore loclizção dest válvul, consulte o cpítulo Ddos técnicos do gui de referênci do instldor. Pr oter instruções sore como efetur purg de r, consulte o cpítulo Ativção no mnul de instlção d unidde de exterior. 4.4 Ligção d instlção eléctric Ligções de ix tensão Ligções de lt tensão Fixe s ligções com rçdeirs os respetivos poios. A distânci entre os cos de lt tensão e de ix tensão deve ser de, pelo menos, 5 mm Pr ligr fonte de limentção do PERIGO: RISCO DE ELECTROCUSSÃO CUIDADO AVISO Utilize SEMPRE um co multicondutor pr cos de limentção. 4P C Pr grntir que unidde está completmente ligd à terr, ligue sempre fonte de limentção do quecedor de reserv e o co de terr. 5

6 4 Instlção CUIDADO Se um depósito com um resistênci elétric do depósito (EKHW) fizer prte do sistem, utilize um circuito de limentção dedicdo pr o e resistênci elétric do depósito. NUNCA utilize um circuito de limentção prtilhdo por outro prelho eléctrico. Este circuito de limentção tem de estr protegido pelos dispositivos de segurnç exigidos de cordo com legislção plicável. Dependendo do modelo, cpcidde do pode vrir. Certifique-se de que fonte de limentção está em conformidde com cpcidde do, conforme tel ixo. Tipo de Cpcidd quecedor de e do reserv quecedor de reserv Fonte de limentçã o Corrente máxim de funcionme nto Z mx (Ω) *V kw ~ 0 V A *9W kw ~ 0 V A () () 6 kw ~ 0 V 6 A ()() 6 kw N~ 400 V 8,6 A 9 kw N~ 400 V A Equipmento em conformidde com norm EN/ IEC (Norm Técnic Europei/Interncionl que regul os limites pr s correntes hrmónics produzids por equipmento ligdo os sistems púlicos de distriuição ix tensão, com corrente de entrd de >6 A e 75 A por fse.). Este equipmento está em conformidde com norm EN/ IEC 6000 (Norm Técnic Europei/Interncionl que regul os limites pr lterções de tensão, flutuções de tensão e intermitêncis, nos sistems púlicos de distriuição de energi eléctric ix tensão, pr equipmentos com corrente nominl de 75 A), desde que impedânci do sistem Z sys sej inferior ou igul o vlor Z mx no ponto de interfce entre o fornecimento do utilizdor e o sistem púlico. É d responsilidde do instldor ou do utilizdor do equipmento certificr-se, contctndo se necessário o operdor d rede de distriuição, de que o equipmento pens é ligdo um fonte de energi com impedânci do sistem Z sys igul ou inferior o vlor Z mx. Ligue fonte de limentção do. Pr modelos de *V, é utilizdo um fusível ipolr pr FB. Pr modelos de *9W, é utilizdo um fusível de 4 pólos pr FB. Se necessário, modifique ligção no terminl X4M. Tipo de quecedor de reserv kw ~ 0 V (*V) Ligções à fonte de limentção do FB L N Ligções os terminis Tipo de quecedor de reserv kw ~ 0 V (*9W) 6 kw ~ 0 V (*9W) L N 6 kw N~ 400 V (*9W) 9 kw N~ 400 V (*9W) Ligções à fonte de limentção do Ligções os terminis X4M FB FB L L L X4M Fixe o co com rçdeirs os respetivos poios. INFORMAÇÕES Pr oter mis informções sore os tipos de quecedor de reserv e sore como configurr o quecedor de reserv, consulte o cpítulo Configurção do mnul de instlção d unidde de exterior. Durnte ligção do, é possível que conteçm ligções incorrects. Pr detetr possíveis ligções incorrets no modelo de *9W, recomend-se vivmente medição do vlor d resistênci dos elementos do quecedor. Dependendo dos diferentes tipos de, os seguintes vlores de resistênci (consulte tel ixo) devem ser medidos. Meç SEMPRE resistênci nos grmpos dos contctores KM, KM e K5M. kw ~ 0 V 6 kw ~ 0 V 6 kw N~ 400 V KM/ K5M/ 5,9 Ω 5,9 Ω 9 kw N~ 400 V KM/ 05,8 Ω 05,8 Ω KM/5 05,8 Ω 05,8 Ω KM/ KM/5 6,5 Ω 6,5 Ω 05,8 Ω 05,8 Ω KM/ K5M/ 6,5 Ω KM/ 5,9 Ω 5,9 Ω KM/5 5,9 Ω 5,9 Ω KM/ KM/5 5,9 Ω 5,9 Ω 5,9 Ω 5,9 Ω KM/5 KM/ Exemplo de medição de resistênci entre KM/ e K5M/: 6 4P C 05.08

7 5 Inicir o sistem Ω Ω KM KM K5M Pr ligr o kit do à cix de controlo Pr o termístor, ligue fios entre os terminis do quecedor de reserv X5M/+ e os terminis d cix de controlo XM/5+6. Pr proteção térmic, ligue fios entre os terminis do X5M/+4 e os terminis d cix de controlo XM/+. Pr ligção com cix de controlo, ligue fios entre os terminis do X5M/5+6+7 e os terminis d cix de controlo XM/+4+5. XM A4P FB 6 5 XM 4567 X5M X8M Fixe o co com rçdeirs os respetivos poios. INFORMAÇÕES Pr oter mis informções sore s ligções, consulte o esquem eléctrico. Utilize um co multicondutor. Pr o kit do EKMBUHCAV, NÃO é necessário efetur um ligção entre o terminl do X5M/6 e o terminl d cix de controlo XM/4. 5 Inicir o sistem Pr oter instruções sore como configurr e tivr o sistem e entregá-lo o utilizdor, consulte o mnul de instlção d unidde de exterior. 4P C

8 Copyright 05 Dikin 4P C 05.08

Manual de instalação. Aquecedor de reserva do monobloco de baixa temperatura ROTEX HPSU RKMBUHCA3V3 RKMBUHCA9W1. Manual de instalação

Manual de instalação. Aquecedor de reserva do monobloco de baixa temperatura ROTEX HPSU RKMBUHCA3V3 RKMBUHCA9W1. Manual de instalação Mnul de instlção Aquecedor de reserv do monoloco de ix tempertur ROTEX RKMBUHCAV RKMBUHCA9W Mnul de instlção Aquecedor de reserv do monoloco de ix tempertur ROTEX Portugues Índice Índice Acerc d documentção.

Leia mais

McAfee Email Gateway Blade Server

McAfee Email Gateway Blade Server Gui de início rápido Revisão B McAfee Emil Gtewy Blde Server versão 7.x Esse gui de início rápido serve como um roteiro ásico pr instlção do servidor lde do McAfee Emil Gtewy. Pr oter instruções detlhds

Leia mais

Manual de instalação. Daikin Altherma Aquecedor de reserva EKLBUHCB6W1. Manual de instalação Daikin Altherma Aquecedor de reserva.

Manual de instalação. Daikin Altherma Aquecedor de reserva EKLBUHCB6W1. Manual de instalação Daikin Altherma Aquecedor de reserva. Portugues Índice Índice 1 Acerca da documentação 1.1 Acerca deste documento... Acerca da caixa.1 Aquecedor de....1.1 Para retirar os acessórios do.. 3 Preparação 3 3.1 Preparação do local de instalação...

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 Ministério d Educção Universidde Tecnológic Federl do Prná Comissão Permnente de Concurso Público PR CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 ÁREA / SUBÁREA: ELETROTÉCNICA GABARITO PROJETOS ELÉTRICOS INSTRUÇÕES

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montgem Tetos Knuf D11 Construção Os tetos Knuf com chps de gesso podem ser fixdos diretmente o teto originl ou suspensos com tirnte e suportes. As chps de gesso são prfusds num estrutur metálic,

Leia mais

Kit PCB do aquecedor eléctrico

Kit PCB do aquecedor eléctrico MNUL DE INSTLÇÃO Kit PC do aquecedor eléctrico ÍNDICE página Conteúdo do kit... Nome das peças... Sugestões de utilização... Instalação na unidade... Ligações eléctricas... LEI TENTMENTE ESTS INSTRUÇÕES

Leia mais

Guia de referência do instalador

Guia de referência do instalador Gui de referênci do instldor Bom de clor geotérmic Altherm Dikin Gui de referênci do instldor Bom de clor geotérmic Altherm Dikin Portugues Índice Índice 1 Precuções de segurnç geris 3 1.1 Acerc d documentção...

Leia mais

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso Ctálogo LFS - UFS LFS - Cnlets de PVC UFS - Cixs de Tomd pr Piso fique conectdo. pense oo. Linh LFS Cnlets de PVC Com lto pdrão estético, s cnlets OBO vlorizm o miente, lém de oferecerem possiilidde de

Leia mais

a impressora e verifique os componentes Manual de Segurança e Questões Legais

a impressora e verifique os componentes Manual de Segurança e Questões Legais Gui de Configurção Rápid Início HL-2270DW Antes de usr impressor pel primeir vez, lei o Gui de Configurção Rápid pr instlá-l e configurá-l. Se quiser oter o Gui de Configurção Rápid em outros idioms, cesse

Leia mais

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+ 1 6 d c e Mnul de utilizção f h g i j k l m 7 8 10 2 3 9 c e d no sentido inverso o d mrch Altur 61-105 cm 4 5 11 12 Peso máximo 18 kg Idde 6m-4 UN regultion no. R129 i-size 8 9 Origdo por escolher Besfe

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

Licenciatura em Engenharia Electrónica

Licenciatura em Engenharia Electrónica Licencitur em Engenhri Electrónic Circuitos Electrónicos Básicos Lbortório Montgens mplificdors de fonte comum, port comum e dreno comum IST2012 Objectivos Com este trblho pretendese que os lunos observem

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida. 9 ENSINO 9-º no Mtemátic FUNDMENTL tividdes complementres Este mteril é um complemento d obr Mtemátic 9 Pr Viver Juntos. Reprodução permitid somente pr uso escolr. Vend proibid. Smuel Csl Cpítulo 6 Rzões

Leia mais

Manual de Operações Atualização do KIT I

Manual de Operações Atualização do KIT I Mnul de Operções Atulizção do KIT I ÍNDICE ANTES DE INICIAR... 2 NOVOS RECURSOS...2 EXIBIÇÃO DO TECIDO DURANTE O ALINHAMENTO DA POSIÇÃO DO BORDADO... 3 ALTERAÇÃO DO TAMANHO DO DESENHO, MANTENDO A DENSIDADE

Leia mais

Hydraulics. Unidades Hidráulicas CATÁLOGO 2600-500/NA BR AGOSTO 1996

Hydraulics. Unidades Hidráulicas CATÁLOGO 2600-500/NA BR AGOSTO 1996 Hydrulics Uniddes Hidráulics CATÁLOGO 2600-500/NR AGOSTO 1996 Grnti Certificção Termo de grnti A Prker Hnnifin Ind. e Com. Ltd, Divisão Hidráulic, dorvnte denomind simplesmente Prker, grnte os seus produtos

Leia mais

a impressora e verifique os componentes Folheto de Segurança e Questões Legais

a impressora e verifique os componentes Folheto de Segurança e Questões Legais Gui de Instlção Rápid Início HL-2135W / HL-2270DW (pens UE) Antes de utilizr est máquin pel primeir vez, lei este Gui de Instlção Rápid pr montr e instlr máquin. Pr visulizr o Gui de Instlção Rápid em

Leia mais

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Fio da linha telefónica Manual Básico do Utilizador Folheto de Segurança e Questões Legais

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Fio da linha telefónica Manual Básico do Utilizador Folheto de Segurança e Questões Legais Gui de Instlção Rápid Iníio MFC-7860DW Lei o folheto Segurnç e Questões Legis ntes de instlr o seu equipmento. Em seguid, lei o Gui de Instlção Rápid pr oter informções sore onfigurção e instlção orret.

Leia mais

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295 Anuiddes equivlentes: $480 + $113 + $149 5 9% 5 VPL A (1, 09) $56, 37 A 5 9% 3,88965 5 9% 5 9% AE = = = = $14, 49 = 3,88965 AE B $140 $620 + $120 + 7 9% 7 VPL B (1, 09) $60, 54 = = = 5, 03295 7 9% 7 9%

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Módulos de função xm10 para Caldeiras de aquecimento Murais, de Chão e para a parede. Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem 7 747 005 078 03/003 PT Prefácio

Leia mais

Máquina de Costurar Computadorizada. Manual de Operações

Máquina de Costurar Computadorizada. Manual de Operações CONHEÇA SUA MÁQUINA DE COSTURA COSTURA BÁSICA VÁRIOS PONTOS APÊNDICE Máquin de Costurr Computdorizd Mnul de Operções Visite-nos em http://solutions.rother.com onde você poderá oter suporte do produto e

Leia mais

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX Boletim de Segurnç XRX07-001 Há vulnerbiliddes n ESS/Controldor de Rede que, se forem explords, podem permitir execução remot de softwre rbitrário, flsificção

Leia mais

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Cabo micro USB Cartão de memória SD Guia de Instalação Rápida DVD-ROM

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Cabo micro USB Cartão de memória SD Guia de Instalação Rápida DVD-ROM Gui de Instlção Rápid DSmoile 820W Início DSmoile 820W DSmoile 920DW Origdo por escolher Brother. O seu negócio é importnte pr nós e grdecemos su preferênci. Antes de utilizr o seu equipmento, lei este

Leia mais

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Cartuchos de Tinta Iniciais Consumíveis Produto

o equipamento da embalagem e verificar os componentes Cartuchos de Tinta Iniciais Consumíveis Produto Gui de Instlção Rápid Início DCP-J40DW Lei o Gui de Segurnç de Produto ntes de configurr o equipmento. Em seguid, lei este Gui de Instlção Rápid pr o instlr e configurr correctmente. ADVERTÊNCIA AVISO

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ

SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ Secretri de Tecnologi d Informção Coordendori de Suporte Técnico os Usuários SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ MÓDULO DESPACHO ASSISTIDO (versão 1.0) Sumário 1. OBJETIVO DO MÓDULO... 3 1. 2. GERENCIAMENTO

Leia mais

ACESSÓRIOS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA

ACESSÓRIOS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA ACESSÓRIOS Telecomndo Suporte do telecomndo Pilhs (dus) ENGLISH PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA Este prelho não se destin ser utilizdo por pessos (incluindo crinçs) com diminuições, físics, mentis ou sensoriis

Leia mais

Eletrotécnica. Módulo III Parte I Motores CC. Prof. Sidelmo M. Silva, Dr. Sidelmo M. Silva, Dr.

Eletrotécnica. Módulo III Parte I Motores CC. Prof. Sidelmo M. Silva, Dr. Sidelmo M. Silva, Dr. 1 Eletrotécnic Módulo III Prte I Motores CC Prof. 2 3 Máquin CC Crcterístics Básics Muito versáteis (bos crcterístics conjugdo X velocidde) Elevdos conjugdos de prtid Aplicções em sistems de lto desempenho

Leia mais

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação Mnul de Internção ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 FATURAMENTO... 3 PROBLEMAS DE CADASTRO... 3 PENDÊNCIA DO ATENDIMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO

Leia mais

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp 8.1 Áres Plns Suponh que cert região D do plno xy sej delimitd pelo eixo x, pels rets x = e x = b e pelo grá co de um função contínu e não negtiv y = f (x) ; x b, como mostr gur 8.1. A áre d região D é

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO KP-BP 601 (GN), KP-BP 601 (GLP) KP-BP 801 (GN), KP-BP 801 (GLP)

MANUAL DO USUÁRIO KP-BP 601 (GN), KP-BP 601 (GLP) KP-BP 801 (GN), KP-BP 801 (GLP) KOBE MNUL DO USUÁRIO KP-BP 60 (GN), KP-BP 60 (GLP) KP-BP 80 (GN), KP-BP 80 (GLP) KOBE Inverno Verão Mín. Máx. Mín. Máx. CHM TEMPERTUR LEI O MNUL DE INSTRUÇÕES NTES DE INSTLR GRDECEMOS SU PREFERÊNCI ÍNDICE

Leia mais

USO DOMÉSTICO JET CLEAN. Manual de Instruções Lavadora de Alta Pressão Residencial. ATENÇÃO: Leia as instruções antes do uso.

USO DOMÉSTICO JET CLEAN. Manual de Instruções Lavadora de Alta Pressão Residencial. ATENÇÃO: Leia as instruções antes do uso. Mnul de Instruções Lvdor de Alt Pressão Residencil JET CLEAN ATENÇÃO: Lei s instruções ntes do uso. USO DOMÉSTICO SAL -Serviço de Atendimento Lvor 0800 770-2715 COMPONENTES G A N O F { F.1 F.2 F.3 C M

Leia mais

3. Cálculo integral em IR 3.1. Integral Indefinido 3.1.1. Definição, Propriedades e Exemplos

3. Cálculo integral em IR 3.1. Integral Indefinido 3.1.1. Definição, Propriedades e Exemplos 3. Cálculo integrl em IR 3.. Integrl Indefinido 3... Definição, Proprieddes e Exemplos A noção de integrl indefinido prece ssocid à de derivd de um função como se pode verificr prtir d su definição: Definição

Leia mais

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU Cálculo Numérico Fculdde de Enenhri, Arquiteturs e Urnismo FEAU Pro. Dr. Serio Pillin IPD/ Físic e Astronomi V Ajuste de curvs pelo método dos mínimos qudrdos Ojetivos: O ojetivo dest ul é presentr o método

Leia mais

Português. Manual de Instruções. Função USB. Transferindo padrões de bordado para a máquina Atualização fácil da sua máquina

Português. Manual de Instruções. Função USB. Transferindo padrões de bordado para a máquina Atualização fácil da sua máquina Mnul de Instruções Função USB Trnsferindo pdrões de borddo pr máquin Atulizção fácil d su máquin Português Introdução Este mnul fornece descrições sobre trnsferênci de pdrões de borddo de um mídi USB

Leia mais

VETORES. Com as noções apresentadas, é possível, de maneira simplificada, conceituar-se o

VETORES. Com as noções apresentadas, é possível, de maneira simplificada, conceituar-se o VETORES INTRODUÇÃO No módulo nterior vimos que s grndezs físics podem ser esclres e vetoriis. Esclres são quels que ficm perfeitmente definids qundo expresss por um número e um significdo físico: mss (2

Leia mais

BANCO DE CAPACITORES AUTOMÁTICO HISTÓRIA GERAL. Aplicações. Caracteristicas

BANCO DE CAPACITORES AUTOMÁTICO HISTÓRIA GERAL. Aplicações. Caracteristicas HISTÓRI BNCO DE CPCITORES UTOMÁTICO Onda Positiva iniciou suas atividades em janeiro de 1999, atuando na área de montagem e manutenção preventiva em subestações de energia elétrica de baixa e média tensão,

Leia mais

Guarde esse manual ele pode servir para futuras consultas em caso de avarias, lembrando que nossos móveis tem garantia de 2 anos.

Guarde esse manual ele pode servir para futuras consultas em caso de avarias, lembrando que nossos móveis tem garantia de 2 anos. ERÇO & CM Luis XVII Tel L.35 /.20 / P. 8,5 cm Gurde esse mnul ele pode servir pr futurs consults em cso de vris, lemrndo que nossos móveis tem grnti de 2 nos. Pr segurnç do seu eê, lei com muit tenção

Leia mais

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo 232 Definições e ptidões 232 Séries 233 Vrintes 233 Tolerâncis e jogos 234 Elementos de cálculo 236

Leia mais

Automação e Computadores

Automação e Computadores Curso Profissionl de Técnico de Eletrónic, Automção e Computdores Ano Letivo 2015/2016 Plnificção Anul Automção e Computdores 12ºAno Frncisco Xvier Oliveir Arújo Deprtmento de Mtemátic e Ciêncis Experimentis

Leia mais

Manual de Operações. Máquina de costura MODELO VQ2400

Manual de Operações. Máquina de costura MODELO VQ2400 Mnul de Operções Máquin de costur MODELO VQ2400 Certifique-se de ler este documento ntes de utilizr máquin. Recomendmos gurdr este documento em um lugr de fácil cesso pr futurs referêncis. INTRODUÇÃO

Leia mais

Controlador de Temperatura Modular

Controlador de Temperatura Modular Controldor de Tempertur Modulr E5ZN Novo Controldor de tempertur de montgem em clh DIN Possui dois cnis de controlo de tempertur, pesr de ter um lrgur de pens,5 mm. O Controldor de tempertur pode ser substituído

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro

Guia do Usuário. Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro Guia do Usuário Modelo 380360 Testador de Isolamento / Megômetro Introdução Parabéns pela sua compra do Testador de Isolamento/Megômetro da Extech. O Modelo 380360 fornece três faixas de teste além de

Leia mais

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE Vriáveis Aletóris 1. VARIÁVEL ALEATÓRIA Suponhmos um espço mostrl S e que cd ponto mostrl sej triuído um número. Fic, então, definid um função chmd vriável letóri 1, com vlores x i2. Assim, se o espço

Leia mais

1 Fórmulas de Newton-Cotes

1 Fórmulas de Newton-Cotes As nots de ul que se seguem são um compilção dos textos relciondos n bibliogrfi e não têm intenção de substitui o livro-texto, nem qulquer outr bibliogrfi. Integrção Numéric Exemplos de problems: ) Como

Leia mais

ÍNdice. Nossos produtos são fabricados com a mais moderna tecnologia e um rigoroso padrão de qualidade

ÍNdice. Nossos produtos são fabricados com a mais moderna tecnologia e um rigoroso padrão de qualidade Ctálogo DE produtos especilizd em soluções pr refrigerção Nossos produtos são fbricdos com mis modern tecnologi e um rigoroso pdrão de qulidde A TRINEVA estbelecid desde 1966, cont com mis de 40 nos de

Leia mais

Razão entre dois números é o quociente do primeiro pelo segundo número. a : b ou. antecedente. a b. consequente

Razão entre dois números é o quociente do primeiro pelo segundo número. a : b ou. antecedente. a b. consequente 1 PROPORCIONALIDADE Rzão Rzão entre dois números é o quociente do primeiro pelo segundo número. Em um rzão A rzão temos que: ntecedente é lid como está pr. : ou consequente Proporção Chmmos de proporção

Leia mais

USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções Lavadora de Alta Pressão Residencial. ATENÇÃO: Leia as instruções antes do uso.

USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções Lavadora de Alta Pressão Residencial. ATENÇÃO: Leia as instruções antes do uso. Mnul de Instruções Lvdor de Alt Pressão Residencil SK USO DOMÉSTICO ATENÇÃO: Lei s instruções ntes do uso. SAL -Serviço de Atendimento Lvor 0800 770-715 COMPONENTES F A M N D E { E.1 E. E.3 C K L B { L.

Leia mais

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão)

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão) Gui de Configurção Rápid Início DCP-8080DN DCP-8085DN Antes de usr máquin, lei este Gui de Configurção Rápid pr ser como fzer su configurção e instlção corretmente. Pr visulizr o Gui de Configurção Rápid

Leia mais

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto Soluções reis: tividdes Nenhum solução rel é idel Desvio do comportmento idel com umento d concentrção de soluto O termo tividde ( J ) descreve o comportmento de um solução fstd d condição idel. Descreve

Leia mais

510 Series Color Jetprinter

510 Series Color Jetprinter 510 Series Color Jetprinter Gui do usuário pr Windows Solução de prolems de configurção Um list de verificção pr encontrr soluções pr prolems comuns de configurção. Visão gerl d impressor Informções sore

Leia mais

Uso Racional de Energia Elétrica em Residências e Condomínios

Uso Racional de Energia Elétrica em Residências e Condomínios Uso Rcionl de Energi Elétric em Residêncis e Condomínios Css Verifique s Condições ds Instlções : Dimensionmento; Execução; Mnutenção; Conservção. Css Verifique os Hábitos de consumo : Form pessol de utilizção

Leia mais

Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO

Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO Megôhmetro/Teste de Isolamento Modelo 380260 GUIA DO USUÁRIO Introdução Parabéns por sua compra do Megôhmetro/Teste de Isolamento da Extech. O Modelo 380260 fornece três faixas de teste de medição de tensão

Leia mais

Série 250 Válvula de Controlo Pneumático Tipo e Tipo Válvula de Globo Tipo 3251

Série 250 Válvula de Controlo Pneumático Tipo e Tipo Válvula de Globo Tipo 3251 Série 250 Válvul de Controlo Pneumático Tipo 3251-1 e Tipo 3251-7 Válvul de Globo Tipo 3251 Aplicção Válvul de controlo pr plicções de engenhri de processos com grndes exigêncis industriis Dimensão nominl

Leia mais

TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE CAIXA REGISTRADORA ELETRÔNICA

TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE CAIXA REGISTRADORA ELETRÔNICA CAIA ISTRADORA ELETRÔNICA TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER 10 CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE C 7 8 9 4 5 6 1 2 3 0 00 TK-810 10 Eu Di U.K. MANUAL DE INSTRUÇÕES DO OPERADOR V

Leia mais

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo.

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo. TRIGONOMETRIA A trigonometri é um prte importnte d Mtemátic. Começremos lembrndo s relções trigonométrics num triângulo retângulo. Num triângulo ABC, retângulo em A, indicremos por Bˆ e por Ĉ s medids

Leia mais

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se . Logritmos Inicilmente vmos trtr dos ritmos, um ferrment crid pr uilir no desenvolvimento de cálculos e que o longo do tempo mostrou-se um modelo dequdo pr vários fenômenos ns ciêncis em gerl. Os ritmos

Leia mais

JUNIOR V4 CENTRAL DE DETECÇÃO DE INCÊNDIO. MANUAL DO UTILIZADOR Versão 2.0 / 04-2013

JUNIOR V4 CENTRAL DE DETECÇÃO DE INCÊNDIO. MANUAL DO UTILIZADOR Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 - ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO Manual do Utilizador - Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO MNUL DO UTILIZDOR Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 - ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO

Leia mais

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600 1 - INTRODUÇÃO Ests instruções têm por objetivo fornecer s orientções pr utilizção do critério pr cálculo d demnd de edifícios residenciis de uso coletivo O referido critério é plicável os órgãos d COPEL

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth FUNCIONL ENTORNO IDENTIFICR RELÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERNDO OS TRIBUTOS DO LUGR - MSSS EDIFICDS, RELÇÕES DE PROXIMIDDE, DIÁLOGO, INTEGRÇÃO OU UTONOMI O ENTORNO D CSH #9 É COMPOSTO

Leia mais

TARIFÁRIO 2016 Operadora Nacional SEMPRE PERTO DE VOCÊ

TARIFÁRIO 2016 Operadora Nacional SEMPRE PERTO DE VOCÊ TARIFÁRIO 2016 Operdor Ncionl SEMPRE PERTO DE VOCÊ 24 HOTÉIS PORTUGAL E BRASIL LAZER E NEGÓCIOS CIDADE, PRAIA E CAMPO Os Hotéis Vil Glé Brsil Rio de Jneiro VILA GALÉ RIO DE JANEIRO 292 qurtos 2 resturntes

Leia mais

Telefone Celular de Longo Alcance com antena celular 900 MHz 17 dbi Modelo CCA 490

Telefone Celular de Longo Alcance com antena celular 900 MHz 17 dbi Modelo CCA 490 GUIA DE INSTALAÇÃO Telefone Celular de Longo Alcance com antena celular 900 MHz 17 dbi Modelo CCA 490 Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a qualidade e segurança Intelbras. Este

Leia mais

Calculando volumes. Para pensar. Para construir um cubo cuja aresta seja o dobro de a, de quantos cubos de aresta a precisaremos?

Calculando volumes. Para pensar. Para construir um cubo cuja aresta seja o dobro de a, de quantos cubos de aresta a precisaremos? A UA UL LA 58 Clculndo volumes Pr pensr l Considere um cubo de rest : Pr construir um cubo cuj rest sej o dobro de, de quntos cubos de rest precisremos? l Pegue um cix de fósforos e um cix de sptos. Considerndo

Leia mais

Phoenix do Brasil Ltda.

Phoenix do Brasil Ltda. RESISTOR DE FIO AXIAL - AC CARACTERÍSTICAS Resistores de uso gerl Alt potênci em tmnho compcto Alto desempenho em plicções de pulso Váris opções de pré-form dos terminis Revestimento pr lt tempertur TECNOLOGIA

Leia mais

Guia de referência do instalador

Guia de referência do instalador Gui de referêni do instldor Adptdor de LAN Dikin Altherm BRP069A6 BRP069A6 Gui de referêni do instldor Adptdor de LAN Dikin Altherm Portugues Índie Índie Aer d doumentção. Aer deste doumento... Aer do

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Suporte de cabeça

MANUAL DE INSTRUÇÕES Suporte de cabeça SVENSKA NEDERLANDS PORTUGUÊS ESPAÑOL ITALIANO FRANÇAIS DEUTSCH ENGLISH MANUAL DE INSTRUÇÕES Suporte de cbeç 4. edição / 2017 03 HAAG-STREIT AG, 3098 Koeniz, Switzerlnd - HS-Doc. no. 1500.7220433.04040

Leia mais

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário Trnsporte de solvente trvés de membrns: estdo estcionário Estudos experimentis mostrm que o fluxo de solvente (águ) em respost pressão hidráulic, em um meio homogêneo e poroso, é nálogo o fluxo difusivo

Leia mais

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou POLINÔMIOS Definição: Um polinômio de gru n é um função que pode ser escrit n form P() n n i 0... n i em que cd i é um número compleo (ou i 0 rel) tl que n é um número nturl e n 0. Os números i são denomindos

Leia mais

Manual de funcionamento de EasyMP Multi PC Projection

Manual de funcionamento de EasyMP Multi PC Projection Mnul de funcionmento de EsyMP Multi PC Projection Índice Gerl 2 Sobre o EsyMP Multi PC Projection Estilos de reunião disponibilizdos pelo EsyMP Multi PC Projection... 5 Relizr reuniões utilizndo váris

Leia mais

Resumo da última aula. Compiladores. Conjuntos de itens LR(0) Exercício SLR(1) Análise semântica

Resumo da última aula. Compiladores. Conjuntos de itens LR(0) Exercício SLR(1) Análise semântica Resumo d últim ul Compildores Verificção de tipos (/2) Análise semântic Implementção: Esquems -tribuídos: Mecnismo bottom-up direto Esquems -tribuídos: Mecnismo top-down: Necessit grmátic não recursiv

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA

TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA TERMO DE REFERÊNCIA ILUMINAÇÃO TÉCNICA FÁBRICAS DE CULTURA CAPÃO REDONDO Ru Lubvitch, 64 01123010 Bom Retiro São Pulo SP Tel/Fx: 11 3361 4976 www.poiesis.org.br TRIluminção Técnic ArenCPR ÍNDICE DO TERMO

Leia mais

Manual de Instalação dos Repetidores Compactos da Série 2X

Manual de Instalação dos Repetidores Compactos da Série 2X Manual de Instalação dos Repetidores Compactos da Série 2X P/N 501-405321-1-10 REV 01 ISS 06FEB14 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação Directivas da União Europeia Informações

Leia mais

Manual de Operações. Máquina de Bordar MODELO BP2100

Manual de Operações. Máquina de Bordar MODELO BP2100 Mnul de Operções Máquin de Bordr MODELO BP2100 Certifique-se de ler este documento ntes de utilizr máquin. Recomendmos gurdr este documento em um lugr de fácil cesso pr futurs referêncis. MARCAS COMERCIAIS

Leia mais

UNIDADE III O Espaço

UNIDADE III O Espaço UNIAE III UNIAE III O Espço A Geometri espcil euclidin funcion como um mplição d Geometri pln euclidin e trt dos métodos propridos pr o estudo de ojetos espciis ssim como relção entre esses elementos.

Leia mais

Universidade Federal da Bahia

Universidade Federal da Bahia Universidde Federl d Bhi Instituto de Mtemátic DISCIPLINA: MATA0 - CÁLCULO B UNIDADE II - LISTA DE EXERCÍCIOS Atulizd 008. Coordends Polres [1] Ddos os pontos P 1 (, 5π ), P (, 0 ), P ( 1, π ), P 4(, 15

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 382270 Fonte de Alimentação CC de Alta Precisão de Saída Quad

Guia do Usuário. Modelo 382270 Fonte de Alimentação CC de Alta Precisão de Saída Quad Guia do Usuário Modelo 382270 Fonte de Alimentação CC de Alta Precisão de Saída Quad Introdução Parabéns pela sua compra da Fonte de Alimentação Extech 382270 CC. O Modelo 382270 poderá ser usado para

Leia mais

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764 Manual do Usuário A GPTRONICS está capacitada a fabricar produtos de excelente qualidade e oferecer todo o suporte técnico necessário, tendo como objetivo

Leia mais

Manual de instalação. Monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EBLQ05CAV3 EBLQ07CAV3 EDLQ05CAV3 EDLQ07CAV3

Manual de instalação. Monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EBLQ05CAV3 EBLQ07CAV3 EDLQ05CAV3 EDLQ07CAV3 Mnul de instlção Monoloco de ix tempertur Dikin Altherm EBLQ0CAV EBLQ07CAV EDLQ0CAV EDLQ07CAV Mnul de instlção Monoloco de ix tempertur Dikin Altherm Portugues CE - DECLARATION-OF-CONFORMITY CE - DECLARACION-DE-CONFORMIDAD

Leia mais

Curso Básico de Fotogrametria Digital e Sistema LIDAR. Irineu da Silva EESC - USP

Curso Básico de Fotogrametria Digital e Sistema LIDAR. Irineu da Silva EESC - USP Curso Básico de Fotogrmetri Digitl e Sistem LIDAR Irineu d Silv EESC - USP Bses Fundmentis d Fotogrmetri Divisão d fotogrmetri: A fotogrmetri pode ser dividid em 4 áres: Fotogrmetri Geométric; Fotogrmetri

Leia mais

Instruções de Operação. Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos:

Instruções de Operação. Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos: 1 Instruções de Operação Instruções importantes e avisos de advertência estão retratados na máquina por meio de símbolos: Antes de começar a trabalhar, leia o manual de instruções da máquina. Trabalhe

Leia mais

VERSÃO 1 VERSÃO 2 VERSÃO 3 BERÇO AMORE ESQUEMA DE MONTAGEM ALTURA: mm LARGURA: 869 mm PROFUNDIDADE: mm BCO/BCO. 60 Min.

VERSÃO 1 VERSÃO 2 VERSÃO 3 BERÇO AMORE ESQUEMA DE MONTAGEM ALTURA: mm LARGURA: 869 mm PROFUNDIDADE: mm BCO/BCO. 60 Min. ESQUEM E MONTGEM 949021 BERÇO MORE 60 Min. VERSÃO 1 ROIZIO NÃO COMPNH O PROUTO VENIO SEPRO VERSÃO 2 VERSÃO 3 LTUR: 1.289 mm LRGUR: 869 mm PROFUNIE: 1.352 mm 215766 - BCO/BCO 1 IMPORTNTE LER COM TENÇÃO

Leia mais

DIGISKY. Preparação. Revisão: 01.08.2011

DIGISKY. Preparação. Revisão: 01.08.2011 DIGISKY Guia Rápido 15448 V1.01 Preparação Por favor leia antes as instruções para utilização (no CD). Nestas instruções são descritos os preparativos necessários para o uso do medidor de exposição e suas

Leia mais

Câmara PTZ AUTODOME 5000. pt Manual de instalação

Câmara PTZ AUTODOME 5000. pt Manual de instalação Câmara PTZ AUTODOME 5000 pt Manual de instalação Câmara PTZ AUTODOME 5000 Índice pt 3 Índice 1 Segurança 4 1.1 Sobre este manual 4 1.2 Convenções neste manual 4 1.3 Informações legais 4 1.4 Instruções

Leia mais

Lista de Problemas H2-2002/2. LISTA DE PROBLEMAS Leia atentamente as instruções relativas aos métodos a serem empregados para solucionar os problemas.

Lista de Problemas H2-2002/2. LISTA DE PROBLEMAS Leia atentamente as instruções relativas aos métodos a serem empregados para solucionar os problemas. List de Prolems H 0/ List sugerid de prolems do livro texto (Nilsson& Riedel, quint edição) 4.8, 4.9, 4., 4.1, 4.18, 4., 4.1, 4., 4.3, 4.3, 4.36, 4.38, 4.39, 4.40, 4.41, 4.4, 4.43, 4.44, 4.4, 4.6, 4.,

Leia mais

Product Code (Código do Produto) 885-V55

Product Code (Código do Produto) 885-V55 Máquin de Bordr Computdorizd Mnul de Operções Product Code (Código do Produto) 885-V55 PROCEDIMENTOS INICIAIS BORDADOS APÊNDICE Acesse noss págin d internet " http://solutions.rother.com " onde você poderá

Leia mais

FDBZ292 Kit de detecção de fumaça por amostragem do ar

FDBZ292 Kit de detecção de fumaça por amostragem do ar FDBZ292 Kit de detecção de fumaça por amostragem FD20, coletivo/synoline600, AnalogPLUS/SynoLOOP, interativo Sinteso Synova AlgoRex Cerberus PRO Supervisão confiável fresco, ar viciado e condutas de recirculação

Leia mais

Luis XVII capitonê L.134,5 / A.120 / P.84,5 cm

Luis XVII capitonê L.134,5 / A.120 / P.84,5 cm ERÇO & CM Luis XVII cpitonê L.3,5 /.20 / P.8,5 cm 007000-/0/-REV.0 Gurde esse mnul ele pode servir pr futurs consults em cso de vris, lemrndo que nossos móveis tem grnti de 2 nos. Pr segurnç do seu eê,

Leia mais

Manual de Instalação do Encoder

Manual de Instalação do Encoder Status do Documento: Código de Referência do LS-CS-M-028 Documento Versão: 1 Liberado em: 16-03-2010 Histórico de Revisão do Documento Data Versão Resumo da Alteração 16-03-2010 1 Manual Novo Informação

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203

GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203 GUIA DE INSTALAÇÃO SC 203 1. Instalação do equipamento 1. Fixação placa de montagem Retire uma Estação de Controle de Acesso, desmontar o parafuso entre o corpo da máquina e placa de montagem até que ele

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turm K) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Celso Mnuel Lim Docente Celso Mnuel

Leia mais

Informações de segurança e conformidade do Cisco TelePresence MCU 5300 Series

Informações de segurança e conformidade do Cisco TelePresence MCU 5300 Series Informações de segurança e conformidade do Cisco TelePresence MCU 5300 Series Nesta página: Símbolos de informações de segurança Diretrizes operacionais Avisos de segurança Especificação técnica Informações

Leia mais

20W-60W. LED Solar iluminação externa autônoma. Manual do Usuário

20W-60W. LED Solar iluminação externa autônoma. Manual do Usuário 20W-60W LED Solr iluminção extern utônom Mnul do Usuário Prezdo cliente, Obrigdo por escolher um modo limpo e renovável de iluminção extern LED Solr. Este mnul contém instruções e recomendções pr instlção,

Leia mais

Aula 3 - Controle de Velocidade Motor CC

Aula 3 - Controle de Velocidade Motor CC 1 Acionmentos Eletrônicos de Motores Aul 3 - Controle de Velocidde Motor CC Prof. Márcio Kimpr Prof. João Onofre. P. Pinto Universidde Federl de Mto Grosso do Sul/FAENG BATLAB Cmpo Grnde MS Prof. Mrcio

Leia mais

Guia de configuração rápida dos switches de fonte de alimentação interna da HP 2530 de 8, 24 e 48 portas

Guia de configuração rápida dos switches de fonte de alimentação interna da HP 2530 de 8, 24 e 48 portas Guia de configuração rápida dos switches de fonte de alimentação interna da HP 2530 de 8, 24 e 48 portas Os desenhos neste documento são apenas para fins ilustrativos e podem não corresponder ao seu switch

Leia mais

Guia de instalação AC 2014 AC 2017

Guia de instalação AC 2014 AC 2017 Guia de instalação AC 2014 AC 2017 Antena Yagi Dual Band AC 2014 AC 2017 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este guia foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

PORTUGUÊS. Instruções para ligação do cabo de 2 fios entre a unidade de controlo e o motor. m mm x 0, x 1,50

PORTUGUÊS. Instruções para ligação do cabo de 2 fios entre a unidade de controlo e o motor. m mm x 0, x 1,50 Instruções pr ligção do co de 2 fios entre unidde de controlo e o motor Fç ligção d unidde de controlo à jnel utilizndo o co proprido. Not: Consulte tel pr dimensão correct do co. Pr ligção o motor: Ver

Leia mais

Conversão de Energia II

Conversão de Energia II Deprtmento de ngenhri létric Aul 6. Máquins íncrons Prof. João Américo ilel Máquins íncrons Crcterístics vzio e de curto-circuito Curv d tensão terminl d rmdur vzio em função d excitção de cmpo. Crctéristic

Leia mais

3 - A Metalurgia Extrativa

3 - A Metalurgia Extrativa 7 3 - A Metlurgi Extrtiv 3-1. Principis metis A metlurgi extrtiv estud otenção dos metis prtir de fontes mineris d nturez e d suct. Um comprção entre os principis metis produzidos pelo Homem em escl mundil

Leia mais

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa Físic 1 - Cpítulo 3 Movimento Uniformemente Vrido (m.u.v.) Acelerção Esclr Médi v 1 v 2 Movimento Vrido: é o que tem vrições no vlor d velocidde. Uniddes de celerção: m/s 2 ; cm/s 2 ; km/h 2 1 2 Acelerção

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação Experiênci I Crcterístic de egulção do Gerdor de Corrente Contínu com Excitção em Derivção 1. Introdução Neste ensio máquin de corrente contínu ANEL trblhrá como gerdor utoexcitdo, não sendo mis necessári

Leia mais