RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE ESTÁGIO"

Transcrição

1

2 ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Licenciatura em Marketing André Filipe Pires Pesqueira Julho 2011

3 IDENTIFICAÇÃO Identificação do estagiário Nome: André Filipe Pires Pesqueira Morada: Urbanização do Rosmaninhal, lote 13, Guarda Contacto: Número de Estudante: Curso: Marketing Identificação da Instituição Acolhedora de Estágio Organização de Acolhimento: b4profile, Lda. Local de Estágio: Rua José Maria Veloso, 1º Esq. Frente Ap. 157, Águeda Telefone: Orientadora da Organização: Dra. Diana Almeida (Marketing Manager) Identificação da Instituição de Ensino Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda Orientadora de Estágio do IPG: Professora Doutora Ascensão Braga Inicio de Estágio: 6 de Outubro 2010 Conclusão do Estágio: 23 Dezembro 2010 Duração do Estágio: 432 horas i

4 ii

5 AGRADECIMENTOS As pessoas são feitas da educação a que estão sujeitas e por todas as expêriencias vividas, boas e menos boas, acompanhados de pessoas que fazem com que assim escolhamos a nossa maneira de viver. Bons e maus momentos que passamos nesta vida, fazem com que me aperceba do que eu sou, e assim, marque a minha passagem por este mundo. Esta página é pequena para agradecer a todos os que lidaram comigo, ajudaram a crescer e a ser quem eu sou realmente. Mas quero agradecer realmente a vários grupos: Aos meus pais, António e Clarisse, e avó Alzira por serem um orgulho na educação que me deram e me apoiarem sempre nas minhas decisões. A eles devo muito. Especialmente ao meus mitras, amigos com quem passei estes três anos, vividos de grande trabalho mas também muita diversão. Ao meu irmão, pois é uma das minhas forças para viver. A todos os meus amigos, que fazem uma parte de mim, um muito obrigado. Agradeço também à Professora Ascensão Braga, pelo que foi como professora e pelo apoio que me foi dado na ajuda deste documento. Por fim um enorme obrigado à b4profile, especialmente à Diana Almeida, Carlos Franco e Brígida Posse, por me terem recebido de forma espectacular e me terem proporcionado o estágio. Foram 3 meses de aprendizagem contínua muito gratificante. Muito Obrigado Amigos. iii

6 PLANO DE ESTÁGIO No âmbito da finalização da Licenciatura em Marketing, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão, do Instituto Politécnico da Guarda, o aluno integrou-se na empresa b4profile para realizar o estágio. Realizado em Águeda, sede da empresa englobou um conjunto de actividades definidas previamente pela Marketing Manager, Dra. Diana Almeida. De entre as actividades propostas sobressaem as seguintes: Planos desenvolvidos no âmbito da comunicação e design Planeamento de Web Sites Criação e Gestão de Paginas no Facebook iv

7 RESUMO DO ESTÁGIO O presente relatório tem por base o relato de três meses de estágio curricular efectuado na empresa b4profile, tendo superado as expectativas de trabalho face ao planeado. Assim as actividades desenvolvidas foram: Planos desenvolvidos no âmbito da comunicação e design Planeamento de Web Sites Criação e Gestão de Paginas no Facebook Acompanhamento do projecto QI PME Campanha de Natal b4profile Outras actividades O trabalho desenvolvido durante o período de estágio foi extremamente proveitoso e enriquecedor, tanto a nível pessoal como profissional. As várias actividades desempenhadas revelaram-se bastante interessantes e susceptíveis de enquadramento teórico para com os conhecimentos apreendidos durante o período de frequência nas unidades curriculares que compõem a Licenciatura em Marketing. Palavras Chave: M30 General; M31 Marketing; L84 Personal, Professional, and Business Services; M39 Communication. v

8 ÍNDICE ÍNDICE FIGURAS... vii INTRODUÇÃO... 1 I. B4PROFILE Identificação Apresentação Responsabilidade Social Serviços e Actividades Marketing Comunicação Design Clientes II. ENQUADRAMENTO TEÓRICO A Comunicação A Comunicação nas Empresas Mix da Comunicação III. TRABALHO DESENVOLVIDO Planos Desenvolvidos no Âmbito da Comunicação Arquitectura de Web Sites Arquitectura Web site Castilho Advogados Arquitectura Web site La Coiffure Arquitectura Web site Adega Cooperativa da Mealhada Arquitectura Web site Valpel Criação e Gestão de páginas no Facebook Acompanhamento do Projecto QI PME Campanha de Natal b4profile Outras Actividades CONCLUSÃO BIBLIOGRAFIA ANEXOS vi

9 ÍNDICE FIGURAS Figura 1 - b4profile... 4 Figura 2 Clientes b4profile Figura 3 - Arquitectura Web Site Castilho Advogados Figura 4 - Arquitectura Web Site La Coiffure Figura 5 - Arquitectura Web Site Adega Cooperativa da Mealhada Figura 6 - Arquitectura Web Site Valpel Figura 7 - Página Facebook La Coiffure Figura 8 - Página Facebook Fig Plásticos Figura 9 Página Facebook TalCoal Figura 10 - Página Facebook Tentações da Quinta vii

10 INTRODUÇÃO No âmbito da obtenção da Licenciatura em Marketing, existe o estágio como tarefa conclusiva. O mesmo consiste num período de experiência activa e procura aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo da formação académica. O estágio realizou-se na empresa b4profile, com a duração de 432 horas, tendo sido iniciado a 6 de Outubro de 2010 e concluído no dia 23 de Dezembro do mesmo ano. A b4profile caracteriza-se por uma empresa especializada em Marketing, Comunicação e Design. No decorrer do período de estágio, foram desenvolvidas várias actividades, com carácter heterogéneo e relevante no que toca ao enquadramento teórico das disciplinas leccionadas no Curso de Marketing. O presente relatório tem por objectivo representar uma descrição verdadeira e sustentada das actividades desenvolvidas em estágio. Desta forma, o mesmo é composto por três capítulos, iniciando o seu conteúdo pela apresentação da empresa e dos seus serviços prestados. Surge, então, um breve enquadramento teórico sobre Comunicação que constituirá um suporte à compreensão do trabalho desenvolvido. Finalmente emerge a descrição das actividades desenvolvidas, antecedidas de uma introdução teórica sobre a temática de cada actividade. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 1

11 I. B4PROFILE Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 2

12 1. Identificação Nome: b4profile, Lda Morada: Rua José Maria Veloso, 1º Esq. Frente Ap. 157, Águeda Site: Telefone: Apresentação A b4profile, Lda, nasceu em 2008, com sede em Águeda. Encontra-se no mercado com vista ao desenvolvimento de funções de marketing e comunicação aconselhando e prestando serviços que conjugam estratégias de comunicação e imagem, oferecendo soluções criativas, integradas e eficazes, com base no conhecimento do mercado e das necessidades dos clientes. A sua actuação caracteriza-se por um grande empenho, compromisso e uma entrega excepcional aos projectos em que se envolve, colaborando com cada cliente numa lógica de parceria, trabalhando de forma pró-activa no relacionamento com todos os públicos-alvo, ajudando a dinamizar as empresas e a reforçar a sua visibilidade e notoriedade de forma a serem capazes de competir no mercado nacional e internacional. Assim, assessoria; planeamento; implementação e acompanhamento das acções de marketing e comunicação, constituem os seus serviços. A b4profile presta um serviço completo, através da criação, manutenção e reforço permanente de uma imagem empresarial e institucional activa, moderna e especializada através de um trabalho contínuo. A forma de estar e de agir da b4profile, pode resumir-se da seguinte forma (ver Figura 1): Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 3

13 Aplicar a nossa energia na criatividade, no marketing e nas estratégias para construir marcas de sucesso, com notoriedade no mercado. Entender os nossos clientes, os seus objectivos, as suas necessidades e como criar o seu sucesso. Estamos ao seu lado com um novo perfil de Comunicação! É para si que existimos. Figura 1 - b4profile Fonte: b4profile (adaptado) Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 4

14 3. Responsabilidade Social Um comportamento que as empresas adoptam voluntariamente e para além das prescrições legais, porque consideram ser esse o seu interesse a longo prazo. (Comunidades Europeias, 1998) O conceito de comunicação está ligado à competitividade de uma empresa, ao seu desempenho no mercado e ao respeito pelas comunidades envolventes. A Responsabilidade Social sendo mais que uma moda, pode dizer-se que é um dos pilares fundamentais da sustentabilidade empresarial futura, passando a fase em que as empresas doavam bens ou dinheiro a entidades carenciadas, para outra fase de abraçar outros projectos como a protecção do meio ambiente e de apoio ao desenvolvimento das comunidades com base no respeito mútuo. Assim, o projecto b4profile nasce com o objectivo de se afirmar como uma agência de comunicação com uma forte responsabilidade social. Desde o primeiro dia que procura aderir a causas, promover iniciativas, estando ao lado de quem precisa, contribuindo para um Mundo melhor. Assim, listam-se várias iniciativas a que a b4profile se juntou: Adesão à hora para deixar o Planeta Respirar No dia 28 de Março de 2009 às 19 horas e dia 27 de Março de 2010 desligaram todos os equipamentos, ficando completamente às escuras durante uma hora, aderindo à Iniciativa Hora pelo Planeta Terra, com o objectivo de fazer com que em todo o Mundo todos aqueles que quisessem aderir a esta campanha contribuíssem para a redução do consumo de energia mas também para alertar para os perigos ambientais que o Mundo enfrenta hoje. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 5

15 Reciclagem de Lâmpadas Com o objectivo de reduzir o consumo energético, todas as lâmpadas utilizadas nas instalações são de baixo consumo e efectuam a respectiva recolha e envio para reciclagem. Durante o ano de 2008, investiram em lâmpadas de baixo consumo representando uma redução consumo de cerca de 15%. Reciclagem de Consumíveis Informáticos Desde o início da sua actividade, a b4profile, pratica recolha e encaminhamento para reciclagem de todos os seus consumíveis informáticos (tonners, tinteiros, papel, entre outros). Reciclagem de Pilhas Através de uma parceria com a Ecopilhas, a b4profile promove a recolha de pilhas no seu espaço estimulando os seus clientes a aderirem a esta causa. Código de Estocolmo A b4profile aderiu ao Código de Estocolmo da ICCO (International Communications Consultancy Organization) porque este representa e assegura a consistência sobre a forma como o sector se descreve a si próprio, proporcionando assim a clientes e Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 6

16 colaboradores uma visão mais clara das normas do sector, o que melhorará a reputação da actividade, criando normas práticas e comercialmente úteis para enriquecer o relacionamento entre empresas, consultoras, clientes e outros agentes. Código de Conduta Empresas e VIH A b4profile aderiu também ao Código de Conduta Empresas e VIH, recordando os princípios adoptados pelas agências da Organização das Nações Unidas e o Código de Conduta da Organização Internacional do Trabalho referente à infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e à protecção dos direitos humanos, nomeadamente o direito a trabalhar em condições dignas, independentemente do respectivo estatuto serológico. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 7

17 4. Serviços e Actividades Como foi dito anteriormente, assessoria, planeamento, implementação e acompanhamento das acções de marketing e comunicação são os serviços que a b4profile presta e que se podem agrupar em Marketing, Comunicação e Design. 4.1 Marketing A b4profile presta assessoria na área do marketing, definindo um planeamento que permite sistematizar os procedimentos, definir políticas e acções a desenvolver, assegurando a sua coerência interna e externa elaborando planos de marketing para assegurar a realização das acções planeadas e obtenção dos objectivos pretendidos. Um esforço contínuo de planeamento e uma adequada organização de marketing são auxiliares valiosos para os clientes, para saberem onde estão, para onde vão e para onde querem ir. Também faz uma grande aposta na Internet, único meio realmente interactivo, e que permite o acompanhamento dos resultados de uma campanha em tempo real, a adequação ou correcção de acções em tempo útil e a maximização de resultados, ou seja, fazer chegar uma mensagem ao público certo. Para isso a b4profile disponibiliza um conjunto de ferramentas que permitem desenvolver as actividades de E- Marketing, como sejam: Optimização para motores de busca Marketing Mobile Marketing Marketing de Estratégia Campanhas de Redes Sociais Campanhas de Display Advertisement Campanhas de Links Patrocinados Formação Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 8

18 4.2 Comunicação A b4profile fornece aos seus clientes as mais variadas soluções na área da comunicação, tais como, publicidade, apoio à força de vendas e soluções de packaging dos produtos, promoções no ponto de venda, merchandising e marketing directo. Oferece soluções personalizadas através do marketing directo que responde a essa necessidade de comunicação, ao disponibilizar um conjunto de instrumentos que permitam comunicar directamente com os potenciais clientes, com um custo menor e maior eficácia em relação aos meios de comunicação tradicionais. Aposta também em publicidade de grandes formatos e em publicidade móvel, através de projectos inovadores. Reconhece a crescente importância dos novos meios de comunicação e por isso quer ser especialista na área da comunicação digital, apresentando aos seus clientes as mais inovadoras soluções, estabelecendo uma ligação entre a tecnologia e o design às características do público alvo de cada projecto, disponibilizando por isso serviços de Web design, Design Multimédia e E-Commerce. 4.3 Design A b4profile procura através do design exceder expectativas e descobrir novas perspectivas. Encara cada projecto com entusiasmo e criatividade, pois apenas dessa forma pode garantir a qualidade dos resultados dos projectos. Fruto de um processo criativo que assenta numa metodologia projectual construída em diversas fases sequenciais, os seus projectos de design visam obter resultados dotados de valores de uso e significado, com: Identidade corporativa e branding Produção de imagem Imagem global e produção gráfica Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 9

19 5. Clientes Os clientes da b4profile são organizações pertencentes a vários sectores de actividade. De acordo com o seu portfólio de clientes, podem salientar-se algumas empresas que são apresentadas na figura 2. Figura 2 Clientes b4profile Fonte: b4profile Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 10

20 II. ENQUADRAMENTO TEÓRICO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 11

21 Uma vez que o estágio decorreu numa agência de comunicação optou-se por fazer um breve enquadramento teórico sobre comunicação que constituirá um suporte à compreensão das actividades desenvolvidas durante o estágio. 1. A Comunicação Comunicar é pôr em comum uma informação, é partilhar uma opinião, um sentimento, uma atitude, um comportamento. Tudo isto, frequentemente, com o objectivo de convencer, persuadir (mudar de opinião, adoptar um comportamento diferente). (Caetano e Rasquilha, 2007) Assim, a comunicação pode revestir-se de várias formas, através das quais o Homem transmite e recebe ideias, impressões e imagens de todo o tipo. Muitos destes símbolos embora compreensíveis, não correspondem a uma expressão verbal. Comunicar, pode dizer-se que é pôr em comum uma informação, partilhar uma opinião, um sentimento, uma atitude, um comportamento. Tudo isso, frequentemente com objectivo de convencer e persuadir. A comunicação encontra-se presente em todos os momentos e actos quotidianos da sociedade. Toda a comunicação provém de algum indivíduo ou grupo de indivíduos que constituem a fonte. À fonte cabe iniciar o processo que no seu modelo mais simples, pode ser: Emissor Mensagem Receptor Este modelo indica três elementos essenciais da comunicação: Emissor, Mensagem e Receptor. Ao iniciar uma comunicação a fonte pretende atingir um objectivo ou uma intenção que será expressa numa mensagem. A mensagem é uma das fases do processo de comunicação e evidencia aquilo que se pretende transmitir. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 12

22 Após a mensagem estar codificada, é transmitida. Para ser realizada a sua transmissão é necessário utilizar um meio, o canal, que é o seu suporte físico. O ar que transmite os sons da fala através de ondas sonoras, ou o papel, utilizado pela imprensa escrita, são dois dos inúmeros meios que podem ser utilizados para a transmissão de mensagens. A comunicação pode se feita em vários tipos, como: Pessoal É a comunicação directa entre dois ou mais indivíduos. Este tipo de comunicação é muito eficaz porque individualiza as oportunidades e o feedback. Exemplos: Cara a cara, Telefone, Correio, Corpo a corpo com a audiência. Impessoal Não existe interacção pessoal, ou seja não há contacto do indivíduo. Exemplos: Medias, Ambientes planeados e Eventos Verbal - Utiliza símbolos verbais ou orais. Exemplos: Escrita (Jornais, Revistas, Cartazes publicitários) e Orais (Rádio) Não verbal - São todos os sinais, gestos ou imagens que produzimos ou percebemos. Todos estes sinais são produzidos pelas diversas partes do corpo como as mãos, cabeça, rosto ou boca. A comunicação pode ser praticada recorrendo a um conjunto de meios. O termo meio de comunicação refere-se ao instrumento ou à forma de conteúdo utilizados para a realização do processo comunicacional. Quando referido a comunicação de massas pode ser considerado sinónimo de média. Entretanto, outros meios de comunicação, como o telefone, não são massivos e sim individuais (ou interpessoais). Podemos como tal identificar como meios de comunicação: Sonoro Rádio/Telefone Escrita Jornais /Revistas Audiovisual Televisão/Cinema Multimédia - Diversos meios em simultâneo Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 13

23 Hipermédia Internet/CD-Rom/TV digital 2. A Comunicação nas Empresas As organizações integram indivíduos e grupos portadores de uma determinada identidade profissional. É em função das interacções que aqueles estabelecem no trabalho que se constituem as diversas subculturas. Neste sentido a comunicação é também um elemento essencial para a estruturação dos processos; funcionamento da realidade organizacional. Com efeito, é através da comunicação que os sistemas sociais, pelo menos parcialmente, se produzem e reproduzem, e que os indivíduos se reconhecem a si próprios, aos outros e ao meio envolvente, contribuindo assim para a génese de uma determinada identidade cultural (Gomes et al., 1996, p. 196) A Comunicação compreende um conjunto de actividades, acções, estratégias e processos desenvolvidos para criar e manter a imagem de uma empresa com os seus públicos de interesse ou à opinião pública. Os públicos-alvo da comunicação empresarial são muito diversos. Como tal, ao desempenhar o papel de interface entre a empresa e os vários públicos, a comunicação empresarial é muito mais diversificada no seu campo de actuação e inclui uma serie de disciplinas que outrora funcionavam separadamente, tendo de enfrentar desafios diários de adaptação a realidades em constante mudança. Com isto, a comunicação passou a ser a chave do sucesso para as empresas, representando um conjunto, cada vez mais abrangente, que trabalha todos os níveis de interacções da empresa com as pessoas. Comunicar não consiste apenas em informar, mas em informar e persuadir, simultaneamente. A comunicação pretende produzir efeitos no espírito e comportamento do consumidor. Já as empresas pretendem obter resultados. De Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 14

24 seguida elencam-se um conjunto de efeitos na perspectiva do consumidor e das empresas, segundo Delozier (1999). Efeitos que se pretendem produzir no espírito do consumidor: Clarificar necessidades; Aumentar notoriedade da marca; Aumentar o conhecimento do produto; Melhorar a imagem da marca; Melhorar a imagem da empresa; Aumentar a preferência pela marca. Efeitos que se pretendem produzir no comportamento do consumidor: Estimulação da procura; Aumentar a experimentação; Aumentar a recompra. Efeitos que se pretendem obter relativamente à empresa: Melhorar a posição financeira; Aumentar a flexibilidade da imagem da empresa, de modo a facilitar o futuro no crescimento e/ou diversificação; Aumentar a cooperação do canal de distribuição; Melhorar a imagem da empresa junto do mercado financeiro; Melhorar a imagem da empresa junto dos actuais e potenciais empregados; Aumentar a influência da opinião pública relativamente a assuntos de natureza política relacionados com o bem-estar da empresa; Alimentar o ego da gestão. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 15

25 2.1 Mix da Comunicação 1 O objectivo da comunicação é de influenciar para afectar com intenção, visando uma reacção específica de uma pessoa ou grupo (mudança no comportamento). A Comunicação de Marketing abrange o conjunto dos meios de que a empresa dispõe para trocar informações com o mercado. Assim, considera-se tanto a comunicação de fora para dentro da empresa, como de dentro para fora da empresa. No entanto, pode-se limitar a designação Comunicação de Marketing à comunicação em que a empresa toma a iniciativa de se dirigir aos seus públicos externos na tentativa de os motivar na compra dos seus produtos. O mix de comunicação é constituído por um conjunto de variáveis ou técnicas de comunicação, cada uma com características específicas, não só ao nível da forma, mas também ao nível dos objectivos que permitem atingir, do tipo de alvo a que se dirigem e do seu impacto imediato ou a prazo. Assim, podemos referir que são variáveis ou técnicas de comunicação utilizadas para que a empresa atinja os seus objectivos com maior eficácia e eficiência. O mix de comunicação engloba as seguintes técnicas, Publicidade, Promoções, Merchandising, Marketing Directo, Relações Publicas, Força de Vendas e Patrocínio e Mecenato. As empresas têm de compreender a utilidade específica de cada técnica e recorrer a cada um delas na medida e na forma adequada. As estratégias empresariais, de produto ou de serviço, têm de ser integradas de modo a utilizarem as variáveis de comunicação necessárias dos objectivos previamente definidos e junto dos respectivos públicos-alvo. 1 Este subcapítulo teve como fonte Denis, L. (2004), Mercator XXI, Teoria e Prática do Marketing, Publicações Dom Quixote, Lisboa Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 16

26 Publicidade É uma variável que se adapta a alvos de grande dimensão e que tem um efeito de médio e longo prazo; adapta-se aos diferentes níveis de comunicação, mas é claramente orientada para o produto; adapta-se a diferentes objectivos tais como a notoriedade, estímulo da compra, informação ou dar a conhecer o produto. Promoções As promoções são uma variável exclusiva do produto, com impacto directo no curto prazo, que se utiliza para pequenas ou grandes dimensões, em termos de alvo, de acordo com o seu âmbito de aplicação. Uma operação de promoção consiste em associar a um produto, uma vantagem temporária, destinada a facilitar ou a estimular a sua utilização, a sua compra e/ou distribuição. São diversos os tipos de acções promocionais a efectuar, nomeadamente a experimentação gratuita, a redução temporária do preço, prémios e ofertas, entre outros. Merchandising O merchandising é o conjunto dos estudos e das técnicas de aplicação utilizadas, separada ou conjuntamente, pelos produtores e distribuidores, com vista a aumentar a rentabilidade do local de venda e o escoamento dos produtos, através de uma adaptação permanente dos aprovisionamentos às necessidades do mercado e da apresentação apropriada das mercadorias. Marketing Directo Esta variável substitui a força de vendas na medida em que transmite e recebe informação. O alvo a que se destina é preciso e definido e tem um efeito de curto, médio prazo. Apoia o produto ou marca e procura alcançar objectivos como transmissão de informação, dar a conhecer o produto e estimular os clientes. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 17

27 Relações Públicas As relações públicas constituem o esforço deliberado, planeado e continuado para estabelecer e manter o melhor rendimento mútuo entre uma empresa e os seus públicos. O seu objectivo não é a venda do produto, mas delinear uma imagem favorável de uma empresa e melhorá-la, se necessário. As relações públicas funcionam como interface entre a gestão de um empresa (emissor) e os seus públicos (receptor). Cabe às relações públicas codificar os sinais emitidos pela empresa numa mensagem susceptível de ser descodificada por cada um dos seus públicos, assim como descodificar as mensagens dos diversos públicos (feedback) para a empresa. Patrocínio e Mecenato Têm um efeito de médio e longo prazo e adequam-se melhor à comunicação de empresa. O alvo está ligado ao tipo de evento ou entidade patrocinada e pretende seguir diferentes objectivos, tais como a notoriedade, o posicionamento em termos de imagem, a credibilização e a transmissão de confiança. Força de Vendas É a variável de comunicação mais completa na medida em que permite uma adequação permanente do agente de comunicação ao seu interlocutor e possibilita a transmissão de informação assim como a recepção da informação de retorno. Adaptase a alvos definidos de pequena dimensão e tem um impacto de curto, médio e longo prazo. Adequa-se à comunicação de produto/marca. Permite atingir objectivos tais como a fidelização do mercado, a demonstração, a transmissão de informação e dar a face credibilizando a empresa perante o mercado. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 18

28 III. TRABALHO DESENVOLVIDO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 19

29 Durante o período de estágio, o estagiário desenvolveu diversas actividades relacionadas com comunicação. Para além das que constam no plano de estágio, desenvolveu outras actividades, utilizando algumas ferramentas importantes para a realização das mesmas. Estas actividades serão apresentadas de seguida, antecipadas de uma breve introdução teórica sobre a temática de cada actividade desenvolvida. 1. Planos Desenvolvidos no Âmbito da Comunicação Uma das actividades proposta ao estagiário, foi o desenvolvimento de planos no âmbito da comunicação, elaborando projectos para a estratégia de comunicação definida. Para isso foi necessário um estudo e uma análise de todos os dados fornecidos pelas próprias empresas, que actuam no mesmo sector ou em sectores semelhantes, através de benchmarking. O benchmarking 2 é um método de recolha de informação e um instrumento de gestão que tem como objectivo melhorar o desempenho das empresas e conquistar uma posição de mérito em relação à concorrência. Baseia-se num processo de aprendizagem com base no estudo das melhores experiências de empresas similares. A essência deste instrumento parte do princípio de que nenhuma empresa é a melhor, o que implica reconhecer todo o leque que existe no mercado. Como tal é necessário um estudo prévio de empresas que actuam no mesmo sector, de forma a analisar não apenas o que nelas existe de melhor, como também os erros que cometeram de forma a economizar meios e tempo. Em regra são utilizados os concorrentes melhor sucedidos como termo de comparação embora possam também ser utilizadas empresas de outros sectores de actividade. O objectivo do benchmarking é portanto o de estimular e facilitar as mudanças organizacionais e a melhoria de desempenho através da aprendizagem com os outros. 2 Fonte: Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 20

30 O processo de avaliação e comparação pode ser efectuado para a organização como um todo ou visar apenas um determinado processo, departamento, ou unidade de negócio. Através do benchmarking as organizações obtêm referências que lhes permitem identificar formas de melhorarem as suas performances internas. O princípio desta ferramenta é que nenhuma empresa é a melhor em todas as áreas e que, por isso, deve seguir os exemplos das que são superiores. Segundo a mesma fonte existem basicamente três tipos de benchmarking: interno, competitivo e genérico ou multi-sectorial: Benchmarking interno, trata-se do tipo mais utilizado. Consiste em comparar as operações da empresa com as de um departamento interno ou de outras organizações do mesmo grupo. É fácil de implementar e o objectivo é identificar internamente qual o melhor modelo a seguir. Benchmarking competitivo, tem como referencial a concorrência directa. Comparam-se produtos e serviços, de forma a superar o desempenho das empresas concorrentes. É mais difícil de colocar em prática porque as informações sobre os métodos dos concorrentes são difíceis de obter. Benchmarking genérico ou multi-sectorial, consiste na comparação com empresas de outros sectores, mas reconhecidas como apresentando as melhores práticas. Como se tratam de empresas não concorrentes, a abertura à troca de informação é geralmente maior. Deste modo, o estagiário desenvolveu vários planos no âmbito da comunicação, para empresas de vários sectores. A elaboração destes planos surge na sequência da análise prévia da situação de cada empresa ao nível da comunicação, bem como da identificação das respectivas lacunas. Da conjugação destas lacunas com os objectivos que a empresa pretende alcançar, eram elaborados e apresentados planos contemplando varias soluções alternativas, nomeadamente: Branding e/ou Naming, Web Sites, páginas de Facebook, Newsletter, Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 21

31 Estacionário (cartão de Visita, envelopes, papel timbrado, capas de processo), Cartão de Cliente, Bruchuras e Displays de apresentação, Decorações de Montra, Banners, Catálogos, Flyers e Sacos de Compras. As empresas para o qual o estagiário teve de elaborar e apresentar as diversas soluções pertencem a várias áreas de actividade, como sejam: Projecto D (ver anexo I), Nutrisabores (ver anexo II), Adega Cooperativa da Mealhada (ver anexo III), La Coiffurre (ver anexo IV), Castilho Advogados (ver anexo V), Dentalagueda (ver anexo VI), Jorge Coelho Unipessoal (ver anexo VII), Metalixa, (ver anexo VIII), Rall (ver anexo IX), Valpel (ver anexo X). 2. Arquitectura de Web Sites Outra actividade solicitada ao estagiário foi a arquitectura de Web Sites. Deste modo o estagiário elaborou toda a estrutura de Web Sites das empresas clientes, procurando sempre a diferenciação entre elas. Estas eram apresentadas aos clientes que depois de aprovadas seguiam para os Web designers, para que pudessem dar seguimento à sua construção. Neste sentido, o estagiário teve de ter em conta alguns factores de planeamento, tentando criar Web sites susceptiveis de fidelizar os visitantes. Na óptica de marketing são recomendadas páginas Web funcionais com conteúdos em primeiro plano. São os conteúdos bem produzidos ou pertinentes, que levam as pessoas a voltar a visitar o site. Para perceber quais são os conteúdos pertinentes (gráficos, imagens e texto), é necessária uma prévia compreensão da intenção do Web site. Neste sentido, importa definir bem as razões capazes de atrair as pessoas ao Web Site, para assim lhes poder oferecer rapidamente os conteúdos adequados, fornecendo aos utilizadores a informação que estes requerem e nada mais. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 22

32 Para que as ideias sejam claras e expressas de forma sucinta, é conveniente exibir um design minimalista, até porque este aumenta a rapidez do download e a facilidade de leitura rápida ou na diagonal do monitor. Para isso a b4profile, e no entender do estagiário, recomenda as páginas na horizontal. Para tornar um Web site acessível, deve subordinar-se a concepção do respectivo design à óptica de marketing. Deve partir-se do ponto de vista dos clientes, pensando a experiência dos consumidores de fora para dentro. Os aspectos estéticos, como efeitos visuais e certos adereços sonoros, podem ser maravilhosos, mas aquilo que as pessoas querem realmente é conseguir aceder a um Web Site e nele navegar facilmante encontrando e encomendando os produtos desejados, para logo seguirem a sua viagem para outras paragens virtuais. Além da pertinência dos conteúdos e da acessibilidade, a interactividade é outro dos factores mais valorizados pelos utilizadores de um Web site. Sendo a Internet o único meio de comunicação de massas que permite uma verdadeira interactividade, esta é a principal característica a ter em conta para comunicar de modo a estabelecer um relacionamento mutuamente vantajoso. A forma ideal de criar interactividade para um Web Site e estimular o desejado envolvimento emocional dos respectivos utilizadores, é proceder a uma abordagem mista, resultando num Web Site de personalização automática, mas ainda assim, susceptível de parametrização por parte dos utilizadores. Deste modo o estagiário desenvolveu propostas de arquitecturas para os seguintes clientes: Castilho Advogados; La Coiffure; Adega Cooperativa da Mealhada e Valpel (ver Figuras 3, 4, 5 e 6). De seguida serão apresentadas essas arquitecturas e respectivas justificações de acordo com o que foi entregue aos clientes. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 23

33 2.1 Arquitectura Web site Castilho Advogados Figura 3 - Arquitectura Web Site Castilho Advogados Fonte: Elaboração Própria Nos dias de hoje torna-se absolutamente fundamental apostar numa presença estratégica na Internet, disponibilizando um espaço Web onde a Castilho Advogados possa apresentar-se no mercado, partilhar a sua visão de negócio, os seus serviços, efectuar uma gestão de conteúdos adequada e inovadora. Arquitectura website Após uma análise aprofundada daquela que é entendida como a presença mais eficaz na Web de uma empresa que comercializa serviços jurídicos em que opera a Castilho Advogados, a b4profile recomenda a aposta na seguinte arquitectura: O site de ser disponibilizado em três idiomas, português e espanhol, visto que têm um escritório em Espanha e inglês para facilitar a consulta de potenciais clientes internacionais. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 24

34 Home: No home do site deve apresentar uma fotografia ou varias em slideshow, para atrair a atenção do cliente, da decoração e design do escritório, baseado em arte fotográfica, e apresentação de todos os menus em lugar estratégico. Menus: Apresentação Neste menu deve ser feita uma apresentação breve e generalista da Castilho Advogados, assim como a sua missão e visão. A b4profile recomenda que toda a gestão de conteúdos desenvolvida para este projecto seja feita claramente a pensar na diversificação de palavras chave para que a pesquisa e busca relativa à designação Castilho Advogados, seja potenciada. Áreas de Actividade Este menu deve fazer referência a todos os serviços e áreas de actividade em que a Castilho Advogados actua. Parcerias A aposta de Castilho Advogados a em parcerias constitui uma mais-valia para a angariação de clientes. Assim uma boa aposta é construir parcerias com escritórios de contabilidade e consultoria. Assim este menu deve fazer referencia e identificar todas as parcerias feitas com a Castilho Advogados. Notícias Este menu deve reflectir toda a actividade desenvolvida pela Castilho Advogados, desde a aposta em novos serviços, aposta em comunicação, estabelecimento de novas parcerias, entre outros. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 25

35 Deve-se a possibilidade de registo para subscrição de newsletter, com resposta a cada subscrição com a seguinte mensagem: De forma a alcançar o que propomos, assumimos criar disponibilidade, confiança e uma relação personalizada com todos os nossos clientes. Assim, assinalamos o nosso trabalho com a maior competência e eficácia para cumprirmos um serviço de excelência. A newsletter deve ser enviada através do seguinte endereço de Responsabilidade Social Responsabilidade social é uma oportunidade para que a Castilho advogados afirme a sua presença no mundo social. É muito importante criar um conceito em que as empresas decidem, numa base voluntária, contribuir para uma sociedade mais justa, assumindo assim uma postura transparente, responsável e ética nas suas relações com outras instituições. Assim optaremos por uma estratégia de marketing no âmbito de reforçar a responsabilidade social da Castilho Advogados. Para a sua concretização sugerimos as seguintes: o Apoio jurídico em bairros sociais, a famílias mais carenciadas, ou em instituições de solidariedade; o Contributos monetários a instituições ou associações de solidariedade social. o Voluntariado no domínio social e ambiental; o Aposta no Pro Bono (trata-se de uma actividade exercida por profissionais competentes, praticada de forma voluntária e sem serem pagos pelo serviço prestado. Esta actividade normalmente é exercida em acréscimo à actividade normal, remunerada). Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 26

36 Este menu deve apresentar todas as iniciativas de responsabilidade social feitas pela Castilho Advogados. Apoio Cliente Apoio Cliente deve apresentar um formulário com campos de preenchimento obrigatório como nome, contacto e assunto e um outro campo de escrita para o cliente identificar e explicar o problema. Este menu resulta numa estratégia de marketing para angariar novos clientes, tendo um primeiro contacto deles para depois ter necessidade de se marcar uma reunião com o cliente. Contactos A localização deve ser efectuada através de uma imagem gráfica especificamente desenvolvida para facilitar a forma como chegar aos três escritórios da Castilho Advogados, devendo ser disponibilizado o road book e as respectivas coordenadas GPS. Para além desta divisão entre home e estrutura de menus, devem ser tidas em atenção as seguintes notas: Disponibilizar a apresentação de serviços digital de forma original, com um grafismo especificamente desenvolvido para despertar interesse em descobrir os serviços da Castilho Advogados. Da análise efectuada a empresas que operam no sector de advocacia, identificámos que os websites da maioria são construídas sob uma plataforma vertical e com demasiada informação no home, o que os torna bastante extensos, de difícil navegação e consequente difícil acesso à informação necessária, por isso recomendamos o desenvolvimento na horizontal. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 27

37 2.2 Arquitectura Web site La Coiffure Figura 4 - Arquitectura Web Site La Coiffure Fonte: Elaboração Própria Nos dias de hoje torna-se absolutamente fundamental apostar numa presença estratégica na Internet, disponibilizando um espaço Web onde La Coiffure possa apresentar-se no mercado, partilhar a sua visão de negócio, os seus produtos, a sua arte, efectuar uma gestão de conteúdos adequada e inovadora. Arquitectura website Após uma análise aprofundada daquela que é entendida como a presença mais eficaz na Web de uma empresa no sector em que opera a La Coiffure, a b4profile recomenda a aposta na seguinte arquitectura: Home: No home do site deve ser activada uma animação inovadora para despertar emoções através de imagens, sons e frases. Pensada para reflectir glamour, sedução, algo que capte rapidamente a atenção do utilizador. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 28

38 Menus: La Coiffure Neste menu deve ser feita uma apresentação generalista de La Coiffure, apresentandoa como um Salão de Cabeleireiro que presta diversos serviços neste sector. Serviços Neste menu deve ser feita uma apresentação dos serviços prestados pela La Coiffure, com o melhor da sua arte, recomendando os melhores produtos seleccionados especialmente para manter uma relação de confiança com os seus clientes, reforçando o papel também de assessoria nas possibilidades que disponibiliza. Produtos Através de uma apresentação específica devem ser destacados os principais produtos, podendo ser utilizado para campanhas específicas através da ferramenta slideshow. Cada produto deve ser apresentado com uma descrição original, em que ela própria descreva o modo de utilização. Recomendamos aqui a disponibilização de um serviço inovador de aconselhamento específico nos produtos comercializados pela La Coiffure, permitindo que o potencial consumidor coloque uma questão através da caixa de mensagens no menu contactos e possa obter resposta. Notícias Este menu deve reflectir toda a actividade de La Coiffure, desde a aposta em novos serviços ou produtos, à presença em iniciativas de natureza diversificada, inovação em comunicação, estabelecimento de novas parcerias. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 29

39 Contactos Possibilidade de envio de pedidos de marcação para ou aquisição dos produtos comercializados pela La Coiffure através do preenchimento numa caixa de texto. Activação de possibilidade de registo para subscrição de newsletter, devendo esta ser enviada através do seguinte endereço de A localização deve ser efectuada através de uma imagem gráfica desenvolvida especialmente, devem ser disponibilizados o road book e as respectivas coordenadas GPS. Para qualquer esclarecimento ou informação adicional deve ser activado o seguinte endereço electrónico: Para além desta divisão entre home e estrutura de menus, devem ser tidas em atenção as seguintes notas: Disponibilizar a apresentação de serviços digital de forma original, com um grafismo especificamente desenvolvido para despertar curiosidade em descobrir o projecto La Coiffure. Para cada menu deve ser concebido um grafismo próprio, utilizando uma linguagem coerente de acordo com a estratégia definida. Ligação à rede social Facebook e Youtube. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 30

40 2.3 Arquitectura Web site Adega Cooperativa da Mealhada Figura 5 - Arquitectura Web Site Adega Cooperativa da Mealhada Fonte: Elaboração Própria Nos dias de hoje torna-se absolutamente fundamental apostar numa presença estratégica na Internet, disponibilizando um espaço Web onde a Adega Cooperativa da Mealhada possa apresentar-se no mercado, partilhar a sua visão de negócio, os seus produtos, efectuar uma gestão de conteúdos adequada e inovadora. Arquitectura website Após uma análise aprofundada daquela que é entendida como a presença mais eficaz na Web de uma empresa que comercializa produtos no sector em que opera a Adega Cooperativa da Mealhada, a b4profile recomenda a aposta na seguinte arquitectura: O site deve ser disponibilizado em dois idiomas, português e inglês, para facilitar a consulta de potenciais clientes internacionais. Home: No home do site deve ser activada uma animação inovadora para atrair a atenção do utilizador, despertar interesse e motivação para que explore o site. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 31

41 Menus: Bairrada Neste menu deve ser feita uma apresentação generalista sobre a zona da Bairrada dividida em submenus. História, mapa da região, geografia e gastronomia. Para estes submenus serão gerados conteúdos de referência história da região. Adega Este menu também deve ser subdividido em: História, onde se explica em texto a historia da Adega; Missão e visão da Adega cooperativa; Vinhas e castas, onde se fará uma descrição e todas as vinhas e castas das uvas que dão entrada na Adega; Prémios, onde se serão apresentados os vinhos premiados; Processo de Produção, onde será feita uma apresentação generalista do processo de produção do vinho. Vinhos Este menu deve apresentar todos os vinhos, divididos por gamas, onde será apresentada uma ficha técnica de cada um. Conselhos Este menu deve reflectir o modo de preparação, armazenamento e prova do vinho, dividido também em submenus. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 32

42 Notícias Este menu deve conter as notícias e os destaques da Adega Cooperativa da Mealhada, assim como a possibilidade de registo para a subscrição de uma newsletter com a resposta a cada subscrição com a seguinte mensagem: Seja Bem-vindo a esta nova fase da Adega Cooperativa da Mealhada, com uma política única e pioneira da Bairrada. Assim estamos dispostos a oferecer-lhe muita qualidade nos nossos vinhos. Desfrute deste prazer. A newsletter deve ser enviada através do seguinte endereço de Contactos O menu contactos deve ter a possibilidade de envio de pedidos de orçamentos para aquisição de produtos através do preenchimento de uma caixa de texto. A localização deve ser efectuada através de uma imagem gráfica especificamente desenvolvida para facilitar a forma como chegar à Adega Cooperativa da Mealhada, devendo ser disponibilizado o road book e as respectivas coordenadas GPS. Para qualquer esclarecimento ou informação adicional deve ser activado o seguinte endereço electrónico: Para além desta divisão entre home e estrutura de menus, devem ser tidas em atenção as seguintes notas: Disponibilizar a apresentação de serviços digital de forma original, com um grafismo especificamente desenvolvido para despertar interesse em descobrir o projecto Adega Cooperativa da Mealhada. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 33

43 Da análise efectuada a empresas que operam no sector vinhos, identificámos que os websites da maioria são construídas sob uma plataforma vertical o que os torna bastante extensos, de difícil navegação e consequentemente difícil acesso à informação necessária, por isso recomendamos o desenvolvimento na horizontal. Importa destacar uma ligação à rede social Facebook. 2.4 Arquitectura Web site Valpel Figura 6 - Arquitectura Web Site Valpel Fonte: Elaboração Própria Nos dias de hoje torna-se absolutamente fundamental apostar numa presença estratégica na Internet, disponibilizando um espaço Web onde a Valpel possa apresentar-se no mercado, partilhar a sua visão de negócio, os seus produtos e serviços, efectuar uma gestão de conteúdos adequada e inovadora. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Relatório de Estágio 34

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo

7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO. 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo 7. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO 7.1- Comunicação 7.2- Publicidade 7.3- Promoção 7.4- Marketing directo A COMUNICAÇÃO Comunicar Comunicar no marketing emitir mensagem para alguém emitir mensagem para o mercado

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Planeamento de Campanha de E-Marketing Cada variável, a nível de marketing tem normas próprias, em função dos meios de comunicação através dos quais se veiculam

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

PHC dteamcontrol Externo

PHC dteamcontrol Externo PHC dteamcontrol Externo A gestão remota de projectos e de informação A solução via Internet que permite aos seus Clientes participarem nos projectos em que estão envolvidos, interagindo na optimização

Leia mais

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo 03 A SÈTIMA A SÉTIMA produz soluções de software maioritariamente com recurso à WEB, de modo a dar suporte ao crescimento tecnológico que é já a maior realidade do século XXI. Esta aposta deve-se ao facto

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6 MARKETING SOLUTIONS Índice Quem somos... 3 Comunicação... 4 Parcerias e eventos... 5 Contactos... 6 2 Quem somos AGAINSTIME é uma empresa de consultoria de serviços em Marketing, que surge no mercado numa

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Definir o conceito de Help Desk; Identificar os diferentes tipos de Help Desk; Diagnosticar

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML.

A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Descritivo completo PHC dportal A solução ideal para criar um site público e dinâmico â com um visual profissional, sem necessidade de conhecimentos em HTML. Benefícios Actualização e manutenção simples

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PRÓXIMA AULA: APRESENTAÇÃO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO E O FILME DO YOUTUBE? AULA 12 A. EMAIL MARKETING - Objectivos e problemas - Ideias - Vantagens

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA.

Missão. DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO E FERRAMENTAS PARA A CONQUISTA DOS MERCADOS INTERNACIONAIS ATRAVÉS DA MARCA. O que é a Oficina da Marca? Serviço de gestão integrada e estratégica para o desenvolvimento de produtos e a sua promoção no mercado Global através da marca. Missão DOTAR AS PME s PORTUGUESAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA O primeiro requisito para venda de uma empresa, total ou parcialmente, é apresentá-la de forma atraente,

Leia mais

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS Plano de Actividades e Orçamento Exercício de 2012 Plano de Actividades e Orçamento para o exercício de 2012 Preâmbulo: O Plano de Actividades do ano de 2012 foi concebido com a prudência que resulta da

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa PHC dintranet A gestão eficiente dos colaboradores da empresa A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores, por forma a aumentar a sua produtividade.

Leia mais

QuEm SomoS missão 5 DESIGN & ComuNICação PublICIDaDE EvENtoS PromoçõES WEb

QuEm SomoS missão 5 DESIGN & ComuNICação PublICIDaDE EvENtoS PromoçõES WEb QUEM SOMOS MISSÃO DESIGN & Comunicação Publicidade Eventos Promoções Web 5 9 11 13 15 17 Quem Somos 5 Somos uma agência de Design e Comunicação, criada para disponibilizar um vasto leque de soluções na

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS

NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS NOVA IMAGEM. NOVA TECNOLOGIA. NOVOS OBJECTIVOS O PROJECTO COMO NASCEU O CARTÃO SOLIDÁRIO O projecto Cartão Solidário nasceu da vontade de responder de forma contínua e sustentável às necessidades das Instituições

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Mónica Montenegro António Jorge Costa

Mónica Montenegro António Jorge Costa Mónica Montenegro António Jorge Costa INTRODUÇÃO... 4 REFERÊNCIAS... 5 1. ENQUADRAMENTO... 8 1.1 O sector do comércio em Portugal... 8 2. QUALIDADE, COMPETITIVIDADE E MELHORES PRÁTICAS NO COMÉRCIO... 15

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno O módulo PHC dteamcontrol Interno permite acompanhar a gestão de todos os projectos abertos em que um utilizador se encontra envolvido. PHC dteamcontrol Interno A solução via Internet que permite acompanhar

Leia mais

A gestão completa dos seus recursos humanos

A gestão completa dos seus recursos humanos PHC Recursos Humanos CS DESCRITIVO Optimize a selecção e recrutamento, proceda à correcta descrição de funções, execute as avaliações de desempenho e avalie as acções de formação. PHC Recursos Humanos

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Adobe Muse: crie e publique o seu site 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Acesso a novas oportunidades:

Leia mais

Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação

Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação Código de Conduta do Voluntariado para a Cooperação Preâmbulo Com o objectivo de unir os esforços das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD) associadas da Plataforma Portuguesa das

Leia mais

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação

Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação Manual Como elaborar uma estratégia de comunicação Índice Introdução Passo 1 - Faça um diagnóstico da comunicação. Passo 2 - Defina os alvos da comunicação Passo 3 - Estabeleça os objetivos da comunicação

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a optimização da selecção e recrutamento, a correcta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO

LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO LISTA DE COMPETÊNCIAS TÉCNICO SUPERIOR E TÉCNICO N.º ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS: Capacidade para concretizar eficiência os objectivos do serviço e as tarefas e que lhe são solicitadas. com eficácia e 1

Leia mais

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência)

1. Motivação para o sucesso (Ânsia de trabalhar bem ou de se avaliar por uma norma de excelência) SEREI UM EMPREENDEDOR? Este questionário pretende estimular a sua reflexão sobre a sua chama empreendedora. A seguir encontrará algumas questões que poderão servir de parâmetro para a sua auto avaliação

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

O Storytelling. T- Story NEWSLETTER. Junho 2013 1ª Edição. Porquê utilizar o Storytelling

O Storytelling. T- Story NEWSLETTER. Junho 2013 1ª Edição. Porquê utilizar o Storytelling Apresentamos a newsletter oficial do projeto T-Story - Storytelling Aplicado à Educação e Formação, um projeto financiado pela ação transversal Atividade-chave 3 Tecnologias de Informação e Comunicação,

Leia mais

Gestão da Rede de Contactos. - Vilamoura, 26 de Junho de 2009 -

Gestão da Rede de Contactos. - Vilamoura, 26 de Junho de 2009 - PROGRAMA BUSINESS NETWORKING Gestão da Rede de Contactos - Vilamoura, 26 de Junho de 2009 - APRESENTAÇÃO O sucesso de uma organização, depende, em grande parte, da sua capacidade de fazer contactos (network)

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

As Vendas e Prestações de Serviços

As Vendas e Prestações de Serviços Disciplina: Técnicas de Secretariado Ano lectivo: 2009/2010 Prof: Adelina Silva As Vendas e Prestações de Serviços Trabalho Realizado por: Susana Carneiro 12ºS Nº18 Marketing Marketing é a parte do processo

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes:

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes: EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) O presente documento suporta a apreciação do ponto 3

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Empresas que se mexem, são empresas que crescem!

Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Apresentação do Projecto/ Abertura de inscrições Introdução A Adere-Minho - Associação para o Desenvolvimento Regional do Minho, entidade de natureza associativa

Leia mais

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas À semelhança do que acontece nas sociedades contemporâneas mais avançadas, a sociedade portuguesa defronta-se hoje com novos e mais intensos

Leia mais

Agora é o momento. www.qreatica.pt. ATENÇÃO: O conteúdo deste catálogo pode provocar emoções fortes. Não exceder a dose diária recomendada.

Agora é o momento. www.qreatica.pt. ATENÇÃO: O conteúdo deste catálogo pode provocar emoções fortes. Não exceder a dose diária recomendada. Agora é o momento www.qreatica.pt ATENÇÃO: O conteúdo deste catálogo pode provocar emoções fortes. Não exceder a dose diária recomendada. Clientes são cheios de surpresas. Design é o que você faz com as

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno PHC dteamcontrol Interno A gestão remota de projectos em aberto A solução via Internet que permite acompanhar os projectos em aberto em que o utilizador se encontra envolvido, gerir eficazmente o seu tempo

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional

Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional Título Do ensino modular ao ensino por elearning uma evolução natural para o Ensino Profissional Autora Ana Paula Salvo Paiva (Doutorada em Ciências da Educação pela Universidade Católica Portuguesa) apaula.sintra.paiva@gmail.com

Leia mais

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de

A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de A Importância dos Recursos Humanos (Gestão de Pessoas) na Gestão Empresarial Marketing Interno Licenciatura de Comunicação Empresarial 3º Ano Docente: Dr. Jorge Remondes / Discente: Ana Teresa Cardoso

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE WEBSITE SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Novo Website Vulcano 03 Descubra toda a informação do website Vulcano 04 Área de acesso profissional 06 E-Newsletter Vulcano também com nova imagem 07 02 SOLUÇÕES

Leia mais

O que é Benchmarking?

O que é Benchmarking? BENCHMARKING Sumário Introdução Conhecer os tipos de benchmarking Aprender os princípios do bechmarking Formar a equipe Implementar as ações Coletar os benefícios Exemplos Introdução O que é Benchmarking?

Leia mais

Redes Sociais em Portugal

Redes Sociais em Portugal Relatório de Resultados Redes Sociais em Portugal Dezembro de 2009 Estudo NE396 Netsonda - Network Research Quem Somos? Com quase 10 anos de actividade, a Netsonda foi a primeira empresa em Portugal a

Leia mais

jump4innovation Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável

jump4innovation Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável jump4innovation Plataforma Web de apoio à Gestão Melhoria, Inovação & Empreendedorismo Oferecemos ideias que aumentam o seu negócio acima do espectável Conteúdo Gestao da Inovacao, Melhoria e Empreendedorismo

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

O que é a Responsabilidade Social Empresarial? O que é a Responsabilidade Social Empresarial? 1.5. Campos de acção da RSE Resumo O mundo dos negócios é extremamente heterogéneo. Assim as diferentes abordagens e estratégias sobre responsabilidade compromisso

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda.

Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. Sistema para Visualização dos Resultados de Pesquisas de Clima Organizacional Manual do Usuário Este documento é de autoria da PERSPECTIVA Consultores Associados

Leia mais

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios

Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Qualidade e Sustentabilidade das Organizações Sociais Os Modelos de Gestão da Qualidade das Respostas Sociais - Novos desafios Instituto da Segurança Social, I.P. Gabinete de Qualidade e Auditoria 17 de

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

Pretendemos aqui analisar as melhores peças publicitárias concebidas e produzidas para o meio rádio.

Pretendemos aqui analisar as melhores peças publicitárias concebidas e produzidas para o meio rádio. Televisão Acção Especial / Brand Entertainment Nesta categoria pretendemos premiar as acções comerciais que, extravasando o âmbito do spot convencional, utilizam de forma criativa o meio televisão e também

Leia mais

Lisboa, Ano Lectivo 2009 2010 Prof. Gaia Moretti LUMSA Italia PROGRAMA DA DISCIPLINA WEBMARKETING CONTEXTO

Lisboa, Ano Lectivo 2009 2010 Prof. Gaia Moretti LUMSA Italia PROGRAMA DA DISCIPLINA WEBMARKETING CONTEXTO CONTEXTO Nos últimos anos, assistiu-se à construção dos alicerces de um novo modelo social, dinâmico, inovador e exigente, que se designa por Sociedade da Informação. Esta evolução assenta sobre alterações

Leia mais

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA?

QUERES SER VOLUNTÁRIO(A) NO GEOTA? INVENTARIAÇÃO DE POPULAÇÕES DE AVIFAUNA DA RESERVA NATURAL LOCAL DO PAUL DE TORNADA - Quais os objetivos da tarefa? Manter, incrementar e divulgar os valores naturais da Reserva Natural Local do Paul de

Leia mais

PROJECTO DE COMUNICAÇÃO

PROJECTO DE COMUNICAÇÃO PROJECTO DE COMUNICAÇÃO VITÓRIA SPORT CLUBE Visão O objectivo e desafio do Departamento de Comunicação visa ajudar a congregar os actos comunicativos de todos aqueles que fazem parte do Clube e transmitir

Leia mais

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE . Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete . Objectivos e Princípios Orientadores O Sistema de Informação e Comunicação (SIC) da Rede Social de Alcochete tem como objectivo geral

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação Departamento de Relações Públicas e Comunicação Regulamento 1. Do Departamento de Relações Públicas e Comunicação 1.1 Definição 1.2. Constituição 1.3. Articulação e procedimentos 1.4. Local de funcionamento

Leia mais

ControlVet Segurança Alimentar, SA.

ControlVet Segurança Alimentar, SA. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A ControlVet Segurança Alimentar, S.A. é uma empresa de referência nacional na prestação de serviços de segurança alimentar, em franca expansão

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

» apresentação. WORKFLOW que significa?

» apresentação. WORKFLOW que significa? » apresentação WORKFLOW que significa? WORKFLOW não é mais que uma solução que permite sistematizar de forma consistente os processos ou fluxos de trabalho e informação de uma empresa, de forma a torná-los

Leia mais

Fórum Nacional das Rádios Comunitárias (FORCOM) Estratégia de Comunicação

Fórum Nacional das Rádios Comunitárias (FORCOM) Estratégia de Comunicação Fórum Nacional das Rádios Comunitárias (FORCOM) Estratégia de Comunicação 2011-2015 Maputo, Janeiro de 2011 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO......... 3 1.1 Contextualização............ 3 1.2 Justificativa (Porquê

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE O MUNICIPIO DE SETÚBAL E A CONFEDERAÇÃO PORTUGUESA DAS COLECTIVIDADES DE CULTURA, RECREIO E DESPORTO Considerando: a) As atribuições da Câmara Municipal de Setúbal, conferida

Leia mais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais

Módulo 2. As Empresas e as Redes Sociais Módulo 2 As Empresas e as Redes Sociais Introdução Eco sistemas de negócio Aplicações de negócio Construir uma empresa Tácticas/ Estratégias Segmentação Gestão - Profissionais Custo Gestão de tempo ROI

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL INTRODUÇÃO Já imaginou ter acesso a dados e estatísticas do website do concorrente? Com alguns aplicativos e ferramentas, isso já é possível. Com ajuda deles, você

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização

Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização Empresas Responsáveis Questionário de Sensibilização 1. Introdução O presente questionário ajudá-lo-á a reflectir sobre os esforços desenvolvidos pela sua empresa no domínio da responsabilidade empresarial,

Leia mais

Adenda aos Critérios de Selecção

Adenda aos Critérios de Selecção Adenda aos Critérios de Selecção... Critérios de Selecção SI Qualificação PME EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE

Leia mais

Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação. 1.º Ano / 1.º Semestre

Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação. 1.º Ano / 1.º Semestre Sinopse das Unidades Curriculares Mestrado em Marketing e Comunicação 1.º Ano / 1.º Semestre Marketing Estratégico Formar um quadro conceptual abrangente no domínio do marketing. Compreender o conceito

Leia mais

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Exm.ªs Senhoras, Exm.ºs Senhores É com prazer que, em meu nome e em

Leia mais

Apresentação PRO BONO PRO BONO

Apresentação PRO BONO PRO BONO Guia do Voluntário Apresentação A PRO BONO surgiu enquanto forma de aliar o mundo jurídico ao mundo do voluntariado; duas realidades que se desencontram no nosso dia-a-dia mas que acreditamos fazer sentido

Leia mais