Kit de Teste GrandTEC

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Kit de Teste GrandTEC"

Transcrição

1 Kit de Teste GrandTEC Cara Utilizadora, Caro Utilizador, Este Kit de Teste foi criado para que possa experimentar num modelo a aplicação das tiras GrandTEC, confeccionadas em fibra de vidro impregnadas com resina, antes de as utilizar na clínica. O Kit de Teste contém: 5 tiras GrandTEC GrandioSO Heavy Flow, 2 2 g, cor A3 Auxiliares de silicone para a aplicação: GrandFix forma redonda GrandFix forma alongada Auxiliares metálicos para a aplicação: grampos de fixação para as tiras GrandTEC Modelo de trabalho para testar três situações clínicas diferentes As situações clínicas preparadas no modelo e que pode tratar com as tiras GrandTEC são: 1. Ferulização dos dentes (região do modelo sem qualquer preparação) 2. Dente 35 ausente e reabilitação do espaço edêntulo com uma ponte modelada na região dos dentes Dente 45 ausente e reabilitação do espaço edêntulo. Os dentes vizinhos não apresentam qualquer preparo. Esta situação corresponde à de um espaço edêntulo unitário a ser encerrado As situações reproduzidas no modelo correspondem a situações clínicas frequentes. Trata-se de casos que não poderiam ser reabilitados apenas com compósitos, mas que podem solucionados com a aplicação combinada das tiras GrandTEC e um compósito (p. ex. o material de alto desempenho GrandioSO). Observações gerais / precauções: Siga as instruções de utilização de GrandTEC e GrandioSO Heavy Flow fornecidas! Ao utilizar fibras de vidro nos tratamentos com técnicas adesivas, nunca aplique adesivos autocondicionantes! Antes do condicionamento do tecido dentário, recomenda-se aumentar a sua rugosidade superfical mecanicamente, p. ex. com uma broca diamantada de grão médio. Os auxiliares de silicone ( GrandFIX forma redonda e GrandFIX forma alongada ) e metálicos ( grampo GrandTEC ) para a adaptação da tira GrandTEC podem ser limpos facilmente com álcool isopropílico após a sua utilização. Para os passos de trabalho adicionais ou conselhos relativos à aplicação clínica ou a qualquer situação que, no modelo, divirja da situação clínica análoga, foi utilizada uma fonte de outro tipo e tamanho, como neste parágrafo. 1

2 Situação 1 Ferulização dos dentes A aplicação da tira GrandTEC junto com o compósito GrandioSO Heavy Flow sobre superfícies condicionadas resulta numa união com altíssimos valores de resistência adesiva. Por isso, GrandTEC é excelente para a ferulização de dentes após tratamentos ortodônticos, traumatismos dentários ou terapias periodontais. 1.1 Para ferulizar os dentes do modelo, primeiro deve determinar o comprimento necessário da tira GrandTEC. Para tal, pode utilizar um fio de cera ou WedJet. Sem retirar a película de protecção que envolve a tira GrandTEC, corte-a no mesmo comprimento determinado com o fio de cera, WedJet ou similar. Na situação clínica, imediatamente após a determinação do comprimento da tira GrandTEC, seguir-se-iam os passos de condicionamento ácido e aplicação de adesivo nas superfícies dentárias, que, dependendo do caso, teriam sido previamente desgastadas com broca. Deve ter-se especial atenção aos espaços interproximais. Mesmo quando utilizado o GrandioSO Heavy Flow, um compósito com propriedades de fluidez ideais, junto com a tira de fibra de vidro, há o risco de que o compósito escorra na direcção dos septos interdentais e oclua completamente os espaços interproximais, implicando uma trabalhosa remoção do compósito nessas áreas. Em face disto, é altamente recomendável a utilização de cunhas de madeira ou fragmentos de WedJet para impedir a penetração do compósito nos espaços interdentais. Estes passos não têm como ser efectuados em modelo e, portanto, não se incluem na aplicação de teste. 1.2 Aplique nas superfícies liguais dos dentes uma pequena quantidade de GrandioSO Heavy Flow e posicione sobre este a tira GrandTEC que encurtou. 1.3 Para adaptar a tira GrandTEC às superfícies linguais e aos espaços interproximais, utilize um grampo metálico para cada espaço interproximal. Coloque os grampos em sequência, dente após dente, iniciando por um dos lados. Nunca coloque grampos em ambos os lados concomitantemente. Deste modo evitará o abaulamento da tira GrandTEC, e esta ficará perfeitamente adaptada à superfície dentária. Em alternativa, poderá utilizar os auxiliares de silicone fornecidos no kit. Estes auxiliares permitem adaptar e pressionar as tiras contra as superfícies dentárias com facilidade. Lembre-se de que GrandTEC é uma tira impregnada com resina fotopolimerizável e, portanto, é necessário trabalhar com rapidez, pois a luz ambiente também é capaz de desencadear a polimerização. 1.4 Polimerize por partes a tira GrandTEC fixada deste modo e o compósito GrandioSO Heavy Flow. Ao polimerizar uma parte, cubra as restantes com um espelho bucal, por exemplo. Assim estas áreas poderão ser corrigidas antes de serem polimerizadas, se necessário. Deve ter-se especial cuidado com as extremidades da tira GrandTEC. Estas também devem manter-se em íntimo contacto com a superfície dentária, sem se soltarem. Isto evita complicações desnecessárias no procedimento, bem como um possível espessamento nas extremidades da tira neste caso, na porção distal dos dentes 33 e Depois que a tira estiver fixada, remova primeiro os grampos de fixação. Aplique então GrandioSO Heavy Flow sobre a tira GrandTEC e distribua o compósito, p. ex., com um pincel descartável ou uma espátula de Heidemann. Esta medida também fecha os pequenos orifícios que permanecem após a retirada dos grampos de fixação. O compósito fluido sempre deve cobrir a tira GradTEC por completo! De seguida, polimerize novamente a tira GrandTEC por partes. Nesta altura pode ser preciso realizar um acabamento ou polimento; caso contrário, a primeira aplicação de teste da tira GrandTEC já estará concluída. 2

3 Situação 2 Dente 35 ausente e reabilitação do espaço edêntulo com uma ponte modelada na região dos dentes O dente 34 e o dente 36, vizinhos ao espaço edêntulo, apresentam respectivamente um preparo cavitário disto-oclusal e um preparo mésio-oclusal. O espaço edêntulo será encerrado com um pôntico confeccionado em compósito sobre uma tira GrandTEC. 2.1 Medir primeiro a distância entre ambos os dentes. Para tal, utilize um pedaço de WedJet ou, ainda melhor, um pedaço de fio de cera. Por razões de estabilidade, a tira GrandTEC deve formar um arco entre os dentes contíguos ao espaço edêntulo e cobrir completamente o fundo dos preparos cavitários dos dentes 34 e 36. Medir o comprimento de modo preciso evitará a necessidade de posteriores correcções na tira GrandTEC. A tira pode manter um contacto pontual com a gengiva. Na boca, não ficaria em contacto direto com a gengiva, mas sim com o lençol de borracha ou um protector de gengiva, como p. ex. uma tira de matriz de poliéster recortada na forma conveniente. 2.2 Sem retirar a película de protecção que envolve a tira GrandTEC, corte-a no mesmo comprimento determinado com o fio de cera, WedJet ou similar. Nos dentes contíguos ao espaço edêntulo, condicione os preparos cavitários com ácido fosfórico e um adesivo. Este passo não se inclui no procedimento em modelo. 2.3 Recubra o fundo da cavidade do dente 34 com GrandioSO Heavy Flow e coloque no preparo uma das extremidades da tira GrandTEC que encurtou. 2.4 Cubra com um espelho bucal ou instrumento similar as porções da tira GradTEC que se encontram distais à cavidade e polimerize a região da cavidade por apenas 5 segundos. Isto proporciona a união da tira GrandTEC e do compósito fluido com a superfície do modelo. 2.5 Recubra então a cavidade do molar com GrandioSO Heavy Flow. Confira à tira GrandTEC a forma de um arco que ascende em direcção ao preparo cavitário do molar e termina no fundo desta cavidade. Cuidando para que a tira GrandTEC mantenha a forma de arco no espaço desdentado, polimerize a tira e o compósito na cavidade do molar por pelo menos 20 segundos e volte a polimerizar a porção que se encontra na cavidade do pré-molar. 2.6 Recubra de seguida a tira GrandTEC com uma fina camada de GrandioSO Heavy Flow, distribua-a com um pincel e polimerize a tira GrandTEC por partes. 2.7 No passo seguinte, as cavidades preparadas dos dentes 34 e 36 são preenchidas com compósito e as suas faces oclusais são esculpidas. A fotopolimerização das superfícies oclusais conclui este passo. 2.8 Modele, então, um dente no espaço edêntulo. Inicie com uma pequena quantidade de compósito condensável, p. ex. GrandioSO, construindo um pequeno cone no ponto mais profundo do arco GrandTEC. Fotopolimerize imediatamente. Construa com o mesmo compósito um outro cone ao lado do primeiro, em um ponto mais mesial, e fotopolimerize-o também. Construa então o dente 35 acrescentando pequenas porções de compósito. Polimerize a cada passo. Distribuir pequenas quantidades de GrandioSO Heavy Flow com um pincel ajuda a fechar os espaços entre um incremento e outro e a conferir forma ao dente. Observe a conformação da base do dente a ser substituído: na sua porção gengival, o dente não deve ser mais largo do que a tira GrandTEC ( aprox. 2 mm). Assim, facilita-se a higienização e preservam-se os tecidos gengivais. No procedimento clínico, seguem-se os passos finais de verificação da oclusão e polimento. Empregue para tal as mesmas pontas abrasivas que utiliza para as restaurações em compósito. 3

4 Situação 3 Substituição do dente 45 ausente com um dente pré-fabricado ou um dente extraído Os dentes contíguos ao espaço edêntulo na região do dente 45 encontram-se perfeitamente hígidos e não devem ser preparados. 3.1 Com auxílio de um WedJet ou um fio de cera, determine primeiro o comprimento necessário da tira GrandTEC. A tira GrandTEC deve formar um arco até a região da crista alveolar e, para garantir uma boa fixação, abranger as faces linguais dos dentes contíguos ao espaço. A adesão química dos compósitos restauradores aos dentes pré-fabricados (para próteses) é fraca. Por esse motivo, uma cuidadosa preparação do dente artificial é determinante para o êxito do seu trabalho! 3.2 Seleccione um dente pré-fabricado com forma, tamanho e cor adequados para substituir o segundo pré-molar ausente. Desgaste o dente de modo que se adapte ao espaço. O contacto entre a base do dente e a gengiva deve ser reduzido, possibilitando a posterior higienização da área pelo paciente. Na face lingual do dente de substituição, deve criar uma área retentiva de tamanho suficiente para envolver a tira GrantTEC e o compósito fluido. Nos dentes naturais, deve conferir rugosidade às superfícies linguais mecanicamente, mas não é necessário executar preparos mais profundos. Na situação clínica, seguem-se o condicionamento com ácido fosfórico e a aplicação de adesivo nas superfícies do dentes naturais. Esses passos não se incluem no procedimento em modelo. 3.3 Coloque no espaço edêntulo o dente artificial preparado e fixe-o nos dentes vizinhos com pequenas porções de compósito aplicadas pelo lado oclusal, polimerizando-as em seguida. Introduza cunhas interdentais ou cordões WedJet nos espaços interproximais mesial e distal do dente de substituição. Desta forma, evitará que o compósito penetre nestas áreas e necessite depois ser removido com procedimentos trabalhosos. 3.4 Sem retirar a película de protecção da tira GrandTEC, corte-a no comprimento determinado com o WedJet ou o fio de cera. 3.5 Aplique uma fina camada de GrandioSO Heavy Flow nas faces linguais dos dentes, formando uma faixa de 2 mm de largura no equador anatómico dos dentes naturais e no preparo do dente artificial. Neste último, GrandioSO Heavy Flow deve preencher cerca de 2/3 da cavidade preparada. 3.6 Remova a película protectora da tira GrandTEC que encurtou e posicione-o na zona recoberta com o compósito fluido. Verifique meticulosamente se a tira GrandTEC está bem assentada na cavidade do dente de substituição e adapte-a com cuidado nas superfícies linguais dos dentes contíguos ao espaço edêntulo. 3.7 Polimerize a tira por partes, de mesial para distal, apenas rapidamente (5 segundos). Durante este procedimento, cubra as partes ainda não polimerizadas com um espelho bucal ou outro instrumento apropriado. 3.8 Após esta fixação inicial, cubra a tira GrandTEC com uma camada fina de GrandioSO Heavy Flow e distribua bem o compósito, de forma que cubra completamente a superfície de GrandTEC. Esta camada pode ser bastante fina, mas a superfície tem de estar coberta por completo. A quantidade de compósito fluido na cavidade do dente de substituição deve ser suficiente para que, junto com a tira GrandTEC, preencha a cavidade até formar uma superfície lingual contínua, sem degraus. Fique atento às extremidades da tira GrandTEC: estas também devem ficar comple tamente cobertas pelo compósito flow. 3.9 Por fim, proceda à polimerização completa da restauração. Polimerize-a parte por parte, durante 40 segundos em cada trecho. 4

5 Na situação clínica, é necessário retirar nesta altura as cunhas ou WedJets colocados nos espaços interproximais, bem como remover as fixações mésio-oclusal e disto-oclusal do dente de substituição. Deve então efectuar o acabamento com a mesma técnica que utiliza para restaurações em compósito e, de seguida, verificar a oclusão. Elimine quaisquer contactos prematuros com o dente de substituição, quer em oclusão quer em lateralidade. A confecção da restauração é concluída com o seu polimento. Para a reabilitação imediata do espaço utilizando o dente extraído, acrescentam-se os seguintes passos: - Antes da exodontia, confeccione uma guia de silicone que abranja, além do dente a ser extraído, pelo menos os primeiros dentes contíguos a este (por mesial e distal). Mantenha livre a superfície oclusal junto às áreas de contacto proximais. Estas áreas de acesso serão necessárias para que o dente possa ser fixado temporariamente pelo lado oclusal durante a confecção da restauração! - Remover a raiz do dente extraído e selar a câmara pulpar com resina composta. Arredonde a base da coroa dentária e reduza o diâmetro da área de contacto com a gengiva. - Na face lingual do dente extraído, preparar um sulco de aprox. 2 mm de largura no esmalte. A tira GrandTEC forma, neste caso, uma curvatura bem menos acentuada entre os dentes vizinhos do que quando se utiliza um dente artificial. Portanto, a tira GrandTEC tem de ser mais curta. Se isto não for considerado durante a determinação do comprimento, poderá ser necessário desgastar o dente de substituição e remover uma quantidade demasiado grande de tecido ou, então, ser preciso abrir a câmara pulpar pelo lado lingual para obter espaço suficiente para a tira GrandTEC. - Com auxílio da guia de silicone, posicione o dente extraído no espaço edêntulo e fixe-o aos dentes vizinhos aplicando compósito nas áreas mésio-oclusal e disto-oclusal. Os passos seguintes encontram-se descritos no item 3.4. A confecção de uma guia de silicone possibilita outra forma de reabilitação directa após a extração, mesmo nos casos de grande perda de tecido dentário ou de lesão cariosa extensa. Para isso, o dente em causa é reconstruído antes da extração, p. ex. com compósito, sem prévio condicionamento nem aplicação de adesivo na superfície dentária. A guia de silicone é confeccionada de forma que abranja, além do dente a ser extraído, pelo menos os dentes imediatamente contíguos a este. Em seguida, procede-se à extração. Com auxílio da guia de silicone, poderá então construir facilmente o dente no espaço, modelando-o com compósito sobre a tira GrandTEC fixada nos dentes vizinhos. WedJet não é uma marca comercial registada da VOCO GmbH. 5

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V Indicações: Cavidades de Classe V, casos de erosão cervical/lesões de abrasão e lesões cariosas de raiz. Cavidades de Classe III. Preparo do Dente: Selecione

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

FECHAMENTO DE ESPAÇOS

FECHAMENTO DE ESPAÇOS FECHAMENTO DE ESPAÇOS Rua 144, n 77 - Setor Marista - Goiânia (GO) - CEP 74170-030 - PABX: (62) 278-4123 - 1 - Introdução Podemos definir essa etapa do tratamento ortodôntico como aquela onde o principal

Leia mais

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o Catálogo de Produtos Unimatrix Sistema de matrizes seccionais pré-formadas, para restaurações de Classe II. Maior facilidade na reconstrução do ponto de contato; A convexidade das matrizes foi especialmente

Leia mais

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS INCISIVOS Os incisivos permanentes são o primeiro e segundo dente a contar da linha média; Juntamente com os caninos constituem os dentes anteriores; Os incisivos superiores são geralmente maiores que

Leia mais

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA Rua Itapicuru, 495 Perdizes CEP 05006-000 São Paulo SP Fone (11) 3670-1070 www.oraltech.com.br INFORMAÇÕES GERAIS ALL BOND 3

Leia mais

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 1 Produtos Devcon Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 2 Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo Prefácio 3 Preparação da

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

1 Introdução. 2 Material

1 Introdução. 2 Material TUTORIAL Criação de Engrenagens em Acrílico Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 18/01/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil

ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil ROL DE PROCEDIMENTOS Atendimento em consultórios particulares dos cooperados em todo o Brasil 1 DIAGNÓSTICO 1.1 Consulta Clínico 1.2 Consulta Especialista 1.3 Condicionamento em Odontologia para crianças

Leia mais

Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante

Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante Conteúdo Prefácio Características Preparação Funcionamento LIGAR e DESLIGAR Como utilizar o seu aparelho auditivo Controlo de volume

Leia mais

Enceramento. Enceramento. Técnica de coroas e pontes. Friedrich Jetter Christian Pilz. Conceitos para a prótese dentária

Enceramento. Enceramento. Técnica de coroas e pontes. Friedrich Jetter Christian Pilz. Conceitos para a prótese dentária Enceramento Enceramento Técnica de coroas e pontes Friedrich Jetter Christian Pilz Conceitos para a prótese dentária Aparelhos para enceramentos Aparelhos para enceramentos Waxlectric II O Waxlectric é

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo TS-242 ESCOVA GIRATÓRIA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo TS-242 ESCOVA GIRATÓRIA Modelo TS-242 ESCOVA GIRATÓRIA Para prevenir ferimentos ou danos, antes de usar o aparelho leia e siga atentamente a todas as instruções contidas neste manual. MANUAL DE INSTRUÇÕES PRECAUÇÕES As instruções

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo TS-558 PRANCHA ALISADORA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo TS-558 PRANCHA ALISADORA Modelo TS-558 PRANCHA ALISADORA Para prevenir ferimentos ou danos, antes de usar o aparelho leia e siga atentamente a todas as instruções contidas neste manual. MANUAL DE INSTRUÇÕES PRECAUÇÕES As instruções

Leia mais

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso.

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso. Apresentação 5365410005 - CELTRA Cad FC LT A1 C14 (6PCS); ou 5365410011 - CELTRA Cad FC LT A2 C14 (1PCS) ; ou 5365410021 - CELTRA Cad FC LT A3 C14 (1PCS) ; ou 5365410025- CELTRA Cad FC LT A3 C14 (6PCS)

Leia mais

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011

1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 1 Alteração das imagens do aparelho Kaue 11-08-2011 2 Alteração na capacidade do reservat rio, de 1600ml para 1400ml Kaue 20-09-2011 07/11 719-09-05 775788 REV.2 Vapor Tapete Clean 719-09-05 2 Parabéns

Leia mais

BARGOA. Conjunto de Emenda Aérea Selada Vertical - CEASV

BARGOA. Conjunto de Emenda Aérea Selada Vertical - CEASV O CEASV consiste de um conjunto para a acomodação e proteção de emendas de cabos de rede externa de telefonia, em montagem de topo, para instalações aéreas. Trata-se de um sistema versátil, de fácil instalação

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

Structur 3. Structur 3. Brilha sem polimento!

Structur 3. Structur 3. Brilha sem polimento! Compósito para a confeção de coroas e pontes provisórias Brilha sem polimento! 3 PARA COROAS E PONTES PROVISÓRIoS BRILHANTES é um compósito autopolimerizável para a confeção de coroas e pontes provisórias,

Leia mais

PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL

PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL PROTOCOLO DE DESCONTAMINAÇÃO ORAL (PARA ADULTOS) Adaptado para utilização de escova dental + boneca de gaze Versão 1.6 Dr. Eduardo Esber Odontologista CROMG 16393 CNI 16495 "O que acontece na boca não

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL

PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO INTERNO COM PROGESSO PROJETÁVEL DESCRIÇÃO DO MÉTODO DE EXECUÇÃO: 1. Condições para o início dos serviços A alvenaria deve estar concluída e verificada. As superfícies

Leia mais

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond Grandio SO Heavy Grandio SO Heavy Aprovados sem restrições para cavidades oclusais Com o lançamento do compósito compactável, a VOCO introduziu no mercado um material de restauração semelhante ao dente

Leia mais

Lareira a lenha Tipo Gota

Lareira a lenha Tipo Gota Lareira a lenha Tipo Gota Manual de instalação, uso e manutenção. ÍNDICE APRESENTAÇÃO CONSIDERAÇÕES INICIAIS EQUIPAMENTO - LAREIRA A LENHA GOTA CUIDADOS INSTALAÇÃO DA LAREIRA DESENHOS TÉCNICOS SISTEMA

Leia mais

CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS

CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS CAPÍTULO XX APLICAÇÃO DE TINTAS E VERNIZES SOBRE MADEIRAS 20.1 INTRODUÇÃO A madeira, devido à sua natureza, é um material muito sujeito a ataques de agentes exteriores, o que a torna pouco durável. Os

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES 3M ESPE Ionômero de Vidro Vitrebond MR Prepare o dente e isole. Aplique um material forrador, se desejado: Misture uma colher nivelada do pó do Vitrebond com

Leia mais

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE UNP-130408 1 de 6 INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS A vida útil das correntes transportadoras e elevadoras está diretamente ligada aos cuidados com a instalação, lubrificação

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA Cirurgia Oral A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico

5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico 5 Instrumentos Convencionais Acionados a Motor para Uso Endodôntico de Jesus Djalma Pécora com a colaboração de Eduardo Luiz Barbin; Júlio César Emboava Spanó; Luis Pascoal Vansan e Ricardo Novak Savioli

Leia mais

Travas e vedantes químicos

Travas e vedantes químicos A U A UL LA Travas e vedantes químicos O mecânico de manutenção de uma empresa de caminhões tentava eliminar, de todas as formas, um vazamento de óleo que persistia na conexão de um manômetro de um sistema

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 3 Do que necessita 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Procurar actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador Mac para o Windows

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Informação para Profissionais

Informação para Profissionais Informação para Profissionais O soalho em madeira maciça pode ser aplicado e finalizado de diversas formas. Apresentam-se de seguida aquelas que são mais comuns. 1. Fixação 1.1. Fixação sobre sarrafos

Leia mais

"UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria?

UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO.O que é a Odontopediatria? "UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Medicina Dentária que oferece aos bebés,

Leia mais

Vimos que, conforme as operações que fazem, as máquinas retificadoras podem ser classificadas em planas, cilíndricas universais e center less.

Vimos que, conforme as operações que fazem, as máquinas retificadoras podem ser classificadas em planas, cilíndricas universais e center less. Retificação plana Vimos que, conforme as operações que fazem, as máquinas retificadoras podem ser classificadas em planas, cilíndricas universais e center less. As retificadoras planas retificam peças

Leia mais

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil Enforce - Sistema Multiuso de Cimentação Adesiva, com Flúor Desde que foi lançado no Brasil, o sistema de cimentação adesiva Enforce com Flúor passou a fazer parte do dia-adia dos profissionais que realizam

Leia mais

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Página 1 de 7 Conselhos para melhorar a Qualidade do Polimento INTRODUÇÃO Para conferir um polimento de excelente qualidade às chapas ou ladrilhos

Leia mais

CONTRATO a TERMO RESOLUTIVO Manual do Candidato

CONTRATO a TERMO RESOLUTIVO Manual do Candidato CONTRATO a TERMO RESOLUTIVO Manual do Lisboa, Setembro de 2007 Índice I Introdução... 3 II Inscrição Obrigatória. 4 III - Aplicação Contratação de Escola.......... 5 1. Acesso à aplicação Contratação de

Leia mais

Modelo TS-243 ESCOVA GIRATÓRIA ARGAN OIL + ION MANUAL DE INSTRUÇÕES

Modelo TS-243 ESCOVA GIRATÓRIA ARGAN OIL + ION MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo TS-243 ESCOVA GIRATÓRIA ARGAN OIL + ION MANUAL DE INSTRUÇÕES PRECAUÇÕES IMPORTANTES As instruções de segurança devem sempre ser seguidas para reduzir riscos. É importante ler com cuidado todas as

Leia mais

Ralos lineares. Características do ralo linear de parede

Ralos lineares. Características do ralo linear de parede Ficha técnica Ralos lineares O ralo linear da butech é um ralo para bases de duche construídas, com saída horizontal. Caracteriza-se por um bandeja amplo em torno da grelha, o que facilita a ligação à

Leia mais

Sistema de conexão VOSSForm SQR / VOSSForm SQR VA. Segurança Qualidade Rentabilidade

Sistema de conexão VOSSForm SQR / VOSSForm SQR VA. Segurança Qualidade Rentabilidade Sistema de conexão VOSSForm SQR / VOSSForm SQR VA Segurança Qualidade Rentabilidade Informação sobre o produto conexão pelo sistema VOSSForm SQR As exigências essenciais para conexões hidráulicas podem

Leia mais

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design.

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design. MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN PRIMO Moldura de Alumínio leve Alças giratórias em 360 graus 4 posições de regulagem de encosto Rodas dianteiras giratórias e bloqueáveis. toldo removível Testado

Leia mais

Compósitos Processo de fabrico por cura em Autoclave

Compósitos Processo de fabrico por cura em Autoclave UFCD 5853 25-11-2014 Compósitos Processo de fabrico por cura em Autoclave Reflexão Este modulo tem como objetivo identificar e caracterizar o processo de fabrico por cura em autoclave, executar o fabrico

Leia mais

ELOS ACESSÓRIOS PARA CABO REDE SUBTERRÂNEA

ELOS ACESSÓRIOS PARA CABO REDE SUBTERRÂNEA INSTRUÇÕES DE MONTAGEM ELOS ACESSÓRIOS PARA CABO REDE SUBTERRÂNEA PÁG. / 6 EMEX 6 kv Edição: DEZ 09 A emenda EMEX é um acessório de cabo de média tensão isolado com EPR ou XLPE com camada semi-condutora

Leia mais

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria

PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR. Automotiva Indústria PERFIL DE JUNÇÃO REHAU VEDAR, UNIR, DESTACAR www.rehau.com.br Construção Automotiva Indústria DESIGN PARA MÓVEIS DA REHAU: SOLUÇÕES INOVADORAS DE SISTEMAS NO MESMO LOCAL A REHAU se estabeleceu como a principal

Leia mais

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Ponto de Contato Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Conjugating direct and indirect restorative procedures: Restorative materials

Leia mais

Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO

Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO Química Fundamental Informações Gerais Data: 29 de Fevereiro de 2012 NORMAS DE SEGURANÇA E BOAS PRÁTICAS DE LABORATÓRIO Funcionamento do Laboratório Dependendo da atividade prática, os alunos encontrarão

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos.

Como a palavra mesmo sugere, osteointegração é fazer parte de, ou harmônico com os tecidos biológicos. PRINCIPAIS PERGUNTAS SOBRE IMPLANTES DENTÁRIOS. O que são implantes osseointegrados? É uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade

Leia mais

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção O QUE ESPERAR DO SVE Programa Juventude em Acção KIT INFORMATIVO Parte 1 Maio de 2011 Introdução Este documento destina-se a voluntários e promotores envolvidos no SVE. Fornece informações claras a voluntários

Leia mais

5 Discussão dos Resultados

5 Discussão dos Resultados 87 5 Discussão dos Resultados No procedimento de análises das imagens gráficas obtidas nas simulações pelo método de elementos finitos, comparou-se a distribuição das tensões nas restaurações com material

Leia mais

Regeneração Membranas de Colagénio

Regeneração Membranas de Colagénio Regeneração Membranas de Colagénio Membrana Dentária Colagénio A Membrana Dentária GT-Medical é fabricada com Atelo-colagénio de tipo I, sem ligações cruzadas adicionais e com uma matriz semi-translúcida,

Leia mais

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial

Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial 3 Rodas Laminadas EXL e Discos Roloc EXL Scotch-Brite Industrial Dados Técnicos Fevereiro/2004 Substitui: Janeiro/2002 Página 1 de 8 Introdução: As Rodas Laminadas EXL e EXL Roloc Scotch-Brite para rebarbação

Leia mais

A Groz-Beckert adaptou a geometria e a precisão de todas as agulhas das máquinas de bordar às exigências do mercado.

A Groz-Beckert adaptou a geometria e a precisão de todas as agulhas das máquinas de bordar às exigências do mercado. info INFORMAÇÃO TÉCNICA SEWING 14 AGULHAS PARA MÁQUINAS DE BORDAR COM UMA E MAIS CABEÇAS Graças às máquinas actuais utilizadas no mercado de máquinas de bordar com uma e mais cabeças, praticamente já não

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Argox OS-214 Plus. Conteúdo: Manual do Usuário ARGOX OS214 PLUS Página:

MANUAL DO USUÁRIO. Argox OS-214 Plus. Conteúdo: Manual do Usuário ARGOX OS214 PLUS Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Argox OS-214 Plus 2 Parabéns por ter adquirido um produto importado e distribuído pela CDC Brasil que recebe o logo de qualidade CashWay Argox. Antes de instalar esse produto é importante

Leia mais

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento.

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2 Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. Aviso Importante Certifique-se de verificar o nível de óleo como é descrito a seguir: 1. Nível

Leia mais

FineNess Cachos PRO. Manual de Uso

FineNess Cachos PRO. Manual de Uso Manual de Uso IMPORTANTE, POR FAVOR, LEIA ESTAS INFORMAÇÕES E INSTRUÇÕES ANTES DE USAR O DUTO Antes de começar a utilizar o novo Fineness Cachos, por favor, leia atentamente as instruções. 1. Certifique-se

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES TRATAMENTO DE UMIDADE E EFLORESCÊNCIAS EM PAREDES

IMPERMEABILIZAÇÕES TRATAMENTO DE UMIDADE E EFLORESCÊNCIAS EM PAREDES IMPERMEABILIZAÇÕES TRATAMENTO DE UMIDADE E EFLORESCÊNCIAS EM PAREDES Prof. Marco Pádua Quando a construção se inicia, as fundações começam a ser executadas, os alicerces tomam forma e delimitam os cômodos,

Leia mais

Afiação de ferramentas

Afiação de ferramentas A UU L AL A Afiação de ferramentas Após algum tempo de uso, as ferramentas de corte geralmente se desgastam, apresentando trincas ou deformações na forma e nas propriedades. Devido a este desgaste, as

Leia mais

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO l INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO DOCUMENTO TRADUZIDO A PARTIR DO ORIGINAL IMPORTANTE: Deverá ler atentamente todos os documentos antes do armazenamento, da instalação ou da utilização do material

Leia mais

Pedus. Técnica Cirúrgica

Pedus. Técnica Cirúrgica Técnica Cirúrgica com cunha 1. Características do produto Estabilidade angular. Orifícios de combinação. Isto torna possível usar parafusos com e sem estabilidade angular. Parafusos e placas de titânio.

Leia mais

Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox)

Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox) Chamas da Vida Fogões, Lda Manual de Instruções Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox) Legenda A Fornalha A-1 Gaveta Cinzas B Forno C Tampo

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DE CASAS DE BANHO

GUIA DE INSTALAÇÃO DE CASAS DE BANHO GUIA DE INSTALAÇÃO DE CASAS DE BANHO Guia passo a passo para instalar a sua nova casa de banho Esta brochura é o seu guia para preparar e instalar você mesmo a sua casa banho. No interior, vai encontrar

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

Manual de instrução. Desempenador de Rodas

Manual de instrução. Desempenador de Rodas Manual de instrução Desempenador de Rodas Apresentação Somos uma empresa voltada no ramo de equipamentos para auto center e borracharia em geral, contamos com uma linha de funcionarios altamente qualificada

Leia mais

Instruções de utilização

Instruções de utilização Instruções de utilização Prime&Bond NT Adesivo Dentário de Nano-Tecnologia Português O Prime&Bond NT é um adesivo dentário auto-activador estudado para cimentar materiais fotopolimerizáveis e materiais

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37. Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 37 QUESTÃO 17 Em relação à resina composta para restaurações indiretas, é CORRETO afirmar: a) Sua composição química é bem diferente das resinas compostas de uso

Leia mais

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro

Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas. Marcos de Oliveira Barceleiro Aura: Um novo conceito restaurador, para simplificar a técnica de uso de resinas compostas Marcos de Oliveira Barceleiro Especialista, Mestre e Doutor em Dentística UERJ Professor Associado da Universidade

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Especialidade: ENDODONTIA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 10 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados

Leia mais

Capítulo IV- Pinhole. Pinhole: Processo de se fazer fotografia sem a necessidade do uso de equipamentos convencionais. A

Capítulo IV- Pinhole. Pinhole: Processo de se fazer fotografia sem a necessidade do uso de equipamentos convencionais. A Capítulo IV- Pinhole Pinhole: Processo de se fazer fotografia sem a necessidade do uso de equipamentos convencionais. A câmera pode ser construída de forma artesanal utilizando materiais simples. O nome

Leia mais

COMO PRODUZIR COMPENSADO NAVAL ALTERNATIVO EM SUA CASA

COMO PRODUZIR COMPENSADO NAVAL ALTERNATIVO EM SUA CASA COMO PRODUZIR COMPENSADO NAVAL ALTERNATIVO EM SUA CASA Aqui uma forma alternativa de ter seus próprios compensados navais a preço baixo e de fácil acesso a qualquer um que tenha uma loja de madeiras pra

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Resolução da Assembleia da República n.º 64/98 Convenção n.º 162 da Organização Internacional do Trabalho, sobre a segurança na utilização do amianto.

Resolução da Assembleia da República n.º 64/98 Convenção n.º 162 da Organização Internacional do Trabalho, sobre a segurança na utilização do amianto. Resolução da Assembleia da República n.º 64/98 Convenção n.º 162 da Organização Internacional do Trabalho, sobre a segurança na utilização do amianto. Aprova, para ratificação, a Convenção n.º 162 da Organização

Leia mais

INTRODUÇÃO. Nesta apostila são apresentados os procedimentos de recarga para cerca de 99% dos cartuchos utilizados no mercado.

INTRODUÇÃO. Nesta apostila são apresentados os procedimentos de recarga para cerca de 99% dos cartuchos utilizados no mercado. INTRODUÇÃO A recarga é um procedimento que deve ser feito com muito cuidado e atenção, depende diretamente das condições de uso de seu cartucho original. Nesta apostila são apresentados os procedimentos

Leia mais

rainbowsystem.com Rexair LLC Troy, Michigan 2011 Rexair LLC R14388u-1 Printed in U.S.A.

rainbowsystem.com Rexair LLC Troy, Michigan 2011 Rexair LLC R14388u-1 Printed in U.S.A. rainbowsystem.com Rexair LLC Troy, Michigan 2011 Rexair LLC R14388u-1 Printed in U.S.A. Número de série Como parte do programa de assistência ao Cliente Rexair, é dado a cada Rainbow e a cada Aquamate

Leia mais

Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12. 1. Objectivo. 2. Aplicação

Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12. 1. Objectivo. 2. Aplicação Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12 1. Objectivo o Estabelecer normas para o processamento dos dispositivos médicos, baseadas em padrões de qualidade. o Estabelecer condições de

Leia mais

UMC Cotas em desenho técnico (Módulo 2) Componentes gráficos de uma cota: Linha de cota Linha de chamada Setas de cota

UMC Cotas em desenho técnico (Módulo 2) Componentes gráficos de uma cota: Linha de cota Linha de chamada Setas de cota 1 UMC Engenharia Mecânica Expressão Gráfica 2 Prof.: Jorge Luis Bazan. Desenho Básico Cotas em desenho técnico (Módulo 2) Em desenho técnico damos o nome de cota ao conjunto de elementos gráficos introduzidos

Leia mais

Breezair Smart Hub. 824116-B Portuguese 0706 Page 1 of 6

Breezair Smart Hub. 824116-B Portuguese 0706 Page 1 of 6 GUIA TÉCNICO DO SMART HUB Geral Este documento oferece orientação técnica para a operação do Smart Hub e do sistema de Comando Industrial de Parede 05 (IWC05). Garantia e Resistência às Intempéries O invólucro

Leia mais

TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO

TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO (Adaptado do texto do prof. Adair Santa Catarina) ALGORITMOS COM QUALIDADE MÁXIMAS DE PROGRAMAÇÃO 1) Algoritmos devem ser feitos para serem lidos por seres humanos: Tenha em mente

Leia mais

VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens

VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens Experiência e Inovação Descrição das Funções VOSS ES-4: A vedação suave conforme DIN/ISO com 4 benefícios 1. Embasamento no anel de

Leia mais

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a no sentido da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Comfort. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger a sua

Leia mais

Liko Hygiene Sling, Mod. 40, 41 Teddy Hygiene Sling, Mod. 41

Liko Hygiene Sling, Mod. 40, 41 Teddy Hygiene Sling, Mod. 41 Liko Hygiene Sling, Mod. 40, 41 Teddy Hygiene Sling, Mod. 41 Manual de Utilização Português 7PT160186-02 mod. 40 mod. 41 Descrição do Produto O design da funda Liko Hygiene Sling é para facilitar vestir

Leia mais

Informações Gerais de Reparo e Testes. Teste e Reparo de Equipamentos WABCO com segurança

Informações Gerais de Reparo e Testes. Teste e Reparo de Equipamentos WABCO com segurança Informações Gerais de Reparo e Testes Teste e Reparo de Equipamentos WABCO com segurança Informações Gerais de Reparo e Testes Teste e Reparo de Equipamentos WABCO com segurança 2ª edição Esta publicação

Leia mais

Mordentes de aperto/ Ancoragens de aperto

Mordentes de aperto/ Ancoragens de aperto Mordentes de aperto/ Ancoragens de aperto Controlo e conservação Maschinenfabrik GmbH & Co. KG Os mordentes de aperto da garra de prensa e as ancoragens de aperto terão que ser permanentemente controladas,

Leia mais

MÁQUINA DE COSTURA E APLICAÇÃO MANUAL

MÁQUINA DE COSTURA E APLICAÇÃO MANUAL MÁQUINA DE COSTURA E APLICAÇÃO MANUAL MANUAL DE APLICAÇÃO PRECIOSA CRYSTAL COMPONENTS 2 PRECIOSA CRYSTAL COMPONENTS MANUAL DE APLICAÇÃO e aplicação manual A PRECIOSA Crystal Components oferece uma grande

Leia mais

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg CHICCO MAX 3S Grupo I, II e III 9 a 36 kg INSTRUÇÕES DE USO COMPONENTES 1. Apoio para a cabeça 2.Ganchos de bloqueio do cinto de segurança 3. Encosto 4. Assento IMPORTANTÍSSIMO! LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Leia mais

O sistema de Fachada Ventilada da Cerâmica Em termos de custo, prazo e minimização de

O sistema de Fachada Ventilada da Cerâmica Em termos de custo, prazo e minimização de FACHADAS VENTILADAS Fachada Ventilada O sistema de Fachada Ventilada da Cerâmica Em termos de custo, prazo e minimização de Portinari foi desenvolvido para atender aos critérios transtornos para os usuários

Leia mais

DISCUSSÕES UE/EUA RELATIVAS AO ACORDO SOBRE EQUIVALÊNCIA VETERINÁRIA

DISCUSSÕES UE/EUA RELATIVAS AO ACORDO SOBRE EQUIVALÊNCIA VETERINÁRIA MEMO/97/37 Bruxelas, 3 de Abril de 1997 DISCUSSÕES UE/EUA RELATIVAS AO ACORDO SOBRE EQUIVALÊNCIA VETERINÁRIA Na sequência da conclusão dos acordos da OMC de 1993 no sector agrícola, a União Europeia (UE)

Leia mais

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte TRATAMENTO ENDODÔNTICO Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte O D O N T O LO G I A E S T É T I C A R E S TAU R A D O R A O que é tratamento endodôntico? É a remoção do tecido mole que se encontra na

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442

BOLETIM TÉCNICO. Primeira linha em impermeabilizante acrílico. Rua Moisés Marx nº. 494 Vila Aricanduva, SP CEP 03507-000 -Fone / Fax : (11) 6191-2442 1 SELOFLEX R Primeira linha em impermeabilizante acrílico BOLETIM TÉCNICO Como qualquer tipo de impermeabilização flexível, a estrutura deverá estar seca, mínimo de 7 dias após a regularização, limpa de

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Página 1 de 9 Informativo nº 9 VENTILADOR DE MESA 30cm VENTNK1200 ASSUNTO: Lançamento. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Alimentação: Cor: Potência do aparelho: Consumo de energia: Característica diferencial: Período

Leia mais

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm

http://www.siliconesassel.com.br/borracha_silicone.htm Página 1 de 13 Tipo Forma física Propriedades especiais Usos básicos Elastômero á base de silicone, bicomponente Líquido viscoso. Resistência ao rasgo, alto poder copiativo. Confecção de moldes Nome comercial

Leia mais

kit imperband standard

kit imperband standard Ficha técnica kit imperband standard O kit imperband standard é um sistema de impermeabilização de interiores formado por um ralo de ABS termossoldado a uma membrana impermeável de 150 x 225 cm. Especialmente

Leia mais

Segurança com serra mármore. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Segurança com serra mármore. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança com serra mármore Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Segurança da área de trabalho Mantenha a área de trabalho sempre limpa e bem iluminada. Áreas de trabalho desorganizadas

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

AXOLUTE ETÈRIS O charme das linhas finas, de design inovador e essencial: espessura mínima

AXOLUTE ETÈRIS O charme das linhas finas, de design inovador e essencial: espessura mínima X, Eteris 2 O charme das linhas finas, de design inovador e essencial: espessura mínima e estética monocromática. Formas quadradas, design essencial e estética monocromática. AXOLUTE ETÉRIS é o novo padrão

Leia mais