construindo parcerias sustentáveis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "construindo parcerias sustentáveis"

Transcrição

1 construindo parcerias sustentáveis

2 InterCement uma das dez maiores produtoras internacionais de cimento

3 34 Capital intelectual Capital construído Capital financeiro 06. perfil 16. MENSAGEM José Édison Barros Franco 60 CAPITAL HUMANO Capital social Capital natural 18. MENSAGEM Ricardo lima 20. Governança corporativa 4 ÍNDICE Relatório Anual 2013 InterCement 5

4 Entre as 10 primeiras internacionais Com operações em oito países da América do Sul, Europa e África, a InterCement se posiciona como uma das líderes do mercado global de cimentos. A InterCement é uma das dez maiores produtoras internacionais de cimento. Com operações em oito países da América do Sul, da Europa e da África, é líder nos mercados de Portugal, Argentina, Moçambique e Cabo Verde, e vice-líder nos mercados brasileiro e paraguaio, além de manter relevante atuação na África do Sul e no Egito. Com 40 unidades ativas de produção de cimento, possui capacidade instalada de 46 milhões de toneladas/ano. Por meio dessa estrutura, comercializa cimento, concreto e argamassas especiais, produtos reconhecidos pela qualidade e pelos altos índices de confiabilidade. Participa ainda de uma empresa constituída em Angola, em conjunto com investidores locais, para a construção de uma unidade integrada com capacidade de produção de 1,6 milhão de toneladas/ano de cimento. Em 2013, comercializou 28,4 milhões de toneladas de cimento e clínquer, volume 19% superior ao alcançado em 2012, resultando em receita líquida de R$ milhões, crescimento de 7,6% sobre o ano anterior. Esse desempenho é fruto de um intenso trabalho de aprimoramento e fortalecimento de sua relação com os clientes, foco estratégico de sua atuação no mercado, e da atuação de seus colaboradores. A companhia é controlada pela Camargo Corrêa S.A., uma das mais importantes organizações empresariais brasileiras, com operações em setores fundamentais da economia: além de cimento, atua em engenharia e construção, concessões de energia e de transporte e mobilidade urbana, indústria naval offshore, vestuário e calçados, denim e workwear e incorporação imobiliária. Fundada em 1967, como Camargo Corrêa Industrial, iniciou a produção de cimento em sua primeira fábrica em Ao longo do tempo, cresceu com base em projetos de expansão de unidades e aquisição de empresas do setor, como Cimento Cauê, de Minas Gerais, (1997), Loma Negra, na Argentina (2005) e Cimec do Brasil (2006). Em 2010, adquiriu cerca de 33% da Cimpor Cimentos de Portugal e em 2012 assumiu 94,11% do capital da empresa. 6 PERFIL Relatório Anual 2013 InterCement 7

5 PRESENÇA INTERNACIONAL PORTUGAL 03 Plantas integradas 02 Moagens 9,1 MMt de capacidade 55% de market share EGITO 01 Planta integrada 5,5 MMt de capacidade 06% de market share Entre as 10 maiores Cimenteiras Internacionais BRASIL CABO VERDE 01 terminal de ensaque 46milhões de Toneladas de Capacidade Anual de Produção de Cimento 10 Plantas integradas 06 Moagens 17,9 MMt de capacidade 20% de market share MOÇAMBIQUE Colaboradores 4 milhões de Toneladas de Trading Internacional Anual 40 unidades de Produção no Mundo PARAGUAI 01 Moagem 0,4 MMt de capacidade 30% de market share argentina 06 Plantas integradas 02 Moagens 01 Misturador 8,5 MMt de capacidade 46% de market share ÁFRICA DO SUL 01 Planta integrada 02 Moagens 1,7 MMt de capacidade 11% de market share 01 Planta integrada 04 Moagens 2,9 MMt de capacidade 72% de market share 8 PERFIL Relatório Anual 2013 InterCement 9

6 evoluímos A InterCement REVÊ sua missão e visão e cria a tagline "construindo parcerias sustentáveis". Inaugura uma moagem no Paraguai e duas em Moçambique. A InterCement assume 94,11% do capital da CImpor e passa a ser uma das 20 maiores empresas do setor no mundo. É criada a holding cimenteira InterCement Participações S.A.. No mesmo ano, um acordo entre acionistas autoriza a construção de fábrica em Lobito, Angola. A controladora Camargo Corrêa S.A. adquire 33% da Cimpor - Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. Inicia a produção de agregados na Argentina com a compra de La Preferida de Olavarría S.A. Adquire o controle da CIMEC do Brasil e entra no mercado do Nordeste brasileiro. Por meio de joint venture surge a Companhia Brasileira de Concreto (CBC). No ano seguinte, a empresa assume 100% do capital da CBC. Com aquisição da Loma Negra, líder nacional em vendas na Argentina, é feita a entrada no mercado argentino, já com capacidade de 7,0 milhões de toneladas. Há continuidade da concessão da Ferrosur Roca. Criação da Yguazu Cementos, no Paraguai. A empresa adquire a Cimento Cauê, com unidades em Minas Gerais e capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas. É fundada a Camargo Corrêa Industrial, que mais tarde daria origem à InterCement Receita Líquida em milhões de reais 10 PERFIL Relatório Anual 2013 InterCement 11

7 ESTRUTURA ACIONÁRIA em 31/12/13 CCSA 100% CCC Luxemburgo 91% 28,22% InterCement Participações InterCement Cimpor 100% Áustria 65,96% SGPS 100% 9 % 100% Minoritário Cimpor Inversiones Cimpor Portugal 100% 100% 99% 74% 82% InterCement Brasil Cimpor Cabo Verde Amreyah Egito Natal Portland Cement África do Sul Cimentos de Moçambique 4,44 % 5,28 % 9 % 99,5 % 70 % 30 % Estreito Machadinho Barra Grande Loma Negra Yguazu Cementos Cimentos Palanca Angola África do Sul 80 % Ferrosur 12 Perfil Relatório Anual 2013 InterCement 13

8 VISÃO Diferenciar-se junto aos clientes pelo nível de parceria e serviços, estando sempre entre as dez maiores e as cinco mais sólidas e rentáveis empresas internacionais do setor. Principais Indicadores MISSÃO Crescer e desenvolver-se em conjunto com clientes, colaboradores, fornecedores, acionistas e comunidades, direcionados por inovação, sustentabilidade e excelência operacional. Reais Euros VALORES RESPEITO ÀS PESSOAS E AO MEIO AMBIENTE Agir sempre de forma correta e justa em relação a seus acionistas, profissionais, clientes, fornecedores, governos, às comunidades e à sociedade em geral. Atuar com responsabilidade em relação ao meio ambiente. ATUAÇÃO RESPONSÁVEL Atender ao estabelecido na legislação dos países e regiões onde atua; corresponder aos valores aqui definidos; agir de forma íntegra e de acordo com as normas universais de boa convivência humana, sem discriminação de raça, sexo, credo, religião, cargo, função ou outra. TRANSPARÊNCIA Fornecer informações claras e abrangentes sobre atividades, realizações, políticas e desempenho, de forma sistemática e acessível. FOCO NO RESULTADO Buscar sempre maximizar o desempenho como forma de garantir sua perenidade, seus investimentos, retorno aos acionistas e condições adequadas aos profissionais. QUALIDADE E INOVAÇÃO Garantir aos clientes a melhor qualidade possível na execução de serviços ou no fornecimento de produtos e investir continuamente no aperfeiçoamento de suas atividades e de seus profissionais. FINANCEIROS Variação 13/ Receita líquida (em milhões) R$2363 R$2474 R$2884 R$6.997 R$ ,6% 2.788, ,4-5,9% Variação 13/12 EBITDA ajustado (em milhões) R$641 R$616 R$695 R$1.927 R$ ,2% 768,1 686,9-10,6% Margem EBITDA (%) 27% 25% 24% 27,5% 26,2% - 1,4pp 27,5% 26,2% -1,4 p.p. Resultado líquido (em milhões) 1 R$538 R$255 R$257² -R$125,0 R$490,0 - ( 49,8) 170,9 - Investimentos (em milhões) R$263 R$302 R$579 R$ Receita por funcionário (em milhares) R$639 R$654 R$708 R$1473 R$1572 6,7% ,3% EBITDA por funcionário (em milhares) R$135 R$129 R$137 R$406 R$412 1,5% ,7% OPERACIONAIS Vendas de cimento e clínquer (milhões de toneladas) Variação 13/12 10,1 11,5 12, ,4 5,4% Vendas de concreto (milhões de m 3 ) 2,5 2,3 2,1 5,2 4,8-6,7% Volume de agregados (milhões de toneladas) - 1,3 2,9 8,1 8,3 1,5% Toneladas transportadas na ferrovia (milhões de toneladas) (1) 5,1 5,2 5,6 5,2 5,8 10,4% Funcionários (no fim do período) ,2% (1) Resultado atribuível aos detentores de capital 14 PERFIL Relatório Anual 2013 InterCement 15

9 Consolidação com parcerias Nova visão estratégica direciona a agenda da empresa na construção de parcerias sustentáveis para atingir os objetivos de crescimento e rentabilidade. Consolidação é a palavra que resume o ano de 2013 para a InterCement e que sustenta nossos objetivos estratégicos: mantermos nossa posição entre as dez maiores empresas internacionais de cimento e nos tornarmos uma das cinco mais sólidas e rentáveis do setor até Para direcionar essa agenda, definimos uma nova visão estratégica expressa na tagline Construindo Parcerias Sustentáveis. Nessa linha, executamos com sucesso a integração das unidades InterCement e Cimpor, cuja aquisição concluímos em 2012 e já nos colocou entre as Top 10 do mundo. Superamos o desafio de conciliarmos a diversidade de geografias, culturas e pessoas dos oitos países em que estamos presentes, e incorporamos as melhores práticas das duas empresas. Foi um exercício árduo, que exigiu de nossas lideranças muito foco e muita determinação, fundamentais para identificarmos nossas alavancas de criação de valor. Esses direcionadores abrangem exatamente temas relacionados à construção de parcerias sustentáveis e essenciais para concretizarmos o futuro que almejamos. Uma das vertentes mais importantes é o relacionamento com os clientes. Vamos enfatizar o desenvolvimento conjunto de soluções e produtos que nos diferenciem pelo nível de parceria e serviços, agregando o benefício de nossas práticas e know how e recebendo como retribuição fidelidade e volumes crescentes de compras. Essas parcerias também permitirão o avanço em concreto, para atingirmos market share relevante nesse canal. Além disso, planejamos aumentar nossa representatividade em agregados, com planejamento e foco em objetivos de longo prazo. Para isso, é necessário um profundo conhecimento dos negócios dos clientes, com uma visão mais detalhada de cada segmento, para adequar a proposta de valor em produtos e serviços e em logística. Exemplos são a customização de portfólios por tipos de uso e soluções logísticas integradas, aspectos que continuaremos a aperfeiçoar com a transferência de melhores práticas entre as operações dos diferentes países. Inovação e tecnologia também são estratégicos, pois amparam diretamente três importantes alavancas de criação de valor, que são produtividade, eficiência industrial e coprocessamento. Nossos investimentos em pesquisa e desenvolvimento e aprimoramento de processos têm permitido resultados expressivos e que nos desafiam para avançar ainda mais. Temos como metas até 2023 reduzir de 72,5% para 50% a incorporação do clínquer no cimento, sem perda de margem, e atingir índice de coprocessamento de 60%, com a substituição de combustíveis fósseis por fontes de energia renováveis, como pneus, sucatas e lixo urbano. Hoje nossa média é de 12%, um dos mais elevados índices mundiais. Essa prática auxilia outro aspecto, que é o foco na gestão de carbono para reduzir o impacto ambiental e criar uma vantagem competitiva com o controle integrado de um componente de custo relevante e ainda oportunidades de comercialização de créditos de carbono. Temos grandes projetos a executar em 2014 e nos próximos anos, como os de Construção de uma nova Cultura, Produtividade e Inovação, todos alinhados à nossa estratégia de longo prazo. Para isso, além de agradecer o empenho de todos os profissinais ao longo do ano que passou, podemos contar com uma equipe capaz de se mobilizar rapidamente para superar os desafios e cumprir nossa missão de crescer com as parcerias e direcionados por inovação, sustentabilidade e excelência operacional. José Édison Barros Franco Presidente do Conselho de Administração da InterCement 16 MENSAGEM Relatório Anual 2013 InterCement 17

10 Unidos por um mesmo ideal Trabalho de integração trouxe ganhos de sinergias em várias frentes, concluindo com êxito a integração com ganhos de eficiência nos processos e redução de custos. O ano de 2013 marcou um momento único e decisivo na história da InterCement. Fechamos um ciclo importante de crescimento e demos início a uma nova etapa, que envolve metas ainda mais audaciosas para os próximos dez anos. A soma de um esforço conjunto para a definição dos objetivos de longo prazo reflete o quanto foi importante a participação de todas as áreas para a definição da Visão 2023, que direcionará as ações propostas para a próxima década. Sem dúvida, foi um ano de muito trabalho, mas também de resultados bastante expressivos. O processo de integração exigiu especial atenção de todos. Não é fácil integrar duas empresas com atuações geográficas tão distintas, com tantos e diversos hábitos, culturas e pessoas. Felizmente, pudemos contar com um time de profissionais altamente qualificado e motivado, o que nos permitiu concluir com êxito cada etapa dessa importante jornada. O trabalho de integração trouxe ganhos de sinergias em várias frentes. Conquistamos mais eficiência nos processos, aperfeiçoamos a gestão, conseguimos performar melhor e ainda reduzir custos. Toda essa diversidade também foi essencial para o aprendizado riquíssimo sobre a realidade de cada um dos países em que atuamos - não só no que se refere ao conhecimento do negócio, mas também à conjuntura política e econômica dessas regiões, o que fortaleceu o nosso desempenho. Hoje, a marca InterCement está presente em todos os países onde atuamos. Foi uma decisão estratégica, com o objetivo de agregar ainda mais valor ao nosso negócio, além de promover uma maior aproximação com nossos clientes. Entendemos que essa é uma das premissas mais importantes para crescer de forma constante e perene. No contexto mundial, o desempenho econômicofinanceiro da indústria de cimento tem vivido momentos críticos, efeito de retração em quase todos os países de economia desenvolvida. Mas ainda assim, mesmo abaixo das previsões, conseguimos crescer em volume comercializado e geração de caixa em O EBITDA no ano foi R$ milhões, 2,2% superior ao alcançado em Do ponto de vista das operações, fizemos importantes avanços em todos os países. Houve um excelente trabalho de trading em Portugal, país cuja economia ainda não se recuperou da forte crise econômica europeia. Vimos a chance de aumentar as exportações o volume foi 76% maior e conquistar novos parceiros em locais onde ainda não estávamos presentes. Também avançamos no Paraguai, com a entrada em operação da nova moagem. Foi um ano de recordes também na Argentina, com 6,4 milhões de toneladas comercializadas. E apesar do desempenho menos fulgurante da economia brasileira na primeira metade do ano, o mercado cimenteiro recuperou-se no segundo semestre, suplantando os números de Também não nos esquecemos de olhar os outros pilares da sustentabilidade. Reforçamos nosso posicionamento ético com a criação de um Código de Conduta único para todos os países. Estamos em busca da excelência na gestão do meio ambiente e na esfera de responsabilidade social, disseminamos o modelo da InterCement a todos os países. O primeiro resultado prático desse esforço foi a realização com absoluto sucesso, do Dia do Bem-Fazer em todas as unidades. Temos consciência de que ainda há um longo caminho a ser percorrido. Queremos estar entre as dez maiores e as cinco mais sólidas e rentáveis empresas internacionais do setor. É uma meta audaciosa, porém factível. Estamos no caminho certo, com parceiros engajados, colaboradores motivados, processos eficientes e produtos de qualidade. É dessa forma que vamos chegar em 2023 como uma companhia sólida, forte e muito bem-sucedida. Ricardo Lima ceo cimpor 18 MENSAGEM Relatório Anual 2013 InterCement 19

11 Estrutura simplificada Com simplificação de estrutura, A InterCement passou a atuar com único órgão de gestão, sua Comissão Executiva, responsável pela condução global dos negócios. Um modelo eficiente de governança precisa ter em seu DNA elementos que assegurem a contribuição de todos e traga os resultados da integração para a visão de futuro. Nessa direção, a InterCement simplificou em 2013 sua estrutura, passando a atuar com um único órgão de gestão, sua Comissão Executiva. A comissão é composta por seis membros: o Presidente do Conselho de Administração da InterCement, o CEO da Cimpor e os Vice-Presidentes de Desenvolvimento Organizacional, Engenharia e Tecnologia, Suporte aos Negócios e Finanças. Além disso, em 2013, foi criada uma Vice-Presidência de Operações África, com escritório na cidade de Durban, na África do Sul. A iniciativa teve como objetivo equacionar, geograficamente, o trabalho que a InterCement desenvolve nos três países localizados no continente: Moçambique, África do Sul e Egito. África do Sul 20 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 21

12 Novo Código para todos Unificado para todas as operações, o Código de Conduta foi amplamente divulgado entre os colaboradores durante road shows pelos países. Ética, transparência e respeito conduzem a InterCement na relação com seus pares, fornecedores, clientes, colaboradores e demais públicos. Ela é fundamentada nos princípios de seu novo Código de Conduta, que é único para todas as unidades de negócios e foi amplamente divulgado entre os colaboradores em 2013, durante road shows que aconteceram nos diversos países. Uma Linha Ética está à disposição de todos os stakeholders para receber reclamações, comentários, sugestões e denúncias em relação a comportamentos em desacordo com o Código de Conduta. Administrado por uma empresa externa, esse canal assegura total sigilo e independência na análise e encaminhamento de todas as manifestações. A companhia reforça sua atuação dentro dos marcos regulatórios, da legalidade e de conduta responsável em relação a processo que investiga, há sete anos, suposto cartel no mercado brasileiro de cimento. Em janeiro de 2014 foi iniciado o julgamento no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), tendo sido proposta a aplicação de multas para empresas e associações no processo que, somadas, atingem R$ 3,144 bilhões, sendo que cerca de R$ 550 milhões recairiam sobre a InterCement Brasil, como sucessora de Cimpor Brasil e Camargo Corrêa Cimentos. Além disso, o processo prevê que as grandes empresas do setor (InterCement, Votorantim, Itabira e Holcim) se desfaçam de uma parcela de seus ativos no caso da InterCement, 25% da capacidade instalada. O julgamento ainda está em andamento e não há previsão para que seja concluído. A administração da companhia e seus assessores legais avaliam o êxito da InterCement nesse processo. Sustentabilidade chave para o futuro Comprometida com a criação de valor em longo prazo, A empresa busca garantir solidez operacional e financeira e respeito a critérios éticos, legais e socioambientais. A InterCement entende que a sustentabilidade é chave para a perenidade dos negócios. A partir dessa visão, busca garantir solidez operacional e financeira, disciplina no uso do capital e respeito a critérios éticos, legais e socioambientais, comprometida com a criação de valor em longo prazo para seus stakeholders. Essa atuação está amparada em suas políticas de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA) e de Sustentabilidade e em processos internos que proporcionam agilidade em eventuais ações corretivas, de forma a manter o crescimento e os diferenciais competitivos da companhia. A empresa acredita ainda que só é possível se encaminhar cada vez mais para uma operação sustentável se descobrir novas maneiras de trabalhar. Por essa razão, a Inovação é um elemento importante nessa busca. As atenções estão centradas em medidas para minimizar os impactos da sua atividade sobre o meio ambiente, com o uso das mais avançadas tecnologias de produção, controles de processos, gestão de riscos e ações específicas. Em 2013, todas as unidades advindas da Cimpor passaram a compartilhar o mesmo modelo de gestão de sustentabilidade, definindo, assim, um padrão único e totalmente alinhado à sua visão No reforço a essa visão, a companhia assumiu compromissos externos que amparam a busca pela eficiência e melhoria contínua. Entre eles, o Pacto Global, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) para as empresas incorporarem práticas sustentáveis nos negócios; o Cement Sustainability Initiative (CSI), do qual participam cimenteiras que buscam conciliar crescimento econômico, equilíbrio ecológico e progresso social; Empresas pelo Clima (EPC), que estimula a adoção de melhorias na gestão das emissões atmosféricas; RedEAmérica, que reúne entidades privadas que trabalham na redução da pobreza e na inclusão social nas Américas; e Convenio de Lucha contra El Trabajo Infantil, na Argentina. A empresa possui ainda, em diversas unidades, as certificações ISO 9001 (gestão da qualidade), ISO (gestão ambientai) e OSHAS (gestão da saúde e segurança ocupacional). 22 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 23

13 Premiação Melhores e Maiores Atuação reconhecida Selo Ouro Presidência da República a Empresas ou Pessoas que contribuem para o desenvolvimento industrial do Paraguai Cidadania Empresarial Valor 1000 Melhores e Maiores Prêmio Qualidade 2013 Empresário do Ano Pelo segundo ano consecutivo, a InterCement Brasil recebeu o maior reconhecimento do Programa Brasileiro GHG Protocol, atestando que a empresa cumpre todos os requisitos exigidos pela metodologia de avaliação do inventário de emissões de gases de efeito estufa (GEE). Em julho de 2013, a Yguazú Cementos, operação da InterCement no Paraguai, recebeu esse reconhecimento ao esforço para promover o setor de cimento, que é estratégico para o desenvolvimento da infraestrutura do país. O reconhecimento para a InterCement Argentina, Loma Negra, veio da Câmara de Comércio dos Estados Unidos na Argentina (AmCham). O prêmio reconheceu as dez empresas líderes em Gestão Orientada para a Sustentabilidade (GES) no país e a InterCement Argentina, Loma Negra, estava entre as premiadas. A Cimpor Brasil, integrada à InterCement, foi eleita a melhor empresa do setor de materiais de construção e decoração pelo anuário Valor 1000, do jornal Valor Econômico, que reconhece os melhores desempenhos com critérios de crescimento sustentável, rentabilidade e geração de valor, entre outros. A Cimpor Brasil, integrada à InterCement, foi destacada pelo anuário Melhores e Maiores da revista Exame como a melhor do setor Indústria da Construção. Além de ser eleita na categoria Melhor Fornecedor pelos profissionais da indústria de produtos a base de cimentos, a InterCement Brasil conquistou, com a marca Cauê Cimentos, o Troféu Vitória nas categorias Cimento Portland e Alta Resistência. O reconhecimento é do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento (Sinaprocim) e do Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento do Estado de São Paulo (Sinprocim). Concedido pela Câmara Portuguesa de Comércio do Rio de Janeiro, a láurea foi uma homenagem aos profissionais que se destacaram no incremento das relações bilaterais (Brasil/Portugal) ao longo de Entre os premiados, estava o CEO da Cimpor, Ricardo Lima. 24 governança corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 25

14 Evento de integração - InterCement e Cimpor diretrizes para o futuro Revisão das estratégias foi prioridade em 2013, envolveu cerca de 200 pessoas e culminou com a definição da tagline Construindo Parcerias Sustentáveis Com integração da Cimpor executada dentro do previsto e a superação da meta de estar entre as 20 maiores cimenteiras do mundo até 2012, a revisão das estratégias foi uma prioridade em Foi um período dedicado a elaborar a Visão 2023 e a Missão da companhia, culminando com a definição da tagline Construindo Parcerias Sustentáveis. O processo de planejamento estratégico envolveu cerca de 200 pessoas e revisou todos os temas críticos para o futuro do segmento e da InterCement, estabelecendo as perspectivas de crescimento. envolvimento de cerca de 200 pessoas 26 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 27

15 Mapa Estratégico Ampliação das operações atuais e temas críticos para a indústria do cimento no futuro ganharam prioridade e foram inseridos na estratégia de longo prazo. O novo Mapa Estratégico estabelece as diretrizes que irão permear a atuação na próxima década, de forma a posicionar a InterCement sempre entre as dez maiores e as cinco mais rentáveis empresas internacionais do setor. A partir da incorporação da Cimpor, foi cumprida a meta de expansão de limites geográficos para América do Sul e África, Agora, se buscará ampliar a operação nessas localidades e também em outros países. Ao mesmo tempo, temas críticos para a indústria do cimento no futuro ganharam prioridade e foram inseridos na estratégia de longo prazo, a exemplo de adições, energia térmica, produtos e serviços, concretos e agregados e gestão ambiental. Em adições, foram estabelecidas metas para reduzir o consumo de clínquer a partir do uso de calcário moído, escória, resíduos e outros, com o intuito de diminuir a emissão do processo químico na produção de cimento. Também ganharam destaque as atividades de coprocessamento para substituir combustíveis fósseis na produção de cimento. As ações de trading assumem ainda maior relevância para otimizar ativos com taxa de utilização mais baixa, a exemplo das exportações de Portugal. Além disso, a empresa busca desenvolver o mercado para a instalação de futuras operações próprias nas localidades para onde escoa as exportações. A coordenação do shipping, com toda a logística portuária e competência de oferta aos mercados, foi igualmente significativa para identificar oportunidades e mostrar resultados além dos esperados. A discussão sobre a relevância da área de Concreto e Agregados foi intensificada em 2013, com desdobramentos e planejamento de ações para esses produtos nos diversos países de atuação. Pela importância, impacto no segmento e relevância do ponto de vista ambiental, a gestão do CO 2 recebeu um forte plano, com metas de redução de emissão bruta de 40% em cimento e 50% em concreto para os próximos dez anos. 28 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 29

16 Clientes como prioridade Estreitar o relacionamento com os clientes é uma prioridade, oferecendo produtos e serviços que criem desenvolvimento e diferenciem a InterCement no mercado. Foram replicadas as melhores práticas entre as operações, unificando conceitos da proposta de valor e gerando inovação. Destacam-se soluções logísticas integradas, customização do portfólio por tipo de uso e um menu de serviços de cimento. Argentina Brasil Portugal Egito Houve ainda a definição da arquitetura da marca. Assim como o reconhecimento e a força das marcas regionais são importantes, o endosso de um grupo robusto, com presença internacional, é essencial para consolidar a companhia no mercado. Moçambique África do Sul Assim, todas as operações mantêm sua identidade, mas agregam a assinatura uma empresa InterCement. 30 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 31

17 Ferramentas de apoio à gestão A internacionalização da companhia determinou a necessidade de padronizar ferramentas de gestão e acompanhamento dos principais indicadores de resultados. Assim, foram criados planos de replicação do InterCement Management System (IMS) customizados na língua local. Ao mesmo tempo, houve a identificação dos processos de maior impacto sobre o EBITDA e os indicadores de Segurança, e a constituição de equipes de melhoria contínua que utilizam a metodologia PDCA (na sigla em inglês: Plan, Do, Check, Act, ou Planejar, Fazer, Checar e Agir) e são formadas por operadores, supervisores, gerentes e, em muitos casos, até diretores. As informações contábeis também foram padronizadas para o plano de contas de custos fixos e despesas. Os conceitos de desdobramento de metas e prêmios por resultados revolucionaram a companhia. A metodologia de Gerenciamento pelas Diretrizes (GPD) chegou aos profissionais da alta e média gestão. Países como Argentina e Brasil deram continuidade ao sistema, e houve ampliação do modelo para as fábricas incorporadas da Cimpor no Brasil, alcançando 100% do pessoal. Um destaque foi Moçambique, que conseguiu desdobrar até 100% do pessoal ainda sem remuneração variável por resultados. O ano foi ainda de consolidação do projeto de integração do SAP no Brasil, que contemplou a unificação da operação da Cimpor no país. Foram também integrados os Centros de Produção Cimpor no Brasil e uniformizados os processos de diferentes áreas, com ganhos de escala e de confiabilidade. Riscos administrados Gestão de riscos é tema priorizado no mapa estratégico da companhia, que identifica, avalia e prioriza os fatores considerados críticos para o negócio. A InterCement mantém uma política corporativa e um manual de orientação que auxiliam a otimizar a gestão de riscos, tema priorizado na Comissão Executiva e parte integrante do mapa estratégico da companhia. A metodologia-piloto foi desenvolvida com o apoio de um benchmarking de fatores de risco da indústria mundial de cimento e começou a ser aplicada em 2012 no Brasil e na Argentina. Constou da identificação, avaliação e priorização dos processos e riscos considerados críticos e incluiu a aplicação de planos de ação para a sua mitigação e o desenvolvimento de indicadores para o monitoramento. A metodologia foi amplamente utilizada em 2013 durante a integração com a Cimpor, como uma prioridade definida pela Comissão Executiva, e foi progressivamente implementada em todas as demais unidades de negócio - Portugal, Cabo Verde, Egito, África do Sul e Moçambique. Os principais riscos mapeados são aqueles que podem afetar a continuidade das operações e o desempenho dos negócios. Envolvem especialmente aspectos financeiros, operacionais, de mercado, compliance, de segurança da informação, de reputação e imagem. Um dos principais riscos monitorados diz respeito ao impacto da volatilidade cambial nas operações da InterCement uma vez que suas receitas são geradas por meio de oito diferentes moedas, em sua maioria de países emergentes, e sua estrutura de capital é composta substancialmente por moedas estáveis e alto poder aquisitivo. Para mitigação desse risco a Comissão Executiva vem buscando, sempre que possível, contratar empréstimos em moedas locais para financiar investimentos ou capital de giro das respectivas unidades de negócio. As variações cambiais, entretanto não impactam de forma significativa o valor da empresa, uma vez que na indústria cimenteira os ativos industriais são fortemente indexados ao dólar norte-americano. 32 Governança Corporativa Relatório Anual 2013 InterCement 33

18

19 Workshop de Inovação - InterCement Brasil Novas perspectivas com inovação Inovação e sustentabilidade assumem um papel cada vez mais essencial no planejamento e no desenvolvimento dos negócios da InterCement. A reestruturação da área de P&D, Inovação e Sustentabilidade, em 2013, possibilitou uma nova perspectiva para o negócio. Foi criado um portfólio de programas e projetos que busca assegurar valores incrementais em curto, médio e longo prazos, envolvendo projetos coordenados no Brasil e em Lisboa, com ramificações em diversos outros lugares. Foi desenvolvido um Radar de Tecnologia, que permite uma ampla visão do estágio das tecnologias ligadas à área de cimento e às suas fronteiras. O Radar tem alcance mundial e abrange concorrentes, instituições de pesquisa, universidades e pesquisadores. Além disso, foi criado o Grupo Interno de Tecnologia (GIT), que envolve profissionais de diversas áreas no apoio à gestão de P&D para garantir, com sua rede de conhecimento, a relevância e pertinência do portfólio de pesquisa. Mesmo com pouco tempo de estruturação da área, a empresa já colheu resultados significativos, como a obtenção em órgãos de fomento de recursos não reembolsáveis superiores ao investimento próprio. Outra conquista foi conseguir protocolar o registro de três patentes, em parceria com o Massachusetts Institute of Technology (MIT), o Instituto Superior Técnico (IST), da Universidade de Lisboa, e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo. A iniciativa com o IST trouxe como resultado o depósito da primeira patente totalmente desenvolvida sob liderança da InterCement. O objeto dessa pesquisa é uma inovação que, introduzida no processo, permitirá reduzir em até 25% as emissões de CO ² na produção de clínquer. Ao longo de 2013, parceiros da empresa viabilizaram o desenvolvimento de projetos e o aprendizado de novas competências técnicas. Além do conhecimento, essa prática proporciona resultados de longo prazo, como diminuição de custos, e de curto prazo, uma vez que as pesquisas já produziram modificações em testes, avaliação de materiais e melhoria de processos. 36 CAPITAL intelectual Relatório Anual 2013 InterCement 37

20 Centro de Competências de Concreto e Agregados (CCC&A) Disseminando excelência e alinhando a empresa às melhores práticas globais, o Centro de Competências de Concreto e Agregados (CCC&A) foi reestruturado para atender à presença internacional da InterCement, com novos desafios e oportunidades. A companhia possui atualmente 131 centrais de concreto, com a distribuição de 4,8 milhões de metros cúbicos de concreto. Também é detentora de 25 pedreiras ativas que produzem anualmente cerca de 10,5 milhões de toneladas de agregados. Como a produção de concreto varia muito entre os países, em razão de particularidades culturais, ambientais, legais e até trabalhistas, tem sido um grande desafio estabelecer indicadores comuns a todas as unidades de negócio. Em 2013, foram lançados dois Manuais de Boas Práticas, um para Concreto e outro para Agregados. Focado em desenvolver projetos globais e promover a interação entre as unidades, o CCC&A está estruturado em cinco pilares de atuação, com os temas críticos que permeiam a companhia: Business Intelligence e Informação de Gestão; Performance e Benchmarking; Produção, Produtos e Qualidade; Investimentos e Engenharia; e Inovação e Desenvolvimento. Agregados Argentina 38 CAPITAL Capital Intelectual Relatório Anual 2013 InterCement 39

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento 37 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Alisson Silva, Fábrica da InterCement em Ijaci (MG) 38 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Os negócios de cimento

Leia mais

e Gestão de Riscos Alicerces firmes para o crescimento sustentável Compromissos internacionais assumidos Sustentabilidade Ambiental

e Gestão de Riscos Alicerces firmes para o crescimento sustentável Compromissos internacionais assumidos Sustentabilidade Ambiental 8 Sustentabilidade resultado 31 e Gestão de Riscos A Companhia reconhece que suas atividades influenciam as comunidades nas quais opera e se compromete a atuar de forma proativa para monitorar e mitigar

Leia mais

CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381

CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381 CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381 Sociedade Aberta Número único de Pessoa Colectiva e Cons. Reg.

Leia mais

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo 06 Governança TRANSPARÊNCIA 23 Corporativa e Gestão Conselho de Administração O Conselho de Administração da Camargo Corrêa Cimentos é composto de até seis membros, sendo um presidente, três vice-presidentes

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS

Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS Índice 1 INTRODUÇÂO 2 A INDÚSTRIA DO CIMENTO NO CENÁRIO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS 3 REFERÊNCIAS INTERNACIONAIS 4 2º INVENTÁRIO BRASILEIRO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA 5 PERSPECTIVAS E DESAFIOS 6

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL 2011. Somar esforços, assegurar resultados

RELATÓRIO ANUAL 2011. Somar esforços, assegurar resultados RELATÓRIO ANUAL 2011 Somar esforços, assegurar resultados Somar esforços, assegurar resultados A InterCement acredita no empenho coletivo para alcançar a plena eficiência operacional; a integração de esforços

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade Versão para público externo Mensagem da alta administração Em 93 anos de história da Votorantim, temos mantido a consistência na geração de valor, pautando

Leia mais

Presença global. Dispersão geográfica com presença 8 países. 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade

Presença global. Dispersão geográfica com presença 8 países. 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade Setembro 2013 Presença global Dispersão geográfica com presença 8 países 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade SUSTENTABILIDADE Inspirar a transformação sustentável, gerando

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

EARNINGS RELEASE 1T12

EARNINGS RELEASE 1T12 São Paulo, 16 de maio de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do 1º trimestre

Leia mais

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS CONTEÚDO CRITÉRIO I - POLÍTICA... 2 INDICADOR 1: COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 2 CRITÉRIO II GESTÃO... 3 INDICADOR 2: RESPONSABILIDADES... 3 INDICADOR 3: PLANEJAMENTO/GESTÃO

Leia mais

Briefing Ciclo do Concreto

Briefing Ciclo do Concreto Briefing Ciclo do Concreto Disclaimer Este documento foi elaborado para orientar os participantes do Desafio do Concreto Camargo Corrêa. Os conteúdos apresentados visam realizar um alinhamento entre os

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Telefonia fixa. Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros)

Telefonia fixa. Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros) Telefonia fixa Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros) Telefónica da Espanha Telefónica latino-america 2001 2000 % Var. 2001 2000 % Var. Receitas operacionais 10.220,4 10.182,9

Leia mais

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%)

Contexto Operacional. Operação. Receita Líquida. 12,9 bilhões. Composição da Receita Consolidada (%) 103 Contexto Operacional A seguir seguem os comentários sobre o desempenho da S.A. referentes ao exercício de 2014. Com intuito de proporcionar a visibilidade anual dos resultados, tais comentários são

Leia mais

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009

APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 APIMEC-MG Belo Horizonte 26 de agosto de 2009 1 1 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP OUTUBRO, 2002 ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP - APU INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

Metals & Mining and Pulp & Paper Credit Suisse Conference

Metals & Mining and Pulp & Paper Credit Suisse Conference Metals & Mining and Pulp & Paper Credit Suisse Conference Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 %

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 % DESTAQUES página 3 O total de Proveitos Operacionais foi de 592,9 M, a registar uma subida de 15 % quando comparado com o ano anterior, a refletir um crescimento significativo no volume de negócio das

Leia mais

Receita líquida consolidada cresce 20,9% no 3T15 contra o 2T15, atingindo R$ 212,2 milhões, com destaque para o crescimento no mercado interno;

Receita líquida consolidada cresce 20,9% no 3T15 contra o 2T15, atingindo R$ 212,2 milhões, com destaque para o crescimento no mercado interno; PRESS RELEASE 3T15 Porto Alegre, 13 de novembro de 2015 - A Forjas Taurus S.A. (BM&FBOVESPA: FJTA3, FJTA4), empresa dos segmentos de (i) Defesa e Segurança - sendo a maior produtora de armas da América

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

Apresentação de Resultados do 4T13

Apresentação de Resultados do 4T13 Apresentação de Resultados do 4T13 Geraldo Bom dia a todos. Em nome da M DIAS BRANCO, gostaria de agradecer a presença dos senhores em nossa teleconferência para discussão dos resultados da Companhia no

Leia mais

2002 - Serviços para empresas

2002 - Serviços para empresas 2002 - Serviços para empresas Grupo Telefónica Data. Resultados Consolidados 1 (dados em milhões de euros) Janeiro - Dezembro 2002 2001 % Var. Receita por operações 1.731,4 1.849,7 (6,4) Trabalho para

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Agenda Apresentação Planejamento Estratégico Stratec Perguntas Agenda David Azevedo davidazevedo@hotmail.com (019) 99764-4664 Clientes dos Segmentos Eletrodomésticos Home Appliances

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

A InterCement. InterCement Participações S.A. é a nova holding do negócio cimenteiro do Grupo Camargo Corrêa

A InterCement. InterCement Participações S.A. é a nova holding do negócio cimenteiro do Grupo Camargo Corrêa A InterCement InterCement Participações S.A. é a nova holding do negócio cimenteiro do Grupo Camargo Corrêa A InterCement Brasil S.A. é a nova razão social da Camargo Corrêa Cimentos S.A. Essa alteração

Leia mais

(c) promover, realizar ou orientar a captação, em fontes internas e externas, de recursos a serem aplicados pela Companhia ou pela sua controlada;

(c) promover, realizar ou orientar a captação, em fontes internas e externas, de recursos a serem aplicados pela Companhia ou pela sua controlada; RELATORIO DA ADMINISTRAÇÃO SENHORES ACIONISTAS, Atendendo às disposições legais e estatutárias, a Administração da TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. sociedade anônima de capital aberto, submete à apreciação

Leia mais

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015 CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA UMA UNIÃO EUROPEIA MAIS FORTE 22 de junho de 2015 A União Europeia deve contar com um quadro institucional estável e eficaz que lhe permita concentrar-se

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES 202 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ALGUNS COMENTÁRIOS ANTES DE INICIAR O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO: a) Os blocos a seguir visam obter as impressões do ENTREVISTADO quanto aos processos de gestão da Policarbonatos,

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO Um dos pilares da Ultrapar está no virtuoso relacionamento que a companhia mantém com os diferentes públicos, graças a uma política baseada na ética, na transparência e no compartilhamento de princípios,

Leia mais

PLANO DIRETOR 2014 2019

PLANO DIRETOR 2014 2019 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII PLANO DIRETOR 2014 2019 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 4 2. MISSÃO... 8 3. VISÃO... 8 4. VALORES... 8 5. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 8 6. DIFERENCIAIS

Leia mais

Apresentação para Investidores. Março, 2009

Apresentação para Investidores. Março, 2009 Apresentação para Investidores Março, 2009 1 Filosofia Gerdau VISÃO Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

RELATÓRIO DOS ADMINISTRADORES EXERCÍCIO DE 2013

RELATÓRIO DOS ADMINISTRADORES EXERCÍCIO DE 2013 DESTAQUES DO EXERCÍCIO Aquisição de Unidade de Gás Oxo RELATÓRIO DOS ADMINISTRADORES EXERCÍCIO DE 2013 Em 6 de dezembro a Elekeiroz adquiriu os ativos da planta produtora de gás oxo da Air Products Brasil

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS 2015 E m um período de profundas mudanças socioambientais, torna-se ainda mais estratégico incluir a sustentabilidade

Leia mais

Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00

Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00 Conference Call Resultados 2011 19 de março de 2012 17h00 Márcio Utsch 2 4T11 Preço e mix alavancam a Receita Volume de Vendas Consolidado Calçados, Vestuário e Acessórios (milhões de unidades) Receita

Leia mais

Categoria Franqueador Máster

Categoria Franqueador Máster PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Máster Dados da empresa Razão Social Spoleto Franchising Ltda. Nome fantasia Spoleto Data de fundação 07 de

Leia mais

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 METANOR S.A. Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 Senhores Acionistas, Em conformidade com as disposições legais e estatutárias, a administração da METANOR S.A. submete à apreciação

Leia mais

GOVERNANÇA EM TI. Prof. Acrisio Tavares

GOVERNANÇA EM TI. Prof. Acrisio Tavares GESTÃO ESTRATÉGICA DO SUPRIMENTO E O IMPACTO NO DESEMPENHO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS SÉRIE ESPECIAL PCSS A GOVERNANÇA EM TI, SEU DIFERENCIAL E APOIO AO CRESCIMENTO Prof. Acrisio Tavares G GOVERNANÇA EM

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS 13 CIMPOR CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. 1. Fábrica de L Amalí, Buenos Aires - Argentina

RELATÓRIO E CONTAS 13 CIMPOR CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. 1. Fábrica de L Amalí, Buenos Aires - Argentina 1 Fábrica de L Amalí, Buenos Aires - Argentina Construindo Parcerias Sustentáveis 2013 marcará a história da Cimpor pelo sucesso da sua integração com a InterCement aos mais diversos níveis mas, também,

Leia mais

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Turmas de Agosto de 2014 Início das Aulas: 18/08/2014 Termino das Aulas: 31/08/2015 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS A Copagaz A Copagaz, primeira empresa do Grupo Zahran, iniciou suas atividades em 1955 distribuindo uma tonelada de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP por dia nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2005

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2005 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2005 Srs. Acionistas Os resultados obtidos pela EcoRodovias consolidam definitivamente a nossa posição entre as principais companhias em gestão de concessão de rodovias. Nossa

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012.

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012. CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRAPP ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD ANEFAC APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro

Leia mais

LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS

LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS 1 LOJAS COLOMBO S/A COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E CONTROLADAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores acionistas: Atendendo às disposições legais e estatutárias, a administração de Lojas Colombo S/A

Leia mais

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA SUSTENTÁVEL PILARES BRASKEM FUTURO VISÃO E ESTRATÉGIA AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T14 Caxias do Sul, 12 de maio de 2014 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2014 (1T14). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação

Governança de TI. Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Governança de TI Por que a Governança de TI é vista como fator chave para criação de valor para o Negócio? 2010 Bridge Consulting Apresentação A Governança de Tecnologia

Leia mais

Atuação Responsável. Programa. Requisitos do Sistema de Gestão. 20 anos do Atuação Responsável no Brasil. Responsável 1992-2012

Atuação Responsável. Programa. Requisitos do Sistema de Gestão. 20 anos do Atuação Responsável no Brasil. Responsável 1992-2012 Atuação Responsável anos 1992-2012 Programa Atuação Responsável 20 anos do Atuação Responsável no Brasil Requisitos do Sistema de Gestão Associação Brasileira da Indústria Química Associação Brasileira

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL

POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL POLÍTICA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA ELETROSUL Departamento de Planejamento, Pesquisa e Desenvolvimento - DPD Diretoria de Engenharia 1 ÍNDICE 1 PÚBLICO ALVO... 3 2 FINALIDADE...3 3 FUNDAMENTOS...

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

metanor s.a. METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Metanol do Nordeste

metanor s.a. METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Metanol do Nordeste METANOR S.A. Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2010 Senhores Acionistas, Em conformidade com as disposições legais e estatutárias, a administração da METANOR S.A. submete à apreciação

Leia mais

Código de. Ética e Conduta. de Fornecedores

Código de. Ética e Conduta. de Fornecedores Código de Ética e Conduta de Fornecedores Fev/2012 Caro Fornecedor, Palavra do Presidente Este Código de Ética e Conduta de Fornecedores busca orientá-lo sobre as diretrizes da relação entre a Cielo e

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais

Senhores Acionistas, Os principais serviços da TNL Contax são:

Senhores Acionistas, Os principais serviços da TNL Contax são: Senhores Acionistas, A Administração da Contax Participações S.A. ( Contax Participações ) submete, em conjunto com as demonstrações financeiras e o parecer dos auditores independentes, o Relatório da

Leia mais

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto

Presidente do Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões. Diretor-Presidente do Sebrae Luiz Barretto 2012 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae TODOS OS DIREITOS RESERVADOS A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei n.º

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais