Parceria para Soluções

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Parceria para Soluções"

Transcrição

1

2 ÍNDICE pág. 2 pág. 4 pág. 5 pág. 10 pág. 11 pág. 16 pág. 17 HISTÓRICO PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAIS ÁREAS DE ATUAÇÃO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL PORTIFÓLIO PRINCIPAIS CLIENTES DADOS CADASTRAIS

3 HISTÓRICO A PCENG, Advinda das prestações de serviços de projetos industriais, consultorias e desenvolvimento em TI desde 1995, foi fundada em 2000, dando início as suas atividades como prestadora de serviços. Surgiu como uma empresa encubada da Faculdade UCL Ensino Superior (www.ucl.br), com a qual compartilha uma parceria sólida e duradoura. Durante esses anos de existência, muitos foram os feitos e muitas parcerias foram firmadas, o que tem elevado a cada dia o nível na excelência do atendimento prestado a nossos clientes Desenvolvimento e implantação do sistema de gestão de operação e manutenção de frotas para os CORREIOS do Brasil. Desenvolvimento da engenharia de fabricação e detalhamento do projeto de calderaria pesada da usina de pelotização da VALE de São Luiz do Maranhão para a SAVELI Industrial e COMMANDUS (Consórcio MetalMec). Desenvolvimento de sistema de controle imobiliário para a MACAFÉ Empreendimentos. Desenvolvimento de projetos detalhados e modelamentos para a SAVELI Industrial, NP e SERVIX. Gerenciamento da montagem do LTQ da CST para ENGEMAN Gerenciamento de contratos de manutenção da VALE no complexo de Tubarão para a PLAMONT. Gerenciamento do planejamento no porto de praia mole - Linha 3 da VALE. Desenvolvimento do sistema de gestão da PLAMONT. Desenvolvimento de projetos de engenharia para COIMEC e PLAMONT. Desenvolvimento do CRM (Customer Relationship Manager) e o SAT (Sistema de Assistência Técnica) para MORAR Construtora. Gerenciamento do contrato de expansão da usina de pelotização da VALE de São Luiz do Maranhão para a PLAMONT. Desenvolvimento do sistema de gestão da EASYCARD. 2

4 HISTÓRICO Gerenciamento de contratos para a ARATEC nas áreas industriais da VALE, CST e SAMARCO. Gerenciamento de projetos de interface da 3ª Usina de Pelotização da SAMARCO para LOGOS Engenharia. Desenvolvimento de projetos de engenharia para SAMARCO Mineração. Gerenciamento das obras de investimentos das usinas da VALE para CONCREMAT Engenharia. Desevolvimento de projetos de engenharia para SAMARCO Mineração. Desevolvimento de projetos de engenharia para PLAMONT. Desevolvimento de projetos de engenharia para MARTIN Engenharia Gerenciamento das obras de investimentos das usinas da VALE para CONCREMAT Engenharia. Desevolvimento de projetos de engenharia para SAMARCO Mineração. Desevolvimento de projetos de engenharia para MENDES JUNIOR (PETROBRAS) Gerenciamento das obras de investimentos das usinas da VALE para CONCREMAT Engenharia. Desevolvimento de projetos de engenharia para MENDES JUNIOR (PETROBRAS). Estruturação da PCENG para atendimento a contratos de grande portes de engenharia, incluindo projetos EPC. Desevolvimento de projetos de engenharia de médio e grande porte para SAMARCO Mineração. 3

5 PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAIS Missão Buscar excelência nos produtos e serviços de engenharia destinados a industria e comércio, através do estado da arte dos modelamentos matemáticos e fisícos com aplicação de alta tecnologia atingindo uma qualidade superior, visando a satisfação do cliente, contribuindo para o incremento da produtividade do setor de engenharia, respeitando o indivíduo, a sociedade e o meio ambiente. Visão Dentro dos próximos cinco anos, ser reconhecida como uma das melhores empresas de solução de engenharia do país. Valores P C E N G arceria omprometimento tica otoriedade arantia Buscar uma relação positiva com seus clientes e fornecedores. Cada participante torna-se responsável pelo resultado da empresa. Manter os interesses dos projetos acima dos interesses próprios. Buscar projetos desafiadores no limite do possível e do impossível. Garantir a qualidade competitiva do projeto. Diferencial Competitivo A valorização da empresa está principalmente na crença do desenvolvimento do capital humano. Qualidade e exclusividade de informações técnicas obtidas através do constante aperfeiçoamento de nossos profissionais. Ferramenta GED online integrada à uma intranet colaborativa (Sharepoint) para o gerenciamento dos projetos. Sistema de Gestão Integrado A PCENG está implantando o seu sistema de gestão buscando a certificação da ISO 9001 no ano de

6 ÁREAS DE ATUAÇÃO ELETRICA, TI E TA Estudo e adequação de cargas Calculo de motores, baixa, média e alta tensão, baseado no estudo da potência Necessária no Eixo, conjugado mecânico, visando economia de energia elétrica; Modelamento matemático o levantamento da curva de conjugado, partida, nominal, sobrecarga; Leva em conta o tipo de carga e características especificas, como, por exemplo, se a carga é ou não regenerativa; Aplicando-se aqui o modelamento matemático para cálculo do torque por uso dos elementos finitos do arrasto e massa dos elementos em movimento do Motor, é realizado simulação dos componentes do conjunto.; Apresentação do estudo sob a forma de um Book com memórias de calculo, contendo conceitos, premissas, cálculos, tabelas, desenhos, folhas de dados e copias das imagens das telas dos aplicativos de calculo e simulação. Dimensionamento de variadores de Freqüência Estudo e dimensionamento de Variadores de Freqüência para qualquer faixa de Potencia e Tensão de trabalho; Modelamento matemático o levantamento da curva de conjugado, partida, nominal, sobre- carga; Leva em conta o tipo de carga e características especificas como no caso da carga ser regenerativa; Analise da impedância, por modelamento matemático detalhado, tendo-se como parâmetros as características intrínsecas da carga e a melhor opção para a escolha do Inversor de Freqüência; Apresentação do estudo sob a forma de um Book com memórias de calculo, contendo conceitos, premissas, cálculos, tabelas, desenhos, folhas de dados e copias das imagens das telas dos aplicativos de calculo. 5

7 ÁREAS DE ATUAÇÃO ELETRICA, TI E TA Seletividade e Coordenação Estudos completos de Seletividade e coordenação em sistemas "Inside fence" ou "out side fence". Estudo de Sistemas de distribuição de energia elétrica, fluxos de energia e sua correlação com a seletividade de sistemas em Ring. Analise dos pontos críticos e simulação em tempo real. Estudos incluem modelagem impedância de curto circuito assimétrico Apresentação gráfica das curvas e tabelas das varias possibilidades de curto-circuito e as tensões nas linhas e nas subestações ou barramento de CCMs. Determinação da Seletividade para sistemas "in side fence", corrente nos barramentos, correntes nas linhas, pontos críticos. Levam-se em conta a presença de transformadores mono, tri e multifasicos. Os modelos de aterramento para os geradores, transformadores, motores e outras cargas. Motor contribuição com base na categoria de carga, fator de demanda, ou ambos. Modelamento final do conjunto com Inversores de freqüência, coordenação e proteção. Apresentação do estudo sob a forma de um Book com memórias de calculo, contendo conceitos, premissas, cálculos, tabelas e desenhos. Harmônicos e Fator de Potência Modelamento de avaliação da instalação existente baseado nas correntes nominais, demandas, e fator de potencia, calculado e o medido; e calculo da corrente de curto circuito pré Driver.Leva em conta a resistência do condutor e seu comprimento, tanto para LT quanto para cabos em instalações elétricas Analise dos dispositivos e cargas e sua interação para contribuição das correntes reativas e na formação das correntes harmônicas em relação à principal. Estudos incluem modelagem para dispositivos de chaveamento Soft Starts e Inversores de freqüência. Apresentação gráfica das curvas e tabelas dos fasores e de formação harmônicos nas varias áreas da instalação. Apresentação do estudo sob a forma de um Book com memórias de calculo, contendo conceitos, premissas, cálculos, tabelas e desenhos. 6

8 ÁREAS DE ATUAÇÃO ELETRICA, TI E TA Adequação de Plantas Industriais aos Requisitos Legais para proteção a Vida Adequação de plantas a NR-10: Desenvolvimento de Projetos Elétricos e de Automação completos, contemplando: Segurança dos acionamentos Redundância de instrumentação Rota de Fuga Arc Flash Protection Spda/Aterramento SPCI Adequação dos CCM s e CJM s Iluminação Sistemas de Gerenciamento de Homem Morto Projetos de adequação de Instalações para áreas classificadas Proteção de Transformadores Adequação de linhas de Transmissão aéreas e Subterraneas. Engenharia Elétrica e Automação especifica para Mineração Estudos para racionalização do uso de energia elétrica no processo de Hidrometalúrgico Gerenciamento das Variáveis elétricas nos Principais Barramentos através de rede IEC e estrutura de Software Supervisorio Implantação de Arc Flash Protection nos barramentos dos alimentadores, garantindo que, mesmo em situações de curto-circuito de grande amplitude, nenhum dano é causado ao sistema, com rápido retorno a operação Instrumentação de processo em redundância; Sistemas de controle na moagem Automação e Controles na Lixiviação Automação e Controle dos Fornos Automação e controle da Filtragem e Eletrolise 7

9 ÁREAS DE ATUAÇÃO Disciplina arquitetura e CIVIL Adequação de Plantas Industriais aos Requisitos Legais para proteção a Vida Desenvolvimento de Projetos de Arquitetura e Civil completos, contemplando: Utilização de software em 3D para modelamento e cálculo estrutural de estruturas em concreto armado (Eberick e Cypecad); Requisitos Ambientais (bacias de contenção para trafo s) Requisitos Ambientais (destinação e tratamento de resíduos); Adequação de salas elétricas (ante salas, porta corta fogo, saídas de emergência e vedação); Aterramento das Estruturas; SPDA em instalações e salas elétricas. 8

10 ÁREAS DE ATUAÇÃO Disciplina mecânica e processos Projetos de Estruturas e Equipamentos Estruturas Metálicas; Transportadores de Correias; Silos de Armazenagem; Tubulação de médio e grande porte; Carregadores de navios; Empilhadeiras e Recuperadoras de pátio; Prensas, Moinhos e Ventiladores de Processos; Projeto e Planos de Içamentos FEA Modelagem Computacional Avançada Análises FEA - Finite Element Analysis CFD - Computational Fluid Dymanic DEM - Discret Element Method 9

11 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A PCENG possui um organograma projetizado para atendimento aos projetos. Desta forma de acordo com o sistema de gestão, a empresa apresenta no fechamento do contrato, o gerente de contrato (ou gerente de projetos) que será responsável em gerir os processos amplamente conhecidos de institutos renomados como o PMI e IPA. Acionistas Diretoria Administrativa Diretoria Técnica Gerência Financeira Gerência RH Gerência Administrativa Gerência Operacional Gerência Comercial Contabilidade Recrutamento Atendimento Coordenação de Arquitetura/ Civil/ Estrutura Metálica Gerência do Projeto SGI Gerência do Projeto 1 Gerência do Projeto 2 Gerência do Projeto N Contas Desenvolvimento Humano Infra Estrutura Coordenação de TI/ Automação/ Elétrica Suprimentos Departamento Pessoal Centro de Documentação Coordenação de Mecânica Equipe do Projeto SGI Equipe do Projeto 1 Equipe do Projeto 2 Equipe do Projeto N Coordenação de SSMA PMO Escritório de Gerenciamento de Projetos 10

12 PORTIFÓLIO PROJETOS DE ENGENHARIA CONCREMAT Atual Coordenação de obras dos Projetos de Implantação das Usinas 5 a 7 VALE. Planejamento dos Projetos de Implantação das Usinas 5 a 7 VALE. Os principais projetos são: Drenagem do pátio de armazenamento, instalação das prensas, repotenciamento dos ventiladores, repotenciamento dos transportadores, peneiras, repotenciamento da mistura, montagem de recuperadora de minério, repotenciamento dos espessadores, montagem de inversores, Central de Armazenamento e Supressor de Pó, Melhoria do Sistema de Iluminação, SPCI das Salas Elétricas, entre outros. SAMARCO Atual Projeto básico e detalhado de automação da adição de surfactante, nova sala elétrica da recuperadora e instalação do gerador de emergência. Projeto conceitual e detalhado que permita a alimentação do silo de mistura da Usina I, com o material proveniente das correias transportadoras 83TP28 e 83TP30 do sistema de prensagem de minério de ferro. Projeto Básico e Detalhado da Motorização da Seccionadora e Projeto de melhoria da SE01 e SE21. Projeto básico e detalhado da instalação de bancos capacitores 13,8 kv - Adequação fator de potência, o projeto da nova linha área e o projeto da malha de terra SPDA. Análise através do método DEM (discret element method) para modelar um chute de transferência para definição do posicionamento correto da geometria dos mortos necessários para garantir a integridade das pelotas. Engenharia Básica e Detalhada do duto com damper e junta de dilatação para interligação das coifas de secagem das usinas 1 e 2 e instalação de damper na entrada dos ventiladores 55VT17 e 85VT07. Estudo de engenharia para instalação da planta do supressor químico. 11

13 PORTIFÓLIO PROJETOS DE ENGENHARIA MARTIN ENGENHARIA 2008 Memorial de cálculo completo de 14 transportadores de correia CSN-Casa de pedra. LOGOS ARCADIS 2007 Responsabilidade pelo gerenciamento de projeto e controle de Interfaces, coordenação da equipe técnica de fiscalização, repotenciamento do pátio e porto, montagem da moagem de carvão, repotenciamento do carregador de navios, montagem e repotenciamento de transportadores de correias e estruturas metálicas. Os principais serviços são: Reuniões de follow-up com empresas de engenharia, suprimentos e empreiteiros, desenvolvimento de escopo técnico para soluções de engenharia on-site, guidelines para empresas sobre o escopo dos serviços. PLAMONT Memorial de Cálculo do Tampamento Lateral do BQ5 CST. Planejamento da Manutenção da Recuperadora 3PP7 VALE. Projeto da Manutenção das Estruturas do 6PP10 VALE. Planejamento da Manutenção da Recuperadora RC4 e RC5 VALE. Gerenciamento do Contrato da implantação do 11º Disco de Pelotamento VALE em São Luis do Maranhão. Memorial de Cálculo do Enclausuramentos das Casas de Transfências - VALE. 12

14 PORTIFÓLIO PROJETOS DE ENGENHARIA ARATEC Planejamento de Parada Quente da Usina de Pelotização 6 - VALE. Planejamento de Parada Fria da Usina de Pelotização 3 - VALE. Gerenciamento Pleno da Montagem de Caldeiraria Dutos, Precipitador e Chaminé - CST Acelor. Planejamento de Parada Fria da Usina de Pelotização 4 - VALE. Planejamento de Parada Quente da Usina de Pelotização 5 - VALE. Gerenciamento Pleno do Repotenciamento de Transportadores 55TP04/ FC3B, 55TP14, 55TP05 e 55TP03/ FC3A. Planejamento de Parada Quente da Usina de Pelotização 7 - VALE. Desenvolvimento da Engenharia da Escada Automatizada do CN 06 - VALE. Gerenciamento Pleno do Repotenciamento de Transportadores - Projeto 16M SAMARCO. Desenvolvimento da Engenharia das Estruturas Metálicas 52TP14 - SAMARCO. Gerenciamento Pleno da Fabricação e Montagem de Tubulações e Estruturas da Utilidades para os novos fornos de calcinação - CST Acelor. Planejamento de Parada Fria da Usina de Pelotização 1 - VALE. Gerenciamento Pleno na Desmontagem da Usina Piloto - SAMARCO. Planejamento da Fornecimento e Montagem Trocador de Calor do AltoForno 02 - CST Acelor. Gerenciamento Pleno da instalação de duas bombas de vácuo na filtragem - SAMARCO. Gerenciamento Pleno da remoção das condições inseguras dos transportadores - SAMARCO. Gerenciamento Pleno da Instalação de bombas na area de Recebimento de Polpa - SAMARCO. Desenvolvimento da Engenharia do Chute Desagregador - SAMARCO. Planejamento e Serviço de Engenharia do Correio Transporte Pneumático Aciaria CST Acelor. COIMEC 2004 Desenvolvimento de Engenharia Detalhada de Tubulações. 13

15 PORTIFÓLIO PROJETOS DE ENGENHARIA WME Planejamento e Gerenciamento da implantação da 3ª linha de transportadores de Praia Mole VALE. MILMONT 2003 Projeto da Cobertura dos transportadores da Sala Elétrica SC-05 VALE. ENGEMAN Gerenciamento da Montagem do Laminador de tiras a quente - CST Acelor. LOGIC Projeto Rede Telecomunicações do Aeroporto de Vitória - ES. NP 2001 Projeto de Pórtico para Oficinas. SERVIX 2001 Projeto do Sistema de Abastecimento de Água da Grande Vitória - Adutora de alto recalque. 14

16 PORTIFÓLIO PROJETOS DE ENGENHARIA COMMANDUS 2001 Desenvolvimento de Engenharia Detalhada de Tubulações e Chaminés da Usina 1 de Pelotização de São Luis do Maranhão. SAVELI Prestação de serviços de Engenharia de Fabricação e o detalhamento do projeto Usimec/VALE/São Luis do Maranhão dos Dutos DU-853K-01, DU- 853K-03, DU-853K-10, DU-853K-12, DU-853K-20 e DU-853K-21 totalizando aproximadamente 600 t.prestação de serviços de Engenharia de Fabricação e o detalhamento do projeto do Monumento Italino Vitória Enseada do Suá. Prestação de serviços de Engenharia de Fabricação e o detalhamento do projeto da escada do Teatro da UFES. GECEL 1998 Projeto Arquitetônico, Civil, Sanitário, Rede Telecomunicações, PCI, Dados da Sede da GECEL - Edifício Administrativo, Restaurante, Oficinas e áreas de armazenamento. AUTOPORT 1997 Desenvolvimento de Engenharia de Cegonheiras para transporte de veículos - Aguia Branca. 15

17 PRINCIPAIS CLIENTES ARATEC GRUPO ÁGUIA BRANCA AUTOPORT COIMEC CONSÓRCIO METALMEC COMANDUS CONCREMAT CORREIOS EASYCARD ENGEMAN GECEL GRUPO VOLTORANTIM METAIS LOGIC LOGOS ARCADIS MENDES JUNIOR MORAR NP CONSTRUÇÕES NTSUFES PETROBRÁS PLAMONT SAMARCO SAVELI SENAC SERVIX SESI SIGMA SIM IMÓVEIS UCL WME 16

18 DADOS CADASTRAIS Nome Fantasia: PCENG Razão Social: PontoCOM Engenharia LTDA CNPJ: / Endereço 1: Av. Norte Sul, 295, Laranjeiras, Serra, ES. CEP Endereço 2: Av. Copacabana, 787, Morada de Laranjeiras, Serra, ES. CEP Telefones: / Site: Intra: Responsáveis: Sócio Gerente Jean Carlo Ferreira de Oliveira Cel: Sócio Gerente Joanalva Vasconcelos da Silva Cel:

Missão Visão Valores

Missão Visão Valores PORTFÓLIO A Empresa A FK Engenharia e Gerenciamento nasceu de uma demanda de mercado por empresas inovadoras e de reconhecida capacidade técnica e gestão para atender da melhor forma possível, as necessidades

Leia mais

Portfólio. www.vortice.com.br

Portfólio. www.vortice.com.br Portfólio 2012 www.vortice.com.br A EMPRESA Fundada em 1996, a VÓRTICE Engenharia de Projetos SS Ltda. tem como objetivo elaborar projetos de engenharia no segmento industrial. A VÓRTICE busca constantemente

Leia mais

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br 51 3307 6597 A ECCOSYSTEMS está estruturada para a prestação de serviços de engenharia, consultoria, elaboração de estudos, planejamento, projetos

Leia mais

Catálogo de Serviços

Catálogo de Serviços Catálogo de Serviços Estudos Elétricos 4 Projetos Elétricos 5 Engenharia de Campo 6 Treinamentos Técnicos 8 Apresentação da Empresa A SISPOT Engenharia e Consultoria nasceu do desejo de tornar-se referência

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO OBRA: SUBESTAÇÃO 500KVA PROPRIETÁRIO: TRT TRIBUNAL REGIONALDO TRABALHO 12ºREGIÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. EMERSON CESAR PADOIN PADOIN ENGENHARIA E PROJETOS LTDA MEMORIAL

Leia mais

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO

SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA PROCESSOS ININTERRUPTOS DE PRODUÇÃO Quem Somos Missão: Ser reconhecida como referência em sistema de adequação de energia com responsabilidade social e ambiental e alto grau de

Leia mais

PROJETOS & CONSULTORIA

PROJETOS & CONSULTORIA PROJETOS & CONSULTORIA A CALTRA, fundada em 2003, foi criada para prestar serviços de consultoria em engenharia mecânica e estrutural, na área de manuseio de materiais. Negócio: Prover Suporte de Engenharia

Leia mais

Glossário. 1. Apresentação. 2. Área de Atuação. 3. Manutenção Industrial. 4. Missão. 5. Dados Cadastrais. 6. Responsáveis Técnicos

Glossário. 1. Apresentação. 2. Área de Atuação. 3. Manutenção Industrial. 4. Missão. 5. Dados Cadastrais. 6. Responsáveis Técnicos Dossiê Empresarial Glossário 1. Apresentação 2. Área de Atuação 3. Manutenção Industrial 4. Missão 5. Dados Cadastrais 6. Responsáveis Técnicos 1. Apresentação Atuamos na área da engenharia de aplicações

Leia mais

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial.

Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. Atuando no mercado brasileiro, fabricando equipamentos nas áreas de caldeiraria e serralheria industrial. A trabalha dentro de normas. Como: NBR, ASME, DIN, API e etc. Nosso galpão industrial comporta

Leia mais

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância Monitoramento de Transformadores de Potência Gerenciamento de Dados para o Monitoramento e Avaliação da Condição Operativa de Transformadores Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Leia mais

Investimentos e Controles Ambientais da ArcelorMittal Tubarão

Investimentos e Controles Ambientais da ArcelorMittal Tubarão Investimentos e Controles Ambientais da ArcelorMittal Tubarão Desde a inauguração, em 1983, a ArcelorMittal Tubarão segue uma gestão orientada pela busca contínua da inovação e da qualidade em processos

Leia mais

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no

Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no Energia ao seu alcance Fornecemos energia que gera desenvolvimento e segurança de forma inteligente e sustentável. A P3 Engenharia Elétrica é especializada no desenvolvimento de projetos elétricos, laudos,

Leia mais

Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes

Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes Capacidade técnica e conhecimento para promover soluções eficazes *nossa missão Oferecer mão de obra qualificada, com segurança e confiabilidade, superando as expectativas de nossos clientes e colaboradores,

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

Vocação para ser líder.

Vocação para ser líder. Vocação para ser líder. Pioneirismo, tradição e inovação: o caminho certo para a liderança. A NM Engenharia preserva uma história de sucesso. Há mais de três décadas, a empresa deu início a suas atividades

Leia mais

METÁLICA ENGENHARIA APLICADA NA OBRA ESTRUTURAS METÁLICAS E EQUIPAMENTOS

METÁLICA ENGENHARIA APLICADA NA OBRA ESTRUTURAS METÁLICAS E EQUIPAMENTOS ENGENHARIA APLICADA NA OBRA ESTRUTURAS METÁLICAS E EQUIPAMENTOS III edição/2013 APRESENTAÇÃO A Multiplo Metálica Ltda. é uma empresa atuante desde 2004, focada em vendas, gestão de obras e na prestação

Leia mais

A EMPRESA 1. HISTÓRICO 2. PRINCÍPIOS 3. EQUIPE TÉCNICA 4. ESPECIALIDADES / ÁREA DE ATUAÇÃO 5. PRINCIPAIS SERVIÇOS E PRODUTOS

A EMPRESA 1. HISTÓRICO 2. PRINCÍPIOS 3. EQUIPE TÉCNICA 4. ESPECIALIDADES / ÁREA DE ATUAÇÃO 5. PRINCIPAIS SERVIÇOS E PRODUTOS A EMPRESA 1. HISTÓRICO A ALFA ENGENHARIA é uma empresa de engenharia especializada em consultoria e projetos industriais de elétrica, instrumentação e automação. Sediada em Belo Horizonte, iniciou suas

Leia mais

A automação em nossas vidas 25/10/2015. Módulo IV Tecnologia. TECNOLOGIA Conceito e História

A automação em nossas vidas 25/10/2015. Módulo IV Tecnologia. TECNOLOGIA Conceito e História Módulo IV Tecnologia Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. TECNOLOGIA Conceito e História A automação em nossas vidas Objetivo: Facilitar nossas vidas no dia-a-dia Em casa: Lavando roupa Esquentando leite

Leia mais

Graduação Engenharia Civil Faculdade CESUBE Uberaba MG período 10/02/2008 a 01/07/2013 Estágio Supervisionado Consórcio Fértil - Engenharia Civil.

Graduação Engenharia Civil Faculdade CESUBE Uberaba MG período 10/02/2008 a 01/07/2013 Estágio Supervisionado Consórcio Fértil - Engenharia Civil. CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome: Luciano Rodrigues de Carvalho Data de Nascimento: 26-04-1980 Estado Civil: casado Endereço: Av. Santa Beatriz, bairro Santa Maria, 1750, apto 102, Uberaba MG. Contato:

Leia mais

w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR

w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR w w w. h e n f e l. c o m. b r HIDROVARIADOR CH-0509-BR Introdução Fundada em 1981, a HENFEL Indústria Metalúrgica Ltda. é uma tradicional empresa do setor mecânico / metalúrgico, fornecedora de Caixas

Leia mais

Serviços que superam as expectativas contribuem na produção ágil e segura.

Serviços que superam as expectativas contribuem na produção ágil e segura. A CRAFT ENGENHARIA E SERVIÇOS é uma empresa arrojada, dedicada a proporcionar solução e desenvolvimento em projeto, gerenciamento, serviços para empresas de Processo Industrial, Predial e Residencial.

Leia mais

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço PORTFÓLIO A EMPRESA A ENGEMAXIMO Engenharia Ltda. está no mercado a 20 Anos. Pela experiência e credibilidade adquiridas, projeta e executa soluções em engenharia elétrica e civil, dimensionadas especificamente

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS INSTRUÇÃO TÉCNICA 06 PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE PREVENÇÃO DE DESCARGAS ATMOSFÉRICAS 1 OBJETIVO Revisão 00 fev/2014 1.1 Estas Instruções Normativas de Projeto apresentam

Leia mais

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br

Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE ENERGIA E AUTOMAÇÃO. www.grupotse.com.br Escolha o melhor parceiro para estar entre os maiores. Escolha TSE www.grupotse.com.br I. A EMPRESA II. SERVIÇOS III. CLIENTES IV. CERTIFICAÇÕES V. CASES www.grupotse.com.br A Empresa Com Matriz em São

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

CORTE E DOBRA DE CHAPAS

CORTE E DOBRA DE CHAPAS A praticidade, precisão e tecnologia fazem parte do Centro de Serviços da Tuper - um ambiente que disponibiliza equipamentos como a guilhotina hidráulica, especializada em cortes de chapas e prensa dobradeira

Leia mais

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para rolamentos, acoplamentos hidrodinâmicos e flexíveis, e hidrovariadores de velocidade, produtos destinados a atender os mais

Leia mais

Projetos de Engenharia Laudos Técnicos Consultorias Treinamentos Representações

Projetos de Engenharia Laudos Técnicos Consultorias Treinamentos Representações KARLA COLOCAR COMO PANO DE FUNDO, PLANTA DE ENGENHARIA, COMO NO SITE DA PROJETAR Projetos de Engenharia Laudos Técnicos Consultorias Treinamentos Representações Projetar - Projetos e Consultoria Ltda.

Leia mais

Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos

Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos Boa prática no desenv. dos projetos de automação na Bacia de Campos Eng. Denyson Lima denyson@petrobras.com.br Petrobrás - Bacia de Campos - Plataformas Petrobrás - Bacia de Campos -Plataformas Macro Processo

Leia mais

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores

Produtos & Serviços. Banco de Capacitores HV Denki Engenharia Apresentação A HV Denki é um empresa de engenharia com foco na Eficiência e na Qualidade de Energia, tem como objetivo oferecer aos seus clientes a melhor opção de solução, assim como

Leia mais

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO de Matérias-Primas na Indústria Siderúrgica Tecnologia confiável Disponibilidade elevada 60 anos de experiência As melhores referências CARVÃO COQUE ArcelorMittal Tubarão,

Leia mais

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br www.excelenciaguindastes.com.br A Guindastes e uma empresa de Goiânia Goiás QUEM SOMOS que presta serviço em todo território nacional no segmento de Locação de Guindastes, Locação de Munck, Grupo Geradores,

Leia mais

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015/1 SELEÇÃO PARA CURSOS TECNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA Aprovado

Leia mais

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power

Ferramentas SIMARIS. Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Totally Integrated Power s Totally Integrated Power Ferramentas SIMARIS Fácil, rápido e seguro planejamento de Distribuição de Energia Elétrica. Answers for infrastructure and cities. Planejamento de distribuição de energia mais

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO AULA 1 PROJETO ELÉTRICO 1- Introdução 2- Normas técnicas Todo projeto deve ser concebido a luz de uma norma técnica. No Brasil, a normatização é de responsabilidade da Associação Brasileira de Normas Técnica

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I

Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I Sistema de Proteção Elétrica em Subestações com Alta e Média Tensão Parte I Prof. Eng. José Ferreira Neto ALLPAI Engenharia Out/14 Parte 1 -Conceitos O Sistema Elétrico e as Subestações Efeitos Elétricos

Leia mais

SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO DE A a Z.

SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO DE A a Z. INSTITUCIONAL SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO DE A a Z. A ADKL Zeller Eletro Sistemas foi fundada em 02 de Dezembro de 1996, no Rio de Janeiro RJ, com o objetivo de vender soluções em Engenharia Elétrica. Temos

Leia mais

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO.

Introdução ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. ENERGIA ELÉTRICA: GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO. Introdução A energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é gerada principalmente em usinas hidrelétricas, onde a passagem

Leia mais

www.pdaengenharia.com.br

www.pdaengenharia.com.br www.pdaengenharia.com.br A PDA Engenharia é uma empresa voltada nas soluções de Engenharia elétrica e automação, com experiência nas áreas de montagem, manutenção, projetos elétricos de alta e baixa tensão,

Leia mais

Tecnologia de sistemas.

Tecnologia de sistemas. Tecnologia de sistemas. HYDAC Dinamarca HYDAC Polônia HYDAC Brasil HYDAC Índia HYDAC China HYDAC França HYDAC Alemanha Seu parceiro profissional para a tecnologia de sistemas. Com mais de 7.500 colaboradores

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº.

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 27/2010 Armazenamento em silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências

Leia mais

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda.

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Confiança e economia na qualidade da energia. Recomendações para a aplicação de capacitores em sistemas de potência Antes de iniciar a instalação,

Leia mais

Informações sobre as Concorrências e Tomadas Preço Eletrobras CGTEE. Numero do processo Objeto

Informações sobre as Concorrências e Tomadas Preço Eletrobras CGTEE. Numero do processo Objeto Informações sobre as Concorrências e Tomadas Preço Eletrobras CGTEE concorrência CC11100005 Data Abertura 24/08/2012 Hora da Abertura 10:00 Licitação com abertura adiada para 24.08.2012 - Contratar serviços

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A F3 Soluções é uma organização de origem brasileira, de negócios diversificados, com atuação e padrão de qualidade globais e certificações de reconhecimento nas áreas especificas

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Pelotas

Centro Federal de Educação Tecnológica de Pelotas CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOÓGICA DE PELOTAS CNPJ 88288105000139 Nome da Unidade Centro Federal de Educação Tecnológica de Pelotas Nome de Fantasia CEFET-RS Esfera Administrativa Federal Endereço Praça

Leia mais

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Filippe Pereira Dolgoff Engenheiro de Aplicação Produtos e Sistema de Baixa Tensão ABB 1 INTRODUÇÃO Um sistema elétrico

Leia mais

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 ESTUDO E DETERMINAÇÃO DE UM SISTEMA DE AQUECIMENTO DE MISTURA ÁGUA/ÓLEO PARA AVALIAÇÃO AUTOMÁTICA DE MEDIDORES DE VAZÃO

Leia mais

curitiba / pr Módulos a partir de 1.600m 2 Área bruta locável de 51.000m 2

curitiba / pr Módulos a partir de 1.600m 2 Área bruta locável de 51.000m 2 Perspectiva artística. curitiba / pr Módulos a partir de 1.600m 2 Área bruta locável de 51.000m 2 Commercial Properties HORTOLÂNDIA A LOG ComMercial Properties A LOG Commercial Properties, empresa do grupo

Leia mais

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE 01 NOSSOS SERVIÇOS Após 35 anos de experiência na área de edificações para o mercado imobiliário gaúcho, a BENCKEARQUITETURA, juntamente com a BENCKECONSTRUÇÕES,

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 27 PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 QUESTÃO 41 De acordo com a NBR 5410, em algumas situações é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas. Dentre estas situações estão, EXCETO: a) Circuitos de comando.

Leia mais

Arranjo Unidades Físico Típicas de Indústria. Unidades de Produção e Instalações Auxiliares

Arranjo Unidades Físico Típicas de Indústria. Unidades de Produção e Instalações Auxiliares O cina de Manutenção A localização deve obedecer os seguintes princípios: - Proximidade das unidades de maior concentração de equipamentos e das instalações sujeitas a manutenção mais freqüente; - Proximidade

Leia mais

INFRAESTRUTURA CIVIL - CÂMARAS TRANSFORMADORAS FASCÍCULO. Infraestrutura Civil - Câmaras Transformadoras

INFRAESTRUTURA CIVIL - CÂMARAS TRANSFORMADORAS FASCÍCULO. Infraestrutura Civil - Câmaras Transformadoras FASCÍCULO Infraestrutura Civil - Câmaras Transformadoras 1. OBJETIVO Estabelecer critérios para elaboração de Projeto Civil de entradas consumidoras que envolvam a implantação de obras civis subterrâneas

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

ISO 9001 : 2008. De 12/03/2012 a 16/03/2012. Local: Hotel a definir Copacabana - RJ. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min

ISO 9001 : 2008. De 12/03/2012 a 16/03/2012. Local: Hotel a definir Copacabana - RJ. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min ISO 9001 : 2008 Sistemas de Aterramento Elétrico e Proteção Contra Descargas Atmosféricas De 12/03/2012 a 16/03/2012 Local: Hotel a definir Copacabana - RJ Carga Horária: 40 horas Horário: das 8h30min

Leia mais

A Powermag fundada em Março de 1997, situada na cidade de Sertãozinho no Estado de São Paulo, é uma empresa prestadora de serviços de engenharia

A Powermag fundada em Março de 1997, situada na cidade de Sertãozinho no Estado de São Paulo, é uma empresa prestadora de serviços de engenharia A Powermag fundada em Março de 1997, situada na cidade de Sertãozinho no Estado de São Paulo, é uma empresa prestadora de serviços de engenharia elétrica e automação com projetos realizados nas principais

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores de Indução Trifásicos Refrigerados por manto d água

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Motores de Indução Trifásicos Refrigerados por manto d água Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas Motores de Indução Trifásicos Refrierados por manto d áua www.we.net Motores de Indução Trifásicos Refrierados por manto d áua Os motores WGM,

Leia mais

Instalações Elétricas Industriais

Instalações Elétricas Industriais Instalações Elétricas Industriais ENG 1480 Professor: Rodrigo Mendonça de Carvalho Instalações Elétricas Industriais CAPÍTULO 01 INTRODUÇÃO Flexibilidade: admitir mudanças nas localizações dos equipamentos,

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Soluções em Energia Solar Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas www.weg.net Tecnologia para minimizar o consumo das indústrias. Sustentabilidade para maximizar a qualidade de vida das pessoas. O sol é uma

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 474, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2012.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 474, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2012. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 474, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2012. Estabelece novas taxas anuais de depreciação para os ativos em serviço outorgado no setor elétrico, alterando

Leia mais

APRESENTAÇÃO SAMARCO REUNIÃO CRI-MG/FDC 26/05/2011

APRESENTAÇÃO SAMARCO REUNIÃO CRI-MG/FDC 26/05/2011 APRESENTAÇÃO SAMARCO REUNIÃO CRI-MG/FDC 26/05/2011 TÓPICOS - A Samarco - Estratégia - Desenvolvimento tecnológico - Principais Desafios QUEM SOMOS Somos a Samarco. Uma empresa brasileira, fornecedora de

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros Instrução Técnica Nº 027/2010 EM REVISÃO Armazenamento em Silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação

Leia mais

Energia sob medida com tecnologia Fockink

Energia sob medida com tecnologia Fockink Energia sob medida com tecnologia Fockink Grupo Fockink ISO 9001 Sistema de Gestão da Qualidade Certificado AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL E AGROINDUSTRIAL. CONCEPÇÃO, PROJETO, DESENVOLVIMENTO E MONTAGEM DE PAINÉIS

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 60

COMUNICADO TÉCNICO Nº 60 Página 1 de 15 COMUNICADO TÉCNICO Nº 60 ALTERAÇÃO DE TENSÃO SECUNDÁRIA DE NOVOS EMPREENDIMENTOS NO SISTEMA RETICULADO SUBTERRÂNEO (NETWORK) Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Engenharia da

Leia mais

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação

Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação 34 Capítulo V A IEEE 1584 e os métodos para cálculo de energia incidente e distância segura de aproximação Por Alan Rômulo e Eduardo Senger* No artigo anterior foram abordados os métodos previstos na NFPA

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Alternadores Síncronos Linha AN10. Novo

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Alternadores Síncronos Linha AN10. Novo Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Alternadores Síncronos Linha AN10 Novo Alternadores Síncronos Linha AN10 Os alternadores da linha AN10 foram desenvolvidos para aplicação em

Leia mais

3. Determinação dos condutores (CCMs, QDL, QGF, circuitos terminais, etc.);

3. Determinação dos condutores (CCMs, QDL, QGF, circuitos terminais, etc.); Instalações Elétricas Industriais Professor:Fábio Bertequini Leão Programa de Ensino ELE 1093 1 - Elementos de Projeto Formulação de um Projeto Elétrico Roteiro para elaboração de um Projeto Elétrico Industrial:

Leia mais

Prezado Cliente, www.hidrojatobrasil.com.br

Prezado Cliente, www.hidrojatobrasil.com.br Prezado Cliente, No intuito de fazermos parte do cadastro de fornecedores desta conceituada empresa, servimo-nos da presente, para levar ao seu conhecimento o perfil de nossa empresa. A HIDROJATO BRASIL,

Leia mais

Experiência Sólida e Orientada para o Futuro: Soluções em acionamentos de Média Tensão. média tensão

Experiência Sólida e Orientada para o Futuro: Soluções em acionamentos de Média Tensão. média tensão Experiência Sólida e Orientada para o Futuro: Soluções em acionamentos de Média Tensão média tensão s Conhecimento em evolução há décadas: Conhecimento com o qual você pode contar. Ter mais de 35 anos

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA INTEGRIDADE ESTRUTURAL DAS INSTALAÇÕES TERRESTRES DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL (RTSGI)

REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA INTEGRIDADE ESTRUTURAL DAS INSTALAÇÕES TERRESTRES DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL (RTSGI) REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA INTEGRIDADE ESTRUTURAL DAS INSTALAÇÕES TERRESTRES DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL (RTSGI) ÍNDICE CAPÍTULO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Introdução...

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO OBJETO: Contratação de empresa c/ Tradição no Ramo (trabalha de forma especializada) p/ Locação e Execução (Instalação, Montagem, Manutenção, Operacionalização e Desmontagem)

Leia mais

Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água

Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água Projeto de Reuso de Água Eng. Juliano Saltorato Fevereiro 2008 1) Identificação da Empresa: Endereço completo

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL DEZEMBRO/2009 VITÓRIA ES APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A HKM foi fundada em 2008 por profissionais com experiência no setor metalmecânico há mais de 20 anos. A HKM foi fundada com

Leia mais

A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO

A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO A APLICAÇÃO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE CORRENTE PARA DETECÇÃO DE BARRAS QUEBRADAS NOS MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS NA ARCELORMITTAL TUBARÃO Harison Araújo Antunes (1) Rogério Hubner Rocha (2) Jessui de

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

BKM MONTAGENS ELÉTRICAS LTDA

BKM MONTAGENS ELÉTRICAS LTDA A Empresa. A BKM Montagens Elétricas é uma empresa que combina capacidade e experiência para oferecer com uma nova postura serviços de projetos, montagens, teste e administração de equipamentos eletro-eletrônicos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROJETOS ELÉTRICOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROJETOS ELÉTRICOS CAGECE - COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ DPC DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E CONTROLE GPROJ GERENCIA DE PROJETOS TERMO DE REFERÊNCIA PARA PROJETOS ELÉTRICOS TR 00/R3 REVISÃO JAN/2011 APRESENTAÇÃO O presente

Leia mais

USF Mineirão. Álbum de fotografias. (acervo Cemig) Usina Solar Fotovoltaica

USF Mineirão. Álbum de fotografias. (acervo Cemig) Usina Solar Fotovoltaica USF Mineirão Usina Solar Fotovoltaica Álbum de fotografias (acervo Cemig) O ESTÁDIO Inaugurado em 5 de setembro de 1965, o Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão, passou por reformas

Leia mais

Planejamento de grandes reformas de usinas de pelotização utilizando a metodologia de gerenciamento de projetos IPA (Independent Project Analysis)

Planejamento de grandes reformas de usinas de pelotização utilizando a metodologia de gerenciamento de projetos IPA (Independent Project Analysis) Planejamento de grandes reformas de usinas de pelotização utilizando a metodologia de gerenciamento de projetos IPA (Independent Project Analysis) Bruno Miranda de Miranda Samarco Mineração S/A Fundada

Leia mais

Marcus Gregório Serrano

Marcus Gregório Serrano Marcus Gregório Serrano Presidente marcus.gregorio@pmies.org.br presidencia@pmies.org.br Consultor e professor. Graduado em Sistemas de Informação, é especialista em Gerenciamento de Projetos e certificado

Leia mais

Centros de controle de motores CENTERLINE 2500 de baixa tensão

Centros de controle de motores CENTERLINE 2500 de baixa tensão Centros de controle de motores CENTERLINE 2500 de baixa tensão Projetados para inteligência, segurança e confiabilidade Centros de controle de motores e distribuição de cargas de alto desempenho que atendem

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

www.cpsol.com.br LAUDO TÉCNICO ELÉTRICO

www.cpsol.com.br LAUDO TÉCNICO ELÉTRICO LAUDO TÉCNICO ELÉTRICO 1. APRESENTAÇÃO Em cumprimento às Normas Regulamentadora NR10 INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE e NBR5410 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO, apresentamos as verificações

Leia mais

CONSULTORIA AMBIENTAL E CONSTRUÇÃO CIVIL

CONSULTORIA AMBIENTAL E CONSTRUÇÃO CIVIL CONSULTORIA AMBIENTAL E CONSTRUÇÃO CIVIL A EMPRESA A PROXXAMBIENTAL atua no ramo de meio ambiente oferecendo soluções para os problemas ambientais de sua empresa, buscando o desenvolvimento sustentável.

Leia mais

Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia

Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia Solução para Problema de Aquecimento em Acionamento de Exaustor do Processo de Sinterização em Planta de Siderurgia Gil Augusto de Carvalho gilaugusto@uol.com.br UBM Orlando Moreira Guedes Júnior engorlandojunior@yahoo.com.br

Leia mais

conheça a Light Elétrica

conheça a Light Elétrica conheça a Light Vimos por meio desta sucinta apresentação, mostrar a V. Sa. nossa Empresa: a LIGHT ELÉTRICA Engenharia e Eletricidade Industrial. Para cada cliente um trabalho de Eletricidade Industrial

Leia mais

Área de Transmissão Divisão de Manutenção de Transmissão Departamento de Manutenção de Santa Maria

Área de Transmissão Divisão de Manutenção de Transmissão Departamento de Manutenção de Santa Maria PROJETO BÁSICO 1. OBJETO: Prestação de Serviços por empresa de engenharia especializada para elaboração de projetos e execução de serviços, com fornecimento parcial de materiais, para substituição de 04

Leia mais

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Sistemas de Controle de Poluição do Ar

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Sistemas de Controle de Poluição do Ar Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Avenida Nascimento de Castro, 2127 Lagoa Nova

Leia mais

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERICIAS NAS DIVERSAS ÁREAS DA ENGENHARIA ELÉTRICA 1. PERICIAS EM TRANSFORMADORES Transformadores a óleo e transformadores a seco; Verificação de seus componentes; Ensaios

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC)

Leia mais

MEDIÇÃO E MONITORAMENTO

MEDIÇÃO E MONITORAMENTO ISO 14001 4..1 OHSAS 18001 4..1 2/0/2010 1/ Introdução A SAMARCO monitora os parâmetros associados ao desempenho de vendas, ao relacionamento com o cliente, processo produtivo, aspectos ambientais significativos,

Leia mais

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO ENGENHARIA MONTAGEM DE PAINÉIS AUTOMAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES A EMPRESA A Altercon Engenharia em Automação e Sistemas Industriais Ltda., foi constituída

Leia mais

Dossiê de Apresentação PLAORC

Dossiê de Apresentação PLAORC 2010 Dossiê de Apresentação PLAORC Portfolio de Serviços de Planejamento e Orçamento PLAORC Consultoria e Planejamento +55 (0XX24) 33407664 plaorc@plaorc.com.br PLAORC Serviço de Consultoria e Planejamento

Leia mais

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras

Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Soluções da Elipse garantem um melhor desempenho ao Centro de Pesquisas da Petrobras Tecnologias da Elipse Software permitem controlar os sistemas de refrigeração e distribuição de energia elétrica aos

Leia mais

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA LIVRETO EXPLICATIVO LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA DEZEMBRO/2009 ELABORADO POR: CLÁUDIO F. DE ALBUQUERQUE ENG ELETRICISTA EDITADO POR: NELSON FUCHIKAMI LOPES ENG ELETRICISTA Índice 1 O que

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO:

RESOLUÇÃO N.º 27 CONSIDERANDO: PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE COMISSÃO CONSULTIVA PARA PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO RESOLUÇÃO N.º 27 Interpreta a aplicação dos artigos 103 e 104 da Lei Complementar 420/98 A Comissão Consultiva Para

Leia mais

Introdução à Engenharia de Automação

Introdução à Engenharia de Automação Introdução à Engenharia de Automação 1 A automação em nossas vidas Objetivo: Facilitar nossas vidas Automação no dia-a-dia Em casa: Lavando roupa Abrindo o portão Lavando louça Na rua: Sacando dinheiro

Leia mais