PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS"

Transcrição

1 NOTA DE ESCLARECIMENTO N.º 002-DATA DE EXPEDIÇÃO: 28/05/2012 ÀS EMPRESAS INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO Nº REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA AQUISIÇÃO CENTRALIZADA DE TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA TRIFÁSICOS PARA AS EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO DA ELETROBRAS A Administração torna público para conhecimento de todos os interessados, o teor do questionamento, bem como a resposta da Administração, nos termos a seguir aduzidos: PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS DA COMTRAFO Referente ao pregão nº 016/2012, temos as seguintes dúvidas e colocações para os seguintes tipos de transformadores: 1) Tipo 1: O autotransformador tem potência de 40/50MVA (ONAN/ONAF), porém a base informada para impedância de 9% é 20MVA. Para este tipo de equipamento o usual de impedância é de 9% na Base de 40MVA. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Acre, o valor da impedância é 9% na Base 40 MVA. 2) Tipo 9 / Tipo 12 / Tipo 14 / Tipo 16 / Tipo 19: O comutador de derivação em carga solicitado na AT possui faixa de tensão de +8/-16x1,25%, enquanto que o padrão usual é de +/-8x1,25%. Gentileza verificar esta possibilidade de aceitação. Para a Eletrobras Distribuição Piauí, fica confirmada a derivação de +8/- 16x1,25(+10-20%) para os tipos 9, 12, 14 e 16. O trafo tipo 19, não foi pedido pela a Eletrobras Distribuição Piauí. Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, fica confirmada a faixa de tensão -20% e +10% 24x1,25% de UN, conforme informado no edital. 3) Tipo 10: O transformador tem potência de 5/6,25MVA (ONAN/ONAF), porém a base informada para impedância de 8% é 10MVA. Para este tipo de equipamento a impedância usual é de 6% na base 5MVA. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Rondônia, o valor correto da impedância é 7% na Base de 5MVA. Página 1 de 7

2 4) Tipo 12: O transformador tem potência de 20/25MVA (ONAN/ONAF), porém a base informada para impedância de 8% é 10MVA. Para este tipo de equipamento o usual é de 10% na Base de 20MVA. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Piauí, a impedância correta do Trafo de 20/25 MVA 69/13,8kV é 9% na base 20 MVA, com comutador de derivação em carga na AT com faixa de tensão de +8/-16x1,25% de UN. 5) Tipo 13: O transformador tem potência de 20/25MVA (ONAN/ONAF), porém a base informada para impedância de 8% é 10MVA. Para este tipo de equipamento o usual é de 10% na Base de 20MVA. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Acre, o valor correto da impedância é 9% na Base de 15 MVA. Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, a impedância correta no Trafo de 20/25 MVA 69/13,8kV, é de 10% na base 20MVA. 6) Tipo 14: O transformador tem potência de 15/20MVA (ONAN/ONAF), porém a base informada para impedância de 8% é 10MVA. Para este tipo de equipamento o usual é de 10% na base de 15MVA. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Piauí a impedância correta do Trafo de 15/20MVA 69/13,8kV é de 9% na base 15MVA, com comutador de derivação em carga na AT com faixa de tensão de +8/-16x1,25% de UN. Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, a impedância correta do Trafo de 15/20MVA 69/13,8kV é de 8% na base 15MVA. 7) Tipo 17: A faixa de tensão informada é -10% e +10% - 16 x 1,25% (- 12,5% e +5% 7x2,5 p/edal). Entendemos que neste item estão descritos dois tipos de comutador, 01 em carga -10% e +10% (±8x 1,25%) 17 posições para EDAC e outro comutador sem carga -12,5% e +5% (-5/+2x 2,5%) 7 posições para EDAL, contudo o tipo de comutador solicitado neste item é apenas sem carga. Gentileza esclarecer. Para a Eletrobras Distribuição Acre, as faixas de tensão corretas são para comutação na AT:69+/-2x2,5%(sem carga) e na BT:13,8+/-8x1,25%(em carga)10/12,5mva. Impedância de 8% em 69/13,8kV. Com isso a descrição do TIPO 17 para a Eletrobras Distribuição Acre, pasa aser: Página 2 de 7

3 TIPO 17 Transformador 69-13,8kV, Potência ONAN 10 MVA, ONAF 12,5 MVA, com Comutador de Derivações sem Tensão e sem Carga na AT, faixa de tensão 5 % e + 5 % -2 x 2,5 % e com comutação sob carga na BT faixa de tensão 10 % e + 10 % - 8 x 1,25 % de "UN", Diagrama Fasorial DYn1, impedância 60 Hz - relações nominais 8% base 10 MVA, a ser utilizado em paralelo com transformador existente, tensão serviço auxiliar 220/127 Vca - 4 fios, TC`s de bucha AT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1, 600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, TC`s de bucha de BT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, TC`s de bucha de neutro: 01 para proteção 10B200 FT=1 - Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, a Descrição correta do Trafo TIPO 17 é: TIPO 17 Transformador 69-13,8kV, Potência ONAN 10 MVA, ONAF 12,5 MVA, com Comutador de Derivações sem Tensão e sem Carga na AT, faixa de tensão (- 12,5% e +5% 7x2,5% p/edal) de "UN", Diagrama Fasorial DYn1, impedância 60 Hz - relações nominais 8% base 10 MVA, a ser utilizado em paralelo com transformador existente, tensão serviço auxiliar 220/127 Vca - 4 fios, TC`s de bucha AT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1, 600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, TC`s de bucha de BT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, TC`s de bucha de neutro: 01 para proteção 10B200 FT=1-8) Tipo 19: O transformador é solicitado sem comutador de derivações em carga na AT, porém a faixa de tensão informada é +8/-16 x 1,25%, logo neste caso entendemos que é com comutador em carga. Gentileza esclarecer. A Eletrobras Distribuição Piauí não solicitou aquisição do Transformador TIPO 19. 9) Tipo 20: Não foi verificado a solicitação deste tipo de transformador para nenhuma ED. Gentileza confirmar se este tipo está fora dos lotes apresentados. Não foi ofertada demanda para os Trafos do TIPO 20. PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS DA WEG Questionamentos referente a lista Tomo II Anexo 1 Composição dos Lotes conforme segue: Página 3 de 7

4 1. Referente ao Lote 4 item 4.1 favor validar a informação que consta na coluna TIPOS, pois entendemos que seja TIPO 11 com 16 peças e TIPO 24 com 1 peça para EDRO e não TIPO 1 16 peças e TIPO 24 1 peça para EDRO, gentileza confirmar nosso entendimento; No lote 4, item 4.1, coluna TIPO, o correto é: EDRO-TIPO 11 = 16 e EDRO- TIPO 24 =1 Questionamentos referente a lista Tomo II Anexo 2 Composição dos Lotes conforme segue: 2. O autotransformador TIPO 01 40/50MVA 138/69/13,8 kv está solicitando uma impedância de 9% na base 20MVA. Favor informar impedância na base 40MVA 138/69/13,8 kv; Para a Eletrobras Distribuição Acre, o valor correto da impedância é 9% na base 40MVA. 3. O transformador TIPO 09 10/12,5MVA 69/34,5 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +8/-16 x 1,25%, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25%; Para a Eletrobras Distribuição Piauí, fica confirmada a derivação +8/- 16x1,25(+10-20%). 4. O transformador TIPO 10 5/6,25MVA 69/34,5 kv está solicitando uma impedância de 8% na base 10MVA. Favor informar impedância na base 5MVA 69/34,5 kv; Para a Eletrobras Distribuição Rondônia, o valor correto da impedância é 7% na Base de 5MVA. 5. O transformador TIPO 12 20/25MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +8/-16 x 1,25% e impedância de 8% na base 10MVA, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25% e informar impedância na base 20MVA 69/13,8 kv; Para a Eletrobras Distribuição Piauí, fica confirmada a faixa de derivação +8/- 16x1,25(+10 e-20%).impedância na base de 20MVA: 9%. Página 4 de 7

5 6. O transformador TIPO 13 20/25MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +10/-20 x 1,25% para EDAL, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25%; 7. Ainda referente ao transformador TIPO 13 20/25MVA 69/13,8 kv está solicitando uma impedância de 8% na base 10MVA, Favor informar impedância na base 20MVA 69/13,8 kv; PARA OS ITENS 6 E 7 Para a Eletrobras Distribuição Acres, o valor correto da impedância é 9% na base de 15MVA. Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, a impedância correta do Trafo de 20/25MVA 69/13,8kV é 10% na base 20MVA. Ainda para a Eletrobras Distribuição Alagoas, fica confirmada a faixa de tensão -20% e+10% 24x1,25% de UN. 8. O transformador TIPO 14 15/20MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +8/-16 x 1,25% e impedância de 8% na base de 10MVA, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25% e informar impedância na base 15MVA 69/13,8 kv; Para a Eletrobras Distribuição Piauí, fica confirma a faixa de derivação +8/- 16x1,25(+10 e-20%).impedância na base 15MVA: 9%. Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, fica confirmada a faixa de derivação (-20 e+10%).impedância na base 15MVA: 8% 9. Ainda referente ao transformador TIPO 14 15/20MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +10/-20 x 1,25% para EDAL, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25%; Para a Eletrobras Distribuição Alagoas, fica confirmada a faixa de derivação (-20 e+10%).impedância na base 15MVA: 8%. 10. O transformador TIPO 16 10/12,5MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +8/-16 x 1,25%, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são ±10 x 1,25%; Para a Eletrobras Distribuição Piauí, fica confirmada a derivação +8/- 16x1,25(+10 e-20%). Página 5 de 7

6 11. O transformador TIPO 17 10/12,5MVA 69/13,8 kv está solicitando uma faixa de comutação aplicável em transformadores com comutação sob carga e solicita comutação a vazio, entendemos que este transformador deverá ser comutação em carga, gentileza confirmar nosso entendimento; Para a Eletrobras Distribuição Acre, as faixas de tensão correta são para comutação AT:69+/-2x2,5%(sem carga) e na BT:13,8+/-8x1,25%(em carga)10/12,5mva. Impedância de 8% na base 10MVA. Com isso a descrição correta do Trafo TIPO 17 para a Eletrobras Distribuição Acre, passa a ser: TIPO 17 Transformador 69-13,8kV, Potência ONAN 10 MVA, ONAF 12,5 MVA, com Comutador de Derivações sem Tensão e sem Carga na AT, faixa de tensão 5 % e + 5 % -2 x 2,5 % e com comutação sob carga na BT faixa de tensão 10 % e + 10 % - 8 x 1,25 % de "UN", Diagrama Fasorial DYn1, impedância 60 Hz - relações nominais 8% base 10 MVA, a ser utilizado em paralelo com transformador existente, tensão serviço auxiliar 220/127 Vca - 4 fios, TC`s de bucha AT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1, 600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, TC`s de bucha de BT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, TC`s de bucha de neutro: 01 para proteção 10B200 FT=1 - A Descrição correta do Trafo TIPO 17 para a Eletrobras Distribuição Alagoas é: TIPO 17 Transformador 69-13,8kV, Potência ONAN 10 MVA, ONAF 12,5 MVA, com Comutador de Derivações sem Tensão e sem Carga na AT, faixa de tensão (- 12,5% e +5% 7x2,5% p/edal) de "UN", Diagrama Fasorial DYn1, impedância 60 Hz - relações nominais 8% base 10 MVA, a ser utilizado em paralelo com transformador existente, tensão serviço auxiliar 220/127 Vca - 4 fios, TC`s de bucha AT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1, 600/500/450/400/300/250/ 200/150/100/50-5A RM, TC`s de bucha de BT: 01 por fase para medição 0,3C50 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, 02 por fase para proteção 10B200 FT=1-1400/1200/1100/900/700/600/500/300/200/100-5 A RM, TC`s de bucha de neutro: 01 para proteção 10B200 FT=1-12. O transformador TIPO 19 5/6,25MVA 69/13,8 kv está solicitando uma faixa de comutação aplicável em transformadores com comutação sob carga e solicita comutação a vazio, entendemos que este transformador deverá ser comutação em carga, gentileza confirmar nosso entendimento; Página 6 de 7

7 A Eletrobras Distribuição Piauí, não apresentou demanda para o Trafo TIPO 19. Em vista disso o item 4.8 do lote 4 fica zerado, não sendo necessário apresentar proposta para esse item. 13. Ainda referente ao transformador TIPO 19 5/6,25MVA 69/13,8kV está solicitando faixa de derivação do comutador sob carga de +8/-16x1,25%, favor validar esta derivação visto que os demais tipos são +-10x1,25; A Eletrobras Distribuição Piauí, não apresentou demanda para o Trafo TIPO 19. Em vista disso o item 4.8 do lote 4 fica zerado, não sendo necessário apresentar proposta para esse item. 14. O Transformador TIPO 20 5/6,25MVA 69/13,8kV não consta na lista Tomo II Anexos 1 ao 4 do pregão em referencia, gentileza informar onde este transformador se aloca. Não há demanda para Esse tipo de transformador, portanto as licitante não devem apresentar proposta para esse TIPO Ainda referente ao transformador TIPO 20 5/6,25MVA 69/13,8 kv está solicitando faixa de aplicável em transformadores em comutação sob carga e solicitação comutação a vazio, entendemos que este transformador deverá ser comutação em carga, gentileza confirmar nosso entendimento.; Não há demanda para Esse tipo de transformador, portanto as licitante não devem apresentar proposta para esse TIPO 20. OBS: ESTA NOTA DE ESCLARECIMENTO ENCONTRA-SE PUBLICADA NOS SITIOS e licitacoes-e.com.br Jonecildo Conceição Campos Pregoeiro Página 7 de 7

1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova

1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova EE.UFMG - ESCOLA DE ENGENHARIA DA UFMG CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA ELE 0 - CIRCUITOS POLIFÁSICOS E MAGNÉTICOS PROF: CLEVER PEREIRA 1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova

Leia mais

PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS

PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS NOTA DE ESCLARECIMENTO N.º 001-DATA DE EXPEDIÇÃO: 10/07/2012 ÀS EMPRESAS INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 026/2012 REGISTRO DE PREÇOS PARA AQUISIÇÃO DE UNIDADE DE GERAÇÃO DE TRANSFORMAÇÃO MÓVEL DE

Leia mais

Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Características)

Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Características) CATÁLOGO TÉCNICO TRANSFORMADORES A ÓLEO DE MÉDIA E ALTA TENSÃO Índice Transformador de Força Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até

Leia mais

Transformadores trifásicos

Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Por que precisamos usar transformadores trifásicos Os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica

Leia mais

Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente

Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Medidor digital de relação de transformação itttr 2000R www.instrutemp.com.br INSTRUTEMP INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO LTDA. RUA FERNANDES VIEIRA, 156, BELENZINHO SÃO PAULO SP, CEP: 03059-023 Especificação técnica

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO - DG DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS - DGS

DIRETORIA DE GESTÃO - DG DEPARTAMENTO DE SUPRIMENTOS - DGS PREGÃO ELETRÔNICO N.º 019/2011 ADENDO MODIFICADOR N.º 001 DATA DE EXPEDIÇÃO: 09/06/2011 ÀS EMPRESAS INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 019/2011 Serviços de manutenção, operação e comerciais nas redes

Leia mais

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE:

Número: TERMO DE REFERÊNCIA PRL 001/2012. Data: PRL Gerência do Programa Luz para Todos 26/01/2012 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: 1.0 - OBJETO/FINALIDADE: Aquisição de 7.812 Unidades de Medição Eletrônica de Energia Elétrica, 1 elemento, 1 fase, 3 fios, 240V e 15(100)A para implantação em padrões de entrada de unidades consumidoras

Leia mais

Análise e Aprovação dos Desenhos de Fabricantes. Atividades % Autotransformadores 500/345kV (Adrianópolis 3OP)

Análise e Aprovação dos Desenhos de Fabricantes. Atividades % Autotransformadores 500/345kV (Adrianópolis 3OP) TP.GCM.A.00047.2013 1/8 SUPLEMENTO Nº 01 Pelo presente suplemento ficam procedidas as seguintes alterações: 1. Alterar o item 9 da seção II ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS do Edital.

Leia mais

Aula 13 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius

Aula 13 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius Aula 13 Instalações Elétricas de Distribuição Professor Jorge Alexandre A. Fotius de Força Transformadores de Potência - e um equipamento de operac a o esta tica que por meio de induc a o eletromagne tica

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-104/2007 R-01 SERVIÇOS DE RECUPERAÇÃO EM TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-104/2007 R-01 SERVIÇOS DE RECUPERAÇÃO EM TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA ET-04/2007 R-0 DOCUMENTO NORMATIVO ET-04 I APRESENTAÇÃO Este documento estabelece critérios, procedimentos e recomendações a serem considerados na elaboração de Contrato de Prestação de serviços de reparo

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios

Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios Nome Nº ATENÇÃO: A justificação clara e concisa das afirmações e cálculos mais relevantes

Leia mais

REDES SUBTERRÂNEAS DE ENERGIA ELÉTRICA / 2013 EXPO & FORUM

REDES SUBTERRÂNEAS DE ENERGIA ELÉTRICA / 2013 EXPO & FORUM REDES SUBTERRÂNEAS DE ENERGIA ELÉTRICA / 2013 EXPO & FORUM 1 ND 3.5 PROJETOS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS EM CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS Roberto Carlos de Souza - CEMIG Erivaldo Costa Couto -

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 02

COMUNICADO TÉCNICO Nº 02 COMUNICADO TÉCNICO Nº 02 Página 1 de 1 ALTERAÇÕES NAS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PADRÕES DE ENTRADA DE BAIXA TENSÃO DE USO INDIVIDUAL 1.OBJETIVO Visando a redução de custos de expansão do sistema

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS, LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Local da realização dos serviços 03 5.2. Condições

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Avaliação do Sistema de Transformação em Subestações e Painéis de Média Tensão - Operação, Manutenção e Ensaios Eng. Marcelo Paulino Subestações

Leia mais

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO.

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO. TRNSFORMDORES PR MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRIC TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRNSFORMDORES DE FORÇ SECO DE BIX TENSÃO. MIS LT TECNOLOGI EM TRNSFORMDORES Brasformer Produtos Elétricos Ltda. teve início em

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO FÓRUM DA COMARCA DE UBERABA AV. MARANHÃO COM AV. CORONEL ANTÔNIO RIOS, S/N B. UNIVERSITÁRIO

CONSTRUÇÃO DO FÓRUM DA COMARCA DE UBERABA AV. MARANHÃO COM AV. CORONEL ANTÔNIO RIOS, S/N B. UNIVERSITÁRIO CONSTRUÇÃO DO FÓRUM DA COMARCA DE UBERABA AV. MARANHÃO COM AV. CORONEL ANTÔNIO RIOS, S/N B. UNIVERSITÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO DA SUBESTAÇÃO ELÉTRICA ELÉTRICO-SUBESTAÇÃO ABRIGADA 2MVA 1/6 NOVO FÓRUM DA

Leia mais

*OBS: Chave estrela-triângulo: tensão de partida limitada a 58% da tensão nominal.

*OBS: Chave estrela-triângulo: tensão de partida limitada a 58% da tensão nominal. 1 Laboratório Instalações Elétricas Industriais Professor: Marcio Luiz Magri Kimpara PATIDA COMPENADOA AUTOMÁTICA Introdução Assim como a chave estrela-triângulo, a partida compensadora tem a finalidade

Leia mais

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng.

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Transformadores Para Instrumentos Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Sumário 1. Tipos de Transformadores. 2. Transformadores de Corrente - TCs. 3. Transformadores de Potencial TPs. 4. Ligação

Leia mais

Capítulo X Proteção de transformadores Parte II

Capítulo X Proteção de transformadores Parte II 30 Capítulo X Proteção de transformadores Parte II Por Cláudio Mardegan* No capítulo anterior, iniciamos o estudo sobre proteção dos transformadores. Na primeira parte, falamos sobre normas, guias de consulta

Leia mais

TERMOS PRINCIPAIS UTILIZADOS EM TRANSFORMADORES

TERMOS PRINCIPAIS UTILIZADOS EM TRANSFORMADORES TRANSFORMADOR MONOFÁSICO: São transformadores que possuem apenas um conjunto de bobinas de Alta e Baixa tensão colocado sobre um núcleo. 1 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO: São transformadores que possuem três

Leia mais

Transformadores de Força

Transformadores de Força Transformadores de Força SISTEMA DE QUALIDADE certificado pela DQS de acordo com EN ISO 9001 Reg. N o 4989-01 A Tecnologia do Transformador em um relance A constante evolução tecnológica a nível mundial

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA TRANSFORMADOR DE CORRENTE (TC) E TRANSFORMADOR DE POTÊNCIA (TP), PARA DE INSTALAÇÕES DE UNIDADES CONSUMIDORAS ATENDIDAS EM MÉDIA E NO ÂMBITO DA ÁREA CONCESSÃO DA ELETROBRÁS DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012

C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 C onselho Regional de Medicina do Distrito Federal Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00006/2012 Às 16:48 horas do dia 03 de outubro de 2012, após analisado o resultado do Pregão nº 00006/2012,

Leia mais

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO.

ASSUNTO: CO.APR.T.013.2004 CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ASSUNTO: CONSTRUÇÃO CIVIL E MONTAGEM ELETROMECÂNICA, COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SISTEMAS, DA SE IVAIPORÃ 7ª AMPLIAÇÃO. ESCLARECIMENTOS N 04 1) Transcrevemos abaixo, perguntas de empresas participantes

Leia mais

DIRETRIZES TÉCNICO-ORÇAMENTÁRIAS PARA PEDIDO DE FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTO DE TRANSMISSÃO. Apresentação

DIRETRIZES TÉCNICO-ORÇAMENTÁRIAS PARA PEDIDO DE FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTO DE TRANSMISSÃO. Apresentação CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRAS DIRETORIA TRANSMISSÃO DT SUPERINTENDÊNCIA DE ENGENHARIA E MONITORAMENTO DE OBRAS TRANSMISSÃO TE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE DE TRANSMISSÃO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU - EXTENSÃO AGUDOS Código: 135.01 D Município: AGUDOS Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Componente Curricular:

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4 MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA Av Vila Ema, 3863 Conj 4 Vila Ema São Paulo SP CEP: 032.81-001 PABX: (11) 2717-7760

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS, EXPOSIÇÕES,

Leia mais

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0064 TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Página 1 de 6 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Gabinete do Ministro Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00063/2012

Leia mais

CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA

CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA ROMAGNOLE Produtos Elétricos S.A. 1 2 ROMAGNOLE Produtos Elétricos S.A. A energia é o núcleo dos acontecimentos,

Leia mais

Transformando energia pura em fornecimento estável. Transformadores de Força acima de 200 MVA. Answers for energy.

Transformando energia pura em fornecimento estável. Transformadores de Força acima de 200 MVA. Answers for energy. Transformando energia pura em fornecimento estável. Transformadores de Força acima de 200 MVA Answers for energy. Transformando solicitação em desempenho Levando energia com segurança para o cliente: Uma

Leia mais

CÁLCULO DO CURTO CIRCUITO PELO MÉTODO KVA

CÁLCULO DO CURTO CIRCUITO PELO MÉTODO KVA CÁLCULO DO CURTO CIRCUITO PELO MÉTODO KVA Paulo Eduardo Mota Pellegrino Introdução Este método permite calcular os valores de curto circuito em cada ponto do Sistema de energia elétrica (SEE). Enquanto

Leia mais

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas

Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Substações MT/BT Teoria e exemplos de cálculo das correntes de curto circuito trifásicas Filippe Pereira Dolgoff Engenheiro de Aplicação Produtos e Sistema de Baixa Tensão ABB 1 INTRODUÇÃO Um sistema elétrico

Leia mais

ENGENHEIRO ELETRICISTA

ENGENHEIRO ELETRICISTA ENGENHEIRO ELETRICISTA QUESTÃO 01 O projeto de uma S.E. consumidora prevê dois transformadores, operando em paralelo, com as seguintes características: 500kVA, 13800//220/127V, Z = 5% sob 13.8KV; I n =

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Página: 1/18 RES nº 117/2014, 1. OBJETIVO Esta especificação define os requisitos básicos para o projeto, inspeção, montagem no campo, comissionamento e colocação em operação de: Sistema de Proteção Secundária

Leia mais

. analogamente. Np Ns. a = Ns

. analogamente. Np Ns. a = Ns - Transformadores O transformador é um equipamento elétrico formado por bobinas isoladas eletricamente em torno de um núcleo comum. A bobina que recebe energia de uma fonte ca é chamada de primário. A

Leia mais

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples CONCURSO DE ADMISSÃ ÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 2009 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 3m 02 g 3m 3m 4m 3m e 6m 4m 6m 6m d 4m 4m 02 02 02 4m 02 S g f 4m S S f e 4m c S d WS ab

Leia mais

ET720 Sistemas de Energia Elétrica I. Capítulo 3: Gerador síncrono. Exercícios

ET720 Sistemas de Energia Elétrica I. Capítulo 3: Gerador síncrono. Exercícios ET720 Sistemas de Energia Elétrica I Capítulo 3: Gerador síncrono Exercícios 3.1 Dois geradores síncronos estão montados no mesmo eixo e devem fornecer tensões em 60 Hz e 50 Hz, respectivamente. Determinar

Leia mais

ESTUDO DE PROTEÇÃO METODOLOGIA DE CÁLCULO. SUBESTAÇÕES DE 15kV

ESTUDO DE PROTEÇÃO METODOLOGIA DE CÁLCULO. SUBESTAÇÕES DE 15kV ESTUDO DE PROTEÇÃO METODOLOGA DE CÁLCULO SUBESTAÇÕES DE 5kV Elaborado por Carlos Alberto Oliveira Júnior Maio 26 ÍNDCE. Obtenção dos dados...2.. Documentos necessários...2.2. Dados necessários...2 2. Cálculo

Leia mais

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA - lista de exercícios sobre transformadores antonioflavio@ieee.org

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA - lista de exercícios sobre transformadores antonioflavio@ieee.org 1ª. Questão Considere as seguintes impedâncias e tensões de um transformador cuja potência nominal é S N. Z AT : impedância de dispersão, referida à alta tensão, em ohms; Z BT : impedância de dispersão,

Leia mais

Gerencia de Planejamento do Sistema GPS FORMULÁRIO DE CONSULTA DE ACESSO

Gerencia de Planejamento do Sistema GPS FORMULÁRIO DE CONSULTA DE ACESSO A consulta de acesso deve ser formulada pelo acessante à acessada com o objetivo de obter informações técnicas que subsidiem os estudos pertinentes ao acesso, sendo facultada ao acessante a indicação de

Leia mais

Capítulo V. Transformadores de aterramento Parte I Paulo Fernandes Costa* Aterramento do neutro

Capítulo V. Transformadores de aterramento Parte I Paulo Fernandes Costa* Aterramento do neutro 60 Capítulo V Transformadores de aterramento Parte I Paulo Fernandes Costa* Os transformadores de aterramento são aplicados em muitas situações onde o arranjo do sistema elétrico exige que seja criado

Leia mais

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte: DIRETORIA GERAL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO - COPEL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 32/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS DE LICITANTES: Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

GEAFOL - Transformadores a seco de 75 a 25.000 kva. Transformadores encapsulados em resina. Power Transmission and Distribution

GEAFOL - Transformadores a seco de 75 a 25.000 kva. Transformadores encapsulados em resina. Power Transmission and Distribution GEAFOL - Transformadores a seco de 5 a 5.000 kva Transformadores encapsulados em resina Power Transmission and Distribution Aplicações e Características Transformadores a seco Geafol de 5 a 5.000 kva Confiabilidade

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA ET-ELB-010-2012 Revisão 01 10/05/2012 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 3 2 Referências 3 3 MEIO AMBIENTE 6 4 Condições gerais 6 5 Condições específicas 10 6 Características

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO DA ELETROBRÁS OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PRESTAÇÃO DE

Leia mais

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Automação Energia Tintas

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Automação Energia Tintas Manobra e Proteção de Motores Elétricos Motores Automação Eneria Tintas Destinadas à manobra e proteção de motores elétricos trifásicos e monofásicos. De acordo com a aplicação a WEG disponibiliza uma

Leia mais

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador.

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador. CAPÍTULO 8 TRANSFORMADORES ELÉTRICOS 8.1 CONCEITO O transformador, representado esquematicamente na Figura 8.1, é um aparelho estático que transporta energia elétrica, por indução eletromagnética, do primário

Leia mais

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Energia Automação Tintas

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Energia Automação Tintas Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos Motores Eneria Automação Tintas Chaves de Partida Destinadas à manobra e proteção de motores elétricos trifásicos e monofásicos. De acordo com

Leia mais

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II

PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II PREGÃO SESC-AN N.º 15/0051-PG ADENDO II ESCLARECIMENTO A QUESTIONAMENTOS Referente à tensão de entrada e saída: O documento ANEXO+I+-+15-0051-PG+-+Especificação+Técnica solicita fornecimento de nobreak

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Renz Multimedidor MGG-92 ÍNDICE 1.0 INTRODUÇÃO 3 1.1 Aplicação 2.0 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 2.1 Mecânicas 2.2 Elétricas 2.3 Grandezas Elétricas medidas e/ou calculadas 3.0

Leia mais

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD

DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO. Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD DIRETORIA DISTRIBUIÇÃO Assessoria de Gestão do Projeto Energia + BANCO MUNDIAL BANCO INTERNACIONAL PARA A RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD Loan: 7884 - BR TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: Contratação de

Leia mais

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA ENE095 Proteção de Sistemas Elétricos de Potência Prof. Luís Henrique Lopes Lima 1 TRANSFORMADORES DE MEDIDAS

Leia mais

A Solução de Problemas com Harmônicos em um Cliente Industrial: Uma Cooperação entre Concessionária e Consumidor

A Solução de Problemas com Harmônicos em um Cliente Industrial: Uma Cooperação entre Concessionária e Consumidor 1 A Solução de Problemas com Harmônicos em um Cliente Industrial: Uma Cooperação entre Concessionária e Consumidor Flávio R. Garcia(*), Tércio dos Santos e Alexandre C. Naves SADEFEM S/A Ernesto A. Mertens,

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 54/2008 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 54/2008 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 1 Referência: Pregão Eletrônico n. 54/2008 Data: 08/09/2008 Objeto: Contratação de empresa para fornecimento e instalação do Circuito Fechado de Televisão CFTV digital,

Leia mais

MMW01 e PFW01 Multimedidor de grandezas elétricas e Controlador automático do fator de potencia

MMW01 e PFW01 Multimedidor de grandezas elétricas e Controlador automático do fator de potencia MMW01 e PFW01 Multimedidor de randezas elétricas e Controlador automático do fator de potencia Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas www.we.net MMW01 e PFW01 MMW01 - Multimedidor de

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400 ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ANEXO CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO - DO ANEXO VI ESPECIFICAÇÃO DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS INTELIGENTES A6. Dispositivos Eletrônicos Inteligentes IED s (Relés Microprocessados) A6.1 Introdução Esta especificação técnica tem como objetivo estabelecer

Leia mais

1. ECE 2.46.01 ( Esquema desabilitado ) 2. Esquema de corte de geração da UHE Itá. 3. Empresa responsável: TRACTEBEL

1. ECE 2.46.01 ( Esquema desabilitado ) 2. Esquema de corte de geração da UHE Itá. 3. Empresa responsável: TRACTEBEL 1. ECE 2.46.01 ( Esquema desabilitado ) 2. Esquema de corte de geração da UHE Itá 3. Empresa responsável: 4. Categoria do esquema: Corte de geração 5. Finalidade: A finalidade deste esquema é evitar que

Leia mais

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC MEDIDAS ELÉTRIC AS MANUAL DO PROFESSOR Manual

Leia mais

Chaves 3 KU Seccionadoras e Comutadoras

Chaves 3 KU Seccionadoras e Comutadoras haves 3 KU Seccionadoras e omutadoras haves Seccionadoras e omutadoras Seccionadoras s chaves Seccionadoras E tipo 3KU1, para cargas de 12 a 1000 em 00 Vca 0- Hz, são apropriadas para uso como chaves gerais

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO OBRA: SUBESTAÇÃO 500KVA PROPRIETÁRIO: TRT TRIBUNAL REGIONALDO TRABALHO 12ºREGIÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. EMERSON CESAR PADOIN PADOIN ENGENHARIA E PROJETOS LTDA MEMORIAL

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO SRP Nº 105 2009 ISE AQUISIÇÃO DE MATERIAL PERMANENTE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO SRP Nº 105 2009 ISE AQUISIÇÃO DE MATERIAL PERMANENTE Comissão Permanente de Licitação CPL 0 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO SRP Nº 105 009 ISE AQUISIÇÃO DE MATERIAL PERMANENTE A PREGOEIRA DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL 0 comunica aos interessados que o Pregão

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Assunto: NOTA DE ESCLARECIMENTO N.º 03 Processo: CONCORRÊNCIA N.º 001/2010 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS BÁSICOS E EXECUTIVOS DE SUBESTAÇÕES E LINHAS DE TRANSMISSÃO DO SISTEMA

Leia mais

Transformador de Distribuição Tipo Pedestal

Transformador de Distribuição Tipo Pedestal Nº Data Revisões Visto. Vanderlei Robadey Página 1 de 14 Legenda 1 Compatimento de alta tensão; 2 Compatimento de baixa tensão; 3 Bucha de alta tensão tipo poço removível; 4 Bucha baixa tensão 1,3kV; 5

Leia mais

Treinamento em transformadores- Programa 1

Treinamento em transformadores- Programa 1 Treinamento em transformadores- Programa 1 Módulo 1: Núcleo Caminho de passagem da energia magnética Perdas a vazio Corrente de excitação Nível de ruído Descargas parciais Gás-cromatografia Chapas de M4

Leia mais

DIGITALIZAÇÃO E GESTÃO INTELIGENTE DA MEDIÇÃO COMO FERRAMENTA DE CONTROLE DE PERDAS E PROTEÇÃO DA RECEITA

DIGITALIZAÇÃO E GESTÃO INTELIGENTE DA MEDIÇÃO COMO FERRAMENTA DE CONTROLE DE PERDAS E PROTEÇÃO DA RECEITA DIGITALIZAÇÃO E GESTÃO INTELIGENTE DA MEDIÇÃO COMO FERRAMENTA DE CONTROLE DE PERDAS E PROTEÇÃO DA RECEITA MOTIVADORES Níveis elevados de perdas não técnicas das empresas Restrições mais rígidas (ambientais,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 001/2014. Pregão Presencial nº 009/2014

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 001/2014. Pregão Presencial nº 009/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 001/2014 Pregão Presencial nº 009/2014 Aos 17 dias do mês de abril de 2014, na sala de licitações da CENTRAIS ELÉTRICAS DE CARAZINHO S/A. ELETROCAR, com sede na Av. Pátria,

Leia mais

P r o f. F l á v i o V a n d e r s o n G o m e s

P r o f. F l á v i o V a n d e r s o n G o m e s UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Análise de Sistemas Elétricos de Potência 1 5.3 Componentes Simétricas - Transformadores P r o f. F l á v i o V a n d e r s o n G o m e s E - m a i l : f l a v i o.

Leia mais

NT - CRITÉRIOS PARA PROJETOS DE REDES E LINHA AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO IT - APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO E SUBESTAÇÃO REBAIXADORA

NT - CRITÉRIOS PARA PROJETOS DE REDES E LINHA AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO IT - APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO E SUBESTAÇÃO REBAIXADORA Página 1 de 1. OBJETIVO 2. ÂMBO DE APLICAÇÃO 3. NORMAS E/OU DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 4. CONDIÇÕES GERAIS 5. ANEXOS 6. VIGÊNCIA. APROVAÇÃO Página 2 de 1. OBJETIVO Esta norma estabelece as condições exigíveis

Leia mais

ANEXO AO ADITAMENTO N. 003 LISTA DE DOCUMENTOS NOVOS / ATUALIZADOS

ANEXO AO ADITAMENTO N. 003 LISTA DE DOCUMENTOS NOVOS / ATUALIZADOS ANEXO AO ADITAMENTO N. 003 LISTA DE DOCUMENTOS NOVOS / ATUALIZADOS Arquivo Revisão Descrição 0803-PE-DE-200-00-002 C GERAL ARRANJO GERAL PLANTA 0803-PE-DE-230-00-001 B GERAL DIAGRAMA UNIFILAR GERAL SIMPLIFICADO.

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE EXPANSÃO DE SISTEMAS PROJETO BÁSICO CELPT/003/2006

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE EXPANSÃO DE SISTEMAS PROJETO BÁSICO CELPT/003/2006 1. OBJETIVO Esta especificação estabelece as condições mínimas a que deverá satisfazer o fornecimento de 3 (três) transformadores de potência, trifásico, 60 HZ, 34,5/13.8 kv, 5,0/6,25 MVA, imerso em óleo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Processo SIIG nº 0009881-8/2011. Processo Licitatório nº 013/2011 Pregão Presencial nº 004/2011 Ata de Registro de Preços nº 004/2011 Validade da Ata: 12 (doze) meses. Aos sete

Leia mais

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO www.celesc.com.br PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL

Leia mais

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW

COMPONENTES. Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW COMPONENTES Chave sem carga para o tipo de Título Instalação fixa SW Informações gerais A chave SW sem carga é uma gama completa projetada para cobrir todas as aplicações a serem cumpridas em subestações

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice:

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice: MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI Índice: 1 - Generalidades 2 - Rede aérea de Alta Tensão 3 - Rede Secundária 4 - Aterramentos 5 - Posto de Transformação

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM GERADORES E MOTORES MODELO: ED-5100

SISTEMA DE TREINAMENTO EM GERADORES E MOTORES MODELO: ED-5100 SISTEMA DE TREINAMENTO EM GERADORES E MOTORES MODELO: CARACTERÍSTICAS Sistema de treinamento completo de geradores e motores. Diversas características de cargas (resistência, reatância L/C e torque). Sistema

Leia mais

Aditamento nº. 03 Tomada de Preços nº. 00329/2007 Objeto: Aquisição de Material de Segurança - Uniformes Data: 11/07/2007.

Aditamento nº. 03 Tomada de Preços nº. 00329/2007 Objeto: Aquisição de Material de Segurança - Uniformes Data: 11/07/2007. Aditamento nº. 03 Tomada de Preços nº. 00329/2007 Objeto: Aquisição de Material de Segurança - Uniformes Data: 11/07/2007. Por meio deste aditamento, comunicamos que alteramos o edital e prorrogamos o

Leia mais

INTERLIGAÇÃO DE SISTEMAS COM TRANSFORMADORES DE DIFERENTES GRUPOS DE LIGAÇÃO ANGULAR. Flavio Vicente de Miranda Schmidt COPEL TRANSMISSÃO

INTERLIGAÇÃO DE SISTEMAS COM TRANSFORMADORES DE DIFERENTES GRUPOS DE LIGAÇÃO ANGULAR. Flavio Vicente de Miranda Schmidt COPEL TRANSMISSÃO SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GSE - 07 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO VIII GRUPO DE ESTUDOS DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS GSE INTERLIGAÇÃO

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TRANSFORMADORES - PERDAS EM VAZIO Potência absorvida pelo transformador quando alimentado em tensão e frequência nominais,

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 9 Instalações para motores elétricos.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 9 Instalações para motores elétricos. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 9 Instalações para motores elétricos. Prof. JORGE LUIZ MORETTI

Leia mais

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado.

NT 6.005. Nota Técnica. Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia. Felisberto M. Takahashi Elio Vicentini. Preparado. NT.005 Requisitos Mínimos para Interligação de Gerador de Consumidor Primário com a Rede de Distribuição da Eletropaulo Metropolitana com Paralelismo Momentâneo Nota Técnica Diretoria de Planejamento e

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 03

ESCLARECIMENTO Nº 03 PE.GCM.A.00130.2013 1/30 ESCLARECIMENTO Nº 03 FURNAS Centrais Elétricas S.A. comunica resposta ao pedido de esclarecimento sobre o Edital, efetuado por empresa interessada: 1. GERAL Entendemos que os Relés

Leia mais

RESUMO DOS PROCESSOS DE CONTRATAÇÃO

RESUMO DOS PROCESSOS DE CONTRATAÇÃO RESUMO DOS PROCESSOS DE CONTRATAÇÃO 0 =- Objeto Fornecedor Prazo (Meses) Valor (Milhões) Orçamento Requisitante 1 Adequação do Sistema de Medição nas SE s de Furnas VERISSÍMO 16 2,06 CAPEX Luiz Carlos

Leia mais

Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE

Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE ITA - 006 Rev. 0 Setembro / 2003 Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ Cep 24210-205 http:\\ www.ampla.com

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

PCH BARUÍTO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO PROJETO

PCH BARUÍTO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO PROJETO PCH BARUÍTO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO PROJETO CUIABÁ MT OUTUBRO DE 2003 1 PCH BARUITO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO PROJETO Empreendedor : Global Energia Elétrica S/A Empreendimento:

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE INSTRUMENTOS PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA MEDIÇÃO DE GRANDEZAS ELÉTRICAS Por que medir grandezas elétricas? Quais grandezas elétricas precisamos medir? Como medir

Leia mais

Te m a s : www.osfi.org.br. Apresentado por: Fernando Laço Portinho

Te m a s : www.osfi.org.br. Apresentado por: Fernando Laço Portinho 5 ºENOS Boas práticas Programa 1 Qualidade na a p l i cação do R e cursos Públicos Te m a s : 1 Observa dor s e m pre ALERTA!! 2 Divulgação de Economia x Diferença Caso 01 Pregão 004/2014 Objeto: Aquisição

Leia mais

Proteção Primária ria para Transformadores da Rede de Distribuição Subterrânea

Proteção Primária ria para Transformadores da Rede de Distribuição Subterrânea Proteção Primária ria para Transformadores da Rede de Distribuição Subterrânea Gerência de Redes Subterrâneas Diretoria Regional II Rafael Moreno Engenheiro Eletricista Campo rafael.moreno@aes.com Charles

Leia mais

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA MODELO TAM TRANSFORMADORES - TIPO TAM Os transformadores a seco moldados em resina epóxi são indicados para operar em locais que exigem segurança, os materiais utilizados em sua construção são de difícil

Leia mais

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Chaves de Partida Manobra e Proteção de Motores Elétricos. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Manobra e Proteção de Motores Elétricos Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas www.we.net Destinadas à manobras e proteção de motores elétricos trifásicos e monofásicos. De acordo com

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO

DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DIRETORIA DE OPERAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DOP TERMO DE REFERÊNCIA 002/2011 - DOP COMPRA DE EQUIPAMENTO PARA TESTES DE RELÉS DE PROTEÇÃO Fevereiro/2011 ÍNDICE 1. CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO OFÍCIO N.º 143/04/MEC/SAA/CPL Brasília, 26 de julho de 2004. Prezado Senhor, Servimo-nos

Leia mais

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão. 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. PROCEDIMENTOS 5. REFERÊNCIAS 6. ANEXOS 1. FINALIDADE Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos

Leia mais