SERVER HOUSING CONDIÇÕES GERAIS DE ACESSO E UTILIZAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SERVER HOUSING CONDIÇÕES GERAIS DE ACESSO E UTILIZAÇÃO"

Transcrição

1 CONTRATO PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SERVER HOUSING CONDIÇÕES GERAIS DE ACESSO E UTILIZAÇÃO Entre: MDTEK SOLUÇÕES INFORMÁTICAS, SOCIEDADE UNIPESSOAL LDA., sociedade por quotas, pessoa colectiva número , inscrita na Conservatória do Registo Comercial de Vila Nova de Gaia, com sede na Rua 28 de Janeiro, nº 350, VILA NOVA DE GAIA e aqui representada pelo seu sócio gerente Daniel Feliciano de Sousa Santos, adiante designada como Primeira Outorgante, e XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, sociedade por quotas, pessoa colectiva número XXXXXXXXXXXXXX, inscrita na Conservatória do Registo Comercial de XXXXXXXXXX, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX e aqui representada pelo seu sócio gerente xxxx, adiante designada como Segunda Outorgante. 1. Objecto 1.1. O contrato tem por objecto a prestação do serviço de Server Housing consistindo na disponibilização de espaço físico nas instalações técnicas num Datacenter instalado em Lisboa, incluindo o fornecimento de Energia Eléctrica e Conectividade à Internet, adiante designado por Server Housing Os serviços efectivamente contratados pela Segunda Outorgante são os descritos nas condições particulares, sendo aplicáveis à sua prestação as respectivas disposições, bem como as presentes Condições Gerais e Anexo As presentes Condições Gerais e as Condições Particulares e anexo formam no seu conjunto um só contrato, não tendo cada um destes elementos qualquer valor jurídico, quando isoladamente considerado. 2. Adesão aos Serviços

2 2.1. A adesão aos serviços por parte do Cliente, após consulta e envio de proposta ou tarifário, efectiva-se através da requisição dos serviços junto da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. por meio de , fax, ou outro meio, originando a celebração deste contrato com a indicação dos serviços pretendidos pela Segunda Outorgante descritos nas condições gerais A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. considera o serviço como efectivo, pronto técnico e bom para cobrança, caso não manifeste o contrário nas 48 horas após a conclusão ou entrega dos serviços No caso de necessidade de não-aceitação dos serviços fornecidos a Segunda Outorgante deverá contactar o Helpdesk da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. através dos contactos descritos no Website da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. indicando os defeitos ou divergências verificadas, afim da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poder providenciar o serviço de acordo com o contratado. 3. Serviço de Server Housing 3.1. A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. disponibiliza espaço físico para a colocação do(s) Servidor(es), Energia eléctrica eléctrica 220V AC estabilizada e protegida devidamente ligada a sistemas de alimentação ininterrupta e blocos de geradores de acordo com o indicado no formulário de Adesão ao Serviço, tomada RJ45 de Rede Ethernet ligada à rede de agregação da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. com ligação física a 10/100/1000mbps, de acordo com o contratado pela Segunda Outorgante e descrito nas condições especiais O Serviço Contratado pela Segunda Outorgante possui um limite de tráfego, consoante o escolhido pelo Cliente, estando esta situação descrita nas condições especiais Nos casos onde se verifique sobre-utilização ou excesso de tráfego o mesmo será debitado no mês seguinte à sua utilização, com os valores previstos nas tabelas de preços da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. em vigor no momento A Segunda Outorgante deverá liquidar prontamente as facturas de sobreutilização ou excesso de tráfego prontamente assim que estas lhe sejam emitidas, sob pena de suspensão do serviço sem mais aviso O Serviço de Server Housing, por si é um serviço não gerido, sendo a sua gestão de responsabilidade do Cliente São considerados os seguintes pontos como uso ilegal ou abusivo do Serviço de Server Housing: a. Disponibilização ou alojamento de material ou informação que coloque em causa os bons costumes ou a ordem pública;

3 b. Disponibilização ou alojamento de material ou informação incitativo à prática ou que constitua pratica de qualquer acto ilícito, seja um delito, crime, contra-ordenação, acto terrorista, ou que de algum modo faça a apologia de crimes de guerra ou contra a Humanidade, nomeadamente as normas do Código Penal e da Lei da Criminalidade Informática; c. Disponibilização ou alojamento de material ilegal e/ou suspeito de violar direitos de autor, tendo como exemplo, código fonte ou binário protegido por direitos de autor, musica, vídeo, filmes ou outros meios que estejam protegidos por direitos de autor; d. Envio de mensagens por correio electrónico massivo ou não solicitado, comercial ou pessoal. e. Manutenção de servidor com SMTP Open Relay ou Open Proxy, permitindo que terceiros explorem os recursos do servidor para envio de mensagens não solicitadas e ataques; f. Disponibilização ou alojamento de material ou informação que permita a terceiros adquirir directa ou indirectamente acesso ilegal a outros sistemas informáticas, vírus, aplicações vulneráveis; g. Utilização do servidor ligado na rede da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. para fazer ataques a outros sistemas informáticos ou redes; h. Quaisquer outras actividades ilegais, em conformidade com a legislação Portuguesa e directivas Europeias; i. Forjar pacotes IP, alegadamente denominado de spoofing ; j. Utilização ou tentativa de utilização de espaço de endereçamento que não tenha sido alocado pela MDTEK-Soluções Informáticas Lda. ao Cliente; k. Participação activa ou passiva em ataques DoS Denial of Service ou DDoS Distributed Denial of Service ; l. Disponibilizar no servidor serviços de IRC Internet Relay Chat e Usenet sem prévia solicitação e autorização por escrito da MDTEK-Soluções Informáticas Lda.; m. Utilização de software não licenciado; 3.7. Os endereços IP atribuídos ao servidor da Segunda Outorgante não são portáveis, sendo propriedade da MDTEK-Soluções Informáticas Lda Em caso de rescisão do serviço, a Segunda Outorgante compromete-se a libertar informações relativas aos endereços IP atribuídos, nomeadamente o registo de Nameservers bem como em Listas Negras de SPAM (ex: SPAMCOP, SORBS, SPAMHAUS, etc) em até 30 dias após a terminação do mesmo, sob pena de pagamento de uma taxa máxima de 1000,00 EUR (mil euros) por endereço IP afim de custear a limpeza dos mesmos perante as entidades competentes, de forma que os referidos IPS possam ser reutilizados por futuros clientes da MDTEK-Soluções Informáticas Lda..

4 3.9. Durante a operação e duração deste contrato a Segunda Outorgante é responsável pelos endereços IP atribuídos, sendo encaminhadas para este todas e quaisquer queixas acerca dos mesmos, ainda que em caso de conformidade com um dos pontos descritos no ponto 3.6. possa originar a suspensão imediata do serviço sem aviso prévio A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. disponibiliza através do seu Helpdesk por telefone suporte, estando os contactos descritos no Website da MDTEK-Soluções Informáticas Lda O suporte básico incluído (Nivel 1) consiste em: a. Garantia de fornecimento de Energia Eléctrica em 99,95% mensal; b. Garantia de fornecimento de Conectividade à Internet em 99,95% mensal; c. Suporte técnico por telefone para questões de emergência e para questões técnicas; Sempre que a Segunda Outorgante note algum problema com o Serviço, deverá informar o Helpdesk através de telefone; Caso a Segunda Outorgante note algum problema com o Serviço fora do horário normal de expediente da MDTEK-Soluções Informáticas Lda., além do telefone, deverá também contactar o Helpdesk através de afim de despoletar e garantir uma rápida resolução A Segunda Outorgante é responsável por todo o software que instala nos servidores, devendo para o efeito possuir as devidas licenças Em caso de inspecções regulares efectuadas pela IGAE / Assoft e caso sejam detectadas irregularidades sobre licenciamento de software, a responsabilidade recairá para o Cliente, sendo fornecido às Entidades toda a informação sobre o mesmo O caso exposto no ponto 3.7.m) e e constituem uma violação às condições gerais de utilização, pelo que no caso de ser detectado, e caso o equipamento seja arrestado pelas entidades a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. não será responsável, apesar de poder ser constituída como testemunha da acusação O arresto do equipamento determina a responsabilidade da Segunda Outorgante de proceder à indemnização da MDTEK-Soluções Informáticas Lda., no valor de 2.000,00 (dois mil euros), valendo o presente documento como título executivo Em casos de processos legais ou judiciais decorrentes, sempre que solicitado pelos organismos ou autoridades competentes a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá colocar sob monitorização ou fornecer acesso ao Servidor, sem qualquer notificação ou justificação ou indemnização ao Cliente A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. garante acesso aos equipamentos da Segunda Outorgante, devendo esta agendar previamente com o Helpdesk as intervenções, marcando data e hora e indicando o nome e identificação das pessoas envolvidas.

5 3.19. Todas as intervenções de manutenção, consideradas de carácter normal ou não urgente, devem ser agendadas com o Helpdesk com 24 horas de antecedência, salvo casos de força maior ou emergências A Segunda Outorgante deverá informar a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. do pessoal que tem acesso às instalações, fornecendo para o efeito listagens periodicamente com o Nome, Contacto, Identificação, e Nível de Acesso das respectivas pessoas credenciadas A Segunda Outorgante e/ou o seu pessoal credenciado, aquando na sala técnica apesar de poderem ter livre passe, só deverão mexer no seu equipamento, estando interditos de mexer em qualquer outro equipamento, pelo que podem ser directamente responsabilizados caso não observem esta medida Não é permitido fumar, beber ou comer enquanto permanecem na sala técnica Não é permitido colocar equipamento ou caixas em espaço que não seja o espaço assegurado ao cliente Todo o equipamento não identificado ou desconhecido à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá ser removido e destruído, não sendo a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. responsável pelo mesmo ou por qualquer indemnização ao cliente Caso a Segunda Outorgante leve caixas para a sala técnica para transporte de equipamento, deverá assegurar a sua recolha A Segunda Outorgante deverá remover todo o lixo que faça na sala técnica A não observação do ponto e poderá incorrer em débito de taxas para suprir os custos inerentes com a limpeza da sala Não é permitido tirar fotografias ou filmagens sem autorização prévia da MDTEK- Soluções Informáticas Lda. por escrito A Segunda Outorgante compreende que estará a ser filmado durante a sua presença e que esses factos podem ser usados contra ele em acções legais a levar a cabo em caso de má conduta nos pontos anteriores, pelo que desde já aceita que essas provas possam ser usadas contra ele. 4. A prestação dos Serviços MDTEK-Soluções Informáticas Lda Os serviços MDTEK-Soluções Informáticas Lda. são prestados de forma regular e continua com os níveis de qualidade de serviço adequados nos termos da lei aplicável e do Contrato.

6 4.2. A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. não garante a qualidade técnica das condições de interligação para fora da rede MDTEK-Soluções Informáticas Lda., havendo para isso a possibilidade de latência ou indisponibilidade, sendo certo que a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. declina qualquer responsabilidade sobre esses factos É entendido como rede MDTEK-Soluções Informáticas Lda. todos os troços e nós de rede com originação e terminação em equipamento de Rede da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. e na interligação com upstream providers da MDTEK-Soluções Informáticas Lda. bem como com a interligação com peering partners seja em pontos de troca de tráfego públicos Internet Exchange Points ou ligações privativas A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. compromete-se a investigar problemas reportados pela Segunda Outorgante e indagar junto dos outros operadores, quando com estes exista um acordo de Interligação, de forma a reportar, minimizar ou resolver o problema A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. não é responsável por quaisquer danos e/ou lucros cessantes sofridos pelo Cliente, incluindo a perda de dados resultante de atrasos, falhas ou erros na transmissão de informações, ou interrupções da prestação de Serviços MDTEK- Soluções Informáticas Lda., em caso de interrupção ou degradação da qualidade, incluindo a recepção ou transmissão deficiente do sinal, quando aqueles resultem de circunstâncias de força maior, sejam imputáveis a terceiros ou ao próprio Cliente A Segunda Outorgante pagará à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. os serviços prestados, obrigando-se ao pagamento pontual das respectivas facturas, de acordo com a periodicidade, o prazo de pagamento e os preços estabelecidos nas condições especiais que se junta como anexo e faz parte integrante do presente contrato Em casos de inobservância do ponto 5.6. pelo não pagamento pontual das facturas em divida, a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá proceder à suspensão dos serviços comunicando previamente por ou carta registada O valor contratualizado corresponde a uma anuidade do serviço, podendo ser paga em prestações O não pagamento de uma das prestações importa o vencimento das remanescentes. Lda. 5. Interrupção e Suspensão da Prestação dos Serviços MDTEK-Soluções Informáticas 5.1. No caso de interrupção da prestação de serviços por necessidade de proceder à conservação, manutenção, reparação e/ou desenvolvimento da Rede MDTEK-Soluções Informáticas Lda., esta obriga-se a notificar a Segunda Outorgante com uma antecedência mínima de 24 horas (vinte e quatro horas), salvo em situações imprevistas ou de força maior, indicando as razoes que levaram à suspensão.

7 5.2. Sem prejuízo do contrato a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá suspender o serviço à Segunda Outorgante em casos de falta de pagamento, bastando para tal uma notificação por correio electrónico ( ) ou carta enviada por correio à Segunda Outorgante. 6. Incumprimento do Contrato Imputável à Segunda Outorgante 6.1. A inobservância grave ou reiterada das disposições legais, regulamentares ou contratuais aplicáveis ao Contrato, por parte do Cliente, confere à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. o direito de rescindir o Contrato, na parte a que respeitar essa violação, mediante notificação previa à Segunda Outorgante enviada por carta registada com aviso de recepção com uma antecedência mínima de 8 (oito) dias, sem prejuízo da eventual responsabilidade deste ultimo nos termos gerais de Direito e nos termos resultantes das condições especialmente aplicáveis aos tipos de serviço e produtos contratados pelo Cliente Se aplicável, na sequencia do ponto anterior, a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá exigir à Segunda Outorgante o pagamento de todas as mensalidades e taxas de activação previstas no contrato A celebração de novo contrato com um Cliente relativamente ao qual tenha ocorrido uma rescisão contratual por incumprimento, depende do pagamento integral do montante em divida, acrescido de juros de mora calculados à taxa legal supletiva aplicável as operações comerciais A prestação pela Segunda Outorgante de falsas declarações relativas a elementos que a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. considere essenciais, previa ou posteriormente à celebração do Contrato, constituirá à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. o direito de rescindir o Contrato nos termos da clausula 7.1. sem que dessa rescisão ocorra qualquer prejuízo para a MDTEK-Soluções Informáticas Lda No caso de falta das garantias referidas no ponto 6.5., caso a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. assim entenda e se o valor patrimonial do equipamento for superior ao da garantia pedida, a MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá tomar o equipamento colocado no Datacenter como garantia de pagamento. 7. Duração e Renovação 7.1. O contrato iniciar-se-á com a assinatura do presente contrato e permanecerá em vigor por um período mínimo de 1 (um) ano e após esse, enquanto se mantiver qualquer dos Serviços, sem prejuízo das regras sobre a Cessação previstas no Contrato e na Lei imperativa, 7.2. A prestação e a renovação dos serviços referidos nas condições especiais é válida pelos prazos escolhidos pela Segunda Outorgante, renovando-se por prazos iguais e

8 sucessivos, caso nada seja comunicado à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. por escrito com 30 dias de antecedência Em caso de rescisão por parte da Segunda Outorgante antes do termo do contrato, é devido o valor em falta da soma das mensalidades até ao final do mesmo Ambas as partes concordam em que o valor dos serviços poderá ser ajustado anualmente com base no Índice Geral de Preços ao Consumo ou outro índice definido pelo INE Instituto Nacional de Estatística. Este valor terá efeito no período decorrente ao ano da contratação do serviço, alterando a mensalidade ou valor recorrente proporcionalmente com a taxa de variação fixada pelo INE Ambas as partes concordam que os valores dos serviços possam ser revistos sempre que necessário com base nos indicadores de referência relativos ao fornecimento de energia ou de conectividade, caso estes verifiquem um acréscimo superior a 10% no período do contrato. 8. Facturação e Pagamento 8.1. Cada factura conterá sempre que for caso disso: a. Discriminação do serviço a que se refere; b. O período de tempo a que se refere; c. O preço de utilização, juntamente com o excesso de tráfego ao plano contratado, sempre que se aplicar; d. O preço da instalação em causa, se existir; e. O preço da respectiva assinatura, se existir; f. O valor de indemnizações, reembolsos e/ou outros encargos devidos nos termos do contrato; g. Outros itens que em cada caso (para cada serviço) a lei imponha e/ou as partes tenham acordado no respectivo anexo; 8.2. Todas as facturas são emitidas no início do período a que dizem respeito As condições de pagamento aplicáveis estão definidas nas condições especiais O não pagamento pontual das facturas obriga ao pagamento de juros de mora à taxa legal em vigor, nos termos da Lei Comercial e pode ainda levar a suspensão de serviços, de acordo com pontos anteriores.

9 9. Cedência de Posição Contratual 9.1. A Segunda Outorgante não poderá ceder a sua posição no presente contrato sem autorização prévia por escrito da MDTEK-Soluções Informáticas Lda., com uma antecedência mínima de 30 Dias A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. obriga-se a informar a Segunda Outorgante com 30 dias de antecedência de uma Cedência de Posição Contratual, sem prejuízo para o contrato celebrado. 10. Subcontratação A MDTEK-Soluções Informáticas Lda. poderá assegurar directamente o cumprimento das obrigações decorrentes do Contrato ou, quando o entenda, subcontratar outras entidades que assegurem esse mesmo cumprimento, sem necessitar, para o efeito, da autorização do cliente. 11. Lei e Foro O presente contrato rege-se pela legislação Portuguesa. Para qualquer questão resultante do contrato será competente o foro da Comarca de Vila Nova de Gaia, com expressa renúncia a qualquer outro No contrato a nulidade de uma das cláusulas não invalida o mesmo, tornando invalido apenas o conteúdo da cláusula a que se refere O contrato, condições gerais, condições especiais e anexos foram livremente negociados e aceites relativamente a todas as suas cláusulas pelas outorgantes e vão ser, por isso, assinados e rubricados em todas as paginas pelo legal representante de ambas, cessando todos os outros acordos, verbais ou escritos, anteriores e quando existentes Ressalvados para os casos expressamente previstos no contrato e nos que os forem, qualquer alteração ao contrato só é valida quando assinada pelos representantes de ambas as partes. 12. Confidencialidade

10 12.1. Cada outorgante, por força do contrato, terá acesso ou adquirirá conhecimento da documentação, dados, sistemas e outra informação da outra outorgante, que não deverão ser conhecidos em público geral A referida informação não pode ser usada, publicada ou divulgada por uma outorgante a outra entidade, sob qualquer forma, sem que esteja obtida previa autorização escrita da outra outorgante Cada outorgante desenvolvera as necessárias acções para proteger a confidencialidade da referida informação da outra outorgante, através de comunicações e notificações a todos os que tenha envolvido através da assinatura de acordos de confidencialidade com estes Cada outorgante obriga-se, na vigência do presente contrato e para além dele, a não utilizar, divulgar ou comunicar a terceiros qualquer informação referente ao conteúdo do presente contrato sem antes obter consentimento prévio dado por escrito da outra outorgante. 13. Notificações Todas as notificações ou outras comunicações ao abrigo do presente contrato deverão ser feitas por escrito para os contactos indicados no presente contrato A Segunda Outorgante cliente está obrigado a comunicar atempadamente à MDTEK-Soluções Informáticas Lda. as alterações que existirem nesses contactos. POR ESTAREM DE ACORDO E PARA CONSTAR, VAI O PRESENTE CONTRATO SER ASSINADO POR TODOS OS INTERVENIENTES. Feito em duplicado em (data). Pela Primeira Outorgante Pela Segunda Outorgante

11 CONDIÇÕES ESPECIAIS I - Instalação de um servidor 1U: Ligação a uma porta de rede 10/100Mbps Tráfego limitado a 50GB Contrato mínimo de 6 meses I.A) Condições de pagamento (pagamento antecipado): Pagamento Mensal: 75 Pagamento Semestral: 360 Pagamento Anual: 600 I.B) Custos com tráfego adicional: 0,35/1GB Aos valores apresentados, acresce IVA à taxa em vigor

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET Minuta I CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta O PRESENTE CONTRATO FOI APROVADO PELO INSTITUTO DAS COMUNICAÇÕES DE PORTUGAL, NOS TERMOS E PARA OS EFEITOS DO ARTIGO 9/2 DO DECRETO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE SERVIÇO

CONDIÇÕES GERAIS DE SERVIÇO CONDIÇÕES GERAIS DE SERVIÇO Entre Rackspot, Lda., sociedade comercial por quotas com sede social em Rua da Salgueira, 196 A R/C, Barosa, em Leiria, morada que considera domiciliada para efeitos do presente

Leia mais

5. TIPOS DE SERVIÇO PRESTADOS TARIFÁRIO E FATURAÇÃO

5. TIPOS DE SERVIÇO PRESTADOS TARIFÁRIO E FATURAÇÃO s oc i alde230. 000. 000, 00Eur os,s í t i onai nt er net 4.4. O CLIENTE compromete-se igualmente a observar todas as disposições legais aplicáveis, nomeadamente, a não praticar ou a fomentar a prática

Leia mais

Condições gerais relativas à prestação do serviço de alojamento de sites na Internet

Condições gerais relativas à prestação do serviço de alojamento de sites na Internet 1. Objecto Condições gerais relativas à prestação do serviço de alojamento de sites na Internet As presentes condições gerais destinam-se a estabelecer os termos e as condições por que se regerá a STDesign4U.com

Leia mais

Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT

Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT Termos e Condições de Utilização da Plataforma ComprasPT 1. Âmbito, objecto e legitimidade de acesso 1.1. A Infosistema, Sistemas de Informação S.A. é uma consultora de sistemas de informação que gere

Leia mais

3. Suspensão do Serviço Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico acessível ao público num local fixo 1. Objecto

3. Suspensão do Serviço Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico acessível ao público num local fixo 1. Objecto Condições Gerais de Prestação do Serviço Telefónico acessível ao público num local fixo da PT PRIME-Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., com sede na Av. Fontes Pereira de Melo, n.º

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO Wi-Fi (Wireless Fidelity)

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO Wi-Fi (Wireless Fidelity) CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO Wi-Fi (Wireless Fidelity) 1. OBJECTO As presentes Condições Gerais destinam-se a estabelecer os termos e as condições por que se regerá a prestação pela PT.Com

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. 3. Os comercializadores são responsáveis pelo cumprimento das obrigações decorrentes do acesso à RNTGN por parte dos seus clientes.

CONDIÇÕES GERAIS. 3. Os comercializadores são responsáveis pelo cumprimento das obrigações decorrentes do acesso à RNTGN por parte dos seus clientes. CONDIÇÕES GERAIS Cláusula 1ª Definições e siglas No âmbito do presente Contrato de Uso da Rede de Transporte, entende-se por: a) «Contrato» o presente contrato de uso da rede de transporte; b) «Agente

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio

Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio Contrato de Prestação de Serviços de Alojamento de Web Site e Registo de Domínio Entre Olivertek, LDA, pessoa colectiva n.º 507827040, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Gondomar, sob

Leia mais

2-DESCRIÇÃO DO SERVIÇO DE ALOJAMENTO PARTILHADO

2-DESCRIÇÃO DO SERVIÇO DE ALOJAMENTO PARTILHADO Termos do Serviço 1-OBJECTO 1.1 O presente pedido de subscrição e as condições contratuais gerais da prestação de serviços pela Cloud4You, estabelecem os termos e as condições para a prestação do Serviço

Leia mais

Política de Utilização Aceitável (PUA)

Política de Utilização Aceitável (PUA) Política de Utilização Aceitável (PUA) HOST TUGATECH Host TugaTech HOST.TUGATECH.COM.PT HOST@TUGATECH.COM.PT A Política de Utilização Aceitável (PUA) do Host TugaTech é disponibilizada com o objetivo de

Leia mais

PT Comunicações, S.A. SEDE: Rua Andrade Corvo,, 6 Lisboa N.º de Pessoa Coletiva 504615947.Matricula 09406 CRCL Capital Social de Eur.: 1.150.000.

PT Comunicações, S.A. SEDE: Rua Andrade Corvo,, 6 Lisboa N.º de Pessoa Coletiva 504615947.Matricula 09406 CRCL Capital Social de Eur.: 1.150.000. CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO VoIP da PT COMUNICAÇÕES S.A., inscrita na CRCL sob o número único de matricula e pessoa coletiva 504 615 947 com sede na Rua Andrade Corvo, n.º 6, Lisboa, com o

Leia mais

Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica. Parte I Cláusulas Jurídicas. Artigo 1.º

Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica. Parte I Cláusulas Jurídicas. Artigo 1.º Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica Parte I Cláusulas Jurídicas Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Caderno de Encargos tem por objecto a aquisição de serviços de assistência técnica

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1. INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas

Leia mais

A. IDENTIFICAÇÃO DO PRESTADOR

A. IDENTIFICAÇÃO DO PRESTADOR Índice de Rubricas A. IDENTIFICAÇÃO DO PRESTADOR... 1 B. INFORMAÇÃO SOBRE OS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS ACESSIVEIS AO PÚBLICO... 2 C. PREÇOS NORMAIS... 4 D. SISTEMAS DE INDEMNIZAÇÕES E REEMBOLSOS...

Leia mais

Termos e Condições do Vodafone E mail Empresarial

Termos e Condições do Vodafone E mail Empresarial Termos e Condições do Vodafone E mail Empresarial Analise por favor atentamente os seguintes Termos e Condições ( T&C ) antes de utilizar o Vodafone E mail Empresarial (Serviço). Ao utilizar o Serviço

Leia mais

CONTRATO DE UTILIZADOR

CONTRATO DE UTILIZADOR CONTRATO DE UTILIZADOR Entre: a) Ecopilhas Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, Lda., sociedade comercial por quotas, com sede na Praça Nuno Rodrigues dos Santos, n.º 7, 1.º andar sala

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS DA OTNETVTEL CONDIÇÕES GERAIS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS DA OTNETVTEL CONDIÇÕES GERAIS 1.OBJECTO 1.1 O presente Contrato tem como objetivo a regulação das relações entre as partes, na sequência da subscrição pelo Cliente dos serviços de comunicações eletrónicas disponibilizados pela OTNETVTEL,

Leia mais

Condições Específicas do Serviço de Acesso à Internet em Banda Larga Fixa

Condições Específicas do Serviço de Acesso à Internet em Banda Larga Fixa Condições Específicas do Serviço de Acesso à Internet em Banda Larga Fixa 1. Serviço Para os efeitos das Condições Gerais de Serviço (adiante designadas Condições) nomeadamente da cláusula 1.1., o Serviço

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS 1/5 Cláusula 1.ª Objecto contratual Cláusula 2.ª Serviços incluídos na prestação de

Leia mais

Condições Gerais do Website. 1. Objeto

Condições Gerais do Website. 1. Objeto Condições Gerais do Website 1. Objeto 1.1 As presentes Condições Gerais destinam-se a regular os termos e condições de acesso e utilização do site www.phone-ix.pt (adiante designado por Site ), bem como

Leia mais

Índice Artigo 1.º Objecto... 3. Artigo 2.º Contrato... 3. Artigo 3.º Obrigações principais do adjudicatário... 4. Artigo 4.º Prazo...

Índice Artigo 1.º Objecto... 3. Artigo 2.º Contrato... 3. Artigo 3.º Obrigações principais do adjudicatário... 4. Artigo 4.º Prazo... Concurso Público para a elaboração do Inventário de Referência das Emissões de CO2 e elaboração do Plano de Acção para a Energia Sustentável do Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS Índice Artigo 1.º

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DEFINIÇÕES As expressões que se seguem, tal como são usadas nestes Termos e Condições, terão o significado abaixo especificado: 1. CONTRATO Clausulado, respectivos anexos e apêndices

Leia mais

Termos e Condições Gerais de Compra

Termos e Condições Gerais de Compra Termos e Condições Gerais de Compra As encomendas e os contratos efectuados por qualquer das empresas do Grupo Linde em Portugal - Linde Sogás e Linde Saude (de ora em diante designadas qualquer delas

Leia mais

Contrato de Mediação Imobiliária

Contrato de Mediação Imobiliária Contrato de Mediação Imobiliária (Nos termos da Lei n.º 15/2013, de 08.02) Entre: ESTAMO PARTICIPAÇÕES IMOBILIÁRIAS, S.A., com sede na Av. Defensores de Chaves, n.º 6 4.º, em Lisboa, matriculada na Conservatória

Leia mais

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE DIREITOS DE UTILIZAÇÃO DE CAPACIDADE DE INTERLIGAÇÃO VIP PORTUGAL-ESPANHA

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE DIREITOS DE UTILIZAÇÃO DE CAPACIDADE DE INTERLIGAÇÃO VIP PORTUGAL-ESPANHA CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE DIREITOS DE UTILIZAÇÃO DE CAPACIDADE DE INTERLIGAÇÃO VIP PORTUGAL-ESPANHA ENTRE REN - GASODUTOS, S.A., na qualidade de concessionária da Rede Nacional de Transporte de Gás Natural

Leia mais

Condições de oferta dos serviços:

Condições de oferta dos serviços: Condições de oferta dos serviços: Identificação do prestador SIPTELNET - SOLUÇÕES DIGITAIS, UNIPESSOAL LDA., designada pela denominação SIPTEL (marca registada), com sede na Rua do Ganges, nº 6 - R/C A

Leia mais

Contrato de Assistência Técnica Informática - ATI

Contrato de Assistência Técnica Informática - ATI Contrato de Assistência Técnica Informática - ATI Ao subscrever o presente contrato o cliente expressamente reconhece e aceita vincular-se ás seguintes condições gerais. Cláusula primeira Definições 1.

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DOMUS LEGIS, LDA.

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DOMUS LEGIS, LDA. CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DOMUS LEGIS, LDA. A DOMUS LEGIS, Lda, abaixo identificada por DOMUS LEGIS rege a sua actividade de leiloeira, conforme as condições negociais seguintes, e ainda quaisquer outras

Leia mais

ASTELLAS FARMA, LDA. TERMOS E CONDIÇÕES DE AQUISIÇÃO. Astellas Farma, Lda. Termos e condições gerais para a aquisição de bens e serviços

ASTELLAS FARMA, LDA. TERMOS E CONDIÇÕES DE AQUISIÇÃO. Astellas Farma, Lda. Termos e condições gerais para a aquisição de bens e serviços Astellas Farma, Lda. Termos e condições gerais para a aquisição de bens e serviços 1. INTERPRETAÇÃO 1.1 A presente cláusula consagra as definições e regras de interpretação aplicáveis aos presentes termos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO Caro(a) Utilizador(a) As presentes condições de uso estabelecem as regras e obrigações para o acesso e utilização do sítio da internet www.rolos.pt, bem como de

Leia mais

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância VENDAS Á DISTÂNCIA Enquadramento Legal Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância No que respeita à forma da contratação electrónica, estipula

Leia mais

O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone

O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone O presente manual destina-se a divulgar as principais condições de prestação dos serviços de comunicações electrónicas oferecidos pela Vodafone Portugal, Comunicações Pessoais, S.A. Este manual não substitui,

Leia mais

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx.

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx. ELEMENTOS A GRAVAR NO CARTÃO 1 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 2 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 3 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx

Leia mais

Caderno de encargos. Parte I Do contrato. Artigo 1.º Objecto

Caderno de encargos. Parte I Do contrato. Artigo 1.º Objecto Caderno de encargos Parte I Do contrato Artigo 1.º Objecto O presente caderno de encargos tem por objecto a aquisição, ao abrigo do Acordo Quadro Nº 10 para serviços de comunicações de voz e dados em local

Leia mais

Rua Alfredo da Costa, Lote 6 - A Loja 1 Tel.: 21 934 96 20 Urbanização Colinas do Cruzeiro Fax: 21 934 96 24 2675-634 ODIVELAS geral@webcolinas.

Rua Alfredo da Costa, Lote 6 - A Loja 1 Tel.: 21 934 96 20 Urbanização Colinas do Cruzeiro Fax: 21 934 96 24 2675-634 ODIVELAS geral@webcolinas. 1 Política de utilização dos Servidores fornecidos pela Colinas Inforcyber, Lda. 1- ÂMBITO Os nossos servidores funcionam em ambiente UNIX e são dedicados exclusivamente aos Clientes das Colinas. As suas

Leia mais

GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON 51, 9000-090 1. OBJECTO

GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON 51, 9000-090 1. OBJECTO CONDIÇÕES GERAIS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS ZON Madeira 1. OBJECTO 1.1 As presentes Condições Gerais regulam, em conjunto com os seus Anexos e os demais elementos referidos nas mesmas (conjuntamente Condições

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA Página 1 de 10 3/2014 CP APROV CADERNO DE ENCARGOS Concurso Público para aquisição de uma desumidificadora para as Piscinas Municipais de Condeixa-a-Nova Página 2 de 10 CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições

Leia mais

Condições Gerais de utilização do Serviço ORKOS Online

Condições Gerais de utilização do Serviço ORKOS Online LEVERAGE Lda Condições Gerais de utilização do Serviço ORKOS Online ANTES DE UTILIZAR O SERVIÇO ORKOS ONLINE DEVE LER E CONCORDAR COM OS TERMOS E CONDIÇÕES DESTE ACORDO. CASO NÃO CONCORDE EM COMPROMETER-SE

Leia mais

A MEO pode ainda suspender, total ou parcialmente, a prestação de qualquer serviço nos seguintes casos:

A MEO pode ainda suspender, total ou parcialmente, a prestação de qualquer serviço nos seguintes casos: CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES As presentes Condições Gerais e o Formulário de Adesão a Serviços de Comunicações Eletrónicas ( Formulário ) visam regular os termos e condições

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 1. OBJETIVO O presente documento tem como objetivo a definição dos termos de prestação de serviços da Ilhéu da Baleia com cada um dos seus clientes. a) Com a confirmação

Leia mais

Condições contratuais gerais TVCABO?

Condições contratuais gerais TVCABO? Condições contratuais gerais TVCABO? 1. OBJECTO 1.1. As presentes Condições Gerais regulam, em conjunto com os seus Anexos e os demais elementos referidos nas mesmas (conjuntamente Condições dos Produtos

Leia mais

TERMOS DE UTILIZAÇÃO

TERMOS DE UTILIZAÇÃO TERMOS DE UTILIZAÇÃO O serviço de CLASSIPECADOS é prestado por JPVF. Os presentes termos e condições de utilização dos CLASSIPECADOS estabelecem os termos nos quais este serviço é prestado definindo as

Leia mais

Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal

Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS - 1 - Índice Cláusula 1ª - Objecto... Cláusula 2ª - Contrato... Cláusula 3ª - Prazo...

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE: Pessoa Física e/ou Jurídica com os respectivos dados fornecidos neste instrumento de cadastro. CONTRATADA: TeksFlash Computer Networks Ltda., inscrita no

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS De um lado, a empresa Webzero Marketing e Sistema de internet LTDA - ME, sociedade inscrita no CNPJ sob o nº 06.871.515/0001-43, estabelecida

Leia mais

GUIA DO CONSUMIDOR DE ELECTRICIDADE NO MERCADO LIBERALIZADO

GUIA DO CONSUMIDOR DE ELECTRICIDADE NO MERCADO LIBERALIZADO GUIA DO CONSUMIDOR DE ELECTRICIDADE NO MERCADO LIBERALIZADO RESPOSTA ÀS QUESTÕES MAIS FREQUENTES Agosto 2006 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Rua Dom Cristóvão da Gama n.º 1-3.º 1400-113 Lisboa

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE, ORDEM DOS ADVOGADOS, pessoa colectiva n.º 500 965 099, com sede em Lisboa, no Largo de S. Domingos, n.º 14-1.º, neste acto representada pelo senhor Dr. António Marinho e

Leia mais

Termos e Condições EventKey - EvtKey

Termos e Condições EventKey - EvtKey 1 Termos e Condições EventKey - EvtKey O presente instrumento regula o acordo estabelecido entre a EventKey, Lda, com sede social em Rua das Dálias, 36, Fânzeres - Porto, com o capital social de 5.000,00

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES APLICÁVEIS A NOTAS DE ENCOMENDA DA AMO

TERMOS E CONDIÇÕES APLICÁVEIS A NOTAS DE ENCOMENDA DA AMO TERMOS E CONDIÇÕES APLICÁVEIS A NOTAS DE ENCOMENDA DA AMO 1. Definições. AMO significa a ABBOTT MEDICAL OPTICS SPAIN, S.L. SUCURSAL EM PORTUGAL (uma sucursal matriculada em Portugal, sob o número 980262364

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre Primeira Contraente: Fundação de Serralves, pessoa colectiva de direito privado nº 502266643, instituída pelo Decreto-Lei nº 240-A/89, de 27 de Julho, com sede na

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALOJAMENTO LOCAL TEMPORÁRIO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALOJAMENTO LOCAL TEMPORÁRIO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ALOJAMENTO LOCAL TEMPORÁRIO Entre: 1ª Outorgante: Welcome Here, Lda, registada sob o NIPC nº 508898277, com sede na Rua Florbela Espanca, nº 3, Murtal, 2775-091 Parede,

Leia mais

Contrato de Arrendamento Urbano para Alojamento Local Temporário

Contrato de Arrendamento Urbano para Alojamento Local Temporário Contrato de Arrendamento Urbano para Alojamento Local Temporário Entre: I -... (nome completo, estado civil, contribuinte fiscal e morada) na qualidade de senhorio e adiante designado por primeiro outorgante.

Leia mais

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO 1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO Este Termo de Utilização (doravante denominado "Termo de Utilização") regulamenta a utilização dos SERVIÇOS de envio de mensagens electrónicas - "e-mail" (doravante denominado "SERVIÇO")

Leia mais

Condições Gerais. Condições Gerais. Condições de Gerais de Adesão

Condições Gerais. Condições Gerais. Condições de Gerais de Adesão Condições Gerais Condições de Gerais de Adesão Âmbito, objecto e legitimidade de acesso 1.1 A Vortal, Comércio Electrónico, Consultadoria e Multimédia, SA (VORTAL) é uma sociedade gestora de plataformas

Leia mais

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas

Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Condições de oferta e de utilização de Serviços de Comunicações Eletrónicas Conteúdo 1. Identificação... 3 2. Serviços... 4 2.1. Serviços de Voz... 4 2.1.1. SIP Trunk /Voip... 4 2.1.2. IPBX... 4 2.1.3.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE Os serviços online que o Município de Aveiro disponibiliza através da Internet aos utilizadores estabelecem relações com a Câmara Municipal de Aveiro,

Leia mais

MILINHA VITOR P. GOMES, UNIPESSOAL, LDA

MILINHA VITOR P. GOMES, UNIPESSOAL, LDA CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE As presentes CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE são acordadas livremente e de boa-fé entre Vitor Pereira Gomes, Unipessoal, Lda. com sede

Leia mais

Caderno de encargos. Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, I. P.

Caderno de encargos. Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, I. P. Concurso Público Urgente para aquisição de serviços de manutenção de licenciamento Microsoft Enterprise Agreement e aquisição de licenciamento Microsoft ou equivalente e respectivos serviços de manutenção

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO

PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO Particulares / Empresa PROPOSTA DE ADESÃO CARTÃO PRÉ-PAGO Agência Código da Agência N.º de Cliente/Conta Titular do Cartão Não Sim TITULAR DO CARTÃO - Particulares Nome do Titular Morada do Titular Estado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELAS EMPRESAS TRANSITÁRIAS

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELAS EMPRESAS TRANSITÁRIAS CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELAS EMPRESAS TRANSITÁRIAS A actividade transitária só pode ser exercida por empresas legalmente constituídas, com o objecto social adequado e que obtenham junto

Leia mais

Condições Gerais de Prestação do Serviço de Dados Banda Larga tmn

Condições Gerais de Prestação do Serviço de Dados Banda Larga tmn Condições Gerais de Prestação do Serviço de Dados Banda Larga tmn 1. As presentes Condições Gerais e o acordo de adesão a serviço de dados tmn ( Contrato ) visam regular os termos e condições por que se

Leia mais

Acordo. A - Nota informativa

Acordo. A - Nota informativa Acordo A - Nota informativa ANTES DE UTILIZAR ESTE SOFTWARE E OS SEUS SERVIÇOS WEB, DEVE LER E ACEITAR OS TERMOS E CONDIÇÕES DESTE ACORDO, CASO CONTRÁRIO NÃO O PODERÁ UTILIZAR. B) Entidade licenciante

Leia mais

CONTRATO TIPO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA PARA CLIENTES EM BTN

CONTRATO TIPO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA PARA CLIENTES EM BTN CONTRATO TIPO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA PARA CLIENTES EM BTN CONDIÇÕES GERAIS 1ª - Objecto do Contrato. Obrigações de serviço público e de serviço universal 1. O presente Contrato tem por objecto

Leia mais

FICHA DE ABERTURA DE CLIENTE EMPRESA

FICHA DE ABERTURA DE CLIENTE EMPRESA FICHA DE ABERTURA DE CLIENTE EMPRESA AGÊNCIA Nº DE CLIENTE/CONTA DENOMINAÇÃO SOCIAL CONDIÇÕES DE MOVIMENTAÇÃO Individual: Solidária: Conjunta: Mista: ENTIDADE TIPO DOC IDENTIFICAÇÃO Nº DOC IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Termos de Utilização

Termos de Utilização Termos de Utilização INTRODUÇÃO Os presentes Termos de Utilização, regulam as relações entre o cliente utilizador dos serviços e Nuno da Costa Ferro (doravante DotPTweb ). A utilização de serviços fornecidos

Leia mais

CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO A CURTO PRAZO NA MODALIDADE DE CONTA CORRENTE

CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO A CURTO PRAZO NA MODALIDADE DE CONTA CORRENTE CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO A CURTO PRAZO NA MODALIDADE DE CONTA CORRENTE Entre: 1º BANCO SANTANDER TOTTA, S.A., com sede na Rua Áurea, nº 88, 1100-063 Lisboa e com o Capital Social de 656.723.284,00,

Leia mais

CONCURSO INTERNACIONAL DE ANIMAÇÃO 2A. EDIÇÃO / 2012-2013 / POVOS CRUZADOS. www.bang-awards.com TERMOS DE PRIVACIDADE

CONCURSO INTERNACIONAL DE ANIMAÇÃO 2A. EDIÇÃO / 2012-2013 / POVOS CRUZADOS. www.bang-awards.com TERMOS DE PRIVACIDADE CONCURSO INTERNACIONAL DE ANIMAÇÃO 2A. EDIÇÃO / 2012-2013 / POVOS CRUZADOS www.bang-awards.com TERMOS DE PRIVACIDADE www.bang-awards.com 1. ACEITAÇÃO Ao usar, aceder e/ou visitar este Website (o qual inclui

Leia mais

CONDIÇÕES DE OFERTA DOS SERVIÇOS

CONDIÇÕES DE OFERTA DOS SERVIÇOS CONDIÇÕES DE OFERTA DOS SERVIÇOS TABELA DE CONTEÚDOS 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRESTADOR 2. INFORMAÇÃO SOBRE OS SERVIÇOS PRESTADOS 2.1. SERVIÇO DE TELEFONE FIXO 2.1.1. SERVIÇO DE PRÉ-SELECÇÃO DE OPERADOR DA

Leia mais

Protocolo de colaboração entre a ANESPO Associação Nacional do Ensino Profissional e a DBG Gabinete de Aplicações Informáticas, Lda

Protocolo de colaboração entre a ANESPO Associação Nacional do Ensino Profissional e a DBG Gabinete de Aplicações Informáticas, Lda Protocolo de colaboração entre a ANESPO Associação Nacional do Ensino Profissional e a DBG Gabinete de Aplicações Informáticas, Lda Entre: ANESPO Associação Nacional do Ensino Profissional, com sede na

Leia mais

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS DIRECTIVA N.º 3/2011

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS DIRECTIVA N.º 3/2011 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS DIRECTIVA N.º 3/2011 Condições gerais dos contratos de uso das redes de distribuição e de transporte de gás natural e procedimentos para a interrupção e o restabelecimento

Leia mais

FORMAÇÃO REGULAMENTO

FORMAÇÃO REGULAMENTO FORMAÇÃO REGULAMENTO Data: Julho de 2010 1. Politica e Estratégia A Formação desempenha um papel preponderante no desenvolvimento do indivíduo. É através dela que as pessoas adquirem os conhecimentos necessários

Leia mais

Adesão ao Serviço MB WAY

Adesão ao Serviço MB WAY Adesão ao Serviço MB WAY 1) Objecto Pelo presente contrato, o Banco Santander Totta SA obriga-se a prestar ao Utilizador o Serviço MB WAY, nas condições e termos regulados nas cláusulas seguintes, e o

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso CADERNO DE ENCARGOS Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual que tem por objecto principal a selecção

Leia mais

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS. Directiva n.º 3/2011

ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS. Directiva n.º 3/2011 39846 Diário da República, 2.ª série N.º 193 7 de Outubro de 2011 PARTE E ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Directiva n.º 3/2011 Condições gerais dos contratos de uso das redes de distribuição

Leia mais

SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal

SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal Esta Ordem de Encomenda (OE) é parte integral e substantiva das Condições Gerais de Venda (CGV). As CGV e esta

Leia mais

7. CANCELAMENTO E REAJUSTES

7. CANCELAMENTO E REAJUSTES POLÍTICAS DE USO 1. Como nosso cliente, você terá responsabilidades legais e éticas quanto ao uso dos serviços. A K2TV se reserva ao direito de suspender ou cancelar o acesso à conta de um cliente a qualquer

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM Contrato que entre si celebram Edmilson de Lima Araújo - ME, inscrito no CNPJ sob o nº 00552496/0001-06, Inscrição Estadual 24837800-7, situado a Av. Dr. Jayme Carneiro Lopes

Leia mais

Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica Para Cooperantes / Clientes em BTE ao abrigo do regime do mercado liberalizado

Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica Para Cooperantes / Clientes em BTE ao abrigo do regime do mercado liberalizado Cooperativa Elétrica de Loureiro, C.R.L. Contrato de Fornecimento de Energia Elétrica Para Cooperantes / Clientes em BTE ao abrigo do regime do mercado liberalizado Condições Gerais: 1ª Objeto do contrato.

Leia mais

:: Condições Gerais de Alojamento de Sites

:: Condições Gerais de Alojamento de Sites Queira por favor ler atentamente este documento. As condições de utilização dos serviços estabelecem os termos nos quais o nosso serviço de alojamento de Sites se encontra à sua disposição. 1. Objecto

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Contrato de Prestação de Serviço por Avença, de uma Dietista, com duração de 12 meses = SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO

Leia mais

alteração ao contrato de adesão a serviços de comunicações eletrónicas e adesão a serviços adicionais

alteração ao contrato de adesão a serviços de comunicações eletrónicas e adesão a serviços adicionais alteração ao contrato de adesão a serviços de comunicações eletrónicas e adesão a serviços adicionais Mod.C/1001262 A preencher pela TMN ID pedido Cód. Loja / Agente Vendedor 1. IDENTIFICAÇÃO DO CLIENTE

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Seguradora

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 13 19 de Janeiro de 2011 3935

Diário da República, 2.ª série N.º 13 19 de Janeiro de 2011 3935 Diário da República, 2.ª série N.º 13 19 de Janeiro de 2011 3935 Despacho n.º 1550/2011 A mais recente revisão regulamentar do sector do gás natural, concretizada através do Despacho n.º 4878/2010, de

Leia mais

AXA PORTUGAL AHETA EG SEGUROS

AXA PORTUGAL AHETA EG SEGUROS PROTOCOLO DE COMERCIALIZAÇÃO AXA PORTUGAL e AHETA e EG SEGUROS Entre AXA PORTUGAL, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., Pessoa Colectiva N.º 503.454.109, com sede na Rua Gonçalo Sampaio, 39, na cidade do Porto,

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS.

CONTRATO DE ASSINATURA, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. CONTRATO DE ASSINATURA, LICENÇA DE USO DE SOFTWARE E OUTRAS AVENÇAS. LIFE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA LTDA, com sede na cidade de Pompéia, Estado de São Paulo, Rua Odyllo Mattiazzo, 26, CEP 17580-000,

Leia mais

BASES DO CONTRATO...3

BASES DO CONTRATO...3 UNIT LINKED DB VIDA Condições Gerais...2 1. DEFINIÇÕES...2 2. BASES DO CONTRATO...3 3. INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO...4 4. ÂMBITO DA COBERTURA...4 5. GESTÃO DAS UNIDADES DE PARTICIPAÇÃO...4 6. PRÉMIOS...6

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT REBELOPPORTUNITY-SERVIÇOS DE PUBLICIDADE,LDA, pessoa coletiva nº 513 173 374, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Tavira sob

Leia mais

A EVSolutions é uma entidade comercial sobre a colecta de Jorge Bruno registado na 1ª Rep. Finanças de Setúbal com o NIF PT205 100 198.

A EVSolutions é uma entidade comercial sobre a colecta de Jorge Bruno registado na 1ª Rep. Finanças de Setúbal com o NIF PT205 100 198. Termos de Utilização INTRODUÇÃO Os presentes Termos de Utilização, regulam as relações entre o cliente utilizador dos serviços e a entidade que fornece o serviço EVSolutions. A utilização de serviços fornecidos

Leia mais

Contrato de Fornecimento de Energia Eléctrica Para Cooperantes / Clientes em BTN ao abrigo do regime do mercado liberalizado

Contrato de Fornecimento de Energia Eléctrica Para Cooperantes / Clientes em BTN ao abrigo do regime do mercado liberalizado Cooperativa Eléctrica de Loureiro, C.R.L. Contrato de Fornecimento de Energia Eléctrica Para Cooperantes / Clientes em BTN ao abrigo do regime do mercado liberalizado Condições Gerais: 1ª Objeto do contrato.

Leia mais

Atributos da Proposta e Preço Contratual

Atributos da Proposta e Preço Contratual Atributos da Proposta e Preço Contratual António José da Silva Coutinho, portador do cartão de cidadão nº. 08419828, com domicílio profissional na Rua Castilho, 165, 4º, 1070-050 Lisboa, na qualidade de

Leia mais

Procedimento n.º 09/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença

Procedimento n.º 09/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença Procedimento n.º 09/2015/DGF-A Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença Índice Cláusulas Jurídicas... 4 Capitulo I - Disposições

Leia mais

TÊM ENTRE SI JUSTO E CONTRATADO O SEGUINTE:

TÊM ENTRE SI JUSTO E CONTRATADO O SEGUINTE: CLAÚSULA PRIMEIRA: DA CONTRATANTE CONTRANTE, com sede na ENDEREÇO, SÃO PAULO - SP inscrita no CNPJ Sob o n.º, neste ato representado por seu sócio administrador xxxxxxxxxx. CLAÚSULA SEGUNDA: DA CONTRATADA.

Leia mais

CONDIÇÕES DE VENDA. 1. Prazo de entrega O prazo de entrega é o referido na confirmação da encomenda, salvo acordo em contrário.

CONDIÇÕES DE VENDA. 1. Prazo de entrega O prazo de entrega é o referido na confirmação da encomenda, salvo acordo em contrário. CONDIÇÕES DE VENDA A venda de produtos da Portucel Soporcel Fine Paper S.A. ( vendedor ) é regulada pelas condições abaixo descritas, em conformidade com as práticas em vigor na indústria e comércio de

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre F.., residente em.com o número de contribuinte, [ou 1 ] F..., com sede em,, com o capital social de. euros, matriculada na Conservatória

Leia mais

adesão aos serviços tmn

adesão aos serviços tmn Original (Preencher em triplicado e em maiúsculas) N.º Bilhete de Identidade / Passaporte Data de Nascimento Automático + Contratual Extracto Detalhado Extracto Detalhado Factura Electrónica (a confirmação

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES DE LOCAÇÃO DE UM SERVIDOR DEDICADO SO YOU START. Última versão em data de 05/12/2013

CONDIÇÕES PARTICULARES DE LOCAÇÃO DE UM SERVIDOR DEDICADO SO YOU START. Última versão em data de 05/12/2013 CONDIÇÕES PARTICULARES DE LOCAÇÃO DE UM SERVIDOR DEDICADO SO YOU START Última versão em data de 05/12/2013 ARTIGO 1 : OBJETO As presentes condições particulares complementam as condições gerais de serviço

Leia mais