SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS"

Transcrição

1 SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS

2 TRÊS TIPOS DE DIFERENCIAIS (não confunda!!!) 1 Diferencial clássico 2 Diferencial S.T. 3 Diferencial nas operações interestaduais destinadas a não contribuintes

3 1-EXEMPLO DIFERENCIAL CLÁSSICO Empresa paulista, contribuinte do ICMS e enquadrada no RPA, adquire de empresa em MG mercadoria para seu consumo no valor de R$ 4.600,00. A empresa deverá recolher para os cofres públicos a importância de R$ 276,00 à título de Diferencial de Alíquota. Descrição Valor / Alíquota Valor total da operação (Total da NF de aquisição) R$ 4.600,00 Valor da Base de Cálculo do ICMS R$ 4.600,00 Alíquota interestadual praticada pelo remetente 12% ICMS destacado na Nota Fiscal do remetente (R$ 4.600,00 X 12%) R$ 552,00 Alíquota interna da mercadoria 18% Alíquota do Diferencial de Alíquota (18% - 12%) 6% Valor do Diferencial de Alíquota a pagar (R$ 4.600,00 X 6%) R$ 276,00

4 2-Subst. Tributária do Diferencial na venda interestadual VENDA VENDA VENDA 1- ICMS próprio 2- ICMS ST ICMS retido ICMS retido Indústria Atacadista Varejista Consumidor Final Contribuinte Substituto Contribuintes Substituídos

5 3 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA DO ICMS NAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS DESTINADAS A CONSUMIDOR FINAL NÃO CONTRIBUINTES

6 MUDANÇA NO DIFERENCIAL Legislação C.F.:Art. 155, 2º, VII, "a" e VIII da CF/1988 RICMS/SP: Arts. 2º, VI e 117 do RICMS/2000-SP EMENDA CONSTITUCIONAL : 87/2015 LEI Nº /2015 (alíquota interna em SP) COMUNICADO CAT 19/15 CONVÊNIO ICMS 93/2015 AJUSTE SINIEF : 6/15 DECRETO SP: /2015

7 Diferencial introdução alíquota aplicável: Constituição Federal/1988, artigo 155, 2º, VIII: VII - nas operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final, contribuinte ou não do imposto, localizado em outro Estado, adotar-se-á a alíquota interestadual e caberá ao Estado de localização do destinatário o imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna do Estado destinatário e a alíquota interestadual; a) (revogada); b) (revogada); VIII - a responsabilidade pelo recolhimento do imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual de que trata o inciso VII será atribuída: a) ao destinatário, quando este for contribuinte do imposto; b) ao remetente, quando o destinatário não for contribuinte do imposto; VII - em relação às operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final localizado em outro Estado, adotar-se-á: a) a alíquota interestadual, quando o destinatário for contribuinte do imposto; b) a alíquota interna, quando o destinatário não for contribuinte dele;

8 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 A Emenda Constitucional 87/15 altera a forma de repartição do ICMS entre os Estados de Origem e Destino da mercadoria, introduzindo o Diferencial de Alíquotas nas operações de venda para não contribuintes. Visa beneficiar com isto o Estado que recebe a mercadoria (destinatário), visto que antes o imposto ficava todo para o Estado remetente. Apesar de estar prevendo já para 2015 a repartição entre os Estados e o calculo do diferencial de alíquotas, a EC só estará vigente a partir de 2016.

9 CONVÊNIO ICMS 93 DE 17/09/2015 Cláusula primeira Nas operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final não contribuinte do ICMS, localizado em outra unidade federada, devem ser observadas as disposições previstas neste convênio.

10 CONVÊNIO ICMS 93 DE 17/09/2015 (texto adaptado e simplificado) Cláusula segunda. Nas operações..., o contribuinte que as realizar deve: I - se remetente do bem: a) utilizar a alíquota interna no estado de destino para calcular o ICMS total devido na operação; b) utilizar a alíquota interestadual para o cálculo do imposto na origem; c) recolher, para a unidade federada de destino, a parcela do imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual...

11 CONVÊNIO ICMS 93 DE 17/09/2015 Fundo de Combate a Pobreza (texto adaptado e simplificado) Cláusula segunda. Nas operações..., o contribuinte que as realizar deve: 4º O adicional de até dois pontos percentuais na alíquota de ICMS, destinado ao financiamento dos fundos estaduais e distrital de combate à pobreza, é considerado para o cálculo do imposto, cujo recolhimento deve observar a legislação da respectiva unidade federada de destino.

12 CONVÊNIO ICMS 93 DE 17/09/2015 Fiscalização Conjunta Cláusula sétima. A fiscalização do estabelecimento contribuinte situado na unidade federada de origem pode ser exercida, conjunta ou isoladamente, pelas unidades federadas envolvidas nas operações...

13 REPARTIÇÃO DO DIFERENCIAL EC 87/15 estabelece que essa mudança será gradual, conforme art. 99 do ADCT: Art. 2º O Ato das Disposições Constitucionais Transitórias passa a vigorar acrescido do seguinte art. 99: I : 20% para o Estado de destino e 80% para o Estado de origem; II : 40% para o Estado de destino e 60% para o Estado de origem; III : 60% para o Estado de destino e 40% para o Estado de origem; IV : 80% para o Estado de destino e 20% para o Estado de origem; V : 100% (cem por cento) para o Estado de destino.

14 REPARTIÇÃO DO DIFERENCIAL O imposto correspondente à diferença entre a alíquota interna e a interestadual deve ser partilhado entre os estados: I de destino: a) no ano de 2016: 40% do montante apurado; b) no ano de 2017: 60% do montante apurado; c) no ano de 2018: 80% do montante apurado; d) no ano de 2019: 100% do montante apurado II de origem: a) no ano de 2016: 60% do montante apurado; b) no ano de 2017: 40% do montante apurado; c) no ano de 2018: 20% do montante apurado.

15 EXEMPLO DO DIFERENCIAL Imaginemos que, em 10/01/2016, uma loja de calçados, localizada em SP, venda 1 par de tênis para um nãocontribuinte de MG. Considerando a alíquota interna de MG como 18% e o valor total da nota fiscal como R$ 100,00, podemos saber quanto de ICMS iria para cada Estado: Venda 100,00 (12% icms = $ 12,00) Alíquota no MG: 18% = = Diferença 6% = $ 6,00 São Paulo - 60% = 3,60 M. Gerais - 40% = 2,40

16 FORMA DE RECOLHIMENTO (Cláusula quarta do Convênio) Deve ser efetuado por meio da Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais GNRE ou outro documento,, por ocasião da saída do bem, em relação a cada operação ou prestação. Parágrafo único. O documento de arrecadação deve mencionar o número do respectivo documento fiscal e acompanhar o trânsito do bem ou a prestação do serviço.

17 PRAZO DE RECOLHIMENTO Sem inscrição Antes da saída da mercadoria Se houver inscrição no estado de destino Até o décimo quinto dia do mês subsequente à saída do bem (Cláusula quinta- Convenio)

18 SIMPLES NACIONAL CONVÊNIO Cláusula nona Aplicam-se as disposições deste convênio aos contribuintes optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte - Simples Nacional, instituído pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, em relação ao imposto devido à unidade federada de destino.

19 SIMPLES NACIONAL - COMUNICADO CAT-SP COMUNICADO CAT N 001, DE 12 DE JANEIRO DE 2016 O estado de São Paulo está se posicionando no sentido de exigir das empresas do Simples, o imposto da operação referente a parcela da partilha cabível ao estado de SP Os contribuintes optantes pelo Simples Nacional, localizados neste Estado, que realizarem operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final não contribuinte do ICMS localizado em outra unidade federada deverão observar o disposto nas alíneas a a c do item 1 relativamente ao recolhimento da parcela, devida a este Estado, do ICMS correspondente à diferença entre alíquotas, a que se refere a cláusula décima do Convênio ICMS 93/15.

20 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Para os produtos já tributados pela ST, nas operações com consumidor final contribuinte, caso exista protocolo entre os estados, o remetente ficará responsável pelo recolhimento do diferencial de alíquota de forma integral a favor do estado destinatário; Se a operação destinar-se a um não contribuinte do ICMS ENTÃO DEVERÃO SER APLICADAS AS REGRAS DE PARTILHA DO DIFERENCIAL prevista no Convênio 93/15. Entende-se que apenas a parcela relativa ao estado de destino será recolhida.

21 GNRE NOVOS CÓDIGOS Ajuste SINIEF 11, de 4 de dezembro de 2015 Altera o Convênio SINIEF 06/89, que institui os documentos fiscais que: n) ICMS Consum. Final não contribuinte outra UF por Operação: ; o) ICMS Consum. Final não contribuinte outra UF por Apuração: ; p) ICMS Fundo Estadual de Combate à Pobreza por Operação : ; q) ICMS Fundo Estadual de Combate à Pobreza por Apuração " GARE NOVOS CÓDIGOS Portaria CAT Nº 3 DE 05/01/ consumidor final não contribuinte por operação (outra UF) consumidor final não contribuinte por apuração (outra UF)

22 DIFERENCIAL: PARCELA DE SP Decreto /2015 O artigo 2º mudou o artigo 36 das DDTT parágrafo 2º : "o valor do imposto de que trata este artigo deverá ser declarado nos termos do artigo 109 deste regulamento" (RICMS/SP) O artigo 109 diz: Artigo Os valores das operações... obtidos ao final de cada período de apuração, serão declarados pelo sujeito passivo do imposto, observado o disposto nos artigos 253 a 258. (NR); Este conjunto de artigos 253 a 258 define que os valores devidos serão lançados em GIA. Artigo A pessoa inscrita no Cadastro de Contribuintes do ICMS deverá declarar em guia de informação, em forma e modo estabelecidos pela Secretaria da Fazenda... (outros débitos - novo código da tabela 5.1 do SPED : )

23 DeSTDA - Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquotas e Antecipação AJUSTE SINIEF 12/15 - ATO COTEPE/ICMS No 47, dez15 (Leiaute) O contribuinte deverá utilizar a DeSTDA para declarar: I - ICMS retido como Substituto Tributário; II - ICMS da antecipação tributária, nas aquisições em outros Estados ; III - ICMS devido em aquisições em outros Estados e no Distrito Federal de bens ou mercadorias, relativo à diferencial de alíquota ; IV - ICMS devido nas operações interestaduais com consumidor final não contribuinte do imposto. A DeSTDA - apresentada a partir de 1º de janeiro de 2016, pelo Simples Nacional; A obrigatoriedade aplica-se a todos os estabelecimentos de SP e onde tiver inscrição de substituto, O arquivo digital deverá ser enviado até o dia 20 (vinte) do mês subsequente ;

24 INFORMAÇÃO NA NF-e De acordo com a Nota Técnica 3/2015, foram criados campos novos na NF-e para informar os respectivos valores relativos à partilha do ICMS. NF-e: AJUSTE SINIEF 5, 02/10/15 (REVOGADO) Cláusula primeira: Fica acrescido a Tabela C do Anexo do Convênio S/Nº, de 15 de dezembro de 1970,...: "Tabela C - Destinatário da Mercadoria, Bem ou Serviço: 0 - contribuinte do imposto; 1 - contribuinte do imposto como consumidor final; 2 - não contribuinte do imposto.".

25 PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA PREENCHER GRUPO ICMSUFDEST - PREENCHER CAMPOS VALOR DA OPERAÇÃO: BC R$ 1.000,00 ALÍQUOTA INTERESTADUAL: ALQ INTER 12,00% ALÍQUOTA INTERNA DESTINO: ALQ INTRA 17,00% ALÍQUOTA FCP DESTINO: ALQ FCP 2,00% ICMS ORIGEM BC X ALQ INTER: R$ 120,00 ICMS DESTINO: R$ 50,00 PARTILHA DO IMPOSTO ICMS DESTINO R$ 50,00 EM 2016: PART ORI (60%) R$ 30,00 PART DEST (40%) R$ 20,00 (Simulador da Bahia)

26 PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA PREENCHER GRUPO ICMSUFDEST - PREENCHER CAMPOS vbcufdest: R$ 1.000,00 BC pfcpufdest: 2,00% picmsufdest: 17,00%ALQ INTRA picmsinter: 12,00%ALQ INTER picmsinterpart: 40,00%Conv. 93/15 vfcpufdest: R$ 20,00 BC x ALQ FCP vicmsufdest: R$ 40,00 PART DEST + vfcpufdest vicmsufremet: R$ 30,00 PART ORI PREENCHER TOTAIS vfcpufdest R$ 20,00 vicmsufdest R$ 40,00 vicmsufremet R$ 30,00

27 Exemplo: VENDA A NÃO CONTRIBUINTE EM MINAS GERAIS ( 18%) - $ 1.000,00 em 2016 DESCRIÇÃO VALORES Valor da operação $ 1.000,00 Alíquota interestadual 12% Valor do ICMS na NF $ 120,00 Alíquota no destino 18% Diferença de alíquota 6% Valor da partilha $ 60,00 Partilha na origem 60% $ 36,00 Partilha no destino 40% $ 24,00 Fundo de Pobreza no destino -0-

28 Exemplo: VENDA A NÃO CONTRIBUINTE NO RJ ( 19%) - $ 2.000,00 em 2016 com Fundo de Pobreza de 1% DESCRIÇÃO VALORES Valor da operação $ 2.000,00 Alíquota interestadual 12% Valor do ICMS na NF $ 240,00 Alíquota no destino 18% Diferença de alíquota 6% Valor da partilha $ 120,00 Partilha na origem 60% $ 72,00 Partilha no destino 40% $ 48,00 Fundo de Pobreza no destino 1% $ 20,00

29 MUDANÇAS DE ALÍQUOTAS INTERNAS NO BRASIL Estado De Para A partir obs AC 17 AL 17 AM /01/2016 LEI Nº 158, DE DOE AM AP /02/2016 Lei de DOE 29/10/2015 BA /03/2016 Lei nº /15 - DOE 11/12/2015 CE 17 LEI Nº 5.548, DE DOE ERRATA DF DF /01/2016 ES 17 GO 17 MA /01/2016 Lei nº , de DOE MA de MG 18 MS 17 MT 17 PA 17 PB /01/2016 Lei n de DOE PB de PE /01/2016 Lei nº , de DOE PE de PI 17 PR 18 RJ 19 RN /01/2016 Lei nº 9.991, de 29/10/ DOE 30/10/2013 RO 17 RR 17 RS /01/2016 Lei nº , de DOE RS de SC 17 SE /01/2016 Lei nº 8.039/ DOE SE de SP 18 TO /01/2016 Lei nº 3.019, de DOE TO de

30 ESTADOS COM FUNDO DE COMBATE À POBREZA Unidade da Federação Percentual do FCEP Base legal Acre - - Alagoas De 1% a 2% Lei n 6.558/2004 Amapá - - Amazonas - - Bahia 2% Lei nº 7.988/2001 Ceará 2% Lei Complementar nº 37/2003 Distrito Federal 2% Lei nº 4.220/2008 Espírito Santo 2% Lei Complementar nº 336/2005 Goiás 2% e 5% Lei nº /2003 Maranhão 2% Lei nº 8.205/2004 Mato Grosso 2% Lei Complementar nº 144/2003 Mato Grosso do Sul 2% Lei nº 3.337/2006 Minas Gerais 2% Lei nº /2011 Pará - - Paraíba 2% Lei nº 7.611/2004 Paraná 2% Lei nº /2015 Pernambuco 2% Lei nº /2003 Piauí 2% Lei n 5.622/2006 Rio de Janeiro De 1% a 5% Lei nº 4.056/2002 Rio Grande do Norte 2% Lei Complementar nº 261/2003 Rio Grande do Sul 2% Lei nº /2015 Rondônia 2% Lei Complementar n 842/2015 Roraima - - Santa Catarina - - Sergipe 2% Lei nº 4.731/2002 São Paulo 2% Lei n /2015

31 Exercício 1 : VENDA A NÃO CONTRIBUINTE NO AMAPÁ - $ 2.000,00 em 2016 DESCRIÇÃO Valor da operação Alíquota interestadual Valor do ICMS na NF Alíquota no destino Diferença de alíquota Valor da partilha Partilha na origem 60% Partilha no destino 40% Fundo de Pobreza no destino VALORES

32 Exercício 2: VENDA A NÃO CONTRIBUINTE NO RJ $ 6.000,00 em 2017 DESCRIÇÃO Valor da operação Alíquota interestadual Valor do ICMS na NF Alíquota no destino Diferença de alíquota Valor da partilha Partilha na origem % Partilha no destino % Fundo de Pobreza no destino % VALORES

33 Exercício 3: VENDA A NÃO CONTRIBUINTE EM MS - $ 1.000,00 em 2017 DESCRIÇÃO Valor da operação Alíquota interestadual Valor do ICMS na NF Alíquota no destino Diferença de alíquota Valor da partilha Partilha na origem % Partilha no destino % Fundo de Pobreza no destino VALORES

34 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA 7 REGRAS DE OURO 1) No cadastro do cliente pergunte se é para revenda ou consumo e se ele é ou não contribuinte do ICMS 2) Contrate uma empresa de consultoria para pesquisar legislação nos outros estados 3) Verifique a alíquota interna do produto no estado de destino 4) Verifique a existência de Fundo de Combate à Pobreza no estado de destino 5) Verifique se o estado exige a emissão da GNRE no seu próprio site 6) Emita a nota fiscal e providencie o recolhimento da (s) GNRE (s) antes do produto sair 7) Providencie treinamentos para faturistas, comprador, vendedor e financeiro.

35 ANTONIO SÉRGIO DE OLIVEIRA Contador, Adm. de Empresas, Pós Graduado em Gestão Pública, Técnico em Contabilidade, palestrantes do CRC-SP, foi Consultor do Grupo IOB- THOMSON, foi Fiscal do CRC-SP, ministra aulas na, SINDCONT-SP, SESCON, CONTMATIC, FIPECAFI., atuando na área fiscal há mais de 25 anos. Ministra palestras e treinamentos para clientes e funcionários de Escritório Contábil. Coordenador do site Autor dos livros: SPED NAS PEQUENAS EMPRESAS SPED NO ESCRITÓRIO CONTÁBIL Diferencial de Alíquota (DVD) MANUAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS DE SÃO PAULO SPED e NOTA FISCAL ELETRÔNICA

ALTERAÇÕES NA SISTEMÁTICA DE COBRANÇA DO ICMS

ALTERAÇÕES NA SISTEMÁTICA DE COBRANÇA DO ICMS ALTERAÇÕES NA SISTEMÁTICA DE COBRANÇA DO ICMS LEGISLAÇÕES Emenda Constitucional 87/2015-17 de Abril de 2015; Lei nº 15.856/2015-03 de Julho de 2015; Convênio de ICMS 93/2015-21 de Setembro de 2015; Decreto

Leia mais

DIFAL e Partilha do ICMS

DIFAL e Partilha do ICMS DIFAL e Partilha do ICMS 1 Índice 1. 2. LEGISLAÇÃO NACIONAL... 4 EMENTA CONSTITUCIONAL 87/2015... 5 3. RESPONSABILIDADE PELO RECOLHIMENTO DO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS... 6 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

Leia mais

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 003/2016. Sumário. 1. Considerações Gerais

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 003/2016. Sumário. 1. Considerações Gerais Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 003/2016 Assunto: Adicional de alíquota para os fins do disposto no 1 do art. 82 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição da República Base

Leia mais

INFORMATIVO DEZEMBRO/2015 ICMS - NOVAS REGRAS NAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS DESTINADAS A CONSUMIDOR FINAL ROTEIRO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

INFORMATIVO DEZEMBRO/2015 ICMS - NOVAS REGRAS NAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS DESTINADAS A CONSUMIDOR FINAL ROTEIRO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS INFORMATIVO DEZEMBRO/2015 ICMS - NOVAS REGRAS NAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS DESTINADAS A CONSUMIDOR FINAL ROTEIRO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS Como é sabido, a partir de 1º de janeiro de 2016 entrará em vigor

Leia mais

Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015

Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015 O que é a emenda constitucional 87/2015? A Emenda Constitucional (EC) 87/2015, apresentou uma significativa alteração no conceito e no

Leia mais

A Emenda Constitucional 87/2015 alcança as operações presenciais?

A Emenda Constitucional 87/2015 alcança as operações presenciais? Emenda Constitucional 87/2015 - PERGUNTAS FREQUENTES Observação: Material produzido em conformidade com a legislação paulista. No que couber, deve ser observada a legislação específica de cada Unidade

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS EM OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES DESTINADAS A NÃO CONTRIBUINTES

EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS EM OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES DESTINADAS A NÃO CONTRIBUINTES EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS EM OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES DESTINADAS A NÃO CONTRIBUINTES A Emenda Constitucional nº 87/15 estabeleceu a incidência do ICMS nas vendas de mercadorias

Leia mais

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016

Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016 Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016 Assunto: Base legal: ICMS relativo ao diferencial de alíquota após as alterações implementadas pela Emenda Constitucional nº 87/2015 Seção IV do Capítulo I

Leia mais

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX

LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX LEVANTAMENTO FISCAL SITE KADOX SUMÁRIO 1 ICMS 1.1 CONTRIBUINTE 1.2 FATO GERADOR DO IMPOSTO 1.3 BASE DE CÁLCULO DO IMPOSTO 1.4 REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO 1.5 CARTA DE CORREÇÃO 1.6 CÓDIGO DA SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

IMPACTOS DA PARTILHA DO ICMS NO E-COMMERCE

IMPACTOS DA PARTILHA DO ICMS NO E-COMMERCE IMPACTOS DA PARTILHA DO ICMS NO E-COMMERCE SAMUEL GONSALES COPYRIGHT Copyright 2016 Samuel Gonsales Todos os direitos reservados Nenhuma parte dessa publicação pode ser reproduzida ou transmitida, em qualquer

Leia mais

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO Treinamento atualizado com base na legislação vigente em: 20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO JP CONTÁBIL S/S LTDA AGOSTO/2012 Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador,

Leia mais

ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL

ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL Em 16/04/2015 foi publicada a Emenda Constitucional (EC) nº 87/2015, com o objetivo de equiparar as operações de vendas interestaduais

Leia mais

Contadores Associados S/S CRC/RS 3.361

Contadores Associados S/S CRC/RS 3.361 Circular Informativa Especial Assunto: Substituição Tributária do ICMS na Comercialização de Chás e Sucos De acordo com o Decreto (RS) 46.429, de 23/06/09 e Protocolo ICMS 18/09, a partir de 01/07/09,

Leia mais

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS Sumário INTRODUÇÃO... 4 1. SEDIF-SN: QUESTÕES TÉCNICAS... 4 1.1. Como ler o nome identificador da declaração gerada pelo SEDIF_SN? Também como identificar se trata de uma

Leia mais

DIFAL e Partilha do ICMS EC 87/2015

DIFAL e Partilha do ICMS EC 87/2015 DIFAL e Partilha do ICMS EC 87/2015 1 Índice 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 16.1. 16.2. 17. 18. INTRODUÇÃO... 4 LEGISLAÇÃO NACIONAL... 5 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 87 DE 16/04/2015...

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA EMISSÃO DA GNRE (Guia Nacional de Recolhimento Estadual)

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA EMISSÃO DA GNRE (Guia Nacional de Recolhimento Estadual) MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA EMISSÃO DA GNRE (Guia Nacional de Recolhimento Estadual) REF. : Recolhimento da Diferença de Alíquota do ICMS. / EC:87/2015 Ver. 04/01/2016 Página 1 de 10 Introdução Em 2016 entra

Leia mais

Palestrante: Jorge Campos

Palestrante: Jorge Campos NF-e 2016 Entenda como o negócio será afetado com as novidades de 2016 Novas regras para NCM, Enquadramento do IPI, Emenda Constitucional 87/15 (DIFAL, CEST, Repasse Interestadual, GNRE) Controle de Remessa

Leia mais

ICMS DEVIDO NO DESTINO

ICMS DEVIDO NO DESTINO ICMS DEVIDO NO DESTINO ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA EFD PELOS CONTRIBUINTES DA BAHIA A EC 87/2015 alterou a sistemática de cobrança do ICMS nas operações e prestações que destinem bens e serviços

Leia mais

EC 87/2015 - ICMS CONSUMIDOR FINAL -

EC 87/2015 - ICMS CONSUMIDOR FINAL - - OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS PARA CONSUMIDOR FINAL NÃO CONTRIBUINTE DO ICMS atualizado em 28/04/2016 alterado o item 1.6 HISTÓRICO DE ATUALIZAÇÕES DATA ATUALIZAÇÃO ITENS ALTERADOS 26/04/2016

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica Emissão de Nota Fiscal Eletrônica DANFE - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. É um documento que serve para acobertar a circulação da mercadoria. Impresso em via única; Validade em meio digital

Leia mais

ICMS relativo ao Diferencial de Alíquotas. Implementação da Emenda Constitucional nº 87/2015 em Minas Gerais

ICMS relativo ao Diferencial de Alíquotas. Implementação da Emenda Constitucional nº 87/2015 em Minas Gerais ICMS relativo ao Diferencial de Alíquotas Implementação da Emenda Constitucional nº 87/2015 em Minas Gerais Emenda Constitucional 87/2015 CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 "Art. 155 (...) 2º (...) VII - nas operações

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

Dia 01 - Quarta-feira

Dia 01 - Quarta-feira AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS DE SAO PAULO JULHO DE 2015 Dia 01 - Quarta-feira Tributo/Obrigação: SCANC Descrição: Apresentação, pelo contribuinte Transportador Revendedor Retalhista (TRR), das informações

Leia mais

CONVÊNIO ICMS N º99/98 Publicado no DOU de 25.09.98. Ratificação Nacional DOU de 15.10.98, pelo Ato COTEPE-ICMS 75/98. Alterado pelos Convs.

CONVÊNIO ICMS N º99/98 Publicado no DOU de 25.09.98. Ratificação Nacional DOU de 15.10.98, pelo Ato COTEPE-ICMS 75/98. Alterado pelos Convs. CONVÊNIO ICMS N º99/98 Publicado no DOU de 25.09.98. Ratificação Nacional DOU de 15.10.98, pelo Ato COTEPE-ICMS 75/98. Alterado pelos Convs. ICMS nºs12/99, 119/11, 19/12, 97/12. Nova redação dada à ementa

Leia mais

Informe Contfisco IMPORTANTE FECHAMENTO DE BALANÇO ANO BASE 2015

Informe Contfisco IMPORTANTE FECHAMENTO DE BALANÇO ANO BASE 2015 Contfisco Empresa de Contabilidade Ltda Janeiro/2016 Informe Contfisco Se temos que esperar, que seja para colher a semente boa que lançamos hoje no solo da vida. Se for para semear, então que seja para

Leia mais

TEF / POS. Documento atualizado em 26/03/2015.

TEF / POS. Documento atualizado em 26/03/2015. TEF / POS A AFRAC Associação Brasileira de Automação para o Comércio, através de seu departamento jurídico, no interesse de atualizar seus associados, bem como demais interessados, confeccionou o presente

Leia mais

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS

SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS SEDIF SN PERGUNTAS E RESPOSTAS ÍNDICE INTRODUÇÃO... 4 1. SEDIF-SN: QUESTÕES TÉCNICAS... 4 1.1. Como ler o nome identificador da declaração gerada pelo SEDIF_SN? Também como identificar se trata de uma

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE GOIÁS

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE GOIÁS CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE GOIÁS OTAVIO MARTINS DE OLIVEIRA JUNIOR OUVIDOR CRCGO 28/01/2016 OTÁVIO MARTINS DE OLIVEIRA JÚNIOR OUVIDOR CRC GOIÁS 28/JANEIRO/2016 ANTES DA EMENDA CONSTITUCIONAL

Leia mais

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Meus Caros, A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Fizemos esse manual no formato - perguntas e respostas- com o objeto de ajudá-lo na emissão de

Leia mais

Orientação Tributária DOLT/SUTRI Nº 001/2009 Novas regras do Simples Nacional - Implicações no âmbito estadual Vigência: 1º/01/2009

Orientação Tributária DOLT/SUTRI Nº 001/2009 Novas regras do Simples Nacional - Implicações no âmbito estadual Vigência: 1º/01/2009 Orientação Tributária DOLT/SUTRI Nº 001/2009 Novas regras do Simples Nacional - Implicações no âmbito estadual Vigência: 1º/01/2009 A Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008, modificou a Lei

Leia mais

ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT

ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT ALÍQUOTAS DE 4% ICMS PARA MERCADORIAS IMPORTADAS INSTRUTORA VALÉRIA RITT 1.REGRAS GERAIS A Resolução do Senado Federal nº 13/2012, estabeleceu que, a partir de 1º.01.2013, a alíquota do ICMS nas operações

Leia mais

ALTERAÇÕES RECENTES NA LEGISLAÇÃO DO ICMS

ALTERAÇÕES RECENTES NA LEGISLAÇÃO DO ICMS ALTERAÇÕES RECENTES NA LEGISLAÇÃO DO ICMS PROGRAMA Utilização da carta de correção Ajuste SINIEF 01/07 e Decreto n. 51.801/07 Nota Fiscal Eletrônica NF-e (Estadual) Obrigatoriedade de uso em 2008 Ajuste

Leia mais

ICMS/SP Substituição Tributária

ICMS/SP Substituição Tributária Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL

IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL IMPACTOS DAS DISTORÇÕES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL Brasília, Novembro/ 2013 Unidade de Políticas Públicas NOTA TÉCNICA IMPACTOS DAS DISTORÇOES DO ICMS NOS ESTADOS E DISTRITO FEDERAL Este estudo

Leia mais

ICMS - Tabela - Aplicação da Alíquota nas Operações e Prestações Interestaduais

ICMS - Tabela - Aplicação da Alíquota nas Operações e Prestações Interestaduais ICMS - Tabela - Aplicação da Alíquota nas Operações e Prestações Interestaduais Resumo: Este procedimento apresenta as alíquotas interestaduais do ICMS, fixadas pela Resolução SF nº 22/1989, utilizadas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ 06/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

INSTRUÇÃO SOBRE A INCORPORAÇÃO DO FRETE FOB À BASE DE CÁLCULO DO ICMS ANTECIPADO, CONF. PREVISTO NO RICMS/RN

INSTRUÇÃO SOBRE A INCORPORAÇÃO DO FRETE FOB À BASE DE CÁLCULO DO ICMS ANTECIPADO, CONF. PREVISTO NO RICMS/RN 1 INSTRUÇÃO SOBRE A INCORPORAÇÃO DO FRETE FOB À BASE DE CÁLCULO DO ICMS ANTECIPADO, CONF. PREVISTO NO RICMS/RN O sistema de registro de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) da Secretaria de Tributação efetua

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual 24/07/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 4 3. Análise da Legislação... 9 4. Conclusão... 10 5.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de cálculo do diferencial de alíquota EC87/2015 - MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de cálculo do diferencial de alíquota EC87/2015 - MG Segmentos Base 20/01/2016 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Orientação Tributária DOLT/SUTRI nº 002/2016... 6 4. Conclusão...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Conhecimento de Transporte Eletrônico Estado Bahia

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Conhecimento de Transporte Eletrônico Estado Bahia 22/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Ajuste Sinief nº09/2007... 3 3.2. Resolução n 95/1966... 5 3.3. Lei nº

Leia mais

DECRETO Nº 4.886 DECRETA:

DECRETO Nº 4.886 DECRETA: DECRETO Nº 4.886 Introduz alterações no Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº 1.980, de 21 de dezembro de 2007. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87,

Leia mais

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO Obs: os exercícios devem ser feitos utilizando apenas a LEGISLAÇÃO AUXILIAR constante ao final desta apostila. Questão 1 - DEFINIÇÃO É

Leia mais

Workshop DIFAL Pontos Polêmicos: Simples Nacional, Substituição Tributária e Operações Especiais 02/02/2016. Com Eliezer Pinheiro e Paulo Almada

Workshop DIFAL Pontos Polêmicos: Simples Nacional, Substituição Tributária e Operações Especiais 02/02/2016. Com Eliezer Pinheiro e Paulo Almada Workshop DIFAL Pontos Polêmicos: Simples Nacional, Substituição Tributária e Operações Especiais 02/02/2016 Com Eliezer Pinheiro e Paulo Almada DIFAL Tempos difíceis Turbulências DIFAL O que isso?!!

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012

CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 CARGA TRIBUTÁRIA SOBRE AS Micro e pequenas empresas RANKING DOS ESTADOS 2012 Tributos incluídos no Simples Nacional Brasília 19 de setembro de 2013 ROTEIRO 1 2 3 4 O PROJETO RESULTADOS DIFERENÇA NAS ALÍQUOTAS

Leia mais

RECEITA ESTADUAL RS CÁLCULOS AMPARA RS (LEI 14.742/15) E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15

RECEITA ESTADUAL RS CÁLCULOS AMPARA RS (LEI 14.742/15) E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 RECEITA ESTADUAL RS CÁLCULOS AMPARA RS (LEI 14.742/15) E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/15 (A PARTIR DE 01/01/2016) SUMÁRIO 1. OPERAÇÕES SEM ST 1.1 OPERAÇÃO INTERNA (AMPARA) 1.2 OPERAÇÃO INTERESTADUAL (AMPARA

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar 24/09/2014 Substituição Tributária A substituição tributária do ICMS é um regime jurídico em que

Leia mais

OBJETIVO. Discutir as repercussões operacionais das recentes alterações na legislação Nacional e Estadual do ICMS

OBJETIVO. Discutir as repercussões operacionais das recentes alterações na legislação Nacional e Estadual do ICMS OBJETIVO Discutir as repercussões operacionais das recentes alterações na legislação Nacional e Estadual do ICMS PROGRAMA I. Emenda Constitucional 87/15 II. Convênio 93/15 III. Lei estadual 9.991/15 IV.

Leia mais

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE?

O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento, por meio de incentivos fiscais, de projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. BASE LEGAL: Lei 11.438/06 -

Leia mais

NOVA REGRA (alterações em vermelho) CONVÊNIO ICMS 38, DE 22 DE MAIO DE 2013 REVOGADO

NOVA REGRA (alterações em vermelho) CONVÊNIO ICMS 38, DE 22 DE MAIO DE 2013 REVOGADO REVOGADO AJUSTE SINIEF 19, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2012 Publicado no DOU de 09.11.12, pelo Despacho 223/12. Prorrogado, para 01.05.13, o início da obrigatoriedade de preenchimento e entrega da FCI, pelo Ajuste

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Ressarcimento ICMS-ST na devolução de mercadoria - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Ressarcimento ICMS-ST na devolução de mercadoria - SP 28/01/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações Complementares... 6 6. Referências... 6 7.

Leia mais

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015 Carga Tributária dos Combustíveis por Estado Referência: Junho/2015 Pontos importantes da Lei 12.741/2012 para a revenda de combustíveis Art. 1º Emitidos por ocasião da venda ao consumidor de mercadorias

Leia mais

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 DRT-05 Quando é aplicável a alíquota interestadual de 4%? Informamos que é plenamente aplicável desde 1º de Janeiro de 2.013 para as operações

Leia mais

NOVIDADES NA LEGISLAÇÃO DE ICMS PARA 2016

NOVIDADES NA LEGISLAÇÃO DE ICMS PARA 2016 NOVIDADES NA LEGISLAÇÃO DE ICMS PARA 2016 Operações Interestaduais destinadas para não contribuintes Alterações determinadas pela EC87/2015 Alterações relacionadas ao regime de substituição tributária

Leia mais

ICMS 94/97, 06.10.97, 30.09.98 96/97, 10.10.97, 31.12.97. O

ICMS 94/97, 06.10.97, 30.09.98 96/97, 10.10.97, 31.12.97. O CONVÊNIO ICMS 57/95 Publicado no DOU de 30.06.95. Retificação DOU de 14.07.95. Ratificação Nacional DOU de 19.07.95 pelo Ato COTEPE-ICMS 05/95. Alterado pelos Convs. ICMS 91/95, 115/95, 54/96, 75/96, 97/96,

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (julho/2015) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Auditório do CDL Natal 03/02/2016

Auditório do CDL Natal 03/02/2016 OBJETIVO Discutir as repercussões operacionais das recentes alterações na legislação Nacional e Estadual do ICMS PROGRAMA I. Emenda Constitucional 87/15 II. Convênio 93/15 III. Lei estadual 9.991/15 IV.

Leia mais

PALESTRANTE: MIRIAM FEUERHARMEL SILVA Secretaria Municipal de Finanças Prefeitura de Curitiba 2013

PALESTRANTE: MIRIAM FEUERHARMEL SILVA Secretaria Municipal de Finanças Prefeitura de Curitiba 2013 PALESTRANTE: MIRIAM FEUERHARMEL SILVA Secretaria Municipal de Finanças Prefeitura de Curitiba 2013 1. Auto de Infração e Notificação Fiscal 2. Descrição dos Fatos e enquadramento Legal 3. Demonstrativo

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Efetuadas diversas alterações no Cordilheira Escrita Fiscal com o objetivo de tratar a apuração do ICMS-ST, emissão de GNRE e geração da GIA-ST, bem

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.21 Substituição Tributária das Operações com Veículos Automotores Novos

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.21 Substituição Tributária das Operações com Veículos Automotores Novos Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.21 Substituição Tributária das Operações com Veículos Automotores Novos Convênio ICMS 132/1992 Alterações: Convênio ICMS 87//93, 44/94, 52/94, 88/94, 163/94,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e 03/10/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Master Shop Versão 8.2015.12.18 As mudanças contidas nesta atualização de versão do Master Shop visam, principalmente, aos Lojistas que realizam Vendas Interestaduais

Leia mais

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Guilherme Cerqueira Mateus e Souza 1 Daniel Costa Ferreira 2 Jeandro L. Ribeiro 3 1 Economista (UFBA), Consultor do PNUD/MDA/

Leia mais

Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011

Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011 Comunicado CAT n.º 16, de 27-07-2011 (DOE 28-07-2011) O Coordenador da Administração Tributária declara que as datas fixadas para cumprimento das OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS e ACESSÓRIAS, do mês de agosto de

Leia mais

Configuração de NFe. Acesse o módulo Administrativo.

Configuração de NFe. Acesse o módulo Administrativo. Configuração de NFe Para definir as configurações (Parâmetros) de cada empresa ou filial cadastrada no sistema para envios de NF-e, proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no

Leia mais

Mato Grosso > Novembro/2015

Mato Grosso > Novembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Mato Grosso

Leia mais

Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1

Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1 Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1 CALENDÁRIO MENSAL DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS DE FEVEREIRO 2012 ICMS / MT 01.02 (4ª feira) 03.02 (6ª feira) 06.02 (2ª feira) Transportador Revendedor Retalhista

Leia mais

E-Book Formação de Preço Débito e Crédito ICMS. Pricing - Treinamento, Consultoria e Auditoria

E-Book Formação de Preço Débito e Crédito ICMS. Pricing - Treinamento, Consultoria e Auditoria E-Book Formação de Preço Débito e Crédito ICMS Pricing - Treinamento, Consultoria e Auditoria Sobre o que é este Ebook! Se Você esta lendo este Ebook é porque tem interesse sobre Pricing. No Brasil mais

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP Crédito 17/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Crédito do ICMS próprio adquirido do Simples Nacional com destino

Leia mais

Manual de Emissão de Notas Fiscais: Venda fora do estabelecimento

Manual de Emissão de Notas Fiscais: Venda fora do estabelecimento Manual de Emissão de Notas Fiscais: Venda fora do estabelecimento Resumo: Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos as regras previstas na legislação do ICMS do Estado de São Paulo para emissão

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.71 Março/2016 Histórico de Alterações A. Alterações introduzidas na versão 1.10

Leia mais

SINDCONT-SP SINDCONT-SP

SINDCONT-SP SINDCONT-SP Sindicato dos Contabilistas de São Paulo (Ex-Instituto Paulista de Contabilidade - Fundado em 1919) ÓRGÃO DE PROFISSÃO LIBERAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS DISPOSIÇÕES GERAIS CONCEITOS Lei Complementar

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011

Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional. Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Guerra Fiscal e Desenvolvimento Regional Audiência Pública Senado Federal 18 de outubro de 2011 Quem ganha com a Guerra Fiscal? O país perde Porque grande parte dos incentivos é concedido a importações

Leia mais

NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015

NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015 NF-E E NFC-E ALTERAÇÕES PREVISTAS DEZEMBRO/2015 Versão (1.1) Histórico de Revisões DATA VERSÃO DESCRIÇÃO (PROJETO) AUTOR 12/11/2015 1.0 Desenvolvimento do documento. Estéfano Franco 13/11/2015 1.1 Alterações

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ 06/09/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Amazonas...

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011.

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 HIPÓTESES DE INCIDÊNCIA 2.1

Leia mais

CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO

CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO MUDANÇAS DO ICMS CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO Artigo 9º - Contribuinte do imposto é qualquer pessoa, natural ou jurídica,

Leia mais

Agenda 1. Emenda Constitucional 87/2015

Agenda 1. Emenda Constitucional 87/2015 Agenda 1. Emenda Constitucional 87/2015 1.1. Contexto de implantação 1.2. Disposições gerais 1.3. Regulamentação e pontos polêmicos 1.4. Problemas concretos para a sua implantação 2 2 1.1. Emenda Constitucional

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE NOTAS FISCAIS DE SAIDAS E DE OUTROS DOCUMENTOS.

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE NOTAS FISCAIS DE SAIDAS E DE OUTROS DOCUMENTOS. Mirassol D Oeste Mato Grosso, 23 de julho de 2014. Circular DF - nº 05/2014 De : C & L Contabilidade P/ : Todos os Clientes SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE NOTAS FISCAIS DE SAIDAS E DE OUTROS DOCUMENTOS. A Secretaria

Leia mais

O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR)

O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR) O que muda com a Lei Geral (para maiores informações acessar WWW.LEIGERAL.COM.BR) Pontos Lei Geral Como é hoje 1 Alcance da Lei A lei do Simples está voltada para os tributos federais. Os sistemas de tributação

Leia mais

REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS

REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS A Substituição Tributária (ST) é o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de serviços é atribuída

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por:

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

file://c:\internet\orientação_substituição_20_10_08.htm

file://c:\internet\orientação_substituição_20_10_08.htm Page 1 of 20 Esclarecimentos relevantes: 1. o presente informativo: INFORMATIVO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (atualizado em 20.10.08) a) foi elaborado com base no Regulamento do ICMS de Santa Catarina, em vigor

Leia mais

Boas Práticas de Desoneração do ICMS aos Optantes do Simples Nacional - Junho/2012 Listagem dos Estados e Legislação Correlata

Boas Práticas de Desoneração do ICMS aos Optantes do Simples Nacional - Junho/2012 Listagem dos Estados e Legislação Correlata Estado Legislação Dispões Sobre Definição Resumida AC AL Decreto 8/1998 (RICMS) Decreto 8/2008 Decreto 16.517/2012 e IN 9/2012 Boas Práticas de Desoneração do ICMS aos Optantes do Simples - Junho/2012

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador RENAN CALHEIROS

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador RENAN CALHEIROS PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 56, de 2011, do Senador Luiz Henrique, que altera

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.30 Novembro 2015 Histórico de Alterações A. Alterações introduzidas na versão

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4.8 Substituição Tributária nas Operações Interestaduais com Energia Elétrica não destinada à Comercialização ou à Industrialização Anexo 4.8 DA SUBSTITUIÇÃO

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.40 Dezembro 2015 Histórico de Alterações A. Alterações introduzidas na versão

Leia mais

Mato Grosso > Agosto/2015

Mato Grosso > Agosto/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Mato Grosso

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital

Escrituração Fiscal Digital Escrituração Fiscal Digital Secretarias de Fazenda Evolução 2003 2004 2005 2006 2007 Emenda Constitucional nº 42 19/12/03 Art. 37 da Constituição Federal... XXII - as administrações tributárias da União,

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO POR ENCOMENDA: EFICIÊNCIA EM PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO. Desenvolvido por:

INDUSTRIALIZAÇÃO POR ENCOMENDA: EFICIÊNCIA EM PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO. Desenvolvido por: INDUSTRIALIZAÇÃO POR ENCOMENDA: EFICIÊNCIA EM PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO. Desenvolvido por: 2014 PRIMEIRA PARTE: DEFINIÇÃO E VANTAGENS O que é a industrialização por encomenda? É uma forma de ganhar eficiência

Leia mais

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS atualizado em 06/01/2016 alterados os itens 1.1.2, 1.2, 1.3, 1.4, 2.1, 2.2 e 2.3.3 2 ÍNDICE INTRODUÇÃO...5 1. PROGRAMA DE COMPUTADOR ( SOFTWARE ) NÃO PERSONALIZADO...7 1.1. Saída Interna...7 1.1.1. Isenção...7

Leia mais

A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade.

A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade. A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade. Cristiane Mamede Gislene Medrado Hapoliana Batista Lindemberg Ruiz Centro Universitário Candido Rondon Unirondon

Leia mais

OS POSSÍVEIS EFEITOS DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 683/2015

OS POSSÍVEIS EFEITOS DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 683/2015 OS POSSÍVEIS EFEITOS DA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 683/2015 SÓCRATES ARANTES TEIXEIRA FILHO Consultor Legislativo da Área IV Finanças Públicas AGOSTO/2015 Sócrates Arantes Teixeira Filho 2 SUMÁRIO 1. Introdução...

Leia mais

Espírito Santo Governador Renato Casagrande

Espírito Santo Governador Renato Casagrande Espírito Santo Governador Renato Casagrande Parte I O Comércio Internacional no Espírito Santo Parte II Ranking Federativo Parte III Propostas Comércio Internacional no Espírito Santo Ranking Nacional

Leia mais