Acórdão 8a Turma. V O T O CONHECIMENTO Conheço do recurso, eis que atendidos os requisitos de admissibilidade.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Acórdão 8a Turma. V O T O CONHECIMENTO Conheço do recurso, eis que atendidos os requisitos de admissibilidade."

Transcrição

1 Acórdão 8a Turma PROCESSO: RTOrd PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Edith Maria Correa Tourinho Av. Presidente Antonio Carlos,251 7o.andar - Gab.33 Castelo Rio de Janeiro RJ - COOPERATIVAS DE TRABALHO - VÍNCULO EMPREGATÍCIO - Impõe-se o reconhecimento do vínculo empregatício entre os "cooperados" e as cooperativas fraudulentamente criadas com o único objetivo de terceirização de serviços de necessidade permanente. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Ordinário em que são partes: MONICA MARIA DA SILVA BARBOSA, como recorrente e FUNDAÇÃO PORTO REAL E COOPERATIVA DE PORTO REAL DE SERVIÇOS LTDA, como recorridas. Inconformada com a r. sentença de fls. 502/506, proferida pelo Exmo. Juiz Gilberto Garcia da Silva, que julgou improcedente o pedido, recorre ordinariamente a autora, consoante razões às fls. 507/513. Pretende, em síntese, a reforma da sentença para que seja reconhecido o vínculo empregatício com a 1ª ré (COOPERATIVA PORTO REAL) e a responsabilidade solidária da 2ª ré (FUNDAÇÃO PORTO REAL), bem como o deferimento das parcelas postuladas na inicial. Dispensado o recolhimento de custas às fls Contrarrazões da 2ª ré às fls. 516/521. Sem contrarrazões da 1ª ré, apesar de regularmente intimada às fls Manifestação do Ministério Público do Trabalho, às fls. 527, da lavra da I. Procuradora Inês Pedrosa de Andrade Figueira, opinando pelo regular prosseguimento do feito. É o relatório. V O T O CONHECIMENTO Conheço do recurso, eis que atendidos os requisitos de admissibilidade. MÉRITO VÍNCULO DE EMPREGO Pretende a recorrente a reforma da sentença, sob a alegação de que restou demonstrado nos autos os requisitos estabelecidos no art. 3º da CLT em relação à 1ª ré, bem como a fraude na prestação de serviços como cooperada, requerendo o reconhecimento de vínculo com a cooperativa e a responsabilidade solidária da 2ª ré pelos créditos trabalhistas. A autora na inicial afirma que foi admitida em , pela 1ª ré (COOPERATIVA DE PORTO REAL) para exercer a função de professora de educação física nas dependências e sob a subordinação da 2ª ré, sendo dispensada em , recebendo em média R$ 672,00. Afirma que sob a alegação de ser cooperativa a 1ª ré não anotou o contrato de trabalho na CTPS da autora, apesar de preencher os requisitos do art. 3º da CLT, postula o reconhecimento do vínculo pela 1ª ré, anotação da CTPS, parcelas resilitórias, multa do art. 477 da CLT, indenização pela não concessão de guias para o seguro desemprego, danos morais e responsabilidade solidária da 2ª ré

2 A 1ª ré (COOPERATIVA DE PORTO REAL) contesta o pedido (fls. 180/192), sustentando que a autora associou-se à ré mediante contrato de adesão, iniciando seu labor junto à cooperativa em , exercendo atribuição de acordo com suas aptidões, em face do contrato de prestação de serviços com a 2ª ré. A 2ª ré (FUNDAÇÃO PORTO REAL), impugna os fatos alegados na inicial (fls. 280/299) sustentando que nunca foi empregadora da autora e que é fundação sem fins lucrativos, tendo por objeto promover a atividade de ação social, bem como programas de desenvolvimento das áreas de prestação de serviços de saúde e de educação, dentre outras. Afirma que a autora prestou serviços pela empresa Acqua Fitness de Resende Academia Ltda ME, de outubro de 2003 a fevereiro de 2005 e que de março de 2005 a abril de 2006 prestou serviços através da Cooperativa de Porto Real. Afirma que sempre cumpriu com todas as cláusulas dos contratos de prestação de serviços não havendo falar em responsabilidade solidária. A sentença de origem indeferiu o pedido de vínculo com a 1ª ré e responsabilidade solidária da 2ª ré, sob o fundamento de que: Logo na inicial (fl. 02, item 1) a reclamante relata a seguinte realidade: foi contratada pela primeira ré, ou seja, a Cooperativa, em face de quem formula o pedido de reconhecimento de vínculo de emprego, para trabalhar nas dependências e sob a supervisão da segunda ré, ou seja, da Fundação Porto Real. Ora, desde o início restou claro que a subordinação jurídica, se de fato houve, ocorreu entre a reclamante e a segunda ré, Fundação Porto Real. Não se compreende, pois, como o pedido de vínculo possa ter sido endereçado à primeira ré, Cooperativa de Serviços. (...) Quer dizer que todos os elementos dos autos conduzem a única conclusão: a reclamante foi contratada pela segunda ré, para quem laborou diretamente durante todo o período, nas suas dependências, atendendo à sua finalidade essencial e sob a sua subordinação jurídica. Os salários, inclusive, eram pagos durante certo tempo diretamente pela segunda ré, sendo certo que após certo tempo a primeira reclamada passou apenas a disponibilizar os vencimentos da autora em sua sede. Não há dúvidas, portanto, se vínculo houve, este deu-se entre a reclamante e a segunda reclamada, Fundação Porto Real. Jamais pode ter ocorrido entre a demandante e a primeira acionada, haja vista os fatos acima relatados. (fls. 504/505) A autora, em depoimento pessoal, declarou que: Inicialmente trabalhava direto para a Fundação, depois foi informada que teria que passar para a cooperativa; que nunca teve carteira assinada pela 1ª ou 2ª rda, não sabendo quanto tempo ficou na Fundação antes de mudar para a cooperativa; que sempre trabalhou dando aulas de natação, futsal e lambaeróbica diretamente para a fundação, mesmo na época em que estava pela cooperativa; que seus chefes eram todos da fundação, ora 2ª rda. (fls. 441) O preposto da 1ª ré, declarou que: a cooperativa a qual preside oferece serviços na localidade nos mais diversos ramos de atividade, como por exemplo:

3 serventes, faxineiros, profissionais de educação física, que atualmente possui convênios com a fundação 2ª ré, colégio Estadual República Italiana, Remon Agropecuária, não se recordando de qualquer outro contrato. (fls. 416) Às fls. 441, o preposto da 1ª ré afirmou que: (...); que a cooperativa recebe 28% do valor da hora trabalhada e é acertada com o contratante; que a autora dava aulas de natação na Fundação Porto Real através da cooperativa; que a fundação 2ª rda promove dança e esportes, sendo essa sua principal atividade; que tem como saber o horário de trabalho da autora, mas não se recorda qual era o mesmo; que os contracheques trazidos com a inicial estão corretos. O preposto da 2ª ré declarou que A fundação Porto Real é entidade Privada que visa atender a comunidade local, ministrando cursos e promovendo outras atividades; que a autora prestava serviços como professora de natação. (fls. 416) Os contratos de prestação de serviços apontam que a 1ª ré iniciou a prestação de serviços para a 2ª ré a partir de fevereiro de 2005 (fls. 244/251), o que corrobora a alegação da 1ª ré de que, apesar da inicial indicar o início do vínculo em , a autora apenas firmou contrato com a 1ª ré em (conforme comprova o termo de adesão de fls. 195). O contrato de prestação de serviços firmado entre as rés tem por objeto: prestação de serviços de educação, mediante o fornecimento pela 1ª ré de trabalhador cooperativado. (fls. 244) Segundo as afirmações do preposto da 2ª ré e o conteúdo dos atos constitutivos de fls.301/320, a finalidade da Fundação era promover atividades de Ação Social, bem como programas de desenvolvimento nas áreas de prestação de serviços de saúde, educação, na pesquisa e nas assistência, nas áreas mencionadas e correlatas. (fls. 308) Apesar de evidenciada a intermediação ilícita do contrato de trabalho e a subordinação da autora à 2ª ré, também restou comprovado que a 1ª ré não era uma cooperativa de trabalho legítima, nos termos da Lei nº 5764/71. A função exercida pela autora não se adequa com os objetivos de uma cooperativa autêntica, até porque se trata de cooperativa multiprofissional, evidenciando a existência da exploração da mão-de-obra da trabalhadora e a subordinação jurídica. Uma vez evidenciado que a cooperativa foi constituída com finalidade principal de prestar serviços a terceiros, afastando-se do seu princípio essencial - prestação de serviços aos próprios associados (princípio da dupla qualidade) - não há como considerála verdadeira sociedade cooperativa. Neste contexto, portanto, deve ser assegurado à empregada a efetiva satisfação de seus direitos, com o reconhecimento do vínculo de emprego com a cooperativa na forma postulada, já que era quem pagava seus salários. Da mesma forma deve ser reconhecida a responsabilidade solidária da 2ª ré, em razão da fraude na contratação da autora (art. 9º da CLT) - em sua atividade fim - por meio de empresa interposta, com o único fim de burlar a aplicação da legislação trabalhista. Assim, defere-se parcialmente o pedido inicial para reconhecer o vínculo de emprego, com a 1ª ré devendo o contrato ser anotado na CTPS da autora, com data de admissão apenas em (limitado pela prova dos autos) e dispensa em (OJ nº 82 da SDI-I, do C. TST), função de professora de educação física, com salário de R$ 672,00, devendo ser anotada a CTPS pela 1ª ré, ou pela Secretaria da Vara na sua falta após o trânsito em julgado da decisão (CLT, art. 39, 1º)

4 A 2ª ré deve responder solidariamente pelas parcelas contratuais de todo o contrato, em razão da fraude perpetrada. Dou provimento parcial. VERBAS RESILITÓRIAS Uma vez reconhecido o vínculo, procedem as verbas rescisórias, já que o ônus da prova do despedimento era da 1ª ré (Súmula nº 212, do C. TST). Entretanto, em razão do reconhecimento de vínculo somente a partir de (limitada a prova dos autos) é devido à autora: aviso prévio indenizado, 13º salário proporcional de 2005 (10/12); 13º salário proporcional de 2006 (5/12), férias simples (2005/2006) acrescida de 1/3, férias proporcionais (2006) (02/12) acrescidas de 1/3; valor equivalente ao FGTS de todo o período contratual, acrescido da indenização de 40%, multa prevista no artigo 477 da CLT, conforme for apurado em liquidação de sentença. Dou provimento parcial. SEGURO DESEMPREGO As guias de seguro desemprego devem ser traditadas por ocasião da dispensa sem justa causa. Assim não procedendo, responde o empregador pela indenização substitutiva. A matéria já está pacificada pela Súmula nº 389 do C. TST, in verbis: SEGURO DESEMPREGO. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO. DIREITO À INDENIZAÇÃO POR NÃO LIBERAÇÃO DE GUIAS. II - O não fornecimento pelo empregador da guia necessária para o recebimento do segurodesemprego dá origem ao direito à indenização. Dou provimento. DANO MORAL A autora alega na inicial que por ocasião da dispensa foi humilhada pela coordenadora da Fundação (Sra. Emília) que aos berros a chamou de mentirosa e denegriu a sua imagem na frente das mães de suas alunas. Era ônus da autora provar os fatos alegados, entretanto desse ônus não se desincumbiu, a teor do art. 818 da CLT. Nego provimento. Do exposto, dou provimento parcial ao recurso da autora para reformando a r. sentença de origem, julgar PROCEDENTE EM PARTE o pedido, condenando a 1ª ré a proceder a anotação da CTPS, com data de admissão e dispensa em , função de professora de educação física, com salário de R$ 672,00 e pagar aviso prévio indenizado, 13º salário proporcional de 2005 (10/12); 13º salário proporcional de 2006 (5/12), férias simples (2005/2006) acrescida de 1/3, férias proporcionais (2006/2007) (02/12) acrescidas de 1/3; valor equivalente ao FGTS de todo o período contratual, acrescido da indenização de 40%, multa prevista no artigo 477 da CLT, bem como indenização substitutiva de seguro desemprego, devendo a 2ª ré responder solidariamente pelas parcelas deferidas, nos termos da fundamentação supra. Acréscimo de juros e correção monetária conforme a Súmula nº 381 do C.TST, autorizando-se a dedução da cota previdenciária e imposto de renda, calculado na forma do art. 44 da lei nº /2010, nos termos da fundamentação supra. Inverte-se o ônus da sucumbência, arbitrando-se o valor da condenação em R$ ,00 e custas de R$ 200,00, pelas rés

5 A natureza jurídica da parcela da condenação, para fins de incidência de contribuição previdenciária, será apurada em execução, de acordo com o disposto no art. 28, 9º, da Lei nº 8.212/91 (art. 832, 3º, da CLT). A C O R D A M OS DESEMBARGADORES DA 8ª TURMA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA PRIMEIRA REGIÃO, por unanimidade, dar provimento parcial ao recurso da autora para, reformando a r. sentença de origem, julgar PROCEDENTE EM PARTE o pedido, condenando a 1ª ré a proceder à anotação da CTPS, com data de admissão e dispensa em , função de professora de educação física, com salário de R$ 672,00 e pagar aviso prévio indenizado, 13º salário proporcional de 2005 (10/12); 13º salário proporcional de 2006 (5/12), férias simples (2005/2006) acrescida de 1/3, férias proporcionais (2006/2007) (02/12) acrescidas de 1/3; valor equivalente ao FGTS de todo o período contratual, acrescido da indenização de 40%, multa prevista no artigo 477 da CLT, bem como indenização substitutiva de seguro desemprego, devendo a 2ª ré responder solidariamente pelas parcelas deferidas, nos termos da fundamentação. Acréscimo de juros e correção monetária conforme a Súmula nº 381 do C.TST, autorizando-se a dedução da cota previdenciária e imposto de renda, calculado na forma do art. 44 da lei nº /2010. Inverte-se o ônus da sucumbência, arbitrando-se o valor da condenação em R$ ,00 e custas de R$ 200,00, pelas rés. A natureza jurídica da parcela da condenação, para fins de incidência de contribuição previdenciária, será apurada em execução, de acordo com o disposto no art. 28, 9º, da Lei nº 8.212/91 (art. 832, 3º, da CLT). Rio de Janeiro, 6 de Dezembro de Desembargadora Federal do Trabalho Edith Maria Corrêa Tourinho Relatora

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO Acórdão 4ª Turma REDUÇÃO DE AULAS FALTA DE COMPROVAÇÃO DE DIMINUIÇÃO DE ALUNOS A alegação de redução de alunos que justifique a diminuição de aulas, in casu, não foi comprovada. Como pode ser observado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10ª Turma INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ATRASO NA ENTREGA DAS GUIAS DO FGTS E SEGURO- DESEMPREGO. A demora injustificada na entrega das guias do FGTS e do Seguro- Desemprego, feita ultrapassado o decêndio

Leia mais

PROCESSO: 0000461-54.2010.5.01.0038 RTORD

PROCESSO: 0000461-54.2010.5.01.0038 RTORD ACÓRDÃO 7ª TURMA TERCEIRIZAÇÃO. ENQUADRAMENTO. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Não demonstrada a ilicitude na terceirização dos serviços, as vantagens salariais previstas em norma coletiva inerente à categoria

Leia mais

ACÓRDÃO 0001289-24.2013.5.04.0018 RO Fl. 1. DESEMBARGADOR GILBERTO SOUZA DOS SANTOS Órgão Julgador: 3ª Turma

ACÓRDÃO 0001289-24.2013.5.04.0018 RO Fl. 1. DESEMBARGADOR GILBERTO SOUZA DOS SANTOS Órgão Julgador: 3ª Turma 0001289-24.2013.5.04.0018 RO Fl. 1 DESEMBARGADOR GILBERTO SOUZA DOS SANTOS Órgão Julgador: 3ª Turma Recorrente: Recorrente: Recorrido: Origem: Prolator da Sentença: SÔNIA MARIA BROCHADO DUARTE - Adv. Délcio

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da 05ª VARA DO TRABALHO DE MARINGÁ, sendo recorrente

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da 05ª VARA DO TRABALHO DE MARINGÁ, sendo recorrente EMENTA CARTÕES DE PONTO. AUSÊNCIA DE ASSINATURA DO EMPREGADO. VALIDADE. Ante a inexistência de exigência legal, a falta de assinatura do empregado, por si só, não acarreta a invalidade dos cartões de ponto,

Leia mais

Embora regularmente notificada, fl.67, a reclamada não apresentou contrarrazões, conforme certificado à fl. 68.

Embora regularmente notificada, fl.67, a reclamada não apresentou contrarrazões, conforme certificado à fl. 68. A C Ó R D Ã O 10ª TURMA PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Marcelo Antero de Carvalho Av. Presidente Antonio Carlos, 251 6º

Leia mais

A reclamante recorrente alega, em síntese, que deve ser reformada a decisão quanto ao intervalo do digitador.

A reclamante recorrente alega, em síntese, que deve ser reformada a decisão quanto ao intervalo do digitador. Acórdão 8a Turma INTERVALO DE DIGITADOR. Cabe ao trabalhador demonstrar que realizava atividades exclusivas de digitação ou permanente de mecanografia (datilografia, escrituração ou cálculo), conforme

Leia mais

A T A D E A U D I Ê N C I A

A T A D E A U D I Ê N C I A A T A D E A U D I Ê N C I A Aos 27 de julho de 2011, às 16:13 horas, na sala de audiências desta Vara, na presença da Juíza do Trabalho Substituta, ALESSANDRA JAPPONE ROCHA MAGALHÃES, foram apregoados

Leia mais

OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL

OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL Acórdão 9ª Turma OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL Reconheço o pedido do autor como operador de telemarketing, afastando o argumento da CONTAX de que o autor era

Leia mais

PROCESSO TRT 15ª REGIÃO N.º 0139500-95.2009.5.15

PROCESSO TRT 15ª REGIÃO N.º 0139500-95.2009.5.15 Processo TRT 15 SDC nº. 0139500-95.2009.5.15.0043 1 PROCESSO TRT 15ª REGIÃO N.º 0139500-95.2009.5.15.0043 RECURSO ORDINÁRIO 1º RECORRENTE: SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

2ª VARA DO TRABALHO DE BRASÍLIA - DF TERMO DE AUDIÊNCIA. Processo nº 0000307-61.2011.5.10.0002

2ª VARA DO TRABALHO DE BRASÍLIA - DF TERMO DE AUDIÊNCIA. Processo nº 0000307-61.2011.5.10.0002 2ª VARA DO TRABALHO DE BRASÍLIA - DF TERMO DE AUDIÊNCIA Processo nº 0000307-61.2011.5.10.0002 Aos seis dias do mês de maio do ano de 2.011, às 17h10min, na sala de audiências desta Vara, por ordem da MMª.

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de EMENTA RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da CURITIBA - PR, sendo Recorrentes ADVOGADO ASSOCIADO - VÍNCULO DE EMPREGO - NÃO CONFIGURADO - Comprovado que a parte autora firmou "contrato de associação com advogado"

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 5a Turma Comprovado pelo laudo pericial que o Reclamante laborava em condições perigosas, devido o adicional de periculosidade. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de RECURSO ORDINÁRIO

Leia mais

Doc.: 3163 Pag.: 1. 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG. Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1

Doc.: 3163 Pag.: 1. 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG. Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1 Pag.: 1 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1 Aos três dias do mês de agosto de 2011, às 17h31min, na 17ªVara do Trabalho de Belo Horizonte-MG, a Meritíssima

Leia mais

Preparo comprovado às fls. 49/52.

Preparo comprovado às fls. 49/52. Acórdão 8a Turma RECURSO ORDINÁRIO. DANO MORAL. ACIDENTE DO TRABALHO. AMPUTAÇÃO DE PARTE DO DEDO POLEGAR DA MÃO DIREITA. A lesão psicofísica, com sequela que causa incapacidade para o trabalho - ainda

Leia mais

ACÓRDÃO NU.: 0040400-74.2014.5.13.0003 RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE: C&A MODAS LTDA RECORRENTE: BANCO BRADESCARD S.A. RENAN CARVALHO CASTRO DA COSTA

ACÓRDÃO NU.: 0040400-74.2014.5.13.0003 RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE: C&A MODAS LTDA RECORRENTE: BANCO BRADESCARD S.A. RENAN CARVALHO CASTRO DA COSTA ACÓRDÃO RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE: C&A MODAS LTDA RECORRENTE: BANCO BRADESCARD S.A. RECORRIDO: RENAN CARVALHO CASTRO DA COSTA E M E N T A TERCEIRIZAÇÃO. ALEGAÇÃO DE IRREGULARIDADES. PARCERIA COMERCIAL

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª T U R M A PODER JUDICIÁRIO FEDERAL MEMBRO DE CONSELHO CONSULTIVO. ESTABILIDADE. DESCABIMENTO. Não faz jus à estabilidade sindical o empregado eleito pelo órgão consultivo da entidade,

Leia mais

Na data designada, foi aberta audiência inaugural, a reclamada apresentou sua defesa, anexando procuração e documentos. Alçada fixada.

Na data designada, foi aberta audiência inaugural, a reclamada apresentou sua defesa, anexando procuração e documentos. Alçada fixada. TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO. 10ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL. PROCESSO Nº. 0001545-42.2011.5.19.0010. No dia 27 de junho de 2012, no horário designado, na 10ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL.,

Leia mais

Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados às fls. 03/04 dos autos.

Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados às fls. 03/04 dos autos. PROCESSO Nº 0000779-86.2011.5.19.0010 (RECLAMAÇÃO TRABALHISTA) SENTENÇA VISTOS, ETC. I - RELATÓRIO: Trata-se de Reclamação Trabalhista onde postula o Autor o pagamento dos consectários legais alinhados

Leia mais

EMENTA CIVIL - DANOS MORAIS - NEGATIVA NA CONCESSÃO DE PASSE LIVRE EM VIAGEM INTERESTADUAL - TRANSPORTE IRREGULAR - INDENIZAÇÃO DEVIDA.

EMENTA CIVIL - DANOS MORAIS - NEGATIVA NA CONCESSÃO DE PASSE LIVRE EM VIAGEM INTERESTADUAL - TRANSPORTE IRREGULAR - INDENIZAÇÃO DEVIDA. Órgão: 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais Classe: ACJ Apelação Cível no Juizado Especial N. Processo: 2007.09.1.022383-7 Apelante:VIAÇÃO TRANSPIAUÍ SÃO RAIMUNDENSE LTDA Apelado:

Leia mais

Contestação do trabalhador às folhas 85/89. Reconvenção do trabalhador às folhas 90/98.

Contestação do trabalhador às folhas 85/89. Reconvenção do trabalhador às folhas 90/98. A C Ó R D Ã O 6ª TURMA JUSTA CAUSA. MAU PROCEDIMENTO. CONFIGURAÇÃO. Ficando comprovado o uso indevido de correio eletrônico corporativo com envio de mensagem de conteúdo pornográfico, contrariando norma

Leia mais

0000085-19.2011.5.04.0016 Reclamatória-Ordinário

0000085-19.2011.5.04.0016 Reclamatória-Ordinário Reclamante: ARIANE RODRIGUES DE LIMA Reclamada: INTERSAÚDE COOPERATIVA DOS TRABALHADORES PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS EM HOSPITAIS, CLÍNICAS, ATENDIMENTOS DOMICILIARES E SERVIÇOS DE URGÊNCIAS MÉDICAS VISTOS,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO. Gabinete do Desembargador Federal do Trabalho Davi Furtado Meirelles

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO. Gabinete do Desembargador Federal do Trabalho Davi Furtado Meirelles RECURSO ORDINÁRIO ORIGEM: 38ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO RECORRENTE: SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE SÃO PAULO E REGIÃO RECORRIDA: PIZZARIA FAMIGLIA LUCCO LTDA. Fornecimento

Leia mais

O MM. Juiz passou a decidir o litígio nos termos seguintes:

O MM. Juiz passou a decidir o litígio nos termos seguintes: ATA DE AUDIÊNCIA PROCESSO: 801-15.2014.5.10.0003 RECLAMANTE: MIRACI BARBOSA DOS SANTOS RECLAMADO: ELIAS HANNA MOKDISSI Aos 24 dias do mês de fevereiro do ano de 2015, às 17h10, a 3ª Vara do Trabalho de

Leia mais

ACÓRDÃO 0000657-67.2010.5.04.0611 RO Fl.1

ACÓRDÃO 0000657-67.2010.5.04.0611 RO Fl.1 0000657-67.2010.5.04.0611 RO Fl.1 EMENTA: USO OBRIGATÓRIO DE TELEFONE CELULAR. HORAS DE SOBREAVISO. CONFIGURAÇÃO. O uso obrigatório de BIP e/ou de telefone celular, na atualidade, principalmente em face

Leia mais

Trata-se de agravo de instrumento interposto contra despacho que negou seguimento a recurso de revista.

Trata-se de agravo de instrumento interposto contra despacho que negou seguimento a recurso de revista. A C Ó R D Ã O 8ª Turma DCBM/phb AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. PAGAMENTO ESPONTÂNEO. TRABALHO EM ALTURA. Em razão de provável caracterização de ofensa ao art.

Leia mais

Réplica à fl. 45, em Audiência.

Réplica à fl. 45, em Audiência. ATA DE AUDIÊNCIA PROCESSO: 0001569-23.2010.5.10.0021 RECLAMANTE: KELMA JAQUELINE SOARES RECLAMADA: COMPANHIA IMOBILIÁRIA DE BRASÍLIA - TERRACAP Em 02 de fevereiro de 2011, na sala das sessões da MM. 21ª

Leia mais

pertencente ao mesmo Grupo Econômico das demais empresas, ante a flagrante existência do requisito

pertencente ao mesmo Grupo Econômico das demais empresas, ante a flagrante existência do requisito A C Ó R D Ã O 1ª TURMA PODER JUDICIÁRIO FEDERAL HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. REQUISITOS. JUSTIÇA DO TRABALHO (DJ 11.08.2003). Na Justiça do Trabalho, o deferimento de honorários advocatícios sujeita-se à constatação

Leia mais

2ª VARA DO TRABALHO DE JACAREÍ-SP PROC. 0000751-65.2013.5.15.0138

2ª VARA DO TRABALHO DE JACAREÍ-SP PROC. 0000751-65.2013.5.15.0138 2ª VARA DO TRABALHO DE JACAREÍ-SP PROC. 0000751-65.2013.5.15.0138 Os autos vieram conclusos, nesta data. Submetido o processo a julgamento, foi proferida a seguinte S E N T E N Ç A I - RELATÓRIO PAULO

Leia mais

Dispensada a remessa dos autos ao Ministério Público do Trabalho por força do Regimento Interno TST. É o relatório. 1 CONHECIMENTO

Dispensada a remessa dos autos ao Ministério Público do Trabalho por força do Regimento Interno TST. É o relatório. 1 CONHECIMENTO A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMMEA/bbs/lf AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA - PROCESSO ELETRÔNICO DANOS MORAIS. DISPENSA DISCRIMINATÓRIA. INVERSÃO DO ÔNUS DA PROVA. ART. 896, A E C, DA CLT. Nega-se

Leia mais

PROCESSO: 0001201-08.2011.5.01.0028 - RTOrd

PROCESSO: 0001201-08.2011.5.01.0028 - RTOrd ACÓRDÃO 9ª Turma PROCESSO: 0001201-08.2011.5.01.0028 - RTOrd MUDANÇA DE REGIME. CLT PARA ESTATUTÁRIO. VERBAS RESILITÓRIAS. A mudança do regime jurídico que não importa em desligamento definitivo, não implica

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de AGRAVO DE PETIÇÃO, provenientes da MM. 06ª VARA DO TRABALHO DE CURITIBA - PR, sendo Agravante ADEMAR WALTER REISDORFER COMPANHIA DE AUTOMÓVEIS SLAVIERO.

Leia mais

FUNDAMENTOS. 07/10/2010 15:23:26 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 1 / 5

FUNDAMENTOS. 07/10/2010 15:23:26 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 1 / 5 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE SÃO MIGUEL DOS CAMPOS (AL) SENTENÇA DE CONHECIMENTO - PROCESSO N. 0001520-04.2010.5.19.0062. RELATÓRIO. MANOEL BENEDITO FERREIRA DA SILVA,

Leia mais

RETIFIQUEM-SE A AUTUAÇÃO E DEMAIS REGISTROS PARA FAZER CONSTAR COMO RECLAMANTE EDINALDO DA SILVA SANTOS.

RETIFIQUEM-SE A AUTUAÇÃO E DEMAIS REGISTROS PARA FAZER CONSTAR COMO RECLAMANTE EDINALDO DA SILVA SANTOS. TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 5ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00270-2009-005-19-00-5 Aos 25 dias do mês de março do ano dois mil e nove, às 16:05 horas, estando aberta a audiência

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB PADRÃO DE RESPOSTAS PEÇA PROFISSIONAL Síntese da entrevista feita com Bruno Silva, brasileiro, solteiro, CTPS 0010, Identidade 0011, CPF 0012 e PIS 0013, filho de Valmor Silva e Helena Silva, nascido em

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE : ROMEU DE ASSIS MAMÉDIO RECORRIDA : GOL SEGURANÇA E VIGILÂNCIA LTDA. EMENTA: ADICIONAL NOTURNO. NEGOCIAÇÃO COLETIVA. Deve ser respeitada a negociação coletiva que definiu o adicional noturno

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA SÉTIMA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento nº 0052654-08.2013.8.19.0000 Agravante: Município de Armação de Búzios Agravado: Lidiany da Silva Mello

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO 1.ª Vara do Trabalho de Joinville/SC.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO 1.ª Vara do Trabalho de Joinville/SC. Reclamante: Thiago Ivo Pereira Reclamado: 1) Probank S.A (Em recuperação judicial). 2) Caixa Econômica Federal Aos 19 dias do mês setembro de 2011, na sala de audiências da 1.ª Vara do Trabalho de Joinville,

Leia mais

DA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS.

DA INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. Fl. 1 Reclamante: Evandra Schau Marques Reclamado: Lojas Renner S.A. VISTOS, ETC. Evandra Schau Marques ajuíza ação trabalhista contra Lojas Renner S.A. em 11/11/2011. Após exposição fática e fundamentação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL RECURSO ORDINÁRIO. CERCEAMENTO DE DEFESA. NULIDADE. Quando o juiz determina a produção de determinada prova, imperativo é que as partes, em seu dever de contribuir

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 1ª Turma PENSÃO VITALÍCIA. DANOS MORAIS E ESTÉTICOS. ACIDENTE DE TRABALHO NÃO CONFIGURADO. AUSÊNCIA DE NEXO CAUSAL. A ausência de nexo causal acarreta a improcedência do pedido. Recurso do

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 8ª T U R M A RECURSO ORDINÁRIO. REGISTROS DE HORÁRIO. PROVA DA JORNADA DE TRABALHO. INVALIDADE. Registros de horário que não refletem a jornada efetivamente cumprida são imprestáveis à pré-constituição

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR Tomi Lee Gando, brasileiro, casado, técnico eletricista, portador de CTPS n. 01010, série 010, inscrito no PIS sob o n. 010.010.010-10

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma Empresa pública. Empregado celetista. Desnecessidade de motivação do ato de dispensa. Nesse particular, há Orientação Jurisprudencial firmada pelo C. TST (OJ nº 247 da SBDI-I) nos seguintes

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 35 Registro: 2016.0000031880 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0003042-68.2011.8.26.0003, da Comarca de, em que é apelante/apelado JOSUÉ ALEXANDRE ALMEIDA (JUSTIÇA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.241.305 - RS (2011/0045666-6) RELATORA RECORRENTE RECORRIDO : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : MARILENE MARCHETTI : GENÉZIO RAMPON : SEGURADORA LÍDER DOS CONSÓRCIOS DO SEGURO DPVAT S/A :

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-315-13.2013.5.09.0029. A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/cbb/tbc

PROCESSO Nº TST-RR-315-13.2013.5.09.0029. A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/cbb/tbc A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/cbb/tbc RECURSO DE REVISTA. INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. ASSÉDIO MORAL E VIOLAÇÃO DE CORRESPONDÊNCIA ELETRÔNICA (E-MAIL). Trata-se de pedido de indenização por danos morais,

Leia mais

FLAVIO ROBERTO VICENTIN ROSSINI e COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV MESMOS.

FLAVIO ROBERTO VICENTIN ROSSINI e COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV MESMOS. EMENTA GRATIFICAÇÃO CONDICIONAL ASSIDUIDADE (GCA). NATUREZA SALARIAL. INCLUSÃO NA BA DE CÁLCULO DAS HORAS EXTRAS. A parcela denominada Gratificação Condicional Assiduidade (GCA), paga durante toda a contratualidade,

Leia mais

ACÓRDÃO 0000661-05.2013.5.04.0028 RO Fl. 1. JUIZ CONVOCADO JOE ERNANDO DESZUTA (REDATOR) Órgão Julgador: 4ª Turma

ACÓRDÃO 0000661-05.2013.5.04.0028 RO Fl. 1. JUIZ CONVOCADO JOE ERNANDO DESZUTA (REDATOR) Órgão Julgador: 4ª Turma 0000661-05.2013.5.04.0028 RO Fl. 1 JUIZ CONVOCADO JOE ERNANDO DESZUTA (REDATOR) Órgão Julgador: 4ª Turma Recorrente: ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BENEFICÊNCIA - Adv. Guilherme Camillo Krugen Recorrido: LIANO

Leia mais

2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online. EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC)

2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online. EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC) 2ª FASE OAB CIVIL Direito Processual Civil Prof. Renato Montans Aula online EMBARGOS INFRINGENTES (Art. 530 534 do CPC) Cabe de acórdão não unânime por 2x1 3 modalidades: a) Julgamento da apelação b) Julgamento

Leia mais

ACÓRDÃO 0000035-95.2015.5.04.0551 RO Fl. 1. DESEMBARGADORA MARIA MADALENA TELESCA Órgão Julgador: 3ª Turma

ACÓRDÃO 0000035-95.2015.5.04.0551 RO Fl. 1. DESEMBARGADORA MARIA MADALENA TELESCA Órgão Julgador: 3ª Turma 0000035-95.2015.5.04.0551 RO Fl. 1 DESEMBARGADORA MARIA MADALENA TELESCA Órgão Julgador: 3ª Turma Recorrente: Recorrente: Recorrido: Origem: Prolator da Sentença: NASCIMENTO CEZAR FREITAS - Adv. Vanessa

Leia mais

SENTENÇA 0000883-25.2012.5.04.0701 Ação Trabalhista - Rito Ordinário VISTOS, ETC.

SENTENÇA 0000883-25.2012.5.04.0701 Ação Trabalhista - Rito Ordinário VISTOS, ETC. Fl. 1 VISTOS, ETC. JUSSIANO LARA EVANGELISTA DE PAULO ajuíza ação trabalhista em face de WMS SUPERMERCADOS DO BRASIL LTDA., em 07.08.2012, consoante a petição inicial das fls. 02/6, alegando ter sido admitido

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO Oitava Turma Publicacao: 09/12/2015 Ass. Digital em 03/12/2015 por JOSE MARLON DE FREITAS PODER JUDICIÁRIO Relator: JMF Revisor: MRV RECORRENTE - RECORRIDA - MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO OLEGÁRIO PIZZARIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Gloria R F Mello Av. Presidente Antonio Carlos,251 7o andar - Gab.34 Castelo Rio de Janeiro 20020-010 RJ

Leia mais

PRÁTICA TRABALHISTA Prof. Leone Pereira e Profa. Renata Orsi

PRÁTICA TRABALHISTA Prof. Leone Pereira e Profa. Renata Orsi Prof. Leone Pereira e Profa. Renata Orsi RECLAMAÇÃO TRABALHISTA Gustavo Mendes foi contratado, em 12/07/2006, pelo Hospital Saúde Perfeita LTDA. para exercer a função de auxiliar de enfermagem, com salário

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.409.688 - SP (2013/0336707-5) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN RECORRENTE : FAZENDA NACIONAL ADVOGADO : PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL RECORRIDO : EDS ELECTRONIC DATA SYSTEMS

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 5 Registro: 2016.0000053604 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0000973-35.2012.8.26.0292, da Comarca de Jacareí, em que é apelante RUSTON ALIMENTOS LTDA, é apelado JOSAPAR

Leia mais

ACÓRDÃO 0033500-56.2007.5.04.0008 RO Fl.1

ACÓRDÃO 0033500-56.2007.5.04.0008 RO Fl.1 0033500-56.2007.5.04.0008 RO Fl.1 EMENTA: RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMADO. REPRESENTAÇÃO SINDICAL DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES ASSISTENCIAIS. Tendo em vista os princípios da unicidade e anterioridade sindical,

Leia mais

Apelação Cível e Remessa Ex-Officio nº 1-92169-6

Apelação Cível e Remessa Ex-Officio nº 1-92169-6 Órgão : 2ª TURMA CÍVEL Classe : APELAÇÃO CÍVEL E REMESSA EX-OFFICIO N. Processo : 2000 01 1 092169 6 Apelante : DISTRITO FEDERAL Apelados : FRANCISCO MASCARENHAS MENDES, SANDRA MARIA REIS MENDES Relatora

Leia mais

PROCESSO: 0135500-11.2004.5.01.0013 - RTOrd. Acórdão 10a Turma

PROCESSO: 0135500-11.2004.5.01.0013 - RTOrd. Acórdão 10a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gabinete Juiz Convocado 4 Av. Presidente Antonio Carlos, 251 6º Andar - Gab.52 Castelo Rio de Janeiro 20020-010 RJ

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Registro: 2014.000079XXXX ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº XXXXXX-XX.2011.8.26.0309, da Comarca de Jundiaí, em que é apelante VASSOURAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA.

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.514484/2015-14 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SALVADOR-CENTRO

Leia mais

Nº 0213000-12.2009.5.02.0059-10ª TURMA

Nº 0213000-12.2009.5.02.0059-10ª TURMA PROCESSO TRT/SP RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE RECORRIDO ORIGEM Nº 0213000-12.2009.5.02.0059-10ª TURMA : SINTHORESP SINDICATO DOS TRABALHADORES EM HOTÉIS, APART HOTÉIS, MOTÉIS, FLAT, RESTAURANTES, BARES,

Leia mais

TERMO DE AUDIÊNCIA S E N T E N Ç A

TERMO DE AUDIÊNCIA S E N T E N Ç A TERMO DE AUDIÊNCIA Aos 18 dias do mês de setembro de dois mil e nove, às 17h40, na sala de audiências desta 2ª Vara do Trabalho de Criciúma, SC, sob a titularidade do MM. Juiz do Trabalho Dr. JOSÉ LUCIO

Leia mais

1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA.

1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA. 1. PETIÇÃO INICIAL RECLAMAÇÃO TRABALHISTA. Fundamento legal: Art. 840 CLT Subsidiariamente: 282 do CPC. Partes: Reclamante (autor), Reclamada (ré). Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da ª Vara

Leia mais

Apresentou a reclamada defesa escrita (fls. 97/100), impugnando especificamente os pedidos contidos na petição inicial.

Apresentou a reclamada defesa escrita (fls. 97/100), impugnando especificamente os pedidos contidos na petição inicial. VISTOS ETC. CRISTIANO WEBER ANDRÉ, devidamente qualificado, ajuizou reclamação trabalhista em face de FRAS-LE S.A. em 27 de agosto de 2010, aduzindo ter sido admitida pela ré em 06/03/2006, na função de

Leia mais

agravante SINDICATO DOS PROFESSORES DE ENSINO SUPERIOR DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA

agravante SINDICATO DOS PROFESSORES DE ENSINO SUPERIOR DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de AGRAVO DE PETIÇÃO, provenientes da 18ª VARA DO TRABALHO DE CURITIBA, sendo agravante SINDICATO DOS PROFESSORES DE ENSINO SUPERIOR DE CURITIBA E REGIÃO

Leia mais

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Órgão : 6ª TURMA CÍVEL Classe : AGRAVO DE INSTRUMENTO N. Processo : 20140020089712AGI (0009027-50.2014.8.07.0000) Agravante(s)

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA EXAME DE ORDEM. Peça Treino 8

NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA EXAME DE ORDEM. Peça Treino 8 Peça Treino 8 Refrigeração Nacional, empresa de pequeno porte, contrata os serviços de um advogado em virtude de uma reclamação trabalhista movida pelo exempregado Sérgio Feres, ajuizada em 12.04.2013

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE(S): RECORRIDO(S): PEDRO RAIMUNDO XAVIER FUNDAÇÃO COMUNITÁRIA TRICORDIANA DE EDUCAÇÃO OS MESMOS EMENTA: JUSTIÇA GRATUITA. ENTIDADE FILANTRÓPICA. IMPOSSIBILIDADE. Tratando-se de pessoa jurídica,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS MANIFESTAÇÃO DO INSTITUTO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL - PRECLUSÃO ARTIGO 879, 3º, DA CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO Se o Instituto Nacional do Seguro Social, embora regularmente

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0012063-04.2013.8.19.0000 AGRAVANTE: MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO AGRAVADO: JULIANA SILVA DE OLIVEIRA RELATOR: Des. EDUARDO DE AZEVEDO PAIVA EMENTA AGRAVO DE INSTRUMENTO. FAZENDA

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-1315-06.2013.5.12.0016. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Tcb/Vb/cb/le

PROCESSO Nº TST-RR-1315-06.2013.5.12.0016. A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Tcb/Vb/cb/le A C Ó R D Ã O (8ª Turma) GMDMC/Tcb/Vb/cb/le RECURSO DE REVISTA. HORAS EXTRAS. REGISTRO DE PONTO POR EXCEÇÃO. PREVISÃO EM NORMA COLETIVA. INVALIDADE. Não há como se conferir validade à norma coletiva que

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-143700-45.2008.5.01.0343. A C Ó R D Ã O (3ª Turma) GMMGD/rmc/ef

PROCESSO Nº TST-RR-143700-45.2008.5.01.0343. A C Ó R D Ã O (3ª Turma) GMMGD/rmc/ef A C Ó R D Ã O (3ª Turma) GMMGD/rmc/ef AGRAVO DE INSTRUMENTO DO RECLAMANTE. RECURSO DE REVISTA. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA DO TRABALHO. INCLUSÃO DO NOME DO EMPREGADO EM LISTA DE RISCO. DANOS MORAIS. REFERÊNCIA

Leia mais

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE José, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, CTPS, PIS, residente e domiciliado na, vem, respeitosamente, perante V. Exa., por meio de seu advogado,

Leia mais

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO I) AÇÃO RESCISÓRIA ESTRUTURA DA AÇÃO RESCISÓRIA 1. Endereçamento

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.054.847 - RJ (2008/0099222-6) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO REPR. POR RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO LUIZ FUX : TEREZINHA FUNKLER : LÍDIA MARIA SCHIMMELS E OUTRO(S) : BANCO

Leia mais

Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região

Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região AGRAVANTE(S): AGRAVADO(S): AGROPECUARIA NOVA TRES PONTAS LTDA. UNIAO FEDERAL (FAZENDA NACIONAL) EMENTA: AUTOS DE INFRAÇÃO LAVRADOS POR AUDITOR FISCAL DO TRABALHO. PRESUNÇÃO DE VERACIDADE. Os autos de infração,

Leia mais

2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ 2ª TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ Processo nº 2007.70.50.015769-5 Relatora: Juíza Federal Andréia Castro Dias Recorrente: CLAUDIO LUIZ DA CUNHA Recorrida: UNIÃO FEDERAL

Leia mais

A C Ó R D Ã O Nº 70067495689 (Nº CNJ: 0434946-98.2015.8.21.7000) COMARCA DE PORTO ALEGRE AGRAVANTE LUIS FERNANDO MARTINS OLIVEIRA

A C Ó R D Ã O Nº 70067495689 (Nº CNJ: 0434946-98.2015.8.21.7000) COMARCA DE PORTO ALEGRE AGRAVANTE LUIS FERNANDO MARTINS OLIVEIRA AGRAVO DE INSTRUMENTO. MANDADO DE SEGURANÇA. SERVIDOR PÚBLICO. DELEGADO DE POLÍCIA. AFASTAMENTO PREVENTIVO DO CARGO. REQUISITOS PARA A MEDIDA LIMINAR. 1. A concessão de medida liminar em mandado de segurança

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE(S): RECORRIDO(S): SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA AUGUSTO SILVA EMENTA: ESTABILIDADE DECENAL. OPÇÃO PELO REGIME DO FGTS. PERÍODO ANTERIOR À OPÇÃO. INDENIZAÇÃO. DIREITO ADQUIRIDO. A opção pelo regime

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 673.231 - SP (2004/0111102-8) RELATOR : MINISTRO HAMILTON CARVALHIDO RECORRENTE : OCTET BRASIL LTDA ADVOGADO : CARLOS HENRIQUE SPESSOTO PERSOLI E OUTROS RECORRIDO : JONH GEORGE DE CARLE

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - CARLOS SIMÕES FONSECA 11 de dezembro de 2012

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - CARLOS SIMÕES FONSECA 11 de dezembro de 2012 ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - CARLOS SIMÕES FONSECA 11 de dezembro de 2012 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0902402-16.2012.8.08.0000 (048129002084) - SERRA - 4ª VARA

Leia mais

CERTIDÃO DE ACÓRDÃO. Processo nº 0000792-65.2011.5.15.0085 RO. Recurso Ordinário de decisão oriunda da VARA DO TRABALHO DE SALTO

CERTIDÃO DE ACÓRDÃO. Processo nº 0000792-65.2011.5.15.0085 RO. Recurso Ordinário de decisão oriunda da VARA DO TRABALHO DE SALTO 377 Processo nº 0000792-65.2011.5.15.0085 RO Autos recebidos do Relator e aguardando pauta em 12/12/2012. Edital de Pauta divulgado no DEJT em 15/02/2013, sendo o dia 18/02/2013 considerado como data de

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL Apelação Cível nº 2007.001.17272 Apelante 1: Milton de Oliveira Ferreira Apelantes 2: Kab Kalil Administração de Bens Ltda. e outro Apelados: os mesmos Relator:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 2ª Região

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 2ª Região PROCESSO TRT/SP Nº 0002803-60.2014.5.02.0041-3ª TURMA RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTES: 1. ANA FAUSTA DOS SANTOS RODRIGUES 2. CENTRO SALESIANO DE DESENVOLVIMENTO E PROFISSIONAL RECORRIDAS: AS MESMAS ORIGEM:

Leia mais

PROCESSO Nº 200351510156367 ORIGEM: SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO REQUERENTE: INSS REQUERIDO:

PROCESSO Nº 200351510156367 ORIGEM: SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO REQUERENTE: INSS REQUERIDO: PROCESSO Nº 200351510156367 ORIGEM: SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO REQUERENTE: INSS REQUERIDO: Paulo Roberto de Abreu RELATOR: HERMES SIEDLER DA CONCEIÇÃO JUNIOR RELATÓRIO O presente incidente de uniformização

Leia mais

PROCESSO: 0000108-40.2010.5.01.0482 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

PROCESSO: 0000108-40.2010.5.01.0482 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Multa de 40% do FGTS A multa em questão apenas é devida, nos termos da Constituição e da Lei nº 8.036/90, no caso de dispensa imotivada, e não em qualquer outro caso de extinção do contrato de trabalho,

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Pará BELÉM SECRETARIA 1ª CÂMARA CÍVEL ISOLADA ACÓRDÃO - DOC: 20160138558352 Nº 158029

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Pará BELÉM SECRETARIA 1ª CÂMARA CÍVEL ISOLADA ACÓRDÃO - DOC: 20160138558352 Nº 158029 ACÓRDÃO - DOC: Nº 158029 APELAÇÂO CÍVEL Nº RELATORA: DESA. Trata-se de apelação cível interposta por CONSTRUTORA LEAL MOREIRA LTDA. inconformada com a sentença prolatada pelo Juízo de Direito da 1ª Vara

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 1ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO fls. 1 Registro: 2014.0000358062 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1064890-68.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que são apelantes SEBASTIÃO MIGUEL MAÇON e NILZA

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais 1 Recurso Cível JEF: 2009.70.55.000196-1 Recorrente(s): CELSO BANG FIGUEREDO Recorrido(s): INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS Relator: Juiz Federal Leonardo Castanho Mendes RELATÓRIO Trata-se de

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR APELAÇÃO CÍVEL Nº 0489078-15.2012.8.19.0001 APELANTE: SKY BRASIL SERVIÇOS LTDA. APELADO: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RELATORA:

Leia mais

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3 DIREITO DO TRABALHO PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 Pedro ingressou com reclamação trabalhista contra o estado de São Paulo para ver reconhecido o vínculo de emprego entre ambos, ainda que não tenha havido prévia

Leia mais

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os presentes autos ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO GABINETE DO DES. SAULO HENRIQUES DE SÁ E BENEVIDES. ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2007.024438-7/001 7a Vara Cível da Capital. RELATOR :Des. Saulo Henriques de Sá e Benevides.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO 1 3ª VARA DO TRABALHO DE UBERLÂNDIA Processo 0001325-66.2012.503.0103 Recte PAULA DAIANE SILVA GONÇALVES Recdos - 1) ALGAR TECNOLOGIA E CONSULTORIA S/A 2) TEMPO SERVIÇOS LTDA AUDIÊNCIA DE JULGAMENTO Aos

Leia mais

Nº 0185200-97.2003.5.02.0033-10ª TURMA

Nº 0185200-97.2003.5.02.0033-10ª TURMA PROCESSO TRT/SP RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE RECORRIDO ORIGEM Nº 0185200-97.2003.5.02.0033-10ª TURMA : SINTHORESP SINDICATO DOS TRABALHADORES EM HOTÉIS, APART HOTÉIS, MOTÉIS, FLAT, RESTAURANTES, BARES,

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0001505-23.2011.5.01.0055 - RTOrd A C Ó R D Ã O 7ª Turma

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0001505-23.2011.5.01.0055 - RTOrd A C Ó R D Ã O 7ª Turma HORAS EXTRAS. CONTROLE DE PONTO. ESTABELECIMENTO COM MENOS DE 10 FUNCIONÁRIOS. Não possuindo a reclamada mais de 10 empregados, é do reclamante o ônus de comprovar a jornada indicada na inicial. Inteligência

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Rildo Albuquerque Mousinho de Brito Avenida Presidente Antonio Carlos 251-10º andar - Gab.17 Castelo Rio

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho 1 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL n 200.2008.034405-0/001 RELATOR: Juiz Aluízio Bezerra Filho (convocado em substituição

Leia mais