EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO"

Transcrição

1 EMPREENDEDORISMO DANIELA FREIRE COUTINHO ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLÓGO EM GESTAO FINANCEIRA FACULDADE NOVO MILENIO RESUMO: Este artigo contém citações de alguns dos mestres do empreendedorismo e também o detalhamento dos grupos de características comportamentais que um empreendedor deve possuir segundo eles. Também contém algumas informações sobre a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM 2008). PALAVRAS-CHAVE:: Empreendedor. Conhecimento. Inovação. A essência do empreendedorismo está na percepção e aproveitamento das novas oportunidades no âmbito dos negócios, sempre tem a ver com criar uma nova forma de uso dos recursos nacionais, em que eles sejam deslocados de seu emprego tradicional e sujeito as novas combinações. (SCHUMPETER, 1928) Conclui-se a partir desta citação que a inovação está diretamente ligada ao empreendedorismo.não é porque um produto foi desenvolvido para um determinado uso, que ele não pode ser inovado e usado de outras formas além das tradicionais já

2 existentes. O verdadeiro empreendedor não deixa de criar nunca, ele tem que estar sempre inovando e acompanhando o seu tempo. Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões. (FILION, 1991b) De acordo com a citação acima para ser um empreendedor a pessoa precisa sempre continuar desenvolvendo sua imaginação para no futuro por em prática seus planos. O empreendedor conclui suas idéias e as torna realidade através da analise das ameaças e oportunidades percebidas no presente tornando possível a criação de novos produtos e serviços. Um empreendedor é alguém que exerce controle sobre uma produção que não seja só para o seu consumo pessoal. De acordo com a minha definição, um executivo em uma unidade produtora de aço na União Soviética é um empreendedor. (MCCLELLAND,1971). Verifica-se que um empreendedor pode ser qualquer pessoa. Ele não produz ou cria um produto ou serviço somente pra si. Independente do local e da posição que ocupa dentro de uma empresa qualquer um pode ser um empreendedor. Os empreendedores possuem certas características que o fazem alcançar o sucesso desejado quando inicia seu negócio e a seguir veremos a descrição de cada conjunto e de suas respectivas características. Um dos pioneiros na abordagem acadêmica da teoria empreendedora pela visão mais comportamental, do que pela visão econômica foi psicólogo David McClelland. Ele estudou os motivos de ação do empreendedor e os conectou ao senso de poder e status dos indivíduos. Sendo assim pode ser difícil, mas não impossível que uma pessoa possua todas as características que um empreendedor necessita. Pois algumas destas características já nascem com ele e outras são adquiridas e aperfeiçoadas durante a sua vida, através de suas experiências de trabalho e no seu dia a dia.

3 McClleland (1972) tem sua teoria fundamentada na motivação psicológica, e resultou em um dos poucos instrumentos de coleta de dados que mensura as características comportamentais dos empreendedores. A partir daí ele dividiu os comportamentos empreendedores em três conjuntos: Realização, Poder e Planejamento. Conjunto de Realização: Nesse conjunto estão relacionados os valores que fundamentam as ações do empreendedor e que podem ser entendidos em termos de uma cultura organizacional; Características Busca de oportunidades e iniciativa Persistência Correr riscos calculados Exigência de qualidade e eficiência Comprometimento QUADRO 1 Características e Valores associados. Fonte: elaborado a partir de SEBRAE (1998). Valores Associados Sagacidade, Criatividade, Iniciativa Persistência Perspicácia, Ousadia Excelência Comprometimento A seguir temos a descrição de cada uma das características do quadro 1. - Busca de Oportunidades e Iniciativa: Capacidade de se antecipar aos fatos e criar novas oportunidades de negócios, desenvolver novos produtos e serviços, propor soluções inovadoras. Uma característica de coragem do empreendedor e encarar o desconhecido sem medo usando seu senso de oportunidade, algo que já nasce com você e que acho muito difícil de ensinar. - Persistência: Os empreendedores enfrentam os obstáculos decididamente, buscando o sucesso a todo custo, mantendo ou mudando as estratégias de acordo

4 com as situações. Buscam formas diferentes de alcançar os objetivos e continuam sua jornada quando muitos preferem desistir Você é o culpado pelo que ocorre com a sua empresa. O que faz a diferença é saber lidar com a derrota, aprender com os erros e começar todo o processo novamente. - Correr Riscos Calculados: Assumir desafios ou riscos moderados e responder pessoalmente por eles. É a característica que faz com que os empreendedores avaliem as alternativas antes da ação. Quem corre risco calculado são aquelas pessoas que não estão dispostas a inovar. - Exigência de Qualidade e Eficiência: Procurar fazer sempre e melhor, buscando satisfazer ou superar as expectativas de prazos e padrões de qualidade. Estão sempre insatisfeitos com o que fazem. Fazer algo de forma diferente e com mais eficiência do que era feito antes, pensando sempre na inovação. - Comprometimento: Fazer sacrifício pessoal ou dispender esforço extraordinário para completar uma tarefa; colaborar com os subordinados e até mesmo assumir o lugar deles para terminar um trabalho; se esmerar para manter os clientes satisfeitos. O comprometimento é a honra dos empreendedores que deixam de ter tempo livre para respirar 24 horas a sua empresa, não existindo mais para eles sábado, domingo e feriados. Sua empresa é sua prioridade. Conjunto de Poder: Mostra-nos as dimensões de poder que o empreendedor deve articular e controlar para viabilizar todos os recursos necessários a fim de alcançar seus objetivos.

5 Características Interesses Associados Independência e autoconfiança Autonomia, Controle, Determinação Persuasão e rede de contatos Recursos diversos, Influência QUADRO 2 Características e Interesses associados. Fonte: elaborado a partir de SEBRAE (1998). A seguir a descrição de cada uma das características do quadro 2. - Independência e Autoconfiança: É buscar autonomia em relação a normas e procedimentos; manter seu ponto de vista mesmo diante da oposição ou de resultados desanimadores; expressar confiança na sua própria capacidade de complementar uma tarefa difícil ou de enfrentar desafios. O empreendedor precisa confiar nele mesmo, mesmo que ninguém acredite. - Persuasão e Rede de Contatos: É uma forma de utilizar estratégias para influenciar ou persuadir os outros. Empreendedores de sucesso estão sempre em contato com o maior número de pessoas possível. Este tipo de ferramenta tem que ser usada com responsabilidade, pois basta apenas um deslize para que você perca toda a sua credibilidade e a sua rede de contatos fique abalada. Conjunto de Planejamento: Engloba as estratégias determinadas pelo empreendedor para transformar seus sonhos em realidade. Características Busca de informações Estabelecimento de metas Estratégias - Pesquisar - Investigar - Consultar - Estabelecer e Definir metas

6 Planejamento e monitoramento sistemáticos - Planejar - Revisar - Atualizar QUADRO 3 Características e Estratégias. Fonte: elaborado a partir de SEBRAE (1998). A seguir a descrição de cada uma das características do quadro 3. - Busca de Informações: Pesquisar pessoalmente informações de clientes, fornecedores e concorrentes; investigar como fabricar um produto ou fornecer um serviço e consultar especialistas para obter assessoria técnica ou comercial. Informação é poder. Não é possível tomar nenhuma decisão relevante com base no achismo é necessário muita pesquisa, investigação e consulta. - Estabelecimento de Metas: Estabelecer metas e objetivos que sejam desafiantes e que tenham significado pessoal; Além de definir metas de longo prazo, claras e específicas; Este é um dos principais diferenciais entre as pessoas que obtém o que desejam. Não adianta sonhar se você não consegue estabelecer, quantificar e verificar o resultado dos seus sonhos. - Planejamento e Monitoramento Sistemáticos: Planejar dividindo tarefas de grande porte em subtarefas com prazos definidos; Revisar constantemente seus planos; Manter registros financeiros utilizados para tomar decisões. De acordo com a pesquisa GEM 2008, seus resultados têm influenciado de modo positivo na formulação de políticas, programas e ações institucionais que visam apoiar o desenvolvimento da atividade empreendedora nos países, com o objetivo

7 de aprofundar constantemente o conhecimento e a compreensão do empreendedorismo por meio da produção de manutenção de dados, informações e indicadores que reflitam e elucidem a realidade empreendedora e os fatores intervenientes nessa dinâmica em cada país de forma comparativa. O Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP) é a instituição executora do projeto GEM no Brasil. E não tem medido esforços pra que a pesquisa ganhe maior reconhecimento entre as empresas públicas e privadas A nona edição da pesquisa no Brasil tem se consolidado como uma das mais importantes acerca dos estudos do empreendedorismo no país. Pois sua metodologia se aperfeiçoa a cada ano trazendo assim um novo olhar para o empreendedorismo no Brasil. O Brasil ocupou a 13º posição no ranking mundial de empreendedorismo realizado pela GEM em A taxa de Empreendedores em Estágio inicial (TEA) brasileira foi de 12%, o que significa que de cada 100 brasileiros em idade adulta (18 a 64 anos) 12 realizavam alguma atividade empreendedora até o momento da pesquisa. Pela primeira vez desde que a pesquisa foi feita no Brasil, o país ficou fora do grupo dos 10 países com as maiores taxas, o que se deu devido à alteração no conjunto de países que participam da pesquisa GEM O G-20 reuni importantes países industrializados e emergentes. Juntos esse países representam em média 90% do PIB e 80% do comércio internacional. Esse grupo representa ainda 81,24% do total de pessoas que empreendem no mundo. Os países do G-20 apresentam em média uma TEA de 8,4%, enquanto a média atual da pesquisa é de 10,5. O Brasil faz parte deste grupo e se destaca como o 3º maior empreendedor, o que reforça a alta capacidade de empreendedorismo no país. A taxa de empreendedorismo por oportunidade reflete o lado positivo da atividade empreendedora nos países, enquanto a taxa de empreendedorismo por necessidade se apresenta como ferramenta para o desenvolvimento. O Brasil possui 6,86% empreendedores por oportunidade para cada empreendedor por necessidade.

8 Ainda que a busca por orientação esteja mais presente entre os empreendedores nascentes, vale destacar que o alvo da busca por orientação ainda é concentrado em orientadores não profissionais, ou seja, parentes, amigos e cônjuges, além de outras pessoas nas quais são identificadas experiências compatíveis com as necessidades dos empreendimentos que se desejam criar. Ao analisarmos o sistema educacional em todos os seus níveis, percebemos que devido a recente inserção do ensino do empreendedorismo nas instituições educacionais, os empreendedores brasileiros têm buscado outros tipos de organizações para desenvolver suas atividades empreendedoras. Dentre as alternativas mais procuradas, estão as associações empresariais como câmaras de comercio, federações de indústrias, Sebrae, Senac, Senai e Sesc, dentre outras. O que demonstra que as instituições educacionais têm uma capacidade lenta e demorada para se adaptar as novas necessidades do mercado. O empreendedor é a força motora da prosperidade econômica ( Martins) REFERÊNCIAS CEFETPR c Disponível em: < Acesso em: 31 agosto 2009 DENISE DAVID c Disponível em: < > Acesso em: 20 agosto 2009 MATERIAL UTILIZADO NO CURSO. Disponível em: SLIDES enviados pela Prof. Rosany MARTINS, José Pio. Economista.

9

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio

EMPREENDEDORISMO. Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio EMPREENDEDORISMO Maria Alice Wernesbach Nascimento Rosany Scarpati Riguetti Administração Geral Faculdade Novo Milênio RESUMO: O trabalho visa abordar o que vem a ser empreendedorismo e iconoclastas, bem

Leia mais

Olhar ver entender aprender agir

Olhar ver entender aprender agir Empreendedorismo "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre o que você aprende, é tudo que realmente

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir,

EMPREENDEDORISMO. RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir, EMPREENDEDORISMO WESCLEY RANGEL ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: O presente artigo vem por meio de referenciais teóricos definir, caracterizar e por meio de citações

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com

Empreendedorismo. Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com Empreendedorismo Prof. Lucas Pacheco lucapachecos@hotmail.com "Olhar é uma coisa, ver o que se olha é outra, entender o que se vê é uma outra, aprender o que você entende é uma coisa a mais, mas agir sobre

Leia mais

DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil RESUMO

DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil RESUMO 1 DISCUSSÕES SOBRE JOVENS EMPREENDEDORES: um panorama teórico da situação atual no Brasil Willian Dela Rosa Canha FAFIJAN Jaiane Aparecida Pereira FAFIJAN/UEM RESUMO O presente estudo tem por objetivo

Leia mais

EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO

EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO EMPREENDEDORISMO GINA CELSO MONTEIRO RECEPUTE ROSANY SACARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: Este artigo tem como objetivo abordar o tema empreendedorismo, suas características,

Leia mais

O EMPREENDEDORISMO. SUAS PERCEPÇÕES, DIMENSÃO E DESENVOLVIMENTO NO BRASIL

O EMPREENDEDORISMO. SUAS PERCEPÇÕES, DIMENSÃO E DESENVOLVIMENTO NO BRASIL O EMPREENDEDORISMO. SUAS PERCEPÇÕES, DIMENSÃO E DESENVOLVIMENTO NO BRASIL JARDEL JAVARINI BONELI ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: Este artigo objetiva apresentar

Leia mais

O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS O PERFIL DO COLABORADOR PARTICIPATIVO RUBLINA PEREIRA DA ROCHA ROSANY SCARPATI RIGUETTI TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO: O texto apresenta uma questão que envolve

Leia mais

EMPREENDEDORISM O. CCE Características do Comportamento Empreendedor. Prof. Cícero Wilrison Alves Carneiro

EMPREENDEDORISM O. CCE Características do Comportamento Empreendedor. Prof. Cícero Wilrison Alves Carneiro EMPREENDEDORISM O CCE Características do Comportamento Empreendedor Prof. Cícero Wilrison Alves Carneiro Eng Mecânico e de Segurança do Trabalho Especialista em Gestão Empresarial 1. Estabelecimento de

Leia mais

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO

DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES E CARCTERISTICAS DO EMPREENDEDORISMO CIRLANNE TONOLI ROSANY SCARPATI RIGUETTI ADMINISTRAÇÃO GERAL FACULDADE NOVO MILÊNIO RESUMO:O texto tem como objetivo apresentar algumas características sobre

Leia mais

APOSTILA SOBRE TEORIA COMPORTAMENTAL EMPREENDEDORA. Versão 2007. Prof. Renato Neves Allemand

APOSTILA SOBRE TEORIA COMPORTAMENTAL EMPREENDEDORA. Versão 2007. Prof. Renato Neves Allemand APOSTILA SOBRE TEORIA COMPORTAMENTAL EMPREENDEDORA Versão 2007 Prof. Renato Neves Allemand SUMÁRIO Unidade 1 - Introdução 1.1. Introdução Unidade 2 - A teoria empreendedora de David McClelland (CCEs) 2.1.

Leia mais

Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a)

Empreendedorismo. Tópico 1 O (a) Empreendedor (a) Empreendedorismo Tópico 1 O (a) Empreendedor (a) Conteúdo 1. Objetivos do Encontro... 3 2. Introdução... 3 3. A formação do empreendedor... 3 4. Empreendedorismo nato ou desenvolvido?... 4 4.1 Características

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza

EMPREENDEDORISMO. Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza EMPREENDEDORISMO Curso: Ciências Contábeis Período: 3º Profª: Niceia Camila N. Fronza ORGANIZAÇÃO CONCEITO: A sociedade humana é feita de organizações que fornecem os meios para o atendimento de necessidades

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 01 Introdução ao Empreendedorismo. Cursos de Computação

Empreendedorismo. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 01 Introdução ao Empreendedorismo. Cursos de Computação Cursos de Computação Empreendedorismo Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 01 Introdução ao Empreendedorismo Referência: Slides do professor Jose Sergio Resende Casagrande A chave do Desenvolvimento Humano

Leia mais

Empreendedorismo Prof. Werther Serralheiro. O Processo de Empreender

Empreendedorismo Prof. Werther Serralheiro. O Processo de Empreender O Processo de Empreender Empreendedorismo Prof. Werther Serralheiro Engenheiro de Automação Mestrado em Gestão Estratégica Qual a função do Professor? Qual a função do Aluno? Construir num cartaz as conclusões

Leia mais

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS

planodenegocioapostilaempreendedorismo_exerc.doc Empreendedorismo EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS EXERCÍCIO DE NIVELAMENTO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Qual o conceito de empreendedor?...empreendedor é um indivíduo que imagina, desenvolve e realiza visões. Ele está sempre buscando novas idéias e criando

Leia mais

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE

ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE ASPECTOS PRINCIPAIS SOBRE EMPREENDEDORISMO Empreendedorismo A Administração da revolução O empreendedorismo é uma revolução silenciosa, que será para o século 21 mais do que a revolução industrial foi

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 2 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Introdução Conceitos básicos Riscos Tipos de

Leia mais

Como planejar a sua carreira profissional

Como planejar a sua carreira profissional 1 Como planejar a sua carreira profissional Normalmente, as crises e os momentos difíceis pelos quais todos nós vivenciamos, são excelentes momentos para repensarmos as nossas decisões e ações. Talvez

Leia mais

PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br

PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br PARTE VI ADMINISTRAÇÃO EMPREENDEDORA REFLEXÃO O que leva uma pessoa a ser empresário? A realidade de ser empresário. Nem tudo são flores, os espinhos sempre estão juntos... BRASIL Um país Empreendedor

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031

Centro Acadêmico Paulo Freire - CAPed Maceió - Alagoas - Brasil ISSN: 1981-3031 COORDENADOR PEDAGÓGICO E SUA IMPORTÂNCIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Polyana Marques Lima Rodrigues 1 poly90lima@hotmail.com Willams dos Santos Rodrigues Lima 2 willams.rodrigues@hotmail.com RESUMO

Leia mais

INTRODUÇÃO A ÃO O EMPREENDE

INTRODUÇÃO A ÃO O EMPREENDE INTRODUÇÃO AO EMPREENDEDORISMO Prof. Marcos Moreira Conceito O empreendedorismo se constitui em um conjunto de comportamentos e de hábitos que podem ser adquiridos, praticados e reforçados nos indivíduos,

Leia mais

Rede de Soluções Criativas(Exitosas?) em Gestão Pública das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES)

Rede de Soluções Criativas(Exitosas?) em Gestão Pública das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUB-SECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Rede de Soluções Criativas(Exitosas?) em Gestão Pública das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES)

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender

EMPREENDEDOR DE SUCESSO. Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Cassiano Bringhenti Gilda M. Friedlaender EMPREENDEDOR DE SUCESSO Histórico Definições Básicas Características Perfil Histórico O termo empreendedorismo teve sua origem na França

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS - faz as coisas antes de solicitado ou antes de ser forçado pelas circunstâncias; - age para expandir o negócio em novas áreas, produtos ou serviços; - aproveita

Leia mais

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta)

RELATÓRIO MESA DEVOLVER DESIGN (EXTENSÃO) Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa pronta) 1ª RODADA RELAÇÃO PRÁTICA E TEORIA Pouca teoria, muitas oficinas Matérias não suprem as necessidades de um designer Falta aplicação teórica (isso pode favorecer o aprendizado já que o aluno não tem a coisa

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC FACULDADE REGIONAL DE VISCONDE DO RIO BRANCO

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC FACULDADE REGIONAL DE VISCONDE DO RIO BRANCO UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS UNIPAC FACULDADE REGIONAL DE VISCONDE DO RIO BRANCO A importância do estudo do empreendedorismo nas instituições de ensino superior Visconde do Rio Branco 2007 2

Leia mais

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO

PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO 1 PLANEJAMENTO COMO PROCESSO ADMINISTRATIVO Aline Silva SANTOS 1 RGM 088607 Andressa Faustino da SILVA¹ RGM 089712 Diego Dias dos SANTOS¹ RGM 087266 Tatiane Gomes dos SANTOS¹ RGM 089204 Viviane Regina

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes

EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes EMPREENDEDORISMO: Características, tipos e habilidades. Prof. Dr. Osmar Manoel Nunes 1 Em análise de qualquer empreendimento encontram-se dois tipos de empreendedor: o que empreende em relação à oportunidade

Leia mais

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Curso/Habilitação: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Disciplina: Empreendimentos em Informática

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS.

O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. O IMPACTO DO ENSINO DE EMPREENDEDORISMO NA GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA : RESULTADOS E PERSPECTIVAS. Fernando Toledo Ferraz - ferraz@cybernet.com.br Departamento de Engenharia de Produção Myriam Eugênia R.

Leia mais

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível

21 sacadas para levar o seu negócio para o próximo nível Para quem é este livro? Este livro é para todas aquelas pessoas que fazem o que amam em seu trabalho mas não estão tendo o retorno que gostariam. Este mini guia com 21 sacadas é um resumo dos atendimentos

Leia mais

Gestão dos Pequenos Negócios

Gestão dos Pequenos Negócios Gestão dos Pequenos Negócios x Rangel Miranda Gerente Regional do Sebrae Porto Velho, RO, 20 de outubro de 2015 A Conjuntura Atual Queda na produção industrial Desemprego Alta dos juros Restrição ao crédito

Leia mais

Empreender. A chave para o sucesso profissional. José Dornelas. www.josedornelas.com. www.josedornelas.com

Empreender. A chave para o sucesso profissional. José Dornelas. www.josedornelas.com. www.josedornelas.com Empreender A chave para o sucesso profissional José Dornelas Empreendedorismo = Criar Empresa? SIM NÃO Por que empreendedorismo? Geração de emprego e renda Desenvolvimento econômico Desenvolvimento local

Leia mais

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS

A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 1 A METODOLOGIA DA PESQUISA DE MERCADOAPLICADA À PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Maria Lúcia Ribeiro Da COSTA 1 João Cezario Giglio MARQUES 2 RESUMO: O estudo e a pesquisa de mercado

Leia mais

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos

Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos Empreendedorismo: Perspectiva de Muitos e Sucesso de Poucos RESUMO Flávia Castro Este artigo tem como finalidade apresentar aos leitores uma breve reflexão sobre o fenômeno do empreendedorismo no Brasil

Leia mais

ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM SÃO PAULO MARÇO 2008

ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM SÃO PAULO MARÇO 2008 ASPECTOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA GEM V EGEPE SÃO PAULO MARÇO 2008 Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável do País através da melhoria constante da produtividade, da qualidade e da inovação

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-ALVO: Os Cursos Técnicos são destinados a todos que estão cursando o 2º ano ou já completaram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor

Leia mais

O que fazer com os resultados do meu QEMP?

O que fazer com os resultados do meu QEMP? Nome: Alex Carvalho Introdução A Clinton Education desenvolveu o QEMP (Quociente Empreendedor), uma ferramenta de avaliação autoadministrada que auxiliar empreendedores e intraempreendedores no entendimento

Leia mais

Etapas para a preparação de um plano de negócios

Etapas para a preparação de um plano de negócios 1 Centro Ensino Superior do Amapá Curso de Administração Disciplina: EMPREENDEDORISMO Turma: 5 ADN Professor: NAZARÉ DA SILVA DIAS FERRÃO Aluno: O PLANO DE NEGÓCIO A necessidade de um plano de negócio

Leia mais

Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região PLENÁRIA

Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região PLENÁRIA Conselho Regional de Biblioteconomia 7ª Região CRB 7ª PLENÁRIA Programação 18:00 às 19:30 Apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo CRB 7ª 19:30 às 20:30 Palestra Empreendedorismo e Intraempreendedorismo

Leia mais

Planejamento: Uma Visão Estratégica Compartilhada pela Liderança

Planejamento: Uma Visão Estratégica Compartilhada pela Liderança Planejamento: Uma Visão Estratégica Compartilhada pela Liderança José Maria Melim 1 Qual o Cenário mais provável para o nosso futuro? 2 Escolas falindo Cenário Futuro Fusão de Escolas Alianças Estratégicas

Leia mais

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng 2/44 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/44 Foto: Stock.Schng

Leia mais

Guia Rápido de. Empreendedorismo. Guia Rápido de. Empreendedorismo. Ipiranga. Ipiranga

Guia Rápido de. Empreendedorismo. Guia Rápido de. Empreendedorismo. Ipiranga. Ipiranga Guia Rápido de 1 O Guia Rápido de da FATEC foi desenvolvido como parte integrante das atividades da V Semana de Tecnologia da FATEC. Participaram da sua elaboração os alunos do 5º semestre do curso de

Leia mais

Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional. Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm.

Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional. Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm. Empreendedorismo: Fator Chave para o Êxito Profissional Prof. Marcio Cardoso Machado Material Baseado na apresentação do Adm. Alvaro Mello Conceito O empreendedorismo se constitui em um conjunto de comportamentos

Leia mais

O que é Empreendedorismo Fatos e Características

O que é Empreendedorismo Fatos e Características Administração Fatos e Características Empreendedorismo Prof. José Roberto Apresentação Prof. José Roberto Barbosa de Oliveira ( Jota Erre ) Formado em Administração Pós-Graduado em Finanças Mestrando em

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il.

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. EMPREENDEDORISMO Moreira, Alessandro Messias. M835e Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Avaliação por. competências Recursos Humanos

Avaliação por. competências Recursos Humanos Avaliação por competências Recursos Humanos Missão Promover ações de saúde, educação e assistência social Ampliar a presença do Seconci-SP como agente social, garantindo qualidade e eficiência no desenvolvimento

Leia mais

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve

Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve Plano de Negócios (PN): uma visão geral. O que é e para que serve 6 PLANO DE NEGÓCIOS (PN): UMA VISÃO GERAL. O QUE É E PARA QUE SERVE Objetivo específico - Ao concluir este módulo, você vai ser capaz de

Leia mais

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula

O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula O gerenciamento de pessoas e processos para cursos de engenharia: uma experiência de ensino em sala de aula Edimar Alves Barbosa (UFCG) - eab@cct.ufcg.edu.br Luciano Gomes de Azevedo (UFCG) - azevedo@dec.ufcg.edu.br

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: ELABORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE PROJETOS PEDAGÓGICOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM Resumo Gisele Gomes Avelar Bernardes- UEG 1 Compreendendo que a educação é o ponto chave

Leia mais

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento.

Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Atitude Empreendedora: Uma competência estratégica ao profissional de treinamento e desenvolvimento. Por PAULA FRANCO Diante de um cenário empresarial extremamente acirrado, possuir a competência atitude

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FATEC SENAI BH A Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte, credenciada pelo MEC pela Portaria n 1788 de 27 de maio de 2005 e despacho SEMTEC nº 311/2005, apresenta

Leia mais

Perfil do Empreendedor Rose Mary A. Lopes IP-USP

Perfil do Empreendedor Rose Mary A. Lopes IP-USP EMPREENDEDORISMO NO MUNDO HOJE Importância do impulso empreendedor: crescente número de PME s Na União Européia - 99,9% de 15,8 milhões de empresas privadas eram PME s, empregando 68 milhões de pessoas

Leia mais

A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE

A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE A ATUAÇÃO DE LÍDERES NA MOTIVAÇÃO DE COLABORADORES, MANTENDO A UNIÃO DA EQUIPE Augusto César de Aguiar CUÉLLAR 1 Victor Dutra MARTINS 2 Roberta Gomes CAVALCANTE 3 RESUMO: As empresas atualmente têm sofrido

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro I Curso Planejamento e Educação Financeira Uma parceria Órama e Dinheirama. Planejamento Financeiro Por Sandra Blanco Consultora de Investimentos da Órama, mais de anos de mercado,

Leia mais

MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS MERCER 360 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Ponto de Vista da Mercer A avaliação 360 é um elemento vital para o desenvolvimento da liderança e planejamento de talentos Identifica pontos fortes e áreas de desenvolvimento

Leia mais

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO Tema Anual: Startups no Rio de Janeiro. Objetivos Gerais: O objetivo principal deste projeto é avaliar o conhecimento teórico adquirido durante

Leia mais

Gestão escolar: Escolas enfrentarão cenário de competitividade cada vez maior

Gestão escolar: Escolas enfrentarão cenário de competitividade cada vez maior Gestão escolar: Escolas enfrentarão cenário de competitividade cada vez maior G estão escolar: não há diretor de qualquer instituição de ensino que não esteja às voltas com esta questão, hoje. Um cenário

Leia mais

Provocando atitudes POSITIVAS e PODEROSAS

Provocando atitudes POSITIVAS e PODEROSAS Provocando atitudes POSITIVAS e PODEROSAS Impactar e promover mudanças com ATITUDE PODEROSA, é minha missão. Para isso, é importante analisar profundamente o comportamento humano e assim atingir resultados

Leia mais

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS INTRODUÇÃO Como vai a qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa? Existem investimentos para melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos seus funcionários? Ações que promovem a qualidade

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM

BEM-VINDA!! WWW.BOLSADEIDEASDENEGOCIO.COM BEM-VINDA!! Meu nome é Ives Lopes e eu sou a autora deste guia 22 ideias de negócios para começar já. Vê essa foto? Sou eu em minha Esmalteria, a Eva Nail Club. Foi um sucesso enquanto durou, mas infelizmente

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

ATIVIDADE EMPREENDEDORA

ATIVIDADE EMPREENDEDORA ATIVIDADE EMPREENDEDORA Francisco Carlos Petrachi Gera Fransérgio Martins Lucas Menegheti Contini Orientadora: Profª. Ms. Silvia Alonso Y Alonso Bittar Cunha Resumo Embora o empreendedorismo seja um tema

Leia mais

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO 1 ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO CELINA APARECIDA ALMEIDA PEREIRA ABAR Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Brasil abarcaap@pucsp.br - VIRTUAL EDUCA 2003-1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Empreendedorismo. O perfil empreendedor

Empreendedorismo. O perfil empreendedor Empreendedorismo O perfil empreendedor Empreendedorismo O perfil empreendedor O Empreendedor É uma pessoa capaz de transformar um sonho, um problema ou uma oportunidade de negócios em uma solução viável.

Leia mais

INOVAÇÃO CRIATIVIDADE e OUSADIA. Fevereiro/2008

INOVAÇÃO CRIATIVIDADE e OUSADIA. Fevereiro/2008 INOVAÇÃO CRIATIVIDADE e OUSADIA Fevereiro/2008 Inovação De acordo com o Manual de Oslo, publicado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), e traduzido pela FINEP, inovação

Leia mais

Propriedade Intelectual da Simples Soluções Slide 0

Propriedade Intelectual da Simples Soluções Slide 0 Propriedade Intelectual da Simples Soluções Slide 0 Antes de começar, algumas informações de ordem administrativa... 1. Roteiro / Intervalos 2. Ligações Telefônicas (Celulares,...) 3. Questionário de Avaliação

Leia mais

UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo

UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo UNOCHAPECÓ Profª: Niceia Camila N. Fronza Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Empreendedorismo PLANO DE ENSINO Novo Contexto Educacional ENSINO X APRENDIZAGEM SEGUNDO LESSARD Novo Contexto Educacional

Leia mais

DESAFIOS. (Autor desconhecido)

DESAFIOS. (Autor desconhecido) QUEM É O EMPREENDEDOR? POR QUE SER EMPRESÁRIO? DEFINIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO O empreendedor é motivado pela autorealização, desejo de assumir responsabilidades e independência. Considera irresistível

Leia mais

Memorando Trabalho de Contratos Empresariais Profa. Paula A. Forgioni

Memorando Trabalho de Contratos Empresariais Profa. Paula A. Forgioni Memorando Trabalho de Contratos Empresariais Profa. Paula A. Forgioni Pressuposto: não é possível compreender o direito comercial de forma apartada da práxis, do dia-a-dia dos agentes econômicos; a observação

Leia mais

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza.

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza. PROGRAMA MASTER 72h MASTER 72h Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo é

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/senai-cetiqt/educacao/2014/07/1,40922/cursos-de-extensao-a-distancia.

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/senai-cetiqt/educacao/2014/07/1,40922/cursos-de-extensao-a-distancia. www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/senai-cetiqt/educacao/2014/07/1,40922/cursos-de-extensao-a-distancia.html Cursos de extensão a distância O SENAI CETIQT oferece

Leia mais

MULHER EMPREENDEDORA

MULHER EMPREENDEDORA MULHER EMPREENDEDORA Mara Angélica Schutze Voigt 1 Albertina de Souza Prust 2 Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI Curso Gestão Comercial (GCO 0070) Prática do Módulo II 13/05/2013 RESUMO

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: COMPROMISSOS E DESAFIOS Letícia Luana Claudino da Silva Discente de Psicologia da Universidade Federal de Campina Grande. Bolsista do Programa de Saúde. PET/Redes

Leia mais

Liderança Ciclo Motivacional Clima Organizacional Cultura Organizacional

Liderança Ciclo Motivacional Clima Organizacional Cultura Organizacional Clima Organizacional Cultura Organizacional Disciplina: Gestão de Pessoas Página: 1 Aula: 09 O líder pode ser definido como uma pessoa capaz de unir outras através de esforços combinados para atingir determinado

Leia mais

Proposta de Curso de Especialização em Gestão e Avaliação da Educação Profissional

Proposta de Curso de Especialização em Gestão e Avaliação da Educação Profissional Proposta de Curso de Especialização em Gestão e Avaliação da Educação Profissional A Educação Profissional analisada sob a ótica de sua gestão e de sua avaliação de modo a instrumentalizar gestores educacionais

Leia mais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais

Evolução da Disciplina. Modelo de Gestão CONTEXTUALIZAÇÃO. As Funções Gerenciais e as Mudanças. As Funções Gerenciais Evolução da Disciplina Modelos de Gestão Aula 1: Principais Modelos das Teorias da Administração Aula 2: Origem, Evolução, Classificação e Tipologia das Organizações Aula 3: Termos comuns às Organizações;

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula de Motivação Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Teorias da Motivação? As teorias sobre a motivação, que explicam desempenho das pessoas

Leia mais

A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA

A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA A empresa, o empresário rio e o empreendedor no contexto do moderno direito empresarial MARIA BERNADETE MIRANDA Direito Empresarial Direito Empresarial é um ramo do direito privado, que regula a atividade

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança Premium The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Jose Exemplo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança Premium The

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO - DIRETORIA Edição 1 Balneário Camboriú, novembro de 2014.

MANUAL DE INTEGRAÇÃO - DIRETORIA Edição 1 Balneário Camboriú, novembro de 2014. MANUAL DE INTEGRAÇÃO - DIRETORIA Edição 1 Balneário Camboriú, novembro de 2014. OBJETIVO O presente manual se destina a orientar a diretoria da ACIBALC, quanto à administração de suas pastas, o gerenciamento

Leia mais

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL

DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR. Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso ESPECIAL DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR DICIONÁRIO DO EMPREENDEDOR Tenha na ponta da língua os termos que não podem faltar no vocabulário de quem almeja alcançar o sucesso 54 TEXTO MARIA BEATRIZ VACCARI ARTE IVAN VOLPE

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Elton Orris Gestão Empresarial ênfase em Marketing FATEC Pós Graduação Gestão de Custos Faculdade Internacional de Curitiba

Elton Orris Gestão Empresarial ênfase em Marketing FATEC Pós Graduação Gestão de Custos Faculdade Internacional de Curitiba Elton Orris Gestão Empresarial ênfase em Marketing FATEC Pós Graduação Gestão de Custos Faculdade Internacional de Curitiba Gestor Empresarial Setor de Serviços Gestor de Projetos Setor de Serviços Curso

Leia mais

Profa. Cleide de Freitas. Unidade I PLANO DE NEGÓCIOS

Profa. Cleide de Freitas. Unidade I PLANO DE NEGÓCIOS Profa. Cleide de Freitas Unidade I PLANO DE NEGÓCIOS O que vamos ver hoje Ideias e Oportunidades Oportunidades x Experiência de mercado O que é um plano de negócios? Identificação e análise de oportunidades

Leia mais

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA O Fórum das universidades públicas participantes do PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA vem, por meio desta, defender

Leia mais

PASSO 5 DEFININDO AS METAS

PASSO 5 DEFININDO AS METAS PASSO 5 DEFININDO AS METAS Sem sonhos, a vida não tem brilho. Sem metas, os sonhos não têm alicerces. Sem prioridades, os sonhos não se tornam reais. AUGUSTO CURY A empresa tem que definir a posição que

Leia mais

Carla Cristina Ferreita Hammes (carlahammes@gmail.com, UNISOCIESC, Santa Catarina, Brasil)

Carla Cristina Ferreita Hammes (carlahammes@gmail.com, UNISOCIESC, Santa Catarina, Brasil) O desafio da integração do jovem empreendedor com a cultura das empresas locais The challenge of integrating young entrepreneurs with the culture of local businesses Carla Cristina Ferreita Hammes (carlahammes@gmail.com,

Leia mais